IDENTIFICAÇÃO DE PADRÕES DE ACORDO COM OS OITO PRINCÍPIOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "IDENTIFICAÇÃO DE PADRÕES DE ACORDO COM OS OITO PRINCÍPIOS"

Transcrição

1 IDENTIFICAÇÃO DE PADRÕES DE ACORDO COM OS OITO PRINCÍPIOS Aplicação dos 8 princípios Aplicável em todos os casos, para doenças interiores e exteriores Divisão : Exterior-Interior Calor-Frio: Calor por excesso,calor por deficiência,frio por excesso, Frio por deficiência. Calor combinados : Frio no exterior-calor no interior, Calor no exterior-frio no interior, Calor acima-calor abaixo, Combinações de padrões de calor e frio: Frio Verdadeiro-Calor Falso,Calor Verdadeiro-Frio Falso Excesso-Deficiência : QI deficiente,yang deficiente,sangue deficiente, Yin deficiente. Yin-Yang: Colapso de Yin, Colapso de Yang A importância dos 8 princípios A identificação de padrões nos 8 princípios é a base de todos os outros métodos de formulação de padrão. É o fundamento básico de identificação de padrões na Medicina Chinesa Permite ao Terapeuta: Identificar a localização e a natureza da desarmonia Estabelecer o princípio do tratamento Este método é aplicável em qualquer caso porque nos permite distinguir Exterior de Interior, Calor de Frio e Excesso de Deficiência Compreender os 8 princípios nos permite: Desvendar padrões complicados e Identificar as contradições básicas dentro deles. Reduzir as várias manifestações da doença em pontos essenciais pertinentes. Identificar padroes não significa classifica-los em compartimentos estanques. Envolve a compreensão da patogênese, do desenvolvimento e da relação dos padroes. O propósito de aplicar os 8 princípios é não classificar a desarmonia, mas entender a sua gênese e natureza O EXTERIOR- INTERIOR A diferenciação entre Exterior e Interior não é feita com base naquilo que causou a desarmonia, mas sim na localização da doença O Exterior do corpo inclui a pele, os músculos e os canais. O Exterior refere-se ao espaço entre a pele e os músculos. Este é o espaço onde o QI defensivo e o suor ficam situados. O espaço que é invadido primeiro pelos fatores patogênicos exteriores. O diagnostico de condição exterior é feita com base em manifestações clinicas. Manifestações Clinicas de Padrões Exteriores

2 É difícil generalizar os sintomas e os sinais, pois dependem de características do tipo de Frio ou Calor e do tipo de Excesso ou Deficiência. Deve-se entender um excesso ou uma deficiência e caráter relativo. Manifestações Clinicas de Padrões Deficiência Exterior Ausência de febre ou febre leve Sudorese Aversão ao vento Dor leve no corpo Pulso flutuante-lento Língua Brancae fina Manifestações Clinicas de Padrões Excesso Exterior Febre Ausência de sudorese Dor severa no corpo Aversão ao frio Pulso Flutuante-Tenso Língua branca e fina O calor por excesso pode ser exterior ou interior LEILA Calor por Excesso Manifestação de excesso do Yang: Sede Sensação de calor Inquietude mental Face vermelha Fezes ressecadas Urina escassa e escura Pulso rápido e cheio Língua vermelha como revestimento amarelo Outras manifestações : Erupção na pele que esteja quente Sensação de queimação (cistite, estomago ) Sangramento em grandes quantidades Condição de agitação extrema ou comportamento maníaco, ansiedade Insônia com sono agitado Etiologia do Calor por Excesso

3 Problemas emocionais ( a tensão emocional tende a causar estagnação do Qi em suas fases iniciais. Com o tempo origina calor e pode se transformar em fogo) Dieta (muita carne vermelha,temperos,álcool) Fator patogênico exterior que penetrou no interior e transformou-se em calor) Calor por Deficiência Surge da Deficiência do Yin. Se a energia Yin estiver deficiente por longo tempo, o Yin é consumido e o Yang fica relativamente em excesso. Freqüentemente surge da deficiência do Yin do Rim, pois ele é a base para todas as energias Yin do corpo. Yin do Rim deficiente poderá afetar o Yin do Fígado, do Coração e do Pulmão Manifestação de calor por Deficiência Boca seca com vontade de beber em pequenos goles Sensação de calor a tarde e a noite Garganta seca a noite Sudorese noturna Sensação de calor no tórax, na palma das mãos e nas solas dos pés Fezes ressecadas, urina escassa e escura Pulso flutuante vazio e rápido Língua vermelha descascada Outras manifestações Inquietude mental e insônia (quando o Yin do coração estiver deficiente) Irritabilidade e dores de cabeça (quando o Yin do Fígado estiver deficiente) Rubor malar e tosse seca (quando o Yin do Pulmão estiver deficiente) Do ponto de vista mental-emocional: Inquietude mental que piora a noite Intranqüilidade, ansiedade vaga Insônia com sono agitado, acordando freqüentemente durante a noite A pessoa sente que algo está errado, mas é incapaz de descrever qual ou como é o problema. Etiologia do calor por deficiência Excesso de trabalho (longas horas) Alimentação irregular Atividade sexual excessiva Perda de sangue persistente, intensa( menorréia ) Métodos de tratamento Calor por excesso : Eliminar o calor Calor por deficiência: Nutrir o Yin

4 Observação Importante Calor por Deficiência não é menos real que o Calor por Excesso. Ambos produzem Calor embora em formas diferentes. FRIO O frio contrai e obstrui, com freqüência causando dor, especialmente a dor abdominal, é uma manifestação freqüente de frio por Excesso. Algo branco ou azulado púrpuro pode indicar frio. O Frio pode ser por Excesso ou por Deficiência. Do ponto de vista Yin-Yang, Frio por Excesso origina-se de Excesso de Yin. Do ponto de vista Yin-Yang, Frio por Deficiência origina-se da Deficiência do Yang O Frio por Deficiência desenvolve-se quando o Yang Qi estiver fraco e não aquece o corpo e esta relacionado com a deficiência do Yang do Baço ou do Rim, ou de ambos Baco deficiente não aquece os músculos, dai a sensação de frio. Baço necessita de calor na sua função de transformar os alimentos, com o Yang deficiente o alimento não é transformado adequadamente,dai as fezes amolecidas Manifestação de Frio Interior por Excesso Sensação de frio Membros frios e azulados Ausência de sede Face pálida com lábios azulados Dor abdominal agravada por pressão Vontade de beber líquidos mornos Fezes amolecidas Urina abundante e clara Pulso Profundo-Cheio-Tenso Língua Pálida com revestimento branco (Frio interior por Excesso) OBS: O Frio exterior pode penetrar diretamente no interior, causando: No estomago: vomito e dor epigástrica Nos intestinos: diarréia e dor abdominal No útero : dismenorréia aguda No Fígado: inchaço No escroto: dor Etiologia do Frio por Excesso Consumo excessivo de alimentos de energia fria (saladas,frutas, bebidas geladas) Pelo Frio exterior que invade o corpo, primeiro os canais e depois os órgãos Comum a invasão do Frio Exterior no Baço. Quando localizado no canal ainda é Frio Exterior, porém quando atinge o Baço já é Frio Interior

5 Manifestação de Frio por Deficiência Sensação de frio Membros frios Face pálida, embotada Urina abundante e clara Pulso Profundo-Lento Língua Pálida com revestimento branco e fino Etiologia do Frio por Deficiência Trabalho físico excessivo Dieta com consumo inadequado de alimentos quentes Atividade Sexual Excessiva (Yang do Rim) Frio interior que prejudica o Yang Calor e Frio Combinados Condições de Calor e Frio Combinados Frio no Exterior-Calor no Interior Calor no Exterior-Frio no Interior Calor acima-frio abaixo Uma combinação de padrões de Calor e Frio Frio verdadeiro e Calor falso, Calor verdadeiro e Frio falso Frio no Exterior e Calor no Interior Esta condição é encontrada quando uma pessoa apresenta uma condição pré existente de Calor Interior sendo invadida subseqüentemente por Vento-Frio exterior. Esta situação também ocorre nos ataques de Calor Latente, combinados com uma invasão de Vento-Frio Calor no Exterior- Frio no Interior Essa situação ocorre quando uma pessoa que apresenta uma condição de Frio é atacada pelo Vento Calor exterior. Há alguns sintomas de invasão exterior de Vento-Calor e alguns sintomas de Frio interior Calor acima-frio abaixo Casos onde há Calor acima, pois o calor tende a subir e o Frio abaixo, apresentando as seguintes manifestações : a) Sede, irritabilidade, regurgitação ácida, gosto amargo, aftas (manifestações de calor acima) b) Fezes amolecidas, borborigmos, urina pálida e profusa (manifestações de Frio abaixo)

6 Combinação de padrões de Calor e Frio Ocorre quando esses dois padrões coexistem É comum na prática e a pessoa apresentara características dos dois padrões Ex: Deficiência do Yang do Rim e Umidade-Calor na Bexiga Frio Verdadeiro e Calor Falso, Calor Verdadeiro e Frio Falso Quando aparecem sinais e sintomas contraditórios de Calor e Frio, sendo um deles Falso Acontece em geral em condições extremas e é bastante raro É importante não confundir esse fenômeno com situações comuns quando Calor e Frio simplesmente se combinam. Nos casos de Calor Falso e Frio Falso o diagnostico da língua é decisivo, uma vez que a cor da língua reflete a verdadeira condição Se a cor da língua for vermelha indicará Calor, se for pálida indicará Frio Calor e Frio Falso não significam a mesma coisa que Calor e Frio por Deficiência Calor e Frio por Deficiência originam-se da deficiência do Yin e do Yang respectivamente, mas, não obstante há Calor ou Frio No Calor Falso e no Frio Falso, o aparecimento é Falso, ou seja, não ha em absoluto Calor ou Frio respectivamente Manifestações Clinicas Frio Verdadeiro-Calor Falso Bochechas vermelhas,mas a cor vermelha é como se fosse um pó. Resto da face branca Irritabilidade, mas também apatia Vontade de permanecer deitado com o corpo enrolado Língua úmida e pálida Respiração superficial e baixa Sede sem vontade de ingerir líquidos ou vontade de líquidos quentes Corpo quente, mas gosta de se cobrir Dor de garganta, mas sem hiperemia ou edema Urina clara Pulso Rápido-Flutuante e Grande, mas Vazio Excesso e Deficiência BIA A distinção é feita de acordo com a presença ou ausência de um fator patogênico e da força da energia do corpo O EXCESSO é caracterizado pela presença de um fator patogênico que pode ser interior ou exterior. Denota excesso de um fator patogênico e não excesso de QI A observação é muito importante para distinguir entre excesso e deficiência Condições de Excesso e Deficiência

7 Excesso: Caracterizada pela presença de um fator patogênico, enquanto o QI correto continua intacto e lutando ativamente contra o fator patogênico. Deficiência : Caracterizada por vacuidade (deficiência) do QI correto e ausência de um fator patogênico. Excesso-Deficiência: Caracterizada por Deficiência do QI correto com a presença de um fator patogênico prolongado, que o QI correto não consegue efetivamente expulsar Manifestações de Excesso e Deficiência Excesso: Voz forte e alta, irritabilidade, dor torturante, agravada pela pressão face muito vermelha, sudorese profusa, urina escassa inquietude, respiração difícil explosões temperamentais pulso cheio Manifestações de Excesso e Deficiência Deficiência : Voz fraca, dor surda e persistente, face muito pálida, sudorese leve, apatia e quietude, deita-se com o corpo enrolado Condições de Excesso-Deficiência misturadas Deficiência do Yin do Rim com subida do Yang do Fígado. Deficiência do Yin do Rim com agitação em subida do Calor por Deficiência do Coração. Deficiência do Sangue do Fígado com subida do Yang do Fígado. Deficiência do QI do Baço com retenção de Umidade ou Fleuma. Deficiência do QI ou do Sangue com estase do Sangue. Deficiência do Yang do Rim com Umidade. Condições de Deficiência Deficiência de QI Deficiência de Yang Deficiência de Sangue Deficiência de Yin

8 Deficiência do QI A Deficiência do QI consiste na primeira deficiência e de menor gravidade de que se pode sofrer. Manifestações : Face pálida Voz fraca Sudorese leve (durante o dia) Respiração superficial Cansaço e fezes amolecidas Falta de apetite Pulso Fraco Deficiência de Yang O QI faz parte do Yang e a Deficiência do QI é semelhante, em natureza a Deficiência do Yang. Manifestações: Calafrios, Membros frios Face pálida e brilhante Ausência de sede Vontade de ingerir bebidas quentes Fezes amolecidas Urina pálida e micção freqüente Pulso Fraco, Lingua pálida e úmida Alem daquelas referentes a deficiência do QI Deficiência do Sangue Manifestações: Face pálida e opaca,lábios pálidos Visão turva, Cabelos secos Cansaço,Memória debilitada Entorpecimento ou formigamento Insônia Menstruação escassa ou amenorréia Pulso Fino ou Áspero Língua pálida e fina Deficiência do Yin Os órgãos mais propensos a serem afetados pela Deficiência do Yin são : Rim, Pulmão, Coração, Fígado e o Estomago Manifestações: Sensação de calor a tarde ou a noite Garganta seca a noite Sudorese noturna Emagrecimento Pulso Flutuante-Vazio Língua descascada e seca

9 YIN-YANG São de natureza Yin : Interior, Deficiência, Frio São de natureza Yang: Exterior, Excesso, Calor Colapso do YIN ou do YANG Indica simplesmente um estado extremamente grave e repentino de deficiência. Também indica uma separação completa entre Yin e Yang. É com freqüência, mas não necessariamente seguido de morte. Manifestações do colapso de Yin : Transpiração abundante Pele quente ao toque Membros quentes Boca seca com vontade de beber líquidos em pequenos goles Retenção urinária, constipação Pulso-vazio-Rapido Língua Vermelha descascada, curta e seca Manifestações do colapso de Yang: Calafrios e membros frios Debilidade respiratória Sudorese profusa com suor oleoso Ausência de sede Urina freqüente ou incontinência urinária Fezes amolecidas ou incontinência fecal Pulso mínimo-profundo Língua pálida-umida-inchada-curta

10 COMPARACAO ENTRE CALOR POR EXCESSO E POR DEFICIENCIA Localização Calor por excesso Calor por Deficiência Face Face vermelha Rubor malar Sede Vontade de ingerir água fria Água em pequenos goles Pálpebra Vermelha por todo o interior Linha vermelha fina na pálpebra Paladar Amargo Ausência de paladar amargo Calor O dia inteiro A tarde e a noite Febre Alta Baixa a tarde Mente Intranqüilidade e Agitação Ansiedade vaga, impaciência Defecação Constipação com dor Fezes secas e ausência de dor Sangramento Profuso Leve Sono Agitado com sonhos Levanta-se com freqüência durante a noite ou muito cedo Erupção da pele Vermelha, quente, dolorida Vermelho escarlate, não elevada, sem dor Língua Vermelha com revestimento amarelo Vermelha e descascada Pulso Cheio, rápido, transbordante Flutuante, vazio e rápido Comportamento Problemas emocionais acumulados com alta tensão Método de Tratamento Eliminar o calor A pessoa sente que algo está errado, mas é incapaz de descrever qual ou como é o problema. Nutrir o Yin e eliminar o calor por deficiência COMPARACAO ENTRE FRIO POR EXCESSO E POR DEFICIENCIA Localização Frio por excesso Frio por Deficiência Face Branca,Brilhante Branca e opaca Dor Aguda,piora com a pressão Surda e melhora com a pressão Habito Intestinal Melhora apos a defecação Piora apos a defecação Língua Revestimento branco/espesso Fraco-Lento-Profundo Pulso Cheio-Tenso-Profundo Revestimento branco fino

OITO PRINCÍPI P O I S

OITO PRINCÍPI P O I S OITO PRINCÍPIOS TEM COMO FUNÇÃO IDENTIFICAR, ATRAVÉS DOS DADOS OBTIDOS DO PACIENTE: A LOCALIZAÇÃO DA DESARMONIA A NATUREZA DA DESARMONIA AS CONDIÇÕES DOS FATORES PATOGÊNICOS E DE RESISTÊNCIA DO ORGANISMO

Leia mais

Problemas Gastro-Intestinais

Problemas Gastro-Intestinais Problemas Gastro-Intestinais Parâmetros Ocidentais Vômito; Dor na região abdominal, gástrica, etc. Gastrite, Úlcera, Diarréia, Prisão de ventre (constipação) Cólica, Vermes. Anamnese: Tipo de dor ou desconforto:

Leia mais

S/s cansaço, letargia, fraqueza, problemas de apetite, distensão abdominal, fezes soltas e insegurança.

S/s cansaço, letargia, fraqueza, problemas de apetite, distensão abdominal, fezes soltas e insegurança. Síndromes do Baço Deficiência do Qi do Baço S/s cansaço, letargia, fraqueza, problemas de apetite, distensão abdominal, fezes soltas e insegurança. Pulso- vazio. Língua pálida e flácida, marcas de dentes.

Leia mais

Padrões de Desarmonia do Movimento Metal

Padrões de Desarmonia do Movimento Metal [Digite texto] Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária Padrões de Desarmonia do Movimento Metal Prof a. Márcia Valéria Rizzo Scognamillo marciascognamillo@yahoo.com.br Junho de 2011 Geral I.

Leia mais

AVALIAÇÃO DE ACUPUNTURA E MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

AVALIAÇÃO DE ACUPUNTURA E MEDICINA TRADICIONAL CHINESA AVALIAÇÃO DE ACUPUNTURA E MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Ficha No.: Data: Nome: Data Nasc.: Naturalidade: Estado civil: Filhos: Endereço: Profissão: Fone(s): 1. Queixa Principal (QP): 2. História da Moléstia

Leia mais

ELABORAR UM QUESTIONÁRIO

ELABORAR UM QUESTIONÁRIO INTERROGATÓRIO ANAMNESE ELABORAR UM QUESTIONÁRIO DIRECIONAR AS PERGUNTAS INICIALMENTE TOMANDO POR BASE OS 8 CRITÉRIOS, SUBSTÂNCIAS FUNDAMENTAIS, ZANG FU E ETIOPATOGENIA. DEIXAR QUE O PACIENTE JUSTIFIQUE

Leia mais

Interrogatório DOR. No CD Rom

Interrogatório DOR. No CD Rom Interrogatório No CD Rom - Um artigo complementar sobre a importância do Interrogatório na MTC. - Modelo de Ficha de Avalição de pacientes. Imprima Frente e Verso. ANAMNESE ELABORAR UM QUESTIONÁRIO DIRECIONAR

Leia mais

Prof. Carolina C. T. Haddad. Instituto Bioethicus. Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária PULSOLOGIA

Prof. Carolina C. T. Haddad. Instituto Bioethicus. Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária PULSOLOGIA Instituto Bioethicus Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária PULSOLOGIA A arte da palpação é de extrema importância dentro do exame semiológico da Medicina Veterinária Tradicional Chinesa e a

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 07. Acerca da história da Acupuntura, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO:

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 07. Acerca da história da Acupuntura, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO: 8 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 07 QUESTÃO 17 Acerca da história da Acupuntura, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO: a) Há 3.000 anos, agulhas de bronze e a pedra bian eram usadas como

Leia mais

** Pessoas jovens com má alimentação e estresse emocional que também geram vento no Fígado também estão propícios a ter Parkinson.

** Pessoas jovens com má alimentação e estresse emocional que também geram vento no Fígado também estão propícios a ter Parkinson. Doença de Parkinson A Doença de Parkinson é uma síndrome caracterizada por lentidão de movimento, rigidez e tremor resultante de disfunção nos glânglios da base, com diminuição da dopamina e aumento da

Leia mais

Fernanda Bento dos Santos

Fernanda Bento dos Santos Fernanda Bento dos Santos Protetor do Coração:Invasões de fatores patogênicos exteriores Residência da Mente:Problemas mental-emocionais Centro do Tórax :doença do canal Três fatores principais que diferenciam

Leia mais

Ba gang 8 Princípios de Diagnóstico

Ba gang 8 Princípios de Diagnóstico I. INTRODUÇÃO Ba gang 8 Princípios de Diagnóstico Para se fazer qualquer tratamento em M.T.C, que seja mais do que meramente sintomático, é preciso um diagnóstico correto da disfunção em curso. O diagnóstico

Leia mais

TRATAMENTO PARA MIOMA. INSTITUTO Long Tao

TRATAMENTO PARA MIOMA. INSTITUTO Long Tao TRATAMENTO PARA MIOMA INSTITUTO Long Tao Mioma Uterino DEFINIÇÃO: É UM TUMOR BENIGNO QUE SURGE QUANDO UMA CÉLULA DO ÚTERO DA MULHER COMEÇA A SE MULTIPLICAR DE FORMA DESORDENADA. Definição na MTC: O mioma

Leia mais

PADRÕES DO FÍGADO (GAN)

PADRÕES DO FÍGADO (GAN) PADRÕES DO FÍGADO (GAN) ESTAGNAÇÃO DO QI DO FÍGADO (GAN) SENSAÇÃO DE DISTENSÃO E DOR NOS HIPOCÔNDRIOS - NO NÍVEL FÍSICO A ESTAGNAÇÃO DE FÍGADO SE MANIFESTA PRINCIPALMENTE NESTA REGIÃO, EM AMBOS OS LADOS.

Leia mais

Prof. Henrique Adam Pasquini

Prof. Henrique Adam Pasquini Segundo a MTO Prof. Henrique Adam Pasquini RSRSRSRSRSRS... Prof. Henrique Adam Pasquini 2 INSPEÇÃO DA LÍNGUA MTC A Língua é o broto do Coração. Embriologia A Língua e o coração se originam de um mesmo

Leia mais

Caso 1. nda. Pulso Flutuante e lentificado.

Caso 1. nda. Pulso Flutuante e lentificado. Caso 1 Paciente com dor e limitação de movimento do pescoço o háh um dia. Acompanha cefaléia occipital, dores pelo corpo, tosse, secreção nasal clara e febre baixa sem transpiração. Língua nda. Pulso Flutuante

Leia mais

DIAGNÓSTICO NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

DIAGNÓSTICO NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA DIAGNÓSTICO NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA A base do diagnóstico da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), está na observação dos sinais e sintomas do paciente, uma vez que eles refletem a condição dos Sistemas

Leia mais

Elementos de Fisiologia Feminina Tradicional

Elementos de Fisiologia Feminina Tradicional Centro Brasileiro de Acupuntura Acupuntura Aplicada a Ginecologia e Obstetrícia Prof.: Marcelo Brum Elementos de Fisiologia Feminina Tradicional Aparelho Genital Feminino: Abrange: Útero; Ovários; Trompas

Leia mais

11 pontos bilaterais Natureza YIN Elemento Metal Acoplado ao Intestino Grosso (DACHANG)

11 pontos bilaterais Natureza YIN Elemento Metal Acoplado ao Intestino Grosso (DACHANG) O Pulmão (FEI) 11 pontos bilaterais Natureza YIN Elemento Metal Acoplado ao Intestino Grosso (DACHANG) 1 O Pulmão (FEI) QI Pulmão (FEI) tem a função de dirigir o QI e a Respiração. O QI do ar junta-se

Leia mais

CURSO DE FITOTERAPIA TRADICIONAL CHINESA PADRÕES ENERGÉTICOS

CURSO DE FITOTERAPIA TRADICIONAL CHINESA PADRÕES ENERGÉTICOS CURSO DE FITOTERAPIA TRADICIONAL CHINESA FÓRMULAS MAGISTRAIS CHINESAS PADRÕES ENERGÉTICOS SP 05/07/09 1 Oito princípios: Exterior: Cefálico Cefaléia capacete, costalgia Pulso superficial Face inespecífica

Leia mais

ACUPUNTURA NO TRATAMENTO DE CEFALÉIAS. Camille Elenne Egídio INSTITUTO LONG TAO

ACUPUNTURA NO TRATAMENTO DE CEFALÉIAS. Camille Elenne Egídio INSTITUTO LONG TAO ACUPUNTURA NO TRATAMENTO DE CEFALÉIAS Camille Elenne Egídio INSTITUTO LONG TAO Se o problema tem solução, não esquente a cabeça, porque tem solução. Se o problema não tem solução, não esquente a cabeça,

Leia mais

dr-cesar TERAPIAS ENERGÉTICAS CURSOS AMBULATÓRIO E CONSULTORIA

dr-cesar TERAPIAS ENERGÉTICAS CURSOS AMBULATÓRIO E CONSULTORIA PRINCIPAIS SÍNDROMES Autor - Wanderley Rocha Casalecchi PADRÕES DO FÍGADO (GAN) ESTAGNAÇÃO DO QI DO FÍGADO (GAN) MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS: SENSAÇÃO DE DISTENSÃO E DOR NOS HIPOCÔNDRIOS - NO NÍVEL FÍSICO A

Leia mais

Fatores Patogênicos Externos Os Fatores Climáticos

Fatores Patogênicos Externos Os Fatores Climáticos Os Fatores Climáticos: Vento, Frio, Calor, Umidade Secura, Fogo O Vento: O Vento como líder dos fatores climáticos. (Passagem da Medicina Magico Ritualística para a Medicina Clássica) Yi Jing Vento: O

Leia mais

Métodos Diagnósticos na MTC. Prof. Thiago Resende

Métodos Diagnósticos na MTC. Prof. Thiago Resende Métodos Diagnósticos na MTC Prof. Thiago Resende Observações da Forma do Corpo Existem cinco diferentes maneiras de se classificar: Yin e Yang Cinco Elementos (Constitucional) Influências pré e pós natais

Leia mais

Problemas Gastro-Intestinais

Problemas Gastro-Intestinais Problemas Gastro-Intestinais Parâmetros Ocidentais: Vômito; Dor na região abdominal, gástrica, etc; Gastrite; Úlcera; Diarréia; Prisão de ventre (constipação / obstipação); Cólica (intestinal); Vermes.

Leia mais

MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Acupuntura Profa. Alessandra Barone. Histórico Teoria Yin Yang Teoria dos Cinco Elementos Substâncias Vitais

MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Acupuntura Profa. Alessandra Barone. Histórico Teoria Yin Yang Teoria dos Cinco Elementos Substâncias Vitais MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Acupuntura Profa. Alessandra Barone Histórico Teoria Yin Yang Teoria dos Cinco Elementos Substâncias Vitais Medicina Tradicional Chinesa Histórico Antes de 2000 a.c Origem

Leia mais

OMENAX. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Cápsula 20mg e 40mg

OMENAX. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Cápsula 20mg e 40mg OMENAX Geolab Indústria Farmacêutica S/A Cápsula 20mg e 40mg tratar dispepsia, condição que causa acidez, azia, arrotos ou indigestão. Pode ser usado também para evitar sangramento do trato gastrintestinal

Leia mais

RETIFICAÇÕES DIVERSAS

RETIFICAÇÕES DIVERSAS Circular 340/2014 São Paulo, 10 de Junho de 2014. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) RETIFICAÇÕES DIVERSAS Diário Oficial da União Nº 109, Seção 1, terça-feira, 10 de junho de 2014 Prezados Senhores, Segue para

Leia mais

SANGUE (XUE) NA MTC, O XUE É UMA FORMA DE QI, MUITO DENSO E MATERIAL

SANGUE (XUE) NA MTC, O XUE É UMA FORMA DE QI, MUITO DENSO E MATERIAL SANGUE (XUE) NA MTC, O XUE É UMA FORMA DE QI, MUITO DENSO E MATERIAL SANGUE É INSEPARÁVEL DO QI, JÁ QUE O QI PROPORCIONA VIDA AO XUE, SEM O QUAL ELE SERIA UM FLUIDO INERTE XUE DERIVA EM SUA MAIORIA DO

Leia mais

Etiopatogenia e Fisiopatologia

Etiopatogenia e Fisiopatologia ETFP 1 Etiopatogenia e Fisiopatologia O corpo humano tem a capacidade de resistir a diversos fatores patógenos para manter o equilíbrio relativo entre o interior do corpo e o mundo exterior. Esta capacidade

Leia mais

Autor: Alberto Bastos Fisioterapeuta Acupunturista. ARTRITE REUMATOIDE SEGUNDO A MEDICINA CHINESA E A TERAPÊUTICA NATURAL

Autor: Alberto Bastos Fisioterapeuta Acupunturista. ARTRITE REUMATOIDE SEGUNDO A MEDICINA CHINESA E A TERAPÊUTICA NATURAL Autor: Alberto Bastos Fisioterapeuta Acupunturista. ARTRITE REUMATOIDE SEGUNDO A MEDICINA CHINESA E A TERAPÊUTICA NATURAL A artrite reumatóide é uma doença auto-imune de etiologia desconhecida, caracterizada

Leia mais

Cartilha. Doenças e Complicações. de Verão. Queimaduras solares. Desconforto. Micoses. Coceira. Desidratação. Fungos. Infecções. Ardência. Manchas.

Cartilha. Doenças e Complicações. de Verão. Queimaduras solares. Desconforto. Micoses. Coceira. Desidratação. Fungos. Infecções. Ardência. Manchas. Cartilha Doenças e Complicações de Verão Queimaduras solares. Desconforto. Micoses. Coceira. Desidratação. Fungos. Infecções. Ardência. Manchas. Devido às condições climáticas, diversas são as doenças

Leia mais

Dor segundo a Medicina Chinesa

Dor segundo a Medicina Chinesa XII Simpósio Brasileiro de Aperfeiçoamento em Acupuntura e Terapias Orientais Dor segundo a Medicina Chinesa Introdução Definição A IASP- International Association for the Study of Pain (Associação Internacional

Leia mais

Métodos de Diagnóstico na MTC. Profa.Alessandra Barone Briani Fernandes Prof. Archangelo Padreca Fernandes

Métodos de Diagnóstico na MTC. Profa.Alessandra Barone Briani Fernandes Prof. Archangelo Padreca Fernandes Métodos de Diagnóstico na MTC Profa.Alessandra Barone Briani Fernandes Prof. Archangelo Padreca Fernandes As formas de diagnóstico na MTC são baseadas na análise de condições externas que refletem as desarmonias

Leia mais

FLUIDOS CORPÓREOS (JIN YE) YE = FLUIDO DE ORGANISMOS VIVOS (DAS FRUTAS, POR EXEMPLO)

FLUIDOS CORPÓREOS (JIN YE) YE = FLUIDO DE ORGANISMOS VIVOS (DAS FRUTAS, POR EXEMPLO) FLUIDOS CORPÓREOS (JIN YE) OU FLUIDOS ORGÂNICOS JIN = ÚMIDO = ALGO LÍQUIDO YE = FLUIDO DE ORGANISMOS VIVOS (DAS FRUTAS, POR EXEMPLO) JIN - FLUIDOS YE - LÍQUIDOS PUROS, CLAROS, AQUOSOS, DILUÍDOS TURVOS,

Leia mais

RYODORAKU. Mensuração Diagnóstica Eletrônica POR DENISE DARIN

RYODORAKU. Mensuração Diagnóstica Eletrônica POR DENISE DARIN RYODORAKU Mensuração Diagnóstica Eletrônica POR DENISE DARIN SIGNIFICADO DO RYODORAKU Ryo significa boa, Do conduzir e Raku linha ou canal. Caminhos Permeáveis (Linha de boa eletrocondutividade). É um

Leia mais

A Vesícula Biliar (DAN)

A Vesícula Biliar (DAN) A Vesícula Biliar (DAN) 44 pontos bilaterais Natureza YANG Elemento Madeira Acoplado ao Fígado (GAN) A Vesícula Biliar (DAN) A Vesícula Biliar (DAN) é considerada uma víscera de comportamento particular,

Leia mais

CURSO TÉCNICO DE ENFERMAGEM ENFERMAGEM CIRÚRGICA MÓDULO III Profª Mônica I. Wingert 301E COMPLICAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS

CURSO TÉCNICO DE ENFERMAGEM ENFERMAGEM CIRÚRGICA MÓDULO III Profª Mônica I. Wingert 301E COMPLICAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS Complicações Cirúrgicas CURSO TÉCNICO DE ENFERMAGEM ENFERMAGEM CIRÚRGICA MÓDULO III Profª Mônica I. Wingert 301E COMPLICAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS 1. Complicações Circulatórias Hemorragias: é a perda de sangue

Leia mais

Olá, amigo! Nós somos os seus rins e gostaríamos que nos conhecesse melhor!

Olá, amigo! Nós somos os seus rins e gostaríamos que nos conhecesse melhor! Olá, amigo! Nós somos os seus rins e gostaríamos que nos conhecesse melhor! É essencial que aprenda a nos manter saudáveis, porque o funcionamento de todos os órgãos do seu corpo, depende de nós! Estamos

Leia mais

Etiopatogenia na Medicina Chinesa

Etiopatogenia na Medicina Chinesa Etiopatogenia na Chinesa Prof. Eduardo Alexander Doutor em Saúde Coletiva - IMS/UERJ edu.alexander@gmail.com www.grandetriade.com.br Rio de Janeiro 2009 Quadro Resumo Racionalidades Médicas Racionalidades

Leia mais

FISIOLOGIA DA HIDRATAÇÃO:

FISIOLOGIA DA HIDRATAÇÃO: FISIOLOGIA DA HIDRATAÇÃO: Ed Burke, Phd. Fisiologista do Esporte da Universidade do Colorado (USA). DEFINIÇÃO: Causas de fadiga muscular: - Desidratação: Transpiração, respiração, produção de urina. -

Leia mais

Frio» Enregelamento dos membros

Frio» Enregelamento dos membros Frio» Enregelamento dos membros O enregelamento é uma situação que resulta da exposição excessiva ao frio ou pelo contacto com objetos extremamente frios. Consiste no congelamento das camadas superficiais

Leia mais

CENTER FISIO - IMES INSTITUTO MINEIRO DE ESTUDOS SISTÊMICOS. Métodos Diagnósticos. Center Fisio - IMES 1

CENTER FISIO - IMES INSTITUTO MINEIRO DE ESTUDOS SISTÊMICOS. Métodos Diagnósticos. Center Fisio - IMES 1 CENTER FISIO - IMES INSTITUTO MINEIRO DE ESTUDOS SISTÊMICOS Métodos Diagnósticos 1 Métodos Diagnósticos Muitos métodos diagnósticos já foram descritos e discutidos em capítulos anteriores, como exemplo

Leia mais

CIRCULAÇÃO-SEXO Meridiano do PERICÁRDIO (MP) ou Mestre do Coração (MC) Estação: Verão Horário: 19 às 21 h Elemento: Fogo Yin CARACTERÍTICAS GERAIS Também conhecido como Mestre do Coração (MC), possui 9

Leia mais

Apresentação. O que é Dengue Clássica?

Apresentação. O que é Dengue Clássica? Apresentação É no verão que acontecem as maiores epidemias de dengue devido ao alto volume de chuva. O Santa Casa Saúde, por meio do Programa Saúde Segura, está de olho no mosquito aedes aegypti e na sua

Leia mais

8 Princípios ou 8 regras Apostila elaborada pela Dra. Maria Valéria D Avila Braga

8 Princípios ou 8 regras Apostila elaborada pela Dra. Maria Valéria D Avila Braga CENTRO DE PESQUISA E ESTUDO DA MEDICINA CHINESA DIREÇÃO: Prof. Dr. YSAO YAMAMURA 8 Princípios ou 8 regras Apostila elaborada pela Dra. Maria Valéria D Avila Braga A identificação dos padrões de acordo

Leia mais

Rafael Vercelino Fisioterapeuta Especialista em Dor e Acupuntura

Rafael Vercelino Fisioterapeuta Especialista em Dor e Acupuntura Neuropatias sob a visão da Medicina Chinesa Rafael Vercelino Fisioterapeuta Especialista em Dor e Acupuntura Neuropatias sob a visão da Medicina Chinesa Revisão da neurofisiologia da dor, Revisão da fisiopatologia

Leia mais

Deficiência de Vit. B1, B2 e B3, alimentos ricos nestes nutrientes

Deficiência de Vit. B1, B2 e B3, alimentos ricos nestes nutrientes Deficiência de Vit. B1, B2 e B3, alimentos ricos nestes nutrientes 13/06/2005 José de Felippe Junior Vamos mostrar os sinais e sintomas das deficiências das principais vitaminas e sais minerais. Estes

Leia mais

ACUPUNTURA TRADICIONAL CHINESA HISTÓRIA DA MEDICINA CHINESA

ACUPUNTURA TRADICIONAL CHINESA HISTÓRIA DA MEDICINA CHINESA Teoria da Acupuntura ACUPUNTURA TRADICIONAL CHINESA A Medicina Tradicional Chinesa tem obtido um desenvolvimento através do tempo, pelo menos a 3000 anos. A Acupuntura promove diversas funções, ela controla

Leia mais

5. No último ano, alguma vez notou alterações da cor da sua pele, como vermelho, branco ou arroxeado?

5. No último ano, alguma vez notou alterações da cor da sua pele, como vermelho, branco ou arroxeado? Appendix 1. Portuguese version of COMPASS 31 1. No último ano, alguma vez sentiu-se fraco ou estonteado (sensação de tontura) ou teve dificuldade em pensar logo após se levantar de uma posição sentada

Leia mais

Sobre o Processo de Morrer

Sobre o Processo de Morrer Sobre o Processo de Morrer Se você nunca viu alguém morrendo, poderá ter medo do que acontecerá, mas o momento de morte é normalmente sereno. Este folheto tem o objetivo de ajudá-lo. Encontre mais informações

Leia mais

Informações ao Paciente

Informações ao Paciente Informações ao Paciente Introdução 2 Você foi diagnosticado com melanoma avançado e lhe foi prescrito ipilimumabe. Este livreto lhe fornecerá informações acerca deste medicamento, o motivo pelo qual ele

Leia mais

CINCO ELEMENTOS E OS DESEQUILÍBRIOS ESTÉTICOS FACIAIS. Por Luciana Silva Terapeuta Natural/Ortomolecular/Acupunturista

CINCO ELEMENTOS E OS DESEQUILÍBRIOS ESTÉTICOS FACIAIS. Por Luciana Silva Terapeuta Natural/Ortomolecular/Acupunturista CINCO ELEMENTOS E OS DESEQUILÍBRIOS ESTÉTICOS FACIAIS Por Luciana Silva Terapeuta Natural/Ortomolecular/Acupunturista Cinco Elementos e as Emoções Elemento Madeira Estação do Ano: Primavera Propriedade:

Leia mais

sanguínea, o medicamento estimula o centro do vómito no cérebro provocando o reflexo das náuseas e vómitos. 4

sanguínea, o medicamento estimula o centro do vómito no cérebro provocando o reflexo das náuseas e vómitos. 4 NÁUSEAS E VÓMITOS INDUZIDOS PELA QUIMIOTERAPIA CONSELHOS ÚTEIS As náuseas e os vómitos são os efeitos secundários mais temidos da quimioterapia. A frequência destes efeitos e a sua gravidade dependem dos

Leia mais

ATM CERVICALGIAS DORSALGIAS

ATM CERVICALGIAS DORSALGIAS Center-AO Centro de Pesquisa e Estudo da Medicina Chinesa Universidade Federal de São Paulo Departamento de Ortopedia e Traumatologia Disciplina de Ortopedia Setor de Medicina Chinesa-Acupuntura ATM CERVICALGIAS

Leia mais

Algumas medidas podem salvar vidas durante uma onda de calor

Algumas medidas podem salvar vidas durante uma onda de calor Algumas medidas podem salvar vidas durante uma onda de calor Quando ocorre uma Onda de Calor emitem-se Alertas: Amarelo ou Vermelho, com menos e mais gravidade, respectivamente. Devem adoptar-se cuidados

Leia mais

PRONTIDÃO ESCOLAR PREVENTIVA. Primeiros Socorros ABORDAGEM PRIMÁRIA RÁPIDA. Policial BM Espínola

PRONTIDÃO ESCOLAR PREVENTIVA. Primeiros Socorros ABORDAGEM PRIMÁRIA RÁPIDA. Policial BM Espínola PRONTIDÃO ESCOLAR PREVENTIVA Primeiros Socorros ABORDAGEM PRIMÁRIA RÁPIDA Policial BM Espínola LEMBRE-SE Antes de administrar cuidados de emergência, é preciso garantir condições de SEGURANÇA primeiramente

Leia mais

O CALOR EXCESSIVO NO AMBIENTE DE TRABALHO A EXPOSIÇÃO AO CALOR PRODUZ REAÇÕES NO ORGANISMO

O CALOR EXCESSIVO NO AMBIENTE DE TRABALHO A EXPOSIÇÃO AO CALOR PRODUZ REAÇÕES NO ORGANISMO O CALOR EXCESSIVO NO AMBIENTE DE TRABALHO Muitos trabalhadores passam parte de sua jornada diária diante de fontes de calor. As pessoas que trabalham em fundições, siderúrgicas, padarias, - para citar

Leia mais

Diabetes Gestacional

Diabetes Gestacional Diabetes Gestacional Introdução O diabetes é uma doença que faz com que o organismo tenha dificuldade para controlar o açúcar no sangue. O diabetes que se desenvolve durante a gestação é chamado de diabetes

Leia mais

Principais propriedades físicas da água.

Principais propriedades físicas da água. BIOQUÍMICA CELULAR Principais propriedades físicas da água. Muitas substâncias se dissolvem na água e ela é comumente chamada "solvente universal". Por isso, a água na natureza e em uso raramente é pura,

Leia mais

LOMBALGIA. Segundo Bernard Auteroche. instituto de acupuntura tradicional 1

LOMBALGIA. Segundo Bernard Auteroche. instituto de acupuntura tradicional 1 LOMBALGIA Segundo Bernard Auteroche instituto de acupuntura tradicional 1 instituto de acupuntura tradicional 2 Fisiologia Energética n A MTC, através da acupuntura, nos ensina que o corpo humano é recoberto

Leia mais

Gripe H1N1 ou Influenza A

Gripe H1N1 ou Influenza A Gripe H1N1 ou Influenza A A gripe H1N1 é uma doença causada por vírus, que é uma combinação dos vírus da gripe normal, da aviária e da suína. Essa gripe é diferente da gripe normal por ser altamente contagiosa

Leia mais

DOENÇAS DA TIRÓIDE. Figura nº1 Localização da Tiróide e da Hipófise

DOENÇAS DA TIRÓIDE. Figura nº1 Localização da Tiróide e da Hipófise DOENÇAS DA TIRÓIDE O que é a Tiróide? A Tiróide é uma glândula situada na base do pescoço imediatamente abaixo da maçã de Adão (fig.nº1) e é constituída por dois lobos unidos por uma parte central chamada

Leia mais

6/3/2015. Prof. Gustavo Vilela da Silveira, MSc

6/3/2015. Prof. Gustavo Vilela da Silveira, MSc Prof. Gustavo Vilela da Silveira, MSc Homem, 52 anos. Fome e sede frequentes há 3 anos Micções frequentes e perda de peso. Refere preferência por comidas substanciosas e álcool. Glicemia em jejum 150 (Glicosuria+)

Leia mais

www.cpsol.com.br TEMA 003 CONHEÇA E PREVINA AS DOENÇAS DO INVERNO

www.cpsol.com.br TEMA 003 CONHEÇA E PREVINA AS DOENÇAS DO INVERNO TEMA 003 CONHEÇA E PREVINA AS DOENÇAS DO INVERNO 1/8 O inverno chegou e junto com ele maiores problemas com as doenças respiratórias entre outras Isso não ocorre por acaso já que pé nesta estação onde

Leia mais

Profa. M árcia a L uz

Profa. M árcia a L uz Profa. Márcia Luz MERIDIANO PRINCIPAL DO CORAÇÃO Elemento: Fogo - Imperial Horário: 11:00 às13 13:00 hs. Estação: Verão YIN TA ID CS C BP E O Meridiano do Coração se abre na língua e se espelha na face.

Leia mais

hidratação ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS BEBIDAS REFRESCANTES NÃO ALCOÓLICAS

hidratação ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS BEBIDAS REFRESCANTES NÃO ALCOÓLICAS hidratação ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS BEBIDAS REFRESCANTES NÃO ALCOÓLICAS O NOSSO CORPO É CONSTITUÍDO NA MAIOR PARTE POR ÁGUA A ÁGUA É O PRINCIPAL CONSTITUINTE DO ORGANISMO, É ESSENCIAL PARA A VIDA E TEM

Leia mais

diclofenaco sódico Merck S/A Cápsulas 100 mg

diclofenaco sódico Merck S/A Cápsulas 100 mg diclofenaco sódico Merck S/A Cápsulas 100 mg diclofenaco sódico Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 APRESENTAÇÕES Embalagens contendo 10 cápsulas. USO ORAL - USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada cápsula contém:

Leia mais

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 RESPIRAÇÃO E EXCREÇÃO

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 RESPIRAÇÃO E EXCREÇÃO Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! Use canetas coloridas ou escreva palavras destacadas, para facilitar na hora de estudar. E capriche! Não se esqueça

Leia mais

VACINE-SE A PARTIR DE 1 DE OUTUBRO CONSULTE O SEU MÉDICO

VACINE-SE A PARTIR DE 1 DE OUTUBRO CONSULTE O SEU MÉDICO VACINE-SE A PARTIR DE 1 DE OUTUBRO CONSULTE O SEU MÉDICO Perguntas frequentes sobre a gripe sazonal O que é a gripe? É uma doença infecciosa aguda das vias respiratórias, causada pelo vírus da gripe. Em

Leia mais

www.rhvida.com.br Copyright RHVIDA S/C Ltda.

www.rhvida.com.br Copyright RHVIDA S/C Ltda. A próstata é uma glândula que só existe no homem. Tem como função produzir substâncias que vão ajudar a tornar o sêmen mais fluido, facilitando a viagem dos espermatozóides. Quando nos alimentamos, o que

Leia mais

Guia para o doente Informação de segurança sobre o seu tratamento com Xalkori (crizotinib)

Guia para o doente Informação de segurança sobre o seu tratamento com Xalkori (crizotinib) Este medicamento está sujeito a monitorização adicional. Guia para o doente Informação de segurança sobre o seu tratamento com Xalkori (crizotinib) Este guia destina-se a doentes a quem tenha sido receitado

Leia mais

Tecendo a Manhã João Cabral de Melo Neto

Tecendo a Manhã João Cabral de Melo Neto Síndromes Tecendo a Manhã João Cabral de Melo Neto Um galo sozinho não tece uma manhã: Ele precisa sempre de outros galos. De um que apanhe esse grito E o lance a outro;de um a outro galo que apanhe o

Leia mais

VIVER BEM OS RINS DO SEU FABRÍCIO AGENOR DOENÇAS RENAIS

VIVER BEM OS RINS DO SEU FABRÍCIO AGENOR DOENÇAS RENAIS VIVER BEM OS RINS DO SEU FABRÍCIO AGENOR DOENÇAS RENAIS Leia o código e assista a história de seu Fabrício Agenor. Este é o seu Fabrício Agenor. Ele sempre gostou de comidas pesadas e com muito tempero

Leia mais

Gripe Proteja-se! Faça Chuva ou faça Sol, vacine-se a partir de Outubro e até ao final do Inverno. Consulte o seu médico

Gripe Proteja-se! Faça Chuva ou faça Sol, vacine-se a partir de Outubro e até ao final do Inverno. Consulte o seu médico Gripe Proteja-se! Faça Chuva ou faça Sol, vacine-se a partir de Outubro e até ao final do Inverno. Consulte o seu médico Gripe Perguntas Frequentes Perguntas frequentes sobre a gripe sazonal O que é a

Leia mais

NEOPRAZOL. (omeprazol)

NEOPRAZOL. (omeprazol) NEOPRAZOL (omeprazol) Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Cápsula 20mg I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: NEOPRAZOL omeprazol APRESENTAÇÕES Cápsula 20mg Embalagens com 14 ou 28 cápsulas VIA

Leia mais

Título Resumido. Poço (Jing)

Título Resumido. Poço (Jing) Analgesia Tendinomuscular pelo Ponto Poço (Jing) Material elaborado pelo corpo docente da EBRAMEC / CIEFATO Para os cursos da Escola Brasileira de Medicina Chinesa Direção Geral: Dr. Reginaldo de Carvalho

Leia mais

CENTRO DE ESTUDOS FIRVAL CURSO DE ACUPUNTURA CORPO ENERGÉTICO. Elaborado por Profa. Romana de Souza Franco. 1

CENTRO DE ESTUDOS FIRVAL CURSO DE ACUPUNTURA CORPO ENERGÉTICO. Elaborado por Profa. Romana de Souza Franco. 1 CENTRO DE ESTUDOS FIRVAL CORPO ENERGÉTICO 1 CENTRO DE ESTUDOS FIRVAL INTRODUÇÃO: O corpo energético humano, às vezes chamado de corpo etéreo permeia e cerca o corpo físico sólido. É a soma dos campos de

Leia mais

É o que mantém o organismos em harmonia. Sem ela, o organismo não age, não sente e desitegra-se, sendo a força vital responsável pela

É o que mantém o organismos em harmonia. Sem ela, o organismo não age, não sente e desitegra-se, sendo a força vital responsável pela FARMACOTÉCNICA HOMEOPÁTICA AULA 4: SAÚDE E DOENÇA Professora Esp. Camila Barbosa de Carvalho FORÇA VITAL É o que mantém o organismos em harmonia. Sem ela, o organismo não age, não sente e desitegra-se,

Leia mais

Cefaleia Cefaleia tipo tensão tipo tensão

Cefaleia Cefaleia tipo tensão tipo tensão Cefaleia tipo tensão Cefaleia tipo tensão O que é a cefaleia tipo tensão? Tenho dores de cabeça que duram vários dias de cada vez e sinto-me como se estivesse a usar um chapéu muito apertado - mais como

Leia mais

Relaxante Muscular e Analgésico. APRESENTAÇÕES Comprimidos de 200 mg de clorzoxazona e 300 mg de paracetamol em embalagens com 12 comprimidos.

Relaxante Muscular e Analgésico. APRESENTAÇÕES Comprimidos de 200 mg de clorzoxazona e 300 mg de paracetamol em embalagens com 12 comprimidos. BULA DO PACIENTE IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Paralon Relaxante Muscular e Analgésico clorzoxazona 200 mg e paracetamol 300 mg Comprimidos APRESENTAÇÕES Comprimidos de 200 mg de clorzoxazona e 300 mg de

Leia mais

NATURAL MEDICINE SCIENTIFIC JOURNAL OF REVISTA CIENTÍFICA DE MEDICINA NATURAL. Instituto Português de Naturologia

NATURAL MEDICINE SCIENTIFIC JOURNAL OF REVISTA CIENTÍFICA DE MEDICINA NATURAL. Instituto Português de Naturologia SCIENTIFIC JOURNAL OF NATURAL MEDICINE REVISTA CIENTÍFICA DE MEDICINA NATURAL Vol. nr.: III Semestral DEZEMBRO/2014 Instituto Português de Naturologia Índice Notas Prévias Maria Manuela N. da Costa Maia

Leia mais

DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL

DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL As doenças do coração são muito freqüentes em pacientes com insuficiência renal. Assim, um cuidado especial deve ser tomado, principalmente, na prevenção e no controle

Leia mais

As disfunções respiratórias são situações que necessitam de intervenções rápidas e eficazes, pois a manutenção da função

As disfunções respiratórias são situações que necessitam de intervenções rápidas e eficazes, pois a manutenção da função As disfunções respiratórias são situações que necessitam de intervenções rápidas e eficazes, pois a manutenção da função respiratória é prioritária em qualquer situação de intercorrência clínica. O paciente

Leia mais

PADRÕES DE DESARMONIA DO PI

PADRÕES DE DESARMONIA DO PI PADRÕES DE DESARMONIA DO PI DEFICIÊNCIA DE QI DO PI ETIOLOGIA DIETA IRREGULAR DOENÇAS DE LONGA DURAÇÃO SINAIS E SINTOMAS PERDA DE APETITE DISTENÇÃO ABDOMINAL PÓS- PRANDRIAL PERDA DE FEZES FACE OPACA FADIGA

Leia mais

FEBRE AMARELA: Informações Úteis

FEBRE AMARELA: Informações Úteis FEBRE AMARELA: Informações Úteis Quando aparecem os sintomas? Os sintomas da febre amarela, em geral, aparecem entre o terceiro e o sexto dia após a picada do mosquito. Quais os sintomas? Os sintomas são:

Leia mais

MASSAGEM DO-IN. Claudio Prieto - Elza Rodrigues Pinheiro Prieto. Site: www.massagemdoin.net. E-Mail: contato@massagemdoin.net

MASSAGEM DO-IN. Claudio Prieto - Elza Rodrigues Pinheiro Prieto. Site: www.massagemdoin.net. E-Mail: contato@massagemdoin.net MASSAGEM DO-IN Claudio Prieto - Elza Rodrigues Pinheiro Prieto Site: www.massagemdoin.net E-Mail: contato@massagemdoin.net O QUE É? O DO-IN é uma técnica de automassagem aplicada nos pontos energéticos

Leia mais

DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA Sex, 28 de Agosto de 2009 19:57 - Última atualização Sáb, 21 de Agosto de 2010 19:16

DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA Sex, 28 de Agosto de 2009 19:57 - Última atualização Sáb, 21 de Agosto de 2010 19:16 DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA A tensão do dia a dia é a causa mais freqüente das dores de cabeça mas, elas poderem aparecer por diversas causas e não escolhem idade e sexo. Fique sabendo, lendo este artigo,

Leia mais

Câncer de Próstata. Fernando Magioni Enfermeiro do Trabalho

Câncer de Próstata. Fernando Magioni Enfermeiro do Trabalho Câncer de Próstata Fernando Magioni Enfermeiro do Trabalho O que é próstata? A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen. Ela é um órgão muito pequeno, tem

Leia mais

Oi, pai! Nós, da RHVIDA, queremos congratular você pelo seu dia. www.rhvida.com.br. Copyright RHVIDA S/C Ltda.

Oi, pai! Nós, da RHVIDA, queremos congratular você pelo seu dia. www.rhvida.com.br. Copyright RHVIDA S/C Ltda. Oi, pai! Nós, da RHVIDA, queremos congratular você pelo seu dia. Se você não é pai com certeza é filho, e então vamos parabenizar você e seu pai. Você sabe que existem muitas coisas a fazer pelo seu filho.

Leia mais