Spectrum Power - Centros de Condução Inteligentes. Next-generation management systems

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Spectrum Power - Centros de Condução Inteligentes. Next-generation management systems"

Transcrição

1 - Centros de Condução Inteligentes Next-generation management systems

2 Centros de Condução Realidade ou Ficção Hardware Sistema Operativo Aplicações Desempenho Funcionalidades Valor Robustez Imagem Velocidade Utilidade Segurança Manutenção Capacidade Durabilidade

3 Centros de Condução Motivações Disponibilidade Competências Clientes Confiança Manutenção Customizado Segurança Performance Ciclo de Vida Robustez Operacionalidade Assistência

4 Referências - Base Instalada Spectrum Power Control Centers...experiência comprovada: Mais de Centros de Condução em todo o mundo! Sweden Denmark Netherlands Lithuania Poland Great Britain Germany Czech. Republic Belgium Russian Austria Slovakia Luxembourg Hungary France Romania Federation Serbia Canada Switzerland Bulgaria Georgia Kazakhstan Mongolia Spain Italy Macedonia Greece Ukraine Republic Portugal Slovenia Bosnia H. Turkey Armenia USA Moldova of Korea Croatia China Kosovo Cyprus Israel Iraq Azerbaijan Puerto Rico Morocco Pakistan Algeria Iran Nepal Hong Kong Japan Qatar Mexico Honduras Dominica Libya UAE Egypt Taiwan Saudi Nicaragua Vietnam El Salvador India Guatemala Venezuela Togo Arabia Thailand Sudan Sri Lanka Philippines Costa Rica Colombia Nigeria Singapore Malaysia Panama Kuwait Congo Peru Cameroon Indonesia Number of Control Centers Bolivia Brazil New Caledonia Paraguay Namibia >60 Uruguay Swaziland Australia >20 Argentina South Africa 5 20 Chile New Zealand 1 5 Norway Finland Page

5 O Sector Energético está em transformação Nada é permanente......excepto a mudança! Page Infrastructure & Cities Sector - Smart Grid Division

6 Agenda Centros de Condução A origem Impacto dos Centros de Condução na rede de Energia Características de um Centro de Condução Fases do Projeto do Centro de Condução Topologia dos Centros de Condução Projectos de Referência e Capacidade Técnica

7 A Origem dos Centros de Condução 1920 Origem dos sistemas SCADA (Supervisory Control and Data Acquisition) Objectivo Comando remoto de subestações AT\MAT associadas a unidades de geração, Siemens AG 2015 All rights reserved. Page

8 Novos desafios exigem Novas Soluções Desafios Aumento da Complexidade da Rede Redes no Limite Exigencia melhoria QS Soluções Coordenação/Balanço entre a geração e o consumo Cálculo da Capacidade e Estabilidade da rede Redução de Tempos de Indisponibilidade Sistemas de Prevenção de Black-Out e Sist. Rest. Autom. Custo e Emissões do Fornecimento de Energia Ferramentas de optimização e Despacho Económico Integração de novas fontes de Energia Sistemas de Previsão Avançados Page Infrastructure & Cities Sector - Smart Grid Division

9 Os desafios continuam a aumentar Rede Convencional Rede do Futuro Geração Renovável Dist. Novos Elementos na rede Exigências Regulatórias Aumento da complexidade da rede e dos factores de instabilidade Soluções flexíveis que aumentem a estabilidade da rede Page Infrastructure & Cities Sector - Smart Grid Division

10 CENTRO DE CONDUÇÃO DE ENERGIA Siemens AG 2015 All rights reserved. Page 10 copyright pjm 2015 Infrastructure Energy & Management Cities Sector Smart Grid Solutions Division

11 Agenda Centros de Condução A origem Impacto dos Centros de Condução na rede de Energia Características de um Centro de Condução Fases do Projeto do Centro de Condução Topologia dos Centros de Condução Projectos de Referência e Capacidade Técnica Page

12 Centro de Condução Principais Funções Visualização e Análise em tempo real do estado e configuração da Rede de Energia Operacional Resposta rápida a eventos da rede - Controlo remoto de elementos da rede Identificação de Pontos Críticos da Rede Planeamento\ Optimização de Rede Análise de cenários Estabilidade e Segurança Planeamento de intervenções\manutenção da rede Histórico de dados e ferramentas de Análise Page

13 Centro de Condução SIEMENS Funcionalidades disponíveis CFE Communication Frontend GIS Geographical Information System PA Power Applications CMS DNA Crew Management System Distribution Network Applications HIS ICCP Historical Information System Inter Control-Center Communication Protocol RO SA Resource Optimization Scheduling Applications DSA Dynamic Stability Analysis IMM Information Model Manager TCS Trouble Call System ELC ELCOM Communication Protocol LME,LMG,LMW Load Management Electricity Gas, Water TNA Transmission Network Applications EMM Energy Market Management MERO Multi Energy Resource Optimization TS Trainings Simulator FA Forecasting Applications OPF Optimal Power Flow Page

14 Agenda Centros de Condução A origem Impacto do Centro de Condução na rede de Energia Características de um Centro de Condução Fases do Projeto do Centro de Condução Topologia dos Centros de Condução Projectos de Referência e Capacidade Técnica Page

15 Características essenciais de um Centro de Condução 1- Fiabilidade\Dispon. 2 - Flexibilidade 3- Escalabilidade 4- Uso de Standards 5- Segurança 6- User Friendly Page

16 1- Fiabilidade e Disponibilidade Assegura máxima disponibilidade do sistema em cada componente constituinte:...redundundância de Hardware Fail Over time= Tempo de detecção + Tempo de mudança de servidor Failover automático e Failback...Monitorização permanente de processos críticos Se um processo crítico falhar o serviço é assumido pelo servidor redundate...garantir que em caso algum há perda de dados Servidores de Comunicação funcionam independentemente de outros processos Spectrum Power garante uma disponibilidade de até 99,95% em qualquer cenário! Page

17 2 - Flexibilidade De sistemas All-in-One, até sistemas multi servidor\workstation capazes de gerir até data points e >200 clients Page

18 3 Escalabilidade \ Modularidade... Meter Data Mgmt Work Force Mgmt Asset Mgmt SAP Customer Inform. System Geographical Inform. System Weather Forecast Network Planning... Enterprise Service Bus Base functionality: data model, UI, SCADA, Archive Systematic outage management for faster and more restoration Distribution load flow calculation, grid optimization and what-if studies Energy resources and production planning; load forecasting for generation and grid operation planning Generation control for more economic and reliable operation HIS IMM GIS I/F OMS CMS TCS DNA TS SA RO FA PA EMM Real-time and day ahead energy market management Spectrum Power High Speed Bus Base SCADA CFE IFS OPC ICCP ELC TNA Base OPF DSA TS LME LMG LMW MERO Communication with substation RTU/SAS and other control centers Transmission load flow calculation, grid optimization and what-if studies Management of infeeds, switchable loads and storages for minimum cost (power, gas, water) Page

19 4 Sistema baseado em Standards - Software Aplicações Externas Enterprise Service Bus DMS System Interfaces for Distribution Spectrum Power High Speed Bus EMS Application Program Interface OPC RTU / Substation Control Center Ind. Autom. Page

20 4 Sistema baseado em Standards - Hardware Arquitetura de Hardware e Sistema Operativo x86-64 architecture Intel AMD Servidores de vários fornecedores disponíveis Certificado com IBM e Fujitsu Redhat Enterprise Linux 6 (Nos Servidores e UI clientes) Microsoft Windows Server 2012 Para o servidor IMM Para clientes IMM UI Suporta Servidores Virtuais Page

21 5 Sistema Seguro Cyber Security Integridade de Dados e do Sistema Overview Direitos de Acesso Users / passwords Direitos de acesso baseados na função Direitos de acesso baseados na máquina Segurança IT Security blueprint de todo o sistema Guia de configurações de segurança para a configuração segura do sistema Avaliações de segurança contínuas - CERT Siemens Backup / Restore Backup de bases de dados e ficheiros Page

22 5 Sistema Seguro Cyber Security Integridade de Dados e do Sistema - IT Security Medidas Implementadas pela SIEMENS para asseguraro mais alto nível de segurança IT (NERC Certification) Testes de Segurança parte dos testes do sistema (Red Team Vulnerability Assessment) Gestão de Patches para Redhat Linux, Microsoft Windows e 3rd Party Products Guia específico de referências de segurança ex.: System Blueprint Procedimentos de Instalação Segura de acordo com as guidelines do CERT Page

23 6 Sistema User Friendly Ponto de vista do Administrador Quality Assurance System (QAS) Caso Prático Permite testar o efeito de alterações na configuração do sistema num servidor QA separado Sistemas separados Sistema Stand-Alone Sistema Principal QAS System Iniciar procedimento - criar / modificar configurações Mover alterações para Sistema principal Activar alterações & Testar Aplicações Activar alterações Concluir procedimento Concluir Procedimento Page

24 6 Sistema User Friendly Ponto de vista do Utilizador Spectrum Power - Interface com o Utilizador Page

25 6 Sistema User Friendly Ponto de vista do Utilizador Spectrum Power - Caso Prático Informação ao operador em caso de defeito na rede: Identifica rapidamente e de forma visual (muda de cor) o elemento da rede esponsável pela falha e a área afectada. Gera automaticamente uma sequência de operações, que propõe ao operador, para isolar a falha e repor o serviço. Localização do Defeito Sequência de operaçõespara isolar o defeito e repor o serviço. Problema no campo Page

26 Page 26 Infrastructure & Cities Sector Smart Grid Division

27 Agenda Centros de Condução A origem Impacto do Centro de Condução na rede de Energia Características de um Centro de Condução Fases do Projeto do Centro de Condução Topologia dos Centros de Condução Projectos de Referência e Capacidade Técnica Page

28 Fases do Projeto para um Centro de Condução... comprometidos com prazos estabelecidos, minimizando o risco com a máxima qualidade Estudos de fasibilidade dos projectos propostos Manutenção Preventiva, fornecimento de peças de reserva, upgrades Formação de SW e HW Análise do sistema, Caderno de Encargos, arquitetura do sistema, projecto civil, etc Produçao do Equipamento, Integraçaõ do Software, Integraçaõ do Sistema, Testes FAT, garantia de Qualidade Testes SAT, Entrega do Sistema Esquemas da Instalação, Instalação on-site, Supervisão, documentação Page

29 Fases do Projeto para um Centro de Condução Processo para assegurar a qualidade de entrega de um projecto: Sales Phase Lead Management Execution Phase PM010 Go / No-Go decision Opportunity Development PM020 Bid decision Bid Preparation PM040 Bid approval Contract Negotiation PM070 Project won / lost Project Handover PM080 Start of project Etapas Standarizadas que definem resultados mínimos Inputs e outputs claros Sistemática Quality- Gate Project Opening / Clarification PM100 Order receipt clarified Detailed Planning PM200 Approval of detailed planning Purchasing & Manufacture Warranty PM300 Dispatch approval Dispatch Warranty PM400 Material & resources at site Construction / Installation Project closure PM550 Construction/ install. completed Um processo claro implementado e melhorado ao longo do tempo Commissioning Acceptance Project Closure Warranty PM600 Release for customer accept. PM650 Customer acceptance PM670 Project closure PM650 Customer acceptance PM670 Project closure PM700 End of warranty Quality Gate Page

30 Ciclo de Vida de um Centro de Condução Serviço pós-venda... Assegura a manutenção e evolução contínua do sistema Service Packs Avaliação de Vulnerabilidade Upgrade de Componentes Gestão de Patch protects your investments Release upgrades Formaçaõ em Segurança Consultoria de Segurança Page System hardening

31 Page 31 Questões Infrastructure & Cities Sector Smart Grid Division

32 Agenda Centros de Condução A origem Impacto do Centro de Condução na rede de Energia Características de um Centro de Condução Fases do Projeto do Centro de Condução Topologia dos Centros de Condução Projectos de Referência e Capacidade Técnica Page

33 Topologia Global dos Centros de Condução Sistemas de Visualização Alargada Centro de Condução Sistema de Comunicações Remote Terminal Acquisition Units RTU s Equipamentos Primários Page

34 Topologia Global dos Centros de Condução Configuração Principal / Backup Control Center 1 Control Center 2 Main manned Backup unmanned Information Network (RTUs, ICCP,...) Information Network (RTUs, ICCP,...) Information Network (RTUs, ICCP,...) CC1 is data responsible for all datapoints Page

35 Topologia Global dos Centros de Condução Configuração Sistema Principal Regional Information Network (RTUs, ICCP,...) Major Control Center 1 Main u HIS database Regional Control Center 2 Regional Control Center 3 Regional Control Center 4 Information Network (RTUs, ICCP,...) v v v Information Network HIS HIS Information Network (RTUs, ICCP,...) (RTUs, ICCP,...) database database HIS database Page

36 Agenda Centros de Condução A origem Impacto do Centro de Condução na rede de Energia Características de um Centro de Condução Fases do Projeto do Centro de Condução Topologia dos Centros de Condução Projectos de Referência e Capacidade Técnica Page

37 Centros de Investigação & Desenvolvimento...mais de 350 engenheiros para I&D Minneapolis, USA Nuremberg, Germany Vienna, Austria Istanbul, Turkey Bangalore, India Curitiba, Brazil Page

38 Gestão de Projecto e Engenharia...mais de 600 engenheiros Oslo, Norway Nuremberg, Germany (HQ) Minneapolis, USA Zurich, Switzerland San José, USA Milano, Italy Mexico City, Mexico Bogota, Colombia Sao Paulo, Brazil Vienna, Austria Istanbul, Turkey Mumbai, India Jakarta, Indonesia Taipei, Taiwan Singapore* *Joint Venture Page

39 - Gestão de redes de Distribuição Principais Referências e.on Westfalen Weser Energie AG Salzburg AG Hafslund Driftsentral AS e.on Ceska Republika PRE Vattenfall Europe Distribution Berlin SEDAS BEDAS Kansas City Power&Light Aydem ONCOR Meralco IBERDROLA S.A ENEL Distribuzione Dubai Electricity & Water Authority ADWEA MSEDCL CEB Colombo Page

40 - Gestão de redes de Transmissão Principais Referências PJM Interconnection MAVIR EnBW Transportnetze Austrian Power Grid (APG) PSE Iberdrola USA National Dispatching Center of Power System REN Slovenska elektrizacna presonov Red Eléctrica PT.PLN Operador Nacional do Sistema Eléctrico Turkish Electricity Transmission Dubai Electricity & Water Authority MSETCL NOS Page

41 - Planeamento de Produção Principais Referências E.ON DB-Energie Vattenfall EDP PLN Electrabel ENEL Verbund Page

42 - Gestão de Produção Principais Referências ENEL Produzione e.on, DB Energie, EnBW, Evonik Vattenfall PSE KEGOC EDP TEIAS XM, ISA MEW ENDESA, Gas Natural Fenosa Generation TIWAG, Austrian Power Grid (APG) MAVIR ESM ADWEC Page

43 - Gestão de redes Ferroviárias Principais Referências ADIF Berliner Verkehrsbetriebe Jernbaneverket Kölner Verkehrsbetriebe DB Energie Bern Lötschberg Simplon Bahn Rete Ferroviaria Österreichische Bundesbahn Metropolitan Rapid Transit Authority Page

44 - Em África Principais Referências City of Tshwane (South Africa) PAC: June 2013 Scope: SCADA/DMS System Upgrade including S/S integration works Transmission Company Of Nigeria TCN FAC: November 2014 Scope: Add-ons to the National SCADA/EMS System including communication adaptation works Egyptian Electricity Transmission Company EETC FAT: scheduled for April 2015 Scope: Upper & Middle Egypt Regional Control Center Modernization, including substation work (app. 150 RTUs), S/S adaptation work and civil works Page

45 - Em África Cidade de Tshwane (Pretoria), África do Sul - Maio 2011 Upgrade of Hardware + Software from Spectrum with IFS to Spectrum 3.10 Scope of supply : Spectrum Power 3.10 Phase I: Setting up Standard Release 3.10, Delivery of new Hardware components Phase II: Data Migration from plus Project Extensions, Implementation on new Hardware Integration of more substations foreseen after successful implementation Possibility for additional business like integrating DMS Functions Page

46 - Em África ELECTRICITY TRANSMISSION COMPANY (EETC), Egipto Fev Upper & Middle Egypt Regional Control Center Modernization Project Replacement of the Regional Control Centre (UERCC) and refurbishment of the existing building. Implementation of new Control Centre (MERCC) and construction of new control centre building Spectrum Power 7 Substation works (Commissioning of ~150 SICAM AK1703 RTUs) & S/S adaptation works Project duration: 33 months Order Volume: 26 0 MERCC UERCC Page

47 Soluções Chave-na-Mão - Competência Comprovada Siemens turnkey control center solutions comprise a broad range of products and solutions for protection, automation, communication and control centers as well as the integration into the enterprise IT. Customer Benefits Optimized costs Morocco Algeria Nigeria Dem. Rep. Congo Libya Turkey Kurdistan Kuwait Kazakhstan Mongolia Georgia Turkmenistan Pakistan India Vietnam Sri Lanka Reduced delivery times Optimum performance of all equipment UAE Saudi Arabia Egypt Page

48 Referências - Base Instalada Spectrum Power Control Centers...experiência comprovada: Mais de Centros de Condução em todo o mundo! Sweden Denmark Netherlands Lithuania Poland Great Britain Germany Czech. Republic Belgium Russian Austria Slovakia Luxembourg Hungary France Romania Federation Serbia Canada Switzerland Bulgaria Georgia Kazakhstan Mongolia Spain Italy Macedonia Greece Ukraine Republic Portugal Slovenia Bosnia H. Turkey Armenia USA Moldova of Korea Croatia China Kosovo Cyprus Israel Iraq Azerbaijan Puerto Rico Morocco Pakistan Algeria Iran Nepal Hong Kong Japan Qatar Mexico Honduras Dominica Libya UAE Egypt Taiwan Saudi Nicaragua Vietnam El Salvador India Guatemala Venezuela Togo Arabia Thailand Sudan Sri Lanka Philippines Costa Rica Colombia Nigeria Singapore Malaysia Panama Kuwait Congo Peru Cameroon Indonesia Number of Control Centers Bolivia Brazil New Caledonia Paraguay Namibia >60 Uruguay Swaziland Australia >20 Argentina South Africa 5 20 Chile New Zealand 1 5 Norway Finland Page

49 Questões E amanhã Page 49 Infrastructure & Cities Sector Smart Grid Division

50 Grid control platforms...shaping reliable, efficient and sustainable energy grids and reducing total cost of ownership Spectrum Power 7 Support of Linux mainly for the market segments of Spectrum Power Spectrum Power 5 Support of Windows mainly for the market segments of Transmission Distribution Energy market Global applications connectable to both platforms Common standards like CIM, IEC Common innovative Service oriented architecture SOA Infrastructure Multi-utilities Municipalities Industry & infrastructure Generation

51 ADMS The Revolutionary 3-in-1 Solution Monitor & Operate SCADA Monitor, control and optimize the secure operation of the electrical distribution network. Track & Restore Analyze & Optimize DNA Reduce network loading at peak times and increase asset utilization, network efficiency and reliability. OMS Proactively and safely guide operators when needed most, i.e. during storms and outagerelated restoration activities.

52 Microgrid Manager - MGMS Integração de Renováveis

53 Obrigado!

Interpretação da norma NBR ISO/IEC 27001:2006

Interpretação da norma NBR ISO/IEC 27001:2006 Curso e Learning Sistema de Gestão de Segurança da Informação Interpretação da norma NBR ISO/IEC 2700:2006 Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste

Leia mais

FAQ Obrigatoriedade do GTIN

FAQ Obrigatoriedade do GTIN FAQ Obrigatoriedade do GTIN 1. O que é o GTIN? GTIN, acrônimo para Global Trade Item Number é um identificador para itens comerciais desenvolvido e controlado pela GS1, antiga EAN/UCC. GTINs, anteriormente

Leia mais

Bem-vindos à Conferência de Imprensa da EMO. Dr. Wolfram von Fritsch Presidente do Conselho de Administração. 24 de Maio de 2011 no Porto.

Bem-vindos à Conferência de Imprensa da EMO. Dr. Wolfram von Fritsch Presidente do Conselho de Administração. 24 de Maio de 2011 no Porto. Bem-vindos à Conferência de Imprensa da EMO Dr. Wolfram von Fritsch Presidente do Conselho de Administração 24 de Maio de 2011 no Porto Seite 1 Feiras no mix dos meios de comunicação Global Fairs Global

Leia mais

EDUCAÇÃO. Base do Desenvolvimento Sustentável

EDUCAÇÃO. Base do Desenvolvimento Sustentável EDUCAÇÃO Base do Desenvolvimento Sustentável 1 Por que investir em educação? 2 Por que investir em educação? 1. Acesso à cidadania. 2. Aumento da renda pessoal (prêmio salarial): 10% por um ano a mais

Leia mais

PRODUTIVIDADE DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE: BRASIL E SEUS CONCORRENTES

PRODUTIVIDADE DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE: BRASIL E SEUS CONCORRENTES PRODUTIVIDADE DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE: BRASIL E SEUS CONCORRENTES Eduardo Augusto Guimarães Maio 2012 Competitividade Brasil 2010: Comparação com Países Selecionados. Uma chamada para a ação África

Leia mais

Relatório Gráfico de Acessibilidade à Página www.ceivap.org.br Janeiro até Dezembro / 2007

Relatório Gráfico de Acessibilidade à Página www.ceivap.org.br Janeiro até Dezembro / 2007 Relatório Gráfico de Acessibilidade à Página www.ceivap.org.br Janeiro até Dezembro / 2007 1. Visitações Diárias ( Y ) Visitas ( X ) Dia do mês 1.1) Janeiro 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15

Leia mais

A Norma Brasileira e o Gerenciamento de Projetos

A Norma Brasileira e o Gerenciamento de Projetos A Norma Brasileira e o Gerenciamento de Projetos Realidade Operacional e Gerencial do Poder Judiciário de Mato Grosso Na estrutura organizacional, existe a COPLAN que apoia administrativamente e oferece

Leia mais

Q: Preciso contratar um numero de empregados para solicitar o visto E2? R: Não, o Visto E2 não requer um numero de empregados como o Visto Eb5.

Q: Preciso contratar um numero de empregados para solicitar o visto E2? R: Não, o Visto E2 não requer um numero de empregados como o Visto Eb5. RE: Visto E1 O E2 Visto E1 O E2 Q :Preciso contratar um advogado para solicitar o Visto E2? R: Sim, o visto E2 requer o conhecimento especializado da legislacao migratória e a experiência de um advogado

Leia mais

Evolução da renda no Governo Lula: Cinco conclusões definitivas. Reinaldo Gonçalves 1 4 março 2011

Evolução da renda no Governo Lula: Cinco conclusões definitivas. Reinaldo Gonçalves 1 4 março 2011 Evolução da renda no Governo Lula: Cinco conclusões definitivas Reinaldo Gonçalves 1 4 março 2011 A divulgação dos dados de evolução da renda do Brasil pelo IBGE e a base de dados do FMI permitem algumas

Leia mais

EDUCAÇÃO. Base para o desenvolvimento

EDUCAÇÃO. Base para o desenvolvimento EDUCAÇÃO Base para o desenvolvimento 1 Por que investir em educação? 2 Por que investir em educação? 1. Acesso à cidadania. 2. Aumento da renda pessoal (prêmio salarial): 10% por um ano a mais de escolaridade.

Leia mais

CARTA DO DIRETOR-EXECUTIVO

CARTA DO DIRETOR-EXECUTIVO International Coffee Organization Organización Internacional del Café Organização Internacional do Café Organisation Internationale du Café P CARTA DO DIRETOR-EXECUTIVO RELATÓRIO SOBRE O MERCADO CAFEEIRO

Leia mais

CISCO ETHERNET PARA A FÁBRICA

CISCO ETHERNET PARA A FÁBRICA OVERVIEW CISCO ETHERNET PARA A FÁBRICA A solução Ethernet para a Fábrica (EttF) da Cisco é um componente da visão Rede Inteligente para Manufatura (INM) da Cisco. Ela elimina a distância entre o escritório

Leia mais

Universidade Nova de Lisboa Ano Lectivo 2006/2007. João Amador Seminário de Economia Europeia. Economia Portuguesa e Europeia. Exame de 1 a época

Universidade Nova de Lisboa Ano Lectivo 2006/2007. João Amador Seminário de Economia Europeia. Economia Portuguesa e Europeia. Exame de 1 a época Universidade Nova de Lisboa Ano Lectivo 2006/2007 FaculdadedeEconomia João Salgueiro João Amador Seminário de Economia Europeia Economia Portuguesa e Europeia Exame de 1 a época 5 de Janeiro de 2007 Atenção:

Leia mais

Cenário e Oportunidade de vendas nas óticas

Cenário e Oportunidade de vendas nas óticas Cenário e Oportunidade de vendas nas óticas Claudia Bindo Gerente de Novos Negócios GfK 2013 1 Empresas de Ótica & Eyewear Pesquisa do Mercado Global feita para você TM Apresentação corporativa GfK 2013

Leia mais

Regiões e Blocos Multinacionais de Mercado

Regiões e Blocos Multinacionais de Mercado Regiões e Blocos Multinacionais de Mercado Cateora e Graham, 2006, Cap. 10 Prof.ª. Fernanda Ilhéu McGraw-Hill/Irwin 2005 The McGraw-Hill Companies, Inc. All rights reserved. Regiões e Blocos Multinacionais

Leia mais

A importância e desafios da agricultura na economia regional. Assessoria Econômica

A importância e desafios da agricultura na economia regional. Assessoria Econômica A importância e desafios da agricultura na economia regional Assessoria Econômica A Agricultura é importante para o crescimento e desenvolvimento econômico ou é apenas fornecedora de alimentos? Taxa Média

Leia mais

Renovar Idéias: Política Monetária e o Crescimento Econômico no Brasil PSDB-ITV 16/2/2006

Renovar Idéias: Política Monetária e o Crescimento Econômico no Brasil PSDB-ITV 16/2/2006 Renovar Idéias: Política Monetária e o Crescimento Econômico no Brasil PSDB-ITV 16/2/2006 Julio Gomes de Almeida Diretor-Executivo IEDI Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial Motor do Crescimento

Leia mais

CREBi Media Kit. Site CREBI Conforme relatórios de visitas emtidos em dezembro de 2008, temos os seguintes dados médios:

CREBi Media Kit. Site CREBI Conforme relatórios de visitas emtidos em dezembro de 2008, temos os seguintes dados médios: CREBi Media Kit Atualmente, somos a mais representativa mídia eletrônica do setor de jóias e afins e também já superamos em muito as maiores médias de outras categorias de mídia. O CREBi oferece três canais

Leia mais

http://www.amoportugal.org/

http://www.amoportugal.org/ OBJETIVOS A promoção de eventos de âmbito nacional com recurso à mobilização de Voluntários e ao envolvimento de parcerias públicas e privadas gratuitas. O desenvolvimento da cooperação e da solidariedade

Leia mais

ED 2068/09. 16 junho 2009 Original: inglês. Obstáculos ao consumo

ED 2068/09. 16 junho 2009 Original: inglês. Obstáculos ao consumo ED 2068/09 16 junho 2009 Original: inglês P Obstáculos ao consumo 1. Cumprimentando os Membros, o Diretor-Executivo recorda-lhes que, de acordo com o Artigo 33 do Convênio Internacional do Café de 2001

Leia mais

2012: Desenvolvimento Inclusivo Sustentável? Marcelo Neri -Ipea

2012: Desenvolvimento Inclusivo Sustentável? Marcelo Neri -Ipea 2012: Desenvolvimento Inclusivo Sustentável? Marcelo Neri -Ipea Evolução segundo a ótica do Relatório Stiglitz-Sen: http://www.stiglitz-sen-fitoussi.fr/documents/rapport_anglais.pdf Recomendações Enfatizarrenda

Leia mais

Eficiência Energética. Monitorização e Análise do Consumo Energético de Edifícios

Eficiência Energética. Monitorização e Análise do Consumo Energético de Edifícios j Infrastructures & Cites Building Efficiency Monitoring Eficiência Energética Monitorização e Análise do Consumo Energético de Edifícios Monitorização e Controlo de Energia de forma simples e eficaz.

Leia mais

Associação KNX Portugal

Associação KNX Portugal Associação KNX Portugal Organização KNX e rede de parceiros KNX Association International Page No. 3 Associações Nacionais: Membros Membros KNX Nacionais: Fabricantes: Empresas fabricantes ou representantes

Leia mais

Exportar para Crescer. Novos Caminhos para o Mercado Externo

Exportar para Crescer. Novos Caminhos para o Mercado Externo Exportar para Crescer Novos Caminhos para o Mercado Externo Panorama Coface 30 06 2011 Denise Cortez Grupo Coface Visão Global Empresa de Origem francesa especializada no Gerenciamento de Risco de Crédito:

Leia mais

Cirurgia Robótica. Enfermeiro Rodrigo Pinheiro Clinical Sales Manager

Cirurgia Robótica. Enfermeiro Rodrigo Pinheiro Clinical Sales Manager Cirurgia Robótica Enfermeiro Rodrigo Pinheiro Clinical Sales Manager Décadas de mudanças na formação cirúrgica 1950 1960 1970 1980 1990 2000 Anfiteatros Cirúrgicos Cirurgia Experimental Indústria de pesquisa

Leia mais

MVNO Operadoras Virtuais no Brasil. Conhecendo o usuário brasileiro. Valter Wolf 18 de Novembro de 2010

MVNO Operadoras Virtuais no Brasil. Conhecendo o usuário brasileiro. Valter Wolf 18 de Novembro de 2010 MVNO Operadoras Virtuais no Brasil Conhecendo o usuário brasileiro Valter Wolf 18 de Novembro de 2010 O estudo A&R contempla 17 países com mais de 20 mil entrevistas, agrupadas em 3 categorias: Mature,

Leia mais

CIESP SOROCABA Riscos Comerciais e Políticos e Seguro de Crédito à Exportação. Denise Cortez Executiva de Negocios

CIESP SOROCABA Riscos Comerciais e Políticos e Seguro de Crédito à Exportação. Denise Cortez Executiva de Negocios CIESP SOROCABA Riscos Comerciais e Políticos e Seguro de Crédito à Exportação 26 04 2012 Denise Cortez Executiva de Negocios Panorama Mundial Desta vez, a crise é realmente diferente Crescimento mundial

Leia mais

Longevidade e Impactos na Previdência Social Desenvolvimentos Recentes

Longevidade e Impactos na Previdência Social Desenvolvimentos Recentes Longevidade e Impactos na Previdência Social Desenvolvimentos Recentes Seminário Valor Econômico: O Futuro do Mercado de Previdência, Seguros e Resseguros Rio de Janeiro, 28 de maio de 2014 Por: Helmut

Leia mais

www.dalecarnegie.com. Programa de Treinamentos De Alta Performance

www.dalecarnegie.com. Programa de Treinamentos De Alta Performance www.dalecarnegie.com. Programa de Treinamentos De Alta Performance Copyright 2007 Dale Carnegie & Associates, Inc. 290 Motor Parkway Hauppauge, New York 11788 All rights reserved. Tabela de Conteúdos 1.

Leia mais

Protocolo Facultativo para Convenção sobre os Direitos da Criança relativo à venda de crianças, prostituição e pornografia infantis

Protocolo Facultativo para Convenção sobre os Direitos da Criança relativo à venda de crianças, prostituição e pornografia infantis Protocolo Facultativo para Convenção sobre os Direitos da Criança relativo à venda de crianças, prostituição e pornografia infantis Os Estados Partes no presente Protocolo, Considerando que, para melhor

Leia mais

PROJETO SERIALIZAÇÃO. Projeto Serialização DHL

PROJETO SERIALIZAÇÃO. Projeto Serialização DHL PROJETO SERIALIZAÇÃO Projeto Serialização DHL 1 Serialização SETRM 2015 DEUTSCHE POST DHL DHL Supply Chain é parte do Grupo Deutsche Post com presença global e extensivo portifólio em serviços Logísticos

Leia mais

Projeto GeoCONVIAS abril 2009

Projeto GeoCONVIAS abril 2009 Projeto GeoCONVIAS abril 2009 Logica 2008. All rights reserved Agenda 1 2 3 4 5 6 7 8 Instituições Participantes Objetivo do Projeto Fluxo de Trabalho de CONVIAS Benefícios Escopo do Projeto Arquitetura

Leia mais

SGA. Introdução. Qualidade ISO 14001. Sistemas. Sustentáveis. Casos. Prática. Manuel Duarte Pinheiro SGA. Introdução. Qualidade ...

SGA. Introdução. Qualidade ISO 14001. Sistemas. Sustentáveis. Casos. Prática. Manuel Duarte Pinheiro SGA. Introdução. Qualidade ... por RESPONSABILIDADE SOCIAL E SUSTENTABILIDADE NOVAS DIMENSÕES por SA SIGMA SISTEMAS DE GESTÃO DO AMBIENTE 2003/2004 GRI por Nível 1 Nível 2 PROACTIVIDADE CRESCENTE Nível 3 ISSO EMAS I Excelência Ambiental...

Leia mais

ESPANHA Porta de acessoà Europa para as multinacionais brasileiras

ESPANHA Porta de acessoà Europa para as multinacionais brasileiras ESPANHA Porta de acessoà Europa para as multinacionais brasileiras Existem muitas empresas e investimentos espanhóis no Brasil. É a hora de ter investimentos brasileiros na Espanha Presidente Lula da Silva,

Leia mais

A Nova Classe Média: O Seguro e o Lado Brilhante da Base da Pirâmide. Marcelo Neri mcneri@fgv.br

A Nova Classe Média: O Seguro e o Lado Brilhante da Base da Pirâmide. Marcelo Neri mcneri@fgv.br A Nova Classe Média: O Seguro e o Lado Brilhante da Base da Pirâmide Marcelo Neri mcneri@fgv.br Percentil de da Distribuição Mundial de Renda Comparando Distribuições de Renda Países Selecionados e o Mundo

Leia mais

FISIPE a via Europeia para entrar no negócio da Fibra de Carbono. Março 2012 Instituto de Defesa Nacional 1

FISIPE a via Europeia para entrar no negócio da Fibra de Carbono. Março 2012 Instituto de Defesa Nacional 1 FISIPE a via Europeia para entrar no negócio da Fibra de Carbono Março 2012 Instituto de Defesa Nacional 1 Fibra de Carbono um negócio com fortes barreiras à entrada Precursor Custos de Operação Tecnologia

Leia mais

Indicadores Ambientais

Indicadores Ambientais Indicadores Ambientais De que forma a empresa analisa seus indicadores de desempenho ambiental e desenvolve ações de produção mais limpa nos processos produtivos Valéria Soares Amorim Pereira Gerente de

Leia mais

PESQUISA GLOBAL Job:11521

PESQUISA GLOBAL Job:11521 PESQUISA GLOBAL Job:11521 1 2 GLOBAL BAROMETER ON NUCLEAR ENERGY After Japan Earthquake Global WIN Survey Amostra global de 34,122 respondentes Homens e mulheres de todas as classes sociais Entrevistas

Leia mais

Políticas para Inovação no Brasil

Políticas para Inovação no Brasil Políticas para Inovação no Brasil Naercio Menezes Filho Centro de Políticas Públicas do Insper Baixa Produtividade do trabalho no Brazil Relative Labor Productivity (GDP per Worker) - 2010 USA France UK

Leia mais

Soluções Completas de Suspensão

Soluções Completas de Suspensão Soluções Completas Aplicações em Veículos Com mais 20 anos experiencia na indústria automóvel, a Drive-Rite tornou-se lír em fornecimento soluções suspensão pneumática. O centro produção da Drive-Rite

Leia mais

Bra Top: BT 3331 Color: 160 Short: SH 4069 Color: 160

Bra Top: BT 3331 Color: 160 Short: SH 4069 Color: 160 Rio Collection 1 2 3 4 Bra Top: BT 3331 Color: 160 Short: SH 4069 Color: 160 5 6 Tank Top: TT 4286 Color: 477 Bra Top: BT 3331 Color: 160 Legging: LE 4069 Color: 160 Rio Collection Bra Top: BT 3331 Color:

Leia mais

Investimentos Públicos no Brasil: desafios e oportunidades para a melhoria do gasto público

Investimentos Públicos no Brasil: desafios e oportunidades para a melhoria do gasto público Investimentos Públicos no Brasil: desafios e oportunidades para a melhoria do gasto público Fórum de Superintendentes de Planejamento, Gestão e Finanças Belo Horizonte, 27 de março de 2012 Tarsila Velloso

Leia mais

DESPESA EM I&D E Nº DE INVESTIGADORES EM 2007 EM PORTUGAL

DESPESA EM I&D E Nº DE INVESTIGADORES EM 2007 EM PORTUGAL DESPESA EM I&D E Nº DE INVESTIGADORES EM 2007 EM PORTUGAL Súmula dos dados provisórios do Inquérito ao Potencial Científico e Tecnológico Nacional, IPCTN, 2007 I DESPESA 1. Despesa em I&D nacional total

Leia mais

useful phone numbers Students Union Associação Académica da Universidade da Beira Interior

useful phone numbers Students Union Associação Académica da Universidade da Beira Interior useful phone numbers Students Union Associação Académica da Universidade da Beira Interior Headquarters: Rua Senhor da Paciência, 39 6200-158 Covilhã Portugal Telephone: +351 275 319 530 Fax: +351 275

Leia mais

Fresas Interpoladoras de Rosca em Metal Duro

Fresas Interpoladoras de Rosca em Metal Duro Fresas Interpoladoras de Rosca em Metal Duro Introdução O programa de fresas de metal duro para interpolar rosca da Dormer é abrangente e as ferramentas são de alta performance oferecendo ao usuário uma

Leia mais

BARRAS DYWIDAG GRP Enfilagem, Pregamento e Tirantes em Fibra de Vidro

BARRAS DYWIDAG GRP Enfilagem, Pregamento e Tirantes em Fibra de Vidro BARRAS DYWIDAG GRP Enfilagem, Pregamento e Tirantes em Fibra de Vidro 2 Conteúdo Introdução... 3 Campos de Aplicação... 4 Principais Vantagens... 4 Descrição do Sistema... 4 Componentes do Sistema... 4

Leia mais

76% das empresas portuguesas prevê novas contratações em 2016

76% das empresas portuguesas prevê novas contratações em 2016 76% das empresas portuguesas prevê novas contratações em 2016 LISBOA (17 Dezembro, 2015) O Estudo Workforce+Pay 2016 lançado pela Korn Ferry (NYSE:KFY), a consultora global na gestão organizacional e de

Leia mais

Revitalização da Indústria Fonográfica no Brasil

Revitalização da Indústria Fonográfica no Brasil Revitalização da Indústria Fonográfica no Brasil Impacto Positivo de uma Redução de Tributos para Empresas e Consumidores Rio de Janeiro, 27 de maio de 2009 Em 2008, o mercado brasileiro de CDs e DVDs

Leia mais

Estratégias Kodak para Brasil e Região. Emerson Stein

Estratégias Kodak para Brasil e Região. Emerson Stein Estratégias Kodak para Brasil e Região Emerson Stein Agenda Um pouco sobre a Kodak Mercado Gráfico Brasileiro Estratégias Kodak Planos de Crescimento no Brasil O mercado gráfico tem percebido uma maior

Leia mais

Artemis7. Portfolio and Project Management Solutions. Better decisions. Better results

Artemis7. Portfolio and Project Management Solutions. Better decisions. Better results Artemis7 Portfolio and Project Management Solutions Better decisions. Better results ESCRITÓÓÓORIO BRASIL Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 1410 6o. andar - Morumbi - 05640-003 55 11 3773-9009 REGIONAL

Leia mais

WORLD CUP BRAZIL 2014

WORLD CUP BRAZIL 2014 WORLD CUP BRAZIL 2014 Match Date Match Stadium City Cat 1 Cat 2 Cat 3/4 VIP 1 12 jun Brazil vs. Croatia Arena De São Paulo Sao Paulo $2,900 $2,500 $1,800 2 13 jun Mexico vs. Cameroon Estadio Das Dunas

Leia mais

Projetos internacionais

Projetos internacionais Projetos internacionais 02.2013 Engineering Procurement Construction Apoio mundial em técnica de elevação para EPC Contractors STAHL CraneSystems A história da nossa empresa é caracterizada por mais de

Leia mais

Gestão e Controle de Energia Building Technologies

Gestão e Controle de Energia Building Technologies Gestão e Controle de Energia Copyright Siemens Switzerland Ltd. All rights reserved. Índice Empresa e Organização 3 Performance e Sustentabilidade em Edifícios 6 Produtos, Soluções e Serviços 10 Gestão

Leia mais

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2014 BRASIL

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2014 BRASIL Global leader in hospitality consulting Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2014 BRASIL % DE RESPOSTAS POR REGIÃO INTRODUÇÃO Américas 19% Ásia 31% A pesquisa global de opinião sobre o mercado

Leia mais

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2015 BRASIL

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2015 BRASIL Global leader in hospitality consulting Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2015 BRASIL INTRODUÇÃO Europe 43% % DE RESPOSTAS POR REGIÃO Americas 9% Asia 48% A pesquisa global de opinião sobre

Leia mais

SISTEMAS DYWIDAG ST 85/105

SISTEMAS DYWIDAG ST 85/105 Sistemas DYWIDAG SISTEMAS DYWIDAG ST 85/105 As barras e componentes DYWIDAG excedem os limites requeridos pelas normas brasileiras. Sua rosca robusta proporciona máxima aderência aço/concreto, única no

Leia mais

Original page: VISTO E1 (comerciantes do tratado) e E2 (investidores do tratado)

Original page: VISTO E1 (comerciantes do tratado) e E2 (investidores do tratado) PDF Acrobat www.drmoises.com 1 Original page: VISTO E1 (comerciantes do tratado) e E2 (investidores do tratado) Os comerciantes do tratado são Vistos E-1, investidores do tratado são Vistos E-2. Estes

Leia mais

Human Capital: Education and Health in economic development.

Human Capital: Education and Health in economic development. Human Capital: Education and Health in economic development. Referências Básicas: Economic Development, Todaro & Smith, Capítulo 8 e Human Development Report 2011. Vítor Wilher www.vitorwilher.com Pontos

Leia mais

Desafios Institucionais do Brasil: A Qualidade da Educação

Desafios Institucionais do Brasil: A Qualidade da Educação Desafios Institucionais do Brasil: A Qualidade da Educação André Portela Souza EESP/FGV Rio de Janeiro 13 de maio de 2011 Estrutura da Apresentação 1. Porque Educação? Educação e Crescimento 2. Educação

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE O MERCADO DE ÁGUA MINERAL NA GRÉCIA

INFORMAÇÕES SOBRE O MERCADO DE ÁGUA MINERAL NA GRÉCIA INFORMAÇÕES SOBRE O MERCADO DE ÁGUA MINERAL NA GRÉCIA Embaixada do Brasil em Atenas Setor Comercial secomgre@embratenas.gr Tel: 30 210 72 444 34 Fax: 30 210 724 47 31 http://atenas.itamaraty.gov.br MAR

Leia mais

SuSTAINABLE Projecto Europeu FP7

SuSTAINABLE Projecto Europeu FP7 SuSTAINABLE Projecto Europeu FP7 Info-Day Nacional de Energia Oportunidades de financiamento no âmbito do tema ENERGIA do Horizonte 2020, Concursos 2014&2015 António Messias, Inovgrid, EDP DISTRIBUIÇÃO

Leia mais

Conversores de frequência componentes ABB ACS150, 0,37 a 4 kw / 0,5 a 5 hp

Conversores de frequência componentes ABB ACS150, 0,37 a 4 kw / 0,5 a 5 hp Conversores de frequência componentes ABB ACS150, 0,7 a 4 kw / 0,5 a 5 hp Catálogo técnico PERFIL INDUSTRIAS PRODUTOS APLICAÇÕES EXPERIÊNCIA PARCEIROS SERVIÇOS Conversores de frequência componentes ABB

Leia mais

Certificação de Sistemas de Gestão. ACIF_SGS Funchal, 4 de Junho de 2008

Certificação de Sistemas de Gestão. ACIF_SGS Funchal, 4 de Junho de 2008 Certificação de Sistemas de Gestão ACIF_SGS Funchal, 4 de Junho de 2008 Sumário 1. Certificação de Sistemas de Gestão Qualidade (ISO 9001:2000); 2. Certificação de Sistemas de Gestão Ambiental (ISO 14001:2004);

Leia mais

Proposta para Prestação de Serviços de Consultoria Valuation Services. Janeiro de 2013

Proposta para Prestação de Serviços de Consultoria Valuation Services. Janeiro de 2013 Proposta para Prestação de Serviços de Consultoria Valuation Services Janeiro de 2013 Deloitte Touche Tohmatsu Consultores Ltda. Rua Alexandre Dumas, 1.981 São Paulo - SP - 04717906 Brasil Tel: + 55 (11)

Leia mais

Serviços de telefonia. condições de prestação

Serviços de telefonia. condições de prestação Serviços de telefonia móvel: preços e condições de prestação Audiência pública na Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal Ercio Alberto Zilli Presidente Executivo

Leia mais

Utilização de Tecnologias de Sistemas de Informação em Sistemas de Automação de Energia Engenharia de Software e Desenvolvimento de Projectos de I&D

Utilização de Tecnologias de Sistemas de Informação em Sistemas de Automação de Energia Engenharia de Software e Desenvolvimento de Projectos de I&D www.efacec.pt Utilização de Tecnologias de Sistemas de Informação em Sistemas de Automação de Energia Engenharia de Software e Desenvolvimento de Projectos de I&D 2006-12-14 Rogério Paulo EFACEC Engenharia,

Leia mais

e-freight Apresentação Sindicomis IATA 13 de Junho de 2011

e-freight Apresentação Sindicomis IATA 13 de Junho de 2011 e-freight Apresentação Sindicomis IATA 13 de Junho de 2011 Agenda Sobre a IATA O que é e-freight Mensagens Padronizadas Requerimentos básicos para a Aduana Conhecimento Aéreo Eletrônico (e-awb) 2 IATA

Leia mais

Teléfonos para casos de emergencia en São Paulo

Teléfonos para casos de emergencia en São Paulo Teléfonos para casos de emergencia en São Paulo Números para emergencias Policía: Marcar 190 Urgencias médicas (ambulancia): Marcar 192 *Indicar si desea que lo transporten a un hospital privado. Bomberos:

Leia mais

Smart Grid. Luís Marçal Março 2012. Ligue-se à Siemens Angola

Smart Grid. Luís Marçal Março 2012. Ligue-se à Siemens Angola Smart Grid 1 Motivações SmartGrids 2 SmartGrids Portefolio Page 2 O Mundo do Consumidor em transformação As Smart Grids são essenciais para a Energia Hoje Page 3 Componentes inteligentes: transição da

Leia mais

Smart City. Smart Governance. Smart Economy. Vila do Conde 25 e 26 de Novembro de 2013

Smart City. Smart Governance. Smart Economy. Vila do Conde 25 e 26 de Novembro de 2013 Smart City. Smart Governance. Smart Economy. Vila do Conde 25 e 26 de Novembro de 2013 Objectivo: sensibilizar para a importancia das smart cities. A razão pela qual cascais decidiu implementar este processo

Leia mais

CERTIFICAÇÕES. Alínea D, Artigo 10º do PC. 27 de Abril de 2015 CÂMARA MUNICIPAL DE VILA DO CONDE CONCURSO PÚBLICO

CERTIFICAÇÕES. Alínea D, Artigo 10º do PC. 27 de Abril de 2015 CÂMARA MUNICIPAL DE VILA DO CONDE CONCURSO PÚBLICO CÂMARA MUNICIPAL DE VILA DO CONDE CONCURSO PÚBLICO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE LIMPEZA URBANA NO MUNICÍPIO DE VILA DO CONDE 27 de Abril de 2015 CERTIFICAÇÕES Alínea D, Artigo 10º do PC Certificado Certifica

Leia mais

Maximizando os Incentivos à Inovação

Maximizando os Incentivos à Inovação TAX CIESP Maximizando os Incentivos à Inovação R&D Tax Incentives Proposta para prestação de serviços profissionais Agosto de 2014 Agenda Ambiente de Inovação e Incentivos Incentivos Fiscais à Inovação

Leia mais

Conferência - Mobilidade Eléctrica

Conferência - Mobilidade Eléctrica Conferência - Mobilidade Eléctrica 30-03-2011 CRITICAL SOFTWARE Título Dependable Technologies for Critical Systems Spin-off da Universidade de Coimbra, Julho 1998 Desenvolvimento de tecnologia dual Business

Leia mais

Serviços de Credit Management. Câmara de Comércio e Indústria Luso-Brasileira 21 de Janeiro de 2014 - Corinthia Hotel Lisbon -

Serviços de Credit Management. Câmara de Comércio e Indústria Luso-Brasileira 21 de Janeiro de 2014 - Corinthia Hotel Lisbon - Serviços de Credit Management Câmara de Comércio e Indústria Luso-Brasileira 21 de Janeiro de 2014 - Corinthia Hotel Lisbon - O Export Pack é o primeiro conceito em Portugal a agregar numa única solução

Leia mais

A mortalidade no Brasil no período 1980 2004: desafios e oportunidades para os próximos anos *

A mortalidade no Brasil no período 1980 2004: desafios e oportunidades para os próximos anos * Diretoria de Pesquisas DPE Coordenação de População e Indicadores Sociais COPIS A mortalidade no Brasil no período 1980 2004: desafios e oportunidades para os próximos anos * Juarez de Castro Oliveira

Leia mais

Qualidade de Software nas MPEs

Qualidade de Software nas MPEs Qualidade de Software nas MPEs Projeto VSE CE 21.007-24 ISO/IEC 29110 Very Small Entities JTC 1/ SC 7 / WG24 ISO/IEC 29110 Engenharia de Software Perfis de Ciclo de Vida para Micro-organizações ISO/IEC

Leia mais

Recursos Integrados SERVICES AND SOLUTIONS

Recursos Integrados SERVICES AND SOLUTIONS SERVICES AND SOLUTIONS Recursos Integrados Gerenciamento e Otimização de Bens Serviços Técnicos e Engenharia Educação e Treinamento Peças Sobressalentes e Serviços de Pós-Venda Experience In Motion SERVIÇOS

Leia mais

Mercado das Sombras. Estudo Global de Pirataria de Software BSA 2011. Publicado em maio de 2012

Mercado das Sombras. Estudo Global de Pirataria de Software BSA 2011. Publicado em maio de 2012 Mercado das Sombras Estudo Global de Pirataria de Software BSA 2011 Publicado em maio de 2012 Conteúdo Resumo Executivo...1 Tendências Globais...2 Hábitos de Piratas Autodeclarados...2 Economias Emergentes

Leia mais

Intelligrid A visão de Futuro do Sistema Elétrico

Intelligrid A visão de Futuro do Sistema Elétrico Intelligrid A visão de Futuro do Sistema Elétrico Petronio Spyer Prates Co-located with: Intelligrid Architecture Architecture for the Intelligent Electricity Grid of the Future Visão do Sistema de Potência

Leia mais

Com base nesse diagnóstico, a consultoria analisou uma série de determinantes para evidenciar as possibilidades de sucesso no torneio:

Com base nesse diagnóstico, a consultoria analisou uma série de determinantes para evidenciar as possibilidades de sucesso no torneio: Press release Data: 11 de Junho de 2014 Contato: Marta Telles Tel: (11) 3526-4508 marta.telles@imagemcorporativa.com.br Marcia Avruch Tel: (11) 3674-3762 marcia.avruch@br.pwc.com Brasil tem vantagem na

Leia mais

www.pwc.com/br Audiência no Senado Escolha e Contratação da Entidade Aferidora da Qualidade 22 de Março de 2012 Luiz Eduardo Viotti Sócio da PwC

www.pwc.com/br Audiência no Senado Escolha e Contratação da Entidade Aferidora da Qualidade 22 de Março de 2012 Luiz Eduardo Viotti Sócio da PwC www.pwc.com/br Audiência no Senado Escolha e Contratação da Entidade Aferidora da Qualidade 22 de Março de 2012 Luiz Eduardo Viotti Sócio da PwC Participamos do processo de escolha da Entidade Aferidora

Leia mais

CA Education Calendário de Cursos em Turmas Abertas Janeiro Junho 2007. Brasil ca.com/education 0800-121502

CA Education Calendário de Cursos em Turmas Abertas Janeiro Junho 2007. Brasil ca.com/education 0800-121502 CA Education Calendário de Cursos em Turmas Abertas Janeiro Junho 2007 Brasil ca.com/education 0800-121502 Venha Para a Fonte Preferida de Treinamento Para Software de Gerenciamento de TI e Melhores Práticas

Leia mais

Eficiência Energética: Cidades e Indústrias conectando redes inteligentes

Eficiência Energética: Cidades e Indústrias conectando redes inteligentes Eficiência Energética: Cidades e Indústrias conectando redes inteligentes 11/11/2015 Hitachi South America, Ltda. Agenda 1. Cenário Mundial e Brasil 2. Tendências em Energia, Renováveis e Eficiência 3.

Leia mais

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 2 Semestre 2013 BRASIL

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 2 Semestre 2013 BRASIL Global leader in hospitality consulting Global Hotel Market Sentiment Survey 2 Semestre 2013 BRASIL 50 40 30 20 10 0-10 -20-30 -40-50 Fev 2009 Jul 2009 SENTIMENT NÍVEL GLOBAL Jan 2010 % DE RESPOSTAS POR

Leia mais

Produto HP Duração da garantia limitada Software 90 dias Cartuchos de impressão Até que a tinta HP acabe ou até a data do fim da garantia impressa no cartucho, o que ocorrer primeiro. Esta garantia não

Leia mais

Dynamic Data Center. A infra-estrutura de suporte às SOA. Francisco Miller Guerra Senior Product Manager Fujitsu Siemens Computers

Dynamic Data Center. A infra-estrutura de suporte às SOA. Francisco Miller Guerra Senior Product Manager Fujitsu Siemens Computers Dynamic Data Center A infra-estrutura de suporte às SOA Francisco Miller Guerra Senior Product Manager Fujitsu Siemens Computers As necessidades do negócio pressionam continuamente as infra-estruturas

Leia mais

Soluções Integradas de Gestão de Projetos de Capital

Soluções Integradas de Gestão de Projetos de Capital Soluções Integradas de Gestão de Projetos de Capital 0 Uma solução com flexibilidade para suportar o escopo específico de processos para diferentes tipos de operações Based on the analysis completed during

Leia mais

Cisco Innovation Day Datacenters e a convergência de dois mundos IoE, Cloud, Smart Grid & Smart Cities...

Cisco Innovation Day Datacenters e a convergência de dois mundos IoE, Cloud, Smart Grid & Smart Cities... Cisco Innovation Day Datacenters e a convergência de dois mundos IoE, Cloud, Smart Grid & Smart Cities... Pedro Nobre Schneider Electric Lisboa, Porto Maio 2014 A complexidade começa aqui... 2 E vai além

Leia mais

Empreender em Portugal: Rumo a um Empreendedorismo Sustentado

Empreender em Portugal: Rumo a um Empreendedorismo Sustentado Empreender em Portugal: Rumo a um Empreendedorismo Sustentado Patrícia Jardim da Palma Professora Universitária no ISCSP Coordenadora do Hélios Directora do INTEC ppalma@iscsp.utl.pt Agenda O empreendedorismo

Leia mais

Análise de Sistemas Elétricos de Potência 1

Análise de Sistemas Elétricos de Potência 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Análise de Sistemas Elétricos de Potência 1 A ula 0 2 : Vi s ã o Geral do S i s tema E l é trico de P otência P r o f. F l á v i o V a n d e r s o n G o m e s E - m

Leia mais

Vinícius Gracia Fundador & Global CTO!

Vinícius Gracia Fundador & Global CTO! Vinícius Gracia Fundador & Global CTO! Como nasceu a Easy Taxi A Easy Taxi nasceu no startup weekend no Rio de Janeiro e foi uma das vencedoras do evento. Antes de existir qualquer sistema, começaram a

Leia mais

1 Copyright 2012, Oracle and/or its affiliates. All rights reserved.

1 Copyright 2012, Oracle and/or its affiliates. All rights reserved. 1 Copyright 2012, Oracle and/or its affiliates. All rights reserved. About Eugenio Chleba Product Sales Specialist - PM (11) 5189-1211 (11) 96060-2687 eugenio.chleba@oracle.com Experience Skills Products

Leia mais

ThyssenKrupp GfT do Brasil. Tirantes DYWIDAG para Estruturas Marítimas

ThyssenKrupp GfT do Brasil. Tirantes DYWIDAG para Estruturas Marítimas ThyssenKrupp GfT do Brasil Tirantes DYWIDAG para Estruturas Marítimas Tirantes DYWIDAG para Estruturas Marítimas Tirantes de barra de aço GEWI e DYWIDAG podem ser utilizados para uma variedade de aplicações

Leia mais

Tendências Econômicas e seu Impacto na Área Educacional

Tendências Econômicas e seu Impacto na Área Educacional Tendências Econômicas e seu Impacto na Área Educacional Antonio Delfim Netto 25/03/2009 São Paulo, SP I. A Economia de Mercado A. O que ela produziu 1. Melhoria nas condições de vida 2. Tecnologia e crescimento

Leia mais

JOVENS, EDUCAÇÃO, TRABALHO E O ÍNDICE DE FELICIDADE FUTURA

JOVENS, EDUCAÇÃO, TRABALHO E O ÍNDICE DE FELICIDADE FUTURA JOVENS, EDUCAÇÃO, TRABALHO E O ÍNDICE DE FELICIDADE FUTURA Coordenação: Marcelo Cortes Neri 02 de Setembro de 2008 Os artigos publicados são de inteira responsabilidade de seus autores. As opiniões neles

Leia mais

Taking care of the world s water

Taking care of the world s water Industry Sector Portugal Taking care of the world s water Page 1 Siemens AG 2012. 2009. All rights reserved. Organização da Siemens Energy Healthcare Industry Infrastructure & Cities Fossil Power Generation

Leia mais

Segurança Rodoviária: Lições resultantes do trabalho do International Transport Forum

Segurança Rodoviária: Lições resultantes do trabalho do International Transport Forum Segurança Rodoviária: Lições resultantes do trabalho do International Transport Forum José Viegas Secretário Geral International Transport Forum 19º Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito, Brasília,

Leia mais

Qualidade de Software nas MPE ISO/IEC 29110

Qualidade de Software nas MPE ISO/IEC 29110 Qualidade de Software nas MPE ISO/IEC 29110 A Hipótese em 2004 Uso de normas de ES nas PMEs A indústria de Software Austrália Reunião Plenária (2004) Reconhecimento das Necessidades e Problemas + 90% das

Leia mais

Janelas para toda a vida

Janelas para toda a vida Janelas para toda a vida Argentina Australia Austria Belarus Belgium Bosnia-Herzegovinia Brazil Bulgaria Canada Chile China Croatia Czech Republic Denmark Ecuador Egypt El Salvador France Greece Guatemala

Leia mais

Educação, Economia e Capital Humano em Portugal Notas sobre um Paradoxo

Educação, Economia e Capital Humano em Portugal Notas sobre um Paradoxo Portugal na União Europeia 1986-2010 Faculdade de Economia, Universidade do Porto - 21 Janeiro 2011 Educação, Economia e Capital Humano em Portugal Notas sobre um Paradoxo Pedro Teixeira (CEF.UP/UP e CIPES);

Leia mais