DADOS MAIS RELEVANTES OBTIDOS COM A APLICAÇÃO DA GINÁSTICA LABORAL NAS EMPRESAS LIDER TRATORES, BANCO SICREDI E JE MÍDIA VISUAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DADOS MAIS RELEVANTES OBTIDOS COM A APLICAÇÃO DA GINÁSTICA LABORAL NAS EMPRESAS LIDER TRATORES, BANCO SICREDI E JE MÍDIA VISUAL"

Transcrição

1 RELATÓRIO PARCIAL DA APLICAÇÃO DA GINÁSTICA LABORAL EM ALGUMAS EMPRESAS DE CACHOEIRA DO SUL, COM ALGUNS RESULTADOS OBTIDOS INDIVIDUALMENTE MAS AINDA NÃO CONCLUSIVOS. Estas primeiras partes do relatório serão demonstradas alguns resultados que foram obtidos nas empresa, Je Mídia e. Estes dados estão colocados para fazer uma comparação entre eles. Já em uma Segunda parte está lançado os dados da empresa Agroindustrial Linck, que tem o seu resultados analisado separadamente o questionários foi concebido de forma peculiar, mas que na essência tem os mesmos objetivos dos aplicado nas empresas, e. Nos anexos estão os gráficos dos resultados das avaliações das empresas, impressos de forma individual e, também as avaliações que os responsáveis pelas empresas fizeram sobre o Programa de Ginástica Laboral. Junto aos anexos, também constam algumas páginas da Home Page da Agroindustria Linck, que fala sobre a Ginástica Laboral executada com seus colaboradores. Destas empresas, atualmente continua com o seu Programa de Ginástica Laboral a, sendo que o solicitou a interrupção por estar fazendo algumas modificações na engenharia administrativa e a solicitou que interrompesse o Programa por uma questão das féria dos funcionários e para que após a isso será realizado uma avaliação interna que irá determinar se a Ginástica Laboral continuará ou não. Importante ressaltar que o quadro de funcionários da visual é constituído principalmente de jovens e este fato pode ter influenciado em algumas respostas principalmente nas que tocavam em mudanças de atitude. Das 33 perguntas, selecionei 27 para fazer um comparativo entre as empresas, que tinham relevância para o trabalho da minha pesquisa. Nos anexo contam a avaliação do Sr. Edson Ortiz, gerente da Agroindústria Linck, algumas páginas da Home Page desta mesma firma onde este fala sobre o seu Programa de Ginástica Laboral em parceria com a ULBRA Campus Cachoeira do Sul. E para finalizar os gráficos dos resultados de todas a empresas já avaliadas. Saliento ainda que este ano tentarei incluir o Programa de Ginástica Laboral, inicialmente como projeto de pesquisa, no Fórum Comarca de Cachoeira do Sul, o que será um fato inédito a nível de judiciário em todo o estado do Rio Grande do Sul. Já na Agência da Caixa Econômica Federal de Cachoeira do Sul, o trabalho está a pleno, onde começamos a executar o Projeto de Pesquisa sobre o uso da Ginástica Labora em 22 de novembro de 1999 sendo que o término fase está previsto para o final de março de Estão envolvidos nesta etapa do projeto os Acadêmicos; Marcelo Cé, junto a JE Mídia, Wagner Figueiró, Diego Lara e Raquel M. Ribeiro. 1

2 DADOS MAIS RELEVANTES OBTIDOS COM A APLICAÇÃO DA GINÁSTICA LABORAL NAS EMPRESAS LIDER TRATORES, BANCO SICREDI E JE MÍDIA VISUAL 1 - Em Relação ao relacionamento interpessoal dos funcionários, após o início do Programa de Ginástica Laboral (). Ótimo 5% 31% 50% Muito Bom 25% 38% 50% Bom 70% 31% 0% Médio 0% 0% 0% Ruim 0% 0% 0% Comentário: Como se pode notar que nestas empresas os resultados foram positivos, pois todas elas ficaram com o grau de relacionamento acima de bom. 2 Em relação ao item Tonturas que alguns funcionários sentiam ou sentem durante a jornada de trabalho. Abaixo demonstram quais foram os resultados obtidos desde o início do. Melhorou 5% 38% 21% Continua da mesma forma 95% 62% 79% Comentários: Não houve uma mudança muito significativa neste item. O fato de os índices serem maiores no Continua da Mesma Forma, também não quer dizer que não teve efeito o trabalho, pois vejamos, este que assinalaram nesta opção podem muito bem não sentir este sintoma, mas o pouco que aconteceu já representa uma melhora para a empresa em termos de que 1 ou mais colaboradores estão em condições de produzirem melhor. 3 Em relação ao item Dor de Cabeça que alguns funcionários sentiam ou sentem durante a jornada de trabalho. Abaixo demonstram quais foram os resultados obtidos desde o início do. Melhorou 5% 15% 29% Continua da mesma forma 95% 85% 71% 2

3 Comentários: Não houve uma mudança muito significativa neste item. O fato de o índice serem maiores no Continua da Mesma Forma, também não quer dizer que não teve efeito o trabalho, pois vejamos, este que assinalaram nesta opção podem muito bem não sentir este sintoma, mas o pouco que aconteceu já representa uma melhora para a empresa em termos de que 1 ou mais colaboradores estão em condições de produzirem melhor. 4 Em relação ao item Cansaço que alguns funcionários sentiam ou sentem durante a jornada de trabalho. Abaixo demonstram quais foram os resultados obtidos desde o início do. Melhorou 26% 38% % Continua da mesma forma 74% 62% 64% Comentários: Já neste sintoma houve uma mudança significativa. Os percentuais nos dão um indício que alguns funcionários sentiam-se cansados. O fato de os índices serem maiores no Continua da Mesma Forma, também não quer dizer que não teve efeito o trabalho, pois vejamos, este que assinalaram nesta opção podem muito bem não sentir este sintoma, mas as mudanças que aconteceram já representaram uma melhora para a empresa em termos de que 1 ou mais colaboradores estão em condições de produzirem melhor. 5 Em relação ao item Tenso que alguns funcionários sentiam ou sentem durante a jornada de trabalho. Abaixo demonstram quais foram os resultados obtidos desde o início do. Melhorou 26% 31% 36% Continua da mesma forma 74% 69% 64% Comentários: Já neste sintoma houve uma mudança significativa. Os percentuais nos dão um indício que alguns funcionários sentiam-se tenso. O fato de o índice serem maiores no Continua da Mesma Forma, também não quer dizer que não teve efeito o trabalho, pois vejamos, este que assinalaram nesta opção podem muito bem não sentir este sintoma, mas as mudanças que 3

4 aconteceram já representaram uma melhora para a empresa em termos de que 1 ou mais colaboradores estão em condições de produzirem melhor. 6 Em relação ao item Irritado que alguns funcionários sentiam ou sentem durante a jornada de trabalho. Abaixo demonstram quais foram os resultados obtidos desde o início do. Melhorou 16% 46% 36% Continua da mesma forma 84% 54% 64% Comentários: Já neste sintoma houve uma mudança significativa, principalmente no e na, Os percentuais nos dão um indício de que alguns funcionários sentiam-se irritados. O fato de os índices serem maiores no Continua da Mesma Forma, também não quer dizer que não teve efeito o trabalho, pois vejamos, este que assinalaram nesta opção podem muito bem não sentir este sintoma, mas as mudanças que aconteceram já representaram uma melhora para a empresa em termos de que 1 ou mais colaboradores estão em condições de produzirem melhor. 7 Em relação ao item Entediado que alguns funcionários sentiam ou sentem durante a jornada de trabalho. Abaixo demonstram quais foram os resultados obtidos desde o início do. Melhorou 16% 38% 21% Continua da mesma forma 84% 62% 79% Comentários: Já neste sintoma houve pequenas mudanças, isto nos dá um indício que grande parte dos funcionários não sentiam tédio no trabalho. 8 Em relação ao item Angustiados que alguns funcionários sentiam ou sentem durante a jornada de trabalho. Abaixo demonstram quais formas os resultados obtidos desde o início do. Melhorou 25% 31% 25% Continua da mesma forma 75% 69% 75% 4

5 Comentários: Já neste sintoma houve uma mudança significativa, isto nos dá um indício que uma parte dos funcionários sentiam-se muito angustiados. O fato de os índices serem maiores no Continua da Mesma Forma, também não quer dizer que não teve efeito o trabalho, pois vejamos, este que assinalaram nesta opção podem muito bem não sentir este sintoma, mas as mudanças que aconteceram já representaram uma melhora para a empresa em termos de que 1 ou mais colaboradores estão em condições de produzirem melhor. 9 - Quanto às estruturas músculo-esquéticas, as alterações que ocorreram após o. 9.1 Coluna Cervical Sentia antes do e continua igual 11% 0% 13% Passeia a sentir após o início do 0% 0% 0% Não sentia nada antes do e partir do início do 46% 23% 61% 32% 38% 13% 11% 31% 13% maior parte em Não sentia nada antes do e continuo não sentindo nada e partir do início do. Já na opção existe um indicativo que também existiu algumas modificações positiva, portanto posso dizer que houve uma melhora significativa neste sintoma, que é causado ou agravado pela má postura que o trabalhador tem que permanecer durante a sua jornada de trabalho e/ou por móveis ergonomicamente mal projetados, fazendo com que estes adquiram o LER/DORT. 5

6 9.2 Coluna Dorsal Sentia antes do e continua igual 16% 0% 14% Passeia a sentir após o início do 5% 0% 0% Não sentia nada antes do e partir do início do 58% 31% 72% 21% 31% 14% 0% 38% 0% maior parte em Não sentia nada antes do e continuo não sentindo nada e partir do início do., Já na opção existe um indicativo que também existiu algumas modificações positiva, portanto posso dizer que houve uma melhora significativa neste sintoma, que é causado ou agravado pela má postura que o trabalhador tem que permanecer durante a sua jornada de trabalho e/ou por móveis ergonomicamente mal projetados, fazendo com que estes adquiram o LER/DORT. 9.3 Coluna Lombar Sentia antes do e continua igual 26% 0% 0% Passeia a sentir após o início do 0% 0% 0% Não sentia nada antes do e partir do início do 48% 31% 70% 21% 23% 15% 5% 46% 15% maior parte em Não sentia nada antes do e continuo não sentindo nada e partir do início do., Já na opção existe um indicativo que também existiu algumas modificações positiva, portanto posso dizer que houve uma melhora significativa neste sintoma, que é causado ou agravado pela má postura que o trabalhador tem que permanecer durante a sua jornada de 6

7 trabalho e/ou por móveis ergonomicamente mal projetados, fazendo com que estes adquiram o LER/DORT. 9.4 Ombros Sentia antes do e continua igual 0% 8% 29% Passeia a sentir após o início do 5% 0% 0% Não sentia nada antes do e partir do início do 79% 39% 57% 16% 15% 14% 0% 38% 0% maior parte em Não sentia nada antes do e continuo não sentindo nada e partir do início do., Já na opção não existe muitos indicativos de modificações, portanto posso dizer que não houve modificações significativas neste sintoma. A maioria dos colaboradores assinalou que não possuíam nenhuma forma de sintoma ou indicativo de LER/DORT nesta articulação. 9.5 Clavícula Sentia antes do e continua igual 0% 8% 0% Passeia a sentir após o início do 0% 8% 0% Não sentia nada antes do e partir do início do 79% 84% 100% 16% 0% 0% 5% 0% 0% maior parte em Não sentia nada antes do e continuo não sentindo nada e partir do início do., Já na opção não existe muitos indicativos de modificações, portanto posso dizer que não houve modificações 7

8 significativas neste sintoma. A maioria dos colaboradores assinalou que não possuíam nenhuma forma de sintoma ou indicativo de LER/DORT nesta articulação. 9.6 Cotovelo Sentia antes do e continua igual 5% 8% 0% Passeia a sentir após o início do 0% 0% 0% Não sentia nada antes do e partir do início do 79% 84% 90% 16% 8% 10% 0% 0% 0% maior parte em Não sentia nada antes do e continuo não sentindo nada e partir do início do., Já na opção não existe muitos indicativos de modificações, apenas pequenas modificações de melhoras naqueles que sentiam antes do programa, portanto posso dizer que não houve modificações significativas neste sintoma. A maioria dos colaboradores assinalou que não possuíam nenhuma forma de sintoma ou indicativo de LER/DORT nesta articulação. 9.7 Punhos Sentia antes do e continua igual 0% 0% 14% Passeia a sentir após o início do 75% 0% 0% Não sentia nada antes do e partir do início do 10% 38% 72% 5% 47% 0% 10% 15% 14% 8

9 Comentários: Analisando os itens Não sentia nada antes do e no e na, continuam tendo os maiores percentuais e o item Sentia antes e melhorei muito a partir do início do., A modificação bem significativa aconteceu no, já na opção Passei a sentir após o início do tive uma surpresa, ou seja, na empresa um grande número de trabalhadores começaram a sentir esta articulação após o início do programa, quanto à opção existiram indícios de algumas modificações, portanto posso dizer que não houve alterações muito significativas neste sintoma. 9.8 Coxo- Femural Sentia antes do e continua igual 5% 0% 0% Passeia a sentir após o início do 5% 0% 0% Não sentia nada antes do e partir do início do 75% 92% 0% 10% 0% 0% 5% 8% 100% maior parte em Não sentia nada antes do e continuo não sentindo nada e partir do início do., Já na opção não existe muitos indicativos de modificações, portanto posso dizer que não houve modificações significativas neste sintoma. A maioria dos colaboradores assinalou que não possuíam nenhuma forma de sintoma ou indicativo de LER/DORT nesta articulação. Mas podemos notar uma peculiaridade, ou seja, todos os funcionários da que responderam o questionário, notaram melhoras nesta articulação. 9

10 9.9 Joelhos Sentia antes do e continua igual 10% 8% 7% Passeia a sentir após o início do 5% 0% 0% Não sentia nada antes do e partir do início do 75% 53% 72% 10% 8% 21% 0% 31% 0% maior parte em Não sentia nada antes do e continuo não sentindo nada e partir do início do., Já na opção não existe muitos indicativos de modificações, portanto posso dizer que houve pequenas modificações neste sintoma. A maioria dos colaboradores assinalou que não possuíam nenhuma forma de sintoma ou indicativo de LER/DORT nesta articulação Tornozelo Sentia antes do e continua igual 5% 8% 0% Passeia a sentir após o início do 0% 0% 0% Não sentia nada antes do e partir do início do 90% 92% 93% 5% 0% 0% 0% 0% 7% Comentários:. A maioria dos colaboradores assinalou que não possuíam nenhuma forma de sintoma ou indicativo de LER/DORT nesta articulação. Mas o importante é que ao olhar o segundo item nota que uns dos objetivos do fica comprovado, ou seja, a da prevenção, pois neste item Passeia sentir após o início do programa em todas as empresa ficou com o índice zero (Zero). 10

11 9.11 Panturrilha Sentia antes do e continua igual 0% 0% 0% Passeia a sentir após o início do 11% 0% 0% Não sentia nada antes do e partir do início do 67% 69% 93% 22% 8% 0% 0% 23% 7% Comentários:. A maioria dos colaboradores assinalou que não possuíam nenhuma forma de sintoma ou indicativo de LER/DORT nesta articulação. Houve na empresa um fato negativo, pois alguns funcionários começaram a sentir alguma anormalidade na panturrilha, mas ao mesmo tempo esta mesma empresa foi a que teve o maior índice de melhora entre as três empresa analisada neste relatório e especificamente no item Sentia antes do e melhorei muito após o início do programa Pernas Sentia antes do e continua igual 16% 8% 0% Passeia a sentir após o início do 0% 0% 0% Não sentia nada antes do e partir do início do 63% 38% 79% 21% 23% 14% 0% 31% 7% Comentários:. A maioria dos colaboradores assinalou que não possuíam nenhuma forma de sintoma ou indicativo de LER/DORT nesta articulação, sendo que um pequeno percentual que sentia anterior ao continuou da mesma forma e que houve uma mudança significativa e positiva em muitos trabalhadores, conforme os índices apontados no item Sentia antes e melhorei muito a partir do início do. 11

12 10 Em relação ao seu sono, como fiou após o início do Programa de Ginástica Laboral. Meu sono continua igual ao que era antes do Dormia mal melhorei muito a partir do início do Dormia bem e passei a dormir mal a partir do Piorou em muito a partir do início do Melhorou em muito a partir do início do Senti pouca alteração após o início do 61% 47% 71% 0% 0% 0% 0% 0% 0% 0% 0% 0% 11% 15% 0% 28% 28% 29% Comentários: Praticamente houve poucas repercussões em relação ao sono dos trabalhadores das três empresas analisadas, apenas algumas umas pequenas alterações nas empresas e. 11 Após o início do Programa de Ginástica Laboral, você passou a se acordar: Descansado 86% 92% 86 Cansado 14% 8% 14% Comentários: Esta foi sem dúvida uma grande alteração e conquista com o Programa de Ginástica Laboral nesta empresas, conforme demonstram os índices. 12 Após o início do Programa de Ginástica Laboral, fisicamente, no final da sua jornada de trabalha você passou a se sentir: Bem 26% 31% 7% Pouco Cansado 26% 31% 43% Cansado 43% 23% 50% Muito Cansado 5% 15% 0% 12

13 Comentários: Pelo índice posso constatar que apesar de algumas modificações positivas os funcionários das três empresas analisados continuam com um grau de cansaço muito grande ao final da jornada de trabalho. 13 Após o início do Programa de Ginástica Laboral, mentalmente, no final da sua jornada de trabalha você passou a se sentir: Bem 52% 8% 14% Pouco Cansado 16% 53% 65% Cansado 21% 31% 0% Muito Cansado 11% 8% 21% Comentários: Pelo índice posso constatar que os funcionários da empresa foram os que melhor aproveitamento obteve e que os funcionários do e tem um indicativo de que houve melhoras. 14 Quanto ao número de faltas durante os 2 últimos meses da execução do. Nunca Faltaram 16% 0% 21% Faltaram de 1 a 2 16% 23% 29% Faltaram de 3 a 4 26% 23% 36% Faltaram de 5 a 6 21% 30% 7% Faltaram de 7 a 8 16% 8% 0% Faltaram de 9 a 10 5% 0% 0% Faltaram de 11 a 12 0% 0% 0% Faltaram de 13 a 14 5% 0% 7% Faltaram de 15 a 16 5% 0% 0% Faltaram de 17 a 18 5% 8% 0% Faltaram mais de 18 5% 8% 0% Comentários: O maior número de faltas concentrou-se entre 1 a 6 aulas, se levarmos em consideração que em 2 meses a média de aula ministrada é de 24, este percentual de ausências fica muito baixo, ou seja, uma abstenção de 25%. 13

14 15 Relato pessoal dos funcionários da empresa sobre a suas melhoras em relação as tarefas que executam diariamente. Sentiu mais Disposição para as sua tarefas 23% 35% 50% Produziu mais no seu trabalho 10% 18% 4% Realizou suas tarefas com mais atenção Obteve mais agilidade para as suas tarefas 23% 11% 17% 22% 21% 17% Errou menos no seu trabalho 10% 11% 4% Ficou mais organizado 12% 4% 8% Comentários: Observando de uma maneira mais genérica, notasse que se classificar em ordem de grandeza, a ordem ficou assim: 1º mais disposição, 2º mais agilidade, 3º mais atenção, 4º produziu mais, 5º errou menos e 6º ficou mais organizado. Estes fatos representam, também, uma grande conquista do junto às empresas, que fazem parte dos objetivos da pesquisa. 16 Quanto a imagem da empresa junto aos colaboradores. Melhorou 86% 77% 71% Continua a mesma 14% 23% 29% Piorou 0% 0% 0% Comentários: Como se nota este trabalho tem uma grande importância para que as empresas melhorem significativamente a sua imagem junto aos seus trabalhadores, e o que chama bastante a atenção é que em termos negativos não houve nenhuma manifestação. 14

15 17 Em relação a continuidade do Programa de Ginástica Laboral nas empresas. Sim 95% 100% 100% Não 5% 0% 0% Comentários: Foi quase que unânime a manifestação dos participantes pela continuação do Programa de Ginástica Laboral, isto já mostra por si só a grande aceitação e importância deste projeto para os trabalhadores, mostrando que houve uma conscientização e uma mudança de paradigma do exercício para a sua saúde e desempenho profissional. Prof. Jorge Luiz Fidêncio da Maia Professor da Disciplina Fundamentos da Ginástica 15

GINÁSTICA LABORAL Prof. Juliana Moreli Barreto

GINÁSTICA LABORAL Prof. Juliana Moreli Barreto GINÁSTICA LABORAL Prof. Juliana Moreli Barreto OFICINA PRÁTICA Aprenda a ministrar aulas de ginástica laboral GINÁSTICA LABORAL - Objetivos e benefícios do programa - Formas de aplicação atualmente - Periodização

Leia mais

O IMPACTO DO PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NO AUMENTO DA FLEXIBILIDADE

O IMPACTO DO PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NO AUMENTO DA FLEXIBILIDADE O IMPACTO DO PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NO AUMENTO DA FLEXIBILIDADE UM ESTUDO QUANTO À APLICABILLIDADE DO PROGRAMA PARA COLETORES DE LIXO DO MUNICÍPIO DE NITERÓI ALESSANDRA ABREU LOUBACK, RAFAEL GRIFFO

Leia mais

Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia

Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia Dr. Leandro Gomes Pistori Fisioterapeuta CREFITO-3 / 47741-F Fone: (16) 3371-4121 Dr. Paulo Fernando C. Rossi Fisioterapeuta CREFITO-3 / 65294 F Fone: (16) 3307-6555

Leia mais

LER/DORT. www.cpsol.com.br

LER/DORT. www.cpsol.com.br LER/DORT Prevenção através s da ergonomia DEFINIÇÃO LER: Lesões por Esforços Repetitivos; DORT: Doenças Osteomusculares Relacionadas ao Trabalho; São doenças provocadas pelo uso inadequado e excessivo

Leia mais

QUESTIONÁRIO BIPOLAR AVALIAÇÃO DE FADIGA- QUESTIONÁRIO DO INÍCIO DA JORNADA DE TRABALHO

QUESTIONÁRIO BIPOLAR AVALIAÇÃO DE FADIGA- QUESTIONÁRIO DO INÍCIO DA JORNADA DE TRABALHO QUESTIONÁRIO DO INÍCIO DA JORNADA DE TRABALHO Nome: Horário: QUESTIONÁRIO DO MEIO DA JORNADA DE TRABALHO Dor nos braço, no punho QUESTIONÁRIO DO FINAL DA JORNADA DE TRABALHO Nome: Horário: Dor nos braço,

Leia mais

CARACTERIZAÇAO DE UM PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL COMO PREVENÇÃO E REDUÇÃO DA LER/DORT

CARACTERIZAÇAO DE UM PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL COMO PREVENÇÃO E REDUÇÃO DA LER/DORT CARACTERIZAÇAO DE UM PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL COMO PREVENÇÃO E REDUÇÃO DA LER/DORT PINHEIRO, L. C.; DUTRA, J.; BRASILINO, F.F; MORALES, P. J. C.; HUCH, T.P. Universidade da Região de Joinville Depto.

Leia mais

Programa de Ginástica Laboral

Programa de Ginástica Laboral Programa de Ginástica Laboral 1. IDENTIFICAÇÃO Nome: Programa de Ginástica Laboral (PGL) Promoção e Organização: Centro de Educação Física, Esportes e Recreação Coordenadoria do Campus de Ribeirão Preto.

Leia mais

PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA

PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA AVALIAÇÃO DO 1º SEMESTRE E PERSPECTIVAS PARA O 2º SEMESTRE DE 2014 Agosto/2014 Esta pesquisa tem como objetivo avaliar o desempenho do primeiro semestre de 2014, as

Leia mais

LAUDO ERGONÔMICO DE TRABALHO ERGONOMIA NR-17

LAUDO ERGONÔMICO DE TRABALHO ERGONOMIA NR-17 LAUDO ERGONÔMICO DE TRABALHO ERGONOMIA NR-17 1. IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA Razão Social: Caixa Econômica Federal Endereço: Setor SBS Quadra 4 Bloco A Lote 3 e 4 Asa Sul Brasília/ DF CEP 70.092-900 CNPJ:

Leia mais

O uso de práticas ergonômicas e de ginástica laboral nas escolas

O uso de práticas ergonômicas e de ginástica laboral nas escolas O uso de práticas ergonômicas e de ginástica laboral nas escolas Dessyrrê Aparecida Peixoto da Silva¹; Júlio César dos Santos² ¹Estudante de Engenharia de Produção, Bolsista de Extensão Universitária (PIBEX)

Leia mais

Programa Corporativo Fitness Timbu

Programa Corporativo Fitness Timbu Programa Corporativo Fitness Timbu O que é? Series de exercícios físicos que utilizam movimentos naturais do ser humano, como pular, correr, puxar, agachar, girar e empurrar. O praticante ganha força,

Leia mais

Case 5 Diagnóstico sobre a percepção das mulheres na empresa no tema Conciliação entre Trabalho e Família. Líder em soluções de TI para governo

Case 5 Diagnóstico sobre a percepção das mulheres na empresa no tema Conciliação entre Trabalho e Família. Líder em soluções de TI para governo Case 5 Diagnóstico sobre a percepção das mulheres na empresa no tema Conciliação entre Trabalho e Família Líder em soluções de TI para governo MOTIVAÇÃO A ação constou do Plano de Ação da 5ª Edição do

Leia mais

Qualidade de vida no Trabalho

Qualidade de vida no Trabalho Qualidade de Vida no Trabalho Introdução É quase consenso que as empresas estejam cada vez mais apostando em modelos de gestão voltados para as pessoas, tentando tornar-se as empresas mais humanizadas,

Leia mais

Dicas para uma boa noite de sono

Dicas para uma boa noite de sono Dicas para uma boa noite de sono Ter uma boa noite de sono é um dos melhores hábitos para melhorar a saúde: fortalece a memória, ajuda a controlar a hipertensão e o diabetes, diminui riscos de doenças

Leia mais

TÍTULO: A GINÁSTICA LABORAL RELACIONADA À QUALIDADE DE VIDA NO AMBIENTE DE TRABALHO

TÍTULO: A GINÁSTICA LABORAL RELACIONADA À QUALIDADE DE VIDA NO AMBIENTE DE TRABALHO TÍTULO: A GINÁSTICA LABORAL RELACIONADA À QUALIDADE DE VIDA NO AMBIENTE DE TRABALHO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: EDUCAÇÃO FÍSICA INSTITUIÇÃO: FACULDADES INTEGRADAS PADRE

Leia mais

OTRABALHO NOTURNO E A SAÚDE DO TRABALHADOR: ESTUDO EXPLORATÓRIO EM TAUBATÉ E SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

OTRABALHO NOTURNO E A SAÚDE DO TRABALHADOR: ESTUDO EXPLORATÓRIO EM TAUBATÉ E SÃO JOSÉ DOS CAMPOS OTRABALHO NOTURNO E A SAÚDE DO TRABALHADOR: ESTUDO EXPLORATÓRIO EM TAUBATÉ E SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Tatiane Paula de Oliveira 1, Adriana Leonidas de Oliveira (orientadora) 2 1 Universidade de Taubaté/ Departamento

Leia mais

Carina Cristiane Teodoro Pierini¹; Terezinha Gomes Faria²

Carina Cristiane Teodoro Pierini¹; Terezinha Gomes Faria² V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 7 CONTRIBUIÇÕES DA GINÁSTICA LABORAL PARA A MELHORIA DA CONDIÇÃO FÍSICA DOS ORIENTADORES DE ESTACIONAMENTO REGULAMENTADO

Leia mais

Este manual foi desenvolvido usando a versão 3.4.81 do Ponto Secullum 3 e a versão 1.0.51 do Ponto Secullum 4.

Este manual foi desenvolvido usando a versão 3.4.81 do Ponto Secullum 3 e a versão 1.0.51 do Ponto Secullum 4. Migrando do Ponto Secullum 3 para o Ponto Secullum 4 A Secullum Sistemas de Ponto e Acesso vem através desse manual esclarecer as duvidas em relação a migração do sistema de Ponto Secullum 3 para o Ponto

Leia mais

Global Training. The finest automotive learning

Global Training. The finest automotive learning Global Training. The finest automotive learning Cuidar da saúde com PREFÁCIO O Manual de Ergonomia para o Motorista que você tem em agora em mãos, é parte de um programa da Mercedes-Benz do Brasil para

Leia mais

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz 1 RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz Contrato: AS.DS.PV.024/2010 Empresa: SENSOTECH ASSESSORAMENTO

Leia mais

UTILIZANDO PROGRAMAS EDUCACIONAIS

UTILIZANDO PROGRAMAS EDUCACIONAIS LINUX EDUCACIONAL UTILIZANDO PROGRAMAS EDUCACIONAIS PROFESSOR GERSON VALENCIO Caro professor: As novas Tecnologias de Informação e Comunicação(TICs) estão mudando nossa forma de pensar, agir, relacionar-se,

Leia mais

SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio.

SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio. SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio. RESUMO Nós, jovens brasileiros, é uma continuidade do conhecido Este jovem brasileiro, sucesso do portal por 6 edições consecutivas.

Leia mais

USO DE REDES SOCIAIS EM AMBIENTES CORPORATIVOS. www.gentispanel.com.br

USO DE REDES SOCIAIS EM AMBIENTES CORPORATIVOS. www.gentispanel.com.br USO DE REDES SOCIAIS EM AMBIENTES CORPORATIVOS www.gentispanel.com.br Só quem tem uma base de 6,5 milhões de pessoas pode resolver suas pesquisas de mercado em poucos dias. Pesquisas ad-hoc Consumidores

Leia mais

PERCEPÇÃO DE DORES MUSCULOESQUELÉTICAS DOS TRABALHADORES DE UMA INDÚSTRIA DE PRODUTOS DE LIMPEZA E POLIMENTO. Kele da Silva Ribeiro

PERCEPÇÃO DE DORES MUSCULOESQUELÉTICAS DOS TRABALHADORES DE UMA INDÚSTRIA DE PRODUTOS DE LIMPEZA E POLIMENTO. Kele da Silva Ribeiro PERCEPÇÃO DE DORES MUSCULOESQUELÉTICAS DOS TRABALHADORES DE UMA INDÚSTRIA DE PRODUTOS DE LIMPEZA E POLIMENTO Kele da Silva Ribeiro Supervisora de Lazer e Esportes do Programa SESI Vida Ativa SESI Contagem

Leia mais

2ª SEMANA NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA MARÇO

2ª SEMANA NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA MARÇO Design & Saúde Financeira para maiores de 50 anos Vera Damazio Laboratório Design Memória Emoção :) labmemo (: O que Design tem a ver com Saúde Financeira para maiores de 50 anos? E o que faz um Laboratório

Leia mais

AS VARIAÇÕES DE EXERCÍCIOS FÍSICOS APLICADOS NAS SESSÕES DE GINÁSTICA LABORAL

AS VARIAÇÕES DE EXERCÍCIOS FÍSICOS APLICADOS NAS SESSÕES DE GINÁSTICA LABORAL AS VARIAÇÕES DE EXERCÍCIOS FÍSICOS APLICADOS NAS SESSÕES DE GINÁSTICA LABORAL Junior, A. C. de J. Sebastião, J. S. Pimentel, E. S. Moreira, R. S. T.. RESUMO A área da ginástica laboral vem crescendo bastante

Leia mais

Fácil e comum é se ouvir uma empresa levantar a bandeira do fluxo de informação com seus diversos públicos, inclusive o interno. A este, a maioria das empresas enaltece com orgulho um setor específico,

Leia mais

A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos

A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos Fisioterapeuta: Adriana Lopes de Oliveira CREFITO 3281-LTT-F GO Ergonomia ERGONOMIA - palavra de origem grega, onde: ERGO = trabalho e NOMOS

Leia mais

Caderno de Postura. Prof. Luiz Mello

Caderno de Postura. Prof. Luiz Mello Caderno de Postura Prof. Luiz Mello CADERNO DE POSTURA Este caderno de postura tem como objetivo demonstrar os principais pontos relacionados a maneira de como tocar violão e guitarra de uma maneira saudável,

Leia mais

Aula 11 O Efeito Pigmalião

Aula 11 O Efeito Pigmalião Aula 11 O Efeito Pigmalião Objetivos da aula: Conhecer o chamado Efeito Pigmalião. Compreender a importância do conhecimento do Efeito Pigmalião pelo líder,l quando ele está envolvido no desenvolvimento

Leia mais

AVALIAÇÃO DE QUALIDADE DE VIDA ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE

AVALIAÇÃO DE QUALIDADE DE VIDA ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE WHOQOL-120 HIV AVALIAÇÃO DE QUALIDADE DE VIDA ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE Genebra Versão em Português 1 Departamento de Saúde Mental e Dependência Química Organização Mundial da Saúde CH-1211 Genebra

Leia mais

IMPLANTAÇÃO E AVALIAÇÃO DE UM PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL: UM ESTUDO PILOTO REALIZADO JUNTO A COLABORADORES DE UM HOSPITAL PRIVADO

IMPLANTAÇÃO E AVALIAÇÃO DE UM PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL: UM ESTUDO PILOTO REALIZADO JUNTO A COLABORADORES DE UM HOSPITAL PRIVADO IMPLANTAÇÃO E AVALIAÇÃO DE UM PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL: UM ESTUDO PILOTO REALIZADO JUNTO A COLABORADORES DE UM HOSPITAL PRIVADO Maria Cecilia Rezek Juliano 1 Silvia Renata Rezek Juliano 1 Maria Clara

Leia mais

R E L A T Ó R I O D E E N G E N H A R I A D E S O F T W A R E ( 2 0 0 5 / 2 0 0 6 )

R E L A T Ó R I O D E E N G E N H A R I A D E S O F T W A R E ( 2 0 0 5 / 2 0 0 6 ) R E L A T Ó R I O D E E N G E N H A R I A D E S O F T W A R E ( 2 0 0 5 / 2 0 0 6 ) Tendo iniciado no presente ano lectivo 2005/2006 o funcionamento da plataforma Moodle na Universidade Aberta, considerou-se

Leia mais

Versão Brasileira do Questionário de Qualidade de Vida -SF-36. Sim, dificulta muito

Versão Brasileira do Questionário de Qualidade de Vida -SF-36. Sim, dificulta muito Versão Brasileira do Questionário de Qualidade de Vida -SF-6 - Em geral você diria que sua saúde é: Excelente Muito Boa Boa Ruim Muito Ruim - Comparada há um ano atrás, como você se classificaria sua idade

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR 1. Como são os cursos ofertados pela plataforma freire e quais os benefícios para os professores que forem selecionados? O professor sem formação poderá estudar nos

Leia mais

Dinâmica e Animação de Grupo

Dinâmica e Animação de Grupo Dinâmica e Animação de Grupo Desenvolvimento de Competências Turma G3D Leandro Diogo da Silva Neves 4848 Índice 1. Introdução... 3 2. Planeamento de desenvolvimento individual... 4 2.1 Competências...

Leia mais

Por esse motivo é tão comum problemas na coluna na sua grande maioria posturais.

Por esse motivo é tão comum problemas na coluna na sua grande maioria posturais. R.P.G. E A MECÂNICA DA NOSSA COLUNA VERTEBRAL * Dr. Gilberto Agostinho A coluna vertebral, do ponto de vista mecânico é um verdadeiro milagre. São 33 vértebras (7 cervicais + 12 torácicas + 5 lombares

Leia mais

TÍTULO: A RELAÇÃO DE DOR OSTEOMUSCULAR E A QUALIDADE DE VIDA DOS MILITARES DO BATALHÃO DO CORPO DE BOMBEIROS.

TÍTULO: A RELAÇÃO DE DOR OSTEOMUSCULAR E A QUALIDADE DE VIDA DOS MILITARES DO BATALHÃO DO CORPO DE BOMBEIROS. TÍTULO: A RELAÇÃO DE DOR OSTEOMUSCULAR E A QUALIDADE DE VIDA DOS MILITARES DO BATALHÃO DO CORPO DE BOMBEIROS. CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA INSTITUIÇÃO: CENTRO

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS PLANOS DE SAÚDE PELOS USUÁRIOS ANO II SÃO PAULO 2013

AVALIAÇÃO DOS PLANOS DE SAÚDE PELOS USUÁRIOS ANO II SÃO PAULO 2013 1 AVALIAÇÃO DOS PLANOS DE SAÚDE PELOS USUÁRIOS ANO II SÃO PAULO Temas 2 Objetivo e metodologia Utilização dos serviços do plano de saúde e ocorrência de problemas Reclamação ou recurso contra o plano de

Leia mais

Estudo Exploratório. I. Introdução. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Pesquisa de Mercado. Paula Rebouças

Estudo Exploratório. I. Introdução. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Pesquisa de Mercado. Paula Rebouças Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Pesquisa de Mercado Paula Rebouças Estudo Exploratório I. Introdução A Dislexia é uma síndrome caracterizada por problemas na leitura: ao ler a pessoa

Leia mais

Prefeitura Municipal de São Luís Manual de uso dos serviços da SEMFAZ. Prefeitura Municipal de São Luís Manual de uso dos serviços da SEMFAZ

Prefeitura Municipal de São Luís Manual de uso dos serviços da SEMFAZ. Prefeitura Municipal de São Luís Manual de uso dos serviços da SEMFAZ Prefeitura Municipal de São Luís Manual de uso dos serviços da SEMFAZ 1 Sumário 1. Introdução 2. Emissão de Certidões 3. Autenticação de Certidões 4. Cadastro de Imóveis/Empresa 5. Acessando meu cadastro

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM RECUPERAÇÃO DE IMAGEM Quero que saibam que os dias que se seguiram não foram fáceis para mim. Porém, quando tornei a sair consciente, expus ao professor tudo o que estava acontecendo comigo, e como eu

Leia mais

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO UTILIZANDO A GINÁSTICA LABORAL

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO UTILIZANDO A GINÁSTICA LABORAL QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO UTILIZANDO A GINÁSTICA LABORAL Alessandra Prado de Souza, Ana Eliza Gonçalves Santos, Jaciara Nazareth Campos Palma, Karine Aparecida Silvério, Leonardo Ferreira, Matheus

Leia mais

A MODELAGEM MATEMÁTICA E A INTERNET MÓVEL. Palavras Chave: Modelagem Matemática; Educação de Jovens e Adultos (EJA); Internet Móvel.

A MODELAGEM MATEMÁTICA E A INTERNET MÓVEL. Palavras Chave: Modelagem Matemática; Educação de Jovens e Adultos (EJA); Internet Móvel. A MODELAGEM MATEMÁTICA E A INTERNET MÓVEL Márcia Santos Melo Almeida Universidade Federal de Mato Grosso do Sul marciameloprofa@hotmail.com Marcos Henrique Silva Lopes Universidade Federal de Mato Grosso

Leia mais

DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA!

DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA! DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA! SUA MOCHILA NÃO PODE PESAR MAIS QUE 10% DO SEU PESO CORPORAL. A influência de carregar a mochila com o material escolar nas costas, associado

Leia mais

CORPO, JOVENS E PRÁTICA DE MUSCULAÇÃO

CORPO, JOVENS E PRÁTICA DE MUSCULAÇÃO UNIVERSIDADE DO PORTO FACULDADE DE DESPORTO CORPO, JOVENS E PRÁTICA DE MUSCULAÇÃO Um estudo em freqüentadores de academia na região do Grande Porto Dissertação apresentada com vista à obtenção do grau

Leia mais

I - RELATÓRIO DO PROCESSADOR *

I - RELATÓRIO DO PROCESSADOR * PSICODRAMA DA ÉTICA Local no. 107 - Adm. Regional do Ipiranga Diretora: Débora Oliveira Diogo Público: Servidor Coordenadora: Marisa Greeb São Paulo 21/03/2001 I - RELATÓRIO DO PROCESSADOR * Local...:

Leia mais

Avaliação Postural e Flexibilidade. Priscila Zanon Candido

Avaliação Postural e Flexibilidade. Priscila Zanon Candido Avaliação Postural e Flexibilidade Priscila Zanon Candido POSTURA A posição otimizada, mantida com característica automática e espontânea, de um organismo em perfeita harmonia com a força gravitacional

Leia mais

CASO CLINICO. Sexo: Masculino - Peso : 90 KIlos Altura: 1,90m

CASO CLINICO. Sexo: Masculino - Peso : 90 KIlos Altura: 1,90m CASO CLINICO Cliente : A. G - 21 anos - Empresa familiar - Sexo: Masculino - Peso : 90 KIlos Altura: 1,90m Motivo da avaliação: Baixa auto estima, dificuldade em dormir, acorda várias vezes a noite. Relatou

Leia mais

Os desafios do Bradesco nas redes sociais

Os desafios do Bradesco nas redes sociais Os desafios do Bradesco nas redes sociais Atual gerente de redes sociais do Bradesco, Marcelo Salgado, de 31 anos, começou sua carreira no banco como operador de telemarketing em 2000. Ele foi um dos responsáveis

Leia mais

www.senado.leg.br/datasenado

www.senado.leg.br/datasenado www.senado.leg.br/datasenado Lei Maria da Penha completa 9 Promulgada em 2006, a Lei Maria da Penha busca garantir direitos da mulher, além da prevenção e punição de casos de violência doméstica e familiar.

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA ALUNA LENAMIRIA CRUZ

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA ALUNA LENAMIRIA CRUZ UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA DEPARTAMENTO DE FÍSICA DISCIPLINA - FÍSICA EXPERIMENTAL ІІ CURSO ENGENHARIA DE ALIMENTOS DOCENTE CALHAU ALUNA LENAMIRIA CRUZ PRINCÍPIO DE PASCAL FEIRA DE SANTANA-BA,

Leia mais

Ginástica Laboral Realizada no Hospital Cristo Rei Ibipora PR. Sidnei Luiz Alves e Aldeviro Cardoso

Ginástica Laboral Realizada no Hospital Cristo Rei Ibipora PR. Sidnei Luiz Alves e Aldeviro Cardoso Ginástica Laboral Realizada no Hospital Cristo Rei Ibipora PR Sidnei Luiz Alves e Aldeviro Cardoso Resumo No seu contexto geral a Ginástica Laboral procura promover a saúde e melhorar as condições dos

Leia mais

É PROIBIDO O USO COMERCIAL DESSA OBRA SEM A AUTORIZAÇÃO DO AUTOR

É PROIBIDO O USO COMERCIAL DESSA OBRA SEM A AUTORIZAÇÃO DO AUTOR É PROIBIDO O USO COMERCIAL DESSA OBRA SEM A AUTORIZAÇÃO DO AUTOR Introdução: Aqui nesse pequeno e-book nós vamos relacionar cinco super dicas que vão deixar você bem mais perto de realizar o seu sonho

Leia mais

Portal Senac/SC. Outubro de 2010

Portal Senac/SC. Outubro de 2010 Portal Senac/SC Roteiro Testes com Usuários Outubro de 2010 Orientações Gerais Sua participação é fundamental para a construção do novo Portal do Senac, por isso, precisamos da sua atenção para o preenchimento

Leia mais

Relatório de Qualidade de Treinamento. Tema: Gerenciamento Ágil com SCRUM

Relatório de Qualidade de Treinamento. Tema: Gerenciamento Ágil com SCRUM Relatório de Qualidade de Treinamento Tema: Gerenciamento Ágil com SCRUM São Paulo, 03 de Agosto de 2009. Prezados Senhores, Segue o resultado da avaliação do treinamento Gerenciamento Ágil com SCRUM realizado

Leia mais

Conteúdo: Partes do corpo humano. Atividade física eleva a qualidade de vida. Cuidando das articulações. FORTALECENDO SABERES

Conteúdo: Partes do corpo humano. Atividade física eleva a qualidade de vida. Cuidando das articulações. FORTALECENDO SABERES 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I Conteúdo: Partes do corpo humano. Atividade física eleva a qualidade de vida. Cuidando das articulações. 3 CONTEÚDO

Leia mais

Oficina de Educomunicação: Construção de um Fotodocumentário Histórico da Escola Augusto Ruschi

Oficina de Educomunicação: Construção de um Fotodocumentário Histórico da Escola Augusto Ruschi Oficina de Educomunicação: Construção de um Fotodocumentário Histórico da Escola Augusto Ruschi EJE: Comunicacion y Extensión AUTORES: Garcia, Gabriela Viero 1 Tumelero, Samira Valduga 2 Rosa, Rosane 3

Leia mais

NR 17 - ERGONOMIA. Portaria 3.214, de 08 de junho de 1978 06/07

NR 17 - ERGONOMIA. Portaria 3.214, de 08 de junho de 1978 06/07 NR 17 - ERGONOMIA Portaria 3.214, de 08 de junho de 1978 06/07 Esta Norma Regulamentadora visa a estabelecer parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas

Leia mais

9 Como o aluno (pré)adolescente vê o livro didático de inglês

9 Como o aluno (pré)adolescente vê o livro didático de inglês Cap. 9 Como o aluno (pré)adolescente vê o livro didático de inglês 92 9 Como o aluno (pré)adolescente vê o livro didático de inglês Nesta parte do trabalho, analisarei alguns resultados da análise dos

Leia mais

ERGONOMIA CENTRO DE EDUCAÇÃO MÚLTIPLA PROFESSOR: RODRIGO ARAÚJO 3 MÓDULO NOITE

ERGONOMIA CENTRO DE EDUCAÇÃO MÚLTIPLA PROFESSOR: RODRIGO ARAÚJO 3 MÓDULO NOITE ERGONOMIA CENTRO DE EDUCAÇÃO MÚLTIPLA PROFESSOR: RODRIGO ARAÚJO 3 MÓDULO NOITE A ERGONOMIA ESTUDA A SITUAÇÃO DE TRABALHO: Atividade Ambiente (iluminação, ruído e calor) Posto de trabalho Dimensões, formas

Leia mais

7 Resultados da pesquisa de campo: tabulação dos dados e análise

7 Resultados da pesquisa de campo: tabulação dos dados e análise Resultados da pesquisa de campo: tabulação dos dados e análise 93 7 Resultados da pesquisa de campo: tabulação dos dados e análise 7.1. Questionário de perguntas abertas e fechadas O questionário de perguntas

Leia mais

Items para as sub-escalas do IPQ-R (versão Portuguesa)

Items para as sub-escalas do IPQ-R (versão Portuguesa) Items para as sub-escalas do IPQ-R (versão Portuguesa) 1. Identidade (soma dos sintomas marcados com sim na coluna 2) 2. Duração (aguda/cronica) (items IP1 - IP5 + IP18) 3. Consequências (items IP6 - IP11)

Leia mais

Manual de Pedido de Matrícula em Disciplinas pelo Q-Acadêmico WEB

Manual de Pedido de Matrícula em Disciplinas pelo Q-Acadêmico WEB Manual de Pedido de Matrícula em Disciplinas pelo Q-Acadêmico WEB Área Responsável Implantação Preparado por: Leonardo Moulin Franco 27 de maio de 2009 Revisão 00 TABELA DE REVISÃO DESTE MANUAL REVISÃO

Leia mais

Fonte: http://revistacontrarelogio.com.br/pdfs/tudoemcima_194.pdf

Fonte: http://revistacontrarelogio.com.br/pdfs/tudoemcima_194.pdf Fonte: http://revistacontrarelogio.com.br/pdfs/tudoemcima_194.pdf ELÁSTICO OU BORRACHA Sugestão: 1 kit com 3 elásticos ou borrachas (com tensões diferentes: intensidade fraca, média e forte) Preço: de

Leia mais

Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática

Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática Rene Baltazar Introdução Serão abordados, neste trabalho, significados e características de Professor Pesquisador e as conseqüências,

Leia mais

Roteiro para digitação de NOTAS e FREQUÊNCIAS

Roteiro para digitação de NOTAS e FREQUÊNCIAS Roteiro para digitação de NOTAS e FREQUÊNCIAS O docente ao longo do semestre deve informar ao sistema as notas e frequências para que o aluno possa consultá-las. Neste roteiro procuramos mostrar a forma

Leia mais

ESCALA DE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS FAMILIARES COM OS SERVIÇOS DE SAÚDE MENTAL (SATIS-BR)

ESCALA DE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS FAMILIARES COM OS SERVIÇOS DE SAÚDE MENTAL (SATIS-BR) ESCALA DE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS FAMILIARES COM OS SERVIÇOS DE SAÚDE MENTAL (SATIS-BR) Bandeira, M.; Mercier, C.; Perreault,M.; Libério, M.MA e Pitta, AMF (00). Escala Brasileira de Avaliação da Satisfação

Leia mais

Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS?

Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? A grande maioria das pessoas só recorrem à oração quando estão com problemas de ordem material ou por motivo de doença. E sempre aguardando passivamente

Leia mais

MANUAL PAPELETA MOTORISTA Criado em: 15/02/2013 Atualizado em: 12/11/2014

MANUAL PAPELETA MOTORISTA Criado em: 15/02/2013 Atualizado em: 12/11/2014 O objetivo deste manual é explicar passo a passo o controle da papeleta do motorista realizado no SAT. De acordo com a LEI Nº 12.619, DE 30 DE ABRIL DE 2012, que pode ser acessada em: http://www.planalto.gov.br

Leia mais

P Ú B L I C O I N T E R N O

P Ú B L I C O I N T E R N O Apresentação O Banrisul valoriza seus colaboradores por entender que estes são a essência do negócio. A promoção da qualidade de vida e da segurança dos funcionários é uma prática constante que comprova

Leia mais

ESTUDO DE CASO: IMPLEMENTAÇÃO DE UM PROGRAMA DE CONTROLE ERGONÔMICO EM UMA INDÚSTRIA TÊXTIL

ESTUDO DE CASO: IMPLEMENTAÇÃO DE UM PROGRAMA DE CONTROLE ERGONÔMICO EM UMA INDÚSTRIA TÊXTIL ESTUDO DE CASO: IMPLEMENTAÇÃO DE UM PROGRAMA DE CONTROLE ERGONÔMICO EM UMA INDÚSTRIA TÊXTIL Márcio Alves Marçal 1,2, Ph.D. Cláudia Ferreira Mazzoni 2, Ph.D. Aguinaldo Diniz Filho 3 1 Centro Universitário

Leia mais

Sensibilizando para Organização e Limpeza

Sensibilizando para Organização e Limpeza Sensibilizando para Organização e Limpeza Engº JULIO TADEU ALENCAR e-mail: jtalencar@sebraesp.com. @sebraesp.com.br Ver-03/04 Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo O QUE PODEMOS FAZER

Leia mais

1. Documento: 20026-2015-3

1. Documento: 20026-2015-3 1. Documento: 20026-2015-3 1.1. Dados do Protocolo Número: 20026/2015 Situação: Ativo Tipo Documento: Comunicação Interna - CI Assunto: Planejamento estratégico - Metas Unidade Protocoladora: SES - Secretaria

Leia mais

Termo de Responsabilidade

Termo de Responsabilidade GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO - GESPRE EXAME ADMISSIONAL Termo de Responsabilidade (Deverá ser preenchido pelo candidato com letra de forma legível) Eu, [nome completo do candidato] CPF n.º RG n.º. Candidato(a)

Leia mais

mesmo empregador recebendo

mesmo empregador recebendo AULA 6: Salário e Remuneração: a partir do art. 457, CLT Equiparação Salarial empregado que almeja ganhar um salário maior, deseja o salário de outro, que é o chamado paradigma ou modelo idêntica função

Leia mais

LEITURA E LÍNGUA ESTRANGEIRA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

LEITURA E LÍNGUA ESTRANGEIRA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS LEITURA E LÍNGUA ESTRANGEIRA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Luziana de Magalhães Catta Preta PG/ UFF Nesta comunicação, conforme já dito no título, desejamos apresentar os resultados parciais de uma pesquisa

Leia mais

Alguns materiais didáticos que os gestores preferem: Lápis com cartolina Cartão papel Material descartável Cordão Revistas Jornais Jogos interativo Material artesanal Quebra-cabeça Tangram Fabricação de

Leia mais

CURSO PRÉ-VESTIBULAR UNE-TODOS: CONTRIBUINDO PARA A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO *

CURSO PRÉ-VESTIBULAR UNE-TODOS: CONTRIBUINDO PARA A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO * CURSO PRÉ-VESTIBULAR UNE-TODOS: CONTRIBUINDO PARA A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO * COSTA, Marcia de Souza 1, PAES, Maria Helena Rodrigues 2 ; Palavras-chave: Pré-vestibular

Leia mais

DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO EM PROFISSIONAIS DA LIMPEZA

DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO EM PROFISSIONAIS DA LIMPEZA DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO EM PROFISSIONAIS DA LIMPEZA ROSEMARA SANTOS DENIZ AMARILLA (1), BRUNO BORSATTO (2), RODRIGO EDUARDO CATAI (3) (1) Mestrado em Engenharia Civil / UTFPR

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em janeiro/2015. Estas elevações podem ser atribuídas aos seguintes

Leia mais

Cenário positivo. Construção e Negócios - São Paulo/SP - REVISTA - 03/05/2012-19:49:37. Texto: Lucas Rizzi

Cenário positivo. Construção e Negócios - São Paulo/SP - REVISTA - 03/05/2012-19:49:37. Texto: Lucas Rizzi Cenário positivo Construção e Negócios - São Paulo/SP - REVISTA - 03/05/2012-19:49:37 Texto: Lucas Rizzi Crescimento econômico, redução da pobreza, renda em expansão e dois grandes eventos esportivos vindo

Leia mais

Manual básico para novos servidores ESTÁGIO PROBATÓRIO

Manual básico para novos servidores ESTÁGIO PROBATÓRIO Manual básico para novos servidores ESTÁGIO PROBATÓRIO Sorocaba Março de 2014 ESTÁGIO PROBATÓRIO Principais regulamentações: Decreto nº. 19.833/2012 e Resolução SEGEP nº. 02/2012 1. O que é o Estágio Probatório?

Leia mais

2.2.5. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes em EaD.

2.2.5. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes em EaD. 2.2.5. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes em EaD. Este questionário é um instrumento de coleta de informações para a realização da auto avaliação da UFG que tem como objetivo conhecer a opinião

Leia mais

Unidade 6 Locomoção ossos e músculos

Unidade 6 Locomoção ossos e músculos Sugestões de atividades Unidade 6 Locomoção ossos e músculos 8 CIÊNCIAS 1 Esqueleto humano 1. Observe a ilustração do esqueleto humano. Dê exemplos dos seguintes tipos de ossos que existem no corpo humano

Leia mais

PESQUISA DE JUROS. Estas reduções podem ser atribuídas aos fatores abaixo:

PESQUISA DE JUROS. Estas reduções podem ser atribuídas aos fatores abaixo: PESQUISA DE JUROS Após longo período de elevação das taxas de juros das operações de crédito, as mesmas voltaram a ser reduzidas em setembro/2014 interrompendo quinze elevações seguidas dos juros na pessoa

Leia mais

Transcrição de Entrevista n º 24

Transcrição de Entrevista n º 24 Transcrição de Entrevista n º 24 E Entrevistador E24 Entrevistado 24 Sexo Feminino Idade 47 anos Área de Formação Engenharia Sistemas Decisionais E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

VII CENSO DOS ALUNOS DE GRADUAÇÃO DA UERJ

VII CENSO DOS ALUNOS DE GRADUAÇÃO DA UERJ UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO- UERJ NÚCLEO DE INFORMAÇÃO E ESTUDOS DE CONJUNTURA NIESC/PRODEMAN SUB-REITORIA DE GRADUAÇÃO- SR-1 DEPARTAMENTO DE ORIENTAÇÃO E SUPERVISÃO PEDAGÓGICA - DEP Prezado

Leia mais

DUAS RODAS DESENVOLVE PORTAL COLABORATIVO E ELIMINA PROCESSOS EM PAPEL. Case de Sucesso

DUAS RODAS DESENVOLVE PORTAL COLABORATIVO E ELIMINA PROCESSOS EM PAPEL. Case de Sucesso DUAS RODAS DESENVOLVE PORTAL COLABORATIVO E ELIMINA PROCESSOS EM PAPEL PERFIL Em 1925, surgiu a primeira fábrica de óleos essenciais do Brasil, em Jaraguá do Sul - SC. A autenticidade, a qualidade de seus

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA Nome: Nº 2 a. Série Data: / /2015 Professores: Gabriel e Marcelo Nota: (valor: 1,0) 3º bimestre de 2015 A - Introdução Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e

Leia mais

O PIBID E AS PRÁTICAS EDUCACIONAIS: UMA PERSPECTIVA PARA A FORMAÇÃO INICIAL DA DOCÊNCIA EM GEOGRAFIA

O PIBID E AS PRÁTICAS EDUCACIONAIS: UMA PERSPECTIVA PARA A FORMAÇÃO INICIAL DA DOCÊNCIA EM GEOGRAFIA O PIBID E AS PRÁTICAS EDUCACIONAIS: UMA PERSPECTIVA PARA A FORMAÇÃO INICIAL DA DOCÊNCIA EM GEOGRAFIA Larissa Alves de Oliveira 1 Eixos Temáticos 4. Educação Superior e Práticas educacionais Resumo O Programa

Leia mais

Ergonomia é o estudo do. relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e. particularmente a aplicação dos

Ergonomia é o estudo do. relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e. particularmente a aplicação dos ERGONOMIA ERGONOMIA relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e conhecimentos de anatomia, fisiologia e psicologia na solução dos problemas surgidos deste relacionamento. Em

Leia mais

PEDIDO DE COMPRAS AUTOPEÇAS

PEDIDO DE COMPRAS AUTOPEÇAS Apresentação As rotinas de Pedido de Compra do WinThor são utilizadas pelas empresas com objetivo de realizar: o pedido de compra baseado, ou não, em uma sugestão de compra, a cotação de compra entre fornecedores,

Leia mais

Gerenciando Sua Reputação Online Parte 1

Gerenciando Sua Reputação Online Parte 1 Gerenciando Sua Reputação Online Parte 1 Índice Gerenciando Sua Reputação Online Parte 1 Índice O Que é Gerenciamento da Sua Reputação Online? Como Monitorar Sua Reputação Online O Básico Para Construir

Leia mais

As Atividades físicas suas definições e benefícios.

As Atividades físicas suas definições e benefícios. As Atividades físicas suas definições e benefícios. MUSCULAÇÃO A musculação, também conhecida como Treinamento com Pesos, ou Treinamento com Carga, tornou-se uma das formas mais conhecidas de exercício,

Leia mais

CASE 2010 EMPRESA: ITAÚ-UNIBANCO; ENVOLVIDOS: 1727 FUNCIONÁRIOS EM JUL 2010; ÁREAS: SAC / BANKFONE / ATC / INVESTFONE;

CASE 2010 EMPRESA: ITAÚ-UNIBANCO; ENVOLVIDOS: 1727 FUNCIONÁRIOS EM JUL 2010; ÁREAS: SAC / BANKFONE / ATC / INVESTFONE; - FONOAUDIOLOGIA CASE 2010 EMPRESA: ITAÚ-UNIBANCO; ENVOLVIDOS: 1727 FUNCIONÁRIOS EM JUL 2010; ÁREAS: SAC / BANKFONE / ATC / INVESTFONE; PROGRAMA DE SAÚDE VOCAL: IMPLANTADO EM AGOSTO 2005. DADOS RELEVANTES

Leia mais

5 Considerações finais

5 Considerações finais 5 Considerações finais 5.1. Conclusões A presente dissertação teve o objetivo principal de investigar a visão dos alunos que se formam em Administração sobre RSC e o seu ensino. Para alcançar esse objetivo,

Leia mais

Módulo de Rescisão. Passaremos a explicar abaixo os campos da tela do cálculo da rescisão:

Módulo de Rescisão. Passaremos a explicar abaixo os campos da tela do cálculo da rescisão: Módulo de Rescisão Para calcular a rescisão, é necessário informar para quem se deseja calcular (Código, Divisão, Tomador), depois informar tipo de dispensa, data de aviso prévio, data de pagamento, dias

Leia mais

A Maquina de Vendas Online É Fraude, Reclame AQUI

A Maquina de Vendas Online É Fraude, Reclame AQUI A Maquina de Vendas Online É Fraude, Reclame AQUI Muitas pessoas me perguntam se a maquina de vendas online é fraude do Tiago bastos funciona de verdade ou se não é apenas mais uma fraude dessas que encontramos

Leia mais