Ações de Prevenção nas empresas, baseadas em evidencias.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ações de Prevenção nas empresas, baseadas em evidencias."

Transcrição

1 Aspectos Legais, Econômicos e de Saúde Associados aos Programas (Exames Toxicológicos) UFRJ/CEPRAL / Curso: Prevenindo Dependências nas Empresas Ações de Prevenção nas empresas, baseadas em evidencias. Profº José Mauro Braz de Lima MSc. PhD. Prof. de Neurologia da Fac. de Medicina UFRJ Diretor do HESFA - UFRJ Coord. do Programa de Álcool e Drogas INDC / UFRJ Membro da Soc. Francesa de Alcoologia Presidente de Honra da Soc. Bras. de Alcoologia Consultor da Evolução Clínica & Consultoria

2 UFRJ / CEPRAL Aspectos Legais, Econômicos e de Saúde Associados aos Programas (Exames Toxicológicos) Problemas Relacionados ao Álcool e outras Drogas (PRAD)

3 UFRJ / CEPRAL

4 UFRJ / CEPRAL Revisitando alguns conceitos chaves (operacionais) Evolução dos conceitos (o mundo mudou!) Dependência Química doença já instalada, por ex. Alcoolismo Crônico. Problemas Relacionados ao uso, abuso e dependência de Álcool e outras Drogas (PRAD) Visão Médico-Sanitário - ênfase na Saúde Mental; ambiente psiquiátrico Visão de Saúde Pública e de Segurança Pública enfoque sistêmico; Políticas Públicas.

5 Abordagem Sistêmica dos PRAD dentro de uma Perspectiva de Saúde Pública e de Segurança. UFRJ / CEPRAL Saúde Trabalho Família Política Justiça Comunidades Educação Economia Trânsito Cultura Civilização Indústria e Comércio Áreas envolvidas e comprometidas

6 Perfil do Consumo de Álcool e outras Drogas UFRJ / CEPRAL Dependência (Química) (cerca de 10 mi pes) Abuso (cerca de 30 mi pes) 10% (12,3) 20% Uso Social (Uso nocivo: dirigir, função de segurança, gravidez, etc...)) Não-uso 60% 10% CEBRID SENAD 2006; Lima, JMB 2007.

7 Metodologia Dose padrão de bebidas alcoólicas / quantidade de álcool puro (%) - (Lima,JMB.Alcoologia,2007) Tipos de bebidas Teor alcoólico Dose padrão (vol /ml) Quant. de álcool puro/dose padrão Taxa de álcool no sangue (alcoolemia) Taxa de álcool / ar respirado Cerveja 5% 300 ml 12 g 0,2 g/l 0,25 mg/l Vinho 12 % 150 ml 14 g 0,2 g/l 0,25 mg/l Cachaça ou uísque 40 % 40 ml 14 g 0,2 g/l 0,25 mg/l

8 Impacto na Saúde Pública (Baseado em evidências...) UFRJ / CEPRAL Problemas Relacionados ao Álcool e outras Drogas(PRAD) OMS (2005 / 2006) - 3ª maior causa de morte Prevalência na Rede de Assistência: - Hosp. Psiq % dos leitos - Hosp. Clinico % dos leitos - Hosp. de Emergência % dos atends. Problemas Especiais : - Acid. Trânsito (Br / 2006) > mortes / ano,... - Saúde do Trabalhador a 5 x licenças médicas,... - Síndrome Alcoólica Fetal (SAF) 1 3/1000 nasc. vivos/ano - Outros Agravos sobre a saúde...

9 Aspectos Econômicos e Sociais no Brasil* UFRJ / CEPRAL -Gastos Globais (estimados, 2008): cerca de R$ 200 Bilhões (6 a 7% PIB); -(França: 1,5 %, EUA: 3%;...) Acidentes de Trânsito (2008): > R$ 30 Bilhões / ano; Orçamento Ministério da Saúde (2008): > R$ 50 Bilhões; Brasil: um dos maiores produtores e consumidores de Álcool do mundo; Ind. de Bebidas Taxas e Imp, (estimado): > R$ 35 a 40 Bilhões; Custos Globais no Ambiente de Trabalho: Estimativa (baseado em dados da FIESP): > R$ 80 Bilhões; AVP (Anos de Vida Perdidos) / AVPP (Anos de Vida / Produtividade Perdidos Custos e Prejuízos Materiais; Custos Sociais não tangíveis: desempregos, abandonos de crianças, escolaridade, violência urbana, trabalho,... Fontes: Lima, Alcoologia, 2008; Ministério do Trabalho, Previdência Social, IPEA,...

10 II Levantamento Domiciliar sobre Uso de Drogas Psicotrópicas no Brasil UFRJ / CEPRAL Itens da Pesquisa: Variação(%) Pessoas Dependentes de Álcool 11.2% 12.3% > 10% Uso na vida - Homens 77.3% 83.5% > 7,0% Uso na vida - Mulheres 60.6% 68.3% >13,0% Idade de Início de Consumo 13 anos 12 anos Pessoas Dep. nas Grandes Cidades 9,2% 12,7% > 30% Adolescentes Dep. (12 17 anos) 5,2% 7,0% > 30% Jovens Dep. (18-24 anos) 15.5% 19.2% > 25% Adultos Jovens (25 34 anos) 13,5% 14.7% > 10% Dep. que procuraram tratamento 4.0% 2,9% < 25% Perfil de consumo dos trabalhadores?? Fonte: Lima, JMB. - SENAD CEBRID, 2007

11 UFRJ / CEPRAL Ações de Prevenção e População Alvo Estratégias especificas para cenários definidos: Ambiente de trabalho; Violência Urbana; Acidente de transito; Jovens / Estudantes; Mulher e Gravidez; Populações vulneráveis (morador de rua, presidiário etc); Outros... Obs: além dos pacientes convencionais (área da saúde).

12 Evidencias Subestimadas ou não Tangíveis UFRJ / CEPRAL Prevalência do uso / abuso A & D na sociedade pós moderna. Aumento do consumo de bebidas alcoólicas nas grandes cidades. Cultura da Banalização - Situações de Abuso (ex: happy-hour). Redefinindo o papel da empresa como protagonista de Responsabilidade Social. Empresa Saudável: custo ou investimento?

13 As Evidencias como Base para novas Abordagens UFRJ / CEPRAL O real impacto e consequências do uso / abuso do Álcool e outras Drogas nas empresas: Diminuição da Produtividade; Absenteísmo; Licenças médicas repetidas; Acidentes de trabalho e no trabalho; Violência (assedio moral, agressões,...) Aposentadoria precoce; Outros...

14 UFRJ / CEPRAL Problemas Relacionados ao Uso, Abuso do Álcool nas Empresas / no Trabalho A IMEDIATOS (uso / abuso ) Absenteísmo Atrasos freqüentes Queda de produtividade ( de 20 a 30%) Acidentes de trabalho (± 20%) Acidentes de trajeto (Acidentes de Trânsito, atropelamento,...) Violência Urbana( casos como da periferia de São Paulo - Diadema) - Comportamentos de Risco: abuso de bebidas nos fins de semana ( em casa, em evento, etc...) Problemas familiares com cônjuge, filhos, etc B MEDIATOS (a médio e longo prazo abuso / dependência) Doenças Crônico Degenerativas: cirrose, miocardiopatia alcoólica, distúrbios neuropsiquiátricos Déficit neuro-cognitivo (processo demencial alcoólico), Distúrbios de Conduta Outras doenças relacionadas: Ca de esôfago, de fígado, de vias aéreas superiores,...hipertensão Arterial Sistêmica (fator de mortalidade),... Falência Múltipla de Órgãos Alcoólica Aposentadoria precoce Morte

15 UFRJ / CEPRAL Programa de Atenção aos Empregados e a Empresa (PAEE) Problemas Relacionados ao Álcool e outras Drogas (PRAD) no Ambiente de Trabalho COMPORTAMENTO Saúde Relação Empregado Empresa Desempenho Operacional PRODUTIVIDADE NEGÓCIOS FINANÇAS SEGURANÇA E MEIO AMBIENTE

16 Política de Atenção e de Prevenção UFRJ / CEPRAL nas Empresas Programa de Atenção aos Empregados e a Empresa (PAEE) 1. Sensibilização da Presidência e Diretorias; 2. Construção de uma Política Especifica (SMS); 3. Diagnóstico Situacional (retratando a realidade); 4. Capacitação da Equipe Técnica : Saúde, RH e Segurança 5. Sensibilização e Treinamento para as Chefias (lideranças); 6. Conscientização, Informação e Educação para todos os Colaboradores; 7. Implantação de Estratégia de Exame Toxicológico; 8. Acompanhamento e Supervisão Técnica do Programa; 9. Desenvolvimento das Ações e Estratégias de Assistência de Prevenção; 10. Clima Organizacional / Qualidade Vida Empresa Saudável..

17 Políticas Públicas UFRJ / CEPRAL SENAD (Secretaria Nacional Anti-Drogas, 17 de junho Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas 2008 Política Nacional sobre o Álcool Decreto nº 6.117/ 22 de maio de 2007 Lei Seca Lei / 19 de junho de 2008 Programa de Atenção e de Prevenção nas Empresas (PAEE) Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) (Leia nº 8079 / 1945) - artigo 482, item f, diz: constituem justa causa para rescisão de contrato pelo empregador embriaguez habitual ou em serviço. No Brasil menos 5% das empresas possuem Programas consistentes voltados para os PRAD. Em países como: Estados Unidos, Canadá, França e Inglaterra mais de 2/3 das empresas em geral tem algum tipo de Programa de Prevenção; Fontes: CLT e OIT - Organização Internacional de Trabalho Revista Brasileira de Toxicologia, São Paulo

18 UFRJ / CEPRAL Obrigado! Profº José Mauro Braz de Lima MSc. PhD. Tels: (21) e/ou (21)

Problemas Relacionados ao Álcool e outras Drogas (PRAD): uma questão de saúde pública

Problemas Relacionados ao Álcool e outras Drogas (PRAD): uma questão de saúde pública Problemas Relacionados ao Álcool e outras Drogas (PRAD): uma questão de saúde pública Prof. José Mauro Braz de Lima, MSc. PhD Profº da Faculdade de Medicina UFRJ Pós Doutorado Universidade de Paris (França)

Leia mais

Como Prevenir e Tratar as Dependências Químicas nas Empresas?

Como Prevenir e Tratar as Dependências Químicas nas Empresas? Como Prevenir e Tratar as Dependências Químicas nas Empresas? Hewdy Lobo Ribeiro Psiquiatra Forense Ana Carolina S. Oliveira Psi. Esp. Dependência Química Importância Preocupação permanente de gestores

Leia mais

Estágio Curricular I: Cecília de Paula Monnerat Sâmua Regina Camacho Thiago Purger Rodrigues ÁLCOOL

Estágio Curricular I: Cecília de Paula Monnerat Sâmua Regina Camacho Thiago Purger Rodrigues ÁLCOOL Estágio Curricular I: Cecília de Paula Monnerat Sâmua Regina Camacho Thiago Purger Rodrigues ÁLCOOL Atualmente, o consumo de substâncias ilícitas e álcool é indiscriminado entre mulheres e homens adultos

Leia mais

Porque a violência e o trauma tornaram-se um problema de Saúde Pública e o que fazer para diminuir sua incidência?

Porque a violência e o trauma tornaram-se um problema de Saúde Pública e o que fazer para diminuir sua incidência? Porque a violência e o trauma tornaram-se um problema de Saúde Pública e o que fazer para diminuir sua incidência? Dados preliminares do sistema de informações de mortalidade do Ministério da Saúde de

Leia mais

Custos sociais decorrentes do uso indevido de drogas Assistência aos transtornos por uso e abuso de álcool e outras drogas no SUS

Custos sociais decorrentes do uso indevido de drogas Assistência aos transtornos por uso e abuso de álcool e outras drogas no SUS Custos sociais decorrentes do uso indevido de drogas Os "custos sociais" decorrentes do uso indevido de drogas, cada vez mais elevados, tornam urgente a intervenção mais adequada do ponto de vista da saúde

Leia mais

PROGRAMA VIDA PREVENÇÃO E TRATAMENTO AO USO E ABUSO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS

PROGRAMA VIDA PREVENÇÃO E TRATAMENTO AO USO E ABUSO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS PROGRAMA VIDA PREVENÇÃO E TRATAMENTO AO USO E ABUSO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS JUSTIFICATIVA O uso de álcool e outras drogas é, atualmente, uma fonte te de preocupação mundial em todos os seguimentos da

Leia mais

Encontro de Empresas Mesa redonda: Programa de Assistência ao Empregado: para onde encaminhar. Ambulatório

Encontro de Empresas Mesa redonda: Programa de Assistência ao Empregado: para onde encaminhar. Ambulatório XXI Congresso Brasileiro da ABEAD Do Uso à Dependência: a integração das políticas públicas com a clínica 08 a 11 de setembro de 2011 - Recife/PE Encontro de Empresas Mesa redonda: Programa de Assistência

Leia mais

Governo lança campanha de prevenção dos riscos do consumo de bebidas alcoólicas Resultados das pesquisas:

Governo lança campanha de prevenção dos riscos do consumo de bebidas alcoólicas Resultados das pesquisas: Governo lança campanha de prevenção dos riscos do consumo de bebidas alcoólicas O Ministério da Saúde lançou, nesta sexta-feira (10) no Rio de Janeiro (RJ), uma campanha publicitária alertando sobre os

Leia mais

PROGRAMA DE PREVENÇÃO NA EMPRESA: DA IMPLANTAÇÃO À TESTAGEM TOXICOLÓGICA

PROGRAMA DE PREVENÇÃO NA EMPRESA: DA IMPLANTAÇÃO À TESTAGEM TOXICOLÓGICA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Faculdade de Ciências Farmacêuticas Departamento de Análises Clínicas e Toxicológicas Laboratório de Análises Toxicológicas PROGRAMA DE PREVENÇÃO NA EMPRESA: DA IMPLANTAÇÃO À

Leia mais

Combate às Drogas: Fracasso Anunciado

Combate às Drogas: Fracasso Anunciado Combate às Drogas: Fracasso Anunciado Um mundo sem droga ONU, 1998 - Uma Utopia? José Mauro Braz de Lima Professor Associado da Faculdade de Medicina UFRJ. Diretor Geral do HESFA Hospital Escola São Francisco

Leia mais

Tratamento da Dependência Química: Um Olhar Institucional.

Tratamento da Dependência Química: Um Olhar Institucional. A dependência química é uma síndrome de números superlativos e desconfortáveis; A OMS (Organização Mundial de Saúde) aponta que mais de 10% de qualquer segmento populacional apresenta predisposição à dependência

Leia mais

PROJETO VIDA NO TRÂNSITO. Maria Audea de Lima e Sousa. Teresina Piaui RESUMO. Palavras chave. Introdução. Diagnóstico. Proposições.

PROJETO VIDA NO TRÂNSITO. Maria Audea de Lima e Sousa. Teresina Piaui RESUMO. Palavras chave. Introdução. Diagnóstico. Proposições. PROJETO VIDA NO TRÂNSITO Maria Audea de Lima e Sousa Teresina Piaui RESUMO Palavras chave Introdução Diagnóstico Proposições Resultados Introdução O projeto Vida no Trânsito está relacionado a instituições

Leia mais

1ª Jornada Preparatória para o XXIII CBABEAD

1ª Jornada Preparatória para o XXIII CBABEAD 1ª Jornada Preparatória para o XXIII CBABEAD Políticas sobre Drogas e a Realidade Brasileira Painel:Princípios aplicados, Resultados obtidos? 1 Intervenção Breve no Brasil: avanços Prof. Dr. Erikson F.

Leia mais

COMPANHIA HIDRO ELETRICA DO SÃO FRANCISCO

COMPANHIA HIDRO ELETRICA DO SÃO FRANCISCO PREVALÊNCIA DO USO DO ÁLCOOL NA CHESF Autora Marília Verri de Santana COMPANHIA HIDRO ELETRICA DO SÃO FRANCISCO RESUMO Este estudo tem como objetivo analisar comparativamente os dados do consumo de álcool

Leia mais

PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR

PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR Prof. Dr. Jones Alberto de Almeida Divisão de saúde ocupacional Barcas SA/ CCR ponte A necessidade de prover soluções para demandas de desenvolvimento, treinamento

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI Nº 3.761, DE 2004

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI Nº 3.761, DE 2004 COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI Nº 3.761, DE 2004 Cria o Fundo Nacional de Prevenção e de Combate ao Alcoolismo, e dá outras providências. Autor: Deputado Wilson Santos Relator:

Leia mais

Consumo de álcool por adolescentes e gênero. Tatiane Vilela Coelho Raínne Costa Sousa

Consumo de álcool por adolescentes e gênero. Tatiane Vilela Coelho Raínne Costa Sousa Consumo de álcool por adolescentes e gênero Tatiane Vilela Coelho Raínne Costa Sousa Área de pesquisa Saúde pública Importância do fenômeno Álcool Droga psicotrópica atua no sistema nervoso central Possui

Leia mais

FERNANDO LEAL DA COSTA: "FISCALIZAÇÃO E PUNIÇÃO SÃO DECISIVAS NA NOVA LEI DO ÁLCOOL" 1

FERNANDO LEAL DA COSTA: FISCALIZAÇÃO E PUNIÇÃO SÃO DECISIVAS NA NOVA LEI DO ÁLCOOL 1 FERNANDO LEAL DA COSTA: "FISCALIZAÇÃO E PUNIÇÃO SÃO DECISIVAS NA NOVA LEI DO ÁLCOOL" 1 FERNANDO LEAL DA COSTA: "FISCALIZAÇÃO E PUNIÇÃO SÃO DECISIVAS NA NOVA LEI DO ÁLCOOL" "Fiscalização e punição dos infractores

Leia mais

PERFIL DO CONSUMO DE ÀLCOOL EM MULHERES DE UM NÚCLEO DE SAÚDE DA FAMÍLIA

PERFIL DO CONSUMO DE ÀLCOOL EM MULHERES DE UM NÚCLEO DE SAÚDE DA FAMÍLIA PERFIL DO CONSUMO DE ÀLCOOL EM MULHERES DE UM NÚCLEO DE SAÚDE DA FAMÍLIA AGNES MERI YASUDA; Juliana Maria Marques Megale, Quitéria de Lourdes Lourosa; Aldaísa Cassanho Forster; Clarissa Lin Yasuda HOSPITAL

Leia mais

50% dos acidentes automobilísticos. 25% dos suicídios

50% dos acidentes automobilísticos. 25% dos suicídios A mensagem que induz a beber com moderação abre o caminho para todos os problemas que o alcoolismo traz. Crescem as pressões sobre o uso abusivo de álcool. Esse hábito remonta a épocas imemoriais e os

Leia mais

I Jornada de Saúde Mental do Vale do Taquari: Crack e outras drogas: perspectivas na abordagem psicossocial

I Jornada de Saúde Mental do Vale do Taquari: Crack e outras drogas: perspectivas na abordagem psicossocial I Jornada de Saúde Mental do Vale do Taquari: Crack e outras drogas: perspectivas na abordagem psicossocial 14 de junho de 2014 FATORES DE RISCO E COMORBIDADES PSIQUIÁTRICAS ASSOCIADOS AOS TRANSTORNOS

Leia mais

ÁLCOOL E JOVENS. O que um jovem precisa saber. para evitar problemas.

ÁLCOOL E JOVENS. O que um jovem precisa saber. para evitar problemas. ÁLCOOL E JOVENS O que um jovem precisa saber para evitar problemas. Cerveja, vinhos, caipirinha, chope: elementos da vida cotidiana de muita gente. Essas bebidas ajudam a celebrar datas festivas, a selar

Leia mais

Fundada em 1986. Gestão Comportamental. Educação para a saúde Gestão de crise

Fundada em 1986. Gestão Comportamental. Educação para a saúde Gestão de crise MISSÃO Educar para a prevenção e condução de crises, visando a saúde emocional individual, da família e da organização. Gestão Comportamental Fundada em 1986 PAP - Programa de Apoio Pessoal Atuações em

Leia mais

8º Forum de Saúde e Segurança do Trabalho. FEBRABAN

8º Forum de Saúde e Segurança do Trabalho. FEBRABAN 8º Forum de Saúde e Segurança do Trabalho. FEBRABAN Cultura de Saúde e Segurança no Trabalho: da Norma para o Valor Volvo do Brasil Quais os Valores e Práticas em Saúde e Segurança do Trabalho que asseguram

Leia mais

ABUSO DO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS, UMA QUESTÃO DE SAÚDE PÚBLICA. Senhor Presidente,

ABUSO DO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS, UMA QUESTÃO DE SAÚDE PÚBLICA. Senhor Presidente, Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 04/05/2011. ABUSO DO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS, UMA QUESTÃO DE SAÚDE PÚBLICA Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados,

Leia mais

Educação em Saúde: Dependência Química. Módulo 1: A dimensão do problema das drogas no Brasil

Educação em Saúde: Dependência Química. Módulo 1: A dimensão do problema das drogas no Brasil Educação em Saúde: Dependência Química Módulo 1: A dimensão do problema das drogas no Brasil MODULO 1: A dimensão do problema das drogas no Brasil Epidemiologia do consumo de substâncias psicoativas no

Leia mais

PREVENÇÃO DE VIOLÊNCIAS E PROMOÇÃO DA CULTURA DE PAZ

PREVENÇÃO DE VIOLÊNCIAS E PROMOÇÃO DA CULTURA DE PAZ MINISTÉRIO DA SAÚDE IMPACTO DA VIOLÊNCIA NA SAÚDE DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES PREVENÇÃO DE VIOLÊNCIAS E PROMOÇÃO DA CULTURA DE PAZ VOCÊ É A PEÇA PRINCIPAL PARA ENFRENTAR ESTE PROBLEMA Brasília - DF 2008

Leia mais

II Seminário de Integração sobre Saúde e Segurança Boas Práticas na Área Portuária

II Seminário de Integração sobre Saúde e Segurança Boas Práticas na Área Portuária II Seminário de Integração sobre Saúde e Segurança Boas Práticas na Área Portuária PROGRAMA PORTO SEGURO LIMPO EM TERRA E A BORDO Área de Abrangência Saúde Mental e Comportamental. Objetivo Prevenção,

Leia mais

Como este guia pode melhorar a sua vida

Como este guia pode melhorar a sua vida Guia de Bem-Estar Álcool Como este guia pode melhorar a sua vida Benefícios positivos Dieta mais equilibrada: - em quantidade - em conteúdo Melhoria da auto-imagem Capacidade maior/mais prolongada de concentração

Leia mais

Apresentação. Introdução. Francine Leite. Luiz Augusto Carneiro Superintendente Executivo

Apresentação. Introdução. Francine Leite. Luiz Augusto Carneiro Superintendente Executivo Evolução dos Fatores de Risco para Doenças Crônicas e da prevalência do Diabete Melito e Hipertensão Arterial na população brasileira: Resultados do VIGITEL 2006-2009 Luiz Augusto Carneiro Superintendente

Leia mais

PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA (PSE): Saúde e educação integral das crianças, adolescentes e jovens

PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA (PSE): Saúde e educação integral das crianças, adolescentes e jovens PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA (PSE): Saúde e educação integral das crianças, adolescentes e jovens O que é o PSE? O PSE é uma política intersetorial do Saúde e do, instituído em 2007, por decreto presidencial.

Leia mais

Uso de SPA na Aviação Civil

Uso de SPA na Aviação Civil Uso de SPA na Aviação Civil Programa de Dependência Química em empresas aéreas Dr. Carlos Henrique Bergling Coordenador Médico da TAM 1. Qual é o problema no uso de drogas? 2. Quem usa drogas? 3. De quem

Leia mais

O que podemos aplicar no Brasil para avançar com a prevenção?

O que podemos aplicar no Brasil para avançar com a prevenção? O que podemos aplicar no Brasil para avançar com a prevenção? Dr. Sérgio de Paula Ramos Psiquiatra e psicanalista Doutor em medicina pela UNIFESP Membro do Conselho Consultivo da ABEAD Diretor técnico

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE

POLÍTICA DE SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE POLÍTICA DE SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE É Política de Segurança e Saúde do Grupo Tecnomont, a execução de todas as atividades de maneira segura, responsável, respeitando e preservando a saúde e a

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM - PNAISH

POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM - PNAISH POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM - PNAISH Brasília, outubro de 2015 População Masculina 99 milhões (48.7%) População alvo: 20 a 59 anos População Total do Brasil 202,7 milhões de

Leia mais

A publicidade de bebidas alcoólicas 3

A publicidade de bebidas alcoólicas 3 Publicação Científica do Curso de Bacharelado em Enfermagem do CEUT. Ano 2011(8). Edição 44 Gerlane Lopes e Silva 1 Gessica de Andrade Fonseca 1 Hanna Kamylla Antonia Soares dos Santos 1 Márcia Andrea

Leia mais

Sociedade de Pediatria de São Paulo

Sociedade de Pediatria de São Paulo Sociedade de Pediatria de São Paulo GRUPO DE ESTUDOS SOBRE OS EFEITOS DO ÁLCOOL NA GESTANTE, NO FETO E NO RECÉM-NASCIDO Coordenadora: Prof. Dra. Conceição de Mattos Segre Membros: Dra. Marcia de Freitas

Leia mais

O comportamento social pode levar a doenças hepáticas Rute Eduviges Godinho Cecília Polidoro Mamer

O comportamento social pode levar a doenças hepáticas Rute Eduviges Godinho Cecília Polidoro Mamer O comportamento social pode levar a doenças hepáticas Rute Eduviges Godinho Cecília Polidoro Mamer Os estudos sobre mortalidade com freqüência enfatizam a importância das causas relacionadas às doenças

Leia mais

Estudo de caso: Hospital Albert Einstein. Mirian do Carmo Branco da Cunha Diretora de Recursos Humanos, SBIB Hospital Albert Einstein

Estudo de caso: Hospital Albert Einstein. Mirian do Carmo Branco da Cunha Diretora de Recursos Humanos, SBIB Hospital Albert Einstein Saúde e produtividade: o valor de uma força de trabalho saudável para o sucesso nos negócios Estudo de caso: Hospital Albert Einstein Mirian do Carmo Branco da Cunha Diretora de Recursos Humanos, SBIB

Leia mais

Seminário: Drogas, Redução de Danos, Legislação e Intersetorialidade. Brasília, outubro de 2009.

Seminário: Drogas, Redução de Danos, Legislação e Intersetorialidade. Brasília, outubro de 2009. Seminário: Drogas, Redução de Danos, Legislação e Intersetorialidade Brasília, outubro de 2009. O uso do crack e cocaína: contexto e estratégias de cuidados à saúde PEDRO GABRIEL DELGADO Coordenação de

Leia mais

AVANÇOS E DIFICULDADES NOS PROGRAMAS DE DEPENDÊNCIA QUÍMICA NAS EMPRESAS. sexta-feira, 16 de março de 12

AVANÇOS E DIFICULDADES NOS PROGRAMAS DE DEPENDÊNCIA QUÍMICA NAS EMPRESAS. sexta-feira, 16 de março de 12 AVANÇOS E DIFICULDADES NOS PROGRAMAS DE DEPENDÊNCIA QUÍMICA NAS EMPRESAS A Qualidade de Vida do Homem constitui o paradigma maior dos tempos atuais. A Empresa se torna mais produtiva e lucrativa à medida

Leia mais

RH Saúde Ocupacional

RH Saúde Ocupacional Programa de Promoção da Saúde no Ambiente de Trabalho RH Saúde Ocupacional Objetivo Tem como principal objetivo propiciar ambiente de Tem como principal objetivo propiciar ambiente de trabalho e clima

Leia mais

Projeto PURANA. PURANA.org.br. purana@purana.org.br. Segurança Saúde Educação

Projeto PURANA. PURANA.org.br. purana@purana.org.br. Segurança Saúde Educação Projeto PURANA 1 www.purana PURANA.org.br purana@purana.org.br 4884668008 Segurança Saúde Educação A Entidade PURANA de Florianópolis: - Qualificada como OSCIP pelo Ministério da Justiça - Entidade Parceira

Leia mais

GESTÃO DE SST DESAFIOS E POSSÍVEIS SOLUÇÕES

GESTÃO DE SST DESAFIOS E POSSÍVEIS SOLUÇÕES GESTÃO DE SST DESAFIOS E POSSÍVEIS SOLUÇÕES Nov.2014 Negócio CONTRIBUIR PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE Educação Qualidade de Vida Declaração Estratégica Missão Promover a qualidade de vida do trabalhador

Leia mais

SMES. Prevenção ao uso de álcool e outras drogas 07/07/2011. Audiência Pública no Senado Federal

SMES. Prevenção ao uso de álcool e outras drogas 07/07/2011. Audiência Pública no Senado Federal SMES Segurança, Meio Ambiente, Eficiência Energética e Saúde Prevenção ao uso de álcool e outras drogas 07/07/2011 Audiência Pública no Senado Federal CASDEP Comissão de Assuntos Sociais Premissas Se aplica

Leia mais

CARTILHA DE TRÂNSITO. Dicas para você viver mais e melhor!

CARTILHA DE TRÂNSITO. Dicas para você viver mais e melhor! CARTILHA DE TRÂNSITO Dicas para você viver mais e melhor! Este material foi concebido pela SBOT Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia com o intuito de ser um agente expressivo na prevenção

Leia mais

Saúde psicológica na empresa

Saúde psicológica na empresa Saúde psicológica na empresa introdução Nos últimos tempos muito tem-se falado sobre qualidade de vida no trabalho, e até sobre felicidade no trabalho. Parece que esta discussão reflete a preocupação contemporânea

Leia mais

Perfil do usuário de crack no Brasil

Perfil do usuário de crack no Brasil Lígia Bonacim Dualibi Prof. Dr. Marcelo Ribeiro Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira Instituto Nacional de Políticas do Álcool e Drogas - INPAD Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas - UNIAD Universidade Federal

Leia mais

NO BRASIL No Brasil, os acidentes de trabalho causam cerca de 3.000 mortes por ano. No ano de 2009 foram 733.365 trabalhadores acidentados no trabalho e em 2010 tivemos 701.496 (menos 31.869) Destaco que

Leia mais

Experiência com o tratamento de Dependentes Químicos

Experiência com o tratamento de Dependentes Químicos Experiência com o tratamento de Dependentes Químicos INSTITUTO BAIRRAL DE PSIQUIATRIA Dr. Marcelo Ortiz de Souza Dependência Química no Brasil (CEBRID, 2005) População Geral: 2,9% já fizeram uso de cocaína

Leia mais

Conta Bancária Banco: Banco do Brasil Nº Conta Corrente: 39.684-2 Nº Agência:2803-7

Conta Bancária Banco: Banco do Brasil Nº Conta Corrente: 39.684-2 Nº Agência:2803-7 1. IDENTIFICAÇÃO Abrangência do Projeto: (X) Estadual ( ) Regional ( ) Intermunicipal (no mínimo três municípios) 1.1. Dados Cadastrais do Proponente Entidade Proponente: Vida Promoção Social (VPS) CNPJ:

Leia mais

Silvana Castellani Gerente de RH HCor Hospital do Coração

Silvana Castellani Gerente de RH HCor Hospital do Coração Silvana Castellani Gerente de RH HCor Hospital do Coração Posicionamento Estratégico Hospital filantrópico de referência em Cardiologia Clínica e Cirúrgica. Atuando com destaque em Ortopedia e outras especialidades.

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA Nº 3, DE 25 DE MARÇO DE 2013

PORTARIA NORMATIVA Nº 3, DE 25 DE MARÇO DE 2013 PORTARIA NORMATIVA Nº 3, DE 25 DE MARÇO DE 2013 Institui as diretrizes gerais de promoção da saúde do servidor público federal, que visam orientar os órgãos e entidades do Sistema de Pessoal Civil da Administração

Leia mais

2 o Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão. Um paciente muito especial: retrato da saúde do adolescente no Brasil.

2 o Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão. Um paciente muito especial: retrato da saúde do adolescente no Brasil. 2 o Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão Um paciente muito especial: retrato da saúde do adolescente no Brasil. Sumário Pauta...2 Justificativa...2 Objetivos...3 Metodologia...3 Potencial de

Leia mais

COMPETITIVIDADE: DESENVOLVIMENTO PRÓXIMOS ANOS? COMO SERÁ O DO SEU NEGÓCIO NOS. Sussumu Honda

COMPETITIVIDADE: DESENVOLVIMENTO PRÓXIMOS ANOS? COMO SERÁ O DO SEU NEGÓCIO NOS. Sussumu Honda REFLEXÕES SOBRE A COMPETITIVIDADE: COMO SERÁ O DESENVOLVIMENTO DO SEU NEGÓCIO NOS PRÓXIMOS ANOS? Sussumu Honda 2013: O MUNDO Perspectivas Globais RECUPERAÇÃO GRADATIVA COM GRANDES MUDANÇAS Perspectivas

Leia mais

Experiências Nacionais na Abordagem de Hipertensão e Diabetes na Rede de Atenção Primária A Experiência de São Bernardo do Campo

Experiências Nacionais na Abordagem de Hipertensão e Diabetes na Rede de Atenção Primária A Experiência de São Bernardo do Campo Experiências Nacionais na Abordagem de Hipertensão e Diabetes na Rede de Atenção Primária A Experiência de São Bernardo do Campo VIII Encontro Nacional de Prevenção da Doença Renal Crônica Dra. Patrícia

Leia mais

O USO DO ÁLCOOL ENTRE OS JOVENS: HISTÓRIA, POLÍTICAS GOVERNAMENTAIS, CONSEQÜÊNCIAS SOCIAIS E TRATAMENTO.

O USO DO ÁLCOOL ENTRE OS JOVENS: HISTÓRIA, POLÍTICAS GOVERNAMENTAIS, CONSEQÜÊNCIAS SOCIAIS E TRATAMENTO. ANTONIO WILKER BEZERRA LIMA O USO DO ÁLCOOL ENTRE OS JOVENS: HISTÓRIA, POLÍTICAS GOVERNAMENTAIS, CONSEQÜÊNCIAS SOCIAIS E TRATAMENTO. 1ª Edição Arneiroz Edição do Autor 2013 [ 2 ] Ficha catalográfica. Lima,

Leia mais

Prof. Edison Barlem ebarlem@gmail.com

Prof. Edison Barlem ebarlem@gmail.com Prof. Edison Barlem ebarlem@gmail.com Educação do olhar enxergar entender AÇÃO compreender entender textos e Condicionantes da Saúde da cria sistemas cidade meio ambiente idoso família pré-natal saúde

Leia mais

Modelo GFACH - Anexo 1 Indicadores mais Utilizados na Gestão Hospitalar no Brasil

Modelo GFACH - Anexo 1 Indicadores mais Utilizados na Gestão Hospitalar no Brasil Gestão do Relacionamento Externo Posicionamento no Sistema de Saúde Coeficiente de Mortalidade Nº de Óbitos / Nº de Indivíduos da Amostra * 1.000 Geral (toda a amostra), por idade (ex: infantil), por sexo

Leia mais

LEVANTAMENTO DO USO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS ENTRE ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR

LEVANTAMENTO DO USO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS ENTRE ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 LEVANTAMENTO DO USO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS ENTRE ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO DE UMA INSTITUIÇÃO DE

Leia mais

RBAC 120. Norma ANAC

RBAC 120. Norma ANAC RBAC 120 Norma ANAC A Norma RBAC 120 da ANAC...03 Quem deve implementar o Programa...04 Serviços de Assessoria e Consultoria...05 Rede de Tratamento Especializado...06 Capacitação de Multiplicadores...07

Leia mais

Política Atenção Integral ao Usuário de Álcool e outras Drogas e a Política Nacional sobre o Álcool

Política Atenção Integral ao Usuário de Álcool e outras Drogas e a Política Nacional sobre o Álcool Módulo 1 - Políticas públicas e a Rede de Atenção aos usuários de substâncias psicoativas Unidade 2 - Política Atenção Integral ao Usuário de Álcool e outras Drogas e a Política Nacional sobre o Álcool

Leia mais

Evanir Soares da Fonseca

Evanir Soares da Fonseca CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde AÇÕES DE COMBATE AO ESTRESSE: PROMOÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DOS TRABALHADORES DA SAÚDE DE PARACATU - MG Evanir Soares

Leia mais

VIOLÊNCIA CONTRA IDOSOS. Edinilsa Ramos de Souza CLAVES/ENSP/FIOCRUZ

VIOLÊNCIA CONTRA IDOSOS. Edinilsa Ramos de Souza CLAVES/ENSP/FIOCRUZ VIOLÊNCIA CONTRA IDOSOS Edinilsa Ramos de Souza CLAVES/ENSP/FIOCRUZ O que é Violência contra idosos? É um ato (único ou repetido) ou omissão que lhe cause dano ou aflição e que se produz em qualquer relação

Leia mais

OBJETIVOS: GERAL: Determinar a prevalência do alcoolismo em Policiais Militares do Estado do Amazonas.

OBJETIVOS: GERAL: Determinar a prevalência do alcoolismo em Policiais Militares do Estado do Amazonas. TÍTULO: ALCOOLISMO NA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO AMAZONAS. Autores: Fernando de Lima Ferreira; Aristóteles Alencar; Manoel Galvão; Giselle Oliveira da Costa; Márcia Maria Leão de Araújo; Roberta Kelly

Leia mais

Conceitos básicos em álcool e drogas: classificação das drogas, uso nocivo e dependências, padrões de uso, noções de tratamento 4/02/2011

Conceitos básicos em álcool e drogas: classificação das drogas, uso nocivo e dependências, padrões de uso, noções de tratamento 4/02/2011 Conceitos básicos em álcool e drogas: classificação das drogas, uso nocivo e dependências, padrões de uso, noções de tratamento 4/02/2011 Material organizado por: Florence Kerr-Corrêa, professora titular

Leia mais

EFEITOS DO USO DO ÁLCOOL NA GESTAÇÃO, INFÂNCIA E ADO- LESCÊNCIA

EFEITOS DO USO DO ÁLCOOL NA GESTAÇÃO, INFÂNCIA E ADO- LESCÊNCIA EFEITOS DO USO DO ÁLCOOL NA GESTAÇÃO, INFÂNCIA E ADO- LESCÊNCIA Anne Orgler Sordi, Felix Kessler, Lisia von Diemen, Gabrielle Bocchese da Cunha, Flávio Pechansky O uso de álcool na infância e adolescência

Leia mais

SPDEMOGRÁFICO Resenha de Estatísticas Vitais do Estado de São Paulo

SPDEMOGRÁFICO Resenha de Estatísticas Vitais do Estado de São Paulo SPDEMOGRÁFICO Resenha de Estatísticas Vitais do Estado de São Paulo Ano 5 nº 9 Maio 2004 A dimensão oculta e a precocidade da morte masculina por doenças hepáticas Estudos de mortalidade com freqüência

Leia mais

O CONFLITO ENTRE O NÍVEL DE STRESS E O DIREITO À SAÚDE DOS ESTUDANTES TRABALHADORES

O CONFLITO ENTRE O NÍVEL DE STRESS E O DIREITO À SAÚDE DOS ESTUDANTES TRABALHADORES O CONFLITO ENTRE O NÍVEL DE STRESS E O DIREITO À SAÚDE DOS ESTUDANTES TRABALHADORES Resumo ROMANINI, Yeda Maria Macedo 1 - PUCPR NASCIMENTO, Elaine Cristina 2 - UTFPR Grupo de Trabalho -: Educação e Saúde

Leia mais

Situação Epidemiológica

Situação Epidemiológica 9. Tabagismo Situação Epidemiológica Doenças e Agravos Não Transmissíveis no Estado do Paraná O tabagismo é a segunda maior causa de morte no planeta, responsável por 8,8% do total de óbitos. São cerca

Leia mais

P.A.R.E PROGRAMA DE APOIO E RECUPERAÇÃO DO EMPREGADO

P.A.R.E PROGRAMA DE APOIO E RECUPERAÇÃO DO EMPREGADO P.A.R.E PROGRAMA DE APOIO E RECUPERAÇÃO DO 1990 1989 HISTÓRICO EAP (Alcoa) Foco em Dependência Química (Alumar) Visita na Johnson Criação de Grupo Multidisciplinar de Coordenação Estágio na Clínica Vila

Leia mais

Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas

Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas RESULTADOS Setembro 2010 Parcerias Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República; Casa Civil da Presidência da República; Secretaria-Geral

Leia mais

Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças Relacionados ao Trabalho

Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças Relacionados ao Trabalho Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças Relacionados ao Trabalho 28/04/2015 EDUARDO FERREIRA ARANTES Gerente Executivo de Qualidade de Vida A GESTÃO INTEGRADA DE SEGURANÇA, SAÚDE E QUALIDADE

Leia mais

Experiência: VIGILÂNCIA À SAÚDE DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

Experiência: VIGILÂNCIA À SAÚDE DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE 1 Experiência: VIGILÂNCIA À SAÚDE DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Nome fantasia: Projeto de volta prá casa Instituições: Núcleo de Epidemiologia do Serviço de Saúde Comunitária da Gerência de saúde Comunitária

Leia mais

II Encontro Goiano de Gerenciamento de Riscos Maria Salete S. Pontieri Nascimento COREN GO

II Encontro Goiano de Gerenciamento de Riscos Maria Salete S. Pontieri Nascimento COREN GO II Encontro Goiano de Gerenciamento de Riscos Maria Salete S. Pontieri Nascimento COREN GO Necessidade de Atendimento e Riscos à saúde Complexidade do Sistema de Atenção à Saúde. Difíceis interações entre

Leia mais

VIOLÊNCIA CONTRA A CRIANÇA ou ADOLESCENTE

VIOLÊNCIA CONTRA A CRIANÇA ou ADOLESCENTE VIOLÊNCIA CONTRA A CRIANÇA ou ADOLESCENTE Equipe LENAD: Ronaldo Laranjeira Clarice Sandi Madruga IlanaPinsky Maria Carmen Viana Divulgação: Maio de 2014. 1. Porque esse estudo é relevante? Segundo a Subsecretaria

Leia mais

Como está a cultura de segurança no trânsito na sua empresa?

Como está a cultura de segurança no trânsito na sua empresa? Como está a cultura de segurança no trânsito na sua empresa? J. Pedro Corrêa Especialista em Programas de Trânsito São Paulo, 23 Setembro 2013 Você considera seguro o comportamento dos motoristas que usam

Leia mais

Esse procedimento estabelece requisitos mínimos a serem observados para o desenvolvimento do programa nas unidades da Vale Fertilizantes.

Esse procedimento estabelece requisitos mínimos a serem observados para o desenvolvimento do programa nas unidades da Vale Fertilizantes. Responsável Técnico: Andrea Maria Cardoso Manarte DIHB GESMA - GASHO Público-alvo: Empregados da Vale Fertilizantes e Contratados 1. OBJETIVO Nº: PGS-3209-46-58 Pág.: 1 de 11 Código de Treinamento: NA

Leia mais

Circular 435/2014 São Paulo, 08 de Agosto de 2014.

Circular 435/2014 São Paulo, 08 de Agosto de 2014. Circular 435/2014 São Paulo, 08 de Agosto de 2014. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) Define os temas e objetivos prioritários para apresentação dos projetos do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional

Leia mais

Fisiologia da Nutrição na saúde e na Doença da Biologia Molecular ao Tratamento de R$389,00 por R$233,00

Fisiologia da Nutrição na saúde e na Doença da Biologia Molecular ao Tratamento de R$389,00 por R$233,00 Abordagem clínica e nutricional nas Doenças do Esôfago e Estômago Gastroenterologia e Nutrição de R$181,00 por R$108,00 Avaliação e Rastreamento Nutricional na Saúde e na Doença Avaliação Nutricional Aspectos

Leia mais

Edital nº 002/2010/GSIPR/SENAD

Edital nº 002/2010/GSIPR/SENAD PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA GABINETE DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL SECRETARIA NACIONAL DE POLITICAS SOBRE DROGAS MINISTÉRIO DA SAÚDE Comitê Gestor do Plano Integrado de Enfretamento ao Crack e Outras Drogas

Leia mais

Prevenção da Violência Contra Idosos Importância da Capacitação dos Profissionais de Saúde

Prevenção da Violência Contra Idosos Importância da Capacitação dos Profissionais de Saúde Prevenção da Violência Contra Idosos Importância da Capacitação dos Profissionais de Saúde I FORUM DE AVALIAÇÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA VULNERÁVEIS: IDOSOS E PORTADORES DE TRANSTORNO MENTAL ABM 05.12.2015

Leia mais

EPIDEMIOLOGIA E SERVIÇOS DE SAÚDE: USO DE INQUÉRITOS DE BASE POPULACIONAL

EPIDEMIOLOGIA E SERVIÇOS DE SAÚDE: USO DE INQUÉRITOS DE BASE POPULACIONAL EPIDEMIOLOGIA E SERVIÇOS DE SAÚDE: USO DE INQUÉRITOS DE BASE POPULACIONAL Chester Luiz Galvão Cesar Departamento de Epidemiologia Faculdade de Saúde Pública - USP A ESTRATÉGIA DA EPIDEMIOLOGIA E OS SERVIÇOS

Leia mais

NÍVEIS DE PREVENÇÃO. Ana Catarina Peixoto R. Meireles. Médica Interna de Saúde Pública Unidade Operativa de Saúde Pública P

NÍVEIS DE PREVENÇÃO. Ana Catarina Peixoto R. Meireles. Médica Interna de Saúde Pública Unidade Operativa de Saúde Pública P NÍVEIS DE PREVENÇÃO Conceito e Relação com as Funções do Médico de Saúde PúblicaP Ana Catarina Peixoto R. Meireles Médica Interna de Saúde Pública P Unidade Operativa de Saúde Pública P de Braga Reunião

Leia mais

ODM 5 Melhorar a saúde das gestantes

ODM 5 Melhorar a saúde das gestantes ODM 5 Melhorar a saúde das gestantes Meta 6 do ODM 5 Reduzir em ¾ entre 1990 e 2015 a taxa de mortalidade materna De 140 mortes por 100.000 NV no ano 2000 para 35 mortes em 2015 1990 1991 1992 1993 1994

Leia mais

COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS DO SENADO FEDERAL. Brasília maio 2010

COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS DO SENADO FEDERAL. Brasília maio 2010 COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS DO SENADO FEDERAL Brasília maio 2010 Audiência Pública: o avanço e o risco do consumo de crack no Brasil Francisco Cordeiro Coordenação de Saúde Mental, Álcool e outras Drogas

Leia mais

O QUE SABEMOS SOBRE O ÁLCOOL CHEGA PARA NOS PROTEGERMOS?

O QUE SABEMOS SOBRE O ÁLCOOL CHEGA PARA NOS PROTEGERMOS? O QUE SABEMOS SOBRE O ÁLCOOL CHEGA PARA NOS PROTEGERMOS? INFORMAR AJUDAR AGIR É UM TRABALHO DE TODOS! Portugal está entre os maiores consumidores de bebidas alcoólicas e de álcool puro, a nível europeu

Leia mais

PROMOÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA NA MICRO E PEQUENA EMPRESA. Prof. José Ricardo Tóffoli

PROMOÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA NA MICRO E PEQUENA EMPRESA. Prof. José Ricardo Tóffoli PROMOÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA NA MICRO E PEQUENA EMPRESA Prof. José Ricardo Tóffoli DEFINIÇÃO Lei Geral da MPE Micro Empresa Faturamento de até R$ 240.000 mil/ano Pequena Empresa De R$ 240.000 mil até

Leia mais

Resultados 62 Resultados 63 Resultados 64 Resultados 65 Resultados 66 Discussão 67 4. DISCUSSÂO Até a década de 70, os estudos e os modelos de tratamento eram estruturados e embasados nas características

Leia mais

Promoção da Segurança e Saúde no Trabalho. Programa Operacional

Promoção da Segurança e Saúde no Trabalho. Programa Operacional Promoção da Segurança e Saúde no Trabalho Introdução [Índice] Atividades de Promoção da segurança e saúde no trabalho Estratégia Nacional SST Inquérito Nacional às Condições de Trabalho Intervenção no

Leia mais

Uso de Substâncias Psicoativas

Uso de Substâncias Psicoativas Uso de Substâncias Psicoativas X Direção Veicular ALOISIO ANDRADE Psiquiatra e Homeopata XI Jornada Mineira de Medicina de Tráfego Belo Horizonte - MG 18 e 19/07/2014 I-Dados Estatísticos - O Brasil ocupa

Leia mais

Plano Nacional de Saúde 2012-2016

Plano Nacional de Saúde 2012-2016 Plano Nacional de Saúde 2012-2016 Índice de Figuras, Quadros e Tabelas (Janeiro 2012) Plano Nacional de Saúde 2012-2016 ÍNDICE DE FIGURAS, QUADROS E TABELAS 1. Enquadramento do Plano Nacional de Saúde

Leia mais

Carta Política. Campanha Cidades Seguras para as Mulheres

Carta Política. Campanha Cidades Seguras para as Mulheres Carta Política Campanha Cidades Seguras para as Mulheres Brasil - 2014 Nós, mulheres de diversas localidades e comunidades de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro e São Paulo, que há muito

Leia mais

A Importância de Diretrizes para a Gestão. 8º. Fórum de Saúde e Segurança no Trabalho FEBRABAN São Paulo, 25-26 de Outubro de 2011 Prof.

A Importância de Diretrizes para a Gestão. 8º. Fórum de Saúde e Segurança no Trabalho FEBRABAN São Paulo, 25-26 de Outubro de 2011 Prof. A Importância de Diretrizes para a Gestão da Saúde e Segurança no Trabalho 8º. Fórum de Saúde e Segurança no Trabalho FEBRABAN São Paulo, 25-26 de Outubro de 2011 Prof. René Mendes A Importância de Diretrizes

Leia mais

O Assédio Moral, o nexo causal para doença do trabalho e o artigo 483 da Consolidação das Leis do Trabalho

O Assédio Moral, o nexo causal para doença do trabalho e o artigo 483 da Consolidação das Leis do Trabalho O Assédio Moral, o nexo causal para doença do trabalho e o artigo 483 da Consolidação das Leis do Trabalho Marco Antônio César Villatore 1 O Assédio Moral no Ambiente de Trabalho é um fenômeno antigo,

Leia mais

Prevenção de riscos e doenças. Reabilitação. Nathalia C Andrada

Prevenção de riscos e doenças. Reabilitação. Nathalia C Andrada Promoção de saúde Prevenção de riscos e doenças Reabilitação Nathalia C Andrada Programa Diretrizes diretrizes@amb.org.br Cenário atual www.projetodiretrizes.org.br Cenário atual Cenário atual TRAJETÓRIA

Leia mais

ÁLCOOL. Verdades e Mitos

ÁLCOOL. Verdades e Mitos ÁLCOOL Verdades e Mitos ÁLCOOL Conceitos ÁLCOOL E BEBIDAS ALCOÓLICAS O álcool é uma substância designada de etanol ou álcool etílico e é o álcool que vulgarmente se utiliza em casa. As bebidas que possuem

Leia mais

Panorama da violência e abusos no cotidiano do portador de transtorno mental impacto da desospitalização-

Panorama da violência e abusos no cotidiano do portador de transtorno mental impacto da desospitalização- Panorama da violência e abusos no cotidiano do portador de transtorno mental impacto da desospitalização- Prof. Dr. William Dunningham FMB UFBA PRM Psiquiatria HJM/SESAB-SUS Dados sobre a Saúde Mental

Leia mais

Saúde Sexual e Reprodutiva e Prevenção do HIV entre Adolescentes e Jovens:

Saúde Sexual e Reprodutiva e Prevenção do HIV entre Adolescentes e Jovens: Saúde Sexual e Reprodutiva e Prevenção do HIV entre Adolescentes e Jovens: Tendências, Ações do Escritório no País e Desafios na Etiópia Outubro de 2013 1 Situação: SSRA, Prevenção do HIV e Gênero 34%

Leia mais

Beber ou Dirigir. Faça a escolha certa

Beber ou Dirigir. Faça a escolha certa Beber ou Dirigir Faça a escolha certa O consumo responsável de bebidas alcoólicas, feito por indivíduos saudáveis com mais de 18 anos, é parte da vida em sociedade. Desde os tempos antigos é utilizado

Leia mais