Ano Lectivo 2010/2011. Perfis Médios por Curso Escola Superior de Tecnologia de Abrantes

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ano Lectivo 2010/2011. Perfis Médios por Curso Escola Superior de Tecnologia de Abrantes"

Transcrição

1 Ano Lectivo 2010/2011 Perfis Médios por Curso Escola Superior de Tecnologia de Abrantes Julho de 2011

2 Índice Licenciatura em Comunicação Social... 2 Licenciatura em Engenharia Mecânica... 3 Licenciatura em Tecnologias de Informação e Comunicação... 4 Licenciatura em Vídeo e Cinema Documental

3 Licenciatura em Comunicação Social Os resultados apresentados resultam de uma amostra de 590 respostas de estudantes da Licenciatura em Comunicação Social. Licenciatura em Comunicação Social Adequação dos espaços lectivos (salas de aula, laboratórios, etc.) ao número de alunos 2,78 2,42 Condições de segurança (relativa a incêndios, manuseios de produtos químicos, etc.) 2,57 Disponibilidade de equipamentos informáticos para trabalhos escolares 2,76 Funcionamento do secretariado do Curso 3,19 Acessibilidade às plataformas de E-learning e Fénix 2,06 Acessibilidade à biblioteca/salas de estudo 2,72 Disponibilidade de estruturas de apoio aos alunos (cantina, refeitório, bar) 2,91 Resolução de problemas a nível social (bolsas, subsídio, alojamento, etc.) 2,44 2,65 Apreciação global do docente 3,99 Assiduidade do docente (aulas dadas face às previstas até ao momento) 4,09 Pontualidade do docente (inicia e termina as aulas no horário) 4,04 Clareza/objectividade na apresentação do programa e do método de avaliação 3,86 Clareza/objectividade na exposição das matérias 3,82 Disponibilização atempada de bibliografia/textos de apoio 3,93 Disponibilidade para esclarecer dúvidas dentro e fora das aulas 4,11 Capacidade para incentivar o interesse dos alunos 3,74 3,83 Empenho no desenvolvimento do raciocínio e espírito crítico dos alunos 3,83 Postura ético-profissional do docente no contexto da u.c. 4,14 3,94 Apreciação global da u.c. 3,80 Coordenação entre as matérias leccionadas nos vários tipos de aulas (T, TP, PL, etc.) 3,77 Adequação do método de ensino/aprendizagem aos objectivos da u.c. 3,74 Contribuição dos elementos de estudo disponíveis (bibliografia, textos de apoio, visitas, etc.) para a compreensão das matérias 3,75 Adequação do sistema de avaliação às matérias da u.c. 3,73 Articulação do programa com o de outras unidades curriculares do curso 3,67 Contribuição da u.c. para a sua formação 4,01 Número de horas de contacto 3,12 Créditos ECTS da u.c. 3,12 3,63 2

4 Licenciatura em Engenharia Mecânica Os resultados apresentados resultam de uma amostra de 489 respostas de estudantes da Licenciatura em Engenharia Mecânica. Licenciatura em Engenharia Mecânica Adequação dos espaços lectivos (salas de aula, laboratórios, etc.) ao número de alunos 2,45 2,16 Condições de segurança (relativa a incêndios, manuseios de produtos químicos, etc.) 2,27 Disponibilidade de equipamentos informáticos para trabalhos escolares 2,66 Funcionamento do secretariado do Curso 2,96 Acessibilidade às plataformas de E-learning e Fénix 2,58 Acessibilidade à biblioteca/salas de estudo 2,57 Disponibilidade de estruturas de apoio aos alunos (cantina, refeitório, bar) 2,65 Resolução de problemas a nível social (bolsas, subsídio, alojamento, etc.) 2,27 2,51 Apreciação global do docente 4,16 Assiduidade do docente (aulas dadas face às previstas até ao momento) 4,35 Pontualidade do docente (inicia e termina as aulas no horário) 4,23 Clareza/objectividade na apresentação do programa e do método de avaliação 4,07 Clareza/objectividade na exposição das matérias 4,06 Disponibilização atempada de bibliografia/textos de apoio 4,02 Disponibilidade para esclarecer dúvidas dentro e fora das aulas 4,10 Capacidade para incentivar o interesse dos alunos 3,99 Empenho no desenvolvimento do raciocínio e espírito crítico dos alunos 4,08 Postura ético-profissional do docente no contexto da u.c. 4,27 4,13 4,04 Apreciação global da u.c. 3,87 Coordenação entre as matérias leccionadas nos vários tipos de aulas (T, TP, PL, etc.) 3,87 Adequação do método de ensino/aprendizagem aos objectivos da u.c. 3,88 Contribuição dos elementos de estudo disponíveis (bibliografia, textos de apoio, visitas, etc.) para a compreensão das matérias Adequação do sistema de avaliação às matérias da u.c. 3,83 Articulação do programa com o de outras unidades curriculares do curso 3,82 Contribuição da u.c. para a sua formação 4,00 Número de horas de contacto 3,22 Créditos ECTS da u.c. 3,21 3,71 3,74 3

5 Licenciatura em Tecnologias de Informação e Comunicação Os resultados apresentados resultam de uma amostra de 399 respostas de estudantes da Licenciatura em Tecnologias de Informação e Comunicação. Licenciatura em Tecnologia de Informação e Comunicação Adequação dos espaços lectivos (salas de aula, laboratórios, etc.) ao número de alunos 2,30 2,08 Condições de segurança (relativa a incêndios, manuseios de produtos químicos, etc.) 2,10 Disponibilidade de equipamentos informáticos para trabalhos escolares 2,33 Funcionamento do secretariado do Curso 3,12 Acessibilidade às plataformas de E-learning e Fénix 2,31 Acessibilidade à biblioteca/salas de estudo 2,57 Disponibilidade de estruturas de apoio aos alunos (cantina, refeitório, bar) 2,59 Resolução de problemas a nível social (bolsas, subsídio, alojamento, etc.) 2,49 2,43 Apreciação global do docente 3,85 Assiduidade do docente (aulas dadas face às previstas até ao momento) 4,04 Pontualidade do docente (inicia e termina as aulas no horário) 4,01 Clareza/objectividade na apresentação do programa e do método de avaliação 3,82 Clareza/objectividade na exposição das matérias 3,75 Disponibilização atempada de bibliografia/textos de apoio 3,72 Disponibilidade para esclarecer dúvidas dentro e fora das aulas 4,00 Capacidade para incentivar o interesse dos alunos 3,73 Empenho no desenvolvimento do raciocínio e espírito crítico dos alunos 3,78 Postura ético-profissional do docente no contexto da u.c. 4,08 3,87 3,78 Apreciação global da u.c. 3,65 Coordenação entre as matérias leccionadas nos vários tipos de aulas (T, TP, PL, etc.) 3,64 Adequação do método de ensino/aprendizagem aos objectivos da u.c. 3,56 Contribuição dos elementos de estudo disponíveis (bibliografia, textos de apoio, visitas, etc.) para a compreensão das matérias Adequação do sistema de avaliação às matérias da u.c. 3,63 Articulação do programa com o de outras unidades curriculares do curso 3,55 Contribuição da u.c. para a sua formação 3,72 Número de horas de contacto 2,97 Créditos ECTS da u.c. 2,93 3,46 3,54 4

6 Licenciatura em Vídeo e Cinema Documental Os resultados apresentados resultam de uma amostra de 286 respostas de estudantes da Licenciatura em Vídeo e Cinema Documental. Licenciatura em Vídeo e Cinema Documental Adequação dos espaços lectivos (salas de aula, laboratórios, etc.) ao número de alunos 2,93 2,60 Condições de segurança (relativa a incêndios, manuseios de produtos químicos, etc.) 2,91 Disponibilidade de equipamentos informáticos para trabalhos escolares 2,91 Funcionamento do secretariado do Curso 2,99 Acessibilidade às plataformas de E-learning e Fénix 2,52 Acessibilidade à biblioteca/salas de estudo 3,38 Disponibilidade de estruturas de apoio aos alunos (cantina, refeitório, bar) 3,43 Resolução de problemas a nível social (bolsas, subsídio, alojamento, etc.) 2,44 2,90 Apreciação global do docente 4,07 Assiduidade do docente (aulas dadas face às previstas até ao momento) 4,20 Pontualidade do docente (inicia e termina as aulas no horário) 4,10 Clareza/objectividade na apresentação do programa e do método de avaliação 3,93 Clareza/objectividade na exposição das matérias 3,99 Disponibilização atempada de bibliografia/textos de apoio 3,87 Disponibilidade para esclarecer dúvidas dentro e fora das aulas 4,14 Capacidade para incentivar o interesse dos alunos 3,87 Empenho no desenvolvimento do raciocínio e espírito crítico dos alunos 3,92 Postura ético-profissional do docente no contexto da u.c. 4,17 4,01 3,87 Apreciação global da u.c. 3,98 Coordenação entre as matérias leccionadas nos vários tipos de aulas (T, TP, PL, etc.) 3,75 Adequação do método de ensino/aprendizagem aos objectivos da u.c. 3,81 Contribuição dos elementos de estudo disponíveis (bibliografia, textos de apoio, visitas, etc.) para a compreensão das matérias 3,71 Adequação do sistema de avaliação às matérias da u.c. 3,77 Articulação do programa com o de outras unidades curriculares do curso 3,76 Contribuição da u.c. para a sua formação 4,07 Número de horas de contacto 2,96 Créditos ECTS da u.c. 3,05 3,65 5

Auto-avaliação 1.º Semestre Ano Lectivo 2010/2011

Auto-avaliação 1.º Semestre Ano Lectivo 2010/2011 O presente relatório é o resultado do processo de auto-avaliação realizado no 1.º semestre do ano lectivo 2010/2011. Os dados foram obtidos através das respostas dos alunos aos questionários de auto-avaliação,

Leia mais

Relatório dos Resultados do Inquérito aos Alunos do ISEL (análise global) 1º semestre do ano letivo 2011/2012

Relatório dos Resultados do Inquérito aos Alunos do ISEL (análise global) 1º semestre do ano letivo 2011/2012 ISEL Relatório dos Resultados do Inquérito aos Alunos do ISEL (análise global) 1º semestre do ano letivo 11/1 Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Gabinete de Avaliação e Qualidade Lisboa, 1 de setembro

Leia mais

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA Ano lectivo 2008/2009 DEPARTAMENTO Engenharia Civil CURSO Licenciatura em Ciências de Engenharia Civil 1.INTRODUÇÃO A Engenharia Civil é uma actividade

Leia mais

1.7. Número de unidades curriculares em que participou no segundo semestre de 2006/2007:

1.7. Número de unidades curriculares em que participou no segundo semestre de 2006/2007: INQUÉRITO AOS DOCENTES SOBRE CONDIÇÕES E ACTIVIDADES DE ENSINO/APRENDIZAGEM ANO LECTIVO 2006/2007-2º SEMESTRE 1.1. Categoria e Vínculo Doutorado Convidado Tempo Integral Doutorado Convidado Tempo Parcial

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ÉTICA Ano Lectivo 2016/2017

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ÉTICA Ano Lectivo 2016/2017 Programa da Unidade Curricular ÉTICA Ano Lectivo 2016/2017 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Engenharia Informática 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

Relatório INQUÉRITO AOS ALUNOS Ano Letivo 2014/2015 1º Semestre Semestre de Inverno

Relatório INQUÉRITO AOS ALUNOS Ano Letivo 2014/2015 1º Semestre Semestre de Inverno Relatório INQUÉRITO AOS ALUNOS 2015 FICHA TÉCNICA Título: Autoria: Relatório Inquérito aos Alunos Gabinete de Auditoria e Qualidade Edição: ISEL Data: Junho de 2015 Local de Edição: ISEL - Instituto Superior

Leia mais

Instituto Superior Politécnico de Viseu - Escola Superior de Tecnologia Ano Lectivo 2001/2002 - Curso de Gestão de Empresas - Matemática Financeira

Instituto Superior Politécnico de Viseu - Escola Superior de Tecnologia Ano Lectivo 2001/2002 - Curso de Gestão de Empresas - Matemática Financeira ISPV - ESTV GESTÃO DE EMPRESAS - MATEMÁTICA FINANCEIRA / Instituto Superior Politécnico de Viseu - Escola Superior de Tecnologia Ano Lectivo / - Curso de Gestão de Empresas - Matemática Financeira A. Auto-avaliação:.

Leia mais

APÊNDICE A Questionários Aplicados

APÊNDICE A Questionários Aplicados APÊNDICE A Questionários Aplicados CPA Comissão Própria de Avaliação 60 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAMPUS SERTÃOZINHO COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA AUTOAVALIAÇÃO

Leia mais

Recomendações para uma boa estadia

Recomendações para uma boa estadia Recomendações para uma boa estadia Recepção aos caloiros da LEI 08/09 Bem vindos! Sumário Ensino, Aprendizagem e Avaliação Onde obter mais informações O que se segue Caloiros LEI 08/09 Caloiros LEI 08/09

Leia mais

English version at the end of this document

English version at the end of this document English version at the end of this document Ano Letivo 2016-17 Unidade Curricular GESTÃO E EMPREENDEDORISMO Cursos SISTEMAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO Unidade Orgânica Instituto Superior de Engenharia

Leia mais

Licenciatura em Química. Departamento de Química, Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade de Coimbra

Licenciatura em Química. Departamento de Química, Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade de Coimbra Licenciatura em Química Departamento de Química, Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade de Coimbra A tabela 1 apresenta o plano de estudos da Licenciatura em Química. Na tabela 2 encontra-se o

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE COIMBRA. Síntese do

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE COIMBRA. Síntese do ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE COIMBRA Síntese do RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO: AVALIAÇÃO: OPINIÃO DA COMUNIDADE EDUCATIVA E ENTIDADES EMPREGADORAS O presente documento-síntese é composto pelo Índice

Leia mais

Relatório de Concretização do Processo de Bolonha. Curso de Licenciatura em Educação Básica

Relatório de Concretização do Processo de Bolonha. Curso de Licenciatura em Educação Básica Relatório de Concretização do Processo de Bolonha Curso de Licenciatura em Educação Básica 1. Acerca da criação da Licenciatura em Educação Básica A licenciatura em Educação Básica da Universidade da Madeira

Leia mais

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA 2007/2008 DEPARTAMENTO Biologia CURSO Mestrado em Biologia Molecular e Celular 1. INTRODUÇÃO Transição curricular dos alunos dos cursos pré-bolonha para

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular 2009/2010

Ficha de Unidade Curricular 2009/2010 Ficha de Unidade Curricular 2009/2010 Unidade Curricular Designação: Oficina Craft II Área Científica: Tecnologias de Produção Ciclo de Estudos: Licenciatura Carácter: Obrigatória Semestre: 3º ECTS: 9

Leia mais

ISPV - ESTV CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO - MATEMÁTICA FINANCEIRA 1999/2000

ISPV - ESTV CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO - MATEMÁTICA FINANCEIRA 1999/2000 ISPV - ESTV CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO - MATEMÁTICA FINANCEIRA 1/2 Instituto Superior Politécnico de Viseu - Escola Superior de Tecnologia Ano Lectivo 1/2 - Curso de Contabilidade e Administração -

Leia mais

Instituto Politécnico de Setúbal. O Conhecimento como Paixão. A Engenharia como Profissão!

Instituto Politécnico de Setúbal. O Conhecimento como Paixão. A Engenharia como Profissão! O Conhecimento como Paixão A Engenharia como Profissão! Cursos de Engenharia Cursos de Tecnologia Engenharia do Ambiente Engenharia de Automação, Controlo e Instrumentação Engenharia Electrotécnica e de

Leia mais

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA COORDENADORIA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL COAI COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PARTE I O DISCENTE AVALIA AS AÇÕES DO CURSO Prezado(a)

Leia mais

ES C O L A S U PERI O R A G RÁ RI A

ES C O L A S U PERI O R A G RÁ RI A Licenciatura em Ecoturismo Ref.ª : 1821002 Ano lectivo: 2012-13 DESCRITOR DA UNIDADE CURRICULAR CIÊNCIAS SOCIAIS SOCIAL SCIENCES 1. Unidade Curricular: 1.1 Área científica: 31 - Ciências Sociais e do Comportamento

Leia mais

Instituto Superior Politécnico de Viseu - Escola Superior de Tecnologia Ano Lectivo 2003/2004 - Gestão de Empresas - Matemática Financeira

Instituto Superior Politécnico de Viseu - Escola Superior de Tecnologia Ano Lectivo 2003/2004 - Gestão de Empresas - Matemática Financeira Curso de GESTÃO DE EMPRESAS MATEMÁTICA FINANCEIRA ISPV/ESTV - 2/2 Instituto Superior Politécnico de Viseu - Escola Superior de Tecnologia Ano Lectivo 2/2 - Gestão de Empresas - Matemática Financeira Nº

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA

ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA Licenciatura em Engenharia Agro-pecuária Ref.ª : 1510004 Ano lectivo: 2008-09 DESCRITOR DA UNIDADE CURRICULAR QUÍMICA E BIOQUÍMICA 1. Unidade Curricular: 1.1 Área científica: 44 - Ciências físicas 1.2

Leia mais

Avaliação Institucional Estudantes

Avaliação Institucional Estudantes Avaliação Institucional Estudantes A avaliação é um processo fundamental para a qualidade do trabalho desenvolvido nas Instituições de Ensino. Nesse sentido, a CPA (Comissão Própria de Avaliação) do Instituto

Leia mais

Resultados-Chave Relatório de Bolonha do ISCTE-IUL (2010/2011)

Resultados-Chave Relatório de Bolonha do ISCTE-IUL (2010/2011) Resultados-Chave Relatório de Bolonha do ISCTE-IUL (2010/2011) 1. O relatório sobre o grau de concretização do processo de Bolonha no Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL) relativo ao ano lectivo

Leia mais

AEMS-ASSOCIAÇÃO DE ENSINO E CULTURA DE MS FACULDADES INTEGRADAS DE TRÊS LAGOAS RELATÓRIO GERAL RESPOSTA DE ALUNOS DA I.E.S. 2º SEMESTRE DE 2015

AEMS-ASSOCIAÇÃO DE ENSINO E CULTURA DE MS FACULDADES INTEGRADAS DE TRÊS LAGOAS RELATÓRIO GERAL RESPOSTA DE ALUNOS DA I.E.S. 2º SEMESTRE DE 2015 AEMS-ASSOCIAÇÃO DE ENSINO E CULTURA DE MS FACULDADES INTEGRADAS DE TRÊS LAGOAS RELATÓRIO GERAL RESPOSTA DE ALUNOS DA I.E.S. 2º SEMESTRE DE 2015 1.1 Organização Institucional Q1 Cumprimento da missão das

Leia mais

Nº de respostas 78 A. Auto-avaliação: 1. Mau 2. Razoáve 3. Bom 4. Muito Bom Não respond.

Nº de respostas 78 A. Auto-avaliação: 1. Mau 2. Razoáve 3. Bom 4. Muito Bom Não respond. Curso de GESTÃO DE EMPRESAS MATEMÁTICA FINANCEIRA ISPV/ESTV - / Instituto Superior Politécnico de Viseu - Escola Superior de Tecnologia Ano Lectivo / - Gestão de Empresas - Matemática Financeira Nº de

Leia mais

Mestrado Integrado em Engenharia Física

Mestrado Integrado em Engenharia Física DGES DIRECÇÃO GERAL DO ENSINO SUPERIOR MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR 1 Mestrado Integrado em Engenharia Física Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade Nova de Lisboa 1 DGES

Leia mais

Mestrado em Marketing Relacional

Mestrado em Marketing Relacional 2016>2017 licenciatura. mestrados Mestrado em Marketing Relacional regime b-learning APRESENTAÇÃO REGIME B-learning, sendo as horas de contacto repartidas entre sessões presenciais (aos sábados) e sessões

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM ANEXO II AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO PESSOAL DOCENTE RELATÓRIO DE AUTO AVALIAÇÃO. Identificação do avaliado

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM ANEXO II AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO PESSOAL DOCENTE RELATÓRIO DE AUTO AVALIAÇÃO. Identificação do avaliado ANEXO II AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO PESSOAL DOCENTE RELATÓRIO DE AUTO AVALIAÇÃO Identificação do avaliado Nome Categoria profissional actual Anos de serviço no ensino superior Anos de serviço na Unidade

Leia mais

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR Matemática Todos os cursos Ano lectivo: 2011/2012 Docentes Responsável Júri Vogal Vogal Responsável pela pauta Docentes que leccionam a UC Ana Maria Lebre Ana

Leia mais

PROGRAMA DE UNIDADE CURRICULAR

PROGRAMA DE UNIDADE CURRICULAR PROGRAMA DE UNIDADE CURRICULAR Curso: Desporto Ciclo: 1º Ramo: Licenciatura em Desporto Ano: 3º Designação: ECONOMIA E MARKETING DO DESPORTO Créditos: 6 Departamento: Ciências e Tecnologias Tipo: Área

Leia mais

Manual do Fénix. Gestão da ficha de unidade curricular (Portal de coordenador de ECTS) DSI 28-01-2010 (Versão 1.0)

Manual do Fénix. Gestão da ficha de unidade curricular (Portal de coordenador de ECTS) DSI 28-01-2010 (Versão 1.0) Manual do Fénix Gestão da ficha de unidade curricular (Portal de coordenador de ECTS) DSI 28-01-2010 (Versão 1.0) Este manual tem como objectivo auxiliar a tarefa de gestão de versões da ficha de unidade

Leia mais

Regulamento do concurso para a atribuição de Bolsas Universidade de Lisboa/Fundação Amadeu Dias 2013/2014

Regulamento do concurso para a atribuição de Bolsas Universidade de Lisboa/Fundação Amadeu Dias 2013/2014 Regulamento do concurso para a atribuição de Bolsas Universidade de Lisboa/Fundação Amadeu Dias 2013/2014 Artigo 1.º Enquadramento 1. Este regulamento é organizado no âmbito do acordo de cooperação celebrado

Leia mais

DEPARTAMENTO CURRICULAR: MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS

DEPARTAMENTO CURRICULAR: MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS DEPARTAMENTO CURRICULAR: MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS A avaliação constitui um processo regulador do ensino, orientador do percurso escolar e certificador dos conhecimentos adquiridos e capacidades

Leia mais

AUTOAVALIAÇÃO 2015 INFRAESTRUTURA E SERVIÇOS. Não acessaram. concluíram. Discentes ,3% Docentes ,2%

AUTOAVALIAÇÃO 2015 INFRAESTRUTURA E SERVIÇOS. Não acessaram. concluíram. Discentes ,3% Docentes ,2% AUTOAVALIAÇÃO 205 INFRAESTRUTURA E SERVIÇOS ) PARTICIPAÇÃO Aptos Não Não Concluíram % de acessaram concluíram concluintes 2.050 23 75.852 90,3% 7 7 5 95 8,2% 7 9 3 49 69,0% 2) INFRAESTRUTURA GERAL E SERVIÇOS

Leia mais

Estratégias de ensino e avaliação em contexto on-line aplicado à Alimentação Humana: Contributos para os princípios de Bolonha

Estratégias de ensino e avaliação em contexto on-line aplicado à Alimentação Humana: Contributos para os princípios de Bolonha elearning 2008/2009 Estratégias de ensino e avaliação em contexto on-line aplicado à Alimentação Humana: Contributos para os princípios de Bolonha ALIMENTAÇÃO HUMANA I Isabel M.P.L.V.O. Ferreira, Margarida

Leia mais

REGULAMENTO PARA A FREQUÊNCIA DE UNIDADES CURRICULARES ISOLADAS NA ESTBARREIRO/IPS

REGULAMENTO PARA A FREQUÊNCIA DE UNIDADES CURRICULARES ISOLADAS NA ESTBARREIRO/IPS REGULAMENTO PARA A FREQUÊNCIA DE UNIDADES CURRICULARES ISOLADAS NA ESTBARREIRO/IPS (Documento aprovado na 7ª Reunião do Conselho Técnico-Científico da ESTBarreiro/IPS, de 20 de Outubro de 2010) CAPÍTULO

Leia mais

Mestrado Gestão da Qualidade em Laboratórios

Mestrado Gestão da Qualidade em Laboratórios Escola Superior de Tecnologia e Gestão Mestrado Gestão da Qualidade em Laboratórios Ano Lectivo de 2009/2010-1 - ÍNDICE Introdução...- 3-1. OBJECTIVOS DO CURSO... - 3-2. UNIDADES CURRICULARES E CARGAS

Leia mais

Escola Superior de Educação João de Deus

Escola Superior de Educação João de Deus Relatório de Autoavaliação às Unidades Curriculares EDUCAÇÃO BÁSICA (Licenciatura) - 2016/2017 1.º Semestre 1. Introdução A avaliação está intimamente ligada ao processo de qualidade, de desenvolvimento

Leia mais

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA Ano lectivo 2008/2009 DEPARTAMENTO Instituto Superior de Contabilidade e Administração CURSO Marketing - 1º ciclo 1. INTRODUÇÃO Este relatório respeita

Leia mais

INFRAESTRUTURA FÍSICA E ACADÊMICA

INFRAESTRUTURA FÍSICA E ACADÊMICA INFRAESTRUTURA FÍSICA E ACADÊMICA Percentual 1) Como sua instituição viabiliza o acesso dos estudantes de graduação à Internet para atender às necessidades do curso? 60 50 48,65 47,64 40 30 20 10 0 3,37

Leia mais

ANEXO II RELATÓRIO DE AUTO AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOS DOCENTES DO IPS

ANEXO II RELATÓRIO DE AUTO AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOS DOCENTES DO IPS ANEXO II RELATÓRIO DE AUTO AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOS DOCENTES DO IPS Identificação do avaliado Nome Categoria profissional actual Anos de serviço no ensino superior Anos de serviço na Unidade Orgânica

Leia mais

Manual do Fénix. Gestão de Sumários. SI (Versão 1.3)

Manual do Fénix. Gestão de Sumários. SI (Versão 1.3) Manual do Fénix Gestão de Sumários SI 10-02-2011 (Versão 1.3) Este manual tem como objectivo auxiliar a tarefa de Gestão de Sumários por parte dos docentes do ISCTE-IUL. Índice Glossário... 3 Entrar no

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Direito dos Tributos

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Direito dos Tributos INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do Conselho Pedagógico 30/3/2016 Aprovação do Conselho Técnico-Científico 20/4/2016 Ficha de Unidade

Leia mais

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA Ano lectivo 2008/2009 DEPARTAMENTO Instituto Superior de Contabilidade e Administração CURSO Contabilidade - 1º ciclo 1. INTRODUÇÃO A recolha de informação

Leia mais

Ano lectivo: 2006 / 2007 T TP P Ciclo 1º Ano 1º Semestre 1º Horas/semana Créditos

Ano lectivo: 2006 / 2007 T TP P Ciclo 1º Ano 1º Semestre 1º Horas/semana Créditos Curso: Engenharia Electrónica e Redes de Computadores Licenciatura Bi-etápica Disciplina: Subgrupo: Análise Matemática I Matemática Ano lectivo: 2006 / 2007 T TP P Ciclo 1º Ano 1º Semestre 1º Horas/semana

Leia mais

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA ANO LECTIVO 2009/2010 Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Gonçalo Paiva Dias Tecnologias da Informação 1. INTRODUÇÃO O presente documento

Leia mais

E C O N O M I A d o P R O J E C T O

E C O N O M I A d o P R O J E C T O UNIVERSIDADE LUSÍADA (Vila Nova de Famalicão) FACULDADE DE ARQUITECTURA E ARTES E C O N O M I A d o P R O J E C T O Unidade Curricular semestral do 4º ano - 2h / semana Aulas Teóricas e Práticas Regente

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) Unidade Curricular: Cálculo Financeiro

Ficha de Unidade Curricular (FUC) Unidade Curricular: Cálculo Financeiro INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do conselho Técnico-Científico 8/5/2013 Ficha de Unidade Curricular (FUC) Unidade Curricular: Cálculo

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Direito das Obrigações e dos Contratos

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Direito das Obrigações e dos Contratos INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do Conselho Pedagógico 30/3/2016 Aprovação do Conselho Técnico-Científico 20/4/2016 Ficha de Unidade

Leia mais

NCE/11/01181 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/11/01181 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/11/01181 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/11/01181 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA ANO LECTIVO 2009/2010 [DEPARTAMENTO DE AMBIENTE E ORDENAMENTO] [Director de Curso: Ana Isabel Miranda] [Licenciatura em Engenharia do Ambiente] 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA COORDENADORIA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL COAI COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PARTE I O DOCENTE AVALIA AS AÇÕES DO CURSO Prezado(a)

Leia mais

Psicologia da Educação Curso de Professores do Ensino Básico 1º Ciclo 2º Ano

Psicologia da Educação Curso de Professores do Ensino Básico 1º Ciclo 2º Ano Psicologia da Educação Curso de Professores do Ensino Básico 1º Ciclo 2º Ano Ano lectivo 2007/2008 Copyright, 2008 José Farinha, Prof. Adjunto Sumário da aula de hoje: Apresentação: Da equipa pedagógica

Leia mais

Aprendizagem Baseada em Projectos A experiência de Águeda

Aprendizagem Baseada em Projectos A experiência de Águeda Aprendizagem Baseada em Projectos A experiência de Águeda Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Universidade de Aveiro José Manuel Oliveira Nesta apresentação, vamos... apresentar sucintamente

Leia mais

UNIVERSIDADE DE LISBOA Reitoria DELIBERAÇÃO

UNIVERSIDADE DE LISBOA Reitoria DELIBERAÇÃO UNIVERSIDADE DE LISBOA Reitoria DELIBERAÇÃO DP 78/1 Sob proposta do Conselho Científico da Faculdade de Ciências, desta Universidade, e pela deliberação n.º 24/2003 da Comissão do Senado de 31 de Março

Leia mais

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA ANO LECTIVO 2009/2010 DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO Maria João Loureiro MESTRADO EM ENSINO DE FÍSICA E QUÍMICA NO 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO (3.º CEB) E NO

Leia mais

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR Curso Engenharia Informática Ano letivo 2015/2016 Unidade Curricular Engenharia de Software II ECTS 6 Regime Obrigatório Ano 3º Semestre 1º sem Horas de trabalho globais Docente Maria Clara Silveira Total

Leia mais

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA Ano lectivo 2008/2009 DEPARTAMENTO QUÍMICA CURSO Mestrado Integrado em Engenharia Química (MIEQ) 1.INTRODUÇÃO O Mestrado Integrado em Engenharia Química

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região Centro SETOR DE COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO PEDAGÓGICA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO ANO LETIVO DE 2017/2018 PORTUGUÊS

Leia mais

2. São igualmente fixados: Universidade do Minho, 5 de Setembro de O Reitor, A. Guimarães Rodrigues

2. São igualmente fixados: Universidade do Minho, 5 de Setembro de O Reitor, A. Guimarães Rodrigues Divisão Académica despacho RT/C-211/2006 A Resolução SU-3/06, de 13 de Março, aprovou a adequação do Curso de Licenciatura em Engenharia BIológica, agora designado por Mestrado em Engenharia Biológica.

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE E SEGURANÇA ALIMENTAR

GESTÃO DA QUALIDADE E SEGURANÇA ALIMENTAR 2016>2017 mestrado GESTÃO DA QUALIDADE E SEGURANÇA ALIMENTAR regime blearning 1 APRESENTAÇÃO REGIME O curso de mestrado em Gestão da Qualidade e Segurança Alimentar em regime de Educação a Distância (EaD)

Leia mais

Jornadas de Higiene e Segurança no Trabalho. Azores Safe. Ribeira Grande 13 e 14 de outubro de 2016

Jornadas de Higiene e Segurança no Trabalho. Azores Safe. Ribeira Grande 13 e 14 de outubro de 2016 Jornadas de Higiene e Segurança no Trabalho Azores Safe 2016 Ribeira Grande 13 e 14 de outubro de 2016 A formação superior Carlos Gomes de Oliveira ENGENHARIA é: a prática da aplicação segura e económica

Leia mais

Avaliação de Desempenho Docente

Avaliação de Desempenho Docente Dicas para a elaboração de um Portefólio Avaliação de Desempenho Docente O PORTEFÓLIO deve conter um registo das reflexões e das práticas e deve estar devidamente documentado. 13-04-2008 1 Deve conter:

Leia mais

PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DO MÉTODO DE AVALIAÇÃO

PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DO MÉTODO DE AVALIAÇÃO PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DO MÉTODO DE AVALIAÇÃO Ano lectivo 2013/2014 Núcleo de Estudantes de Informática Departamento de Engenharia Informática 1. ALTERAÇÃO DOS MÍNIMOS O Regulamento Pedagógico da Universidade

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2016-2017 Agrupamento de Escolas de Loureiro a. MATEMÁTICA (5 o e 6 o anos) Pontualidade e assiduidade Autonomia e empenho 0,7x média aritmética das classificações obtidas nas fichas

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Noções Fundamentais de Direito

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Noções Fundamentais de Direito INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do Conselho Pedagógico 9/11/2016 Aprovação do Conselho Técnico-Científico 23/11/2016 Ficha de Unidade

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Direito das Contraordenações

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Direito das Contraordenações INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do Conselho Pedagógico / / Aprovação do Conselho Técnico-Científico / / Ficha de Unidade Curricular

Leia mais

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA. Ano lectivo 2008/2009

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA. Ano lectivo 2008/2009 RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA Ano lectivo 2008/2009 DEPARTAMENTO Engenharia Cerâmica e do Vidro CURSO Materiais e Dispositivos Biomédicos (2º ciclo, 9191) 1.INTRODUÇÃO (máx. meia página)

Leia mais

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA Ano lectivo 2008/2009 DEPARTAMENTO Escola Superior de CURSO Radiologia 1.INTRODUÇÃO (máx. meia página) Os cursos de do Ensino Superior Politécnico só fizeram

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO DE CURSO DO CURSO DE ENFERMAGEM NA PERSPECTIVA DO ALUNO

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO DE CURSO DO CURSO DE ENFERMAGEM NA PERSPECTIVA DO ALUNO 1 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO DE CURSO DO CURSO DE ENFERMAGEM NA PERSPECTIVA DO ALUNO PERÍODO: 7 A 16 DE JULHO DE 2010 (DURANTE A MATRÍCULA) LOCAL: LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA DA FACULDADE DE

Leia mais

FICHA DE UNIDADE CURRICULAR 2014/2015

FICHA DE UNIDADE CURRICULAR 2014/2015 FICHA DE UNIDADE CURRICULAR 2014/2015 Designação Introdução à Psicologia do Desenvolvimento Docente (s) (Indicar também qual o docente responsável pela U.C.) Sara Bahia (responsável pela UC) João Moreira

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Aplicações Informáticas

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Aplicações Informáticas INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do Conselho Pedagógico 5/11/2014 Aprovação do Conselho Técnico-Científico 23/2/2015 Ficha de Unidade

Leia mais

Ficha da Unidade Curricular 2011/2012

Ficha da Unidade Curricular 2011/2012 1 de 5 09-09-2011 16:17 Ficha da Unidade Curricular 2011/2012 IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR Designação: Economia Monetária e Financeira Última alteração: 2011-09-02 09:47:00 ECTS: 5 Língua de leccionação:

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Empreendedorismo e Inovação

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Empreendedorismo e Inovação INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do Conselho Pedagógico 5/11/2014 Aprovação do Conselho Técnico-Científico 23/2/2015 Ficha de Unidade

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Noções Fundamentais de Direito

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Noções Fundamentais de Direito INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do Conselho Pedagógico 23/10/2013 Aprovação do Conselho Técnico-Científico 26/2/2014 Ficha de Unidade

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Matemática Aplicada I

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Matemática Aplicada I INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do Conselho Pedagógico 9/11/2016 Aprovação do Conselho Técnico-Científico 23/11/2016 Ficha de Unidade

Leia mais

Instituto Superior Politécnico de Viseu - Escola Superior de Tecnologia Ano Lectivo 2000/2001 - Curso de Gestão de Empresas - Matemática Financeira

Instituto Superior Politécnico de Viseu - Escola Superior de Tecnologia Ano Lectivo 2000/2001 - Curso de Gestão de Empresas - Matemática Financeira ISPV - ESTV GESTÃO DE EMPRESAS - MATEMÁTICA FINANCEIRA Instituto Superior Politécnico de Viseu - Escola Superior de Tecnologia 00/01 Ano Lectivo 00/01 - Curso de Gestão de Empresas - Matemática Financeira

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular 2009/2010

Ficha de Unidade Curricular 2009/2010 Ficha de Unidade Curricular 2009/2010 Unidade Curricular Designação Análise do Texto Dramático 2 Área Científica Estudos Performativos Ciclo de Estudos Licenciatura Carácter: Obrigatória Semestre 2º ECTS

Leia mais

Álgebra Linear e Geometria Analítica

Álgebra Linear e Geometria Analítica Álgebra Linear e Geometria Analítica Cursos Ano/Semestre Ano Lectivo Área Científica Dpt. EA, EACI, EB, EEC, EI, EM 1º / 1º 2012/2013 Matemática Matemática Professor Responsável da Disciplina Cristina

Leia mais

English version at the end of this document

English version at the end of this document English version at the end of this document Ano Letivo 2016-17 Unidade Curricular PROJETO EM REDES DE DADOS Cursos TELECOMUNICAÇÕES E REDES Unidade Orgânica Instituto Superior de Engenharia Código da Unidade

Leia mais

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA 2007/2008 DEPARTAMENTO Engenharia Civil CURSO Mestrado em Engenharia Civil 1. INTRODUÇÃO O curso de Mestrado em Engenharia Civil tem por objectivo promover

Leia mais

LICENCIATURA EM CINEMA E AUDIOVISUAL

LICENCIATURA EM CINEMA E AUDIOVISUAL LICENCIATURA EM CINEMA E AUDIOVISUAL NORMAS REGULAMENTARES Curso do 1º ciclo de estudos do ensino superior, de cariz universitário, conferente do grau de licenciado, adequado ao Processo de Bolonha, constante

Leia mais

PROPOSTA DE CRIAÇA O DE UM CURSO DE FORMAÇA O NA A REA DE EDUCAÇA O CONTI NUA DIPLOMA DE FORMAÇA O AVANÇADA

PROPOSTA DE CRIAÇA O DE UM CURSO DE FORMAÇA O NA A REA DE EDUCAÇA O CONTI NUA DIPLOMA DE FORMAÇA O AVANÇADA PROPOSTA DE CRIAÇA O DE UM CURSO DE FORMAÇA O NA A REA DE EDUCAÇA O CONTI NUA DIPLOMA DE FORMAÇA O AVANÇADA NOME DO CURSO Português: Formação Avançada em Engenharia da Refinação, Petroquímica e Química

Leia mais

1. Designação do Curso: 2. Unidade proponente: [clique para introduzir]

1. Designação do Curso: 2. Unidade proponente: [clique para introduzir] 1. Designação do Curso: 2. Unidade proponente: 3. Tipo de curso: Curso de Pós-Graduação Curso de Pós-Licenciatura Curso de Especialização Curso de Estudos Avançados Curso de Especialização Tecnológica

Leia mais

Prof. Doutor Luis Miguel da Mata Artur Dias Pacheco (Regente)

Prof. Doutor Luis Miguel da Mata Artur Dias Pacheco (Regente) Ficha da Unidade Curricular 2013/2014 IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR Designação: Economia Monetária e Financeira Última alteração: 2013-09-01 15:24:00 ECTS: 5 Língua de lecionação: Português Licenciatura

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO DE CURSO DO CURSO DE NUTRIÇÃO NA PERSPECTIVA DO ALUNO

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO DE CURSO DO CURSO DE NUTRIÇÃO NA PERSPECTIVA DO ALUNO 1 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO DE CURSO DO CURSO DE NUTRIÇÃO NA PERSPECTIVA DO ALUNO PERÍODO: 7 A 16 DE JULHO DE 2010 (DURANTE A MATRÍCULA) LOCAL: LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA DA FACULDADE DE

Leia mais

LICENCIATURA EM DESIGN E COMUNICAÇÃO MULTIMÉDIA

LICENCIATURA EM DESIGN E COMUNICAÇÃO MULTIMÉDIA LICENCIATURA EM DESIGN E COMUNICAÇÃO MULTIMÉDIA NORMAS REGULAMENTARES Curso do 1º ciclo de estudos do ensino superior, de cariz universitário, conferente do grau de licenciado, adequado ao Processo de

Leia mais

EDITAL DE TUTORIA ACADÊMICA 2016/1 UNIFESP CAMPUS SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

EDITAL DE TUTORIA ACADÊMICA 2016/1 UNIFESP CAMPUS SÃO JOSÉ DOS CAMPOS EDITAL DE TUTORIA ACADÊMICA 2016/1 UNIFESP O Instituto de Ciência e Tecnologia da UNIFESP Campus São José dos Campos TORNA PÚBLICO os requisitos, procedimentos e o funcionamento do Projeto de Tutoria Acadêmica

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Investigação Operacional

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Investigação Operacional INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do Conselho Pedagógico 5/11/2014 Aprovação do Conselho Técnico-Científico 23/2/2015 Ficha de Unidade

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E E-LEARNING NA UNIVERSIDADE ABERTA

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E E-LEARNING NA UNIVERSIDADE ABERTA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E E-LEARNING NA UNIVERSIDADE ABERTA António Quintas-Mendes - Laboratório de Educação a Distância e E-Learning 9ETIC EXPERIÊNCIAS NO REINO UNIDO E NA PENÍNSULA IBÉRICA 27 de Outubro

Leia mais

LICENCIATURA EM DESIGN DE COMUNICAÇÃO

LICENCIATURA EM DESIGN DE COMUNICAÇÃO LICENCIATURA EM DESIGN DE COMUNICAÇÃO NORMAS REGULAMENTARES Curso do 1º ciclo de estudos do ensino superior, de cariz universitário, conferente do grau de licenciado, adequado ao Processo de Bolonha, constante

Leia mais

CET Projecto de Moldes_2013_2015. Mecânica Geral. terças e quartas (ver AGCP) Horas de contacto: 60

CET Projecto de Moldes_2013_2015. Mecânica Geral. terças e quartas (ver AGCP) Horas de contacto: 60 CET Projecto de Moldes_2013_2015 Mecânica Geral Horário: terças e quartas (ver AGCP) Horas de contacto: 60 Mecânica Geral DOCENTE Nome: Rui Fonseca-Pinto E-mail: rui.pinto@ipleiria.pt Cacifo: Gab: GO 1-14

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Contabilidade Analítica

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Contabilidade Analítica INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do Conselho Pedagógico 23/10/2013 Aprovação do Conselho Técnico-Científico 26/2/2014 Ficha de Unidade

Leia mais

NCE/14/00876 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/14/00876 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/14/00876 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de Ensino Superior / Entidade Instituidora: Universidade Do Minho A.1.a.

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Práticas de Secretariado e Assessoria I

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Práticas de Secretariado e Assessoria I INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do Conselho Pedagógico 5/11/2014 Aprovação do Conselho Técnico-Científico 23/2/2015 Ficha de Unidade

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular

Ficha de Unidade Curricular Ficha de Unidade Curricular Unidade Curricular Designação: Materiais e Tecnologias de Construção II Área Científica: Tecnologias de Produção Ciclo de Estudos: 1º Ciclo Design de Ambientes Carácter: Obrigatória

Leia mais

EDITAL DE TUTORIA ACADÊMICA 2014/1 UNIFESP CAMPUS SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

EDITAL DE TUTORIA ACADÊMICA 2014/1 UNIFESP CAMPUS SÃO JOSÉ DOS CAMPOS EDITAL DE TUTORIA ACADÊMICA 2014/1 UNIFESP O Instituto de Ciência e Tecnologia da UNIFESP Campus São José dos Campos TORNA PÚBLICO os requisitos, procedimentos e o funcionamento do Projeto de Tutoria Acadêmica

Leia mais

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA Ano lectivo 2008/2009 DEPARTAMENTO Escola Superior de Saúde CURSO Enfermagem 1.INTRODUÇÃO O Curso de Licenciatura em Enfermagem (CLE) manteve a sua estrutura

Leia mais

MIEIC Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação

MIEIC Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação MIEIC Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação Informações e recomendações aos alunos do 1º ano A. Augusto Sousa Raul Moreira Vidal Nuno Flores 17 de setembro de 2012 Objetivos do MIEIC

Leia mais

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA Ano lectivo 2008/2009 DEPARTAMENTO Engenharia Mecânica/Electrónica, Telecomunicações e Informática CURSO Mestrado em Engenharia de Automação Industrial

Leia mais