PESQUISA DOS PROFISSIONAIS BRASILEIROS UM PANORAMA SOBRE CONTRATAÇÃO, DEMISSÃO E CARREIRA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PESQUISA DOS PROFISSIONAIS BRASILEIROS UM PANORAMA SOBRE CONTRATAÇÃO, DEMISSÃO E CARREIRA"

Transcrição

1 PESQUISA DOS PROFISSIONAIS BRASILEIROS UM PANORAMA SOBRE CONTRATAÇÃO, DEMISSÃO E CARREIRA

2 É com satisfação que a Catho apresenta a você, a edição de 2013 da Pesquisa sobre Contratação, Demissão e Carreira dos Profissionais com estatísticas precisas sobre hábitos e rotinas da carreira dos profissionais brasileiros. Com mais de respondentes, trazemos um levantamento completo e atual do mercado de trabalho brasileiro, que mostra não só sua evolução ao longo dos tempos, mas também as tendências e previsões do setor. Nos últimos dois anos, a edição de 2011 da pesquisa foi fonte para diversas matérias na mídia. Desde que a Catho iniciou sua operação online, em 1996, muitas mudanças ocorreram no mercado de trabalho e na forma que empresas atraem e selecionam seus talentos: um processo seletivo que levava meses, hoje pode ser encerrado em horas graças ao uso intensivo da tecnologia e da Internet. A Catho, neste contexto, trabalha justamente com este desafio, de empregar tecnologia de ponta para agilizar e qualificar o encontro do profissional ideal para a vaga disponível. Hoje, controlada pela australiana Seek maior site de empregos do mundo em valor de mercado, a Catho favorece uma contratação a cada minuto; são mais de 15 mil por mês. Recrutadores e candidatos têm à disposição um novo site, mais completo e intuitivo, novos produtos e serviços, além de um banco de dados com mais de 6 milhões de currículos. Esta pesquisa é parte do nosso compromisso de colaborar efetivamente com o matching vaga-candidato no que tange ao entendimento das sutilezas e evoluções que fazem do mercado de trabalho o que ele é hoje. Boa leitura! Atenciosamente, Claus Vieira, CEO da Catho

3 ÍNDICE INTRODUÇÃO INÍCIO DE CONVERSA Perfil dos entrevistados 13 Quantidade de empregos 14 Status empregatício 15 EMPREGADOS INÍCIO DE CONVERSA Perfil dos empregados 17 Perfil de suas empresas 19 EMPREGO ONLINE Uso de sites de emprego 20 Uso de redes sociais 21 Influência e reputação nas redes sociais 22 NETWORKING Proposta de emprego aceita por um ex-superior ou ex-colega de trabalho 23 Convite a ex-colegas de trabalho para trabalhar no novo emprego 24

4 ÍNDICE PROCESSO SELETIVO Fonte de contratação 25 Quantidade de entrevistas antes da contratação 27 Aplicação de testes 28 Participação em dinâmicas de grupo 29 Entrevistas em língua estrangeira 30 Tempo até a contratação 31 Desempregado quando contratado 32 Principais motivos para aceitar uma proposta de emprego 33 Motivo pelo qual foi contratado pela empresa 34 NEGOCIAÇÃO SALARIAL E DE BENEFÍCIOS Proposta salarial 35 INVESTIMENTO EM CARREIRA Horas de dedicação aos conhecimentos e está matriculado em algum curso 37 Dias de cursos pagos pela empresa nos últimos 12 meses 38 Educação à distância 39 Morou no exterior 40 Fluência na língua inglesa 41 Fluência na língua espanhola 42 Processo formal de coaching 43

5 ÍNDICE OPORTUNIDADES EM OUTRAS LOCALIDADES Mudança de cidade por transferência 44 Aceitaria mudar para outro estado por proposta profissional 45 Aceitaria mudar para o exterior por proposta profissional 46 Comparativo Mudança de estado vs. Mudança para o exterior 47 REMUNERAÇÃO E BENEFÍCIOS Remuneração em relação ao mercado 48 Benefícios em relação ao mercado 49 Benefícios mais importantes 50 Benefícios oferecidos pela empresa 51 Aumento de salário nos últimos 12 meses 53 Plano de carreira 55 Perspectiva profissional na empresa 56 Previdência privada 57 COMPARAÇÃO COM EMPREGO ANTERIOR Salário 58 Benefícios 59 Responsabilidades 60

6 ÍNDICE RAIO X DO EMPREGO ATUAL Avaliação do local de trabalho 61 Local da jornada de trabalho 62 Uso de computador no trabalho 63 Clima organizacional 64 Estilo decisório do superior 65 Responsabilidade social e ambiental do empregador 66 Jornada de trabalho 67 Tempo de férias desfrutado nos últimos 12 meses 68 MOTIVAÇÃO E SATISFAÇÃO PROFISSIONAL Satisfação com o trabalho 69 Motivação na carreira 70 Estresse 71 Intenção de procurar novo emprego 72 Demissão, motivos para quem já pediu 74 PÓS-CARREIRA Idade em que pretende parar de trabalhar 75 Atividade principal depois de aposentar 76

7 ÍNDICE DESEMPREGADO INÍCIO DE CONVERSA Perfil dos desempregados 79 RAIO X DO DESEMPREGADO Nível hierárquico 80 Quantidade de empregos 81 Demissão, os motivos para quem já pediu 82 Tempo que está desempregado 83 Grau de preocupação 84 Motivo para ficar desempregado 85 Horas semanais de busca por emprego 86 Motivação para procurar emprego 88 Recusou proposta de emprego 91 Motivo de recusa de proposta de emprego 92 A BUSCA PELO EMPREGO 93 Headhunter 94 Sites de emprego 95 Sites das próprias empresas 97 s/ correio 99

8 ÍNDICE Redes sociais 100 Influência e reputação nas redes sociais 102 Abordagem espontânea de empresas 103 Networking 104 PERÍODO DE DESEMPREGO Como se manter 106 Sacrifícios financeiros 108 SITUAÇÕES QUE SE SUJEITARIA PELO NOVO EMPREGO 110 Nível hierárquico inferior 111 Salário 20% inferior 112 Trabalhar fora da residência durante a semana 113 Trabalhar sem registro em carteira 114 Mudar de carreira / área de atuação 115 Mudar de cidade / estado 116 INVESTIMENTO EM CARREIRA Horas de dedicação aos conhecimentos e está matriculado em algum curso 117 Cursos à distância 118 Fluência na língua inglesa 119 Fluência na língua espanhola 120 Morou no exterior 121

9 ÍNDICE MOTIVAÇÃO E BENEFÍCIOS Grau de motivação 122 Benefícios mais importantes 123 Previdência privada 126 Plano de assistência médica 127 Idade em que pretende parar de trabalhar 128 Nível de felicidade 129 CONTRATAÇÃO DE TERCEIROS INÍCIO DE CONVERSA Perfil dos contratados 131 RAIO X DO CONTRATADO Nível hierárquico do contratado 132 Meio em que contratado se candidatou 133 Status empregatício do contratado 134 SELEÇÃO DO CONTRATADO Razão de abertura de vaga 135 Meio de divulgação da vaga 136

10 ÍNDICE Quantidade de candidatos entrevistados 137 Aplicação de testes 138 Aplicação de dinâmica de grupo 139 Entrevistas decisivas à distância 140 Checagem das referências do contratado 141 Checagem das redes sociais 142 Fatores de maior Impacto para a contratação do candidato 143 Frequência e gravidade de comportamentos em entrevistas 144 Benefícios oferecidos aos contratados 145 PERFIS DECISIVOS NA CONTRATAÇÃO Preferência de sexo em cargos de alta direção 146 Características restritivas na contratação 147 Avaliação da qualificação de ensino à distância vs presencial 148 Influência da boa aparência 149 Tempo mínimo de permanência na empresa 150 DEMISSÃO DE TERCEIROS INÍCIO DE CONVERSA Perfil do Demitido 152

11 ÍNDICE RAIO X DO PROFISSIONAL DEMITIDO Nível hierárquico do demitido 153 Tempo que profissional atuou na empresa 154 MOTIVOS DA DEMISSÃO Principais motivos 155 Histórico 156 PROCESSO DE DEMISSÃO Método ou procedimento utilizado 157 Tempo até a demissão 158 Sistema de avaliação de desempenho 159 Feedback antes da demissão 160 Entrevista de desligamento 161

12 INTRODUÇÃO

13 INÍCIO DE CONVERSA PERFIL DOS ENTREVISTADOS SEXO (%) ESTADO CIVIL (%) CASADO(A) OU VIVE COM UM(A) COMPANHEIRO(A) 49.9 REGIÃO (%) NORTE SOLTEIRO(A) DIVORCIADO(A) VIÚVO(A) CENTRO-OESTE 6.6 SUL SUDESTE NORDESTE 12 FAIXA ETÁRIA (%) GRAU DE ESCOLARIDADE (%) FORMAÇÃO SUPERIOR 48.7 PÓS-GRADUAÇÃO MBA ATÉ A A A A A A A A 60 MAIS DE 60 MESTRADO DOUTORADO ENSINO MÉDIO OU TÉCNICO ENSINO FUNDAMENTAL OS ENTREVISTADOS, EM SUA MAIORIA, SÃO HOMENS, CASADOS, COM IDADE ENTRE 26 E 35, DO SUDESTE E COM FORMAÇÃO SUPERIOR Base total:

14 INÍCIO DE CONVERSA QUANTIDADE DE EMPREGOS QUANTIDADE DE EMPREGOS QUE TEVE ATÉ HOJE (%) NENHUM OU + QUANTIDADE DE EMPREGOS QUE PEDIU DEMISSÃO (%) CINCO OU + QUATRO NENHUM TRÊS UM Pergunta: Quantos empregos você já teve até hoje? Base total:

15 INÍCIO DE CONVERSA STATUS EMPREGATÍCIO SITUAÇÃO ATUAL DOS ENTREVISTADOS (%) EMPREGADO 56.6 DESEMPREGADO 43.4 Pergunta: Atualmente, você está exercendo alguma atividade remunerada e não temporária? Base:

16 EMPREGADOS

17 INÍCIO DE CONVERSA PERFIL DOS EMPREGADOS SEXO (%) ESTADO CIVIL (%) CASADO(A) OU VIVE COM UM(A) COMPANHEIRO(A) 53.7 REGIÃO (%) NORTE SOLTEIRO(A) DIVORCIADO(A) VIÚVO(A) CENTRO-OESTE 6.8 SUL SUDESTE NORDESTE 11.7 FAIXA ETÁRIA (%) GRAU DE ESCOLARIDADE (%) 5.1 ATÉ A A A A A A A A 60 MAIS DE 60 FORMAÇÃO SUPERIOR 50 PÓS-GRADUAÇÃO MBA 8.8 MESTRADO DOUTORADO ENSINO MÉDIO OU TÉCNICO ENSINO FUNDAMENTAL Base

18 INÍCIO DE CONVERSA PERFIL DOS EMPREGADOS REGIME EMPREGATÍCIO (%) NÍVEL HIERÁRQUICO ATUAL (%) 76.7 PRESIDENTE OU VICE PRESIDENTE 0.2 DIRETOR 1.5 GERENTE 12.1 COORDENADOR, SUPERVISOR OU CHEFE 19.8 ANALISTA 14.5 ASSISTENTE AUXILIAR TRAINEE ESTAGIÁRIO OBS.: DEVIDO À BAIXA REPRESENTATIVIDADE OS NÍVEIS PRESIDENTE E TRAINEE SERÃO DESCONSIDERADOS DA ANÁLISE. CLT - REGISTRO EM CARTEIRA FUNCIONÁRIO PÚBLICO TRABALHO PARA TERCEIROS, MAS EM REGIME INFORMAL PRESTADOR DE SERVIÇOS AUTÔNOMO (EMITE RPA) TRABALHO POR CONTA PRÓPRIA, EM REGIME INFORMAL ESTAGIÁRIO TENHO EMPRESA PRÓPRIA DIRETOR ESTATUTÁRIO CONSULTOR PROFESSOR PROFISSIONAL LIBERAL CARGO OPERACIONAL OUTRO A GRANDE MAIORIA DOS EMPREGADOS TRABALHAM COM REGISTRO EM CARTEIRA E EM CARGOS DE NÍVEL HIERÁRQUICOS ENTRE ASSISTENTE E GERENTE Pergunta: Por qual regime você exerce atividade remunerada atualmente? Base:

19 INÍCIO DE CONVERSA PERFIL DE SUAS EMPRESAS QUANTIDADE DE FUNCIONÁRIOS DA EMPRESA (PORTE)* (%) FATURAMENTO DA EMPRESA (PORTE)** (%) MICRO 20.1 MICRO 15.6 PEQUENO 21.6 PEQUENO 13.8 MÉDIO 22.4 MÉDIO 10.6 GRANDE 35.9 MÉDIO/GRANDE 7.4 * Critério Sebrae para indústria por número de funcionários: menos de 20 = micro; de 20 a 99: pequeno porte; de 100 a 499 = médio porte; mais de 500 = grande porte. GRANDE NÃO SABE TIPO DE EMPRESA (%) NACIONAL MULTINACIONAL NÃO SABE ** Critério BNDES (receita bruta anual): micro = até 2,4MM; pequeno = de 2,41 a 16MM; médio = 16,1 a 90MM; média/grande = de 90,1 a 300MM; grande = mais de 300MM. HÁ UM PREDOMÍNIO DE EMPRESAS NACIONAIS E COM FATURAMENTO DESCONHECIDO PELOS RESPONDENTES Pergunta: Quantos funcionários, aproximadamente, há na empresa em que você trabalha atualmente? Base:

20 EMPREGO ONLINE USO DE SITES DE EMPREGO FEZ USO DE ALGUM SITE DE CLASSIFICADOS ONLINE NO PROCESSO DE BUSCA PELO EMPREGO ATUAL (%) SIM FOI CHAMADO PARA ALGUMA ENTREVISTA POR MEIO DESTES SITES DE CLASSIFICADOS ONLINE (%) SIM POR NÍVEL HIERÁRQUICO (%) POR IDADE (%) DIRETOR GERENTE COORDENADOR, SUPERVISOR ANALISTA ASSISTENTE AUXILIAR ESTAGIÁRIO CONSULTOR PROFESSOR PROFISSIONAL LIBERAL CARGO OPERACIONAL POR REGIÃO (%) CENTRO-OESTE 48.7 SUL NORTE 4.7 SUDESTE NORDESTE ATÉ A A A A A A A A 60 MAIS DE 60 OS SITES DE CLASSIFICADOS ONLINE FORAM UMA FONTE BASTANTE UTILIZADA PELOS PROFISSIONAIS PARA BUSCAR O EMPREGO EM QUE ESTÃO, PRINCIPALMENTE PELAS MULHERES E PELOS MAIS JOVENS. Pergunta: No processo de busca por seu atual emprego você fez uso de algum site de classificados de vagas na internet?; Você foi chamado(a) para alguma entrevista por meio destes sites de classificados de vagas? Base: Base (Sim):

21 EMPREGO ONLINE USO DE REDES SOCIAIS FEZ USO DE REDES SOCIAIS PARA PROCURAR EMPREGO ATUAL (%) REDES SOCIAIS DE QUE FEZ USO PARA PROCURAR EMPREGO ATUAL (%) SIM 15 LINKEDIN CONSEGUIU ALGUMA ENTREVISTA PARA EMPREGO ATUAL POR MEIO DE REDES SOCIAIS (%) FACEBOOK TWITTER SIM 27.6 ORKUT Pergunta: Você fez uso de redes sociais (LinkedIn, Facebook, Orkut, Twitter, etc.) para procurar seu atual emprego?; De quais redes sociais faz uso para procurar o atual emprego?; Você conseguiu alguma entrevista para seu atual emprego por meio de redes sociais? Base: Base (Sim):

22 EMPREGO ONLINE INFLUÊNCIA E REPUTAÇÃO NAS REDES SOCIAIS ACREDITA QUE A REPUTAÇÃO/IMAGEM/COMPORTAMENTO NAS REDES SOCIAIS PODE INFLUENCIAR EM UM PROCESSO SELETIVO (MÉDIA) NÃO INFLUENCIA (0) INFLUENCIA MUITO (10) AS MULHERES TÊM UM NÍVEL DE PREOCUPAÇÃO MAIOR QUE OS HOMENS EM RELAÇÃO À INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS EM PROCESSOS SELETIVOS Pergunta: Você acredita que a sua reputação/imagem/comportamento nas redes sociais pode influenciar em um processo seletivo? Base:

23 NETWORKING PROPOSTA DE EMPREGO ACEITA POR UM EX- SUPERIOR OU EX-COLEGA DE TRABALHO ACEITOU PROPOSTA DE EMPREGO EM UMA NOVA EMPRESA FEITA POR UM EX-SUPERIOR OU EX-COLEGA DE TRABALHO (%) SIM 34, POR NÍVEL HIERÁRQUICO (%) DIRETOR GERENTE COORDENADOR, SUPERVISOR ANALISTA ASSISTENTE AUXILIAR ESTAGIÁRIO CONSULTOR PROFESSOR PROFISSIONAL LIBERAL CARGO OPERACIONAL PROFISSIONAIS MAIS EXPERIENTES ACEITAM COM MAIOR FREQUÊNCIA PROPOSTAS DE EMPREGOS FEITAS POR EX- SUPERIORES OU EX- COLEGAS DE TRABALHO Pergunta: Você já aceitou uma proposta de emprego em uma nova empresa feita por um ex- superior ou ex- colega de trabalho? Base:

24 NETWORKING CONVITE A EX- COLEGAS DE TRABALHO PARA TRABALHAR NO NOVO EMPREGO CONVIDOU PROFISSIONAIS DOS EMPREGOS ANTERIORES PARA TRABALHAR COM O NOVO EMPREGADOR (%) SIM POR NÍVEL HIERÁRQUICO (%) DIRETOR GERENTE COORDENADOR, SUPERVISOR ANALISTA ASSISTENTE AUXILIAR ESTAGIÁRIO CONSULTOR PROFESSOR PROFISSIONAL LIBERAL CARGO OPERACIONAL CONVIDAR PROFISSIONAIS DE EMPREGOS ANTERIORES PARA TRABALHAR COM O NOVO EMPREGADOR É UM PROCEDIMENTO MAIS COMUM AOS PROFISSIONAIS DE MAIOR NÍVEL HIERÁRQUICO Pergunta: Você já convidou profissionais de seus empregos anteriores para trabalhar com seu novo empregador? Base:

25 PROCESSO SELETIVO FONTE DE CONTRATAÇÃO FONTE DE CONTRATAÇÃO DO EMPREGO ATUAL (%) INDICAÇÃO DE AMIGOS/ CONTATOS PROFISSIONAIS SITE DE CLASSIFICADOS ONLINE DE VAGAS TRABALHE CONOSCO DA EMPRESA/ENVIO DIRETO AGÊNCIAS DE EMPREGOS ANÚNCIO EM JORNAL OU REVISTA CONSULTORIA DE RECRUTAMENTO/HEADHUNTER ANÚNCIO NO MURAL OU SITE DA FACULDADE/ESCOLA ANÚNCIO NO PRÓPRIO MURAL DA EMPRESA REDES SOCIAIS LISTAS DE EMPRESA DE RECOLOCAÇÃO/ OUTPLACEMENT OUTRO MEIO EVOLUÇÃO DE INDICAÇÃO DE AMIGOS (%) INDICAÇÃO DE AMIGOS POR REGIÃO (%) EVOLUÇÃO DE SITES DE CLASSIFICADOS ONLINE (%) NORTE NORDESTE CENTRO-OESTE SUDESTE SUL SITES DE CLASSIFICA- DOS ONLINE POR RE- GIÃO (%) 54.3 NORTE NORDESTE CENTRO-OESTE SUDESTE SUL 6.6 Pergunta: Por qual meio/de que forma você conseguiu seu emprego atual? Base:

26 PROCESSO SELETIVO FONTE DE CONTRATAÇÃO FONTE DE CONTRATAÇÃO DO EMPREGO ATUAL (%) INDICAÇÃO DE AMIGOS/ CONTATOS PROFISSIONAIS DIRETOR GERENTE COORDENADOR ANALISTA ASSISTENTE AUXILIAR ESTAGIÁRIO CONSULTOR PROFESSOR PROFISSIONAL LIBERAL CARGO OPERACIONAL SITE DE CLASSIFICADOS ONLINE TRABALHE CONOSCO DA EMPRESA/ ENVIO DE CURRÍCULO DIRETAMENTE À EMPRESA 56.5 DIRETOR 7 DIRETOR GERENTE 12.6 GERENTE COORDENADOR 16.8 COORDENADOR ANALISTA 26.5 ANALISTA 6 50 ASSISTENTE 21.2 ASSISTENTE AUXILIAR 13.2 AUXILIAR ESTAGIÁRIO 32.3 ESTAGIÁRIO CONSULTOR 20.9 CONSULTOR PROFESSOR 12.4 PROFESSOR PROFISSIONAL LIBERAL 12 PROFISSIONAL LIBERAL CARGO OPERACIONAL 11.8 CARGO OPERACIONAL O NETWORKING PREVALECE COMO FORMA DE CONTRATAÇÃO DOMINANTE EM TODOS OS NÍVEIS HIERÁRQUICOS. OS HOMENS USAM MAIS SUA REDE DE NETWORKING DO QUE AS MULHERES. Pergunta: Por qual meio/de que forma você conseguiu seu emprego atual? Base:

27 PROCESSO SELETIVO QUANTIDADE DE ENTREVISTAS ANTES DA CONTRATAÇÃO QUANTAS VEZES VOCÊ FOI ENTREVISTADO ANTES DA CONTRATAÇÃO NO EMPREGO ATUAL (%) NENHUMA UMA DUAS TRÊS QUATRO CINCO SEIS SETE OU + INDICAÇÃO ENTREVISTA POR PORTE DA EMPRESA (%) MICRO: 21.8 PEQ: 15.1 MÉDIO: 11.5 GRANDE: 10.7 POR NÍVEL HIERÁRQUICO (%) MEDIANA: 2 ENTREVISTAS POR PORTE DA EMPRESA (MEDIANA) MICRO: 1.0 PEQ: 2.1 MÉDIO: 2.3 GRANDE: DIRETOR GERENTE COORDENADOR/ SUPERVISOR ANALISTA ASSISTENTE AUXILIAR ESTAGIÁRIO CONSULTOR PROFESSOR PROFISSIONAL LIBERAL CARGO OPERACIONAL OS PROCESSOS SELETIVOS SÃO MAIS EXTENSOS EM EMPRESAS DE MÉDIO E GRANDE PORTE. NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS, HÁ MAIOR QUANTIDADE DE PROFISSIONAIS QUE ENTRARAM SEM REALIZAR ENTREVISTAS Pergunta: Quantas vezes você foi entrevistado(a) antes de o(a) contratarem para o seu emprego atual? Base:

28 PROCESSO SELETIVO APLICAÇÃO DE TESTES EMPRESA APLICOU ALGUM TIPO DE TESTE NO PROCESSO SELETIVO PARA EMPREGO ATUAL (%) SIM 55.0 TIPO DE TESTE APLICADO (%) PERSONALIDADE/APTIDÕES/ COMPETÊNCIAS COMUNICAÇÃO/PORTUGUÊS INTELIGÊNCIA HABILIDADE NUMÉRICA/ QUANTITATIVO INFORMÁTICA IDIOMAS POR PORTE DA EMPRESA (%) POR NÍVEL HIERÁRQUICO (%) MICRO PEQUENO MÉDIO GRANDE DIRETOR GERENTE COORDENADOR, SUPERVISOR ANALISTA ASSISTENTE AUXILIAR ESTAGIÁRIO CONSULTOR PROFESSOR PROFISSIONAL LIBERAL CARGO OPERACIONAL A MAIORIA DAS EMPRESAS APLICA TESTES DURANTE O PROCESSO SELETIVO, SOBRETUDO TESTES DE PERSONALIDADE / APTIDÃO / COMPETÊNCIAS. ESTA PRÁTICA É MENOS COMUM PARA CARGOS DE MAIOR CONFIANÇA Pergunta: No processo seletivo para o seu emprego atual, a empresa aplicou algum tipo de teste?; Quais foram os testes aplicados no processo seletivo do seu atual emprego? Base: Base (Sim):

29 PROCESSO SELETIVO PARTICIPAÇÃO EM DINÂMICAS DE GRUPO PARTICIPOU DE ALGUMA DINÂMICA DE GRUPO NO PROCESSO SELETIVO PARA O EMPREGO ATUAL (%) POR NÍVEL HIERÁRQUICO (%) SIM 22.6 ANALISTA ASSISTENTE AUXILIAR ESTAGIÁRIO CONSULTOR PROFESSOR PROFISSIONAL LIBERAL CARGO OPERACIONAL EVOLUÇÃO DA PARTICIPAÇÃO EM DINÂMICA DE GRUPO (%) 2005: : : : : 22.6 POR PORTE DA EMPRESA (%) MICRO PEQUENO MÉDIO GRANDE A REALIZAÇÃO DE DINÂMICAS DE GRUPO É UMA PRÁTICA EM EXPANSÃO, UTILIZADA PRINCIPALMENTE NA SELEÇÃO DE PROFISSIONAIS PARA CARGOS OPERACIONAIS E PROFISSIONAIS EM INÍCIO DE CARREIRA Pergunta: No processo seletivo para o seu emprego atual, você participou de alguma dinâmica de grupo? Base:

30 PROCESSO SELETIVO ENTREVISTA EM LÍNGUA ESTRANGEIRA FEZ ALGUMA ENTREVISTA EM LÍNGUA ESTRANGEIRA NO PROCESSO SELETIVO PARA O EMPREGO ATUAL (%) SIM 6.4 LÍNGUA EM QUE A ENTREVISTA FOI REALIZADA (%) INGLÊS OUTRAS ESPANHOL POR PORTE DA EMPRESA (%) MICRO PEQUENO MÉDIO GRANDE Pergunta: No processo seletivo para o seu emprego atual foi feita alguma entrevista em uma língua estrangeira? Base:

31 PROCESSO SELETIVO TEMPO ATÉ A CONTRATAÇÃO TEMPO ENTRE PRIMEIRO CONTATO FEITO PELA EMPRESA ATÉ A OFERTA DO EMPREGO (%) MENOS DE 1 SEMANA DE 1 ATÉ 2 SEMANAS DE 2 ATÉ 3 SEMANAS DE 3 ATÉ 4 SEMANAS DE 4 ATÉ 5 SEMANAS 6 SEMANAS OU MAIS MEDIANA: 1.5 SEMANAS POR NÍVEL HIERÁRQUICO (MEDIANA) EVOLUÇÃO DO TEMPO ENTRE PRIMEIRO CONTATO FEITO PELA EMPRESA ATÉ A OFERTA DO EMPREGO (MEDIANA) DIRETOR GERENTE COORDENADOR/ SUPERVISOR ANALISTA ASSISTENTE AUXILIAR ESTAGIÁRIO CONSULTOR PROFESSOR PROFISSIONAL LIBERAL CARGO OPERACIONAL 2005: : : : : 1.5 Pergunta: Quanto tempo levou desde o primeiro contato feito pela empresa, para iniciar o processo seletivo, até que lhe fosse oferecido o seu atual emprego? Base:

32 PROCESSO SELETIVO DESEMPREGADO QUANDO CONTRATADO DESEMPREGADO QUANDO CONTRATADO PARA O EMPREGO ATUAL (%) TEMPO QUE FICOU DESEMPREGADO ATÉ CONSEGUIR O EMPREGO ATUAL (%; MÉDIA POR MESES) SIM ATÉ 1 MÊS 2 A 3 MESES 4 A 5 MESES 6 A 7 MESES 8 A 12 MESES 13 A 24 MESES 25 OU + POR IDADE (%) ATÉ A A A A A A A A 60 MAIS DE 60 EVOLUÇÃO (MÉDIA POR MESES) 2007: : : : 5.4 5,4 MESES FOI O TEMPO MÉDIO PARA SE RECOLOCAR NO MERCADO DE TRABALHO, SENDO QUE AS MULHERES DEMORARAM MAIS TEMPO QUE OS HOMENS. Pergunta: Você estava desempregado quando foi contratado para o seu emprego atual? Base: Base (Sim):

33 PROCESSO SELETIVO PRINCIPAIS MOTIVOS PARA ACEITAR UMA PROPOSTA DE EMPREGO COMPARAÇAO ENTRE EMPREGADOS E DESEMPREGADOS (%) EMPREGADOS ESTAVA DESEMPREGADO(A) E NÃO TINHA OUTRA OPORTUNIDADE MELHOR EM VISTA PERSPECTIVAS DE PLANO DE CARREIRA/CRESCIMENTO NA EMPRESA GOSTEI DAS ATIVIDADES/ATRIBUIÇÕES QUE A EMPRESA ME PROPÔS BUSCA POR NOVOS/MAIORES DESAFIOS SALÁRIO/REMUNERAÇÃO ATRATIVO(A) POSSIBILIDADE DE MUDAR DE ÁREA DE ATUAÇÃO PROXIMIDADE CASA/TRABALHO NOME/REPUTAÇÃO DA EMPRESA POSSIBILIDADE DE SUBIR DE NÍVEL HIERÁRQUICO PACOTE DE BENEFÍCIOS ATRATIVO OUTRO MOTIVO OS DESEMPREGADOS SÃO BASTANTE SUSCETÍVEIS A ACEITAR UMA OPORTUNIDADE DE EMPREGO POR NÃO TEREM EXPECTATIVA DE UMA OUTRA PROPOSTA. OS JOVENS DÃO PREFERÊNCIA ÀS PROPOSTAS QUE ENVOLVAM PL DE CARREIRA E SALÁRIOS MAIS ATRATIVOS Pergunta: Qual foi o principal motivo para que você aceitasse o seu atual emprego? Base:

34 PROCESSO SELETIVO MOTIVO PELO QUAL FOI CONTRATADO PELA EMPRESA MOTIVO DE CONTRATAÇÃO PELA EMPRESA ATUAL (%) PARA SUBSTITUIR UM PROFISSIONAL QUE FOI / SERIA PROMOVIDO PARA SUBSTITUIR UM PROFISSIONAL QUE FOI / SERIA DEMITIDO PARA PREENCHER UMA VAGA DE ALGUÉM QUE PEDIU DEMISSÃO PARA OCUPAR UM NOVO CARGO / VAGA CRIADO (AUMENTO DE QUADRO) PARA SUBSTITUIR UM PROFISSIONAL QUE SE APOSENTOU OUTRO MOTIVO POR PORTE (%) POR PORTE (%) POR PORTE (%) POR PORTE (%) GRANDE: 8.7 MÉDIO: 7 PEQUENO: 5.2 MICRO: 3.5 GRANDE: 18 MÉDIO: 25.2 PEQUENO: 24.8 MICRO: 23.2 GRANDE: 16 MÉDIO: 18 PEQUENO: 20.4 MICRO: 25.9 GRANDE: 47.6 MÉDIO: 42 PEQUENO: 40.9 MICRO: 35.7 EVOLUÇÃO (%) EVOLUÇÃO (%) EVOLUÇÃO (%) EVOLUÇÃO (%) O MAIOR MOTIVO DE CONTRATAÇÃO DOS PROFISSIONAIS É AUMENTO DE QUADRO, MOTIVADO SOBRETUDO PELAS GRANDES EMPRESAS Pergunta: Por qual motivo você foi contratado(a) por sua atual empresa? Base:

35 NEGOCIAÇÃO SALARIAL E DE BENEFÍCIOS PROPOSTA SALARIAL 1º EMPREGO NÃO ACEITOU A PRIMEIRA PROPOSTA SALARIAL OFERECIDA PELA EMPRESA (%) NÃO ACEITOU A PRIMEIRA PROPOSTA SALARIAL OFERECIDA PELA EMPRESA (%) MAIS QUE 1 EMPREGO NÃO ACEITOU A PRIMEIRA PROPOSTA SALARIAL OFERECIDA PELA EMPRESA (%) 27.6 A POSTA SALARIAL FEITA PARA PROFISSIONAIS EM BUSCA DO 1º EMPREGO É MENOS RECUSADA EM RELAÇÃO AOS PROFISSIONAIS MAIS EXPERIENTES Pergunta: Você aceitou a primeira proposta salarial oferecida pela empresa? Base:

36 NEGOCIAÇÃO SALARIAL E DE BENEFÍCIOS PROPOSTA SALARIAL NÃO ACEITOU A PRIMEIRA PROPOSTA SALARIAL OFERECIDA PELA EMPRESA (%) 62.2 DIRETOR 46.3 GERENTE 34.2 COORDENADOR, SUPERVISOR 25.1 POR STATUS EMPREGATÍCIO ANTES DA CONTRATAÇÃO E SEXO (%) ANALISTA ASSISTENTE AUXILIAR 8.9 ESTAGIÁRIO 31 CONSULTOR 10.9 PROFESSOR 28.9 PROFISSIONAL LIBERAL 13.8 CARGO OPERACIONAL POR IDADE (%) 61 OU MAIS 56 A A A A A A A A 25 ATÉ EMPREGADO DESEMPREGADO QUANTO MAIOR O NÍVEL HIERÁRQUICO, MAIS DIFÍCIL É A NEGOCIAÇÃO SALARIAL (ACEITAÇÃO E AUMENTO) ENVOLVIDA NO PROCESSO DE CONTRATAÇÃO. OS HOMENS TÊM UMA POSTURA MAIS AGRESSIVA QUE AS MULHERES NA HORA DE NEGOCIAR OS SALÁRIOS Pergunta: Você aceitou a primeira proposta salarial oferecida pela empresa? Base:

37 INVESTIMENTO EM CARREIRA HORAS DE DEDICAÇÃO AOS CONHECIMENTOS E ESTÁ MATRICULADO EM ALGUM CURSO ~16% MAIOR PERCENTUAL DE CARGOS OPERACIONAIS NÃO TÊM TEMPO PARA SE DE- DICAR AO APRIMORAMENTO DE CONHECIMENTOS... ~84% RESTANTES... QUANTIDADE DE HORAS POR SEMANA QUE SE DEDICA À ATUALIZAÇÃO E AO APRIMORAMENTO DE CONHECIMENTOS ATUALMENTE (%) A 2 HORAS 3 A 4 HORAS 5 A 6 HORAS 7 A 8 HORAS 9 A 10 HORAS 11 A 12 HORAS 13 A 14 HORAS 15 A 16 HORAS 17 A 18 HORAS MAIS DE 18 HORAS MEDIANA: 3.0 HORAS/SEMANA 54.2% DO TOTAL ESTÁ MATRICULADO EM ALGUM CURSO TOP CURSOS MAIS ESCOLHIDOS (%) GRADUAÇÃO: 42.5 PÓS-GRADUAÇÃO: 11.5 MBA: 9.5 IDIOMAS: 29.1 CURSO TÉCNICO: 7.9 Pergunta: Quantas horas por semana você dedica à atualização e ao aprimoramento de seus conhecimentos atualmente?; Você está matricula o em alguns dos seguintes cursos? Base:

38 INVESTIMENTO EM CARREIRA DIAS DE CURSOS PAGOS PELA EMPRESA NOS ÚLTIMOS 12 MESES NOS ÚLTIMOS 12 MESES QUANTOS DIAS DE SEMINÁRIOS/CURSOS OU TREINAMENTOS FORAM OFERECIDOS PELA EMPRESA (%) NENHUM 1 A 2 DIAS 3 A 4 DIAS 5 A 6 DIAS 7 A 8 DIAS 9 A 10 DIAS MAIS QUE 10 DIAS MEDIANA: 4.3 DIAS POR PORTE DE EMPRESA (%) GRANDE MÉDIO PEQUENO MICRO NENHUM 1 A 2 DIAS 3 A 4 DIAS 5 A 6 DIAS 7 A 8 DIAS 9 A 10 DIAS MAIS QUE 10 DIAS QUASE ½ DOS RESPONDENTES NÃO TIVERAM SEMINÁRIOS, CURSOS OU TREINAMENTOS OFERECIDOS PELA EMPRESA. ESTE PROCEDIMENTO É MAIS COMUM PARA EMPRESAS DE MAIOR PORTE. Pergunta: Nos últimos 12 meses, quantos dias de seminários/cursos ou treinamentos, aproximadamente, foram oferecidos a você pela sua empresa? Base:

39 INVESTIMENTO EM CARREIRA EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA FEZ ALGUM CURSO DE EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA (%) SIM 32.8 QUAIS CURSOS À DISTÂNCIA (%) APRIMORAMENTO GRADUAÇÃO CURSO PROFISSIONALIZANTE EXTENSÃO/ P Ó S -G R A D U AÇ Ã O IDIOMAS MBA MESTRADO DOUTORADO POR REGIÃO (%) CENTRO-OESTE 34.8 SUL NORTE 31.1 SUDESTE NORDESTE 35.7 POR NÍVEL HIERÁRQUICO (%) DIRETOR GERENTE COORDENADOR/ SUPERVISOR ANALISTA ASSISTENTE AUXILIAR ESTAGIÁRIO CONSULTOR PROFESSOR PROFISSIONAL LIBERAL CARGO OPERACIONAL CURSOS DE EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA SÃO MAIS UTILIZADOS COMO FORMA DE APRIMORAMENTO PROFISSIONAL Pergunta: Você já fez algum curso de educação à distância (não presencial)? Base: Base (Sim):

40 INVESTIMENTO EM CARREIRA MOROU NO EXTERIOR MOROU NO EXTERIOR (%) SIM 8.5 PRINCIPAL MOTIVO PARA MORAR NO EXTERIOR (%) TRABALHO ESTUDO FAMÍLIA OUTRO MOTIVO NÍVEL CURSADO NO EXTERIOR (%) IDIOMA FACULDADE MESTRADO DOUTORADO PÓS- DOUTORADO AVULSOS MBA OUTRO Pergunta: Você já morou no exterior? Base: Base (Sim):

41 INVESTIMENTO EM CARREIRA FLUÊNCIA NA LÍNGUA INGLESA FLUÊNCIA NA LÍNGUA INGLESA (%) LEIO, FALO, OUÇO E ESCREVO FLUENTEMENTE SOBRE QUAISQUER ASSUNTOS LEIO, FALO, OUÇO E ESCREVO BEM SOBRE ASSUNTOS COTIDI E ESPECÍFICOS DA MINHA ÁREA LEIO, FALO, OUÇO E ESCREVO COM ALGUMA DIFICULDADE SOBRE ASSUNTOS COTIDI E ESPECÍFICOS DA MINHA ÁREA LEIO TEXTOS E OUÇO CONVERSAS SIMPLES, FALO E ESCREVO FRASES BÁSICAS NÃO FALO E NEM ESCREVO, MAS CONSIGO LER E/OU OUVIR TEXTOS/CONVERSAS SIMPLES POR NÍVEL HIERÁRQUICO (%) NÃO TENHO CONHECIMENTO NO IDIOMA POR SEXO (%) } MAIOR FLUÊNCIA DIRETOR COORDENADOR/ SUPERVISOR ASSISTENTE ESTAGIÁRIO PROFESSOR CARGO OPERACIONAL QUANTO MAIOR O NÍVEL HIERÁRQUICO, MAIOR O CONHECIMENTO DA LÍNGUA INGLESA QUANTO MAIS QUENTE A COR, PIOR A FLUÊNCIA NA LÍNGUA INGLESA. Pergunta: Qual é seu grau de fluência na língua inglesa? Base:

42 INVESTIMENTO EM CARREIRA FLUÊNCIA NA LÍNGUA ESPANHOLA FLUÊNCIA NA LÍNGUA ESPANHOLA (%) LEIO, FALO, OUÇO E ESCREVO FLUENTEMENTE SOBRE QUAISQUER ASSUNTOS LEIO, FALO, OUÇO E ESCREVO BEM SOBRE ASSUNTOS COTIDI E ESPECÍFICOS DA MINHA ÁREA LEIO, FALO, OUÇO E ESCREVO COM ALGUMA DIFICULDADE SOBRE ASSUNTOS COTIDI E ESPECÍFICOS DA MINHA ÁREA LEIO TEXTOS E OUÇO CONVERSAS SIMPLES, FALO E ESCREVO FRASES BÁSICAS NÃO FALO E NEM ESCREVO, MAS CONSIGO LER E/OU OUVIR TEXTOS/CONVERSAS SIMPLES NÃO TENHO CONHECIMENTO NO IDIOMA POR SEXO (%) } POR NÍVEL HIERÁRQUICO (%) MAIOR FLUÊNCIA DIRETOR GERENTE COORDENADOR/ SUPERVISOR ANALISTA ASSISTENTE AUXILIAR TRAINEE ESTAGIÁRIO CONSULTOR PROFESSOR PROFISSIONAL LIBERAL CARGO OPERACIONAL QUANTO MAIOR O NÍVEL HIERÁRQUICO, MAIOR O CONHECIMENTO DA LÍNGUA ESPANHOLA QUANTO MAIS QUENTE A COR, PIOR A FLUÊNCIA NA LÍNGUA ESPANHOLA. Pergunta: Qual é seu grau de fluência na língua espanhola? Base:

43 INVESTIMENTO EM CARREIRA PROCESSO FORMAL DE COACHING PASSOU POR UM PROCESSO FORMAL DE COACHING (%) ESSE PROCESSO FOI CONDUZIDO POR UMA ORGANIZAÇÃO EXTERNA OU PELO EMPREGADOR (%) PRÓPRIO EMPREGADOR (FACILITADOR INTERNO) SIM ORGANIZAÇÃO EXTERNA (CONSULTORIA) 52.6 POR NÍVEL HIERÁRQUICO (%) DIRETOR GERENTE COORDENADOR, SUPERVISOR ANALISTA ASSISTENTE AUXILIAR ESTAGIÁRIO CONSULTOR PROFESSOR PROFISSIONAL LIBERAL CARGO OPERACIONAL COACHING DE CARREIRA É MAIS ASSOCIADO AOS NÍVEIS HIERÁRQUICOS MAIS ALTOS E AOS CONSULTORES Pergunta: Você já passou por um processo formal de coaching?; Esse processo foi conduzido por uma organização externa (empresa de consultoria) ou pelo seu próprio empregador (facilitador interno)? Base: Base (Sim):

A Contratação, a Demissão e a Carreira dos Executivos Brasileiros

A Contratação, a Demissão e a Carreira dos Executivos Brasileiros A Contratação, a Demissão e a Carreira dos Executivos Brasileiros Adriano Arruda - 2009 FICHA TÉCNICA DIREÇÃO EXECUTIVA Adriano Arruda DIREÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA Adriano Meirinho SUPERVISÃO DE PRODUÇÃO

Leia mais

PESQUISA SOBRE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO ONLINE NO BRASIL. Luiz E. M. Pagnez Valeria C. Bertolucci Viviane C. J. Macedo

PESQUISA SOBRE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO ONLINE NO BRASIL. Luiz E. M. Pagnez Valeria C. Bertolucci Viviane C. J. Macedo PESQUISA SOBRE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO ONLINE NO BRASIL Luiz E. M. Pagnez Valeria C. Bertolucci Viviane C. J. Macedo Fevereiro de 2011 INTRODUÇÃO Pesquisa sobre recrutamento e seleção online no Brasil Para

Leia mais

Segmentação CATHO ONLINE LTDA. Empresa: Base: 34ª Edição. Região Geográfica: Grande São Paulo. Faturamento: R$ 31 a 45 milhões. Indústria Automotiva

Segmentação CATHO ONLINE LTDA. Empresa: Base: 34ª Edição. Região Geográfica: Grande São Paulo. Faturamento: R$ 31 a 45 milhões. Indústria Automotiva Edição: Fevereiro/2011 Segmentação Empresa: CATHO ONLINE LTDA Base: 34ª Edição Região Geográfica: Grande São Paulo Faturamento: R$ 31 a 45 milhões Ramo de atividade: Indústria Automotiva Apresentação Este

Leia mais

COMO PROCURAR UM EMPREGO/ESTÁGIO

COMO PROCURAR UM EMPREGO/ESTÁGIO 1 COMO PROCURAR UM EMPREGO/ESTÁGIO 1 INTRODUÇÃO: Empregos sempre existem. Bons empregos são mais raros, portanto mais difíceis de serem encontrados; A primeira coisa a ser feita é encontrar o emprego,

Leia mais

PROFISSIONAIS DE RECURSOS HUMANOS: EXPECTATIVAS E PERCEPÇÕES SOBRE A INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO MERCADO DE TRABALHO

PROFISSIONAIS DE RECURSOS HUMANOS: EXPECTATIVAS E PERCEPÇÕES SOBRE A INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO MERCADO DE TRABALHO PROFISSIONAIS DE RECURSOS HUMANOS: EXPECTATIVAS E PERCEPÇÕES SOBRE A INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO MERCADO DE TRABALHO 2014 APRESENTAÇÃO Já faz tempo que as empresas estão trabalhando com o desafio

Leia mais

FIPECAFI e IBRI divulgam resultado da 5ª Pesquisa sobre o Perfil e a Área de Relações com Investidores

FIPECAFI e IBRI divulgam resultado da 5ª Pesquisa sobre o Perfil e a Área de Relações com Investidores FIPECAFI e IBRI divulgam resultado da 5ª Pesquisa sobre o Perfil e a Área de Relações com Investidores Os resultados da 5ª Pesquisa sobre o perfil e a área de Relações com Investidores no Brasil divulgado

Leia mais

15ª Edição 2014 Exercício 2013

15ª Edição 2014 Exercício 2013 Pesquisa de Indicadores de Gestão de Pessoas Apresentação 15ª EDIÇÃO REFERENTE A DADOS DE DEZEMBRO/2013 Primeira vez que a pesquisa é realizada com a Universidade Metodista, por meio do Grupo de Estudos

Leia mais

Profissionais Portugueses no Brasil. Empresas Familiares

Profissionais Portugueses no Brasil. Empresas Familiares Profissionais Portugueses no Brasil Empresas Familiares Tópicos Abordados As Gerações e o Mercado de Trabalho Empresas Familiares no Brasil Cenário Brasileiro e Estatísticas de Emprego no Brasil Características

Leia mais

Fidelização dos consumidores aos planos de saúde e grau de interesse por quem não possui o benefício

Fidelização dos consumidores aos planos de saúde e grau de interesse por quem não possui o benefício 1 Fidelização dos consumidores aos planos de saúde e grau de interesse por quem não possui o benefício 2013 Índice 2 OBJETIVO E PÚBLICO ALVO METODOLOGIA PLANO DE SAÚDE O MERCADO DE PLANO DE SAÚDE PERFIL

Leia mais

Pesquisa Perfil das Empresas de Consultoria no Brasil

Pesquisa Perfil das Empresas de Consultoria no Brasil Pesquisa Perfil das Empresas de Consultoria no Brasil 2014 Objetivo Metodologia Perfil da Empresa de Consultoria Características das Empresas Áreas de Atuação Honorários Perspectivas e Percepção de Mercado

Leia mais

Recrutamento 12/02/2012. Recrutamento - Conceito. Mercado de Trabalho: Recrutamento - Conceito

Recrutamento 12/02/2012. Recrutamento - Conceito. Mercado de Trabalho: Recrutamento - Conceito Recrutamento Disciplina: Gestão de Pessoas Página: 1 Aula: 01 O Recrutamento ocorre dentro do mercado de trabalho e do mercado de Recursos Humanos; Mercado de Trabalho: O Mercado de Trabalho é o espaço

Leia mais

RECRUTAMENTO, RETENÇÃO E MOTIVAÇÃO DE PESSOAS NO MERCADO JURÍDICO. Copyright 2013. Todos os direitos reservados à Santivo Consultores.

RECRUTAMENTO, RETENÇÃO E MOTIVAÇÃO DE PESSOAS NO MERCADO JURÍDICO. Copyright 2013. Todos os direitos reservados à Santivo Consultores. RECRUTAMENTO, RETENÇÃO E MOTIVAÇÃO DE PESSOAS NO MERCADO JURÍDICO O MERCADO DO TRABALHO ATUAL Cerca de 7% das posições abertas no mercado Brasileiro são para profissionais formados em Direito; Colaboradores

Leia mais

High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil

High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil P e s q u i s a d a F u n d a ç ã o G e t u l i o V a r g a s I n s t i t u t o d e D e s e n v o l v i m e n t o E d u c a c i o n a l Conteúdo 1. Propósito

Leia mais

IBRI e FIPECAFI divulgam resultado de Pesquisa do Profissional e Área de RI. Levantamento traça atual estágio das Relações com Investidores no Brasil

IBRI e FIPECAFI divulgam resultado de Pesquisa do Profissional e Área de RI. Levantamento traça atual estágio das Relações com Investidores no Brasil IBRI e FIPECAFI divulgam resultado de Pesquisa do Profissional e Área de RI Levantamento traça atual estágio das Relações com Investidores no Brasil A 6ª Pesquisa sobre a área e os profissionais de Relações

Leia mais

M.Sc Angela Abdo Campos Ferreira

M.Sc Angela Abdo Campos Ferreira Nossa Missão Atrair o Talento certo para a Empresa M.Sc Angela Abdo Campos Ferreira GESTÃO DE PESSOAS Gestão Liderança + Administrativo Para se tornar um excelente gestor Para se tornar um excelente gestor

Leia mais

USO DE REDES SOCIAIS EM AMBIENTES CORPORATIVOS. www.gentispanel.com.br

USO DE REDES SOCIAIS EM AMBIENTES CORPORATIVOS. www.gentispanel.com.br USO DE REDES SOCIAIS EM AMBIENTES CORPORATIVOS www.gentispanel.com.br Só quem tem uma base de 6,5 milhões de pessoas pode resolver suas pesquisas de mercado em poucos dias. Pesquisas ad-hoc Consumidores

Leia mais

RECRUTAMENTO EFICIENTE EM 6 ATOS

RECRUTAMENTO EFICIENTE EM 6 ATOS RECRUTAMENTO EFICIENTE EM 6 ATOS Avenida Paulista, 2.300 - Piso Pilotis São Paulo, SP 01310-300 www.agile-1.com.br Índice RECRUTAMENTO EFICIENTE EM 6 ATOS... 4 OS 6 ATOS... 5 #1: DESCRIÇÃO DA VAGA ABERTA...

Leia mais

Modelo de Questionário de Desligamento

Modelo de Questionário de Desligamento RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Planejamento Recrutamento Seleção Integração 1ª Etapa Surgimento de uma vaga - Dispensas do empregador (demissões); - Pedidos de demissão (saídas voluntárias demissionários); - Mortes;

Leia mais

Investimento para Mulheres

Investimento para Mulheres Investimento para Mulheres Sophia Mind A Sophia Mind Pesquisa e Inteligência de Mercado é a empresa do grupo de comunicação feminina Bolsa de Mulher voltada para pesquisa e inteligência de mercado. Cem

Leia mais

IBMEC Jr. Consultoria. A melhor maneira de ingressar no mercado de trabalho

IBMEC Jr. Consultoria. A melhor maneira de ingressar no mercado de trabalho IBMEC Jr. Consultoria A melhor maneira de ingressar no mercado de trabalho O mercado de trabalho que nos espera não é o mesmo dos nossos pais... ... ele mudou! As mudanças Certeza Incerteza Real Virtual

Leia mais

NOSSO OBJETIVO. GESTÃO DO DESEMPENHO: uma possibilidade de ampliar o negócio da Organização

NOSSO OBJETIVO. GESTÃO DO DESEMPENHO: uma possibilidade de ampliar o negócio da Organização NOSSO OBJETIVO GESTÃO DO DESEMPENHO: uma possibilidade de ampliar o negócio da Organização RHUMO CONSULTORIA EMPRESARIAL Oferecer soluções viáveis em tempo hábil e com qualidade. Essa é a receita que a

Leia mais

1.1 RECRUTAMENTO E MÓDULO 1 ADMISSÃO

1.1 RECRUTAMENTO E MÓDULO 1 ADMISSÃO MÓDULO 1 ADMISSÃO 1.1 RECRUTAMENTO E SELEÇÃO ESTE FASCÍCULO SUBSTITUI O DE IGUAL NÚMERO ENVIADO ANTERIORMENTE AOS NOSSOS ASSINANTES. RETIRE O FASCÍCULO SUBSTITUÍDO, ANTES DE ARQUIVAR O NOVO, PARA EVITAR

Leia mais

Média salarial - Brasil

Média salarial - Brasil Área geral Área específica Cargo Valor Média salarial - Brasil Gerente de criação R$ 6.346 Coordenador de R$ 4.135 Analista de Sênior R$ 3.309 Diretor de Arte / Editor R$ 3.150 de Arte Redator R$ 2.594

Leia mais

Recrutamento e seleção como

Recrutamento e seleção como Recrutamento e seleção como ferramentas de Gestão de Pessoas Glaucia Falcone Fonseca Atualmente, os processos de captação de pessoas são reconhecidos como importantes ferramentas alinhadas às estratégias

Leia mais

Os Sistema de Administração de Gestão de Pessoas

Os Sistema de Administração de Gestão de Pessoas Os Sistema de Administração de Gestão de Pessoas As pessoas devem ser tratadas como parceiros da organização. ( Como é isso?) Reconhecer o mais importante aporte para as organizações: A INTELIGÊNCIA. Pessoas:

Leia mais

recrutar é um talento Produzido com a contribuição

recrutar é um talento Produzido com a contribuição recrutar é um talento Produzido com a contribuição Pela primeira vez desde o despertar da era industrial, a única maneira de construir uma empresa que seja adequada para o futuro é construir uma que seja

Leia mais

Atitudes pela Educação Novembro de 2014

Atitudes pela Educação Novembro de 2014 Atitudes pela Educação Novembro de 2014 Realização: Instituto Paulo Montenegro IBOPE Inteligência Parceiros da pesquisa: Todos Pela Educação Fundação Itaú Social Fundação Maria Cecília Souto Vidigal Fundação

Leia mais

Opinião do. brasileiro sobre Voluntariado. Fundação Itaú Social Resultados em outubro de 2014

Opinião do. brasileiro sobre Voluntariado. Fundação Itaú Social Resultados em outubro de 2014 Opinião do brasileiro sobre Voluntariado Fundação Itaú Social Resultados em outubro de 2014 Índice 2 Objetivo e Metodologia Perfil demográfico da população brasileira Exercício da Atividade Voluntária

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE CARGOS E SALÁRIOS

POLÍTICA DE GESTÃO DE CARGOS E SALÁRIOS POLÍTICA DE GESTÃO DE CARGOS E SALÁRIOS I. Introdução Este Manual de Gestão de Cargos e Salários contempla todas as Áreas e Equipamentos da POIESIS e visa a orientar todos os níveis de gestão, quanto às

Leia mais

Estratégias de recursos humanos para serviços de alimentação Profº Dr. Raul Amaral

Estratégias de recursos humanos para serviços de alimentação Profº Dr. Raul Amaral Estratégias de recursos humanos para serviços de alimentação Profº Dr. Raul Amaral Estratégias de recursos humanos para serviços de alimentação. 1. Formação e manutenção da equipe de trabalho. 2. Pesquisa

Leia mais

COMUNICADO Nº 01 07/08/2011 Processo Seletivo SEBRAE Nacional nº 02/2011 SÍNTESE DAS VAGAS

COMUNICADO Nº 01 07/08/2011 Processo Seletivo SEBRAE Nacional nº 02/2011 SÍNTESE DAS VAGAS COMUNICADO Nº 01 07/08/2011 Processo Seletivo SEBRAE Nacional nº 02/2011 SÍNTESE DAS VAGAS IMPORTANTE: 1. Este documento não substitui o Comunicado 01 e constitui-se em mera síntese para divulgação das

Leia mais

PESQUISA SALARIAL 2011. Março de 2012

PESQUISA SALARIAL 2011. Março de 2012 PESQUISA SALARIAL 2011 Março de 2012 Introdução Histórico Em Setembro de 2010 a ABRADi, associação nacional que congrega as associações regionais de agências digitais por todo o país, contratou a REMUNERAR

Leia mais

PESQUISA SALARIAL 2011. Março de 2012

PESQUISA SALARIAL 2011. Março de 2012 PESQUISA SALARIAL 2011 Março de 2012 Introdução Histórico Em Setembro de 2010 a ABRADi, associação nacional que congrega as associações regionais de agências digitais por todo o país, contratou a REMUNERAR

Leia mais

A pesquisa de campo foi realizada com questões para os núcleos administrativo, pessoal e acadêmico e procura explorar duas situações distintas:

A pesquisa de campo foi realizada com questões para os núcleos administrativo, pessoal e acadêmico e procura explorar duas situações distintas: 4 Pesquisa de campo Neste capitulo será apresentado o resultado dos questionários da pesquisa de campo que serviu para o estudo de caso. A coleta de dados será dividida em: Núcleo administrativo Núcleo

Leia mais

Pesquisa Semesp. A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho

Pesquisa Semesp. A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho Pesquisa Semesp A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho 2008 Ensino superior é um forte alavancador da carreira profissional A terceira Pesquisa Semesp sobre a formação acadêmica dos profissionais

Leia mais

TENDÊNCIAS E PRÁTICAS DE RECURSOS HUMANOS 2015

TENDÊNCIAS E PRÁTICAS DE RECURSOS HUMANOS 2015 TENDÊNCIAS E PRÁTICAS DE RECURSOS HUMANOS 2015 CONTEÚDO 1. Como estamos até agora? 2. O que vem por aí... 3. Prioridades do RH para 2015 4. Nossa visão de 2015 01 COMO ESTAMOS ATÉ AGORA? PERFIL DOS PARTICIPANTES

Leia mais

Balanço Mercado de Trabalho 2014

Balanço Mercado de Trabalho 2014 Balanço Mercado de Trabalho 2014 x Resultados Fevereiro/2015 Apresentação Respondentes: 1016 profissionais do LinkedIn Período: de 15/jan/2015 a 10/fev/2015 Público:participantes dos seguintes grupos de

Leia mais

IX CONOPARH Recrutamento e Seleção de Líderes

IX CONOPARH Recrutamento e Seleção de Líderes IX CONOPARH Recrutamento e Seleção de Líderes Fabiana Azevedo - Headhunter Londrina, 23 de Agosto de 2012 De Bernt Entschev Início das atividades em Setembro de 1986 Escritórios em São Paulo (SP), Rio

Leia mais

Sites Para Cadastro de Currículos

Sites Para Cadastro de Currículos Sites Para Cadastro de Currículos Empregos Infoemprego Seu trabalho está aqui: InfoEmprego.com.br, o classificado de empregos gratuito na Internet. Inclua seu CV grátis e tenha muitas vagas de emprego

Leia mais

METODOLOGIA AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO. A margem de erro máxima para o total da amostra é 2,0 pontos percentuais.

METODOLOGIA AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO. A margem de erro máxima para o total da amostra é 2,0 pontos percentuais. METODOLOGIA METODOLOGIA AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO 2.085 pessoas foram entrevistadas, a partir de 16 anos, de todos os níveis econômicos em todas as regiões do país. As entrevistas foram

Leia mais

P R O G R A M A T R A I N E E 2 0 1 6

P R O G R A M A T R A I N E E 2 0 1 6 P R O G R A M A T R A I N E E 2 0 1 6 9ª Edição Introdução É com grande satisfação que o Grupo Protege inicia a 9ª edição do Programa Trainee, visando contratar, desenvolver e reter jovens com potencial

Leia mais

Potencial PSI. Sistema RH. www.potencialpsi.com.br

Potencial PSI. Sistema RH. www.potencialpsi.com.br Sistema RH Sistema de RH RETENÇÃO ACOMPANHAMENTO CAPTAÇÃO DESLIGAMENTO Entrada do profissional no sistema DESENVOLVIMENTO Saída do profissional no sistema Recrutamento e Seleção Banco de talentos Projeto

Leia mais

REGULAMENTO DO PROCESSO SELETIVO Nº 002.15

REGULAMENTO DO PROCESSO SELETIVO Nº 002.15 REGULAMENTO DO PROCESSO SELETIVO Nº 002.15 O Centro Internacional de Energias Renováveis Biogás - CIBiogás-ER, torna público que serão recebidas as inscrições para o Processo Seletivo nº 002.15 sob contratação

Leia mais

População brasileira Música - Internet Propaganda. Outubro/ 2007

População brasileira Música - Internet Propaganda. Outubro/ 2007 População brasileira Música - Internet Propaganda Outubro/ 00 Objetivo Este estudo têm como objetivo identificar entre a população brasileira os seguintes aspectos: Música estilo musical mais ouvido; Internet

Leia mais

Coleção ajuda no sucesso profissional

Coleção ajuda no sucesso profissional COLEÇÃO Unic Josafá Vilarouca Renata Tomasetti (11) 5051-6639 josafa@unicbuilding.com.br renata@unicbuilding.com.br Coleção ajuda no sucesso profissional Série lançada pela Publifolha possui 36 títulos,

Leia mais

PESQUISA DE CLIMA MOTIVACIONAL

PESQUISA DE CLIMA MOTIVACIONAL PESQUISA DE CLIMA MOTIVACIONAL Relatório e Análise 2005 Introdução: ``Para que a Construtora Mello Azevedo atinja seus objetivos é necessário que a equipe tenha uma atitude vencedora, busque sempre resultados

Leia mais

Avaliação de Planos de Saúde. Maio de 2015

Avaliação de Planos de Saúde. Maio de 2015 Avaliação de Planos de Saúde Maio de 2015 Índice OBJETIVO METODOLOGIA PLANO DE SAÚDE O Mercado de plano de saúde Perfil do beneficiário vs Não beneficiário Beneficiários Satisfação, Recomendação, Continuidade

Leia mais

Conceitos e técnicas. Devem ser contempladas algumas atividades típicas de vendas:

Conceitos e técnicas. Devem ser contempladas algumas atividades típicas de vendas: Administração da equipe de vendas (Neste texto de apoio: Conceitos e técnicas e Plano de ação de vendas) Conceitos e técnicas A correta administração da equipe de vendas é fundamental para o bom desempenho

Leia mais

Por que ouvir a sua voz é tão importante?

Por que ouvir a sua voz é tão importante? RESULTADOS Por que ouvir a sua voz é tão importante? Visão Tokio Marine Ser escolhida pelos Corretores e Assessorias como a melhor Seguradora pela transparência, simplicidade e excelência em oferecer soluções,

Leia mais

OS DESAFIOS DO RH BRASILEIRO EM 2015. Pantone 294 U

OS DESAFIOS DO RH BRASILEIRO EM 2015. Pantone 294 U Pantone 294 U C 95 R 10 M 70 G 50 HEX 0A3278 Sob uma forte demanda de assumir um papel mais estratégico dentro da organização, pesquisa exclusiva realizada pela Efix revela quais são as principais preocupações

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Indicadores CNI RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Perfil do Consumidor Brasileiro Brasileiros barganham e esperam promoções para adquirir bens de maior valor 64% Esperam por promoções para ir às compras

Leia mais

Expectativas dos Pequenos Negócios para 2015

Expectativas dos Pequenos Negócios para 2015 Expectativas dos Pequenos Negócios para 2015 Relatório Final Brasília, Novembro/2014 Método Objetivo geral: Levantar as expectativas para 2015 dos pequenos negócios atendidos pelo SEBRAE Método: Pesquisa

Leia mais

Veja 10 fatores a serem avaliados ao receber proposta de emprego

Veja 10 fatores a serem avaliados ao receber proposta de emprego Terça-feira, 10 de dezembro de 2013 Atualizado em 10/12/2013 08h00 Veja 10 fatores a serem avaliados ao receber proposta de emprego Profissional deve pesar salário, plano de carreira, horário, entre outros.

Leia mais

Pesquisa de Perfil, Expectativas e Percepção de Qualidade. Alunos de Programas de MBA 2013

Pesquisa de Perfil, Expectativas e Percepção de Qualidade. Alunos de Programas de MBA 2013 Pesquisa de Perfil, Expectativas e Percepção de Qualidade Alunos de Programas de MBA 2013 Tópicos Sobre a Anamba Objetivos da Pesquisa Metodologia Principais Resultados Sobre a Anamba Tem por missão contribuir

Leia mais

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Maio de 2010 Conteúdo Introdução...4 Principais conclusões...5 Dados adicionais da pesquisa...14 Nossas ofertas de serviços em mídias sociais...21

Leia mais

COMO ELABORAR UM CURRÍCULO

COMO ELABORAR UM CURRÍCULO 1 COMO ELABORAR UM CURRÍCULO 1 INTODUÇÃO: O QUE É UM CURRÍCULO? Currículo = curriculum vitae = curso da vida É um breve relato, é uma carta onde o profissional expõe sua autobiografia, sua vida, sua personalidade;

Leia mais

Proposta de Valor aos Empregados (EVP) como direcionador estratégico de Recursos Humanos

Proposta de Valor aos Empregados (EVP) como direcionador estratégico de Recursos Humanos RH 2020: Valor e Inovação Proposta de Valor aos Empregados (EVP) como direcionador estratégico de Recursos Humanos Glaucy Bocci 7 de maio de 2015, São Paulo Agenda Contexto O valor estratégico da EVP Pesquisa

Leia mais

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO SESI DR/ES N 034/2015 21/06/2015

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO SESI DR/ES N 034/2015 21/06/2015 COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO SESI DR/ES N 034/2015 21/06/2015 O SESI Serviço Social da Indústria torna pública a realização de processo seletivo para provimento de vagas, observados os requisitos mínimos

Leia mais

CONSELHO DE CLASSE. A visão dos professores sobre educação no Brasil

CONSELHO DE CLASSE. A visão dos professores sobre educação no Brasil CONSELHO DE CLASSE A visão dos professores sobre educação no Brasil INTRODUÇÃO Especificações Técnicas Data do Campo 19/06 a 14/10 de 2014 Metodologia Técnica de coleta de dados Abrangência geográfica

Leia mais

AUTORAS ROSANGELA SOUZA

AUTORAS ROSANGELA SOUZA AUTORAS ROSANGELA SOUZA Especialista em Gestão Empresarial com MBA pela FGV e Professora de Estratégia na Pós-Graduação da FGV. Desenvolveu projetos acadêmicos sobre segmento de idiomas, planejamento estratégico

Leia mais

Pequenos Negócios no Brasil. Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br

Pequenos Negócios no Brasil. Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br Pequenos Negócios no Brasil Pequenos Negócios no Brasil Clique no título para acessar o conteúdo, ou navegue pela apresentação completa Categorias de pequenos negócios no Brasil Micro e pequenas empresas

Leia mais

Mídias sociais como apoio aos negócios B2B

Mídias sociais como apoio aos negócios B2B Mídias sociais como apoio aos negócios B2B A tecnologia e a informação caminham paralelas à globalização. No mercado atual é simples interagir, aproximar pessoas, expandir e aperfeiçoar os negócios dentro

Leia mais

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO SENAI DR/ES N 011/2014 06/04/2014

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO SENAI DR/ES N 011/2014 06/04/2014 COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO SENAI DR/ES N 011/2014 06/04/2014 O SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial torna pública a realização de processo seletivo para provimento de vagas observados

Leia mais

Pesquisa de Gestão e Capacitação Organizacional no 3º Setor principais conclusões. novembro 2012. apoio

Pesquisa de Gestão e Capacitação Organizacional no 3º Setor principais conclusões. novembro 2012. apoio Pesquisa de Gestão e Capacitação Organizacional no 3º Setor principais conclusões novembro 2012 apoio 2 do CEO Carta do CEO A pesquisa levanta questões interessantes relativas à sustentabilidade e à boa

Leia mais

Como Trabalhar Com Consultores de Executive Search

Como Trabalhar Com Consultores de Executive Search Como Trabalhar Com Consultores de Executive Search Gerenciamento de Carreira pelo Bluesteps.com Contents: Introdução: O recrutamento de Executivos de Nível Sênior Page 1-2: O que é Retained Executive Search?

Leia mais

ANALISTA DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL

ANALISTA DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL Indústria de Médio Porte do Noroeste do RS contrata: ANALISTA DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL Formação superior completa, preferencialmente em Contabilidade; Disponibilidade de fixar residência no Noroeste

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL RECRUTAMENTO E SELEÇÃO

ADMINISTRAÇÃO GERAL RECRUTAMENTO E SELEÇÃO ADMINISTRAÇÃO GERAL RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Atualizado em 14/10/2015 RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Recrutamento é um conjunto de técnicas e procedimentos que visa a atrair candidatos potencialmente qualificados

Leia mais

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Seção: Entrevista Pág.: www.catho.com.br SABIN: A MELHOR EMPRESA DO BRASIL PARA MULHERES Viviane Macedo Uma empresa feita sob medida para mulheres. Assim

Leia mais

Treinamento do Sistema RH1000

Treinamento do Sistema RH1000 Treinamento do Sistema RH1000 = Conceitos de Gestão por Competências = Ohl Braga Desenvolvimento Empresarial Atualizado em 21Ago2015 1 Tópicos abordados Principais processos 4 Vantagens 5 Avaliação de

Leia mais

Quem é Ana Luiza Cunha?

Quem é Ana Luiza Cunha? Apresentação WSI Quem é a WSI? Fundada em 1995 Nascimento da Internet 1.100 Consultores de Marketing Digital 81 países 12 grandes Centros de Produção Receita estimada da rede: acima de US$160 milhões Parceiros:

Leia mais

Redes Sociais e Networking

Redes Sociais e Networking Redes Sociais e Networking João de Queiroz Xavier Diretor Geral Áreas de Atuação Planejamento de Carreira Recrutamento & Seleção Coaching Outplacement Individual Outplacement Coletivo (Projetos) Projetos

Leia mais

I. SEXO, CARGO, IDADE E SITUAÇÃO PERANTE O EMPREGO DOS EXECUTIVOS RESPONDENTES 3 II. DISTRIBUIÇÃO DA IDADE DO RESPONDENTE 7

I. SEXO, CARGO, IDADE E SITUAÇÃO PERANTE O EMPREGO DOS EXECUTIVOS RESPONDENTES 3 II. DISTRIBUIÇÃO DA IDADE DO RESPONDENTE 7 Índice ÍNDICE I. SEXO, CARGO, IDADE E SITUAÇÃO PERANTE O EMPREGO DOS EXECUTIVOS RESPONDENTES 3 II. DISTRIBUIÇÃO DA IDADE DO RESPONDENTE 7 III. LOCAL DE RESIDÊNCIA DO RESPONDENTE 9 IV. ESTADO CIVIL E FILHOS

Leia mais

ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MUSEU DE ARTE SACRA SAMAS. MANUAL DE RECURSOS HUMANOS DO MUSEU DE ARTE SACRA

ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MUSEU DE ARTE SACRA SAMAS. MANUAL DE RECURSOS HUMANOS DO MUSEU DE ARTE SACRA ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MUSEU DE ARTE SACRA SAMAS. MANUAL DE RECURSOS HUMANOS DO MUSEU DE ARTE SACRA I -FINALIDADE. Este Regulamento tem por finalidade apresentar os princípios básicos de pessoal que devem

Leia mais

O desafio da liderança: Avaliação, Desenvolvimento e Sucessão

O desafio da liderança: Avaliação, Desenvolvimento e Sucessão O desafio da liderança: Avaliação, Desenvolvimento e Sucessão Esse artigo tem como objetivo apresentar estratégias para assegurar uma equipe eficiente em cargos de liderança, mantendo um ciclo virtuoso

Leia mais

Como é o RH nas Empresas?

Como é o RH nas Empresas? Como é o RH nas Empresas? Informações gerais da pesquisa Objetivo: entender a percepção dos profissionais de RH sobre clima organizacional Pesquisa realizada entre 24/06 e 12/07 Parceria entre Hay Group

Leia mais

Graduação. Avaliação de Egressos. Alunos formados entre jan/2010 e dez/2011

Graduação. Avaliação de Egressos. Alunos formados entre jan/2010 e dez/2011 Graduação Avaliação de Egressos Alunos formados entre jan/2010 e dez/2011 Abril/2013 FICHA TÉCNICA Período de aplicação De 14 de janeiro a 28 de fevereiro de 2013. Formato Avaliação realizada, via e-mail,

Leia mais

Avaliação de Perfis PDA. Personal Development Analysis

Avaliação de Perfis PDA. Personal Development Analysis Avaliação de Perfis PDA Personal Development Analysis O que é PDA? PDA Personalersonal Development Analysisnalysis Ferramenta que analisa o Perfil Comportamental das Pessoas e suas habilidades, identificando

Leia mais

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo.

MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V. Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo. 1 MERCADO DE MEIOS ELETRÔNICOS DE PAGAMENTO POPULAÇÃO E COMÉRCIO - ANO V Indicador de atividade da micro e pequena indústria de São Paulo Maio/ 2014 Metodologia 2 Metodologia 3 Técnica Pesquisa quantitativa,

Leia mais

Pesquisa Hábitos do Consumidor da Classe C. 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1

Pesquisa Hábitos do Consumidor da Classe C. 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1 Pesquisa Hábitos do Consumidor da Classe C 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1 Índice Objetivo, metodologia e amostra... 03 Perfil dos Respondentes... 04 Principais constatações sobre os hábitos de consumo

Leia mais

OS DESAFIOS PARA ATRAÇÃO & CONTRATAÇÃO DE EXECUTIVOS NO NORTE E NORDESTE DO BRASIL

OS DESAFIOS PARA ATRAÇÃO & CONTRATAÇÃO DE EXECUTIVOS NO NORTE E NORDESTE DO BRASIL OS DESAFIOS PARA ATRAÇÃO & CONTRATAÇÃO DE EXECUTIVOS NO NORTE E NORDESTE DO BRASIL EDITORIAL Bem vindos à nossa pesquisa. No Brasil desde 2000, a Michael Page foi a primeira consultoria internacional de

Leia mais

PLANO DE CARGOS & SALÁRIOS UNIMED ANÁPOLIS

PLANO DE CARGOS & SALÁRIOS UNIMED ANÁPOLIS PLANO DE CARGOS & SALÁRIOS UNIMED ANÁPOLIS 1 ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 02 1 OBJETIVO DO MANUAL... 03 2 CONCEITOS UTILIZADOS... 04 3 POLÍTICA DE CARGOS E SALÁRIOS... 06 4 POLÍTICA DE CARREIRA... 07 5 AVALIAÇÃO

Leia mais

Pesquisa Quantitativa de Opinião Pública

Pesquisa Quantitativa de Opinião Pública INAF INDICADOR DE ALFABETISMO FUNCIONAL Pesquisa Quantitativa de Opinião Pública INAF INDICADOR MUNICÍPIO DE ALFABETISMO DE FUNCIONAL CAMPINAS 2013 Letramento e Numeramento CAMPINAS Março/ 2007 O que é

Leia mais

O / 4 FAIXA ETÁRIA SEXO 1.5% 0.2% 6.1% 0.2% 13.5% 25.8% 52.6% 407 entrevistas foram realizadas nos dias 27 e 28 de janeiro de 2010. Feminino.

O / 4 FAIXA ETÁRIA SEXO 1.5% 0.2% 6.1% 0.2% 13.5% 25.8% 52.6% 407 entrevistas foram realizadas nos dias 27 e 28 de janeiro de 2010. Feminino. A TERCEIRA EDIÇÃO DA CAMPUS PARTY BRASIL, REALIZADA EM SÃO PAULO ENTRE OS DIAS 25 E 31 DE JANEIRO DE 2010, REUNIU QUASE 100 MIL PARTICIPANTES PARA DISCUTIR AS TENDÊNCIAS DA INTERNET E DAS MÍDIAS DIGITAIS.

Leia mais

Rodrigo Rennó Questões CESPE para o MPU 06

Rodrigo Rennó Questões CESPE para o MPU 06 Rodrigo Rennó Questões CESPE para o MPU 06 Questões sobre o tópico Avaliação de Desempenho: objetivos, métodos, vantagens e desvantagens. Olá Pessoal, Espero que estejam gostando dos artigos. Hoje veremos

Leia mais

1. Requisitos para participação no processo seletivo:

1. Requisitos para participação no processo seletivo: O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de Mato Grosso, CNPJ Nº. 03.534.450/0001-52, situado na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 3999- Bairro: CPA na cidade de Cuiabá-MT, torna

Leia mais

UNIVERSIDADE SANTA CECILIA NÚCELO DE DESENVOLVIMENTO DE CARREIRA - NDC

UNIVERSIDADE SANTA CECILIA NÚCELO DE DESENVOLVIMENTO DE CARREIRA - NDC UNIVERSIDADE SANTA CECILIA NÚCELO DE DESENVOLVIMENTO DE CARREIRA - NDC PROFª DRª MARIA CRISTINA PEREIRA MATOS MANUAL DE ELABORAÇÃO DE CURRICULO VITAE (PASSO A PASSO) O presente manual destina-se a auxiliar

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

Resultado e breve análise da primeira pesquisa

Resultado e breve análise da primeira pesquisa Resultado e breve análise da primeira pesquisa 1) Qual é o seu atual vínculo com a Udesc? O número de respostas à pesquisa superou a expectativa, mas o retorno por parte de alunos de pós-graduação e terceirizados

Leia mais

Vagas Operacionais. Vagas Administrativas

Vagas Operacionais. Vagas Administrativas Para todos os cargos, serão oferecidos os seguintes Benefícios: Assistência Médica (Unimed) / Assistência Odontológica/ Seguro de Vida / Vale Transporte / Vale Refeição (R$ 396,00 para vagas Administrativas

Leia mais

QUESTIONÁRIO PARA AVALIAÇÃO DE INTERVENÇÕES PARA PROMOÇÃO DA ATIVIDADE FÍSICA NA ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE - VERSÃO USUÁRIO CADASTRO

QUESTIONÁRIO PARA AVALIAÇÃO DE INTERVENÇÕES PARA PROMOÇÃO DA ATIVIDADE FÍSICA NA ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE - VERSÃO USUÁRIO CADASTRO QUESTIONÁRIO PARA AVALIAÇÃO DE INTERVENÇÕES PARA PROMOÇÃO DA ATIVIDADE FÍSICA NA ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE - VERSÃO USUÁRIO CADASTRO Pesquisador responsável: ID Geres: ID Município: Data: Início do preenchimento:

Leia mais

Octávio Antonio Filho

Octávio Antonio Filho Octávio Antonio Filho Redes Abrangência e território Distribuição desigual dos cirurgiões-dentistas Fonte: Morita, Maria Celeste. Perfil atual e tendências do cirurgião-dentista brasileiro / Maria Celeste

Leia mais

abril de 2011 Remuneração Estratégica nas Organizações

abril de 2011 Remuneração Estratégica nas Organizações abril de 2011 Remuneração Estratégica nas Organizações O RH nesses 20 anos Tático, político e de políticas Desdobrador da estratégia Influenciador da estratégia e da operação Consultor e assessor para

Leia mais

Pesquisa mostra a média salarial brasileira em TI

Pesquisa mostra a média salarial brasileira em TI Pesquisa mostra a média salarial brasileira em TI São Paulo A Catho, empresa de classificados de vagas e currículos, divulgou uma lista com a média salarial na área de TI. O ranking faz parte da 38ª Pesquisa

Leia mais

Pesquisa: Inovação nas médias empresas. Prof. Fabian Salum - 2012

Pesquisa: Inovação nas médias empresas. Prof. Fabian Salum - 2012 Pesquisa: Inovação nas médias empresas Prof. Fabian Salum - 2012 Empresas Participantes: De acordo com a classificação de porte de empresas adotada pelo BNDES, todas as empresas participantes da pesquisa

Leia mais

Estudo de Remuneração

Estudo de Remuneração 2012 2013 Estudo de Remuneração Cenário atual e perspectivas para 2013 Uma onda positiva atingiu o mercado de trabalho brasileiro até o início de 2012, que apresentou taxas de desemprego baixíssimas e

Leia mais

Como integrar R&S com treinamento em call center

Como integrar R&S com treinamento em call center 1 Como integrar R&S com treinamento em call center Já abordamos em outros artigos temas complexos em call center como a formação de cultura organizacional, o perfil do profissional de call center, sistemas

Leia mais

inovadoras recrutamento

inovadoras recrutamento Avaliações inovadoras para recrutamento em grande volume Encontre agulhas no palheiro Nos processos de recrutamento em grande volume, você pode perder as pessoas certas por haver tantos candidatos menos

Leia mais

LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 1

LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 1 LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 Visão Brasil As cinco principais tendências em atração de talentos que você precisa saber 2013 LinkedIn Corporation. Todos os direitos reservados.

Leia mais

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE NIVELAMENTO CAPÍTULO I DA NATUREZA

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE NIVELAMENTO CAPÍTULO I DA NATUREZA FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE NIVELAMENTO CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1º. A Faculdade Moraes Júnior Mackenzie Rio FMJ Mackenzie Rio, proporcionará aulas de Nivelamento

Leia mais