Lisboa de Junho 2011 Museu do Oriente. Cristina Fiuza Branco e Isabel Alexandra Santos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Lisboa 28 28 de Junho 2011 Museu do Oriente. Cristina Fiuza Branco e Isabel Alexandra Santos"

Transcrição

1 Lisboa de Junho 2011 Museu do Oriente Gestão <<TITULO da Qualidade: APRESENTAÇÃO>> alicerces, desenvolvimentos <<Nome do e caminhos Orador>> do futuro Cristina Fiuza Branco e Isabel Alexandra Santos

2 Os primórdios Ano 2000 O Instituto da Qualidade em Saúde O Manual de Acreditação do King s Fund Health Quality Service Um Grupo de Trabalho que se reunia à 3ª Feira de manhã Coordenação: Cristina Fiuza Branco (2000/02) Dra. Paula Sá Couto (2002/04) Eng.ª Sílvia Moutinho (2004/ ) Dr. Fernando Rua Dra. Margarida Amil Dias Enf.ª Laura Gonçalves Enf.ª Luísa Costa Ramos TDT Coord. Filomena Oliveira TDT Cidália Silva Eng.º Luís Filipe Pereira Cristina Meneses 28 de Junho de 2011 Nome da Apresentação (insira os dados no master/modelo global) - Nome do Orador -

3 252 Fichas de Trabalho

4 Hospital de Santo António ORGANIGRAMA DEPARTAMENTO DA GESTÃO DA QUALIDADE, RISCO, HIGIENE SAÚDE E SEGURANÇA DIRECTORA Dra. Isabel Alexandra Santos ADMINISTRADORA Dra. Cristina Fiuza Branco TÉCNICO Eng. Luís Filipe Pereira Gabinete de Governação Clínica Gabinete de Gestão da Qualidade Gabinete de Higiene e Segurança Serviço de Saúde Ocupacional e Medicina Familiar Secretariado Coordenadora Dra. Isabel Alexandra Santos Gestora do Risco Clínico Dra. Idalina Beirão Adjuntas Coordenadora Engª Sílvia Moutinho Grupo de Acreditação Téc. Filomena Oliveira Enfº Renato Mota Téc. Hugo Pacheco Coordenador e Gestor do Risco Geral Eng. Luís Filipe Pereira Eng. Manuel Freitas Téc. Madalena Oliveira Téc. Hugo Pacheco Director de Serviço Dr. António Barroso Médicos Dra. Amélia Marinho Dra. Maria das Dores Leitão Fátima Cruz Bruna Gameiro Cristina Meneses Teresa Vasconcelos Teresa Neves Téc. Cidália Silva Enfª Cecília Rodrigues Téc. Madalena Oliveira Enfª Anabela Faria Dr. Fernando Silvano Enfª Margarida Cardoso Enfermeiros Enfº Vítor Brasileiro Enfª Arminda Sobral Téc. Sandra Fernandes Consultoras: 28 de Junho de 2011 Dra. Idalina Beirão Téc. Cidália Silva

5

6

7 Certificação ISO Hematologia Clínica Ortopedia* Hospital de Dia Polivalente Nefrologia Hoteleiros S. Urgência Central de Esterilização Corelab Programa de Transplante de Córnea Un. Procriação Medicamente Assistida Serviços Farmacêuticos** Microbiologia** Serviço de Alimentação e Dietética

8 Metodologia Lean Um Hospital Lean coloca o doente no centro das operações, e articula todas as actividades de modo a garantir a MÁXIMA SATISFAÇÃO DO UTENTE Projecto LinCE Projecto LeanOR Projecto EOSFarma

9 Formação de arranque e acções de 5 S s

10 Value Stream Mapping Mapeamento da Situação Inicial

11 Modelo de Melhoria

12 Modelo TSM Total Service Management N6 Optimizar os processos Best in Class Excelência Operacional N1 Criar as bases da melhoria individual N2 Melhorar as tarefas N3 Melhorar os processos N4 Manter os ganhos Auto Organizar N5 Autonomizar os processos Melhorar Processos Melhorar Tarefas Gestão por Objectivos Flexibilizar trabalho Normalização Eliminação do desperdício Flexibilização das tarefas e espaços Desdobramento de objectivos Simplificação dos processos

13 Sistema de Auditoria Nível 0 0% - 40% Nível 1 41% - 60% Nível 2 61% - 85% Nível 3 86% - 95% Nível 4 96% - 100%

14 Governação Clínica A governação clínica, processo pelo qual as organizações de saúde se responsabilizam pela melhoria contínua da qualidade dos seus serviços, envolve todos os membros que constituem a equipa de saúde.

15 Indicadores Clínicos Gestão do Risco Auditorias Formação e Investigação Experiência do doente Efectividade Clínica Governação Clínica

16 Governação Clínica Indicadores Clínicos Projecto PQIP

17 Nº QUEDAS Indicadores de Segurança do doente Nº QUEDAS / ano ANO

18 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Falls % Falls nº Quedas Falls per year % 80% 70% 60% 50% 40% 30% 20% 10% Falls % with lesions %

19 Prevenção Úlceras de Pressão O risco de desenvolver UP é avaliado nos doentes acamados com base na escala de Braden? A frequência de limpeza da pele é individualizada de acordo com a necessidade do doente? Os doentes em risco para ter úlcera de pressão são reposicionados pelo menos a cada duas horas se não houver contraindicações relacionadas às condições gerais do doente. São utilizados materiais de apoio para protecção das proeminências ósseas? Nos indivíduos em risco para desenvolver úlcera de pressão são utilizados colchões ou almofadas adequados que redistribuem o peso corporal e reduzem a pressão.

20 Governação Clínica Indicadores Clínicos IASIST 2007 Baseado na análise por GDH ajustado ao risco e índice de case-mix. Mortalidade Readmissões Complicações Ambulatorização Demora média IAmetrics 2010

21

22

23

24 Governação Clínica Gestão do Risco IMPLEMENTAÇÃO DE CULTURA ORGANIZACIONAL Implementação de uma estrutura com interlocutores nos Serviços clínicos e não clínicos Foi dada formação específica em risco clínico/segurança do doente pelos Interlocutores nos Serviços.

25 Gestão de Risco no CHP - Estrutura Operativa (2010) Presidente CA Director Clínico Director do DGQRHSS CCI GPTF Departamentos Conselho de Gestão Serviços Director de Serviço Coordenador da Qualidade e Segurança (CdQS) Interlocutor da Qualidade e Segurança (InQS) 1 a 3 InQS por Serviço todas as áreas profissionais

26 Governação Clínica Gestão do Risco Notificação de Eventos/Incidentes NºReports Clinical Risk NºReports Clinical Risk

27 % Governação Clínica Gestão do Risco Notificação de Eventos/Incidentes Grupos profissionais Ano 2005 Ano 2006 Ano Enfermeiros Médicos Técnicos Anónimos AAM Administrativos Outros 50% 40% 30% 20% 10% 0%

28 Governação Clínica Gestão do Risco risco geral; 203 Notificações - tipo de Risco Classificação Notificações Documentação 11% Outros 1% Nutrição 2% Administração Clínica Infecção 2% 2% Recursos/Gestão Organizacional 2% Acidentes 3% Sangue/Hemoderivados 4% risco clínico; 1318 Processo Clínico/Procedimento 27% comportamento 7% Medicação/fluidos EV 11% Equipamento/ Dispositivo Médico 17% Infraestrutura/ Construção 11%

29 Bad systems, not bad people lead to most of errors Sistemas deficientes, e não, maus profissionais conduzem à maioria dos erros. Sistema Seguro assume que qualquer um de nós pode errar. O Sistema compensa através de um processo de melhoria contínuo. System Accountability The Commonwealth Found, May 2005

30 Governação Clínica Auditorias Transversais Processo Clínico Reinternamentos Reintervenções Cancelamentos de consultas Via verde Coronária

31 Auditoria do Processo Clínico Manual de Acreditação (norma 64) Transversal desde auditor por Serviço 4 processos por mês/serviço = 144 critérios Dados colectados pelo GGC Identificação de pontos de melhoria contínua» Dificuldades: PCE/PC papel Implementação local de acções de melhoria no registo clínico.

32 Governação Clínica Auditorias Transversais Processo Clínico Programa de melhoria dos registos Clínicos em articulação com os auditores do processo clínico e com o Serviço de Informática.

33 Não conformidades PC Itens não conformes Ausência dos dados do médico assistente Ausência do contacto do familiar Falhas no plano de cuidados e tratamento Falhas nas anotações sobre evolução clínica Falhas nos registos medicação assinados Anotações processo datadas, assinadas e com hora PC papel Registos de ordem e resultados dos MCDT s Excesso de abreviaturas Alergias Falhas na informação sobre complicações de procedimentos invasivos *Consentimento informado

34

35

36 Governação Clínica Formação e Investigação Formação: Obrigatória Institucional Novos profissionais Interlocutores nos Serviços Auditores do PC Âmbito das Comissões de Farmacovigilância e Transfusão

37 Governação Clínica Formação e Investigação Colaboração com European Pathway Association nas patologias de Fratura de Colo de Femur e DPOC Projecto DuQue

38 Governação Clínica Experiência do doente Cultura de Segurança Alertas Checklists Consentimento informado Documentação

39 Consentimento informado Documento obrigatório um direito do doente um dever moral e legal do médico Não Conformidade = ZERO Sensibilização dos Profissionais

40 Acesso Intranet

41 Página Inicial

42 Comunicação

43 Desafios no Futuro Registos clínicos Comunicação mais efectiva Gestão de topo Todos os profissionais

44 Obrigada pela vossa atenção. 28 de Junho de 2011 Nome da Apresentação (insira os dados no master/modelo global) - Nome do Orador -

Identificação da Empresa. Missão. Visão

Identificação da Empresa. Missão. Visão Identificação da Empresa Designação social: Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE Sede: Rua José António Serrano, 1150-199 - Lisboa Natureza jurídica: Entidade Pública Empresarial Início de actividade:

Leia mais

A IMPLEMENTAÇÃO DA TECNOLOGIA PHARMAPICK NO CHP (PORTUGAL)

A IMPLEMENTAÇÃO DA TECNOLOGIA PHARMAPICK NO CHP (PORTUGAL) A IMPLEMENTAÇÃO DA TECNOLOGIA PHARMAPICK NO CHP (PORTUGAL) Dr.ª Élia Costa Gomes Vogal do Conselho de Administração Drª Patrocínia Rocha Directora Serviços Farmacêuticos São Paulo, 21 Maio 2015 O Porto

Leia mais

Processos LinCE e LeanOR no CHP. Jornadas dos assistentes técnicos de saúde do Centro Hospitalar do Porto 28.05.2011

Processos LinCE e LeanOR no CHP. Jornadas dos assistentes técnicos de saúde do Centro Hospitalar do Porto 28.05.2011 Processos LinCE e LeanOR no CHP Jornadas dos assistentes técnicos de saúde do Centro Hospitalar do Porto 28.05.2011 1 Processos de Mudança Procurar ser melhor No atendimento; Nas instalações Nas condições

Leia mais

Avaliação do Desempenho dos Hospitais: Uma ferramenta de Benchmarking

Avaliação do Desempenho dos Hospitais: Uma ferramenta de Benchmarking Avaliação do Desempenho dos Hospitais: Uma ferramenta de Benchmarking Manuel Delgado 11 ou 12 de Novembro de 2010 (Consoante data da s/ intervenção) Nome da Apresentação (insira os dados no master/modelo

Leia mais

A Gestão da Higiene e Segurança na. Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo EPE

A Gestão da Higiene e Segurança na. Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo EPE A Gestão da Higiene e Segurança na Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo EPE Histórico Janeiro de 2006 Centro Hospitalar do Baixo Alentejo EPE Hospital José Joaquim Fernandes - Beja Hospital São Paulo

Leia mais

Patient Safety. Diagnóstico da Realidade Nacional. 1º Workshop Formativo sobre Segurança Clínica. Susana Ramos

Patient Safety. Diagnóstico da Realidade Nacional. 1º Workshop Formativo sobre Segurança Clínica. Susana Ramos Patient Safety 1º Workshop Formativo sobre Segurança Clínica Susana Ramos Junho 2008 : Projectos de Acreditação nos Hospitais 1999 Manual da Qualidade: Normas e Critérios área da Saúde Normas - Gestão

Leia mais

Sistemas de Informação na Saúde

Sistemas de Informação na Saúde Os Sistemas de Informação na Vanguarda da Reabilitação João Pimenta Centro de Medicina de Reabilitação do Sul Centro de Medicina de Reabilitação do Sul - Caracterização Capacidade Instalada Gabinetes de

Leia mais

Sistemas de gestão da segurança em estabelecimentos industriais uma abordagem pragmática. Luís Santos (Auditor de Segurança)

Sistemas de gestão da segurança em estabelecimentos industriais uma abordagem pragmática. Luís Santos (Auditor de Segurança) Sistemas de gestão da segurança em estabelecimentos industriais uma abordagem pragmática Luís Santos (Auditor de Segurança) Abordagem 1. Pilares de sustentabilidade de um SGS 2. Ameaças à integridade 3.

Leia mais

Lean Healthcare no Serviço de Urgência Geral Centro Hospitalar Cova da Beira (Portugal)

Lean Healthcare no Serviço de Urgência Geral Centro Hospitalar Cova da Beira (Portugal) Lean management nelle aziende sanitarie Lean Healthcare no Serviço de Urgência Geral Centro Hospitalar Cova da Beira (Portugal) Bruno Vaz Silva Anabela Almeida Miguel Castelo Branco Page 1 INTRODUÇÃO Objectivo

Leia mais

Abordagem de avaliação de riscos psicossociais no Instituto Português de Oncologia do Porto

Abordagem de avaliação de riscos psicossociais no Instituto Português de Oncologia do Porto Abordagem de avaliação de riscos psicossociais no Instituto Português de Oncologia Auditório do Instituto de Emprego e Formação Profissional Lisboa - 6 de Março de 2012 - Campanha Europeia de Prevenção

Leia mais

HOSPITAL GERAL DE ST O. ANTONIO

HOSPITAL GERAL DE ST O. ANTONIO HOSPITAL GERAL DE ST O. ANTONIO Pontos Fracos & Oportunidades de Melhoria Situação inicial - 2004 Inexistência de informação credível; Longas filas de espera à entrada do armazém para o auto abastecimento

Leia mais

ÍNDICE [Resumido] 2.Implementação do Sistema de Gestão Ambiental Introdução

ÍNDICE [Resumido] 2.Implementação do Sistema de Gestão Ambiental Introdução CONTEÚDOS Este livro escrito em parceria por 9 co-autores, de entre académicos e profissionais de engenharia, fornece uma ajuda preciosa na aquisição de conhecimentos e de competências, tidas como necessárias

Leia mais

Primeiros anos do Arquivo do Técnico: memória e gestão da informação. Ana Silva Rigueiro

Primeiros anos do Arquivo do Técnico: memória e gestão da informação. Ana Silva Rigueiro Primeiros anos do Arquivo do Técnico: memória e gestão da informação Ana Silva Rigueiro Índice 1. Missão 2. Factos e números 3. Serviços 4. A história do Arquivo 5. Acervo documental 6. Os projectos de

Leia mais

Existe um contrato/plano de manutenção para os equipamentos de uso clínico

Existe um contrato/plano de manutenção para os equipamentos de uso clínico 1 - Organização e Procedimentos 1.1 Existe um contrato/plano de manutenção para os equipamentos de uso clínico 1.1.1 Estão disponíveis os manuais relevantes dos equipamentos de uso clínico Equipamentos

Leia mais

Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar Enfª Maria Margarida Ferreira Mail: mrs@esenf.pt Telef: 222 062 200

Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar Enfª Maria Margarida Ferreira Mail: mrs@esenf.pt Telef: 222 062 200 RESULTADOS Foram submetidos 21 trabalhos científicos. TRABALHOS DE DOUTORAMENTO 1. ESTILOS DE VIDA NA ADOLESCÊNCIA: DE NECESSIDADES EM SAÚDE À INTERVENÇÃO EM ENFERMAGEM Instituto de Ciências Biomédicas

Leia mais

Programa Científico. Jornadas de Enfermagem do Hospital de Braga: Olhar o Presente rumo ao Futuro. 30 de Maio de 2014

Programa Científico. Jornadas de Enfermagem do Hospital de Braga: Olhar o Presente rumo ao Futuro. 30 de Maio de 2014 Jornadas de Enfermagem do Programa Científico Jornadas de Enfermagem do : Olhar o Presente rumo ao Futuro Programa Científico - Jornadas de Enfermagem do HB / Academia CUF 8h30m Abertura do Secretariado

Leia mais

AMBIENTES FAVORÁVEIS à PRÁTICA PROMOTORES da QUALIDADE de CUIDADOS de ENFERMAGEM

AMBIENTES FAVORÁVEIS à PRÁTICA PROMOTORES da QUALIDADE de CUIDADOS de ENFERMAGEM PROGRAMA de LIDERANÇA para a MUDANÇA 1ª edição AMBIENTES FAVORÁVEIS à PRÁTICA PROMOTORES da QUALIDADE de CUIDADOS de ENFERMAGEM Lisboa Condições de trabalho favoráveis à prática Qualidade dos Cuidados

Leia mais

1.as Jornadas da Qualidade Centro Hospitalar da Cova da Beira

1.as Jornadas da Qualidade Centro Hospitalar da Cova da Beira 1.as Jornadas da Qualidade Centro Hospitalar da Cova da Beira Os Sistemas de Gestão por Processos Certificação ISO ( e outras) 13 de Novembro de 2009 pág. 1 Fontes de referência: do sistema e processos

Leia mais

KAIZEN LEAN HEALTH CARE Alexandra Caramalho

KAIZEN LEAN HEALTH CARE Alexandra Caramalho Lisboa 28 28 de Junho 2011 Museu do Oriente KAIZEN LEAN HEALTH CARE Alexandra Caramalho Kaizen - Qual o significado? K A I Mudança Z E N Bom (para melhor) K A

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE PLANO CURRICULAR

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE PLANO CURRICULAR PLANO CURRICULAR UNIDADES CURRICULARES CARGA HORÁRIA ECTS Controlo Estatístico do Processo Doutora Florbela Correia 32 4 Gestão da Qualidade Mestre José Carlos Sá 24 4 Informática Aplicada a Qualidade

Leia mais

CURSO CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA QUALIDADE ISO 9001:2008

CURSO CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA QUALIDADE ISO 9001:2008 CURSO CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA QUALIDADE ISO 9001:2008 O curso de Certificação/Qualificação de Auditores Internos é constituído por 2 módulos com avaliação escrita: 1. Interpretação

Leia mais

Jornadas da Associação Portuguesa de HOTELARIA HOSPITALAR. Programa

Jornadas da Associação Portuguesa de HOTELARIA HOSPITALAR. Programa Jornadas da Associação Portuguesa de HOTELARIA HOSPITALAR Programa Comissão Organizadora Dra. Alexandra Santos, Diretora de Serviços Hoteleiros, Hospital Garcia de Orta, EPE Dr. Alexandre Duarte, Direção-Geral

Leia mais

Pontos Fracos & Oportunidades de Melhoria

Pontos Fracos & Oportunidades de Melhoria HOSPITAL GERAL DE ST O. ANTONIO Pontos Fracos & Oportunidades de Melhoria Situação inicial - 2004 Inexistência de informação credível; Informatização; Longas filas de espera à entrada do armazém para o

Leia mais

Seleção das recomendações de Integração e Continuidade de Cuidados

Seleção das recomendações de Integração e Continuidade de Cuidados ANEXO AO ROTEIRO DE INTERVENÇÃO EM ARTICULAÇÃO E CONTINUIDADE DE CUIDADOS ANEXO II Seleção das recomendações de Integração e Continuidade de Cuidados Autores: Ana Dias (doutoranda da Universidade de Aveiro

Leia mais

Apresentação da Solução. Divisão Área Saúde. Solução: Gestão de Camas

Apresentação da Solução. Divisão Área Saúde. Solução: Gestão de Camas Apresentação da Solução Solução: Gestão de Camas Unidade de negócio da C3im: a) Consultoria e desenvolvimento de de Projectos b) Unidade de Desenvolvimento Área da Saúde Rua dos Arneiros, 82-A, 1500-060

Leia mais

SInASE <> Carla Gonçalves Pereira Fernando Rodrigues

SInASE <<TITULO APRESENTAÇÃO>> Carla Gonçalves Pereira Fernando Rodrigues Lisboa 28 28 de Junho 2011 Museu do Oriente Qualidade Risco em Saúde Carla Gonçalves Pereira Fernando Rodrigues 1º Estudo Nacional 11,1% admissões

Leia mais

ARS Norte, I.P. Gabinete de Gestão do Conhecimento. Plano de Formação 2011. Aprovação do Conselho Directivo

ARS Norte, I.P. Gabinete de Gestão do Conhecimento. Plano de Formação 2011. Aprovação do Conselho Directivo ARS Norte, I.P. Gabinete de Gestão do Conhecimento Plano de Formação 2011 Aprovação do Conselho Directivo A intervenção integrada na Saúde Mental nos CSP 1 24 Rita Oliveira do Carmo Abordagem ao Doente

Leia mais

Seminário Europeu: Absentismo Escolar e Intervenção em Rede www.dip-alicante.es/agis

Seminário Europeu: Absentismo Escolar e Intervenção em Rede www.dip-alicante.es/agis Seminário Europeu: Absentismo Escolar e Intervenção em Rede www.dip-alicante.es/agis 5ª feira, 4 de Maio I Reunião interna de parceiros europeus 14:00h 15:00h (UAL, sala 55) - Espaço de trabalho dos parceiros

Leia mais

ACREDITAÇÃO DOS HOSPITAIS PADRÕES DE QUALIDADE E ENFERMAGEM

ACREDITAÇÃO DOS HOSPITAIS PADRÕES DE QUALIDADE E ENFERMAGEM ACREDITAÇÃO DOS HOSPITAIS PADRÕES DE QUALIDADE E ENFERMAGEM Óbidos, Novembro 2008 Maria da Saudade de Oliveira Custódio Lopes SUMÁRIO DE APRESENTAÇÃO A Política de Qualidade para as Instituições de Saúde:

Leia mais

Qualidade em Saúde Siemens Healthcare Consulting Portugal

Qualidade em Saúde Siemens Healthcare Consulting Portugal Siemens, S.A. Protection Informação notice de circulação / Copyright restrita notice Doing the right things, at the first time to the right people, at the right time in the right place, at the lower cost

Leia mais

European Foundation for Quality Management na Secretaria-Geral do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

European Foundation for Quality Management na Secretaria-Geral do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior European Foundation for Quality Management na Secretaria-Geral do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior 1 ÍNDICE 1. A Secretaria-Geral do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Leia mais

República de Angola DNME/MINSA/ ANGOLA

República de Angola DNME/MINSA/ ANGOLA DNME/MINSA/ ANGOLA 1 CONCEITO E ENQUADRAMENTO DA FARMÁCIA HOSPITALAR O Hospital é o local onde as intervenções mais diferenciadas, invasivas e salvadoras de vida devem ter lugar, constituindo-se, por isso

Leia mais

CURSO CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DO AMBIENTE ISO 14001:2004

CURSO CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DO AMBIENTE ISO 14001:2004 CURSO CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DO AMBIENTE ISO 14001:2004 O curso de Certificação/Qualificação de Auditores Internos é constituído por 2 módulos com avaliação escrita: 1. Interpretação

Leia mais

Apresentação de Solução

Apresentação de Solução Apresentação de Solução Solução: Gestão de Altas Hospitalares Unidade de negócio da C3im: a) Consultoria e desenvolvimento de de Projectos b) Unidade de Desenvolvimento Área da Saúde Rua dos Arneiros,

Leia mais

ANA obtém certificação em quatro áreas críticas com apoio da VP Consulting

ANA obtém certificação em quatro áreas críticas com apoio da VP Consulting ANA obtém certificação em quatro áreas críticas com apoio da VP Consulting Contactos: Isabel Fonseca Marketing VP Consulting Telefone: +351 22 605 37 10 Fax: +351 22 600 07 13 Email: info@vpconsulting.pt

Leia mais

RELATÓRIO DE AUDITORIA

RELATÓRIO DE AUDITORIA Entidade Auditada: BIBLIOTECA MUNICIPAL SANTA MARIA DA FEIRA Tipo de Auditoria: Auditoria Interna Data da Auditoria: 09.12.2014 Duração: 1 dia Locais Auditados: Av. Dr. Belchior Cardoso da Costa / 4520-606

Leia mais

Daniel M. Salgado. As três dimensões dos processos: Estratégica, operacional e tecnológica

Daniel M. Salgado. As três dimensões dos processos: Estratégica, operacional e tecnológica 12ª edição As três dimensões dos processos: Estratégica, operacional e tecnológica MooD: melhorar a eficácia da abordagem dos processos com ferramentas colaborativas Daniel M. Salgado daniel.m.salgado@sisconsult.com

Leia mais

SISTEMAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

SISTEMAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SISTEMAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Da Prescrição à Administração do Medicamento Sofia Valongo Serviços Farmacêuticos 26-09-2015 OBJETIVO 2 Descrever o papel do Farmacêutico na implementação

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

PÓS-GRADUAÇÃO EM INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PÓS-GRADUAÇÃO EM INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL ENQUADRAMENTO E OBJECTIVOS: Num mundo em constante aceleração económica, tecnológica e de produção de grandes quantidades de conhecimento,

Leia mais

RESUMO DO EVENTO SEGURANÇA E GESTÃO DE RISCO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA

RESUMO DO EVENTO SEGURANÇA E GESTÃO DE RISCO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA RESUMO DO EVENTO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA ORGANIZAÇÃO PATROCINADORES GOLD + GOLD SILVER MEDIA PARTNER PARCEIRO TECNOLÓGICO AGENDA 08:30 Recepção e Registo dos participantes

Leia mais

Direcção-Geral da Saúde Circular Informativa

Direcção-Geral da Saúde Circular Informativa Assunto: Para: Organização de Serviços de Segurança e Saúde do Trabalho/Saúde Ocupacional (SST/SO) nos Cuidados Primários de Saúde - ACES e Sede de ARS(s) Todos os serviços do Ministério da Saúde Nº: 05/DSPPS/DCVAE

Leia mais

Experiência de Acreditação do Hospital. Maria Ana Dias. Experiência de Acreditação do Hospital do Divino Espírito Santo, PD, EPE

Experiência de Acreditação do Hospital. Maria Ana Dias. Experiência de Acreditação do Hospital do Divino Espírito Santo, PD, EPE Experiência de Acreditação do Hospital do Divino Espírito Santo PD, EPE Maria Ana Dias Experiência de Acreditação do Hospital do Divino Espírito Santo, PD, EPE Hospital l de Santa Casa da Misericórdia

Leia mais

RELATÓRIO DO EVENTO SEGURANÇA E GESTÃO DE RISCO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA

RELATÓRIO DO EVENTO SEGURANÇA E GESTÃO DE RISCO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA RELATÓRIO DO EVENTO 8 MARÇO 2012 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES LISBOA ORGANIZAÇÃO PATROCINADORES GOLD + GOLD SILVER MEDIA PARTNER PARCEIRO TECNOLÓGICO AGENDA 08:30 Recepção e Registo dos participantes

Leia mais

O CHCB emprega mais de 1400 colaboradores;

O CHCB emprega mais de 1400 colaboradores; Inaugurado em 17 Janeiro de 2000, o CHCB foi construído segundo padrões de alta qualidade, sujeito às mais rigorosas exigências tecnológicas. É a maior e mais sofisticada Unidade de Saúde de toda a Região

Leia mais

Id: 36360 (40 years)

Id: 36360 (40 years) Foto não disponível Id: 36360 (40 years) DADOS PESSOAIS: Gênero: Feminino Data de nascimento: 15/01/1975 País: Mozambique, Região: Maputo, Cidade: Maputo Ver CV completo Grave o CV TRABALHO DESEJADO: Objectivo:

Leia mais

O QUE É A CERTIFICAÇÃO DA QUALIDADE?

O QUE É A CERTIFICAÇÃO DA QUALIDADE? 1 O QUE É A CERTIFICAÇÃO DA QUALIDADE? A globalização dos mercados torna cada vez mais evidente as questões da qualidade. De facto a maioria dos nossos parceiros económicos não admite a não qualidade.

Leia mais

HOSPITAL DAS FORÇAS ARMADAS

HOSPITAL DAS FORÇAS ARMADAS Lista Telefónica HOSPITAL DAS FORÇAS ARMADAS Polo de Lisboa Fev-14 LISTA TELEFÓNICA DO HFAR/PL Central de Atendimento (24 Horas) SERVIÇOS Extensão DDI 508 777 508 729 217519777 Call Center de Marcação

Leia mais

Plano de Formação 2010

Plano de Formação 2010 Plano de Formação 2010 Formando Unidade Orgânica Designação das acções de formação Data e duração Entidade Formadora/ Local Custo c/iva DIRIGENTES Participação no Colóquio "Quality of Legislation" da International

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO 2008

PROGRAMA DE FORMAÇÃO 2008 PROGRAMA DE FORMAÇÃO 2008 ÁREA ALIMENTAR GESTÃO DE SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO Formador: Eng. João Bruno da Costa TRIVALOR, SGPS NUTRIÇÃO Formador: Dr. Lino Mendes - ESTeSL - Escola Superior de Tecnologia

Leia mais

INSTITUTO DE MEDICINA INTEGRAL PROFº FERNANDO FIGUEIRA - IMIP

INSTITUTO DE MEDICINA INTEGRAL PROFº FERNANDO FIGUEIRA - IMIP INSTITUTO DE MEDICINA INTEGRAL PROFº FERNANDO FIGUEIRA - IMIP Complexo Hospitalar - Hospital Filantrópico - Área 69.000 m² - 10 prédios - 1.143 leitos - 101 leitos de UTI NHE (VEH / GRSH / CCIH) COMISSÕES

Leia mais

Palavras- chave: Vigilância epidemiológica, Dengue, Enfermagem

Palavras- chave: Vigilância epidemiológica, Dengue, Enfermagem ANÁLISE DAS NOTIFICAÇÕES DE DENGUE APÓS ATUAÇÃO DO SERVIÇO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA HOSPITALAR INTRODUÇÃO: A Dengue é uma doença infecciosa febril aguda de amplo espectro clínico e de grande importância

Leia mais

ÍNDICE DE QUADROS CAPÍTULO 3 - HIGIENE E SEGURANÇA

ÍNDICE DE QUADROS CAPÍTULO 3 - HIGIENE E SEGURANÇA ÍNDICE DE QUADROS CAPÍTULO 3 - HIGIENE E SEGURANÇA Quadro 19: Número de acidentes de trabalho e de dias de trabalho perdidos com baixa, por género Quadro 20: Número de casos de incapacidade declarados

Leia mais

Valorização e Qualificação dos Recursos Humanos da Segurança Social

Valorização e Qualificação dos Recursos Humanos da Segurança Social Valorização e Qualificação dos Recursos Humanos da Segurança Social Dr. Hugo Brás Chefe do Departamento de Recursos Humanos do Instituto Nacional de Segurança Social Workshop Protecção Social Obrigatória:

Leia mais

Diagnóstico de Situação em 2015. Diagnóstico de Situação em 2015 Prioridade II: Reforço da Segurança dos Doentes. Entidade: *

Diagnóstico de Situação em 2015. Diagnóstico de Situação em 2015 Prioridade II: Reforço da Segurança dos Doentes. Entidade: * Página 1 de 6 Entidade: * Centro Hospitalar do Porto, EPE Morada: Código Postal - N.º de camas: ARS: Tipologia: * ACES Hospital/Centro Hospitalar Unidade Local de Saúde PLANO DE ATIVIDADES Preenchimento

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE COORDENAÇÃO DA PÓS-GRADUAÇÃO: Prof.ª Doutora Florbela Correia Mestre/Especialista José Carlos Sá PLANO Listagem das Unidades Curriculares CONTROLO ESTATÍSTICO DO PROCESSO...

Leia mais

A Gestão da Qualidade foca o produto; Tem como objectivo a satisfação do cliente.

A Gestão da Qualidade foca o produto; Tem como objectivo a satisfação do cliente. OBJECTIVOS DE UM SISTEMA DE GESTÃO A Gestão da Qualidade foca o produto; Tem como objectivo a satisfação do cliente. A Gestão da Segurança foca o indivíduo, o colaborador; Tem como objectivo a sua protecção

Leia mais

A título de exemplo, em Portugal, por cada cama hospitalar, em média, são gerados cerca de 16Kg de lixo, por dia.

A título de exemplo, em Portugal, por cada cama hospitalar, em média, são gerados cerca de 16Kg de lixo, por dia. Enquadramento A sustentabilidade em cuidados de saúde é uma preocupação em todos os países desenvolvidos. Nos últimos 30 anos, o progresso tecnológico e uma atitude de facilitismo geraram hábitos e orientações

Leia mais

PROGRAMA JORNADAS BIOMÉRIEUX. Lisboa Porto

PROGRAMA JORNADAS BIOMÉRIEUX. Lisboa Porto PROGRAMA JORNADAS BIOMÉRIEUX Lisboa Porto Jornadas biomérieux 2010 Dando continuidade a uma iniciativa que colocamos ao seu dispor desde 1995, temos o prazer de lhe dar a conhecer o programa de acções

Leia mais

ORDEM DOS FARMACÊUTICOS - RESPOSTA A PEDIDO DE CREDITAÇÃO

ORDEM DOS FARMACÊUTICOS - RESPOSTA A PEDIDO DE CREDITAÇÃO Filipe Leonardo De: suporte@sensocomum.pt Enviado: terça-feira, 8 de Janeiro de 2013 01:01 Para: mguedes.silva@mjgs.pt ; joanaviveiro@ordemfarmaceuticos.pt; joaomartinho@ordemfarmaceuticos.pt Assunto:

Leia mais

1 25,144 4042182887 Marcos Martins Pereira 07/09/1975 365. 2 23,505 3870146400 Isabel Maria Gomes Correia 02/12/1979 365

1 25,144 4042182887 Marcos Martins Pereira 07/09/1975 365. 2 23,505 3870146400 Isabel Maria Gomes Correia 02/12/1979 365 Nome da Escola : Agrupamento de Escolas de Samora Correia, Benavente Nº Escola : 170331 Data final da candidatura : 2015-05-14 Nº Horário : 37 Grupo de Recrutamento: 510 - Física e Química Nº Horas: 21

Leia mais

PLANO DE GESTÃO DE RISCOS DE CORRUPÇÃO E INFRACÇÕES CONEXAS

PLANO DE GESTÃO DE RISCOS DE CORRUPÇÃO E INFRACÇÕES CONEXAS FUNDAÇÃO EÇA DE QUEIROZ PLANO DE GESTÃO DE RISCOS DE CORRUPÇÃO E INFRACÇÕES CONEXAS 2011 ÍNDICE 1.INTRODUÇÃO... 3 2. CARACTERIZAÇÃO DA FEQ...... 4 3. ORGANIGRAMA... 6 4. MEDIDAS GERAIS... 8 I. Acções de

Leia mais

2. Elementos Demonstrativos da Forma de Cumprimento da Missão

2. Elementos Demonstrativos da Forma de Cumprimento da Missão 2. Elementos Demonstrativos da Forma de Cumprimento da Missão 2.1. Atividade Assistencial Ao analisar-se a produção realizada no ano 2012, comparada com o ano 2011, registam-se evoluções positivas nalgumas

Leia mais

Margarida Eiras. margarida.eiras@ensp.unl.pt

Margarida Eiras. margarida.eiras@ensp.unl.pt Qualidade, Gestão do Risco e Segurança do Doente na Prestação de Cuidados de Saúde Margarida Eiras margarida.eiras@ensp.unl.pt Beja, 25 de Março 2009 Índice Conceitos de Qualidade em Saúde da Qualidade

Leia mais

CONVERSAS DE FIM DE TARDE

CONVERSAS DE FIM DE TARDE CONVERSAS DE FIM DE TARDE Rogério Correia A estrutura organizacional do Serviço Missão do SRS Promoção da Saúde Prestação de, Hospitalares e Continuados Prestação de actividades no âmbito da Saúde Pública

Leia mais

Ana Sofia de Carvalho Mota. Enfermeira (2-E-45389)

Ana Sofia de Carvalho Mota. Enfermeira (2-E-45389) Curriculum Vitae INFORMAÇÃO PESSOAL Ana Sofia de Carvalho Mota Rua Maria Vitória Borboun Bobone. Apartamento 623. Lote 22.6., 3030-502 Coimbra (Portugal) 962 434 305 anasoficarvalhomota@hotmail.com PROFISSÃO

Leia mais

Diagnóstico de Situação em 2015. Diagnóstico de Situação em 2015 Prioridade II: Reforço da Segurança dos Doentes. Entidade: *

Diagnóstico de Situação em 2015. Diagnóstico de Situação em 2015 Prioridade II: Reforço da Segurança dos Doentes. Entidade: * Página 1 de 8 Entidade: * Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, EPE Morada: Código Postal - N.º de camas: ARS: Tipologia: * ACES Hospital/Centro Hospitalar Unidade Local de Saúde PLANO DE ATIVIDADES

Leia mais

AVALIAÇÃO DE RISCOS EM MEIO HOSPITALAR

AVALIAÇÃO DE RISCOS EM MEIO HOSPITALAR Serviço de Segurança e Saúde no Trabalho AVALIAÇÃO DE RISCOS EM MEIO HOSPITALAR Jorge Dias Médico do Trabalho, Assistente Graduado de Medicina do Trabalho Ana Catarina Lança TSSHT, Mestre em Saúde Ocupacional

Leia mais

SECULO XXI HGSA,EPE OSPITAL PAPEL EDITORIAL. Nº 9, Junho 2006

SECULO XXI HGSA,EPE OSPITAL PAPEL EDITORIAL. Nº 9, Junho 2006 Nº 9, Junho 2006 SECULO XXI HGSA,EPE Título: HGSA,EPE - SECULO XXI Periodicidade: Trimestral Sede: Largo Professor Abel Salazar,4050 Porto Redacção/Edição: Gabinete de Relações Públicas Propriedade: HGSA,EPE

Leia mais

UNIDADE MÓVEL DE APOIO DOMICILIÁRIO UMAD

UNIDADE MÓVEL DE APOIO DOMICILIÁRIO UMAD IMPLEMENTAÇÃO DO PROJECTO DE APOIO DOMICILIÁRIO IMPLEMENTAÇÃO DO PROJECTO DE APOIO DOMICILIÁRIO Definir os responsáveis e suas competências; Aquisição de equipamento e material clínico; Dotação de Recursos

Leia mais

AEP/APCER FORMAÇÃO 2º SEMESTRE 2004

AEP/APCER FORMAÇÃO 2º SEMESTRE 2004 Ed. de Serviços da Exponor, 2º Av. Dr. António Macedo 4450 617 Leça da Palmeira t: 22 999 36 00 f: 22 999 36 01 e-mail: info@apcer.pt www.apcer.pt Formação Empresa 4450-617 Leça da Palmeira t: 22 998 1753

Leia mais

XI Congresso Nacional de Engenharia do Ambiente Certificação Ambiental e Responsabilização Social nas Organizações

XI Congresso Nacional de Engenharia do Ambiente Certificação Ambiental e Responsabilização Social nas Organizações Livro de actas do XI Congresso Nacional de Engenharia do Ambiente Certificação Ambiental e Responsabilização Social nas Organizações 20 e 21 de Maio de 2011 Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. SANCHO I Escola EB 2,3 Dr. Nuno Simões Ano letivo 2012-2013. AEC - Inglês Oferta nº 2333

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. SANCHO I Escola EB 2,3 Dr. Nuno Simões Ano letivo 2012-2013. AEC - Inglês Oferta nº 2333 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. SANCHO I Escola EB 2,3 Dr. Nuno Simões Ano letivo 2012-2013 AEC - Inglês Oferta nº 2333 Ordem Pontuação Nome do Docente 1 20 Rosa Maria Silva Barbosa 2 19 Catarina Castro Brito

Leia mais

Lista dos Aprovados - Ensino do Inglês

Lista dos Aprovados - Ensino do Inglês Lista dos Aprovados - Ensino do Inglês Nº de Oferta Ordem Pontuação Nome do Docente 2216 1 100 Cidália Maria Faria Mendes de Sousa 2216 2 100 Mariana Borges Dias Moreira 2216 3 100 Marta Raquel Cardoso

Leia mais

Secretariado e Inscrições. Celebrando o

Secretariado e Inscrições. Celebrando o Celebrando o Secretariado e Inscrições www.osteogeneseimperfeita.tecnovisao.com ou a.p.osteogeneseimperfeita@gmail.com Dia Internacional Osteogénese Imperfeita (International wishbone Day) Rua Cooperativa

Leia mais

Relatório Anual Sobre o Acesso a Cuidados de Saúde 2013 RELATÓRIO ANUAL SOBRE O ACESSO A CUIDADOS DE SAÚDE

Relatório Anual Sobre o Acesso a Cuidados de Saúde 2013 RELATÓRIO ANUAL SOBRE O ACESSO A CUIDADOS DE SAÚDE RELATÓRIO ANUAL SOBRE O ACESSO A CUIDADOS DE SAÚDE 1 A. IDENTIFICAÇÃO DA ENTIDADE Designação HPP Hospital de Cascais, Dr. José de Almeida Localização da sede Telefone e-mail Fax site Avª Brigadeiro Victor

Leia mais

Cargo Órgãos Sociais Eleição Mandato. Mesa da Assembleia-geral. Não Aplicável. Conselho de Administração

Cargo Órgãos Sociais Eleição Mandato. Mesa da Assembleia-geral. Não Aplicável. Conselho de Administração Modelo de Governo Cargo Órgãos Sociais Eleição Mandato Presidente Vice-Presidente Secretário Mesa da Assembleia-geral Não Aplicável Presidente Conselho de Administração Izabel Maria Nunes Rodrigues Daniel

Leia mais

AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE

AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE 18 MARÇO 2015 Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa PATROCINDADORES Apoio Patrocinadores Globais APDSI APDSI Conferência As TIC e a Saúde no Portugal de Hoje SESSÃO

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE SEGUNDO OS REQUISITOS DA NORMA ISO 9001:2008

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE SEGUNDO OS REQUISITOS DA NORMA ISO 9001:2008 SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE SEGUNDO OS REQUISITOS DA NORMA ISO 9001:2008 Fernando Teixeira de Abreu, engº Consultor Sénior Iberogestão Jornada da Qualidade para a Administração Pública - UCRE Cabo

Leia mais

Controlo Interno e Auditoria Interna Lisboa, 24 e 25 de Maio

Controlo Interno e Auditoria Interna Lisboa, 24 e 25 de Maio Formação Profissional Controlo Interno e Auditoria Interna Lisboa, 24 e 25 de Maio Assessoria de Gestão, Lda Controlo Interno e Auditoria Interna No actual contexto de crise, em que as organizações estão

Leia mais

Plano de Prevenção de Riscos de Acidentes com Materiais Perfuro Cortantes. HOSPITAL...

Plano de Prevenção de Riscos de Acidentes com Materiais Perfuro Cortantes. HOSPITAL... Plano de Prevenção de Riscos de Acidentes com Materiais Perfuro Cortantes. Baseado na NR 32 Segurança e Saúde no Trabalho em Serviços de Saúde Portaria N 1.748 de 30 de Agosto de 2011. HOSPITAL... Validade

Leia mais

Ensaios Clínicos: A Perspectiva da Indústria Farmacêutica

Ensaios Clínicos: A Perspectiva da Indústria Farmacêutica Ensaios Clínicos: A Perspectiva da Indústria Farmacêutica Plataforma Nacional de Ensaios Clínicos Lançamento Oficial Lisboa, 20 de Março 2012 Paula Martins de Jesus Grupo de Trabalho de Investigação Clínica

Leia mais

Vigilância epidemiológica da infecção

Vigilância epidemiológica da infecção Vigilância epidemiológica da infecção Maria Teresa Neto UCIN, Hospital de Dona Estefânia CCIH, Hospital de Dona Estefânia Coordenadora do Programa Nacional de Vigilância Epidemiológica das Infecções em

Leia mais

Consultoria e Formação, em Entidades Públicas e Privadas, de Sistemas de Gestão de:

Consultoria e Formação, em Entidades Públicas e Privadas, de Sistemas de Gestão de: Consultoria e Formação, em Entidades Públicas e Privadas, de Sistemas de Gestão de: Qualidade e IT Service Management Investigação, Desenvolvimento e Inovação (IDI) Ambiente Higiene e Segurança no Trabalho

Leia mais

Cristina Paula Barbosa Arteiro Romero Antelo

Cristina Paula Barbosa Arteiro Romero Antelo - A informação introduzida nas fichas individuais é da inteira responsabilidade do autor - Cristina Paula Barbosa Arteiro Romero Antelo Assistente convidada a 50% Habilitações Académicas Formação Pré-Graduada

Leia mais

LISTA DE CANDIDATOS ADMITIDOS E NÃO ADMITIDOS. Concurso Oferta de Escola para Contratação de Docente Grupo 110. Ano Letivo - 2014/2015

LISTA DE CANDIDATOS ADMITIDOS E NÃO ADMITIDOS. Concurso Oferta de Escola para Contratação de Docente Grupo 110. Ano Letivo - 2014/2015 LISTA DE CANDIDATOS ADMITIDOS E NÃO ADMITIDOS Concurso Oferta de Escola para Contratação de Docente Grupo 110 Ano Letivo - 2014/2015 CANDIDATOS ADMITIDOS: Nº Candidato NOME OSERVAÇÕES 1367130034 Alexandra

Leia mais

Projeto de Movimento dos Oficiais de Justiça de junho de 2015

Projeto de Movimento dos Oficiais de Justiça de junho de 2015 Projeto de Movimento dos Oficiais de Justiça de junho de 2015 Alexandre Luís Albuquerque E Quinhones Gaiolas, 3274/10, Bom com Distinção, Transição, Ana Maria Pires Matias Soares, 3149/10, Muito Bom, Transferência,

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE QUALIDADE NOS SERVIÇOS DE APOIO CLÍNICO DO CENTRO HOSPITALAR DO BARLAVENTO ALGARVIO

SISTEMA INTEGRADO DE QUALIDADE NOS SERVIÇOS DE APOIO CLÍNICO DO CENTRO HOSPITALAR DO BARLAVENTO ALGARVIO SERVIÇOS FARMACÊUTICOS SERVIÇO IMUNOHEMOTERAPIA SISTEMA INTEGRADO DE QUALIDADE NOS SERVIÇOS DE APOIO CLÍNICO DO CENTRO HOSPITALAR DO BARLAVENTO ALGARVIO SERVIÇO RADIOLOGIA SERVIÇO CENTRAL ESTERILIZAÇÃO

Leia mais

2.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Gestão Inteligente e Competitividade. 15 de Setembro

2.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Gestão Inteligente e Competitividade. 15 de Setembro 2.ª da u se CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA Gestão Inteligente e Competitividade is rr Ca Mu 15 de Setembro 2011 Conheça as estratégias nacionais e internacionais para uma gestão eficiente da mobilidade

Leia mais

CURSO DE TEMAS CLÍNICOS PARA GESTORES DA SAÚDE

CURSO DE TEMAS CLÍNICOS PARA GESTORES DA SAÚDE CURSO DE TEMAS CLÍNICOS PARA GESTORES DA SAÚDE PÓS-GRADUAÇÃO DE CAPACITAÇÃO 20 novembro a 4 março O diálogo entre gestores e clínicos é fundamental para a implementação das melhores soluções organizacionais

Leia mais

5. as JORNADAS NACIONAIS ÉTICO JURÍDICAS SOBRE A INFEÇÃO VIH/SIDA

5. as JORNADAS NACIONAIS ÉTICO JURÍDICAS SOBRE A INFEÇÃO VIH/SIDA FUNDAÇÃO PORTUGUESA A COMUNIDADE CONTRA A SIDA CENTRO DE DIREITO BIOMÉDICO ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE BIOÉTICA ORDEM DOS MÉDICOS SECÇÃO REGIONAL DO NORTE 5. as JORNADAS NACIONAIS ÉTICO JURÍDICAS SOBRE A

Leia mais

Infeções associadas aos cuidados de saúde no contexto do CHCB. Vasco Lino 2015-06-16

Infeções associadas aos cuidados de saúde no contexto do CHCB. Vasco Lino 2015-06-16 Infeções associadas aos cuidados de saúde no contexto do CHCB Vasco Lino 2015-06-16 GCL- PPCIRA Grupo de Coordenação Local do Programa de Prevenção e Controlo das Infeções e de Resistência aos Antimicrobianos

Leia mais

AUMENTE A SUA PRODUTIVIDADE COM O EDOCLINK. Maio 2012

AUMENTE A SUA PRODUTIVIDADE COM O EDOCLINK. Maio 2012 AUMENTE A SUA PRODUTIVIDADE COM O EDOCLINK Maio 2012 A Gestão da Mudança (Uma Estratégia Vitoriosa ) Projecto inov@mundos IPAD, I.P. Artur Lami 10.05.2012 Projecto Ipad@Mundos Grandes Objectivos do IPAD:

Leia mais

Dr. Massanori Shibata Jr. SEGURANÇA DO PACIENTE

Dr. Massanori Shibata Jr. SEGURANÇA DO PACIENTE Dr. Massanori Shibata Jr. SEGURANÇA DO PACIENTE POR QUE? Porqueo paciente é colocado sob risco durante uma intervenção feita para melhorar sua saúde! Porque causam-se danos ao paciente durante os cuidados

Leia mais

AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE

AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE 18 MARÇO 2015 Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa PATROCINDADORES Apoio Patrocinadores Globais APDSI SIG / Plataforma de Gestão de MCDT (Glintt) Evolução nos modelos

Leia mais

Codificação Clínica nos hospitais: Estudos/Indicadores que alimenta

Codificação Clínica nos hospitais: Estudos/Indicadores que alimenta 7º CONGRESSO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO DOS MÉDICOS AUDITORES E CODIFICADORES CLÍNICOS (AMACC) INOVAÇÃO E CIÊNCIA NA CODIFICAÇÃO CLÍNICA Codificação Clínica nos hospitais: Maria do Céu Valente Centro Hospitalar

Leia mais

Conversas de Fim de Tarde

Conversas de Fim de Tarde Conversas de Fim de Tarde Promoção da Cultura de Segurança do Doente na Prestação dos Cuidados de Saúde Segurança, Qualidade e Sustentabilidade 10 maio 2013 Texto: Carlos Gamito carlos.gamito@iol.pt Fotografia:

Leia mais

Ajudamos a (sua) empresa a crescer.

Ajudamos a (sua) empresa a crescer. CONSULTORIA Ajudamos a (sua) empresa a crescer. O QUE FAZEMOS SISTEMAS DE GESTÃO GESTÃO DA PRODUÇÃO E DAS PRODUÇÕES PRODUTIVIDADE E INOVAÇÃO INTERNACIONALIZAÇÃO PROJECOS DE INVESTIMENTO E INCENTIVOS

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE SAÚDE DO CENTRO, IP: Projecto de intervenção comunitária pão.come

ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE SAÚDE DO CENTRO, IP: Projecto de intervenção comunitária pão.come ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE SAÚDE DO CENTRO, IP: Projecto de intervenção comunitária pão.come ENQUADRAMENTO E FUNDAMENTAÇÃO O projecto pão.come é um projecto de intervenção comunitária que visa a redução

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE EMPRESAS E INSTITUIÇÕES DA SAÚDE. 2ª CONFERÊNCIA SInASE Gestão, Qualidade e Inovação nas Organizações Públicas e Privadas

GESTÃO DA QUALIDADE EMPRESAS E INSTITUIÇÕES DA SAÚDE. 2ª CONFERÊNCIA SInASE Gestão, Qualidade e Inovação nas Organizações Públicas e Privadas 2ª CONFERÊNCIA SInASE Gestão, Qualidade e Inovação nas Organizações Públicas e Privadas GESTÃO DA QUALIDADE EMPRESAS E INSTITUIÇÕES DA SAÚDE Carla Gonçalves Pereira Luanda, 29 de Fevereirode 2012 ReferênciaisNormativos

Leia mais

ORDEM DOS FARMACÊUTICOS - RESPOSTA A PEDIDO DE CREDITAÇÃO

ORDEM DOS FARMACÊUTICOS - RESPOSTA A PEDIDO DE CREDITAÇÃO Filipe Leonardo De: suporte@sensocomum.pt Enviado: segunda-feira, 5 de Novembro de 2012 12:31 Para: mguedes.silva@mjgs.pt ; joanaviveiro@ordemfarmaceuticos.pt; joaomartinho@ordemfarmaceuticos.pt Assunto:

Leia mais