VII Exemplos de Exercícios, Exames e de Projectos Fernanda Sampaio Winnie Picôto

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "VII Exemplos de Exercícios, Exames e de Projectos Fernanda Sampaio Winnie Picôto"

Transcrição

1 ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão/ FMH - Instituto de Motricidade Humana VII Exemplos de Exercícios, Exames e de Projectos Fernanda Sampaio Winnie Picôto 1

2 ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão/ FMH - Instituto de Motricidade Humana Exercício 1 Mundo Desportivo O distribuidor Mundo Desportivo é um retalhista de artigos de desporto para pequenas lojas de artigos relacionados, e pretende informatizar o seu processo de emissão de facturas. Todos os Artigos (código, descrição, unidade, tipo, preço_unitário) comercializados pelos Clientes (código, nome, morada, telefone, localidade etc.) com os quais estabelece qualquer relação comercial, devem ser devidamente inseridos na base de dados. Os artigos poderão ser dos seguintes tipos: Montanha, Ciclismo, Desportos Colectivos, Desportos de Água e Fitness. As facturas emitidas aos clientes devem ser inseridas no sistema, e este deve permitir a sua posterior emissão. Cada factura deve ter apenas um cliente e uma moeda, e deverá permitir introduzir mais do que um artigo. Os dados relevantes para a factura são os seguintes: nome e código do cliente, nº da factura, data de emissão, artigos (com respectivos preços unitários e quantidades) e valor total da factura. Pretende-se construir uma base de dados em Access de modo a ser possível informatizar o processo de emissão de facturas da loja Mundo Desportivo, e a responder as seguintes questões: 1. Permitir inserir e editar os dados dos clientes, artigos e facturas 2. Um relatório com o nome, morada e telefone de todos os clientes e outro com os códigos de artigo, designação e unidade. 3. Consultar os clientes por localidade. 4. Calcular o volume de vendas por tipo de artigo 5. Consultar qual o tipo de artigos com maior volume de venda 6. Um relatório com o valor total das facturas emitidas para um determinado cliente em Outubro de Nome de todos os clientes para os quais foram emitidas facturas em dólares e também incluir na listagem todos aqueles que foram facturados em Outubro de 2006, independentemente da moeda. 8. Consultar quais os artigos comprados por um determinado cliente. 2

3 ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão/ FMH - Instituto de Motricidade Humana Exercícios 2 (Excel) 1) A Euro Sailing foi constituída com o objectivo de fomentar o desenvolvimento do turismo náutico nos Açores, e a sua principal actividade está relacionada com o aluguer de barcos a vela. A empresa foi fundada em 2006, ano em que adquiriu os seguintes barcos a vela: Quant. Capacidade Valor de aquisição Aluguer diário 2 Até 5 pessoas euros 300 euros 2 Até 6 pessoas euros 350 euros 1 Até 8 pessoas euros 400 euros Considerações: a) A empresa tem no primeiro ano as seguintes despesas que aumentam a uma taxa de 5% ao ano: Arrendamento do escritório euros; Seguros dos barcos euros; Salários euros; Outras despesas de funcionamento euros; b) Considere como amortizações 20% do valor de aquisição dos barcos (quotas constantes, incluindo o ano de aquisição); c) A taxa de imposto sobre lucros é de 36,5%. d) No ano 2010, no fim da vida útil dos barcos, todos são vendidos por 30% do seu valor de aquisição. e) Cash-Flow Lucro líquido + Amortizações Investimento. Admita que os barcos foram alugados durante 150 dias por ano e que o preço do aluguer aumentou 2% ao ano. Pretende-se que seja elaborada uma demonstração de resultados para os anos de 2006 a 2010 e calcular a TIR e o VAL deste projecto de investimento, considerando como referência uma taxa actualização de 5%. 2) Em Outubro de 2006, foi contraído um empréstimo habitação de 200 mil euros à taxa de 3% ao ano, liquidado com a entrega de 5 quantias anuais constantes durante os anos de 2007 a Pretende-se que seja elaborado o respectivo quadro de amortização. 3

4 ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão/ FMH - Instituto de Motricidade Humana 3) Em Janeiro de 2006 foi contraído um empréstimo pessoal no montante de Considerando que a liquidação começará em Janeiro de 2007, através do pagamento de 8 quantias iguais no valor de cada uma, pretende-se que seja calculada a taxa de amortização. 4) Foi contraído um empréstimo habitação para compra de casa própria no valor de euros. Sabendo que a taxa de juro é de 3% ao mês e que o pagamento do empréstimo é mensal e constante no valor de euros. Pretende-se que seja elaborado o respectivo quadro de amortização. 4

5 ISEG/FMH Projecto - A Piscina da Alegria Pretende-se construir um sistema de informação para a gestão de nova piscina, a Piscina da Alegria e analisar a viabilidade económica do projecto da nova piscina que terá início em O clube A Piscina da Alegria irá possuir várias modalidades: a natação (esta por sua vez estará organizada por grupos etários: bebés, dos 3 anos aos 15 anos e maiores de 15 anos), a hidroginástica e a terapia. Cada modalidade tem regras de funcionamento específicas, grupos de sócios e professores, podendo ser responsável por um ou mais grupos de frequência. Para cada modalidade, o sistema deve guardar, entre outros, um código que identifique a modalidade, o nome, o tipo, e os preços. Sempre que uma pessoa queira participar numa das modalidades do clube, deverá entregar na secretaria duas fotografias, um bilhete de identidade, um atestado médico, e escolher o grupo onde se vai integrar, pagar 13,5 Euros relativos à inscrição, o valor correspondente a duas quotas, 8,70 euros para o seguro e 2 euros para o cartão. Posteriormente, o sócio recebe um cartão de identificação com uma fotografia e com espaço para colocar o selo com a indicação do último mês pago. Sobre os sócios o sistema deve guardar, entre outros, o seu nome, morada e telefone. As quotas são mensais e uma por modalidade, e o valor varia de acordo com a modalidade e o número de vezes por semana que a pratica. A tabela que contém estes valores é actualizada anualmente. Prevê-se que seja necessária a aquisição de novas instalações (piscina, balneários, recepção) e equipamentos acessórios (caldeira, bombas, filtros, gerador, etc.) de acordo com o seguinte quadro: a) Plano de investimentos: 2007 Instalações (trespasses) Aquisição de equipamentos b) Nº de sócios previstos e mensalidades Modalidade 2007 Mensalidade (2 x semana) em 2007 (euros) Hidroginástica Terapia Natação Considera-se que os sócios pagam a inscrição no início de cada ano, ou quando se inscrevem pela primeira vez Considera-se que em média os sócios irão frequentar as modalidades 2 vezes por semana Os sócios têm de pagar 12 mensalidades anuais e o valor das mensalidades irá aumentar 5% ao ano Estimou-se que o número de sócios terá um crescimento médio de 20% ao ano 5

6 ISEG/FMH c) Custos Previstos: Equipa de professores: Dois professores em part-time, dois professores e um estagiário. Categoria Salário Mensal Professor Sénior 750 Professor Estagiário A empresa paga aos empregados o 14º mês e começarão a trabalhar em 2007 com o início de funcionamento da piscina. Outros Custos (em 2007): Rendas das instalações: Comunicações: Energia: Outras Despesas Administrativas: Amortizações : 20% / ano Nota: Prevê-se que todos os custos (com excepção das amortizações, que se mantêm constantes) cresçam à razão de 3% por ano. Taxa de Impostos sobre lucros: 40% Questões: 1) Implemente, utilizando o sistema de gestão de bases de dados Microsoft Access, uma estrutura de dados que permita responder, pelo menos, às seguintes questões: - Listagem dos alunos por modalidade. - Listagem dos alunos dos grupos de frequência. - Listagem de todos os professores responsáveis. - Valor total das quotas em atraso. - Listagem com o nome dos sócios com quotas em atraso. 2) Elabore em Excel: - Demonstrações de resultados previsionais para os primeiros 5 anos de vida do projecto. - Taxa Interna de Rendibilidade do projecto. - Valor actual líquido do projecto, atendendo a uma taxa de actualização de 5%. - Elaboração dos gráficos que entender relevantes e conclusões sobre a viabilidade do investimento. 3) Relatório impresso com as tabelas de Access, queries, relatórios e forms, e com as tabelas e gráficos de Excel 4) Suporte magnético com o trabalho em Access e em Excel. 6

7 Prova Escrita Individual - Época Normal Data: 2007/01/09 Duração: 1ª parte - 00:20 2ª parte - 01:10 NOME TURMA (Obrigatório o preenchimento do nome e turma) Nas questões de escolha múltipla deve seleccionar a opção mais correcta. GRUPO I ( 5 valores) 1ª Parte I Os Sistemas de Informação de Apoio à Tomada de Decisão Estratégica: a) Suportam directamente as operações do dia-a-dia das organizações b) Proporcionam suporte à definição, implementação, avaliação e controlo da estratégia da empresa c) São orientadas para suportar o processo de tomada de decisões com impacto na gestão de curto prazo d) Nenhuma das anteriores II O Escritório electrónico (OAS - Office Automation Service) é um sistema: a) Com o objectivo de facilitar a integração com os Sistemas de Informação Legados (SIL) a) Com o objectivo de diminuir os custos com SI/TIC b) Destinado ao aumento da produtividade do trabalho dos funcionários administrativos c) Que permite que a manutenção dos SIL seja assegurada pela própria organização III A Abstracção é um conceito associado à Teoria de Bases de Dados, que permite: a) Armazenar grande volume de informação b) Representar realidades complexas através de modelos c) Manipular correctamente os dados d) Extrair os dados de um SGBD IV No Modelo Relacional a chave primária é: a) Um atributo ou conjunto de atributos que identifica univocamente os registos da relação (tabela) b) Conjunto de um ou mais atributos que são chave primária numa noutra relação (tabela) c) Um atributo ou conjunto de atributos que pode ter valores repetidos d) Nenhuma das anteriores V A extracção de dados de uma base de dados, para responder a uma determinada questão, são realizados com recurso: a) À formulários ou ecrãs b) À relatórios c) Apenas a queries d) A queries ou formulários baseados nessas queries 7

8 Prova Escrita Individual - Época Normal VI O SQL (Structured Query Language), a Linguagem de Interrogação do Access da Microsoft a) É gerada automaticamente sempre que é criada uma query (interrogação) b) É gerada automaticamente sempre que é criado um botão ou uma combo box c) Permite armazenar dados numa aplicação que corre sobre qualquer SGBDR d) Utilizada para proceder apenas à actualização ou remoção da informação numa Base de Dados VII - Os Botões no Access da Microsoft são utilizados fundamentalmente para: a) Automatizar algumas das tarefas nos formulários ou ecrãs b) Apenas para abrir outros formulários ou ecrãs c) Para enviar s a diversas pessoas d) Apenas para navegar nos registos que são mostrados no formulário ou ecrã VIII - Os Endereços Relativos em Excel da Microsoft indicam que: a) Os endereços, variam de acordo com a localização da fórmula ou função b) Os endereços não se alteram quando as formulas são copiadas para outras linhas c) Os endereços das células que identificam as coordenadas das novas formulas não se alteram d) Nenhuma das anteriores IX - A função count em Excel da Microsoft permite: a) Calcular a média dos valores da coluna b) Somar os valores da coluna c) Determinar o número de registos da coluna d) Identificar o valor mínimo X - O Comercio Electrónico Business-to-Consumer (B2C) caracteriza-se por: a) Cobrir todas as transacções online realizadas entre as empresas e os consumidores finais b) Cobrir todas as transacções online realizadas entre as empresas e a Administração Pública c) Abranger todas as transacções electrónicas efectuadas entre os cidadãos e a Administração Pública d) Abranger todas as transacções electrónicas efectuadas entre empresas e os seus colaboradores 8

9 Prova Escrita Individual - Época Normal Data: 2007/01/08 2ª Parte Duração: 1:10 NOME TURMA (Obrigatório o preenchimento do nome e turma) GRUPO II (5 valores) a) Para, numa Query, consultar a listagem com o nome do aluno, o nº do Mini Teste e respectiva nota, efectuados numa determinada data, o que escreveria no quadro seguinte: b) Para, numa Query, calcular a nota média de classificações por aluno, o que escreveria no quadro seguinte: 9

10 Prova Escrita Individual - Época Normal GRUPO III (7 valores) A tabela seguinte apresenta o mapa financeiro de uma determinada empresa. Nas questões a seguir indique que expressão (formula) deverá ser colocada, para o Excel calcular os respectivos valores: 1. Na célula H3 para calcular o valor máximo das receitas dos 3 últimos anos. 2. Na I4 para calcular o valor mínimo dos custos dos 3 últimos anos. 3. Na célula D5 (Lucro Bruto), sabendo que a mesma será copiada para as células E5 e F5. 4. Na célula D6 (cálculo do imposto), sabendo que a mesma será copiada para as células E6 e F6. 5. Na célula D7 (Lucro Líquido), sabendo que a mesma será copiada para as células E7 e F7. 6. Na célula D8 (Cash-flow), sabendo que a mesma será copiada para as células E8 e F8. 7. Na célula D9 (cálculo do TIR). 8. Na célula D10 (cálculo do VAL). GRUPO IV (3 valores) Responda a esta questão na folha anexa O site econstroe.com permite às empresas do ramo da construção civil divulgar e consultar, adquirir e vender produtos e serviços, como por exemplo, materiais de construção, aluguer de equipamentos, etc. Será possível afirmar que o econstroi.com é um site de comércio electrónico? Se sim, qual o tipo de comércio electrónico? Justifique a sua resposta. 10

11 Prova Escrita Individual - Época de Recurso Data: 2007/01/31 Duração: 1ª parte - 00:20 2ª parte - 01:10 NOME TURMA (Obrigatório o preenchimento do nome e turma) Nas questões de escolha múltipla deve seleccionar a opção mais correcta. GRUPO I ( 5 valores) 1ª Parte I As Tecnologias de Informação a) Permitem a criação de SI mais potentes e mais rápidos que melhoram o desempenho das organizações b) Proporcionam ligações a algumas redes de dados c) Incluem só os aspectos de interacção de um dada organização com os clientes d) Nenhuma das anteriores II Os Sistemas de Suporte à Decisão Decision Support Systems (DDS) são sistemas: a) Computorizados que realizam e registam as operações diárias de rotina da organização b) Criados com o objectivo de apoiarem a actividade da gestão de topo da organização c) Projectados para aumentar da produtividade do trabalho dos funcionários administrativos d) Que asseguram a gestão automática da própria organização III A Álgebra Relacional é um conceito associado à Teoria de Bases de Dados, que permite: a) Implementar as operações relacionais de selecção ou restrição, projecção e junção b) Executar as operações relacionais só de selecção ou restrição e projecção c) Efectuar as operações relacionais só de selecção ou restrição e junção d) Extrair os dados de um SGBD segundo um determinado critério IV A concorrência é a característica dos Sistemas de Gestão de Bases de Dados (SGBDs) que: a) Suporta o acesso simultâneo a uma base de dados por uma comunidade de utilizadores b) Protege a base de dados contra acessos de pessoas não autorizadas a determinados dados c) Permite o acesso a uma base de dados por uma comunidade de utilizadores d) Nenhuma das anteriores V Os Formulários (forms ou ecrãs) de uma aplicação em SGBDs são construídos com base: a) Apenas em queries b) Numa ou mais tabelas ou numa ou mais queries c) Muitas tabelas e muitas queries d) Em queries suportadas em tabelas 11

12 Prova Escrita Individual - Época de Recurso VI O Query By Example(QBE) do Access da Microsoft é: a) Utilizado para proceder apenas à actualização ou remoção da informação numa Base de Dados b) Usado para especificar ou criar a estrutura da Base de Dados e manipular os respectivos dados c) A ferramenta que permite implementar a segurança dos dados num SI que corre sobre um SGBDs d) O interface gráfico que facilita a elaboração de estruturas de interrogação da base de dados VII - As Funções Lógicas em Excel da Microsoft : a) Devolvem um valor falso se a condição se verificar, e no caso contrario um valor verdadeiro b) Servem para arredondarmos os resultados de uma determinada operação c) Determinam a acção a executar quando o teste de uma ou mais condições é verdadeiro, e a acção a executar quando esse mesmo teste for falso d) Todas as anteriores VIII - A função Moda (Mode) em Excel da Microsoft permite: a) Devolver a ocorrência mais frequente de um conjunto de valores b) Devolver a ocorrência menos frequente de um conjunto de valores c) Determinar o número de registos da coluna d) Calcular o número de vezes que um determinado valor não se repete num conjunto de valores IX - As desvantagens do Comercio Electrónico CE são: a) Questões relacionadas com a segurança e a privacidade que impedem alguns consumidores de usar o CE b) Maior facilidade na interacção com clientes e com fornecedores c) Possibilidade de personalização e facilidade de acesso d) Permitir transacções apenas entre organizações e particulares X - O Comercio Electrónico Business-to-Business (B2B) caracteriza-se por a) Cobrir todas as transacções online realizadas entre as empresas e os consumidores finais b) Abranger todas as transacções electrónicas efectuadas entre os cidadãos e as organizações c) Envolver todas as transacções online realizadas entre as empresas e os seus colaboradores d) Englobar todas as transacções electrónicas efectuadas entre empresas 12

13 Prova Escrita Individual - Época de Recurso Data: 2007/01/08 2ª Parte Duração: 1:10 NOME TURMA (Obrigatório o preenchimento do nome e turma) GRUPO II (5 valores) a) Para, numa Query, consultar o nome dos clientes que abriram conta depois de Janeiro de 2007, o que escreveria no quadro seguinte: b) Para, numa Query, consultar o saldo total (de todas as contas) de um determinado cliente, o que escreveria no quadro seguinte: 13

14 Prova Escrita Individual - Época de Recurso GRUPO III (7 valores) O quadro seguinte apresenta o mapa de amortização de uma dívida de Euros contraída a 1 de Janeiro de Considerando que a mesma será paga através da entrega de cinco quantias anuais constantes, e que a taxa de juro é de 5% ao ano, responda às seguintes perguntas: Nas questões a seguir indique que expressão (formula) deverá ser colocada, para o Excel calcular os respectivos valores: 9. Na célula E7 sabendo que a mesma foi copiada para as células E8 até E11? 10. Na célula F7 sabendo que a mesma foi copiada para as células F8 até F11? 11. Na célula G7 sabendo que a mesma foi copiada para as células G8 até G11? 12. Na célula C8 sabendo que a mesma foi copiada para as células C9 até C11? 13. Na célula D7 sabendo que a mesma foi copiada para as células D8 até D11? 14. Na célula F12 para calcular o valor total dos juros? 15. Na célula G12 para calcular o valor médio da amortização? GRUPO IV (3 valores) Responda a esta questão na folha anexa Considere a seguinte afirmação: Se uma determinada organização pretende aumentar a sua eficiência então a única forma de atingir tal objectivo é através da implementação de um sistema ERP ou CRM. Diga se concorda com a afirmação, justificando convenientemente a sua resposta. 14

Ao conjunto total de tabelas, chamamos de Base de Dados.

Ao conjunto total de tabelas, chamamos de Base de Dados. O QUE É O ACCESS? É um sistema gestor de base de dados relacional. É um programa que permite a criação de Sistemas Gestores de Informação sofisticados sem conhecer linguagem de programação. SISTEMA DE

Leia mais

EXERÍCIOS DE MODELAGEM DE BANCO DE DADOS

EXERÍCIOS DE MODELAGEM DE BANCO DE DADOS EXERÍCIOS DE MODELAGEM DE BANCO DE DADOS Exercício 1 Construa o modelo Entidades-Relacionamentos a partir da seguinte descrição do sistema: Uma empresa de venda de automóveis retende implementar um sistema

Leia mais

1. Ambiente de Trabalho

1. Ambiente de Trabalho 1 Ambiente de Trabalho 1. Ambiente de Trabalho Ao nível do ambiente de trabalho, depois de o Excel 2007 ter introduzido novos componentes (e.g., Botão Office e Friso) e eliminado alguns dos componentes

Leia mais

Agenda. 5 - Microsoft Excel. Conceitos Fórmulas em Excel Operadores Endereços Funções em Excel. ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão/

Agenda. 5 - Microsoft Excel. Conceitos Fórmulas em Excel Operadores Endereços Funções em Excel. ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão/ ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão/ FMH - Instituto de Motricidade Humana 5 - Microsoft Excel EXCEL V - 1 Agenda Conceitos Fórmulas em Excel Operadores Endereços Funções em Excel EXCEL V -

Leia mais

EXAME PARA CONTABILISTA CERTIFICADO DELIBERAÇÃO Nº 001/CTEC/2013 - NOVEMBRO-DEZEMBRO DE 2013 PROVA DE INFORMÁTICA/SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

EXAME PARA CONTABILISTA CERTIFICADO DELIBERAÇÃO Nº 001/CTEC/2013 - NOVEMBRO-DEZEMBRO DE 2013 PROVA DE INFORMÁTICA/SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DELIBERAÇÃO Nº 001/CTEC/2013 - NOVEMBRO-DEZEMBRO DE 2013 PROVA DE I - Ao receber o Enunciado da Prova escreva seu nome e número do documento de identificação. II - Ao entregar a Prova, depois de resolvida,

Leia mais

Excel. Excel conceitos básicos

Excel. Excel conceitos básicos Excel Docente: Ana Paula Afonso Excel conceitos básicos A folha de cálculo não é mais do que um programa que manipula um conjunto de células dispostas em formato de matriz, cujo conteúdo, quando numérico,

Leia mais

Formação Microsoft Excel Nível Intermédio

Formação Microsoft Excel Nível Intermédio Formação Microsoft Excel Nível Intermédio António Araújo Silva - 2010 INTRODUÇÃO O presente documento procura efectuar a Planificação de uma acção de formação a decorrer nas instalações da Escola EBI de

Leia mais

Consultas (Queries) ou Interrogações

Consultas (Queries) ou Interrogações Consultas (Queries) ou Interrogações Principal finalidade das interrogações: Extracção, manipulação (inserção, alteração e remoção) e definição de dados. As interrogações mais comuns destinam-se a pesquisar

Leia mais

Microsoft Access. No Access, existem vários tipos de objectos: Tabelas. Consultas. Formulários Relatórios Macros Módulos

Microsoft Access. No Access, existem vários tipos de objectos: Tabelas. Consultas. Formulários Relatórios Macros Módulos É um SGBD do tipo relacional para a utilização em windows. Ao abrirmos o Access, podemos efectuar várias operações: abrir uma base de dados existente, ou então criar uma nova base de dados. Se criarmos

Leia mais

Tecnologias de Informação e Comunicação Página 1 de 5

Tecnologias de Informação e Comunicação Página 1 de 5 1. Descrição da prova A prova irá abranger várias tarefas de utilização do software do Microsoft Office2007 e software gráfico como o Adobe Photoshop CS4 ou Adobe Fireworks CS4. As principais áreas abrangidas

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011 Manual Avançado Gestão de Stocks Local v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest FrontOffice... 4 4. Produto... 5 b) Activar gestão de stocks... 5 i. Opção: Faz gestão de stocks... 5 ii.

Leia mais

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. SISTEMAS DE GESTÃO DE BASE DE DADOS Microsoft Access TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. SISTEMAS DE GESTÃO DE BASE DE DADOS Microsoft Access TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Microsoft Access TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO CONCEITOS BÁSICOS 1 Necessidade das base de dados Permite guardar dados dos mais variados tipos; Permite

Leia mais

EXCEL. Listas como Bases de Dados

EXCEL. Listas como Bases de Dados Informática II Gestão Comercial e da Produção EXCEL Listas como Bases de Dados (TÓPICOS ABORDADOS NAS AULAS DE INFORMÁTICA II) Curso de Gestão Comercial e da Produção Ano Lectivo 2002/2003 Por: Cristina

Leia mais

Aplicação Administrativa de Gestão

Aplicação Administrativa de Gestão Aplicação Administrativa de Gestão DIAGNIMAGEM, Sociedade Unipessoal, Lda Clínica de Exames e Diagnósticos de Imagiologia A Empresa é constituída por 4 departamentos: Gerência (1) Administrativo/ Contabilidade

Leia mais

Ficha Trabalho Access N.º1 21 de Janeiro de 2005 12.º Ano. Nome: N.º Turma: E. Criação de Tabelas

Ficha Trabalho Access N.º1 21 de Janeiro de 2005 12.º Ano. Nome: N.º Turma: E. Criação de Tabelas Ficha Trabalho Access N.º1 21 de Janeiro de 2005 12.º Ano Nome: N.º Turma: E I Desenho de uma Base de Dados Criação de Tabelas Vamos considerar uma situação de uma empresa fictícia, que comercializa determinado

Leia mais

TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ACCESS 2010 Conceitos Básicos Ficha Informativa Professor : Vanda Pereira módulo didáctico Conceitos Básicos Necessidade das base de dados Permite guardar dados

Leia mais

Bases de Dados. O que é uma Base de Dados? Pós-Grduação em SIG

Bases de Dados. O que é uma Base de Dados? Pós-Grduação em SIG Bases de Dados O que é uma Base de Dados? Dados Pode-se começar por tentar dar uma definição do que são Dados. Os dados são factos em bruto, que não são necessáriamente relevantes para qualquer coisa que

Leia mais

Neste momento a gestão dos automóveis, de grupos de automóveis e de manutenção não são consideradas relevantes para serem suportadas pelo sistema.

Neste momento a gestão dos automóveis, de grupos de automóveis e de manutenção não são consideradas relevantes para serem suportadas pelo sistema. Caso 1 Rent-a-car 1 Enunciado Pretende-se desenvolver um software de suporte a diversas actividades duma empresa de aluguer de automóveis. Este software deve permitir registar contratos de aluguer, entregas

Leia mais

Tarefa Orientada 2 Criar uma base de dados

Tarefa Orientada 2 Criar uma base de dados Tarefa Orientada 2 Criar uma base de dados Objectivos: Criar uma base de dados vazia. O Sistema de Gestão de Bases de Dados MS Access Criar uma base dados vazia O Access é um Sistema de Gestão de Bases

Leia mais

ElectroControlo M01 Manual do Utilizador

ElectroControlo M01 Manual do Utilizador Manual do Utilizador Luis Panao 2015 INDICE Introdução 1 Funcionalidades 3 - Consultar 4 - Comunicar 7 - Financeiro 12 Ficha técnica 17 Luis Panao 2015 1 INTRODUÇÃO De acordo com o desafio deste projecto,

Leia mais

Gestão de bases de dados e listas

Gestão de bases de dados e listas Gestão de bases de dados e listas Uma das tarefas mais comuns em que são utilizadas folhas de cálculo é a gestão de listas (listas de números de telefone, listas de clientes, listas de tarefas, listas

Leia mais

Manual de Access 2007

Manual de Access 2007 Manual de Access 2007 Índice Introdução... 4 Melhor que um conjunto de listas... 5 Amizades com relações... 6 A Estrutura de uma Base de Dados... 8 Ambiente do Microsoft Access 2007... 9 Separadores do

Leia mais

DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE PROFISSIONAIS CAPACIDADE PROFISSIONAL PARA A ACTIVIDADE DE TRANSPORTES RODOVIÁRIOS DE MERCADORIAS

DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE PROFISSIONAIS CAPACIDADE PROFISSIONAL PARA A ACTIVIDADE DE TRANSPORTES RODOVIÁRIOS DE MERCADORIAS DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE PROFISSIONAIS CAPACIDADE PROFISSIONAL PARA A ACTIVIDADE DE TRANSPORTES RODOVIÁRIOS DE MERCADORIAS MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA AS ENTIDADES FORMADORAS ÍNDICE OBJECTIVOS

Leia mais

MÓDULO 1 - Folha de Cálculo

MÓDULO 1 - Folha de Cálculo ANUAL ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso Profissional de Técnico de Apoio à Gestão Desportiva Curso Profissional de Técnico de Restauração Cozinha - Pastelaria Disciplina de Tecnologias da Informação e Comunicação

Leia mais

Software-Global 1/11

Software-Global 1/11 Não esquecer que a senha do Administrador é ADMIN Botões do programa: Acesso ao Programa: O Acesso ao programa deve ser feito através do utilizador ADMINISTRADOR, que tem todas as permissões para gerir

Leia mais

Trabalhos Práticos. Programação II Curso: Engª Electrotécnica - Electrónica e Computadores

Trabalhos Práticos. Programação II Curso: Engª Electrotécnica - Electrónica e Computadores Trabalhos Práticos Programação II Curso: Engª Electrotécnica - Electrónica e Computadores 1. Objectivos 2. Calendarização 3. Normas 3.1 Relatório 3.2 Avaliação 4. Propostas Na disciplina de Programação

Leia mais

Criação de Consultas e Relatórios no Access CRIAÇÃO DE CONSULTAS E RELATÓRIOS NO ACCESS

Criação de Consultas e Relatórios no Access CRIAÇÃO DE CONSULTAS E RELATÓRIOS NO ACCESS Criação de Consultas e Relatórios no Access CRIAÇÃO DE CONSULTAS E RELATÓRIOS NO ACCESS Sumário Conceitos / Autores chave... 3 1. Introdução... 4 2. Consultas... 5 3. Relatórios... 8 4. Conclusões... 11

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

Base de dados I. Base de dados II

Base de dados I. Base de dados II Base de dados I O que é? Uma base de dados é um simples repositório de informação, relacionada com um determinado assunto ou finalidade, armazenada em computador em forma de ficheiros Para que serve? Serve

Leia mais

actualização gratuita *para clientes Gnotarium com contrato de manutenção activo.

actualização gratuita *para clientes Gnotarium com contrato de manutenção activo. novidades da versão 4.0 Registo automóvel o Pedido de certidão automóvel o Pedidos de registo automóvel o Estado dos pedidos Registo predial o Pedido de certidão predial o Pedido de depósito o Pedido de

Leia mais

Direcção Regional de Educação do Algarve

Direcção Regional de Educação do Algarve MÓDULO 1 Folha de Cálculo 1. Introdução à folha de cálculo 1.1. Personalização da folha de cálculo 1.2. Estrutura geral de uma folha de cálculo 1.3. O ambiente de da folha de cálculo 2. Criação de uma

Leia mais

Complementos de Base de Dados Enunciados de Exercícios

Complementos de Base de Dados Enunciados de Exercícios INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DO TRABALHO E DA EMPRESA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO Pós Graduação em Desenvolvimento de Sistemas de Informação 2006 2007 Complementos de Base de

Leia mais

2 - Conceitos Fundamentais de Sistemas de Informação

2 - Conceitos Fundamentais de Sistemas de Informação ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão/ FMH - Instituto de Motricidade Humana 2 - Conceitos Fundamentais de Sistemas de Informação Conceitos SI II - 1 Agenda O Impacto do Computador na Sociedade

Leia mais

Gestão da Informação

Gestão da Informação Gestão da Informação Aplicações de suporte à Gestão da Informação na empresa Luis Borges Gouveia, lmbg@ufp.pt Aveiro, Fevereiro de 2001 Sistemas de informação para empresas Manutenção e exploração de sistemas

Leia mais

WorkinProject 8 Manual de Referência Rápida

WorkinProject 8 Manual de Referência Rápida WorkinProject 8 Manual de Referência Rápida Flagsoft, Lda 2015 Índice 1. Introdução...3 2. Integrador - Interface com o utilizador...4 3. Registo de actividade - Folha de horas...5 4. Agenda e colaboração...7

Leia mais

Software de Gestão de Jardins de Infância - Creches - Externatos Atl s Colégios - Escolas

Software de Gestão de Jardins de Infância - Creches - Externatos Atl s Colégios - Escolas SCHOOLONE SCHOOLONE Sistema Multi-Utilizador Funcionamento em Rede Interface Gráfico Acesso controlado ao sistema através de Login / Password Permissões por utilizador. Exportação de qualquer documento

Leia mais

Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de aquisições

Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de aquisições Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de aquisições Elaborado por: Ana Cosmelli e Amélia Janeiro SDUL 2008 Índice 1. Gestão de encomendas... 4 1.1 Criar uma nova encomenda... 4 1.1.1 Associar uma

Leia mais

(A não entrega de qualquer um destes documentos inviabiliza a inscrição)

(A não entrega de qualquer um destes documentos inviabiliza a inscrição) REGULAMENTO DA ESCOLA DE FORMAÇÃO DESPORTIVA DO CLUBE OLÍMPICO DE OEIRAS Os alunos deverão cumprir todas as normas de conduta na utilização das instalações, de acordo com o estipulado no Regulamento do

Leia mais

4 Noções de MS ACCESS

4 Noções de MS ACCESS ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão/ FMH - Instituto de Motricidade Humana 4 Noções de MS ACCESS F.Sampaio MS Access IV - 1 Índice Criação de uma aplicação em access Criação de Tabelas Criação

Leia mais

Informática. Conceitos Básicos. Informação e Sistemas de Informação. Aula 3. Introdução aos Sistemas

Informática. Conceitos Básicos. Informação e Sistemas de Informação. Aula 3. Introdução aos Sistemas Informática Aula 3 Conceitos Básicos. Informação e Sistemas de Informação Comunicação Empresarial 2º Ano Ano lectivo 2003-2004 Introdução aos Sistemas A Teoria dos Sistemas proporciona um meio poderoso

Leia mais

5 - Se o documento estiver completo, com os campos totalmente inseridos e com o aspecto que pretende, poderá guardá-lo.

5 - Se o documento estiver completo, com os campos totalmente inseridos e com o aspecto que pretende, poderá guardá-lo. Impressão em série de cartas de formulário e mailings em grande número Intercalação de correio Base de Dados em Excel Comece por planear o aspecto da sua página final - é uma carta, uma página de etiquetas

Leia mais

Actualização. Versão 5.1.36

Actualização. Versão 5.1.36 Actualização Versão 5.1.36 Julho 2009 2 JURINFOR Rua de Artilharia 1, Nº 79 3º Dtº - 1250-038 LISBOA PORTUGAL Introdução Este documento descreve as características principais adicionadas ao JURINFOR JuriGest.

Leia mais

GUIA PARA O PREENCHIMENTO DOS FORMULÁRIOS ENTIDADE GESTORA ERP PORTUGAL

GUIA PARA O PREENCHIMENTO DOS FORMULÁRIOS ENTIDADE GESTORA ERP PORTUGAL GUIA PARA O PREENCHIMENTO DOS FORMULÁRIOS ENTIDADE GESTORA ERP PORTUGAL Versão: 1.0 Data: 05-06-2009 Índice Acesso e estados dos Formulários... 3 Escolha do Formulário e submissão... 4 Bases para a navegação

Leia mais

Manual Gespos Passagem de Dados Fecho de Ano

Manual Gespos Passagem de Dados Fecho de Ano Manual Gespos Passagem de Dados Fecho de Ano ÍNDICE PASSAGEM DE DADOS / FECHO DE ANO... 1 Objectivo da função... 1 Antes de efectuar a Passagem de dados / Fecho de Ano... 1 Cópia de segurança da base de

Leia mais

PHC Letras CS. Execute todos os movimentos com títulos de dívida a receber ou a pagar e controle totalmente a situação por Cliente ou fornecedor

PHC Letras CS. Execute todos os movimentos com títulos de dívida a receber ou a pagar e controle totalmente a situação por Cliente ou fornecedor PHCLetras CS DESCRITIVO Com o módulo PHC Letras, pode ter de uma forma integrada com o módulo PHC Gestão e com o módulo PHC Contabilidade o controlo completo e simples de todas as tarefas relacionadas

Leia mais

1. PERGUNTAS FREQUENTES 1.1. INFORMAÇÕES GERAIS

1. PERGUNTAS FREQUENTES 1.1. INFORMAÇÕES GERAIS 1. PERGUNTAS FREQUENTES 1.1. INFORMAÇÕES GERAIS - Quem explora o site Pixel4Winner.com? - Onde está sedeada a sociedade anónima? - Posso ter confiança no site Pixel4Winner.com? - A participação a uma lotaria

Leia mais

Índice Apresentação Vantagens Cartão Galp Frota Cartão Galp Frota Cartão Galp Frota Profissional Funcionalidades Cartão Galp Frota Galp Frota Online

Índice Apresentação Vantagens Cartão Galp Frota Cartão Galp Frota Cartão Galp Frota Profissional Funcionalidades Cartão Galp Frota Galp Frota Online Índice Índice Apresentação Vantagens Cartão Galp Frota Cartão Galp Frota Cartão Galp Frota Profissional Funcionalidades Cartão Galp Frota Galp Frota Online Informação de Gestão Elementos de Personalização

Leia mais

[MANUAL DO NOVO PROGRAMA DE GESTÃO DE UNIVERSIDADES SENIORES]

[MANUAL DO NOVO PROGRAMA DE GESTÃO DE UNIVERSIDADES SENIORES] Dez 2014, v1 RUTIS Associação Rede de Universidades da Terceira idade [MANUAL DO NOVO PROGRAMA DE GESTÃO DE UNIVERSIDADES SENIORES] Desenvolvido por RUTIS Manual do Novo programa de Gestão de Universidades

Leia mais

Planificações 2012/2013. Tecnologias da Informação e Comunicação. 2ºAno. Escola Básica Integrada de Pedome. C E F Apoio à Família e à Comunidade

Planificações 2012/2013. Tecnologias da Informação e Comunicação. 2ºAno. Escola Básica Integrada de Pedome. C E F Apoio à Família e à Comunidade Planificações 2012/2013 Tecnologias da Informação e Comunicação C E F Apoio à Família e à Comunidade 2ºAno Escola Básica Integrada de Pedome Grupo Disciplinar de Informática Planificação a Longo Prazo

Leia mais

EXERCÍCIOS DE SUPORTE ÀS SESSÕES SOBRE UTILIZAÇÃO DE CALCULADORAS FINANCEIRAS

EXERCÍCIOS DE SUPORTE ÀS SESSÕES SOBRE UTILIZAÇÃO DE CALCULADORAS FINANCEIRAS EXERCÍCIOS DE SUPORTE ÀS (versão 2006/2007) Rogério Matias EXERCÍCIOS DE SUPORTE ÀS 1ª SESSÃO (Numeração dos exercícios do livro Cálculo Financeiro Teoria e Prática, excepto exercício designado por Extra

Leia mais

IMPORT EXPRESS ONLINE MANUAL DO UTILIZADOR

IMPORT EXPRESS ONLINE MANUAL DO UTILIZADOR IMPORT EXPRESS ONLINE MANUAL DO UTILIZADOR importexpressonline.dhl.com PREPARE E FAÇA A GESTÃO DOS SEUS ENVIOS DE UMA FORMA RÁPIDA E PRECISA COM DETALHES DE CONTA SEGUROS E VISIBILIDADE DO ENVIO COM O

Leia mais

A VISTA BACKSTAGE PRINCIPAIS OPÇÕES NO ECRÃ DE ACESSO

A VISTA BACKSTAGE PRINCIPAIS OPÇÕES NO ECRÃ DE ACESSO DOMINE A 110% ACCESS 2010 A VISTA BACKSTAGE Assim que é activado o Access, é visualizado o ecrã principal de acesso na nova vista Backstage. Após aceder ao Access 2010, no canto superior esquerdo do Friso,

Leia mais

SInOA - Sistema de Informação da Ordem dos Advogados INSCRIÇÃO NO SISTEMA DE ACESSO AO DIREITO. Manual de Utilizador

SInOA - Sistema de Informação da Ordem dos Advogados INSCRIÇÃO NO SISTEMA DE ACESSO AO DIREITO. Manual de Utilizador SInOA - Sistema de Informação da Ordem dos Advogados INSCRIÇÃO NO SISTEMA DE ACESSO AO DIREITO Manual de Utilizador INTRODUÇÃO O presente Manual tem por objectivo a descrição dos procedimentos a ter em

Leia mais

PME Investe VI. Linha de Crédito Micro e Pequenas Empresas

PME Investe VI. Linha de Crédito Micro e Pequenas Empresas PME Investe VI Linha de Crédito Micro e Pequenas Empresas Objectivos Esta Linha de Crédito visa facilitar o acesso ao crédito por parte das micro e pequenas empresas de todos os sectores de actividade,

Leia mais

Manual Gestix Guia do Utilizador. Gestix.com

Manual Gestix Guia do Utilizador. Gestix.com Manual Gestix Guia do Utilizador Gestix.com Copyright Este documento é Copyright 2008 Westix TI Lda. Todos os direitos reservados. Todas as marcas registadas referidas neste Manual são propriedade dos

Leia mais

O Akropole em três tempos...

O Akropole em três tempos... Akropole O Akropole em três tempos... O Akropole foi desenvolvido de forma que o utilizador não necessite de qualquer formação específica, pelo que também não existe a necessidade de um formal Manual do

Leia mais

SOFTWARE DE GESTÃO ESCOLAR

SOFTWARE DE GESTÃO ESCOLAR SOFTWARE DE GESTÃO ESCOLAR Apresentação O Escolinha 4, apresenta-se como uma rica aplicação de gestão de escolas, trazendo consigo inúmeras vantagens de modos a deixar os gestor de instituições de educação

Leia mais

SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL

SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL Manual de Utilização Direcção dos Serviços de Economia do Governo da RAEM Novembro de 2014 SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL Manual

Leia mais

Sistemas de Gestão de Bases de Dados

Sistemas de Gestão de Bases de Dados Cadeira de Tecnologias de Informação Ano lectivo 2007/08 Sistemas de Gestão de Bases de Dados Prof. Mário Caldeira Profª Ana Lucas Dr. Fernando Naves Engª Winnie Picoto Engº Luis Vaz Henriques Dr. José

Leia mais

MINISTÉRIO DO AMBIENTE E DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO. Manual de Utilizador. Portal TRH

MINISTÉRIO DO AMBIENTE E DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO. Manual de Utilizador. Portal TRH MINISTÉRIO DO AMBIENTE E DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO Manual de Utilizador Portal TRH Novembro de 2009 ÍNDICE 1. Introdução...2 2. Registo...4 3. Visualização e criação de operadores...8 4. Introdução

Leia mais

Módulo de CRM. Customer Relationship Management [VERSÃO 1.0] [APRESENTAÇÃO DE FUNCIONALIDADES]

Módulo de CRM. Customer Relationship Management [VERSÃO 1.0] [APRESENTAÇÃO DE FUNCIONALIDADES] Módulo de CRM Customer Relationship Management [VERSÃO 1.0] [APRESENTAÇÃO DE FUNCIONALIDADES] Um software com cada vez mais funcionalidades a pensar no seu negócio! A quem se destina As empresas que pretendem

Leia mais

COMISSÃO EUROPEIA Gabinete de Cooperação EuropeAid. América Latina Gestão financeira e contratual

COMISSÃO EUROPEIA Gabinete de Cooperação EuropeAid. América Latina Gestão financeira e contratual 1 Introdução ao sistema financeiro (custos elegíveis ) Custos directos elegíveis por natureza Custos não elegíveis Período de elegibilidade Repartição das despesas financeiras em conformidade com oanexo

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO e CONDIÇÕES GENÉRICAS DE VENDA

TERMOS E CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO e CONDIÇÕES GENÉRICAS DE VENDA pág. 1 / 5 TERMOS E CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO e CONDIÇÕES GENÉRICAS DE VENDA 1. INTRODUÇÃO O site de vendas online www.fitnesshut.pt (adiante designado por site ou loja online) é um site de vendas online

Leia mais

PHC Letras CS BUSINESS AT SPEED

PHC Letras CS BUSINESS AT SPEED PHC Letras CS A gestão de todas as tarefas relacionadas com Títulos de Dívida A execução de todos os movimentos com títulos de dívida a receber ou a pagar e o controle total da situação por Cliente ou

Leia mais

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice BackOffice 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest/ZSPos FrontOffice... 4 4. Produto... 5 Activar gestão de stocks... 5 5. Armazém... 7 a) Adicionar Armazém... 8 b) Modificar Armazém... 8 c)

Leia mais

Contabilidade Financeira I

Contabilidade Financeira I Contabilidade Financeira I INVESTIMENTOS É constituído pelos recursos que a empresa detém com carácter de continuidade, não se destinando a ser vendidos ou transformados no decorrer das suas actividades

Leia mais

Exercícios de Excel com Programação em VBA. Luís Vieira Lobo

Exercícios de Excel com Programação em VBA. Luís Vieira Lobo Exercícios de Excel com Programação em VBA Luís Vieira Lobo Programação das aulas de Excel: Exercícios 1 e 2 até 13/3/2004 (2 ou 3 aulas) Exercício 4 na semana de 15 a 20/3/2004 Exercício 5 na semana de

Leia mais

Facturação Guia do Utilizador

Facturação Guia do Utilizador Facturação Guia do Utilizador Facturação Como se utiliza 2 1 Como se utiliza Todas as opções do sistema estão acessíveis através do menu: ou do menu: O Menu caracteriza-se pelas seguintes funcionalidades:

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO LICENCIATURA EM GESTÃO LICENCIATURA EM MAEG LICENCIATURA EM FINANÇAS

INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO LICENCIATURA EM GESTÃO LICENCIATURA EM MAEG LICENCIATURA EM FINANÇAS INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO LICENCIATURA EM GESTÃO LICENCIATURA EM MAEG LICENCIATURA EM FINANÇAS CONTABILIDADE GERAL I III - CADERNO DE EXERCÍCIOS Terceiros e Antecipações Exercício 17 A empresa

Leia mais

OBOSHotel - Central de Reservas Online. Especificação de Requisitos Funcionais. Lista de Casos de Uso Front-end e BackOffice

OBOSHotel - Central de Reservas Online. Especificação de Requisitos Funcionais. Lista de Casos de Uso Front-end e BackOffice OBOSHotel - Central de Reservas Online Lista de Casos de Uso Front-end e BackOffice Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 13-01-2008 1.0.0 Construção dos casos de uso. Nelson Santos 19-02-2008

Leia mais

Informática. Estrutura e Funcionamento de Computadores Software. Aula 8. Tipos de Software. Aplicação Genérica. Aplicação Específica

Informática. Estrutura e Funcionamento de Computadores Software. Aula 8. Tipos de Software. Aplicação Genérica. Aplicação Específica Informática Aula 8 Estrutura e Funcionamento de Computadores Software Comunicação Empresarial 2º Ano Ano lectivo 2003-2004 Tipos de Software Software de Sistema Software Aplicacional Gestão do Sistema

Leia mais

Folha de Cálculo (Excel)

Folha de Cálculo (Excel) Tecnologias de Informação e Comunicação Folha de Cálculo (Excel) Professor: Rafael Vieira. 1. Introdução à folha de cálculo o nome folha de cálculo atribuído a este tipo de programas, deve-se, principalmente,

Leia mais

Em início de nova fase, forumb2b.com alarga a oferta

Em início de nova fase, forumb2b.com alarga a oferta Em início de nova fase, alarga a oferta Com o objectivo de ajudar as empresas a controlar e reduzir custos relacionados com transacções de bens e serviços, o adicionou à sua oferta um conjunto de aplicações

Leia mais

A versão básica disponibiliza a informação criada no Microsoft Navision em unidades de informação

A versão básica disponibiliza a informação criada no Microsoft Navision em unidades de informação O Business Analytics for Microsoft Business Solutions Navision ajuda-o a ter maior controlo do seu negócio, tomar rapidamente melhores decisões e equipar os seus funcionários para que estes possam contribuir

Leia mais

Tarefa Orientada 12 Inserir Fórmulas

Tarefa Orientada 12 Inserir Fórmulas Tarefa Orientada 12 Inserir Fórmulas Pretende-se com esta tarefa automatizar o processo de criação de uma pauta (ver tabela seguinte). O conteúdo da tabela é o seguinte: Nas colunas A e B, coloca-se o

Leia mais

Regras de Filiação 2009/10

Regras de Filiação 2009/10 As Regras de Filiação, válidas para a época de 2009/2010 são as seguintes: 1) De acordo com o artigo 5º do Regulamento de Filiações da FPX, poderão filiar-se na FPX todos os indivíduos, independentemente

Leia mais

Módulo de Estatísticas MANUAL DO UTILIZADOR

Módulo de Estatísticas MANUAL DO UTILIZADOR MANUAL DO UTILIZADOR Versão 1.4 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2 2. REQUISITOS DO SISTEMA 3 3. CONTROLOS GERAIS DO WINDOWS 4 3.1 ESTRUTURA HIERÁRQUICA 4 3.2 CONTROLO DE DATA 5 4. INÍCIO DA UTILIZAÇÃO 8 5. IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Perguntas e Respostas Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC

Perguntas e Respostas Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC Perguntas e Respostas Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC Perguntas do RoadShow Mais PHC O novo SNC O que é necessário para produzir a demonstração de fluxos de caixa pelo método directo (único aceite a

Leia mais

actualização gratuita *para clientes SOLUTIO Local com contrato de manutenção activo.

actualização gratuita *para clientes SOLUTIO Local com contrato de manutenção activo. novidades da versão 2.0 Registo automóvel o Pedido de certidão automóvel o Pedidos de registo automóvel o Estado dos pedidos Registo predial o Pedido de certidão predial o Pedido de depósito o Pedido de

Leia mais

INVESTIMENTOS. Pretende-se: Análise da viabilidade económica do projecto (a preços constantes).

INVESTIMENTOS. Pretende-se: Análise da viabilidade económica do projecto (a preços constantes). Caso 1 A empresa FMS pretende dedicar-se à produção e comercialização de equipamentos para a indústria automóvel. De acordo com o estudo de mercado elaborado para o efeito, estimaram-se as seguintes quantidades

Leia mais

Programa EDP SOLIDÁRIA

Programa EDP SOLIDÁRIA Programa EDP SOLIDÁRIA REGULAMENTO I. Do Programa EDP SOLIDÁRIA 1. A Fundação EDP, no âmbito das suas actividades nas áreas da solidariedade e inovação social, promove uma iniciativa anual o Programa EDP

Leia mais

Relatório de alterações efectuadas no sistema NetBusiness 2.0

Relatório de alterações efectuadas no sistema NetBusiness 2.0 Net Business Soluções de Software Standard * Contabilidade Geral, Analítica e Orçamental * Salários e Gestão de Recursos Humanos * Gestão de Imobilizado * Gestão de Contas Correntes * Gestão de Stocks

Leia mais

Assunto: Proposta de fornecimento do Programa dbgep

Assunto: Proposta de fornecimento do Programa dbgep Julho de 2009 Assunto: Proposta de fornecimento do Programa dbgep A aplicação dbgep é constituída pelos seguintes módulos: Aplicação Função Situação comercial dbgep C Contabilidade em comercialização dbgep

Leia mais

Gestão de dados. Organização da Informação => Base de Dados (BD) => Informação Estruturada

Gestão de dados. Organização da Informação => Base de Dados (BD) => Informação Estruturada Gestão de dados Organização da Informação em Bases de Dados Conceitos básicos Organização da Informação em Folhas de Cálculo Tabelas de dados Ordenação Formulários Filtros Funções pré-definidas da Categoria

Leia mais

Portal AEPQ Manual do utilizador

Portal AEPQ Manual do utilizador Pedro Gonçalves Luís Vieira Portal AEPQ Manual do utilizador Setembro 2008 Engenharia Informática - Portal AEPQ Manual do utilizador - ii - Conteúdo 1 Introdução... 1 1.1 Estrutura do manual... 3 1.2 Requisitos...

Leia mais

Atributos da Proposta e Preço Contratual

Atributos da Proposta e Preço Contratual Atributos da Proposta e Preço Contratual António José da Silva Coutinho, portador do cartão de cidadão nº. 08419828, com domicílio profissional na Rua Castilho, 165, 4º, 1070-050 Lisboa, na qualidade de

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Outubro de 2003 ISBN: 972-8426-76-3 Depósito legal: 202574/03

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Outubro de 2003 ISBN: 972-8426-76-3 Depósito legal: 202574/03 FICHEIROS COM EXEMPLOS Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para conhecer os endereços de Internet de onde poderá fazer o download dos ficheiros com os exemplos deste livro. * O leitor consente,

Leia mais

Dos documentos que se seguem quais os necessários para abrir uma conta num banco?

Dos documentos que se seguem quais os necessários para abrir uma conta num banco? Quais as principais funções de um banco? A Captar depósitos e gerir a poupança dos seus clientes. B Conceder empréstimos a empresas, particulares e ao Estado. C Disponibilizar meios e formas de pagamento

Leia mais

CURSO CEAD COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E ANÁLISE DE DADOS. e learning. Uma parceria entre:

CURSO CEAD COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E ANÁLISE DE DADOS. e learning. Uma parceria entre: CURSO CEAD COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E ANÁLISE DE DADOS e learning Uma parceria entre: Curso CEAD - Comunicação Empresarial e Análise de Dados NECESSITA DE PREPARAR PROPOSTAS, RELATÓRIOS OU OUTRAS COMUNICAÇÕES

Leia mais

Acordo de licenciamento do EMPRESÁRIO

Acordo de licenciamento do EMPRESÁRIO Acordo de licenciamento do EMPRESÁRIO Ao abrir a caixa do CD que contém o programa EMPRESÁRIO, o utilizador aceita os termos do contracto de licenciamento deste acordo. Licença Garantias A T&T outorga-lhe

Leia mais

Perguntas e Respostas via WebCast Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC

Perguntas e Respostas via WebCast Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC Perguntas e Respostas via WebCast Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC PERGUNTAS VIA WEB CAST: Dado que vamos ter necessariamente durante o período de transição que efectuar lançamentos manuais na contabilidade,

Leia mais

Gestores Colaboradores com participação activa na Gestão da Farmácia Gestores e/ou Contabilistas - Conhecer ferramentas fundamentais para melhorar a Gestão da Farmácia; - Conhecer o peso Contabilístico/Fiscal

Leia mais

Base de dados I. Uma base de dados é um simples repositório de informação relacionado com um determinado assunto ou finalidade

Base de dados I. Uma base de dados é um simples repositório de informação relacionado com um determinado assunto ou finalidade Base de dados I O que é? Uma base de dados é um simples repositório de informação relacionado com um determinado assunto ou finalidade Para que serve? Serve para gerir vastos conjuntos de informação de

Leia mais

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - TIC 10º C. Planificação de. Curso Profissional de Técnico de Secretariado

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - TIC 10º C. Planificação de. Curso Profissional de Técnico de Secretariado Escola Básica e Secundária de Velas Planificação de TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - TIC Curso Profissional de Técnico de Secretariado 10º C MÓDULO 1 FOLHA DE CÁLCULO Microsoft Excel Conteúdos

Leia mais

SAMUO APP: MANUAL DO UTILIZADOR

SAMUO APP: MANUAL DO UTILIZADOR as novas tecnologias ao serviço do desenvolvimento de projectos w w w. i m a d i p. c o m CABO VERDE: REALIZAÇÃO DE UMA ACÇÃO- PILOTO PARA A MELHORIA DA GESTÃO NUM GABINETE TÉCNICO SELECCIONADO OFITEC

Leia mais

Porque as suas regras de negócio são específicas, precisa de uma sua solução de gestão que permite gerir essa diferença.

Porque as suas regras de negócio são específicas, precisa de uma sua solução de gestão que permite gerir essa diferença. Porquê NEXT Vision Porque as suas regras de negócio são específicas, precisa de uma sua solução de gestão que permite gerir essa diferença.... Poder de adaptação Porque cabe a si decidir como pretende

Leia mais

NORMAS DE ACESSO ÀS PISCINAS MUNICIPAIS DE VILA NOVA DE GAIA

NORMAS DE ACESSO ÀS PISCINAS MUNICIPAIS DE VILA NOVA DE GAIA NORMAS DE ACESSO ÀS PISCINAS MUNICIPAIS DE VILA NOVA DE GAIA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS ARTIGO 1º - OBJECTO ARTIGO 2º - ÂMBITO DE APLICAÇÃO ARTIGO 3º - CONCEITOS ARTIGO 4º - ACESSO À PISCINA ARTIGO

Leia mais

EDITAL Nº5/2015 MEDIDA II - INCENTIVO À PARTICIPAÇÃO INDIVIDUAL EM FORMAÇÃO CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

EDITAL Nº5/2015 MEDIDA II - INCENTIVO À PARTICIPAÇÃO INDIVIDUAL EM FORMAÇÃO CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS EDITAL Nº5/2015 MEDIDA II - INCENTIVO À PARTICIPAÇÃO INDIVIDUAL EM FORMAÇÃO CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Para os efeitos convenientes torna-se público que se encontra aberto, a partir do

Leia mais

Plus500 Ltd. Política de privacidade

Plus500 Ltd. Política de privacidade Plus500 Ltd Política de privacidade Política de privacidade Declaração de privacidade da Plus500 Proteger a privacidade e salvaguardar os dados pessoais e financeiros dos nossos clientes e dos visitantes

Leia mais

F M H. Sistemas de SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. X - Mestrado Gestão do Desporto OBJECTIVOS:

F M H. Sistemas de SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. X - Mestrado Gestão do Desporto OBJECTIVOS: X - Mestrado Gestão do Desporto F M H Sistemas de Informação SISTEMAS DE INFORMAÇÃO OBJECTIVOS: Clarificar os conceitos e definições fundamentais associadas aos sistemas de informação; Apresentar as diferentes

Leia mais