PADRÕES DO FÍGADO (GAN)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PADRÕES DO FÍGADO (GAN)"

Transcrição

1 PADRÕES DO FÍGADO (GAN) ESTAGNAÇÃO DO QI DO FÍGADO (GAN) SENSAÇÃO DE DISTENSÃO E DOR NOS HIPOCÔNDRIOS - NO NÍVEL FÍSICO A ESTAGNAÇÃO DE FÍGADO SE MANIFESTA PRINCIPALMENTE NESTA REGIÃO, EM AMBOS OS LADOS. O MERIDIANO DO FÍGADO TERMINA ENTRE A 6ª E 7ª VÉRTEBRA TORÁCICA, JUSTAMENTE NA REGIÃO CITADA E PORTANTO, UMA ESTAGNAÇÃO NO SISTEMA FÍGADO, REFLETE COMO DISTENSÃO E DOR NESTAS REGIÕES. SENSAÇÃO DE PLENITUDE TORÁCICA - POR VEZES A ESTAGNAÇÃO DE FÍGADO (GAN) ATINGE O TÓRAX, OU SEJA, MADEIRA (FÍGADO) CONTRA-DOMINANDO METAL (PULMÃO), NOS 5 ELEMENTOS. SUSPIROS - OS SUSPIROS É UMA MANEIRA ESPONTANEA DO ORGANISMO TENTAR LIBERAR A ESTAGNAÇÃO NO TÓRAX. MUITO COMUM EM PESSOAS ANGUSTIADAS COM UM APERTO NO PEITO. SOLUÇOS - O SOLUÇO É UMA ESTAGNAÇÃO DO QI DO FÍGADO NO DIAFRAGMA, QUE CONTRAI-SE ESPASTICAMENTE NA INTENÇÃO DE SE LIBERTAR DA PLENITUDE TEMPORARIA. MELANCOLIA, DEPRESSÃO, ESTADO MENTAL INSTÁVEL E TEMPERAMENTAL - GRUPO DE EMOÇÕES LIGADAS AO PADRÃO DE FÍGADO (GAN) EM ESTADO DE ESTAGNAÇÃO. ESTAGNAÇÃO EMOCIONAL. NÁUSEA, VÔMITO, DOR NO EPIGÁSTRICO, ANOREXIA, REGURGITAÇÃO ÁCIDA, ARROTOS, SENSAÇÃO DE PULSAÇÃO NO EPIGÁSTRICO, SENSAÇÃO DE QUEIMAÇÃO NO ESTÔMAGO (WEI) - ESSE GRUPO DE SINTOMAS É DECORRENTE DA ESTAGNAÇÃO DE FÍGADO (GAN) INVADINDO HORIZONTALMENTE, PELO TRIPLO AQUECEDOR MÉDIO, O ESTÔMAGO (WEI), PROVOCANDO UMA ESTAGNAÇÃO DO QI DO ESTÔMAGO (WEI) E IMPEDINDO ESSE QI DE CUMPRIR SUA FUNÇÃO NORMAL, OU SEJA, DESCENDER. ESSE QI ESTAGNA, GERA CALOR E ASCENDE DE FORMA REBELDE OCASIONANDO OS SINTOMAS DESCRITOS. DISTENSÃO ABDOMINAL, BORBORIGMOS INTESTINAIS E DIARRÉIA - A DISTENSÃO ABDOMINAL E OS BORBORIGMOS INTESTINAIS SÃO O RESULTADO DO QI DO FÍGADO (GAN) ESTAGNADO INVADINDO OS INTESTINOS, IMPEDINDO A SUA FUNÇÃO DE TRANSPORTE. A DIARRÉIA É O PRODUTO FINAL DA ESTAGNAÇÃO DE FÍGADO (GAN), INVADINDO O ESTÔMAGO (WEI), QUE PREJUDICA AS FUNÇÕES DE BAÇO (PI) DE TRANSFORMAR E TRANSPORTAR, OCASIONANDO A DIARRÉIA. NESTE CASO TRATA-SE BAÇO (PI) E ESTÔMAGO (WEI) COMO MANIFESTAÇÃO DA PLENITUDE E DEPOIS FÍGADO (GAN), COMO RAIZ. TRISTEZA, SENSAÇÃO DE AGITAÇÃO, SENSAÇÃO DE CAROÇO NA GARGANTA COM DIFICULDADE PARA ENGOLIR - O MERIDIANO DO FÍGADO (GAN) TEM UM RAMO INTERNO QUE PASSA PELA GARGANTA E UMA ESTAGNAÇÃO DO QI DO FÍGADO (GAN), PODE PROVOCAR UMA SENSAÇÃO DE OBSTRUÇÃO NESTE LOCAL. QUANTO MAIOR A TRISTEZA E A SENSAÇÃO DE AGITAÇÃO, MAIOR SERÁ ESTA MANIFESTAÇÃO DE APARENTE OBSTRUÇÃO NA GARGANTA. MENSTRUAÇÃO IRREGULAR, DISMENORRÉIA (NESTE CASO DOR ANTES DO PERÍODO MENSTRUAL), INCHAÇO E DOR NOS SElOS PRÉ-MENSTRUAIS, T.P.M. - O QI DO FÍGADO (GAN) ESTAGNADO PODE DIFICULTAR O MOVIMENTO DO SANGUE (XUE), FALHANDO ASSIM NO ABASTECIMENTO DOS VASOS CHONG MAI (QUE NUTRE O ÚTERO) E REN MAI (QUE MOVIMENTA O SANGUE (XUE) NO ÚTERO), RESULTANDO EM UMA MENSTRUAÇÃO IRREGULAR E DOLOROSA. O INCHAÇO E A DOR NOS SEIOS SÃO PRODUTO DA ESTAGNAÇÃO DO QI NO MERIDIANO DO FÍGADO (GAN) QUE PASSA POR ESTA REGIÃO. A T.P.M. INCLUI ESTADOS DE IRRITAÇÃO, MELANCOLIA, AGITAÇÃO ANSIOSA E ESTADO EXTREMAMENTE TEMPERAMENTAL; EMOÇÕES ESSAS DIRETAMENTE LIGADAS AO SISTEMA FÍGADO (GAN) QUANDO ESTAGNADO. LÍNGUA - GERALMENTE COLORAÇÃO NORMAL PULSO - LEVEMENTE EM CORDA. PODE SER APENAS NA POSIÇÃO MÉDIA ESQUERDA. A PRINCIPAL CAUSA DA ESTAGNAÇÃO DO QI DO FÍGADO (GAN) ESTÁ NAS ALTERAÇÕES NA VIDA EMOCIONAL DAS PESSOAS. A FÚRIA REPRIMIDA GERADA POR FRUSTAÇÃO, INDIGNAÇÃO, RESSENTIMENTO, MÁGOA, ETC., POR UM LONGO PERÍODO, PROMOVE UM PADRÃO DE EXCESSO NO FÍGADO (GAN) QUE DRENA YIN E SANGUE (XUE), PROMOVENDO A ESTAGNAÇÃO DO QI DO FÍGADO (GAN). ISSO OCORRE PORQUE É PAPEL DO YIN E/OU DO SANGUE (XUE) NUTRIR O QI. OUTRAS CAUSAS INCLUEM A DEFICIÊNCIA DE YIN OU SANGUE (XUE), FALHANDO EM NUTRIR O QI DO FÍGADO (GAN), QUE ESTAGNARÁ. DESFAZER A ESTAGNAÇÃO E MOVIMENTAR DO QI DO FÍGADO. VB34 HO MAR E PONTO MESTRE DOS TENDÕES F13 ALARME DE BP E MESTRE DOS ÓRGÃOS F14 COALESCENTE (F BP YINWEI) E ALARME DE FÍGADO (NOS HIPOCÔNDRIOS E ESTÔMAGO) TA6 PONTO KING E É LIGADO AO MERIDIANO DA VB SHAO YANG CS6 LUO E CONFLUENTE (YINWEI) DE CS USAR MÉTODO DE SEDAÇÃO. MOXA É CONTRA-INDICADA. ASCENDÊNCIA DO YANG DO FÍGADO (GAN) CEFALÉIA, NORMALMENTE SOBRE AS TÊMPORAS, OLHOS OU LATERAL DA CABEÇA, TONTURA, ZUMBIDO, SURDEZ, BOCA E GARGANTA SECAS, INSÔNIA, IRRITABILIDADE, SENSAÇÃO DE EXALTAÇÃO E GRITOS DE FÚRIA.

2 ESSE PADRÃO É GERADO PELA DEFICIÊNCIA DO YIN DO FÍGADO (GAN) E/OU DEFICIÊNCIA DO YIN DO RIM (SHEN), CAUSANDO A ASCENÇÃO DO YANG DO FÍGADO (GAN). NOS 5 ELEMENTOS É ÁGUA DEFICIENTE FALHANDO EM NUTRIR MADEIRA, QUE RESSECA E PROMOVE A ASCENSÃO DO YANG DE FÍGADO (GAN). HÁ UMA DIFERENÇA ENTRE FOGO DE FÍGADO QUE RESSECA FLUIDOS DEPOIS DE INSTALADO, GERANDO UM PADRÃO DE SECURA MAIS SEVERO E ASCENSÃO DO YANG DO FÍGADO QUE É DERIVADO DE UM PADRÃO DE SECURA PRÉ-EXISTENTE. É IMPORTANTE RESSALTAR QUE NA PRÁTICA NÃO EXISTE A ASCENSÃO DO YANG DO FÍGADO (GAN), POSTO QUE ELE É O ASPECTO YIN DO ELEMENTO MADEIRA. O YIN DO ELEMENTO MADEIRA (FÍGADO) FICA DEFICIENTE E O YANG DO ELEMENTO MADEIRA (VESÍCULA BILIAR) É QUE SE TORNA ASCENDENTE. CONTUDO, TERMOLÓGICAMENTE, A SÍNDROME É CHAMADA DE YANG DO FÍGADO (GAN) ASCENDENTE. A GARGANTA E BOCA SECAS REFLETEM A RAIZ DA DEFICIÊNCIA DO YIN QUE GEROU O YANG ASCENDENTE. OS DEMAIS SINTOMAS REFLETEM A ASCENSÃO DO YANG DO FÍGADO (GAN), TENDO COMO PRINCIPAL ELEMENTO A CEFALÉIA TEMPORAL, NOS OLHOS OU NOS LADOS DA CABEÇA, ACOMPANHADA DE IRRITABILIDADE. ESPECIFICAMENTE A INSÔNIA É GERADA PELA DEFICIÊNCIA DO YIN. A NOITE ESSA DEFICIÊNCIA AUMENTA DEVIDO AO FATO DO YIN SER MAIS REQUISITADO NO PERÍODO NOTURNO, PROJETANDO O YANG DO FÍGADO (GAN) AINDA MAIS ASCENDENTEMENTE, IMPEDINDO ASSIM QUE A PESSOA ADORMEÇA. LÍNGUA - VERMELHA, ESPECIALMENTE NAS LATERAIS PULSO - EM CORDA, MAIS FORTE QUE NA ESTAGNAÇÃO DO QI DO FÍGADO (GAN) A PRINCIPAL CAUSA DA ASCENSÃO DO YANG DO FÍGADO (GAN) ESTÁ NAS ALTERAÇÕES NA VIDA EMOCIONAL DAS PESSOAS. A FÚRIA REPRIMIDA GERADA POR FRUSTAÇÃO, INDIGNAÇÃO, RESSENTIMENTO, MÁGOA, ETC., POR UM LONGO PERÍODO, PROMOVE UM PADRÃO DE EXCESSO NO FÍGADO (GAN) QUE DRENA O YIN E PROMOVE ASCENSÃO DO YANG DO FÍGADO (GAN). OUTRAS CAUSAS INCLUEM A DEFICIÊNCIA DE YIN DE FÍGADO (GAN) E/OU DE RIM (SHEN) COMO JÁ EXPLICADO ANTERIORMENTE. CONTER O YANG DO FÍGADO E TONIFICAR O YIN DEFICIENTE. F3 IU E FONTE DO FÍGADO CRÔNICO R3 IU E FONTE DE RIM TONIFICA JING E YIN F8 HO E TONIFICAÇÃO DE FÍGADO VB38 KING E SEDAÇÃO DE VB USAR MÉTODO DE SEDAÇÃO EM PONTOS PARA CONTER O YANG E TONIFICAÇÃO EM PONTOS PARA NUTRIR O YIN. DEFICIÊNCIA DO QI DO PULMÃO (FEI) PADRÕES DO PULMÃO (FEI) DISPNÉIA COM DIFICULDADE PRINCIPALMENTE EXPIRATÓRIA - O PULMÃO (FEI) CONTROLA A EXPIRAÇÃO, POSTO QUE A INSPIRAÇÃO É CONTROLADA PELO RIM (SHEN). QUANDO INSPIRAMOS, O QI DO PULMÃO (FEI) DESCENDE PARA O RIM (SHEN) QUE O MANTÊM EMBAIXO. SE O QI DO RIM FOR FRACO, NÃO SEGURA O QI DO PULMÃO (FEI) QUE ESTAGNA NO TÓRAX CAUSANDO DIFICULDADE NA INSPIRAÇÃO. NO CASO DO QI DO PULMÃO (FEI) SER DEFICIENTE, O QI FRACO TAMBÉM NÃO DESCENDE ADEQUADAMENTE NA INSPIRAÇÃO, CAUSANDO UMA CERTA DEFICIÊNCIA INSPIRATÓRIA, PORÉM, A EXPIRAÇÃO É MAIS AFETADA PELO FATO DO QI DEFICIENTE TORNAR-SE FALHO AO NUTRIR OS MÚSCULOS INTERCOSTAIS EXTERNOS E DIAFRAGMA, QUE PERDEM TÔNUS E ELASTICIDADE, DIFICULTANDO A EXPIRAÇÃO PASSIVA DO PULMÃO (FEI). TOSSE - O PULMÃO (FEI) CONTROLA A EXPIRAÇÃO, E SE ESTIVER FRACO ELA SERÁ AFETADA PELO FATO DO QI DEFICIENTE TORNAR-SE FALHO AO NUTRIR OS MÚSCULOS INTERCOSTAIS EXTERNOS E DIAFRAGMA, QUE PERDEM TÔNUS E ELASTICIDADE, DIFICULTANDO A EXPIRAÇÃO PASSIVA DO PULMÃO (FEI). A TOSSE É O MECANISMO PELO QUAL O CORPO TENTA SOLUCIONAR TEMPORARIAMENTE O PROBLEMA, OU SEJA, EXPULSAR O AR RESIDUAL DOS PULMÕES. EXPECTORAÇÃO AQUOSA - O PULMÃO (FEI) RECEBE OS FLUÍDOS CORPÓREOS TRANSFORMADOS E ENVIADOS PELO BAÇO (PI). DEPOIS DE RECEBÊ-LOS DEVE PROMOVER A TRANSFORMAÇÃO E O TRANSPORTE DESSES FLUIDOS NO ORGANISMO. SE O QI DO PULMÃO (FEI) ESTIVER DEFICIENTE ESSA TRANSFORMAÇÃO FICA COMPROMETIDA E HÁ EXPECTORAÇÃO PROFUSA E AQUOSA NA TENTATIVA DE ELIMINAR A ESTAGNAÇÃO DE FLUIDOS NO PULMÃO (FEI). VOZ DEBILITADA - O TIMBRE E A FORÇA DA VOZ DEPENDE DA FORÇA DO QI TORACICO (ZONG QI), QUE POR SUA VEZ DEPENDE DIRETAMENTE DA METABOLIZAÇÃO DO QI DO PULMÃO (FEI). NESSE PADRÃO DE DEFICIÊNCIA A VOZ FICA DEBILITADA E HÁ INDISPOSIÇÃO PARA FALAR. SUDORESE DIURNA - O QI DO PULMÃO (FEI) INFLUENCIA A PELE E CONTROLA O QI DEFENSIVO (WEI QI), QUE POR SUA VEZ CONTROLA A ABERTURA E FECHAMENTO DOS POROS. COM O QI DO PULMÃO (FEI) EM ESTADO DE DEFICIÊNCIA, O QI DEFENSIVO (WEI QI) SERÁ DÉBIL NAS CAMADAS DA PELE E OS POROS SE 2

3 TORNARÃO FLÁCIDOS DEIXANDO ESCAPAR O SUOR. A SUDORESE É DIURNA PELO FATO DA WEI QI SER NUTRIDA PELO ASPECTO YANG, QUE E REQUISITADO DURANTE O DIA. COMPLEIÇÃO BRANCA BRILHANTE - O QI DO PULMÃO (FEI) É DE CARACTERÍSTICA YANG, COMPARADO AOS FLUÍDOS DE PULMÃO, QUE SÃO DE CARACTERÍSTICA YIN. PORTANTO, QUANDO FALAMOS NO QI DE PULMÃO (FEI) DEFICIENTE, FALAMOS TAMBÉM NO YANG DEFICIENTE. A COMPLEIÇÃO É BRANCA PELA PRESENÇA DA FALTA DE AQUECIMENTO QUE GERA FRIO, PORÉM É BRILHANTE POIS NÃO HÁ UMA DEFICIÊNCIA DE SANGUE (XUE). PROPENSÃO A GRIPES E CANSAÇO - COMO JÁ DITO, COM O QI DO PULMÃO (FEI) DEFICIENTE, A WEI QI TAMBÉM SERÁ DEFICIENTE E SE TORNARÁ INÁBIL PARA PROTEGER O CORPO CONTRA OS FATORES PATOGÊNICOS EXTERNOS. ASSIM, HAVERÁ UMA TENDÊNCIA A INVASÃO PRINCIPALMENTE DE VENTO-FRIO, QUE PODE PROVOCAR GRIPES, GERANDO CANSAÇO. PULSO - VAZIO, ESPECIALMENTE NA POSIÇÃO DISTAL, NO LADO DIREITO. LÍNGUA - TENDÊNCIA A PALIDEZ OU COLORAÇÃO NORMAL. ESTE PADRÃO PODE SER DERIVADO DE UMA DEFICIÊNCIA CONSTITUCIONAL (HEREDITARIA) DE PULMÃO (FEI). A DEFICIÊNCIA DO QI DO PULMÃO (FEI) PODE SER PROVOCADA PELA INCLINAÇÃO PROLONGADA SOBRE UMA ESCRIVANINHA, DURANTE MUITAS HORAS SEGUIDAS, POR MUITOS ANOS. ESSA POSTURA PREDISPÕE À UMA RESPIRAÇÃO CONTIDA QUE IRÁ GERAR UMA ESTAGNAÇÃO NO TÓRAX. ESSA ESTAGNAÇÃO TENDE A CONSUMIR O QI DO PULMÃO (FEI), QUE SE TORNA DEFICIENTE. PESSOAS COM PRE-DISPOSIÇÃO À AFECÇÕES DESTE SISTEMA SÃO AS MAIS AFETADAS POR ESSE PADRÃO ETIOLÓGICO. UM ATAQUE DE VENTO-FRIO OU VENTO-CALOR, QUANDO NÃO TRATADO ADEQUADAMENTE, PODE DEIXAR RESÍDUOS DESSES FATORES PATOGÊNICOS NO ORGANISMO, PRINCIPALMENTE QUANDO ANTIBIÓTICOS SÃO ADMINISTRADOS PARA TRATAR UM RESFRIADO OU GRIPE, POIS EM ALGUNS CASOS, TENDEM A TRANCAFIAR O FATOR PATOGÊNICO NO TÓRAX. ESSE PADRÃO PODE SER OBSERVADO QUANDO UMA PESSOA DESENVOLVE UMA TOSSE CRÔNICA APÓS UMA INVASÃO DE VENTO-FRIO OU VENTO-CALOR. A PRESENÇA DESSE RESÍDUO PATOGÊNICO DEBILITADO QI DO PULMÃO (FEI), INTERFERINDO EM SUAS FUNÇÕES DE DESCENDÊNCIA E DISPERSÃO. NESSE CASOS PODE HAVER UMA SABURRA FINA AMARELADA SOBRE A LÍNGUA. O QI DO PULMÃO (FEI) NORMALMENTE SE TORNA DEFICIENTE POR CAUSA DA DEFICIÊNCIA DO QI DO BAÇO (PI) QUE É O RESPONSÁVEL POR FORNECER A MATRIZ (GU QI) PARA O METABOLISMO DO QI NO TÓRAX. TRATAMENTO - TONIFICAR O QI DO PULMÃO (FEI) E AQUECER O YANG. P9 IU, FONTE E MESTRE DA CIRCULAÇÃO E TONIFICAÇÃO DE PULMÃO P7 LUO E CONFLUENTE (REN - VC) B13 ASSENTIMENTO DO PULMÃO VC6 MAR DO YUAN QI E36 HO- MAR DE ESTÔMAGO USAR MÉTODO DE TONIFICAÇÃO - MOXA É INDICADA. NO CASO DE UMA TOSSE CRÔNICA POR FATORES PATOGÊNICOS RESIDUAIS, É NECESSÁRIO PRIMEIRO INTERAGIR COM ESSE PADRÃO DE EXCESSO (CARACTERIZADO PELA SABURRA FINA ENCIMA DA LÍNGUA), PARA DEPOIS PROMOVER A TONIFICAÇÃO DE PULMÃO (FEI). P5 B13 SEDAÇÃO DE PULMÃO ASSENTIMENTO DO PULMÃO USAR MÉTODO DE SEDAÇÃO. DEFICIÊNCIA DO YIN DO PULMÃO (FEI) TOSSE SECA OU COM POUCA EXPECTORAÇÃO PEGAJOSA, EXPECTORAÇÃO COM SANGUE, BOCA E GARGANTA SECAS, PRURIDO (COCEIRA) NA GARGANTA E VOZ ROUCA - ESSES SINTOMAS SÃO DEVIDO A FALTA DOS FLUIDOS CORPÓREOS (JIN YE) E QUE TEM COMO RESULTADO A SECURA DO PULMÃO (FEI). AS VEZES A TOSSE PODE SER ACOMPANHADA POR POUCA SECREÇÃO PEGAJOSA, QUANDO O PULMÃO (FEI) NÃO ESTIVER TOTALMENTE RESSECADO. O SANGUE (XUE) NA EXPECTORAÇÃO É DEVIDO AO QUADRO DE SECURA QUE NÃO PERMITE A NUTRIÇÃO ADEQUADA E FAZ COM QUE OS CAPILARES SE ROMPAM NA TOSSE. FEBRE BAIXA, SENSAÇÃO DE CALOR A TARDE OU AO ANOITECER, RUBOR MALAR, CALOR NOS CINCO CENTROS (PALMAS DAS MÃO, SOLA DOS PÉS E REGIÃO DO TÓRAX), SUDORESE NOTURNA - TODOS ESSES FATORES DECORREM DA DEFICIÊNCIA DE YIN GERANDO CALOR VAZIO. O MAIOR REFERENCIAL DE CALOR VAZIO NO SISTEMA É A PRESENÇA DE RUBOR MALAR E O CALOR NOS 5 CENTROS. A TRANSPIRAÇÃO NOTURNA PODE NÃO EXISTIR EM CASOS MAIS LEVES, PORÉM QUANDO ELA OCORRE É PORQUE A NOITE O YIN É MAIS REQUISITADO, AUMENTANDO A DEFICIÊNCIA E GERANDO O CALOR VAZIO. A SENSAÇÃO DE CALOR À TARDE OU AO ANOITECER É DEVIDO AO HORÁRIO DE PICO ENERGÉTICO DO RIM (SHEN) QUE É ENTRE 17 E 19 HORAS, ONDE A ENERGIA YIN É MAIS REQUISITADA (RIM (SHEN) GOVERNA YIN). 3

4 INSÔNIA - COMO A NOITE PEDE MAIS ENERGIA YIN PARA REGULAR O METABOLISMO, O YIN JÁ DEFICIENTE VAI FICAR AINDA MAIS, PROJETANDO O YANG ASCENDENTEMENTE, IMPEDINDO A PESSOA DE ADORMECER. LÍNGUA - VERMELHA, DESCASCADA, RACHADA NA ÁREA DO PULMÃO (FEI) E SECA. PULSO - FLUTUANTE- VAZIO E RÁPIDO. A DEFICIÊNCIA DO YIN DO PULMÃO (FEI) É FREQUENTEMENTE ASSOCIADA A DEFICIÊNCIA DO YIN DO ESTÔMAGO (WEI) QUE É A RAIZ DOS FLUIDOS CORPÓREOS, E DO RIM (SHEN) QUE É O RESPONSÁVEL POR ASCENDER OS FLUIDOS QUE UMEDECEM O PULMÃO (FEI). UMA CONDIÇÃO LEVE DE DEFICIÊNCIA DE YIN DO PULMÃO PODE SER AGRAVADA PELA PRESENÇA DE UM CLIMA MUITO SECO, POR UM LONGO PERÍODO, OU POR CERTOS AQUECEDORES QUE RETIRAM A UMIDADE DO AR. TONIFICAR O YIN DO PULMÃO, NUTRIR FLUIDOS CORPÓREOS (JIN YE) E ELIMINAR CALOR VAZIO. P9 VC17 B13 VC4 R6 VC12 P10 IU, FONTE E MESTRE DA CIRCULAÇÃO E TONIFICAÇÃO DE PULMÃO MESTRE DO QI E DA RESPIRAÇÃO (TONIFICA ZHONG QI) E ALARME DE CS ASSENTIMENTO DO PULMÃO COALESCENTE (VC BP F R) E ALARME DE ID CONFLUENTE (YINQIAO) ALARME DE ESTÔMAGO E MESTRE DAS VÍSCERAS YONG USAR MÉTODO DE TONIFICAÇÃO, MENOS P 10, QUE DEVE SER SEDADO. DEFICIÊNCIA DO QI DO BAÇO (PI) PADRÕES DO BAÇO (PI) ANOREXIA - ESSE SINTOMA VEM DA INCAPACIDADE DO BAÇO (PI) DE TRANFORMAR OS ALIMENTOS, IMPEDINDO DESSA FORMA A INGESTÃO DE NOVAS COTAS ALIMENTARES, OU SEJA, O APETITE SOME. DISTENSÃO ABDOMINAL APÓS A INGESTAO DE ALIMENTOS E DIARRÉIA - O BAÇO (PI) É O RESPONSÁVEL, COMO JÁ MENCIONADO, PELA TRANSFORMAÇÃO DOS ALIMENTOS E UMA VEZ QUE ISSO NÃO OCORRE, OS INTESTINOS (DACHANG E XIAOCHANG) FICAM IMPEDIDOS DE CUMPRIR O SEU PAPEL, POSTO QUE O BAÇO (PI) CONTROLA O QI NO TUBO GASTROINTESTINAL. CANSAÇO, LASSITUDE E DEBILIDADE DOS MEMBROS - O BAÇO (PI) É O RESPONSÁVEL POR FORNECER A MATRIZ DO QI (GU QI) PARA O METABOLISMO DO QI NO TÓRAX, DANDO ORIGEM A TODO O QI DO ORGANISMO. UMA VEZ QUE ESSA FUNÇÃO É PREJUDICADA, A NUTRIÇÃO FICARÁ PREJUDICADA, ESPECIALMENTE DOS QUATRO MEMBROS, QUE NUMA BAIXA DE ENERGIA, SERÁ A REGIÃO MENOS PRIORITÁRIA PARA O ABASTECIMENTO ADEQUADO (A PRIORIDADE É O TRONCO E A CABEÇA). O CANSAÇO PODE SER PRINCIPALMENTE DE MANHÃ, POIS O ESTÔMAGO (WEI) TEM SEU PICO ENERGÉTICO ENTRE 7 E 9 HORAS, AUMENTANDO A DEFICIÊNCIA DO QI. SE A DEFICIÊNCIA DO QI DO BAÇO (PI), DER ORIGEM À UMIDADE, OS SINTOMAS SERÃO: SENSAÇÃO DE PLENITUDE NO TÓRAX E NO EPIGÁSTRICO - A UMIDADE GERADA PELO BAÇO (PI), DEVIDO A NÃO TRANSFORMAÇÃO DO JIN YE, ACUMULARÁ NO ESTÔMAGO E ESÔFAGO, CAUSANDO A PLENITUDE. SENSAÇÃO DE PESO NA CABEÇA E/OU NOS MEMBROS, NÁUSEA E HEMATÔMAS FÁCEIS - A UMIDADE É DIFÍCIL DE ELIMINAR. SUA TENDÊNCIA É DE ACUMULAR NOS MEMBROS, TORNANDO-OS PESADOS, MAS TAMBÉM PODE ASCENDER PARA A CABEÇA, PROVOCANDO ATORDOAMENTO, PESO E ATÉ DOR DE CABEÇA. A UMIDADE TRANSBORDA PARA O INTERSTÍCIO, GERANDO HEMATÔMAS AO MENOS SINAL DE PRESSÃO. LÍNGUA - PÁLIDA OU DE COR NORMAL - SE HOUVER UMIDADE, AS LATERAIS SERÃO EDEMACIADAS E COM MARCAS DE DENTES E AS VEZES COM RACHADURAS TRANSVERSAIS. PULSO - VAZIO O CONSUMO EXCESSIVO DE ALIMENTOS FRIOS E CRUS PODE IMPEDIR A FUNÇÃO DO BAÇO (PI) DE TRANSFORMAR E TRANSPORTAR, GERANDO O QUADRO DE DEFICIÊNCIA. ALIMENTAR-SE EM PERÍODOS IRREGULARES OU EM EXCESSO TAMBÉM PREJUDICA AS FUNÇÕES DE BAÇO (PI). ALIMENTAR-SE POUCO OU TER UMA DIETA MUITO POBRE EM PROTEÍNAS NORMALMENTE GERA A DEFICIÊNCIA DO QI DO BAÇO (PI). O EXCESSO DE PENSAMENTO E CONCENTRAÇÃO, ALIADOS A TENSÃO EMOCIONAL POR MUITO TEMPO PODEM CAUSAR A DEFICIÊNCIA DO QI DO BAÇO (PI), MUITO COMUM EM ESTUDANTES E EXECUTIVOS. ISSO PIORA SE A PESSOA TRABALHAR COM ESSES ASPECTOS LOGO APÓS AS REFEÇÕES, E O QUE É PIOR, COMER TRABALHANDO. UMA EXPOSIÇÃO PROLONGADA A FATORES CLIMÁTICOS COM CARACTERÍSTICAS DE UMIDADE, A LONGO PRAZO, PODE INDUZIR À UMA DEFICIÊNCIA DO QI DO BAÇO (PI). TONIFICAR O QI DO BAÇO (PI). SE HOUVER UMIDADE OBSTRUTIVA, PRIMEIRO ELIMINAR A PLENITUDE PARA DEPOIS TONICAR O QI DO BAÇO. 4

5 PARA DEFICIÊNCIA DO QI DO BAÇO (PI) SEM UMIDADE: VC12 ALARME DE ESTÔMAGO E MESTRE DAS VÍSCERAS E36 HO- MAR DE ESTÔMAGO BP3 IU E FONTE DE BAÇO B20 ASSENTIMENTO DE BP B21 ASSENTIMENTO DE ESTÔMAGO USAR MÉTODO DE TONIFICAÇÃO SE HOUVER A PRESENÇA DE UMIDADE OBSTRUTIVA: BP9 HO MAR DE BAÇO E8 COALESCENTE (E VB E YANGWEIMAI) B20 ASSENTIMENTO DE BP USAR MÉTODO DE SEDAÇÃO, DEFICIÊNCIA DO YIN DO RIM (SHEN) PADRÕES DO RIM (SHEN) TONTURA, VERTIGEM, ZUMBIDO E MEMÓRIA FRACA PARA FATOS RECENTES - ESSA É UMA CARACTERÍSTICA DA ESSÊNCIA (JING - QUE É DE NATUREZA YIN) DE RIM (SHEN), FALHANDO EM PRODUZIR A *MEDULA, QUE SE TORNA INSUFICIENTE PARA NUTRIR O CÉREBRO (MAR DA MEDULA). A TONTURA É LEVE E O ZUMBIDO É DE INÍCIO GRADUAL, COM RUÍDO SEMELHANTE AO SOM DE ÁGUA CORRENDO. GARGANTA E BOCA SECA A NOITE, SEDE COM DESEJO DE INGERIR ÁGUA EM PEQUENOS GOLES, CONSTIPAÇÃO E URINA ESCASSA E ESCURA - SINTOMAS PROVOCADOS PELA ESCASSEZ DE FLUIDOS CORPÓREOS (JIN YE), QUE CONDUZ À SECURA. ESSA SECURA É AGRAVADA A NOITE POR HAVER UM MAIOR CONSUMO DE YIN NESTE PERÍODO. CALOR NOS 5 CENTROS (PALMA DAS MÃOS, SOLA DOS PÉS E REGIÃO DO TÓRAX), SUDORESE NOTURNA A DEFICIÊNCIA DE YIN DO RIM (SHEN) NORMALMENTE PROVOCA A ASCENSÃO DO CALOR VAZIO. DE DIA, O YANG CIRCULA E NUTRE O QI DEFENSIVO (WEI QI) E DE NOITE, O YIN NUTRE O QI DEFENSIVO (WEI QI). POR ISSO, A TRANSPIRAÇÃO DIURNA É DEVIDO A DEFICIÊNCIA DO YANG (QI) E A TRANSPIRAÇÃO NOTURNA É DEVIDO A DEFICIÊNCIA DO YIN FALHANDO EM NUTRIR WEI QI, QUE DEIXA OS LÍQUIDOS ESCAPAREM. EJACULAÇÃO NOTURNA - COMO A ESSÊNCIA (JING - YIN) DE RIM (SHEN) É QUEM PRODUZ E CONTROLA O ESPERMA, UMA DEFICIÊNCIA PODE OCASIONAR PERDA DE ESPERMA A NOITE, JÁ QUE NESTE PERÍODO O YIN É MAIS REQUISITADO. LOMBALGIA E DOR NOS OSSOS - ESSES SINTOMAS ESTÃO LIGADOS À DEFICIÊNCIA DA ESSÊNCIA (JING - YIN) DE RIM (SHEN), FALHANDO EM NUTRIR OS OSSOS. LÍNGUA - VERMELHA, AUSÊNCIA DE SABURRA E RACHADURAS. PULSO - FLUTUANTE-VAZIO E RÁPIDO. EXCESSO DE TRABALHO DURANTE MUITOS ANOS. EXCESSO DE ATIVIDADE SEXUAL, ESPECIALMENTE DURANTE A ADOLESCÊNCIA, O QUE DEPAUPERA A ESSÊNCIA (JING - YIN) DE RIM (SHEN). REDUÇÃO DO JIN YE APÓS DOENÇA CRÔNICA QUE GERE MUITO CALOR. UMA HEMORRAGIA SEVERA PODE CAUSAR DEFICIÊNCIA DE SANGUE (XUE) DE FÍGADO (GAN), QUE POR SUA VEZ, PODE INDUZIR A UMA DEFICIÊNCIA DE YIN DO RIM (SHEN). O FÍGADO (GAN) E O RIM (SHEN), DIVIDEM A MESMA RAIZ. CONSUMO EXCESSIVO OU INADEQUADO DE MEDICAMENTOS TÔNICOS PODE INDUZIR A EXCESSOS, QUE POR SUA VEZ, DEPAUPERAM O YIN CORPÓREO. NUTRIR O YIN DO RIM (SHEN). SE HOUVER, CONTER CALOR VAZIO. VC4 COALESCENTE (VC BP F R) E ALARME DE ID R3 IU E FONTE DE RIM R6 CONFLUENTE (YINQIAO) R10 HO MAR DE RIM R9 COALESCENTE (R YINWEI MAI) USAR MÉTODO DE TONIFICAÇÃO. 5

dr-cesar TERAPIAS ENERGÉTICAS CURSOS AMBULATÓRIO E CONSULTORIA

dr-cesar TERAPIAS ENERGÉTICAS CURSOS AMBULATÓRIO E CONSULTORIA PRINCIPAIS SÍNDROMES Autor - Wanderley Rocha Casalecchi PADRÕES DO FÍGADO (GAN) ESTAGNAÇÃO DO QI DO FÍGADO (GAN) MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS: SENSAÇÃO DE DISTENSÃO E DOR NOS HIPOCÔNDRIOS - NO NÍVEL FÍSICO A

Leia mais

ELABORAR UM QUESTIONÁRIO

ELABORAR UM QUESTIONÁRIO INTERROGATÓRIO ANAMNESE ELABORAR UM QUESTIONÁRIO DIRECIONAR AS PERGUNTAS INICIALMENTE TOMANDO POR BASE OS 8 CRITÉRIOS, SUBSTÂNCIAS FUNDAMENTAIS, ZANG FU E ETIOPATOGENIA. DEIXAR QUE O PACIENTE JUSTIFIQUE

Leia mais

Interrogatório DOR. No CD Rom

Interrogatório DOR. No CD Rom Interrogatório No CD Rom - Um artigo complementar sobre a importância do Interrogatório na MTC. - Modelo de Ficha de Avalição de pacientes. Imprima Frente e Verso. ANAMNESE ELABORAR UM QUESTIONÁRIO DIRECIONAR

Leia mais

OITO PRINCÍPI P O I S

OITO PRINCÍPI P O I S OITO PRINCÍPIOS TEM COMO FUNÇÃO IDENTIFICAR, ATRAVÉS DOS DADOS OBTIDOS DO PACIENTE: A LOCALIZAÇÃO DA DESARMONIA A NATUREZA DA DESARMONIA AS CONDIÇÕES DOS FATORES PATOGÊNICOS E DE RESISTÊNCIA DO ORGANISMO

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 07. Acerca da história da Acupuntura, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO:

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 07. Acerca da história da Acupuntura, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO: 8 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 07 QUESTÃO 17 Acerca da história da Acupuntura, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO: a) Há 3.000 anos, agulhas de bronze e a pedra bian eram usadas como

Leia mais

11 pontos bilaterais Natureza YIN Elemento Metal Acoplado ao Intestino Grosso (DACHANG)

11 pontos bilaterais Natureza YIN Elemento Metal Acoplado ao Intestino Grosso (DACHANG) O Pulmão (FEI) 11 pontos bilaterais Natureza YIN Elemento Metal Acoplado ao Intestino Grosso (DACHANG) 1 O Pulmão (FEI) QI Pulmão (FEI) tem a função de dirigir o QI e a Respiração. O QI do ar junta-se

Leia mais

SANGUE (XUE) NA MTC, O XUE É UMA FORMA DE QI, MUITO DENSO E MATERIAL

SANGUE (XUE) NA MTC, O XUE É UMA FORMA DE QI, MUITO DENSO E MATERIAL SANGUE (XUE) NA MTC, O XUE É UMA FORMA DE QI, MUITO DENSO E MATERIAL SANGUE É INSEPARÁVEL DO QI, JÁ QUE O QI PROPORCIONA VIDA AO XUE, SEM O QUAL ELE SERIA UM FLUIDO INERTE XUE DERIVA EM SUA MAIORIA DO

Leia mais

Elementos de Fisiologia Feminina Tradicional

Elementos de Fisiologia Feminina Tradicional Centro Brasileiro de Acupuntura Acupuntura Aplicada a Ginecologia e Obstetrícia Prof.: Marcelo Brum Elementos de Fisiologia Feminina Tradicional Aparelho Genital Feminino: Abrange: Útero; Ovários; Trompas

Leia mais

** Pessoas jovens com má alimentação e estresse emocional que também geram vento no Fígado também estão propícios a ter Parkinson.

** Pessoas jovens com má alimentação e estresse emocional que também geram vento no Fígado também estão propícios a ter Parkinson. Doença de Parkinson A Doença de Parkinson é uma síndrome caracterizada por lentidão de movimento, rigidez e tremor resultante de disfunção nos glânglios da base, com diminuição da dopamina e aumento da

Leia mais

FLUIDOS CORPÓREOS (JIN YE) YE = FLUIDO DE ORGANISMOS VIVOS (DAS FRUTAS, POR EXEMPLO)

FLUIDOS CORPÓREOS (JIN YE) YE = FLUIDO DE ORGANISMOS VIVOS (DAS FRUTAS, POR EXEMPLO) FLUIDOS CORPÓREOS (JIN YE) OU FLUIDOS ORGÂNICOS JIN = ÚMIDO = ALGO LÍQUIDO YE = FLUIDO DE ORGANISMOS VIVOS (DAS FRUTAS, POR EXEMPLO) JIN - FLUIDOS YE - LÍQUIDOS PUROS, CLAROS, AQUOSOS, DILUÍDOS TURVOS,

Leia mais

Padrões de Desarmonia do Movimento Metal

Padrões de Desarmonia do Movimento Metal [Digite texto] Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária Padrões de Desarmonia do Movimento Metal Prof a. Márcia Valéria Rizzo Scognamillo marciascognamillo@yahoo.com.br Junho de 2011 Geral I.

Leia mais

CIRCULAÇÃO-SEXO Meridiano do PERICÁRDIO (MP) ou Mestre do Coração (MC) Estação: Verão Horário: 19 às 21 h Elemento: Fogo Yin CARACTERÍTICAS GERAIS Também conhecido como Mestre do Coração (MC), possui 9

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DE PADRÕES DE ACORDO COM OS OITO PRINCÍPIOS

IDENTIFICAÇÃO DE PADRÕES DE ACORDO COM OS OITO PRINCÍPIOS IDENTIFICAÇÃO DE PADRÕES DE ACORDO COM OS OITO PRINCÍPIOS Aplicação dos 8 princípios Aplicável em todos os casos, para doenças interiores e exteriores Divisão : Exterior-Interior Calor-Frio: Calor por

Leia mais

EMBRIOLOGIA ENERGÉTICA

EMBRIOLOGIA ENERGÉTICA EMBRIOLOGIA ENERGÉTICA FECUNDAÇÃO: ovócito + espermatozóide multiplicação celular durante os primeiros dias o embrião tem forma arredondada (fase de mórula) por volta do 12 º dia, vai passando para uma

Leia mais

Célia Regina Whitaker Carneiro 2012. crwcarneiro@terra.com.br

Célia Regina Whitaker Carneiro 2012. crwcarneiro@terra.com.br Célia Regina Whitaker Carneiro 2012 crwcarneiro@terra.com.br - TEORIA DO YIN/YANG - TEORIA DOS CINCO MOVIMENTOS - TEORIA DOS ZANG FU 6 pares de Canais de Energia Principais: 5 pares de Zang/Fu que compõem

Leia mais

ACUPUNTURA NO TRATAMENTO DE CEFALÉIAS. Camille Elenne Egídio INSTITUTO LONG TAO

ACUPUNTURA NO TRATAMENTO DE CEFALÉIAS. Camille Elenne Egídio INSTITUTO LONG TAO ACUPUNTURA NO TRATAMENTO DE CEFALÉIAS Camille Elenne Egídio INSTITUTO LONG TAO Se o problema tem solução, não esquente a cabeça, porque tem solução. Se o problema não tem solução, não esquente a cabeça,

Leia mais

LOMBALGIA. Segundo Bernard Auteroche. instituto de acupuntura tradicional 1

LOMBALGIA. Segundo Bernard Auteroche. instituto de acupuntura tradicional 1 LOMBALGIA Segundo Bernard Auteroche instituto de acupuntura tradicional 1 instituto de acupuntura tradicional 2 Fisiologia Energética n A MTC, através da acupuntura, nos ensina que o corpo humano é recoberto

Leia mais

Etiopatogenia e Fisiopatologia

Etiopatogenia e Fisiopatologia ETFP 1 Etiopatogenia e Fisiopatologia O corpo humano tem a capacidade de resistir a diversos fatores patógenos para manter o equilíbrio relativo entre o interior do corpo e o mundo exterior. Esta capacidade

Leia mais

Problemas Gastro-Intestinais

Problemas Gastro-Intestinais Problemas Gastro-Intestinais Parâmetros Ocidentais Vômito; Dor na região abdominal, gástrica, etc. Gastrite, Úlcera, Diarréia, Prisão de ventre (constipação) Cólica, Vermes. Anamnese: Tipo de dor ou desconforto:

Leia mais

CURSO DE FITOTERAPIA TRADICIONAL CHINESA PADRÕES ENERGÉTICOS

CURSO DE FITOTERAPIA TRADICIONAL CHINESA PADRÕES ENERGÉTICOS CURSO DE FITOTERAPIA TRADICIONAL CHINESA FÓRMULAS MAGISTRAIS CHINESAS PADRÕES ENERGÉTICOS SP 05/07/09 1 Oito princípios: Exterior: Cefálico Cefaléia capacete, costalgia Pulso superficial Face inespecífica

Leia mais

TRATAMENTO PARA MIOMA. INSTITUTO Long Tao

TRATAMENTO PARA MIOMA. INSTITUTO Long Tao TRATAMENTO PARA MIOMA INSTITUTO Long Tao Mioma Uterino DEFINIÇÃO: É UM TUMOR BENIGNO QUE SURGE QUANDO UMA CÉLULA DO ÚTERO DA MULHER COMEÇA A SE MULTIPLICAR DE FORMA DESORDENADA. Definição na MTC: O mioma

Leia mais

Ba gang 8 Princípios de Diagnóstico

Ba gang 8 Princípios de Diagnóstico I. INTRODUÇÃO Ba gang 8 Princípios de Diagnóstico Para se fazer qualquer tratamento em M.T.C, que seja mais do que meramente sintomático, é preciso um diagnóstico correto da disfunção em curso. O diagnóstico

Leia mais

S/s cansaço, letargia, fraqueza, problemas de apetite, distensão abdominal, fezes soltas e insegurança.

S/s cansaço, letargia, fraqueza, problemas de apetite, distensão abdominal, fezes soltas e insegurança. Síndromes do Baço Deficiência do Qi do Baço S/s cansaço, letargia, fraqueza, problemas de apetite, distensão abdominal, fezes soltas e insegurança. Pulso- vazio. Língua pálida e flácida, marcas de dentes.

Leia mais

FADIGA, NEURASTENIA ou. Paulo Lessa IAMMG Instituto de Acupuntura Médica de Minas Gerais IVN SP Instituto Van Nghi São Paulo

FADIGA, NEURASTENIA ou. Paulo Lessa IAMMG Instituto de Acupuntura Médica de Minas Gerais IVN SP Instituto Van Nghi São Paulo FADIGA, NEURASTENIA ou TRANSTORNOS SOMATOFORMES Paulo Lessa IAMMG Instituto de Acupuntura Médica de Minas Gerais IVN SP Instituto Van Nghi São Paulo Sinais e sintomas relatados por pacientes com fadiga

Leia mais

Centro Brasileiro de Acupuntura Dr. Alex da Silva Santos - 3023-0965 (cons.) 8141-6637 (cel.) 22 8149-5962 1. Introdução

Centro Brasileiro de Acupuntura Dr. Alex da Silva Santos - 3023-0965 (cons.) 8141-6637 (cel.) 22 8149-5962 1. Introdução Centro Brasileiro de Acupuntura Dr. Alex da Silva Santos - 3023-0965 (cons.) 8141-6637 (cel.) 22 8149-5962 1 Introdução Vocês já viram o desenho de duas silhuetas olhando uma para a outra? Em um momento

Leia mais

FUNÇÕES DO CORAÇÃO (XIN) GOVERNAR O SANGUE (XUE)

FUNÇÕES DO CORAÇÃO (XIN) GOVERNAR O SANGUE (XUE) FUNÇÕES DO CORAÇÃO (XIN) GOVERNAR O SANGUE (XUE) * A TRANSFORMAÇÃO DO ZHENG QI EM SANGUE (XUE), OCORRE NO CORAÇÃO. * O CORAÇÃO É RESPONSÁVEL PELA CIRCULAÇÃO DO SANGUE (XUE) NO ORGANISMO. CONTROLAR OS VASOS

Leia mais

Prof. Henrique Adam Pasquini

Prof. Henrique Adam Pasquini Segundo a MTO Prof. Henrique Adam Pasquini RSRSRSRSRSRS... Prof. Henrique Adam Pasquini 2 INSPEÇÃO DA LÍNGUA MTC A Língua é o broto do Coração. Embriologia A Língua e o coração se originam de um mesmo

Leia mais

Dor segundo a Medicina Chinesa

Dor segundo a Medicina Chinesa XII Simpósio Brasileiro de Aperfeiçoamento em Acupuntura e Terapias Orientais Dor segundo a Medicina Chinesa Introdução Definição A IASP- International Association for the Study of Pain (Associação Internacional

Leia mais

Fernanda Bento dos Santos

Fernanda Bento dos Santos Fernanda Bento dos Santos Protetor do Coração:Invasões de fatores patogênicos exteriores Residência da Mente:Problemas mental-emocionais Centro do Tórax :doença do canal Três fatores principais que diferenciam

Leia mais

MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Acupuntura Profa. Alessandra Barone. Histórico Teoria Yin Yang Teoria dos Cinco Elementos Substâncias Vitais

MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Acupuntura Profa. Alessandra Barone. Histórico Teoria Yin Yang Teoria dos Cinco Elementos Substâncias Vitais MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Acupuntura Profa. Alessandra Barone Histórico Teoria Yin Yang Teoria dos Cinco Elementos Substâncias Vitais Medicina Tradicional Chinesa Histórico Antes de 2000 a.c Origem

Leia mais

BIOTIPOLOGIA CONSTITUCIONAL TIPO I AR YANG SUPREMO

BIOTIPOLOGIA CONSTITUCIONAL TIPO I AR YANG SUPREMO TIPO I AR YANG SUPREMO TAI YANG Características físicas: fronte larga, brilho intenso nos olhos, tórax bem desenvolvido (devido a hiperplasia do parênquima pulmonar), ombro largo, cintura proporcionalmente

Leia mais

8 Princípios ou 8 regras Apostila elaborada pela Dra. Maria Valéria D Avila Braga

8 Princípios ou 8 regras Apostila elaborada pela Dra. Maria Valéria D Avila Braga CENTRO DE PESQUISA E ESTUDO DA MEDICINA CHINESA DIREÇÃO: Prof. Dr. YSAO YAMAMURA 8 Princípios ou 8 regras Apostila elaborada pela Dra. Maria Valéria D Avila Braga A identificação dos padrões de acordo

Leia mais

Autor: Alberto Bastos Fisioterapeuta Acupunturista. ARTRITE REUMATOIDE SEGUNDO A MEDICINA CHINESA E A TERAPÊUTICA NATURAL

Autor: Alberto Bastos Fisioterapeuta Acupunturista. ARTRITE REUMATOIDE SEGUNDO A MEDICINA CHINESA E A TERAPÊUTICA NATURAL Autor: Alberto Bastos Fisioterapeuta Acupunturista. ARTRITE REUMATOIDE SEGUNDO A MEDICINA CHINESA E A TERAPÊUTICA NATURAL A artrite reumatóide é uma doença auto-imune de etiologia desconhecida, caracterizada

Leia mais

Métodos Diagnósticos na MTC. Prof. Thiago Resende

Métodos Diagnósticos na MTC. Prof. Thiago Resende Métodos Diagnósticos na MTC Prof. Thiago Resende Observações da Forma do Corpo Existem cinco diferentes maneiras de se classificar: Yin e Yang Cinco Elementos (Constitucional) Influências pré e pós natais

Leia mais

Acupuntura e Pediatria Funcional Prof. Jean Luís de Souza Diretor do IPGU Presidente da FEDUC Presidente da SOBRAFISA Massagem Pediátrica Dinastia Sui Tang (581-907 DC) Dinastia Song (960-1644) é que a

Leia mais

6/3/2015. Prof. Gustavo Vilela da Silveira, MSc

6/3/2015. Prof. Gustavo Vilela da Silveira, MSc Prof. Gustavo Vilela da Silveira, MSc Homem, 52 anos. Fome e sede frequentes há 3 anos Micções frequentes e perda de peso. Refere preferência por comidas substanciosas e álcool. Glicemia em jejum 150 (Glicosuria+)

Leia mais

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 RESPIRAÇÃO E EXCREÇÃO

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 RESPIRAÇÃO E EXCREÇÃO Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! Use canetas coloridas ou escreva palavras destacadas, para facilitar na hora de estudar. E capriche! Não se esqueça

Leia mais

AVALIAÇÃO DE ACUPUNTURA E MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

AVALIAÇÃO DE ACUPUNTURA E MEDICINA TRADICIONAL CHINESA AVALIAÇÃO DE ACUPUNTURA E MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Ficha No.: Data: Nome: Data Nasc.: Naturalidade: Estado civil: Filhos: Endereço: Profissão: Fone(s): 1. Queixa Principal (QP): 2. História da Moléstia

Leia mais

ATM CERVICALGIAS DORSALGIAS

ATM CERVICALGIAS DORSALGIAS Center-AO Centro de Pesquisa e Estudo da Medicina Chinesa Universidade Federal de São Paulo Departamento de Ortopedia e Traumatologia Disciplina de Ortopedia Setor de Medicina Chinesa-Acupuntura ATM CERVICALGIAS

Leia mais

PONTOS FONTE (YUAN) PONTOS DE CONEXÃO (LO) PONTOS DE TRANSPORTE POSTERIOR (BACK SHU) PONTOS DE COLETA FRONTAL (ALARME ou FRONT MU)

PONTOS FONTE (YUAN) PONTOS DE CONEXÃO (LO) PONTOS DE TRANSPORTE POSTERIOR (BACK SHU) PONTOS DE COLETA FRONTAL (ALARME ou FRONT MU) 1 PONTOS FONTE (YUAN) PONTOS DE CONEXÃO (LO) PONTOS DE TRANSPORTE POSTERIOR (BACK SHU) PONTOS DE COLETA FRONTAL (ALARME ou FRONT MU) PONTOS DE ACÚMULO (XI) PONTOS DE REUNIÃO (HUI) 1- PONTOS FONTE (YUAN)

Leia mais

Acupuntura e o Diafragma

Acupuntura e o Diafragma Observações sobre Acupuntura e o Diafragma Mikael Ikivesi Tao Tao Project (Finlândia) http://kiinalainenlaaketiede.fi/taotao Tradução e Adaptação para Português Leo Silveira Projeto Medicina Chinesa Clássica

Leia mais

Acupuntura em Cardiologia Funcional. Prof. Ms. Jean Luis de Souza. Diretor Geral: IPGU

Acupuntura em Cardiologia Funcional. Prof. Ms. Jean Luis de Souza. Diretor Geral: IPGU Acupuntura em Cardiologia Funcional Prof. Ms. Jean Luis de Souza Presidente SOBRAFISA NACIONAL Diretor Geral: IPGU Acupuntura em Cardiologia Energética Funcional * PROGRAMA * SISTEMA CARDIOVASCULAR * ELEMENTOS

Leia mais

Principais propriedades físicas da água.

Principais propriedades físicas da água. BIOQUÍMICA CELULAR Principais propriedades físicas da água. Muitas substâncias se dissolvem na água e ela é comumente chamada "solvente universal". Por isso, a água na natureza e em uso raramente é pura,

Leia mais

Dietoterapia. Dietoterapia. Dietoterapia 14/11/2014. Alimentação Natural para cães segunda MVTC. Medicina Tradicional Chinesa

Dietoterapia. Dietoterapia. Dietoterapia 14/11/2014. Alimentação Natural para cães segunda MVTC. Medicina Tradicional Chinesa Alimentação Natural para cães segunda MVTC Quais são as 5 bases da Medicina Tradicional Chinesa? Carolina C. T. Haddad ACUVET Congresso Paulista de Especialidades Outubro/ 2014 Medicina Tradicional Chinesa

Leia mais

Problemas Gastro-Intestinais

Problemas Gastro-Intestinais Problemas Gastro-Intestinais Parâmetros Ocidentais: Vômito; Dor na região abdominal, gástrica, etc; Gastrite; Úlcera; Diarréia; Prisão de ventre (constipação / obstipação); Cólica (intestinal); Vermes.

Leia mais

O TUI NA NO TRATAMENTO DA ANSIEDADE

O TUI NA NO TRATAMENTO DA ANSIEDADE O TUI NA NO TRATAMENTO DA ANSIEDADE ANSIEDADE A ansiedade é uma reação ligada ao instinto de sobrevivência frente a situações e momentos de medo, perigo ou de tensão, que prepara a pessoa para o que poderá

Leia mais

Tratamento das patologias vestibulares segundo a MVTC. Carolina C. T. Haddad Congresso da ABRAVET Março de 2012

Tratamento das patologias vestibulares segundo a MVTC. Carolina C. T. Haddad Congresso da ABRAVET Março de 2012 Tratamento das patologias vestibulares segundo a MVTC Carolina C. T. Haddad Congresso da ABRAVET Março de 2012 Sistema Vestibular Introdução Função: transmitir a informação do ouvido interno até o cérebro

Leia mais

A Vesícula Biliar (DAN)

A Vesícula Biliar (DAN) A Vesícula Biliar (DAN) 44 pontos bilaterais Natureza YANG Elemento Madeira Acoplado ao Fígado (GAN) A Vesícula Biliar (DAN) A Vesícula Biliar (DAN) é considerada uma víscera de comportamento particular,

Leia mais

TRATAMENTO DE HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA POR ACUPUNTURA

TRATAMENTO DE HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA POR ACUPUNTURA IVANI PERIN BRANCO TRATAMENTO DE HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA POR ACUPUNTURA Trabalho de Conclusão apresentada ao Curso de Especialização em Acupuntura do CIEPH Centro Integrado de Estudos e Pesquisas

Leia mais

CANAIS E COLATERAIS (JING-LUO)

CANAIS E COLATERAIS (JING-LUO) CANAIS E COLATERAIS (JING-LUO) A TEORIA DE JING-LUO ESTUDA AS ALTERAÇÕES FISIOPATOLÓGICAS DOS CANAIS E COLATERAIS E A RELAÇÃO ENTRE ESTES E OS ÓRGÃOS INTERNOS DO CORPO JING-LUO É O NOME DADO AO CONJUNTO

Leia mais

Título Resumido. Poço (Jing)

Título Resumido. Poço (Jing) Analgesia Tendinomuscular pelo Ponto Poço (Jing) Material elaborado pelo corpo docente da EBRAMEC / CIEFATO Para os cursos da Escola Brasileira de Medicina Chinesa Direção Geral: Dr. Reginaldo de Carvalho

Leia mais

Aula de Localização de Pontos e Meridianos do Movimento Metal. Pulmão e Intestino Grosso. Instituto Quallitas. Novembro de 2009.

Aula de Localização de Pontos e Meridianos do Movimento Metal. Pulmão e Intestino Grosso. Instituto Quallitas. Novembro de 2009. Aula de Localização de Pontos e Meridianos do Movimento Metal Pulmão e Intestino Grosso Instituto Quallitas Novembro de 2009 Funções do Pulmão 1. Governar Qi e a Respiração Controla o Qi da respiração

Leia mais

DIAGNÓSTICO NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

DIAGNÓSTICO NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA DIAGNÓSTICO NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA A base do diagnóstico da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), está na observação dos sinais e sintomas do paciente, uma vez que eles refletem a condição dos Sistemas

Leia mais

Mantra tibetano para chamar o Buda da saúde

Mantra tibetano para chamar o Buda da saúde Mantra tibetano para chamar o Buda da saúde Om muni muni maha muni sakya muni soha Om tare tutare turê soha... 1 Pulsologia Chinesa os vinte e oito pulsos patológicos" Delvo Ferraz da Silva 2 Teorias de

Leia mais

Zang - Fu. Dr. Roberto Caron Cesac 2011

Zang - Fu. Dr. Roberto Caron Cesac 2011 Zang - Fu Dr. Roberto Caron Cesac 2011 Conceito A Teoria Zang- Fu é o centro da Teoria da Medicina Tradicional Chinesa, por ser a que melhor expressa a visão da Medicina Chinesa do organismo humano com

Leia mais

Prof. Carolina C. T. Haddad. Instituto Bioethicus. Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária PULSOLOGIA

Prof. Carolina C. T. Haddad. Instituto Bioethicus. Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária PULSOLOGIA Instituto Bioethicus Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária PULSOLOGIA A arte da palpação é de extrema importância dentro do exame semiológico da Medicina Veterinária Tradicional Chinesa e a

Leia mais

ACUPUNTURA COMO TRATAMENTO AUXILIAR NAS ALTERAÇÕES COMPORTAMENTAIS EM CÃES

ACUPUNTURA COMO TRATAMENTO AUXILIAR NAS ALTERAÇÕES COMPORTAMENTAIS EM CÃES Lúcia Maria Rondas da Silveira ACUPUNTURA COMO TRATAMENTO AUXILIAR NAS ALTERAÇÕES COMPORTAMENTAIS EM CÃES INSTITUTO QUALITTAS 2009 2 Lúcia Maria Rondas da Silveira ACUPUNTURA COMO TRATAMENTO AUXILIAR NAS

Leia mais

MERIDIANO DO PULMÃO 11 PONTOS PONTO LOCALIZAÇÃO FUNÇÃO PAREDE TORÁCIA ANTERIOR, 1 CUN ABAIXO DE P2

MERIDIANO DO PULMÃO 11 PONTOS PONTO LOCALIZAÇÃO FUNÇÃO PAREDE TORÁCIA ANTERIOR, 1 CUN ABAIXO DE P2 MERIDIANO DO PULMÃO 11 PONTOS PONTO LOCALIZAÇÃO FUNÇÃO P1 NA PARTE SUPERIOR LATERAL DA PAREDE TORÁCIA ANTERIOR, 1 CUN ABAIXO DE P2 P2 P3 NA PARTE SUPERIOR LATERAL DA PAREDE TORÁCICA ANTERIOR, ACIMA DA

Leia mais

RYODORAKU. Mensuração Diagnóstica Eletrônica POR DENISE DARIN

RYODORAKU. Mensuração Diagnóstica Eletrônica POR DENISE DARIN RYODORAKU Mensuração Diagnóstica Eletrônica POR DENISE DARIN SIGNIFICADO DO RYODORAKU Ryo significa boa, Do conduzir e Raku linha ou canal. Caminhos Permeáveis (Linha de boa eletrocondutividade). É um

Leia mais

Caso 1. nda. Pulso Flutuante e lentificado.

Caso 1. nda. Pulso Flutuante e lentificado. Caso 1 Paciente com dor e limitação de movimento do pescoço o háh um dia. Acompanha cefaléia occipital, dores pelo corpo, tosse, secreção nasal clara e febre baixa sem transpiração. Língua nda. Pulso Flutuante

Leia mais

AULA DE HÉRNIA DE DISCO: TTO. ATRAVÉS DA ACUPUNTURA

AULA DE HÉRNIA DE DISCO: TTO. ATRAVÉS DA ACUPUNTURA AULA DE HÉRNIA DE DISCO: TTO. ATRAVÉS DA ACUPUNTURA A doença não é uma Entidade mas uma condição flutuante do corpo do paciente, uma batalha entre a substância da doença e a tendência natural do corpo

Leia mais

Prof. Msc. Eduardo B. Vasconcelos Prof. Msc. Jean Luís de Souza

Prof. Msc. Eduardo B. Vasconcelos Prof. Msc. Jean Luís de Souza Prof. Msc. Eduardo B. Vasconcelos Prof. Msc. Jean Luís de Souza ÓRGÃOS E VÍSCERAS Manifestação dos Ocultos ZÀNG FÚ FÚ Extraordinário Yin Yang Yang Xue e Jing Qi ocos Não é tocado pelos cereais C, P, BP,

Leia mais

diclofenaco sódico Merck S/A Cápsulas 100 mg

diclofenaco sódico Merck S/A Cápsulas 100 mg diclofenaco sódico Merck S/A Cápsulas 100 mg diclofenaco sódico Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 APRESENTAÇÕES Embalagens contendo 10 cápsulas. USO ORAL - USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada cápsula contém:

Leia mais

de avaliação Paulo Minoru Minazaki Junior Palestra supervisionado pelos professores Edgar Cantelli e Helena Guimarães

de avaliação Paulo Minoru Minazaki Junior Palestra supervisionado pelos professores Edgar Cantelli e Helena Guimarães O Tui Na como método terapêutico e de avaliação Paulo Minoru Minazaki Junior Palestra supervisionado pelos professores Edgar Cantelli e Helena Guimarães Shiatsu Técnica japonesa; An Fa; Trabalha em uma

Leia mais

Estagnação, Depressão, Restrição e Estase: Esclarecimento Terminológico.

Estagnação, Depressão, Restrição e Estase: Esclarecimento Terminológico. Estagnação, Depressão, Restrição e Estase: Esclarecimento Terminológico. Título Original Stagnation, Depression, Constraint, and Stasis: Terminological Clarification Por Jason Blalack www.chinesemedicinedoc.com

Leia mais

Os Florais Australianos e suas Inter-relações com os Canais e Pontos Acupunturais. Professoras: Ana Cristina Ráu Emiliana Domingues

Os Florais Australianos e suas Inter-relações com os Canais e Pontos Acupunturais. Professoras: Ana Cristina Ráu Emiliana Domingues Os Florais Australianos e suas Inter-relações com os Canais e Pontos Acupunturais. Professoras: Ana Cristina Ráu Emiliana Domingues Florianópolis, novembro de 2008 PRINCÍPIOS DA M.T.C. 1) Estuda a energética

Leia mais

PONTOS DE ACUPUNTURA CONCEITO LOCALIZAÇÃO INSERÇÃO e MANIPULAÇÃO DAS AGULHAS MÉTODOS DE TONIFICAÇÃO E SEDAÇÃO CLASSIFICAÇÃO TE Qi

PONTOS DE ACUPUNTURA CONCEITO LOCALIZAÇÃO INSERÇÃO e MANIPULAÇÃO DAS AGULHAS MÉTODOS DE TONIFICAÇÃO E SEDAÇÃO CLASSIFICAÇÃO TE Qi PONTOS DE ACUPUNTURA CONCEITO LOCALIZAÇÃO INSERÇÃO e MANIPULAÇÃO DAS AGULHAS MÉTODOS DE TONIFICAÇÃO E SEDAÇÃO CLASSIFICAÇÃO TE Qi Dr. Henrique Sidi CONCEITO ENERGÉTICO - representação mais exterior dos

Leia mais

巴 西 中 医 学 院 bāxī zhōngyī xuéyuàn

巴 西 中 医 学 院 bāxī zhōngyī xuéyuàn CRONOBIOLOGIA CHINESA Luci Aquemi Hayashi Machado Luci.hayashi@onda.com.br Nei Su Wen (Questões Simples) os ritmos impostos pelas horas, dias, meses, anos, influenciam todos os seres vivos, inclusive os

Leia mais

CANAIS E COLATERAIS ( 經 絡 ) (JING LUO)

CANAIS E COLATERAIS ( 經 絡 ) (JING LUO) CANAIS E COLATERAIS ( 經 絡 ) (JING LUO) MERIDIANOS PRINCIPAIS (ORDINÁRIOS) (JING MAI) MERIDIANOS DISTINTOS (DIVERGENTES) (JING BIE) MERIDIANOS EXTRAORDINÁRIOS (CURIOSOS OU MARAVILHOSOS) (BA MAI) MERIDIANOS

Leia mais

Aluno (a): Turma: Data: / / Lista de exercícios de Ciências 8º ano

Aluno (a): Turma: Data: / / Lista de exercícios de Ciências 8º ano Aluno (a): Turma: Data: / / Lista de exercícios de Ciências 8º ano 1. Na pirâmide alimentar, que alimentos precisam ser consumidos em maior quantidade? a) Carboidratos complexos, como alimentos integrais

Leia mais

ACUPUNTURA TRADICIONAL CHINESA HISTÓRIA DA MEDICINA CHINESA

ACUPUNTURA TRADICIONAL CHINESA HISTÓRIA DA MEDICINA CHINESA Teoria da Acupuntura ACUPUNTURA TRADICIONAL CHINESA A Medicina Tradicional Chinesa tem obtido um desenvolvimento através do tempo, pelo menos a 3000 anos. A Acupuntura promove diversas funções, ela controla

Leia mais

INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA (IRC) Os Rins e suas funções.

INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA (IRC) Os Rins e suas funções. INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA (IRC) Os Rins e suas funções. Possuímos dois rins que têm cor vermelho-escura, forma de grão de feijão e medem cerca de 12 cm em uma pessoa adulta.localizam-se na parte posterior

Leia mais

CURSO TÉCNICO DE ENFERMAGEM ENFERMAGEM CIRÚRGICA MÓDULO III Profª Mônica I. Wingert 301E COMPLICAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS

CURSO TÉCNICO DE ENFERMAGEM ENFERMAGEM CIRÚRGICA MÓDULO III Profª Mônica I. Wingert 301E COMPLICAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS Complicações Cirúrgicas CURSO TÉCNICO DE ENFERMAGEM ENFERMAGEM CIRÚRGICA MÓDULO III Profª Mônica I. Wingert 301E COMPLICAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS 1. Complicações Circulatórias Hemorragias: é a perda de sangue

Leia mais

Acupuntura em Cardiologia Energética Funcional

Acupuntura em Cardiologia Energética Funcional Acupuntura em Cardiologia Energética Funcional * Acupuntura em Cardiologia Funcional Prof. Ms. Jean Luis de Souza Presidente SOBRAFISA SECCIONAL MINAS Gerais Diretor Geral: IPGU Acupuntura/MTC CARDIOVASCULAR

Leia mais

5. No último ano, alguma vez notou alterações da cor da sua pele, como vermelho, branco ou arroxeado?

5. No último ano, alguma vez notou alterações da cor da sua pele, como vermelho, branco ou arroxeado? Appendix 1. Portuguese version of COMPASS 31 1. No último ano, alguma vez sentiu-se fraco ou estonteado (sensação de tontura) ou teve dificuldade em pensar logo após se levantar de uma posição sentada

Leia mais

Distúrbios do Coração e dos Vasos Sangüíneos Capítulo14 - Biologia do Coração e dos Vasos Sangüíneos (Manual Merck)

Distúrbios do Coração e dos Vasos Sangüíneos Capítulo14 - Biologia do Coração e dos Vasos Sangüíneos (Manual Merck) Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Distúrbios do Coração e dos Vasos Sangüíneos Capítulo14 - Biologia do Coração e dos Vasos Sangüíneos

Leia mais

SUBSTÂNCIAS FUNDAMENTAIS QI, XUE E JIN YE

SUBSTÂNCIAS FUNDAMENTAIS QI, XUE E JIN YE SUBSTÂNCIAS FUNDAMENTAIS QI, XUE E JIN YE Elaborado por Denise Darin MEDICINA OCIDENTAL X MEDICINA ORIENTAL A Medicina Ocidental está baseada na estrutura. * A Medicina Oriental (Medicina Tradicional Chinesa)

Leia mais

DEFICIÊNCIA DO QI DO SHEN (RIM)

DEFICIÊNCIA DO QI DO SHEN (RIM) LOMBO-CIATALGIA Causas na Medicina Ocidental: Processo inflamatório local radicular, traumatismos, processos degenerativos, compressão, tumores, tensão ligamentar, osteoartrites (osteófitos), herniação

Leia mais

pontos dos meridianos REM MAI e CHONG MAI, além de outros. Assinale o Zang Fu (Órgãos e Vísceras) mais estimulado neste caso: Questão : 1

pontos dos meridianos REM MAI e CHONG MAI, além de outros. Assinale o Zang Fu (Órgãos e Vísceras) mais estimulado neste caso: Questão : 1 Questão : 1 Paciente de 75 anos procurou a acupuntura em função de um diagnóstico confirmado de Câncer de Pulmão. Queixa-se de dor intercostal intensa, mesmo apesar do uso de morfinomiméticos e profundo

Leia mais

APOSTILA AULA 2 ENTENDENDO OS SINTOMAS DO DIABETES

APOSTILA AULA 2 ENTENDENDO OS SINTOMAS DO DIABETES APOSTILA AULA 2 ENTENDENDO OS SINTOMAS DO DIABETES 1 Copyright 2014 por Publicado por: Diabetes & Você Autora: Primeira edição: Maio de 2014 Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta apostila pode

Leia mais

Canais Distintos Dr. Iriê Tadashi. Prof. Roberto Lalli www.tecnicasjaponesa.blogspot.com rlterapeuta@gmail.com

Canais Distintos Dr. Iriê Tadashi. Prof. Roberto Lalli www.tecnicasjaponesa.blogspot.com rlterapeuta@gmail.com Canais Distintos Dr. Iriê Tadashi Prof. Roberto Lalli www.tecnicasjaponesa.blogspot.com rlterapeuta@gmail.com Canais Distintos Tecnica superficial De 2mm a 5mm de inserção Agulhas mais finas 0,20 X 30mm

Leia mais

AULA DE 5 ELEMENTOS, MANOBRAS E MERIDIANOS CURSO DE TERAPIAS CORPORAIS

AULA DE 5 ELEMENTOS, MANOBRAS E MERIDIANOS CURSO DE TERAPIAS CORPORAIS AULA DE 5 ELEMENTOS, MANOBRAS E MERIDIANOS CURSO DE TERAPIAS CORPORAIS YIN ~ YANG YANG EXTROVERSÃO INQUIETAÇÃO VOZ ALTA, FALANTE INSÔNIA AÇÃO YIN INTROVERSÃO APATIA VOZ BAIXA, SILÊNCIO SONOLÊNCIA ANÁLISE

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Optiray 160 mg Iodo/ml, Solução injectável ou para perfusão

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Optiray 160 mg Iodo/ml, Solução injectável ou para perfusão FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Optiray 160 mg Iodo/ml, Solução injectável ou para perfusão Substância activa: Ioversol Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento.

Leia mais

Teoria Dos Cinco Movimentos

Teoria Dos Cinco Movimentos Teoria Dos Cinco Movimentos Constitui a base teórica da MTC. Caracteriza-se por cinco processos básicos decorrentes das qualidades de cinco elementos comuns, encontrados na natureza, e que simbolizam todos

Leia mais

L.E.R. E D.O.R.T. DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO PELA MTC. Um breve histórico Ocidental

L.E.R. E D.O.R.T. DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO PELA MTC. Um breve histórico Ocidental L.E.R. E D.O.R.T. DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO PELA MTC Um breve histórico Ocidental Acha-se que L.E.R. é um mal resultante da sociedade urbana moderna, ou seja, uma doença da atualidade, porém isso não é

Leia mais