CURSO DE FITOTERAPIA TRADICIONAL CHINESA PADRÕES ENERGÉTICOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURSO DE FITOTERAPIA TRADICIONAL CHINESA PADRÕES ENERGÉTICOS"

Transcrição

1 CURSO DE FITOTERAPIA TRADICIONAL CHINESA FÓRMULAS MAGISTRAIS CHINESAS PADRÕES ENERGÉTICOS SP 05/07/09 1

2 Oito princípios: Exterior: Cefálico Cefaléia capacete, costalgia Pulso superficial Face inespecífica Agudo Leve Pruridos: (dor)garganta, pele Fezes, urina sem alterações Língua: revestimento fino Febre ou calafrios aversão frio - aversão vento - aversão calor Interior: Cérvico toraco lombar Laringo faringite, abdome Pulso: profundo Face: pálida / vermelha Língua: corpo / saburra alterada Temperamento: alterado Crônica Profundo Fezes/ Urina Alterações Febre com sudorese, aversão calor Calor: Pulso amplo, rápido Faces vermelha Língua vermelha, revestimento amarelado, ressecado Caloroso ou febril Pés e mãos quentes Temor ou agravação pelo calor Alívio e atração pelo frio Excitação hiperatividade, ansiedade Constipação Urina escura e escassa Boca seca ou sem sede (bebidas frescas) Transpiração Excesso (Macicez): Pulso forte Face brilhante Língua: vermelha revestimento espessa e pegajosa Anidrose (superficial) Sudorese (interior) Opressão torácica Emoção instável: ansioso, irrequieto Dor com aversão palpação Plenitude gástrica Constipação, tenesmo Voz e respiração ruidosa Movimentos fortes e pesados Oligúria, estrangúria, disuria Agudos (febre) / crônico Deficiência Pulso fraco, fino Face pálida, Língua: saburra escassa pálida vermelha (def. Yin), edemaciada, macia Sudorese noturna/ espontânea Fraqueza/ astenia/ voz fraca/ palpitação/ respiração fraca Emoção estável: quietude Dor tipo cólica/ preferência palpação Fezes: diarréicas Urina: polaciúria, incontinência Constitucional magro Agudos/ crônico Frio: Pulso lento Face pálida Língua pálida, revestimento branco, escorregadio Friorento, extremidades frias Temor e agravação pelo frio Alívio e atração pelo calor Passividade / Quietude Fezes líquidas e pastosas Urina clara e abundante poliúria Sem sede (líquidos quentes) e sem transpiração 2

3 Excesso de Calor (calor verdadeiro): Pulso forte, rápido, superficial Face vermelha, brilhante Língua vermelha, saburra amarelo espessa Febre alta, Sudorese Sede (bebidas geladas) Urina escura e escassa Pálpebra vermelha todo seu interior Paladar amargo Mente Agitada/ Pesadelos Constipação, dor abdominal Sangramento profuso, vermelho vivo Erupções vermelhas, quentes doloridas Caloroso, corpo quente (dia inteiro) Alivio pelo frio. Piora calor/ Pressão Movimentos rápidos e fortes Secreções abundantes, amarelas, espessas viscosas, aderentes, pegajosas Vento (interior): Tremores Tiques severa Vertigem Parestesia Convulsões Inconsciência Opistotonos Hemiplegia Desvio boca *Calor extremo Calor Circ. Sexo Vento Figado (Febre alta, delírio, coma) opistotonos *Yang Figado => Vento (Cefaléia, irritabilidade) *Deficiência Xue (Visão turva, leves) Umidade: Pulso forte, profundo, deslizante Face brilhante Língua revestimento espesso branco Os sinais dependem do local que se instala a umidade. Vertigens Sensação na cabeça embotamento ou vazia Sensação corpo estranho na garganta Secreções abundantes, brancas, espessas, leitosas Excesso de Frio (frio verdadeiro): Pulso forte e profundo, lento Face pálida Língua pálida, revestimento branco espesso Boca seca, sem sede, líquidos quentes Dor aguda, piora com pressão (Abd) melhora pós defecar Friorento/corpo frio, membros frios, calafrios Alivio calor/ Agravamento frio/ pressão Transpiração: ausente / expontanea Urina clara e abundante Fezes líquidas e pastosas Secreções abundantes, brancas, fluidas, soltas, espumosas Vento (exterior): Aversão ao frio e vento Espirros, tosse Secreção nasal Dor e rigidez occipital Prurido garganta Desvios e/ ou paralisia face Artralgia migratória Frio: Febre /aversão frio / anidrose (sudorese / aversão vento, muco aquoso branco, Saburra fria e branca Calor: Febre/aversão frio/anidrose sudorese:cefálica) muco amarelo espesso, dor garganta, amigdalite, sede Língua: vermelha( ponta), Saburra branco / amarelo fino Umidade: Pele: prurido, erupções, urticária, sudorese, dores generalizadas, sensação peso, articulações edemas. Água: Edema face, periocular, tosse muco aquoso branco e profundo, sudorese, sem sede. 3

4 Umidade Calor: Pulso forte, profundo, deslizante, rápido Face vermelha, brilhante Língua vermelha, revestimento espesso amarelo Vertigens, embotamento, carraspera, leucorréia amarelada, espessa, fétida. caloroso, febre, sede, oligúria. Mucosidade: Excesso: (abundantes) Calor: amarelas, espessas, viscosas, aderentes (sangue) Frio: brancas, fluidas, soltas Umidade: brancas, espessas (leitosas) Deficiência: (escassas) Calor: amarela, aderentes ( sangue) Frio: branca, fluidas Quatro Camadas Nivel Wei Qi: Aversão Frio Hemorragia: Nivel Qi de defesa: Aversão Calor Epistaxe Nível Nutrição: Irritabilidade, febre à Hematemese noite Hemoptise Nível Sangue: Sangramento e Melena petéquias Menorragia Metrorragia Seis Camadas *Vermelho vivo ou escuro/ excessiva (calor Xue) Síndrome Tai Yang *Escura com coágulos/ escassa (estase Xue) Febre, aversão ao frio (vento), *Pálida/ prolongada/ excessiva (Deficiência Qi) rigidez nuca *Vermelho vivo/ escassa (Deficiência Yin) Retenção: -Líquido (disuria,vomitos após agua)/ -Xue (constipação, dor espasmos baixo ventre-massa) Síndrome Shao Yang Calor alterna frio, amargor, enjoo, Calor Xue: desconforto hipocondrio, Sensação calor irritabilidade, saburra unilateral Erupções cutâneas Síndrome Yang Ming Boca seca Febre, sudorese, sem aversao ao frio, Sangramento aversao ao calor agitação, Lingua Língua vermelha vermelha saburra amarela Pulso rápido Meridiano: intenso: febre, sede, Co: ulceras bucais sudorese, pulso /Viscera: sudorese, Fi: prurido, coloração vermelha constipação (dor/ caprolitos ) Síndrome Tai Yin Desconforto dor/ frio/ plenitude (< Rebelião Qi: pressão /calor), náuseas, vômitos, Eructação, soluço, náusea, vômito (Est) (F/ E) sem apetite, diarreia liquida Diarréia, prolapso (BP) (F/ BP) Síndrome Shao Yin Cefaléia, tontura, irritabilidade (F) prostração intensa: Frio: frio, posição Fezes ressecadas (F/I) fetal/ Calor: febriculas, agitação, Micção com disúria (F) disuria, delirio, urina concentrada Tosse asma (P) (R) Síndrome Jue Yin Agitação mental insônia (Co) Calor alto frio em baixo, calor no tórax, extremidades frias, dor/plenitude hipocôndrios, perda de peso, náuseas, vômitos, diarréia, fome mas não consegue comer 4

5 Estagnação Qi: Sensação distensão e ou dor (move) - hipocôndrio, garganta (caroço/ disfagia,) epigastro, abdominal, hipocondrio. Massas abdominal (vão e voltam) Depressão mental/ irritabilidade/ tristeza/ temperamental Anorexia Bocejos, suspiros, soluços Pulso corda ou apertado Língua: normal ou levemente roxa Náuseas, vômitos, regurgitação, eructação Menstruação irregular, dismenorréia, edemas mamas (TPM) Estase Xue: Aspecto escuro Lábios roxos Dor fixa localizada e persistente, pontada, lacinante, aversão palpação Tumor abdominal fixos Unhas arroxeadas Pele: Hematoma, manchas púrpura Hemorragias com Xue e coágulos escuros Língua: roxo, pontos púrpura laterais (F), pontas (Co) frontal e lateral central (P) centro (Est) Face: escura, verde azulada (F) Fígado: menstruação doloridas dor pré- menstrual Coração: dor pontada tórax, plenitude torácica veias distendidas e escuras sob a língua Pulmão: plenitude torácica hemoptise veias púrpuras, distendidas sob a língua Estômago: epigastralgia hematemese fezes com sangue Intestinos: dor abdominal severa fezes com sangue escuro Pulso corda, firme agitado fino e áspero Amenorréia, dismenorréia, hipomenorréia Veias tortuosas e doloridas 5

6 ALTERAÇÕES ZANG FU: RIM: Dor/Fraqueza: Lombar/Costas/Joelho/Calcâneo Alterações Ouvido, Geniturinário,Ossos, Cabelos BAÇO: Diarréia, Vomitos Dist abdominal pós-prandial Inapetência Alterações Musculares Edemas CORAÇÃO: Opressão torácica Insônia/Sonhos FÍGADO: s Tremores, Parestesias Ansiedade/Nervosismo/Suspir os Alterações Conjuntivas Dor Hipocôndrio, cabeça Massas, Cistos Afecções vasculares PULMÃO: Tosse Dispnéia Boncoespasmos Alterações Nasais 6

7 Deficiência Qi: Pulso fraco, profundo, mole Face pálida Língua sem revestimento aumentada c/ marcas dentes Hipersônia, cansaço Esgotamento menor esforço Movimentos fracos e lentos Fôlego curto (queda fôlego) (dispnéia) Sudores espontânea Voz fraca Crônico ( R Est Co P ) Submersão Qi: Nocauteado Fadiga Apatia Depressão mental Prolapso órgão Pulso vazio Deficiência Qi Deficiência Xue: Pulso fino Língua e lábios pálidos Face pálida, aspecto pálido Alterações visuais escotomas cintilantes Memória, fraca Atraso menstrual, oligo ou amenorreia Eespermatorréia crônica Pele: coceira, ressecada / queda cabelo Crônico Deficiência Yin (falso calor): Pulso fino e rápido Face vermelha: flush malar Língua vermelha, Saburra escassa Calor: 5 centros Boca e garganta seca à noite Constipação (fezes secas, sem dor abd) ( F Co ) Oligúria/ disuria Sudorese noturna Febre vespertina Agitado, inquieto, Ansioso Iinsônia (entrecortado / acorda cedo), esgotamento Sede: água morna, água fria goles Sem amargor Sangramento leve Erupções pele vermelha escarlate, sem dor Pálpebra: linha vermelha fina ( R Est Co P ) Deficiência de Jin- Yê: (secura) Pele ressecada sem brilho Tosse seca Boca/ lábios/ garganta ressecada/ sem sede Fissura labial Oligúria/ Fezes ressecadas Língua: ressecada/ vermelha/ fissura horizontais Saburra escassa Pulso fino rápido Deficiência Yang (falso frio): Pulso profundo e lento Face pálida, opaca Língua pálida e edemaciada saburra úmida, branca, fina Aversão parcial ou total do corpo Ao frio ou extremidades frias Edema facial e MMII - Nictúria/ polaciúria/ poliúria - Diarréia aquosa Sem sede Dor surda, melhora pressão piora após defecção ( R Co BP Est ) 7

8 Deficiência Rim: Deficiência Fígado: Lombalgia/ costalgia/ calcâneo Fraqueza membros inferiores e dor joelho Parestesia corpo, MMII Zumbido, hipoacusia Ansiedade, nervosismo Pulso profundo e lento Suspiros, lamentação Afecções renais, genitais e sexuais Ressecamento conjuntiva Edemas Dor hipocôndrio Impotência, espermatorréia, infertilidade Tremores Incontinência urinária, disuria Massas Resíduo urinário Cefaléia Dentes fracos Afecções vasculares ( Qi Yin Yang ) ( Yin Xue ) Deficiência Coração: / opressão torácica Insônia Sonhos freqüentes Pulso estagnante ou fraco ( Qi Xue Yin Yang ) Deficiência Estômago: Epigastralgia melhora pós prandial *sem aversão à palpação Inapetência/ politagia Estagnação alimentos ( Qi Yin Yang ) Deficiência Baço: Diarréia aquosa Distensão pós prandial (sem aversão à palpação) Inapetência Atonia MM Mucosidade Edema Hemorragias ( Qi Yang ) Deficiência Pulmão: Tosse crônica e/ ou com expectoração esbranquiçada Dispneia Broncopespasmos Gripes repetição Alterações Nasais (Rinorréia) ( Qi JinYe Yin ) 8

9 Desarmonia dos Zang- Fu: (1) Desarmonia Coração e Rim: Ansiedade Insônia Excesso de preocupação Espermatorréia Língua vermelha Pulso fino e acelerado Exacerbação de fogo no coração Deficiência de Yin do Rim (2) Deficiência Coração e Baço: Insônia Distensão abdominal Diarréia Hemorrágica crônica Língua pálida, macia Pulso fraco e fino (3) Deficiência de Xue do Coração e Fígado: Insônia Sonho em excesso Visão obscurecida Secura no olho Unha quebradiça Oligomenorréia Língua pálida Saburra branca Pulso fraco e fino Zumbido Fraqueza lombar Garganta seca Extremidade fria Lombalgia Calor na região palmar, plantar e torácica Equimose subcutânea Oligomenorréia Sonho em excesso Deficiência de Xue do Coração e Qi do Baço Zumbido Parestesia dos MMII Tremores Espasmo muscular Amenorréia Deficiência de Xue do Coração e Fígado (4) Síndrome de Deficiência de Yang do Coração e do Rim: Aversão ao frio Edema facial Edema nos MMII Língua: pálida escura ou cianótica Saburra branca e escorregadia Pulso profundo e levemente fino Síndrome de deficiência de yang Síndrome de frio falso Síndrome de estagnação de líquido frio Sonolência Cianose nas extremidades Estrangúria Lábios cianóticos Deficiência de Yang Qi do coração e do rim, acompanhado de hipofunção dos órgãos Zhang-fu com retenção de Yin-frio 9

10 (5) Deficiência de Yang do Coração e do Rim: Aversão ao frio Edema facial Edema nos MMII Língua pálida escura ou cianóticas Saburra branca e escorregadia Pulso profundo e levemente fino Síndrome de deficiência de Yang Síndrome de frio falso Síndrome de estagnação de líquido frio (6) Deficiência de Qi do Baço e do Pulmão: Tosse crônica Dispnéia Inapetência Distensão abdominal Língua pálida Saburra branca Pulso fraco e fino (7) Deficiência de Yang do Baço e do Rim: Diarréia crônica Sensação de frio e dor na região lombar, joelhos e abdome baixo Edema Língua pálida e edemaciada Saburra branca e escorregadia Pulso profundo e fino Síndrome de frio falso Deficiência de Yang Qi do Baço e do Rim (8) Deficiência de Yin do Pulmão e do Rim: Tosse crônica acompanhada de escarro sanguinolento Fraqueza lombar e joelho Espermatorréia (H) // Distúrbio menstrual (M) Língua vermelha Pouca saburra Pulso fino e acelerado Síndrome de deficiência do Yin Deficiência de Yin-yê do pulmão e Rim acompanhado de perturbação de falso fogo no interior do organismo Sonolência Cianose nas extremidades Estrangúria Lábios cianóticos Deficiência de Yang Qi do Coração e do Rim, acompanhado de Hipofunção dos órgãos Zhang-fu com retenção de Yin-frio Edema facial Edema MMII Voz inativa Síndrome de Deficiência do Qi Deficiência de Qi do baço e Pulmão Edema facial Edema MMII Distensão abdominal Estrangúria Aversão ao frio Extremidade fria Rouquidão Boca e Garganta seca Rubor facial Sudorese noturna Hemorragia Uterina (M) Oligomenorréia Emagrecimento 10

11 (9) Deficiência de Yin do Fígado e do Rim: Espermatorréia Oligomenorréia Zumbido Dor Hipicôdrio Fraqueza lombar e joelho Língua vermelha Pouca saburra Pulso fino e acelerado Síndrome de deficiência do Yin (10) Desarmonia entre o Fígado e o Baço: Plenitude e dor no tórax e na região hipocôndrio Nervosismo Inapetência Distensão abdominal Diarréia Saburra branca e pegajosa Pulso tenso (11) Desarmonia entre o Fígado e o Estômago: Opressão, distensão e dor epigástrica e hipocondríaca Cefaléia parietal Refluxo gástrico Sialorréia Língua vermelha Saburra amarela e fina Pulso tenso/ em pausa/ acelerado Pulso profundo/ tenso/ inelástico Distúrbios na dispersão de Qi e disfunção no controle da descensão de Qi exercida pelo fígado e pelo estômago respectivamente (12) Síndrome de invasão do Pulmão pelo fogo do Fígado: Sintomas principais: Dor em queimação na região torácica e hipocondríaco Nervosismo Irritabilidade Hiperemia conjuntival Língua vermelha Saburra branca e amarela Pulso tenso e acelerado Sonho freqüente Boca e garganta seca Insônia Calor na região palmar, plantar e torácica Rubor facial Sudorese noturna Escotoma cintilante Deficiência de Yin-Yê do fígado e rim acompanhado de perturbação de falso fogo no interior do organismo Diarréia precedida de cólica abdominal Diminuição da dor abdominal pós evacuação Flatulência Irrequietação Suspiros freqüentes Distúrbios na dispersão de Qi e na distribuição e transporte dos nutrientes exercida pelo fígado e baço Irrequietação Cefaléia parietal, piora com frio e melhora quando o corpo está aquecido Extremidade fria Nervosismo Ansiedade Eructação Regurgitação gastroesofagiana Calor intenso Boca amarga Tosse intermitente Expectoração espessa e amarela Hemoptise Invasão do pulmão pela ascensão de calor perverso retido no fígado 11

OITO PRINCÍPI P O I S

OITO PRINCÍPI P O I S OITO PRINCÍPIOS TEM COMO FUNÇÃO IDENTIFICAR, ATRAVÉS DOS DADOS OBTIDOS DO PACIENTE: A LOCALIZAÇÃO DA DESARMONIA A NATUREZA DA DESARMONIA AS CONDIÇÕES DOS FATORES PATOGÊNICOS E DE RESISTÊNCIA DO ORGANISMO

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DE PADRÕES DE ACORDO COM OS OITO PRINCÍPIOS

IDENTIFICAÇÃO DE PADRÕES DE ACORDO COM OS OITO PRINCÍPIOS IDENTIFICAÇÃO DE PADRÕES DE ACORDO COM OS OITO PRINCÍPIOS Aplicação dos 8 princípios Aplicável em todos os casos, para doenças interiores e exteriores Divisão : Exterior-Interior Calor-Frio: Calor por

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 07. Acerca da história da Acupuntura, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO:

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 07. Acerca da história da Acupuntura, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO: 8 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 07 QUESTÃO 17 Acerca da história da Acupuntura, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO: a) Há 3.000 anos, agulhas de bronze e a pedra bian eram usadas como

Leia mais

S/s cansaço, letargia, fraqueza, problemas de apetite, distensão abdominal, fezes soltas e insegurança.

S/s cansaço, letargia, fraqueza, problemas de apetite, distensão abdominal, fezes soltas e insegurança. Síndromes do Baço Deficiência do Qi do Baço S/s cansaço, letargia, fraqueza, problemas de apetite, distensão abdominal, fezes soltas e insegurança. Pulso- vazio. Língua pálida e flácida, marcas de dentes.

Leia mais

PADRÕES DO FÍGADO (GAN)

PADRÕES DO FÍGADO (GAN) PADRÕES DO FÍGADO (GAN) ESTAGNAÇÃO DO QI DO FÍGADO (GAN) SENSAÇÃO DE DISTENSÃO E DOR NOS HIPOCÔNDRIOS - NO NÍVEL FÍSICO A ESTAGNAÇÃO DE FÍGADO SE MANIFESTA PRINCIPALMENTE NESTA REGIÃO, EM AMBOS OS LADOS.

Leia mais

Ba gang 8 Princípios de Diagnóstico

Ba gang 8 Princípios de Diagnóstico I. INTRODUÇÃO Ba gang 8 Princípios de Diagnóstico Para se fazer qualquer tratamento em M.T.C, que seja mais do que meramente sintomático, é preciso um diagnóstico correto da disfunção em curso. O diagnóstico

Leia mais

** Pessoas jovens com má alimentação e estresse emocional que também geram vento no Fígado também estão propícios a ter Parkinson.

** Pessoas jovens com má alimentação e estresse emocional que também geram vento no Fígado também estão propícios a ter Parkinson. Doença de Parkinson A Doença de Parkinson é uma síndrome caracterizada por lentidão de movimento, rigidez e tremor resultante de disfunção nos glânglios da base, com diminuição da dopamina e aumento da

Leia mais

Problemas Gastro-Intestinais

Problemas Gastro-Intestinais Problemas Gastro-Intestinais Parâmetros Ocidentais Vômito; Dor na região abdominal, gástrica, etc. Gastrite, Úlcera, Diarréia, Prisão de ventre (constipação) Cólica, Vermes. Anamnese: Tipo de dor ou desconforto:

Leia mais

ELABORAR UM QUESTIONÁRIO

ELABORAR UM QUESTIONÁRIO INTERROGATÓRIO ANAMNESE ELABORAR UM QUESTIONÁRIO DIRECIONAR AS PERGUNTAS INICIALMENTE TOMANDO POR BASE OS 8 CRITÉRIOS, SUBSTÂNCIAS FUNDAMENTAIS, ZANG FU E ETIOPATOGENIA. DEIXAR QUE O PACIENTE JUSTIFIQUE

Leia mais

Interrogatório DOR. No CD Rom

Interrogatório DOR. No CD Rom Interrogatório No CD Rom - Um artigo complementar sobre a importância do Interrogatório na MTC. - Modelo de Ficha de Avalição de pacientes. Imprima Frente e Verso. ANAMNESE ELABORAR UM QUESTIONÁRIO DIRECIONAR

Leia mais

ACUPUNTURA NO TRATAMENTO DE CEFALÉIAS. Camille Elenne Egídio INSTITUTO LONG TAO

ACUPUNTURA NO TRATAMENTO DE CEFALÉIAS. Camille Elenne Egídio INSTITUTO LONG TAO ACUPUNTURA NO TRATAMENTO DE CEFALÉIAS Camille Elenne Egídio INSTITUTO LONG TAO Se o problema tem solução, não esquente a cabeça, porque tem solução. Se o problema não tem solução, não esquente a cabeça,

Leia mais

Padrões de Desarmonia do Movimento Metal

Padrões de Desarmonia do Movimento Metal [Digite texto] Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária Padrões de Desarmonia do Movimento Metal Prof a. Márcia Valéria Rizzo Scognamillo marciascognamillo@yahoo.com.br Junho de 2011 Geral I.

Leia mais

AVALIAÇÃO DE ACUPUNTURA E MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

AVALIAÇÃO DE ACUPUNTURA E MEDICINA TRADICIONAL CHINESA AVALIAÇÃO DE ACUPUNTURA E MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Ficha No.: Data: Nome: Data Nasc.: Naturalidade: Estado civil: Filhos: Endereço: Profissão: Fone(s): 1. Queixa Principal (QP): 2. História da Moléstia

Leia mais

Métodos Diagnósticos na MTC. Prof. Thiago Resende

Métodos Diagnósticos na MTC. Prof. Thiago Resende Métodos Diagnósticos na MTC Prof. Thiago Resende Observações da Forma do Corpo Existem cinco diferentes maneiras de se classificar: Yin e Yang Cinco Elementos (Constitucional) Influências pré e pós natais

Leia mais

Fernanda Bento dos Santos

Fernanda Bento dos Santos Fernanda Bento dos Santos Protetor do Coração:Invasões de fatores patogênicos exteriores Residência da Mente:Problemas mental-emocionais Centro do Tórax :doença do canal Três fatores principais que diferenciam

Leia mais

LOMBALGIA. Segundo Bernard Auteroche. instituto de acupuntura tradicional 1

LOMBALGIA. Segundo Bernard Auteroche. instituto de acupuntura tradicional 1 LOMBALGIA Segundo Bernard Auteroche instituto de acupuntura tradicional 1 instituto de acupuntura tradicional 2 Fisiologia Energética n A MTC, através da acupuntura, nos ensina que o corpo humano é recoberto

Leia mais

Elementos de Fisiologia Feminina Tradicional

Elementos de Fisiologia Feminina Tradicional Centro Brasileiro de Acupuntura Acupuntura Aplicada a Ginecologia e Obstetrícia Prof.: Marcelo Brum Elementos de Fisiologia Feminina Tradicional Aparelho Genital Feminino: Abrange: Útero; Ovários; Trompas

Leia mais

Caso 1. nda. Pulso Flutuante e lentificado.

Caso 1. nda. Pulso Flutuante e lentificado. Caso 1 Paciente com dor e limitação de movimento do pescoço o háh um dia. Acompanha cefaléia occipital, dores pelo corpo, tosse, secreção nasal clara e febre baixa sem transpiração. Língua nda. Pulso Flutuante

Leia mais

TRATAMENTO PARA MIOMA. INSTITUTO Long Tao

TRATAMENTO PARA MIOMA. INSTITUTO Long Tao TRATAMENTO PARA MIOMA INSTITUTO Long Tao Mioma Uterino DEFINIÇÃO: É UM TUMOR BENIGNO QUE SURGE QUANDO UMA CÉLULA DO ÚTERO DA MULHER COMEÇA A SE MULTIPLICAR DE FORMA DESORDENADA. Definição na MTC: O mioma

Leia mais

Questionário. 1. Sentiu na semana anterior ao AVC algum/alguns dos seguintes sintomas?

Questionário. 1. Sentiu na semana anterior ao AVC algum/alguns dos seguintes sintomas? Questionário Este questionário consta de um conjunto de perguntas que servirão de base à elaboração de um estudo prospectivo sobre a incidência de infecção sistémica que precede um AVC, tipos de infecção

Leia mais

Problemas Gastro-Intestinais

Problemas Gastro-Intestinais Problemas Gastro-Intestinais Parâmetros Ocidentais: Vômito; Dor na região abdominal, gástrica, etc; Gastrite; Úlcera; Diarréia; Prisão de ventre (constipação / obstipação); Cólica (intestinal); Vermes.

Leia mais

ANAMNESE ACUPUNTURA. OLHOS: ü Com brilho: Mente e Jing saudáveis ü Sem brilho: Mente afetada e Jing debilitado

ANAMNESE ACUPUNTURA. OLHOS: ü Com brilho: Mente e Jing saudáveis ü Sem brilho: Mente afetada e Jing debilitado ANAMNESE ACUPUNTURA FACE: ü Clara e úmida: Qi do Estômago intacto (independe da cor) ü Opaca e seca: Qi do Estômago exaurido (independe da cor) ü Cor verde: Padrão de Fígado; Vento Interior; Vento exterior;

Leia mais

Centro de Acupunctura do Funchal

Centro de Acupunctura do Funchal Centro de Acupunctura do Funchal Medicina Tradicional Chinesa Dr António Franco Medicina Tradicional Chinesa Centro de Acupunctura do Funchal CAF Medicina Tradicional Chinesa Existe há pelo menos 5 mil

Leia mais

Célia Regina Whitaker Carneiro 2012. crwcarneiro@terra.com.br

Célia Regina Whitaker Carneiro 2012. crwcarneiro@terra.com.br Célia Regina Whitaker Carneiro 2012 crwcarneiro@terra.com.br - TEORIA DO YIN/YANG - TEORIA DOS CINCO MOVIMENTOS - TEORIA DOS ZANG FU 6 pares de Canais de Energia Principais: 5 pares de Zang/Fu que compõem

Leia mais

CURSO TÉCNICO DE ENFERMAGEM ENFERMAGEM CIRÚRGICA MÓDULO III Profª Mônica I. Wingert 301E COMPLICAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS

CURSO TÉCNICO DE ENFERMAGEM ENFERMAGEM CIRÚRGICA MÓDULO III Profª Mônica I. Wingert 301E COMPLICAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS Complicações Cirúrgicas CURSO TÉCNICO DE ENFERMAGEM ENFERMAGEM CIRÚRGICA MÓDULO III Profª Mônica I. Wingert 301E COMPLICAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS 1. Complicações Circulatórias Hemorragias: é a perda de sangue

Leia mais

8 Princípios ou 8 regras Apostila elaborada pela Dra. Maria Valéria D Avila Braga

8 Princípios ou 8 regras Apostila elaborada pela Dra. Maria Valéria D Avila Braga CENTRO DE PESQUISA E ESTUDO DA MEDICINA CHINESA DIREÇÃO: Prof. Dr. YSAO YAMAMURA 8 Princípios ou 8 regras Apostila elaborada pela Dra. Maria Valéria D Avila Braga A identificação dos padrões de acordo

Leia mais

DIAGNÓSTICO NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

DIAGNÓSTICO NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA DIAGNÓSTICO NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA A base do diagnóstico da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), está na observação dos sinais e sintomas do paciente, uma vez que eles refletem a condição dos Sistemas

Leia mais

Fatores Patogênicos Externos Os Fatores Climáticos

Fatores Patogênicos Externos Os Fatores Climáticos Os Fatores Climáticos: Vento, Frio, Calor, Umidade Secura, Fogo O Vento: O Vento como líder dos fatores climáticos. (Passagem da Medicina Magico Ritualística para a Medicina Clássica) Yi Jing Vento: O

Leia mais

Prof. Henrique Adam Pasquini

Prof. Henrique Adam Pasquini Segundo a MTO Prof. Henrique Adam Pasquini RSRSRSRSRSRS... Prof. Henrique Adam Pasquini 2 INSPEÇÃO DA LÍNGUA MTC A Língua é o broto do Coração. Embriologia A Língua e o coração se originam de um mesmo

Leia mais

Autor: Alberto Bastos Fisioterapeuta Acupunturista. ARTRITE REUMATOIDE SEGUNDO A MEDICINA CHINESA E A TERAPÊUTICA NATURAL

Autor: Alberto Bastos Fisioterapeuta Acupunturista. ARTRITE REUMATOIDE SEGUNDO A MEDICINA CHINESA E A TERAPÊUTICA NATURAL Autor: Alberto Bastos Fisioterapeuta Acupunturista. ARTRITE REUMATOIDE SEGUNDO A MEDICINA CHINESA E A TERAPÊUTICA NATURAL A artrite reumatóide é uma doença auto-imune de etiologia desconhecida, caracterizada

Leia mais

Etiopatogenia e Fisiopatologia

Etiopatogenia e Fisiopatologia ETFP 1 Etiopatogenia e Fisiopatologia O corpo humano tem a capacidade de resistir a diversos fatores patógenos para manter o equilíbrio relativo entre o interior do corpo e o mundo exterior. Esta capacidade

Leia mais

TRATAMENTO DE HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA POR ACUPUNTURA

TRATAMENTO DE HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA POR ACUPUNTURA IVANI PERIN BRANCO TRATAMENTO DE HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA POR ACUPUNTURA Trabalho de Conclusão apresentada ao Curso de Especialização em Acupuntura do CIEPH Centro Integrado de Estudos e Pesquisas

Leia mais

Relaxante Muscular e Analgésico. APRESENTAÇÕES Comprimidos de 200 mg de clorzoxazona e 300 mg de paracetamol em embalagens com 12 comprimidos.

Relaxante Muscular e Analgésico. APRESENTAÇÕES Comprimidos de 200 mg de clorzoxazona e 300 mg de paracetamol em embalagens com 12 comprimidos. BULA DO PACIENTE IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Paralon Relaxante Muscular e Analgésico clorzoxazona 200 mg e paracetamol 300 mg Comprimidos APRESENTAÇÕES Comprimidos de 200 mg de clorzoxazona e 300 mg de

Leia mais

dr-cesar TERAPIAS ENERGÉTICAS CURSOS AMBULATÓRIO E CONSULTORIA

dr-cesar TERAPIAS ENERGÉTICAS CURSOS AMBULATÓRIO E CONSULTORIA PRINCIPAIS SÍNDROMES Autor - Wanderley Rocha Casalecchi PADRÕES DO FÍGADO (GAN) ESTAGNAÇÃO DO QI DO FÍGADO (GAN) MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS: SENSAÇÃO DE DISTENSÃO E DOR NOS HIPOCÔNDRIOS - NO NÍVEL FÍSICO A

Leia mais

APRESENTAÇÕES Comprimidos com 50 mg ou 100 mg de cilostazol. Embalagens contendo 15, 30 ou 60 comprimidos.

APRESENTAÇÕES Comprimidos com 50 mg ou 100 mg de cilostazol. Embalagens contendo 15, 30 ou 60 comprimidos. CEBRALAT cilostazol APRESENTAÇÕES Comprimidos com 50 mg ou 100 mg de cilostazol. Embalagens contendo 15, 30 ou 60 comprimidos. USO ORAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada comprimido contém 50 mg de cilostazol.

Leia mais

Dor segundo a Medicina Chinesa

Dor segundo a Medicina Chinesa XII Simpósio Brasileiro de Aperfeiçoamento em Acupuntura e Terapias Orientais Dor segundo a Medicina Chinesa Introdução Definição A IASP- International Association for the Study of Pain (Associação Internacional

Leia mais

Prof. Carolina C. T. Haddad. Instituto Bioethicus. Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária PULSOLOGIA

Prof. Carolina C. T. Haddad. Instituto Bioethicus. Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária PULSOLOGIA Instituto Bioethicus Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária PULSOLOGIA A arte da palpação é de extrema importância dentro do exame semiológico da Medicina Veterinária Tradicional Chinesa e a

Leia mais

Abordagem ao Paciente Hematológico

Abordagem ao Paciente Hematológico Universidade Federal Fluminense Abordagem ao Paciente Hematológico Gilberto P Cardoso O objetivo de todo médico é prevenir doenças. Na impossibilidade, que possa reconhecer e intervir para evitar complicações.

Leia mais

diclofenaco sódico Merck S/A Cápsulas 100 mg

diclofenaco sódico Merck S/A Cápsulas 100 mg diclofenaco sódico Merck S/A Cápsulas 100 mg diclofenaco sódico Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 APRESENTAÇÕES Embalagens contendo 10 cápsulas. USO ORAL - USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada cápsula contém:

Leia mais

CIRCULAÇÃO-SEXO Meridiano do PERICÁRDIO (MP) ou Mestre do Coração (MC) Estação: Verão Horário: 19 às 21 h Elemento: Fogo Yin CARACTERÍTICAS GERAIS Também conhecido como Mestre do Coração (MC), possui 9

Leia mais

6/3/2015. Prof. Gustavo Vilela da Silveira, MSc

6/3/2015. Prof. Gustavo Vilela da Silveira, MSc Prof. Gustavo Vilela da Silveira, MSc Homem, 52 anos. Fome e sede frequentes há 3 anos Micções frequentes e perda de peso. Refere preferência por comidas substanciosas e álcool. Glicemia em jejum 150 (Glicosuria+)

Leia mais

11 pontos bilaterais Natureza YIN Elemento Metal Acoplado ao Intestino Grosso (DACHANG)

11 pontos bilaterais Natureza YIN Elemento Metal Acoplado ao Intestino Grosso (DACHANG) O Pulmão (FEI) 11 pontos bilaterais Natureza YIN Elemento Metal Acoplado ao Intestino Grosso (DACHANG) 1 O Pulmão (FEI) QI Pulmão (FEI) tem a função de dirigir o QI e a Respiração. O QI do ar junta-se

Leia mais

Acupuntura Escalpeana Craniopuntura de Yamamoto. Escola Chinesa Escola Japonesa. Professora Tânia Mara Flores Email: taniamaraflores@gmail.

Acupuntura Escalpeana Craniopuntura de Yamamoto. Escola Chinesa Escola Japonesa. Professora Tânia Mara Flores Email: taniamaraflores@gmail. Acupuntura Escalpeana Craniopuntura de Yamamoto Escola Chinesa Escola Japonesa Professora Tânia Mara Flores Email: taniamaraflores@gmail.com A craniopuntura divide-se em duas escolas: Chinesa e Japonesa

Leia mais

Fórmulas Magistrais Chinesas PADRÕES ENERGÉTICOS SINOPSE SUBSTANCIAS, ZANG FU

Fórmulas Magistrais Chinesas PADRÕES ENERGÉTICOS SINOPSE SUBSTANCIAS, ZANG FU PADRÕES ENERGÉTICOS SINOPSE SUBSTANCIAS, ZANG FU Indicações fitoterapicas FORMULAS MAGISTRAIS CHINESAS SUBSTÂNCIAS QI 1. QI (Pulmão,Baço): Si Jun Zi Tang, Liu Jun ZI Tang, Shen Ling Bai Zhu San 2.ESTAGNAÇÃO

Leia mais

B. FOLHETO INFORMATIVO

B. FOLHETO INFORMATIVO B. FOLHETO INFORMATIVO 18 FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Ellaone 30 mg comprimido Acetato de ulipristal Leia atentamente este folheto antes de utilizar o medicamento. - Conserve este

Leia mais

6/22/2015. Prof. Gustavo Vilela da Silveira, MSc

6/22/2015. Prof. Gustavo Vilela da Silveira, MSc Acupuntura na Osteoartrose Prof. Gustavo Vilela da Silveira, MSc Osteoartrose 1 Osteoartrose Outras denominações ; Artrose; Doença Articular Degenerativa; Artrite Degenerativa. 2 É a doença articular mais

Leia mais

MEDICINA TRADICIONAL CHINESA, ACUPUNTURA E TERAPIAS AFINS INDICAÇÕES

MEDICINA TRADICIONAL CHINESA, ACUPUNTURA E TERAPIAS AFINS INDICAÇÕES MEDICINA TRADICIONAL CHINESA, ACUPUNTURA E TERAPIAS AFINS INDICAÇÕES www.shenqui.com.br Na década de 80, após 25 anos de pesquisas, em renomadas instituições do mundo, a OMS publicou o documento Acupuncture:

Leia mais

Conceito e Classificação das Síndromes Energéticas: Identificação dos padrões. Profa Alessandra Barone Briani Prof. Archangelo Padreca Fernandes

Conceito e Classificação das Síndromes Energéticas: Identificação dos padrões. Profa Alessandra Barone Briani Prof. Archangelo Padreca Fernandes Conceito e Classificação das Síndromes Energéticas: Identificação dos padrões Profa Alessandra Barone Briani Prof. Archangelo Padreca Fernandes Síndromes energéticas São caracterizadas por uma série de

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Magnevist 469 mg/ml solução injetável Gadopentato de dimeglumina (ácido gadopentético, sal de dimeglumina) Leia atentamente este folheto antes de utilizar

Leia mais

Esalerg gotas. Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A. solução oral 1,25 mg/ml

Esalerg gotas. Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A. solução oral 1,25 mg/ml Esalerg gotas Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A. solução oral 1,25 mg/ml BULA PARA PACIENTE Bula de acordo com a Resolução-RDC nº 47/2009 I- IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO ESALERG GOTAS (desloratadina)

Leia mais

Folheto informativo: informação para o utilizador. Pregabalina Jaba 300 mg cápsulas Pregabalina

Folheto informativo: informação para o utilizador. Pregabalina Jaba 300 mg cápsulas Pregabalina Folheto informativo: informação para o utilizador Pregabalina Jaba 300 mg cápsulas Pregabalina Leia com atenção todo este folheto antes de começar a tomar este medicamento, pois contém informação importante

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Optiray 160 mg Iodo/ml, Solução injectável ou para perfusão

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Optiray 160 mg Iodo/ml, Solução injectável ou para perfusão FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Optiray 160 mg Iodo/ml, Solução injectável ou para perfusão Substância activa: Ioversol Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento.

Leia mais

Carduran XL mesilato de doxazosina. APRESENTAÇÕES: Carduran XL comprimidos de liberação controlada de 4 mg em embalagem 30 comprimidos.

Carduran XL mesilato de doxazosina. APRESENTAÇÕES: Carduran XL comprimidos de liberação controlada de 4 mg em embalagem 30 comprimidos. Carduran XL mesilato de doxazosina I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: Nome comercial: Carduran XL Nome genérico: mesilato de doxazosina APRESENTAÇÕES: Carduran XL comprimidos de liberação controlada de

Leia mais

As disfunções respiratórias são situações que necessitam de intervenções rápidas e eficazes, pois a manutenção da função

As disfunções respiratórias são situações que necessitam de intervenções rápidas e eficazes, pois a manutenção da função As disfunções respiratórias são situações que necessitam de intervenções rápidas e eficazes, pois a manutenção da função respiratória é prioritária em qualquer situação de intercorrência clínica. O paciente

Leia mais

FLUIDOS CORPÓREOS (JIN YE) YE = FLUIDO DE ORGANISMOS VIVOS (DAS FRUTAS, POR EXEMPLO)

FLUIDOS CORPÓREOS (JIN YE) YE = FLUIDO DE ORGANISMOS VIVOS (DAS FRUTAS, POR EXEMPLO) FLUIDOS CORPÓREOS (JIN YE) OU FLUIDOS ORGÂNICOS JIN = ÚMIDO = ALGO LÍQUIDO YE = FLUIDO DE ORGANISMOS VIVOS (DAS FRUTAS, POR EXEMPLO) JIN - FLUIDOS YE - LÍQUIDOS PUROS, CLAROS, AQUOSOS, DILUÍDOS TURVOS,

Leia mais

A Vesícula Biliar (DAN)

A Vesícula Biliar (DAN) A Vesícula Biliar (DAN) 44 pontos bilaterais Natureza YANG Elemento Madeira Acoplado ao Fígado (GAN) A Vesícula Biliar (DAN) A Vesícula Biliar (DAN) é considerada uma víscera de comportamento particular,

Leia mais

Mantra tibetano para chamar o Buda da saúde

Mantra tibetano para chamar o Buda da saúde Mantra tibetano para chamar o Buda da saúde Om muni muni maha muni sakya muni soha Om tare tutare turê soha... 1 Pulsologia Chinesa os vinte e oito pulsos patológicos" Delvo Ferraz da Silva 2 Teorias de

Leia mais

A ESTAGNAÇÃO DO QI DO FÍGADO (GAN) E SUA RELAÇÃO COM O MIOMA

A ESTAGNAÇÃO DO QI DO FÍGADO (GAN) E SUA RELAÇÃO COM O MIOMA A ESTAGNAÇÃO DO QI DO FÍGADO (GAN) E SUA RELAÇÃO COM O MIOMA Frederico César Especialista em Acupuntura e Farmacologia Chinesa Mestrando em Patologia pela UFMG Útero e seus aspectos sociais. A menarca,

Leia mais

mesilato de doxazosina Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Comprimidos 2 mg

mesilato de doxazosina Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Comprimidos 2 mg mesilato de doxazosina Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Comprimidos 2 mg mesilato de doxazosina Medicamento Genérico, Lei nº 9.787, de 1999 APRESENTAÇÃO Comprimido de 2 mg: embalagem com 30 comprimidos.

Leia mais

Etiopatogenia na Medicina Chinesa

Etiopatogenia na Medicina Chinesa Etiopatogenia na Chinesa Prof. Eduardo Alexander Doutor em Saúde Coletiva - IMS/UERJ edu.alexander@gmail.com www.grandetriade.com.br Rio de Janeiro 2009 Quadro Resumo Racionalidades Médicas Racionalidades

Leia mais

TREINAMENTO CLÍNICO EM MANEJO DA DENGUE 2016. Vigilância Epidemiológica Secretaria Municipal de Saúde Volta Redonda

TREINAMENTO CLÍNICO EM MANEJO DA DENGUE 2016. Vigilância Epidemiológica Secretaria Municipal de Saúde Volta Redonda TREINAMENTO CLÍNICO EM MANEJO DA DENGUE 2016 Vigilância Epidemiológica Secretaria Municipal de Saúde Volta Redonda DENGUE O Brasil têm registrado grandes epidemias de dengue nos últimos 10 anos com aumento

Leia mais

5. No último ano, alguma vez notou alterações da cor da sua pele, como vermelho, branco ou arroxeado?

5. No último ano, alguma vez notou alterações da cor da sua pele, como vermelho, branco ou arroxeado? Appendix 1. Portuguese version of COMPASS 31 1. No último ano, alguma vez sentiu-se fraco ou estonteado (sensação de tontura) ou teve dificuldade em pensar logo após se levantar de uma posição sentada

Leia mais

Profa. M árcia a L uz

Profa. M árcia a L uz Profa. Márcia Luz MERIDIANO PRINCIPAL DO CORAÇÃO Elemento: Fogo - Imperial Horário: 11:00 às13 13:00 hs. Estação: Verão YIN TA ID CS C BP E O Meridiano do Coração se abre na língua e se espelha na face.

Leia mais

FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES CIÊNCIAS DESAFIO DO DIA. Aula: 17.1 Conteúdo: Doenças relacionadas à água I

FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES CIÊNCIAS DESAFIO DO DIA. Aula: 17.1 Conteúdo: Doenças relacionadas à água I CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula: 17.1 Conteúdo: Doenças relacionadas à água I 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Habilidades: Identificar algumas

Leia mais

Insuficiência respiratória aguda. Prof. Claudia Witzel

Insuficiência respiratória aguda. Prof. Claudia Witzel Insuficiência respiratória aguda O que é!!!!! IR aguda Incapacidade do sistema respiratório de desempenhar suas duas principais funções: - Captação de oxigênio para o sangue arterial - Remoção de gás carbônico

Leia mais

FADIGA, NEURASTENIA ou. Paulo Lessa IAMMG Instituto de Acupuntura Médica de Minas Gerais IVN SP Instituto Van Nghi São Paulo

FADIGA, NEURASTENIA ou. Paulo Lessa IAMMG Instituto de Acupuntura Médica de Minas Gerais IVN SP Instituto Van Nghi São Paulo FADIGA, NEURASTENIA ou TRANSTORNOS SOMATOFORMES Paulo Lessa IAMMG Instituto de Acupuntura Médica de Minas Gerais IVN SP Instituto Van Nghi São Paulo Sinais e sintomas relatados por pacientes com fadiga

Leia mais

AULA DE 5 ELEMENTOS, MANOBRAS E MERIDIANOS CURSO DE TERAPIAS CORPORAIS

AULA DE 5 ELEMENTOS, MANOBRAS E MERIDIANOS CURSO DE TERAPIAS CORPORAIS AULA DE 5 ELEMENTOS, MANOBRAS E MERIDIANOS CURSO DE TERAPIAS CORPORAIS YIN ~ YANG YANG EXTROVERSÃO INQUIETAÇÃO VOZ ALTA, FALANTE INSÔNIA AÇÃO YIN INTROVERSÃO APATIA VOZ BAIXA, SILÊNCIO SONOLÊNCIA ANÁLISE

Leia mais

VELIJA cloridrato de duloxetina MEDICAMENTO SIMILAR EQUIVALENTE AO MEDICAMENTO DE REFERÊNCIA

VELIJA cloridrato de duloxetina MEDICAMENTO SIMILAR EQUIVALENTE AO MEDICAMENTO DE REFERÊNCIA VELIJA cloridrato de duloxetina MEDICAMENTO SIMILAR EQUIVALENTE AO MEDICAMENTO DE REFERÊNCIA APRESENTAÇÕES Cápsula de liberação retardada contendo 30 mg de duloxetina base. Embalagens com 10 ou 30 cápsulas.

Leia mais

APRESENTAÇÕES CYMBALTA

APRESENTAÇÕES CYMBALTA CDS22FEV12 CYMBALTA cloridrato de duloxetina D.C.B. 03263 APRESENTAÇÕES CYMBALTA 30 mg, cápsulas de liberação retardada, apresentado em caixas com 14 ou 28 cápsulas. CYMBALTA 60 mg, cápsulas de liberação

Leia mais

CYMBALTA Eli Lilly do Brasil Ltda. Cápsula dura de liberação retardada 30 e 60 mg

CYMBALTA Eli Lilly do Brasil Ltda. Cápsula dura de liberação retardada 30 e 60 mg CYMBALTA Eli Lilly do Brasil Ltda. Cápsula dura de liberação retardada 30 e 60 mg 1 CDS16NOV13 CYMBALTA cloridrato de duloxetina D.C.B. 03263 APRESENTAÇÕES CYMBALTA 30 mg, cápsulas de liberação retardada,

Leia mais

Métodos de Diagnóstico na MTC. Profa.Alessandra Barone Briani Fernandes Prof. Archangelo Padreca Fernandes

Métodos de Diagnóstico na MTC. Profa.Alessandra Barone Briani Fernandes Prof. Archangelo Padreca Fernandes Métodos de Diagnóstico na MTC Profa.Alessandra Barone Briani Fernandes Prof. Archangelo Padreca Fernandes As formas de diagnóstico na MTC são baseadas na análise de condições externas que refletem as desarmonias

Leia mais

Algumas das Doenças Tratáveis com Acupuntura

Algumas das Doenças Tratáveis com Acupuntura Algumas das Doenças Tratáveis com Acupuntura REGIÃO CERVICAL, OMBROS E MEMBROS SUPERIORES Dor muscular dor decorrente de traumatismo esportivo, por erro de postura e/ou tensão emocional. Exemplo: dor no

Leia mais

pontos dos meridianos REM MAI e CHONG MAI, além de outros. Assinale o Zang Fu (Órgãos e Vísceras) mais estimulado neste caso: Questão : 1

pontos dos meridianos REM MAI e CHONG MAI, além de outros. Assinale o Zang Fu (Órgãos e Vísceras) mais estimulado neste caso: Questão : 1 Questão : 1 Paciente de 75 anos procurou a acupuntura em função de um diagnóstico confirmado de Câncer de Pulmão. Queixa-se de dor intercostal intensa, mesmo apesar do uso de morfinomiméticos e profundo

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Montelucaste Generis 10 mg Comprimidos Montelucaste de sódio Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento -Conserve este folheto. Pode

Leia mais

CENTER FISIO - IMES INSTITUTO MINEIRO DE ESTUDOS SISTÊMICOS. Métodos Diagnósticos. Center Fisio - IMES 1

CENTER FISIO - IMES INSTITUTO MINEIRO DE ESTUDOS SISTÊMICOS. Métodos Diagnósticos. Center Fisio - IMES 1 CENTER FISIO - IMES INSTITUTO MINEIRO DE ESTUDOS SISTÊMICOS Métodos Diagnósticos 1 Métodos Diagnósticos Muitos métodos diagnósticos já foram descritos e discutidos em capítulos anteriores, como exemplo

Leia mais

PADRÕES DE DESARMONIA DO PI

PADRÕES DE DESARMONIA DO PI PADRÕES DE DESARMONIA DO PI DEFICIÊNCIA DE QI DO PI ETIOLOGIA DIETA IRREGULAR DOENÇAS DE LONGA DURAÇÃO SINAIS E SINTOMAS PERDA DE APETITE DISTENÇÃO ABDOMINAL PÓS- PRANDRIAL PERDA DE FEZES FACE OPACA FADIGA

Leia mais

Tratamento das patologias vestibulares segundo a MVTC. Carolina C. T. Haddad Congresso da ABRAVET Março de 2012

Tratamento das patologias vestibulares segundo a MVTC. Carolina C. T. Haddad Congresso da ABRAVET Março de 2012 Tratamento das patologias vestibulares segundo a MVTC Carolina C. T. Haddad Congresso da ABRAVET Março de 2012 Sistema Vestibular Introdução Função: transmitir a informação do ouvido interno até o cérebro

Leia mais

mesilato de imatinibe

mesilato de imatinibe mesilato de imatinibe Bula para paciente Comprimido revestido 100 e 400 mg mesilato de imatinibe Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES: Embalagens com 60 comprimidos

Leia mais

OS BIOTIPOS DO AYURVEDA E SUA INFLUÊNCIA SOBRE O CARÁTER E A PERSONALIDADE

OS BIOTIPOS DO AYURVEDA E SUA INFLUÊNCIA SOBRE O CARÁTER E A PERSONALIDADE 1 OS BIOTIPOS DO AYURVEDA E SUA INFLUÊNCIA SOBRE O CARÁTER E A PERSONALIDADE Marcos Teixeira Elias RESUMO Este artigo apresenta de maneira sintética a compreensão do ayurveda acerca das diferenças constitucionais

Leia mais

MERIDIANO DO PULMÃO 11 PONTOS PONTO LOCALIZAÇÃO FUNÇÃO PAREDE TORÁCIA ANTERIOR, 1 CUN ABAIXO DE P2

MERIDIANO DO PULMÃO 11 PONTOS PONTO LOCALIZAÇÃO FUNÇÃO PAREDE TORÁCIA ANTERIOR, 1 CUN ABAIXO DE P2 MERIDIANO DO PULMÃO 11 PONTOS PONTO LOCALIZAÇÃO FUNÇÃO P1 NA PARTE SUPERIOR LATERAL DA PAREDE TORÁCIA ANTERIOR, 1 CUN ABAIXO DE P2 P2 P3 NA PARTE SUPERIOR LATERAL DA PAREDE TORÁCICA ANTERIOR, ACIMA DA

Leia mais

MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Acupuntura Profa. Alessandra Barone. Histórico Teoria Yin Yang Teoria dos Cinco Elementos Substâncias Vitais

MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Acupuntura Profa. Alessandra Barone. Histórico Teoria Yin Yang Teoria dos Cinco Elementos Substâncias Vitais MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Acupuntura Profa. Alessandra Barone Histórico Teoria Yin Yang Teoria dos Cinco Elementos Substâncias Vitais Medicina Tradicional Chinesa Histórico Antes de 2000 a.c Origem

Leia mais

MODELO DE BULA (CCDS 200746 versão 5)

MODELO DE BULA (CCDS 200746 versão 5) Registro de Medicamento Novo Bula RDC 47/09 1 MODELO DE BULA (CCDS 200746 versão 5) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO CAELYX cloridrato de doxorrubicina lipossomal peguilado APRESENTAÇÕES Suspensão injetável

Leia mais

Composição Cada comprimido de 25 mg contém 25 mg de cinarizina. Excipientes: amido, lactose, óleo vegetal hidrogenado, povidona, sacarose e talco.

Composição Cada comprimido de 25 mg contém 25 mg de cinarizina. Excipientes: amido, lactose, óleo vegetal hidrogenado, povidona, sacarose e talco. 112360002 Stugeron cinarizina comprimidos Forma farmacêutica e apresentações Comprimidos de 25 mg em embalagem com 30 comprimidos. Comprimidos de 75 mg em embalagem com 30 comprimidos. USO ADULTO Composição

Leia mais

DORES RECORRENTES MOMENTO II Abril 2010 DORES RECORRENTES - DENOMINADOR COMUM ETIOLOGIA: Maioria - dores primárias; Dicotomia: Orgânico x Emocional. Associação de vários tipos de dores; Presença de dores

Leia mais

Apostila de Fitoterapia- Noções Básicas

Apostila de Fitoterapia- Noções Básicas Apostila de Fitoterapia- Noções Básicas Histórico 2000 a.c- Medicina era praticada por mulheres da tribo do Norte Asiático- Xamãs Arqueologia fez a conexão das Feiticeiras com a Medicina 600 a.c.- Medicina

Leia mais

azitromicina di-hidratada Laboratório Globo Ltda. Comprimido Revestido 500 mg

azitromicina di-hidratada Laboratório Globo Ltda. Comprimido Revestido 500 mg azitromicina di-hidratada Laboratório Globo Ltda. Comprimido Revestido 500 mg azitromicina di-hidratada Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES: azitromicina di-hidratada

Leia mais