RESPOSTAS DAS TAREFAS 1ª SÉRIE. Física Setor A Aula 37. Aula 39. Aula 38 ENSINO MÉDIO. 1. a) e C 5 2,5? 10 5 J b) τ R 5 2,5?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESPOSTAS DAS TAREFAS 1ª SÉRIE. Física Setor A Aula 37. Aula 39. Aula 38 ENSINO MÉDIO. 1. a) e C 5 2,5? 10 5 J b) τ R 5 2,5?"

Transcrição

1 ENSINO MÉDIO RESPOSTAS DAS TAREFAS 1ª SÉRIE 7 Física Setor A Aula a) e C 5 2,5? 1 5 J b) τ R 5 2,5? 1 5 J c) τ RA 5 22,5? 1 5 J τ F 5 5? 1 5 J d) F 5 1 N 2. a) 45 J b) 1 J 1. O motorista agressor estava a uma velocidadaior do que a permitida. Justiicativa: A intensidade da orça de atrito responsável pela brecada é A 5 8 N. Considerando que, no inal da brecada, o veículo estivesse com velocidaduito pequena, e usando o Teorema da Energia Cinética, temos: v 5 3 m/s A velocidade encontrada corresponde a 18 km/h, que supera a velocidade limite. Além disso, o choque não se deu com velocidade zero, portanto a velocidade do agressor certamente era maior do que 18 km/h. 2. a) τ R 5 b) τ N 5 c) τ P 5 21 J Aula 38 d) τ F J e) τ A J 1. a) Energia potencial gravitacional. b) Em relação ao solo, e p 5 4 J; em relação ao topo da cabeça, e p 5 23 J. 2. a) h 5 9 m d) e p J b) m 5 2 kg e) e p J c) m 5 22 kg ) P m W a) P 9 τ P 5 P? d? cos (9 1 a) τ P 5 2P? d? cos b Mas cos b 5 d h τ P 5 22 J b) e p 5 2 J c) e T J d) Estamos supondo: M 5 7 kg, H 5 17 cm, A 5 25 anos NCT kcal d e) Cada operário dispõe de ( ) kcal. Vinte operários dispõem de kcal. Para elevar um desses blocos são necessários 22 J de energia, que equivalem a ,81 kcal. Aula ,2? 1 O número de blocos será n 5 1. a) Proundidade (m) Velocidade (m/s) , , 81 Força viscosa (N),4 1, 1,4,8 2, 2,8 1,2 3, 4,2 1,6 3, 4,2 2, 3, 4,2 SISTEMA ANGLO DE ENSINO 1 Ensino Médio zeta - 1a série Zeta_RESP7_Fis.indd :35:11

2 b) F V (N) 4,2 2,8 1,4,4,8 1,2 1,6 2, h (m) c) O trabalho da orça viscosa corresponde à área abaixo da linha do gráico, que é negativo. 5 25,88 J τ FV d) e térm. 5 5,88 J 2. a) k 5 2 N/m 3. D b) e A p 5 4 J e e B p 5 1 J c) m 5 32 g d) v 5 2 m/s 1. a) e c 5 45 J b) e p 5 45 J c) τ Felá st J 2. a) m água 5 9,5 kg b) e p 5 1 J Aula 4 1. B 2. τ P 5 2,2 J 1. a) Não, pois a orça elástica é conservativa. Assim, o trabalho independe da trajetória seguida pelo ponto de aplicação da orça. el b) e á st. elást. 5 e 5 2 J pc c) 2 J pb 2. a) Energia cinética e energia potencial. b) Adotando no solo o plano horizontal de reerência, temos: τ P ,5 J Aula a) Como o atrito é desprezível, a normal não realiza trabalho (é perpendicular ao deslocamento). A única orça que realiza trabalho é o peso, que é conservativo. Logo, o sistema é conservativo. Sistema conservativo 5 constante e m 5 e i m h A 5 h B v A 5 v B hc, h A v C, v A b) v A 5 v B 5 2 m/s v C, v A 5 v B 2. a) Sistema conservativo 5 constante S e ja A o ponto em que a velocidade do carrinho é 2 m/s. e A m 5 e i m (e c 1 e p ) A 5 (e c 1 e p ) i h 5 1,5 m b) h máx. v 5 e m 5 e i m (e c 1 e p ) 5 (e c 1 e p ) i h máx. 5 1,25 m 19, 8+ 23, + 19, 9 3. x= = 2 cm 3 5 A (e c 1 e p ) 5 (e c 1 e p ) A k 5 2 N/m 4. a) 5 1 J b) Como a resistência do ar é desprezada, o sistema é conservativo, pois a única orça atuante é o peso, que é conservativo. Logo, sistema conservativo 5 constante. Assim, a energia mecânica no ponto mais alto da trajetória é 1 J. c) v B 5 2 m/s 1. a) O trabalho do peso pode ser calculado por: τ PA 5 τ PB 5 τ PC b) O sistema é conservativo, assim: 5 e i m (e c 1 e p ) 5 (e c 1 e p ) i v A 5 v B 5 v C 123 c) Da igura, obtém-se: D B. D C. D A, em que D 5 distância percorrida. Como v A 5 v B 5 v C, conclui-se que: T B. T C. T A SISTEMA ANGLO DE ENSINO 2 Ensino Médio zeta - 1a série Zeta_RESP7_Fis.indd :35:15

3 2. a) Sim. Porque a única orça atuante é o peso, logo o sistema é conservativo. Assim: v 5 2 gr (independe da massa da pedra de gelo) b) Do item anterior, v = 2 gr. 3. Como o sistema é conservativo, temos: 5 i 4. B 5. B (e c 1 e p ) 5 (e p 1 e c ) i [ h máx., h i Assim, a trajetória isicamente possível é a III. Aula Trecho i I B A 3,7 2,7 II A B 2,7 1,7 III B A 1,7,7 Por eliminação deduzimos, pela igura, que o corpo parará deinitivamente no ponto E. (AC 5,5 AB, logo o ponto estará entre C e B.) (J) (J) 1. v B 5 36 km/h 2. a) 6 J b) 3 J c) R 5 3 J Supondo que após R o trecho volte a ser liso, e sabendo que o sistema é conservativo, então: x 5,2 m ou x 5 2 cm 3. a) A 5 12,5 J B 5 12,5 J C omo e B m 5 e A m, não há orça dissipativa atuante no trecho AB. C 5, logo há orça dissipativa atuante no trecho BC. b) τ Fnã o cons. ( AB ) 5 D 5 τ F n o cons.( BC) ã 5 C 2 B ,5 τ F não cons.( ) c) AB : A 5 BC : A 5 5 N BC 5 212,5 J 2. A 5 1,6 J B 5,9 J C omo e B m, e A m, houve dissipação de energia. Portanto há atrito entre o bloco e a superície, visto que a resistência do ar pode ser desprezada. 3. a) 45,75 m 1,829 m 21,948 m 6,41 m 1,829 m 3,671 m 6,41 m 3,671 m 5 m back line hog line tee line b) I) τ A 5 21 J II) A,3527 N SISTEMA ANGLO DE ENSINO 3 Ensino Médio zeta - 1a série Zeta_RESP7_Fis.indd :35:18

4 Física Setor B Aulas 37 e a) Entre t 1 e t 2. b) Entre t 3 e t 4. c) 1 2 cal. 2. a) t 1 b) t 2 c) t 3 d) t 4 3. a) Da água, pois o gelo se aqueceu com mais acilidade que a água. Repare que a variação de temperatura é a mesma. b) A temperatura é constante no intervalo de 2s a 5s porque ocorrudança de estado. 4. a) Para vaporizar completamente 1 grama de água a 1 C, deve-se ornecer a ele uma quantidade de calor igual a 54 calorias. b) L condensação cal/g 5. E 6. A 7. B 1. Texto livre do aluno. Para o proessor há um texto de apoio nestanual. 2. a) 1 J/kg b) 1 J/kg C c) 2 J/kg C 3. a) O avorecimento da evaporação graças à ampliação da superície livre da água. b) 1 15 kj. Devido à perda de energia térmica, utilizada para vaporizar a camada de água de sua pele. 4. a) 225 J b) θ ( C) 3 Aulas 39, 4 e Como A e B se aqueceram, certamente a temperatura de C diminuiu. 2. B C 4. C 5. 5 C 6. a) Não, pois Q meio 5 23 cal. b) O meio cede 3 calorias para o sistema água 1 barra. Portanto o sistema água 1 barra recebeu calor. c) Q meio 5 23 cal 7. D 8. a) Como no equilíbrio há um mistura de água e gelo, a temperatura inal será C. b) 16 C 9. B 1. D 2. A 3. a) Dilatação térmica. Como o vidro é mau condutor de calor, ocorrem dilatações desiguais, e isto produz a ruptura. b) 25 cal/ C 4. A 5. D 6. a) Redução de aproximadamente,66%. b) Aproximadamente,55 kg g 1 Aula Q (J) 1. Variáveis de estado são grandezas ísicas que servem para descrever um gás. As variáveis estudadas são pressão, volume, temperatura e energia interna. SISTEMA ANGLO DE ENSINO 4 Ensino Médio zeta - 1a série Zeta_RESP7_Fis.indd :35:19

5 2. Como o gás troca energia com o pistão, é necessário conhecer sua energia para saber o quanto ele pode transerir para o pistão. 3. a) T inicial K b) U inicial J c) T inal K d) U inal J e) U 5 23 J ) P (Pa) 1 1 5,1 V (m 3 ) a) Isovolumétrica ou isométrica ou isocórica. b) Isobárica c) Variável de estado Estado A Estado B Estado C P (Pa) 2? 1 5 4? 1 5 4? 1 5 V (m 3 ) 4? ? ? 1 23 T (K) U (J) Transormação DU (J) A B 1 2 B C 2 4 SISTEMA ANGLO DE ENSINO 5 Ensino Médio zeta - 1a série Zeta_RESP7_Fis.indd :35:19

6 Zeta_RESP7_Fis.indd :35:19

No gráfico, encontra-se a substância no estado líquido nos pontos a) I, II e IV b) III, IV e V c) II, III e IV d) I, III e V

No gráfico, encontra-se a substância no estado líquido nos pontos a) I, II e IV b) III, IV e V c) II, III e IV d) I, III e V 1. (Ueg 2015) A mudança do estado ísico de determinada substância pode ser avaliada em unção da variação da temperatura em relação ao tempo, conorme o gráico a seguir. Considere que a 0C o composto encontra-se

Leia mais

TRABALHO E ENERGIA PROF. JOÃO VICENTE

TRABALHO E ENERGIA PROF. JOÃO VICENTE TRABALHO E ENERGIA PRO. JOÃO VICENTE ESTAÇÃO ECOLOGICA DE PETI 1 - CONCEITO DE TRABALHO Observe a figura abaixo: d Se o corpo sofreu a ação de força durante um certo deslocamento, foi realizado no corpo

Leia mais

1 m 2. Substituindo os valores numéricos dados para a análise do movimento do centro de massa, vem: Resposta: D. V = 2 10 3,2 V = 8 m/s

1 m 2. Substituindo os valores numéricos dados para a análise do movimento do centro de massa, vem: Resposta: D. V = 2 10 3,2 V = 8 m/s 01 De acordo com o enunciado, não há dissipação ou acréscimo de energia. Considerando que a energia citada seja a mecânica e que, no ponto de altura máxima, a velocidade seja nula, tem-se: ε ε = ' + 0

Leia mais

FÍSICA. Questões de 01 a 04

FÍSICA. Questões de 01 a 04 GRUPO 1 TIPO A FÍS. 1 FÍSICA Questões de 01 a 04 01. Considere uma partícula presa a uma mola ideal de constante elástica k = 420 N / m e mergulhada em um reservatório térmico, isolado termicamente, com

Leia mais

FISICA. Justificativa: Taxa = 1,34 kw/m 2 Energia em uma hora = (1,34 kw/m 2 ).(600x10 4 m 2 ).(1 h) ~ 10 7 kw. v B. v A.

FISICA. Justificativa: Taxa = 1,34 kw/m 2 Energia em uma hora = (1,34 kw/m 2 ).(600x10 4 m 2 ).(1 h) ~ 10 7 kw. v B. v A. FISIC 01. Raios solares incidem verticalmente sobre um canavial com 600 hectares de área plantada. Considerando que a energia solar incide a uma taxa de 1340 W/m 2, podemos estimar a ordem de grandeza

Leia mais

p A = p B = = ρgh = h = Por outro lado, dado que a massa total de fluido despejada foi m, temos M 1 m = ρ(v 1 + V 2 ) = ρ 4 H + πd2 4 h = H = 4

p A = p B = = ρgh = h = Por outro lado, dado que a massa total de fluido despejada foi m, temos M 1 m = ρ(v 1 + V 2 ) = ρ 4 H + πd2 4 h = H = 4 Q1 (,5) Um pistão é constituído por um disco ao qual se ajusta um tubo oco cilíndrico de diâmetro d. O pistão está adaptado a um recipiente cilíndrico de diâmetro D. massa do pistão com o tubo é M e ele

Leia mais

Conversão da temperatura para graus celsius kelvin--------------------t / K = θ / ºC + 273,15

Conversão da temperatura para graus celsius kelvin--------------------t / K = θ / ºC + 273,15 Escola Básica e Secundária Gonçalves Zarco Física e Química A, 10º ano Ano lectivo 2007 / 2008 Correcção do Teste de Avaliação Sumativo Nome: N.º aluno: Turma: Classiicação : Proessor: FORMULÁRIO Lei de

Leia mais

Questão 46. Questão 47. Questão 48. Questão 49. alternativa C. alternativa A. alternativa B

Questão 46. Questão 47. Questão 48. Questão 49. alternativa C. alternativa A. alternativa B Questão 46 Um ferreiro golpeia, com a marreta, uma lâmina de ferro, em ritmo uniforme, a cada 0,9 s. Um observador afastado desse ferreiro vê, com um binóculo, a marreta atingir o ferro e ouve o som das

Leia mais

Energia & Trabalho. Aula 3

Energia & Trabalho. Aula 3 Todo o material disponibilizado é preparado para as disciplinas que ministramos e colocado para ser acessado livremente pelos alunos ou interessados. Solicitamos que não seja colocado em sites nãolivres.

Leia mais

TURMA DE ENGENHARIA - FÍSICA

TURMA DE ENGENHARIA - FÍSICA Prof Cazuza 1 (Uff 2012) O ciclo de Stirling é um ciclo termodinâmico reversível utilizado em algumas máquinas térmicas Considere o ciclo de Stirling para 1 mol de um gás ideal monoatônico ilustrado no

Leia mais

Questão 48. Questão 46. Questão 47. alternativa A. alternativa D. alternativa A

Questão 48. Questão 46. Questão 47. alternativa A. alternativa D. alternativa A Questão 46 Do alto de um edifício, lança-se horizontalmente uma pequena esfera de chumbo com velocidade de 8 m/s. Essa esfera toca o solo horizontal a uma distância de 24 m da base do prédio, em relação

Leia mais

Soluções das Questões de Física do Processo Seletivo de Admissão à Escola Preparatória de Cadetes do Exército EsPCEx

Soluções das Questões de Física do Processo Seletivo de Admissão à Escola Preparatória de Cadetes do Exército EsPCEx Soluções das Questões de Física do Processo Seletivo de dmissão à Escola Preparatória de Cadetes do Exército EsPCEx Questão Concurso 009 Uma partícula O descreve um movimento retilíneo uniforme e está

Leia mais

UNIGRANRIO www.exerciciosdevestibulares.com.br. 2) (UNIGRANRIO) O sistema abaixo encontra-se em equilíbrio sobre ação de três forças

UNIGRANRIO www.exerciciosdevestibulares.com.br. 2) (UNIGRANRIO) O sistema abaixo encontra-se em equilíbrio sobre ação de três forças 1) (UNIGRANRIO) Um veículo de massa 1200kg se desloca sobre uma superfície plana e horizontal. Em um determinado instante passa a ser acelerado uniformemente, sofrendo uma variação de velocidade representada

Leia mais

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Física

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Física Vestibular URGS 2015 Resolução da Prova de ísica 1. Alternativa (C) O módulo da velocidade relativa de móveis em movimentos retilíneos de sentidos opostos pode ser obtido pela expressão matemática: v r

Leia mais

c = c = c =4,20 kj kg 1 o C 1

c = c = c =4,20 kj kg 1 o C 1 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO DO TESTE INTERMÉDIO - 2014 (VERSÃO 1) GRUPO I 1. H vap (H 2O) = 420 4 H vap (H 2O) = 1,69 10 3 H vap (H 2O) = 1,7 10 3 kj kg 1 Tendo em consideração a informação dada no texto o calor

Leia mais

Física Unidade VI Termofísica Série 4 - Calor provocando mudanças de estado físico

Física Unidade VI Termofísica Série 4 - Calor provocando mudanças de estado físico 01 De acordo com o enunciado: na etapa I do processo de liofilização, a água contida no alimento é solidificada. Sendo assim, ela passa do estado líquido ao estado sólido, representado no diagrama de fases

Leia mais

Física Fácil prof. Erval Oliveira. Aluno:

Física Fácil prof. Erval Oliveira. Aluno: Física Fácil prof. Erval Oliveira Aluno: O termo trabalho utilizado na Física difere em significado do mesmo termo usado no cotidiano. Fisicamente, um trabalho só é realizado por forças aplicadas em corpos

Leia mais

( ) ( ) ( ( ) ( )) ( )

( ) ( ) ( ( ) ( )) ( ) Física 0 Duas partículas A e, de massa m, executam movimentos circulares uniormes sobre o plano x (x e representam eixos perpendiculares) com equações horárias dadas por xa ( t ) = a+acos ( ωt ), ( t )

Leia mais

Resumo de Física 2C13 Professor Thiago Alvarenga Ramos

Resumo de Física 2C13 Professor Thiago Alvarenga Ramos Resumo de Física 2C13 Professor Thiago Alvarenga Ramos ENERGIA Grandeza escalar que existe na natureza em diversas formas: mecânica, térmica, elétrica, nuclear, etc. Não pode ser criada nem destruída;

Leia mais

O trabalho realizado por uma força gravitacional constante sobre uma partícula é representado em termos da energia potencial U = m.

O trabalho realizado por uma força gravitacional constante sobre uma partícula é representado em termos da energia potencial U = m. Referência: Sears e Zemansky Física I Mecânica Capítulo 7: Energia Potencial e Conservação da Energia Resumo: Profas. Bárbara Winiarski Diesel Novaes. INTRODUÇÃO Neste capítulo estudaremos o conceito de

Leia mais

1 Analise a figura a seguir, que representa o esquema de um circuito com a forma da letra U, disposto perpendicularmente à superfície da Terra.

1 Analise a figura a seguir, que representa o esquema de um circuito com a forma da letra U, disposto perpendicularmente à superfície da Terra. FÍSIC 1 nalise a figura a seguir, que representa o esquema de um circuito com a forma da letra U, disposto perpendicularmente à superfície da Terra. Esse circuito é composto por condutores ideais (sem

Leia mais

Unidade 10 Teoremas que relacionam trabalho e energia. Teorema da energia cinética Teorema da energia potencial Teorema da energia mecânica

Unidade 10 Teoremas que relacionam trabalho e energia. Teorema da energia cinética Teorema da energia potencial Teorema da energia mecânica Unidade 10 Teoremas que relacionam trabalho e energia Teorema da energia cinética Teorema da energia potencial Teorema da energia mecânica Teorema da nergia Cinética Quando uma força atua de forma favorável

Leia mais

Leis de Conservação. Exemplo: Cubo de gelo de lado 2cm, volume V g. =8cm3, densidade ρ g. = 0,917 g/cm3. Massa do. ρ g = m g. m=ρ.

Leis de Conservação. Exemplo: Cubo de gelo de lado 2cm, volume V g. =8cm3, densidade ρ g. = 0,917 g/cm3. Massa do. ρ g = m g. m=ρ. Leis de Conservação Em um sistema isolado, se uma grandeza ou propriedade se mantém constante em um intervalo de tempo no qual ocorre um dado processo físico, diz-se que há conservação d a propriedade

Leia mais

a) Qual a pressão do gás no estado B? b) Qual o volume do gás no estado C

a) Qual a pressão do gás no estado B? b) Qual o volume do gás no estado C Colégio Santa Catarina Unidade XIII: Termodinâmica 89 Exercícios de Fixação: a) PV = nr T b)pvn = RT O gráfico mostra uma isoterma de uma massa c) PV = nrt d) PV = nrt de gás que é levada do e) PV = nrt

Leia mais

Questões do capítulo oito que nenhum aluno pode ficar sem fazer

Questões do capítulo oito que nenhum aluno pode ficar sem fazer Questões do capítulo oito que nenhum aluno pode ficar sem fazer 1) A bola de 2,0 kg é arremessada de A com velocidade inicial de 10 m/s, subindo pelo plano inclinado. Determine a distância do ponto D até

Leia mais

IME - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

IME - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR IME - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Física Questão 01 Um pequeno refrigerador para estocar vacinas está inicialmente desconectado da rede elétrica e o ar em seu interior encontra-se

Leia mais

γ = 5,0m/s 2 2) Cálculo da distância percorrida para a velocidade escalar reduzir-se de 30m/s para 10m/s. V 2 2

γ = 5,0m/s 2 2) Cálculo da distância percorrida para a velocidade escalar reduzir-se de 30m/s para 10m/s. V 2 2 OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por g. Quando necessário, adote: para g, o valor 10 m/s 2 ; para a massa específica

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 2011 1 a QUESTÃO Valor: 1,00 Um varal de roupas foi construído utilizando uma haste rígida DB de massa desprezível, com

Leia mais

Questão 57. Questão 58. alternativa D. alternativa C. seu mostrador deverá indicar, para esse mesmo objeto, o valor de

Questão 57. Questão 58. alternativa D. alternativa C. seu mostrador deverá indicar, para esse mesmo objeto, o valor de OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por g. Quando necessário, adote: para g, o valor 10 m/s ; para a massa específica

Leia mais

RESOLUÇÕES DA PROVA DE FÍSICA UFC 2006. PROFESSOR Célio Normando

RESOLUÇÕES DA PROVA DE FÍSICA UFC 2006. PROFESSOR Célio Normando RESOLUÇÕES DA PROVA DE FÍSICA UFC 006 Ari Duque de Caxias Ari Washington Soares Ari Aldeota Da 5ª Série ao Pré-Vestibular Sede Hildete de Sá Cavalcante (da Educação Infantil ao Pré-Vestibular) Rua Monsenhor

Leia mais

Resolução Comentada CEFET/MG - 2 semestre 2014

Resolução Comentada CEFET/MG - 2 semestre 2014 Resolução Comentada CEFET/MG - 2 semestre 2014 01 - A figura mostra um sistema massa-mola que pode oscilar livremente, sem atrito, sobre a superfície horizontal e com resistência do ar desprezível. Nesse

Leia mais

PROGRAD / COSEAC ENGENHARIAS (CIVIL, DE PRODUÇÃO, MECÂNICA, PETRÓLEO E TELECOMUNICAÇÕES) NITERÓI - GABARITO

PROGRAD / COSEAC ENGENHARIAS (CIVIL, DE PRODUÇÃO, MECÂNICA, PETRÓLEO E TELECOMUNICAÇÕES) NITERÓI - GABARITO Prova de Conhecimentos Específicos 1 a QUESTÃO: (1,0 ponto) Considere uma transformação linear T(x,y) em que, 5 autovetores de T com relação aos auto valores -1 e 1, respectivamente. e,7 são os Determine

Leia mais

FÍSICA - Grupos H e I - GABARITO

FÍSICA - Grupos H e I - GABARITO 1 a QUESTÃO: (,0 pontos) Avaliador Revisor Um sistema básico de aquecimento de água por energia solar está esquematizado na figura abaixo. A água flui do reservatório térmico para as tubulações de cobre

Leia mais

Formulário. TESTE DE FÍSICO - QUÍMICA 10 º Ano Componente de Física A

Formulário. TESTE DE FÍSICO - QUÍMICA 10 º Ano Componente de Física A TESTE DE FÍSICO - QUÍMICA 10 º Ano Componente de Física A Duração do Teste: 90 minutos Formulário Relações entre unidades de energia Lei de Stefan-Boltzmann 1 TEP = 4,18 10 10 J I = e σ T 4 1 kw.h = 3,6

Leia mais

Questão 46. Questão 47. Questão 48. alternativa E. alternativa C

Questão 46. Questão 47. Questão 48. alternativa E. alternativa C Questão 46 O movimento de uma partícula é caracterizado por ter vetor velocidade e vetor aceleração não nulo de mesma direção. Nessas condições, podemos afirmar que esse movimento é a) uniforme. b) uniformemente

Leia mais

A velocidade escalar constante do caminhão é dada por:

A velocidade escalar constante do caminhão é dada por: 46 c Da carroceria de um caminhão carregado com areia, pinga água à razão constante de 90 gotas por minuto. Observando que a distância entre as marcas dessas gotas na superfície plana da rua é constante

Leia mais

Trabalho e potência. 1º caso: a força F não é paralela a d. 2º caso: a força F é paralela a d. 3º caso: a força F é perpendicular a d

Trabalho e potência. 1º caso: a força F não é paralela a d. 2º caso: a força F é paralela a d. 3º caso: a força F é perpendicular a d Trabalho e potência Trabalho mecânico Realizar trabalho, em Física, implica a transferência de energia de um sistema para outro e, para que isso ocorra, são necessários uma força e um deslocamento adequados.

Leia mais

Se um sistema troca energia com a vizinhança por trabalho e por calor, então a variação da sua energia interna é dada por:

Se um sistema troca energia com a vizinhança por trabalho e por calor, então a variação da sua energia interna é dada por: Primeira Lei da Termodinâmica A energia interna U de um sistema é a soma das energias cinéticas e das energias potenciais de todas as partículas que formam esse sistema e, como tal, é uma propriedade do

Leia mais

Problemas de termologia e termodinâmica vestibular UA (1984)

Problemas de termologia e termodinâmica vestibular UA (1984) Problemas de termologia e termodinâmica vestibular UA (1984) 1 - Um corpo humano está a 69 0 numa escala X. Nessa mesma escala o ponto do gelo corresponde a 50 graus e o ponto a vapor 100 0. Este corpo:

Leia mais

Programa de Revisão Paralela 4º Bimestre

Programa de Revisão Paralela 4º Bimestre Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio Regular. Rua Cantagalo 313, 325, 337 e 339 Tatuapé Fones: 2293-9393 e 2293-9166 Diretoria de Ensino Região LESTE 5 Programa de Revisão Paralela 4º Bimestre

Leia mais

1) d = V t. d = 60. (km) = 4km 60 2) Movimento relativo: s V rel 80 60 = t = (h) = h = 12min

1) d = V t. d = 60. (km) = 4km 60 2) Movimento relativo: s V rel 80 60 = t = (h) = h = 12min OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por g. Quando necessário, adote: para g, o valor de 10 m/s 2 ; para a massa específica

Leia mais

ENERGIA CINÉTICA E TRABALHO

ENERGIA CINÉTICA E TRABALHO ENERGIA CINÉTICA E TRABALHO O que é energia? O termo energia é tão amplo que é diícil pensar numa deinição concisa. Teoricamente, a energia é uma grandeza escalar associada ao estado de um ou mais objetos;

Leia mais

FOLHAS DE PROBLEMAS. Termodinâmica e teoria cinética. Física dos Estados da Matéria 2002/03

FOLHAS DE PROBLEMAS. Termodinâmica e teoria cinética. Física dos Estados da Matéria 2002/03 FOLHAS DE PROBLEMAS Termodinâmica e teoria cinética Física dos Estados da Matéria 00/03 Licenciatura em Engenharia Electrotécnica e de Computadores Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto ª FOLHA

Leia mais

FÍSICA. Valores de algumas grandezas físicas:

FÍSICA. Valores de algumas grandezas físicas: Valores de algumas grandezas físicas: Aceleração da gravidade: 10 m/s Velocidade da luz no vácuo: 3,0 x 10 8 m/s. Velocidade do som no ar: 330 m/s Calor latente de fusão do gelo: 80 cal/g Calor específico

Leia mais

PROVA UPE 2012 TRADICIONAL(RESOLVIDA)

PROVA UPE 2012 TRADICIONAL(RESOLVIDA) PROVA UPE 2012 TRADICIONAL(RESOLVIDA) 33 - Sete bilhões de habitantes, aproximadamente, é a população da Terra hoje. Assim considere a Terra uma esfera carregada positivamente, em que cada habitante seja

Leia mais

Questão 57. Questão 59. Questão 58. alternativa D. alternativa C

Questão 57. Questão 59. Questão 58. alternativa D. alternativa C OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representada por g. Quando necessário adote: para g, o valor de 10 m/s 2 ; para a massa específica

Leia mais

horizontal, se choca frontalmente contra a extremidade de uma mola ideal, cuja extremidade oposta está presa a uma parede vertical rígida.

horizontal, se choca frontalmente contra a extremidade de uma mola ideal, cuja extremidade oposta está presa a uma parede vertical rígida. Exercícios: Energia 01. (UEPI) Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas das frases abaixo. O trabalho realizado por uma força conservativa, ao deslocar um corpo entre dois pontos é da

Leia mais

= = = F. cal AULA 05 TERMOMETRIA E CALORIMETRIA CALOR É ENERGIA TÉRMICA EM TRÂNSITO DE UM CORPO PARA OUTRO, DEVIDO A UMA DIFERENÇA DE TEMPERATURA.

= = = F. cal AULA 05 TERMOMETRIA E CALORIMETRIA CALOR É ENERGIA TÉRMICA EM TRÂNSITO DE UM CORPO PARA OUTRO, DEVIDO A UMA DIFERENÇA DE TEMPERATURA. AULA 05 TERMOMETRIA E ALORIMETRIA 1- TEMPERATURA Todos os corpos são constituídos de partículas, a olho nu nos parece que essas partículas estão em repouso, porém as mesmas têm movimento. Quanto mais agitadas

Leia mais

3) Uma mola de constante elástica k = 400 N/m é comprimida de 5 cm. Determinar a sua energia potencial elástica.

3) Uma mola de constante elástica k = 400 N/m é comprimida de 5 cm. Determinar a sua energia potencial elástica. Lista para a Terceira U.L. Trabalho e Energia 1) Um corpo de massa 4 kg encontra-se a uma altura de 16 m do solo. Admitindo o solo como nível de referência e supondo g = 10 m/s 2, calcular sua energia

Leia mais

Estudaremos aqui como essa transformação pode ser entendida a partir do teorema do trabalho-energia.

Estudaremos aqui como essa transformação pode ser entendida a partir do teorema do trabalho-energia. ENERGIA POTENCIAL Uma outra forma comum de energia é a energia potencial U. Para falarmos de energia potencial, vamos pensar em dois exemplos: Um praticante de bungee-jump saltando de uma plataforma. O

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 1 a QUESTÃO Valor: 1,00 A L 0 H mola apoio sem atrito B A figura acima mostra um sistema composto por uma parede vertical

Leia mais

Pelo princípio da independência dos movimentos, na horizontal, temos: V. = 0, o corpo se comporta como em queda livre, por isso: F g.

Pelo princípio da independência dos movimentos, na horizontal, temos: V. = 0, o corpo se comporta como em queda livre, por isso: F g. Questão 01 008 Um astronauta, de pé sobre a superfície da Lua, arremessa uma pedra, horizontalmente, a partir de uma altura de 1,5 m, e verifica que ela atinge o solo a uma distância de 15 m. Considere

Leia mais

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa D. alternativa E

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa D. alternativa E Questão 46 Correndo com uma bicicleta, ao longo de um trecho retilíneo de uma ciclovia, uma criança mantém a velocidade constante de módulo igual a,50 m/s. O diagrama horário da posição para esse movimento

Leia mais

ALUNO(A): Nº TURMA: TURNO: DATA: / / SEDE:

ALUNO(A): Nº TURMA: TURNO: DATA: / / SEDE: Professor: Edney Melo ALUNO(A): Nº TURMA: TURNO: DATA: / / SEDE: 01. As pirâmides do Egito estão entre as construções mais conhecidas em todo o mundo, entre outras coisas pela incrível capacidade de engenharia

Leia mais

Física 2ª série Ensino Médio v. 2

Física 2ª série Ensino Médio v. 2 ísica 2ª série Ensino Médio v. 2 Exercícios 01) Caloria é a quantidade de calor necessária para que um grama de água possa aumentar sua temperatura de 1,5 o C para 15,5 o C. 02) É o calor necessário para

Leia mais

; Densidade da água ρ

; Densidade da água ρ Na solução da prova, use quando necessário: COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE VESTIULAR Aceleração da gravidade g = m / s ; Densidade da água ρ a =, g / cm = kg/m 8 5 Velocidade da luz no vácuo c =,

Leia mais

E irr = P irr T. F = m p a, F = ee, = 2 10 19 14 10 19 2 10 27 C N. C kg = 14 1027 m/s 2.

E irr = P irr T. F = m p a, F = ee, = 2 10 19 14 10 19 2 10 27 C N. C kg = 14 1027 m/s 2. FÍSICA 1 É conhecido e experimentalmente comprovado que cargas elétricas aceleradas emitem radiação eletromagnética. Este efeito é utilizado na geração de ondas de rádio, telefonia celular, nas transmissões

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 2 3ª SÉRIE FÍSICA TRABALHO/POTÊNCIA/ENERGIA

LISTA DE EXERCÍCIOS 2 3ª SÉRIE FÍSICA TRABALHO/POTÊNCIA/ENERGIA LISTA DE EXERCÍCIOS 3ª SÉRIE FÍSICA TRABALHO/POTÊNCIA/ENERGIA 1. (Upe 013) Um bloco de massa M = 1,0 kg é solto a partir do repouso no ponto A, a uma altura H = 0,8 m, conforme mostrado na figura. No trecho

Leia mais

Resolução O período de oscilação do sistema proposto é dado por: m T = 2π k Sendo m = 250 g = 0,25 kg e k = 100 N/m, vem:

Resolução O período de oscilação do sistema proposto é dado por: m T = 2π k Sendo m = 250 g = 0,25 kg e k = 100 N/m, vem: 46 c FÍSICA Um corpo de 250 g de massa encontra-se em equilíbrio, preso a uma mola helicoidal de massa desprezível e constante elástica k igual a 100 N/m, como mostra a figura abaixo. O atrito entre as

Leia mais

Simulado ENEM. a) 75 C b) 65 C c) 55 C d) 45 C e) 35 C

Simulado ENEM. a) 75 C b) 65 C c) 55 C d) 45 C e) 35 C 1. Um trocador de calor consiste em uma serpentina, pela qual circulam 18 litros de água por minuto. A água entra na serpentina à temperatura ambiente (20 C) e sai mais quente. Com isso, resfria-se o líquido

Leia mais

QUESTÃO 01. a) Qual a temperatura do forno? b) Qual a variação de energia interna do bloco do latão. QUESTÃO 02

QUESTÃO 01. a) Qual a temperatura do forno? b) Qual a variação de energia interna do bloco do latão. QUESTÃO 02 Quando necessário considere: g = 10 m/s 2, densidade da água = 1 g/cm 3, 1 atm = 10 5 N/m 2, c água = 1 cal/g. 0 C, R = 8,31 J/mol.K, velocidade do som no ar = 340 m/s e na água = 1500 m/s, calor específico

Leia mais

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa A. alternativa E. alternativa B. Tássia, estudando o movimento retilíneo uniformemente

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa A. alternativa E. alternativa B. Tássia, estudando o movimento retilíneo uniformemente Questão 46 Tássia, estudando o movimento retilíneo uniformemente variado, deseja determinar a posição de um móvel no instante em que ele muda o sentido de seu movimento. Sendo a função horária da posição

Leia mais

Vestibular Comentado - UVA/2013.1 Conhecimentos Específicos

Vestibular Comentado - UVA/2013.1 Conhecimentos Específicos Vestibular Comentado - UVA/3. Física Comentários: Professores: João Batista e Joelson Studart. Um paraquedista salta de uma altura de. m. Após 45 m de queda, a força de resistência do ar se iguala à força

Leia mais

LEI DA CONSERVAÇÃO DE ENERGIA MECÂNICA. LEI DA VARIAÇÃO DA ENERGIA MECÂNICA.

LEI DA CONSERVAÇÃO DE ENERGIA MECÂNICA. LEI DA VARIAÇÃO DA ENERGIA MECÂNICA. LEI DA CONSERVAÇÃO DE ENERGIA MECÂNICA. LEI DA VARIAÇÃO DA ENERGIA MECÂNICA. OTRABALHO REALIZADO PELO PESO DE UM CORPO E A VARIAÇÃO DA ENERGIA POTENCIAL GRAVÍTICA O que têm em comum estas duas situações?

Leia mais

IME - 2006 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

IME - 2006 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR IME - 2006 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Física Questão 01 O ciclo Diesel, representado na figura seguinte, corresponde ao que ocorre num motor Diesel de quatro tempos: o trecho AB representa

Leia mais

V = 0,30. 0,20. 0,50 (m 3 ) = 0,030m 3. b) A pressão exercida pelo bloco sobre a superfície da mesa é dada por: P 75. 10 p = = (N/m 2 ) A 0,20.

V = 0,30. 0,20. 0,50 (m 3 ) = 0,030m 3. b) A pressão exercida pelo bloco sobre a superfície da mesa é dada por: P 75. 10 p = = (N/m 2 ) A 0,20. 11 FÍSICA Um bloco de granito com formato de um paralelepípedo retângulo, com altura de 30 cm e base de 20 cm de largura por 50 cm de comprimento, encontra-se em repouso sobre uma superfície plana horizontal.

Leia mais

a) 1200 W b) 2600 W c) 3000 W d) 4000 W e) 6000 W

a) 1200 W b) 2600 W c) 3000 W d) 4000 W e) 6000 W TRABALHO/ POTÊNCIA 01)UTFPR- No SI (Sistema Internacional de Unidades), o trabalho realizado pela força gravitacional pode ser expressa em joules ou pelo produto: a) kg.m.s 1 b)kg.m.s 2 c) kg.m 2.s 2 d)kg.m

Leia mais

Questão 46. o diagrama horário da velocidade escalar, cuja ilustração correta para esse movimento. a) d)

Questão 46. o diagrama horário da velocidade escalar, cuja ilustração correta para esse movimento. a) d) Questão 46 b) Sobre um trilho reto, uma pequena esfera descreve um movimento uniformemente variado. Um estudante resolveu analisar esse movimento e construiu o gráfico do espaço percorrido (S) em função

Leia mais

Exercícios de Termodinâmica

Exercícios de Termodinâmica Exercícios de Termodinâmica 1-Uma massa gasosa, inicialmente num estado A, sofre duas transformações sucessivas e passa para um estado C. A partir do estado A esse gás sofre uma transformação isobárica

Leia mais

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa C. alternativa D. alternativa C

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa C. alternativa D. alternativa C Questão 46 função da velocidade em relação ao tempo de um ponto material em trajetória retilínea, no SI, é v = 5,0 2,0t. Por meio dela pode-se afirmar que, no instante t = 4,0 s, a velocidade desse ponto

Leia mais

TERMOLOGIA DIFERENÇA ENTRE TEMPERATURA E CALOR

TERMOLOGIA DIFERENÇA ENTRE TEMPERATURA E CALOR TERMOLOGIA DIFERENÇA ENTRE TEMPERATURA E CALOR Temperatura: é a grandeza que mede o grau de agitação das partículas de um corpo, caracterizando o seu estado térmico. Calor: é a energia térmica em trânsito,

Leia mais

4. Introdução à termodinâmica

4. Introdução à termodinâmica 4. Introdução à termodinâmica 4.1. Energia interna O estabelecimento do princípio da conservação da energia tornou-se possível quando se conseguiu demonstrar que junto com a energia mecânica, os corpos

Leia mais

A figura a seguir representa um atleta durante um salto com vara, em três instantes distintos

A figura a seguir representa um atleta durante um salto com vara, em três instantes distintos Energia 1-Uma pequena bola de borracha, de massa 50g, é abandonada de um ponto A situado a uma altura de 5,0m e, depois de chocar-se com o solo, eleva-se verticalmente até um ponto B, situado a 3,6m. Considere

Leia mais

Preencha a tabela a seguir, de acordo com as informações do texto.

Preencha a tabela a seguir, de acordo com as informações do texto. 1. Uma amostra de um gás está contida em um cilindro ao qual se adapta um êmbolo. A figura a seguir mostra o diagrama pressão X volume das transformações sofridas pelo gás. A energia interna do gás no

Leia mais

Capítulo 4 Trabalho e Energia

Capítulo 4 Trabalho e Energia Capítulo 4 Trabalho e Energia Este tema é, sem dúvidas, um dos mais importantes na Física. Na realidade, nos estudos mais avançados da Física, todo ou quase todos os problemas podem ser resolvidos através

Leia mais

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa B. alternativa B. alternativa D

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa B. alternativa B. alternativa D Questão 46 Uma das grandezas que representa o fluxo de elétrons que atravessa um condutor é a intensidade da corrente elétrica, representada pela letra i. Trata-se de uma grandeza a) vetorial, porque a

Leia mais

b) Calcule as temperaturas em Kelvin equivalentes às temperaturas de 5,0 ºC e 17,0 ºC.

b) Calcule as temperaturas em Kelvin equivalentes às temperaturas de 5,0 ºC e 17,0 ºC. Questão 1 A pressão P no interior de um fluido em equilíbrio varia com a profundidade h como P = P 0 + ρgh. A equação dos gases ideais relaciona a pressão, o volume e a temperatura do gás como PV = nrt,

Leia mais

2- TRABALHO NUMA TRANSFORMAÇÃO GASOSA 4-1ª LEI DA TERMODINÂMICA

2- TRABALHO NUMA TRANSFORMAÇÃO GASOSA 4-1ª LEI DA TERMODINÂMICA AULA 07 ERMODINÂMICA GASES 1- INRODUÇÃO As variáveis de estado de um gás são: volume, pressão e temperatura. Um gás sofre uma transformação quando pelo menos uma das variáveis de estado é alterada. Numa

Leia mais

TC 3 UECE - 2013 FASE 2 MEDICINA e REGULAR

TC 3 UECE - 2013 FASE 2 MEDICINA e REGULAR TC 3 UECE - 03 FASE MEICINA e EGULA SEMANA 0 a 5 de dezembro POF.: Célio Normando. A figura a seguir mostra um escorregador na forma de um semicírculo de raio = 5,0 m. Um garoto escorrega do topo (ponto

Leia mais

Fuvest 2005 2ª fase FÍSICA

Fuvest 2005 2ª fase FÍSICA Fuvest 2005 2ª fase FÍSICA 1. Procedimento de segurança, em auto-estradas, recomenda que o motorista mantenha uma distância de 2 segundos do carro que está à sua frente, para que, se necessário, tenha

Leia mais

FÍSICA PARA PRF PROFESSOR: GUILHERME NEVES

FÍSICA PARA PRF PROFESSOR: GUILHERME NEVES Olá, pessoal! Tudo bem? Vou neste artigo resolver a prova de Fïsica para a Polícia Rodoviária Federal, organizada pelo CESPE-UnB. Antes de resolver cada questão, comentarei sobre alguns trechos das minhas

Leia mais

FÍSICA. Dados: Velocidade da luz no vácuo: 3,0 x 10 8 m/s Aceleração da gravidade: 10 m/s 2 1 4πε. Nm 2 /C 2

FÍSICA. Dados: Velocidade da luz no vácuo: 3,0 x 10 8 m/s Aceleração da gravidade: 10 m/s 2 1 4πε. Nm 2 /C 2 Dados: FÍSICA Velocidade da luz no vácuo: 3,0 x 10 8 m/s Aceleração da gravidade: 10 m/s 1 4πε 0 = 9,0 10 9 Nm /C Calor específico da água: 1,0 cal/g o C Calor latente de evaporação da água: 540 cal/g

Leia mais

Professores: Gilberto / Gustavo / Luciano / Maragato CURSO DOMÍNIO. Comentário: Energia de Capacitor. Comentário: Questão sobre atrito

Professores: Gilberto / Gustavo / Luciano / Maragato CURSO DOMÍNIO. Comentário: Energia de Capacitor. Comentário: Questão sobre atrito Professores: Gilberto / Gustavo / Luciano / Maragato CURSO DOMÍNIO A prova de física exigiu um bom conhecimento dos alunos. Há questões relacionadas principalmente com a investigação e compreensão dos

Leia mais

GREGOR MENDEL & GRANDES MESTRES REVISÃO 2ª FASE BAHIANA

GREGOR MENDEL & GRANDES MESTRES REVISÃO 2ª FASE BAHIANA REVISÃO ª FASE BAHIANA 1 Um anel condutor de raio a e resistência R é colocado em um campo magnético homogêneo no espaço e no tempo. A direção do campo de módulo B é perpendicular à superfície gerada pelo

Leia mais

Universidade Federal do Ceará 2ª ETAPA PROVA ESPECÍFICA DE FÍSICA PROVA ESPECÍFICA DE FÍSICA. Data: 14.12.2009 Duração: 04 horas CORRETOR 1

Universidade Federal do Ceará 2ª ETAPA PROVA ESPECÍFICA DE FÍSICA PROVA ESPECÍFICA DE FÍSICA. Data: 14.12.2009 Duração: 04 horas CORRETOR 1 1ª AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO FINAL CORRETOR 1 01 02 03 04 05 06 07 08 Reservado à CCV Universidade Federal do Ceará Coordenadoria de Concursos - CCV Comissão do Vestibular Reservado à CCV 2ª ETAPA PROVA ESPECÍFICA

Leia mais

Questão 1. Resposta. um dos blocos, em função do tempo, após o choque, identificando por A e B cada uma das curvas.

Questão 1. Resposta. um dos blocos, em função do tempo, após o choque, identificando por A e B cada uma das curvas. Quando necessário, adote: aceleração da gravidade na Terra = g = = 10 m/s massa específica (densidade) da água = = 1.000 kg/m velocidade da luz no vácuo = c = =,0 10 8 m/s o calor específico da água 4J/(

Leia mais

Estrategia de resolução de problemas

Estrategia de resolução de problemas Estrategia de resolução de problemas Sistemas Isolados (p. 222) Muitos problemas na física podem ser resolvidos usando-se o princípio de conservação de energia para um sistema isolado. Deve ser utilizado

Leia mais

TIPO-A FÍSICA. r 1200 v média. Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 2. Resposta: 27

TIPO-A FÍSICA. r 1200 v média. Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 2. Resposta: 27 1 FÍSICA Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 01. Considere que cerca de 70% da massa do corpo humano é constituída de água. Seja 10 N, a ordem de grandeza do número de moléculas de água no corpo de um

Leia mais

Ec = 3. 10 5 J. Ec = m v 2 /2

Ec = 3. 10 5 J. Ec = m v 2 /2 GOIÂNIA, / / 015 PROFESSOR: MARIO NETO DISCIPLINA:CIÊNCIA NATURAIS SÉRIE: 9º ALUNO(a): No Anhanguera você é + Enem Uma das formas de energia, que chamamos de energia mecânica, que pode ser das seguintes

Leia mais

física EXAME DISCURSIVO 2ª fase 30/11/2014

física EXAME DISCURSIVO 2ª fase 30/11/2014 EXAME DISCURSIVO 2ª fase 30/11/2014 física Caderno de prova Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de Física. Não abra o caderno antes de receber autorização.

Leia mais

Física - UFRGS 2010. 02. Alternativa D Afirmativa I Um ano corresponde à distância percorrida pela luz durante um ano.

Física - UFRGS 2010. 02. Alternativa D Afirmativa I Um ano corresponde à distância percorrida pela luz durante um ano. Física - UFRGS 2010 01. Alternativa E De acordo com as leis de Kepler, a órbita de cada planeta é uma elipse com o Sol em um dos focos. A reta que une um planeta e o Sol, varre áreas iguais em tempos iguais

Leia mais

Física. INSTRUÇÃO: Responder às questões 28 e 29 com base na figura e nas informações abaixo.

Física. INSTRUÇÃO: Responder às questões 28 e 29 com base na figura e nas informações abaixo. Física INSTRUÇÃO: Responder às questões 26 e 27 com base no gráfico e nas informações A velocidade escalar V, em m/s, de um móvel é representada no gráfico, em função do tempo t, em segundos. INSTRUÇÃO:

Leia mais

SIMULADO - Dr. ACESSO FÍSICAS M/O 18/08/2015 - RESOLUÇÃO Prof. Tadanori

SIMULADO - Dr. ACESSO FÍSICAS M/O 18/08/2015 - RESOLUÇÃO Prof. Tadanori SIMULADO - Dr. ACESSO FÍSICAS M/O 18/08/015 - RESOLUÇÃO Prof. Tadanori 10. Um jogador de futebol amortece uma bola através de seu joelho. Nessa jogada, a bola chega com direção perpendicular à superfície

Leia mais

FIS-14 Lista-05 Setembro/2012

FIS-14 Lista-05 Setembro/2012 FIS-14 Lista-05 Setembro/2012 1. A peça fundida tem massa de 3,00 Mg. Suspensa em uma posição vertical e inicialmente em repouso, recebe uma velocidade escalar para cima de 200 mm/s em 0,300 s utilizando

Leia mais

Questão 46. alternativa A

Questão 46. alternativa A Questão 46 Um garoto, brincando com seu autorama, resolve analisar o movimento do carrinho durante um ciclo, ao longo da trajetória pontilhada ABDEFA. Os trechos AB, D, DE e FA medem 40,00 cm cada um e

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS. DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E FÍSICA Disciplina: FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL I (MAF 2201) Prof.

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS. DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E FÍSICA Disciplina: FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL I (MAF 2201) Prof. 01 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E FÍSICA Disciplina: FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL I (MAF 2201) Prof. EDSON VAZ NOTA DE AULA III (Capítulo 7 e 8) CAPÍTULO 7 ENERGIA CINÉTICA

Leia mais

Física. Setor B. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 9 (pág. 102) AD TM TC. Aula 10 (pág. 102) AD TM TC. Aula 11 (pág.

Física. Setor B. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 9 (pág. 102) AD TM TC. Aula 10 (pág. 102) AD TM TC. Aula 11 (pág. Física Setor B Prof.: Índice-controle de Estudo Aula 9 (pág. 102) AD TM TC Aula 10 (pág. 102) AD TM TC Aula 11 (pág. 104) AD TM TC Aula 12 (pág. 106) AD TM TC Aula 13 (pág. 107) AD TM TC Aula 14 (pág.

Leia mais

1 a QUESTÃO: (2,0 pontos) Avaliador Revisor

1 a QUESTÃO: (2,0 pontos) Avaliador Revisor 1 a QUESTÃO: (,0 pontos) Avaliador Revisor Uma montagem experimental simples permite a medida da força entre objetos carregados com o auxílio de uma balança (A. Cortel, Physics Teacher 7, 447 (1999)).

Leia mais

FÍSICA DADOS. 10 v som = 340 m/s T (K) = 273 + T( o C) s. 27) U = Q τ. 18) ρ = 30) A = = R. 45) ε = 09) 34) V AB 36) Instruções:

FÍSICA DADOS. 10 v som = 340 m/s T (K) = 273 + T( o C) s. 27) U = Q τ. 18) ρ = 30) A = = R. 45) ε = 09) 34) V AB 36) Instruções: FÍSIA DADOS m 9 N.m g = 0 k 0 = 9,0 0 s 8 m c = 3,0 0 v som = 340 m/s T (K) = 73 + T( o ) s 0) d = d 0 + v 0 t + at 3) τ = E c 5) Q = ml 37) eq = + +... + n 0) v = v 0 + at 4) F = kx 6) τ = P V 03) v =

Leia mais

Física. Resolução. Q uestão 01 - A

Física. Resolução. Q uestão 01 - A Q uestão 01 - A Uma forma de observarmos a velocidade de um móvel em um gráfico d t é analisarmos a inclinação da curva como no exemplo abaixo: A inclinação do gráfico do móvel A é maior do que a inclinação

Leia mais