.: Comércio Internacional

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download ".: Comércio Internacional"

Transcrição

1 .: Comércio Internacional Alcobaça Formador Margarida C. Ribeiro

2 INDICE COMÉRCIO INTERNACIONAL-desafios da atualidade 1.-Abordagem de mercados não tradicionais Planeamento estratégico 2.-Estudo de mercado alvo Práticas comerciais, aduaneiras e formas de pagamento 3.-Implementação e consolidação da unidade de negócio 4.- Contratos internacionais 5.- Especificidade do segmento ou nicho de mercado 6.- Total Quality management 7.- Alianças estratégicas Construção de portfolio de clientes

3 1.-Abordagem de mercados não tradicionais Planeamento estratégico A conjuntura económica atual obriga a que se pense no mercado global e uma opção consiste na ABORDAGEM DE MERCADOS NÃO TRADICIONAIS O planeamento estratégico atual consiste na ação de fazer o elenco de mercados alvo não tradicionais exemplos América do Sul, Médio Oriente, etc. Parceiros tradicionais encontram-se também com fraco cresci mento económico. Como fazer então o elenco das possibilidades? Utilizar meios tradicionais? e-procurement? Plataformas ele trónicas? Trade Council? IAPMEI?COTEC?

4 2. Estudo de mercado alvo Antes de iniciar o negócio num novo mercado infor me-se detalhadamente sobre as práticas comerciais Qual a legislação comercial em vigor no mercado legislação aduaneira???????????? formas de pagamento??????????? (esclareça com o seu banco.quem representa em Portugal o Banco do seu cliente??????) O PLANEAMENTO ESTRATÉGICO passa por saber fazer o levantamento das condições específicas do novo mercado contacte Embaixada,AICEP, Trade Council,IAPMEI, pesquise na net

5 O PLANEAMENTO ESTRATÉGICO

6 3.Implementação e consolidação de unidade de negócio A escolha do parceiro de negócio no mercado alvo Qual o parceiro que mais lhe convêm? Agente Comercial? Representante? Distribuidor? Tipo de representação? Uma relação privilegiada com um cliente? Pense no tipo de mercado e faça uma escolha consciente

7 4.Contratos internacionais Chegou a um novo mercado, as primeiras vendas não são de valores elevados mesmo assim Que tipo de contrato deve utilizar? Legislação sobre contratos de comércio eletrónico Compare o contrato standard com as suas necessi dades específicas Conhece a cultura empresarial do país de destino? Documente a sua situação particular..está em causa propriedade intelectual? Patentes? Modelos? Registe a sua propriedade intelectual

8 4.Contratos internacionais Entrada em novos mercados Consulte a Embaixada ou o AICEP sobre a legislação comercial em vigor no país de destino. Evite surpresas de incompatibilidade de legislação. Baseie as suas negociações em contratos interna cionais e escolha antecipadamente o Tribunal competente em caso de litígio USE CONTRATO STANDARD AS ESPECIFICAÇÕES DA MERCADORIA DEVEM ESTAR CLARAMENTE INDICADAS

9 5.Especificidade do segmento ou nicho Concretizou o levantamento das especificidades do mercado alvo. quanto ao seu segmento ou nicho? Quem o poderá representar melhor no destino? Como detetar as mais valias do parceiro? Segmentação funcional, psicológica, conceptual, estilos de vida Nicho de mercado-consumidor com desejos ou necessidades especiais.

10 6.Total Quality Management Qualidade Total implica utilização de normas interna cionais na produção e comercialização O conceito de Qualidade Total aplicado no seu negó cio Conhece as normas internacionais que se aplicam ao seu produto ou serviço? Em caso positivo transmita ao seu cliente e valorize a sua venda

11 6.Total Quality Management valorize a sua EMPRESA ISO 9000 Quality management ISO Environmental management ISO 3166 Country codes ISO Social responsibility ISO Energy management ISO Risk management ISO Food safety management ISO 4217 Currency codes ISO 639 Language codes

12 6.Total Quality Management valorize a sua EMPRESA ISO 9000 Quality management O conceito de qualidade total implica conhecimento de normas internacionais do seu produto transmissão ao cliente de que as utiliza e as compreende

13 6.Total Quality Management valorize a sua EMPRESA MERCADOS PRIVADOS MERCADOS PÚBLICOS EXTERNOS Em caso de dúvida consulte o INSTITUTO PORTUGUES DE QUALIDADE a Certificação da empresa permite-lhe aceder a mercados públicos com mais facilidade

14

15 7.Alianças Estratégicas Estratégia como criação de posição única? A importância da escolha dos parceiros Qual o tipo de ALIANÇA que mais lhe convêm? Qual o seu modelo de internacionalização? Como transformar o seu cliente em parceiro? Seja claro Especifique os objetivos Escolha o modelo de comunicação correto

16 7.Alianças Estratégicas A evitar forma de comunicar evasiva deficiente forma de identificar objetivos choque cultural com o parceiro (etiqueta de negócios, questão religiosa.) A obter economias de escala acesso a novas competências acesso a novas tecnologia valor acrescentado para o negócio internacionalização mais rápida

17 7.Alianças Estratégicas

18 7.Alianças Estratégicas Seja claro na exposição ao seu parceiro sobre as vantagens em colaborar com a sua empresa. ESTRATÉGIA WIN-WIN As técnicas de negociação mais adequadas a cada cultura.

19 O PORTFOLIO DE CLIENTES Que tipo de cliente é o mais adequado para a sua organização? A sua escolha baseia-se em: -potencial de negócio? -cumprimento de prazos de pagamento? -nível de envolvimento com a sua empresa? -capacidade de delinear projetos em comum?

20 OBRIGADO PELA VOSSA ATENÇÃO Margarida C. Ribeiro

Prospeção e Desenvolvimento de Novos Negócios

Prospeção e Desenvolvimento de Novos Negócios Internacionalização ÍNDICE Breve Introdução da Visabeira Ambições e Objetivos na Internacionalização Prospeção e Desenvolvimento de Novos Negócios Implementação de Negócios Internacionais Modelo de Criação

Leia mais

A ÁREA DE PRÁTICA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL, MARKETING E TMT DA ABBC

A ÁREA DE PRÁTICA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL, MARKETING E TMT DA ABBC A ÁREA DE PRÁTICA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL, MARKETING E TMT DA ABBC ABBC A actuação da ABBC assenta na independência, no profissionalismo e na competência técnica dos seus advogados e colaboradores,

Leia mais

INDICE INTRODUÇÃO OBJETIVOS RESULTADOS DESTINATÁRIOS CONDIÇÕES DE ACESSO BENEFÍCIOS PARA AS EMPRESAS PARTICIPANTES CLUSTER AGROALIMENTAR

INDICE INTRODUÇÃO OBJETIVOS RESULTADOS DESTINATÁRIOS CONDIÇÕES DE ACESSO BENEFÍCIOS PARA AS EMPRESAS PARTICIPANTES CLUSTER AGROALIMENTAR INDICE INTRODUÇÃO OBJETIVOS RESULTADOS DESTINATÁRIOS CONDIÇÕES DE ACESSO BENEFÍCIOS PARA AS EMPRESAS PARTICIPANTES CLUSTER AGROALIMENTAR PLANO DE AÇÃO DO CLUSTER CONTATOS PARCEIROS 1 INTRODUÇÃO O desafio

Leia mais

in ter curso COMPRAS INTERNACIONAIS NEEDLES NEEDLES NEEDLES NEEDLES WWW.INTERNACIONAL.COMPANHIAPROPRIA.PT fast delivery good price 001718 342 65 94

in ter curso COMPRAS INTERNACIONAIS NEEDLES NEEDLES NEEDLES NEEDLES WWW.INTERNACIONAL.COMPANHIAPROPRIA.PT fast delivery good price 001718 342 65 94 in ter good price 001718 342 65 94 fast delivery cheap price 005521 176 55 32 good quality inter Introdução / Apresentação do Curso: O essencial para comprar bem no estrangeiro A globalização, as instituições

Leia mais

Our innovative solutions wherever you need us. ABREU ADVOGADOS BRAZILIAN DESK. Estabelecendo pontes para o futuro Portugal Brasil

Our innovative solutions wherever you need us. ABREU ADVOGADOS BRAZILIAN DESK. Estabelecendo pontes para o futuro Portugal Brasil Our innovative solutions wherever you need us. ABREU ADVOGADOS BRAZILIAN DESK Estabelecendo pontes para o futuro Portugal Brasil Abreu Advogados Brazilian Desk 2015 ABREU ADVOGADOS Quem Somos A Abreu Advogados

Leia mais

Oportunidades a explorar

Oportunidades a explorar Oportunidades a explorar 1. Candidatura ao reconhecimento da Dieta Mediterrânica de PORTUGAL (liderada por Tavira) 2. Notoriedade do ALGARVE nos principais mercados turísticos europeus [Reino Unido, Alemanha,

Leia mais

Dinâmicas de exportação e de internacionalização

Dinâmicas de exportação e de internacionalização Dinâmicas de exportação e de internacionalização das PME Contribuição da DPIF/ Como fazemos? 1. Posicionamento e actuação da DPIF A DPIF tem como Missão: Facilitar o acesso a financiamento pelas PME e

Leia mais

INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS

INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS APRESENTAÇÃO A YOUNIC é especializada na assessoria a empresas com vista ao crescimento e expansão dos seus negócios num panorama internacional. Com uma atuação versátil,

Leia mais

Uma parceria forte e segura. Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã

Uma parceria forte e segura. Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã Uma parceria forte e segura Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã Experiência consolidada - no reforço das relações bilaterais! Maior e mais dinâmica Câmara estrangeira em Portugal com mais de 1.000

Leia mais

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada.

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. Anexo A Estrutura de intervenção As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. 1. Plano de ação para o período 2016

Leia mais

Edição em português Edition in English IFT Publisher Portugal 2013 50,00 ANUÁRIO EMPRESARIAL E INDUSTRIAL

Edição em português Edition in English IFT Publisher Portugal 2013 50,00 ANUÁRIO EMPRESARIAL E INDUSTRIAL Edição em português Edition in English IFT Publisher Portugal 2013 50,00 ANUÁRIO EMPRESARIAL E INDUSTRIAL 1 anuário empresarial 2013 business directory IFT Publisher A portugalindustry.com vai editar

Leia mais

Consulta - Serviços de Consultoria para elaboração de Guião para potenciar a adesão a emarketplaces de empresas PORTUGAL SOU EU

Consulta - Serviços de Consultoria para elaboração de Guião para potenciar a adesão a emarketplaces de empresas PORTUGAL SOU EU Consulta - Serviços de Consultoria para elaboração de Guião para potenciar a adesão a emarketplaces de empresas PORTUGAL SOU EU Dezembro 2014 Conteúdo 1. Introdução... 2 2. Enquadramento... 2 3. Objetivos

Leia mais

www.highskills.pt geral@highskills.pt PT: 00351 217 931 365 AO: 00244 94 112 60 90 MZ: 00258 821 099 522

www.highskills.pt geral@highskills.pt PT: 00351 217 931 365 AO: 00244 94 112 60 90 MZ: 00258 821 099 522 Apresentação... 3 Como Empresa... 3 A nossa Visão... 3 A nossa Missão - A SUA VALORIZAÇÃO, A NOSSA MISSÃO!... 3 Os nossos Valores... 3 Porquê fazer um Curso de Especialização?... 4 Formação Certificada...

Leia mais

Diagnóstico de Competências para a Exportação

Diagnóstico de Competências para a Exportação Diagnóstico de Competências para a Exportação em Pequenas e Médias Empresas (PME) Guia de Utilização DIRECÇÃO DE ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL Departamento de Promoção de Competências Empresariais Índice ENQUADRAMENTO...

Leia mais

Rede CIN CIN MS. Centro Internacional de Negócios FIEMS

Rede CIN CIN MS. Centro Internacional de Negócios FIEMS Rede CIN CIN MS Centro Internacional de Negócios FIEMS O que é a REDE CIN? Coordenada pela Confederação Nacional da Indústria - CNI, e criada com o apoio da Agência Nacional de Promoção de Exportações

Leia mais

FICHA DE CURSO. Gestão de Conflitos

FICHA DE CURSO. Gestão de Conflitos FICHA DE CURSO DESCRIÇÃO DO CURSO Os conflitos fazem parte do nosso dia a dia. Saber lidar com eles é essencial não só à nossa sobrevivência, mas também ao nosso bem-estar. Quem souber aceder a recursos

Leia mais

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1 Copyright 2012 Efacec Todos os direitos reservados. Não é permitida qualquer cópia, reprodução, transmissão ou utilização deste documento sem a prévia autorização escrita da Efacec Sistemas de Gestão S.A.

Leia mais

Indústria Agroalimentar. Cursos de Formação. Primeiro Semestre 2016

Indústria Agroalimentar. Cursos de Formação. Primeiro Semestre 2016 Indústria Agroalimentar Cursos de Formação Primeiro Semestre 2016 Assista aos nossos cursos e atualize os seus conhecimentos sobre os requisitos inerentes à Indústria Agroalimentar. Introdução Localização

Leia mais

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012 Apoio à Internacionalização CENA 3 de Julho de 2012 Enquadramento Enquadramento Comércio Internacional Português de Bens e Serviços Var. 13,3% 55,5 68,2 57,1 73,4 48,3 60,1 54,5 66,0 67,2 61,7 Exportação

Leia mais

Em início de nova fase, forumb2b.com alarga a oferta

Em início de nova fase, forumb2b.com alarga a oferta Em início de nova fase, alarga a oferta Com o objectivo de ajudar as empresas a controlar e reduzir custos relacionados com transacções de bens e serviços, o adicionou à sua oferta um conjunto de aplicações

Leia mais

BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA. Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira.

BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA. Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira. 1 PROJETO SETORIAL INTEGRADO BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira. 2 Introdução O Ministério da Cultura, sugeriu a Fundação

Leia mais

OCPLP Organização Cooperativista dos Povos de Língua Portuguesa. Proposta de Plano de Atividades e Orçamento 2014-2015

OCPLP Organização Cooperativista dos Povos de Língua Portuguesa. Proposta de Plano de Atividades e Orçamento 2014-2015 Proposta de Plano de Atividades e Orçamento 2014-2015 1 Índice: I Enquadramento II Eixos de Intervenção Estratégica III Proposta de Orçamento IV Candidaturas a Programas de Apoio 2 I Enquadramento Estratégico

Leia mais

O PROJETO PROMOINVEST Município de Vendas Novas

O PROJETO PROMOINVEST Município de Vendas Novas O PROJETO PROMOINVEST Município de Vendas Novas Alentejo no horizonte 2020 desafios e oportunidades Auditório Municipal de Vendas Novas, 02 de julho de 2013 página 2 I. Rede Corredor Azul A Rede Urbana

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO 2015 Página 1 de 6

PLANO DE FORMAÇÃO 2015 Página 1 de 6 AMBIENTE ECONOMIA SOCIAL ENERGIA A Certificação da Gestão Florestal e Cadeia de Responsabilidade FSC ou PEFC Acompanhamento Ambiental em Obra e Gestão de RCD s (e-xz) Auditorias Ambientais (e-xz) Conformidade

Leia mais

Programa de Empreendedorismo Tecnológico

Programa de Empreendedorismo Tecnológico PROGRAMA EIBTnet O QUE É? Programa de Empreendedorismo Tecnológico de apoio ao desenvolvimento, implementação, criação e consolidação de novas empresas inovadoras e de base tecnológica. 1 OBJECTIVOS Facilitar

Leia mais

Controlo de Gestão. 2ª Edição. Lisboa, 8 e 15 de Maio de 2013. www.pwc.pt/academia. Academia da PwC. 2ª edição

Controlo de Gestão. 2ª Edição. Lisboa, 8 e 15 de Maio de 2013. www.pwc.pt/academia. Academia da PwC. 2ª edição www.pwc.pt/academia Controlo de Gestão 2ª Edição Lisboa, 8 e 15 de Maio de 2013 Academia da PwC 2ª edição Este curso permite-lhe compreender melhor os princípios do controlo de gestão, com especial enfoque

Leia mais

O GRUPO AITEC. Breve Apresentação

O GRUPO AITEC. Breve Apresentação O GRUPO AITEC Breve Apresentação Missão Antecipar tendências, identificando, criando e desenvolvendo empresas e ofertas criadoras de valor no mercado mundial das Tecnologias de Informação e Comunicação

Leia mais

Câmara Portuguesa de Comércio no Brasil ǀ Minas Gerais. Há mais de 16 anos estreitando laços entre Minas Gerais e Portugal

Câmara Portuguesa de Comércio no Brasil ǀ Minas Gerais. Há mais de 16 anos estreitando laços entre Minas Gerais e Portugal Câmara Portuguesa de Comércio no Brasil ǀ Minas Gerais Há mais de 16 anos estreitando laços entre Minas Gerais e Portugal A História e o papel da Câmara A Câmara Portuguesa de Comércio no Brasil - Minas

Leia mais

Valorização & Inovação no Comércio Local: Experiências & Instrumentos de Apoio

Valorização & Inovação no Comércio Local: Experiências & Instrumentos de Apoio Valorização & Inovação no Comércio Local: Experiências & Instrumentos de Apoio Iniciativas Inovadoras de Formação e Qualificação Profissional para o Comércio CIM Alto Minho 30 de junho de 2015 Missão Sucesso

Leia mais

Missão. DOTAR AS PME s PORTUGUESAS DE CONHECIMENTO E FERRAMENTAS PARA A CONQUISTA DOS MERCADOS INTERNACIONAIS ATRAVÉS DA MARCA.

Missão. DOTAR AS PME s PORTUGUESAS DE CONHECIMENTO E FERRAMENTAS PARA A CONQUISTA DOS MERCADOS INTERNACIONAIS ATRAVÉS DA MARCA. O que é a Oficina da Marca? Serviço de gestão integrada e estratégica para o desenvolvimento de produtos e a sua promoção no mercado Global através da marca. Missão DOTAR AS PME s PORTUGUESAS DE CONHECIMENTO

Leia mais

CAPI CANISM TAL DE O DE C RISCO APIT AL DE RISCO

CAPI CANISM TAL DE O DE C RISCO APIT AL DE RISCO MECANISMO CAPITAL DE CAPITAL DE RISCO DE RISCO António Carvalho A Portugal Ventures InovCapital AICEP Capital Global Turismo Capital Clarificação de objectivos estratégicos e concentração de meios para

Leia mais

Liderança Empresarial A crise como alavanca de oportunidades. AEP Março.2012

Liderança Empresarial A crise como alavanca de oportunidades. AEP Março.2012 Liderança Empresarial A crise como alavanca de oportunidades AEP Março.2012 1/ Perfil Em busca da Excelência Missão Inovar com qualidade 1/ Perfil Trabalhamos diariamente no desenvolvimento de soluções

Leia mais

Quem é a MY CHANGE? Gestão da Mudança pessoas indivíduos equipas organizações MOVING TO THE FUTURE Trust Advisor

Quem é a MY CHANGE? Gestão da Mudança pessoas indivíduos equipas organizações MOVING TO THE FUTURE Trust Advisor Quem é a MY CHANGE? Empresa criada em Agosto de 2006. Os membros fundadores são: Maria João Martins, Teresa Fialho, Víctor Sevilhano. Empresa portuguesa com sede em Lisboa. Acompanhamos os nossos clientes

Leia mais

Consultoria e Formação, em Entidades Públicas e Privadas, de Sistemas de Gestão de:

Consultoria e Formação, em Entidades Públicas e Privadas, de Sistemas de Gestão de: Consultoria e Formação, em Entidades Públicas e Privadas, de Sistemas de Gestão de: Qualidade e IT Service Management Investigação, Desenvolvimento e Inovação (IDI) Ambiente Higiene e Segurança no Trabalho

Leia mais

Fundamentos de comércio internacional para pequenas e médias empresas

Fundamentos de comércio internacional para pequenas e médias empresas Fundamentos de comércio para pequenas e médias empresas Bruno Roque Cignacco 1ª edição 2009 Fundamentos de comércio para pequenas e médias empresas Bruno Roque Cignacco Contador formado pela Faculdade

Leia mais

internacional Ciclo de Conferências Diálogos da Internacionalização AICEP das Empresas Portuguesas Porto, 2 de fevereiro de 2012 Luís Cardia

internacional Ciclo de Conferências Diálogos da Internacionalização AICEP das Empresas Portuguesas Porto, 2 de fevereiro de 2012 Luís Cardia Como criar uma marca forte para o mercado internacional Ciclo de Conferências Diálogos da Internacionalização AICEP Marca e Propriedade Intelectual: Desafios à Internacionalização das Empresas Portuguesas

Leia mais

ACQUALIVEEXPO. Painel A INTERNACIONALIZAÇÃO DO SECTOR PORTUGUÊS DA ÁGUA EVOLUÇÃO DO SECTOR DA ÁGUA NOS BALCÃS: O EXEMPLO DA SÉRVIA

ACQUALIVEEXPO. Painel A INTERNACIONALIZAÇÃO DO SECTOR PORTUGUÊS DA ÁGUA EVOLUÇÃO DO SECTOR DA ÁGUA NOS BALCÃS: O EXEMPLO DA SÉRVIA ACQUALIVEEXPO Painel A INTERNACIONALIZAÇÃO DO SECTOR PORTUGUÊS DA ÁGUA EVOLUÇÃO DO SECTOR DA ÁGUA NOS BALCÃS: O EXEMPLO DA SÉRVIA Lisboa, 22 de Março de 2012 1 1. Introdução A diplomacia económica é um

Leia mais

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios UNIMEP MBA em Gestão e Negócios Módulo: Sistemas de Informações Gerenciais Aula 4 TI com foco nos Negócios: Áreas envolvidas (Parte II) Flávio I. Callegari www.flaviocallegari.pro.br O perfil do profissional

Leia mais

Cluster Habitat Sustentável. COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO Forum Pólos de Competitividade e Clusters - 2011

Cluster Habitat Sustentável. COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO Forum Pólos de Competitividade e Clusters - 2011 Cluster Habitat Sustentável COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO Forum Pólos de Competitividade e Clusters - 2011 Victor Ferreira Porto 20/12/2011 Cluster Habitat Sustentável O cluster Habitat Sustentável

Leia mais

Referencial técnico-pedagógico da intervenção

Referencial técnico-pedagógico da intervenção Referencial técnico-pedagógico da intervenção De seguida explicitamos os referenciais técnico-pedagógicos das fases do MOVE-PME que carecem de uma sistematização constituindo factores de diferenciação

Leia mais

Consulta - Serviços de consultoria para elaboração de Diagnósticos e Guião para qualificação de fornecedores no âmbito do PORTUGAL SOU EU

Consulta - Serviços de consultoria para elaboração de Diagnósticos e Guião para qualificação de fornecedores no âmbito do PORTUGAL SOU EU Consulta - Serviços de consultoria para elaboração de Diagnósticos e Guião para qualificação de fornecedores no âmbito do PORTUGAL SOU EU Abril 2014 Conteúdo 1. Introdução... 2 2. Enquadramento... 2 3.

Leia mais

Seminário Sustentabilidade

Seminário Sustentabilidade Seminário Sustentabilidade AMCHAM Modalidade ELIS - Estratégia, Liderança e Inovação em Sustentabilidade Case: Sustentabilidade na Schneider Electric Brasil. Categoria Produto Case: VillaSmart Frente às

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO LUSOFONIA ECONÓMICA PLATAFORMAS CPLP ENTRE: A ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL PORTUGUESA CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA (AIP-CCI), com sede na Praça das Indústrias em Lisboa, 1300-307 Lisboa,

Leia mais

O que é a Rede Gestus?

O que é a Rede Gestus? O que é a Rede Gestus? A Rede Gestus é uma união estratégica que tem em vista a revitalização e dinamização do comércio local das zonas de Bragança, Chaves e Viseu. A Rede destina-se às Pequenas e Médias

Leia mais

Como Vender em Alemanha Uma acção à medida dos seus interesses

Como Vender em Alemanha Uma acção à medida dos seus interesses Como Vender em Alemanha Uma acção à medida dos seus interesses Ficha de Inscrição Encontre a resposta às suas dúvidas! Identifique a sessão pretendida: Porto AICEP (Rua António Bessa Leite, 1430-2.º andar)

Leia mais

SAÚDEGLOBAL. AON Portugal

SAÚDEGLOBAL. AON Portugal SAÚDEGLOBAL AON Portugal Breve Apresentação do Negócio DADOS DE CARACTERIZAÇÃO Designação Comercial Saúdeglobal N.º Colaboradores N.º de Estabelecimentos Dispersão Geográfica Nacional Facturação em 2010

Leia mais

GUIA DO VOLUNTÁRIO. Sociedade Central de Cervejas

GUIA DO VOLUNTÁRIO. Sociedade Central de Cervejas GUIA DO VOLUNTÁRIO Sociedade Central de Cervejas ÍNDICE 1. A RESPONSABILIDADE SOCIAL NA SCC: O NOSSO COMPROMISSO... 3 2. O NOSSO COMPROMISSO COM O VOLUNTARIADO... 4 2.1 A ESTRUTURAÇÃO DO VOLUNTARIADO EMPRESARIAL...

Leia mais

SEMINÁRIO OPORTUNIDADES E SOLUÇÕES PARA AS EMPRESAS INOVAÇÃO E COMPETITIVIDADE FINANCIAMENTO DAS EMPRESAS OPORTUNIDADES E SOLUÇÕES

SEMINÁRIO OPORTUNIDADES E SOLUÇÕES PARA AS EMPRESAS INOVAÇÃO E COMPETITIVIDADE FINANCIAMENTO DAS EMPRESAS OPORTUNIDADES E SOLUÇÕES SEMINÁRIO OPORTUNIDADES E SOLUÇÕES PARA AS EMPRESAS INOVAÇÃO E COMPETITIVIDADE FINANCIAMENTO DAS EMPRESAS OPORTUNIDADES E SOLUÇÕES Jaime Andrez Presidente do CD do IAPMEI 20 de Abril de 2006 A inovação

Leia mais

Procifisc Engenharia e Consultadoria, Lda.

Procifisc Engenharia e Consultadoria, Lda. 01. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2 01. Apresentação da empresa, com sede em Castelo Branco, é uma empresa criada em 2007 que atua nos domínios da engenharia civil e da arquitetura. Atualmente, é uma empresa

Leia mais

Os Modelos de Gestão da Qualidade das Respostas Sociais - Novos desafios

Os Modelos de Gestão da Qualidade das Respostas Sociais - Novos desafios Qualidade e Sustentabilidade das Organizações Sociais Os Modelos de Gestão da Qualidade das Respostas Sociais - Novos desafios Instituto da Segurança Social, I.P. Gabinete de Qualidade e Auditoria 17 de

Leia mais

REGULAMENTO. Artigo 1º. Objeto e âmbito

REGULAMENTO. Artigo 1º. Objeto e âmbito REGULAMENTO O presente regulamento estabelece os procedimentos associados à medida «Passaporte para o Empreendedorismo», regulamentada pela Portaria n.º 370-A/2012, de 15 de novembro de 2012, estabelecida

Leia mais

> O MUNDO ESPERA PELA SUA EMPRESA

> O MUNDO ESPERA PELA SUA EMPRESA > O MUNDO ESPERA PELA SUA EMPRESA MILLENNIUM TRADE SOLUTIONS > CONQUISTE NOVOS MERCADOS PARA A SUA EMPRESA A Exportação e Importação, bem como a Internacionalização da sua Empresa, exigem conhecimento

Leia mais

É um documento que sistematiza a informação sobre a ideia de negócio, como pretende implementá-la, e que resultados espera obter no futuro.

É um documento que sistematiza a informação sobre a ideia de negócio, como pretende implementá-la, e que resultados espera obter no futuro. Feira do Empreendedor, 23 de Novembro de 2012 É um documento que sistematiza a informação sobre a ideia de negócio, como pretende implementá-la, e que resultados espera obter no futuro. É essencial para

Leia mais

BRIEFING BRASIL. Parceiro:

BRIEFING BRASIL. Parceiro: BRIEFING BRASIL Parceiro: 1 ÍNDICE 1 Índice... 1 2 Introdução... 2 3 Apresentação... 3 3.1 Tema 1 Consumo consciente... 3 3.2 Tema 2 - Qualidade e Satisfação no Atendimento ao Cliente... 4 4 Desenvolvimento

Leia mais

SERVIÇOS DE INTERNACIONALIZAÇÃO ETICOM: ASSOCIAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES DA ANDALUZIA

SERVIÇOS DE INTERNACIONALIZAÇÃO ETICOM: ASSOCIAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES DA ANDALUZIA ETICOM: ASSOCIAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES DA ANDALUZIA ASSOCIAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES DA ANDALUZIA SERVIÇOS DE INTERNACIONALIZAÇÃO 1 SERVIÇOS DE INTERNACIONALIZAÇÃO

Leia mais

Novas REGRAS DE VENDA ONLINE DE PRODUTOS ALIMENTARES

Novas REGRAS DE VENDA ONLINE DE PRODUTOS ALIMENTARES .01 Regulamento Europeu de Informação Alimentar 1169/2011: GS1 Portugal, APED e FIPA realizam sessão informativa SOBRE Novas REGRAS DE VENDA ONLINE DE PRODUTOS ALIMENTARES A GS1 Portugal, a Associação

Leia mais

MASTER EM DIRECÇÃO DE COMÉRCIO INTERNACIONAL E DE MARKETING OBJECTIVOS DO PROGRAMA A Escola de Negócios EUDEM apresenta o seu programa MCIM - Master em Direcção de Comércio Internacional e de Marketing,

Leia mais

CONHEÇA NOSSA EMPRESA:

CONHEÇA NOSSA EMPRESA: CONHEÇA NOSSA EMPRESA: HISTÓRICO A RC Consultoria esta em atividade desde o ano de 2007 na área de consultoria em gestão empresarial, levando para os nossos clientes um otimo portfólio de serviços para

Leia mais

POR QUE SER ASSOCIADO ABESE? CONHEÇA TODOS OS BENEFÍCIOS

POR QUE SER ASSOCIADO ABESE? CONHEÇA TODOS OS BENEFÍCIOS POR QUE SER ASSOCIADO ABESE? CONHEÇA TODOS OS BENEFÍCIOS Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança - ABESE Entidade que representa, nacionalmente, as empresas de sistemas

Leia mais

As empresas interessadas podem inscrever-se até ao próximo dia 25 de Junho, mediante preenchimento e envio da Ficha de Inscrição em anexo.

As empresas interessadas podem inscrever-se até ao próximo dia 25 de Junho, mediante preenchimento e envio da Ficha de Inscrição em anexo. ABC Mercado S. Tomé e Príncipe Apesar da sua pequena dimensão, o mercado de S. Tomé e Príncipe pode revestir-se de importância significativa para as empresas portuguesas que pretendam atingir mercados

Leia mais

ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL DO IAPMEI NA ÁREA DA INTERNACIONALIZAÇÃO E DA EXPORTAÇÃO

ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL DO IAPMEI NA ÁREA DA INTERNACIONALIZAÇÃO E DA EXPORTAÇÃO ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL DO IAPMEI NA ÁREA DA INTERNACIONALIZAÇÃO E DA EXPORTAÇÃO Como fazemos 1. Através do Serviço de Assistência Empresarial (SAE), constituído por visitas técnicas personalizadas às

Leia mais

Escritórios de Barcelona: 143 Sobreático 08011 Barcelona - Espanha Telefone +34 937 247 477

Escritórios de Barcelona: 143 Sobreático 08011 Barcelona - Espanha Telefone +34 937 247 477 Perfil Corporativo Configuração, Implementação e Integração de Sistemas Aplicacionais de Negócio: Fundada em 1989 Presença directa em Portugal e Espanha +100 Clientes de média/grande dimensão, em vários

Leia mais

COMPETIR + Sistema de Incentivos para a Competitividade Empresarial

COMPETIR + Sistema de Incentivos para a Competitividade Empresarial Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada COMPETIR + Sistema de Incentivos para a Competitividade Empresarial Subsistemas Fomento da Base Económica de Exportação Desenvolvimento Local Empreendedorismo

Leia mais

Os Desafios da Fileira da Construção. As Oportunidades nos Mercados Externos

Os Desafios da Fileira da Construção. As Oportunidades nos Mercados Externos Os Desafios da Fileira da Construção As Oportunidades nos Mercados Externos Agradeço o convite que me foi dirigido para participar neste Seminário e felicito a AIP pela iniciativa e pelo tema escolhido.

Leia mais

Como Vender em Alemanha Uma acção à medida dos seus interesses

Como Vender em Alemanha Uma acção à medida dos seus interesses Como Vender em Alemanha Uma acção à medida dos seus interesses Ficha de Inscrição Encontre a resposta às suas dúvidas! Identifique a sessão pretendida: Porto AICEP (Rua António Bessa Leite, 1430-2.º andar)

Leia mais

Conhecendo o GLN. Número Global de Localização. Volume 2

Conhecendo o GLN. Número Global de Localização. Volume 2 Conhecendo o GLN Número Global de Localização Volume 2 Conhecendo o GLN O material Conhecendo o GLN tem como objetivo integrar a sua empresa, de forma ainda mais eficiente, à cadeia de suprimentos. Além

Leia mais

Descobrindo como Aprender e Ensinar

Descobrindo como Aprender e Ensinar Descobrindo como Aprender e Ensinar Garantindo o aprendizado e o ensino continuados! Orientação detalhada para o participante: Saiba como aprender por si mesmo ou como os outros aprendem Na formação de

Leia mais

CÂMARA HISPANO PORTUGUESA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA. O melhor aliado para o mercado ibérico

CÂMARA HISPANO PORTUGUESA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA. O melhor aliado para o mercado ibérico O melhor aliado para o mercado ibérico A Câmara Hispano Portuguesa de Comércio e Indústria em Espanha (CHP), com fins não lucrativos, foi criada em 1970 para apoiar as empresas com interesses no Mercado

Leia mais

Plano Estratégico para a Fileira da Construção 2014-2020

Plano Estratégico para a Fileira da Construção 2014-2020 Plano Estratégico para a Fileira da Construção 2014-2020 1. A EVOLUÇÃO DOS MERCADOS 1.1 - A situação dos mercados registou mudanças profundas a nível interno e externo. 1.2 - As variáveis dos negócios

Leia mais

Associação Empresarial da Região de Lisboa. Uma força ao serviço das empresas

Associação Empresarial da Região de Lisboa. Uma força ao serviço das empresas Associação Empresarial da Região de Lisboa Uma força ao serviço das empresas ÁREAS DE INTERVENÇÃO INFORMAÇÃO SERVIÇOS ÀS EMPRESAS DESENVOLVIMENTO REGIONAL ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS FORMAÇÃO PROFISSIONAL INTERNACIONALIZAÇÃO

Leia mais

CAPITAL INTELECTUAL DA EMPRESA: PROTEÇÃO E GESTÃO DO CONHECIMENTO

CAPITAL INTELECTUAL DA EMPRESA: PROTEÇÃO E GESTÃO DO CONHECIMENTO CAPITAL INTELECTUAL DA EMPRESA: PROTEÇÃO E GESTÃO DO CONHECIMENTO Resende, J.M.; Nascimento Filho, W.G.; Costa S.R.R. INEAGRO/UFRuralRJ INTRODUÇÃO O patrimônio de uma empresa é formado por ativos tangíveis

Leia mais

Processo de Planejamento Estratégico

Processo de Planejamento Estratégico Processo de Planejamento Estratégico conduzimos o nosso negócio? Onde estamos? Definição do do Negócio Missão Visão Análise do do Ambiente Externo e Interno Onde queremos Chegar? poderemos chegar lá? saberemos

Leia mais

PROTEGER MARCAS NA ECONOMIA GLOBAL

PROTEGER MARCAS NA ECONOMIA GLOBAL PROTEGER MARCAS NA ECONOMIA GLOBAL SEMINÁRIO - SIAC 23174 (PI) ÉVORA 30-04-2014 PORTUGAL ANGOLA CABO CABO VERDE VERDE MACAU MOÇAMBIQUE SÃO SÃO TOMÉE PRÍNCIPE TIMOR PROTEGER MARCAS NA ECONOMIA GLOBAL Economia

Leia mais

Neste contexto, o IDIT vai intervir em 31 empresas localizadas no Norte de Portugal, e 28 empresas localizadas na Região Centro.

Neste contexto, o IDIT vai intervir em 31 empresas localizadas no Norte de Portugal, e 28 empresas localizadas na Região Centro. NEWSLETTER 1 O IDIT O IDIT Instituto de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica é uma associação privada de utilidade pública, sem fins lucrativos, cujo objectivo primordial é contribuir para a modernização

Leia mais

I. A Rede de Câmaras Alemãs no Brasil Onde nos encontrar 3. II. Identificação de potenciais parceiros Lista de contatos 4

I. A Rede de Câmaras Alemãs no Brasil Onde nos encontrar 3. II. Identificação de potenciais parceiros Lista de contatos 4 P E M A Plataforma de Entrada no Mercado Alemão PORTFÓLIO DE SERVIÇOS DA PLATAFORMA DE ENTRADA NO MERCADO ALEMÃO DA CÂMARA BRASIL-ALEMANHA DE SANTA CATARINA Departamento de Projetos Internacionais www.ahkbrasil.com

Leia mais

Documento que sistematiza informação sobre a ideia de negócio, como pretende implementá-la, e que resultados espera obter no futuro.

Documento que sistematiza informação sobre a ideia de negócio, como pretende implementá-la, e que resultados espera obter no futuro. Feira do Empreendedor 2014 Documento que sistematiza informação sobre a ideia de negócio, como pretende implementá-la, e que resultados espera obter no futuro. É essencial para a estruturação e defesa

Leia mais

UMA ASSOCIAÇÃO GLOBAL PARA ALIANÇAS ESTRATÉGICAS

UMA ASSOCIAÇÃO GLOBAL PARA ALIANÇAS ESTRATÉGICAS UMA ASSOCIAÇÃO GLOBAL PARA ALIANÇAS ESTRATÉGICAS UMA ASSOCIAÇÃO GLOBAL PARA ALIANÇAS ESTRATÉGICAS Presente em mais de 80 países e com mais de 280 escritórios em todos os Continentes, a MGI é uma das maiores

Leia mais

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia Descrição do Sistema de Franquia Franquia é um sistema de distribuição de produtos, tecnologia e/ou serviços. Neste sistema uma empresa detentora de know-how de produção e/ou distribuição de certo produto

Leia mais

ABR/MAI.2015 WORKSHOPS TEMÁTICOS

ABR/MAI.2015 WORKSHOPS TEMÁTICOS ABR/MAI.2015 WORKSHOPS TEMÁTICOS REGIÃO ALENTEJO ÁREA INOVAÇÃO NP4457:2007 SENSIBILIZAÇÃO E CASOS DE SUCESSO No final da sessão os participantes deverão estar aptos a: Alinhar a Estratégia de negócio incorporando

Leia mais

Capacitação, conhecimento e inovação aberta Virgílio Cruz Machado

Capacitação, conhecimento e inovação aberta Virgílio Cruz Machado Capacitação, conhecimento e inovação aberta Virgílio Cruz Machado Universidade Nova de Lisboa Os caminhos da competitividade O que precisam as empresas para alicerçar o seu futuro? Redes colaborativas

Leia mais

Política de Responsabilidade Sócio Ambiental (PRSA) w w w. b a n c o g u a n a b a r a. c o m. b r

Política de Responsabilidade Sócio Ambiental (PRSA) w w w. b a n c o g u a n a b a r a. c o m. b r Sócio Ambiental (PRSA) w w w. b a n c o g u a n a b a r a. c o m. b r ÍNDICE: 1. SOBRE A DOCUMENTAÇÃO... 3 1.1. CONTROLE DE VERSÃO... 3 1.2. OBJETIVO... 4 1.3. ESCOPO... 4 2. RESPONSABILIDADE SÓCIO AMBIENTAL...

Leia mais

ABR/MAI.2015 WORKSHOPS TEMÁTICOS

ABR/MAI.2015 WORKSHOPS TEMÁTICOS ABR/MAI.2015 TEMÁTICOS REGIÃO CENTRO ÁREA INOVAÇÃO NP4457:2007 SENSIBILIZAÇÃO E CASOS DE SUCESSO No final da sessão os participantes deverão estar aptos a: Alinhar a Estratégia de negócio incorporando

Leia mais

CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS REGULAMENTO

CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS REGULAMENTO REGULAMENTO Artigo 1.º - Enquadramento O Concurso de Ideias para a Criação de Empresas Inovadoras é uma iniciativa do BICMINHO no âmbito da execução da operação n.º NORTE-07-0364-FEDER-000006 Apoio à Criação

Leia mais

FN-HOTELARIA, S.A. UMA EMPRESA NO MUNDO!

FN-HOTELARIA, S.A. UMA EMPRESA NO MUNDO! UMA EMPRESA NO MUNDO! 1 UMA IMAGEM VALE MAIS QUE MIL PALAVRAS! Actualmente a FN-Hotelaria é uma empresa no mundo! Estamos presentes em alguns mercados internacionais: - São Tomé e Príncipe - Angola - Cabo

Leia mais

HQN 27-06-2015 PLANOS REGIONAIS DE DINAMIZAÇÃO DA ECONOMIA SOCIAL. Ponte de Lima, 27 Junho 2015. www.hqnstrategyconsulting.com

HQN 27-06-2015 PLANOS REGIONAIS DE DINAMIZAÇÃO DA ECONOMIA SOCIAL. Ponte de Lima, 27 Junho 2015. www.hqnstrategyconsulting.com PLANOS REGIONAIS DE DINAMIZAÇÃO DA ECONOMIA SOCIAL Ponte de Lima, 27 Junho 2015 www.hqnstrategyconsulting.com 1 PLANO REGIONAL DE DINAMIZAÇÃO DA ECONOMIA SOCIAL O desenvolvimento de um Plano Regional para

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 16/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Fase Cód. I

Leia mais

Nota: texto da autoria do IAPMEI - UR PME, publicado na revista Ideias & Mercados, da NERSANT edição Setembro/Outubro 2005.

Nota: texto da autoria do IAPMEI - UR PME, publicado na revista Ideias & Mercados, da NERSANT edição Setembro/Outubro 2005. Cooperação empresarial, uma estratégia para o sucesso Nota: texto da autoria do IAPMEI - UR PME, publicado na revista Ideias & Mercados, da NERSANT edição Setembro/Outubro 2005. É reconhecida a fraca predisposição

Leia mais

Blue Mind Desenvolvimento Humano

Blue Mind Desenvolvimento Humano Conhecendo o Coaching Por Fábio Ferreira Professional & Self Coach pelo Instituto Brasileiro de Coaching, com certificação internacional pela European Coaching Association e Global Coaching Community,

Leia mais

O Fórum Económico de Marvila

O Fórum Económico de Marvila Agenda O Fórum Económico de Marvila A iniciativa Cidadania e voluntariado: um desafio para Marvila A Sair da Casca O voluntariado empresarial e as políticas de envolvimento com a comunidade Tipos de voluntariado

Leia mais

Sistemas de Remuneração Tradicionais e a Remuneração Estratégica

Sistemas de Remuneração Tradicionais e a Remuneração Estratégica Sistemas de Remuneração Tradicionais e a Remuneração Estratégica por Camila Hatsumi Minamide* Vivemos em um ambiente com transformações constantes: a humanidade sofre diariamente mudanças nos aspectos

Leia mais

SUAS INFORMAÇÕES ESTÃO SEGURAS?

SUAS INFORMAÇÕES ESTÃO SEGURAS? SUAS INFORMAÇÕES ESTÃO SEGURAS? Treinamento ISO 27002 Foundation Presencial ou EAD A ISO 27002 é uma norma internacional que contém um código de práricas para a segurança da informação. Este tema sempre

Leia mais

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000 ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário Gestão da Qualidade 2005 1 As Normas da família ISO 9000 ISO 9000 descreve os fundamentos de sistemas de gestão da qualidade e especifica

Leia mais

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL MBA e Pós-Graduação Cursos inovadores e alinhados às tendências globais Nossos cursos seguem modelos globais e inovadores de educação. Os professores

Leia mais

Apreenda como os Auditores Externos das diferentes Normas analisam e auditam processos Coordenador Eng.º Pedro Marques

Apreenda como os Auditores Externos das diferentes Normas analisam e auditam processos Coordenador Eng.º Pedro Marques Apreenda como os Auditores Externos das diferentes Normas analisam e auditam processos Coordenador Eng.º Pedro Marques Índice Duração Total... 2 Destinatários... 2 Perfil de saída... 2 Pré-Requisitos...

Leia mais

práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social

práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social Não há dúvidas de que as tecnologias sociais têm um impacto substancial no modo como as empresas funcionam atualmente.

Leia mais

APRESENTAÇÃO ACCENDO

APRESENTAÇÃO ACCENDO APRESENTAÇÃO ACCENDO "A Accendo é uma empresa que funciona com uma rede de parceiros e associados, vocacionada para o desempenho de todas as actividades ligadas à formação profissional essencialmente a

Leia mais

Aplicando Avaliações de Contextualização em Processos de Software Alinhados ao nível F do MR-MPS V1.2

Aplicando Avaliações de Contextualização em Processos de Software Alinhados ao nível F do MR-MPS V1.2 Aplicando Avaliações de Contextualização em Processos de Software Alinhados ao nível F do MR-MPS V1.2 IV Workshop de Implementadores W2-MPS.BR 2008 Marcello Thiry marcello.thiry@gmail.com Christiane von

Leia mais

FORMAÇÃO PARA EMPREENDEDORES

FORMAÇÃO PARA EMPREENDEDORES FORMAÇÃO PARA EMPREENDEDORES QUADRO RESUMO: FORMAÇÃO UFCD (H) Noções de Economia de Empresa 5437 25 Métodos e Práticas de Negociação 5442 50 Empresa Estrutura Organizacional 7825 25 Perfil e Potencial

Leia mais

Álvara nº119/93. Trabalho Temporário CCOP Metalomecânica UM PARCEIRO QUE ENTENDE DO SEU NEGÓCIO. www.grupospt.com

Álvara nº119/93. Trabalho Temporário CCOP Metalomecânica UM PARCEIRO QUE ENTENDE DO SEU NEGÓCIO. www.grupospt.com Álvara nº119/93 Trabalho Temporário CCOP Metalomecânica UM PARCEIRO QUE ENTENDE DO SEU NEGÓCIO www.grupospt.com A SPT A SPT é uma empresa certificada pela norma ISO 9001:2008 no âmbito do recrutamento,

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável da Inovação Empresarial

Desenvolvimento Sustentável da Inovação Empresarial Desenvolvimento Sustentável da Inovação Empresarial Inovar para Ganhar Paulo Nordeste Portugal tem apresentado nos últimos anos casos de sucesso em inovação; como novos produtos, serviços e modelos de

Leia mais