Faça uma pergunta em goo.gl/slides/jtrgc2. Ocupação do território, emprego e demografia

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Faça uma pergunta em goo.gl/slides/jtrgc2. Ocupação do território, emprego e demografia"

Transcrição

1 Centro Algarvio

2 Faça uma pergunta em goo.gl/slides/jtrgc2 Ocupação do território, emprego e demografia

3 Tendências Demográficas População Residente Em 2011 residiam hab. (+15% face a 2001). Maiores crescimentos em Albufeira (29,4%), Loulé (19,4%) e Faro e Olhão (ambos 11,2%) Faça uma pergunta em goo.gl/slides/jtrgc2

4 Tendências Demográficas Estrutura Etária Em 2011 residiam hab. (+15% face a 2001). Maiores crescimentos em Albufeira (29,4%), Loulé (19,4%) e Faro e Olhão (ambos 11,2%) Faça uma pergunta em goo.gl/slides/jtrgc2

5 Tendências Demográficas Índice de envelhecimento

6 Ocupação do Território População por dimensão de lugar 35% da população reside em lugares < hab. Lugares maior dimensão na faixa litoral. Faça uma pergunta em goo.gl/slides/jtrgc2

7 Emprego e Polos Geradores 53% do emprego nas freguesias de Albufeira e Olhos de Água, Quarteira e Faro.

8 Faça uma pergunta em goo.gl/slides/jtrgc2 Padrões de mobilidade urbana e intermunicipal

9 Padrões de Mobilidade Repartição Modal 56% da população residente no Centro Algarvio realiza viagens pendulares 82% da população que realiza viagens pendulares trabalha ou estuda no concelho de residência Tendência para crescimento do peso das viagens interconcelhias (maiores distâncias e maiores tempos de viagem).

10 Padrões de Mobilidade Repartição Modal Quota do TI superior a 60% e peso TC inferior a 12%. Modo pedonal peso inferior <20% em dois municípios (Albufeira e S.B. Alportel). Faça uma pergunta em goo.gl/slides/jtrgc2

11 Padrões de Mobilidade Dependências Funcionais +20,76% das viagens interconcelhias entre 2001/11.

12 Faça uma pergunta em goo.gl/slides/jtrgc2 Transporte de passageiros: modos de deslocação, oferta, procura e estacionamento

13 Acessibilidades A maioria do território dos municípios encontrase a menos de 30 minutos da respetiva sede. Viagens mais rápidas realizam-se na faixa litoral.

14 Transporte Coletivo Fluvial 80% da procura nos meses julho a setembro Ligações realizadas em zona de elevada sensibilidade ambiental. Fonte: CCDR Algarve, Agosto 2016 Faça uma pergunta em goo.gl/slides/jtrgc2

15 Transporte Coletivo Rodoviário Cobertura Populacional da Rede: 74% Período Escolar 52% Período Não Escolar Variação da oferta: - 24% da oferta de circulações em PNE - 48% da oferta de circulações ao fim-desemana

16 Transporte Coletivo Rodoviário 123 lugares com mais de 40 habitantes sem oferta de TP regular 150 lugares com menos com mais de 40 habitantes de 3 ligações semanais à sede de concelho. Fonte: SIGGESC, Agosto 2016 Faça uma pergunta em goo.gl/slides/jtrgc2

17 Modo Ciclável 156km de percursos cicláveis 0,604 km/1.000 habitantes Fonte: Municípios do Centro Algarvio, Agosto/2016

18 Modo Ciclável Rede Ciclável Existência de percursos cicláveis em todos os municípios. Muitos percursos vocacionados para lazer ou com funções mistas. Inexistência de uma verdadeira rede estruturada à escala dos municípios. Rede de ciclável de Vilamoura (aprox. 22Km).

19 Modo Ciclável Rede Ciclável Aspetos Positivos Sistema de bicicletas de utilização partilhada de Vilamoura que será expandido a Loulé, Quarteira, Quinta do Lago e Almancil. Projetos de expansão da rede ciclável na generalidade dos municípios.

20 Modo Ciclável Rede Ciclável Constrangimentos Nível de concretização do projeto da Ecovia do litoral e tipologia dos percursos variável. Necessidade de substituir alguns painéis informativos da Ecovia Necessidade de reforço de parqueamentos junto a interfaces de transportes e polos geradores/atractores Faça uma pergunta em goo.gl/slides/jtrgc2

21 Modo Pedonal Decréscimo da quota do modo pedonal /11 (28,9%»» 22,16%). Persistência de problemas: - Descontinuidade de passeios; - Estacionamento ilegal; - Atravessamentos urbanos; - Orografia; - Morfologia urbana (centros históricos); - Excesso de mobiliário urbano e concessão do espaço público.

22 Modo Pedonal Procura Maior procura nas áreas centrais dos principais aglomerados urbanos Fonte: Inquéritos à mobilidade, 2012

23 Estacionamento Persistem carências de estacionamento em alguns municípios em especial no período de verão. Tarifário diferenciado nos períodos de inverno e de verão em alguns municípios. Insuficiente fiscalização do estacionamento ilegal. Fonte: Municípios do Centro Algarvio, Agosto/2016

24 Faça uma pergunta em goo.gl/slides/jtrgc2 Segurança Rodoviária

25 Segurança Rodoviária Evolução da Sinistralidade -15% dos acidentes com vítimas entre 2006 e 2015 e -14% do número de vítimas. Tendência de ligeiro crescimento do número de acidentes (+11%) e vítimas (+18%) desde Faça uma pergunta em goo.gl/slides/jtrgc2 Fonte: ANSR, 2016

26 Segurança Rodoviária Pontos Negros Fonte: ANSR, 2016

27 Segurança Rodoviária Acidentes por tipo de via % dos acidentes ocorrem em arruamentos urbanos 77% dos atropelamentos ocorre em arruamentos urbanos Faça uma pergunta em goo.gl/slides/jtrgc2 Fonte: ANSR, 2016

28 Faça uma pergunta em goo.gl/slides/jtrgc2 PAMUS Centro Algarvio:

Barlavento Algarvio Fase 1: Caracterização e Diagnóstico

Barlavento Algarvio Fase 1: Caracterização e Diagnóstico Barlavento Algarvio Fase 1: Caracterização e Diagnóstico Enquadramento Territórios distintos em termos de povoamento, demografia, economia e orografia: Municípios de cariz mais rural e com problemas de

Leia mais

Uma Visão Transversal - FS

Uma Visão Transversal - FS Uma Visão Transversal - FS Equipas PMUS Distribuição de temas - abordagem transversal à Região Intermodalidade e informação ao público Rede rodoviária, tráfego e estacionamento Dinâmicas demográficas e

Leia mais

Apresentação Transversal - MPT

Apresentação Transversal - MPT Apresentação Transversal - MPT Acessibilidade de peões/ ciclistas e espaço público Predominância do TI; As deslocações pedonais no território algarvio nem sempre têm posição de destaque; Quota modal das

Leia mais

Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes da Região de Aveiro. Susana Castelo

Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes da Região de Aveiro. Susana Castelo Boas Práticas: Região de Aveiro Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes da Região de Aveiro Susana Castelo Susana.castelo@tis.pt Região de Aveiro O processo do PIMT-RA Em 2011, a CIRA lançou o

Leia mais

Estratégia para a promoção da utilização dos modos suaves

Estratégia para a promoção da utilização dos modos suaves Estratégia para a promoção da utilização dos modos suaves Eng.ª Rita Soares Seminário de divulgação e participação pública, Aveiro 12.06.2013.PT Transportes Inovação e Sistemas, S.A. 1 15 Objetivos Estratégicos

Leia mais

Boas Práticas: Região de Aveiro

Boas Práticas: Região de Aveiro Boas Práticas: Região de Aveiro Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes da Região de Aveiro Susana Castelo Susana.castelo@tis.pt Região de Aveiro O processo do PIMT-RA Em 2011, a CIRA lançou o

Leia mais

Plano Intermunicipal de Transportes da Região de Aveiro (PIMTRA)

Plano Intermunicipal de Transportes da Região de Aveiro (PIMTRA) Seminário Mobilidade Urbana Sustentável: Experiências e novos desafios Plano Intermunicipal de Transportes da Região de Aveiro (PIMTRA) Susana Castelo TIS.pt Região de Aveiro O processo do PIMT-RA Em 2011,

Leia mais

ECOXXI 2014 Indicador Mobilidade Sustentável. Catarina Marcelino, GPIA/IMT David Vale, FA-UTL Mário Alves, Transitec

ECOXXI 2014 Indicador Mobilidade Sustentável. Catarina Marcelino, GPIA/IMT David Vale, FA-UTL Mário Alves, Transitec ECOXXI 2014 Indicador Mobilidade Sustentável Catarina Marcelino, GPIA/IMT David Vale, FA-UTL Mário Alves, Transitec O problema: Predominância de soluções de transporte para problemas urbanos Aumento das

Leia mais

Mais Bicicletas, Melhores Cidades A Promoção do Uso da Bicicleta no âmbito do PAMUS A Mobilidade Urbana Sustentável no NORTE 2020

Mais Bicicletas, Melhores Cidades A Promoção do Uso da Bicicleta no âmbito do PAMUS A Mobilidade Urbana Sustentável no NORTE 2020 Mais Bicicletas, Melhores Cidades A Mobilidade Urbana Sustentável no NORTE 2020 O Município da Maia Divisão de Planeamento Territorial e Projetos Câmara Municipal da Maia Mais Bicicletas, Melhores Cidades

Leia mais

utilização dos transportes públicos

utilização dos transportes públicos Estratégia para a promoção da utilização dos transportes públicos Engª Susana Castelo.PT Transportes Inovação e Sistemas, S.A. 1 12 Objetivos Estratégicos e Específicos do PIMT-RA Promover uma REPARTIÇÃO

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DE MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL DA REGIÃO DE LEIRIA Abril 2017

PLANO DE AÇÃO DE MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL DA REGIÃO DE LEIRIA Abril 2017 PLANO DE AÇÃO DE MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL DA REGIÃO DE LEIRIA Abril 2017 01 02 03 FASEAMENTO/CARACTERIZAÇÃO E DIAGNÓSTICO AÇÕES PAMUS MUNICIPAIS AÇÕES PAMUS INTERMUNICIPAIS www.cimregiaodeleiria.pt

Leia mais

Plano de Mobilidade e Transportes Intermunicipal da AI da TTT (Margem Sul)

Plano de Mobilidade e Transportes Intermunicipal da AI da TTT (Margem Sul) Plano de Mobilidade e Transportes Intermunicipal da AI da TTT (Margem Sul) 1ª Reunião da Comissão Executiva Museu Industrial do Barreiro 25 de junho 2012 27-06-2012 Área de Intervenção (AI) Concelho do

Leia mais

Nuno Soares Ribeiro VTM Consultores

Nuno Soares Ribeiro VTM Consultores Nuno Soares Ribeiro VTM Consultores 25 NOVEMBR0 2008 1 Índice 1. Enquadramento 2. Conceito do Sistema 3. Inserção no Território Demografia Mobilidade Geração e Troca de Viagens 4. Desenvolvimento do Traçado

Leia mais

PLANO DE MOBILIDADE E TRANSPORTES DE OLHÃO FASE 2: RELATÓRIO DE CENÁRIOS E DEFINIÇÃO DA ESTRATÉGIA (ESTE DOCUMENTO TEM 117 FOLHAS) Algarve Central

PLANO DE MOBILIDADE E TRANSPORTES DE OLHÃO FASE 2: RELATÓRIO DE CENÁRIOS E DEFINIÇÃO DA ESTRATÉGIA (ESTE DOCUMENTO TEM 117 FOLHAS) Algarve Central / PLANO DE MOBILIDADE E TRANSPORTES DE OLHÃO FASE 2: RELATÓRIO DE CENÁRIOS E DEFINIÇÃO DA ESTRATÉGIA (ESTE DOCUMENTO TEM 117 FOLHAS) / PLANO DE MOBILIDADE E TRANSPORTES DE OLHÃO FASE 2: CONSTRUÇÃO DE CENÁRIOS

Leia mais

Projecto Mobilidade Sustentável Auditório Alto dos Moinhos Estação de Metro do Alto dos Moinhos Lisboa

Projecto Mobilidade Sustentável Auditório Alto dos Moinhos Estação de Metro do Alto dos Moinhos Lisboa Projecto Mobilidade Sustentável Auditório Alto dos Moinhos Estação de Metro do Alto dos Moinhos Lisboa 19 de Setembro de 2008 Plano de Mobilidade Sustentável de Faro Vítor Teixeira, Manuela Rosa e Celeste

Leia mais

Estudo de Mobilidade Interurbana Fase II Construção de Cenários e Definição da Estratégia Agosto 2013 E14213

Estudo de Mobilidade Interurbana Fase II Construção de Cenários e Definição da Estratégia Agosto 2013 E14213 www.dhv.pt Estudo de Mobilidade Interurbana Algarve Central Fase II Agosto 2013 E14213 Construção de Cenários e Definição da Estratégia Estudo de Mobilidade Interurbana Algarve Central EMI Relatório de

Leia mais

Casos de estudo LNEC-CM CM Silves-CM Lagoa- CM Portimão-CM Vila do Bispo. APA, 17 de Setembro de 2007

Casos de estudo LNEC-CM CM Silves-CM Lagoa- CM Portimão-CM Vila do Bispo. APA, 17 de Setembro de 2007 PROJECTO MOBILIDADE SUSTENTÁVEL Casos de estudo LNEC-CM CM Silves-CM Lagoa- CM Portimão-CM Vila do Bispo APA, 17 de Setembro de 2007 Enquadramento LNEC/DT/NPTS não contratou bolseiros R.H. existentes carreira

Leia mais

Estudo Demográfico do Algarve. Geografia - 8º ano - Algoz

Estudo Demográfico do Algarve. Geografia - 8º ano - Algoz Estudo Demográfico do Algarve Geografia - 8º ano - Algoz Desenvolvemos na disciplina de Geografia um estudo demográfico da região do Algarve. Estudámos a evolução da densidade populacional entre 2001 e

Leia mais

PLANO INTERMUNICIPAL DE MOBILIDADE E TRANSPORTES VISEU DÃO LAFÕES ISABEL PIMENTA VTM CONSULTORES

PLANO INTERMUNICIPAL DE MOBILIDADE E TRANSPORTES VISEU DÃO LAFÕES ISABEL PIMENTA VTM CONSULTORES PLANO INTERMUNICIPAL DE MOBILIDADE E TRANSPORTES VISEU DÃO LAFÕES ISABEL PIMENTA VTM CONSULTORES Tondela, 19/04/2017 Índice 1. O PIMT Viseu Dão Lafões 2. Abordagem Metodológica 4. FASE 2 Cenários Prospetivos

Leia mais

MUNICÍPIO DE CASTELO BRANCO ÁREA DE ESTUDO

MUNICÍPIO DE CASTELO BRANCO ÁREA DE ESTUDO MUNICÍPIO DE CASTELO BRANCO ÁREA DE ESTUDO Castelo Branco Em 2001: População concelho: 55 708 População Sede concelho: 30 449 (55%) Área: 1438,2 km2 Freguesias: 25 Cidade de Castelo Branco População actual:

Leia mais

Plano de Mobilidade e Transportes. Município de Faro. Fase I: Estudos de Caracterização e Diagnóstico. Cliente. Em consórcio com

Plano de Mobilidade e Transportes. Município de Faro. Fase I: Estudos de Caracterização e Diagnóstico. Cliente. Em consórcio com Município de Faro Cliente Fase I: Estudos de Caracterização e Diagnóstico Em consórcio com Outubro de 2014 ÍNDICE GERAL 1. ENQUADRAMENTO GERAL... 8 1.1. ÂMBITO DO PLANO DE MOBILIDADE E TRANSPORTES... 9

Leia mais

DTEA - Transportes, Energia e Ambiente Grupo de Investigação em Energia e Desenvolvimento Sustentável Instituto Superior Técnico

DTEA - Transportes, Energia e Ambiente Grupo de Investigação em Energia e Desenvolvimento Sustentável Instituto Superior Técnico DTEA - Transportes, Energia e Ambiente Grupo de Investigação em Energia e Desenvolvimento Sustentável Instituto Superior Técnico Projecto Mobilidade Sustentável Tiago Farias 20 de Junho de 2007 DTEA Transportes,

Leia mais

Autárquicas Maia. Inquérito sobre Políticas e Propostas para a Mobilidade em Bicicleta. Município: 26

Autárquicas Maia. Inquérito sobre Políticas e Propostas para a Mobilidade em Bicicleta. Município: 26 - Autárquicas 217 Autárquicas 217 Inquérito sobre Políticas e Propostas para a Mobilidade em Bicicleta Município: 26 Maia Participantes no inquérito: Não responderam: PS CDU MPT PPV.PPM 1.1. Apoia o objetivo

Leia mais

Workshop Regional de Disseminação do Pacote da Mobilidade

Workshop Regional de Disseminação do Pacote da Mobilidade Workshop Regional de Disseminação do Universidade do Minho - Braga -10 de Abril de 2012 GUIÃO Orientador da Temática dos Transportes nos Planos Municipais de Ordenamento do Território António Pérez Babo

Leia mais

ESTUDO DE MOBILIDADE E TRANSPORTES DA COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DAS TERRAS DE TRÁS-OS-MONTES

ESTUDO DE MOBILIDADE E TRANSPORTES DA COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DAS TERRAS DE TRÁS-OS-MONTES ESTUDO DE MOBILIDADE E TRANSPORTES DA COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DAS TERRAS DE TRÁS-OS-MONTES junho de 2015 TÍTULO: Estudo de Mobilidade e Transportes da Comunidade Intermunicipal das Terras de Trás-Os-Montes

Leia mais

A rua como elemento central da mobilidade urbana ciclável

A rua como elemento central da mobilidade urbana ciclável A rua como elemento central da mobilidade urbana ciclável 15 de Fevereiro de 2011 José M. Viegas Susana Castelo Mudança de paradigma Necessidade de : 1. Revisão do modelo de Predict & Provide, já que este

Leia mais

mobilidade sustentável

mobilidade sustentável GALARDÃO eco XXI Cantanhede, 19 de Setembro de 2014 mobilidade sustentável requalificação urbana/mobilidade/ambiente/trânsito/sustentabilidade Micael Sousa PRINCÍPIOS E OBJECTIVOS PRINCÍPIOS GERAIS Redução

Leia mais

Guia para Elaboração de Planos de Mobilidade e Transportes (PMT)

Guia para Elaboração de Planos de Mobilidade e Transportes (PMT) Workshop Regional de Disseminação do Universidade do Minho - Braga -10 de Abril de 2012 Guia para Elaboração de Planos de Mobilidade e Transportes (PMT) Faustino Gomes TIS.PT, Transportes, Inovação e Sistemas,

Leia mais

Plano de Mobilidade Sustentável e Transportes de Setúbal Caraterização e Diagnóstico

Plano de Mobilidade Sustentável e Transportes de Setúbal Caraterização e Diagnóstico 2664 Plano de Mobilidade Sustentável e Transportes de Setúbal Caraterização e Diagnóstico V1 Índice ÍNDICE... I ÍNDICE DE TABELAS... III ÍNDICE DE FIGURAS... IV 1. ENQUADRAMENTO... 1 1.1. Enquadramento

Leia mais

Colecção de Brochuras Técnicas / Temáticas

Colecção de Brochuras Técnicas / Temáticas Workshop Regional de Disseminação do Pacote da Mobilidade Universidade de Évora Évora 24 de Abril de 2012 Colecção de Brochuras Técnicas / Temáticas Margarida Neta Transitec www.transitec.net margarida.neta@transitec.net

Leia mais

O PEDU é, ainda, o elemento agregador de três instrumentos de planeamento, que suportam cada uma daquelas prioridades de investimento:

O PEDU é, ainda, o elemento agregador de três instrumentos de planeamento, que suportam cada uma daquelas prioridades de investimento: APRESENTAÇÃO ENQUADRAMENTO Do Acordo de Parceria Portugal 2020, adotado entre Portugal e a Comissão Europeia, e dos Programas Operacionais Regionais resultou que os Municípios que correspondessem a centros

Leia mais

Distrito - FARO. SINISTRALIDADE Dez de Observatório de Segurança Rodoviária Relatório - Distrito 1

Distrito - FARO. SINISTRALIDADE Dez de Observatório de Segurança Rodoviária Relatório - Distrito 1 Distrito - FARO SINISTRALIDADE Dez de 2014 Observatório de Segurança Rodoviária 1 ÍNDICE DEFINIÇÕES... 3 EVOLUÇÃO 2005-2014... 4 1. com... 4 2.... 5 ACIDENTES E VÍTIMAS... 6 1. e 2005/2014... 6 2. e por

Leia mais

População residente. Distribuição da população por freguesias

População residente. Distribuição da população por freguesias População e Território População residente Local de Residência População residente (211) 155 2185 17653 1227 Sarilhos Pequenos 115 9864 Total 6629 Distribuição da população por freguesias 15% Sarilhos

Leia mais

1.º SEMINÁRIO DE ACOMPANHAMENTO Apresentação das operações em curso

1.º SEMINÁRIO DE ACOMPANHAMENTO Apresentação das operações em curso Política de Cidades Polis XXI Acções Inovadoras para o Desenvolvimento Urbano QREN/ POVT/ Eixo IX Desenvolvimento do Sistema Urbano Nacional 1.º SEMINÁRIO DE ACOMPANHAMENTO Apresentação das operações em

Leia mais

Mobilidade Sustentável. Mário Alves Bernardo Pereira André Fernandes

Mobilidade Sustentável. Mário Alves Bernardo Pereira André Fernandes Mobilidade Sustentável Mário Alves Bernardo Pereira André Fernandes Estrutura da Apresentação Parte I O Indicador 18 Mobilidade Sustentável Parte II Principais alterações Parte I A B C D E Promoção dos

Leia mais

Resumo. respostas. A Caracterização da amostra em estudo. A.4. - Local de residência. 1 de 8

Resumo. respostas. A Caracterização da amostra em estudo. A.4. - Local de residência. 1 de 8 1 de 8 respostas Resumo A Caracterização da amostra em estudo A.1. - Qual é a sua função na escola? Docente 65 20% Não docente 6 2% Aluno 260 79% A.2. - Caso seja aluno, indique o ano de escolaridade ou

Leia mais

Seminário da Mobilidade. Murtosa, 23 de Setembro Filipe Carneiro Adjunto da Presidência Câmara Municipal de Paredes

Seminário da Mobilidade. Murtosa, 23 de Setembro Filipe Carneiro Adjunto da Presidência Câmara Municipal de Paredes Seminário da Mobilidade Filipe Carneiro Adjunto da Presidência Câmara Municipal de Paredes Paredes Breve apresentação Paredes Situado no Norte de Portugal, bem no coração do Douro Litoral, o concelho de

Leia mais

Estratégia para a Aplicação de Planos de Intervenção em Espaço Rural em Espaço Periurbano. O caso de Setúbal.

Estratégia para a Aplicação de Planos de Intervenção em Espaço Rural em Espaço Periurbano. O caso de Setúbal. Estratégia para a Aplicação de Planos de Intervenção em Espaço Rural em Espaço Periurbano. O caso de Setúbal. Discussão para obtenção do grau de Mestre em Urbanismo e Ordenamento do Território Patrícia

Leia mais

CASCAIS. Componentes do Plano de Ação para a Mobilidade Urbana Sustentável.

CASCAIS. Componentes do Plano de Ação para a Mobilidade Urbana Sustentável. http://portugalfotografiaaerea.blogspot.pt/ CASCAIS Setembro 2015 Componentes do Plano de Ação para a Mobilidade Urbana Sustentável FICHA TÉCNICA Câmara Municipal de Cascais Pelouro do Planeamento do

Leia mais

Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia do Ambiente Perfil de Ordenamento do Território e Impactes Ambientais

Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia do Ambiente Perfil de Ordenamento do Território e Impactes Ambientais Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia do Ambiente Perfil de Ordenamento do Território e Impactes Ambientais ANA MORGADO DE BRITO NEVES Orientador: Mestre José Carlos Ribeiro Ferreira

Leia mais

Planos de Ação para a Mobilidade Urbana Sustentável. Maria Isabel Seabra

Planos de Ação para a Mobilidade Urbana Sustentável. Maria Isabel Seabra Planos de Ação para a Mobilidade Urbana Sustentável Maria Isabel Seabra icseabra@imt-ip.pt Seminário Mobilidade Urbana Sustentável Ponte de Lima, 16 de dezembro de 2015 A evolução da mobilidade PORTUGAL

Leia mais

PLANO INTERMUNICIPAL DE MOBILIDADE E TRANSPORTES DA REGIÃO DE COIMBRA

PLANO INTERMUNICIPAL DE MOBILIDADE E TRANSPORTES DA REGIÃO DE COIMBRA PLANO INTERMUNICIPAL DE MOBILIDADE E TRANSPORTES DA REGIÃO DE COIMBRA COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DA REGIÃO DE COIMBRA - RELATÓRIO FINAL PARA DIVULGAÇÃO - 2.AGO.2016 ÍNDICE 00. ENQUADRAMENTO E OBJETIVOS...

Leia mais

ALMADA FICHA TÉCNICA. Título Território e População Retrato de Almada segundo os Censos 2011

ALMADA FICHA TÉCNICA. Título Território e População Retrato de Almada segundo os Censos 2011 DMPATO DPU Divisão de Estudos e Planeamento A ALMADA FICHA TÉCNICA Título Território e População Retrato de Almada segundo os Censos 2011 Serviço Divisão de Estudos e Planeamento Departamento de Planeamento

Leia mais

COMPROMISSO PELA BICICLETA EDIÇÃO 2017

COMPROMISSO PELA BICICLETA EDIÇÃO 2017 COMPROMISSO PELA BICICLETA EDIÇÃO 2017 JOSÉ CARLOS MOTA, UNIVERSIDADE DE AVEIRO * PORTO, 19 ABRIL 2017 * Em colaboração com Frederico Moura e Sá e Gil Ribeiro Portugal, Europe's next cycling nation? A

Leia mais

Tavira distinguida desde 2005 Índice ECOXXI ,5%

Tavira distinguida desde 2005 Índice ECOXXI ,5% ECO XXI 2015 -Desenvolvimento Sustentável Mobilidade Sustentável Tavira distinguida desde 2005 Índice ECOXXI 2015-64,5% ECO XXI 2015 -Desenvolvimento Sustentável Mobilidade Sustentável Indicador 18 Mobilidade

Leia mais

Autárquicas Inquérito sobre Políticas e Propostas para a Mobilidade em Bicicleta. Não responderam: PSD.CDS.MPT.PPM CDU PAN PNR PTP PDR.

Autárquicas Inquérito sobre Políticas e Propostas para a Mobilidade em Bicicleta. Não responderam: PSD.CDS.MPT.PPM CDU PAN PNR PTP PDR. - Autárquicas 217 Autárquicas 217 Inquérito sobre Políticas e Propostas para a Mobilidade em Bicicleta Município: 47 Sintra Participantes no inquérito: Não responderam: PS PSD.CDS.MPT.PPM CDU PAN PNR PTP

Leia mais

Figura n.º1 Mapa do Distrito de Aveiro. Fonte:

Figura n.º1 Mapa do Distrito de Aveiro. Fonte: Figura n.º1 Mapa do Distrito de Aveiro Fonte: http://viajar.clix.pt/geo.php?d=10&1g=pt O concelho de Estarreja encontra-se situado na Região Centro do país, na Beira Litoral; constitui parte integrante

Leia mais

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º CENTRO

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º CENTRO REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º CENTRO-43-2016-01 PRIORIDADES DE INVESTIMENTOS: 4.5 (4e) PROMOÇÃO DE ESTRATÉGIAS DE BAIXO TEOR DE CARBONO

Leia mais

RETIFICAÇÃO DO PAMUS DO BAIXO ALENTEJO

RETIFICAÇÃO DO PAMUS DO BAIXO ALENTEJO REVISÃO DO PAMUS CIMBAL JULHO 2016 0 1. NOTA INTRODUTÓRIA A Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo, resultante do Acordo de Parceria Portugal 2020 e dos textos dos Programas Operacionais, desenvolveu

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DE MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL. Cofinanciado por: Águeda, 07 de abril de 2017

PLANO DE AÇÃO DE MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL. Cofinanciado por: Águeda, 07 de abril de 2017 PLANO DE AÇÃO DE MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL Cofinanciado por: Águeda, 07 de abril de 2017 ÍNDICE I. ESTRATÉGIA DE MOBILIDADE SUSTENTÁVEL DA CIM-RC II. ENQUADRAMENTO AO PAMUS III. ETAPAS DA ELABORAÇÃO

Leia mais

Formas de Actuação A Sustentabilidade Desafio: redução da actual mobilidade motorizada Nova abordagem no planeamento dos transportes e do território P

Formas de Actuação A Sustentabilidade Desafio: redução da actual mobilidade motorizada Nova abordagem no planeamento dos transportes e do território P Grupo de interesse Lisboa, 30 Novembro 2007 Mobilidade Sustentável em cidades de média dimensão Coordenação: Universidades de Aveiro e Coimbra Formas de Actuação A Sustentabilidade Desafio: redução da

Leia mais

TEMA I. A POPULAÇÃO, UTILIZADORA DE RECURSOS E ORGANIZADORA DE ESPAÇOS

TEMA I. A POPULAÇÃO, UTILIZADORA DE RECURSOS E ORGANIZADORA DE ESPAÇOS 1.1. A população: evolução e diferenças regionais 1.1.1. A evolução da população na 2ª metade do século XX Preparação para exame nacional Geografia A 1/8 Síntese: Evolução demográfica da população portuguesa

Leia mais

Elaboração do Plano de Mobilidade Sustentável do Concelho da Maia

Elaboração do Plano de Mobilidade Sustentável do Concelho da Maia www.dhv.pt Elaboração do Plano de Mobilidade Sustentável do Concelho da Maia Julho /2013 E14198 Fase 1 Relatório de Caraterização e Diagnóstico DHV, S.A. Estrada de Alfragide, nº 92 2610-164 Amadora -

Leia mais

BOLETIM MENSAL Nº 44 MARÇO DE LOULÉ Uma Nova Dinâmica para a Mobilidade Sustentável

BOLETIM MENSAL Nº 44 MARÇO DE LOULÉ Uma Nova Dinâmica para a Mobilidade Sustentável BOLETIM MENSAL Nº 44 MARÇO DE 2017 LOULÉ Uma Nova Dinâmica para a Mobilidade Sustentável BOAS PRÁTICAS EM MUNICÍPIOS ECOXXI Um município ECOXXI evidencia um conjunto de políticas, práticas e ações conducentes

Leia mais

Evolução da população

Evolução da população Site da CMLoures Link Município Estatísticas Censos de 2011 Resultados Provisórios I Censos de 2001 I Mapa Interativo Censos de 2011 Resultados Provisórios Demografia I Construção I Habitação Demografia

Leia mais

Os veículos eléctricos na Alta de Coimbra

Os veículos eléctricos na Alta de Coimbra WORKSHOP Combustíveis e veículos alternativos Práticas correntes e futuras linhas de orientação política para o transporte de passageiros (Projecto Alter-Motive) Os veículos eléctricos na Alta de Coimbra

Leia mais

REDE CICLOVIAS NA CIDADE DE VILA NOVA DE FAMALICÃO PROJETOS EIXO 1 EIXO 4

REDE CICLOVIAS NA CIDADE DE VILA NOVA DE FAMALICÃO PROJETOS EIXO 1 EIXO 4 FAMALICÃO CICLÁVEL UMA REDE, UMA COMUNIDADE REDE CICLOVIAS NA CIDADE DE VILA NOVA DE FAMALICÃO PROJETOS EIXO 1 EIXO 4 Porquê criar corredores dedicados para bicicletas? para INCENTIVAR BICI COMO MEIO DE

Leia mais

MOBILIDADE SUSTENTÁVEL

MOBILIDADE SUSTENTÁVEL MOBILIDADE SUSTENTÁVEL Workshop Regional U.M. BRAGA 10 ABRIL 2012 SUMÁRIO Compromissos Estudos e avaliação Intervenções Financiamento e Cooperação Institucional Desafios para Municípios COMPROMISSOS A

Leia mais

MONTIJO, CIDADE SAUDÁVEL E SUSTENTÁVEL:

MONTIJO, CIDADE SAUDÁVEL E SUSTENTÁVEL: 1. Designação do projecto: MONTIJO, CIDADE SAUDÁVEL E SUSTENTÁVEL: DA CICLOVIA A UMA REDE PEDONAL E CICLÁVEL 2. Tema (enquadramento nos temas da sessão): - Cidades saudáveis e respostas locais - Forma

Leia mais

nº de beneficiários de subsidio de desemprego por sexo

nº de beneficiários de subsidio de desemprego por sexo O presente documento pretende fazer de forma sintética uma análise das principais caraterísticas do Distrito de Faro no que à área social diz respeito. Pretendemos que sirva como elemento de consulta base

Leia mais

DEPARTAMENTO DE GESTÃO DA CIDADE

DEPARTAMENTO DE GESTÃO DA CIDADE REDE CICLÁVEL DO BARREIRO Volume 1 - Relatório Outubro de 2015 REDE CICLÁVEL DO BARREIRO Relatório II ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 1 2. ENQUADRAMENTO 2 2.1. ENQUADRAMENTO TERRITORIAL 2 2.2. ENQUADRAMENTO ESTRATÉGICO

Leia mais

1 a 31 de Maio. European Cycling Challenge toda a informação em :

1 a 31 de Maio. European Cycling Challenge toda a informação em : 1 a 31 de Maio European Cycling Challenge 2015 toda a informação em : www.loule2015.com European Cycling Challenge 2015 Desafio : 1 SEXTA DE BICICLETA PARA O TRABALHO Maio (todas as sextas) Local: Município.

Leia mais

PLANO DE MOBILIDADE E TRANSPORTES FASE II: CENÁRIOS, OBJETIVOS, ESTRATÉGIA,PROPOSTAS E PROGRAMA DE AÇÃO MUNICÍPIO DE FARO ...

PLANO DE MOBILIDADE E TRANSPORTES FASE II: CENÁRIOS, OBJETIVOS, ESTRATÉGIA,PROPOSTAS E PROGRAMA DE AÇÃO MUNICÍPIO DE FARO ... ... 1 2 ÍNDICE Volume I 1. INTRODUÇÃO... 1 1.1. ÂMBITO DO PLANO DE MOBILIDADE E TRANSPORTES... 2 1.2. ORGANIZAÇÃO DO PLANO... 4 1.3. ORGANIZAÇÃO DO RELATÓRIO... 5 2. CENÁRIOS, OBJETIVOS E DEFINIÇAO DA

Leia mais

Sistema de Mobilidade Ciclável por Patamares no Concelho de Cascais Relatório Final

Sistema de Mobilidade Ciclável por Patamares no Concelho de Cascais Relatório Final ESTUDO PARA UM MODELO DE ORGANIZAÇÃO E EXPLORAÇÃO PARA UM SISTEMA DE MOBILIDADE CICLÁVEL POR PATAMARES NO CONCELHO DE CASCAIS Dezembro 2016 0 ÍNDICE 1 Introdução... 2 2 Análise de Contexto... 3 2.1 Padrões

Leia mais

PLANO DIRETOR MUNICIPAL II. 4 PLANTA DE ENQUADRAMENTO REGIONAL

PLANO DIRETOR MUNICIPAL II. 4 PLANTA DE ENQUADRAMENTO REGIONAL II. 4 PLANTA DE JUNHO DE 2015 Junho de 2015 >> ii ÍNDICE 1. O TERRITÓRIO 1 2. A POPULAÇÃO 7 2.1. EVOLUÇÃO DEMOGRÁFICA 7 2.2. HABILITAÇÕES LITERÁRIAS 9 2.3. FAMÍLIAS 10 2.4. TAXAS DE ATIVIDADE E DESEMPREGO

Leia mais

Atropelamentos no concelho do Seixal Que factores urbanísticos os influenciam?

Atropelamentos no concelho do Seixal Que factores urbanísticos os influenciam? Atropelamentos no concelho do Seixal Que factores urbanísticos os influenciam? Hugo Leandro Instituto de Geografia e Ordenamento do Território UL CEG-IGOT Plano da apresentação 1. Metodologia 2. Saúde

Leia mais

AS CRIANÇAS EM PORTUGAL - ALGUNS DADOS ESTATÍSTICOS

AS CRIANÇAS EM PORTUGAL - ALGUNS DADOS ESTATÍSTICOS Dia Mundial da Criança 1 de Junho 30 de Maio de 2005 AS CRIANÇAS EM PORTUGAL - ALGUNS DADOS ESTATÍSTICOS O conteúdo do presente Destaque está alterado na página 2, relativamente ao divulgado em 30-05-2005.

Leia mais

NORTE ON BIKE: Mais Bicicletas: Melhores Cidades

NORTE ON BIKE: Mais Bicicletas: Melhores Cidades NORTE ON BIKE: Mais Bicicletas: Melhores Cidades Fernando Gomes CCDR-N Porto, 19 de abril de 2017 norte2020.pt Sumário Enquadramento 1. Objetivos 2. Ações 3. Modelo de Governação 4. Cronograma Enquadramento

Leia mais

MOBILIDADE SUSTENTÁVEL

MOBILIDADE SUSTENTÁVEL Fórum de Intercâmbio de Experiências Sustentáveis Congresso Desourb 7 Novembro, 2012 MOBILIDADE SUSTENTÁVEL Carlos Correia cmcorreia@imtt.pt 1 1. Que Problemas? (des)estruturação urbana (in)viabilidade

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO DE MOBILIDADE E TRANSPORTES DE LEIRIA

PLANO ESTRATÉGICO DE MOBILIDADE E TRANSPORTES DE LEIRIA PLANO ESTRATÉGICO DE MOBILIDADE E TRANSPORTES DE LEIRIA 14 abril 2016 01 POLÍTICAS EUROPEIAS PT2020 O PARADIGMA DA MOBILIDADE URBANA OS DESAFIOS E AS OPORTUNIDADES CIDADES EUROPEIAS 02 03 ENQUADRAMENTO

Leia mais

Plano de Mobilidade de Praia da Vitória Propostas de Intervenção

Plano de Mobilidade de Praia da Vitória Propostas de Intervenção Plano de Mobilidade Plano de Mobilidade de Praia da de Praia da Vitória Vitória Propostas de Intervenção Propostas de Intervenção 16 11-09 Apresentação Resumo Diagnóstico Propostas de Intervenção Solução

Leia mais

FICHAS DE AÇÃO ÍNDICE

FICHAS DE AÇÃO ÍNDICE FICHAS DE AÇÃO ÍNDICE SÍNTESE DAS FICHAS... 170 Governo dos Açores... 171 Ficha de Ação 1 Governo dos Açores... 171 Ficha de Ação 2 Governo dos Açores... 173 Ficha de Ação 3 Governo dos Açores... 175 Ficha

Leia mais

Residentes em Portugal realizaram 15,4 milhões de viagens turísticas em 2010

Residentes em Portugal realizaram 15,4 milhões de viagens turísticas em 2010 PROCURA TURÍSTICA DOS RESIDENTES Janeiro a Dezembro de 2010 30 de Maio de 2011 Residentes em Portugal realizaram 15,4 milhões de viagens turísticas em 2010 Em 2010 foram realizadas cerca de 15,4 milhões

Leia mais

Desenvolvimento Turístico e Ordenamento Problemas, Desafios, Soluções PORTO CRESCER COM CARÁCTER

Desenvolvimento Turístico e Ordenamento Problemas, Desafios, Soluções PORTO CRESCER COM CARÁCTER Desenvolvimento Turístico e Ordenamento Problemas, Desafios, Soluções PORTO CRESCER COM CARÁCTER ÍNDICE Porto Vocações Enquadramento Turismo Turismo do Porto Oportunidades Evolução Riscos Desafios Caso

Leia mais

Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade Nova de Lisboa

Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade Nova de Lisboa Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade Nova de Lisboa Objectivos Metodologia Casos de Estudo Proposta de Estratégias Conclusões Desenvolvimentos Futuros Definir estratégias que permitam aumentar

Leia mais

ÍNDICE FARO... 4 COMPROMISSOS... 5 PARQUE RIBEIRINHO DE FARO... 7 MINIBUS ELÉTRICO CICLOVIA... 18

ÍNDICE FARO... 4 COMPROMISSOS... 5 PARQUE RIBEIRINHO DE FARO... 7 MINIBUS ELÉTRICO CICLOVIA... 18 1 BoPS Faro ÍNDICE FARO... 4 COMPROMISSOS... 5 Governança... 5 Pacto de Autarcas... 5 Referências de Excelência... 6 PARQUE RIBEIRINHO DE FARO... 7 Investimento... 8 INDICADORES... 9 ILUSTRAÇÕES... 10

Leia mais

Acidentes Rodoviários de Trabalho

Acidentes Rodoviários de Trabalho Acidentes Rodoviários de Trabalho Lisboa, 03 de outubro de 2016 Jorge Jacob Agenda: 1 A evolução recente da sinistralidade rodoviária. 2 A Sinistralidade rodoviária laboral. 3 O combate à sinistralidade

Leia mais

A ECONOMIA E O TRABALHO EM LISBOA

A ECONOMIA E O TRABALHO EM LISBOA A ECONOMIA E O TRABALHO EM LISBOA Contributos para o debate sobre a economia, o trabalho, a condições e qualidade de vida no Município de Lisboa O PRESENTE E O FUTURO EUGÉNIO ROSA Economista edr2@netcabo.pt

Leia mais

COMPROMISSO PARA A MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL NO ALGARVE

COMPROMISSO PARA A MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL NO ALGARVE COMPROMISSO PARA A MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL NO ALGARVE por caminhos sem carbono» Enquadramento» Informar e agir» Entendimento de partida» Princípios» Subscritores - 3 - Enquadramento O Projeto Mobilidade

Leia mais

Uma perspetiva territorial da expansão, reabilitação e arrendamento habitacionais

Uma perspetiva territorial da expansão, reabilitação e arrendamento habitacionais Seminário 12 novembro 213 Iniciativa conjunta INE LNEC Uma perspetiva territorial da expansão, reabilitação e arrendamento habitacionais Instituto Nacional de Estatística Serviço de Estatísticas Territoriais

Leia mais

Mobilidade Urbana Sustentável. A necessidade de PMUS. Paulo Ribeiro. Jornada de Mobilidade Urbana. Azurém, 24 de julho

Mobilidade Urbana Sustentável. A necessidade de PMUS. Paulo Ribeiro. Jornada de Mobilidade Urbana. Azurém, 24 de julho Mobilidade Urbana Sustentável A necessidade de PMUS Jornada de Mobilidade Urbana Paulo Ribeiro Azurém, 24 de julho TRANSPORTES DESENVOLVIMENTO URBANO SUSTENTABILIDADE Aumento da população Crescimento das

Leia mais

Orientações para a Apresentação de Pedido de Adesão

Orientações para a Apresentação de Pedido de Adesão Orientação para a apresentação de Pedido de Adesão Orientações para a Apresentação de Pedido de Adesão Elaborado a 23 dezembro 2015 Revisto em 19 de fevereiro de 2016 0 Índice 1. Enquadramento... - 1-2.

Leia mais

ANEXO I - Organização dos objetos nas plantas dos planos territoriais A - Planta de Ordenamento ou Planta de Zonamento

ANEXO I - Organização dos objetos nas plantas dos planos territoriais A - Planta de Ordenamento ou Planta de Zonamento SUB Área de Intervenção do Plano Área de Intervenção do Plano Área de Intervenção do Plano 1 Classificação e Qualificação do Solo Solo Urbano Espaço Central 2 Classificação e Qualificação do Solo Solo

Leia mais

Painel 2 Planeamento e Criação de Cidades Saudáveis. IV Simpósio de Saúde Ambiental e a Construção de Cidades Saudáveis 19 de Novembro

Painel 2 Planeamento e Criação de Cidades Saudáveis. IV Simpósio de Saúde Ambiental e a Construção de Cidades Saudáveis 19 de Novembro IV Simpósio de Saúde Ambiental e a Construção de Cidades Saudáveis 19 de Novembro Acesso e acessibilidade aos cuidados de saúde secundários no Alto Alentejo Caso de estudo do concelho do Gavião ao hospital

Leia mais

Taxa de variação da população residente ( ) (%) por Local de residência

Taxa de variação da população residente ( ) (%) por Local de residência Taxa de variação da população residente (1991-2001) (%) Taxa de variação da população residente (1991-2001) (%) por Local de residência [(População residente 2001 - População residente 1991)/ População

Leia mais

1. INTRODUÇÃO E ENQUADRAMENTO CARACTERIZAÇÃO E DIAGNÓSTICO SWOT... 44

1. INTRODUÇÃO E ENQUADRAMENTO CARACTERIZAÇÃO E DIAGNÓSTICO SWOT... 44 Índice 1. INTRODUÇÃO E ENQUADRAMENTO... 3 2. CARACTERIZAÇÃO E DIAGNÓSTICO... 5 2.1. ENQUADRAMENTO... 5 2.2. OCUPAÇÃO DO TERRITÓRIO E DEMOGRAFIA... 6 2.3. PADRÕES DE MOBILIDADE... 10 2.4. MODOS SUAVES...

Leia mais

Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano PEDU versão de trabalho. 7 de Setembro de 2015

Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano PEDU versão de trabalho. 7 de Setembro de 2015 Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano PEDU versão de trabalho 7 de Setembro de 2015 Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano PEDU = Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável PAMUS nível intermunicipal

Leia mais

APOIO TÉCNICO E FINANCEIRO DO IMTT A

APOIO TÉCNICO E FINANCEIRO DO IMTT A APOIO TÉCNICO E FINANCEIRO DO IMTT A Estudos de Reestruturação de Redes e Serviços de Transportes - Transporte Público Rodoviário de Passageiros - (ERRST - TPRP) Bases Metodológicas Estas Bases Metodológicas

Leia mais

PROJECTO MOBILIDADE SUSTENTÁVEL

PROJECTO MOBILIDADE SUSTENTÁVEL PROJECTO MOBILIDADE SUSTENTÁVEL MUNICÍPIO DE CASTELO BRANCO RELATÓRIO DE DIAGNÓSTICO 1 EQUIPA TÉCNICA DA ESTCB Prof. Doutor Rui Amaro Alves (Coordenação) Arq. to José Carlos Mocito Eng.º Sílvio Castanheira

Leia mais

PEDU. Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano de Bragança. (aprovado pela Comissão Diretiva Norte2020)

PEDU. Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano de Bragança. (aprovado pela Comissão Diretiva Norte2020) Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano de Bragança (aprovado pela Comissão Diretiva Norte2020) Bragança, 14 de Março de 2017 PARU Plano de Ação de Regeneração Urbana PAICD Plano de Ação Integrado

Leia mais

Lisboa. uma cidade de bairros

Lisboa. uma cidade de bairros Lisboa uma cidade de bairros Fonte: Relatório do PDM Lisboa, Câmara Municipal de Lisboa, Setembro 2010 No PDM de Lisboa, foram identificadas Zonas de Moderação da circulação automóvel, que podem ser concretizadas

Leia mais

Laboratório Nacional de Engenharia Civil

Laboratório Nacional de Engenharia Civil MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Laboratório Nacional de Engenharia Civil DEPARTAMENTO DE TRANSPORTES Núcleo de Planeamento, Tráfego e Segurança Proc. 0703/1/16654 PROJECTO MOBILIDADE

Leia mais

DOSSIER DE APRESENTAÇÃO

DOSSIER DE APRESENTAÇÃO DOSSIER DE APRESENTAÇÃO 19 JANEIRO 2017 ENQUADRAMENTO Reconhecendo a importância social e patrimonial dos bairros residenciais da coroa urbana de Viseu e elegendo como prioridade a qualidade de vida das

Leia mais

C O N F E R Ê N C I A SEMANA DA MOBILIDADE 2013 "MOBILIDADE E SUSTENTABILIDADE URBANA "Funchal, que desafios?"

C O N F E R Ê N C I A SEMANA DA MOBILIDADE 2013 MOBILIDADE E SUSTENTABILIDADE URBANA Funchal, que desafios? C O N F E R Ê N C I A SEMANA DA MOBILIDADE 2013 "MOBILIDADE E SUSTENTABILIDADE URBANA "Funchal, que desafios?" BRUNO CAMACHO PEREIRA 17 DE SETEMBRO 2013 MOBILIDADE SUSTENTÁVEL PRESSUPÕE A SATISFAÇÃO DAS

Leia mais

Crescimento da População Residente 1991, 2001 e 2011

Crescimento da População Residente 1991, 2001 e 2011 SUL ROTEIRO Situação em 2011 Portugal Sul Alentejo (disparidade Lezíria no Alentejo) Algarve Variação 2001-2011 Portugal Sul Alentejo NUTS III Algarve As parcelas da equação taxas de crescimento médio

Leia mais

Acidentes Rodoviários de Trabalho

Acidentes Rodoviários de Trabalho Acidentes Rodoviários de Trabalho Lisboa, 03 de outubro de 2016 Jorge Jacob Agenda: 1 A evolução recente da sinistralidade rodoviária. 2 A Sinistralidade rodoviária laboral. 3 O combate à sinistralidade

Leia mais

A RAA em números. Geografia

A RAA em números. Geografia 09 Foto: Espectro A RAA em números Geografia O arquipélago dos Açores é constituído por nove ilhas dispersas no Atlântico Norte ao longo de 600 km, segundo uma orientação noroeste-sudeste e enquadrado

Leia mais

Sistema Urbano. Teresa Sá Marques

Sistema Urbano. Teresa Sá Marques Sistema Urbano Teresa Sá Marques Sistema de Gestão Territorial PNPOT Relatório de Avaliação do Programa de Ação 2007-2013 DGT I. Quais são os nós do sistema urbano? Os nósdo sistema urbano no PNPOT em

Leia mais

Seminário de Transporte Ferroviário Transportes e Negócios

Seminário de Transporte Ferroviário Transportes e Negócios Seminário de Transporte Ferroviário Transportes e Negócios Ana Cristina Dourado > 1 de Outubro de 2009 > A FERTAGUS, empresa do GRUPO BARRAQUEIRO, venceu o concurso internacional para a exploração Ferroviária

Leia mais