Métodos Diagnósticos na MTC. Prof. Thiago Resende

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Métodos Diagnósticos na MTC. Prof. Thiago Resende"

Transcrição

1 Métodos Diagnósticos na MTC Prof. Thiago Resende

2 Observações da Forma do Corpo Existem cinco diferentes maneiras de se classificar: Yin e Yang Cinco Elementos (Constitucional) Influências pré e pós natais Compleição do corpo Tolerância à dor e às drogas

3 Forma do corpo abundante em Yang

4 Indica tendência ao excesso de yang Calor ou Fogo Obs: No trt. deve reduzir o yang e nutrir o Yin.

5 Forma do corpo abundante em Yin

6 Indica tendência ao excesso de Yin Frio, Umidade ou Fleuma No trt. deve ser reduzir o Yin, expelir o vento, diminuir umidade e fleuma e tonificar o Yang.

7 Forma do corpo deficiente de Yang

8 Frio, Frio-Umidade, Frio-Fleuma, Umidade-Fleuma e Fleuma-Fluidos.

9 Forma do corpo deficiente em Yin

10 Calor por Vazio ou Secura Def. de Yin ou de Jing e hiperatividade do Yang.

11 Forma do corpo com equilíbrio de Yin e Yang

12 Movimentos equilibrados e a personalidade estável; São mais adaptáveis às mudanças.

13 Forma do Corpo de Acordo com os Cinco Elementos Madeira

14 Fogo

15 Terra

16 Metal

17 Água

18 Influências Pré e Pós Natais Forma do corpo com constituição pré natal forte

19 As pessoas com compleição física forte e pele relaxada, em quem o Qi flui livremente, terão vida longa

20 Forma do corpo com constituição pré natal fraca

21 Def. de Qi, Xué, Yin ou Yang Pessoas mais facilmente invadidas por fatores exógenos.

22 Classificação de Acordo com a Compleição do Corpo Tipo robusto

23 Abundância de Yang Qi, resistência ao frio; Tendência a doenças decorrentes do Calor.

24 Tipo compacto

25 Indica que a pessoa tem circulação livre de Qi e Xué; Pode tender à Def. de Qi e Xué.

26 Tipo muscular

27 Xué abundante e Qi harmonioso; A pessoa não será invadida facilmente por fatores patogênicos.

28 Tipo delgado

29 Tendência à Def. de Qi e Xué; Def. de Yin Calor por Vazio

30 Tipo com sobrepeso

31 Umidade-Fleuma com def. de Qi

32 Classificação da Forma do Corpo de Acordo com a Tolerância à Dor e às Drogas Alta tolerância à dor e as drogas Tez relativamente escura, compleição física é grande e esqueleto forte, tendões flexíveis, músculos desatados e pele firme.

33 Baixa tolerância à dor e às drogas Músculos sólidos e pele fina, sensível e relaxada.

34 Observação da Mente, do Espírito e das Emoções A Mente é o Shen que reside no coração; O Espírito é o total dos cinco aspectos espirituais: Alma Etérea (Hun) que reside no Fígado; Alma Corpórea (Po) que reside nos Pulmões; Intelecto (Yi) que reside no Baço;

35 Pode de vontade (Zhi) que reside nos Rins; Mente propriamente dita (Shen) que reside no coração.

36 Três Aspectos do Espírito 1 - A Corporificação do Espírito Representa a manifestação física externa do Espírito no corpo; Quando forte: músculos bem desenvolvidos, olhos com brilho e com expressão viva, movimentos ágeis e reflexos aguçados;

37 Quando fraco: falta de energia, olhos sem brilho natural, cútis sem brilho, movimentos lentos, andar vacilante e reflexos lentos.

38 2 - A Vitalidade de Espírito É a energia que a pessoa irradia; Quando é vibrante, a pessoa terá uma mente clara, muita energia, voz forte, respiração regular, pensamento claro e reflexos rápidos

39 Quando for embotada, a pessoa terá baixa energia, voz fraca, fisionomia inexpressiva, letargia, apatia e em casos graves, confusão mental.

40 3 O Lustro (brilho natural) do Espírito Refere-se ao brilho da cútis, dos cabelos e dos olhos; Se tiver brilho, a pessoa terá cútis sedosa, olhos claros cintilantes, cabelos sedosos, expressão de vivacidade;

41 Se tiver ofuscado, a pessoa terá cútis pálida, cabelos sem vida e opacos, olhos embotados, expressão apática.

42 As Três Condições do Espírito 1 Forte Olhos claros, expressão de vivacidade, voz clara, entusiasmo, respiração normal; 2 Fraco Apatia, olhos opacos, falta de entusiasmo, pensamentos confusos;

43 3 Falso Surge apenas durante o curso de doença crônica e grave, o paciente enfermo de repente parece revitalizado e animado, normalmente é um sinal de prognóstico ruim.

44 Espírito e a Constituição Existem quatro situações possíveis: Espírito forte e constituição forte: Indica que qualquer doença será fácil de ser tratada; Espírito fraco e constituição fraca: Indica um mal prognóstico; Espírito fraco e constituição forte: Indica que o prognóstico ainda é relativamente bom e que a Mente e o Espírito podem recuperar o equilíbrio;

45 Espírito forte e constituição fraca: Indica um prognóstico melhor que no caso anterior, pois o espírito forte ajudado pelo tratamento, é capaz de utilizar forças curativas do corpo.

46 O Espírito e as Emoções A emoção é avaliada por três locais de avaliação: Olhos Cútis Língua

47 Observação da Cútis A cor e lustro demonstram o estado dos Zang Fú, Yin, Yang, Qi e Xué; A cor dominante é determinada pela constitucional, raça e influências ambientais.

48 Cores da Cútis Normal: Zang Fú normais; Branca: Def. de Yang; Pardacenta: Def. de Qi do BP com Umidade; Amarela: Def. crônica e Def. de Xué; Vermelha: Calor por Plenitude; Azulada-Esverdeada: Estagnação do Qi do Fígado;

49 Escura: Def. grave do Yin do Rim; Roxa: Estase grave de Xué.

50 Observação dos Movimentos do Corpo Cabeça Tremor: Vento do Fígado; Rigidez do Pescoço: Invasão de Vento Externo;

51 Face Desvio do olhar e da boca: Golpe do Vento, indica vento interno afetando os músculos da face;

52 Paralisia Facial (Paralisia de Bell): Invasão de vento externo nos mm da face e também nos canais Yang Brilhante.

53 Tique Facial Estagnação do Qi do Fígado Def. de Xué no Fígado Vento do Fígado Vento do Fígado com Fleuma e Vento Externo.

54 Paralisia (Tan Huan) Invasão de Umidade Externa em conjunto com Deficiência do E e BP (incapacidade de transportar o Qi para os membros).

55 Tremor ou espasticidade dos membros Vento do Fígado Yang do Fígado

56 Espasmos musculares Deficiência de Yang Deficiência de Qi e Xué

57 Opistótomo Vento do Fígado que lesa o Xué proveniente de uma doença febril.

58 Contração dos Membros Def. geral de Qi e Xué Vento Interno Umidade, Fleuma

59 Hemiplegia Vento do Fígado e Fleuma

60 Tremor das Mãos Vento Interno Ascensão do Yang do Fígado

61 Tremor dos Pés Vento Interno por Vazio Def. de Xué do Fígado

62 Contração dos Dedos Def. de Xué ou do Yin Invasão de Frio

63 Observação da Cabeça, face e Cabelos Cabeça Couro cabeludo seco Def. do Yin do Fígado ou do Rim ou de ambos

64 Vermelhidão e dor no couro cabeludo Invasão aguda de Vento-Calor ou explosão do Fogo no Fígado

65 Tremor da Cabeça Vento Interno do Fígado

66 Tumefação em toda a cabeça Vento-Calor que invade o TA Superior

67 Furúnculos no couro cabeludo Fogo do Fígado Umidade-Calor no Canal do Fígado

68 Úlceras no couro cabeludo Fogo do Fígado Umidade-Calor Calor no VG

69 Úlceras na região mastóidea Umidade-Calor no canal da VB Fogo do Fígado

70 Erosão do couro cabeludo Umidade-Calor no canal do Fígado Cabeça inclinada para um lado Def. do Qi do BP Def. do Mar das Medulas

71 Cabeça inclinada para trás Vento Interno do Fígado Fechamento tardio das fontanelas Def. do Rim Yang

72 FACE Acne Umidade-Calor Def. de Qi Estase de Xué

73 Erupções papulares/maculares Calor no Pulmão Calor no Xué Edema da Face Invasão de Vento-Água nos Pulmões Def. do Yang do BP e Pulmões

74 Tumefação e vermelhidão da face Vento-Calor Tumefação, vermelhidão e dor nas bochechas Vento-Calor com Calor Tóxico

75 Úlceras abaixo do arco zigomático Calor Tóxico no Estômago Linhas da Face Def. de Xué Calor ou Secura

76 Desvio do olho e da boca Vento Interno Vento Externo (Bell)

77 CABELOS Queda de cabelos Def. do Xué do Fígado Def. da Essência do Rim Alopecia Fogo do Fígado Estase de Xué

78 Cabelos secos e quebradiços Def. de Xué do Fígado ou do Yin do Rim Cabelos Oleosos Umidade com ou sem calor Fleuma

79 Cabelos grisalhos precocemente Def. de Xué do Fígado ou Essência do Rim ou ambas as situações Caspa Def. de Xué do Fígado Umidade-Calor Fogo do Fígado

80 Observação dos Olhos A direção leste corresponde à cor verde e ao Fígado, que se abre no orifício dos olhos (Simple Questions) O Espírito e a Essência do Coração se reúnem nos olhos

81

82 Relação entre os Órgãos Internos e os Olhos Olhos e o Fígado O xué do fígado nutre os olhos e produz visão normal Olhos e os Rins Os rins umedecem e controlam os fluidos normais que os lubrificam

83 Olhos e o Coração Nutre os olhos e revela o estado da Mente e do Espírito Olhos e o Estômago e BP Transporta a essência dos alimentos e influenciam nas pálpebras e os músculos que controlam sua abertura e fechamento

84 Olhos e a Vesícula Biliar O canal principal da VB está intimamente ligado ao olhos por iniciar do seu canto externo Olhos e a Bexiga Está ligada aos olhos por seu canal começar no canto interno

85 Olhos e o Intestino Delgado Um ramo do canal do ID sai da clavícula e chega no canto externo e interno dos olhos

86 Observação do Nariz O nariz era chamado na China de Salão Brilhante (ming tang) da face, local onde o yang límpido converge.

87

88 Canais que Influenciam no Nariz Pulmão se abre no nariz e controla o sentido do olfato; Intestino Grosso influencia na parte inferior do nariz ajudando também no olfato; Estômago conecta com o nariz; Canal muscular da Bexiga chega até a ponte do nariz; O VG flui para baixo através do nariz.

89 Cor Anormal Pálido Def. do Qi do Estômago e do BP com Frio por Vazio Amarelo Umidade-Calor no BP Def. crônica do Qi do BP Estase de Xué do Fígado (Amarelo Escuro Fosco)

90 Vermelho Calor no Pulmão (superior da ponte) Fogo do Fígado (parte central da ponte) Calor por plenitude ou vazio do BP (ponta do nariz)

91 Azul-Esverdeado Estase de Xué do Fígado Frio Interno Roxo-Avermelhado Estase de Xué com presença de Calor

92 Escuro Calor Extremo Extrema Def. dos Rins

93 Nariz Intumescido Umidade-Calor Fleuma ou Calor nos Pulmões, do Coração ou do Fígado.

94 Batimento das Asas do Nariz Calor nos Pulmões em condições agudas.

95 Narinas Secas Calor Vazio, afetando o canal do Pulmão ou do Estômago.

96 Sangramento Nasal Calor agitando o Xué Def. de Qi do BP que fica incapaz de manter o Xué Calor no Fígado, Estômago e Pulmões

97 Pólipos Umidade-Calor no Estômago e BP Fleuma afetando os Pulmões

98 Úlceras no Nariz Calor nos Pulmões Umidade-Calor no Estômago e no BP

99 Pápulas no Nariz Calor no Estômago Calor nos Pulmões

100 Observação de Lábios, Boca, Palato, Dentes, Gengivas e Filtro Lábios A cor reflete o estado do BP, C e F; A cor normal é vermelho-pálida

101

102 Cor Anormal dos Lábios Pálida Def. de Xué ou de Yang do BP ou do F. Vermelhos Calor por Plenitude ou por Vazio nos P, C, E, F, R e BP.

103 Roxos Estase de Xué Frio por Plenitude ou por Vazio Retenção de Fleuma nos P.

104 Azulados-Esverdeados Frio por Plenitude ou Vazio (azulados) Estase de Xué (esverdeados), afetando C, P, E ou F. Amarelo Umidade no E e no BP, pode estar associado por calor ou frio.

105 Cor anormal dos lábios na gravidez Rosados: bom estado do Vaso Penetrador (parto fácil); Pálidos: Def. de Xué (parto difícil); Cor branca e secura: Def. grave de Xué; Lábios azulados: Estase de Xué por frio; Face azulada e lábios escuros, indicam perigo.

106 Lábios Secos ou Rachados Def. de Yin do E e do BP Def. de Xué do F Lábio superior Calor no P ou Calor no IG Lábio inferior Calor no E

107 Lábios Descascados Calor no BP por Vazio Def. do Yin do BP

108 Lábios Intumescidos Calor-Umidade no E e BP

109 Lábios Trêmulos Def. do Qi do BP Def. de Xué com Vento por Vazio Fogo do E

110 Lábios Invertidos Def. grave de Yang Def. grave de Yin Colapso do Yin do BP

111 Lábios Caídos Def. do Yang do BP e do Rim

112 Boca Herpes Simples Invasão externa de Vento-Calor Umidade-Calor Def. de Yin com Calor por Vazio Calor-Umidade no IG

113 Cantos da boca rachados Calor no E Def. do Yin de E com ou sem Calor por Vazio Úlceras na Boca Calor no E Fogo do Coração (ponta da língua) Def. de Yin

114 Boca Aberta Def. de Qi do Pulmão com retenção de Fleuma Desvio da Boca Vento Interno do Fígado Estagnação do Qi do Fígado Def. Geral de Qi e do Xué

115 Salivação dos Cantos da Boca Def. do Qi do BP ou dos Pulmões Vento interno combinado com Fleuma Calor no E e BP

116 Palato Deve ter tom vermelho-pálido, ser brilhante e úmido;

117 Cores Anormais Pálido Pálido e embotado Amarelo Vermelho Roxo

118 Pálido Def. do E e BP Pálido e embotado Def. de Xué Def. de Qi e de Xué

119 Amarelo Patologia do E e do BP Vazio (amarelo e embotado) Plenitude (amarelo brilhante) Vermelho Calor por Plenitude originado do E, P e do F

120 Roxo Estase de Xué

121 Dentes e Gengivas Estão intimamente relacionados com E, IG e R.

122 Dentes Cavidades dos dentes Umidade-Calor do E Def. do Qi do E e BP Def. do R Dentes soltos Calor ou Vazio do E, IG, BP e R Def. de Yin ou Yang do R

123 Placa Calor no R e E Def. do Yin do R Dentes secos e brancos Calor externo lesando os Jing Yé Calor no E

124 Dentes secos e foscos Def. do Yin do R Def. de Xué Dentes amarelos e secos Umidade-Calor no E e no BP Def. de Yin do R Frio

125 Dentes acinzentados Def. do Yin do R com Calor por Vazio Dentes superiores úmidos e inferiores secos Def. do Yin do R com Calor por Vazio no C

126 Gengivas Gengivas inflamadas Calor Calor por Vazio no E e IG Sangramento Def. de Qi do BP Calor por Vazio no E e R Fogo Yin

127 Retraídas Def. de Qi e de Xué Fogo do E Def. de Yin do R com Calor por Vazio Exsudação de pús Fogo do E Def. grave de Qi e de Xué

128 Pálidas Def. de Qi do BP Def. de Xué Def. do Yang do BP com Frio por Vazio Vermelhas Calor ou Calor por Vazio no E e BP Fogo do E Def. do Yin do R com Calor por Vazio

129 Roxas Estase de Xué no E

130 Filtro Área entre a parte inferior do nariz e o lábio superior. Filtro achatado Def. do R Umidade-Calor no E e BP

131 Filtro com aparência de estar retesado Estase de Xué

132 Cores Anormais Filtro pálido Def. de Qi Frio por Plenitude ou Vazio Filtro vermelho Calor no Xué, amiúde no útero Vento- Calor

133 Filtro azulado-esverdeado (qing) Frio interno (azulado) Estagnação do Qi do F (esverdeado) Filtro Escuro Calor no Xué crônico Umidade-Calor no TA Inferior

134 Observação das Orelhas As orelhas e os ouvidos estão relacionadas aos Rins. O Qi do Rim se abre nos ouvidos; quando os Rins estão equilibrados, os ouvidos são capazes de detectar os cinco sons (Spiritual Axis)

135

136 Tamanho das Orelhas Grandes Abundância de Qi e de Xué Propensão a Plenitude Pequenas Def. de Qi e de Xué Propensão a Deficiência

137 Intumescidas Calor ou Umidade-Calor da VB Vento-Água nos P Contraídas Def. de Jing Yé provocada pelo Calor Def. de Yin

138 Hélice Seca e Contraída Estase de Xué, combinada com Umidade- Calor Def. de Yin do R

139 Feridas nas Orelhas Calor do F e VB Vento-Calor nos canais Yang Menor

140 Verrugas nas Orelhas Calor no F e VB Calor no Canal do E

141 Cores Anormais Hélice Amarela Umidade-Calor Hélice Pálida Def. do Yang (pálida e brilhante) Def. de Xué (pálida e embotada)

142 Hélice azulado-esverdeada (qing) Estase de Xué Calor (esverdeada) Frio (azulada) Hélice Escura Estase de Xué Calor crônico Def. Yin do R (esverdeada-escura)

143 Hélice Vermelha Calor do C e dos P Calor nos canais Yang menor Umidade-Calor no F e VB Vermelhidão na parte posterior da orelha Invasão de Vento-Calor

144 Tumefação e vermelhidão da concha Umidade-calor no F e na VB Def. Yin do R com Calor por Vazio

145 Vasos Sanguíneos das Orelhas Distendidos Def. de Qi do P com retenção de Fleuma Estase de Xué

146 Produção Excessiva de Cera Fleuma Umidade-Calor no F e na VB Def. de Yang do BP e do R Def. do Yin do R com Calor por Vazio

147 Secreção dos Ouvidos Vento-Calor afetando os canais Yang Menor Umidade-Calor no F e VB Def. Yin do R com Calor por Vazio Def. do Qi do BP com Umidade

148 Observação da Garganta e do Pescoço

149 Garganta Vermelhidão na garganta Calor por Plenitude ou por Vazio do C ou dos P.

150 Bócio Estagnação do Qi do F com Fleuma Def. do BP Def. do Yin do C e do F com Fleuma

151 Pulsação da artéria carótida Transbordamento de água para o C Fleuma crônica nos P

152 Observação da Faringe

153 Vermelho-Escura: Calor Vermelho-Pálida: Calor por Vazio Erosão, vermelhidão e tumefação: Calor Tóxico Erosão, tumefação, vermelho-amarelada: Calor no E Erosão crônica que vem e vai: Calor por Vazio

154 Secura crônica e erosão com úlceras acinzentadas: Def. grave de Yin Erosão crônica com úlceras de bordas elevadas e duras: Estase de Xué com Fleuma-Calor

155 Amígdalas Aumentadas Retenção de Umidade ou Fleuma com Def. de Qi

156 Cores Anormais Amígdalas vermelhas e aumentadas Calor ou Calor Tóxico no E e IG Amígdalas vermelhas e aumentadas com exsudato Vento-Calor Calor Tóxico no canal do E e IG

157 Amígdalas acinzentadas Estágio agudo de febre glandular (mononucleose)

158 Pescoço Comprimento do pescoço Pescoço longo

159 Sinal de boa constituição hereditária Pescoço curto

160 Constituição hereditária fraca do BP e dos R Rigidez do Pescoço Frio Estagnação do Qi do F Ascensão do Yang do F Vento do F

161 Pescoço mole Def. grave de Qi e Xué Def. do Yang do R Pescoço desviado

162 Largura do Pescoço Pescoço largo

163 Estagnação do Qi com Fleuma Fleuma com estase de Xué Fogo do F

164 Pescoço fino

165 Def. grave do Qi e do Xué Def. crônica de Yin

166 Glândulas de pescoço aumentadas

167 Invasão de Vento-Calor com Calor-Tóxico (agudo) Def. de Qi ou Yin, Estase de Xué ou de Fleuma (crônico).

168 Referência Bibliográfica Maciocia, Giovanni; Introdução de Julian Scott; Tradução Maria Inês Garbino Rodrigues. Diagnóstico na Medicina Chinesa: Um Guia Geral. Editora Roca. São Paulo, 2005.

** Pessoas jovens com má alimentação e estresse emocional que também geram vento no Fígado também estão propícios a ter Parkinson.

** Pessoas jovens com má alimentação e estresse emocional que também geram vento no Fígado também estão propícios a ter Parkinson. Doença de Parkinson A Doença de Parkinson é uma síndrome caracterizada por lentidão de movimento, rigidez e tremor resultante de disfunção nos glânglios da base, com diminuição da dopamina e aumento da

Leia mais

BIOTIPOLOGIA CONSTITUCIONAL TIPO I AR YANG SUPREMO

BIOTIPOLOGIA CONSTITUCIONAL TIPO I AR YANG SUPREMO TIPO I AR YANG SUPREMO TAI YANG Características físicas: fronte larga, brilho intenso nos olhos, tórax bem desenvolvido (devido a hiperplasia do parênquima pulmonar), ombro largo, cintura proporcionalmente

Leia mais

11 pontos bilaterais Natureza YIN Elemento Metal Acoplado ao Intestino Grosso (DACHANG)

11 pontos bilaterais Natureza YIN Elemento Metal Acoplado ao Intestino Grosso (DACHANG) O Pulmão (FEI) 11 pontos bilaterais Natureza YIN Elemento Metal Acoplado ao Intestino Grosso (DACHANG) 1 O Pulmão (FEI) QI Pulmão (FEI) tem a função de dirigir o QI e a Respiração. O QI do ar junta-se

Leia mais

O TUI NA NO TRATAMENTO DA ANSIEDADE

O TUI NA NO TRATAMENTO DA ANSIEDADE O TUI NA NO TRATAMENTO DA ANSIEDADE ANSIEDADE A ansiedade é uma reação ligada ao instinto de sobrevivência frente a situações e momentos de medo, perigo ou de tensão, que prepara a pessoa para o que poderá

Leia mais

Elementos de Fisiologia Feminina Tradicional

Elementos de Fisiologia Feminina Tradicional Centro Brasileiro de Acupuntura Acupuntura Aplicada a Ginecologia e Obstetrícia Prof.: Marcelo Brum Elementos de Fisiologia Feminina Tradicional Aparelho Genital Feminino: Abrange: Útero; Ovários; Trompas

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 07. Acerca da história da Acupuntura, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO:

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 07. Acerca da história da Acupuntura, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO: 8 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 07 QUESTÃO 17 Acerca da história da Acupuntura, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO: a) Há 3.000 anos, agulhas de bronze e a pedra bian eram usadas como

Leia mais

de avaliação Paulo Minoru Minazaki Junior Palestra supervisionado pelos professores Edgar Cantelli e Helena Guimarães

de avaliação Paulo Minoru Minazaki Junior Palestra supervisionado pelos professores Edgar Cantelli e Helena Guimarães O Tui Na como método terapêutico e de avaliação Paulo Minoru Minazaki Junior Palestra supervisionado pelos professores Edgar Cantelli e Helena Guimarães Shiatsu Técnica japonesa; An Fa; Trabalha em uma

Leia mais

CINCO ELEMENTOS E OS DESEQUILÍBRIOS ESTÉTICOS FACIAIS. Por Luciana Silva Terapeuta Natural/Ortomolecular/Acupunturista

CINCO ELEMENTOS E OS DESEQUILÍBRIOS ESTÉTICOS FACIAIS. Por Luciana Silva Terapeuta Natural/Ortomolecular/Acupunturista CINCO ELEMENTOS E OS DESEQUILÍBRIOS ESTÉTICOS FACIAIS Por Luciana Silva Terapeuta Natural/Ortomolecular/Acupunturista Cinco Elementos e as Emoções Elemento Madeira Estação do Ano: Primavera Propriedade:

Leia mais

AVALIAÇÃO DE ACUPUNTURA E MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

AVALIAÇÃO DE ACUPUNTURA E MEDICINA TRADICIONAL CHINESA AVALIAÇÃO DE ACUPUNTURA E MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Ficha No.: Data: Nome: Data Nasc.: Naturalidade: Estado civil: Filhos: Endereço: Profissão: Fone(s): 1. Queixa Principal (QP): 2. História da Moléstia

Leia mais

OITO PRINCÍPI P O I S

OITO PRINCÍPI P O I S OITO PRINCÍPIOS TEM COMO FUNÇÃO IDENTIFICAR, ATRAVÉS DOS DADOS OBTIDOS DO PACIENTE: A LOCALIZAÇÃO DA DESARMONIA A NATUREZA DA DESARMONIA AS CONDIÇÕES DOS FATORES PATOGÊNICOS E DE RESISTÊNCIA DO ORGANISMO

Leia mais

FLUIDOS CORPÓREOS (JIN YE) YE = FLUIDO DE ORGANISMOS VIVOS (DAS FRUTAS, POR EXEMPLO)

FLUIDOS CORPÓREOS (JIN YE) YE = FLUIDO DE ORGANISMOS VIVOS (DAS FRUTAS, POR EXEMPLO) FLUIDOS CORPÓREOS (JIN YE) OU FLUIDOS ORGÂNICOS JIN = ÚMIDO = ALGO LÍQUIDO YE = FLUIDO DE ORGANISMOS VIVOS (DAS FRUTAS, POR EXEMPLO) JIN - FLUIDOS YE - LÍQUIDOS PUROS, CLAROS, AQUOSOS, DILUÍDOS TURVOS,

Leia mais

Tratamento das patologias vestibulares segundo a MVTC. Carolina C. T. Haddad Congresso da ABRAVET Março de 2012

Tratamento das patologias vestibulares segundo a MVTC. Carolina C. T. Haddad Congresso da ABRAVET Março de 2012 Tratamento das patologias vestibulares segundo a MVTC Carolina C. T. Haddad Congresso da ABRAVET Março de 2012 Sistema Vestibular Introdução Função: transmitir a informação do ouvido interno até o cérebro

Leia mais

III SIMPÓSIO DE TERAPIAS COMPLEMENTARES. Microssistemas no Tratamento da DEPRESSÃO Camille Elenne Egídio

III SIMPÓSIO DE TERAPIAS COMPLEMENTARES. Microssistemas no Tratamento da DEPRESSÃO Camille Elenne Egídio III SIMPÓSIO DE TERAPIAS COMPLEMENTARES Microssistemas no Tratamento da DEPRESSÃO Camille Elenne Egídio Qi Po disse ao Huang Di: A fim de tornar a Acupuntura completa e eficaz, deve-se curar primeiro a

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DE PADRÕES DE ACORDO COM OS OITO PRINCÍPIOS

IDENTIFICAÇÃO DE PADRÕES DE ACORDO COM OS OITO PRINCÍPIOS IDENTIFICAÇÃO DE PADRÕES DE ACORDO COM OS OITO PRINCÍPIOS Aplicação dos 8 princípios Aplicável em todos os casos, para doenças interiores e exteriores Divisão : Exterior-Interior Calor-Frio: Calor por

Leia mais

SANGUE (XUE) NA MTC, O XUE É UMA FORMA DE QI, MUITO DENSO E MATERIAL

SANGUE (XUE) NA MTC, O XUE É UMA FORMA DE QI, MUITO DENSO E MATERIAL SANGUE (XUE) NA MTC, O XUE É UMA FORMA DE QI, MUITO DENSO E MATERIAL SANGUE É INSEPARÁVEL DO QI, JÁ QUE O QI PROPORCIONA VIDA AO XUE, SEM O QUAL ELE SERIA UM FLUIDO INERTE XUE DERIVA EM SUA MAIORIA DO

Leia mais

PADRÕES DO FÍGADO (GAN)

PADRÕES DO FÍGADO (GAN) PADRÕES DO FÍGADO (GAN) ESTAGNAÇÃO DO QI DO FÍGADO (GAN) SENSAÇÃO DE DISTENSÃO E DOR NOS HIPOCÔNDRIOS - NO NÍVEL FÍSICO A ESTAGNAÇÃO DE FÍGADO SE MANIFESTA PRINCIPALMENTE NESTA REGIÃO, EM AMBOS OS LADOS.

Leia mais

Prof. Carolina C. T. Haddad. Instituto Bioethicus. Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária PULSOLOGIA

Prof. Carolina C. T. Haddad. Instituto Bioethicus. Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária PULSOLOGIA Instituto Bioethicus Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária PULSOLOGIA A arte da palpação é de extrema importância dentro do exame semiológico da Medicina Veterinária Tradicional Chinesa e a

Leia mais

EMBRIOLOGIA ENERGÉTICA

EMBRIOLOGIA ENERGÉTICA EMBRIOLOGIA ENERGÉTICA FECUNDAÇÃO: ovócito + espermatozóide multiplicação celular durante os primeiros dias o embrião tem forma arredondada (fase de mórula) por volta do 12 º dia, vai passando para uma

Leia mais

MERIDIANO DO PULMÃO 11 PONTOS PONTO LOCALIZAÇÃO FUNÇÃO PAREDE TORÁCIA ANTERIOR, 1 CUN ABAIXO DE P2

MERIDIANO DO PULMÃO 11 PONTOS PONTO LOCALIZAÇÃO FUNÇÃO PAREDE TORÁCIA ANTERIOR, 1 CUN ABAIXO DE P2 MERIDIANO DO PULMÃO 11 PONTOS PONTO LOCALIZAÇÃO FUNÇÃO P1 NA PARTE SUPERIOR LATERAL DA PAREDE TORÁCIA ANTERIOR, 1 CUN ABAIXO DE P2 P2 P3 NA PARTE SUPERIOR LATERAL DA PAREDE TORÁCICA ANTERIOR, ACIMA DA

Leia mais

Acupuntura do. Acupuntura do 2 Metacarpo

Acupuntura do. Acupuntura do 2 Metacarpo Acupuntura do Material elaborado pelo corpo docente da EBRAMEC / CIEFATO Para os cursos da Escola Brasileira de Medicina Chinesa Direção Geral: Reginaldo de Carvalho Silva Filho Introdução Apresentação

Leia mais

Título Resumido. Poço (Jing)

Título Resumido. Poço (Jing) Analgesia Tendinomuscular pelo Ponto Poço (Jing) Material elaborado pelo corpo docente da EBRAMEC / CIEFATO Para os cursos da Escola Brasileira de Medicina Chinesa Direção Geral: Dr. Reginaldo de Carvalho

Leia mais

Interrogatório DOR. No CD Rom

Interrogatório DOR. No CD Rom Interrogatório No CD Rom - Um artigo complementar sobre a importância do Interrogatório na MTC. - Modelo de Ficha de Avalição de pacientes. Imprima Frente e Verso. ANAMNESE ELABORAR UM QUESTIONÁRIO DIRECIONAR

Leia mais

Rafael Vercelino Fisioterapeuta Especialista em Dor e Acupuntura

Rafael Vercelino Fisioterapeuta Especialista em Dor e Acupuntura Neuropatias sob a visão da Medicina Chinesa Rafael Vercelino Fisioterapeuta Especialista em Dor e Acupuntura Neuropatias sob a visão da Medicina Chinesa Revisão da neurofisiologia da dor, Revisão da fisiopatologia

Leia mais

DIAGNÓSTICO NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

DIAGNÓSTICO NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA DIAGNÓSTICO NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA A base do diagnóstico da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), está na observação dos sinais e sintomas do paciente, uma vez que eles refletem a condição dos Sistemas

Leia mais

Teoria Dos Cinco Movimentos

Teoria Dos Cinco Movimentos Teoria Dos Cinco Movimentos Constitui a base teórica da MTC. Caracteriza-se por cinco processos básicos decorrentes das qualidades de cinco elementos comuns, encontrados na natureza, e que simbolizam todos

Leia mais

MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Acupuntura Profa. Alessandra Barone. Histórico Teoria Yin Yang Teoria dos Cinco Elementos Substâncias Vitais

MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Acupuntura Profa. Alessandra Barone. Histórico Teoria Yin Yang Teoria dos Cinco Elementos Substâncias Vitais MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Acupuntura Profa. Alessandra Barone Histórico Teoria Yin Yang Teoria dos Cinco Elementos Substâncias Vitais Medicina Tradicional Chinesa Histórico Antes de 2000 a.c Origem

Leia mais

A Vesícula Biliar (DAN)

A Vesícula Biliar (DAN) A Vesícula Biliar (DAN) 44 pontos bilaterais Natureza YANG Elemento Madeira Acoplado ao Fígado (GAN) A Vesícula Biliar (DAN) A Vesícula Biliar (DAN) é considerada uma víscera de comportamento particular,

Leia mais

PONTOS ESPECIAIS PARA DIVERSOS TRATAMENTOS. Camille Elenne Egídio INSTITUTO LONG TAO

PONTOS ESPECIAIS PARA DIVERSOS TRATAMENTOS. Camille Elenne Egídio INSTITUTO LONG TAO PONTOS ESPECIAIS PARA DIVERSOS TRATAMENTOS Camille Elenne Egídio INSTITUTO LONG TAO "A saúde é o resultado não só de nossos atos como também de nossos pensamentos." (Mahatma Gandhi) SHIATSU TERAPIA Terapia

Leia mais

ELABORAR UM QUESTIONÁRIO

ELABORAR UM QUESTIONÁRIO INTERROGATÓRIO ANAMNESE ELABORAR UM QUESTIONÁRIO DIRECIONAR AS PERGUNTAS INICIALMENTE TOMANDO POR BASE OS 8 CRITÉRIOS, SUBSTÂNCIAS FUNDAMENTAIS, ZANG FU E ETIOPATOGENIA. DEIXAR QUE O PACIENTE JUSTIFIQUE

Leia mais

Padrões de Desarmonia do Movimento Metal

Padrões de Desarmonia do Movimento Metal [Digite texto] Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária Padrões de Desarmonia do Movimento Metal Prof a. Márcia Valéria Rizzo Scognamillo marciascognamillo@yahoo.com.br Junho de 2011 Geral I.

Leia mais

CANAIS E COLATERAIS (JING-LUO)

CANAIS E COLATERAIS (JING-LUO) CANAIS E COLATERAIS (JING-LUO) A TEORIA DE JING-LUO ESTUDA AS ALTERAÇÕES FISIOPATOLÓGICAS DOS CANAIS E COLATERAIS E A RELAÇÃO ENTRE ESTES E OS ÓRGÃOS INTERNOS DO CORPO JING-LUO É O NOME DADO AO CONJUNTO

Leia mais

ACUPUNTURA NO TRATAMENTO DE CEFALÉIAS. Camille Elenne Egídio INSTITUTO LONG TAO

ACUPUNTURA NO TRATAMENTO DE CEFALÉIAS. Camille Elenne Egídio INSTITUTO LONG TAO ACUPUNTURA NO TRATAMENTO DE CEFALÉIAS Camille Elenne Egídio INSTITUTO LONG TAO Se o problema tem solução, não esquente a cabeça, porque tem solução. Se o problema não tem solução, não esquente a cabeça,

Leia mais

FADIGA, NEURASTENIA ou. Paulo Lessa IAMMG Instituto de Acupuntura Médica de Minas Gerais IVN SP Instituto Van Nghi São Paulo

FADIGA, NEURASTENIA ou. Paulo Lessa IAMMG Instituto de Acupuntura Médica de Minas Gerais IVN SP Instituto Van Nghi São Paulo FADIGA, NEURASTENIA ou TRANSTORNOS SOMATOFORMES Paulo Lessa IAMMG Instituto de Acupuntura Médica de Minas Gerais IVN SP Instituto Van Nghi São Paulo Sinais e sintomas relatados por pacientes com fadiga

Leia mais

XI Simpósio Brasileiro de Aperfeiçoamento em Acupuntura e Terapias Orientas EBRAMEC - CIEFATO

XI Simpósio Brasileiro de Aperfeiçoamento em Acupuntura e Terapias Orientas EBRAMEC - CIEFATO XI Simpósio Brasileiro de Aperfeiçoamento em Acupuntura e Terapias Orientas EBRAMEC - CIEFATO Material elaborado pela Direção e Coordenação da EBRAMEC Direção Geral: Reginaldo de Carvalho Silva Filho Coordenação

Leia mais

Fernanda Bento dos Santos

Fernanda Bento dos Santos Fernanda Bento dos Santos Protetor do Coração:Invasões de fatores patogênicos exteriores Residência da Mente:Problemas mental-emocionais Centro do Tórax :doença do canal Três fatores principais que diferenciam

Leia mais

Prof. Henrique Adam Pasquini

Prof. Henrique Adam Pasquini Segundo a MTO Prof. Henrique Adam Pasquini RSRSRSRSRSRS... Prof. Henrique Adam Pasquini 2 INSPEÇÃO DA LÍNGUA MTC A Língua é o broto do Coração. Embriologia A Língua e o coração se originam de um mesmo

Leia mais

Acupuntura Escalpeana Craniopuntura de Yamamoto. Escola Chinesa Escola Japonesa. Professora Tânia Mara Flores Email: taniamaraflores@gmail.

Acupuntura Escalpeana Craniopuntura de Yamamoto. Escola Chinesa Escola Japonesa. Professora Tânia Mara Flores Email: taniamaraflores@gmail. Acupuntura Escalpeana Craniopuntura de Yamamoto Escola Chinesa Escola Japonesa Professora Tânia Mara Flores Email: taniamaraflores@gmail.com A craniopuntura divide-se em duas escolas: Chinesa e Japonesa

Leia mais

LOMBALGIA. Segundo Bernard Auteroche. instituto de acupuntura tradicional 1

LOMBALGIA. Segundo Bernard Auteroche. instituto de acupuntura tradicional 1 LOMBALGIA Segundo Bernard Auteroche instituto de acupuntura tradicional 1 instituto de acupuntura tradicional 2 Fisiologia Energética n A MTC, através da acupuntura, nos ensina que o corpo humano é recoberto

Leia mais

S/s cansaço, letargia, fraqueza, problemas de apetite, distensão abdominal, fezes soltas e insegurança.

S/s cansaço, letargia, fraqueza, problemas de apetite, distensão abdominal, fezes soltas e insegurança. Síndromes do Baço Deficiência do Qi do Baço S/s cansaço, letargia, fraqueza, problemas de apetite, distensão abdominal, fezes soltas e insegurança. Pulso- vazio. Língua pálida e flácida, marcas de dentes.

Leia mais

ACUPUNTURA TRADICIONAL CHINESA HISTÓRIA DA MEDICINA CHINESA

ACUPUNTURA TRADICIONAL CHINESA HISTÓRIA DA MEDICINA CHINESA Teoria da Acupuntura ACUPUNTURA TRADICIONAL CHINESA A Medicina Tradicional Chinesa tem obtido um desenvolvimento através do tempo, pelo menos a 3000 anos. A Acupuntura promove diversas funções, ela controla

Leia mais

CURSO DE FITOTERAPIA TRADICIONAL CHINESA PADRÕES ENERGÉTICOS

CURSO DE FITOTERAPIA TRADICIONAL CHINESA PADRÕES ENERGÉTICOS CURSO DE FITOTERAPIA TRADICIONAL CHINESA FÓRMULAS MAGISTRAIS CHINESAS PADRÕES ENERGÉTICOS SP 05/07/09 1 Oito princípios: Exterior: Cefálico Cefaléia capacete, costalgia Pulso superficial Face inespecífica

Leia mais

Mantra tibetano para chamar o Buda da saúde

Mantra tibetano para chamar o Buda da saúde Mantra tibetano para chamar o Buda da saúde Om muni muni maha muni sakya muni soha Om tare tutare turê soha... 1 Pulsologia Chinesa os vinte e oito pulsos patológicos" Delvo Ferraz da Silva 2 Teorias de

Leia mais

Ba gang 8 Princípios de Diagnóstico

Ba gang 8 Princípios de Diagnóstico I. INTRODUÇÃO Ba gang 8 Princípios de Diagnóstico Para se fazer qualquer tratamento em M.T.C, que seja mais do que meramente sintomático, é preciso um diagnóstico correto da disfunção em curso. O diagnóstico

Leia mais

ESTUDO DOS TRAJETOS DOS CANAIS DE ENERGIA TENDINO-MUSCULARES

ESTUDO DOS TRAJETOS DOS CANAIS DE ENERGIA TENDINO-MUSCULARES 1 ESTUDO DOS TRAJETOS DOS CANAIS DE ENERGIA TENDINO-MUSCULARES. Os Canais de Energia Tendino-Musculares não acompanham a alternância do Yang e do Yin, nem a relação Interior-Exterior, mas sim o sistema

Leia mais

Agulha de Fogo, da teoria à prática

Agulha de Fogo, da teoria à prática II Congresso Brasileiro de Medicina Chinesa Agulha de, da teoria à prática Material elaborado pelo corpo docente da EBRAMEC / CIEFATO Para os cursos da Escola Brasileira de Medicina Chinesa Direção Geral:

Leia mais

Acupuntura e Pediatria Funcional Prof. Jean Luís de Souza Diretor do IPGU Presidente da FEDUC Presidente da SOBRAFISA Massagem Pediátrica Dinastia Sui Tang (581-907 DC) Dinastia Song (960-1644) é que a

Leia mais

AULA DE HÉRNIA DE DISCO: TTO. ATRAVÉS DA ACUPUNTURA

AULA DE HÉRNIA DE DISCO: TTO. ATRAVÉS DA ACUPUNTURA AULA DE HÉRNIA DE DISCO: TTO. ATRAVÉS DA ACUPUNTURA A doença não é uma Entidade mas uma condição flutuante do corpo do paciente, uma batalha entre a substância da doença e a tendência natural do corpo

Leia mais

Etiopatogenia e Fisiopatologia

Etiopatogenia e Fisiopatologia ETFP 1 Etiopatogenia e Fisiopatologia O corpo humano tem a capacidade de resistir a diversos fatores patógenos para manter o equilíbrio relativo entre o interior do corpo e o mundo exterior. Esta capacidade

Leia mais

CIRCULAÇÃO-SEXO Meridiano do PERICÁRDIO (MP) ou Mestre do Coração (MC) Estação: Verão Horário: 19 às 21 h Elemento: Fogo Yin CARACTERÍTICAS GERAIS Também conhecido como Mestre do Coração (MC), possui 9

Leia mais

Acupuntura e o Diafragma

Acupuntura e o Diafragma Observações sobre Acupuntura e o Diafragma Mikael Ikivesi Tao Tao Project (Finlândia) http://kiinalainenlaaketiede.fi/taotao Tradução e Adaptação para Português Leo Silveira Projeto Medicina Chinesa Clássica

Leia mais

ATM CERVICALGIAS DORSALGIAS

ATM CERVICALGIAS DORSALGIAS Center-AO Centro de Pesquisa e Estudo da Medicina Chinesa Universidade Federal de São Paulo Departamento de Ortopedia e Traumatologia Disciplina de Ortopedia Setor de Medicina Chinesa-Acupuntura ATM CERVICALGIAS

Leia mais

CENTRO DE ESTUDOS FIRVAL CURSO DE ACUPUNTURA CORPO ENERGÉTICO. Elaborado por Profa. Romana de Souza Franco. 1

CENTRO DE ESTUDOS FIRVAL CURSO DE ACUPUNTURA CORPO ENERGÉTICO. Elaborado por Profa. Romana de Souza Franco. 1 CENTRO DE ESTUDOS FIRVAL CORPO ENERGÉTICO 1 CENTRO DE ESTUDOS FIRVAL INTRODUÇÃO: O corpo energético humano, às vezes chamado de corpo etéreo permeia e cerca o corpo físico sólido. É a soma dos campos de

Leia mais

CHACRAS A CONSCIÊNCIA ESPIRITUAL (Filosofia Védica Índia)

CHACRAS A CONSCIÊNCIA ESPIRITUAL (Filosofia Védica Índia) EQUILIBRIO GERAL DO CORPO CHACRAS A CONSCIÊNCIA ESPIRITUAL (Filosofia Védica Índia) A palavra chakra vem do sânscrito e significa vortex de energia. Os vórtices são percebidos pelo vidente como, espirais

Leia mais

Dietoterapia. Dietoterapia. Dietoterapia 14/11/2014. Alimentação Natural para cães segunda MVTC. Medicina Tradicional Chinesa

Dietoterapia. Dietoterapia. Dietoterapia 14/11/2014. Alimentação Natural para cães segunda MVTC. Medicina Tradicional Chinesa Alimentação Natural para cães segunda MVTC Quais são as 5 bases da Medicina Tradicional Chinesa? Carolina C. T. Haddad ACUVET Congresso Paulista de Especialidades Outubro/ 2014 Medicina Tradicional Chinesa

Leia mais

RYODORAKU. Mensuração Diagnóstica Eletrônica POR DENISE DARIN

RYODORAKU. Mensuração Diagnóstica Eletrônica POR DENISE DARIN RYODORAKU Mensuração Diagnóstica Eletrônica POR DENISE DARIN SIGNIFICADO DO RYODORAKU Ryo significa boa, Do conduzir e Raku linha ou canal. Caminhos Permeáveis (Linha de boa eletrocondutividade). É um

Leia mais

O Tratamento da Ansiedade por Intermédio da Acupuntura: Um Estudo de Caso

O Tratamento da Ansiedade por Intermédio da Acupuntura: Um Estudo de Caso 200 200 O Tratamento da Ansiedade por Intermédio da Acupuntura: Um Estudo de Caso The Treatment of Anxiety Through Acupunture: A Case Study El Tratamiento de la Ansiedad por Intermedio de la Acupuntura:

Leia mais

Centro de Acupunctura do Funchal

Centro de Acupunctura do Funchal Centro de Acupunctura do Funchal Medicina Tradicional Chinesa Dr António Franco Medicina Tradicional Chinesa Centro de Acupunctura do Funchal CAF Medicina Tradicional Chinesa Existe há pelo menos 5 mil

Leia mais

ENERGIAS. Prof. Msc. Jean Luís s de Souza

ENERGIAS. Prof. Msc. Jean Luís s de Souza ENERGIAS Prof. Msc. Jean Luís s de Souza IPGU- Unisaúde Bibliografia O aparecimento e o desenvolvimento de uma doença a será o reflexo da luta entre o correto (reto) e o o perverso (nocivo) Força a do

Leia mais

Fatores Patogênicos Externos Os Fatores Climáticos

Fatores Patogênicos Externos Os Fatores Climáticos Os Fatores Climáticos: Vento, Frio, Calor, Umidade Secura, Fogo O Vento: O Vento como líder dos fatores climáticos. (Passagem da Medicina Magico Ritualística para a Medicina Clássica) Yi Jing Vento: O

Leia mais

AULACRÂNIO-ACUPUNTURA CHINESA

AULACRÂNIO-ACUPUNTURA CHINESA AULACRÂNIO-ACUPUNTURA CHINESA NEUROANATOMIA CRÂNIO-ACUPUNTURA É UM MICROSSISTEMA DA ACUPUNTURA QUE TRATA DISTÚRBIOS NEUROLÓGICOS E/OU DISTÚRBIOS ASSOCIADOS À ELES, ATRAVÉS DO ESTÍMULO DE DETERMINADAS ZONAS

Leia mais

PONTOS FONTE (YUAN) PONTOS DE CONEXÃO (LO) PONTOS DE TRANSPORTE POSTERIOR (BACK SHU) PONTOS DE COLETA FRONTAL (ALARME ou FRONT MU)

PONTOS FONTE (YUAN) PONTOS DE CONEXÃO (LO) PONTOS DE TRANSPORTE POSTERIOR (BACK SHU) PONTOS DE COLETA FRONTAL (ALARME ou FRONT MU) 1 PONTOS FONTE (YUAN) PONTOS DE CONEXÃO (LO) PONTOS DE TRANSPORTE POSTERIOR (BACK SHU) PONTOS DE COLETA FRONTAL (ALARME ou FRONT MU) PONTOS DE ACÚMULO (XI) PONTOS DE REUNIÃO (HUI) 1- PONTOS FONTE (YUAN)

Leia mais

TODAS AS COISAS TÊM SEU TEMPO. SALOMÃO

TODAS AS COISAS TÊM SEU TEMPO. SALOMÃO TODAS AS COISAS TÊM SEU TEMPO. SALOMÃO Fertilidade Natural: Reflexologia e Shiatsu CAPÍTULO 13 Reflexologia e Shiatsu O TOQUE DA FILOSOFIA ORIENTAL O indivíduo nasce, cresce, pode ser chamado de Maria,

Leia mais

Autor: Alberto Bastos Fisioterapeuta Acupunturista. ARTRITE REUMATOIDE SEGUNDO A MEDICINA CHINESA E A TERAPÊUTICA NATURAL

Autor: Alberto Bastos Fisioterapeuta Acupunturista. ARTRITE REUMATOIDE SEGUNDO A MEDICINA CHINESA E A TERAPÊUTICA NATURAL Autor: Alberto Bastos Fisioterapeuta Acupunturista. ARTRITE REUMATOIDE SEGUNDO A MEDICINA CHINESA E A TERAPÊUTICA NATURAL A artrite reumatóide é uma doença auto-imune de etiologia desconhecida, caracterizada

Leia mais

MASSAGEM DO-IN. Claudio Prieto - Elza Rodrigues Pinheiro Prieto. Site: www.massagemdoin.net. E-Mail: contato@massagemdoin.net

MASSAGEM DO-IN. Claudio Prieto - Elza Rodrigues Pinheiro Prieto. Site: www.massagemdoin.net. E-Mail: contato@massagemdoin.net MASSAGEM DO-IN Claudio Prieto - Elza Rodrigues Pinheiro Prieto Site: www.massagemdoin.net E-Mail: contato@massagemdoin.net O QUE É? O DO-IN é uma técnica de automassagem aplicada nos pontos energéticos

Leia mais

Dor segundo a Medicina Chinesa

Dor segundo a Medicina Chinesa XII Simpósio Brasileiro de Aperfeiçoamento em Acupuntura e Terapias Orientais Dor segundo a Medicina Chinesa Introdução Definição A IASP- International Association for the Study of Pain (Associação Internacional

Leia mais

PONTOS DE ACUPUNTURA CONCEITO LOCALIZAÇÃO INSERÇÃO e MANIPULAÇÃO DAS AGULHAS MÉTODOS DE TONIFICAÇÃO E SEDAÇÃO CLASSIFICAÇÃO TE Qi

PONTOS DE ACUPUNTURA CONCEITO LOCALIZAÇÃO INSERÇÃO e MANIPULAÇÃO DAS AGULHAS MÉTODOS DE TONIFICAÇÃO E SEDAÇÃO CLASSIFICAÇÃO TE Qi PONTOS DE ACUPUNTURA CONCEITO LOCALIZAÇÃO INSERÇÃO e MANIPULAÇÃO DAS AGULHAS MÉTODOS DE TONIFICAÇÃO E SEDAÇÃO CLASSIFICAÇÃO TE Qi Dr. Henrique Sidi CONCEITO ENERGÉTICO - representação mais exterior dos

Leia mais

APOSTILA DE CIÊNCIAS

APOSTILA DE CIÊNCIAS Escola D. Pedro I Ciências - 2ª Unidade Carla Oliveira Souza APOSTILA DE CIÊNCIAS Órgão dos Sentidos Assunto do Teste SALVADOR BAHIA 2009 Os cinco sentidos fundamentais do corpo humano: O Paladar identificamos

Leia mais

XII I I S im i pós pós o B ras r i as l i e l i e r i o de o de Aper pe f r e f i e ç i oam oam n e to t e o m e

XII I I S im i pós pós o B ras r i as l i e l i e r i o de o de Aper pe f r e f i e ç i oam oam n e to t e o m e XII Simpósio Brasileiro de Aperfeiçoamento em Acupuntura e Terapias Orientais 三 Método de Três Agulhas Introdução Definição O Método de Três Agulhas é uma forma de acupuntura que utiliza seleções e combinações

Leia mais

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 RESPIRAÇÃO E EXCREÇÃO

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 RESPIRAÇÃO E EXCREÇÃO Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! Use canetas coloridas ou escreva palavras destacadas, para facilitar na hora de estudar. E capriche! Não se esqueça

Leia mais

DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA Sex, 28 de Agosto de 2009 19:57 - Última atualização Sáb, 21 de Agosto de 2010 19:16

DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA Sex, 28 de Agosto de 2009 19:57 - Última atualização Sáb, 21 de Agosto de 2010 19:16 DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA A tensão do dia a dia é a causa mais freqüente das dores de cabeça mas, elas poderem aparecer por diversas causas e não escolhem idade e sexo. Fique sabendo, lendo este artigo,

Leia mais

MICROSSISTEMAS: DENTE, OLHO, NARIZ, PÊNIS E SUAS UTILIZAÇÕES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA.

MICROSSISTEMAS: DENTE, OLHO, NARIZ, PÊNIS E SUAS UTILIZAÇÕES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA. 1 MICROSSISTEMAS: DENTE, OLHO, NARIZ, PÊNIS E SUAS UTILIZAÇÕES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA. Odecineide Gomes da Silva 1 e-mail: neide_dal@yahoo.com.br Pós-graduação em Medicina Tradicional Chinesa

Leia mais

Problemas Gastro-Intestinais

Problemas Gastro-Intestinais Problemas Gastro-Intestinais Parâmetros Ocidentais Vômito; Dor na região abdominal, gástrica, etc. Gastrite, Úlcera, Diarréia, Prisão de ventre (constipação) Cólica, Vermes. Anamnese: Tipo de dor ou desconforto:

Leia mais

Centro Brasileiro de Acupuntura Dr. Alex da Silva Santos - 3023-0965 (cons.) 8141-6637 (cel.) 22 8149-5962 1. Introdução

Centro Brasileiro de Acupuntura Dr. Alex da Silva Santos - 3023-0965 (cons.) 8141-6637 (cel.) 22 8149-5962 1. Introdução Centro Brasileiro de Acupuntura Dr. Alex da Silva Santos - 3023-0965 (cons.) 8141-6637 (cel.) 22 8149-5962 1 Introdução Vocês já viram o desenho de duas silhuetas olhando uma para a outra? Em um momento

Leia mais

Câncer de Pele. Os sinais de aviso de Câncer de Pele. Lesões pré câncerigenas. Melanoma. Melanoma. Carcinoma Basocelular. PEC SOGAB Júlia Käfer

Câncer de Pele. Os sinais de aviso de Câncer de Pele. Lesões pré câncerigenas. Melanoma. Melanoma. Carcinoma Basocelular. PEC SOGAB Júlia Käfer Lesões pré câncerigenas Os sinais de aviso de Câncer de Pele Câncer de Pele PEC SOGAB Júlia Käfer Lesões pré-cancerosas, incluindo melanoma, carcinoma basocelular e carcinoma espinocelular. Estas lesões

Leia mais

巴 西 中 医 学 院 bāxī zhōngyī xuéyuàn

巴 西 中 医 学 院 bāxī zhōngyī xuéyuàn CRONOBIOLOGIA CHINESA Luci Aquemi Hayashi Machado Luci.hayashi@onda.com.br Nei Su Wen (Questões Simples) os ritmos impostos pelas horas, dias, meses, anos, influenciam todos os seres vivos, inclusive os

Leia mais

Acupuntura em Cardiologia Funcional. Prof. Ms. Jean Luis de Souza. Diretor Geral: IPGU

Acupuntura em Cardiologia Funcional. Prof. Ms. Jean Luis de Souza. Diretor Geral: IPGU Acupuntura em Cardiologia Funcional Prof. Ms. Jean Luis de Souza Presidente SOBRAFISA NACIONAL Diretor Geral: IPGU Acupuntura em Cardiologia Energética Funcional * PROGRAMA * SISTEMA CARDIOVASCULAR * ELEMENTOS

Leia mais

OS CINCO ELEMENTOS Os cinco elementos, madeira, fogo, terra, metal e água abarcam todos os fenômenos da natureza. Trata-se de um simbolismo que se aplica também ao homem. Nei Jing. Os chineses dividiram

Leia mais

Apostila de Fitoterapia- Noções Básicas

Apostila de Fitoterapia- Noções Básicas Apostila de Fitoterapia- Noções Básicas Histórico 2000 a.c- Medicina era praticada por mulheres da tribo do Norte Asiático- Xamãs Arqueologia fez a conexão das Feiticeiras com a Medicina 600 a.c.- Medicina

Leia mais

EMOÇÕES. Mens Sana In Corpore Sano INSTITUTO LONG TAO CAMILLE ELENNE EGÍDIO

EMOÇÕES. Mens Sana In Corpore Sano INSTITUTO LONG TAO CAMILLE ELENNE EGÍDIO EMOÇÕES Mens Sana In Corpore Sano INSTITUTO LONG TAO CAMILLE ELENNE EGÍDIO Qi Po disse ao Huang Di: A fim de tornar a Acupuntura completa e eficaz, deve-se curar primeiro a mente (Shen). (Cap. 26 Su Wen

Leia mais

O auxílio da acupuntura no tratamento dos sintomas da ansiedade e depressão

O auxílio da acupuntura no tratamento dos sintomas da ansiedade e depressão 1 O auxílio da acupuntura no tratamento dos sintomas da ansiedade e depressão Luciana Gomes Cariri de Sousa1 lucianacariri@hotmail.com Dayana Priscila Maia Mejia2 Pós-graduação em Acupuntura Faculdade

Leia mais

CURSO TÉCNICO DE ENFERMAGEM ENFERMAGEM CIRÚRGICA MÓDULO III Profª Mônica I. Wingert 301E COMPLICAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS

CURSO TÉCNICO DE ENFERMAGEM ENFERMAGEM CIRÚRGICA MÓDULO III Profª Mônica I. Wingert 301E COMPLICAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS Complicações Cirúrgicas CURSO TÉCNICO DE ENFERMAGEM ENFERMAGEM CIRÚRGICA MÓDULO III Profª Mônica I. Wingert 301E COMPLICAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS 1. Complicações Circulatórias Hemorragias: é a perda de sangue

Leia mais

Medicina Tradicional Chinesa

Medicina Tradicional Chinesa Medicina Tradicional Chinesa Os Chineses acreditam que a vida e a saúde estão relacionadas diretamente ao fluxo de energia pelo corpo: "CHI". A doença se manifesta quando a energia é bloqueada. A MTC se

Leia mais

MÉTODO DE SELEÇÃO DE PONTOS MÉTODO LOCAL DISTANTE

MÉTODO DE SELEÇÃO DE PONTOS MÉTODO LOCAL DISTANTE MÉTODO DE SELEÇÃO DE PONTOS MÉTODO LOCAL DISTANTE Como selecionar pontos? Critérios para selecionar pontos Que critérios são esses? Lembrete Diagnóstico pronto antes!!! QP Diagnóstico Principio de tratamento

Leia mais

L0NGE, atrás em monte, sol cair e céu ficar em fogo. Fraco, Eu

L0NGE, atrás em monte, sol cair e céu ficar em fogo. Fraco, Eu 5 L0NGE, atrás em monte, sol cair e céu ficar em fogo. Fraco, Eu subir monte, pés d Eu molhados em erva fria. Não haver erva em cima em monte. Só haver terra, em volta, monte como cabeça de homem sem cabelo.

Leia mais

DISTÚRBIOS URINÁRIOS DISTÚRBIOS URINÁRIOS

DISTÚRBIOS URINÁRIOS DISTÚRBIOS URINÁRIOS DISTÚRBIOS URINÁRIOS 1 Calor: Fígado Coração (ID) Tr.Aquecedor Deficiência Yin Rins Estagnação Estagnação Qi Fígado Deficiência T.Aq. Deficiência Yang Rins/ Baço Estagnação Umidade Bexiga Distúrbios Urinários

Leia mais

AULA DE 5 ELEMENTOS, MANOBRAS E MERIDIANOS CURSO DE TERAPIAS CORPORAIS

AULA DE 5 ELEMENTOS, MANOBRAS E MERIDIANOS CURSO DE TERAPIAS CORPORAIS AULA DE 5 ELEMENTOS, MANOBRAS E MERIDIANOS CURSO DE TERAPIAS CORPORAIS YIN ~ YANG YANG EXTROVERSÃO INQUIETAÇÃO VOZ ALTA, FALANTE INSÔNIA AÇÃO YIN INTROVERSÃO APATIA VOZ BAIXA, SILÊNCIO SONOLÊNCIA ANÁLISE

Leia mais

ACUPUNTURA COMO TRATAMENTO AUXILIAR NAS ALTERAÇÕES COMPORTAMENTAIS EM CÃES

ACUPUNTURA COMO TRATAMENTO AUXILIAR NAS ALTERAÇÕES COMPORTAMENTAIS EM CÃES Lúcia Maria Rondas da Silveira ACUPUNTURA COMO TRATAMENTO AUXILIAR NAS ALTERAÇÕES COMPORTAMENTAIS EM CÃES INSTITUTO QUALITTAS 2009 2 Lúcia Maria Rondas da Silveira ACUPUNTURA COMO TRATAMENTO AUXILIAR NAS

Leia mais

Sento assim a MTC permite- nos saber que os dentes estão ligados, pelos meridianos, a órgãos e estruturas tecidulares à distância.

Sento assim a MTC permite- nos saber que os dentes estão ligados, pelos meridianos, a órgãos e estruturas tecidulares à distância. A Acupuntura, no paradigma de saúde tem como preocupação o perfeito equilíbrio energético entre os meridianos que interligam todos os órgãos e vísceras. Sento assim a MTC permite- nos saber que os dentes

Leia mais

dr-cesar TERAPIAS ENERGÉTICAS CURSOS AMBULATÓRIO E CONSULTORIA

dr-cesar TERAPIAS ENERGÉTICAS CURSOS AMBULATÓRIO E CONSULTORIA CRANIOPUNTURA DE YAMAMOTO - YNSA Dr. Wu Tou Kwang www.ceata.com.br Na YNSA, como em qualquer outro microssistema, não existem pontos, nem regiões delimitadas, mas apenas áreas com limites dinâmicos, variando

Leia mais

Saúde e Sexualidade na Medicina Clássica Chinesa

Saúde e Sexualidade na Medicina Clássica Chinesa Saúde e Sexualidade na Medicina Clássica Chinesa Prof. Eduardo Alexander Doutorando IMS/UERJ Rio de Janeiro 2007 O Contexto: Textos Clássicos da Medicina Os Textos de Ma Wang Dui Terapêuticas Clássicas

Leia mais

Antes de imprimir este material, considere a possibilidade de apreciá-lo no computador ou leitor de textos. Preserve o meio ambiente

Antes de imprimir este material, considere a possibilidade de apreciá-lo no computador ou leitor de textos. Preserve o meio ambiente Antes de imprimir este material, considere a possibilidade de apreciá-lo no computador ou leitor de textos. Preserve o meio ambiente SHEN LONG Curso de ACUPUNTURA TRADICIONAL CHINESA = ZANG FU = Coordenador

Leia mais