Contratos de Trabalho

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Contratos de Trabalho"

Transcrição

1 SUMÁRIO CONTRATOS DE TRABALHO PASSIVO TRABALHISTA CLT DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA ADMISSÃO CONTRATAÇÃO DE EMPREGADOS CONTRATAÇÃO DE MENORES, APRENDIZES E PORTADORES DE DEFICIÊNCIA TIPOS DE CONTRATOS DE TRABALHO SEFIP RESCISÕES TRABALHISTAS INTRODUÇÃO RESCISÃO DE CONTRATO AVISO PRÉVIO, DISPENSA E RECONTRATAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS DIREITOS BÁSICOS DO EMPREGADO EM CASO DE RESCISÃO DESENVOLVIMENTO E INCENTIVO AO TRABALHO PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS SEGURANÇA E MEDICINA NO TRABALHO FISCALIZAÇÃO, RELATÓRIOS ANUAIS E BENEFÍCIOS FECHAMENTO

2 SUMÁRIO 1. CONTRATOS DE TRABALHO PASSIVO TRABALHISTA CLT DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA ADMISSÃO CONTRATAÇÃO DE EMPREGADOS CONTRATAÇÃO DE MENORES, APRENDIZES E PORTADORES DE DEFICIÊNCIA TIPOS DE CONTRATOS DE TRABALHO SEFIP RESCISÕES TRABALHISTAS INTRODUÇÃO RESCISÃO DE CONTRATO AVISO PRÉVIO, DISPENSA E RECONTRATAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS DIREITOS BÁSICOS DO EMPREGADO EM CASO DE RESCISÃO DESENVOLVIMENTO E INCENTIVO AO TRABALHO PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS SEGURANÇA E MEDICINA NO TRABALHO FISCALIZAÇÃO, RELATÓRIOS ANUAIS E BENEFÍCIOS FECHAMENTO

3 1. CONTRATOS DE TRABALHO 1.1 PASSIVO TRABALHISTA Imagem do crachá do personagem Augusto. Bem-vindo ao curso Contratos de trabalho. O cumprimento da legislação trabalhista fortalece o vínculo empregatício e contribui para o crescimento da empresa. Empregador e empregado são beneficiados quando tudo está organizado. E isto é o que você vai aprender hoje ao conhecer a história do empreendedor Augusto, que teve problemas em sua loja por não estar atento às normas da legislação. 3

4 Imagem de Augusto e Caio na loja de utensílios UTIL Augusto e Caio conversam na loja de utensílios UTIL. Augusto diz: Caio, vou até a Metais Metalúrgica fazer uma encomenda. Caio diz: Sim, Sr. Augusto, mas antes poderia lhe fazer uma pergunta? Augusto diz: Claro! Caio diz: A que horas fecharemos a loja hoje? Pois, gostaria de sair no horário combinado. Augusto diz: Fecharemos a loja quando eu voltar, certo? 4

5 Caio diz: Tudo Bem. Caio pensa: Já sei que ficarei após o horário novamente! Imagem do funcionário Caio debruçado no balcão da loja ÚTIL Este é Caio, o único vendedor registrado da loja do Sr. Augusto. Ele é dedicado, mas está aborrecido com a falta de organização do patrão em relação aos seus horários de trabalho. Conheça um pouco mais sobre o regime trabalhista da loja do Sr. Augusto clicando na área em destaque. A ÚTIL é uma loja que vende vários materiais de ÚTILidades domésticas. A loja abre de segunda a sábado, sem horário certo de funcionamento, possui dois funcionários fixos (um vendedor e uma faxineira) e outro vendedor que trabalha nos fins de semana. Somente os funcionários fixos são registrados, a carga horária de trabalho é arbitrária e não remunera a hora excedente. Tem tudo para ser uma das 5

6 lojas mais procuradas do bairro, mas ultimamente sua clientela vem caindo bastante. Este contexto se deve à constante insatisfação dos funcionários que reflete diretamente no atendimento ao cliente. Imagem da Metais Metalúrgica LTDA. Esta é a Metais Metalúrgica Ltda., uma pequena metalúrgica que fabrica espetos e grelhas. Aqui, você conhecerá o Sr. Elias, um empreendedor que, após passar por dificuldades com seus empregados, aprendeu muito sobre a necessidade de conhecer devidamente os processos trabalhistas. Na Metais Metalúrgica Augusto conversa com Elias. Elias diz: Pronto, Augusto. Pedido registrado. Mas estou preocupado, pois cada vez mais suas compras vêm diminuindo. 6

7 Augusto diz: É, Elias, tenho que admitir que estou com problemas. Minha loja vai mal e meus funcionários estão muito insatisfeitos. Elias diz: Então, tenho que lhe contar a verdade. Todos os dias recebo muitas queixas sobre sua loja e estou até receoso em indicá-la para os clientes. Elias diz: Os clientes reclamam das constantes trocas de funcionários e da mávontade nos atendimentos. Todo este contexto gera insegurança nos clientes que, por consequência, acabam insatisfeitos, não retornando à sua loja. Elias diz: Você precisa resolver rápido esta questão, pois, para que um empreendimento tenha sucesso, é preciso que o dono, os colaboradores, os clientes e os demais envolvidos no processo estejam satisfeitos. Elias diz: Você já sabe o motivo de tanta insatisfação por parte dos empregados? Augusto diz: Acho que sim. Já recebi algumas reclamações sobre horário de trabalho, carteira assinada, mas não sei se é bem por aí, pois sempre trabalhei desta forma. Elias diz: Augusto é exatamente aí que está o X da questão, e você deve tomar muito cuidado com os passivos trabalhistas. Augusto diz: Passivo trabalhista? Sempre que um empregador deixa de cumprir com a legislação trabalhista está gerando um passivo trabalhista. Logo, se sujeito a uma fiscalização ou denunciado por um empregado terá que prestar contas à justiça e sofrer as penalidades da irregularidade cometida como o pagamento de multas e indenizações. 7

8 Imagem do Augusto no escritório do Elias na Metais Metalúrgica Ainda no escritório da metalúrgica... Elias diz: Augusto, a falta de informação também já me trouxe muitos problemas. Não entendia bem sobre a elaboração da folha de pagamento nem sobre os cálculos dos descontos. Elias diz: Por falta de conhecimento, cometi muitos erros e não sabia como responder às dúvidas de meus empregados. O conhecimento da prática do Departamento Pessoal me proporcionou muita tranquilidade em coordenar meus empregados e seus direitos. 8

9 ATIVIDADE Analise as atitudes de Augusto em relação ao seu funcionário e indique com um X as três que você considera irregular. Situação 1 Augusto diz: Você deve ficar na loja até o fechamento, mesmo se houver extensão do horário. Situação 2 Caio diz: Como fica o registro na carteira? Augusto diz: São registrados somente os funcionários que trabalham de segunda a sábado. Situação 3 Caio diz: O senhor paga as horas extras? Augusto diz: Não. Faz parte do trabalho. Situação 4 Caio diz: E os intervalos? Augusto diz: Temos horário de almoço e lanche todos os dias. Respostas corretas: as atitudes de não pagar hora extra, falta de registro dos funcionários e de jornadas de trabalho excessivas não estão de acordo com a legislação trabalhista. A falta de cumprimento das leis gera passivos trabalhistas e prejuízos para empresa. Agora, continue seus estudos para aprender mais sobre a legislação trabalhista. 9

10 1.2 CLT Elias está passando informações muito importantes para Augusto. Veja a seguir o que ele tem a dizer sobre a CLT. Imagem do Augusto no escritório do Elias na Metais Metalúrgica Elias diz: Augusto, você precisa dar um jeito nesta situação, pois o pagamento de indenizações por conta de ações trabalhistas podem até fechar uma empresa. Augusto diz: Eu sei Elias, meu contador vivia me dizendo e nunca dei atenção a ele, o que devo fazer? Elias diz: Siga corretamente a CLT e a Legislação Trabalhista e não encontrará problemas em se organizar. 10

11 Artigo 41 da Consolidação das Leis de Trabalho (CLT) Em todas as atividades, torna-se obrigatório para o empregador o registro de todos os seus funcionários. OBS: Trecho resumido Continuando a conversa... Augusto diz: Então, quer dizer que todos os meus empregados devem ser registrados? Até os que trabalharem somente no final de semana? Elias diz: Sim. A partir do momento em que você estabelece um vínculo empregatício, deve regularizá-lo de acordo com a lei. Elias diz: Fazendo isso, você estará cumprindo seu papel junto à sociedade. Como empresários, temos que cumprir corretamente com as leis trabalhistas. Elias diz: É nosso dever contribuir para um Brasil socialmente mais justo. Elias diz: Como empresas, somos responsáveis por nossas ações e não perdemos nada por nos preocuparmos com o mundo em que vivemos. Elias diz: Por falta de conhecimento, cometi muitos erros e não sabia como responder às dúvidas de meus empregados. Elias diz: Augusto, gostaria que você conversasse um pouco com Amanda. Ela é a responsável pelo Departamento Pessoal e poderá lhe dar algumas dicas importantes. Augusto diz: Obrigado, Elias. Eu nem sei como te agradecer. 11

12 Elias diz: Não precisa agradecer, eu quero é te ver bem e vendendo muito mais. Aguarde alguns minutos que já já a Amanda irá lhe atender. Minutos depois Amanda aparece para conversar com Augusto. Imagem do Augusto e da Amanda no escritório da Metais Metalúrgica LTDA. Amanda diz: Olá, Augusto! O Sr. Elias me passou o contexto de sua empresa. Augusto diz: Pois é, Amanda, preciso resolver esta situação para garantir o desenvolvimento e a segurança de meu negócio e dos meus empregados. Amanda diz: Seguir a legislação trabalhista trará somente benefícios para você e seus empregados. 12

13 Amanda diz: Quantos empregados você tem hoje em sua empresa? Augusto diz: Três. Caio vendedor e Maria faxineira, que trabalham todos os dias, e Bruno que nos ajuda nos fins de semana. Mas registrados mesmo só o Caio e Maria. Amanda diz: E porque não registrou Bruno? Augusto diz: Achei que por trabalhar somente aos finais de semana não seria necessário por não ter vínculo empregatício. Amanda diz: Muitos empresários têm dúvidas sobre o que caracteriza o vínculo empregatício. 13

14 1.3 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA ADMISSÃO Você sabe todos os documentos necessários para a admissão de funcionários? Veja o que Amanda tem a dizer. Amanda diz: O primeiro passo é fazer corretamente as contratações e demissões para que não haja problemas com a justiça. Amanda diz: Está ciente de todos os documentos necessários para a admissão de um empregado? Augusto diz: Não, meu contador sempre me pede um monte de documentos quando contrato um novo empregado e nunca mando tudo. Mas sei que os principais são o atestado médico e a carteira de trabalho. Amanda diz: Sim, mas existem outros. Aqui tem uma cópia da orientação da empresa para novos empregados. Imagem de uma mulher entregando uma pasta de documentos para um homem 14

15 Documentos necessários para a contratação dos empregados Carteira Profissional 2 fotos 3 x 4 Fotocópia dos seguintes documentos: Carteira de Reservista, CPF, RG, Certidão de Casamento, Comprovante de Residência, Cartão do PIS, Título Eleitoral e CNH para motoristas, além de outros documentos específicos para cada atividade como, por exemplo: Carteira da OAB para advogados. Para os filhos: Certidão de Nascimento dos filhos menores de 21 anos para IRRF e Salário- Família (14 anos), Carteira de vacinação de filhos até 6 anos, Atestado de Frequência Escolar para filhos de 7 a 14 anos. ATENÇÃO: As empresas não poderão reter a documentação do empregado por mais de cinco dias. Após extrair as informações necessárias, os documentos ou fotocópias devem ser devolvidos ao empregado. Lei nº 5.553/68 A carteira profissional deverá ser devolvida ao empregado, já com as devidas anotações, num prazo de até 48 horas. Amanda e Augusto continuam conversando sobre a documentação para a contratação de funcionários. 15

16 Augusto diz: Basta passar a lista de documentação correta e não terei problemas? Amanda diz: Não. Existe também uma série de documentações que devem ser preparadas pelo seu contador ou pela pessoa responsável pelos recursos humanos. Legislação Para a contratação de empregados é necessário que sejam preenchidos os documentos abaixo: Ficha de Registro de Empregado Contrato de Trabalho Declaração de Dependentes de Imposto de Renda Retido na Fonte Termo de Responsabilidade do Salário-Família Acordo de Compensação de Horas Acordo de Prorrogação de Horas Opção de Vale-Transporte Autorização para descontos em Folha de Pagamento (exemplo: valerefeição, seguro de vida, assistência médica, compras particulares na empresa, grêmio etc.) Cadastro Geral de Empregados e Desempregados - Caged Cadastramento no PIS junto à Caixa Econômica Federal (caso ainda não tenha esse cartão). Atestado de Saúde Ocupacional Obs.: com exceção da Ficha de Registro de Empregado, do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados e do Cadastramento no PIS junto à Caixa Econômica Federal, todos os demais devem ser apresentados em duas vias (uma para o empregado e outra para o empregador). 16

17 Augusto ainda tem dúvidas sobre a utilidade de alguns documentos. Acompanhe a seguir. Augusto diz: Quanta documentação! Mas será que eu preciso saber para que serve cada um deles? Amanda diz: Sim, pois sabendo a função de cada um, você garante o direito de seus empregados e a regularidade de sua empresa diante da legislação trabalhista. Vamos pesquisar mais sobre os documentos necessários para admissão. Imagem de um computador com o site Acha Aqui em tela 17

18 Documentos necessários para admissão de empregados Ficha de registro Ficha padronizada contendo informações pessoais sobre o empregado. Nela, a empresa fará anotações sobre férias, alterações contratuais, contribuição sindical, licenças dentre outros. Contrato de trabalho É um acordo estabelecido entre empregado e empregador, verbal ou escrito. Deve estar claro o tipo de contrato e conter a qualificação das partes, a função, o local, o horário, as condições, a remuneração, o prazo e a assinatura das partes. Termo de responsabilidade Neste documento, deve constar o nome dos filhos menores de 14 anos, ou portadores de deficiência que terão direito ao salário-família. Qualquer alteração (morte ou cessão da invalidez) deve ser informada pelo empregado ao Departamento Pessoal. Para a concessão do benefício, o empregado deve apresentar a carteira de vacinação dos filhos com até 6 anos de idade e, a partir dos 7 anos, o atestado de frequência escolar. Opção de vale-transporte O empregado deve optar ou não pelo vale transporte, assinando o termo de compromisso. Caso sim, informará o tipo e quantidade de transporte que serão utilizados, comprometendo-se a utilizá-los conforme declarado, sob pena de demissão por justa causa. A empresa deve sempre informar o valor que será descontado do empregado. 18

19 Acordo para prorrogação de horas de trabalho Horas Extras É o acordo que estabelece a prorrogação e valor a ser pago ao empregado caso sejam excedidas as horas normais de trabalho. Acordo para compensação de horas de trabalho Banco de Horas É o acordo que estabelece as regras de reposição de horas caso o empregado não trabalhe aos sábados ou em pontes de feriados. É valido também em caso de faltas previamente negociadas com o empregador. O acordo deve respeitar o limite máximo de duas horas suplementares diárias, e o limite máximo de dez horas diárias. Descontos diversos na folha de pagamento Qualquer tipo de desconto, fora os legais, vinculado à folha de pagamento deve ser autorizado pelo empregado através deste documento. Declaração de dependentes para desconto do imposto de renda O documento deve ser assinado e constar os nomes dos dependentes para cálculo da retenção na fonte de imposto de renda. O mesmo deve ser substituído a cada alteração. Cadastro geral empregados/desempregados (Caged) Este documento, preenchido através da Internet, informa ao Ministério do Trabalho as movimentações de admissão, rescisão e transferências de empregados. Cadastramento do PIS O cadastramento do PIS é obrigatório para todos os empregados. Caso não seja cadastrado, o mesmo deve ser feito junto à Caixa Econômica Federal. 19

20 Atestado de Saúde Ocupacional É obrigatório a realização de exames na admissão, na demissão e periódicos (durante o contrato de trabalho). O exame é indispensável para averiguar a capacidade física e mental do empregado.a solicitação de atestados de esterilização e gravidez são proibidas. Os demais podem ser fornecidos por órgãos e médicos autorizados. A Lei 9.029/95 proíbe qualquer prática discriminatória e limitativa na relação de emprego, por motivo de raça, cor, origem, sexo, idade, situação familiar ou estado civil, além da Constituição Federal que veda a discriminação de qualquer trabalho ou profissão quando atendidas as qualificações legais. Depois de conversar com Amanda, Augusto decide fazer algumas mudanças. Augusto diz: Fazendo as coisas corretamente, tudo fica bem definido. Amanda diz: Exatamente! Empregados e empregadores ficam satisfeitos. Augusto diz: Decidi que vou mudar minha postura, pois meu regime trabalhista está irregular e precisa entrar em ordem. Augusto diz: Ops! Por falar em empregado, podemos continuar nossa conversa amanhã? Lembrei que tenho que correr para fechar a loja. Amanda diz: Claro! Aguardarei você amanhã sem falta! Ao voltar à loja, Augusto comunica a Caio sobre seus planos. 20

21 Imagem de Augusto e Caio na loja de utensílios UTIL Augusto diz: Desculpe a demora, Caio. Sei que me atrasei novamente. Caio diz: Tudo bem. Augusto diz: Andei conversando com alguns amigos e decidi que vamos trabalhar de acordo com a legislação trabalhista. Logo você receberá pelas horas extras trabalhadas. Caio diz: Fico feliz com a notícia. Conte comigo para ajudá-lo a organizar tudo. Após conversar com Caio Augusto vai para o escritório da sua loja. Augusto pensa: Preciso mudar já. Augusto pensa: Vou aproveitar as dicas de Amanda e ver se toda documentação de Caio está correta. 21

22 Imagem do Augusto no escritório da UTIL 22

23 ATIVIDADE Conheça mais sobre o Caio e ajude Augusto a avaliar se o processo de contratação do Caio foi realizado de forma correta. Caio é solteiro, não tem filhos e tem 30 anos. Ele possui um currículo forte na área de vendas. Trabalha na ÚTIL a 20 dias, de segunda a sábado. Seu horário de trabalho é irregular, pois chega todos os dias às 9h, mas nunca consegue sair no horário combinado (18h), tendo sempre que estendê-lo. A seguir estão os documentos de Caio arquivados por Augusto. Indique com um X os documentos que estão faltando para que o processo de admissão do Caio seja feito de forma correta. Contrato de Trabalho Declaração de Dependentes de Imposto de Renda Retido na Fonte Termo de Responsabilidade do Salário-Família Acordo de Compensação de Horas Acordo de Prorrogação de Horas 23

24 Para o processo de admissão de Caio ficar correto, é necessário que Augusto estabeleça um contrato para formalizar as condições e o tempo de trabalho e elabore um acordo de prorrogação de horas que estabelecerá um valor a ser pago pela hora extra trabalhada. Neste caso, não se aplicam a declaração de dependentes de Imposto de Renda Retido na Fonte e nem o Termo de Responsabilidade do Salário-Família, pois Caio não possui dependentes. Já o contrato de Compensação de Horas também não será necessário, pois Caio cumpre seu horário de trabalho no sábado normalmente. Para que Augusto consiga atingir seus objetivos, ele deve iniciar regularizando a situação de Caio, pois em sua contratação ocorreram falhas que geram passivos trabalhistas. Augusto está no escritório de sua loja e recebe uma ligação da Amanda. Augusto diz: Alô, Amanda, que bom que você ligou. Já comecei a refletir sobre as mudanças necessárias. Meu contador sempre tentou me alertar sobre isso, mas nunca dei atenção a ele. Augusto diz: Então está combinado, amanhã às 9 estarei aí. 24

25 2. CONTRATAÇÃO DE EMPREGADOS 2.1 CONTRATAÇÃO DE MENORES, APRENDIZES E PORTADORES DE DEFICIÊNCIA No dia seguinte, já na Metais Metalúrgica... Amanda diz: Bom dia, Augusto! Que bom vê-lo novamente. E aí, o vídeo ajudou em suas reflexões. Augusto diz: Sim. Estou mesmo disposto a mudar e sei que só terei a ganhar com isso. Amanda diz: Agora, você deve procurar conhecer os diferentes tipos de contrato de trabalho, pois só assim terá como analisar as possibilidades com as quais poderá trabalhar. Augusto diz: Quer dizer então que posso fazer contratos de tipos diferentes? Amanda diz: Sim. Ademais, as cláusulas de um contrato de trabalho merecem atenção e devem ser estudadas com o empregado, evitando problemas futuros. Amanda diz: Para alguns tipos de contratação, devemos ter um olhar especial. Amanda diz: A contratação de menores de 16 anos é proibida. É permitida apenas a contratação de jovens de 16 a 18 anos, mas, mesmo assim, com autorização e assistência do responsável legal. 25

26 Augusto diz: Seriam os chamados aprendizes? Amanda diz: Não. Nesse caso, trata-se de uma contratação normal, com todos os encargos legais, mas, no caso dos aprendizes, há algumas especificações especiais. Imagem de um aprendiz de padeiro Aprendiz é o trabalhador maior de 14 e menor de 24 anos de idade, sujeito à formação técnico-profissional metódica, que celebra contrato de aprendizagem e matriculado em Serviços Nacionais de Aprendizagem (SENAI, SENAC, SENAT, SENAR E SESCOOP) ou em outras entidades autorizadas por lei. O contrato de trabalho do aprendiz é um contrato especial que não deve se estender por mais de dois anos, onde o empregador se compromete a oferecer uma formação prática coerente com sua formação teórica. 26

27 Para esse regime de contratação, existem alguns pontos diferenciados: A jornada de trabalho do aprendiz não poderá exceder o limite de seis horas diárias. (Será aberta a exceção apenas para os aprendizes com ensino médio completo). Sua contribuição para o FGTS corresponderá a 2% da remuneração paga. As férias devem coincidir, preferencialmente, com as férias escolares. Acompanhe a seguir as explicações para a contratação de deficientes físicos. Amanda diz: Você poderá também contratar portadores de deficiência para trabalhar em sua empresa. Augusto diz: Posso? Imagem de uma mulher cadeirante atendendo um cliente Devemos garantir a igualdade de oportunidade no acesso ao trabalho para pessoas portadoras de deficiência. 27

28 Para empresas com mais de cem funcionários, é obrigatório o cumprimento da lei que determina a garantia de cotas específicas para os portadores de necessidades especiais. Mas qualquer empresário pode se adequar à lei e promover esta iniciativa, basta apenas a criação de um programa para a contratação de portadores de deficiência, observando-se cada disfunção/limitação e as regras de acessibilidade. Continuando a conversa... Amanda diz: Para as empresas com menos de cem empregados, a contratação de portadores de necessidades especiais não é obrigatória, porém quando você realiza este ato está contribuindo para uma sociedade mais justa e igualitária. Augusto diz: Quando eu me estabelecer de forma correta e puder oferecer as condições necessárias com certeza, vou entrar nessa. 28

29 2.2 TIPOS DE CONTRATOS DE TRABALHO Parece que a conversa entre Augusto e Amanda foi muito produtiva... Augusto diz: Bom, Amanda, acho que já tomei muito do tempo de vocês. Agora, vou fazer a minha parte e correr atrás dos conhecimentos que preciso. Amanda diz: Não se preocupe com isso, Augusto. Sempre que precisar, estaremos aqui para apoiá-lo. Augusto diz: Tenho alguns amigos empresários que podem me ajudar nesta jornada. Amanda diz: Que bom. A troca de experiência é sempre muito enriquecedora. De volta à loja de utensílios UTIL... Augusto diz: Bom dia Caio, como foi a loja hoje pela manhã? Caio diz: Bom dia, Sr. Augusto. Hoje, foi um pouco tumultuada, pois tive que fazer o atendimento e a limpeza da loja sozinho. Augusto diz: Maria faltou novamente! Temos que estudar a possibilidade da contratação de um novo serviço de limpeza. Augusto diz: Mas não se preocupe, Caio. Como lhe disse estou preparando, mudanças e hoje mesmo vou sair em busca de informações para saber minhas possibilidades de contratação. 29

30 Augusto foi até a lavanderia Lavalimpim orientar-se com João. Imagem do Augusto e do João na lavanderia Lavalimpim João diz: Olá, amigo Augusto! Que bons ventos o trazem aqui? Augusto diz: Olá, João! Vim lhe procurar porque preciso muito de sua ajuda. Augusto diz: Preciso conhecer um pouco mais sobre os tipos de contratos de trabalho para contratar corretamente meus empregados. João diz: Veio ao lugar certo porque, com a expansão da loja, tive que fazer muitas contratações e, para tanto, o planejamento foi fundamental. João diz: A primeira coisa que aprendi é que cada cláusula do contrato deve estar devidamente esclarecida e pode até mesmo conter a assinatura de testemunhas. 30

31 João diz: É importante que você saiba que os contratos podem ter um período determinado de duração ou não. Augusto diz: Interessante! Então, posso elaborar os contratos com a duração de tempo que eu quiser? João diz: Não é bem assim. Existem algumas regras. Contrato de trabalho por prazo determinado: Os contratos por prazo determinado podem durar até dois anos. Para a elaboração desse contrato, existem algumas hipóteses especiais traçadas pela CLT. a) Serviço cuja natureza ou transitoriedade justifique a predeterminação do prazo; b) Atividades empresariais de caráter transitório; c) Contrato de experiência. Você sabia que existe, também, o contrato por tempo indeterminado? Acompanhe a explicação do João. João diz: O contrato por tempo indeterminado é um dos mais utilizados, sem prazo de duração. Ele terminará quando houver a vontade de uma das partes envolvidas. Augusto diz: É, pensando bem, este parece ser mais seguro. João diz: Todos são viáveis, basta você ter atenção à legislação e em suas necessidades. 31

32 Atenção às leis que determinam o tempo e o horário de trabalho dos funcionários: Jornada de trabalho A jornada normal de trabalho estabelecida para trabalhadores de qualquer atividade privada é de oito horas diárias, resultando em 220 horas mensais. (art. 58 da CLT) A duração normal do trabalho poderá ser acrescida de horas suplementares em número não excedente a duas horas, mediante acordo de prorrogação ou compensação de horas. (art. 59 da CLT) Trabalho aos domingos É permitido o trabalho aos domingos em atividades de comércio em geral com escala de revezamento e cumprimento do parágrafo que determina que o descanso semanal remunerado deverá coincidir no domingo, pelo menos uma vez por mês, no período máximo de três semanas. Trabalho aos feriados É permitido, nas atividades do comércio em geral, desde que autorizada em convenção coletiva e observada a legislação municipal. 32

33 Atenção: Convenção Coletiva de Trabalho é um instrumento normativo pactuado entre sindicatos representantes de empregadores e empregados. Horários diferenciados Na legislação, existem algumas observações que determinam horários diferenciados de acordo com a função exercida. Seis horas Ascensoristas e telefonistas; Quatro horas Médicos, dentistas, profissionais de laboratório, radiologia, advogados. Através da equipe da Lavalimpim Augusto irá entender melhor os tipos de contrato de trabalho. Augusto diz: Temos que estar sempre bem atentos. João diz: Sim, meu amigo. Principalmente, aos horários de trabalho estabelecidos para nossos empregados. João diz: Existem outros tipos de contrato de trabalho. Acho que, ao conhecer um pouco sobre minha equipe, teremos o exemplo de alguns casos. João diz: Eu tenho informações sobre todos aqui em meu computador. 33

34 Imagem da Carla, funcionária da Lavalimpim Esta é Carla, ela possui um contrato temporário de 90 dias, com a empresa de trabalho temporário, pois está cobrindo o período de licença maternidade de nossa funcionária registrada Catarina. Contrato de trabalho temporário O trabalhador temporário é um profissional contratado para atender à necessidade transitória de substituição de seu pessoal regular e permanente ou ao acréscimo extraordinário de serviços. O contrato deve ser firmado entre a empresa prestadora de serviços de trabalho temporário e o empregado. Antes, o prazo máximo para a contratação era de 90 dias, mas hoje a legislação abriu precedentes para o prazo de até 180 dias, desde que solicitado a DRT por escrito, justificando a necessidade da prorrogação. 34

35 Direitos do trabalhador temporário: Contrato escrito com a empresa prestadora de serviço Anotação na carteira de trabalho nas páginas de anotações gerais Salário-hora compatível com os empregados da empresa tomadora Jornada de oito horas Porcentagem sobre horas excedentes Adicional noturno Repouso semanal remunerado Seguro de acidente de trabalho / Vale-transporte Saque FGTS quando do encerramento do contrato Férias proporcionais 13º proporcional NÃO RECEBE SEGURO-DESEMPREGO NÃO PARTICIPA DO CAGED Imagem da Márcia, autônoma que presta serviços para a Lavalimpim Esta é Márcia. Ela é a responsável por todas as fragrâncias de sabão e amaciante utilizados em nossa lavanderia como um diferencial, ela é autônoma e sempre traz novidades para empresa. 35

36 Autônomos O trabalhador autônomo é todo aquele que executa atividades profissionais remuneradas sem vínculo empregatício, não é subordinado, não tem patrão, não tem horário de trabalho fixo. Imposto de renda: Os rendimentos pagos aos autônomos deverão sofrer retenção na fonte, conforme tabela do imposto de renda. Previdência social A empresa deverá descontar 11% do valor pago aos autônomos, referente à contribuição previdenciária, limitada ao ponto máximo da tabela vigente. A empresa também deverá pagar a sua parte, correspondente a 20% sobre o valor total pago ao autônomo (salvo para algumas empresas tributadas pelo Simples Nacional). Tanto a parte do autônomo (11%) quanto a parte da empresa (20%) serão recolhidos pela empresa em sua Guia da previdência Social (GPS). Imagem do Sandro, funcionária da Lavalimpim Este é Sandro. Ele é responsável pela manutenção de todas as nossas máquinas. É um funcionário terceirizado da empresa Olho Vivo. 36

37 Terceirização O Tribunal Superior do Trabalho proclamou três requisitos básicos para a terceirização de serviços: 1 - A terceirização não pode atingir a atividade fim da empresa. Exemplo: João não poderia terceirizar os serviços de lavagem e secagem de roupas. 2 - Impessoalidade. Evitar com que empregados de sua empresa sejam contratados pela prestadora para realizar o mesmo serviço por salários inferiores. 3 - Ausência de subordinação direta do tomador do serviço. Solicitar um supervisor da empresa contratada. Imagem da Odete, cooperada da Lavalimpim Esta é Odete. Ela é a principal representante da cooperativa de passadeiras que presta serviço para a nossa lavanderia. 37

38 Cooperativas A cooperativa de trabalho é uma associação de trabalhadores que se unem para desempenhar um determinado serviço, sem o objetivo de lucro, e com a distribuição da renda igualmente para cada membro de acordo com sua produção.os cooperados sofrem retenção de 11% do valor total de sua produção, a titulo de INSS, e o IRRF será retido conforme tabela vigente. A empresa tomadora do serviço pagará 15% de INSS sobre o valor total da nota fiscal da cooperativa. Atenção: uma empresa só pode terceirizar, por meio de cooperados, atividades meio e nunca da atividade fim. Imagem do Cláudio, estagiário da Lavalimpim Este é Cláudio, nosso estagiário. Ele está prestes a terminar o ensino técnico em tinturaria e está conosco aprendendo a prática de seus conhecimentos. Estagiário Estagiário não é empregado, não há direitos ou obrigações trabalhistas, possui contrato de estágio escrito, chamado Termo de Compromisso que deve ser assinado pelos responsáveis ou pela instituição de ensino e vigorar no máximo dois anos, salvo estudantes portadores de deficiências. A jornada permitida varia entre quatro, seis e oito horas diárias, dependendo do curso e projeto pedagógico. 38

39 Orientações especiais: É obrigatória a contratação de seguro de acidentes pessoais. O valor da bolsa salário poderá ser negociado, sendo compulsória sua concessão, assim como do vale-transporte, para os estágios não obrigatórios e, facultativo, para os obrigatórios. O estagiário terá direito a férias após 12 meses de estágio, ou proporcional, devendo ser concedido preferencialmente durante as férias escolares ou indenizado nos desligamentos. A legislação não exige registro do estágio na carteira profissional do estudante. Enquanto isso Augusto continua a tirar dúvidas com João. Augusto diz: Nossa! Como são muitas as oportunidades de estabelecermos relações de trabalho, enquanto conhecia seus empregados, visualizei vários caminhos para minha loja. João diz: Que bom, Augusto. Sinal que estou conseguindo ajudá-lo Augusto diz: João, foram muitas as opções, mas não consegui encontrar uma solução para meu funcionário Bruno. João diz: Qual é o problema? Augusto diz: Bruno é um reforço que foi contratado para a área de vendas somente aos finais de semana e não sei como registrá-lo. 39

40 João diz: Tenho uma sugestão para você. Não tenho nenhum funcionário dessa forma, mas quando estava pesquisando estudei esta possibilidade. João diz: Você já ouviu falar em Contrato de Trabalho em Regime de Tempo Parcial? Augusto diz: Não. Imagem de uma mulher entregando ao seu funcionário um contrato para que ele assine. A partir da necessidade de algumas empresas em contratar mão de obra por pequenos períodos para a realização de tarefas de curta duração, a legislação criou a possibilidade do Contrato de Trabalho em Regime de Tempo Parcial. Com a criação desse tipo de contrato, foi possível diminuir o registro de funcionários com horas desnecessárias à empresa. 40

41 Você sabe como acontece o pagamento do funcionário contratado em regime de tempo parcial? Veja a seguir. João diz: Esta modalidade permite contratar empregados para trabalhar até 25 horas semanais. Augusto diz: E como serão pagos o salário, os encargos e os benefícios? João diz: Tudo será pago proporcionalmente ao tempo de trabalho, e o valor deverá ser proporcional ao recebido pelos empregados na mesma função em tempo integral. Augusto diz: Estou achando isso muito complicado, João. Augusto diz: Ainda tenho uma dúvida. Augusto diz: O funcionário receberá tudo de forma proporcional, mas e as férias? O funcionário será liberado também proporcionalmente como recebe? João diz: Sim. Para este cálculo, a CLT tem até algumas orientações especiais. Contrato de Trabalho em Regime de Tempo Parcial Os empregados terão direito a férias após cada período de 12 meses de contrato de trabalho, na seguinte proporção (art. 130A CLT): 41

42 Horas de trabalho Menos de 5 horas De 6 a 10 horas De 11 a 15 horas De 16 a 20 horas De 21 a 22 horas De 23 a 25 horas Proporção de férias 8 dias 10 dias 12 dias 14 dias 16 dias 18 dias Caso o empregado contratado tenha mais de sete faltas injustificadas no período aquisitivo (12 meses) terá seu período de férias reduzido pela metade. Parece que agora Augusto tirou todas as suas dúvidas sobre os contratos de trabalho. Augusto diz: João, muito obrigado. Sua ajuda foi de fundamental importância. Agora, tenho que ir, pois preciso planejar minhas novas estratégias. João diz: Que bom te ver otimista, meu amigo! No que precisar, poderá contar comigo. Após conversar com João, Augusto retorna à UTIL Augusto diz: Boa tarde,caio. Como estão as vendas hoje? Caio diz: Ainda fracas, Sr. Augusto, mas estou me esforçando. 42

43 Augusto diz: Eu sei, Caio, elas irão aumentar. Minha visita à lavanderia do João foi muito enriquecedora, logo teremos novidades. Agora, vou para meu escritório, pois tenho muito trabalho. Augusto diz: Eu preciso pensar. Se eu conseguir organizar a necessidade de contratação de cada funcionário aos tipos de contrato que conheci, eu posso até ter mais funcionários e ainda reduzir os custos com os salários e encargos. Augusto diz: Nossa, como isso parece difícil! Acho que vou precisar de ajuda. 43

44 ATIVIDADE Vamos ajudar Augusto a construir seu planejamento e tomar as decisões mais corretas para sua empresa. Imagem das mãos de algumas pessoas trabalhando à mesa Siga os passos abaixo. 1- Conheça as demandas de trabalho da empresa. A empresa de Augusto funciona das 9h às 18h. Ele é o administrador e, para que tudo ande bem, precisa ter em sua equipe uma auxiliar de limpeza e dois vendedores, um diariamente e o outro que trabalhe apenas nos fins de semana. Veja abaixo a relação de funcionários da loja. Caio é vendedor e trabalha das 9h às 18h. Maria é faxineira e trabalha das 9h às 16h. Bruno é vendedor e trabalha somente nos finais de semana das 9h às 18h. 44

45 2- Identifique as mudanças necessárias. Alguns problemas estão acontecendo na empresa: Mesmo após muita conversa e novas chances, Maria está faltando muito, chega atrasada e não tem feito seu trabalho corretamente. Bruno trabalha nos finais de semana e não é registrado, caso aconteça alguma fiscalização a empresa poderá ser multada. Identifique, dentre as opções abaixo, quais são as mudanças necessárias. a) Augusto deve demitir Maria e contratar Bruno em regime integral, assim os dois vendedores dariam conta da limpeza e das vendas. b) Augusto deve demitir Maria e contratar o serviço de limpeza da loja através de uma empresa especializada e regularizar o registro de Bruno dentro de suas possibilidades. c) Augusto deveria demitir Maria e Bruno e procurar novos empregados. Se você escolheu a letra A: Resposta incorreta. Demitir Maria seria uma boa solução, pois ela não tem feito seu trabalho com responsabilidade, logo Augusto tem todo direito de romper com o vínculo empregatício. Porém, não seria correto transpor o serviço de limpeza para os empregados que não foram contratados para esta função. Esta atitude poderia gerar problemas com a justiça futuramente. 45

46 Se você escolheu a letra B: Resposta correta. Demitir Maria seria uma boa solução, pois ela não tem feito seu trabalho com responsabilidade. A sugestão de uma empresa especializada também é boa, pois reduziria o tempo gasto com a seleção e contratação e os gastos com os encargos contratuais. Para Bruno, também existe uma possibilidade de contratação a tempo parcial. Se você escolheu a letra C: Resposta incorreta. Demitir os dois não seria a solução mais correta. Maria apresentou motivos para tanto, mas Bruno não, no caso dele é a empresa que precisa se regularizar. 3- Identifique as melhores opções de contratação. Identifique abaixo os tipos de contrato de trabalho que Augusto deve estabelecer para resolver a questão da contratação de uma empresa de limpeza e também para regularizar a situação de Bruno. a) Contrato de trabalho com prazo determinado e temporário. b) Autônomo e Terceirização. c) Temporário e estágio. d) Terceirização e contrato de regime de tempo parcial. Se você escolheu as letras A, B ou C: Resposta incorreta. Conhecer os tipos de contrato de trabalho ajuda bastante na hora de fazer o planejamento das contratações. As escolhas corretas podem possibilitar um maior número de funcionários e a redução dos gastos com encargos. No caso de Augusto, o contrato com a empresa de limpeza caracterizaria a terceirização de um serviço e, para regularizar Bruno, ele poderia estabelecer o contrato de regime de tempo parcial, onde o empregado ganha proporcionalmente as horas trabalhadas. 46

47 Se você escolheu a letra D: Resposta correta. Conhecer os tipos de contrato de trabalho ajuda bastante na hora de fazer o planejamento das contratações. As escolhas corretas podem possibilitar um maior número de funcionários e a redução dos gastos com encargos. Com a terceirização do serviço de limpeza e os cálculos proporcionais feitos dentro do regime de contrato de Bruno, Augusto não terá prejuízos para resolver seus problemas. Com certeza, planejar valeu a pena. 47

48 2.3 SEFIP No fim do dia Caio e Augusto conversam enquanto fecham a loja. Caio diz: Sr. Augusto, as portas já estão fechadas. Augusto diz: Obrigado, Caio! O dia hoje foi cansativo, nem deu para lhe ajudar. Caio diz: Eu sei, e gostaria de ajudar mais! Por isso... Deixei uma informação importante para o senhor. Augusto diz: Não se preocupe, você já está ajudando! Mas qual é a dica? Caio diz: Veja a seguir! Imagem das mãos de uma pessoa utilizando o teclado do computador 48

49 SEFIP - Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social. O SEFIP é um aplicativo desenvolvido pela Caixa Econômica Federal para tornar o processo de recolhimento regular do FGTS mais ágil e seguro. Os arquivos gerados pelo SEFIP devem ser transmitidos pela Internet, por meio do Conectividade Social. Para utilizar o Conectividade Social, é necessário que a empresa tenha o Certificado Eletrônico. Atualmente, o canal eletrônico permite a transmissão do arquivo SEFIP, bem como a operação de toda a sistemática Caixa PIS-Empresa. No caso de demissão, após a comunicação da movimentação do trabalhador, é gerada uma chave de identificação, um número que deverá ser anotada no Termo de Rescisão de Contrato de Trabalho - TRCT, em local de fácil visualização. A conversa continua entre Augusto e Caio. Augusto diz: É, tudo está ficando bem prático! Obrigado pela dica, Caio. Fico feliz com sua iniciativa. Augusto diz: Agora vamos embora, pois amanhã será um dia de mudanças. Caio diz: Com certeza! E para melhor. 49

50 3. RESCISÕES TRABALHISTAS 3.1 INTRODUÇÃO No dia seguinte, na loja UTIL... Caio diz: Bom dia, Sr. Augusto. Augusto diz: Bom dia, Caio. Algum recado esta manhã? Caio diz: Sim, Bruno passou aqui bem cedo e deixou os documentos para sua contratação. Ele está muito feliz. Augusto diz: Eu também estou muito feliz por fazer a coisa certa. E logo será a sua vez, já pedi para o contador preparar seu contrato de trabalho e nosso acordo de horas extras. Augusto diz: E a Maria? Veio trabalhar hoje? Caio diz: Não. Ligou dizendo que está meio enjoada e que não viria trabalhar. Augusto diz: É, não tem jeito com a Maria, cada dia ela arranja uma desculpa para não vir trabalhar. Vou dispensá-la. Caio diz: Acho que é a coisa certa a fazer, mas antes deve se informar, pois acertos mal feitos podem gerar problemas na justiça. 50

51 Augusto diz: Você tem razão, Caio, apesar de o contador fazer isso, eu quero aprender a maneira correta de conduzir um processo rescisório. Augusto diz: E eu já até sei quem poderá me ajudar. Tome conta da loja, Caio. Vou até a pastelaria de Claudete. Caio diz: OK! Não se preocupe. Augusto foi até a Pastelaria Sabor Pastel para falar com Claudete. Claudete diz: Olá, Augusto! Veio fazer um lanchinho já pela manhã? Augusto diz: Olá, Claudete, seria muito bom, mas estou aqui por outro motivo. Augusto diz: Vou demitir uma funcionária da loja e gostaria de sua ajuda para conhecer um pouco mais esse procedimento. Claudete diz: Claro, Augusto, ajudarei com muita alegria, pois não desejo que ninguém passe o que eu passei respondendo a processos na justiça do trabalho. Claudete diz: Já estive à frente de uma equipe grande de funcionários em um restaurante, mas por não trabalhar corretamente com a legislação trabalhista, tive muitos problemas. Claudete diz: Alguns funcionários foram à justiça reclamar seus direitos. Eu acabei perdendo e fechando meu restaurante para pagar as dívidas. Claudete diz: Hoje com a pastelaria, eu trabalho de acordo com as leis. Assim, não tenho problemas e durmo tranquila todas as noites. 51

52 Augusto diz: É esta tranquilidade que também estou buscando e sabia que você seria a pessoa certa para me ajudar. Claudete diz: Você vai conseguir. Sente-se aqui um instante, que vou buscar minha pasta de administração para podermos conversar melhor e eu poder lhe mostrar alguns exemplos. 52

53 3.2 RESCISÃO DE CONTRATO Veja o que Claudete tem a falar sobre rescisões. Claudete diz: A primeira coisa que você deve saber é que existem prazos para os pagamentos e procedimentos-padrões para uma rescisão. PRAZOS PARA PAGAMENTO DA RESCISÃO ART. 477 PARÁGRAFO 6º O pagamento da rescisão deve ser efetuado no 1º dia útil após o término do aviso trabalhado ou do contrato determinado ou até o 10º dia contado a partir da data da notificação do afastamento nos demais casos. OBS.: Parágrafo resumido Conheça agora os documentos necessários para uma rescisão: Dar baixa na Carteira Profissional, colocando data e assinatura. A data de saída é o último dia trabalhado ou do aviso prévio; Dar baixa na ficha ou livro de registro com data de saída; Incluir no CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados); Termo de Rescisão de Contrato de Trabalho em quatro vias (formulário adquirido em papelaria ou informatizado); Recolher o FGTS rescisório através da GRRF nos casos de dispensas sem justa causa ou término do contrato determinado; 53

54 Extrato de FGTS fornecido pelo Banco depositário; Atestado médico demissional; Aviso prévio da empresa para o empregado ou vice-versa (carta emitida pela própria empresa ou formulário adquirido em papelaria); Comunicação de dispensa com o Requerimento do Seguro Desemprego (Dispensa sem justa causa). Chave de identificação do FGTS. ATENÇÃO: Pedidos de demissão ou rescisão Os contratos com mais de um ano de duração devem ser homologados com assistência do respectivo sindicato ou perante o Ministério do Trabalho e Emprego. Os contratos com menos de um ano poderão ser finalizados e quitados na própria empresa. Falando sobre demissões... Claudete diz: Quem você pensa em demitir? Augusto diz: Minha auxiliar de limpeza. Claudete diz: E você já sabe qual o tipo de rescisão irá fazer? Augusto diz: Não. Existe mais de uma forma de se demitir uma pessoa? 54

55 Imagem das mãos de duas pessoas segurando um envelope escrito rescisão. Tipos de rescisão Sem justa causa por iniciativa do empregador. Sem justa causa por iniciativa do empregado (pedido de demissão). Com justa causa por iniciativa do empregador. Com justa causa por iniciativa do empregado (dispensa indireta). Por prazo determinado. Falecimento. Aposentadoria. Força maior (inevitável em relação à vontade do empregador). Término de contrato de experiência. Culpa recíproca. Extinção da empresa. 55

56 3.3 AVISO PRÉVIO, DISPENSA E RECONTRATAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS A conversa entre Claudete e Augusto continua. Claudete diz: Você já verificou a questão do aviso prévio? Augusto diz: Ainda não. Posso fazer a rescisão sem que ela cumpra o aviso? Claudete diz: Pode sim, mas, ao rescindir um contrato, você deve avisar o empregado com uma antecedência mínima de 30 dias. Claudete diz: Caso você não queira que ela cumpra o aviso prévio, deverá pagar o salário correspondente ao prazo do aviso, incluindo 1/12 avos de 13º e férias. Claudete diz: O contrário também pode acontecer, o funcionário que não cumprir o aviso prévio garante a você o direito de descontar o salário correspondente ao prazo do aviso. Augusto diz: Bom, neste caso, eu é que irei demiti-la, mas não sei se gostaria de deixá-la mais 30 dias na empresa. Claudete diz: Não se esqueça que, no caso da rescisão ser promovida pelo empregador, o funcionário que cumpre o aviso tem direito à redução de seu horário de trabalho em duas horas diárias. Claudete diz: Ou então, ser dispensado sete dias corridos, sem prejuízo do salário integral. 56

57 Augusto diz: Acho que vou dar a ela a remuneração do aviso e, de imediato, já fazer as alterações necessárias. Claudete diz: Eu já estive em uma situação parecida. Vou te mostrar um exemplo para que saiba como os cálculos são feitos. Imagem de uma garçonete servindo as pessoas Kátia foi admitida em 01/04/2010 e demitida em 30/11/2010, recebia mensalmente R$2.100,00 de salário (base de 30 dias) e, no período, recebeu o valor total de R$1.553,50 de horas extras, e seu aviso prévio foi indenizado. Kátia recebeu R$2.294,19 de aviso prévio indenizado e, com isso, teve direito a 1/12 avos de 13º salário e férias. Veja como os cálculos foram feitos: A parte variável habitual, no caso, horas extras, integra-se ao salário para todos os efeitos. 57

58 Para tanto, basta dividir o total de R$1.553,50 pelo número de meses do período (8 meses), encontrando a média mensal, que será acrescida ao salário de R$2.100,00. Horas extras: R$1.553,50 8 (variáveis) = R$194,19 média por mês. Salário R$2.100,00 + R$194,19 = R$2.294,19. Atenção para mais esta informação da Claudete. Claudete diz: Para o cálculo do aviso prévio, você deve utilizar a base de 30 dias se o salário for pago por dia e a base de 220 horas, caso seja pago por hora. 58

59 ATIVIDADE Agora é com você! Vamos ajudar Augusto a calcular o aviso prévio de Maria, sua auxiliar de limpeza. Atenção às informações abaixo: Seu aviso será indenizado Salário: R$565,00 Não possui horas extras na empresa Data da admissão: 10/03/2010 Data da demissão: 10/08/2010 Maria tem direito a 1/12 avos de férias e 13º salário? Sim Não Resposta: Ao receber um aviso remunerado, o trabalhador tem o direito de receber 1/12 avos de férias e 13º salário. Qual é o valor correto do aviso de Maria? R$659,20 R$565,00 Resposta: Já que Maria não possui horas extras na casa nem registro de outras variáveis como gratificação ou comissões o valor do seu aviso é R$565,00. 59

60 Augusto e Maria continuam a conversa sobre os cálculos. Augusto diz: Nossa, Claudete, como é bom conhecer os procedimentos, estou começando a ficar bem mais seguro. Claudete diz: Então vamos conhecer um pouco mais. Você tem algum funcionário contratado por tempo determinado? Augusto diz: Ainda não. Claudete diz: Mas, mesmo assim, vou lhe mostrar um exemplo, pois, por não lembrar de uma cláusula importante dessa rescisão, acabei pagando caro na justiça. Imagem de um chef de cozinha 60

61 Renato foi contratado como auxiliar de chef de cozinha pelo período de 90 dias, porém o movimento do restaurante caiu muito e tive de dispensá-lo 10 dias antes de o contrato acabar. Ele me levou à justiça do trabalho porque quando rescindimos esse tipo de contrato, devemos pagar o saldo do salário mais uma indenização correspondente à metade do valor que o empregado receberia até o final do contrato. Não acertamos a indenização e Renato nos cobrou na justiça. Veja agora como seria o cálculo correto: Data da admissão: 01/06/2009 Data da demissão: 15/08/2009 Salário: R$700,00 Contagem dos dias trabalhados Admitido em 01/06 e demitido em 15/08 Total de 76 dias trabalhados Faltavam 14 dias para o término do contrato. Valor do saldo salário: Demissão em 15/ dias de trabalho.r$700,00 30 = R$23,33 x 15 = R$350,00 Indenização (1/2 dos dias a trabalhar) art dias a trabalhar14/2= 7 R$700,00 30 = R$23,33 x 7 = R$163,31 Total: R$350,00 + R$163,31 = R$513,31 61

62 Acompanhe esta dúvida de Augusto, ela trará informações importantes. Augusto diz: Claudete, posso lhe fazer uma pergunta? Se você demite um funcionário, poderá recontratá-lo posteriormente? Claudete diz: Sim. Mas existem algumas orientações que devem ser seguidas para não termos problemas com a fiscalização e com a justiça. O tempo para recontratação de funcionários dependerá do tipo de contrato firmado anteriormente: Contratos por tempo indeterminado A recontratação de funcionários poderá ocorrer no mínimo 3 meses após a rescisão do contrato anterior. Contrato por tempo determinado A recontratação de funcionários poderá ocorrer após o período de 6 meses da rescisão do contrato anterior. 62

SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 2. PASSIVO TRABALHISTA:... 5 3. CLT... 14 4. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA ADMISSÃO... 19

SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 2. PASSIVO TRABALHISTA:... 5 3. CLT... 14 4. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA ADMISSÃO... 19 1 2 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 2. PASSIVO TRABALHISTA:... 5 3. CLT... 14 4. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA ADMISSÃO... 19 5. CONTRATAÇÃO DE MENORES, APRENDIZES E PESSOAS COM DEFICIÊNCIA...... 32 6. TIPOS

Leia mais

DEPARTAMENTO PESSOAL

DEPARTAMENTO PESSOAL DEPARTAMENTO PESSOAL DÚVIDAS MAIS FREQUENTES 1 1. Documentos necessários para admissão Para o processo de admissão, o novo funcionário deverá apresentar a relação de documentos abaixo: *Carteira de Trabalho

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE APRENDIZES

CONTRATAÇÃO DE APRENDIZES CONTRATAÇÃO DE APRENDIZES OBRIGATORIEDADE DA CONTRATAÇÃO Estabelecimentos de qualquer natureza são obrigados a contratar aprendizes. Estabelecimento é todo complexo de bens organizado para o exercício

Leia mais

Módulo Recursos Humanos

Módulo Recursos Humanos Módulo Recursos Humanos Folha de Pagamento Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Recursos Humanos Folha de Pagamento. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas

Leia mais

1- CONTRATO DE TRABALHO

1- CONTRATO DE TRABALHO 1- CONTRATO DE TRABALHO 1.1 - ANOTAÇÕES NA CARTEIRA DE TRABALHO Quando o empregado é admitido - mesmo em contrato de experiência -, a empresa tem obrigatoriamente que fazer as anotações na carteira de

Leia mais

ÍNDICE CURSO DE DEPARTAMENTO PESSOAL. DEPARTAMENTO PESSOAL ONLINE www.departamentopessoalonline.com - 3 -

ÍNDICE CURSO DE DEPARTAMENTO PESSOAL. DEPARTAMENTO PESSOAL ONLINE www.departamentopessoalonline.com - 3 - ÍNDICE CURSO DE DEPARTAMENTO PESSOAL INTRODUÇÃO... 008 DISPOSIÇÕES GERAIS... 009 Conceito de empregador... 009 Conceito de empregado... 009 Direitos do empregado... 010 ASSÉDIO MORAL E SEXUAL NO TRABALHO...

Leia mais

Departamento pessoal do Empregador doméstico PEC 66/2012 EC 72 /2013

Departamento pessoal do Empregador doméstico PEC 66/2012 EC 72 /2013 Departamento pessoal do Empregador doméstico PEC 66/2012 EC 72 /2013 A PEC n 66 de 2012 Veio com O OBJETIVO de alterar a redação do parágrafo único do art. 7º da Constituição Federal para estabelecer a

Leia mais

Manual Prático Trabalhista e Previdenciário

Manual Prático Trabalhista e Previdenciário Manual Prático Trabalhista e Previdenciário Qual é o prazo para pagamento dos salários dos empregados? R: O pagamento deve ser realizado até o 5º dia útil do mês seguinte. Esta deve ser a data em que deve

Leia mais

DIREITO NAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 3 OUTROS TIPOS DE CONTRATOS DE TRABALHO

DIREITO NAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 3 OUTROS TIPOS DE CONTRATOS DE TRABALHO DIREITO NAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 3 OUTROS TIPOS DE CONTRATOS DE TRABALHO Índice 1. Outros Tipos de Contratos de Trabalho...3 1.1. Trabalho Rural... 3 1.2. Estagiário... 4 1.3. Trabalho Temporário... 5 1.4.

Leia mais

A Lei 6.019/74 que trata da contratação da mão de obra temporária abrange todos os segmentos corporativos ou há exceções?

A Lei 6.019/74 que trata da contratação da mão de obra temporária abrange todos os segmentos corporativos ou há exceções? LUANA ASSUNÇÃO ALBUQUERK Especialista em Direito do Trabalho Advogada Associada de Cheim Jorge & Abelha Rodrigues - Advogados Associados O CONTRATO TEMPORÁRIO DE TRABALHO São as conhecidas contratações

Leia mais

CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM A PEC DAS DOMÉSTICAS

CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM A PEC DAS DOMÉSTICAS DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO DO EMPREGADOR DOMÉSTICO = MENOS DEMISSÕES E MAIS FORMALIDADE Dê seu voto em www.domesticalegal.org.br CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM

Leia mais

Tire suas dúvidas sobre a Lei do Aprendiz

Tire suas dúvidas sobre a Lei do Aprendiz Tire suas dúvidas sobre a Lei do Aprendiz 1-O que é um aprendiz? É um adolescente/jovem que tem que entre 14 e 24 anos de idade e que esteja matriculado em um Programa de Aprendizagem numa ONG, Escola

Leia mais

Mini Curso de Setor de Recursos Humanos

Mini Curso de Setor de Recursos Humanos Mini Curso de Setor de Recursos Humanos Carlos Antônio Maciel Luciano Nóbrega Cerqueira Maio/Junho 2009 1 SUMÁRIO 1 Admissões 2 Elaboração da Folha de Pagamento 3 Rescisões Contratuais 4 Obrigações Acessórias

Leia mais

Diário Oficial da União - Seção 1-3/4/2013, Página 6 (Publicação Original)

Diário Oficial da União - Seção 1-3/4/2013, Página 6 (Publicação Original) Diário Oficial da União - Seção 1-3/4/2013, Página 6 (Publicação Original) Proposição Originária: PEC 478/2010 PODER LEGISLATIVO Título EMC 72 de 02/04/2013 - EMENDA CONSTITUCIONAL Data 02/04/2013 Ementa

Leia mais

NOVA LEI DAS DOMESTICAS

NOVA LEI DAS DOMESTICAS NOVA LEI DAS DOMESTICAS DEVERES DAS DOMÉSTICAS Se a doméstica trabalhar menos que o contrato, posso descontar do salário? O desconto é linear? Independentemente de trabalhar menos, ela recebe o mesmo valor

Leia mais

Desde 2013, nove direitos já estavam valendo, como hora extra e jornada de trabalho de 8 horas diárias (veja mais detalhes abaixo).

Desde 2013, nove direitos já estavam valendo, como hora extra e jornada de trabalho de 8 horas diárias (veja mais detalhes abaixo). 02/06/2015 07h40 - Atualizado em 02/06/2015 13h01 Regulamentação dos direitos das domésticas é publicada Trabalhadoras terão adicional noturno, seguro-desemprego e mais 5 direitos. Emenda constitucional

Leia mais

MANUAL DOS DIREITOS DOS COMERCIÁRIOS

MANUAL DOS DIREITOS DOS COMERCIÁRIOS 11. DIREITOS NA HORA DA DEMISSÃO É de fundamental importância saber quais os direitos dos trabalhadores na hora da rescisão do contrato de trabalho. Devese ter especial atenção no caso de demissões sem

Leia mais

Contratação e Modelo de Contrato

Contratação e Modelo de Contrato Contratação e Modelo de Contrato Deveres da Empresa Firmar contrato especial de aprendizagem com o adolescente e inscrevê-lo em curso de aprendizagem desenvolvido por uma entidade qualificada de ensino

Leia mais

FAQ - PERGUNTAS E RESPOSTAS

FAQ - PERGUNTAS E RESPOSTAS FAQ - PERGUNTAS E RESPOSTAS ESCRITA FISCAL A nota eletrônica é melhor do que a nota em papel? Sim a nota eletrônica não possui custo para emissão, necessitando apenas de um computador, um certificado digital

Leia mais

Direitos do Empregado Doméstico

Direitos do Empregado Doméstico Direitos do Empregado Doméstico Com a aprovação da Emenda Constitucional n 72, que ocorreu em 02/04/2013, o empregado doméstico passou a ter novos direitos. Alguns deles independem de regulamentação e,

Leia mais

13º SALARIO Posteriormente, a Constituição Federal de 1988, em seu art. 7º,

13º SALARIO Posteriormente, a Constituição Federal de 1988, em seu art. 7º, 13º SALARIO Trabalhadores beneficiados Farão jus ao recebimento do 13º salário os seguintes trabalhadores: a) empregado - a pessoa física que presta serviços de natureza urbana ou rural à empresa, em caráter

Leia mais

Menor Aprendiz Perguntas Frequentes

Menor Aprendiz Perguntas Frequentes Menor Aprendiz Perguntas Frequentes A aprendizagem é regulada pela CLT e passou por um processo de modernização com a promulgação das Leis nºs. 11.180/2005, 10.097/2008 e 11.788/2008. O Estatuto da Criança

Leia mais

JORNADA DE TRABALHO SINDIREPA LUCIANA CHARBEL GERÊNCIA DE RELAÇÕES TRABALHISTAS 20 DE JUNHO DE 2013

JORNADA DE TRABALHO SINDIREPA LUCIANA CHARBEL GERÊNCIA DE RELAÇÕES TRABALHISTAS 20 DE JUNHO DE 2013 JORNADA DE TRABALHO SINDIREPA LUCIANA CHARBEL GERÊNCIA DE RELAÇÕES TRABALHISTAS 20 DE JUNHO DE 2013 DURAÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO DIÁRIA: 8 HORAS SEMANAL: 44 HORAS MENSAL: 220 HORAS INTERVALOS PARA DESCANSO

Leia mais

Módulo de Rescisão. Passaremos a explicar abaixo os campos da tela do cálculo da rescisão:

Módulo de Rescisão. Passaremos a explicar abaixo os campos da tela do cálculo da rescisão: Módulo de Rescisão Para calcular a rescisão, é necessário informar para quem se deseja calcular (Código, Divisão, Tomador), depois informar tipo de dispensa, data de aviso prévio, data de pagamento, dias

Leia mais

NORMA CORPORATIVA DEPARTAMENTO PESSOAL

NORMA CORPORATIVA DEPARTAMENTO PESSOAL 1. OBJETIVO Estabelecer a sistemática para rotinas de Departamento Pessoal. 2. DEFINIÇÕES TRCT: Termo de Rescisão de Contrato de Trabalho. DP: Departamento Pessoal; DP Central: Departamento Pessoal de

Leia mais

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Versão 1.0 29/09/2015 Alterações em relação à versão anterior Não se aplica Simples Doméstico esocial 1. O que é o SIMPLES Doméstico? Vivemos um momento

Leia mais

CARTILHA SOBRE A EMENDA CONSTITUCIONAL DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS

CARTILHA SOBRE A EMENDA CONSTITUCIONAL DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS 2 de abril de 2013 CARTILHA SOBRE A EMENDA CONSTITUCIONAL DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS Hoje foi promulgada uma Emenda Constitucional que amplia os direitos trabalhistas dos empregados domésticos. Alguns direitos

Leia mais

DÚVIDAS FREQÜENTES SOBRE A NOVA LEI DE ESTÁGIO (LEI 11.788/2008)

DÚVIDAS FREQÜENTES SOBRE A NOVA LEI DE ESTÁGIO (LEI 11.788/2008) DÚVIDAS FREQÜENTES SOBRE A NOVA LEI DE ESTÁGIO (LEI 11.788/2008) 1. O que é o estágio? Resposta: Estágio é ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, que visa à preparação

Leia mais

Anexo 05 CONTRATO DE TRABALHO DE APRENDIZ

Anexo 05 CONTRATO DE TRABALHO DE APRENDIZ Anexo 05 EMPREGADOR: CONTRATO DE TRABALHO DE APRENDIZ MSMT..., pessoa jurídica de direito privado, com endereço na Av./Rua..., nº... Bairro..., cidade..., CEP..., inscrita no C.N.P.J...,, neste ato representada

Leia mais

Unidade I SISTEMAS PARA OPERAÇÕES DE. Prof. Me. Alexandre Saramelli

Unidade I SISTEMAS PARA OPERAÇÕES DE. Prof. Me. Alexandre Saramelli Unidade I SISTEMAS PARA OPERAÇÕES DE RECURSOS HUMANOS Prof. Me. Alexandre Saramelli Workers II Óleo sobre tela Rob Jefferson Fonte: http://www.millergallery.com/artblog /?tag=rob-jefferson Consolidação

Leia mais

Base Legal (Perguntas e Respostas 02.01)

Base Legal (Perguntas e Respostas 02.01) HOMOLOGNET Base Legal (Perguntas e Respostas 02.01) Portaria Nº 1.620, de 14/07/2010: Institui o sistema Homolognet; Portaria Nº 1.621, de 14/07/2010: Aprova modelos de TRCT e Termos de Homologação; Instrução

Leia mais

http://www.lgncontabil.com.br/

http://www.lgncontabil.com.br/ 1. INTRODUÇÃO ADMISSÃO DE EMPREGADOS PROCEDIMENTOS Para cada admissão a empresa deve observar, além dos itens descritos nesta matéria, as normas relativas à Segurança do Trabalho, conforme Portaria MTb

Leia mais

TERMO DE CONVÊNIO DE ESTÁGIO ( IES x ENTIDADE CONCEDENTE)

TERMO DE CONVÊNIO DE ESTÁGIO ( IES x ENTIDADE CONCEDENTE) TERMO DE CONVÊNIO DE ESTÁGIO ( IES x ENTIDADE CONCEDENTE) PARTES ESSENCIAIS: I- QUALIFICAÇÃO DAS PARTE; II- INFORMAÇÕES RELEVANTES; III- CLÁUSULAS; IV- ASSINATURAS: das partes através de seus representantes

Leia mais

Manual da Aprendizagem

Manual da Aprendizagem Manual da Aprendizagem Preparado pelo Centro Social Betesda (CSB) INTRODUÇÃO Aprendizagem é uma ação promovida para incentivar a aplicação prática da Lei 10.097, que regulariza o trabalho de adolescentes

Leia mais

Manual do Jovem Aprendiz

Manual do Jovem Aprendiz Manual do Jovem Aprendiz Seja bem-vindo ao Manual Jovem Aprendiz! Aqui você encontra todas as informações sobre a estrutura e o funcionamento do Programa Jovem Aprendiz CIEDS. Esperamos que, com este

Leia mais

Auxiliar Jurídico. Módulo IV. Aula 01

Auxiliar Jurídico. Módulo IV. Aula 01 Auxiliar Jurídico Módulo IV Aula 01 1 CÁLCULOS TRABALHISTAS Neste módulo você irá aprender a realizar os cálculos de verbas rescisórias e Liquidação de Sentença. I. VERBAS RESCISÓRIAS Podemos entender

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2004/2005 S A N T U R

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2004/2005 S A N T U R ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2004/2005 S A N T U R Termo de Acordo Coletivo de Trabalho, que entre si celebram o SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE ASSESSORAMENTO, PERÍCIA, PESQUISA E INFORMAÇÕES

Leia mais

INFORMATIVO 14/2015 LEI COMPLEMENTAR REGULAMENTA DIREITO DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS

INFORMATIVO 14/2015 LEI COMPLEMENTAR REGULAMENTA DIREITO DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS Data do boletim informativo Volume 1, Edição 1 Digite o título aqui INFORMATIVO 14/2015 LEI COMPLEMENTAR REGULAMENTA DIREITO DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS Lei Complementar nº 150, de 1º de junho de 2015 -

Leia mais

TRABALHADORES DOMÉSTICOS

TRABALHADORES DOMÉSTICOS Trabalho realizado pela advogada dra. Marília Nascimento Minicucci, do escritório do conselheiro prof. Cássio de Mesquita Barros Júnior TRABALHADORES DOMÉSTICOS Foi publicado, no Diário Oficial da União

Leia mais

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS DEPARTAMENTO DE PESSOAL

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS DEPARTAMENTO DE PESSOAL Copia Controlada nº Código: RHP07 V05 Emissão: 30/05/2012 Folha: 1/18 MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS Registro de Ponto Copia Controlada nº Código: RHP07 V05 Emissão: 30/05/2012 Folha: 2/18 1 Conteúdo

Leia mais

APRENDIZ E ESTAGIÁRIO

APRENDIZ E ESTAGIÁRIO APRENDIZ E ESTAGIÁRIO Aprendiz é aquele que mediante contrato de aprendizagem ajustado por escrito e por prazo determinado, em que o empregador se compromete a assegurar ao maior de 14 e menor de 24 anos,

Leia mais

Cartilha do Estagiário das FaFEM

Cartilha do Estagiário das FaFEM Cartilha do Estagiário das FaFEM Apresentação Dúvidas Freqüentes Resumo dos principais pontos da lei 11.788 Legislação reguladora dos estágios: Lei Federal 11.788 de 25/09/2008 Apresentação As FaFEM, no

Leia mais

CARTILHA DIREITOS E DEVERES DO EMPREGADOR DOMÉSTICO E DA EMPREGADA DOMÉSTICA NO ESTADO DE PERNAMBUCO

CARTILHA DIREITOS E DEVERES DO EMPREGADOR DOMÉSTICO E DA EMPREGADA DOMÉSTICA NO ESTADO DE PERNAMBUCO Projeto Legalize sua doméstica e pague menos INSS = Informalidade ZERO CARTILHA DIREITOS E DEVERES DO EMPREGADOR DOMÉSTICO E DA EMPREGADA DOMÉSTICA NO ESTADO DE PERNAMBUCO Realização Jornal Diario de Pernambuco

Leia mais

CÁLCULOS TRABALHISTAS

CÁLCULOS TRABALHISTAS CÁLCULOS TRABALHISTAS Remuneração - Salário acrescido da média das variáveis (exemplo: comissões) dos últimos 12 meses. - Média: soma das 6 maiores parcelas variáveis mês a mês, divididas por 6, dentro

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Técnico em

Leia mais

1. O que o Auditor-Fiscal do Trabalho deverá entender por trabalho temporário?

1. O que o Auditor-Fiscal do Trabalho deverá entender por trabalho temporário? Trabalho temporário Fonte: Fecomercio Em acréscimo ao Mix Legal Express, nº 168, de 2014, que trata de algumas peculiaridades do trabalho temporário, a que se refere à Lei nº 6.019 de 1974 e Portaria do

Leia mais

ANEXO I CHECKLIST PARA O INÍCIO DA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS. ITEM VERIFICADO SIM NÃO Anotações em Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS)

ANEXO I CHECKLIST PARA O INÍCIO DA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS. ITEM VERIFICADO SIM NÃO Anotações em Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) 1689/2015 - Sexta-feira, 20 de Março de 2015 Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região 1 ANEXO I CHECKLIST PARA O INÍCIO DA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS ITEM VERIFICADO SIM NÃO Anotações em Carteira de Trabalho

Leia mais

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES MENSAIS

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES MENSAIS Data Vencimento 07 Obrigação Salário Mensal Fato Gerador e Fundamento Legal Pagamento mensal da remuneração. (ver nota 1) Salário-Mínimo Valor atual de R$ 788,00 - Decreto nº 8.381/14. Pró-labore Código

Leia mais

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O SEGURO DESEMPREGO

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O SEGURO DESEMPREGO INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O SEGURO DESEMPREGO Benefício temporário concedido ao trabalhador desempregado dispensado sem justa causa é composto por 3 a 5 parcelas mensais, pagas em dinheiro, de valores

Leia mais

Folha responde a 70 dúvidas de leitores sobre a PEC das domésticas

Folha responde a 70 dúvidas de leitores sobre a PEC das domésticas Folha responde a 70 dúvidas de leitores sobre a PEC das domésticas Os trabalhadores domésticos vão ganhar mais direitos com a promulgação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que garante a eles o

Leia mais

OBJETIVOS. Associar o início da vida no mercado de trabalho com a conclusão de um curso profissional;

OBJETIVOS. Associar o início da vida no mercado de trabalho com a conclusão de um curso profissional; OBJETIVOS Associar o início da vida no mercado de trabalho com a conclusão de um curso profissional; Fornecer conhecimento teórico e prático; Ampliar o acesso ao mercado de trabalho antecipadamente; Permitir

Leia mais

RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO E SUA ALTERAÇÃO

RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO E SUA ALTERAÇÃO 1 RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO E SUA ALTERAÇÃO Camila Cristina Verly Vieira 1 Márcia Serafim Alves 2 Resumo: Como base sobre o termo rescisório o objetivo é demonstrar as diversas formas de se rescindir

Leia mais

Como é calculado o salário do aprendiz?

Como é calculado o salário do aprendiz? Como é calculado o salário do aprendiz? 1º PASSO - Cálculo da hora nua: Hora nua = salário mínimo / 150 horas (n. de horas/mês) * 150 = 30 horas semanais x 5 semanas Ex.: 424,00 / 150 = 2,826 Salário base

Leia mais

Como contratar seu empregado

Como contratar seu empregado MEI - Microempreendedor Individual: Como contratar seu empregado O que você precisa para contratar o seu empregado? Para você que já se tornou MEI Microempreendedor Individual e precisa contratar um empregado,

Leia mais

PONTO CERTO OAB por ISADORA ATHAYDE E THIAGO ATHAYDE

PONTO CERTO OAB por ISADORA ATHAYDE E THIAGO ATHAYDE PONTO CERTO OAB por ISADORA ATHAYDE E THIAGO ATHAYDE O nosso item do edital de hoje será: EMPREGADO DOMÉSTICO Algo que devemos atentar de início é ao fato de não aplicarmos a CLT ao empregado doméstico,

Leia mais

MANUAL DO CLIENTE PROCEDIMENTOS NA ÁREA ADMINISTRATIVA A - QUADROS. A.1 - Após a constituição da empresa, deverá ser mantido em local visível

MANUAL DO CLIENTE PROCEDIMENTOS NA ÁREA ADMINISTRATIVA A - QUADROS. A.1 - Após a constituição da empresa, deverá ser mantido em local visível MANUAL DO CLIENTE PROCEDIMENTOS NA ÁREA ADMINISTRATIVA A - QUADROS A.1 - Após a constituição da empresa, deverá ser mantido em local visível seu quadro de avisos para análise da fiscalização os seguintes

Leia mais

TERMO ADITIVO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO PARA OS SUPERMERCADOS REFERENTE AO PERÍODO NATALINO ANO 2013/2014

TERMO ADITIVO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO PARA OS SUPERMERCADOS REFERENTE AO PERÍODO NATALINO ANO 2013/2014 TERMO ADITIVO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO PARA OS SUPERMERCADOS REFERENTE AO PERÍODO NATALINO ANO 2013/2014 Por este instrumento e na melhor forma de direito, de um lado o SINCOMERCIÁRIOS SINDICATO

Leia mais

ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA. Alexandre Corrêa

ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA. Alexandre Corrêa ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA Alexandre Corrêa ATUALIZAÇÃ ÇÃO O TRABALHISTA PROGRAMA EMPREGADO DOMÉSTICO (Aspectos Legais) EMPREGADO DOMÉSTICO A Lei 5859/72 regulamentada pelo Decreto 71885/73 tornou reconhecida

Leia mais

Obrigado por nos ajudar a ajudar sua empresa.

Obrigado por nos ajudar a ajudar sua empresa. Manual do Cliente Manual do cliente Prezado cliente, Para que sua empresa esteja sempre regular perante todas as esferas de fiscalização existentes, é necessário que mensalmente um conjunto de informações

Leia mais

TERMO DE CONVÊNIO. Item 1- Razão Social:. CNPJ:. Item 2 - Denominada simplesmente:. EMPRESA- Item 3 - Endereço: Fone: (45) Foz do Iguaçu Paraná

TERMO DE CONVÊNIO. Item 1- Razão Social:. CNPJ:. Item 2 - Denominada simplesmente:. EMPRESA- Item 3 - Endereço: Fone: (45) Foz do Iguaçu Paraná TERMO DE CONVÊNIO De um lado a GUARDA MIRIM DE FOZ DO IGUAÇU Entidade de direito privado, de fins educacionais e de assistência social, de utilidade pública sem fins lucrativos, com sede à Travessa Tadeu

Leia mais

DIREITOS DO TRABALHADOR ADOLESCENTE

DIREITOS DO TRABALHADOR ADOLESCENTE DIREITOS DO TRABALHADOR ADOLESCENTE 1 Aprendizagem 2 LEGISLAÇÃO Consolidação das Leis do Trabalho (art. 428 e seguintes da CLT) Lei 10.097/2000 Decreto 5.598, de 01/12/2005 Portarias n.ºs 615; 616/2007

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE CONTRATO DE APRENDIZAGEM

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE CONTRATO DE APRENDIZAGEM CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE CONTRATO DE APRENDIZAGEM Termo que deverá ser assinado entre EMPRESA E APRENDIZ com a presença do responsável legal. (Delegacia Regional do Trabalho Imprimir em Papel Timbrado

Leia mais

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Versão 2.1 12/11/2015 Alterações em relação à versão anterior Alterado: itens 23, 25, 30, 31, 34, 35, 37, 46, 47 e 48 Incluído: itens 14, 40, 41 e

Leia mais

DIREITOS DO TRABALHADOR NA RESCISÃO DO CONTRATO

DIREITOS DO TRABALHADOR NA RESCISÃO DO CONTRATO Autora: Idinéia Perez Bonafina Escrito em julho/2015 DIREITOS DO TRABALHADOR NA RESCISÃO DO CONTRATO 1. DIREITOS DO TRABALHADOR NA RESCISÃO DO CONTRATO O presente artigo abordará os direitos do trabalhador

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2001 IEL/DF - INSTITUTO EUVALDO LODI SINDAF/DF

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2001 IEL/DF - INSTITUTO EUVALDO LODI SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2001 IEL/DF - INSTITUTO EUVALDO LODI SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO QUE ENTRE SI, CELEBRAM O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ENTIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E DE FORMAÇÃO

Leia mais

ESTAGIÁRIOS DEFINIÇÃO DOCUMENTAÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL

ESTAGIÁRIOS DEFINIÇÃO DOCUMENTAÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL ESTAGIÁRIOS DEFINIÇÃO DOCUMENTAÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL DEFINIÇÃO O estágio é ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, que

Leia mais

A expressão contrato individual de trabalho tem o mesmo significado das expressões contrato de trabalho e contrato de emprego.

A expressão contrato individual de trabalho tem o mesmo significado das expressões contrato de trabalho e contrato de emprego. 1 Aula 02 1 Contrato individual de trabalho A expressão contrato individual de trabalho tem o mesmo significado das expressões contrato de trabalho e contrato de emprego. 1.1 Conceito O art. 442, caput,

Leia mais

Pessoa ou família que admite a seu serviço empregado doméstico (Decreto nº 71.885/1973, art. 3º, II).

Pessoa ou família que admite a seu serviço empregado doméstico (Decreto nº 71.885/1973, art. 3º, II). FONTE: www.iobonlineregulatorio.com.br EMPREGADO DOMÉSTICO: Considera-se doméstico o empregado que presta serviços de natureza contínua e de finalidade não lucrativa a pessoa ou família, no âmbito residencial

Leia mais

Desconto Valor Desconto Valor Desconto Valor 100 Pensão Alimentícia 101 Adiantamento Salarial

Desconto Valor Desconto Valor Desconto Valor 100 Pensão Alimentícia 101 Adiantamento Salarial ANEXO I TERMO DE RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO IDENTIFICAÇÃO DO EMPREGADOR 01 CNPJ/CEI 02 Razão Social/Nome 03 Endereço (logradouro, nº, andar, apartamento) 04 Bairro 05 Município 06 UF 07 CEP 08 CNAE

Leia mais

EMPREGADO DOMÉSTICO INOVAÇÕES LEGISLATIVAS DA LEI COMPLEMENTAR 150 CAPÍTULO I PRINCIPAIS EVOLUÇÕES LEGISLATIVAS A categoria dos empregados domésticos tem como principais regulamentações legislativas, por

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec ETEC PAULINO BOTELHO Código: 91 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão de Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de TÉCNICO

Leia mais

Gestão de Pessoas - Windows

Gestão de Pessoas - Windows P á g i n a 1 Gestão de Pessoas - Windows Módulo Administração de Pessoal (Rubi) Processo: 13º Salário Senior Sistemas S.A Rua São Paulo, 825 - Bairro Victor Konder - CEP 89012.001 - Blumenau/SC Fone:

Leia mais

O CONTRATO DE TRABALHO POR PRAZO DETERMINADO

O CONTRATO DE TRABALHO POR PRAZO DETERMINADO O CONTRATO DE TRABALHO POR PRAZO DETERMINADO Thiago Leão Nepomuceno (*)1 Normalmente, todo final de ano ao se aproximar traz consigo um aumento na demanda de algumas empresas, fazendo com que a necessidade

Leia mais

Perguntas frequentes:

Perguntas frequentes: Perguntas frequentes: O equipamento é regulado para bater ponto só às 7 ou às 8 horas, nos horários tradicionais? Não, você pode bater o ponto em qualquer horário tendo como norte os horários institucionais.

Leia mais

II - Termo de Homologação sem ressalvas - Anexo III; e. III - Termo de Homologação com ressalvas - Anexo IV.

II - Termo de Homologação sem ressalvas - Anexo III; e. III - Termo de Homologação com ressalvas - Anexo IV. PORTARIA N o 1621 DE 14 DE JULHO DE 2010 Aprova modelos de Termos de Rescisão de Contrato de Trabalho e Termos de Homologação. O MINISTRO DE ESTADO DO TRABALHO E EMPREGO, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

EXACTUS SOFTWARE LTDA

EXACTUS SOFTWARE LTDA Instruções para Geração do 13º Salário EXACTUS SOFTWARE LTDA SISTEMA - WINNER Edição 2009 Página 1 de 24 Londrina Paraná Edição 10/2009 COPYRIGHT Todos os direitos são reservados à Exactus Software Ltda.

Leia mais

SEÇÃO DE RELAÇÕES DO TRABALHO SETOR DE HOMOLOGAÇÃO TREINAMENTO SISTEMA HOMOLOGNET

SEÇÃO DE RELAÇÕES DO TRABALHO SETOR DE HOMOLOGAÇÃO TREINAMENTO SISTEMA HOMOLOGNET SEÇÃO DE RELAÇÕES DO TRABALHO SETOR DE HOMOLOGAÇÃO TREINAMENTO SISTEMA HOMOLOGNET ACESSO AO HOMOLOGNET Para utilizar o HomologNet é necessário acessar o Portal do Trabalho e Emprego na Internet, no endereço

Leia mais

MANUAL DO ESTAGIÁRIO WWW.CIEESC.ORG.BR

MANUAL DO ESTAGIÁRIO WWW.CIEESC.ORG.BR MANUAL DO ESTAGIÁRIO WWW.CIEESC.ORG.BR SEJA BEM VINDO! É com muito prazer que o CIEE-SC recebe você como estagiário. O estágio é o seu primeiro passo para uma carreira de sucesso. Grandes executivos começaram

Leia mais

Admissão do Empregado Contrato de trabalho

Admissão do Empregado Contrato de trabalho Admissão do Empregado Contrato de trabalho Trabalho O trabalho como conhecemos atualmente é uma evolução das antigas formas como os serviços eram prestados. O salário por exemplo não existia como o conhecemos;

Leia mais

Proteção ao Trabalhador Menor

Proteção ao Trabalhador Menor Proteção ao Trabalhador Menor O trabalhador menor ganhou proteção legal para o desempenho de suas atividades, razão que lhe assiste por se encontrar num processo de amadurecimento físico, mental, moral,

Leia mais

CARTILHA DO PLANO D FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT

CARTILHA DO PLANO D FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT CARTILHA DO PLANO D Cartilha - Plano D INTRODUÇÃO Você está recebendo a Cartilha do Plano D. Nela você encontrará um resumo das principais características do plano. O Plano D é um plano moderno e flexível

Leia mais

ACORDO PARA FLEXIBILIZAÇÃO DE JORNADA DE TRABALHO E FÉRIAS COLETIVAS

ACORDO PARA FLEXIBILIZAÇÃO DE JORNADA DE TRABALHO E FÉRIAS COLETIVAS ACORDO PARA FLEXIBILIZAÇÃO DE JORNADA DE TRABALHO E FÉRIAS COLETIVAS Na melhor forma de direito, pelo presente instrumento de conciliação que entre si celebram, de um lado a pessoa jurídica de direito

Leia mais

NÚCLEO PREPARATÓRIO DE EXAME DE ORDEM

NÚCLEO PREPARATÓRIO DE EXAME DE ORDEM ENDEREÇAMENTO E QUALIFICAÇÃO EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA... VARA DO TRABALHO DE... A, estado civil..., profissão..., portador do RG nº..., inscrito no CPF nº..., portador da CTPS..., série...,

Leia mais

Manual de Recursos Humanos

Manual de Recursos Humanos Manual de Recursos Humanos Associação dos Amigos do Paço das Artes Francisco Matarazzo Sobrinho Organização Social de Cultura 1 Finalidade: Disponibilizar princípios básicos de gestão de pessoal que devem

Leia mais

ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA. Alexandre Corrêa

ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA. Alexandre Corrêa ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA Alexandre Corrêa MENOR APRENDIZ O QUE ÉPRECISO SABER PARA CONTRATAR MENOR APRENDIZ 1) O que é aprendizagem? Segundo definição do ECA, aprendizagem é a formação técnico profissional

Leia mais

Menu Contratos. Há também a opção de Contrato de Experiência Modelo Antigo com alteração de algumas cláusulas.

Menu Contratos. Há também a opção de Contrato de Experiência Modelo Antigo com alteração de algumas cláusulas. Contratos de Trabalho Emissão de Contratos de Trabalho e Outros Experiência Este item tem como objetivo emitir Contrato de Experiência para o recrutamento dos funcionários na empresa. A emissão necessita

Leia mais

Seguro Desemprego : art. 7º, II da CRFB

Seguro Desemprego : art. 7º, II da CRFB AULA 10: Seguro Desemprego : art. 7º, II da CRFB Amparo legal: art. 7º, II da CRFB. * urbanos e rurais: Lei nº 7.998/90, Lei nº 8.900/94 e Resolução do CODEFAT 467/05. * domésticos: artigo 6º-A da Lei

Leia mais

Direitos do(a) Empregado(a) Doméstico(a)

Direitos do(a) Empregado(a) Doméstico(a) Direitos do(a) Empregado(a) Doméstico(a) Carteira de Trabalho e Previdência Social, devidamente anotada Devidamente anotada, especificando- se as condições do contrato de trabalho (data de admissão, salário

Leia mais

Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008

Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO Curso de Comunicação Social Publicidade e Propaganda Ética e Legislação em Publicidade e Propaganda Profª. Cláudia Holder Nova Lei de Estágio (Lei nº 11.788/08) Lei

Leia mais

Devem constar do Termo de Compromisso, dentre outras disposições: - qualificação da empresa concedente, do estagiário e da instituição de ensino;

Devem constar do Termo de Compromisso, dentre outras disposições: - qualificação da empresa concedente, do estagiário e da instituição de ensino; ESTÁGIO O Estágio de Estudantes é regido pela Lei nº 6.494, de 07/12/1977, regulamentada pelo Decreto nº 87.497, de 18/08/1982, com posteriores alterações do Decreto nº 89.467/84. Define-se como estagiários,

Leia mais

Instruções de Impressão

Instruções de Impressão Instruções de Impressão 1. O modelo deverá ser plano e impresso em papel A4, na cor branca, com 297 milímetros de altura e 210 milímetros de largura em papel com, ao menos, 75 gramas por metro quadrado.

Leia mais

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Versão 2.0 21/10/2015 Alterações em relação à versão anterior Alterado: itens 11, 13, 22, 29, 30, 33, 34, 40, 45, 47 e 50 Incluído: itens 12, 14, 15,

Leia mais

Deverá, então, dirigir-se a um dos locais de entrega munido dos seguintes documentos:

Deverá, então, dirigir-se a um dos locais de entrega munido dos seguintes documentos: SEGURO-DESEMPREGO BREVE HISTÓRICO. O Seguro-Desemprego é um benefício integrante da seguridade social, garantido pelo art.7º dos Direitos Sociais da Constituição Federal e tem por finalidade prover assistência

Leia mais

TÓPICO (em ordem alfabética) PÁGINA Nº

TÓPICO (em ordem alfabética) PÁGINA Nº ÍNDICE DO MANUAL DE ROTINAS TRABALHISTAS TÓPICO (em ordem alfabética) PÁGINA Nº INTRODUÇÃO 6 SIGLAS UTILIZADAS 7 ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL E GERÊNCIA DE REC HUMANOS 8 ABANDONO DE EMPREGO 19 ACIDENTE NO

Leia mais

MANUAL PARA PREENCHIMENTO DE REQUERIMENTOS ON-LINE

MANUAL PARA PREENCHIMENTO DE REQUERIMENTOS ON-LINE SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO PÚBLICA DEPARTAMENTO DE RECURSOS EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO MANUAL PARA PREENCHIMENTO DE REQUERIMENTOS ON-LINE Mogi das Cruzes, 2010. Sumário 1. Requerimentos Disponíveis...

Leia mais