MASTER EXECUTIVO GESTÃO ESTRATÉGICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MASTER EXECUTIVO GESTÃO ESTRATÉGICA"

Transcrição

1 Pág.: 1/10

2 HISTÓRICO DO DOCUMENTO / EMISSÃO Data Ver. Objeto da Revisão Elab. / Verif. (Função / Nome / Assinatura(*)) C. Técnicocientífica/ S. Iglésias Aprovação (Função / Nome / Assinatura(*)) Diretora/ S. Iglésias ª Emissão do Regulamento R. Ferreira Inserção: Contactos do apoio administrativo - delegações Açores e Madeira Ponderações e classificação final de curso C. Técnicocientífica/ S. Iglésias R. Ferreira Diretora/ S. Iglésias (*) mantida no original em arquivo. Pág.: 2/10

3 1. OBJETIVO ÂMBITO EQUIPA FORMATIVA APRESENTAÇÃO DO CURSO OBJETIVOS DESTINATÁRIOS DURAÇÃO E LOCAL CERTIFICADO ESTRUTURA E CRONOGRAMA FUNCIONAMENTO METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO CONTÍNUA PONDERAÇÕES CLASSIFICAÇÃO REGIME DE FREQUÊNCIA ASSIDUIDADE DESISTÊNCIA/SUSPENSÃO REINGRESSO APOIO AO FORMANDO MATERIAL PEDAGÓGICO COMUNICAÇÃO AVALIAÇÃO DE SATISFAÇÃO DE CLIENTES DEFINIÇÕES E ABREVIATURAS ANEXOS Pág.: 3/10

4 1. OBJETIVO Este regulamento tem por objetivo descrever as regras de funcionamento do Curso Master Executivo Gestão Estratégica, adiante designado por Curso. 2. ÂMBITO O presente Regulamento aplica-se aos formandos do Curso, aos formadores e à equipa de Coordenação Técnico-pedagógica do Curso. 3. EQUIPA FORMATIVA Ao Curso está alocada uma equipa de profissionais com vasta experiência e preparada para dar resposta às necessidades e exigências do Curso. A equipa é constituída por: Direção Susana Iglésias Coordenação Técnico-pedagógica Constituída pela Coordenação Pedagógica e pela Coordenação Técnico-científica. Coordenação Pedagógica Susana Iglésias telefone: Rute Bértolo telefone: Operações/ Apoio Administrativo Delegação SGS Açores Cátia Costa telefone: Ana Matilde Candeias telefone: Operações/ Apoio Administrativo Delegação SGS Madeira Luísa Rodrigues telefone: Pág.: 4/10

5 Compete à Coordenação Pedagógica: Disponibilizar a documentação de apoio ao Curso, documentos de avaliação e exercícios via ; Receber e dar seguimento às solicitações e pedidos de informação dos formandos, estabelecendo a ligação entre Formadores e Coordenação Técnico-científica, conforme necessário; Aplicar os Inquéritos de Satisfação de Clientes; Analisar os resultados dos Inquéritos de Satisfação de Clientes; Efetuar a organização e atualização do Dossier Técnico-Pedagógico do Projeto; Emitir Certificados de Formação Profissional; Definir planos de ação, se aplicável. Coordenação Técnico-científica: Susana Iglésias Rui Ferreira Compete à Coordenação Técnico-científica: Identificar estratégias de aprendizagem baseadas em métodos, atividades e recursos técnico-pedagógicos, com base no perfil dos formandos e matérias a lecionar; Validar a documentação afeta ao Projeto (Manuais, legislação, documentos de avaliação, exercícios); Responder às solicitações e/ou pedidos de esclarecimento dos formandos; Definir os tipos de avaliação ao longo do Projeto; Selecionar os Formadores e Convidados; Articular com a Equipa de Formadores: conteúdos e as metodologias de aprendizagem e avaliação a aplicar; Analisar Questionários de Satisfação de Clientes. Formadores Os formadores nomeados para o Curso estão indicados no Cronograma do Curso em anexo. Compete aos Formadores: Realizar a ação de formação de acordo com os objetivos definidos e utilizando os meios pedagógicos adequados; Efetuar registo da Lista de Presenças /Sumário, assegurando que são indicados todos os aspetos relevantes abordados na sessão e que são recolhidas as assinaturas de todos os presentes; Assegurar informação à Coordenação Técnico-pedagógica de qualquer solicitação feita ou incidente ocorrido na sessão. Pág.: 5/10

6 Convidados/ Oradores Serão promovidos Seminários sob orientação de especialistas convidados. Formandos Compete aos formandos: Frequentar o Curso com interesse, dedicação e zelo; Cumprir os horários da formação e serem assíduos; Cumprir as orientações emanadas pela Coordenação Técnico-pedagógica; Realizar as provas e trabalhos de avaliação de conhecimentos e de competências estabelecidos; Zelar pela guarda e conservação de todos os objetos e materiais de uso pessoal, durante e depois das atividades formativas; Não perturbarem o normal funcionamento das atividades de formação ou outras que decorram nas instalações; Zelar pela boa conservação das instalações e equipamentos. Pág.: 6/10

7 4. APRESENTAÇÃO DO CURSO 4.1. OBJETIVOS Promover competências pessoais específicas; Disponibilizar ferramentas práticas de gestão de competências pessoais e profissionais; Informar e sensibilizar para novas tendências nos domínios da gestão; Facultar estudos de casos práticos sobre situações reais e concretas de gestão; Possibilitar o desenvolvimento de um plano de negócios para o departamento, área de negócio ou spin-off empresarial, onde os participantes desempenham as suas funções atuais DESTINATÁRIOS Profissionais que pretendam adquirir competências em gestão organizacional, gestão de pessoas, desenvolvimento e inovação de produtos e planeamento estratégico das organizações. Em concreto: a quem não sendo gestor de formação académica, tenha responsabilidades ao nível da coordenação, gestão e direção de departamentos e cujas decisões têm implicações não só ao nível do departamento, como no negócio e na estratégia global da organização em que o departamento está inserido; quadros e chefias intermédias de empresas com necessidades de formação em gestão, finanças e desenvolvimento de skills comportamentais e de liderança DURAÇÃO E LOCAL Duração O Curso tem a duração total de 120 horas. Acrescem seminários de frequência opcional, mas recomendada. Local Lisboa - Rua Cupertino de Miranda, Pólo Tecnológico de Lisboa, 6 Piso 0 Porto - Pólo de Serviços da Maia, Rua Padre António, Fração 4.4 Açores S. Miguel Park Hotel em Ponta Delgada Madeira - Hotel Escola de Hotelaria e Turismo da Madeira 4.4. CERTIFICADO O Certificado de Formação Profissional será atribuído aos formandos que concluam o Curso com sucesso, de acordo com o ponto 5.1. Emissão de segunda via de certificado tem um custo de 50 euros + IVA. Pág.: 7/10

8 4.5. ESTRUTURA E CRONOGRAMA O Curso está estruturado por módulos, conforme apresentado no cronograma em anexo. O cronograma do Curso, pode sofrer alterações ao longo da realização do mesmo, sendo estas comunicadas aos formandos. Sempre que as alterações envolverem mudanças dos dias inicialmente previstos (cancelamento de dias e agendamento de novo dia), a SGS ACADEMY assegura a comunicação com a antecedência possível, sendo realizada a sessão se houver o consentimento da maioria da turma. 5. FUNCIONAMENTO 5.1. METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO O formando, para concluir o Curso com aproveitamento, terá que: Ter nota positiva nas avaliações de cada um dos módulos; Cumprir com o regime de assiduidade AVALIAÇÃO CONTÍNUA A Avaliação Contínua engloba: Trabalhos práticos (individuais ou em grupo); Assiduidade; Pontualidade; Participação PONDERAÇÕES A classificação final do curso será atribuída com base nas seguintes ponderações, por módulo: Média ponderada: 1º Ciclo Módulo 1.1 (10%), Módulo 1.2 (12,5%), Módulo 1.3 (15%) 2º Ciclo Módulo 2.1 (10%), Módulo 2.2 (12,5%), Módulo 2.3 (10%) 3º Ciclo (30%) Pág.: 8/10

9 CLASSIFICAÇÃO Classificação Final será Qualitativa, seguindo a seguinte escala: Não Satisfaz: considera-se Não Satisfaz uma avaliação final abaixo dos 10 valores (0% e 49% inclusive) Satisfaz: considera-se Satisfaz uma avaliação final entre 10 e 13 valores (50% e 69% inclusive) Bom: considera-se Bom uma avaliação final entre 14 e 17 valores (70% e 89% inclusive) Muito Bom: considera-se Muito Bom uma avaliação final entre 18 e 20 valores (90% e os 100%) 5.2. REGIME DE FREQUÊNCIA ASSIDUIDADE A assiduidade mínima é de 80% das horas de cada módulo DESISTÊNCIA/SUSPENSÃO A desistência, suspensão de frequência, ou abandono do Curso por parte do formando, pressupõe o pagamento da totalidade do valor da formação. É considerado abandono a ausência de contacto/informação por parte do formando, após 1 mês de ausência ao Curso sem qualquer aviso prévio REINGRESSO O formando ao suspender a sua frequência, o reingresso está sujeito à realização de uma nova edição do Curso, bem como a existência de vaga. A ser possível o reingresso, haverá lugar a uma taxa de 600 euros + IVA. O prazo para reingresso após suspensão é de 12 meses. Após este período a SGS Academy dá por encerrado o processo do formando não sendo possível o seu reingresso em nova edição do Curso APOIO AO FORMANDO Sempre que o formando necessite de algum esclarecimento ou pretenda apresentar algum pedido deverá dirigir-se à SGS Academy presencialmente ou via . Esclarecimentos presenciais com a Coordenação Técnico-pedagógica ou algum Formador, requerem marcação prévia; Para consulta de avaliações, deve igualmente ser efetuada marcação prévia. Pág.: 9/10

10 5.4. MATERIAL PEDAGÓGICO Toda a documentação de apoio ao Curso é disponibilizada via e/ou plataforma COMUNICAÇÃO A comunicação entre Formandos e Coordenação Técnico-pedagógica deve ser feita, preferencialmente, via AVALIAÇÃO DE SATISFAÇÃO DE CLIENTES No final de cada sessão/tema é entregue um questionário de avaliação de satisfação a cada formando, em papel; No final do Curso é enviado a cada formando, um questionário de satisfação global do Curso, via Web. 7. DEFINIÇÕES E ABREVIATURAS n.a. 8. ANEXOS Cronograma do curso Pág.: 10/10

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO O presente Regulamento pretende enquadrar as principais regras e linhas de orientação pelas quais se rege a atividade formativa da LEXSEGUR, de forma a garantir

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA ATIVIDADE FORMATIVA. Março de 2015 4ª Edição

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA ATIVIDADE FORMATIVA. Março de 2015 4ª Edição REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA ATIVIDADE FORMATIVA Março de 2015 4ª Edição Índice 1 O DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO... 3 1.1. POLÍTICA E ESTRATÉGIA... 3 1.2. ESTRUTURA... 3 2 CONDIÇÕES DE FUNCIONAMENTO DA

Leia mais

KEY Centro de Formação, Lda. Regulamento de Funcionamento da Formação

KEY Centro de Formação, Lda. Regulamento de Funcionamento da Formação Regulamento de Funcionamento da Formação KEY Centro de Formação, Lda. Regulamento de Funcionamento da Formação Página 2 de 12 ÍNDICE 1. ENQUADRAMENTO... 3 2. REQUISITOS DE ACESSO E FORMAS DE INSCRIÇÃO...

Leia mais

MASTER EXECUTIVO GESTÃO ESTRATÉGICA

MASTER EXECUTIVO GESTÃO ESTRATÉGICA MASTER EXECUTIVO GESTÃO ESTRATÉGICA MASTER EXECUTIVO GESTÃO ESTRATÉGICA OBJETIVOS: promover competências pessoais específicas; disponibilizar ferramentas práticas de gestão de competências pessoais e profissionais;

Leia mais

CURSO Formação Pedagógica Inicial de Formadores

CURSO Formação Pedagógica Inicial de Formadores REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO CURSO Formação Pedagógica Inicial de Formadores Homologado pelo IEFP com o código de curso C1840003 Presencial 90 horas (Conforme Portaria n.º 214/2011, de 30 de maio) DPJ.FOR.FPIF.01

Leia mais

APEL Associação Promotora do Ensino Livre REGRAS DE FUNCIONAMENTO DA ATIVIDADE FORMATIVA ANEXO AO REGULAMENTO INTERNO

APEL Associação Promotora do Ensino Livre REGRAS DE FUNCIONAMENTO DA ATIVIDADE FORMATIVA ANEXO AO REGULAMENTO INTERNO APEL Associação Promotora do Ensino Livre REGRAS DE FUNCIONAMENTO DA ATIVIDADE FORMATIVA ANEXO AO REGULAMENTO INTERNO ÍNDICE 1. ENQUADRAMENTO 2. REQUISITOS DE ACESSO E FORMAS DE INSCRIÇÃO 3. CRITÉRIOS

Leia mais

Ficha de Inscrição. Ação. *Nacionalidade País de Origem: NIF* *Morada *Código Postal - *Telefone Telemóvel Fax. E-mail Nível de Escolaridade.

Ficha de Inscrição. Ação. *Nacionalidade País de Origem: NIF* *Morada *Código Postal - *Telefone Telemóvel Fax. E-mail Nível de Escolaridade. Ficha de Inscrição Ação *Nome completo *Sexo Masculino Feminino *Naturalidade Distrito: Concelho: *Nacionalidade País de Origem: NIF* *BI CC N.º *Data Validade BI / CC / / *Data de Nascimento / / *Morada

Leia mais

Regulamento de Funcionamento das Acções de Formação

Regulamento de Funcionamento das Acções de Formação Regulamento de Funcionamento das Acções de Formação A Ciência Viva tem como missão a difusão da Cultura Científica e Tecnológica apoiando acções dirigidas à promoção da Educação Científica e Tecnológica

Leia mais

Norma ISO 9001:2008 Sistemas de gestão da qualidade Requisitos; Manual da Qualidade.

Norma ISO 9001:2008 Sistemas de gestão da qualidade Requisitos; Manual da Qualidade. 1. OBJETIVO Este procedimento tem como objetivo estabelecer as linhas gerais pelas quais se regem os cursos de formação desenvolvidos pelo ISEP FORGLOBE, bem como descrever as atividades e o funcionamento

Leia mais

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO PÓS-GRADUAÇÃO/ESPECIALIZAÇÃO EM SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO QUALIDADE, AMBIENTE, SEGURANÇA E RESPONSABILIDADE SOCIAL FORMAÇÃO SGS ACADEMY PORQUÊ A SGS ACADEMY? Criada, em 2003, como área de negócio da

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA ATIVIDADE FORMATIVA DOS ENCONTROS DE SABEDORIA DA AMUT

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA ATIVIDADE FORMATIVA DOS ENCONTROS DE SABEDORIA DA AMUT REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA ATIVIDADE FORMATIVA DOS ENCONTROS DE SABEDORIA DA AMUT Conteúdo Artigo 1º... 3 OBJECTIVO... 3 Artigo 2º... 3 CONCEITO DE ENCONTRO DE SABEDORIA... 3 Artigo 3º... 3 ÂMBITO

Leia mais

Regulamento do Núcleo de Formação

Regulamento do Núcleo de Formação Regulamento do Núcleo de Formação 2013 1.Nota Introdutória Qualquer processo de formação com qualidade exige medidas e instrumentos de normalização e controlo, que permitam garantir desempenhos de excelência

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO Introdução O presente Regulamento foi concebido a pensar em si, visando o bom funcionamento da formação. Na LauTraining Formação e Consultoria, vai encontrar um ambiente de trabalho e de formação agradável

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DO CENTRO DE FORMAÇÃO DA APEI - ASSOCIAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO DE INFÂNCIA

REGULAMENTO INTERNO DO CENTRO DE FORMAÇÃO DA APEI - ASSOCIAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO DE INFÂNCIA REGULAMENTO INTERNO DO CENTRO DE FORMAÇÃO DA APEI - ASSOCIAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO DE INFÂNCIA CAPITULO I DA CONSTITUIÇÃO, SEDE, PRÍNCIPIOS GERAIS, DURAÇÃO E FINS DO CENTRO DE FORMAÇÃO ARTIGO

Leia mais

Acção de Formação Contabilidade de Gestão - Primavera v8

Acção de Formação Contabilidade de Gestão - Primavera v8 Acção de Formação Contabilidade de Gestão - Primavera v8 MoreData, Sistemas de Informação Campo Grande 28, 10º E 1700-093 Lisboa 213520171 info@moredata.pt Índice de Conteúdos Introdução...3 Sobre o Curso...4

Leia mais

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Qualidade na Saúde 3.

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Qualidade na Saúde 3. Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Qualidade na Saúde 3.ª Edição 2014/2015 EDITAL A Escola Superior de Tecnologia da Saúde de

Leia mais

março 2014 FORGETUR Formação Técnica para a Gestão no Turismo Técnicas de Gestão Financeira e Empresarial

março 2014 FORGETUR Formação Técnica para a Gestão no Turismo Técnicas de Gestão Financeira e Empresarial março 2014 FORGETUR Formação Técnica para a no Turismo Técnicas de Financeira e Empresarial Direção de Qualificação Formativa e Certificação FORGETUR Técnicas de Financeira e Empresarial 1. Enquadramento

Leia mais

CURSO COMO FAZER UM BUSINESS PLAN?

CURSO COMO FAZER UM BUSINESS PLAN? CURSO COMO FAZER UM BUSINESS PLAN? ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 03 2. DESENVOLVIMENTO A. Proposta pedagógica B. Investimento C. Condições de participação 03 03 04 04 3. FICHA DE INSCRIÇÃO 05 02 Moneris Academy

Leia mais

luanda 4ª EDIÇÃO MASTER COURSE - GESTÃO DA FORMAÇÃO LOCAL EPIC SANA LUANDA HOTEL DATAS 14 A 23 JULHO 2014 Mastering People Development

luanda 4ª EDIÇÃO MASTER COURSE - GESTÃO DA FORMAÇÃO LOCAL EPIC SANA LUANDA HOTEL DATAS 14 A 23 JULHO 2014 Mastering People Development luanda www.letstalkgroup.com 4ª EDIÇÃO MASTER COURSE - GESTÃO DA FORMAÇÃO LOCAL EPIC SANA LUANDA HOTEL DATAS 14 A 23 JULHO 2014 Mastering People Development 4ª EDIÇÃO MASTER COURSE Gestão da Formação 14

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO / ESPECIALIZAÇÃO SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA ALIMENTAR

PÓS-GRADUAÇÃO / ESPECIALIZAÇÃO SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA ALIMENTAR PÓS-GRADUAÇÃO / ESPECIALIZAÇÃO SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA ALIMENTAR FORMAÇÃO SGS ACADEMY LOCAL: LISBOA, PORTO E FUNCHAL GRUPO SGS PORTUGAL O Grupo SGS Société Générale de Surveillance S.A é a maior

Leia mais

Acção de Formação Logística (Vendas) - Primavera v8

Acção de Formação Logística (Vendas) - Primavera v8 Acção de Formação Logística (Vendas) - Primavera v8 MoreData, Sistemas de Informação Campo Grande 28, 10º E 1700-093 Lisboa 213520171 info@moredata.pt Índice de Conteúdos Introdução...3 Sobre o Curso...4

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DAS ACÇÕES DE FORMAÇÃO

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DAS ACÇÕES DE FORMAÇÃO REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DAS ACÇÕES DE FORMAÇÃO CÂMARA DO COMÉRCIO DE ANGRA DO HEROÍSMO Índice 1. Âmbito de Aplicação 2. Competência Organizativa 3. Política e Estratégia da Entidade 4. Responsabilidades

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE PROJECTOS NÍVEL 1 EDIÇÃO Nº 01/2013

FICHA TÉCNICA DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE PROJECTOS NÍVEL 1 EDIÇÃO Nº 01/2013 FICHA TÉCNICA DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE PROJECTOS NÍVEL 1 EDIÇÃO Nº 01/2013 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO Especialização em Gestão de Projectos Nível 1 2. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER Este curso constitui

Leia mais

Regulamento de Funcionamento da Formação. Disposições Gerais da Prestação de Serviços no âmbito da Formação

Regulamento de Funcionamento da Formação. Disposições Gerais da Prestação de Serviços no âmbito da Formação Regulamento de Funcionamento da Formação Disposições Gerais da Prestação de Serviços no âmbito da Formação Agosto 2013 Índice Pág. Introdução. 3 Objetivo... 3 Inscrição nos cursos de formação 3 Condições

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA ATIVIDADE FORMATIVA - Formação Interempresa (formação externa) -

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA ATIVIDADE FORMATIVA - Formação Interempresa (formação externa) - REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA ATIVIDADE FORMATIVA - Formação Interempresa (formação externa) - CAPÍTULO I ENQUADRAMENTO 1. O presente Regulamento é aplicável às Acções de Formação promovidas pela SIPRP

Leia mais

REGULAMENTO CURSOS DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS (EFA) CURSOS DE FORMAÇÕES MODULARES CERTIFICADAS (FMC)

REGULAMENTO CURSOS DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS (EFA) CURSOS DE FORMAÇÕES MODULARES CERTIFICADAS (FMC) REGULAMENTO CURSOS DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS (EFA) CURSOS DE FORMAÇÕES MODULARES CERTIFICADAS (FMC) Legislação de Referência: Despacho n.º 334/2012, de 11 de janeiro Portaria n.º 283/2011, de 24

Leia mais

CURSO DESENVOLVER A RELAÇÃO COM O CLIENTE

CURSO DESENVOLVER A RELAÇÃO COM O CLIENTE CURSO DESENVOLVER A RELAÇÃO COM O CLIENTE ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 03 2. DESENVOLVIMENTO A. Proposta pedagógica B. Investimento C. Condições de participação 03 03 04 04 3. FICHA DE INSCRIÇÃO 05 02 Moneris

Leia mais

MASTER GESTÃO COMERCIAL E VENDAS

MASTER GESTÃO COMERCIAL E VENDAS MASTER GESTÃO COMERCIAL E VENDAS MASTER GESTÃO COMERCIAL E VENDAS ENQUADRAMENTO Na realidade do mercado atual, focar-se nos clientes, conhecê-los, perceber as suas necessidades e motivações, é fundamental

Leia mais

Manual. Coordenador / Diretor de Curso. Ano letivo 2012/2013

Manual. Coordenador / Diretor de Curso. Ano letivo 2012/2013 Manual do Coordenador / Diretor de Curso Ano letivo 2012/2013 Índice Índice... 1 Atribuições do Coordenador/Diretor de Curso... 2 Horários... 4 Alteração de Horários... 5 Arquivo de Documentação... 5 C1

Leia mais

Regulamento Cursos de Educação e Formação - EFA

Regulamento Cursos de Educação e Formação - EFA Regulamento Cursos de Educação e Formação - EFA 1 Preâmbulo Artigo 1.º - Objeto e âmbito Artigo 2.º Modelo de formação Artigo 3.º - Modelo de formação Artigo 4.º - Posicionamento nos percursos de educação

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO

PROGRAMA DE FORMAÇÃO PROGRAMA DE FORMAÇÃO 1. Identificação do Curso Pós-Graduação em Gestão Estratégica de Recursos Humanos 2. Destinatários Profissionais em exercício de funções na área de especialização do curso ou novos

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO ESPECÍFICO. Regulamento

CURSO DE FORMAÇÃO ESPECÍFICO. Regulamento CURSO DE FORMAÇÃO ESPECÍFICO ÍNDICE PREÂMBULO... 3 Procedimentos Técnico-Pedagógicos... 4 1.1. Destinatários e condições de acesso... 4 1.2. Organização dos cursos de formação... 4 1.3. Componentes de

Leia mais

GUIA DE APOIO. Documento aprovado em sede do Conselho Diretivo Nacional da Ordem dos Engenheiros em 17 de setembro de 2013

GUIA DE APOIO. Documento aprovado em sede do Conselho Diretivo Nacional da Ordem dos Engenheiros em 17 de setembro de 2013 GUIA DE APOIO Documento aprovado em sede do Conselho Diretivo Nacional da Ordem dos Engenheiros em 17 de setembro de 2013 Gabinete de Qualificação Avenida António Augusto de Aguiar, 3D 1069-030 Lisboa

Leia mais

REGULAMENTO DA FORMAÇÃO E DA VALORI- ZAÇÃO PROFISSIONAIS

REGULAMENTO DA FORMAÇÃO E DA VALORI- ZAÇÃO PROFISSIONAIS REGULAMENTO DA FORMAÇÃO E DA VALORI- ZAÇÃO PROFISSIONAIS Documento aprovado por deliberação do Conselho Superior em 16 de julho de 2014 P á g i n a 0 REGULAMENTO DA FORMAÇÃO E DA VALORIZAÇÃO PROFISSIONAIS

Leia mais

Workshop Certificação de Entidades pela DGERT

Workshop Certificação de Entidades pela DGERT www.b-training.pt Workshop Certificação de Entidades pela DGERT 27 de Maio de 2011 ORDEM DE TRABALHOS 10h00 11h15 11h30 12h30 13h Início dos Trabalhos Coffee-Break Reinício dos Trabalhos Perguntas & Respotas

Leia mais

Regulamento de Funcionamento

Regulamento de Funcionamento da Atividade Formativa Âmbito O presente Regulamento é aplicável às iniciativas formativas promovidas pela ADIV, sem desprimor pela aplicação de outras normas aplicáveis à mesma atividade, pelo que formandos

Leia mais

Regulamento. Curso Vocacional do Ensino Secundário

Regulamento. Curso Vocacional do Ensino Secundário Regulamento Curso Vocacional do Ensino Secundário Página 1 Artigo 1. Âmbito 1 - Os cursos vocacionais do ensino secundário constituem uma oferta formativa que se desenvolve no âmbito de uma experiência-piloto

Leia mais

Acção de Formação Contabilidade Geral - Primavera v8

Acção de Formação Contabilidade Geral - Primavera v8 Acção de Formação Contabilidade Geral - Primavera v8 MoreData, Sistemas de Informação Campo Grande 28, 10º E 1700-093 Lisboa 213520171 info@moredata.pt Índice de Conteúdos Introdução...3 Sobre o Curso...4

Leia mais

MINI-MBA de Especialização em Hospitalidade e Gestão de Turismo

MINI-MBA de Especialização em Hospitalidade e Gestão de Turismo MINI-MBA de Especialização em Hospitalidade e Gestão de Turismo www.highskills.pt geral@highskills.pt Lisboa- Telefone: 00351 217 931 365 Luanda Telefone: 00244 94 112 60 90 Índice Duração Total... 2 Destinatários...

Leia mais

MINI-MBA de Especialização em Relações Públicas, Protocolo Empresarial e Eventos

MINI-MBA de Especialização em Relações Públicas, Protocolo Empresarial e Eventos MINI-MBA de Especialização em Relações Públicas, Protocolo Empresarial e Eventos Índice Duração Total... 2 Destinatários... 2 Perfil de saída... 2 Pré-Requisitos... 2 Objetivo Geral... 2 Objetivos Específicos...

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO. Capítulo I Princípios Gerais. Artigo Primeiro Objecto

REGULAMENTO INTERNO. Capítulo I Princípios Gerais. Artigo Primeiro Objecto REGULAMENTO INTERNO Capítulo I Princípios Gerais Artigo Primeiro Objecto O presente Regulamento define o regime de funcionamento interno do Centro de Formação Ciência Viva reconhecido pelo Ministério da

Leia mais

REGULAMENTO CURSO DE FORMAÇÃO ESPECIALIZADA - SEMINÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (SAP)

REGULAMENTO CURSO DE FORMAÇÃO ESPECIALIZADA - SEMINÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (SAP) REGULAMENTO CURSO DE FORMAÇÃO ESPECIALIZADA - SEMINÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (SAP) REGULAMENTO DO CURSO DE FORMAÇÃO ESPECIALIZADA - SEMINÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS ARTIGO

Leia mais

1. Objectivos. 2. Destinatários. 3. Competências

1. Objectivos. 2. Destinatários. 3. Competências DEPARTAMENTO DE POLÍTICA E TRABALHO SOCIAL REGULAMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DE LIDERANÇA E GESTÃO DE EQUIPAMENTOS SOCIAIS 1ª EDIÇÃO 2013/2014. 1 1. Objectivos Na sociedade atual as organizações de

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FERNANDO PESSOA

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FERNANDO PESSOA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FERNANDO PESSOA Regulamento do Curso Vocacional Artes e Multimédia Ensino Básico 3º ciclo Artigo 1.º Âmbito e Enquadramento O presente regulamento estabelece as diretrizes essenciais

Leia mais

Regulamento dos Cursos de Língua Estrangeira da Universidade de Trásos-Montes

Regulamento dos Cursos de Língua Estrangeira da Universidade de Trásos-Montes Regulamento dos Cursos de Língua Estrangeira da Universidade de Trásos-Montes e Alto Douro Artigo 1º Objeto O presente regulamento define um conjunto de normas e orientações dos Cursos de Língua Estrangeira

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS VOCACIONAIS

REGULAMENTO DOS CURSOS VOCACIONAIS Agrupamento de Escolas Gaia Nascente REGULAMENTO DOS CURSOS VOCACIONAIS ENSINO BÁSICO Escola Secundária Gaia Nascente Artigo 1.º Âmbito e Enquadramento O presente regulamento estabelece as diretrizes essenciais

Leia mais

CURSO MICROSOFT OUTLOOK

CURSO MICROSOFT OUTLOOK CURSO MICROSOFT OUTLOOK ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 03 2. DESENVOLVIMENTO A. Proposta pedagógica B. Investimento C. Condições de participação 03 03 04 04 3. FICHA DE INSCRIÇÃO 05 02 Moneris Academy Microsoft

Leia mais

DESIGN THINKING ESTRATÉGIA EMPRESARIAL

DESIGN THINKING ESTRATÉGIA EMPRESARIAL ESTRATÉGIA EMPRESARIAL PROGRAMA AVANÇADO DESTINATÁRIOS Gestores de Topo, Gestores de Processos, Gestores de Negócio, Gestores de Produto, Gestores de Clientes, Gestores de empresas em fase de Internacionalização,

Leia mais

Regulamento de Funcionamento da Formação

Regulamento de Funcionamento da Formação Regulamento de Funcionamento da Formação Índice 1. Caracterização e Identificação da Entidade... 3 2. Certificação entidade formadora... 3 3. Acreditação Entidade Formadora... 3 4. Certificação ISO 9001...

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO FORMAÇÃO

REGULAMENTO INTERNO FORMAÇÃO REGULAMENTO INTERNO FORMAÇÃO CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º - Objeto e Âmbito 1. O presente Regulamento é aplicável aos formados que frequentem e formadores que ministrem ações de Formação Profissional

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO PROFISSIONAL DA COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DA REGIÃO DE COIMBRA

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO PROFISSIONAL DA COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DA REGIÃO DE COIMBRA REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO PROFISSIONAL DA COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DA REGIÃO DE COIMBRA REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO PROFISSIONAL 1 Capítulo I Política e Estratégia Artigo 1.º

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DE PESSOAS REGULAMENTO GERAL

CERTIFICAÇÃO DE PESSOAS REGULAMENTO GERAL CERTIFICAÇÃO DE PESSOAS REGULAMENTO GERAL 1. INTRODUÇÃO Este regulamento: Descreve os requisitos referentes à Certificação de Pessoas da SGS ICS; Complementa o documento PTD6850 - Processo de Certificação

Leia mais

Apresentação de Resultados Plano de Ações de Melhoria. www.anotherstep.pt

Apresentação de Resultados Plano de Ações de Melhoria. www.anotherstep.pt Apresentação de Resultados Plano de Ações de Melhoria www.anotherstep.pt 2 Sumário Ponto de situação Plano de Ações de Melhoria PAM Enquadramento e planeamento Selecção das Ações de Melhoria Fichas de

Leia mais

Regulamento Interno. Ano de 2015. Rbb Gabinete Técnico de Peritagens, Formação e Consultoria Lda

Regulamento Interno. Ano de 2015. Rbb Gabinete Técnico de Peritagens, Formação e Consultoria Lda Ano de 2015 Rbb Gabinete Técnico de Peritagens, Formação e Consultoria Lda Índice 1º Âmbito de Aplicação... 4 2º Horário de Atendimento... 4 3º Estrutura Organizacional... 4 4º Conceito de Formação...

Leia mais

EMPREENDEDORISMO E ORGANIZAÇÃO DA EMPRESA

EMPREENDEDORISMO E ORGANIZAÇÃO DA EMPRESA Formação Presencial, homologada pela Direção Regional do Emprego e Qualificação Profissional CARGA HORÁRIA TOTAL: 120 HORAS Organização e Formadores MÓDULOS EMPREENDEDORISMO E ORGANIZAÇÃO DA EMPRESA 120

Leia mais

CURSO LIDERANÇA E GESTÃO DE EQUIPAS

CURSO LIDERANÇA E GESTÃO DE EQUIPAS CURSO LIDERANÇA E GESTÃO DE EQUIPAS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 03 2. DESENVOLVIMENTO A. Proposta pedagógica B. Investimento C. Condições de participação 03 03 04 04 3. FICHA DE INSCRIÇÃO 05 02 Moneris Academy

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO QUALIDADE NA SAÚDE FORMAÇÃO SGS ACADEMY

PÓS-GRADUAÇÃO QUALIDADE NA SAÚDE FORMAÇÃO SGS ACADEMY PÓS-GRADUAÇÃO QUALIDADE NA SAÚDE FORMAÇÃO SGS ACADEMY A Pós-Graduação Qualidade na Saúde permitiu-me adquirir e consolidar conhecimentos nesta área. Constitui uma mais-valia para os profissionais de saúde,

Leia mais

CURSO: CONCEITOS DE FORMAÇÃO PRESENCIAL, ONLINE E MISTA

CURSO: CONCEITOS DE FORMAÇÃO PRESENCIAL, ONLINE E MISTA CURSO: CONCEITOS DE FORMAÇÃO PRESENCIAL, ONLINE E MISTA RESUMO Com este curso pretende-se a familiarização dos formandos com os principais conceitos que envolvem os processos formativos presenciais, online

Leia mais

IV EFA CURSOS DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS

IV EFA CURSOS DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS REGULAMENTO INTERNO Anexo IV EFA CURSOS DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS REGULAMENTO 2013 REGULAMENTO DOS CURSOS EFA EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS 2 EFA CURSOS DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS Artigo

Leia mais

GUIA DO FORMANDO DIAGNOSTICAR, AVALIAR E INTERVIR EDIÇÃO DAIB1P ÁREA: PSICOLOGIA CLÍNICA E DA SAÚDE

GUIA DO FORMANDO DIAGNOSTICAR, AVALIAR E INTERVIR EDIÇÃO DAIB1P ÁREA: PSICOLOGIA CLÍNICA E DA SAÚDE GUIA DO FORMANDO DIAGNOSTICAR, AVALIAR E INTERVIR EDIÇÃO DAIB1P ÁREA: PSICOLOGIA CLÍNICA E DA SAÚDE Índice ENQUADRAMENTO DESCRIÇÃO DESTINATÁRIOS OBJETIVOS ESTRUTURA E DURAÇÃO AUTOR METODOLOGIA PEDAGÓGICA

Leia mais

A implementação da formação organizacional numa cadeia hoteleira

A implementação da formação organizacional numa cadeia hoteleira A implementação da formação organizacional numa cadeia hoteleira Maria João Rosendo Oliveira Gomes 1, João Emanuel Gonçalves S. Costa 1 1 Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar de Peniche, Instituto

Leia mais

MASTER INNOVATION MANAGEMENT SYSTEMS SGS. Duração 112 Horas / 3 meses. Edição 1ª Edição. Calendário outubro dezembro 2015

MASTER INNOVATION MANAGEMENT SYSTEMS SGS. Duração 112 Horas / 3 meses. Edição 1ª Edição. Calendário outubro dezembro 2015 Edição 1ª Edição Calendário outubro dezembro 2015 Duração 112 Horas / 3 meses Regime Pós-laboral e ao sábado MASTER INNOVATION MANAGEMENT SYSTEMS Em parceria com: SGS ENQUADRAMENTO E OBJETIVOS COORDENAÇÃO

Leia mais

DOSSIER II EDIÇÃO DO CURSO DE EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DE EMPRESAS. 4 de Maio a 12 de Outubro

DOSSIER II EDIÇÃO DO CURSO DE EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DE EMPRESAS. 4 de Maio a 12 de Outubro DOSSIER II EDIÇÃO DO CURSO DE EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DE EMPRESAS 4 de Maio a 12 de Outubro Índice 1. Denominação 2. Objectivos 3. Destinatários 4. Avaliação 5. Conteúdo Programático 6. Programa indicativo

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÕES DO INSTITUTO SUPERIOR DE TECNOLOGIAS AVANÇADAS

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÕES DO INSTITUTO SUPERIOR DE TECNOLOGIAS AVANÇADAS REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÕES DO INSTITUTO SUPERIOR DE TECNOLOGIAS AVANÇADAS INDICE PREÂMBULO... 2 ARTIGO 1 - (Âmbito)... 2 ARTIGO 2 (Natureza)... 2 ARTIGO 3 (Gestão das atividades de pós-gradução)...

Leia mais

CURSO CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA QUALIDADE ISO 9001:2008

CURSO CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA QUALIDADE ISO 9001:2008 CURSO CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA QUALIDADE ISO 9001:2008 O curso de Certificação/Qualificação de Auditores Internos é constituído por 2 módulos com avaliação escrita: 1. Interpretação

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTUDOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA

REGULAMENTO DE ESTUDOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA NORMAS REGULAMENTARES De acordo com o estipulado pelos artigos 14.º e 26.º do Decreto-Lei n.º 107/2008, de 25 de Junho REGULAMENTO DE ESTUDOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA Regulamento n.º 487/2010,

Leia mais

MICROSOFT EXCEL AVANÇADO

MICROSOFT EXCEL AVANÇADO CURSO MICROSOFT EXCEL AVANÇADO MACROS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 03 2. DESENVOLVIMENTO A. Proposta pedagógica B. Investimento C. Condições de participação 03 03 04 04 3. FICHA DE INSCRIÇÃO 05 02 Moneris Academy

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO 1. FORMAÇÃO INTER-EMPRESAS 2 1.1 Requisitos de acesso e formas de inscrição 2 1.2 Confirmações e cancelamentos dos cursos 4 2. FORMAÇÃO INTRA EMPRESA 5 3. FUNCIONAMENTO

Leia mais

Guia de Curso. Administração e Gestão Educacional. Mestrado em. 15ª Edição. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância

Guia de Curso. Administração e Gestão Educacional. Mestrado em. 15ª Edição. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância Universidade Aberta Sede R. da Escola Politécnica, 147 1269-001 Lisboa Campus do Taguspark Av. J. Delors, Edifício Inovação I 2740-122 Porto Salvo, Oeiras Coordenadora: Guia de Curso Lídia Grave-Resendes

Leia mais

REGIMENTO DO PROGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DAS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR (A.E.C.)

REGIMENTO DO PROGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DAS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR (A.E.C.) REGIMENTO DO PROGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DAS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR (A.E.C.) A G R U P A M E N T O D E E S C O L A S D E B E N A V E N T E INTRODUÇÃO Tendo por base os normativos legais

Leia mais

(Decreto-Lei nº 88/2006, de 23/05)

(Decreto-Lei nº 88/2006, de 23/05) Instituto Politécnico de Portalegre ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA DE ELVAS Normas regulamentares dos Cursos de Especialização Tecnológica (Decreto-Lei nº 88/2006, de 23/05) Elvas Julho de 2012 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...

Leia mais

CURSO RH SELECIONAR COM SUCESSO

CURSO RH SELECIONAR COM SUCESSO CURSO RH SELECIONAR COM SUCESSO ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 03 2. DESENVOLVIMENTO A. Proposta pedagógica B. Investimento C. Condições de participação 03 03 04 04 3. FICHA DE INSCRIÇÃO 05 02 Moneris Academy RH

Leia mais

Ministério d. Decreto-lei n.º

Ministério d. Decreto-lei n.º A melhoria da qualidade do ensino constitui um dos desafios centrais da política do XIX Governo Constitucional. A valorização profissional dos docentes, através de um investimento na formação contínua,

Leia mais

Preâmbulo Artigo 1.º Artigo 2.º Artigo 3.º Artigo 4.º Artigo 5.º

Preâmbulo Artigo 1.º Artigo 2.º Artigo 3.º Artigo 4.º Artigo 5.º A g r u p a m e n t o Ve r t i c a l d e E s c o l a s S a n t o s S i m õ e s 1 Preâmbulo 1. Os Cursos de Educação e Formação de Adultos têm vindo a afirmar-se como um instrumento central das políticas

Leia mais

Formação Manutenção: Curso de Segurança Funcional e Análise de risco

Formação Manutenção: Curso de Segurança Funcional e Análise de risco CENTRO DE INVESTIGAÇÃO E PROJECTO EM CONTROLO E APLICAÇÃO DE MÁQUINAS ELÉCTRICAS Formação Manutenção: Curso de Segurança Funcional e Análise de risco Edição de 2013 Organização Índice Organização 2 Âmbito

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DAS ATIVIDADES PEDAGÓGICAS DA ESTBarreiro/IPS

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DAS ATIVIDADES PEDAGÓGICAS DA ESTBarreiro/IPS SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DAS ATIVIDADES PEDAGÓGICAS DA ESTBarreiro/IPS 1. INTRODUÇÃO Este documento tem por objetivo estabelecer o Sistema de Gestão da Qualidade das Atividades Pedagógicas da ESTBarreiro/IPS

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. PEDRO DA COVA

ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. PEDRO DA COVA ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. PEDRO DA COVA REGULAMENTO DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS E FORMAÇÃO MODULAR Art.1º Disposições Gerais 1. No disposto nos parágrafos seguintes ressalvam-se as especificidades

Leia mais

DA ARTE DE ARGUMENTAR E NEGOCIAR; COMO CRIAR VALOR? WORKSHOP. Think, Create and Share

DA ARTE DE ARGUMENTAR E NEGOCIAR; COMO CRIAR VALOR? WORKSHOP. Think, Create and Share DA ARTE DE ARGUMENTAR E NEGOCIAR; WORKSHOP DESTINATÁRIOS Quadros intermédios e superiores em organizações dos setores privado e público; profissionais da formação; consultores de liderança; técnicos e

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Título Estatísticas da Educação 2008/2009 - Adultos

FICHA TÉCNICA. Título Estatísticas da Educação 2008/2009 - Adultos FICHA TÉCNICA Título Estatísticas da Educação 2008/2009 - Adultos Autoria Gabinete de Estatística e Planeamento da Educação (GEPE) Direcção de Serviços de Estatística Edição Gabinete de Estatística e Planeamento

Leia mais

CURSOS EFA Educação e Formação de Adultos. Regulamento CAPÍTULO I. Legislação de Referência

CURSOS EFA Educação e Formação de Adultos. Regulamento CAPÍTULO I. Legislação de Referência CURSOS EFA Educação e Formação de Adultos Regulamento (Apreciado pelo Conselho Pedagógico, em reunião realizada no dia 10 de Fevereiro de 2010) CAPÍTULO I Legislação de Referência - Portaria n. 230/2008

Leia mais

2013/14 REGULAMENTO DOS CURSOS VOCACIONAIS

2013/14 REGULAMENTO DOS CURSOS VOCACIONAIS 2013/14 REGULAMENTO DOS CURSOS VOCACIONAIS PARTE I... 1 PREÂMBULO... 1 LEGISLAÇÃO DE REFERÊNCIA... 1 CAPÍTULO I... 1 FUNCIONAMENTO GERAL... 1 Artigo 1º... 1 Contextualização... 1 Artigo 2º... 1 Plano de

Leia mais

REGULAMENTO MARCAMUNDOS

REGULAMENTO MARCAMUNDOS REGULAMENTO MARCAMUNDOS Título I (MarcaMundos) Capítulo I (Definição) Art.1 1. O MarcaMundos (MM) é um projeto da Associação de Estudantes da NOVA Medical School Faculdade de Ciências Médicas da Universidade

Leia mais

É celebrado o presente Protocolo de Cooperação para a realização de Estágio(s), nos termos das cláusulas seguintes : Cláusula 1ª (Âmbito e Objeto)

É celebrado o presente Protocolo de Cooperação para a realização de Estágio(s), nos termos das cláusulas seguintes : Cláusula 1ª (Âmbito e Objeto) MINUTA DE PROTOCOLO DE ESTÁGIO A Marinha, neste ato representada pelo (cargo da entidade), (posto e nome), por designação do Almirante Chefe do Estado-Maior da Armada, adiante designada por Entidade de

Leia mais

Programa de Estágios Extra-curriculares Voluntários (PEEV) da Associação de Estudantes do Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte (AE ISCS-N)

Programa de Estágios Extra-curriculares Voluntários (PEEV) da Associação de Estudantes do Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte (AE ISCS-N) Programa de Estágios Extra-curriculares Voluntários (PEEV) da Associação de Estudantes do Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte (AE ISCS-N) 1ª Edição 2012/2013 Programa de Estágios Extra-curriculares

Leia mais

Os Operadores Nacionais e a Garantia/Melhoria da Qualidade na Educação e Formação Profissional (EFP) João Barbosa. Abril de 2015

Os Operadores Nacionais e a Garantia/Melhoria da Qualidade na Educação e Formação Profissional (EFP) João Barbosa. Abril de 2015 Os Operadores Nacionais e a Garantia/Melhoria da Qualidade na Educação e Formação Profissional (EFP) João Barbosa Abril de 2015 1 A ANQEP aplicou um questionário online, em outubro de 2014. Caracterizar

Leia mais

Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais

Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais Curso de Formação 2011 Índice PROPOSTA FORMATIVA... 3 Introdução... 3 Objectivo geral... 3 Estrutura... 3 Metodologias... 3

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Curso Pós-Graduado de Especialização em Educação Especialização: Liderança e Gestão Intermédia na Escola Edição Instituto de Educação

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014. Série. Número 27

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014. Série. Número 27 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014 Série Sumário SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E RECURSOS HUMANOS Portaria n.º 16/2014 Aprova o Regulamento do Programa Jovem

Leia mais

Artigo 2º. Objetivos. Artigo 3º. Fases de Atuação

Artigo 2º. Objetivos. Artigo 3º. Fases de Atuação REGULAMENTO A TecMinho Associação Universidade-Empresa para o Desenvolvimento, em parceria com o Departamento de Produção e Sistemas da Universidade do Minho, promove o IdeaLab Laboratório de Ideias de

Leia mais

Impactos na qualidade formativa

Impactos na qualidade formativa Impactos na qualidade formativa Da acreditação à certificação (principais alterações) Simplificação do regime Certificação sem prazo de validade Acompanhamento regular das entidades Pedidos de certificação

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE ARQUIVISTAS E DOCUMENTALISTAS ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE ARQUIVISTAS E DOCUMENTALISTAS ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE ARQUIVISTAS E DOCUMENTALISTAS ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE ARQUIVISTAS E DOCUMENTALISTAS ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE DOSSIER ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE BIBLIOTECÁRIOS, ARQUIVISTAS E DOCUMENTALISTAS ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE BIBLIOTECÁRIOS, ARQUIVISTAS E DOCUMENTALISTAS ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE BIBLIOTECÁRIOS, ARQUIVISTAS

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE AÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE ESTÁGIO, PROJETO, OFICINA DE FORMAÇÃO E CÍRCULO DE ESTUDOS

APRESENTAÇÃO DE AÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE ESTÁGIO, PROJETO, OFICINA DE FORMAÇÃO E CÍRCULO DE ESTUDOS CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE AÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE ESTÁGIO, PROJETO, OFICINA DE FORMAÇÃO E CÍRCULO DE ESTUDOS Formulário de preenchimento obrigatório,

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DA FORMAÇÃO DA NHK, LDA ÍNDICE

REGULAMENTO INTERNO DA FORMAÇÃO DA NHK, LDA ÍNDICE REGULAMENTO INTERNO DA FORMAÇÃO DA NHK, LDA ÍNDICE CAPITULO 01- Requisitos de Acesso e Formas de Inscrição.... 02 CAPITULO 02 - Critérios e Métodos de Seleção dos Formandos e Novos Formadores...03 2.1

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA ACTIVIDADE FORMATIVA DA APFIPP

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA ACTIVIDADE FORMATIVA DA APFIPP FORMAÇÃO REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA ACTIVIDADE FORMATIVA DA APFIPP ÍNDICE I. Política e Estratégia Formativa da APFIPP II. Formas e Métodos de Divulgação, Inscrição e Selecção II.1. II.2. Divulgação

Leia mais

JumpStart FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA

JumpStart FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA JumpStart FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Tem entre 30 e 45 anos? A sua experiência profissional é superior a 5 anos? Encontra-se numa situação de desemprego há pelo menos 6 meses? Está

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL

PÓS-GRADUAÇÃO EM SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL PÓS-GRADUAÇÃO EM SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL ENTIDADES PARCEIRAS GRUPO SGS PORTUGAL (www.pt.sgs.com) O Grupo SGS Société Générale de Surveillance S.A é a maior organização mundial no domínio da inspecção,

Leia mais

Artigo 2º. Objetivos. Artigo 3º. Fases de Atuação

Artigo 2º. Objetivos. Artigo 3º. Fases de Atuação REGULAMENTO A TecMinho Associação Universidade-Empresa para o Desenvolvimento, em parceria com o Departamento de Produção e Sistemas da Universidade do Minho, promove o IdeaLab Laboratório de Ideias de

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO QUALIDADE NA SAÚDE FORMAÇÃO SGS ACADEMY POSSIBILIDADE DE FREQUÊNCIA À DISTÂNCIA

PÓS-GRADUAÇÃO QUALIDADE NA SAÚDE FORMAÇÃO SGS ACADEMY POSSIBILIDADE DE FREQUÊNCIA À DISTÂNCIA PÓS-GRADUAÇÃO QUALIDADE NA SAÚDE FORMAÇÃO SGS ACADEMY POSSIBILIDADE DE FREQUÊNCIA À DISTÂNCIA TESTEMUNHOS A Pós-Graduação Qualidade na Saúde permitiu-me adquirir e consolidar conhecimentos nesta área.

Leia mais