Newsletter Labialfarma

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Newsletter Labialfarma"

Transcrição

1 Newsletter Labialfarma Newsletter n 6 Março 2012 A Política da Qualidade da Labialfarma A LABIALFARMA tem por Missão contribuir para a saúde e bem-estar das pessoas através do fabrico de produtos nutracêuticos e farmacêuticos inovadores e de qualidade. LABIALFARMA OBTÉM REGISTO FDA NOS EUA A FDA Food and Drug Administration, é a agência dos Estados Unidos da América que regula e supervisiona os medicamentos, os suplementos alimentares, os cosméticos, os equipamentos médicos, os materiais biológicos e outros produtos de utilidade pública. Qualquer novo medicamento, suplemento alimentar, cosmético e demais substâncias sob a sua supervisão, é minuciosamente testado e estudado antes de ter a sua comercialização aprovada. GARANTIA DA QUALIDADE NO FABRICO DE PRODUTOS À BASE DE PLANTAS Os fármacos vegetais são essencialmente plantas inteiras, fragmentadas ou cortadas, partes de plantas, algas, fungos e líquenes, sem qualquer tratamento, normalmente na forma seca, mas, algumas vezes, na forma fresca. Alguns exsudados, que não foram sujeitos a tratamento específico, são também considerados fármacos vegetais. DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO E MARKETING DA LABIALFARMA Como resultado da necessidade de desenvolvimento de uma comunicação estratégica organizacional junto aos nossos clientes, promovendo, posicionando e divulgando produtos, serviços, benefícios e soluções, está operacional o novo Departamento de Comunicação e Marketing, desde o início do ano. DOUTOR HELTON SANTOS ESCREVE EDITORIAL PARA A REVISTA INTERNACIONAL PHARMACEUTICAL INDUSTRY Doutor Helton Santos, responsável pelo nosso Departamento Galénico, escreve sobre produção e controlo de qualidade de cápsulas duras com conteúdo líquido, em Manufacturing and Quality Control of Liquid-Filled Two-piece Hard Capsules

2 LABIALFARMA obtém registo FDA nos EUA A FDA Food and Drug Administration, é a agência dos Estados Unidos da América que regula e supervisiona os medicamentos, os suplementos alimentares, os cosméticos, os equipamentos médicos, os materiais biológicos e outros produtos de utilidade pública. Qualquer novo medicamento, suplemento alimentar, cosmético e demais substâncias sob a sua supervisão, é minuciosamente testado e estudado antes de ter a sua comercialização aprovada. Associando ao incremento na Qualidade uma forte componente de inovação, a Labialfarma SA, é hoje uma empresa forte, com uma grande capacidade na Investigação & Desenvolvimento de produtos com alto valor acrescentado, possibilitando aos seus clientes um elemento diferenciador perante os seus concorrentes. Foi neste sentido que a Labialfarma SA, avançou para o processo de registo na FDA Food and Drug Administration, reconhecimento importante para a empresa e para todos os seus Clientes. A Labialfarma SA, tem assumido ao longo da sua existência uma aposta firme e permanente na Qualidade e Inovação dos seus produtos e serviços. A FDA Food and Drug Administration, atribuiu à Labialfarma SA, o seguinte nº de registo: CERTIFICATE OF REGISTRATION Nº Num investimento criterioso em novas áreas de fabrico e em modernos equipamentos, tem evidenciado um cuidado especial na seleção e formação contínua dos seus Quadro Técnicos. A sua recente unidade de produção de Cápsulas Moles, única em Portugal, tem-se destacado como unidade estratégica de negócio, sucesso assegurado graças ao equipamento selecionado e ao recrutamento de técnicos estrangeiros especializados, com reconhecida experiência no setor. Das variadas razões existentes para que uma empresa decida implementar um Sistema Eficiente de Gestão de Qualidade, a Labialfarma SA fundamentou a sua aposta numa assídua busca da Qualidade máxima, cuja excelência é a plena satisfação dos seus Clientes. Num propósito de continuidade na busca incessante da Qualidade ao nível da Excelência, reafirmamos o nosso espírito de parceria que há décadas enobrece o relacionamento com todos vós. O nosso Muito Obrigado. 2

3 Departamento de Comunicação e Marketing da Labialfarma Como resultado da necessidade de desenvolvimento de uma comunicação estratégica organizacional junto aos nossos clientes, promovendo, posicionando e divulgando produtos, serviços, benefícios e soluções, está operacional o novo Departamento de Comunicação e Marketing, desde o início do ano. A comunicação eficaz é fundamental para estabelecer uma imagem positiva da Empresa, baseada na sua identidade corporativa, representada pelos seus produtos, serviços, soluções e benefícios oferecidos. A comunicação integrada de marketing é imprescindível, também, para o sucesso dos planos de marketing no segmento business-to-business. Assente nestes prossupostos e de entre as várias funções do Departamento de Comunicação e Marketing, podemos destacar as seguintes: Identificar e satisfazer as necessidades dos clientes; Desenvolver e gerir um sistema de controlo da comunicação externa e interna; Promover as características distintivas da Labialfarma; Intensificar as relações Labialfarma-Cliente. Presença online Devido à constante inovação das tecnologias de informação e, consequente, aparecimento de novos meios de comunicação, uma das prioridades do Departamento de Comunicação e Marketing é inserir a Labialfarma nos novos meios de comunicação, para assumir um papel concordante com a atualidade, que de certa forma, acompanhe a mentalidade que tem sido implementada internamente a cada um de nós. Já podemos encontrar a Labialfarma na rede social/profissional LinkedIn: Desta forma, cada um de nós, ao colocar o local de trabalho, é feita a ligação à página da empresa. Neste momento, é importante estarmos presentes nas redes sociais, pois o valor empresarial não é medido apenas por volume de negócios, mas também pelo valor que as marcas assumem perante todo o mercado (tanto online como offline). Conectar computadores é um trabalho, conectar pessoas é uma arte. Eckart Wintzen 3

4 A Política da Qualidade da Labialfarma A LABIALFARMA tem por Missão contribuir para a saúde e bem-estar das pessoas através do fabrico de produtos nutracêuticos e farmacêuticos inovadores e de qualidade. Esta é a razão de ser da sua existência e é através dela que quer ser reconhecida agora, e lembrada no futuro. Ao mesmo tempo que realiza a sua Missão, a LABIALFARMA tem já uma ideia daquilo que quer ser no futuro, ideia esta expressa através da sua Visão. Assim, a LABIALFARMA quer ser uma referência na forma como gere os seus processos organizacionais - através da competência e do envolvimento dos seus colaboradores - e na forma como orienta a sua actividade de inovação em oportunidades capazes de criar valor excepcional, com a finalidade de prolongar a saúde, o bem-estar e a vitalidade das pessoas. Com base na realização da sua Missão, na sua Visão e nos seus Valores, a LABIALFARMA compromete-se a: Satisfazer plenamente as necessidades dos seus clientes, fornecendo-lhes produtos e serviços de elevada qualidade, superando as suas expectativas; Estabelecer e manter um Sistema de Gestão que assegure a melhoria dos processos da sua cadeia de valor, e que garanta o cumprimento dos requisitos das GMPs (Good Manufacturing Practices / Boas Práticas de Fabrico) e das HACCP (Hazard Analysis and Critical Control Points/ Análise de Risco e Controlo de Pontos Críticos); Motivar e promover a valorização dos seus colaboradores, condição indispensável para o crescimento das pessoas e de toda a organização ajudando-a a projectar-se no futuro; Desenvolver relações de parceria com os seus clientes e fornecedores envolvendo-os nas actividades de planeamento, controlo e melhoria dos processos produtivos; Melhorar continuamente o seu Sistema de Gestão. Como forma de cumprir a sua Missão a razão de ser da sua existência e tendo como objectivo alcançar a sua Visão - o futuro ao qual aspira pertencer a LABIALFARMA tem como pilares os valores em que acredita. Falamos de: Ética: Actuar com transparência, rigor, profissionalismo, verdade e lealdade. Responsabilidade: Social, Económica e Ambiental. Inovação: Promoção de produtos inovadores e serviços que vão de encontro às necessidades dos seus clientes. Excelência: Competência, elevado nível de exigência no desempenho das suas actividades, eficácia, eficiência, e melhoria contínua. Aprendizagem e desenvolvimento: Motivação e valorização dos colaboradores. Este conjunto de temas Missão, Visão e Valores e compromissos formalizados, constitui a Política da Qualidade da LABIALFARMA, documento este que serve de orientação para a empresa, tal como um farol para a navegação marítima. Deste modo, a LABIALFARMA define um conjunto de linhas de orientação para todos os processos e actividades, com consequências na Qualidade dos produtos, que devem ser entendidas e seguidas por todos os colaboradores e que são comunicadas pela LABIALFARMA a todas as partes interessadas - clientes, fornecedores e sociedade em geral. 4

5 Doutor Helton Santos escreve editorial para a revista Internacional Pharmaceutical Industry Doutor Helton Santos, responsável pelo nosso Departamento Galénico, escreve sobre produção e controlo de qualidade de cápsulas duras com conteúdo líquido, em Manufacturing and Quality Control of Liquid-Filled Two-piece Hard Capsules, no editorial da revista International Pharmaceutical Industry (2012, Volume 4, Issue 1). Abaixo fazemos uma breve referência ao que vem mencionado no editorial: A tecnologia para se obter cápsulas duras com formulações líquidas e semi-sólidas é relativamente simples. A produção da forma doseada é levada a cabo em instalações apropriadas e é utilizado equipamento especializado, sob condições adequadas e controladas de temperatura e humidade. Basicamente, o processo de produção inclui diversos passos essenciais, nomeadamente: preparação do conteúdo, enchimento, selagem ou aplicação da banda de selagem, que sela hermeticamente a cápsula dura, na zona de sobreposição da cabeça com o corpo da cápsula, seguidamente procede-se à secagem da cápsula dura selada. O processo de produção das cápsulas duras com conteúdo líquido é considerado simples, quando comparado com o processo de produção que é utilizado nas cápsulas moles. Comparando com o enchimento de cápsulas duras com pós, verifica-se redução das variações de peso e a contaminação cruzada é praticamente eliminada. ( ) Recentemente, a LiqFillCaps desenvolveu e validou um sistema capaz de assegurar uma atmosfera saturada de azoto/nitrogénio no recipiente do líquido e, mais importante ainda, na estação de enchimento de líquidos de uma LIQFILsuper40 (Shionogi Qualicaps). O sistema desenvolvido pela LiqFillCaps foi capaz de reduzir a quantidade de oxigénio no espaço da cabeça da cápsula dura cheia com líquido para valores abaixo de 5%, dependendo da purga de nitrogénio. Para esse feito, os níveis de oxigénio e o nitrogénio foram medidos usando um micro-sensor de oxigénio do tipo agulha, apropriado para a determinação dos perfis de distribuição de oxigénio. Este sistema de purga de nitrogénio para as cápsulas duras de conteúdo líquido demonstrou ser essencial quando um óleo altamente sensível à oxidação foi colocado numa cápsula de gelatina dura. Os valores determinados para os parâmetros oxidativos (índice de peróxidos e de p-anisidina) para os óleos usados nos enchimentos feitos com e sem o sistema de purga de nitrogénio, foi comparado. Provou-se que os parâmetros oxidativos se mantiveram reduzidos e constantes durante o estudo de estabilidade em condições ICH quando aplicado o sistema de purga de nitrogénio. Sabia que... Uma espécie protegida é qualquer animal ou planta, vivo ou morto, que seja objeto de procura para utilização na Comunidade ou para comércio internacional e que se encontre ameaçada de extinção ou que seja tão rara que qualquer volume de comércio possa colocar em perigo a sobrevivência da espécie. Neste sentido, surge o Regulamento (CE) n.º 407/2009 da Comissão de 14 de Maio de 2009, que altera o Regulamento (CE) n.º 338/97 do Conselho de 9 de Dezembro de 1996, para acautelar a sobrevivência e proteção das espécies da fauna e da flora selvagens através do controlo do seu comércio. O referido regulamento apresenta a lista de espécies protegidas, onde consta, por exemplo, a população do Panax ginseng da Federação Russa. A Labialfarma, na sua criteriosa seleção de matérias-primas, apenas utiliza Panax Ginseng que não seja proveniente da Federação Russa, garantindo o cumprimento do Regulamento supra mencionado e respeitando as espécies protegidas. A espécie Camellia sinensis constituinte da infusão EnergyTea da Wellcare (página 8), não é considerada espécie protegida, uma vez que não é abrangida pelo Regulamento (CE) n.º 407/2009. Os Assuntos Regulamentares da Labialfarma verificam se espécies utilizadas nos diversos produtos por Nós fabricados estão em concordância com o Regulamento (CE) n.º 407/

6 Insónia A insónia é a impossibilidade de conseguir um sono suficiente em quantidade e qualidade. A dificuldade pode ser para adormecer, para manter um sono contínuo, ou ambos. A insónia é um sintoma frequente que afecta milhões de pessoas e que pode ser causada por muitas perturbações, patologias ou circunstâncias. Infusões WellCare: A camomila, a passiflora, a tília, a flor de laranjeira e o hipericão são exemplos de plantas que consumidas em infusão apresentam propriedades que ajudam no combate à insónia. Melatonina Descrição: A melatonina é uma hormona produzida de forma natural pela glândula pineal, situada na base do cérebro. É importante na regulação do sono e pode desempenhar um papel na manutenção do ritmo circadiano, um ritmo horário natural do corpo. O hipotálamo recebe informação sobre a quantidade de luz solar que entra no olho. Quanto menor for a luz solar, mais melatonina se liberta por parte da glândula pineal, o que favorece o sono. Utilização geral: O sono é essencial para a recuperação física e mental. É um ciclo com duas etapas separadas: movimentos oculares rápidos (REM) - etapa durante a qual ocorre a maior parte das sensações - e não-rem. Durante a fase não-rem têm lugar quatro etapas do sono: etapa I, a pessoa passa por uma vigília relaxada, etapa II, uma etapa precoce do sono ligeiro; etapas III e IV, em que aumenta o grau de profundidade do sono. A maior parte da etapa IV do sono acontece durante as primeiras horas do sono. Descreveram-se diversos usos médicos da melatonina, mas a sua popularidade actual baseia-se na sua utilização como auxiliar para dormir e superar o jet-lag. No entanto, os médicos especialistas advertem que a produção natural de melatonina diminui com a idade, e esta descida agrava as perturbações do sono. A sonolência ou a insónia são sintomas que podem ser causados por: stress, ansiedade, depressão, doença, dor, medicamentos, perturbações do sono, maus hábitos de sono e maus hábitos de saúde. A insónia a curto prazo ou transitória é uma alteração bastante frequente e costuma durar somente alguns dias. A insónia crónica ou a longo prazo dura mais de três semanas e pode ter várias consequências nefastas para o equilíbrio emocional e fisiológico: Aumento do irritabilidade e diminuição da paciência afetam as relações pessoais; Aumento do stress; Diminuição da atenção e concentração; Fadiga; Sonolência; Possibilidade de desenvolvimento de patologias como: ansiedade, depressão, entre outras. Segundo algumas estatísticas, aproximadamente metade dos adultos dos países desenvolvidos sofrem, em algum momento da sua vida, de problemas do sono ocasionais ou crónicos. Os suplementos de melatonina tornaram-se populares a meio da década de 1990 como forma de tratamento da insónia. O segundo uso mais popular da melatonina é para melhorar os efeitos do jet-lag, uma perturbação física provocada pela alteração do ritmo circadiano, geralmente associado às viagens transoceânicas, através de zonas horárias. A melatonina pode ser utilizada em suplementos alimentares em doses inferiores a 2 mg/dia. Existem outros princípios ativos, que se podem utilizar em suplementos alimentares, com a capacidade de melhorar a qualidade do sono, como por exemplo: valeriana, passiflora, lúpulo, camomila, entre outros. 6

7 Emagrecimento - Nem 8 nem 80 Porquê apenas promover uma ação facilitadora da perda de peso, quando podemos compilar num mesmo produto vários mecanismos de perda de peso/ volume/ tecido adiposo? Porquê adquirir vários produtos para o mesmo fim: emagrecer? Com a Linha Nem 8 nem 80 o emagrecimento será algo tangível, de forma equilibrada, balanceada, compensada, globalmente SAUDÁVEL! Nem 8 nem 80 significa equilíbrio, equilíbrio que queremos que se verifique no corpo e na mente! A Linha Nem 8 nem 80 utiliza princípios ativos inovadores nos seus produtos: Carbograss É um polímero hidrossolúvel semelhante à celulose, com capacidade de absorver as gorduras, extraído de crustáceos. Liposanol O Liposanol é um ingrediente natural, rico em polifenóis, ácido clorogénico e quercetina, destinado à promoção do emagrecimento. A sua absorção intestinal é mínima, sendo essencialmente excretado nas fezes. Mecanismo de ação A sua ação na redução do colesterol associado a proteínas de baixa densidade (LDL), no aumento do colesterol associado a proteínas de alta densidade (HDL) e na redução do peso exerce-se pela ligação de grupos amina carregados positivamente a moléculas carregadas negativamente (ácidos gordos e derivados de ácidos biliares), evitando a sua absorção. Mecanismo de ação 1- Reduz a absorção de calorias, através da inibição da absorção da glucose, a nível intestinal. (liga-se aos receptores dos transportadores da glucose) 2- Ajuda a regular a glicemia 3- Possui uma acção venotónica e activadora da microcirculação 4- Inibe o armazenamento da gordura nos adipócitos 7

8 Sugestão Wellcare : EnergyTea! Nunca como hoje, ao longo de toda a história da humanidade, foi tão importante manter a saúde e funcionalidade do organismo como factor principal de Bem-estar. 5 Minutos chegam para preparar uma infusão de plantas A utilização das folhas de Camellia sinensis está hoje descrita em várias publicações científicas como um estimulante natural, o que permite efectuar uma ligação entre a toma diária de chá e uma maior resistência ao stress do dia-a-dia. A raiz de Ginseng e outras plantas adaptogeneas, mais que uma pronta resposta, criam condições ao nosso organismo para exercer uma função normalizadora, exercendo um efeito tonificante generalizado importante numa segunda defesa contra as variadas situações de stress. Acordar, vestir, ir para à escola/trabalho, organizar, reuniões, trabalhos, relatórios, Infusão EnergyTea CH03040 A agradável infusão EnergyTea, bebida quente ou fria ajuda o nosso organismo a manter um equilíbrio psíquico e físico, melhorando a sua performance geral. Todos nós procuramos no nosso dia-a-dia sentirmo-nos bem, estando em forma, isto é, com energia e dinamismo. Mas, cada vez mais, os alimentos chegam-nos processados e sem os componentes naturais tão necessários ao nosso equilíbrio. Está interessado? Contacte: WELLCARE Tel Fax

9 Garantia da Qualidade no Fabrico de produtos à base de plantas Os fármacos vegetais são essencialmente plantas inteiras, fragmentadas ou cortadas, partes de plantas, algas, fungos e líquenes, sem qualquer tratamento, normalmente na forma seca, mas, algumas vezes, na forma fresca. Alguns exsudados, que não foram sujeitos a tratamento específico, são também considerados fármacos vegetais. Os fármacos vegetais são correctamente definidos pelo nome botânico científico de acordo com o sistema binominal (género, espécie, variedade e autor). O trabalho com plantas medicinais inicia-se na identificação correcta da espécie, colheita adequada, pré-tratamento e armazenamento correctos e termina com a preparação e utilização terapêutica, que também devem ser adequados para que os resultados sejam satisfatórios. Qualquer erro nalgum elo desta cadeia vai comprometer o resultado final do processo. Por exemplo, uma espécie identificada erradamente pode resultar num produto inócuo ou até numa intoxicação por planta venenosa; o cultivo em solo ou clima inadequado, o uso de pesticidas, gera uma planta com pouco princípio activo, o mesmo ocorrendo se a colheita não for na época e de forma adequadas; erros no armazenamento podem comprometer os princípios activos ou causar contaminação por fungos e produzir toxicidade. A selecção dos fornecedores e sua qualificação é de extrema importância, constituído um dos principais factores que influencia a qualidade do produto final. Além do uso de técnicas analíticas modernas (especialmente cromatografia em camada fina de alta resolução (HPTLC), cromatografia gasosa (GC), cromatografia líquida de alta resolução (HPLC), absorção atómica (AA) para caracterizar/identificar os produtos á base de plantas, a Garantia de Qualidade requer também o controlo das matérias-primas, do armazenamento e em processo. Por esta razão, deve ser aplicado um Sistema de Garantia de Qualidade apropriado no Fabrico que cubram os seguintes itens: Sanitização e Higiene Qualificação e Validação Amostras e padrões de referência A LABIALFARMA agradece os seus comentários Contacte-nos para mais informações ou envie-nos as suas sugestões. Clique aqui Edição: Catarina Madanêlo - Mestre em Ciências Farmacêuticas Cláudia Barroso - Farmacêutica Especialista em Indústria Farmacêutica Filipa Queiroz - Mestre em Ciências Farmacêuticas Helton Santos - Doutorado em Farmácia, especialidade em Tecnologia Farmacêutica Inês Gonçalves - Mestre em Ciências Farmacêuticas, Pós Graduada em Gestão de Marketing Farmacêutico Melânia Maduro - Mestre em Ciências Farmacêuticas Pedro Cappelle - Licenciado em Marketing Pedro Laranjo - Licenciado em Biologia Tânia Soares - Licenciada em Fitofarmácia e Plantas Aromáticas e Medicinais Teresa Telo - Farmacêutica Especialista em Indústria Farmacêutica, MBA Revisão: Rui Cruz - Licenciado em Biologia Laboratório de Produtos Farmacêuticos e Nutracêuticos S.A. Edifício Labialfarma Nº1 - Felgueira Sobral - MRT - Portugal Telef Fax:

Recupere. sono. o ritmo. Conselhos para pessoas que sofrem de insónia

Recupere. sono. o ritmo. Conselhos para pessoas que sofrem de insónia Recupere do sono o ritmo Conselhos para pessoas que sofrem de insónia Prefácio O sono é fundamental na vida de todos nós. Dormir não é um luxo, mas sim uma necessidade fisiológica que devemos respeitar.

Leia mais

Newsletter Labialfarma

Newsletter Labialfarma Newsletter Labialfarma Newsletter n 4 Setembro 2011 SELFCaps LiqFillCaps Tecnologia Farmacêutica Revolucionária As formulações SELFCaps LiqFillCaps apresentam um potencial incomparável com as demais formulações

Leia mais

Problemas de sono. Características do sono

Problemas de sono. Características do sono Problemas de sono Imagem de Revista Corpore - Por uma vida melhor. Sono saudável O sono é o momento em que o corpo repousa com o intuito de recuperar energias para o dia seguinte e é um indispensável reparador

Leia mais

Governação Hospitalar

Governação Hospitalar Aviso: Este projecto encontra-se em fase-piloto e, sem autorização, não pode ser usado para outros fins. Se necessário, contacte o coordenador do DUQuE através de duque@fadq.org Governação Hospitalar em

Leia mais

hidratação ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS BEBIDAS REFRESCANTES NÃO ALCOÓLICAS

hidratação ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS BEBIDAS REFRESCANTES NÃO ALCOÓLICAS hidratação ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS BEBIDAS REFRESCANTES NÃO ALCOÓLICAS O NOSSO CORPO É CONSTITUÍDO NA MAIOR PARTE POR ÁGUA A ÁGUA É O PRINCIPAL CONSTITUINTE DO ORGANISMO, É ESSENCIAL PARA A VIDA E TEM

Leia mais

Colesterol 3. Que tipos de colesterol existem? 3. Que factores afectam os níveis de colesterol? 4. Quando está o colesterol demasiado elevado?

Colesterol 3. Que tipos de colesterol existem? 3. Que factores afectam os níveis de colesterol? 4. Quando está o colesterol demasiado elevado? Colesterol Colesterol 3 Que tipos de colesterol existem? 3 Que factores afectam os níveis de colesterol? 4 Quando está o colesterol demasiado elevado? 4 Como reduzir o colesterol e o risco de doença cardiovascular?

Leia mais

T&E Tendências & Estratégia

T&E Tendências & Estratégia FUTURE TRENDS T&E Tendências & Estratégia Newsletter número 1 Março 2003 TEMA deste número: Desenvolvimento e Gestão de Competências EDITORIAL A newsletter Tendências & Estratégia pretende ser um veículo

Leia mais

Fitoterapia e a prática do Nutricionista. Nutricionista Jacira Santos CRN-2 0091

Fitoterapia e a prática do Nutricionista. Nutricionista Jacira Santos CRN-2 0091 Fitoterapia e a prática do Nutricionista Nutricionista Jacira Santos CRN-2 0091 Nutrição Clínica Anos 70 Dietoterapia Hospitalar Anos 80 Dietoterapia em Consultório Anos 90 Fitoquímicos isolados e fitoterápicos

Leia mais

Desportistas. Recomendações para Ondas de Calor. Saúde e Desenolvimento Humano

Desportistas. Recomendações para Ondas de Calor. Saúde e Desenolvimento Humano A prática regular e moderada da actividade física pode trazer benefícios substanciais para a saúde da população, como seja reduzir para metade o risco de doenças coronárias, baixar o risco de desenvolver

Leia mais

Comissão apresenta proposta sobre alegações nutricionais e de saúde para informar melhor os consumidores e harmonizar o mercado

Comissão apresenta proposta sobre alegações nutricionais e de saúde para informar melhor os consumidores e harmonizar o mercado IP/03/1022 Bruxelas, 16 de Julho de 2003 Comissão apresenta proposta sobre alegações nutricionais e de saúde para informar melhor os consumidores e harmonizar o mercado A Comissão Europeia adoptou hoje

Leia mais

ENSINANDO SOBRE PLANTAS MEDICINAIS NA ESCOLA

ENSINANDO SOBRE PLANTAS MEDICINAIS NA ESCOLA ENSINANDO SOBRE PLANTAS MEDICINAIS NA ESCOLA MARIA DAS GRAÇAS LINS BRANDÃO JULIANA MORAIS AMARAL DE ALMEIDA ENSINANDO SOBRE PLANTAS MEDICINAIS NA ESCOLA Colaboradores Darly Gomes Soares Gustavo Pereira

Leia mais

Contrafação de medicamentos em Angola: um. perigo de saúde pública.

Contrafação de medicamentos em Angola: um. perigo de saúde pública. Katiza Mangueira EudraLex, Volume 4, Normas Orientadoras sobre Boas Práticas de Fabrico Medicamentos para Uso Humano e Veterinários, Bruxelas, 2008. Normas de Boas Práticas de Armazenamento e de Distribuição

Leia mais

HI 701-25 Reagente para Cloro Livre

HI 701-25 Reagente para Cloro Livre Data de revisão: 2013-07-15 Motivo da Revisão: Conformidade com o Regulamento (CE) No. 1272/2008 SECÇÃO 1: IDENTIFICAÇÃO DA SUBSTÂNCIA/MISTURA E DA SOCIEDADE/EMPRESA HI 701-25 Identificador do produto:

Leia mais

SEGREDOS DO MUNDO DA QUÍMICA: OS MISTERIOSOS RADICAIS LIVRES

SEGREDOS DO MUNDO DA QUÍMICA: OS MISTERIOSOS RADICAIS LIVRES Universidade de Évora Departamento de Química Vânia Pais Aluna do Curso de Mestrado em Química Aplicada SEGREDOS DO MUNDO DA QUÍMICA: OS MISTERIOSOS RADICAIS LIVRES Com o passar dos anos, o aumento da

Leia mais

DESENVOLVER E GERIR COMPETÊNCIAS EM CONTEXTO DE MUDANÇA (Publicado na Revista Hotéis de Portugal Julho/Agosto 2004)

DESENVOLVER E GERIR COMPETÊNCIAS EM CONTEXTO DE MUDANÇA (Publicado na Revista Hotéis de Portugal Julho/Agosto 2004) DESENVOLVER E GERIR COMPETÊNCIAS EM CONTEXTO DE MUDANÇA (Publicado na Revista Hotéis de Portugal Julho/Agosto 2004) por Mónica Montenegro, Coordenadora da área de Recursos Humanos do MBA em Hotelaria e

Leia mais

ACEF/1112/03877 Relatório preliminar da CAE

ACEF/1112/03877 Relatório preliminar da CAE ACEF/1112/03877 Relatório preliminar da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Universidade Da Beira Interior A.1.a. Identificação

Leia mais

BIOBANCO IMM PERGUNTAS FREQUENTES (FAQ)

BIOBANCO IMM PERGUNTAS FREQUENTES (FAQ) BIOBANCO IMM PERGUNTAS FREQUENTES (FAQ) Gostaria de doar sangue para apoiar a investigação médica. Como poderei fazer? Para doar uma amostra pode nos contactar (217999437 ou 965152588) ou visitar nos no

Leia mais

Obesidade Infantil. O que é a obesidade

Obesidade Infantil. O que é a obesidade Obesidade Infantil O que é a obesidade A obesidade é definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma doença em que o excesso de gordura corporal acumulada pode atingir graus capazes de afectar

Leia mais

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução:

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução: EDIÇÃO 2011/2012 Introdução: O Programa Formação PME é um programa financiado pelo POPH (Programa Operacional Potencial Humano) tendo a AEP - Associação Empresarial de Portugal, como Organismo Intermédio,

Leia mais

Funções dos lípidos:

Funções dos lípidos: Gorduras ou Lípidos Os lípidos são componentes essenciais de todos os organismos podendo ser obtidos a partir da alimentação ou ser sintetizados pelo nosso organismo. Constituem um grupo heterogéneo de

Leia mais

Certificação de Sistemas de Gestão. ACIF_SGS Funchal, 4 de Junho de 2008

Certificação de Sistemas de Gestão. ACIF_SGS Funchal, 4 de Junho de 2008 Certificação de Sistemas de Gestão ACIF_SGS Funchal, 4 de Junho de 2008 Sumário 1. Certificação de Sistemas de Gestão Qualidade (ISO 9001:2000); 2. Certificação de Sistemas de Gestão Ambiental (ISO 14001:2004);

Leia mais

FICHA TÉCNICA DE SEGURANÇA INSTRUNET GAM

FICHA TÉCNICA DE SEGURANÇA INSTRUNET GAM Pág. 1 de 5 1.- IDENTIFICAÇÃO DA PREPARAÇÃO E DA SOCIEDADE OU EMPRESA Identificação da substância ou da preparação: Utilização da substância ou da preparação: Gel de acção rápida para a desinfecção higiénica

Leia mais

Uma Questão de Atitude...

Uma Questão de Atitude... Uma Questão de Atitude... Catálogo de Formação 2014 1 Introdução 3 Soluções de Formação 3 Áreas de Formação 4 Desenvolvimento Pessoal 5 Comercial 12 Secretariado e Trabalho Administrativo 15 Indústrias

Leia mais

VEGESOY FIBER. Fibra de soja: extrato insolúvel de soja em pó. Informações Técnicas

VEGESOY FIBER. Fibra de soja: extrato insolúvel de soja em pó. Informações Técnicas Informações Técnicas VEGESOY FIBER Fibra de soja: extrato insolúvel de soja em pó INTRODUÇÃO A soja é uma leguminosa cultivada na China há mais de 5 mil anos. Ao longo do tempo passou a ser consumida por

Leia mais

Qualidade de Vegetais Congelados. Novas Técnicas de Avaliação

Qualidade de Vegetais Congelados. Novas Técnicas de Avaliação . Novas Técnicas de Avaliação Elsa Gonçalves Ano 2003 Objectivos Revisão crítica do estado de conhecimento sobre: A influência do processo de congelação na qualidade dos produtos vegetais; Novas técnicas

Leia mais

POLÍTICA E CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

POLÍTICA E CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA POLÍTICA E CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA POLÍTICA DE ÉTICA A Política de Ética do CPCBeja está reflectida no Código de Conduta e Ética e integra os seguintes Princípios e Orientações: - Direitos e Dignidade

Leia mais

Human Resources Human Resources. Estudos de Remuneração 2012

Human Resources Human Resources. Estudos de Remuneração 2012 Human Resources Human Resources Estudos de Remuneração 2012 3 Michael Page Page 4 Apresentamos-lhe os Estudos de Remuneração 2012, realizados pela Michael Page. O objectivo dos nossos Estudos de Remuneração

Leia mais

I GUIA PARA UM DESCANSO PLENO I

I GUIA PARA UM DESCANSO PLENO I I GUIA PARA UM DESCANSO PLENO I GUIA PARA UM DESCANSO PLENO A IMPORTÂNCIA DO DESCANSO NA NOSSA VIDA QUAL O COLCHÃO IDEAL? 1. COMO ESCOLHER A MELHOR SOLUÇÃO DE DESCANSO 2. MEDIDAS DE SUPERFÍCIE DE DESCANSO

Leia mais

TÍTULO: Introdução ao stress térmico em ambientes quentes. AUTORIA: Ricardo Sá (Edifícios Saudáveis, Lda)

TÍTULO: Introdução ao stress térmico em ambientes quentes. AUTORIA: Ricardo Sá (Edifícios Saudáveis, Lda) TÍTULO: Introdução ao stress térmico em ambientes quentes AUTORIA: Ricardo Sá (Edifícios Saudáveis, Lda) PUBLICAÇÕES: TECNOMETAL n.º 124 (Setembro/Outubro de 1999) Enquadramento do tema A temperatura interior

Leia mais

Segurança e Higiene do Trabalho. Volume XIX Gestão da Prevenção. Guia Técnico. um Guia Técnico de O Portal da Construção. www.oportaldaconstrucao.

Segurança e Higiene do Trabalho. Volume XIX Gestão da Prevenção. Guia Técnico. um Guia Técnico de O Portal da Construção. www.oportaldaconstrucao. Guia Técnico Segurança e Higiene do Trabalho Volume XIX Gestão da Prevenção um Guia Técnico de Copyright, todos os direitos reservados. Este Guia Técnico não pode ser reproduzido ou distribuído sem a expressa

Leia mais

GARANTIA DA SEGURANÇA NO TRANSPORTE DE GRANÉIS Uma cadeia de responsabilidades a cumprir

GARANTIA DA SEGURANÇA NO TRANSPORTE DE GRANÉIS Uma cadeia de responsabilidades a cumprir GARANTIA DA SEGURANÇA NO TRANSPORTE DE GRANÉIS Uma cadeia de responsabilidades a cumprir Filipa Almeida Garrett O cereais são produzidos em todo o mundo, em maiores quantidades do que qualquer outro tipo

Leia mais

Depressão. A depressão afecta pessoas de formas diferentes e pode causar vários sintomas físicos, psicológicos (mentais) e sociais.

Depressão. A depressão afecta pessoas de formas diferentes e pode causar vários sintomas físicos, psicológicos (mentais) e sociais. Depressão Introdução A depressão é uma doença séria. Se estiver deprimido, pode ter sentimentos de tristeza extrema que duram longos períodos. Esses sentimentos são muitas vezes suficientemente severos

Leia mais

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Outras conclusões: Recrutamento na área de Marketing Digital registou crescimento de 15%. Área de E- commerce cresceu 6% Remuneração dos profissionais

Leia mais

Aplicação dos Sistemas de Segurança a Alimentar nos circuitos de transformação dos Alimentos de Origem Animal. Fernando Cavaco

Aplicação dos Sistemas de Segurança a Alimentar nos circuitos de transformação dos Alimentos de Origem Animal. Fernando Cavaco Aplicação dos Sistemas de Segurança a Alimentar nos circuitos de transformação dos Alimentos de Origem Animal Fernando Cavaco Decreto-Lei 67/98, de 18 de Março Estabeleceu as normas gerais de higiene dos

Leia mais

A SAÚDE TAMBÉM É CONSIGO. Tabaco

A SAÚDE TAMBÉM É CONSIGO. Tabaco Tabaco Álcool Medicamentos Cocaína Heroína Cannabis Ecstasy ÁLCOOL Características da substância O álcool contido nas bebidas é cientificamente designado como etanol, sendo produzido através da fermentação

Leia mais

INDÚSTRIA FITOFARMACÊUTICA LIDERA CERTIFICAÇÃO DE FATOS DE PROTECÇÃO PARA A APLICAÇÃO DOS SEUS PRODUTOS

INDÚSTRIA FITOFARMACÊUTICA LIDERA CERTIFICAÇÃO DE FATOS DE PROTECÇÃO PARA A APLICAÇÃO DOS SEUS PRODUTOS INDÚSTRIA FITOFARMACÊUTICA LIDERA CERTIFICAÇÃO DE FATOS DE PROTECÇÃO PARA A APLICAÇÃO DOS SEUS PRODUTOS A protecção do aplicador na utilização de produtos fitofarmacêuticos está agora assegurada por um

Leia mais

Menos calorias com alimentação termogenica

Menos calorias com alimentação termogenica Menos calorias com alimentação termogenica Eliane Petean Arena Nutricionista CRN Rua : Conselheiro Antonio Prado N: 9-29 Higienópolis Bauru - SP Telefone : (14) 3243-7840 ALIMENTOS TERMOGENICOS Todo alimento

Leia mais

A NORMA PORTUGUESA NP 4427 SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS REQUISITOS M. Teles Fernandes

A NORMA PORTUGUESA NP 4427 SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS REQUISITOS M. Teles Fernandes A NORMA PORTUGUESA NP 4427 SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS REQUISITOS M. Teles Fernandes A satisfação e o desempenho dos recursos humanos em qualquer organização estão directamente relacionados entre

Leia mais

Assunto: Nomeação de novos membros para os comités científicos

Assunto: Nomeação de novos membros para os comités científicos CONVITE À MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE PARA O LUGAR DE MEMBRO DE UM COMITÉ CIENTÍFICO Assunto: Nomeação de novos membros para os comités científicos Com a Decisão 97/579/CE, de 23 de Julho de 1997 ( 1 ),

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

MANUAL DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DO SISTEMA DE GESTÃO Pág. 2 de 16 Se está a receber este documento, isto já significa que é alguém especial para a UEM Unidade de Estruturas Metálicas SA. Convidamo-lo

Leia mais

Num mundo sem doenças e sem sofrimento, a experimentação animal não seria necessária.

Num mundo sem doenças e sem sofrimento, a experimentação animal não seria necessária. Num mundo sem doenças e sem sofrimento, a experimentação animal não seria necessária. Todos os animais, domésticos, selvagens e de laboratório são beneficiados por substâncias testadas em animais. Graças

Leia mais

Código de Boas Práticas. para a Prevenção e Redução. de Micotoxinas em Cereais

Código de Boas Práticas. para a Prevenção e Redução. de Micotoxinas em Cereais Código de Boas Práticas para a Prevenção e Redução de Micotoxinas em Cereais Índice: Introdução... 3 I. Práticas recomendadas com base nas Boas Práticas Agrícolas (BPA) e nas Boas Práticas de Fabrico (BPF)...

Leia mais

PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA

PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA Introdução Nesta edição do Catálogo de Serviços apresentamos os vários tipos de serviços que compõe a actual oferta da Primavera na área dos serviços de consultoria.

Leia mais

factos e mitos ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS BEBIDAS REFRESCANTES NÃO ALCOÓLICAS

factos e mitos ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS BEBIDAS REFRESCANTES NÃO ALCOÓLICAS factos e mitos ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS BEBIDAS REFRESCANTES NÃO ALCOÓLICAS FACTO: Os estudos disponíveis não permitem concluir que o consumo de bebidas refrescantes não alcoólicas (independentemente

Leia mais

Todos sabemos a importância de uma boa noite de sono. O que nem todos sabem é que alternância entre o dormir e estar acordado resulta da ação

Todos sabemos a importância de uma boa noite de sono. O que nem todos sabem é que alternância entre o dormir e estar acordado resulta da ação QUÍMICA DO SONO Todos sabemos a importância de uma boa noite de sono. O que nem todos sabem é que alternância entre o dormir e estar acordado resulta da ação combinada de diversas substâncias químicas

Leia mais

BOAS PRÁTICAS EM SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO: Segurança ao Cliente, Sucesso ao seu Negócio!

BOAS PRÁTICAS EM SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO: Segurança ao Cliente, Sucesso ao seu Negócio! BOAS PRÁTICAS EM SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO: Segurança ao Cliente, Sucesso ao seu Negócio! Dra. Marlise Potrick Stefani, MSc Nutricionista Especialista e Mestre em Qualidade, Especialista em Alimentação Coletiva

Leia mais

5 ESTRATÉGIAS PARA UMA BOA NOITE DE SONO

5 ESTRATÉGIAS PARA UMA BOA NOITE DE SONO 5 ESTRATÉGIAS PARA UMA BOA NOITE DE SONO Necessidades de sono A capacidade de dormir bem é fundamental ao bem-estar do indivíduo. Este «dormir bem» é relativo, sendo que as frequentemente referidas oito

Leia mais

1. HIGIENE INDUSTRIAL: GENERALIDADES

1. HIGIENE INDUSTRIAL: GENERALIDADES TÍTULO: Higiene Industrial no Fabrico de Louça Metálica Algumas considerações AUTORIA: Factor Segurança PUBLICAÇÕES:TECNOMETAL n.º 116 (Maio/Junho de 1998) 1. HIGIENE INDUSTRIAL: GENERALIDADES A higiene

Leia mais

TERAPIAS, & PROGRAMAS

TERAPIAS, & PROGRAMAS TERAPIAS, & PROGRAMAS No Centro Terapêutico Ayurvédico Figueira Mansa encontra uma equipa dedicada e empenhada em ajudá-lo a manifestar o seu verdadeiro potencial e a encontrar a harmonia e o bem-estar

Leia mais

MEDICAMENTOS GENÉRICOS

MEDICAMENTOS GENÉRICOS MEDICAMENTO GENÉRICO Uma importante conquista para a saúde pública no Brasil 15 anos 15 anos , 15 ANOS DE BENEFÍCIOS PARA A SOCIEDADE BRASILEIRA. Ao completar 15 anos de existência no país, os medicamentos

Leia mais

Massagem de Relaxamento

Massagem de Relaxamento Massagem de Relaxamento Realizada com óleos essenciais, jasmim, alfazema ou ylang ylang, os seus movimentos são lentos, suaves e envolventes, com efeito relaxante, restabelecendo o equilíbrio da área psico-emocional,

Leia mais

O que posso fazer com a insónia?

O que posso fazer com a insónia? Psicóloga: Chou Im Keng A noite é longa e as horas não passam, reviro-me na cama, não consigo dormir e espero pelo nascer do sol creio que quem já teve insónia com certeza já teve esse tipo de experiência

Leia mais

Estratégias de gestão dos sintomas

Estratégias de gestão dos sintomas Estratégias de gestão dos sintomas Existem várias abordagens para ajudar a controlar e a lidar com o stress: técnicas cognitivo-comportamentais, treino de aptidões sociais, técnicas de relaxamento, a terapêutica

Leia mais

Alimentação Saudável. 2008 Teresa Bilhastre - CSCR

Alimentação Saudável. 2008 Teresa Bilhastre - CSCR Ministério da Saúde O Programa de Saúde Escolar insere-se no Plano Nacional de Saúde 2004-2010 Pretende: Reforçar as acções de promoção da saúde e prevenção da doença em ambiente escolar. Ministério da

Leia mais

Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental

Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental A Nestlé, na qualidade de Companhia líder em Nutrição, Saúde e Bem-Estar, assume o seu objectivo

Leia mais

RELEPTIN Irvingia gabonensis extrato

RELEPTIN Irvingia gabonensis extrato RELEPTIN Irvingia gabonensis extrato Redução de peso, colesterol e glicemia. Reduz medidas pela queima de gordura ao mesmo tempo em que controla a dislipidemia, reduzindo o colesterol LDL e triglicérides

Leia mais

Índice. rota 3. Enquadramento e benefícios 6. Comunicação Ética 8. Ética nos Negócios 11. Promoção para o Desenvolvimento Sustentável 13. Percurso 1.

Índice. rota 3. Enquadramento e benefícios 6. Comunicação Ética 8. Ética nos Negócios 11. Promoção para o Desenvolvimento Sustentável 13. Percurso 1. rota 3 CLIENTES Rota 3 Índice Enquadramento e benefícios 6 Percurso 1. Comunicação Ética 8 Percurso 2. Ética nos Negócios 11 Percurso 3. Promoção para o Desenvolvimento Sustentável 13 responsabilidade

Leia mais

ROTULAGEM RASTREABILIDADE COMERCIALIZAÇÃO do QUEIJO. José António Rousseau - Director Geral 1

ROTULAGEM RASTREABILIDADE COMERCIALIZAÇÃO do QUEIJO. José António Rousseau - Director Geral 1 ROTULAGEM RASTREABILIDADE COMERCIALIZAÇÃO do QUEIJO José António Rousseau - Director Geral 1 ÍNDICE 1- INTRODUÇÃO 2- ROTULAGEM 3- RASTREABLILIDADE 4- DENOMINAÇÃO DE ORIGEM PROTEGIDA 5- PROGRAMA EUROPEU-

Leia mais

REGISTRO: Isento de Registro no M.S. conforme Resolução RDC n 27/10. CÓDIGO DE BARRAS N : 7898171287947(Frutas vermelhas) 7898171287954(Abacaxi)

REGISTRO: Isento de Registro no M.S. conforme Resolução RDC n 27/10. CÓDIGO DE BARRAS N : 7898171287947(Frutas vermelhas) 7898171287954(Abacaxi) Ficha técnica CHÁ VERDE COM CÓLAGENO, VITAMINA C E POLIDEXTROSE Pó para Preparo de Bebida a Base de Chá Verde, com Colágeno hidrolisado, vitamina C e polidextrose Sabor Abacaxi e frutas vermelhas REGISTRO:

Leia mais

Automação de Sistemas Industrias. Automação com Qualidade

Automação de Sistemas Industrias. Automação com Qualidade Automação de Sistemas Industrias Automação com Qualidade Por que investir em QUALIDADE? Os crescentes números da Balança Comercial, apontam para uma nova e interessante tendência: a EXPORTAÇÃO de produtos.

Leia mais

NORMAS ISO. Docente: Dr. José Carlos Marques

NORMAS ISO. Docente: Dr. José Carlos Marques NORMAS ISO Docente: Dr. José Carlos Marques Discentes: Estêvão Andrade Nº. 2089206 Maria da Luz Abreu Nº. 2405797 Teodoto Silva Nº. 2094306 Vitalina Cunha Nº. 2010607 Antes do aparecimento das normas ISO,

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE Objectivos do Curso. No final deste os alunos deverão: Identificar os principais objectivos associados à implementação de Sistemas de Gestão da Qualidade (SGQ) Compreender

Leia mais

ACIF CCIM. Associação Comercial e Industrial do Funchal Câmara de Comércio e Indústria da Madeira

ACIF CCIM. Associação Comercial e Industrial do Funchal Câmara de Comércio e Indústria da Madeira ACIF CCIM Associação Comercial e Industrial do Funchal Câmara de Comércio e Indústria da Madeira Objectivos Apoiar os estabelecimentos na implementação dos seus Sistemas de Segurança Alimentar, baseados

Leia mais

o Ressonar e a Apneia de Sono

o Ressonar e a Apneia de Sono o Ressonar e a Apneia de Sono sintomas diagnóstico tratamento O ressonar apesar de ser comum, fonte de brincadeiras e aceite como normal na população em geral é de facto uma perturbação que não deve ser

Leia mais

Newsletter do Grupo 4Work Nº 60 Setembro de 2014

Newsletter do Grupo 4Work Nº 60 Setembro de 2014 A 4 Work - Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho, Lda., vai realizar a partir do início do mês de Outubro, uma campanha de vacinação antigripal, desenvolvida e dirigida às empresas, independentemente

Leia mais

Neves & Freitas Consultores, Lda.

Neves & Freitas Consultores, Lda. A gerência: Cristian Paiva Índice 1. Introdução... 3 2. Apresentação... 4 2.2 Missão:... 4 2.3 Segmento Alvo... 4 2.4 Objectivos... 5 2.5 Parceiros... 5 2.6 Organização... 5 3. Organigrama da empresa...

Leia mais

Certificar para Ganhar o Futuro

Certificar para Ganhar o Futuro Certificar para Ganhar o Futuro Loulé, 9 de Novembro 2007 José Leitão CEO APCER www.apcer.pt AGENDA APCER: Quem Somos Porquê Certificar para Ganhar o Futuro? Região do Algarve como Mercado Estratégico

Leia mais

A Specanalítica organiza e desenvolve conteúdos programáticos ajustados às necessidades dos laboratórios e empresas, em áreas tão vastas como:

A Specanalítica organiza e desenvolve conteúdos programáticos ajustados às necessidades dos laboratórios e empresas, em áreas tão vastas como: PLANO DE FORMAÇÃO 2014 A Specanalítica, Equipamentos Científicos, Lda ter por objectivo oferecer condições que favoreçam a transmissão, o desenvolvimento e a aplicação de conhecimentos científicos e técnicos

Leia mais

A Importância dos Recursos Humanos (Gestão de

A Importância dos Recursos Humanos (Gestão de A Importância dos Recursos Humanos (Gestão de Pessoas) na Gestão Empresarial Marketing Interno Licenciatura de Comunicação Empresarial 3º Ano Docente: Dr. Jorge Remondes / Discente: Ana Teresa Cardoso

Leia mais

PROPOSTA DE CARREIRA PARA OS TÉCNICOS SUPERIORES DA ÁREA DA SAÚDE EM REGIME DE CIT. Capítulo I Objecto e Âmbito Artigo 1.º Objecto

PROPOSTA DE CARREIRA PARA OS TÉCNICOS SUPERIORES DA ÁREA DA SAÚDE EM REGIME DE CIT. Capítulo I Objecto e Âmbito Artigo 1.º Objecto PROPOSTA DE CARREIRA PARA OS TÉCNICOS SUPERIORES DA ÁREA DA SAÚDE EM REGIME DE CIT Capítulo I Objecto e Âmbito Artigo 1.º Objecto 1 - O presente Decreto-Lei estabelece o regime jurídico da carreira dos

Leia mais

Código de Conduta para as Estatísticas Europeias

Código de Conduta para as Estatísticas Europeias Código de Conduta para as Estatísticas Europeias Adotado pelo Comité do Sistema Estatístico Europeu em 28 de setembro de 2011 Tradução realizada pelo INE, IP Preâmbulo Visão do Sistema Estatístico Europeu

Leia mais

1 IDENTIFICAÇÃO 2 E CAUSA O QUE É O ESTRESSE? EDITORIAL INTRODUÇÃO DEFINIÇÃO EDITORIAL ÍNDICE COMBATA O ESTRESSE COMO IDENTIFICAR O ESTRESSE?

1 IDENTIFICAÇÃO 2 E CAUSA O QUE É O ESTRESSE? EDITORIAL INTRODUÇÃO DEFINIÇÃO EDITORIAL ÍNDICE COMBATA O ESTRESSE COMO IDENTIFICAR O ESTRESSE? EDITORIAL EDITORIAL INTRODUÇÃO COMBATA O ESTRESSE Sérgio Butka Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba O estresse é uma das grandes pragas do mundo moderno. Este problema sintetiza

Leia mais

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015. Specialists in human resources recruitment www.michaelpage.pt

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015. Specialists in human resources recruitment www.michaelpage.pt ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015 Healthcare Human Resources & Life Sciences Specialists in human resources recruitment www.michaelpage.pt Human Resources Estudo de Remuneração 2015 Apresentamos-lhe os Estudos

Leia mais

ACEF/1112/20852 Relatório final da CAE

ACEF/1112/20852 Relatório final da CAE ACEF/1112/20852 Relatório final da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Fundação Minerva - Cultura - Ensino E Investigação

Leia mais

A realidade empresarial e os desafios do sector gráfico. Da certificação à GQT

A realidade empresarial e os desafios do sector gráfico. Da certificação à GQT A realidade empresarial e os desafios do sector gráfico Da certificação à GQT APCER 03/06/2009 Isabel Monteiro IPT - Design e Tecnologia das Artes Gráficas DE q UALIDADE A Q UALIDADE Inspecção Controlo

Leia mais

Município de Reguengos de Monsaraz MANUAL DE BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS NAS HORTAS URBANAS

Município de Reguengos de Monsaraz MANUAL DE BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS NAS HORTAS URBANAS Município de Reguengos de Monsaraz MANUAL DE BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS NAS HORTAS URBANAS 0 1. O que são as Boas Práticas Agrícolas? Os consumidores estão cada vez mais preocupados em obter alimentos saudáveis,

Leia mais

Catálogo de EQUIPAMENTOS

Catálogo de EQUIPAMENTOS Catálogo de EQUIPAMENTOS Estética Mais Setembro de 2015 comercial@esteticamais.com 1 Apresentação da Empresa A Revivre é uma marca italiana, fundada nos anos 70, e desde sempre fortemente orientada para

Leia mais

Guia de empresas. Bem-vindo. à Bojabeauty.

Guia de empresas. Bem-vindo. à Bojabeauty. Guia de empresas Bem-vindo à Bojabeauty. Quantas vezes pensa na saúde e bem-estar dos seus Colaboradores? Guia de empresas Área de atuação Quem somos Onde estamos Como fazemos Quem somos Com 10 anos de

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DA SAÚDE

FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DA SAÚDE União Metropolitana de Educação e Cultura Faculdade: Curso: NUTRIÇÃO FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DA SAÚDE Disciplina: INTRODUÇÃO A NUTRIÇÃO Carga horária: Teórica 40 Prática 40 Semestre: 1 Turno:

Leia mais

Uma plataforma estratégica

Uma plataforma estratégica Publicado: Fevereiro 2007 Autor: Rui Loureiro Sénior Partner Implementar o Help Desk Quando simplesmente pensamos em implementar um Help Desk, isso pode significar uma solução fácil de realizar ou algo

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS. Nome do produto: Paratest Formalina 5 Data da última revisão: 18.08.2014

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS. Nome do produto: Paratest Formalina 5 Data da última revisão: 18.08.2014 FISPQ nº: 001 página: 01/05 SEÇÃO 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA - NOME DO PRODUTO: PARATEST FORMALINA 5 - CÓDIGO INTERNO DE IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO: 1500; 1660; 2096; 2559; 2092; 2928; 2929;

Leia mais

LITERATURA ÔMEGA 3 ÔMEGA 3

LITERATURA ÔMEGA 3 ÔMEGA 3 ÔMEGA 3 Introdução O cérebro humano representa apenas 2% do nosso peso total, mas usa aproximadamente 20% do oxigênio consumido por todo nosso corpo quando está em repouso. Ele é um órgão complexo que

Leia mais

NUM LABORATÓRIO DE CITOMETRIA DE FLUXO. Maria João Acosta 2009

NUM LABORATÓRIO DE CITOMETRIA DE FLUXO. Maria João Acosta 2009 NUM LABORATÓRIO DE CITOMETRIA DE FLUXO Maria João Acosta 2009 O que é um SGQ? É uma estrutura organizacional, com políticas, recursos, processos e procedimentos definidos que visam alcançar um determinado

Leia mais

ÉTICA e PAISAGEM Fundação Calouste Gulbenkian. 19 de Setembro de 2011 Alexandre d Orey Cancela d Abreu alexandreoc.abreu@gmail.com

ÉTICA e PAISAGEM Fundação Calouste Gulbenkian. 19 de Setembro de 2011 Alexandre d Orey Cancela d Abreu alexandreoc.abreu@gmail.com ÉTICA e PAISAGEM Fundação Calouste Gulbenkian 19 de Setembro de 2011 Alexandre d Orey Cancela d Abreu alexandreoc.abreu@gmail.com Paisagem: designa uma parte do território, tal como é apreendida pelas

Leia mais

Competências Farmacêuticas Indústria Farmacêutica Versão 23.xi.15

Competências Farmacêuticas Indústria Farmacêutica Versão 23.xi.15 Competências Farmacêuticas Indústria Farmacêutica Versão 23.xi.15 Competência* Conteúdos*1 *3 a que se candidata + E a que se candidata + E a que se candidata + E a que se candidata + E Tipo de Competência*2

Leia mais

Aluguer Operacional e Gestão de Frotas

Aluguer Operacional e Gestão de Frotas the world leading fleet and vehicle management company LeasePlan Portugal Lagoas Park - Edifício 6-2740-244 Porto Salvo Ed. Cristal Douro - R. do Campo Alegre, nº 830 - sala 35-4150-171 Porto Tel.: 707

Leia mais

A QUALIDADE DO OVO (COR DA CASCA; DUREZA DA CASCA; TAMANHO) A actual crise do sector avícola, justifica por si só o presente artigo.

A QUALIDADE DO OVO (COR DA CASCA; DUREZA DA CASCA; TAMANHO) A actual crise do sector avícola, justifica por si só o presente artigo. N 45 A QUALIDADE DO OVO (COR DA CASCA; DUREZA DA CASCA; TAMANHO) A actual crise do sector avícola, justifica por si só o presente artigo. Qual a fábrica de alimentos compostos que não recebe reclamações

Leia mais

ERS 3002 - Qualidade e Segurança Alimentar na Restauração. www.apcer.pt

ERS 3002 - Qualidade e Segurança Alimentar na Restauração. www.apcer.pt ERS 3002 - Qualidade e Segurança Alimentar na Restauração www.apcer.pt AGENDA Apresentação APCER Desenvolvimento ERS3002 Conteúdo da ERS3002 Metodologias de auditorias Associação constituída em Abril 1996

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A AUXILIAR DE SAÚDE. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a Auxiliar de Saúde Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/9

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A AUXILIAR DE SAÚDE. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a Auxiliar de Saúde Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/9 PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A AUXILIAR DE SAÚDE PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a Auxiliar de Saúde Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/9 ÁREA DE ACTIVIDADE - SAÚDE OBJECTIVO GLOBAL SAÍDA(S) PROFISSIONAL(IS)

Leia mais

FICHA DE SEGURANÇA BICARBONATO DE SÓDIO

FICHA DE SEGURANÇA BICARBONATO DE SÓDIO Pag.1/7 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA 1.1 Identificação da substância: Nome do Produto: Bicarbonato de Sódio Nome Químico: Hidrogenocarbonato de sódio 1.2 Utilização da substância Principais

Leia mais

SEGURANÇA ALIMENTAR PROGRAMA QUALIDADE PARA ÁFRICA OCIDENTAL SUPORTE A COMPETITIVIDADE E HARMONIZAÇÃO DOS ACORDOS OTC E SPS

SEGURANÇA ALIMENTAR PROGRAMA QUALIDADE PARA ÁFRICA OCIDENTAL SUPORTE A COMPETITIVIDADE E HARMONIZAÇÃO DOS ACORDOS OTC E SPS SEGURANÇA ALIMENTAR PORQUÊ UMA NORMA ISO DE GESTÃO DA SEGURNAÇA ALIMENTAR? 1,5 Bilhões de casos de toxi- infecções alimentares por ano; Uma das causas mais comuns de mortalidade em Países em desenvolvimento;

Leia mais

Consultoria de Gestão Sistemas Integrados de Gestão Contabilidade e Fiscalidade Recursos Humanos Marketing e Comunicação Consultoria Financeira JOPAC SOLUÇÕES GLOBAIS de GESTÃO jopac.pt «A mudança é a

Leia mais

Grupo de Trabalho de Controlo de Medicamentos e Inspecções

Grupo de Trabalho de Controlo de Medicamentos e Inspecções COMISSÃO EUROPEIA DIRECÇÃO GERAL DA EMPRESA Mercado único: gestão e legislação de bens de consumo Produtos farmacêuticos: quadro regulamentar e autorizações de introdução no mercado Bruxelas, Abril de

Leia mais

PHARMACEUTICAL BENEFIT MANAGEMENT PBM

PHARMACEUTICAL BENEFIT MANAGEMENT PBM PHARMACEUTICAL BENEFIT MANAGEMENT PBM CONCEITO, DESCRIÇÃO E ASPECTOS CONTRATUAIS CASTRO PEIXOTO ADVOCACIA PBM - Pharmaceutical Benefit Management Conceito, descrição e aspectos contratuais 1. PBM Conceito

Leia mais

Normas de Ética e Conduta Empresarial para Terceiros

Normas de Ética e Conduta Empresarial para Terceiros Todas as actividades empresariais na Bristol-Myers Squibb (BMS) apoiam-se no alicerce do nosso compromisso com a integridade e a conformidade com todas as leis, regulamentos, directivas e códigos industriais

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE. Pág. 1 de 15. Actuar. Verifica r. Data: 09/05/2011 Edição: 01 Revisão: 00 Entrada em vigor:

MANUAL DA QUALIDADE. Pág. 1 de 15. Actuar. Verifica r. Data: 09/05/2011 Edição: 01 Revisão: 00 Entrada em vigor: MANUAL DA QUALIDADE Pág. 1 de 15 Planear Realizar Actuar Verifica r Rubrica: Rubrica: MANUAL DA QUALIDADE Pág. 2 de 15 INDICE: CAP. 1 - MANUAL DE GESTÃO DA QUALIDADE 1.1. - Objectivo 1.2. - Âmbito e exclusões

Leia mais

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.9 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora:

Leia mais

Direcção-Geral da Saúde

Direcção-Geral da Saúde Assunto: PLANO DE CONTINGÊNCIA PARA ONDAS DE CALOR 2009 RECOMENDAÇÕES PARA DESPORTISTAS Nº: 29/DA DATA: 04/08/09 Para: Contacto na DGS: Todos os Estabelecimentos de Saúde Divisão de Saúde Ambiental INTRODUÇÃO

Leia mais