AUMENTE A SUA PRODUTIVIDADE COM O EDOCLINK. Maio 2012

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AUMENTE A SUA PRODUTIVIDADE COM O EDOCLINK. Maio 2012"

Transcrição

1 AUMENTE A SUA PRODUTIVIDADE COM O EDOCLINK Maio 2012

2 A Gestão da Mudança (Uma Estratégia Vitoriosa ) Projecto IPAD, I.P. Artur Lami

3 Projecto Grandes Objectivos do IPAD: 1. Modernizar a Gestão e o Desempenho Organizacional; 2. Certificação pela EU para a Cooperação Delegada; 3. Exercer a Gestão de projetos em Cooperação Delegada.

4 Projecto - O que é que queremos? - Qual o ambiente externo/institucional? - Que meios temos? Humanos? Técnicos? Financeiros? Detalhes sobre o Projeto inicial em: - Quem faz (competências internas/ competências externas)? - Que passos damos? - Como fazer? - Chegámos lá?

5 Projecto METODOLOGIA DE TRABALHO: 1. Desenvolver a visão e estratégia da mudança 2. Definir a equipa líder 3. Comunicar para compreender e persuadir 4. Criar um sentido de urgência permanente 5. Dar o poder para agir 6. Proporcionar vitórias de curto-prazo 7. Manter a pressão 8. Criar uma nova cultura

6 Projecto Identificação de Necessidades: 1. Desenvolvimento e formalização de novos processos de trabalho; 2. Implantação dum Sistema de Qualidade; 3. Manual do IPAD (manual de procedimentos controlo interno; 4. ISO 9001:NP 4427; 5. Novo sistema de Gestão Documental; 6. Nova Intranet; 7. Bolsa de AC; 8. Atendimento Electrónico de AC; 9. Atendimento Electrónico de Bolseiros; 10. Registo Electrónico de ONG; 11. Bolsa de Observadores Eleitorais; 12. Novo Site;

7 Projecto

8 Projecto TRÊS ideias-chave subjacentes e permanentes: a) Visão sistémica da organização Alterar uma parte tem implicações no todo (cuidado com o improviso); b) Coaching permanente Mudar as estruturas, os processos e os sistemas não basta, é necessário ajudar as pessoas a mudarem os comportamentos c) Processo inclusivo Confiar até prova em contrário Comunicação aberta e com muita escuta Conflitos são inevitáveis e desejáveis! Lógica de resolução de problemas Participação é fundamental (no diagnóstico, no desenho da solução e na implementação)

9 Projecto Fase Clássica de Planeamento > Cronogramas Ação Interna na Implementação: - Aplicação na máxima força dos nossos meios Humanos: Na área da informática Nas áreas técnicas a informatizar Comité de acompanhamento permanente - Direção Central atuante Gestor de Topo Gestor Coordenador Fornecedores Externos

10 Projecto Resultados: Os 3 Grandes Objectivos Inicias foram atingidos Colmatadas as necessidades identificadas Nova visão do futuro pelas novas possibilidades que se abriram Grandes mudança na cultura organizacional FUTURO na mudança de contexto institucional? Microsoft Case Study em:

11 IMPLEMENTAÇÃO DE BALCÃO ÚNICO

12 Implementação de Balcão Único Necessidade de deslocação do cliente para efetuar pedido Dificuldade no acompanhamento do pedido Complexidade no preenchimento de formulários Aumente a sua produtividade com edoclink

13 Implementação de Balcão Único Cliente/ Utente Pedido Consulta Portal Internet IPAD Portal Serviços onlinedesk Formulário 1 Anexos Resposta Processos Processo X Encaminhamento Fase 1 KPI s Reporting Candidaturas Bolsas Projectos Agentes de Cooperação Outros... Mecanismos de Segurança e Acesso Agendamento e Distribuição automática Relatórios Dashboards Query ad-hoc Anexa Elementos Colaborador Intranet SP e Atendimento Presencial Aumente a sua produtividade com edoclink Fase 2 Fase 3 Fase 4 MS Dynamics CRM Gestão de Entidades Exportação para vários formatos Sistemas de Informação de Negócio Construção Relatórios

14 Conceito de Balcão Único Acesso aos serviços a partir de qualquer localização Maior eficácia dos procedimentos com diminuição dos tempos de resposta Aumento do nível de satisfação cliente/utente Aumente a sua produtividade com edoclink

15 MUITO OBRIGADO Artur Lami Vice Presidente do IPAD, I.P.

DESMATERIALIZAÇÃO DE PROCESSOS

DESMATERIALIZAÇÃO DE PROCESSOS DESMATERIALIZAÇÃO DE PROCESSOS Mais eficácia, menos despesa 29 Outubro Oeiras Desmaterialização de Processos 1 Visão da Link para a desmaterialização A nossa Oferta para a Administração Pública A Oferta

Leia mais

QUALIDADE NO 3.º SECTOR EXPERIÊNCIA DE CERTIFICAÇÃO DA RESPOSTA SOCIAL CRECHE. 20 de Maio 2008 Qualidade e Qualificação 3º Sector

QUALIDADE NO 3.º SECTOR EXPERIÊNCIA DE CERTIFICAÇÃO DA RESPOSTA SOCIAL CRECHE. 20 de Maio 2008 Qualidade e Qualificação 3º Sector QUALIDADE NO 3.º SECTOR EXPERIÊNCIA DE CERTIFICAÇÃO DA RESPOSTA SOCIAL CRECHE 20 de Maio 2008 Qualidade e Qualificação 3º Sector Enquadramento para a Qualidade Estratégia de Desenvolvimento; Diferenciação;

Leia mais

O P E R A C I O N A L I Z A Ç Ã O D A S U N I D A D E S D E S A Ú D E F A M I L I A R E S. Carlos Nunes. Missão para os Cuidados de Saúde Primários

O P E R A C I O N A L I Z A Ç Ã O D A S U N I D A D E S D E S A Ú D E F A M I L I A R E S. Carlos Nunes. Missão para os Cuidados de Saúde Primários O P E R A C I O N A L I Z A Ç Ã O D A S U N I D A D E S D E S A Ú D E F A M I L I A R E S Carlos Nunes Missão para os Cuidados de Saúde Primários VILAMOURA 23 Março 2007 C A N D I D A T U R A S A U S F

Leia mais

HISTÓRICO DE REVISÕES REVISÃO DATA SÍNTESE DA REVISÃO

HISTÓRICO DE REVISÕES REVISÃO DATA SÍNTESE DA REVISÃO HISTÓRICO DE REVISÕES REVISÃO DATA SÍNTESE DA REVISÃO ELABORAÇÃO ASSINATURA APROVAÇÃO ASSINATURA ÍNDICE CAPÍTULO 1. POLÍTICA E ESTRATÉGIA/ÂMBITO... 3 1.1 POLÍTICA E ESTRATÉGIA DA ENTIDADE... 3 1.2 OBJECTIVO

Leia mais

A Certificação de Qualidade no Sector Segurador. Sandra Santos - GDQ-Ok! TeleSeguro Certificação do Sistema Gestão da Qualidade

A Certificação de Qualidade no Sector Segurador. Sandra Santos - GDQ-Ok! TeleSeguro Certificação do Sistema Gestão da Qualidade A Certificação de Qualidade no Sector Segurador Certificações da OK! TeleSeguro Certificação do site de acordo com a especificação QWeb (Certificação de de Negócio Electrónico). 2006 Reconhecimento pela

Leia mais

BALANCED SCORECARD NA ABORDAGEM POR PROCESSOS

BALANCED SCORECARD NA ABORDAGEM POR PROCESSOS APLICAÇÃO DA METODOLOGIA BALANCED SCORECARD NA ABORDAGEM POR PROCESSOS -1- AGENDA Quem somos Modelo de Gestão Gestão por Objectivos - BSC Conclusões e Resultados -2- AGENDA Quem somos -3- O QUE FAZEMOS

Leia mais

Implementar um Sistema de Gestão da Qualidade na Valência de Creche. Helena Correia

Implementar um Sistema de Gestão da Qualidade na Valência de Creche. Helena Correia Implementar um Sistema de Gestão da Qualidade na Valência de Creche Helena Correia Apresentação do Recreio do João O Recreio do João é uma Cooperativa de Solidariedade Social com equiparação a IPSS; Possui

Leia mais

Daniel M. Salgado. As três dimensões dos processos: Estratégica, operacional e tecnológica

Daniel M. Salgado. As três dimensões dos processos: Estratégica, operacional e tecnológica 12ª edição As três dimensões dos processos: Estratégica, operacional e tecnológica MooD: melhorar a eficácia da abordagem dos processos com ferramentas colaborativas Daniel M. Salgado daniel.m.salgado@sisconsult.com

Leia mais

República de Angola MINISTÉRIO DA JUSTIÇA. Uma experiência de Gestão da Qualidade pelo Normativo Internacional ISO 9001 num Organismo Público

República de Angola MINISTÉRIO DA JUSTIÇA. Uma experiência de Gestão da Qualidade pelo Normativo Internacional ISO 9001 num Organismo Público República de Angola MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Uma experiência de Gestão da Qualidade pelo Normativo Internacional ISO 9001 num Organismo Público Depois de inflação de 3 dígitos em 2002 Consolidação Macroeconómica

Leia mais

Uma Autarquia Sem Papel

Uma Autarquia Sem Papel Uma Autarquia Sem Papel Simplificar a Vida às Pessoas as motivações Visibilidade Capacidade Autarca Quem são os munícipes? Que recursos existem? Que desempenho? Como melhorar? Quem são os munícipes? Como

Leia mais

Soluções de Gestão Integradas SENDYS ERP. Otimize a Gestão do Seu Negócio!

Soluções de Gestão Integradas SENDYS ERP. Otimize a Gestão do Seu Negócio! Soluções de Gestão Integradas SENDYS ERP Otimize a Gestão do Seu Negócio! Universo da Solução de Gestão SENDYS ERP SENDYS - Copyright 2007 SENDYS é uma marca proprietária da Readsystem, Lda. 2 Universo

Leia mais

Qualidade e modernização Administrativa - Ensino Valor I Pessoas, Consultoria Empresarial, Lda. Rigor nos compromissos. Excelência nos processos.

Qualidade e modernização Administrativa - Ensino Valor I Pessoas, Consultoria Empresarial, Lda. Rigor nos compromissos. Excelência nos processos. Qualidade e modernização Administrativa - Ensino Valor I Pessoas, Consultoria Empresarial, Lda Rigor nos compromissos. Excelência nos processos. Qualidade e modernização Administrativa - Ensino Actualmente,

Leia mais

MQ-06-TM. Estrutura e Âmbito do SGQ

MQ-06-TM. Estrutura e Âmbito do SGQ Objetivo e Âmbito da Atividade O Manual da Qualidade define os princípios e os meios adotados para assegurar a qualidade adequada aos serviços fornecidos pelo Programa de Telemedicina da ARSA. O âmbito

Leia mais

Agenda. Realidade actual Abordagem de resolução Implementação de sistemas de GD Objectivos a atingir

Agenda. Realidade actual Abordagem de resolução Implementação de sistemas de GD Objectivos a atingir Gestão de Arquivo e Circulação dedocumentos Agenda Realidade actual Abordagem de resolução Implementação de sistemas de GD Objectivos a atingir A realidadede muitas organizações Eu não sou desorganizada

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO. Titulo: Sistema de Gestão da Qualidade CMSeixal MANUAL DE GESTÃO V09. Sistema de Gestão da Qualidade

IDENTIFICAÇÃO. Titulo: Sistema de Gestão da Qualidade CMSeixal MANUAL DE GESTÃO V09. Sistema de Gestão da Qualidade IDENTIFICAÇÃO Titulo: Sistema de Gestão da Qualidade CMSeixal MANUAL DE GESTÃO V09 Código: CMSeixalSGQ_2600204_ManualGestaoV09 Destinatários: Trabalhadores, Munícipes e Utentes da CMSeixal Campo de aplicação:

Leia mais

AUMENTE A SUA PRODUTIVIDADE COM O EDOCLINK APRESENTAÇÃO DE CASOS DE UTILIZAÇÃO

AUMENTE A SUA PRODUTIVIDADE COM O EDOCLINK APRESENTAÇÃO DE CASOS DE UTILIZAÇÃO AUMENTE A SUA PRODUTIVIDADE COM O EDOCLINK APRESENTAÇÃO DE CASOS DE UTILIZAÇÃO Apresentação / Demonstração 1) Visão Geral da Solução 2) Indexação de documentos 3) Tratamento de Tarefas Pendentes - integração

Leia mais

SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS

SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS SISTEMA DE AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA - SIADAP - ANO DE 2015 MISSÃO E OBJECTIVOS DAS UNIDADES ORGÃNICAS DOS SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DA MAIA, PARA O ANO DE 2015 DIVISÃO ECONÓMICA

Leia mais

Introdução. Confiabilidade. Conformidade. Segurança. Optimização e Disponibilidade

Introdução. Confiabilidade. Conformidade. Segurança. Optimização e Disponibilidade Introdução Desenvolvido segundo um modelo de bases de dados relacionais, podem ser realizadas personalizações à medida de cada empresa, em conformidade com o Sistema de Informação existente e diversas

Leia mais

Sistemas de Gestão de Energia

Sistemas de Gestão de Energia Gestão de Energia e Eficiência Energética nas Empresas Sistemas de Gestão de Energia 25 de Janeiro de 2013 Sistemas de Gestão de Energia Agenda: Gestão de Energia, porquê? Objetivos dos Sistemas de Gestão

Leia mais

SGIDI. Shortcut. Implementação SGIDI. Março 2011 valter@shortcut.pt

SGIDI. Shortcut. Implementação SGIDI. Março 2011 valter@shortcut.pt SGIDI Shortcut Implementação SGIDI Março 20 valter@shortcut.pt AGENDA Quem Somos? 2 O SGIDI da Shortcut 3 Demo do SGIDI 4 Alguns Resultados em 200 5 Vantagens da Implementação 6 Resistências / Dificuldades

Leia mais

Certificação da Sociedade Portuguesa de Inovação pela NP4457:2007 O Processo de Certificação e Instrumentos de Apoio ao SGIDI

Certificação da Sociedade Portuguesa de Inovação pela NP4457:2007 O Processo de Certificação e Instrumentos de Apoio ao SGIDI 3,5/3,5 CM 3,5/3,5 CM 3,5/3,5 CM 3,5/3,5 CM As Normas Portuguesas para a Certificação de Sistemas de Gestão de IDI Certificação da Sociedade Portuguesa de Inovação pela NP4457:2007 O Processo de Certificação

Leia mais

Manual do Sistema de Gestão Integrado MSGI-01

Manual do Sistema de Gestão Integrado MSGI-01 Manual de Acolhimento LogicPulse Technologies, Lda. Índice PROMULGAÇÃO... 3 1. INTRODUÇÃO... 4 2. OBJETIVOS DO MANUAL... 4 3. APRESENTAÇÃO DA LOGICPULSE TECHNOLOGIES... 5 4. ORGANOGRAMA ORGANIZACIONAL...

Leia mais

Procedimento de Gestão PG 01 Gestão do SGQ

Procedimento de Gestão PG 01 Gestão do SGQ Índice 1.0. Objectivo. 2 2.0. Campo de aplicação... 2 3.0. Referências e definições....... 2 4.0. Responsabilidades... 3 5.0. Procedimento... 4 5.1. Política da Qualidade 4 5.2. Processos de gestão do

Leia mais

Benefícios da Certificação para a Administração Pública

Benefícios da Certificação para a Administração Pública Benefícios da Certificação para a Administração Pública Hélder Estradas, 7 de Maio de 2008 Agenda 1 - Resumo Histórico da Certificação em Portugal; 2 - Vantagens da Certificação; 3 - Processo de Certificação.

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE. Centro Social Nossa Senhora do Amparo Mirandela - Mod. PGM.18/0- Página 1 de 20

MANUAL DA QUALIDADE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE. Centro Social Nossa Senhora do Amparo Mirandela - Mod. PGM.18/0- Página 1 de 20 SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE MANUAL DA QUALIDADE ELABORADO POR: DULCE RAMOS APROVADO POR: DIREÇÃO Data: 16/04/2014 Data: 22/04/2014 Centro Social Nossa Senhora do Amparo Mirandela - Mod. PGM.18/0- Página

Leia mais

Documento de apresentação Software de Gestão e Avaliação da Formação

Documento de apresentação Software de Gestão e Avaliação da Formação Documento de apresentação Software de Gestão e Avaliação da Janeiro-2010 Para a boa gestão de pessoas, as empresas devem elevar o RH à posição de poder e primazia na organização e garantir que o pessoal

Leia mais

Certificação da Qualidade dos Serviços Sociais. Procedimentos

Certificação da Qualidade dos Serviços Sociais. Procedimentos Certificação da Qualidade dos Serviços Sociais EQUASS Assurance Procedimentos 2008 - European Quality in Social Services (EQUASS) Reservados todos os direitos. É proibida a reprodução total ou parcial

Leia mais

Identificação do Órgão/Unidade:Tribunal Superior Eleitoral/STI/COINF/SEPD Service Desk

Identificação do Órgão/Unidade:Tribunal Superior Eleitoral/STI/COINF/SEPD Service Desk Identificação do Órgão/Unidade:Tribunal Superior Eleitoral/STI/COINF/SEPD Service Desk E-mail para contato: supervisao@tse.gov.br Nome trabalho/projeto: Suporte em TI baseado em sistema de gestão da qualidade

Leia mais

RECONHECIMENTO PRÁTICAS RS PROJECTO SMS SOLIDARIEDADE MÉDICA E SOCIAL. Março de 2015

RECONHECIMENTO PRÁTICAS RS PROJECTO SMS SOLIDARIEDADE MÉDICA E SOCIAL. Março de 2015 RECONHECIMENTO PRÁTICAS RS PROJECTO SMS SOLIDARIEDADE MÉDICA E SOCIAL Março de 2015 O que é o SMS? SOLIDARIEDADE. SÓ É DIFÍCIL DIZER! A Tecnifar criou em 2006 o Projecto SMS - Solidariedade Médica e Social,

Leia mais

Gerir o Utente da Estradas

Gerir o Utente da Estradas Gerir o Utente da Estradas Rui Ribeiro Director SI rui.ribeiro@estradasdeportugal.pt 18 Maio 2010 EP Estradas de Portugal S.A. Hoje e Futuro EP - Estradas de Portugal SA (EP) é uma concessionária de infraestruturas

Leia mais

AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE

AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE 18 MARÇO 2015 Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa PATROCINDADORES Apoio Patrocinadores Globais APDSI SIG / Plataforma de Gestão de MCDT (Glintt) Evolução nos modelos

Leia mais

O Consentimento Informado é um elemento necessário ao atual exercício da medicina, como um direito do paciente e um dever moral e legal do médico.

O Consentimento Informado é um elemento necessário ao atual exercício da medicina, como um direito do paciente e um dever moral e legal do médico. O Consentimento Informado é um elemento necessário ao atual exercício da medicina, como um direito do paciente e um dever moral e legal do médico. Índice Temático A empresa C3im Soluções para a área da

Leia mais

Gestão de Conhecimento - Estudos de caso -

Gestão de Conhecimento - Estudos de caso - Gestão de Conhecimento - Estudos de caso - Irina Saur-Amaral Aveiro, 28 de Abril de 2006 Estudos de caso 1. MKS (consultoria TIC Índia): importância da cultura de conhecimento 2. Siemens AG: implementação

Leia mais

Sistema de gestão para dirigir e controlar uma organização no que respeita à qualidade

Sistema de gestão para dirigir e controlar uma organização no que respeita à qualidade COMO ORGANIZAR O SGQ SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de gestão para dirigir e controlar uma organização no que respeita à qualidade A Gestão da Qualidade foca o produto / a realização do serviço;

Leia mais

Comunicação durante o processo de auto-avaliação

Comunicação durante o processo de auto-avaliação Comunicação durante o processo de auto-avaliação Durante o processo de auto-avaliação a política de comunicação deve focalizar os ganhos para todas as partes interessadas, colaboradores e cidadãos/clientes.

Leia mais

Balanço das Medidas do Domínio do Atendimento da Segurança Social e Satisfação ao Cidadão

Balanço das Medidas do Domínio do Atendimento da Segurança Social e Satisfação ao Cidadão Balanço das Medidas do Domínio do Atendimento da Segurança Social e Satisfação ao Cidadão Dr. Pedro Filipe ENAD. 31 de Agosto de 2015 AGENDA Contextualização Plano de Trabalho PSGSS Status Gestão Integrada

Leia mais

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Sumário País Portugal Sector Saúde Perfil do Cliente O Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho envolve

Leia mais

MANUAL DE GESTÃO. SGQ Sistema de Gestão da Qualidade CMSeixal

MANUAL DE GESTÃO. SGQ Sistema de Gestão da Qualidade CMSeixal MANUAL DE GESTÃO SGQ IDENTIFICAÇÃO Titulo: - Código: SGQ_2600204_ManualGestao Destinatários: Trabalhadores, Munícipes e Utentes da Campo de aplicação: Documentos de referência: NP EN ISO 9001:2008 Página

Leia mais

Apresentação do Manual de Gestão de IDI

Apresentação do Manual de Gestão de IDI Seminário Final do Projeto IDI&DNP Coimbra 31 de março Miguel Carnide - SPI Conteúdos. 1. O CONCEITO DE IDI (INVESTIGAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO) 2. OVERVIEW DO MANUAL 3. A NORMA NP 4457:2007 4. A

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE. Câmara Municipal do Funchal. Divisão de Atendimento e Informação

MANUAL DA QUALIDADE. Câmara Municipal do Funchal. Divisão de Atendimento e Informação Câmara Municipal do Funchal Divisão de Atendimento e Informação INDICE Promulgação Âmbito Exclusões Hierarquia da documentação do Sistema de Gestão da Qualidade Política da Qualidade Missão e Visão Apresentação

Leia mais

NORMALIZAÇÃO NOS SISTEMAS DE ARQUIVO: A NORMA NP 4438

NORMALIZAÇÃO NOS SISTEMAS DE ARQUIVO: A NORMA NP 4438 NORMALIZAÇÃO NOS SISTEMAS DE ARQUIVO: A NORMA NP 4438 Seminário sobre QUALIDADE E EXCELÊNCIA NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO PORTO, 2005-11-03 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO GERAL DA NP 4438 2. UM EXEMPLO DE APLICAÇÃO:

Leia mais

INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO

INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA DE COIMBRA INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO Elaborado por: Carla Latas nº 3501 Rui Soares nº 3508 Ana Lopes nº 3512 Coimbra, 02 de Junho de 2005.

Leia mais

PROJECTO CLIP AGENDA. INTRODUÇÃO OBJECTIVO CARACTERISTICAS o AMBITO FUNCIONALIDADES. o PLANO o EQUIPA

PROJECTO CLIP AGENDA. INTRODUÇÃO OBJECTIVO CARACTERISTICAS o AMBITO FUNCIONALIDADES. o PLANO o EQUIPA AGENDA INTRODUÇÃO OBJECTIVO CARACTERISTICAS o AMBITO o PLANO o EQUIPA FUNCIONALIDADES INTRODUÇÃO Em 2003 é lançada a primeira versão do GESDOC Ferramenta oficial de Gestão Documental da Marinha. Permite

Leia mais

tecnologias para o seu sucesso tecnologias de informação

tecnologias para o seu sucesso tecnologias de informação tecnologias para o seu sucesso tecnologias de informação A experiência ao serviço do sucesso. A Alvo é uma empresa tecnológica nacional líder na implementação e suporte de soluções inovadoras de software

Leia mais

1.as Jornadas da Qualidade Centro Hospitalar da Cova da Beira

1.as Jornadas da Qualidade Centro Hospitalar da Cova da Beira 1.as Jornadas da Qualidade Centro Hospitalar da Cova da Beira Os Sistemas de Gestão por Processos Certificação ISO ( e outras) 13 de Novembro de 2009 pág. 1 Fontes de referência: do sistema e processos

Leia mais

ACOMPANHAMENTO GERENCIAL SANKHYA

ACOMPANHAMENTO GERENCIAL SANKHYA MANUAL DE VISITA DE ACOMPANHAMENTO GERENCIAL SANKHYA Material exclusivo para uso interno. O QUE LEVA UMA EMPRESA OU GERENTE A INVESTIR EM UM ERP? Implantar um ERP exige tempo, dinheiro e envolve diversos

Leia mais

Sistema de gestão de qualidade (ISO 9001) Termos de Referência/Contratação de serviços de assistência técnica

Sistema de gestão de qualidade (ISO 9001) Termos de Referência/Contratação de serviços de assistência técnica Sistema de gestão de qualidade (ISO 9001) Termos de Referência/Contratação de serviços de assistência técnica 1. Enquadramento Considerando que: a missão essencial da Agência para o desenvolvimento empresarial

Leia mais

NP EN ISO 9001:2000 LISTA DE COMPROVAÇÃO

NP EN ISO 9001:2000 LISTA DE COMPROVAÇÃO NP EN ISO 9001:2000 LISTA DE COMPROVAÇÃO NIP: Nº DO RELATÓRIO: DENOMINAÇÃO DA EMPRESA: EQUIPA AUDITORA (EA): DATA DA VISITA PRÉVIA: DATA DA AUDITORIA: AUDITORIA DE: CONCESSÃO SEGUIMENTO ACOMPANHAMENTO

Leia mais

Diagnóstico das Necessidades de Formação

Diagnóstico das Necessidades de Formação Diagnóstico das Necessidades de Formação A AciNet Sistemas e Tecnologias de Informação é uma empresa de tecnologias de informação nas actividades de representação e comercialização de equipamentos informáticos,

Leia mais

AUDITORIAS DE VALOR FN-HOTELARIA, S.A.

AUDITORIAS DE VALOR FN-HOTELARIA, S.A. AUDITORIAS DE VALOR FN-HOTELARIA, S.A. Empresa especializada na concepção, instalação e manutenção de equipamentos para a indústria hoteleira, restauração e similares. Primeira empresa do sector a nível

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ERECHIM PROGRAMA DE QUALIDADE PLANO DE APERFEIÇOAMENTO DO SISTEMA GERENCIAL PASG 2006

PREFEITURA MUNICIPAL DE ERECHIM PROGRAMA DE QUALIDADE PLANO DE APERFEIÇOAMENTO DO SISTEMA GERENCIAL PASG 2006 PREFEITURA MUNICIPAL DE ERECHIM PROGRAMA DE QUALIDADE PLANO DE APERFEIÇOAMENTO DO SISTEMA GERENCIAL PASG 2006 Excelentíssimo Prefeito Municipal: Eloi João Zanella A Prefeitura Municipal de Erechim, com

Leia mais

Regulamento de Funcionamento da Formação

Regulamento de Funcionamento da Formação Regulamento de Funcionamento da Formação Índice 1. Caracterização e Identificação da Entidade... 3 2. Certificação entidade formadora... 3 3. Acreditação Entidade Formadora... 3 4. Certificação ISO 9001...

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE SEGUNDO OS REQUISITOS DA NORMA ISO 9001:2008

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE SEGUNDO OS REQUISITOS DA NORMA ISO 9001:2008 SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE SEGUNDO OS REQUISITOS DA NORMA ISO 9001:2008 Fernando Teixeira de Abreu, engº Consultor Sénior Iberogestão Jornada da Qualidade para a Administração Pública - UCRE Cabo

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE DA CONSTRUTORA COPEMA

MANUAL DA QUALIDADE DA CONSTRUTORA COPEMA 1/10 INFORMAÇÕES SOBRE A EMPRESA... 2 ABRANGÊNCIA DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE... 3 1. SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE:... 4 - MANUAL DA QUALIDADE... 4 Escopo do SGQ e definição dos clientes... 4 Política

Leia mais

Centro degestão da RedeInformática do Governo

Centro degestão da RedeInformática do Governo 25 de Maio de 2005 O foi criado pelo Governo 15/12/1989 pelo Decreto-lei 429/89 Âmbito Modernização do sector público Objectivo Adopção dos meios que simplifiquem todo o processo de apoio à tomada de decisão

Leia mais

PROPOSTA CURRICULAR DO ENSINO MÉDIO INTEGRADO COM ADMINISTRAÇÃO PARTE TÉCNICA GESTÃO EMPRESARIAL

PROPOSTA CURRICULAR DO ENSINO MÉDIO INTEGRADO COM ADMINISTRAÇÃO PARTE TÉCNICA GESTÃO EMPRESARIAL PROPOSTA CURRICULAR DO ENSINO MÉDIO INTEGRADO COM ADMINISTRAÇÃO PARTE TÉCNICA GESTÃO EMPRESARIAL 1. História da Teoria da Administração: fundamentos da Administração: Era Clássica; Revolução Industrial;

Leia mais

PROTEÇÃO DE DADOS NA INFORMAÇÃO DE SAÚDE. Maria Candida Guedes de Oliveira Comisionada de la CNPD

PROTEÇÃO DE DADOS NA INFORMAÇÃO DE SAÚDE. Maria Candida Guedes de Oliveira Comisionada de la CNPD PROTEÇÃO DE DADOS NA INFORMAÇÃO DE SAÚDE Comisionada de la CNPD Novas Tecnologias na Saúde Perigos potenciais do uso da tecnologia: Enorme quantidade de informação sensível agregada Aumenta a pressão económica

Leia mais

eurban SOLUÇÃO PARA DESMATERIALIZAÇÃO E OPTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS DE URBANISMO

eurban SOLUÇÃO PARA DESMATERIALIZAÇÃO E OPTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS DE URBANISMO eurban SOLUÇÃO PARA DESMATERIALIZAÇÃO E OPTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS DE URBANISMO 29 Outubro Oeiras Desmaterialização de Processos 1 Visão da Link para o Urbanismo A Oferta da Link para a Administração Pública

Leia mais

ESCOLAS EMPREENDEDORAS DA CIM VISEU DÃO LAFÕES

ESCOLAS EMPREENDEDORAS DA CIM VISEU DÃO LAFÕES ESCOLAS EMPREENDEDORAS DA 2013/2014 Tondela, 23 de Outubro de 2013 Objetivos do projeto Criar uma cultura empreendedora; Promover o espírito de iniciativa, de cooperação e criatividade; Partilhar experiências

Leia mais

MODELO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO COMO BASE DA AÇÃO COMERCIAL DE PEQUENAS EMPRESAS DE TI

MODELO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO COMO BASE DA AÇÃO COMERCIAL DE PEQUENAS EMPRESAS DE TI MODELO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO COMO BASE DA AÇÃO COMERCIAL DE PEQUENAS EMPRESAS DE TI Lina Krafta Proposta de Dissertação de Mestrado Orientador: Prof. Dr. Henrique Freitas Porto Alegre, 21 de Dezembro

Leia mais

GESTÃO DOS RECURSOS HUMANOS E QUALIDADE DE SERVIÇO Indicadores de Desempenho na Gestão de Recursos Humanos

GESTÃO DOS RECURSOS HUMANOS E QUALIDADE DE SERVIÇO Indicadores de Desempenho na Gestão de Recursos Humanos GESTÃO DOS RECURSOS HUMANOS E QUALIDADE DE SERVIÇO Indicadores de Desempenho na Gestão de Recursos Humanos Luis Gaspar da ROSA 1 ;Paulo OLIVEIRA 2 ;Paulo LOPES 3 RESUMO A conjuntura económica atual vem

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO. Acção de Formação do Grupo de Trabalho. Sensibilização Sensibilização Geral para a Qualidade. Qualidade.

IMPLEMENTAÇÃO. Acção de Formação do Grupo de Trabalho. Sensibilização Sensibilização Geral para a Qualidade. Qualidade. 1. ENQUADRAMENTO As organizações têm vindo a aderir de uma forma crescente ao Processo de Certificação como uma Ferramenta imprescindível à Melhoria da Gestão. Esta evolução foi acelerada pela própria

Leia mais

Plano de Sustentabilidade e Gestão da Segurança Social PSGSS

Plano de Sustentabilidade e Gestão da Segurança Social PSGSS Plano de Sustentabilidade e Gestão da Segurança Social PSGSS Manuel Moreira Coordenador do PSGSS Benguela, 22 e 23 de Maio Agenda Objetivos Gerais Objectivos Estratégicos Estrutura do Projecto Inciativas

Leia mais

Copyright mypartner HealthCare Software Solutions 2007. v1.0. 13 de Dezembro de 2007 Hotel Tivoli - Coimbra

Copyright mypartner HealthCare Software Solutions 2007. v1.0. 13 de Dezembro de 2007 Hotel Tivoli - Coimbra Copyright mypartner HealthCare Software Solutions 2007 v1.0 1 13 de Dezembro de 2007 Hotel Tivoli - Coimbra Agenda Simplificação Hospitalar. Para uma Saúde melhor. Agenda Soluções de gestão empresarial

Leia mais

European Foundation for Quality Management na Secretaria-Geral do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

European Foundation for Quality Management na Secretaria-Geral do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior European Foundation for Quality Management na Secretaria-Geral do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior 1 ÍNDICE 1. A Secretaria-Geral do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Leia mais

FUNÇÃO: Coordenador do Departamento de Comunicação (C_DCOM) e do Departamento de Educação para o Desenvolvimento e Advocacia Social (C_DEDAS)

FUNÇÃO: Coordenador do Departamento de Comunicação (C_DCOM) e do Departamento de Educação para o Desenvolvimento e Advocacia Social (C_DEDAS) FUNÇÃO: Coordenador do Departamento de Comunicação (C_DCOM) e do Departamento de Educação para o Desenvolvimento e Advocacia Social (C_DEDAS) LOCALIZAÇÃO: Sede - Lisboa Duração do Contrato: 1 ano, eventualmente

Leia mais

Gestão da Qualidade. Identificação e Quantificação de Indicadores de Desempenho nos SGQ. 09-12-2009 11:12 Natacha Pereira & Sibila Costa 1

Gestão da Qualidade. Identificação e Quantificação de Indicadores de Desempenho nos SGQ. 09-12-2009 11:12 Natacha Pereira & Sibila Costa 1 Gestão da Qualidade Identificação e Quantificação de Indicadores de Desempenho nos SGQ 09-12-2009 11:12 Natacha Pereira & Sibila Costa 1 Indicador de Desempenho definição Um Indicador de Desempenho é uma

Leia mais

ARTIGO: SOLUÇÕES PARA O SECTOR AUTARQUIAS in IGOV Maio 2010

ARTIGO: SOLUÇÕES PARA O SECTOR AUTARQUIAS in IGOV Maio 2010 CÂMARA MUNICIPAL DE SANTARÉM - R EVOLUÇÃO ADMINISTRATIVA A Autarquia de Santarém, em parceria com a PT Prime, desenvolveu um sistema de soluções integradas e inter-operantes que lhe possibilitaram operacionalizar

Leia mais

NOVAS PROPOSTAS: judiciais, utilizando certificação digital e diretrizes de responsabilidade ambiental..

NOVAS PROPOSTAS: judiciais, utilizando certificação digital e diretrizes de responsabilidade ambiental.. ATUALIZAÇÃO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INTERNO DA CTI PARA 2010 METAS: GERAÇÃO DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS COM MARGENS DE ERRO REDUZIDAS A 0% 100% DOS COLABORADORES CAPACITADOS PLENAMENTE DE ACORDO COM

Leia mais

GT2 / CS11 Fases de elaboração do Plano e Manual da Qualidade numa IES

GT2 / CS11 Fases de elaboração do Plano e Manual da Qualidade numa IES GT2 / CS11 Fases de elaboração do Plano e Manual da Qualidade numa IES Data: 20 de fevereiro 2013 Hora: 14h30 Local: IPQ Fases de elaboração do Plano e Manual da Qualidade numa IES duas instituições: ISEG

Leia mais

O projecto de sistemas de informação para as empresas de "Facility Services" e sua rede de parceiros

O projecto de sistemas de informação para as empresas de Facility Services e sua rede de parceiros PREMIVALOR O projecto de sistemas de informação para as empresas de "Facility Services" e sua rede de parceiros Rita Oliveira SEIDOR roliveira@seidor.es Telef.: +351 210 001 686 Lisboa, 6 Dezembro 2007

Leia mais

O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001

O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001 O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001 Ana Francisco Gestora de Cliente Tópicos Enquadramento do Processo de Revisão Principais Alterações Pensamento Baseado em Risco Informação Documentada Princípios da Qualidade

Leia mais

NP EN ISO 9001:2008. Porto

NP EN ISO 9001:2008. Porto Apresentação baseada na: 1. Experiência Certificação de SGQ ISO 9001 na APPACDM no ; 2. Formação realizada no âmbito do projecto Solidariedade, Mudar com Qualidade ; 3. Implementação de Modelos de Avaliação

Leia mais

01. OBJETIVO 02. CAMPO DE APLICAÇÃO. Aplica-se a toda a Cooperativa.

01. OBJETIVO 02. CAMPO DE APLICAÇÃO. Aplica-se a toda a Cooperativa. Tipo de Documento PROCEDIMENTO Título do Documento Procedimento para Atendimento ao Cliente, Cooperado, Colaborador e Consumidor Número e Versão do Documento Fase Elaborado por PRO/COC-0002 - V.7 Vigente

Leia mais

OUTUBRO 2015 PROJETO

OUTUBRO 2015 PROJETO PROJETO 1. ENQUADRAMENTO A Associação Industrial Portuguesa consciente da fase de transição dos referenciais de Qualidade e da necessidade das PME iniciarem ou consolidarem os seus processos de Investigação,

Leia mais

REQUISITOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO

REQUISITOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO Guia Agenda 21 Local REQUISITOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO Isabel Lico Divisão de Desempenho e Qualificação Ambiental ESTORIL 23 de Setembro de 2009 A Proposta... REQUISITOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO Apoiar a preparação

Leia mais

Workshop Certificação de Entidades pela DGERT

Workshop Certificação de Entidades pela DGERT www.b-training.pt Workshop Certificação de Entidades pela DGERT 27 de Maio de 2011 ORDEM DE TRABALHOS 10h00 11h15 11h30 12h30 13h Início dos Trabalhos Coffee-Break Reinício dos Trabalhos Perguntas & Respotas

Leia mais

MODERNIZAR A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

MODERNIZAR A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MODERNIZAR A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Consultoria e Formação Profissional NOVAS REALIDADES, NOVAS SOLUÇÕES! OBJETIVOS Liderar com saber Avaliar para melhorar Investir nos resultados Assegurar a Sustentabilidade

Leia mais

Simplificação nas PMEs

Simplificação nas PMEs Simplificação nas PMEs Aproveitamento das Novas Tecnologias DGITA Portal Declarações Electrónicas Dezembro 2007 Simplificação nas PMEs - Aproveitamento das Novas Tecnologias 1 Agenda O que é a DGITA? Estratégia

Leia mais

Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager. Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence

Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager. Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence Interact Group Fundação: agosto / 1999 80 Colaboradores diretos 85 Colaboradores nas

Leia mais

Programa Integrado de Desenvolvimento e Qualificação de Fornecedores REALIZAÇÃO

Programa Integrado de Desenvolvimento e Qualificação de Fornecedores REALIZAÇÃO Programa Integrado de Desenvolvimento e Qualificação de Fornecedores REALIZAÇÃO OBJETIVO GERAL ESTABELECER E IMPLEMENTAR UM MODO INTEGRADO PARA O DESENVOLVIMENTO E QUALIFICAÇÃO DOS FORNECEDORES DAS PRINCIPAIS

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA

TERMOS DE REFERÊNCIA Nô Pintcha Pa Dizinvolvimentu UE-PAANE - Programa de Apoio aos Actores Não Estatais TERMOS DE REFERÊNCIA CONTRATO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA PARA FORMADOR EM CONTABILIDADE, GESTÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO Nº 53/2015. Click aqui para se candidatar

REGULAMENTO DO CONCURSO Nº 53/2015. Click aqui para se candidatar REGULAMENTO DO CONCURSO Nº 53/2015 Click aqui para se candidatar Recrutamento de ingresso para a Administração Pública A Administração Pública pretende recrutar 2 dirigentes Nível IV licenciados nas áreas

Leia mais

Case Study Business Intelligence Portals como solução de Mobilidade

Case Study Business Intelligence Portals como solução de Mobilidade Case Study Business Intelligence Portals como solução de Mobilidade Agenda A BetterSoft Mobilidade e Colaboradores móveis A Divisão de FoodServices da Nestlé Portais corporativos O que são A Arquitectura

Leia mais

Luiz Ildebrando Pierry Porto Alegre, Maio de 2006

Luiz Ildebrando Pierry Porto Alegre, Maio de 2006 Luiz Ildebrando Pierry Porto Alegre, Maio de 2006 Evolução Estratégica do Movimento Qualidade RS 13 anos de atividade Instalação do Programa Cumulativo Consolidação do Programa como Promotor da Causa Evolução

Leia mais

BPMs Alavanca para a excelência operacional de processos transacionais

BPMs Alavanca para a excelência operacional de processos transacionais BPMs Alavanca para a excelência operacional de processos transacionais ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO A Unimed Londrina; Objetivos do Projeto; Estratégia Adotada; Comunicação; Características da solução; Processos

Leia mais

2ª CHAMADA PARA A PRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS DE COOPERAÇÃO EM P&D INDUSTRIAL ENTRE BRASIL E ISRAEL.

2ª CHAMADA PARA A PRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS DE COOPERAÇÃO EM P&D INDUSTRIAL ENTRE BRASIL E ISRAEL. 2ª CHAMADA PARA A PRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS DE COOPERAÇÃO EM P&D INDUSTRIAL ENTRE BRASIL E ISRAEL. CONTEXTO MOU 2007 O governo da República Federativa do Brasil e o governo do Estado de Israel assinaram

Leia mais

Gestão e Certificação de Serviços de TI

Gestão e Certificação de Serviços de TI Gestão e Certificação de Serviços de TI Luís Vidigal itsmf Portugal Lisboa 8 de Abril de 2010 itsmf Portugal 1 Agenda 1. O que é a itsmf? 2. Situação do ITSM em Portugal 3. O que vamos fazer em 2010 itsmf

Leia mais

Os Modelos de Gestão da Qualidade das Respostas Sociais - Novos desafios

Os Modelos de Gestão da Qualidade das Respostas Sociais - Novos desafios Qualidade e Sustentabilidade das Organizações Sociais Os Modelos de Gestão da Qualidade das Respostas Sociais - Novos desafios Instituto da Segurança Social, I.P. Gabinete de Qualidade e Auditoria 17 de

Leia mais

O Fórum Económico de Marvila

O Fórum Económico de Marvila Agenda O Fórum Económico de Marvila A iniciativa Cidadania e voluntariado: um desafio para Marvila A Sair da Casca O voluntariado empresarial e as políticas de envolvimento com a comunidade Tipos de voluntariado

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão. Evento IDC PME 24.set.2008. Carlos Neves

Sistema Integrado de Gestão. Evento IDC PME 24.set.2008. Carlos Neves Sistema Integrado de Gestão Evento IDC PME 24.set.2008 Carlos Neves Agradecimentos Carlos Neves - 24.Set.08 2 Sumário 1. Oportunidades e desafios para as PME 2. Os projectos SI/TI e a Mudança 3. Perspectivas

Leia mais

XXVIII. Qualidade do Novo Edifício Hospitalar ÍNDICE

XXVIII. Qualidade do Novo Edifício Hospitalar ÍNDICE XXVIII Qualidade do Novo Edifício Hospitalar ÍNDICE 1. Sistema de gestão de qualidade... 2 1.1 Objectivos do sistema... 2 1.2 Estrutura organizativa... 4 1.2.1 Organização interna... 4 1.2.2 Estrutura

Leia mais

O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001

O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001 O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001 Carolina Nogueira Gestora de Cliente carolina.nogueira@apcer.pt Tópicos Enquadramento do Processo de Revisão Principais Alterações Pensamento Baseado em Risco Informação

Leia mais

Edital de abertura de concurso. Curso de Especialização Tecnológica (Nível IV) Gestão da Qualidade e Ambiente

Edital de abertura de concurso. Curso de Especialização Tecnológica (Nível IV) Gestão da Qualidade e Ambiente 1. Perfil Profissional Edital de abertura de concurso Curso de Especialização Tecnológica (Nível IV) Gestão da Qualidade e Ambiente O/A Técnico/a Especialista em Gestão da Qualidade e do Ambiente é o/a

Leia mais

5 Razões. para utilizar as Tecnologias Integradas de Portais da Microsoft

5 Razões. para utilizar as Tecnologias Integradas de Portais da Microsoft 5 Razões para utilizar as Tecnologias Integradas de Portais da Microsoft A sua organização não está só aqui! 1 Visão Integrada da Informação Tendo a tecnologia Microsoft como plataforma de referência há

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO EXTERNA 2015. Qualidade

PLANO DE FORMAÇÃO EXTERNA 2015. Qualidade (Isento IVA) Qualidade Norma ISO 9001 Qualidade (nova versão ) Gestores da Qualidade 7 outubro Formar acerca do conteúdo da Norma de referência ISO 9001 Sistemas de gestão da qualidade: requisitos Conhecer

Leia mais

O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001

O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001 O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001 Andreia Martins Gestora de Cliente andreia.martins@apcer.pt Tópicos Enquadramento do Processo de Revisão Principais Alterações Pensamento Baseado em Risco Informação Documentada

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE Data Preparado por Aprovado por Página

MANUAL DA QUALIDADE Data Preparado por Aprovado por Página 12-07-2013 Paula Assis Paula Assis 2/23 12-07-2013 Paula Assis Paula Assis 3/23 12-07-2013 Paula Assis Paula Assis 4/23 1.... e só melhoramos se aprendermos! 12-07-2013 Paula Assis Paula Assis 5/23 2.

Leia mais

Sistema de Gestão da Qualidade

Sistema de Gestão da Qualidade Sistema de Gestão da Qualidade Coordenadora Responsável Mara Luck Mendes, Jaguariúna, SP, mara@cnpma.embrapa.br RESUMO Em abril de 2003 foi lançado oficialmente pela Chefia da Embrapa Meio Ambiente o Cronograma

Leia mais