OS DIREITOS DOS TRABALHADORES NA CONSTITUIÇÃO- ARTIGO 7º

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "OS DIREITOS DOS TRABALHADORES NA CONSTITUIÇÃO- ARTIGO 7º"

Transcrição

1 OS DIREITOS DOS TRABALHADORES NA CONSTITUIÇÃO- ARTIGO 7º A nossa constituição equiparou o trabalhador urbano ao rural ao definir que são direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social, não havendo distinção entre tais categorias quanto aos direitos fixados constitucionalmente. Além disso no art. 7º- Encontramos também direitos adquiridos e tutelados pela Lei maior como forma inequívoca de demonstrar as conquistas dos trabalhadores. O seguro desemprego na hipótese de despedida sem justa causa, que visa à mantença do empregado até sua recolocação no mercado de trabalho. O fundo de garantia por tempo de serviço FGTS, a possibilidade de movimentação da conta vinculada também na hipótese de dispensa imotivada. O salário mínimo para atender as necessidades básicas do trabalhador. A irredutibilidade do salário como forma de proteção do salário, ressalvado a hipótese de convenção ou acordo coletivo. O 13º salário ou gratificação natalina como beneficio tanto para os trabalhadores ativos como aposentados Adicional noturno para aqueles que laboram em período noturno com remuneração superior ao trabalho diurno Participação nos lucros, ou resultados, desvinculada da remuneração, e, excepcionalmente, participação na gestão da empresa, conforme definido em lei. O salário família, pago em razão do dependente do trabalhador de baixa renda nos termos da lei. Jornada de trabalho não superior a 8 horas diárias e 44 horas semanais, facultada a compensação de horários e a redução da jornada mediante acordo ou convenção de trabalho. Repouso semanal remunerado preferencialmente aos domingos. Pagamento de horas extraordinárias acrescidas de pelo menos cinquenta por cento da hora normal. 1

2 Férias anuais remuneradas com, pelo menos, um terço a mais do que o salário normal, aviso prévio proporcional ao tempo de serviço, sendo no mínimo de trinta dias, nos termos da lei. Prevê ainda a licença à gestante, sem prejuízo do emprego e do salário, com a duração de cento e vinte dias e licença-paternidade. Redução dos riscos inerentes ao trabalho, por meio de normas de saúde, higiene e segurança e adicional de remuneração para as atividades penosas, insalubres ou perigosas, na forma da lei. Assistência gratuita aos filhos e dependentes, desde o nascimento até 5 (cinco) anos de idade, em creches e pré-escolas. Reconhecimento das convenções e acordos coletivos de trabalho. Aposentadoria e seguro contra acidentes de trabalho, a cargo do empregador, sem excluir a indenização a que este está obrigado, quando incorrer em dolo ou culpa. Possibilidade de cobrança através de ação, quanto aos créditos resultantes das relações de trabalho, com prazo prescricional de cinco anos para os trabalhadores urbanos e rurais, até o limite de dois anos após a extinção do contrato de trabalho. Proibição de diferença de salários, de exercício de funções e de critério de admissão, por motivo de sexo, idade, cor ou estado civil, extensivo ao portador de deficiência. Preocupação e consequente proibição de trabalho noturno, perigoso ou insalubre a menores de dezoito e de qualquer trabalho a menores de dezesseis anos, salvo na condição de aprendiz, a partir de quatorze anos. Igualdade de direitos entre o trabalhador com vínculo empregatício permanente e o trabalhador avulso. Direitos assegurados aos trabalhadores domésticos os direitos previstos nos incisos IV, VI, VIII, XV, XVII, XVIII, XIX, XXI e XXIV, bem como a sua integração à previdência social. (férias, 13º salário, aviso prévio, licença maternidade, estabilidade gestante etc.). Vamos examinar agora as relações de trabalho e de emprego. 2

3 Existe diferença entre Relação de trabalho e relação de emprego? Relação de trabalho tem caráter genérico, ou seja, a realização de atividade seja de caráter físico e ou intelectual. As relações jurídicas por terem sua prestação essencial centralizada em uma obrigação de fazer advinda de uma atividade humana que poderá ter ou não um caráter pecuniário Ex: Contrato alguém para pintar a sua casa ou reparar a sua parede etc.. Diferentemente da relação de emprego, pois como veremos para que possamos caracterizá-la, é necessária a presença de alguns requisitos. Devemos ressaltar que a relação de emprego é composta por dois sujeitos- o empregado e o empregador O primeiro elemento é o empregado, e para ser considerado empregado temos alguns requisitos. Quais são esses requisitos? Subordinação, onerosidade, habitualidade ( não eventualidade ) pessoalidade e pessoa física. Existe um fundamento legal? Art.3º da CLT Para poder definir e diferenciar as duas espécies de relação, torna-se necessário verificar, em cada caso concreto, se estão presentes os seguintes requisitos : - Havendo essas 5 características (em conjunto), estamos diante de uma relação de emprego. Subordinação -É o traço mais marcante da relação de emprego. É executada sob subordinação ao tomador de serviços, cumprindo suas ordens, podendo, inclusive aplicar sanções disciplinares. Ou seja, torna o prestador de serviço hierarquicamente dependente de quem o contratou com o poder de mando sobre o empregado. Habitualidade/ não eventualidade- Contrato de trabalho é um pacto de trato sucessivo, de forma contínua, pois trabalho eventual não consolida uma relação de emprego a ser protegida pela CLT (não constitui relação de emprego). 3

4 Devemos, no entanto observar que, em determinadas situações, pela própria característica da atividade desempenhada pelo empregado, não trabalha todos os dias, mas nem por isso não caracteriza o vínculo de emprego. Teatro em que não há espetáculos todos os dias, normalmente de 5ª a domingo. Temos então a figura do bilheteiro. Onerosidade- Significa a retribuição pelo serviço prestado. Há um sentido econômico e patrimonial, pois se fosse de forma voluntária descaracterizaria o caráter que a constitui. Observe que é um elemento diferenciador que com certeza pertence à relação de emprego. Contudo, por si só, não pode distingui-lo de uma relação de trabalho que também possui tal elemento Pessoalidade- Quando o empregador contrata determinada pessoa, há naquele ato o desejo que o serviço seja prestado por aquela pessoa determinada que reúna o perfil necessário para desempenhar as atividades, não podendo ser substituída por outra. O elemento de confiança/fidúcia o caráter intuito personae. Pessoa Física- Prestação de trabalho por pessoa física, ou seja, pessoa jurídica não pode ser contratada como empregada. PARA MELHOR VISUALIZAR OS REQUISITOS VAMOS RESUMIR? SHOPP-SUBORDINAÇÃO, HABITUALIDADE, ONEROSIDADE, PESSOA FISICA E PESSOALIDADE Vimos que há uma diferença entre relação de trabalho e de emprego, e que a CLT no artigo 3º dispõe os requisitos necessários para que seja considerado empregado e, portanto, esteja amparado por suas normas. Qual o campo de aplicação das normas de Direito do Trabalho. Vamos lá!!!! Podemos dizer que, em regra, existem três espécies de relações jurídicas reguladas pela CLT, vejamos: Relações Individuais entre empregados e empregadores e os abrangidos pela controvérsias que tenham origem nas relações de trabalho. 4

5 Relações Coletivas entre os sindicatos de empregados com o sindicato dos empregadores ou as empresas diretamente. Relações de Direito Administrativo entre o Estado e os empregados e empregadores. E quanto ao campo de aplicação? Para que possamos responder ao questionamento. devemos observar os artigos 1º e 2º da CLT. Artigo 1º - Regula as atividades individuais e coletivas de trabalho, definindo em seu artigo 2º o outro sujeito da nossa relação de emprego no caso o empregador. NOTA:A Emenda Constitucional 45/04 ampliou a competência da Justiça do Trabalho em razão da matéria a ser apreciada por ela, abrangendo não só os dissídios entre empregado e empregador, assim como as controvérsias das relações de trabalho Acabamos de ver os elementos essências para o reconhecimento do empregado tutelado pela CLT. Veremos agora alguns conhecimentos básicos, porém imprescindíveis, sobre a Carteira de Trabalho e suas anotações, antes de darmos continuidade no segundo sujeito da relação jurídica. 5

REMÉDIOS CONSTITUCIONAIS REMÉDIOS CONSTITUCIONAIS JUDICIAIS

REMÉDIOS CONSTITUCIONAIS REMÉDIOS CONSTITUCIONAIS JUDICIAIS REMÉDIOS CONSTITUCIONAIS ADMINISTRATIVOS E JUDICIAIS Remédios constitucionais administrativos São a todos assegurados, independentemente do pagamento de taxas: Direito de petição: o direito de petição

Leia mais

RENATA TIVERON NOÇÕES DE DIREITO DO TRABALHO. 1ª Edição JUN 2013

RENATA TIVERON NOÇÕES DE DIREITO DO TRABALHO. 1ª Edição JUN 2013 RENATA TIVERON NOÇÕES DE DIREITO DO TRABALHO 174 QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS GABARITADAS Seleção das Questões: Prof.ª Renata Tiveron Coordenação e Organização: Mariane dos Reis 1ª Edição JUN 2013 TODOS

Leia mais

Aluno: Educador(a): VALDIRENE Componente Curricular: DIREITO Ano/Turma: 2º Ano Turno: ( X ) Matutino ( ) Vespertino Data: / /17 NOTA: TEXTO 4

Aluno: Educador(a): VALDIRENE Componente Curricular: DIREITO Ano/Turma: 2º Ano Turno: ( X ) Matutino ( ) Vespertino Data: / /17 NOTA: TEXTO 4 Aluno: Educador(a): VALDIRENE Componente Curricular: DIREITO Ano/Turma: 2º Ano Turno: ( X ) Matutino ( ) Vespertino Data: / /17 NOTA: TEXTO 4 DIREITOS SOCIAIS Segundo Sérgio Valadão Ferraz, os direitos

Leia mais

TIPOS DE TRABALHADORES

TIPOS DE TRABALHADORES TIPOS DE TRABALHADORES 2 - EMPREGADO DOMÉSTICO CONCEITO FONTE: http://portal.mte.gov.br/trab_domestico/trab alho-domestico.htm Considera-se trabalhador doméstico aquele maior de 18 anos que presta serviços

Leia mais

NEGOCIAÇÃO COLETIVA À LUZ DA REFORMA TRABALHISTA NO BRASIL

NEGOCIAÇÃO COLETIVA À LUZ DA REFORMA TRABALHISTA NO BRASIL NEGOCIAÇÃO COLETIVA À LUZ DA REFORMA TRABALHISTA NO BRASIL Ministro Aloysio Corrêa da Veiga INTRODUÇÃO Importância da Negociação Coletiva no Mundo Atual. Artigo 1º (Constituição da República Portuguesa)

Leia mais

RENATA TIVERON a 2008

RENATA TIVERON a 2008 RENATA TIVERON DIREITO DO TRABALHO 140 QUESTÕES POR TÓPICOS TRTs FCC 2014 a 2008 ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA ADMINISTRATIVA Apostila de questões, elaborada por tópicos, segundo o conteúdo programático de

Leia mais

TJ - SP Direito Constitucional Direitos Sociais Emilly Albuquerque

TJ - SP Direito Constitucional Direitos Sociais Emilly Albuquerque TJ - SP Direito Constitucional Direitos Sociais Emilly Albuquerque 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. TÍTULO II CAPÍTULO II DOS DIREITOS SOCIAIS Art. 6º São direitos

Leia mais

Direito Constitucional. Professor Marcelo Miranda professormiranda@live.com facebook.com/professormarcelomiranda

Direito Constitucional. Professor Marcelo Miranda professormiranda@live.com facebook.com/professormarcelomiranda Direito Constitucional Professor Marcelo Miranda professormiranda@live.com facebook.com/professormarcelomiranda Direitos fundamentais de segunda geração Surgimento: necessidade de intervenção estatal em

Leia mais

Dr. Leandro Villela Cezimbra Analista Técnico FIERGS.

Dr. Leandro Villela Cezimbra Analista Técnico FIERGS. Dr. Leandro Villela Cezimbra Analista Técnico FIERGS leandro.cezimbra@fiergs.org.br JORNADA A jornada de trabalho é de 8 horas diárias, acrescida de mais duas horas extras diárias (art. 59), mediante acordo

Leia mais

Direito do Trabalho. Das Relações Laborais: O Empregado Relação de trabalho e de emprego Relações de Tabalho Lato Sensu. Professor Rodrigo Galia

Direito do Trabalho. Das Relações Laborais: O Empregado Relação de trabalho e de emprego Relações de Tabalho Lato Sensu. Professor Rodrigo Galia Direito do Trabalho Das Relações Laborais: O Empregado Relação de trabalho e de emprego Relações de Tabalho Lato Sensu Professor Rodrigo Galia www.acasadoconcurseiro.com.br www.estudaquepassa.com.br direito

Leia mais

REFORMA TRABALHISTA Fortalecimento dos ACT e CCT s

REFORMA TRABALHISTA Fortalecimento dos ACT e CCT s REFORMA TRABALHISTA Fortalecimento dos ACT e CCT s Cleber Venditti Setembro 2017 Artigo 611-A e 611-B entre outros versus exclusivamente Justificativa da comissão especial sobre o Projeto de Lei: Como

Leia mais

Prof. Cleiton Coutinho

Prof. Cleiton Coutinho Prof. Cleiton Coutinho 01.Aos empregados domésticos, a Constituição assegura os mesmos direitos que aos trabalhadores urbanos e rurais, exceto (A) repouso semanal remunerado. (B) fundo de garantia do tempo

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDOS DIREITO DO TRABALHO SUJEITOS DA RELAÇÃO DE EMPREGO

ROTEIRO DE ESTUDOS DIREITO DO TRABALHO SUJEITOS DA RELAÇÃO DE EMPREGO ROTEIRO DE ESTUDOS DIREITO DO TRABALHO SUJEITOS DA RELAÇÃO DE EMPREGO Material de Estudo Legislação: art. 2º, 3º, 6º e 7º, 62, 428-433 da CLT; 7º, XXXII e parágrafo único, da CRFB/88; Lei n.º 5.859/1972

Leia mais

PEC 66/2012. Novos direitos e muitas dúvidas para uma categoria profissional que representa 6,6 milhões de brasileiros, sendo 92% mulheres.

PEC 66/2012. Novos direitos e muitas dúvidas para uma categoria profissional que representa 6,6 milhões de brasileiros, sendo 92% mulheres. PEC 66/2012 Em 2 de abril de 2013 a emenda constitucional nº 72 que amplia os direitos das(dos) domésticas(os) foi promulgada, o que foi um avanço. A desigualdade no mundo ainda predomina, sendo que nos

Leia mais

MODERNIZAÇÃO TRABALHISTA. Lei nº , de 13 de julho de 2017

MODERNIZAÇÃO TRABALHISTA. Lei nº , de 13 de julho de 2017 MODERNIZAÇÃO TRABALHISTA Lei nº 13.467, de 13 de julho de 2017 PANORAMA ATUAL VIGÊNCIA 11 DE NOVEMBRO DE 2017 ALTERAÇÕES POR MEDIDA PROVISÓRIA Grupo de trabalho: a) Gestante em situação de insalubridade

Leia mais

PROJETO DE LEI N o, DE 2006

PROJETO DE LEI N o, DE 2006 PROJETO DE LEI N o, DE 2006 (Do Sr. JOSÉ DIVINO) Dispõe sobre a Regulamentação da Profissão de Babá. O Congresso Nacional decreta: profissão de Babá. Art. 1 o Esta lei estabelece requisitos para o exercício

Leia mais

EQUIPE DE PROFESSORES DE TRABALHO DO DAMÁSIO CURSO DE 2ª FASE DA OAB EXAME PLANO DE ESTUDO - DIREITO DO TRABALHO

EQUIPE DE PROFESSORES DE TRABALHO DO DAMÁSIO CURSO DE 2ª FASE DA OAB EXAME PLANO DE ESTUDO - DIREITO DO TRABALHO EQUIPE DE PROFESSORES DE TRABALHO DO DAMÁSIO CURSO DE 2ª FASE DA OAB EXAME 2011.2 PLANO DE ESTUDO - DIREITO DO TRABALHO 1ª SEMANA Princípios 1. Princípios norteadores do Direito do Trabalho: 1.1 Princípio

Leia mais

Indicações de bibliográficas: CLT. Leis e artigos importantes: OJ até 421 SÚMULAS TST até 444

Indicações de bibliográficas: CLT. Leis e artigos importantes: OJ até 421 SÚMULAS TST até 444 CURSO: OAB X EXAME - NOITE DISCIPLINA: DIREITO DO TRABALHO PROFESSOR: JULIANA MONTEIRO AULA 01 BLOCO: 01- MATÉRIA: INTRODUÇÃO (LEI TRABALHISTA NO TEMPO E ESPAÇO, FONTES, EMPREGADO). Indicações de bibliográficas:

Leia mais

JUNIOR DI OLIVEIRA ANALISANDO O EDITAL

JUNIOR DI OLIVEIRA ANALISANDO O EDITAL JUNIOR DI OLIVEIRA ANALISANDO O EDITAL Noções de Direito do Trabalho Analista Judiciário Área Administrativa Dos princípios e fontes do Direito do Trabalho. Dos direitos constitucionais dos trabalhadores

Leia mais

S UMÁRIO. Capítulo 1 Direito do Trabalho... 1

S UMÁRIO. Capítulo 1 Direito do Trabalho... 1 S UMÁRIO Capítulo 1 Direito do Trabalho... 1 1. Trabalho...1 1.1. Origem da palavra...1 1.2. Definição... 1 1.3. Conceito... 2 1.4. Característica...2 1.5. Divisão... 2 1.6. Fundamento...3 1.7. Breve histórico

Leia mais

RENATA TIVERON NOÇÕES DE DIREITO DO TRABALHO. 1ª Edição DEZ 2012

RENATA TIVERON NOÇÕES DE DIREITO DO TRABALHO. 1ª Edição DEZ 2012 RENATA TIVERON NOÇÕES DE DIREITO DO TRABALHO 280 QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS GABARITADAS Seleção das Questões: Prof.ª Renata Tiveron Organização e Diagramação: Mariane dos Reis 1ª Edição DEZ 2012 TODOS

Leia mais

1 CONTRATO DE TRABALHO

1 CONTRATO DE TRABALHO 1 CONTRATO DE TRABALHO DIREITO INDIVIDUAL DO TRABALHO O Direito Individual do Trabalho é a parte do Direito do Trabalho que estuda o contrato individual do trabalho e as regras legais ou normativas a ele

Leia mais

Art. - Constituição onstituição Art. 7º - III

Art. - Constituição onstituição Art. 7º - III Art. 6º - São direitos sociais a educação, a saúde, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta

Leia mais

SALÁRIOS E ADICIONAIS

SALÁRIOS E ADICIONAIS SALÁRIOS E ADICIONAIS Salário Valor do salário Salário Minimo é o pagamento realizado diretamente pelo empregador ao empregado, como retribuição pelo seu trabalho A estipulação do valor do salário hoje,

Leia mais

Direito do Trabalho Questões Dissertativas Konrad Mota Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

Direito do Trabalho Questões Dissertativas Konrad Mota Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Direito do Trabalho Questões Dissertativas Konrad Mota 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. 01. Joana contava com 12 anos de idade quando foi contratada pela empresa

Leia mais

Ensaio sobre a nova Lei dos Empregados Domésticos

Ensaio sobre a nova Lei dos Empregados Domésticos www.fagnersandes.com.br Preparando você para o sucesso! Ensaio sobre a nova Lei dos Empregados Domésticos Regulamentado pela Lei Complementar n. 150/15, empregado doméstico é aquele que presta serviços

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO PROGRAMA CURSO EXTENSÃO EM TRABALHO E PREVIDÊNCIA CAPITULO I - DIREITO DO TRABALHO -- Princípios do Direito do Trabalho -- Relação de Trabalho e Relação de Emprego Natureza jurídica:

Leia mais

LEI ORGÂNICA DA SEGURIDADE SOCIAL LEI Nº 8.212, DE 24 DE JULHO DE 1991.

LEI ORGÂNICA DA SEGURIDADE SOCIAL LEI Nº 8.212, DE 24 DE JULHO DE 1991. LEI ORGÂNICA DA SEGURIDADE SOCIAL LEI Nº 8.212, DE 24 DE JULHO DE 1991. Dispõe sobre a organização da Seguridade Social, institui Plano de Custeio, e dá outras providências. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8212cons.htm

Leia mais

Direito do Trabalho p/ TRT-CE Prof. Antonio Daud

Direito do Trabalho p/ TRT-CE Prof. Antonio Daud Direito do Trabalho p/ TRT-CE www.facebook.com/adaudjr @prof.antoniodaudjr COMO ESTUDAR DIREITO DO TRABALHO P/ TRT-CE? REFORMA TRABALHISTA? 1 Princípios e fontes do direito do trabalho. 8.4 Culpa recíproca.

Leia mais

SEMINÁRIO TRABALHISTA TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS SP 25/08/2017

SEMINÁRIO TRABALHISTA TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS SP 25/08/2017 SEMINÁRIO TRABALHISTA TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS SP 25/08/2017 Acordado sobre o legislado autorizado - art.611-a, CLT A CCT e o ACT têm prevalência sobre a Lei: 1) pacto quanto à jornada de trabalho

Leia mais

A Nova Lei do Trabalho Doméstico

A Nova Lei do Trabalho Doméstico A Nova Lei do Trabalho Doméstico Marco Antônio César Villatore 28 de agosto de 2015 Advogado Trabalhista. Pós-Doutor em Direito pela Universidade de Roma II, Tor Vergata, Doutor pela Universidade de Roma

Leia mais

Coleção Sinopses para Concursos Guia de leitura da Coleção... 17

Coleção Sinopses para Concursos Guia de leitura da Coleção... 17 Coleção Sinopses para Concursos... 15 Guia de leitura da Coleção... 17 Capítulo 1 FONTES DO DIREITO DO TRABALHO... 19 1. Conceito... 19 2. Classificação... 19 2.1. Fontes materiais... 19 2.2. Fontes formais...

Leia mais

é gratuito e não há contraprestação para quem presta o serviço não é remunerado.

é gratuito e não há contraprestação para quem presta o serviço não é remunerado. é gratuito e não há contraprestação para quem presta o serviço não é remunerado. Jornada de Trabalho Jornada em revezamento de forma ininterrupta um grupo de colaboradores assume o posto de outro a jornada

Leia mais

1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO DO TRABALHO

1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO DO TRABALHO 1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO DO TRABALHO P á g i n a 1 QUESTÃO 1 - O Decreto n. 3.197, de 5 de outubro de 1999, promulgou a Convenção n. 132, da OIT, que dispõe sobre as Férias Anuais Remuneradas. Em

Leia mais

DIREITOS BÁSICOS DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS REGIDOS PELA CLT Por Rafael Carneiro de Araújo, OAB nº Advogado SINDIMEV - BA O médico veterinário

DIREITOS BÁSICOS DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS REGIDOS PELA CLT Por Rafael Carneiro de Araújo, OAB nº Advogado SINDIMEV - BA O médico veterinário DIREITOS BÁSICOS DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS REGIDOS PELA CLT Por Rafael Carneiro de Araújo, OAB nº 28.206 Advogado SINDIMEV - BA O médico veterinário pode atuar profissionalmente com naturezas de prestação

Leia mais

ÍNDICE CURSO DE DEPARTAMENTO PESSOAL. DEPARTAMENTO PESSOAL ONLINE

ÍNDICE CURSO DE DEPARTAMENTO PESSOAL. DEPARTAMENTO PESSOAL ONLINE ÍNDICE INTRODUÇÃO... 008 DISPOSIÇÕES GERAIS... 009 Conceito de empregador... 009 Conceito de empregado... 009 Direitos do empregado... 010 ASSÉDIO MORAL E SEXUAL NO TRABALHO... 014 Assédio moral no trabalho...

Leia mais

Relação de Emprego. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Relação de Emprego. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Relação de Emprego Relação de Emprego e Relação de Trabalho Alguns têm dificuldades em diferenciar as expressões "relação de emprego" e "relação de trabalho, empregando-as, em alguns momentos, como sinônimos.

Leia mais

Professor: Joaquim Estevam de Araújo Neto Fone: (95) Protegido pela Lei nº 9.610/98 - Lei de Direitos Autorais

Professor: Joaquim Estevam de Araújo Neto Fone: (95) Protegido pela Lei nº 9.610/98 - Lei de Direitos Autorais Professor: Joaquim Estevam de Araújo Neto Fone: (95) 99112-3636 - netobv@hotmail.com Protegido pela Lei nº 9.610/98 - Lei de Direitos Autorais 1 As Férias é um direito do empregado e indisponível; As férias

Leia mais

Jornada de trabalho.

Jornada de trabalho. Jornada de trabalho. 1. Conceito: é uma medida de tempo no qual se inclui o labor diário. a) 1ª concepção: teoria do tempo efetivamente trabalhado, sendo o período do dia em que o empregado efetivamente

Leia mais

ÉTICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL

ÉTICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL ÉTICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL Centro de Ensino Superior do Amapá-CEAP Curso: Arquitetura e Urbanismo Disciplina: Ética e Legislação Profissional Assunto: Legislação Trabalhista/Construção Civil Prof.

Leia mais

DURAÇÃO DO TRABALHO. Paula Freire 2015

DURAÇÃO DO TRABALHO. Paula Freire 2015 DURAÇÃO DO TRABALHO Paula Freire 2015 Jornada Do francês, journée, trabalho realizado durante um dia, do nascer ao pôr do sol. Duração do trabalho: Tempo em que o empregado está a disposição do empregador.

Leia mais

Essa aula será moleza!!!!

Essa aula será moleza!!!! Jornada de Trabalho Essa aula será moleza!!!! Jornada de trabalho Jornada normal Prestação de serviço à disposição do empregador Com habitualidde 8 horas diárias ou 44 semanais Jornada de trabalho empresa

Leia mais

Lista de Abreviaturas... 19

Lista de Abreviaturas... 19 Sumário Lista de Abreviaturas... 19 CAPÍTULO 1 Direito Individual do Trabalho Introdução... 21 1.1 Natureza Jurídica do Direito do Trabalho... 21 1.1.1 Teoria do Direito Público... 22 1.1.2 Teoria do Direito

Leia mais

Hierarquia das Normas Trabalhistas/ Relação de Trabalho e Emprego/ Empregado e Empregador

Hierarquia das Normas Trabalhistas/ Relação de Trabalho e Emprego/ Empregado e Empregador Hierarquia das Normas Trabalhistas/ Relação de Trabalho e Emprego/ Empregado e Empregador Hierarquia das Leis Hierarquia das Normas Trabalhistas Princípio da Norma mais Favorável: Existindo duas ou mais

Leia mais

DOS DIREITOS DOS TRABALHADORES URBANOS E RURAIS. art. 7º da Constituição Federal

DOS DIREITOS DOS TRABALHADORES URBANOS E RURAIS. art. 7º da Constituição Federal DOS DIREITOS DOS TRABALHADORES URBANOS E RURAIS art. 7º da Constituição Federal ASPECTOS GERAIS 1) Os direitos trabalhistas previstos no art. 7º da CF, abrangem os trabalhadores urbanos e rurais; 2) A

Leia mais

A REFORMA TRABALHISTA

A REFORMA TRABALHISTA A REFORMA TRABALHISTA Fernando Baumgarten OAB/SC 30.627-B fernandob.adv@gmail.com (47) 99131-6611 NECESSIDADE DE REFORMA DAS REGRAS TRABALHISTAS A CLT não acompanha a evolução e os novos métodos de trabalho;

Leia mais

INSS/FGTS/IRRF -Tabela de Incidências

INSS/FGTS/IRRF -Tabela de Incidências INSS/FGTS/IRRF -Tabela de Incidências RUBRICAS de qualquer natureza, salvo o de férias INCIDÊNCIAS INSS FGTS IR 28, I, e 1º, art. 457 da CLT Não. Abono pecuniário de férias Não. Arts. 28, 9º, e, 6 Art.

Leia mais

Tabela de incidência de INSS, FGTS e Imposto de Renda e legislação correlata

Tabela de incidência de INSS, FGTS e Imposto de Renda e legislação correlata Tabela de incidência de INSS, FGTS e Imposto de Renda e legislação correlata RUBRICAS INCIDÊNCIAS INSS FGTS IR Abono de qualquer natureza, salvo o de férias Incide Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da

Leia mais

A Reforma Trabalhista

A Reforma Trabalhista A Reforma Trabalhista A Lei nº 13.497, de 13.07.2017 promoveu alteração em mais 117 artigos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), adequando-a ao avanço socioeconômico e tecnológico ao qual chegou

Leia mais

Desvendando o Departamento de Pessoal Plano de Aula - 32 Aulas (Aulas de 1 Hora).

Desvendando o Departamento de Pessoal Plano de Aula - 32 Aulas (Aulas de 1 Hora). 6284 - Desvendando o Departamento de Pessoal Plano de Aula - 32 Aulas (Aulas de 1 Hora). Aula 1 Capítulo 1 - Introdução 1.1. Relações Humanas no Trabalho... 26 1.2. Dez Mandamentos das Relações Humanas...

Leia mais

CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHO

CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHO CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHO Contrato individual de trabalho é o acordo, tácito ou expresso, correspondente à relação de emprego. Relação de emprego entre EMPREGADOR e EMPREGADO. DEFINIÇÃO LEGAL: O

Leia mais

Aviso Prévio indenizado OBS: o posicionamento do STJ não há a incidência de INSS sobre o aviso prévio indenizado, devendo o verificado o posicionament

Aviso Prévio indenizado OBS: o posicionamento do STJ não há a incidência de INSS sobre o aviso prévio indenizado, devendo o verificado o posicionament de qualquer natureza, salvo o de férias Sim. Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da CLT Abono Adicionais (Insalubridade, periculosidade, noturno, de função e tempo de serviço, de transferência, Horas extras)

Leia mais

DIREITO DO TRABALHO FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS (FCC) TRT s 18 PROVAS 140 QUESTÕES ( )

DIREITO DO TRABALHO FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS (FCC) TRT s 18 PROVAS 140 QUESTÕES ( ) DIREITO DO TRABALHO FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS (FCC) TÉCNICO TRT s 18 PROVAS 140 QUESTÕES (2012 2008) A apostila contém provas de Direito do Trabalho de concursos da Fundação Carlos Chagas (FCC), realizadas

Leia mais

PALESTRA PROMOVIDA PELA FEDERAÇÃO BRASILEIRA DAS EMPRESAS LOTÉRICAS FEBRALOT. REFORMA TRABALHISTA LEI Nº , de 13 de julho de 2017

PALESTRA PROMOVIDA PELA FEDERAÇÃO BRASILEIRA DAS EMPRESAS LOTÉRICAS FEBRALOT. REFORMA TRABALHISTA LEI Nº , de 13 de julho de 2017 PALESTRA PROMOVIDA PELA FEDERAÇÃO BRASILEIRA DAS EMPRESAS LOTÉRICAS FEBRALOT REFORMA TRABALHISTA LEI Nº 13.467, de 13 de julho de 2017 DIREITO INDIVIDUAL 1) NÃO É CONSIDERADO TEMPO À DISPOSIÇÃO DO EMPREGADOR

Leia mais

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO QUESTÕES CESPE COMENTADAS Transferência de empregados Capítulo III

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO QUESTÕES CESPE COMENTADAS Transferência de empregados Capítulo III Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO QUESTÕES CESPE COMENTADAS... 13 Guia de leitura... 15 DIRECIONAMENTO DO ESTUDO... 17 Raio-x dos assuntos mais cobrados... 21 Raio-X da incidência das questões por assunto...

Leia mais

Reforma Trabalhista Impactos no esocial e nas rotinas trabalhistas. Fabio João Rodrigues

Reforma Trabalhista Impactos no esocial e nas rotinas trabalhistas. Fabio João Rodrigues Reforma Trabalhista Impactos no esocial e nas rotinas trabalhistas Fabio João Rodrigues Fabio João Rodrigues Advogado em São Paulo. Atua desde 1995 em relações trabalhistas e sindicais. Consultor jurídico-empresarial

Leia mais

INSS/FGTS/IRRF Tabela de incidências

INSS/FGTS/IRRF Tabela de incidências INSS/FGTS/IRRF Tabela de incidências Tabela de incidências Fonte: ECONET EDITORA RUBRICAS INCIDÊNCIAS INSS FGTS IR 28, I, Lei n de qualquer natureza, salvo o de Sim. Arts. 3 e 7 e 1, art. férias 457 da

Leia mais

Jornada de trabalho LEGISLAÇÃO SOCIAL E TRABALHISTA

Jornada de trabalho LEGISLAÇÃO SOCIAL E TRABALHISTA Jornada de trabalho 1 A jornada de trabalho normal será o espaço de tempo durante o qual o empregado deverá prestar serviço ou permanecer à disposição do empregador, com habitualidade, executadas as horas

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO. 1- Atividade-meio X atividade-fim 2- Pejotização X terceirização 3- Fundo garantidor dos direitos trabalhistas

TERCEIRIZAÇÃO. 1- Atividade-meio X atividade-fim 2- Pejotização X terceirização 3- Fundo garantidor dos direitos trabalhistas TERCEIRIZAÇÃO 1- Atividade-meio X atividade-fim 2- Pejotização X terceirização 3- Fundo garantidor dos direitos trabalhistas CONCEITO DE TERCEIRIZAÇÃO Forma de organização estrutural que permite a uma

Leia mais

DIREITO DO TRABALHO. Contrato de Trabalho. Prof. Hermes Cramacon

DIREITO DO TRABALHO. Contrato de Trabalho. Prof. Hermes Cramacon DIREITO DO TRABALHO Contrato de Trabalho Prof. Hermes Cramacon 1. Conceito - Art. 442 da CLT É o acordo tácito ou expresso correspondente à relação de emprego. 2. Características I- Contrato de direito

Leia mais

Plano de Aula - Desvendando o Departamento Pessoal - cód Horas/Aula

Plano de Aula - Desvendando o Departamento Pessoal - cód Horas/Aula Plano de Aula - Desvendando o Departamento Pessoal - cód. 6284 32 Horas/Aula Aula 1 Capítulo 1 Introdução Aula 2 Continuação do Capítulo 1 Introdução Aula 3 Capítulo 2 Conceito de Empregado e Empregador

Leia mais

Professor André Vieira. Direitos Sociais. Curso de Oficial de Justiça de 1º Instância 1

Professor André Vieira. Direitos Sociais. Curso de Oficial de Justiça de 1º Instância 1 Direitos Sociais 01. NÃO é considerado um direito social, expressamente previsto na Constituição Federal Brasileira de 1988, a: a) Segurança; b) Educação; c) Livre concorrência; d) Saúde. 02. Os que percebem

Leia mais

O CONGRESSO NACIONAL decreta:

O CONGRESSO NACIONAL decreta: REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 4.302-E DE 1998 Altera dispositivos da Lei nº 6.019, de 3 de janeiro de 1974, que dispõe sobre o trabalho temporário nas empresas urbanas e dá outras providências; e dispõe

Leia mais

04/03/2015 GPII - 1. Tópicos. Os procedimentos de registros fazem parte das rotinas de um Departamento de Pessoal, que envolvem :

04/03/2015 GPII - 1. Tópicos. Os procedimentos de registros fazem parte das rotinas de um Departamento de Pessoal, que envolvem : Tópicos pg 1.Introdução 2 2.Jornada de Trabalho 3 3.Hora Extraordinária 4 4.Férias 5 5.Auxílio Doença 6 6.Período de Descanso 7 7.Trabalho da Mulher 8 8.Trabalho do Menor 10 9.Empregado Doméstico 11 10.Exercícios

Leia mais

Legislação Social Profª Mestre Ideli Raimundo Di Tizio p REMUNERAÇÃO

Legislação Social Profª Mestre Ideli Raimundo Di Tizio p REMUNERAÇÃO 15 Legislação Social Profª Mestre Ideli Raimundo Di Tizio p REMUNERAÇÃO Definição É o conjunto de retribuições recebidas habitualmente pelo empregado pela prestação de serviços, seja em dinheiro ou utilidades,

Leia mais

Salário de Contribuição

Salário de Contribuição Salário de Contribuição Prof. Eduardo Tanaka 1 Conceito: Salário-de-contribuição é a denominação da base de cálculo da contribuição a ser recolhida pelos segurados empregados, avulsos, empregados domésticos,

Leia mais

DIREITOS DOS TRABALHADORES URBANOS E RURAIS

DIREITOS DOS TRABALHADORES URBANOS E RURAIS Dr. Julio Cesar HIDALGO Advogado e Professor de Direito DIREITOS SOCIAIS Art. 6º - São direitos sociais a educação, a saúde, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção

Leia mais

Sumário. Introdução, 1

Sumário. Introdução, 1 S Sumário Introdução, 1 1 Folha de Pagamento, 7 1 Salário, 8 1.1 Salário-hora para 40 horas semanais: divisor 200 (duzentos), 9 1.2 Depósito de salários em conta bancária, 9 2 Horas extras, 10 2.1 Integração

Leia mais

TEXTO DOS PONTOS ACORDADOS DA REFORMA TRABALHISTA QUE CONSTARÃO EM MEDIDA PROVISÓRIA... (NR)... Art. 223-G...

TEXTO DOS PONTOS ACORDADOS DA REFORMA TRABALHISTA QUE CONSTARÃO EM MEDIDA PROVISÓRIA... (NR)... Art. 223-G... TEXTO DOS PONTOS ACORDADOS DA REFORMA TRABALHISTA QUE CONSTARÃO EM MEDIDA PROVISÓRIA Jornada 12 x 36: Art. 59-A. Em exceção ao disposto no art. 59 desta Consolidação e em legislação específica, é facultado

Leia mais

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INCIDÊNCIAS INSS FGTS IR

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INCIDÊNCIAS INSS FGTS IR Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INCIDÊNCIAS Abono Adicionais RUBRICAS de qualquer natureza, salvo o de férias pecuniário de férias (Insalubridade, periculosidade, noturno, de função e tempo de serviço,

Leia mais

Professor: Joaquim Estevam de Araújo Neto Fone: (95) Protegido pela Lei nº 9.610/98 - Lei de Direitos Autorais

Professor: Joaquim Estevam de Araújo Neto Fone: (95) Protegido pela Lei nº 9.610/98 - Lei de Direitos Autorais Professor: Joaquim Estevam de Araújo Neto Fone: (95) 99112-3636 - netobv@hotmail.com Protegido pela Lei nº 9.610/98 - Lei de Direitos Autorais 1 Nas relações de emprego por prazo indeterminado, quando

Leia mais

REFORMA TRABALHISTA LEI Nº , DE 13 DE JULHO DE 2017

REFORMA TRABALHISTA LEI Nº , DE 13 DE JULHO DE 2017 REFORMA TRABALHISTA LEI Nº 13.467, DE 13 DE JULHO DE 2017 André Luís Saraiva Vice-Presidente de Relações do Trabalho e Sindical 1 As Relações do trabalho são reconhecidamente diferenciais para o crescimento,

Leia mais

Suspensão e Interrupção do Contrato de Trabalho*

Suspensão e Interrupção do Contrato de Trabalho* 55 Capítulo 3 Suspensão e Interrupção do Contrato de Trabalho* 3.1 APRESENTAÇÃO Suponhamos o caso de uma pessoa que se afasta do emprego por motivo de doença. Seu contrato de trabalho continua em vigor,

Leia mais

REFORMA TRABALHISTA IMPACTOS NAS STARTUPS 22 DE AGOSTO DE 2017

REFORMA TRABALHISTA IMPACTOS NAS STARTUPS 22 DE AGOSTO DE 2017 IMPACTOS NAS STARTUPS 22 DE AGOSTO DE 2017 LEI 13.467/2017 - PRINCIPAIS ASPECTOS A Reforma Trabalhista altera mais de 100 artigos da CLT. Esta lei traz importantes mudanças que objetivam aprimorar as relações

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA 2010

CONVENÇÃO COLETIVA 2010 CONVENÇÃO COLETIVA 2010 ITEM CONVENÇÃO COLETIVA 2009 PROPOSTA DO SECURITÁRIO PARA 2010 SUGESTÃO 2010 Cláusula Segunda - Salário de Ingresso Auxiliar Escritório/Administrativo Portaria, Limpeza, Continuo,

Leia mais

Direito do Trabalho. Horas Extras, Compensação de Horas e Banco de Horas

Direito do Trabalho. Horas Extras, Compensação de Horas e Banco de Horas Direito do Trabalho Horas Extras, Compensação de Horas e Banco de Horas Horas Extras Art. 58 A duração normal do trabalho, para os empregados em qualquer atividade privada, não excederá de 8 (oito) horas

Leia mais

Textos, filmes e outros materiais. Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Habilidades e Competências. Semana. Tipo de aula

Textos, filmes e outros materiais. Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Habilidades e Competências. Semana. Tipo de aula PLANO DE CURSO DISCIPLINA: DIREITO COLETIVO DO TRABALHO (CÓD.: ENEX 60140) ETAPA: 8ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências

Leia mais

Orientações Consultoria De Segmentos Licença Não Remunerada

Orientações Consultoria De Segmentos Licença Não Remunerada 11/04/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 3.1 Solicitado pelo Empregado... 4 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares...

Leia mais

Capítulo II Sujeitos da Relação de Trabalho

Capítulo II Sujeitos da Relação de Trabalho Capítulo II Sujeitos da Relação de Trabalho QUESTÕES 1. EMPREGADO Art. 3º, CLT Nota do autor sobre o tema: A relação de emprego tem como principal característica a presença do empregado, parte mais fraca

Leia mais

SINDICATO DOS MÉDICOS DE SOROCABA E CIDADES DA REGIÃO SIMESUL

SINDICATO DOS MÉDICOS DE SOROCABA E CIDADES DA REGIÃO SIMESUL PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DO SINDICATO DOS MÉDICOS DE SOROCABA E CIDADES DA REGIÃO - - 2016/2017 CLÁUSULA 1ª - CORREÇÃO SALARIAL Os salários vigentes em 31 de agosto de 2016 serão corrigidos, a partir de

Leia mais

PROJETO DE LEI N /2016

PROJETO DE LEI N /2016 PROJETO DE LEI N. 6.787/2016 MODERNIZAÇÃO DA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA Max Antônio Silva Vieira Advogado Especialista em Direito do Trabalho e Direito Previdenciário. Especialista em Direito Imobiliário,

Leia mais

Sumário. Direito_Trabalho_Simplificado_Cad_00.indd 13 24/06/ :03:33

Sumário. Direito_Trabalho_Simplificado_Cad_00.indd 13 24/06/ :03:33 Sumário Capítulo 1 História e Evolução do Direito do Trabalho... 1 1.1. Sumário da Evolução Histórica do Direito do Trabalho no Mundo... 1 1.2. Sumário da Evolução Histórica do Direito do Trabalho no Brasil...

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Cálculo das verbas rescosórias *Adriano Martins Pinheiro Este artigo apontará quais são as verbas rescisórias a serem recebidas após a rescisão. Enumeramos as possibilidades de rescisão:

Leia mais

principais pontos da CLT que mudarão com a nova lei trabalhista

principais pontos da CLT que mudarão com a nova lei trabalhista principais pontos da CLT que mudarão com a nova lei trabalhista Acordo coletivo Convenções e acordos coletivos prevalecerão sobre a legislação em pontos como jornada de trabalho, intervalo, plano de carreira,

Leia mais

REGIMES DE PREVIDÊNCIA SOCIAL

REGIMES DE PREVIDÊNCIA SOCIAL REGIMES DE PREVIDÊNCIA SOCIAL Regimes Previdenciários Principal Complementar Setor Público Setor Privado RGPS Oficial (União, Estados, Municípios e DF) Privado Civil (União, Estados, Municípios e DF) Militar

Leia mais

Facilitador: Dr. André Chedid Daher

Facilitador: Dr. André Chedid Daher Advogado; Facilitador: Dr. André Chedid Daher Sócio fundador do escritório Daher Advogados; Mestre e Pós Graduado em Direito Empresarial do Trabalho pela Unicuritiba; Professor da pós Graduação da Católica

Leia mais

TURNOS INITERRUPTOS DE REVESAMENTO REFLEXOS DE PARCELAS SALARIAIS.

TURNOS INITERRUPTOS DE REVESAMENTO REFLEXOS DE PARCELAS SALARIAIS. IV JORNADA JURÍDICA CNTQ Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Químico TURNOS INITERRUPTOS DE REVESAMENTO REFLEXOS DE PARCELAS SALARIAIS. Gabriel Lopes Coutinho Filho Outubro/2013 Camboriú -

Leia mais

CAMPANHA SALARIAL 2015 PRINCIPAIS PAUTAS DE REIVINDICAÇÕES PARA O SETOR PRIVADO

CAMPANHA SALARIAL 2015 PRINCIPAIS PAUTAS DE REIVINDICAÇÕES PARA O SETOR PRIVADO CAMPANHA SALARIAL 2015 PRINCIPAIS PAUTAS DE REIVINDICAÇÕES PARA O SETOR PRIVADO CLÁUSULA 1ª CORREÇÃO SALARIAL: Os salários vigentes em 31 de agosto de 2015 serão corrigidos, a partir de 1º de setembro

Leia mais

Curso de Especialização em Gestão Estratégica em Finanças Direito empresarial

Curso de Especialização em Gestão Estratégica em Finanças Direito empresarial 7. DIREITO DO TRABALHO Direito do trabalho é um conjunto de princípios, normas e instituições atinentes à relação de trabalho subordinado a situações análogas, visando assegurar melhores condições sociais

Leia mais

SUSPENSÃO E INTERRUPÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO

SUSPENSÃO E INTERRUPÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO SUSPENSÃO E INTERRUPÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO FUNDAMENTOS Como um dos princípios do Direito do Trabalho, a continuidade da relação de emprego reflete-se no ordenamento jurídico, entre outros, por meio

Leia mais

9. PROVA DE INEXISTÊNCIA DE DÉBITO (arts. 47 e 48 da Lei e 257 a 265 do Decreto 3.048)

9. PROVA DE INEXISTÊNCIA DE DÉBITO (arts. 47 e 48 da Lei e 257 a 265 do Decreto 3.048) SUMÁRIO INTRODUÇÃO 1. SEGURIDADE SOCIAL 1.1 Noção geral 1.1.1 Saúde 1.1.2 Assistência social 1.1.3 Previdência Social 1.2 Breve histórico 1.2.1 Evolução legislativa no Brasil 1.3 Conceituação 1.4 Objetivo,

Leia mais

SISTEMA DE INDENIZAÇÃO DO TEMPO DE SERVIÇO (FGTS) DIREITO DO TRABALHO II. Aula 2 Indenização do tempo de serviço. Conteúdo Programático desta aula

SISTEMA DE INDENIZAÇÃO DO TEMPO DE SERVIÇO (FGTS) DIREITO DO TRABALHO II. Aula 2 Indenização do tempo de serviço. Conteúdo Programático desta aula Aula 2 Indenização do tempo de serviço Conteúdo Programático desta aula Indenização por tempo de serviço: conceito, fundamentos jurídicos e evolução histórica. O sistema do FGTS: evolução histórica; natureza

Leia mais

Suspensão, interrupção e rescisão do contrato de trabalho

Suspensão, interrupção e rescisão do contrato de trabalho Suspensão, interrupção e rescisão do contrato de trabalho E OUTROS TEMAS Suspensão Não há pagamento de salário Exemplo: Acidente de trabalho e serviço militar: suspenso o contrato de trabalho. Paga-se

Leia mais

A REFORMA TRABALHISTA NA PRÁTICA

A REFORMA TRABALHISTA NA PRÁTICA A REFORMA TRABALHISTA NA PRÁTICA A REFORMA TRABALHISTA... Sancionada em 13/07/2017 Lei 13.467 Vigência: 11 de Novembro de 2017 A REFORMA TRABALHISTA... CLT - DOS 922 ARTIGOS (Decreto-Lei nº 5.452/1943):

Leia mais

Aula de Sexta-Feira(06/05/2011)

Aula de Sexta-Feira(06/05/2011) Aula de Sexta-Feira(06/05/2011) Salário: Art. 7º C.F. São direitos dos trabalhadores além de outros IV salário mínimo, fixado em lei, nacionalidade unificado, capaz de atender as suas necessidades vitais

Leia mais

NIVELAMENTO PARA PÓS GRADUAÇÃO. - Direito Individual do Trabalho - (aula 04/11)

NIVELAMENTO PARA PÓS GRADUAÇÃO. - Direito Individual do Trabalho - (aula 04/11) NIVELAMENTO PARA PÓS GRADUAÇÃO - Direito Individual do Trabalho - (aula 04/11) CUSTÓDIO NOGUEIRA Advogado militante especializado em Direito Civil e Processo Civil; Sócio da Tardem e Nogueira Assessoria

Leia mais

DIREITOS E OBRIGAÇÕES DOS SERVIDORES PÚBLICOS

DIREITOS E OBRIGAÇÕES DOS SERVIDORES PÚBLICOS DIREITOS E OBRIGAÇÕES DOS SERVIDORES PÚBLICOS Dra. Elane Alves Assessora Jurídica da FEGACS Leis Municipais Lei Orgânica dos Municípios Estatuto dos Servidores Públicos Municipais PCCS - Plano de Carreira

Leia mais

O QUE É JOVEM APRENDIZ?

O QUE É JOVEM APRENDIZ? O QUE É JOVEM APRENDIZ? O programa jovem aprendiz é um projeto do governo federal criado a partir da Lei da Aprendizagem (Lei 10.097/00) com o objetivo de que as empresas desenvolvam programas de aprendizagem

Leia mais

Projeto de lei 4330/ quadro comparativo entre as redações aprovadas na Câmara dos Deputados

Projeto de lei 4330/ quadro comparativo entre as redações aprovadas na Câmara dos Deputados Projeto de lei 4330/2004 - quadro comparativo entre as redações aprovadas na Câmara dos Deputados PL 4330 - projeto original apresenta à Ementa: Dispõe sobre o contrato de prestação de serviços e as relações

Leia mais