Boletim da Balança Comercial do RS Fevereiro de 2018

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Boletim da Balança Comercial do RS Fevereiro de 2018"

Transcrição

1 Boletim da Balança Comercial do RS Fevereiro de 2018

2 Tópicos 1. Exportações do Rio Grande do Sul Fevereiro Setores de atividade CNAE 2.0 Principais destinos 2. Importações do Rio Grande do Sul Fevereiro Setores de destaque Categoria de uso 3. Exportações do Rio Grande do Sul Acumulado do ano Setores de atividade CNAE 2.0 Principais destinos 4. Importações do Rio Grande do Sul Acumulado do ano Setores de destaque Categoria de uso 5. Comércio exterior do Brasil Exportações Principais Estados exportadores 6. Anexo estatístico 2

3 1. Exportações do RS Fevereiro

4 Exportações do RS Fevereiro Por setor CNAE 2.0 BASE: FEV18/17 COMMODITIES: 252 (+219,0%) INDÚSTRIA: 2,72 bilhões (+221,0%) EXPORTAÇÕES TOTAIS: 2,98 bilhões (+219,5%) Soja: 333 (+125,2%) Trigo: 4 (-88,1%) Outros equipamentos de transporte: % Máquinas e equipamentos: +285,7% Celulose e papel: +172,7% Vestuário e acessórios: -25,0% Couro e calçados: -2,6% Materiais elétricos: -23,5% Exportações registram melhor fevereiro de toda a série histórica Resultado foi determinado pela contabilização como exportação de uma plataforma de petróleo e gás (P-74), no valor de 1,53 bilhão. Se a operação com a plataforma não fosse contabilizada, o incremento do setor secundário gaúcho ainda teria sido bastante significativo, com alta de 40,0% (soma de 1,19 bilhão). Trata-se do melhor fevereiro já registrado de toda a série histórica, com início em 1996, e a taxa mais acelerada nessa base de comparação desde janeiro de 2005 (+42,1%). Elevação das exportações de soja (+446,0%) garantiram o melhor mês de fevereiro de toda a série para as commodities. 4

5 Exportações do RS Fevereiro Principais destinos BASE: FEV18/17 1º LUGAR: Holanda 1,56 bilhão ( ,1%) 2º LUGAR: China 425,0 (+425,1%) 3º LUGAR: Argentina EXPORTAÇÕES TOTAIS: 2,98 bilhões (+219,5%) 144,9 (+19,0%) Contabilização como exportação de plataforma de petróleo fez com que a Holanda fosse o principal destino das mercadorias em fevereiro Principais destaques nas exportações do RS para a Holanda: Plataforma de petróleo e gás: 1,53 bilhão. Principais destaques nas exportações do RS para a China: Produtos básicos: +461,1%. Máquinas e equipamentos: Químicos: +56,5%. Principais destaques nas exportações do RS para os Argentina: Veículos automotores: +37,8%. Máquinas e equipamentos: +14,3%. Químicos: -18,8%. 5

6 2. Importações do RS Fevereiro

7 Importações do RS Fevereiro Por Categoria de Uso BASE: FEV18/17 BENS DE CAPITAL BENS INTERMEDIÁRIOS IMPORTAÇÕES TOTAIS: 900 (+22,7%) 133 (+5,6%) 491 (+13,0%) Importações gaúchas registram melhor fevereiro desde 2014 Principais produtos de destaque: Bens de capital: veículos de carga (+51,9%). Bens intermediários: adubos, fertilizantes e defensivos (+16,5%). Bens de consumo: automóveis, camionetas e utilitários (+83,9%). Combustíveis e lubrificantes: petróleo bruto (+43,4%). BENS DE CONSUMO 147 (+75,0%) COMBUSTÍVEIS E LUBRIFICANTES 129 (+44,9%) 7

8 3. Exportações do RS Acumulado do ano

9 Exportações do RS Ano Por setor CNAE 2.0 BASE: JAN-FEV18/17 COMMODITIES: 469 (+89,1%) INDÚSTRIA: 3,78 bilhões (+115,9%) EXPORTAÇÕES TOTAIS: 4,27 bilhões (+112,5%) Soja: 381 (+138,7%) Trigo: 20 (-69,4%) Outros equipamentos de transporte: % Máquinas e equipamentos: +146,9% Tabaco: +100,0% Vestuário e acessórios: -14,3% Informática e eletrônicos: -20,0% Materiais elétricos: -16,1% Indústria gaúcha registra o melhor primeiro bimestre de toda a série histórica, desconsiderando a operação com a plataforma de petróleo Exportações não recorrentes de máquinas e equipamentos para a China em fevereiro, no total de 129,5, foram determinantes para a quebra do recorde. A rentabilidade das exportações da indústria gaúcha, medida a partir da conversão do valor exportado em dólares pela taxa de câmbio média do mês e posterior deflacionamento dos valores pelo IPCA, mostra aumento de 114,4% no primeiro bimestre do ano. 9

10 Exportações do RS Ano Principais destinos BASE: JAN-FEV18/17 1º LUGAR: Holanda 1,58 bilhão (+4.275%) 2º LUGAR: China EXPORTAÇÕES TOTAIS: 4,27 bilhões (+112,5%) 708 (+137,6%) Os três principais destinos das exportações do RS respondem por 60,6% da pauta total Holanda: plataforma de petróleo e gás ( 1,53 bilhão). China: Produtos básicos (+140,9%), Máquinas e equipamentos ( %), Celulose e papel (+56,1%), Tabaco (+ 17 ) e Químicos (+40,0%). Argentina: Veículos automotores (+80,0%), Máquinas e equipamentos (+17,5%) e Produtos de metal (- 66,7%). 3º LUGAR: Argentina 300 (+35,1%) 10

11 4. Importações do RS Acumulado do ano

12 Importações do RS Ano Por Categoria de Uso BASE: JAN-FEV18/17 BENS DE CAPITAL IMPORTAÇÕES TOTAIS: 1,56 bilhões (+17,3%) 231 (+11,1%) Apesar do crescimento, atual nível das importações gaúchas ainda está distante do patamar pré-crise, em 2014 Os sinais de estabilização da atividade econômica, os altos níveis de confiança da indústria e a base de comparação muito deprimida ajudam a explicar o crescimento no período. BENS INTERMEDIÁRIOS 871 (+5,0%) BENS DE CONSUMO 275 (+51,1%) COMBUSTÍVEIS E LUBRIFICANTES 183 (+66,4%) 12

13 5. Exportações do BR Mês e Acumulado

14 Exportações do BR Fevereiro Por setor CNAE 2.0 BASE: FEV18/17 COMMODITIES: EXPORTAÇÕES TOTAIS: 17,3 bilhões (+11,9%) Milho: 204 mi (+130,8%) Soja: 1,09 bi (-22,1%) 1º PRINCIPAIS ESTADOS EXPORTADORES: 3,97 bi (+14,2%) 3º 2º 1,77 bi (-23,2%) 2,98 bi (+219,4%) 1,86 bilhões (-9,7%) Café: 358 mi (-12,0%) 4º 1,66 bi (-14,3%) 5º 1,19 bi (+0,1%) INDÚSTRIA: 15,2 bilhões (+15,0%) Outros equipamentos de transporte: +268,3% Veículos automotores: +27,3% Celulose e papel: +55,5% Materiais elétricos: -11,7% Couro e calçados: -9,2% Extrativa mineral: -18,7% Rio Grande do Sul foi o segundo principal estado exportador do Brasil em fevereiro Os 10 principais estados exportadores responderam por 85,5% do total. Cinco dos dez principais estados exportadores em fevereiro registraram crescimento nos embarques. 14

15 Exportações do BR Ano Por setor CNAE 2.0 BASE: JAN-FEV18/17 COMMODITIES: 3,53 bilhões (+8,1%) EXPORTAÇÕES TOTAIS: PRINCIPAIS ESTADOS EXPORTADORES: 34,28 bilhões (+12,9%) 1º 7,59 bi 2º 4,34 bi (+10,3%) (+2,0%) Milho: 676 mi (+100,8%) 3º 4,27 bi Soja: 1,69 bi (-4,6%) (+112,5%) Café: 776 mi (-7,4%) 4º 3,62 bi (-10,6%) 5º 2,26 bi (+4,0%) INDÚSTRIA: 30,1 bilhões (+12,9%) Outros equipamentos de transporte: +186,5% Metalurgia: +22,7% Máquinas e equipamentos: +55,4% Couro e calçados: -8,7% Extrativa mineral: -6,3% Alimentos: -8,8% Rio Grande do Sul foi o terceiro principal estado exportador do Brasil no primeiro bimestre de 18 Os 10 principais estados exportadores responderam por 86,6% do total. Oito dos dez principais estados exportadores do BR registraram crescimento no período. 15

16 6. Anexo estatístico

17 Índice EXPORTAÇÕES IMPORTAÇÕES SALDO COMERCIAL PRINCIPAIS DESTINOS / 19 CNAE / / 35 SÉRIE HISTÓRICA (EM E R$ DEFLACIONADOS) / 23 GRUPO DE PRODUTOS / / 37 AGRONEGÓCIO / 27 AGROINDÚSTRIA / 29 CATEGORIA DE USO / / 39 INTENSIDADE TECNOLÓGICA / 33 BALANÇA COMERCIAL / 41 PRINCIPAIS ESTADOS / 43 PRINCIPAIS DESTINOS / 45 CNAE / / 51 CATEGORIA DE USO / / 53 BALANÇA COMERCIAL / 55 Fonte: Metodologia de segmentação por atividade econômica e séries históricas: 17

18 Principais destinos das exportações do RS Ano jan-fev/17 Part(%) jan-fev/18 Part(%) Var (%) Holanda 37 1,8% ,9% 4162,2% China ,8% ,6% 137,6% 410 Argentina ,1% 300 7,0% 35,1% 78 Estados Unidos 165 8,2% 234 5,5% 41,8% 69 Chile 70 3,5% 79 1,9% 12,9% 9 Bélgica 38 1,9% 78 1,8% 105,3% 40 Paraguai 45 2,2% 69 1,6% 53,3% 24 Coreia do Sul 66 3,3% 69 1,6% 4,5% 3 Uruguai 53 2,6% 67 1,6% 26,4% 14 Alemanha 45 2,2% 59 1,4% 31,1% 14 Total do Grupo ,7% ,9% 211,8% Total Geral ,0% ,0% 112,5%

19 Principais destinos das exportações do RS Mês fev/17 Part(%) fev/18 Part(%) Var (%) Holanda 12 1,3% ,4% 12916,7% China 81 8,7% ,2% 424,7% 344 Argentina ,1% 145 4,9% 18,9% 23 Estados Unidos 84 9,0% 110 3,7% 31,0% 26 Coreia do Sul 14 1,5% 43 1,4% 207,1% 29 Chile 36 3,9% 35 1,2% -2,8% -1 Paraguai 22 2,4% 35 1,2% 59,1% 13 Uruguai 28 3,0% 35 1,2% 25,0% 7 Alemanha 23 2,5% 33 1,1% 43,5% 10 Índia 4 0,4% 32 1,1% 700,0% 28 Total do Grupo ,6% ,3% 476,3% Total Geral ,0% ,0% 219,4%

20 Exportações do RS por CNAE 2.0 Ano jan-fev/17 Part. (%) jan-fev/18 Part. (%) Var. (%) Material de transporte 2 0,1% ,3% 77400,0% Alimentos ,9% ,1% 0,0% 0 Químicos ,6% 315 7,4% 7,5% 22 Veículos automotores, reboques e carrocerias 158 7,9% 253 5,9% 60,1% 95 Tabaco 126 6,3% 252 5,9% 100,0% 126 Máquinas e equipamentos 98 4,9% 242 5,7% 146,9% 144 Celulose e Papel 110 5,5% 170 4,0% 54,5% 60 Couro e calçados 145 7,2% 147 3,4% 1,4% 2 Produtos de metal 61 3,0% 71 1,7% 16,4% 10 Borracha e plástico 43 2,1% 47 1,1% 9,3% 4 Outros 154 7,7% 171 4,0% 11,0% 17 Total da Indústria ,1% ,5% 115,9% Básicos ,3% ,0% 89,1% 221 Transações Especiais 11 0,5% 22 0,5% 100,0% 11 Total Geral ,0% ,0% 112,5%

21 Exportações do RS por CNAE 2.0 Mês fev/17 Part. (%) fev/18 Part. (%) Var. (%) Material de transporte 2 0,2% ,8% 77200,0% Alimentos ,3% 271 9,1% 14,8% 35 Máquinas e equipamentos 49 5,2% 189 6,3% 285,7% 140 Químicos ,5% 167 5,6% 8,4% 13 Tabaco 78 8,4% 121 4,1% 55,1% 43 Veículos automotores, reboques e carrocerias 82 8,8% 111 3,7% 35,4% 29 Celulose e Papel 33 3,5% 90 3,0% 172,7% 57 Couro e calçados 78 8,4% 76 2,5% -2,6% -2 Produtos de metal 34 3,6% 37 1,2% 8,8% 3 Borracha e plástico 21 2,2% 23 0,8% 9,5% 2 Outros 81 8,7% 91 12,3% -11,0% 10 Total da Indústria ,8% ,2% 221,0% Básicos 79 8,5% 252 8,4% 219,0% 173 Transações Especiais 7 0,7% 10 0,3% 42,9% 3 Total Geral ,0% ,0% 219,5%

22 Série histórica das exportações do RS Fevereiro

23 Série histórica das exportações do RS Fevereiro Valores em R$ deflacionados pelo IPCA até FEV/ Fonte: MDIC/SECEX. IBGE. Elaboração: FIERGS/UEE. 23

24 Exportações do RS por Grupo de Produtos Ano jan-fev/17 jan-fev/18 Var(%) Milhões Adubos, fertilizantes e defensivos ,1% 1 Automóveis, camionetas e utilitários ,3% 72 Autopeças ,3% 8 Calçados ,2% 0 Caminhões e ônibus ,6% 1 Carrocerias e reboques para veículos automotores ,8% 8 Couro ,1% 2 Edição e Impressão ,0% 0 Laminados longos e planos de aço ,6% 5 Laticínios ,5% -7 Máquinas e implementos agrícolas, exceto tratores ,7% 19 Medicamentos e fármacos ,4% -1 Petroquímicos ,4% 22 Plásticos e suas obras ,1% 3 Tratores ,6% 7 Vestuário ,6% 1 Vinho ,6% 0 Total do Grupo ,2% 141 Total Geral ,5%

25 Exportações do RS por Grupo de Produtos Mês fev/17 fev/18 Var(%) Milhões Adubos, fertilizantes e defensivos ,6% 2 Automóveis, camionetas e utilitários ,0% 16 Autopeças ,3% 3 Calçados ,9% -3 Caminhões e ônibus ,6% -1 Carrocerias e reboques para veículos automotores ,0% 7 Couro ,0% 2 Edição e Impressão 0 0-4,2% 0 Laminados longos e planos de aço ,9% 2 Laticínios ,6% -6 Máquinas e implementos agrícolas, exceto tratores ,3% 9 Medicamentos e fármacos ,0% -1 Petroquímicos ,9% 19 Plásticos e suas obras 7 8 9,1% 1 Tratores ,7% 6 Vestuário ,1% 0 Vinho ,1% 0 Total do Grupo ,9% 55 Total Geral ,4%

26 Exportações do RS Agronegócio Ano jan-fev/17 Part. (%) jan-fev/18 Part. (%) Var. (%) Complexo Soja (componentes selecionados) ,8% ,6% 82,2% 250 Soja (grão) ,6% ,8% 138,1% 221 Óleo de soja 39 3,3% 28 1,7% -28,8% -11 Farelo de soja 105 8,9% 145 9,0% 38,0% 40 Milho (grão) 3 0,3% 3 0,2% -4,6% 0 Trigo (grão) 64 5,5% 20 1,2% -69,6% -44 Complexo Carnes (componentes selecionados) ,0% ,0% -15,4% -44 Carne de frango in natura ,7% 157 9,8% -15,3% -29 Carne de frango industrializada 0 0,0% 0 0,0% 0,0% 0 Carne suína in natura 70 5,9% 43 2,7% -38,2% -27 Carne bovina in natura 11 0,9% 18 1,1% 70,6% 7 Carne bovina industrializada 17 1,4% 21 1,3% 23,5% 4 Demais produtos do agronegócio ,4% ,0% 49,7% 260 Agronegócio ,7% ,5% 35,8% 422 Total Geral ,0% ,0% 112,5%

27 Exportações do RS Agronegócio Mês fev/17 Part. (%) fev/18 Part. (%) Var. (%) Complexo Soja (componentes selecionados) 69 14,0% ,8% 329,7% 229 Soja (grão) 37 7,4% ,8% 446,0% 164 Óleo de soja 12 2,5% 26 3,3% 116,0% 14 Farelo de soja 20 4,1% 71 8,8% 248,4% 51 Milho (grão) 3 0,7% 1 0,1% -69,4% -2 Trigo (grão) 34 6,9% 4 0,5% -88,1% -30 Complexo Carnes (componentes selecionados) ,6% ,4% -23,5% -33 Carne de frango in natura 95 19,1% 74 9,1% -22,0% -21 Carne de frango industrializada 0 0,0% 0 0,0% 0,0% 0 Carne suína in natura 32 6,5% 18 2,2% -45,0% -14 Carne bovina in natura 5 1,0% 8 1,0% 69,5% 3 Carne bovina industrializada 10 2,0% 8 1,0% -14,8% -2 Demais produtos do agronegócio ,8% ,2% 61,7% 152 Agronegócio ,9% ,1% 63,8% 315 Total Geral ,0% ,0% 219,5%

28 Exportações do RS Agroindústria Ano jan-fev/17 Part(%) jan-fev/18 Part(%) Var (%) Soja ,0% ,5% 19,9% 29 Aves ,4% ,1% -15,4% -30 Celulose ,3% ,9% 60,5% 60 Bovinos, Suínos e outras reses ,0% 91 12,4% -13,1% -14 Couros e peles curtidos e produtos similares 55 8,4% 58 7,9% 5,2% 3 Arroz 25 3,9% 31 4,3% 22,5% 6 Máquinas e Equipamentos 16 2,5% 31 4,2% 91,8% 15 Tabaco 9 1,3% 13 1,8% 51,4% 4 Adubos e Fertilizantes 3 0,4% 4 0,6% 54,3% 2 Laranja 1 0,1% 4 0,6% 433,3% 3 Rações, suplementos vitamínicos ou semelhantes 2 0,3% 3 0,4% 64,9% 1 Outros 2 0,2% 2 0,2% 3,9% 0 Inseticidas, herbicidas e outros defensivos para uso agropecuário 0 0,0% 1 0,1% 4376,7% 1 Desdobramento de madeira 0 0,1% 0 0,0% -37,6% 0 Produtos Veterinários, dosados 0 0,0% 0 0,0% 301,8% 0 Milho 0 0,0% 0 0,0% -58,6% 0 Cana-de-açúcar 0 0,0% 0 0,0% -11,2% 0 Trigo 0 0,0% - 0,0% -100,0% 0 Leite - 0,0% - 0,0% 0,0% 0 Agroindústria ,0% ,0% 12,3% 80 Total geral

29 Exportações do RS Agroindústria Mês fev/17 Part(%) fev/18 Part(%) Var (%) Soja 32 12,8% 97 26,7% 199,8% 65 Celulose 28 10,9% 85 23,4% 209,0% 58 Aves 97 38,3% 77 21,1% -20,8% -20 Bovinos, Suínos e outras reses 50 19,5% 38 10,3% -24,3% -12 Couros e peles curtidos e produtos similares 27 10,6% 29 8,1% 8,8% 2 Máquinas e Equipamentos 8 3,3% 16 4,4% 93,6% 8 Tabaco 5 1,9% 8 2,1% 56,2% 3 Arroz 4 1,5% 8 2,1% 100,7% 4 Adubos e Fertilizantes 1 0,3% 2 0,6% 191,1% 1 Rações, suplementos vitamínicos ou semelhantes 1 0,4% 1 0,4% 32,7% 0 Outros 1 0,3% 1 0,3% 48,3% 0 Laranja 0 0,1% 1 0,3% 216,0% 1 Inseticidas, herbicidas e outros defensivos para uso agropecuário 0 0,0% 1 0,2% ,7% 1 Produtos Veterinários, dosados 0 0,0% 0 0,0% 693,8% 0 Desdobramento de madeira 0 0,0% 0 0,0% 46,2% 0 Milho 0 0,1% 0 0,0% -61,9% 0 Cana-de-açúcar - 0,0% - 0,0% 0,0% 0 Trigo - 0,0% - 0,0% 0,0% 0 Leite - 0,0% - 0,0% 0,0% 0 Agroindústria ,0% ,0% 43,4% 111 Total geral

30 Exportações do RS por Categoria de Uso Ano jan-fev/17 Part. (%) jan-fev/18 Part. (%) Var. (%) Bens intermediários ,4% ,6% 46,2% 588 Bens de capital 120 6,0% ,6% 1344,2% Bens de consumo não-duráveis ,2% 374 8,8% -7,7% -31 Bens de consumo duráveis 103 5,1% 183 4,3% 77,7% 80 Bens de consumo semiduráveis 97 4,8% 96 2,2% -1,0% -1 Transações especiais 11 0,5% 22 0,5% 100,0% 11 Combustíveis e lubrificantes 0 0,0% 0 0,0% 0,0% 0 Bens não especificados em outra categoria 0 0,0% 0 0,0% 0,0% 0 Total Geral ,0% ,0% 112,5%

31 Exportações do RS por Categoria de Uso Mês fev/17 Part. (%) fev/18 Part. (%) Var. (%) Bens de capital 67 7,2% ,0% 2388,5% Bens intermediários ,6% ,6% 83,4% 456 Bens de consumo não-duráveis ,2% 168 5,6% -15,2% -30 Bens de consumo duráveis 62 6,6% 81 2,7% 30,6% 19 Bens de consumo semiduráveis 53 5,7% 51 1,7% -3,8% -2 Transações especiais 7 0,7% 10 0,3% 42,9% 3 Combustíveis e lubrificantes 0 0,0% 0 0,0% 0,0% 0 Bens não especificados em outra categoria 0 0,0% 0 0,0% 0,0% 0 Total Geral ,0% ,0% 219,4%

32 Exportações do RS Intensidade Tecnológica Ano jan-fev/17 Part. (%) jan-fev/18 Part. (%) Var. (%) Média-baixa tecnologia 121 6,0% ,3% 1322,3% Baixa tecnologia ,9% ,0% 6,8% 60 Média-alta tecnologia ,8% ,1% 43,3% 259 Produtos não industriais ,8% ,8% 90,2% 341 Alta tecnologia 30 1,5% 31 0,7% 3,3% 1 Total ,0% ,0% 112,6%

33 Exportações do RS Intensidade Tecnológica Mês fev/17 Part. (%) fev/18 Part. (%) Var. (%) Média-baixa tecnologia 64 6,9% ,9% 2459,4% Média-alta tecnologia ,8% ,4% 54,7% 173 Baixa tecnologia ,3% ,9% 25,8% 97 Produtos não industriais ,5% ,3% 125,2% 204 Alta tecnologia 15 1,6% 16 0,5% 6,7% 1 Total ,0% ,0% 219,4%

34 Importações do RS por CNAE 2.0 Ano jan-fev/17 Part. (%) jan-fev/18 Part. (%) Var. (%) Veículos automotores, reboques e carrocerias ,3% ,5% 63,8% 155 Químicos ,6% ,5% -23,0% -63 Coque e derivados do petróleo e de biocombustíveis ,3% ,8% 4,7% 9 Extrativa mineral 110 8,3% ,7% 65,5% 72 Máquinas e equipamentos ,1% 144 9,2% -2,0% -3 Equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos 39 2,9% 66 4,2% 69,2% 27 Alimentos 56 4,2% 45 2,9% -19,6% -11 Produtos de metal 27 2,0% 41 2,6% 51,9% 14 Borracha e plástico 32 2,4% 39 2,5% 21,9% 7 Materiais elétricos 35 2,6% 34 2,2% -2,9% -1 Outros 103 7,8% 139 8,9% 35,0% 36 Total da Indústria ,5% ,03% 19,3% 242 Básicos 73 5,5% 62 4,0% -15,1% -11 Transações Especiais - 0,0% - 0,0% - 0 Total Geral ,0% ,0% 17,4%

35 Importações do RS por CNAE 2.0 Mês fev/17 Part. (%) fev/18 Part. (%) Var. (%) Veículos automotores, reboques e carrocerias ,1% ,3% 57,9% 77 Coque e derivados do petróleo e de biocombustíveis ,5% ,6% 6,7% 11 Extrativa mineral 89 12,1% ,3% 44,9% 40 Químicos ,3% ,3% 5,7% 6 Máquinas e equipamentos 88 12,0% 69 7,7% -21,6% -19 Equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos 19 2,6% 31 3,4% 63,2% 12 Alimentos 23 3,1% 25 2,8% 8,7% 2 Produtos de metal 11 1,5% 20 2,2% 81,8% 9 Borracha e plástico 15 2,0% 17 1,9% 13,3% 2 Materiais elétricos 13 1,8% 16 1,8% 23,1% 3 Outros 44 6,0% 66 7,3% 50,0% 22 Total da Indústria ,0% ,67% 23,4% 165 Básicos 29 4,0% 30 3,3% 3,4% 1 Transações Especiais - 0,0% - 0,0% - 0 Total Geral ,0% ,0% 22,6%

36 Importações do RS por Grupo de Produtos Ano jan-fev/17 jan-fev/18 Var(%) Milhões Adubos, fertilizantes e defensivos ,9% -75 Automóveis, camionetas e utilitários ,6% 118 Autopeças ,2% 5 Calçados ,6% 1 Caminhões e ônibus - 0 0,0% 0 Carrocerias e reboques para veículos automotores ,1% 2 Couro ,1% 0 Edição e Impressão ,0% 0 Laminados longos e planos de aço ,2% 4 Laticínios ,2% -11 Máquinas e implementos agrícolas, exceto tratores ,4% -3 Medicamentos e fármacos ,5% 3 Petroquímicos ,3% 1 Plásticos e suas obras ,2% 5 Tratores ,9% 9 Vestuário ,9% 2 Vinho ,6% -1 Total do Grupo ,3% 60 Total Geral ,3%

37 Importações do RS por Grupo de Produtos Mês fev/17 fev/18 Var(%) Milhões Adubos, fertilizantes e defensivos ,5% 10 Automóveis, camionetas e utilitários ,9% 77 Autopeças ,0% -4 Calçados ,3% 1 Caminhões e ônibus - 0 0,0% 0 Carrocerias e reboques para veículos automotores ,3% 1 Couro ,1% 0 Edição e Impressão ,8% 0 Laminados longos e planos de aço ,1% 2 Laticínios ,9% -2 Máquinas e implementos agrícolas, exceto tratores 5 4-7,9% 0 Medicamentos e fármacos ,4% 1 Petroquímicos ,7% -1 Plásticos e suas obras ,6% 2 Tratores ,5% 1 Vestuário ,2% 1 Vinho ,4% -1 Total do Grupo ,5% 88 Total Geral ,7%

38 Importações do RS por Categoria de Uso Ano jan-fev/17 Part. (%) jan-fev/18 Part. (%) Var. (%) Bens intermediários ,4% ,8% 5,0% 41 Bens de capital ,6% ,8% 11,1% 23 Bens de consumo duráveis 101 7,6% ,5% 93,1% 94 Combustíveis e lubrificantes 110 8,3% ,7% 66,4% 73 Bens de consumo não-duráveis 69 5,2% 61 3,9% -11,6% -8 Bens de consumo semiduráveis 12 0,9% 19 1,2% 58,3% 7 Bens não especificados em outra categoria 0 0,0% 0 0,0% 0,0% 0 Transações especiais 0 0,0% 0 0,0% 0,0% 0 Total Geral ,0% ,0% 17,3%

39 Importações do RS por Categoria de Uso Mês fev/17 Part. (%) fev/18 Part. (%) Var. (%) Bens intermediários ,2% ,6% 13,0% 56 Bens de capital ,2% ,8% 5,6% 7 Combustíveis e lubrificantes 89 12,1% ,3% 44,9% 40 Bens de consumo duráveis 49 6,7% ,7% 114,3% 56 Bens de consumo não-duráveis 29 4,0% 33 3,7% 13,8% 4 Bens de consumo semiduráveis 6 0,8% 9 1,0% 50,0% 3 Bens não especificados em outra categoria 0 0,0% 0 0,0% 0,0% 0 Transações especiais 0 0,0% 0 0,0% 0,0% 0 Total Geral ,0% ,0% 22,7%

40 Balança Comercial do RS por setor CNAE 2.0 Ano jan-fev/17 jan-fev/18 Var. (%) Maiores Superávits Material de transporte ,0% Alimentos ,2% 11 Tabaco ,8% 127 Celulose e Papel ,9% 56 Couro e calçados ,4% -2 Maiores Déficits Materiais elétricos ,0% -4 Equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos ,4% -28 Veículos automotores, reboques e carrocerias ,6% -60 Extrativa mineral ,7% -71 Coque e derivados do petróleo e de biocombustíveis ,4% -8 Outros ,3% 135 Total da Indústria ,5% Básicos ,6% 232 Transações Especiais ,0% 11 Total Geral ,4%

41 Balança Comercial do RS por setor CNAE 2.0 Mês fev/17 fev/18 Var. (%) Maiores Superávits Material de transporte ,0% Alimentos ,5% 33 Máquinas e equipamentos ,7% 159 Tabaco ,7% 44 Celulose e Papel ,6% 57 Maiores Déficits Têxteis ,0% 0 Equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos ,3% -13 Veículos automotores, reboques e carrocerias ,1% -48 Extrativa mineral ,5% -40 Coque e derivados do petróleo e de biocombustíveis ,8% -11 Outros ,6% -12 Total da Indústria ,1% Básicos ,0% 172 Transações Especiais ,9% 3 Total Geral ,0%

42 Principais estados exportadores Ano jan-fev/17 Part(%) jan-fev/18 Part(%) Var (%) São Paulo ,7% ,1% 10,3% 712 Rio de Janeiro ,0% ,7% 2,0% 86 Rio Grande do Sul ,6% ,5% 112,5% Minas Gerais ,3% ,6% -10,6% -429 Paraná ,1% ,6% 4,9% 106 Pará ,9% ,6% 7,9% 165 Mata Grosso ,6% ,5% 10,4% 176 Santa Catarina ,9% ,5% 0,7% 8 Bahia ,4% ,4% 13,4% 138 Espírito Santo ,9% ,3% -6,8% -81 Total do Grupo ,4% ,6% 11,8% Total Geral ,0% ,0% 12,9%

43 Principais estados exportadores Mês fev/17 Part(%) fev/18 Part(%) Var (%) São Paulo ,4% ,9% 14,2% 493 Rio Grande do Sul 934 6,0% ,2% 219,5% Rio de Janeiro ,9% ,2% -23,2% -536 Minas Gerais ,5% ,6% -14,3% -277 Paraná ,7% ,9% 0,2% 2 Pará 946 6,1% ,0% 10,3% 97 Mato Grosso 992 6,4% 983 5,7% -0,9% -9 Bahia 463 3,0% 607 3,5% 31,1% 144 Santa Catarina 613 4,0% 594 3,4% -3,1% -19 Espírito Santo 594 3,8% 460 2,7% -22,6% -134 Total do Grupo ,0% ,2% 13,5% Total Geral ,0% ,0% 11,9%

44 Principais destinos das exportações do BR Ano jan-fev/17 Part(%) jan-fev/18 Part(%) Var (%) China ,6% ,6% 2,1% 129 Estados Unidos ,3% ,9% 9,7% 361 Holanda ,5% ,2% 128,6% Argentina ,6% ,8% 15,7% 363 Chile 809 2,7% 956 2,8% 18,2% 147 Espanha 459 1,5% 873 2,5% 90,2% 414 Alemanha 749 2,5% 796 2,3% 6,3% 47 Japão 649 2,1% 633 1,8% -2,5% -16 Índia 858 2,8% 610 1,8% -28,9% -248 Itália 559 1,8% 580 1,7% 3,8% 21 Total do Grupo ,4% ,4% 16,8% Total Geral ,0% ,0% 12,9%

45 Principais destinos das exportações do BR Mês fev/17 Part(%) fev/18 Part(%) Var (%) China ,0% ,8% -4,3% -148 Holanda 691 4,5% ,1% 227,9% Estados Unidos ,3% ,6% -3,1% -59 Argentina ,2% ,5% 15,3% 194 Chile 445 2,9% 416 2,4% -6,5% -29 Alemanha 361 2,3% 409 2,4% 13,3% 48 Espanha 273 1,8% 376 2,2% 37,7% 103 Índia 441 2,9% 326 1,9% -26,1% -115 Itália 266 1,7% 277 1,6% 4,1% 11 México 281 1,8% 276 1,6% -1,8% -5 Total do Grupo ,3% ,0% 16,9% Total Geral ,0% ,0% 11,9%

46 Exportações do BR por CNAE 2.0 Ano jan-fev/17 Part. (%) jan-fev/18 Part. (%) Var. (%) Extrativa mineral ,9% ,6% -6,3% -479 Alimentos ,3% ,6% -8,8% -516 Metalurgia ,7% ,6% 22,7% 670 Material de transporte 886 2,9% ,4% 186,5% Veículos automotores, reboques e carrocerias ,9% ,3% 20,1% 419 Celulose e Papel ,2% ,9% 33,3% 424 Químicos ,7% ,6% 9,6% 137 Máquinas e equipamentos 940 3,1% ,3% 55,4% 521 Coque e derivados do petróleo e de biocombustíveis 541 1,8% 608 1,8% 12,4% 67 Couro e calçados 508 1,7% 464 1,4% -8,7% -44 Outros ,7% ,4% 22,2% 585 Total da Indústria ,8% ,8% 12,9% Básicos ,8% ,3% 8,1% 266 Transações Especiais 429 1,4% 513 1,5% 19,6% 84 Total Geral ,0% ,0% 12,9%

47 Exportações do BR por CNAE 2.0 Mês fev/17 Part. (%) fev/18 Part. (%) Var. (%) Extrativa mineral ,7% ,9% -18,7% -716 Alimentos ,1% ,5% 1,8% 48 Material de transporte 520 3,4% ,1% 268,3% Metalurgia ,2% ,8% 6,7% 96 Veículos automotores, reboques e carrocerias ,4% ,4% 27,3% 313 Celulose e Papel 519 3,4% 807 4,7% 55,5% 288 Máquinas e equipamentos 527 3,4% 744 4,3% 41,2% 217 Químicos 720 4,7% 734 4,2% 1,9% 14 Coque e derivados do petróleo e de biocombustíveis 245 1,6% 365 2,1% 49,0% 120 Couro e calçados 262 1,7% 238 1,4% -9,2% -24 Outros ,9% ,2% 16,5% 227 Total da Indústria ,4% ,7% 15,0% Básicos ,3% ,8% -9,7% -200 Transações Especiais 186 1,2% 259 1,5% 39,2% 73 Total Geral ,0% ,0% 11,9%

48 Exportações do BR por Categoria de Uso Ano jan-fev/17 Part. (%) jan-fev/18 Part. (%) Var. (%) Bens intermediários ,2% ,3% 13,1% Bens de consumo não-duráveis ,6% ,8% -13,0% -657 Bens de capital ,9% ,2% 113,8% Combustíveis e lubrificantes ,8% ,6% -6,0% -232 Bens de consumo duráveis ,3% ,8% 29,8% 300 Transações especiais 429 1,4% 513 1,5% 19,6% 84 Bens de consumo semiduráveis 242 0,8% 245 0,7% 1,2% 3 Bens não especificados em outra categoria 0 0,0% 0 0,0% 0,0% 0 Total Geral ,0% ,0% 12,9%

49 Exportações do BR por Categoria de Uso Mês fev/17 Part. (%) fev/18 Part. (%) Var. (%) Bens intermediários ,5% ,8% 8,6% 774 Bens de capital ,8% ,5% 156,1% Bens de consumo não-duráveis ,4% ,4% -9,8% -234 Combustíveis e lubrificantes ,5% ,9% -26,4% -550 Bens de consumo duráveis 583 3,8% 726 4,2% 24,5% 143 Transações especiais 186 1,2% 259 1,5% 39,2% 73 Bens de consumo semiduráveis 126 0,8% 125 0,7% -0,8% -1 Bens não especificados em outra categoria 0 0,0% 0 0,0% 0,0% 0 Total Geral ,0% ,0% 11,9%

50 Importações do BR por CNAE 2.0 Ano jan-fev/17 Part. (%) jan-fev/18 Part. (%) Var. (%) Químicos ,3% ,6% 10,5% 417 Equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos ,3% ,1% 22,2% 633 Coque e derivados do petróleo e de biocombustíveis ,4% ,0% 10,2% 270 Veículos automotores, reboques e carrocerias ,5% ,9% 34,4% 674 Máquinas e equipamentos ,2% ,1% 13,9% 262 Extrativa mineral ,1% ,9% 31,1% 437 Metalurgia 861 3,7% ,6% 42,5% 366 Materiais elétricos ,6% ,4% 9,9% 106 Farmoquímicos e farmacêuticos 854 3,7% ,9% 22,0% 188 Alimentos 955 4,1% 996 3,7% 4,3% 41 Outros ,8% ,4% 5,1% 199 Total da Indústria ,8% ,6% 16,1% Básicos 742 3,2% 646 2,4% -12,9% -96 Transações Especiais - 0,0% 0 0,0% - 0 Total Geral ,0% ,0% 15,1%

51 Importações do BR por CNAE 2.0 Mês fev/17 Part. (%) fev/18 Part. (%) Var. (%) Químicos ,9% ,6% 12,1% 223 Equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos ,6% ,8% 25,4% 323 Coque e derivados do petróleo e de biocombustíveis ,9% ,9% -10,8% -163 Veículos automotores, reboques e carrocerias 906 8,3% ,3% 41,6% 377 Máquinas e equipamentos 840 7,7% 988 8,0% 17,6% 148 Extrativa mineral 757 6,9% 852 6,9% 12,5% 95 Farmoquímicos e farmacêuticos 490 4,5% 551 4,4% 12,4% 61 Metalurgia 376 3,4% 548 4,4% 45,7% 172 Materiais elétricos 436 4,0% 529 4,3% 21,3% 93 Alimentos 437 4,0% 482 3,9% 10,3% 45 Outros ,9% ,2% 8,9% 155 Total da Indústria ,1% ,7% 14,4% Básicos 313 2,9% 278 2,2% -11,2% -35 Transações Especiais - 0,0% 0 0,0% - 0 Total Geral ,0% ,0% 13,7%

52 Importações do BR por Categoria de Uso Ano jan-fev/17 Part. (%) jan-fev/18 Part. (%) Var. (%) Bens intermediários ,8% ,6% 11,6% Bens de capital ,7% ,6% 14,4% 390 Bens de consumo não-duráveis ,3% ,7% 6,8% 129 Combustíveis e lubrificantes ,0% ,4% 42,4% 586 Bens de consumo duráveis 603 2,6% 951 3,6% 57,7% 348 Bens de consumo semiduráveis 616 2,7% 821 3,1% 33,3% 205 Bens não especificados em outra categoria 0 0,0% 0 0,0% 0,0% 0 Transações especiais 0 0,0% 0 0,0% 0,0% 0 Total Geral ,0% ,0% 15,1%

53 Importações do BR por Categoria de Uso Mês fev/17 Part. (%) fev/18 Part. (%) Var. (%) Bens intermediários ,6% ,8% 10,7% 790 Bens de capital ,0% ,6% 19,1% 230 Bens de consumo não-duráveis 968 8,9% 999 8,1% 3,2% 31 Combustíveis e lubrificantes 813 7,4% 917 7,4% 12,8% 104 Bens de consumo duráveis 272 2,5% 477 3,8% 75,4% 205 Bens de consumo semiduráveis 280 2,6% 415 3,3% 48,2% 135 Bens não especificados em outra categoria 0 0,0% 0 0,0% 0,0% 0 Transações especiais 0 0,0% 0 0,0% 0,0% 0 Total Geral ,0% ,0% 13,7%

54 Balança Comercial do BR por setor CNAE 2.0 Ano jan-fev/17 jan-fev/18 Var. (%) Maiores Superávits Extrativa mineral ,9% -916 Alimentos ,4% -557 Metalurgia ,5% 304 Material de transporte ,8% Celulose e Papel ,0% 392 Maiores Déficits Materiais elétricos ,2% -125 Farmoquímicos e farmacêuticos ,0% -208 Coque e derivados do petróleo e de biocombustíveis ,6% -203 Químicos ,9% -280 Equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos ,3% -598 Outros ,7% -163 Total da Indústria ,7% -157 Básicos ,3% 362 Transações Especiais ,6% 84 Total Geral ,6%

55 Balança Comercial do BR por setor CNAE 2.0 Mês fev/17 fev/18 Var. (%) Maiores Superávits Extrativa mineral ,5% -811 Alimentos ,1% 3 Material de transporte ,8% Metalurgia ,2% -76 Celulose e Papel ,6% 272 Maiores Déficits Materiais elétricos ,3% -116 Farmoquímicos e farmacêuticos ,5% -59 Coque e derivados do petróleo e de biocombustíveis ,3% 283 Químicos ,6% -209 Equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos ,2% -321 Outros ,4% -141 Total da Indústria ,2% 449 Básicos ,4% -165 Transações Especiais ,2% 73 Total Geral ,7%

56 Unidade de Estudos Econômicos André Francisco Nunes de Nunes Economista-chefe Núcleo de Análise de Conjuntura Oscar André Frank Junior Economista Economia Internacional e Setor Externo Giovani Baggio Economista Mercado de Trabalho Núcleo Estatístico Ricardo Filgueras Nogueira Economista Indicadores Industriais e Sondagens Cristina da Silva Castro Assistente Administrativa João Ricardo Rodrigues Moreira Economista Política monetária e política fiscal Estagiários Erick Radaeski dos Santos Henrique D ávila Nunes Av. Assis Brasil, 8787 Bairro Sarandi CEP Fone Fax Porto Alegre-RS

Boletim da Balança Comercial do RS Dezembro de 2016

Boletim da Balança Comercial do RS Dezembro de 2016 Boletim da Balança Comercial do RS Dezembro de 2016 Tópicos 1. Exportações do Rio Grande do Sul Dezembro Setores de atividade CNAE 2.0 Principais destinos 2. Importações do Rio Grande do Sul Dezembro Setores

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Junho Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Junho Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Junho 2014 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM JUNHO Exportações A forte redução no mês foi causada pela contabilização como exportação da

Leia mais

Boletim da Balança Comercial do RS Abril de 2016

Boletim da Balança Comercial do RS Abril de 2016 Boletim da Balança Comercial do RS Abril de 2016 Tópicos 1. Exportações do Rio Grande do Sul Abril Setores de atividade CNAE 2.0 Principais destinos 2. Importações do Rio Grande do Sul Abril Setores de

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Setembro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Setembro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Setembro 2012 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM SETEMBRO Exportações A queda de 28% na comparação mensal pode ser explicada por: 1) Dois

Leia mais

Boletim da Balança Comercial do RS Maio de 2016

Boletim da Balança Comercial do RS Maio de 2016 Boletim da Balança Comercial do RS Maio de 2016 Tópicos 1. Exportações do Rio Grande do Sul Maio Setores de atividade CNAE 2.0 Principais destinos 2. Importações do Rio Grande do Sul Maio Setores de destaque

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2015 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM JANEIRO Exportações Além da forte queda da indústria (-18,5%), ressalta-se o fato de que somente

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Julho Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Julho Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Julho 2015 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM JULHO Exportações As exportações da indústria atingiram o nível mais baixo desde 2006 para o

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Outubro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Outubro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Outubro 2012 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM OUTUBRO Exportações A exportação de produtos básicos registrou queda de 87,3% ante outubro

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2016 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM JANEIRO Exportações O principal destaque negativo ficou por conta do impacto contracionista

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Agosto Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Agosto Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Agosto 2015 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM AGOSTO Exportações As exportações da indústria registraram o nível mais baixo para o mês desde

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Dezembro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Dezembro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Dezembro 2013 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM 2013 Exportações A contabilização como exportação de três plataformas de petróleo e gás somou

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2012 Unidade de Estudos Econômicos PRINCIPAIS ESTADOS EXPORTADORES NO MÊS jan/11 Part(%) jan/12 Part(%) Var (%) SAO PAULO 3.328 21,9% 3.672 22,7% 10,3% 344

Leia mais

Ranking dos estados. Pessoal ocupado* (Mil pessoas) Receita Bruta de Revenda* (R$ bilhões)

Ranking dos estados. Pessoal ocupado* (Mil pessoas) Receita Bruta de Revenda* (R$ bilhões) Setor terciário Comércio 2 Ranking dos estados Pessoal ocupado* (Mil pessoas) Mil pessoas % 1º São Paulo 2.971,5 28,9 2º Minas Gerais 1.169,5 11,4 3º Rio de Janeiro 914,2 8,9 4º Paraná 777,3 7,6 5º Rio

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014. Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014. Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM JANEIRO Exportações Apesar do bom crescimento de Produtos Alimentícios e Máquinas e Equipamentos,

Leia mais

Porto Alegre FEDERAÇÃO DAS SANTAS CASAS DO RS. Cenário Econômico e Perspectivas 2017

Porto Alegre FEDERAÇÃO DAS SANTAS CASAS DO RS. Cenário Econômico e Perspectivas 2017 Porto Alegre FEDERAÇÃO DAS SANTAS CASAS DO RS Cenário Econômico e Perspectivas 2017 16 de dezembro 2016 1985 T3 1986 T4 1988 T1 1989 T2 1990 T3 1991 T4 1993 T1 1994 T2 1995 T3 1996 T4 1998 T1 1999 T2 2000

Leia mais

Geografia. O Comércio Exterior do Brasil. Professor Luciano Teixeira.

Geografia. O Comércio Exterior do Brasil. Professor Luciano Teixeira. Geografia O Comércio Exterior do Brasil Professor Luciano Teixeira www.acasadoconcurseiro.com.br Geografia O BRASIL NO COMÉRCIO EXTERIOR O comércio exterior é a troca de bens e serviços realizada entre

Leia mais

ano IV, n 46 Fevereiro de 2015

ano IV, n 46 Fevereiro de 2015 ano IV, n 46 Fevereiro de 2015 SÍNTESE JANEIRO DE 2015 Em US$ milhões Período Exportações Importações Saldo Janeiro 13.704 16.878-3.174 Variação em relação a Janeiro de 2014-14,5 % -16,0 % 894 Acumulado

Leia mais

CRESCEM AS EXPORTAÇÕES DE MANUFATURADOS PARA OS ESTADOS UNIDOS EM 2015

CRESCEM AS EXPORTAÇÕES DE MANUFATURADOS PARA OS ESTADOS UNIDOS EM 2015 São Paulo, 30 de novembro de 2015 Outubro 2015 CRESCEM AS EXPORTAÇÕES DE MANUFATURADOS PARA OS ESTADOS UNIDOS EM 2015 Em outubro, a corrente de comércio alcançou valor de US$ 30,1 bilhões, o que significou

Leia mais

Produção Industrial Maio de 2014

Produção Industrial Maio de 2014 Produção Industrial Maio de 214 PRODUÇÃO INDU S TRI AL DE SANTA C AT AR INA EM M AIO/14 A produção industrial de Santa Catarina ficou estável em maio (,%), em relação ao mesmo mês do ano anterior. Resultado

Leia mais

Dezembro 2014 São Paulo, 19 de Janeiro de 2015 BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA TEM PRIMEIRO DÉFICIT ANUAL EM 14 ANOS

Dezembro 2014 São Paulo, 19 de Janeiro de 2015 BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA TEM PRIMEIRO DÉFICIT ANUAL EM 14 ANOS Dezembro 2014 São Paulo, 19 de Janeiro de 2015 BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA TEM PRIMEIRO DÉFICIT ANUAL EM 14 ANOS Apesar do superávit de US$ 293 milhões no último mês do ano, a balança comercial brasileira

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL ACUMULA SUPERÁVIT DE US$ 13,4 BILHÕES EM 2015

BALANÇA COMERCIAL ACUMULA SUPERÁVIT DE US$ 13,4 BILHÕES EM 2015 São Paulo, 18 de dezembro de 2015 Novembro 2015 BALANÇA COMERCIAL ACUMULA SUPERÁVIT DE US$ 13,4 BILHÕES EM 2015 Em novembro, a corrente de comércio brasileira totalizou US$ 335,3 bilhões, o que significou

Leia mais

Vale do Aço. Fevereiro/2016

Vale do Aço. Fevereiro/2016 Fevereiro/2016 OBJETIVO Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Permitir ainda, uma análise comparativa da evolução

Leia mais

REVISÃO DA BALANÇA COMERCIAL PARA 2012

REVISÃO DA BALANÇA COMERCIAL PARA 2012 REVISÃO DA BALANÇA COMERCIAL PARA 2012 EXPORTAÇÃO BÁSICOS 108,050 122,457-11,8 INDUSTRIALIZADOS 123,620 128,317-3,7 - Semimanufaturados 32,800 36,026-8,9 - Manufaturados 90,820 92,291-1,6 OPERAÇÕES ESPECIAIS

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL ACUMULA SUPERÁVIT DE US$ 4,0 BILHÕES NO PRIMEIRO BIMESTRE DO ANO

BALANÇA COMERCIAL ACUMULA SUPERÁVIT DE US$ 4,0 BILHÕES NO PRIMEIRO BIMESTRE DO ANO São Paulo, 20 de março de 2016 Fevereiro 2016 BALANÇA COMERCIAL ACUMULA SUPERÁVIT DE US$ 4,0 BILHÕES NO PRIMEIRO BIMESTRE DO ANO Em fevereiro, a corrente de comércio brasileira totalizou US$ 23,7 bilhões,

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA SETEMBRO 2012

BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA SETEMBRO 2012 BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA SETEMBRO 2012 Período Dias Úteis US$ milhões FOB EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO CORR. COMÉRCIO SALDO Média Média Média Média Valor Valor Valor Valor p/dia útil p/dia útil p/dia útil

Leia mais

Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais.

Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Dezembro/2014 OBJETIVO Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Permitir ainda, uma análise comparativa da evolução

Leia mais

Desempenho da Indústria Catarinense

Desempenho da Indústria Catarinense FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA Desempenho da Indústria Catarinense Florianópolis, 20 de março de 2015 SANTA CATARINA e BRASIL Desempenho econômico em 2015 INDICADOR SANTA CATARINA

Leia mais

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Abril 2016

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Abril 2016 Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Abril 2016 As exportações do Estado do Paraná, em abril de 2016, foram de US$ 1,499 bilhão. As principais contribuições foram de produtos alimentares (complexo

Leia mais

Janeiro 2015 São Paulo, 23 de Fevereiro de 2015 BALANÇA COMERCIAL TEM DÉFICIT DE US$ 3,2 BILHÕES NO PRIMEIRO MÊS DO ANO

Janeiro 2015 São Paulo, 23 de Fevereiro de 2015 BALANÇA COMERCIAL TEM DÉFICIT DE US$ 3,2 BILHÕES NO PRIMEIRO MÊS DO ANO Janeiro 2015 São Paulo, 23 de Fevereiro de 2015 BALANÇA COMERCIAL TEM DÉFICIT DE US$ 3,2 BILHÕES NO PRIMEIRO MÊS DO ANO A balança comercial brasileira iniciou 2015 com um déficit de US$ 3,2 bilhões em

Leia mais

A INDÚSTRIA EM NÚMEROS

A INDÚSTRIA EM NÚMEROS A INDÚSTRIA EM NÚMEROS Fevereiro/2017 1. Desempenho conjuntural da indústria Principais indicadores da indústria Variável Dez16/Nov16 (%) dessaz. Dez16/Dez15 (%) Taxa acumulada nos últimos 12 meses; até

Leia mais

Desempenho da Indústria Catarinense

Desempenho da Indústria Catarinense FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA Desempenho da Indústria Catarinense Florianópolis, 21 de Agosto de 2015 SANTA CATARINA e BRASIL Desempenho econômico em 2015 INDICADOR SANTA CATARINA

Leia mais

ano IV, n 40 agosto de 2014

ano IV, n 40 agosto de 2014 ano IV, n 40 agosto de 2014 SÍNTESE JULHO DE 2014 Em US$ milhões Período Exportações Importações Saldo Julho 23.024 21.450 1.574 Variação em relação a julho de 2013 10,7% - 5,5 % 3.473 Acumulado no ano

Leia mais

AUMENTO NAS IMPORTAÇÕES INFLUENCIAM SALDO NEGATIVO DA BALANÇA COMERCIAL

AUMENTO NAS IMPORTAÇÕES INFLUENCIAM SALDO NEGATIVO DA BALANÇA COMERCIAL Fevereiro 2014 São Paulo, 31 de março de 2014 AUMENTO NAS IMPORTAÇÕES INFLUENCIAM SALDO NEGATIVO DA BALANÇA COMERCIAL A balança comercial brasileira registrou um déficit de US$ 2,1 bilhões em fevereiro,

Leia mais

ano XVIII, n 1, Janeiro de 2014

ano XVIII, n 1, Janeiro de 2014 ano XVIII, n 1, Janeiro de 2014 EM FOCO O índice de preços das exportações encerrou o ano de 2013 com queda de 3,2% em relação ao ano anterior. A redução dos preços de exportação foi generalizada, afetando

Leia mais

- Exportação: US$ 17,5 bi, em valor, e média diária de US$ 795,0 milhões; sobre dez-13 (US$ 992,7 milhões),

- Exportação: US$ 17,5 bi, em valor, e média diária de US$ 795,0 milhões; sobre dez-13 (US$ 992,7 milhões), Dezembro / 2014 Resultados de Dezembro de 2014 - Exportação: US$ 17,5 bi, em valor, e média diária de US$ 795,0 milhões; sobre dez-13 (US$ 992,7 milhões), redução de 19,9%, pela média diária; - Importação:

Leia mais

Destaques. Julho: Janeiro-Julho: 12 meses (Agosto-Julho):

Destaques. Julho: Janeiro-Julho: 12 meses (Agosto-Julho): Julho / 2012 Destaques Julho: - Exportação: 2º maior valor para julho (exp: US$ 21,0 bi); anterior jul-11 (US$ 22,3 bi); - Importação: 2º maior valor para julho (US$ 18,1 bi); anterior jul-11: US$ 19,1

Leia mais

Resultados de Junho de 2014

Resultados de Junho de 2014 Junho / 2014 Resultados de Junho de 2014 - Exportação: US$ 20,5 bi, em valor, e média diária de US$ 1,023 bilhão; sobre mai-14, aumento de 3,6%, pela média diária; sobre jun-13, redução de 3,5%, pela média

Leia mais

Abril 2015 São Paulo, 19 de maio de 2015 BALANÇA COMERCIAL REGISTRA NOVO SUPERÁVIT EM ABRIL

Abril 2015 São Paulo, 19 de maio de 2015 BALANÇA COMERCIAL REGISTRA NOVO SUPERÁVIT EM ABRIL Abril 2015 São Paulo, 19 de maio de 2015 BALANÇA COMERCIAL REGISTRA NOVO SUPERÁVIT EM ABRIL A balança comercial brasileira registou superávit de pouco mais de US$ 500 milhões em abril, próximo ao resultado

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA ABRIL 2012

BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA ABRIL 2012 BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA ABRIL 2012 US$ milhões FOB Período Dias Úteis EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO CORR. COMÉRCIO SALDO Média Média Média Média Valor Valor Valor Valor p/dia útil p/dia útil p/dia útil p/dia

Leia mais

A INDÚSTRIA EM NÚMEROS

A INDÚSTRIA EM NÚMEROS A INDÚSTRIA EM NÚMEROS Dezembro/2016 1. Desempenho conjuntural da indústria Principais indicadores da indústria Variável Out16/Set16 (%) dessaz. Out16/Out15 (%) Taxa acumulada nos últimos 12 meses; até

Leia mais

ano XVI, n 6, junho de 2012

ano XVI, n 6, junho de 2012 ,, junho de 2012 EM FOCO O índice de preços das exportações apresentou alta de 0,3% em maio na comparação com abril, causada pela evolução positiva em produtos básicos e manufaturados (0,4%). Contudo,

Leia mais

A INDÚSTRIA EM NÚMEROS

A INDÚSTRIA EM NÚMEROS A INDÚSTRIA EM NÚMEROS Junho/2017 1. Desempenho conjuntural da indústria Principais indicadores da indústria Variável Abr17/Mar17 (%) dessaz. Abr17/Abr16 (%) Taxa acumulada nos últimos 12 meses; até abril

Leia mais

Março 2014 São Paulo, 30 de abril de 2014

Março 2014 São Paulo, 30 de abril de 2014 Março 2014 São Paulo, 30 de abril de 2014 BALANÇA COMERCIAL REGISTRA O PRIMEIRO SALDO POSITIVO DO ANO,, MAS RESULTADO SEGUE MODESTO A balança comercial brasileira registrou um superávit de US$ 112 milhões

Leia mais

Desempenho da Indústria Catarinense

Desempenho da Indústria Catarinense FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA Desempenho da Indústria Catarinense Florianópolis, 28 de março de 2016 SANTA CATARINA e BRASIL Desempenho econômico em 2016 INDICADOR SANTA CATARINA

Leia mais

ano III, n 21, janeiro de 2013 Período Exportações Importações Saldo

ano III, n 21, janeiro de 2013 Período Exportações Importações Saldo ano III, n 21, janeiro de 2013 SÍNTESE DEZEMBRO DE 2012 (Em US$ milhões) Período Exportações Importações Saldo Dezembro de 2012 19.748 17.500 2.249 Variação em relação a dezembro de 2011-10,8 % - 4,4 %

Leia mais

INFORME ESTATÍSTICO DA ECONOMIA BRASILEIRA

INFORME ESTATÍSTICO DA ECONOMIA BRASILEIRA Documento Interno para discussão Nº LC/BRS/R.289/Add.8-9 Agosto-Setembro 2014 Original: Espanhol CEPAL COMISSÃO ECONÔMICA PARA A AMÉRICA LATINA E O CARIBE Escritório em Brasília INFORME ESTATÍSTICO DA

Leia mais

EXPECTATIVA MÉDIA ANUAL DO MERCADO PARA A ECONOMIA BRASILEIRA: PIB, JUROS, CÂMBIO E INFLAÇÃO TAXA DE JUROS SELIC

EXPECTATIVA MÉDIA ANUAL DO MERCADO PARA A ECONOMIA BRASILEIRA: PIB, JUROS, CÂMBIO E INFLAÇÃO TAXA DE JUROS SELIC Indicadores EXPECTATIVA MÉDIA ANUAL DO MERCADO PARA A ECONOMIA BRASILEIRA: PIB, JUROS, CÂMBIO E INFLAÇÃO - 2011-2014 ANO TAXA DE CRESCIMENTO DO PIB TAXA DE JUROS SELIC TAXA DE CÂMBIO R$/US$ TAXA DE INFLAÇÃO

Leia mais

EXPECTATIVA MÉDIA ANUAL DO MERCADO PARA A ECONOMIA BRASILEIRA: PIB, JUROS, CÂMBIO E INFLAÇÃO TAXA DE JUROS SELIC

EXPECTATIVA MÉDIA ANUAL DO MERCADO PARA A ECONOMIA BRASILEIRA: PIB, JUROS, CÂMBIO E INFLAÇÃO TAXA DE JUROS SELIC Indicadores EXPECTATIVA MÉDIA ANUAL DO MERCADO PARA A ECONOMIA BRASILEIRA: PIB, JUROS, CÂMBIO E INFLAÇÃO - 2010-2014 ANO TAXA DE CRESCIMENTO DO PIB TAXA DE JUROS SELIC TAXA DE CÂMBIO R$/US$ TAXA DE INFLAÇÃO

Leia mais

São Paulo, 10 de janeiro de 2012.

São Paulo, 10 de janeiro de 2012. São Paulo, 10 de janeiro de 2012. Dezembro 2012 Dezembro registrou superávit comercial de US$ 2,2 bilhões: o resultado é 41% menor do que o saldo do mesmo mês de 2011. No acumulado do ano, as exportações

Leia mais

Indicadores selecionados do RS*

Indicadores selecionados do RS* 67 Indicadores selecionados do RS* Tabela 1 Taxas de crescimento da produção, da área colhida e da produtividade dos principais produtos da lavoura no Rio Grande do Sul /06 PRODUTOS / 2006/ (1) Produção

Leia mais

Raio-X do Comércio Exterior Brasileiro

Raio-X do Comércio Exterior Brasileiro Raio-X do Comércio Exterior Brasileiro DESTAQUES Déficit recorde do setor de manufaturados: O Brasil fechou o ano de 2010 com o maior déficit comercial de sua história do setor manufatureiro, de US$ 70,9

Leia mais

PRIMEIRO MÊS DE 2014 MARCA DÉFICIT COMERCIAL DE US$ 4,1 BILHÕES

PRIMEIRO MÊS DE 2014 MARCA DÉFICIT COMERCIAL DE US$ 4,1 BILHÕES Janeiro 2014 São Paulo, 28 de fevereiro de 2014 PRIMEIRO MÊS DE 2014 MARCA DÉFICIT COMERCIAL DE US$ 4,1 BILHÕES O saldo da balança comercial brasileira ficou negativo em US$ 4,06 bilhões, o que significou

Leia mais

Janeiro Atualizado até 10/02/2012.

Janeiro Atualizado até 10/02/2012. Janeiro 2012 crescem acima das exportações: o saldo da balança comercial brasileira iniciou o ano com um déficit de US$ 1,3 bilhão, após consecutivos saldos superavitários desde fevereiro de 2010. Em relação

Leia mais

ano V, n 47, Março de 2015

ano V, n 47, Março de 2015 ,, Março de 2015 EM FOCO Em fevereiro, o Índice de rentabilidade das exportações totais registrou aumento de 2,6%, em relação a janeiro. O aumento da Rentabilidade exportadora no mês foi devido ao impacto

Leia mais

Coeficientes de Exportação e Importação da Indústria de Transformação. 2º Trimestre/2016

Coeficientes de Exportação e Importação da Indústria de Transformação. 2º Trimestre/2016 Coeficientes de Exportação e Importação da Indústria de Transformação 2º Trimestre/2016 Os Coeficientes de Exportação e de Importação tem como objetivo analisar de forma integrada a produção industrial

Leia mais

ano V, n 46, Fevereiro de 2015

ano V, n 46, Fevereiro de 2015 ,, Fevereiro de 2015 EM FOCO O Índice de rentabilidade das exportações registrou queda de 10,1% em janeiro de 2015 na comparação com janeiro de 2014 (Tabela 1). A queda do Índice resultou da forte diminuição

Leia mais

COMÉRCIO EXTERIOR MAIO

COMÉRCIO EXTERIOR MAIO MAIO EXPORTAÇÕES No mês de maio de 2017, as exportações catarinenses somaram US$ 802,8 milhões, o que representou um avanço de 15,8% frente a maio de 2016. Esse crescimento é o melhor para o mês desde

Leia mais

Índice de Preços ao Produtor

Índice de Preços ao Produtor Diretoria de Pesquisas COIND Índice de Preços ao Produtor Indústrias Extrativas e de Transformação Indústrias Extrativas e de Transformação Resultados Novembro de 2016 Principais Indicadores Indústria

Leia mais

Coeficientes de Exportação e Importação da Indústria de Transformação. 3º Trimestre/2016

Coeficientes de Exportação e Importação da Indústria de Transformação. 3º Trimestre/2016 Coeficientes de Exportação e Importação da Indústria de Transformação 3º Trimestre/2016 Os Coeficientes de Exportação e de Importação tem como objetivo analisar de forma integrada a produção industrial

Leia mais

Reformulação da metodologia dos Coeficientes de abertura comercial. Brasília, julho de 2016

Reformulação da metodologia dos Coeficientes de abertura comercial. Brasília, julho de 2016 Reformulação da metodologia dos Coeficientes de abertura comercial Brasília, julho de 2016 Coeficientes de abertura comercial Estrutura 1. O que são os coeficientes de exportação e penetração de importações?

Leia mais

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Maio 2016

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Maio 2016 Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Maio 2016 As exportações paranaenses cresceram 1,2% em maio em relação ao mês anterior e em 20,9% em relação a maio de 2015. Em valores, as exportações de maio

Leia mais

Desempenho do Comércio Exterior Brasileiro Tatiana Lacerda Prazeres Secretária de Comércio Exterior

Desempenho do Comércio Exterior Brasileiro Tatiana Lacerda Prazeres Secretária de Comércio Exterior Desempenho do Comércio Exterior Brasileiro -2013 Tatiana Lacerda Prazeres Secretária de Comércio Exterior Resultados de 2013 - MAIO/2013 - Exportação:média diária (US$ 1,04 bi) acima de US$ 1 bilhão; 3ªmaior

Leia mais

Total das exportações do Rio Grande do Sul. Exportações no período acumulado de janeiro a fevereiro de 2016.

Total das exportações do Rio Grande do Sul. Exportações no período acumulado de janeiro a fevereiro de 2016. Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio exterior do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de fevereiro de 2016. Total das exportações do Rio Grande do

Leia mais

PREVISÃO DA BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA DE 2012

PREVISÃO DA BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA DE 2012 PREVISÃO DA BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA DE 2012 A previsão da AEB para a Balança Comercial Brasileira de 2012 indica os seguintes valores: exportações de US$236,580 bilhões projetando redução de 7,2%;

Leia mais

INFORME ESTATÍSTICO DA ECONOMIA BRASILEIRA

INFORME ESTATÍSTICO DA ECONOMIA BRASILEIRA Documento Interno para discussão Nº LC/BRS/R.289/Add.10-12 Outubro-Dezembro 2014 Original: Espanhol CEPAL COMISSÃO ECONÔMICA PARA A AMÉRICA LATINA E O CARIBE Escritório em Brasília INFORME ESTATÍSTICO

Leia mais

IGP-M registra variação de 0,51% em março

IGP-M registra variação de 0,51% em março Segundo Decêndio Março de 2014 IGP-M registra variação de 0,51% em março O Índice Geral de Preços Mercado (IGP-M) variou 0,51%, em março. Em fevereiro, o índice variou 1,29%. Em março de 2015, a variação

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL GOIANA OUTUBRO 2015 Dados preliminares

BALANÇA COMERCIAL GOIANA OUTUBRO 2015 Dados preliminares BALANÇA COMERCIAL GOIANA OUTUBRO 2015 Dados preliminares 1 BALANÇA COMERCIAL GOIÁS OUTUBRO 2015 US$ FOB MÊS EXPORTAÇÕES IMPORTAÇÕES SALDO OUTUBRO/2015 516.095.546 262.729.719 253.365.827 2 EVOLUÇÃO DA

Leia mais

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Janeiro 2016

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Janeiro 2016 Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Janeiro 2016 As exportações paranaenses, em janeiro, apresentaram queda de -23,15% em relação a dezembro/15. O valor exportado atingiu a US$ 871 milhões, ficando,

Leia mais

Gráfico 1 Corrente de comércio Brasil - China entre 2006 e 2015 (US$ milhões)

Gráfico 1 Corrente de comércio Brasil - China entre 2006 e 2015 (US$ milhões) INFORMATIVO Nº. 48. JANEIRO de 216 COMÉRCIO BILATERAL BRASIL-CHINA Balança Comercial Em 215, a corrente de comércio Brasil-China totalizou 66,3 bilhões, de acordo com dados divulgados pelo Ministério do

Leia mais

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Março 2016

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Março 2016 Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Março 2016 As exportações paranaenses, em março, apresentaram aumento de +48,60% em relação a fevereiro. O valor exportado atingiu a US$ 1,490 bilhão, o mais

Leia mais

Índice de Preços ao Produtor

Índice de Preços ao Produtor Diretoria de Pesquisas COIND Índice de Preços ao Produtor Indústrias Extrativas e de Transformação Indústrias Extrativas e de Transformação Resultados Fevereiro de 2017 Principais Indicadores Indústria

Leia mais

Outubro de 2013 IGP-M registra variação de 0,86% em outubro Índice Geral de Preços Mercado (IGP-M) IGP-M IGP-M

Outubro de 2013 IGP-M registra variação de 0,86% em outubro Índice Geral de Preços Mercado (IGP-M) IGP-M IGP-M IGP-M registra variação de 0,86% em outubro O Índice Geral de Preços Mercado (IGP-M) variou 0,86%, em outubro. Em setembro, o índice variou 1,50%. Em outubro de 2012, a variação foi de 0,02%. A variação

Leia mais

Coeficientes de Exportação e Importação da Indústria de Transformação. 1º Trimestre/2017

Coeficientes de Exportação e Importação da Indústria de Transformação. 1º Trimestre/2017 Coeficientes de Exportação e Importação da Indústria de Transformação 1º Trimestre/2017 Os Coeficientes de Exportação e de Importação tem como objetivo analisar de forma integrada a produção industrial

Leia mais

PAINEL REGIONAL DA INDÚSTRIA MINEIRA REGIONAIS FIEMG. Vale do Rio Grande

PAINEL REGIONAL DA INDÚSTRIA MINEIRA REGIONAIS FIEMG. Vale do Rio Grande PAINEL REGIONAL DA INDÚSTRIA MINEIRA REGIONAIS FIEMG Vale do Rio Grande Julho/2016 Objetivo Prover informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria no Estado de Minas Gerais e nas Regionais

Leia mais

Balança comercial encerra 2013 com superávit de US$ 2,56 bilhões

Balança comercial encerra 2013 com superávit de US$ 2,56 bilhões São Paulo, 29 de janeiro de 2014 Balança comercial encerra 2013 com superávit de US$ 2,56 bilhões Apesar de o ano de 2013 ter apresentado aumento do intercâmbio comercial brasileiro, as importações aumentaram

Leia mais

Coeficientes de Exportação e Importação

Coeficientes de Exportação e Importação Coeficientes de Exportação e Importação Divulgação dos Resultados da Indústria Geral e Setorial 1º Trimestre de 2011 Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior Maio de 2011 Objetivos Calcular

Leia mais

Parceiros Comerciais do RS no período de. janeiro a abril de 2016.

Parceiros Comerciais do RS no período de. janeiro a abril de 2016. Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio exterior do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de abril de 2016. Total das exportações do Rio Grande do Sul.

Leia mais

Contas Nacionais Trimestrais

Contas Nacionais Trimestrais Contas Nacionais Trimestrais Indicadores de Volume e Valores Correntes 4º Trimestre de 2010 Coordenação de Contas Nacionais 03 de março de 2010 Tabela Resumo Principais resultados do PIB a preços de mercado

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DO COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO E O INTERCÂMBIO COMERCIAL BRASIL-PORTUGAL

DESENVOLVIMENTO DO COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO E O INTERCÂMBIO COMERCIAL BRASIL-PORTUGAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA EXECUTIVA DESENVOLVIMENTO DO COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO E O INTERCÂMBIO COMERCIAL BRASIL-PORTUGAL BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA

Leia mais

A economia do Rio de Janeiro Estado e Capital

A economia do Rio de Janeiro Estado e Capital A economia do Rio de Janeiro Estado e Capital William Figueiredo Divisão de Estudo Econômicos do Rio de Janeiro (DIERJ) Gerência de Estudos Econômicos (GEE) Rio de Janeiro, 27 de junho de 2017 Estado do

Leia mais

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Junho 2013

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Junho 2013 Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Junho 2013 As exportações em junho apresentaram queda de -6,35% em relação a maio. O valor exportado superou novamente a marca de US$ 1 bilhão, atingindo a US$

Leia mais

URUGUAI Comércio Exterior

URUGUAI Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC URUGUAI Comércio Exterior Agosto de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

Produto Interno Bruto Estado de São Paulo Fevereiro de 2016

Produto Interno Bruto Estado de São Paulo Fevereiro de 2016 Produto Interno Bruto Estado de São Paulo Fevereiro de 2016 Diretoria Adjunta de Análise e Disseminação de Informações Gerência de Indicadores Econômicos Em fevereiro de 2016, no acumulado de 12 meses,

Leia mais

Exportações do Estado de São Paulo Acumulado de janeiro a setembro de 2013 Novembro /2013

Exportações do Estado de São Paulo Acumulado de janeiro a setembro de 2013 Novembro /2013 Exportações do Estado de São Paulo Acumulado de janeiro a setembro de 2013 Novembro /2013 O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) divulgou o saldo comercial por município

Leia mais

Balança Comercial. 1 0 Semestre de 2013 BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA - JANEIRO-JUNHO/2013 EXPORTAÇÃO: US$ 114,5 BI - JANEIRO-JUNHO/2013

Balança Comercial. 1 0 Semestre de 2013 BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA - JANEIRO-JUNHO/2013 EXPORTAÇÃO: US$ 114,5 BI - JANEIRO-JUNHO/2013 Balança Comercial 1 0 Semestre de 2013 BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA - JANEIRO-JUNHO/2013 O semestre foi o pior desde 1995, com déficit de US$ 3 bilhões, afetado por importações de petróleo e derivados

Leia mais

IGP-M registra variação de 0,33% em abril

IGP-M registra variação de 0,33% em abril Segundo Decêndio Março de 2014 IGP-M registra variação de 0,33% em abril O Índice Geral de Preços Mercado (IGP-M) variou 0,33%, em abril. Em março, o índice variou 0,51%. Em abril de 2015, a variação foi

Leia mais

PAINEL DA INDÚSTRIA MINEIRA. Minas Gerais

PAINEL DA INDÚSTRIA MINEIRA. Minas Gerais PAINEL DA INDÚSTRIA MINEIRA Minas Gerais Julho/2016 Objetivo Prover informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria no Estado de Minas Gerais e nas Regionais FIEMG. Ficha Técnica Elaboração:

Leia mais

RIO EXPORTA Boletim de comércio exterior do Rio de Janeiro

RIO EXPORTA Boletim de comércio exterior do Rio de Janeiro FEVEREIRO 1 RIO EXPORTA Boletim de comércio exterior do Rio de Janeiro Expediente Fevereiro de 2015 Ano XIII - nº 02 Sistema FIRJAN Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro PRESIDENTE Eduardo

Leia mais

São Caetandr_sao_caetano 31 DIRETORIA REGIONAL DO CIESP DE SÃO CAETANO DO SUL. Informações Econômicas e da Indústria de Transformação

São Caetandr_sao_caetano 31 DIRETORIA REGIONAL DO CIESP DE SÃO CAETANO DO SUL. Informações Econômicas e da Indústria de Transformação São Caetandr_sao_caetano 31 DIRETORIA REGIONAL DO CIESP DE SÃO CAETANO DO SUL Informações Econômicas e da Indústria de Última atualização em 01 de novembro de 2017 A Diretoria Regional do CIESP de São

Leia mais

São Bernardr_sao_bernardo 30 DIRETORIA REGIONAL DO CIESP DE SÃO BERNARDO DO CAMPO. Informações Econômicas e da Indústria de Transformação

São Bernardr_sao_bernardo 30 DIRETORIA REGIONAL DO CIESP DE SÃO BERNARDO DO CAMPO. Informações Econômicas e da Indústria de Transformação São Bernardr_sao_bernardo 30 DIRETORIA REGIONAL DO CIESP DE SÃO BERNARDO DO CAMPO Informações Econômicas e da Indústria de Última atualização em 01 de novembro de 2017 A Diretoria Regional do CIESP de

Leia mais

Importações no período acumulado de janeiro até dezembro de 2015.

Importações no período acumulado de janeiro até dezembro de 2015. Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de dezembro de 2015. Total das exportações do Rio Grande

Leia mais

Guarulhos dr_guarulhos 13 DIRETORIA REGIONAL DO CIESP DE GUARULHOS. Informações Econômicas e da Indústria de Transformação

Guarulhos dr_guarulhos 13 DIRETORIA REGIONAL DO CIESP DE GUARULHOS. Informações Econômicas e da Indústria de Transformação Guarulhos dr_guarulhos 13 DIRETORIA REGIONAL DO CIESP DE GUARULHOS Informações Econômicas e da Indústria de Última atualização em 01 de novembro de 2017 A Diretoria Regional do CIESP de Guarulhos representa

Leia mais

Fevereiro 2015 São Paulo, 23 de março de DÉFICIT COM A CHINA ALCANÇA US$ 3,6 BILHÕES NO PRIMEIRO BIMESTRE DE 2015.

Fevereiro 2015 São Paulo, 23 de março de DÉFICIT COM A CHINA ALCANÇA US$ 3,6 BILHÕES NO PRIMEIRO BIMESTRE DE 2015. Fevereiro 2015 São Paulo, 23 de março de 2015. DÉFICIT COM A CHINA ALCANÇA US$ 3,6 BILHÕES NO PRIMEIRO BIMESTRE DE 2015. Em fevereiro, a balança comercial brasileira com a China registrou saldo negativo

Leia mais

A semente do cooperativismo no desenvolvimento competitivo do Estado do Paraná

A semente do cooperativismo no desenvolvimento competitivo do Estado do Paraná Fórum de Competitividade da Câmara Americana de Comércio - AMCHAM Curitiba 27/setembro/2017 Curitiba/PR A semente do cooperativismo no desenvolvimento competitivo do Estado do Paraná Eng. Agr. J O S É

Leia mais

São José dodr_sao_jose_dos_campos 35 DIRETORIA REGIONAL DO CIESP DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS. Informações Econômicas e da Indústria de Transformação

São José dodr_sao_jose_dos_campos 35 DIRETORIA REGIONAL DO CIESP DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS. Informações Econômicas e da Indústria de Transformação São José dodr_sao_jose_dos_campos 35 DIRETORIA REGIONAL DO CIESP DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Informações Econômicas e da Indústria de Última atualização em 01 de novembro de 2017 A Diretoria Regional do CIESP

Leia mais

Acumulado até novembro registra IED de US$ 52,7 bilhões

Acumulado até novembro registra IED de US$ 52,7 bilhões São Paulo, 18 de janeiro de 2016 NOVEMBRO DE 2015 Acumulado até novembro registra IED de US$ 52,7 bilhões No acumulado até novembro, os fluxos de investimento estrangeiro direto (IED) no Brasil totalizaram

Leia mais

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Junho 2017

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Junho 2017 >> Exportações de produtos industriais Grupos de Produtos Industriais Junho - US$ Janeiro a Junho - US$ 2016 2017 Var. % 2016 2017 Var. % Celulose e Papel 84.431.684 90.047.004 7% 522.390.072 501.962.469-4%

Leia mais

Produção Industrial Fevereiro de 2014

Produção Industrial Fevereiro de 2014 Produção Industrial Fevereiro de 2014 Produção Industrial mantém ritmo moderado de crescimento A produção industrial de Santa Catarina cresceu 1,8% em fevereiro, em relação ao mesmo mês do ano anterior.

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL BRASIL / MERCOSUL

BALANÇA COMERCIAL BRASIL / MERCOSUL BALANÇA COMERCIAL Tatiana Lacerda Prazeres Secretária de Comércio Exterior Indicadores Sócioeconômicos dos Países do Mercosul 2010 BRASIL ARGENTINA PARAGUAI URUGUAI PIB (US$ bi) 2.090,3 370,3 18,5 40,3

Leia mais

São Paulo dr_sao_paulo 36 DIRETORIA REGIONAL DO CIESP DE SÃO PAULO. Informações Econômicas e da Indústria de Transformação

São Paulo dr_sao_paulo 36 DIRETORIA REGIONAL DO CIESP DE SÃO PAULO. Informações Econômicas e da Indústria de Transformação São Paulo dr_sao_paulo 36 DIRETORIA REGIONAL DO CIESP DE SÃO PAULO Informações Econômicas e da Indústria de Última atualização em 01 de novembro de 2017 A região de São Paulo corresponde às diretorias

Leia mais