PROJETO ELABORADO EM PROCESSO DE COLABORAÇÃO PELAS UNIVERSIDADES DO CONSÓRCIO: UFAL, UFSC, UFRGS, UFCE, UFPA, UFMA, UEMA, UECE.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJETO ELABORADO EM PROCESSO DE COLABORAÇÃO PELAS UNIVERSIDADES DO CONSÓRCIO: UFAL, UFSC, UFRGS, UFCE, UFPA, UFMA, UEMA, UECE."

Transcrição

1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO A DISTÂNCIA EAD-ADM PROJETO POLÍTICOO PEDAGÓGICO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA Maceió, junho de 2006

2 PROJETO ELABORADO EM PROCESSO DE COLABORAÇÃO PELAS UNIVERSIDADES DO CONSÓRCIO: UFAL, UFSC, UFRGS, UFCE, UFPA, UFMA, UEMA, UECE. 2

3 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO : O CONTEXTO PARA A CRIAÇÃO DO CURSO 5 2. PROPOSTA CURRICULAR DO CURSO OBJETIVOS DO CURSO PÚBLICO-ALVO PROCESSO SELETIVO ESPECIAL 7 3. CONCEPÇÃO, DIRETRIZES, PRINCÍPIOS E DINÂMICA 8 ORGANIZACIONAL DO CURRÍCULO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A DISTÂNCIA 3.1. DIRETRIZES PARA FORMACÃO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO PRINCÍPIOS NORTEADORES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Princípios Epistemológicos Princípios Metodológicos Princípios Dinamizadores do Currículo O PROFISSIONAL DE ADMINISTRAÇÃO ORGANIZAÇÃO CURRICULAR DO CURSO ESTRUTURA CURRICULAR OPERACIONALIZAÇÃO DO CURSO Material Didático Encontros Presenciais MATRIZ CURRICULAR ÁREAS DE CONHECIMENTO E EMENTAS DISCIPLINAS ANO 1 PRIMEIRO MÓDULO DISCIPLINAS ANO 1 SEGUNDO MÓDULO DISCIPLINAS ANO 2 PRIMEIRO MÓDULO DISCIPLINAS ANO 2 SEGUNDO MÓDULO DISCIPLINAS ANO 3 PRIMEIRO MÓDULO DISCIPLINAS ANO 3 SEGUNDO MÓDULO DISCIPLINAS ANO 4 PRIMEIRO MÓDULO DISCIPLINAS ANO 4 SEGUNDO MÓDULO DISCIPLINAS ANO 5 PRIMEIRO MÓDULO O SISTEMA DE EAD PARA O CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA DE EAD Implementação da Rede Comunicacional Implantação dos Centros de Apoio Produção e Distribuição de Material Didático A TUTORIA NO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CONCEPÇÃO E CARACTERÍSTICAS ORGANIZAÇÃO DA TUTORIA Critérios de Seleção e Funções dos Coordenadores de Pólo (CP) e Tutores MEIOS UTILIZADOS NA TUTORIA O PROCESSO DE AVALIAÇÃO NO CONTEXTO DO PROJETO A AVALIAÇÂO DE APRENDIZAGEM NO CURSO DE 38 ADMINISTRAÇÃO A DISTÂNCIA/EAD-ADM 10. O PROCESSO DE GESTÃO E ATRIBUIÇÕES DE FUNÇÕES 40 3

4 10.1. COORDENADOR GERAL COORDENADOR DE TUTORIA COORDENADOR ADMINISTRATIVO-FINANCEIRO E 42 OPERACIONAL TÉCNICO DE AMBIENTE DE APRENDIZAGEM SECRETÁRIO ACADÊMICO PROFESSORES DA DISCIPLINA (PROFESSORES FORMADORES) Professores Docentes da FEAC COLEGIADO DO CURSO EAD-ADM CONDIÇÕES PARA VIABILIZAÇÃO DO PROJETO PÓLO ARQUITETURA DA PLATAFORMA PROPOSTA RECURSOS MATERIAIS CENTRO DE APOIO ESPAÇO FÍSICO PARA O EAD-ADM PARA O CENTRO DE APOIO RECURSOS FINANCEIROS CRONOGRAMA BIBLIOGRAFIA BÁSICA DO CURSO ORÇAMENTO 95 4

5 1. INTRODUÇÃO: O CONTEXTO PARA A CRIAÇÃO DO CURSO O Ministério de Educação, com a finalidade de atender à demanda das empresas estatais em termos de qualificação dos seus servidores públicos, propõe, em parceria com 17 (dezessete) instituições de ensino superior e apoio do Banco Brasil, a criação de um Curso de Graduação em Administração, na modalidade a distância. Dentre essas instituições, encontra-se a Universidade Federal de Alagoas (UFAL), em razão da sua larga experiência na educação a distância. A opção por essa modalidade se deve não só à necessidade de se atender estudantes residentes em regiões que não possuem instituições de ensino superior, mas também profissionais em serviço que necessitam formação em nível universitário. O Governo Federal tem como uma de suas políticas a ampliação do acesso ao ensino superior, incluindo-se aí a formação dos servidores públicos. O Curso de Administração é um dos escolhidos tendo-se em vista a sua importância pela formação de agentes de mudança, sobretudo no processo de desenvolvimento socioeconômico do país. As Universidades que participarão do Consórcio para o oferecimento do Curso de Administração possuem experiência em EAD, o que lhes possibilita procederem à adequação necessária às especificidades de cada uma em termos de infra-estrutura, de sistema de educação a distância, incluindo-se aí o material didático, os ambientes de aprendizagem, o sistema de tutoria e avaliação. A Universidade Federal de Alagoas foi pioneira em Alagoas em oferecimento de Curso de Graduação a Distância. Em 1996, visando à formação dos professores da rede pública que atuam nas séries iniciais do Ensino Fundamental, criou o Curso de licenciatura em Pedagogia, que foi também o primeiro Curso de Graduação a Distância a ser reconhecido pelo MEC em Alagoas. Como resultado dessa iniciativa foi constituído o Núcleo Temático de Educação a Distância (NEAD/CEDU/UFAL), através da Resolução n 01/98 do Conselho do Centro de Educação, um órgão de caráter científico destinado ao ensino, à pesquisa e à extensão no âmbito das questões referentes à Educação a Distância. Nesses dez anos de existência esse Núcleo desenvolveu uma competência teóricometodológica a respeito da modalidade a distância, o que lhe credenciou para assessorar e preparar equipes de outras instituições do estado para a capacitação de professores da rede pública. Após esses anos de experiência, o Núcleo está presente nas grandes micro-regiões do Estado, em especial aquelas que apresentaram maior carência de formação, estando no momento com 5 pólos, abrangendo 26 municípios e mais de mil alunos. 5

6 Essa experiência no desenvolvimento da educação a distância foi um dos critérios da escolha da UFAL, pelo MEC e pela direção do Banco do Brasil, para o desenvolvimento do Curso de Administração a Distância. O Curso de Graduação em Administração, modalidade a distância, será oferecido em outros Estados, onde as universidades públicas locais assumiram a implantação e implementação do mesmo. Para tanto, conservou-se a mesma formatação teórica, metodológica e organizacional, incluindo o material didático. Para o desenvolvimento deste Curso, que ofertará 500 (quinhentas) vagas para o Estado de Alagoas, abrangendo 3 regiões, está sendo construída uma parceria da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEAC), NEAD/CEDU e Instituto de Computação para que tanto as dimensões teórico-metodológicas das diferentes áreas de conhecimento, quanto à dimensão ligada à organização de um sistema de EAD sejam desenvolvidas com a qualidade que um Curso de uma universidade pública de qualidade requer. Esta parceria oportunizará, também, a criação e a consolidação de mais um grupo da UFAL, de professores e técnicos, especialistas na modalidade a distância. Assim, o NEAD- ADM possibilitará num futuro próximo a oferta de outros Cursos na área de Administração, inclusive fortalecendo o processo de interiorização da UFAL. Para a construção da proposta curricular e a organização do sistema de EAD para o oferecimento do Curso de Administração a Distância, as dezessete Universidades convidadas pelo MEC para a experiência piloto vem se reunindo desde 2005, intensificando o movimento a partir de O resultado desse esforço coletivo é apresentado nos itens deste projeto a seguir. 2. PROPOSTA CURRICULAR DO CURSO 2.1. OBJETIVOS DO CURSO Gerais: Formar agentes de mudança capazes de se configurarem catalisadoras no processo de desenvolvimento socioeconômico; Oportunizar condições para o desenvolvimento da criatividade, do espírito crítico e da capacidade de absorção de novos conhecimentos pelos alunos; Possibilitar conhecimentos teórico-práticos que permitam desenvolver visão estratégica dos negócios, referenciada em um compromisso ético de construção de uma sociedade justa. 6

7 Específicos: No campo organizacional, espera-se que o aluno seja capaz de desenvolver ações que promova o equilíbrio entre os objetivos organizacionais, suas disponibilidades e os interesses e necessidades dos trabalhadores; Na área financeira, espera-se que os alunos desenvolvam a capacidade para analisar a conjuntura sócio-política-econômica e avaliar os riscos inerentes às condições de sobrevivência institucional; Na área de produção, o profissional deve ser capaz de projetar os sistemas produtivos e os mecanismos de provisão de recursos para sua implantação, verificando sua viabilidade; Na área de estudos governamentais, o aluno deve ser capaz de conhecer os processos de formação e de desenvolvimento do Estado em sua inserção no processo mais amplo da formação social; No campo da administração privada, o aluno deve ser capaz de aplicar os conhecimentos em pequenos, médios e grandes ambientes empresariais PÚBLICO ALVO O público-alvo está estimado em 350 (trezentos e cinquenta) funcionários do Banco do Brasil e 150 (cento e cinquenta) demandantes sociais. Esses, por sua vez, devem ser portadores de certificado de Ensino Médio e ter acesso às regiões pólos onde serão oferecidos os Cursos. Os 500 (quinhentos alunos) alunos estarão divididos em: 250 (duzentos e cinqüenta) no Pólo de Maceió, 100 (cem) no Pólo de Porto Calvo e 150 (cento e cinqüenta) no Pólo de Santana de Ipanema. Os alunos deverão ter os seguintes conhecimentos: Conhecimento básico de informática (edição de textos e sistema de arquivos e pastas); Saber enviar e receber , inclusive com anexos; Conhecimento em navegação na Internet PROCESSO SELETIVO ESPECIAL O processo seletivo será especial, pois não obedecerá o calendário do vestibular regular e abrangerá conhecimentos das áreas de Português e Matemática. 7

8 3. CONCEPÇÃO, DIRETRIZES, PRINCÍPIOS E DINÂMICA ORGANIZACIONAL DO CURRÍCULO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A DISTÂNCIA O currículo do Curso de Administração, modalidade educação a distância, é compreendido na acepção de Silva (1996:162) que, contrapondo-se às concepções que percebem o currículo como coisa ou como idéia, considera-o como produção que se estabelece através de relação entre pessoas. O currículo é aquilo que os professores e os estudantes fazem com as coisas e também aquilo que as coisas que são feitas fazem aos seus autores [...] Nós fazemos o currículo e o currículo nos faz. Neder (1999) afirma que, quando o currículo é considerado apenas uma listagem de conhecimentos-coisas que todos os indivíduos devem saber para serem considerados escolarizados, deixa-se de lado uma questão fundamental, apontada por Apple (1989): o encobrimento das realidades do poder e do conflito que fornecem as condições para a existência de qualquer currículo. Quem é o nós que decide que uma reunião particular de conhecimentos é apropriado?, pergunta Apple (1989). Que conjuntos de suposições sociais e ideológicas definem o conhecimento de alguns grupos como legítimo enquanto o conhecimento de outros não é nunca oficialmente transmitido? Como a distribuição, produção e controle de conhecimentos estão relacionados às estruturas de desigualdade na sociedade mais ampla? (1989:46) Como produção social, segue Apple (1989), o currículo não pode ser entendido de uma forma positivista, isto é, é preciso percebê-lo relacionalmente, como tendo adquirido significado a partir das conexões que ele tem com as complexas configurações de dominação e subordinação, na nação como um todo, em cada região ou em cada escola individualmente. Não é apenas o conteúdo curricular que deve ser observado, sua forma e o modo pelo qual ele é organizado também merecem atenção. Tanto o conteúdo quanto a forma, afirma Apple (1989), são construções ideológicas. O currículo escolar não molda, inexoravelmente, o estudante, como afirma Apple (1989). Possui também um poder calcado em suas próprias formas culturais. Por esta razão, é possível pensar o currículo como um conjunto de significados que pode ser trabalhado na perspectiva de desafio às relações de dominação e exploração na sociedade DIRETRIZES PARA FORMACÃO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A proposta metodológica adotada neste Curso deverá considerar as seguintes diretrizes: Nortear a concepção, criação e produção dos conhecimentos a serem trabalhados no Curso, de forma a que contemplem e integrem os tipos de saberes hoje reconhecidos como essenciais às sociedades do Século XXI: os fundamentos teóricos e princípios básicos dos campos de conhecimento; as técnicas, práticas e fazeres deles decorrentes; o desenvolvimento das aptidões sociais ligadas ao convívio ético e responsável; 8

9 Promover permanente instrumentalização dos recursos humanos envolvidos no domínio dos códigos de informação e comunicação, bem como suas respectivas tecnologias, além de estimular o desenvolvimento do pensamento autônomo, curiosidade e criatividade; Selecionar temas e conteúdos que reflitam, prioritariamente, os contextos das realidades vividas pelos públicos-alvos, nos diferentes espaços de trabalho e também nas esferas local e regional; Adotar um enfoque pluralista no tratamento dos temas e conteúdos, recusando posicionamentos unilaterais, normativos ou doutrinários; Nortear as atividades avaliativas da aprendizagem, segundo uma concepção que resgate e revalorize a avaliação enquanto informação e tomada de consciência de problemas e dificuldades, com o fim de resolvê-los, para estimular e orientar a autoavaliação. Em síntese, as diretrizes desse Curso devem oportunizar uma formação que privilegie tanto a dimensão profissional quanto a dimensão política, buscando-se: Formação técnica científica condizente com as exigências que o mundo do trabalho contemporâneo impõe; Formação ético-humanística que a formação do cidadão requer PRINCÍPIOS NORTEADORES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Princípios Epistemológicos Dimensão epistemológica: que diz respeito à escolha e aos recortes teóricometodológicos das áreas e disciplinas ligadas às ciências que integram o currículo das séries iniciais; Dimensão profissionalizante: que, implicando a primeira, diz respeito aos suportes teórico-práticos que possibilitam uma compreensão do fazer do administrador em todas suas relações sócio-político,cultural e nas perspectivas da moral e da ética. Tendo em vista essas duas dimensões, o currículo do Curso de Administração sustenta-se em três grandes núcleos de estudos, a saber: Núcleo de Estudos de Formação Básica; Núcleo de Estudos de Formação Profissional e de Ciência Aplicada à Administração; e o Núcleo de Estudos de Formação Complementar Princípios Metodológicos Tendo presente que o currículo do Curso deve incorporar a compreensão de que o próprio currículo e o próprio conhecimento devem ser vistos como construções e produtos de relações sociais particulares e históricas e, ainda, que deve ser orientado numa perspectiva crítica onde ação-reflexão-ação se coloquem como atitude que possibilite ultrapassar o conhecimento de senso comum, três conceitos são escolhidos para servir não só de elo entre as diferentes áreas e os diferentes núcleos de conhecimento, mas também de fio condutor para base metodológica do Curso, a saber: 9

10 HISTORICIDADE é vista como característica das ciências. Através desse conceito esperase que o aluno perceba que o conhecimento se desenvolve, é construído, num determinado contexto histórico/social/cultural e, por isso mesmo, sujeito às suas determinações. O desenvolvimento do conhecimento, por ser processual, não possui a limitação de início e fim, consubstanciando-se num continuum em que avanços e retrocessos se determinam e são determinados pelas condições histórico-culturais em que as ciências são construídas; CONSTRUÇÃO é outro conceito que perpassa todas as áreas e núcleos de conhecimento do Curso, para que o aluno reforce sua compreensão de que, se os conhecimentos são históricos e determinados, eles são resultado de um processo de construção que se estabelece no e do conjunto de relações homem/homem, homem/natureza e homem/cultura. Essas relações, por serem construídas num contexto histórico e culturalmente determinado, jamais serão lineares e homogêneas e que ele, aluno deve se embuir do firme propósito de transformar-se num profissional que não só aplica conhecimentos, mas também que produz conhecimentos; DIVERSIDADE é importante que o aluno compreenda como as diferentes abordagens determinam posicionamentos político na ação administrativa Princípios Dinamizadores do Currículo Os princípios dinamizadores do currículo do Curso são decorrentes não só das abordagens epistemológica e metodológica do Curso, mas também do fato de que os alunos terão uma abordagem teórica-prática dos conteúdos trabalhados. A adoção desse princípio implica uma dinâmica curricular que torne o vivido pensado e o pensado vivido, com a incorporação, no processo de formação acadêmica, da experiência profissional ou das práticas vividas pelos alunos, a dialeticidade entre o desenvolvimento teórico das disciplinas e sua construção pela prática; ou seja, a reflexão teórica e a prática estarão presentes de forma dialetizada na experiência da formação profissional. Essa direção metodológica implica inter-relações epistemológicas, em que a construção integradora do conhecimento põe-se como princípio também fundamental no desenvolvimento do Curso, buscando-se o reconhecimento da autonomia relativa de cada área de conhecimento e a necessária dialogicidade na busca do conhecimento da realidade educacional. Na busca de contribuir, também, com as perspectivas acima apresentadas, há no currículo do Curso a proposição de Seminários Temáticos que são apresentados pelos alunos como resultado de estudos e pesquisas desenvolvidos ao longo de cada semestre, impulsionando os alunos a um processo de reflexão sobre questões ligadas à administração. Os seminários temáticos, além de fazerem parte da estrutura curricular do Curso como um dos elementos centrais do processo de acompanhamento e avaliação do aluno, servem de elemento motivador para o desenvolvimento de processos de pesquisa no cotidiano das práticas de administração pelos alunos. Eles são sempre precedidos de planejamento 10

11 específico, podendo incluir modalidades diversas de trabalho: GTs, oficinas, conferências, palestras, etc., devendo ser acompanhando por colegas de Curso, tutores, professores e aberto a público interessado em geral. Como o Curso de Administração será desenvolvido na modalidade a distância, outros princípios se colocam como fundamentais na construção curricular: INTERAÇÃO; AUTONOMIA; TRABALHO COOPERATIVO; INTER e TRANSDICIPLINARIDADE; INVESTIGAÇÃO; RELAÇÃO TEORIA e PRÁTICA; FLEXIBILIDADE; DIALOGICIDADE O PROFISSIONAL DE ADMINISTRAÇÃO O desenvolvimento de uma sociedade mais justa, com melhor distribuição de renda e permanente geração de empregos, é conseqüência de uma serie de fatores econômicos, sociais e políticos, entre ou tros, sendo, sem sombra de dúvida, de suma importância, as práticas de organização e administração do trabalho adotadas nesta sociedade no decorrer deste processo de desenvolvimento, tanto na área pública quanto na área privada. O espaço reservado aos Cursos de Administração como conseqüência das afirmações feitas acima, é de grande importância, na medida em que são responsáveis pela formação de agentes de mudança, elementos centrais no processo de desenvolvimento socioeconômico, capazes mesmo, de se configurarem como agentes catalisadores deste desenvolvimento. Em ambientes onde as mudanças ocorrem permanentemente e em grande velocidade, caracterizado ainda pela escassez de recursos e pelo alto nível de competitividade exigido pela sociedade contemporânea. O profissional responsável pela condução das organizações - sejam elas industriais, comerciais, de serviços ou de caráter publico (tanto da administração direta quanto indireta) - necessita, antes de tudo, desenvolver sua criatividade, espírito critico e capacidade de absorção de novos conhecimentos. Aliada a esta "personalidade dinâmica e flexível" - traço essencial na garantia de um bom desempenho do profissional da gerencia - é preciso ainda que o Administrador desenvolva uma "visão estratégica dos negócios", o que pode ser obtido a partir do estudo sistemático e aprofundado das diversas áreas de ação no campo da administração e da integração destas áreas em termos de conhecimento conceitual e analítico. Deste modo, independente dos conhecimentos "comportamentais" e "de contexto", exige-se do Administrador, o domínio das principais técnicas gerenciais nos campos organizacional, de seus "recursos" humanos, financeiros, de produção e mercado e de gestão pública, 11

12 evidentemente referenciadas em um compromisso ético com a construção de uma sociedade justa. No campo organizacional e de seus recursos espera-se que o administrador seja capaz de promover o equilíbrio entre os objetivos organizacionais, suas disponibilidades e os interesses e necessidades dos trabalhadores. Para tal, exige-se que o administrador seja capaz de pensar novas formas de organização (tanto nos seus aspectos estruturais como nos funcionais), compatíveis com um ambiente em que a participação no processo decisório e a crescente responsabilidade das empresas com o desenvolvimento humano parecem constituir-se em condições essenciais para a obtenção de sucesso. Na área financeira, que se destaca não apenas por sua especificidade, mas principal mente por sua crescente centralidade, espera-se do administrador que possua capacidade para analisar a conjuntura político-sócio-econômica e avaliar os riscos inerentes as condições de sobrevivência institucional e de novos investimentos, caracterizando-se ainda pelo desenvolvimento de uma ação conjugada com outras áreas (no cálculo de custos e riscos envolvidos no desenvolvimento de seus projetos) e em outros aspectos como: diversificação, controle de mercado, fusões, incorporações, etc., além evidentemente, da supervisão e processamento da informação contábil. Na área de produção cabe-lhe propor modelos operacionais que levem a consecução dos objetivos empresariais, bem como criar os sistemas de controle necessários. Ou seja, deve ser um profissional capaz de projetar os sistemas produtivos e os mecanismos de provisão de recursos para sua implantação e verificar a viabilidade, ou não, desta produção. Quanto ao mercado, o administrador precisa saber analisar a mesma conjuntura político-sócioeconômica, desenvolvendo pesquisas e estudos de mercado, bem como supervisionar ou atuar nas áreas de desenvolvimento e gerência de produtos, distribuição, publicidade e vendas. Na área de estudos governamentais, e imprescindível que o administrador seja capaz de conhecer os processos de formação e desenvolvimento do Estado em sua inserção no processo mais amplo da formação social, bem como a lógica e os procedimentos das ações administrativas governamentais, seja na área financeira e orçamentária, seja no processo de formulação e avaliação de políticas públicas em geral, não apenas de modo a cuidar da "coisa pública" de modo eficiente, mas também responsável, permitindo, assim, a manutenção de relações harmônicas entre o setor público e o privado, no âmbito das responsabilidades sociais do Estado. Destaque-se ainda, a necessidade de se garantir, no campo da administração "privada", que o conjunto de informações de cunho profissional se caracterize, não pela possibilidade de capacitar o indivíduo, como um técnico capaz apenas de aplicar estes conhecimentos em grandes ambientes empresariais; mas principalmente como elemento fundamental na profissionalização e transformação de pequenas e médias empresas nacionais, grandes geradoras de emprego e renda do país e absolutamente carentes de uma mão-de-obra de qualidade, capaz de conduzi-ias ao patamar de eficiência e qualidade exigidas por uma economia globalizada, altamente competitiva. 12

13 Tendo-se comoo base as diretrizes, os princípios e a definição anterior a respeito do profissional da administração, é apresentada a seguir a organização curricular do Curso. 4. ORGANIZAÇÃO CURRICULAR DO CURSO O currículo do Curso de Administração, na modalidade a distância, tem como pressuposto a concepção de educação contínua e permanente que possa ser oferecida pelas instituições educativas de forma aberta, sem restrições exclusões ou privilégios. Assim, pressupõe que o aluno tenha um instrumento próprio de aprendizagem, possuindo um método ou designer para organizar os conteúdos e aprendê-los, organizar sua própria aprendizagem, recorrendo a múltiplas vias e fontes de saber, sendo capaz de empregar, adequadamente, o potencial educativo da comunidade onde está inserido. (LANDIM, 1997, apud CIRGILIANO, 1983: p. 45) Desta forma, foi organizado a partir de grandes áreas, possibilitando pensar e construir o currículo num constante ir-e-vir, num vir-a-ser em que todos os sujeitos e componentes envolvidos participam da sua materialização, relacionando-se e determinando-se mutuamente. (LANDIM, 1997, apud CIRGILIANO,1983: p. 45) Figura 1 Organização do Currículo do Curso de Administração a Distância 13

14 Estes três núcleos são essenciais ao Curso de Graduação em Administração, uma vez que englobam a formação conceitual, profissional e complementar. É importante ressaltar que a aprendizagem humana está intrinsecamente relacionada com a associação de conhecimentos já aprendidos com conhecimentos novos. Trata-se de ter claramente definidas as dimensões educativas para que a relação educativa ocorra de forma a favorecer o processo comunicativo exigido para as ações realizadas na modalidade presencial ou a distância. A combinação das três áreas temáticas (Estudos de Formação Básica, Estudos de Formação Profissionais e de Ciência aplicada a Administração e o Núcleo de Estudos de Formação Complementar) com as duas dimensões (epistemológica e metodológica e a dimensão política) leva a construção de uma matriz combinando as áreas de ensino e pesquisa com os objetivos do Curso permitindo, assim, a definição de grandes áreas de conhecimento a serem abordadas, servindo assim de base conceitual para propostas concretas de métodos e conteúdos curriculares ESTRUTURA CURRÍCULAR O Curso de Graduação em Administração tem sua integralização proposta em h./aula, conforme estabelecido pela Lei de Diretrizes e Bases, permitirá a diplomação dos estudantes, após o cumprimento das exigências da presente proposta curricular, num prazo mínimo de 4 anos e meio. A proposta curricular está dividida em áreas, distribuídas em 3 grandes núcleos. De acordo com a concepção curricular, as áreas se interconectam de forma que, em cada área, o estudante terá contato com as diferentes abordagens curriculares, privilegiando as diferentes formações. As áreas relativas à informática básica, metodologia da pesquisa e o TCC serão tratadas ao longo do Curso de forma transversal. A organização curricular desse Curso terá a seguinte estrutura: Organização em módulos; Períodos semestrais; Período de duração do Curso 4 anos e meio. Para o desenvolvimento da estrutura curricular serão organizados, dentre outros, os seguintes recursos didáticos: Módulos impressos por áreas de conhecimento; Ambiente Virtual de Aprendizagem; Encontros Presenciais; Estudos a distância; Sistema de Acompanhamento (tutoria local e a distância). 14

15 4.2. OPERACIONALIZAÇÃO DO CURSO O Curso prevê o uso combinado de material impresso (disponibilizado na plataforma) e recursos interativos do ambiente virtual de aprendizagem (AVA), de forma a facilitar a comunicação a distância entre alunos, tutores e coordenadores, favorecendo o acompanhamento permanente, a troca de experiências e a realização das atividades acadêmicas. No AVA, os alunos terão acesso as seguintes ferramentas interativas: atividades de acompanhamento, acesso à biblioteca do Curso, chats, tira-dúvidas para suportes técnico e pedagógico, unidades de aprendizagem com os conteúdos do Curso, fóruns de discussão temáticos, troca de mensagens e mural de avisos. A interação entre os participantes do Curso será através da Internet. Serão enviados materiais impressos, fitas de vídeo, CDs e DVDs interativos como materiais de suporte para cada um dos pólos. Em todos os blocos semestrais ocorrerão momentos presenciais. Os momentos presenciais com os professores responsáveis dar-se-ão no início e final de cada bloco. A tutoria se dará também em momentos presenciais, com encontros com os alunos nos pólos, além do acompanhamento pelos professores responsáveis via web. Os alunos contarão também com a assessoria do Coordenador de Pólo, presencialmente nos pólos. De uma forma geral, o Curso terá uma distribuição de momentos presenciais e não presenciais, promovendo a interação como forma e meio principal para o desenvolvimento da aprendizagem. O aluno, ao se matricular, receberá um Guia Geral, que conterá explicações sobre a execução do Curso. Este Guia oferecerá orientação ao aluno sobre seus direitos e obrigações e as responsabilidades das pessoas envolvidas no Curso. No início de cada bloco semestral, os alunos receberão o Guia de Atividade (GA) que objetiva definir as particularidades de cada bloco e de cada disciplina para sua execução. Contém os planos de ensino, cronograma de atividades (datas e horários dos encontros presenciais com professores das disciplinas, datas das avaliações e momentos de comunicação síncrona), indicação dos materiais impressos a serem utilizados e das páginas das disciplinas, indicação dos vídeos, exercícios de auto-avaliação, bibliografia, sugestões para complemento ou aprofundamento, entre outros assuntos relacionados às disciplinas. Estas informações farão parte do guia de atividades, bem como informações gerais sobre o módulo. O guia terá capítulos específicos para cada disciplina do mesmo. A partir do primeiro encontro iniciam os trabalhos de orientação por disciplina pelo professor e tutores responsáveis por ela. Cada tutor terá os encontros presenciais com os seus alunos proporcionais à carga horária da disciplina. A jornada de trabalho da tutoria será de 20 horas semanais e sua presença nos laboratórios dos pólos será em horários fixos que facilitem aos alunos os acessos aos equipamentos e orientações sobre os conteúdos das disciplinas do módulo. 15

16 Os alunos terão um treinamento inicial com os meios necessários para o acompanhamento do Curso, para romper as barreiras de acesso e se familiarizarem com o novo sistema de ensino. Participarão deste treinamento os professores, tutores e coordenadores. Os conteúdos não serão os únicos conhecimentos construídos, mas especialmente as estratégias de aprendizagem, que servem de base e recursos para outras aprendizagens menos específicas ao Curso. Os estudos serão independentes e terão como referência básica o material impresso e o ambiente virtual de aprendizagem. A instituição disponibilizará aos estudantes: um pólo com infra-estrutura técnica e pedagógica. Este pólo será utilizado para as atividades presenciais e como base de apoio para os estudos durante todo o Curso. A interação entre o professor (seja o professor responsável ou o tutor) e aluno é fundamental em um Curso dessa natureza. Ela se dará através de Ambientes Virtuais de Interações Verbais - AVIV (síncrona), através de correio eletrônico e murais virtuais (assíncrona) e encontros presenciais em cada um dos pólos, além de comunicação via telefone e fax. Os AVIV representarão os momentos de contato à distância entre professor-aluno e aluno-aluno, estabelecendo-se debates entre as partes envolvidas, dando dinâmica ao Curso. O correio eletrônico e os murais virtuais representam canais permanentes entre o professor e o aluno e os alunos entre si. O aluno terá à sua disposição um laboratório com computadores em rede com acesso à Internet. Esses laboratórios estarão presentes em cada um dos pólos a fim de atender aos alunos, para apoio aos tutores, para aulas presenciais e para os professores manterem os conteúdos das disciplinas, bem como para se comunicarem com os alunos (através de correio eletrônico e conversas em salas virtuais). Todo o desenvolvimento do Curso será executado em módulos semestrais, com avaliações constantes do trabalho didático-pedagógico, conforme o programa da disciplina Material Didático O material didático do Curso utilizará diversas mídias, dentre as quais podemos destacar: material impresso; hipertextos; vídeos; áudios; material concreto para os laboratórios; ambiente web específico; biblioteca virtual; entre outros. O uso de materiais do tipo impresso será uma alternativa para o uso neste Curso. Está prevista, também, a confecção de livros para as disciplinas, que conterão não somente o conteúdo da disciplina, mas, também, exercícios e orientações para os alunos. Entretanto, diversos outros materiais deverão ser adotados em todas as disciplinas. Essa diversidade busca motivar o aluno a se tornar mais autônomo, dando-lhe diferentes possibilidades de avançar em suas descobertas e buscar suas próprias respostas para a aprendizagem do conteúdo trabalhado. Cada pólo será dotado de uma biblioteca física, com livros e vídeos e de um laboratório de informática. 16

17 Encontros Presenciais No início das atividades de cada disciplina ocorrerão encontros presenciais com os professores e os alunos e que servirão para oferecer a visão geral do processo de desenvolvimento do Curso. Neste momento, haverá entrega dos materiais didáticos do semestre bem como exploração das atividades de estudo e pesquisa, visando principalmente orientações quanto aos seminários temáticos. No final das atividades de cada disciplina ocorrerão novos encontros presenciais entre os professores e alunos. Neste momento, haverá a conclusão da disciplina e do aprendizado, ocorrendo também o fechamento do processo de avaliação. Estes encontros serão realizados preferencialmente aos sábados e domingos para viabilizar a presença dos alunos que trabalham durante a semana. Os seminários temáticos, com uma carga horária de 90 h., serão desenvolvidos com a seguinte perspectiva: 74 horas são destinadas às áreas de conhecimento de formação básica, como Sociologia, Antropologia e Psicologia, Filosofia, etc. e, ainda, aos estudos e desenvolvimento das pesquisas no desenvolvimento dos semestres letivos. Em cada semestre será proposto um tema de pesquisa relacionado ás áreas estudadas, com o objetivo de aprofundamento de conteúdo e a garantia da relação teoria-prática. O aluno o desenvolverá concomitantemente aos estudos do semestre; 16 horas serão presenciais, preferencialmente aos finais de semana, e ocorrerão ao final do semestre. Nestas 16 horas presenciais, serão desenvolvidas três atividades essenciais relativos ao módulo desenvolvido: a) palestras, mesas redonda, seminários que abordem em forma de síntese os conteúdos das áreas de formação básica; b) apresentação dos resultados das pesquisas temáticas, seja através de comunicações orais seja através da apresentação de banners; e c) avaliação escrita, englobando todos os conteúdos de todas as áreas trabalhadas no semestre. Esses momentos presenciais ao final dos semestres letivos permitirão também atividades culturais e de socialização entre alunos, professores e tutores. 17

18 5. ESTRUTURA CURRICULAR 1º ANO Ano / Módulos Créditos Carga Horária Ano 1 Módulo Educação a Distância Administração (Introdução e Teorias) Ciência Política Seminário Temático I: - Sociologia - Apresentação de atividades 6 90 Ano 1 Módulo Organização, Sistemas e Métodos (OSM) Processo Decisório Matemática Seminário Temático II: Filosofia - Apresentação de atividades Totais Créditos/Horas Ano

19 2º ANO Ano / Módulos Créditos Carga Horária Ano 2 Módulo Direito Administrativo Contabilidade (Geral e Gerencial) Economia (Introdução) Seminário Temático III: - Psicologia - Apresentação de atividades 6 90 Ano 2 Módulo Estatística Aplicada à Administração Sistemas de Informação Matemática Financeira Administração Pública Seminário Temático IV: Antropologia - Apresentação de atividades Totais Créditos/Horas Ano

20 3º Ano Ano / Módulos Créditos Carga Horária Ano 3 Módulo Economia (Micro e Macro) Planejamento (Teorias e Modelos) Administração Financeira e Orçamentária Seminário Temático V: Responsabilidade Social Corporativa e Terceiro Setor - Apresentação de atividades Ano 3 Módulo Gestão de Pessoas Marketing Seminário Temático VI: Gestão Ambiental e Sustentabilidade - Apresentação de atividades Totais Créditos/Horas Ano

EMENTAS. ANO 1 Módulo 1

EMENTAS. ANO 1 Módulo 1 Curso de Bacharelado em Administração EAD EMENTAS ANO 1 Módulo 1 Educação a Distância 60 horas 4 créditos Fundamentos da EAD. Organização de sistemas de EAD: processo de comunicação, processo de tutoria,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR EaD_UAB ADMINISTRACAO Documentação: Objetivo: Titulação: Diplomado em: Resolução 011/CEG/2007, de 06 de junho de 2007 O Curso de Administração da Universidade Federal de Santa Catarina têm como objetivo

Leia mais

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 1º SEMESTRE 7ECO003 ECONOMIA DE EMPRESAS I Organização econômica e problemas econômicos. Demanda, oferta e elasticidade. Teoria do consumidor. Teoria da produção e da firma, estruturas e regulamento de

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2010.2 A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INFORMÁTICA APLICADA À... 4 02 MATEMÁTICA APLICADA À I... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 04 PSICOLOGIA... 5 05

Leia mais

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72 Matriz Curricular do Curso de Administração 2015.1 1ª Fase CÓDIGO DISCIPLINAS PRÉ- REQUISITOS CRED ADM001 Interpretação e Produção de Textos - ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Fase Cód. Disciplina I Matriz Curricular vigente a partir de 2012/1 Prérequisito s Carga Horária

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

FACE ADM-EAD PROJETO POLÍTICO-PEDAGÓGICO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA

FACE ADM-EAD PROJETO POLÍTICO-PEDAGÓGICO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA FACE ADM-EAD Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade, Ciência da Informação e Documentação Centro de Educação a Distância Coordenação do Curso de Graduação em Administração

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1º SEMESTRE

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1º SEMESTRE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1º SEMESTRE DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO Ementa: Identificar os elementos básicos das organizações: recursos, objetivos e decisões. Desenvolver

Leia mais

BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES

BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES Bacharelados Interdisciplinares (BIs) e similares são programas de formação em nível de graduação de natureza geral, que conduzem a diploma, organizados por grandes áreas

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Matriz Curricular vigente a partir de 2010/1 Fase Cód. Disciplina Carga Horária Prérequisitos

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO. 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos

ADMINISTRAÇÃO. 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos ADMINISTRAÇÃO 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Administração PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos Máximo = 8 anos 2. HISTÓRICO DO CURSO

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Matemática I 1º PERÍODO Matrizes e sistemas lineares. Funções: lineares, afins quadráticas,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO - MODALIDADE À DISTÂNCIA SELEÇÃO DE TUTORES A Universidade Federal

Leia mais

Ementário do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial

Ementário do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial 01 ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS I EMENTA: Introdução à administração de recursos humanos; orçamento de pessoal; processo de recrutamento e seleção de pessoal; processo de treinamento e desenvolvimento

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.672 DE 06 DE MARÇO DE 2008

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.672 DE 06 DE MARÇO DE 2008 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.672 DE 06 DE MARÇO DE 2008 Homologa o Parecer nº 013/2008-CEG que aprova o Projeto Político

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO SUPERIOR DE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2014 Atualizado em 6 de junho de 2014 pela Assessoria de

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 16/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Fase Cód. I

Leia mais

UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG

UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING MÓDULO I 304101 FUNDAMENTOS DE MARKETING Fundamentos do Marketing. Processo de Marketing.

Leia mais

DISCIPLINAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES:

DISCIPLINAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES: DISCIPLINAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES: A Teoria das Organizações em seu contexto histórico. Conceitos fundamentais. Abordagens contemporâneas da teoria e temas emergentes. Balanço crítico. Fornecer aos mestrandos

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Matemática I CURSO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º PERÍODO Matrizes e sistemas lineares. Funções: lineares, afins quadráticas, exponenciais

Leia mais

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 01 - ADMINISTRAÇÃO Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à Administração. Antecedentes históricos da Administração. Escolas de Administração. Administração e suas perspectivas. Variáveis

Leia mais

FACULDADE PASCHOAL DANTAS

FACULDADE PASCHOAL DANTAS FACULDADE PASCHOAL DANTAS PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO ÊNFASE GESTÃO DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SÃO PAULO - SP NOVEMBRO DE 2008 ÍNDICE 1. Visão e Missão da FPD...3 2. ORGANIZAÇÃO

Leia mais

Resolução 038/2001 CONSEPE

Resolução 038/2001 CONSEPE Resolução 038/2001 CONSEPE Aprova as normas de funcionamento do Curso de Administração do Centro de Ciências da Administração CCA/ESAG. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Logística Empresarial

Curso Superior de Tecnologia em Logística Empresarial PRIMEIRA FASE 01 CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL I Funções, gráficos e aplicações; cálculo diferencial e aplicações; funções de duas ou mais variáveis: derivadas parciais e aplicações; aplicação computacional

Leia mais

ANUNCIAM A ABERTURA DA SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO HUMANO, EDUCAÇÃO E INCLUSÃO ESCOLAR

ANUNCIAM A ABERTURA DA SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO HUMANO, EDUCAÇÃO E INCLUSÃO ESCOLAR Universidade de Brasília UnB Instituto de Psicologia IP Departamento de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento PED Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde PG-PDS ANUNCIAM

Leia mais

Informações sobre o Curso de Administração

Informações sobre o Curso de Administração Objetivo Geral do Curso: Informações sobre o Curso de Administração Prover a sociedade de profissional dotado de senso crítico e comportamento ético-profissional qualificado. Um Administrador criativo,

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Concepção do Curso de Administração A organização curricular do curso oferece respostas às exigências impostas pela profissão do administrador, exigindo daqueles que integram a instituição

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: BACHARELADO SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁXIMO = 07 (SETE)

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) CIÊNCIAS CONTÁBEIS CIÊNCIAS CONTÁBEIS COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO A leitura como vínculo leitor/texto, através da subjetividade contextual, de atividades

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Fase Cód. I II Matriz Curricular vigente a partir de 2010-1 Disciplina Prérequisitos Carga

Leia mais

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1. TURNOS: Matutino ou Noturno Campus de Maringá Noturno Campus de Cianorte HABILITAÇÃO: Bacharelado em Ciências Contábeis GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Ciências Contábeis PRAZO PARA CONCLUSÃO:

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO SUPERIOR DE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2014 Atualizado em 6 de junho de 2014 pela Assessoria

Leia mais

Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04

Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 01 - ADMINISTRAÇÃO Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à Administração. Antecedentes históricos da Administração. Escolas de Administração. Administração e suas perspectivas. Variáveis

Leia mais

DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL

DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL EMENTA DAS DISCIPLINAS 1º Período GADM 7712-TGA - TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO (4.0.0) 4 Introdução; Antecedentes Históricos;

Leia mais

FATEC EaD TECNOLOGIA EM GESTÃO EMPRESARIAL PROJETO INTERDISCIPLINAR SÃO PAULO 2014

FATEC EaD TECNOLOGIA EM GESTÃO EMPRESARIAL PROJETO INTERDISCIPLINAR SÃO PAULO 2014 1 FATEC EaD TECNOLOGIA EM GESTÃO EMPRESARIAL PROJETO INTERDISCIPLINAR SÃO PAULO 2014 2 Sumário 1. Introdução... 3 2. Finalidade do Projeto Interdisciplinar... 3 3. Disciplinas Contempladas... 4 4. Material

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Identificação do Curso Nome do Curso: Sistemas de Informação Titulação: Bacharelado Modalidade de ensino: Presencial

Leia mais

a importância de formar profissionais para atuar nos campos de trabalho emergentes na área;

a importância de formar profissionais para atuar nos campos de trabalho emergentes na área; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n. 66/ 2012 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Computação, Licenciatura

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Graduação Tecnológica em Marketing Porto alegre, 2011 1 1. Objetivos do Curso O projeto do curso, através de sua estrutura curricular, está organizado em módulos, com certificações

Leia mais

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Turno: MATUTINO/NOTURNO Matutino Currículo nº 8 Noturno Currículo nº 8 Reconhecido pelo Decreto n 83.799, de 30.07.79, D.O.U. de 31.07.79 Renovação de Reconhecimento Decreto

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS, BACHARELADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das Disposições Gerais O estágio

Leia mais

LOGÍSTICA EMENTAS DO CURSO

LOGÍSTICA EMENTAS DO CURSO LOGÍSTICA EMENTAS DO CURSO 1º P TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO ORAL E ESCRITA Técnicas de leitura, interpretação e produção de textos, expressão oral e apresentação de trabalhos acadêmicos, argumentação científica.

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO 1º SEMESTRE Administração Aplicada ao Meio Ambiente Ementa: Gestão ambiental e desenvolvimento sustentável. Compromisso dos indivíduos e das

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL 1 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2013.1 Atualizado em 7 de agosto BRUSQUE de 2013 pela Assessoria (SC) de Desenvolvimento 2013 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 3 01 INTRODUÇÃO

Leia mais

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Empreendedora

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Empreendedora Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Empreendedora - TGE 2005-2 Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Empreendedora 1 DADOS LEGAIS: Reconhecido pela

Leia mais

ARTES VISUAIS EAD APRESENTAÇÃO

ARTES VISUAIS EAD APRESENTAÇÃO ARTES VISUAIS EAD O curso de Licenciatura em Artes Visuais, ofertado na modalidade aberta e a distância, está vinculado ao Centro de Artes-CA da Universidade Federal do Espírito Santo-UFES. Com carga horária

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Marketing e Vendas

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Marketing e Vendas DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão de Marketing e Vendas 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRICULO PLENO 1.ª SÉRIE CÓDIGO DISCIPLINAS TEOR PRÁT CHA PRÉ-REQUISITO

MATRIZ CURRICULAR CURRICULO PLENO 1.ª SÉRIE CÓDIGO DISCIPLINAS TEOR PRÁT CHA PRÉ-REQUISITO MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁXIMO

Leia mais

Descritivo de Curso Pós-graduação

Descritivo de Curso Pós-graduação Descritivo de Curso Pós-graduação MBA Executivo em Gestão de Projetos Feira de Santana 2011 SENAI Serviço Nacional De Aprendizagem Industrial Departamento Regional da Bahia Rua Edístio Pondé, 342, STIEP

Leia mais

EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL

EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL EDA 1601 - INGLÊS INSTRUMENTAL I (2.0.0)2 English for Specific Purposes": introdução. Leitura e compreensão de texto: estratégias de leitura. Organização e partes

Leia mais

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL CURSO DE SERVIÇO SOCIAL Turno: INTEGRAL Currículo nº Reconhecido pelo Decreto Federal n 8.1, de 16.10.78, D.O.U. nº198 de 17.10.78. Renovação de Reconhecimento Decreto Est. nº. 106, de 1.0.11 DOE nº 85

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.638, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.638, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.638, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura

Leia mais

Currículo nº2 DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL

Currículo nº2 DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL CURSO DE SERVIÇO SOCIAL Turno: INTEGRAL Currículo nº2 Reconhecido pelo Decreto Federal n 82.413, de 16.10.78, D.O.U. nº198 de 17.10.78. Renovação de Reconhecimento Decreto Est. nº. 1064, de 13.04.11 DOE

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 64/2011 Altera a Resolução nº. 57/2007 do CONSEPE, que aprova o Projeto Político-Pedagógico

Leia mais

CURRÍCULO MATRIZ CURRICULAR

CURRÍCULO MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO MATRIZ CURRICULAR Matriz em implantação a partir de 2009, publicada em 24.12.2008 em vigor para a 1ª, 2ª e 3ª Séries 1ª Série Carga/Horária Economia 72 Fundamentos de Direito Aplicado à Administração

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR CENECISTA DE FARROUPILHA Mantido pela Campanha Nacional de Escolas da Comunidade

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR CENECISTA DE FARROUPILHA Mantido pela Campanha Nacional de Escolas da Comunidade MANUAL DE ESTÁGIO Curso de PEDAGOGIA S U M Á R I O 1. Apresentação... 03 2. Proposta de Estágio... 03 3. Aspectos legais... 04 4. Objetivo Geral... 04 5. Campo de Estágio... 05 6. Modalidades de Estágio...

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Estratégica de Negócios tem por objetivo desenvolver a

Leia mais

DIRETRIZES GERAIS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PEDAGOGIA

DIRETRIZES GERAIS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PEDAGOGIA DIRETRIZES GERAIS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PEDAGOGIA INTRODUÇÃO O Estágio Curricular foi criado pela Lei 6.494, de 7 de dezembro de 1977 e regulamentado pelo Decreto 87.497, de 18 de agosto

Leia mais

Currículo: 2003/1. Créd. Teóricos Créd. Práticos 1 ADM.0086.00-9 Evolução dos Modelos de Gestão

Currículo: 2003/1. Créd. Teóricos Créd. Práticos 1 ADM.0086.00-9 Evolução dos Modelos de Gestão 19//15 11:5 Centro de Ciências Sociais Aplicadas Curso: 5 Administração (Matutino) Currículo: 3/1 1 ADM.86.-9 Evolução dos Modelos de Gestão Ementa: Conceitos básicos e histórico da Administração. Escolas

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE S (ÁREA: GESTÃO) TECNÓLOGO SERIADO ANUAL - NOTURNO 3 (TRÊS) ANOS LETIVOS Integralização:A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso março 2011. ESPM Unidade Porto Alegre. Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS.

MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso março 2011. ESPM Unidade Porto Alegre. Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. MANUAL DO CANDIDATO Ingresso março 2011 ESPM Unidade Porto Alegre Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. Informações: Central de Candidatos: (51) 3218-1400 Segunda a sexta-feira 9h00

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE. Curso: Licenciatura em Educação Física Projeto Pedagógico

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE. Curso: Licenciatura em Educação Física Projeto Pedagógico UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE Curso: Licenciatura em Educação Física Projeto Pedagógico Ingressantes em 2007 Dados: Sigla: Licenciatura em Educação Física Área: Biológicas

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS NÚCLEO COMUM

GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS NÚCLEO COMUM GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS NÚCLEO COMUM DISCIPLINA: Gestão de Pessoas EMENTA: O sistema clássico de estruturação da gestão de recursos humanos e suas limitações: recrutamento e seleção, treinamento

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 128/2014- COU/UNICENTRO. DISPOSITIVOS DO PROJETO PEDAGÓGICO APROVADO POR ESTA RESOLUÇÃO, ESTÃO ALTERADOS PELA RESOLUÇÃO Nº 26/2009-COU/UNICENTRO.

Leia mais

RESOLUÇÃO. Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogadas as disposições contrárias. Campinas, 16 de novembro de 2004.

RESOLUÇÃO. Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogadas as disposições contrárias. Campinas, 16 de novembro de 2004. RESOLUÇÃO CONSEAcc CPS 3 /2004 APROVA AS EMENTAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE CAMPINAS, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Presidente do Conselho Acadêmico por Câmpus CONSEAcc, do câmpus de Campinas,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, BACHARELADO Administração LFE em Administração de Empresas Administração LFE em Análise de Sistemas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 72/2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Sistemas de Informação, modalidade

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2009.1A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ADMINISTRAÇÃO... 4 02 CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA I... 4 03 MATEMÁTICA... 4 04 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 05 NOÇÕES

Leia mais

O Curso de Administração da ESAG. Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2

O Curso de Administração da ESAG. Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2 O Curso de Administração da ESAG Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2 Missão da ESAG A ESAG tem por missão realizar o ensino, a pesquisa, a extensão, de modo articulado, a fim de contribuir na formação

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013 MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁXIMO

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 8, DE 7 DE MAIO DE 2004. (*)

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 8, DE 7 DE MAIO DE 2004. (*) CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 8, DE 7 DE MAIO DE 2004. (*) Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação em Psicologia. O Presidente

Leia mais

Padrões de Competências para o Cargo de Coordenador Pedagógico

Padrões de Competências para o Cargo de Coordenador Pedagógico Padrões de Competências para o Cargo de Coordenador Pedagógico O Coordenador Pedagógico é o profissional que, na Escola, possui o importante papel de desenvolver e articular ações pedagógicas que viabilizem

Leia mais

Projeto Pedagógico do Curso

Projeto Pedagógico do Curso Projeto Pedagógico do Curso Fundamentação Diretrizes curriculares do MEC Diretrizes curriculares da SBC Carta de Princípios da UNICAP Projeto Pedagógico Institucional da UNICAP Diretrizes Curriculares

Leia mais

PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DE COLABORADORES PQC ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR MÓDULO 1: GESTÃO ACADÊMICA DE IES

PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DE COLABORADORES PQC ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR MÓDULO 1: GESTÃO ACADÊMICA DE IES MÓDULO 1: GESTÃO ACADÊMICA DE IES Educação Superior no Brasil: cenários e tendências Conceitos e concepções de universidade; aspectos históricos da educação superior no Brasil; a reforma da educação superior

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Modalidade: Educação a Distância 1. HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Administração PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos Máximo = 6 anos 2. HISTÓRICO

Leia mais

Curso de Especialização e Atualização em Finanças Corporativas, Controladoria e Economia. Master in Corporate Finance, Controllership and Economics

Curso de Especialização e Atualização em Finanças Corporativas, Controladoria e Economia. Master in Corporate Finance, Controllership and Economics Curso de Especialização e Atualização em Finanças Corporativas, Controladoria e Economia Master in Corporate Finance, Controllership and Economics A ESCOLA DE ECONOMIA DE SÃO PAULO FGV/EESP Sempre em acordo

Leia mais

ANEXO 01. CURSO: Ciências Contábeis - UFRJ SELEÇÃO DE DOCENTES

ANEXO 01. CURSO: Ciências Contábeis - UFRJ SELEÇÃO DE DOCENTES ANEXO 01 CURSO: Ciências Contábeis - UFRJ SELEÇÃO DE DOCENTES DISCIPLINA/FUNÇÃO PROGRAMA/ATIVIDADES PERFIL DOS CANDIDATOS 1 2 3 4 de Custos Intermediária Introdução à Adm e Comp Organizacional Economia

Leia mais

BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE

BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE ANO II Nº 003 Editado pela Secretaria Geral das FIPAR Faculdades Integradas de Paranaíba FIPAR Paranaíba, 08 de agosto de 2008. AVISO DE PUBLICAÇÃO E ADEQUAÇÃO DE MATRIZ

Leia mais

Apresentação da FAMA

Apresentação da FAMA Pós-Graduação Lato Sensu CURSO DE ESPECIIALIIZAÇÃO 432 horras/aulla Coordenação Geral: Eng. Jacob Gribbler 1 Apresentação da FAMA A FAMA nasceu como conseqüência do espírito inovador e criador que há mais

Leia mais

MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado)

MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado) MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado) Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições Abertas Turma 14 (Nova) -->Início Confirmado:05/07/2013 Mercados dinâmicos têm imposto desafios crescentes para as empresas:

Leia mais

Bacharelado em Serviço Social

Bacharelado em Serviço Social Informações gerais: Bacharelado em Serviço Social Duração do curso: 04 anos (08 semestres) Horário: Vespertino e Noturno Número de vagas: 300 vagas anuais Coordenador do Curso: Profª Ms. Eniziê Paiva Weyne

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE ENGENHARIA DE SOFTWARE, BACHARELADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das disposições gerais O presente

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO PARA TUTORES - PCAT

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO PARA TUTORES - PCAT 1 RESOLUÇÃO CONSU 2015 04 de 14/04/2015 PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO PARA TUTORES - PCAT Campus Virtual 2 A. JUSTIFICATIVA A vida universitária tem correspondido a um período cada vez mais

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO SUPERIOR 1 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) Atualizado em 15 de janeiro de 2015 pela 2015 Assessoria

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

Catálogo do Curso de Especialização em Educação Ambiental com Ênfase em Espaços Educadores Sustentáveis

Catálogo do Curso de Especialização em Educação Ambiental com Ênfase em Espaços Educadores Sustentáveis Catálogo do Curso de Especialização em Educação Ambiental com Ênfase em Espaços Educadores Sustentáveis 1. Dados Gerais 1. Área Temática: Educação Ambiental 2. Nome do curso: Educação Ambiental com Ênfase

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Sem. CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS I II III IV V VI VI I Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC FLORIANÓPOLIS

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC FLORIANÓPOLIS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC FLORIANÓPOLIS PORTARIA DE CREDENCIAMENTO DA FACULDADE Portaria Nº 3.544 de 13 de dezembro de 2002, publicada no DOU em 16 de dezembro de 2002. Diretor da Faculdade: José Carlos

Leia mais

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE FUNCIONÁRIOS - PDF ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR - EMENTAS

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE FUNCIONÁRIOS - PDF ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR - EMENTAS MÓDULO 1: GESTÃO ACADÊMICA DE IES Educação Superior no Brasil: cenários e tendências Conceitos e concepções de universidade; aspectos históricos da educação superior no Brasil; a reforma da educação superior

Leia mais

MBA em Marketing Estratégico

MBA em Marketing Estratégico MBA em Marketing Estratégico Início em 28 de setembro de 2015 Aulas as segundas e quartas, das 19h às 22h Valor do curso: R$ 21.600,00 À vista com desconto: R$ 20.520,00 Consultar planos de parcelamento.

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 6 ANEXO II METODOLOGIAS (A) CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 7 A) Metodologias utilizadas no Curso de Administração, bacharelado: a) Aulas Expositivas, Fórum de Debates, Dinâmica de Grupo, Seminários, Estudos de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO - CEPEAD CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO - CEPEAD CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO - CEPEAD CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA ADMINISTRAÇÃO: ENSINO E PESQUISA - grade curricular 2015-2016

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO NÃO OBRIGATÓRIO Das Disposições Gerais O

Leia mais

Prof. Me. Gilson Aparecido Castadelli

Prof. Me. Gilson Aparecido Castadelli Projeto de Implantação do Núcleo Tecnológico de Educação Aberta - NTEA Prof. Me. Gilson Aparecido Castadelli Ourinhos - 2012 2 1- DADOS GERAIS 1.1 UNIDADE EXECUTORA FIO - FACULDADES INTEGRADAS DE OURINHOS

Leia mais