MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS INEP

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS INEP"

Transcrição

1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS INEP Alunos apontam melhorias na graduação Aumenta grau de formação dos professores e estudantes mostram que cursos possibilitam mais acesso a computadores, bibliotecas atualizadas e estágios Levantamento realizado a partir das informações prestadas pelos alunos no questionário-pesquisa do Exame Nacional de Cursos, o Provão, constata significativas melhorias nos processos pedagógicos, nas instalações físicas e no quadro de professores dos cursos avaliados. A comparação dos dados informados em 1997 e 1998 com os declarados em 2002 revela que em todas áreas do conhecimento avaliadas nesse período houve avanços, de acordo com a opinião dos participantes. No questionário desse ano, 72% dos estudantes de Jornalismo afirmaram que todos ou a maior parte dos seus professores demonstram domínio atualizado das disciplinas. O mesmo foi respondido por 55% dos participantes do Provão de Em Medicina Veterinária, há cinco anos, 69% dos alunos tinham essa opinião sobre o corpo docente. Agora, o índice foi para 81%. Em relação ao trabalho dos docentes, as respostas dos participantes do Provão mostram um aprimoramento na forma de lecionar. Em 1997, 28% dos formandos de Odontologia informaram que todos ou a maioria dos seus professores apresentaram plano de ensino ao iniciar o período letivo. Este ano, o mesmo foi declarado por 78% dos estudantes. Em Medicina Veterinária, o percentual de alunos que fizeram essa afirmação aumentou de 20% para 72%. Os estudantes identificam também uma melhoria no acesso aos recursos de informática. O percentual de concluintes dos cursos de Direito que declararam que suas instituições disponibilizaram microcomputadores nas atividades pedagógicas passou de 11%, em 1997, para 34% este ano. Em Odontologia, saltou de 6,2% para 59% no mesmo período. Outro aspecto destacado pelos participantes é o acervo atualizado da biblioteca. Em 2002, 29,5% dos formandos de Elétrica assinalaram que a sua instituição possui uma biblioteca atualizada contra 18% registrados em Em Administração, subiu de 24% para 32% o índice dos que classificaram o acerco como atualizado. De acordo com as respostas dos universitários, identifica-se que há um aumento na carga horária do estágio curricular supervisionado. Na área de Administração, 65% dos concluintes de 2002 tiveram, no mínimo, 300 horas de estágio durante o curso, um percentual bem acima dos 39% informados em Em Direito, no mesmo período, o índice de alunos que informaram ter sido ofertado estágio acima de 300 horas passou de 19,5% para 48%.

2 Domínio atualizado, pelos professores, das disciplinas ministradas (resposta: todos ou a maior parte dos professores demonstram) Área Administração 70,9 77,3 Direito 72,2 78,2 Civil 76,4 83,8 Química 69,1 75,2 Medicina Veterinária 69,5 81,0 Odontologia 85,4 91,8 Matemática 78,7 81,1 Jornalismo 55,1 72,2 Letras 77,3 82,4 Elétrica 73,3 79,2 Fonte: DAES/InepP/MEC ENC/2002 Acesso dos alunos aos microcomputadores, conforme as necessidades do curso (resposta: sim, plenamente) Área Administração 25,3 38,4 Direito 11,6 34,4 Civil 31,4 41,1 Química 30,2 42,7 Medicina Veterinária 1,6 45,6 Odontologia 6,2 49,9 Matemática 27,1 27,2 Jornalismo 29,6 42,7 Letras 15,0 25,0 Elétrica 44,0 41,9 Fonte: DAES/Inep/MEC ENC/2002 Carga horária do estágio curricular supervisionado do seu curso (resposta: acima de 300 horas) Área Administração 39,4 64,8 Direito 19,5 47,8 Civil 36,9 36,9 Química 54,3 54,3 Medicina Veterinária 27,2 72,7 Odontologia 44,5 55,1 Matemática 13,9 56,0 Letras 17,2 57,4 Elétrica 39,5 50,3

3 Fonte: DAES/Inep/MEC ENC/2002 Aumenta grau de formação dos professores Um dos principais impactos do Provão tem sido na melhoria da formação do corpo docente. Levantamento elaborado a partir de informações prestadas pelas coordenações dos cursos avaliados revela que em quase todas as áreas avaliadas pelo Exame há um expressivo crescimento do índice mestres e ores em relação ao conjunto de professores. A evolução anual dos índices de professores com pós-graduação nos cursos de Administração, por exemplo, indica o efeito do Provão sobre o ensino no País. Em 1996, quando essa área foi avaliada pela primeira vez, 33% dos docentes tinham o mestrado ou orado. No ano seguinte, o percentual subiu para 34% e 38% em Em 1999, chegou a 42%, saltou para 44% em 2000 e 47% em Este ano, a maioria (51%) já tem o título de mestre ou or. O mesmo foi identificado nas outras duas áreas avaliadas no primeiro ano do Provão. Segundo os dados deste ano, 41% dos professores de Direito têm o título de mestre ou or contra índice de 24% registrado em Em Civil, onde há seis anos a maioria (51%) dos docentes tinha concluído a pósgraduação, melhorou ainda mais a qualificação. Agora, eles representam 66% do total. Das 24 áreas avaliadas no Provão, apenas em duas a participação dos professores com pós-graduação ainda não é majoritária. Além de Direito, no conjunto dos cursos de Ciência Contábeis, 35% são mestres ou ores. Em 16 áreas, mais de 60% dos docentes têm mestrado ou orado, sendo que em Agronomia eles chegam a 81% do total. A partir desses indicadores, segundo relatório do Provão de 2002, pode-se afirmar que o sistema de avaliação cumpriu seu objetivo de gerar importante mobilização em busca da qualidade, contribuindo para desencadear significativas reformulações nos cursos de graduação, com vista a melhorar a formação que oferecem. De acordo com o texto, à medida que se alcança uma compreensão cada vez mais ampla do processo, com a clareza de todas as etapas que o envolvem e com a percepção da sua globalidade, o impacto da avaliação atinge maior extensão, contribuindo para produzir as transformações desejadas no ensino de graduação.

4 Total de docentes e percentual daqueles com pós-graduação strito sensu nos cursos que participaram do ENC de 1996 a Área Nº Nº Nº Nº Nº Nº Nº Administraçã o , , , , , , ,7 Direito , , , , , , ,6 Civil , , , , , , ,8 Química , , , , , ,1 Medicina Veterinária , , , , , ,4 Odontologia , , , , , ,0 Matemática , , , , ,9 Jornalismo , , , , ,0 Letras , , , , ,7 Elétrica , , , , ,1 Mecânica , , , ,9 Medicina , , , ,3 Economia , , , ,3 Física , , ,4 Química , , ,0 Biologia , , ,8 Agronomia , , ,1 Psicologia , , ,6 Farmácia , ,5 Pedagogia , ,8 Arquiterura e Urbanismo ,5 Ciências Contábeis ,8 Enfermagem ,3 História ,0 Fonte: DAES/Inep/MEC ENC/2002 Estudantes acessam mais a Internet e procuram cursos de idiomas

5 Além de freqüentarem cursos com melhor qualidade, os estudantes também estão aprimorando os seus conhecimentos. As informações do questionáriopesquisa do Provão revelam que os alunos acessam cada vez mais Internet e procuram fazer cursos de idiomas. A comparação dos dados, em diferentes períodos da avaliação, mostram uma acentuada elevação no índice de estudantes que declararam ter domínio da língua inglesa. Neste ano, 42% dos formandos dos cursos de Direito afirmaram que lêem e escrevem em inglês. Em 1998, essa mesma afirmação foi de 30% dos participantes. Em Jornalismo, o índice sobe de 44% para 58%. Pelos números, constata-se um evidente aumento de acesso à Internet. Cinco anos atrás, 34% dos formandos de Administração assinalaram que nunca tiveram oportunidade de acessar a Internet. O índice caiu para 1% em Dos alunos de Civil que participaram do Provão de 1998, 27% disseram que nunca haviam acessado à Internet. Agora, o mesmo foi dito por apenas 1%. Metade dos participantes conclui curso com até 24 anos Entre os graduandos que participaram do Provão, a faixa de até 24 anos é a que concentra maior percentual: 50% do total geral seguida pela faixa de 25 a 29 anos, com 21%. Na faixa dos 30 a 34 anos está o menor número de estudantes (11%). A faixa dos alunos que têm mais de 35 anos responde por 18% dos presentes ao Provão 2002, no entanto, esta faixa etária é a que apresentou o maior aumento no último ano. Na faixa de até 24 anos, os maiores percentuais estão nas áreas de Odontologia (88,5%), Farmácia (81%) e Medicina Veterinária (78%). Os alunos com mais de 35 anos concentram-se em Pedagogia (39%), Letras (22%) e Matemática (21%). Em relação ao gênero, no Provão deste ano, as mulheres somam 66% do total de graduandos presentes. No ano passado esse índice era de 63%. Em algumas áreas a participação feminina é ainda maior, como Pedagogia (94,5%), Psicologia (89%) e Enfermagem (89%). Inversamente, estudantes do sexo masculino predominam nos cursos de Mecânica (95,5%), Elétrica (90%), Civil (75%), Física (72,5%) e Agronomia (71%). Respostas Dos graduandos presentes ao Exame deste ano, 98,2% responderam às provas e apenas 1,8% as deixaram em branco. O índice é praticamente igual ao ano anterior, quando esse percentual foi de 1,6%. Em 11 das 24 áreas avaliadas a taxa de prova em branco é inferior a 1%. Os menores percentuais foram observados nas áreas de Administração, Ciências Contábeis e Odontologia (com 0,1% cada) e de Medicina Veterinária e Química (com 0,2% cada). Os mais altos percentuais foram registrados em Jornalismo, Física e História, com 16,2%, 10,5% e 8,6%, respectivamente. No entanto, na área de Jornalismo em relação aos dados de 2001, quando o percentual de provas em branco foi de 22,7%, houve uma sensível queda no número de provas em branco.

6 Pedagogia tem a maior participação de formandos O Provão 2002 teve a participação de cursos de 24 áreas, um aumento de 35,9 % em relação ao ano passado. A área com o maior número de cursos avaliados foi Administração, com 614 cursos, seguida por Pedagogia, com 606, e Letras, com 472. As áreas com menor número de cursos foram Química e Agronomia, a primeira com 51 cursos e a segunda com 74. Em relação ao número de graduandos, Pedagogia também possui o maior número, com participantes presentes ao Exame. Em seguida está o curso de Direito, com estudantes. A área que teve o menor contingente de presentes foi Química, com e Física, com Regiões A maior concentração de cursos que participaram do Provão está na região Sudeste, com cursos correspondentes a 46,6% do total nacional. A região Norte, com 271 cursos (5,4%) têm a menor participação. Ao considerar o número de participantes, a região Sudeste também lidera, com , o que significa 54% do total do País. A região Norte contou com o menor número de participantes, (3,9%). O maior contingente de cursos de 13 áreas avaliados no Provão é mantido por instituições privadas e as outras 11 áreas têm mais cursos na rede pública. Em relação à organização acadêmica, a maior concentração dos cursos que participaram do Provão 2002 é de universidades, cursos, que correspondem a 64,3% do total. O menor contingente de cursos, 16, é oferecido por centros de educação tecnológica. Os centros universitários respondem por 449 cursos avaliados (8,9%). Fonoaudiologia e Geografia integram avaliação de 2003 A partir do próximo ano, o Provão também irá avaliar cerca de 100 cursos de Fonoaudiologia e 440 de Geografia. Com a inclusão dessas duas carreiras, o Exame de 2003 deverá ter a participação de mais de 6,5 mil cursos, com 470 mil formandos. No ano que vem, o Provão continuará avaliando os cursos das áreas de Administração, Agronomia, Arquitetura e Urbanismo, Biologia, Ciências Contábeis, Direito, Economia, Enfermagem, Civil, Elétrica, Mecânica, Química, Farmácia, Física, História, Jornalismo, Letras, Matemática, Medicina, Medicina Veterinária, Odontologia, Pedagogia, Psicologia e Química. A inclusão dos cursos de Geografia no Exame amplia o processo de aferição da qualidade dos cursos ligados à formação de professores. No Provão deste ano foram avaliadas sete áreas responsáveis pela formação de grande parte dos docentes da Educação básica e o objetivo é abranger todas as licenciaturas. Sobre a avaliação da área de Fonoaudiologia, faz parte da estratégia do Exame a inclusão, a cada ano, de cursos que colocam no mercado de trabalho os profissionais da área de saúde. Além disso, houve solicitações por parte das associações e conselhos de Fonoaudiologia para que os cursos fossem avaliados. Cronograma das avaliações:

7 Provão: 20 de dezembro: divulgação dos conteúdos e habilidades a serem avaliadas em de março: término das inscrições 8 de junho: aplicação da prova 2003 Avaliação das Condições de Ensino/Avaliação Institucional 27 de janeiro: avaliação do trabalho realizado em de fevereiro: início do processo de capacitação dos avaliadores para 3 de março: início da avaliação in loco

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo da Educação Superior 2013

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo da Educação Superior 2013 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Censo da Educação Superior 2013 Quadro Resumo- Estatísticas gerais da Educação Superior, por Categoria Administrativa-

Leia mais

Pesquisa Semesp. A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho

Pesquisa Semesp. A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho Pesquisa Semesp A Força do Ensino Superior no Mercado de Trabalho 2008 Ensino superior é um forte alavancador da carreira profissional A terceira Pesquisa Semesp sobre a formação acadêmica dos profissionais

Leia mais

Foz do Iguaçu PR Novembro de 2013. Willians Kaizer dos Santos Maciel Coordenador de Indicadores e Controle de Qualidade da Educação Superior Inep/MEC

Foz do Iguaçu PR Novembro de 2013. Willians Kaizer dos Santos Maciel Coordenador de Indicadores e Controle de Qualidade da Educação Superior Inep/MEC Foz do Iguaçu PR Novembro de 2013 Willians Kaizer dos Santos Maciel Coordenador de Indicadores e Controle de Qualidade da Educação Superior Inep/MEC Renan Carlos Dourado Técnico em Informações Educacionais

Leia mais

Ministério da Educação Censo da Educação Superior 2012

Ministério da Educação Censo da Educação Superior 2012 Ministério da Educação Censo da Educação Superior 2012 Aloizio Mercadante Ministro de Estado da Educação Quadro Resumo- Estatísticas Gerais da Educação Superior por Categoria Administrativa - - 2012 Categoria

Leia mais

ENADE 2004/2013. Guia para o registro da situação do aluno no histórico escolar. Pró-Reitoria de Ensino

ENADE 2004/2013. Guia para o registro da situação do aluno no histórico escolar. Pró-Reitoria de Ensino ENADE Guia para o registro da situação do aluno no histórico escolar Pró-Reitoria de Ensino 2004/2013 Paulo César Pereira Reitor Diretoria Executiva José Sérgio Sarmento Garcia Pró-Reitoria de Administração

Leia mais

Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes - ENADE. Coordenadoria de Avaliação Institucional Comissão Própria de Avaliação - CPA ENADE 2011

Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes - ENADE. Coordenadoria de Avaliação Institucional Comissão Própria de Avaliação - CPA ENADE 2011 Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes - ENADE Coordenadoria de Avaliação Institucional Comissão Própria de Avaliação - CPA ENADE 2011 SOBRE O ENADE O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes -

Leia mais

O panorama do mercado educativo em saúde no Brasil

O panorama do mercado educativo em saúde no Brasil Indicadores das Graduações em Saúde Estação de Trabalho IMS/UERJ do ObservaRH O panorama do mercado educativo em saúde no Brasil Como consequência de políticas governamentais implementadas com o objetivo

Leia mais

Tecnológicos Corpo docente Atendimento especial Licenciaturas Educação a distância Graduações mais procuradas -

Tecnológicos Corpo docente Atendimento especial Licenciaturas Educação a distância Graduações mais procuradas - Matrículas no ensino superior crescem 3,8% Texto-síntese do portal no INEP (http://portal.inep.gov.br/visualizar/-/asset_publisher/6ahj/content/matriculas-no-ensino-superior-crescem-3-8? redirect=http%3a%2f%2fportal.inep.gov.br%2f)

Leia mais

NOTAS MÍNIMAS NO ENEM 2012, ENTRE OS CANDIDATOS CONVOCADOS, CONSIDERANDO ATÉ A ÚLTIMA CHAMADA.

NOTAS MÍNIMAS NO ENEM 2012, ENTRE OS CANDIDATOS CONVOCADOS, CONSIDERANDO ATÉ A ÚLTIMA CHAMADA. Administração Matutino Administração Noturno Agronomia Biomedicina A. C. 656.01 A 1 582.98 A 2 623.08 A. C. 630.01 A 1 595.10 A 2 633.89 A 3 451.66 A. C. 582.74 A 1 591.39 A 2 577.87 A 3 506.48 A. C. 629.86

Leia mais

INSCRIÇÃO DE ESTUDANTES IRREGULARES

INSCRIÇÃO DE ESTUDANTES IRREGULARES 2013 INSCRIÇÃO DE ESTUDANTES IRREGULARES Este documento visa orientar as ações para a inscrição de estudantes irregulares no de anos anteriores e esclarecer as dúvidas que possam aparecer durante o processo

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE INFRA-ESTRUTURA E LOGÍSTICA DEPARTAMENTO AUTÔNOMO DE ESTRADAS DE RODAGEM EDITAL N 001/2009

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE INFRA-ESTRUTURA E LOGÍSTICA DEPARTAMENTO AUTÔNOMO DE ESTRADAS DE RODAGEM EDITAL N 001/2009 Anexo IV Da classificação e da tabela de pontuação A) Para os cargos de Técnico em Assuntos Rodoviários e Técnico em Assuntos Administrativos: TEMPO DE FORMAÇÃO NA PROFISSÃO: Comprovação através de Diploma

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego - PME

Pesquisa Mensal de Emprego - PME Pesquisa Mensal de Emprego - PME Dia Internacional da Mulher 08 de março de 2012 M U L H E R N O M E R C A D O D E T R A B A L H O: P E R G U N T A S E R E S P O S T A S A Pesquisa Mensal de Emprego PME,

Leia mais

Universidade Federal de Alagoas - UFAL Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD Processo Seletivo Seriado UFAL 2008

Universidade Federal de Alagoas - UFAL Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD Processo Seletivo Seriado UFAL 2008 NÃO COTISTAS 001 - ADMINISTRAÇÃO - ARAPIRACA 554,182 625,493 013 - ADMINISTRAÇÃO DIURNO - MACEIÓ 539,781 659,113 063 - ADMINISTRAÇÃO NOTURNO - MACEIÓ 501,367 588,832 030 - AGRONOMIA - ARAPIRACA 529,170

Leia mais

Realização: Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da UFSC, em convênio com a Federação Nacional dos Jornalistas FENAJ

Realização: Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da UFSC, em convênio com a Federação Nacional dos Jornalistas FENAJ Realização: Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da UFSC, em convênio com a Federação Nacional dos Jornalistas FENAJ Apoio: Fórum Nacional de Professores de Jornalismo FNPJ Associação Brasileira

Leia mais

Maior nota - 1º chamada - 2014 CAMPUS CUIABÁ

Maior nota - 1º chamada - 2014 CAMPUS CUIABÁ Maior - 1º chamada - 2014 CAMPUS CUIABÁ Maior Ampla - Maior L1 - Maior L2 - Maior L3 - Maior L4 - Maior ADMINISTRAÇÃO - BACHARELADO - MATUTINO 715.18 715.18 630.48 633.62 676.6 689.66 ADMINISTRAÇÃO - BACHARELADO

Leia mais

A TRAJETÓRIA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO NA ÁREA DA SAÚDE

A TRAJETÓRIA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO NA ÁREA DA SAÚDE A TRAJETÓRIA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO NA ÁREA DA SAÚDE Ministro da Saúde José Saraiva Felipe Ministro da Educação Fernando Haddad Objetivo apresentar a Trajetória dos Cursos de Graduação na Área da Saúde;

Leia mais

POR DENTRO DO ENADE CURSO DE CAPACITAÇÃO 2014. Procuradoria Educacional Institucional Pró-Reitoria de Ensino IFG

POR DENTRO DO ENADE CURSO DE CAPACITAÇÃO 2014. Procuradoria Educacional Institucional Pró-Reitoria de Ensino IFG POR DENTRO DO ENADE CURSO DE CAPACITAÇÃO 2014 Procuradoria Educacional Institucional Pró-Reitoria de Ensino IFG Avaliação Institucional Processos de avaliação institucional Interna Relatórios da CPA Externa

Leia mais

Testes de ortografia e redação eliminam candidatos a estágio

Testes de ortografia e redação eliminam candidatos a estágio Testes de ortografia e redação eliminam candidatos a estágio Entre cursos com maior reprovação estão pedagogia, jornalismo e turismo. Falta de leitura e hábitos gerados pela internet são fatores motivadores.

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Janeiro de 2011

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Janeiro de 2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2009 Janeiro de 2011 PRINCIPAIS RESULTADOS - CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR GRADUAÇÃO

Leia mais

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Síntese

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Síntese 2014 Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Síntese Dieese Subseção Força Sindical 19/09/2014 PESQUISA NACIONAL POR AMOSTRA DE DOMICILIOS - PNAD 2013 Síntese dos Indicadores POPULAÇÃO A Pesquisa

Leia mais

Universidade Federal de Alagoas - UFAL Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD PROCESSO SELETIVO SERIADO UNIFICADO 2010

Universidade Federal de Alagoas - UFAL Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD PROCESSO SELETIVO SERIADO UNIFICADO 2010 NÃO COTISTAS 001 - ADMINISTRAÇÃO - ARAPIRACA 547,388 627,513 013 - ADMINISTRAÇÃO DIURNO - MACEIÓ 515,584 612,794 063 - ADMINISTRAÇÃO NOTURNO - MACEIÓ 490,187 593,592 030 - AGRONOMIA - ARAPIRACA 533,820

Leia mais

Regulação, supervisão e avaliação do Ensino Superior: Perguntas Frequentes. 1

Regulação, supervisão e avaliação do Ensino Superior: Perguntas Frequentes. 1 Regulação, supervisão e avaliação do Ensino Superior: Perguntas Frequentes. 1 1. Quais são os tipos de instituições de ensino superior? De acordo com sua organização acadêmica, as instituições de ensino

Leia mais

Educação e Empregabilidade

Educação e Empregabilidade Seminário sobre: Educação e Empregabilidade Exame Nacional de Cursos 4 de maio de 2000 São Paulo - SP Maria Helena Guimarães de Castro Presidente do INEP O que é o Provão? Um mecanismo de avaliação externa

Leia mais

SITUAÇÃO DOS ODM NOS MUNICÍPIOS

SITUAÇÃO DOS ODM NOS MUNICÍPIOS SITUAÇÃO DOS ODM NOS MUNICÍPIOS O presente levantamento mostra a situação dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) nos municípios brasileiros. Para realizar a comparação de forma mais precisa,

Leia mais

CAMPUS A. C. SIMÕES / CURSOS

CAMPUS A. C. SIMÕES / CURSOS CAMPUS A. C. SIMÕES / CURSOS % de Administração Bacharelado - Administração Bacharelado - Agronomia Bacharelado- Bacharelado - Bacharelado - Biblioteconomia Bacharelado - Bacharelado - Bacharelado - Ciências

Leia mais

Tabela de vagas disponíveis para lista de espera/chamada pública do SiSU UFRGS

Tabela de vagas disponíveis para lista de espera/chamada pública do SiSU UFRGS Tabela de vagas disponíveis para lista de espera/chamada pública do SiSU UFRGS Periodo Curso NrVagasUni NrVagasL3 NrVagasL4 2015_1 ADMINISTRAÇÃO - Bacharelado - (Integral) 8 0 0 2015_2 ADMINISTRAÇÃO -

Leia mais

Taxa de desocupação foi de 9,3% em janeiro

Taxa de desocupação foi de 9,3% em janeiro Taxa de desocupação foi de 9,3% em janeiro A taxa de desocupação registrada pela Pesquisa Mensal de Emprego do IBGE, nas seis principais Regiões Metropolitanas do país (Recife, Salvador, Belo Horizonte,

Leia mais

Mapa do Ensino Superior no Estado de São Paulo

Mapa do Ensino Superior no Estado de São Paulo Mapa do Ensino Superior no Estado de São Paulo Índice Palavra do Presidente 5 Panorama do Ensino Superior - Brasil 6 / Evolução 7 por Estado / Número de IES 8 Pirâmides Etárias - Presenciais e de EAD

Leia mais

PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA

PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA A concepção que fundamenta os processos educacionais das Instituições da Rede Federal de Educação

Leia mais

RELATÓRIO AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FACULDADE POLITÉCNICA DE UBERLÃNDIA 2009-2010

RELATÓRIO AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FACULDADE POLITÉCNICA DE UBERLÃNDIA 2009-2010 RELATÓRIO AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FACULDADE POLITÉCNICA DE UBERLÃNDIA 2009-2010 UBERLÂNDIA, MG JANEIRO, 2011 1 Este relatório aqui apresentado foi elaborado pela Comissão Própria de Avaliação da Faculdade

Leia mais

Mapa do Ensino Superior no Estado de São Paulo

Mapa do Ensino Superior no Estado de São Paulo Mapa do Ensino Superior no Estado de São Paulo 2014 2 Índice Palavra do Presidente 4 Educação Superior no Brasil: crescimento forte e constante 5 Instituições de Ensino Superior 6 por Estado Presenciais

Leia mais

PONTUAÇÃO MÁXIMA E MÍNIMA DOS CANDIDATOS CONVOCADOS PARA A 2ª FASE

PONTUAÇÃO MÁXIMA E MÍNIMA DOS CANDIDATOS CONVOCADOS PARA A 2ª FASE PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR - ª FASE / // PONTUAÇÃO MÁXIMA E MÍNIMA DOS CANDIDATOS CONVOCADOS PARA A ª FASE ª Fase ª Fase ª Fase ADMINISTRAÇÃO (MATUTINO),,,,,, ADMINISTRAÇÃO (NOTURNO),,,,,, AGRONOMIA

Leia mais

O que é Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade)?

O que é Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade)? O que é Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade)? O Enade é componente curricular obrigatório aos cursos de graduação, conforme determina a Lei nº. 10.861, de 14 de abril de 2004. É aplicado

Leia mais

CAMPUS A. C. SIMÕES ADMINISTRAÇÃO 13203 Matutino Bacharelado Ampla Concorrência 3

CAMPUS A. C. SIMÕES ADMINISTRAÇÃO 13203 Matutino Bacharelado Ampla Concorrência 3 CAMPUS CURSO CÓDIGO IES CURSO TURNO DESCRICAO FORMACAO ACAO AFIRMATIVA VAGAS RESTANTES ADMINISTRAÇÃO 13203 Matutino Bacharelado Ampla Concorrência 3 ADMINISTRAÇÃO 13203 Matutino Bacharelado ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Resultados da pesquisa Vejamos quais os resultados mais significativos obtidos através da operação do banco de dados.

Resultados da pesquisa Vejamos quais os resultados mais significativos obtidos através da operação do banco de dados. 1 Gênero, raça/etnia e escolarização ST. 23 Mani Tebet Azevedo de Marins André Augusto Brandão UFF Palavras-chave: Gênero Desigualdade Ensino Supeiror Diferenciais de acesso à universidade por gênero:

Leia mais

Informativo Comissão Própria de Avaliação URI Erechim

Informativo Comissão Própria de Avaliação URI Erechim Informativo Comissão Própria de Avaliação URI Erechim 7ª edição março 2015 Avaliação Institucional: um ato de consolidação para as universidades! Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Leia mais

RESUMO DAS VAGAS OFERECIDAS AO SISU PARA INGRESSO NO 1º SEMESTRE DE 2014

RESUMO DAS VAGAS OFERECIDAS AO SISU PARA INGRESSO NO 1º SEMESTRE DE 2014 CAMPO GRANDE/Campo Grande-MS 15830 Administração (Bacharelado) 60 25,0% Integral 315830 Administração (Bacharelado) 60 25,0% Noturno 1128367 Alimentos (Tecnológico) 40 25,0% Noturno 18387 Análise de Sistemas

Leia mais

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE NIVELAMENTO CAPÍTULO I DA NATUREZA

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE NIVELAMENTO CAPÍTULO I DA NATUREZA FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE NIVELAMENTO CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1º. A Faculdade Moraes Júnior Mackenzie Rio FMJ Mackenzie Rio, proporcionará aulas de Nivelamento

Leia mais

RELATÓRIO DA DIMENSÃO PESQUISA (volume II e pág. de 100 a 172) 1- Material de referência: Iniciação Científica

RELATÓRIO DA DIMENSÃO PESQUISA (volume II e pág. de 100 a 172) 1- Material de referência: Iniciação Científica ERRATAS RELATÓRIO DA DIMENSÃO PESQUISA (volume II e pág. de 100 a 172) 1- Material de referência: Iniciação Científica 1.1- Página 124, tabelas 4b e 5b, onde se lê ( registrado em vermelho): Essa distribuição

Leia mais

Censo da Educação Superior 2010: análise crítica dos resultados para a tomada de decisões estratégicas

Censo da Educação Superior 2010: análise crítica dos resultados para a tomada de decisões estratégicas Censo da Educação Superior 2010: análise crítica dos resultados para a tomada de decisões estratégicas 6 de dezembro de 2011 Sumário Apresentação Coleta Principais conceitos CICQES Apresentação Disposição:

Leia mais

UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL. Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 681, de 07/12/89. e publicada no D.O.U em 11/12/89, Seção I, p.22.

UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL. Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 681, de 07/12/89. e publicada no D.O.U em 11/12/89, Seção I, p.22. UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 681, de 07/12/89 e publicada no D.O.U em 11/12/89, Seção I, p.22.684 EDITAL PARA INGRESSO EXTRAVESTIBULAR 1º Semestre/2016 O Reitor

Leia mais

SISU/UFMG 2ª EDIÇÃO DE 2015 Máximos e Mínimos por Curso/Modalidade

SISU/UFMG 2ª EDIÇÃO DE 2015 Máximos e Mínimos por Curso/Modalidade UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Registro Discente Departamento de Registro e Controle Acadêmico SISU/UFMG 2ª EDIÇÃO DE 2015 Máximos e Mínimos por Curso/Modalidade 1ª Chamada Regular Informações geradas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO COLEGIADO: CES. IGC Faixa Contínuo 2007 3 256 2008 3 252 2009 3 200

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO COLEGIADO: CES. IGC Faixa Contínuo 2007 3 256 2008 3 252 2009 3 200 PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 11/5/2011, Seção 1, Pág. 20. Portaria n 529, publicada no D.O.U. de 11/5/2012, Seção 1, Pág. 19. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

Câmpus Darcy Ribeiro Curso Grau Turno Vagas

Câmpus Darcy Ribeiro Curso Grau Turno Vagas Universidade de Brasília (UnB) Câmpus Darcy Ribeiro BIOLÓGICAS SOCIAIS SOCIAL FILOSOFIA FÍSICA GEOGRAFIA HISTÓRIA LETRAS LÍNGUA PORTUGUESA LETRAS FRANCÊS LETRAS INGLÊS MATEMÁTICA PSICOLOGIA Integral (Mat/Vesp)

Leia mais

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES GOIÁS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES GOIÁS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES GOIÁS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais G O V E R N O F E D E R A L P A Í S R

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS CAMPO GRANDENSES INSTRUÇÃO NORMATIVA 002/2010 17 05 2010

FACULDADES INTEGRADAS CAMPO GRANDENSES INSTRUÇÃO NORMATIVA 002/2010 17 05 2010 O Diretor das Faculdades Integradas Campo Grandenses, no uso de suas atribuições regimentais e por decisão dos Conselhos Superior, de Ensino, Pesquisa, Pós Graduação e Extensão e de Coordenadores, em reunião

Leia mais

UnB adota SiSU como forma de ingresso

UnB adota SiSU como forma de ingresso UnB adota SiSU como forma de ingresso No total, 88 cursos de graduação foram ofertados. Medicina foi o mais concorrido do País Neste ano, a Universidade de Brasília (UnB) adotou, pela primeira vez, ao

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA INSTITUIÇÃO. Pesquisa e Pós-Graduação

PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA INSTITUIÇÃO. Pesquisa e Pós-Graduação GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ - UESPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO - PROP PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA INSTITUIÇÃO Pesquisa e Pós-Graduação A Universidade Estadual

Leia mais

Licenciatura e Bacharelado. Licenciatura e Bacharelado. Bacharelado Noturno 8 80 II 70 x 1

Licenciatura e Bacharelado. Licenciatura e Bacharelado. Bacharelado Noturno 8 80 II 70 x 1 ANEXO I RELAÇÃO DE CURSOS DA UNISA - TURNOS, DURAÇÃO, VAGAS, LOCAIS DE FUNCIONAMENTO E NÚMERO DE ALUNOS POR TURMA OFERECIDOS NO PROCESSO SELETIVO, TURMAS DE JANEIRO 2-2011. CURSOS DE GRADUAÇÃO CURSOS HABILITAÇÕES

Leia mais

CURSOS DE PROGRESSÃO LINEAR (C P L)

CURSOS DE PROGRESSÃO LINEAR (C P L) CURSOS DE PROGRESSÃO LINEAR (C P L) (VESTIBULAR EM DUAS FASES) São aqueles tradicionalmente oferecidos pela UFBA, acrescidos de 26 novas opções de curso, das quais 18 no noturno, nas modalidades Licenciatura,

Leia mais

CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2010

CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2010 CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2010 Divulgação dos principais resultados Censo da Educação Superior 2010 Outubro de 2011 Estatísticas Básicas de Graduação (presencial e a distância) e Pós-Graduação por Categoria

Leia mais

RESUMO DAS VAGAS OFERECIDAS AO SISU PARA INGRESSO NO 1º SEMESTRE DE 2015

RESUMO DAS VAGAS OFERECIDAS AO SISU PARA INGRESSO NO 1º SEMESTRE DE 2015 CAMPO GRANDE/Campo Grande-MS 15830 Administração (Bacharelado) 60 37,5% Integral 315830 Administração (Bacharelado) 60 37,5% Noturno 1128367 Alimentos (Tecnológico) 40 37,5% Noturno 18387 Análise de Sistemas

Leia mais

- Os menores de 18 anos de idade devem estar acompanhados pelo representante legal.

- Os menores de 18 anos de idade devem estar acompanhados pelo representante legal. MATRÍCULAS A Secretaria Acadêmica é responsável pelo ingresso, registro, controle acadêmico e certificação da vida escolar. Responsabiliza-se pela realização da matrícula e organização da documentação

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas no Canadá Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios De acordo com a nomenclatura usada pelo Ministério da Indústria do Canadá, o porte

Leia mais

Formação e Capacitação de Agentes de Inclusão Digital

Formação e Capacitação de Agentes de Inclusão Digital Olá telecentrist@s e amig@s! Esta é a terceira pesquisa elaborada pelo ONID. Ela tem como objetivo captar demandas de formação e capacitação de agentes de inclusão digital (monitores, funcionários e trabalhadores

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR DO ISEI RESOLUÇÃO Nº 01/ 2007, DE 29 DE JUNHO DE 2007

CONSELHO SUPERIOR DO ISEI RESOLUÇÃO Nº 01/ 2007, DE 29 DE JUNHO DE 2007 CONSELHO SUPERIOR DO ISEI RESOLUÇÃO Nº 01/ 2007, DE 29 DE JUNHO DE 2007 Aprova o regulamento dos Estágios Supervisionados dos cursos de Graduação - Licenciaturas do ISEI. O Presidente do Conselho Superior

Leia mais

NCE/10/00116 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/10/00116 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/10/00116 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Universidade Do Minho A.1.a. Descrição

Leia mais

Ciências Biológicas. Indicadores das Graduações em Saúde Estação de Trabalho IMS/UERJ do ObservaRH

Ciências Biológicas. Indicadores das Graduações em Saúde Estação de Trabalho IMS/UERJ do ObservaRH Indicadores das Graduações em Saúde Estação de Trabalho IMS/UERJ do ObservaRH Ciências Biológicas Os cursos de Ciências Biológicas remontam aos cursos de Ciências Naturais, História Natural, licenciatura

Leia mais

CONCEITO (MEC) UFTM está entre as dez melhores universidades do País.

CONCEITO (MEC) UFTM está entre as dez melhores universidades do País. UFTM CONCEITO (MEC) UFTM está entre as dez melhores universidades do País. A UFTM, segundo o Índice Geral de Cursos - IGC, divulgado nesta quinta-feira, 17, pelo Inep - Instituto Nacional de Estudos e

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego

Pesquisa Mensal de Emprego Pesquisa Mensal de Emprego EVOLUÇÃO DO EMPREGO COM CARTEIRA DE TRABALHO ASSINADA 2003-2012 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE 2 Pesquisa Mensal de Emprego - PME I - Introdução A Pesquisa

Leia mais

11. EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

11. EDUCAÇÃO PROFISSIONAL 11. EDUCAÇÃO PROFISSIONAL A educação profissional no Brasil já assumiu diferentes funções no decorrer de toda a história educacional brasileira. Até a promulgação da atual LDBEN, a educação profissional

Leia mais

EP2A - Ensino Médio em escola pública, autodeclarado preto, pardo e indígena. EP1 - Ensino Médio em escola pública, cota social

EP2A - Ensino Médio em escola pública, autodeclarado preto, pardo e indígena. EP1 - Ensino Médio em escola pública, cota social Curso: 3004 - ADMINISTRAÇÃO - Bacharelado - SILVEIRA MARTINS 3 6 6 7 0,86 1 5 0,20 6 7 0,86 62 2,77 Curso: 501 - ADMINISTRAÇÃO - Diurno 10 6 1,67 48 7 6,86 5 5 54 7 7,71 222 1 Curso: 2004 - ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

64 Ampla 600,08 619,68 633,04 637,28 644,26. 6 Cota Masculina 586,00 595,74 612,44 617,84 625,96

64 Ampla 600,08 619,68 633,04 637,28 644,26. 6 Cota Masculina 586,00 595,74 612,44 617,84 625,96 ANÁLISE DIÁRIA DOS PONTOS DE CORTE DOS CURSOS DA UFAL - SISU 2012.1 CAMPUS A. C. SIMÕES (Maceió, AL) Pontos de corte - 7 a 12/1/2012 CURSO GRAU TURNO 64 Ampla 600,08 619,68 633,04 637,28 644,26 ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

NCE/11/01851 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/11/01851 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/11/01851 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Fedrave - Fundação Para O Estudo E

Leia mais

Como me preparar para o futuro? Leticia Bechara Pedagoga e Coordenadora Trevisan Escola de Negócios

Como me preparar para o futuro? Leticia Bechara Pedagoga e Coordenadora Trevisan Escola de Negócios Como me preparar para o futuro? Leticia Bechara Pedagoga e Coordenadora Trevisan Escola de Negócios Sucesso $$$ sonho habilidade Conhece-te a ti mesmo Sócrates Quais são meus pontos fortes? Quais são meus

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM PROGRAD - COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR CONCURSO VESTIBULAR UFSM 2013

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM PROGRAD - COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR CONCURSO VESTIBULAR UFSM 2013 - Cota Curso: 3004 - ADMINISTRAÇÃO - Bacharelado - SILVEIRA MARTINS Curso: 501 - ADMINISTRAÇÃO - Diurno Curso: 2004 - ADMINISTRAÇÃO - Diurno - CESNORS - P.M. Curso: 515 - ADMINISTRAÇÃO - Noturno Curso:

Leia mais

EP2A - Ensino Médio em escola pública, autodeclarado preto, pardo e indígena. EP2 - Ensino Médio em escola pública Cota B - Necessidades Especiais

EP2A - Ensino Médio em escola pública, autodeclarado preto, pardo e indígena. EP2 - Ensino Médio em escola pública Cota B - Necessidades Especiais Curso: 3004 - ADMINISTRAÇÃO - Bacharelado - SILVEIRA MARTINS Curso: 501 - ADMINISTRAÇÃO - Diurno 1 4 0,25 10 5 17 31 0,55 12 4 76 5 15,20 12 4 57 4 14,25 211 6,84 Curso: 2004 - ADMINISTRAÇÃO - Diurno -

Leia mais

COMPROV UFCG Manual do Candidato Vestibular 2013

COMPROV UFCG Manual do Candidato Vestibular 2013 Dos Cursos Oferecidos Os Cursos de Graduação oferecidos pela UFCG têm funcionamento nos turnos: Matutino M (aulas pela manhã), Vespertino T (aulas à tarde), Noturno N (aulas à noite) e Diurno D (aulas

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO CAIRU O QUE VOCÊ PRECISA SABER: Por que fazer uma pós-graduação?

PÓS-GRADUAÇÃO CAIRU O QUE VOCÊ PRECISA SABER: Por que fazer uma pós-graduação? PÓS-GRADUAÇÃO CAIRU O QUE VOCÊ PRECISA SABER: Por que fazer uma pós-graduação? O mercado do trabalho está cada vez mais exigente. Hoje em dia, um certificado de pós-graduação é imprescindível para garantia

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM PROGRAD - COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR CONCURSO VESTIBULAR UFSM 2014

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM PROGRAD - COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR CONCURSO VESTIBULAR UFSM 2014 - Cota Curso: 3004 - ADMINISTRAÇÃO - Bacharelado - SILVEIRA MARTINS Curso: 501 - ADMINISTRAÇÃO - Diurno Curso: 2004 - ADMINISTRAÇÃO - Diurno - CESNORS - P.M. Curso: 515 - ADMINISTRAÇÃO - Noturno Curso:

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego PME. Algumas das principais características dos Trabalhadores Domésticos vis a vis a População Ocupada

Pesquisa Mensal de Emprego PME. Algumas das principais características dos Trabalhadores Domésticos vis a vis a População Ocupada Pesquisa Mensal de Emprego PME Algumas das principais características dos Trabalhadores Domésticos vis a vis a População Ocupada Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Algumas das principais

Leia mais

CURSO PRÉ-VESTIBULAR UNE-TODOS: CONTRIBUINDO PARA A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO *

CURSO PRÉ-VESTIBULAR UNE-TODOS: CONTRIBUINDO PARA A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO * CURSO PRÉ-VESTIBULAR UNE-TODOS: CONTRIBUINDO PARA A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO * COSTA, Marcia de Souza 1, PAES, Maria Helena Rodrigues 2 ; Palavras-chave: Pré-vestibular

Leia mais

Pesquisa. Há 40 anos atrás nos encontrávamos discutindo mecanismos e. A mulher no setor privado de ensino em Caxias do Sul.

Pesquisa. Há 40 anos atrás nos encontrávamos discutindo mecanismos e. A mulher no setor privado de ensino em Caxias do Sul. Pesquisa A mulher no setor privado de ensino em Caxias do Sul. Introdução Há 40 anos atrás nos encontrávamos discutindo mecanismos e políticas capazes de ampliar a inserção da mulher no mercado de trabalho.

Leia mais

Perguntas frequentes:

Perguntas frequentes: Perguntas frequentes: 1. Enade 1.1. Qual a legislação pertinente ao Enade? Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) Portaria Normativa

Leia mais

Faculdade Senac Minas. Enade 2012. Faça também por você!

Faculdade Senac Minas. Enade 2012. Faça também por você! Faculdade Senac Minas Enade 2012 Faça também por você! Prezado(a) aluno(a), Brevemente você será convocado para a realização de mais uma prova: o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes -ENADE. Desenvolvido

Leia mais

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL (UNIR)- PERFIL - TECNICOS, SUPERVISORES, TUTORES (EAD)

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL (UNIR)- PERFIL - TECNICOS, SUPERVISORES, TUTORES (EAD) AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL (UNIR)- PERFIL - TECNICOS, SUPERVISORES, TUTORES (EAD) Por favor, continue respondendo. A seguir, breves questões relacionados ao seu perfil. Agradecemos a atenção as questões que

Leia mais

III Semana de Ciência e Tecnologia IFMG - campus Bambuí III Jornada Científica 19 a 23 de Outubro de 2010

III Semana de Ciência e Tecnologia IFMG - campus Bambuí III Jornada Científica 19 a 23 de Outubro de 2010 Empregabilidade: uma análise das competências e habilidades pessoais e acadêmicas desenvolvidas pelos graduandos do IFMG - Campus Bambuí, necessárias ao ingresso no mercado de trabalho FRANCIELE CLÁUDIA

Leia mais

Acesse aqui o questionário do coordenador. Assessoria de Comunicação Social do Inep

Acesse aqui o questionário do coordenador. Assessoria de Comunicação Social do Inep Informativo 28/11/2013 SEMERJ www.semerj.org.br semerj@semerj.org.br Prezado Mantenedor, segue comunicado do INEP. Caso sua instituição ainda não seja associada ao SEMERJ, visite nosso site e descubra

Leia mais

Pontos de corte do SiSU 2014 1ª chamada

Pontos de corte do SiSU 2014 1ª chamada COORDENADORIA DE ASSUNTOS E REGISTROS ACADÊMICOS - CDARA CAMPUS UNIVERSITÁRIO - MARTELOS - JUIZ DE FORA - MG CEP 36036-900 TEL. (32)2102-3733 FAX (32) 2102-3732 e-mail: cdara@ufjf.edu.br Pontos de corte

Leia mais

www.pucrs.br/pos *AVALIAÇÃO CAPES POR QUE A PUCRS?

www.pucrs.br/pos *AVALIAÇÃO CAPES POR QUE A PUCRS? A Pós-Graduação da PUCRS é a porta de entrada para um novo momento da sua vida profissional e acadêmica. Você pode ampliar habilidades, fomentar ideias e adquirir conhecimento com experiências inovadoras

Leia mais

1. Natureza das Bolsas de Estudo. 2. Da Distribuição de Bolsas de Estudo

1. Natureza das Bolsas de Estudo. 2. Da Distribuição de Bolsas de Estudo O presente edital tem por objetivo determinar o lançamento do Programa de Concessão de Bolsas de Estudo para o Campus Tijuca, Campus Cabo Frio, Campus Barra da Tijuca e Campus Centro, aos candidatos a

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA No- 6, DE 27 DE MARÇO DE 2013

PORTARIA NORMATIVA No- 6, DE 27 DE MARÇO DE 2013 PORTARIA NORMATIVA No- 6, DE 27 DE MARÇO DE 2013 O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 87, parágrafo único, inciso II da Constituição, e pelo art. 5º,

Leia mais

Instrumento de Avaliação Institucional pré teste de Curso. ( aplicado em dezembro de 2015 para o Docente. )

Instrumento de Avaliação Institucional pré teste de Curso. ( aplicado em dezembro de 2015 para o Docente. ) Instrumento de Avaliação Institucional pré teste de Curso ( aplicado em dezembro de 2015 para o Docente. ) 2015 DOCENTES_AVALIACAO_INSTITUCIONAL 2015_E_DE_CURSO (PRE-TESTE) AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2015

Leia mais

Universidade Federal de Alagoas Processo Seletivo UFAL 2013 - Sisu 2013.1 Quantidade de Inscritos por curso (Maior para Menor)

Universidade Federal de Alagoas Processo Seletivo UFAL 2013 - Sisu 2013.1 Quantidade de Inscritos por curso (Maior para Menor) CAMPUS A. C. SIMÕES MEDICINA Integral Bacharelado 6283 CAMPUS A. C. SIMÕES DIREITO Matutino Bacharelado 3659 CAMPUS A. C. SIMÕES SERVIÇO SOCIAL Noturno Bacharelado 3621 CAMPUS A. C. SIMÕES PEDAGOGIA Noturno

Leia mais

Cai demanda por cursos com baixo desempenho no Provão

Cai demanda por cursos com baixo desempenho no Provão MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS INEP Cai demanda por cursos com baixo desempenho no Provão Os vestibulandos brasileiros estão procurando cada vez menos os

Leia mais

Manual do Estagiário 2008

Manual do Estagiário 2008 Manual do Estagiário 2008 Sumário Introdução... 2 O que é estágio curricular... 2 Objetivos do estágio curricular... 2 Duração e carga horária do estágio curricular... 3 Requisitos para a realização do

Leia mais

ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados. PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com.

ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados. PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com. ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com.br CPC Conceito Preliminar de Curso 1 - Nota dos Concluintes no ENADE

Leia mais

EXAME NACIONAL DE CURSOS Relatório-Síntese 2000. Anexo. Matemática

EXAME NACIONAL DE CURSOS Relatório-Síntese 2000. Anexo. Matemática EXAME NACIONAL DE CURSOS Relatório-Síntese 2000 Anexo Matemática Tiragem: 400 exemplares MEC Esplanada dos Ministérios, Bloco L, Anexo II, 4 o andar, sala 409 CEP 70047-900 Brasília-DF Fone: (61) 321-4312

Leia mais

Por Talamira Taita Rodrigues Brito

Por Talamira Taita Rodrigues Brito Programas acadêmicos e o ensino de graduação: estratégias para o fortalecimento da formação - Panorama da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia UESB Por Talamira Taita Rodrigues Brito Localização

Leia mais

ENADE 2014 CRONOGRAMA UNEB (Com fulcro na LEI Nº 10.861/ 2004 / PORTARIA NORMATIVA Nº 40/2007 / PORTARIA NORMATIVA Nº 08/ 2014)

ENADE 2014 CRONOGRAMA UNEB (Com fulcro na LEI Nº 10.861/ 2004 / PORTARIA NORMATIVA Nº 40/2007 / PORTARIA NORMATIVA Nº 08/ 2014) Site para os acessos: http://enade.inep.gov.br 04 a 10/06/2014 ENADE 2014 CRONOGRAMA UNEB (Com fulcro na LEI Nº 10.861/ 2004 / PORTARIA NORMATIVA Nº 40/2007 / PORTARIA NORMATIVA Nº 08/ 2014) Data Assunto

Leia mais

Opinião N15 ANÁLISE DO DESEMPENHO ACADÊMICO DOS COTISTAS DOS CURSOS DE MEDICINA E DIREITO NO BRASIL

Opinião N15 ANÁLISE DO DESEMPENHO ACADÊMICO DOS COTISTAS DOS CURSOS DE MEDICINA E DIREITO NO BRASIL Opinião N15 ANÁLISE DO DESEMPENHO ACADÊMICO DOS COTISTAS DOS CURSOS DE MEDICINA E DIREITO NO BRASIL MÁRCIA MARQUES DE CARVALHO 1 E GRAZIELE DOS SANTOS CERQUEIRA 2 As políticas de ação afirmativa no acesso

Leia mais

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO Portaria nº 808, de 8 de junho de 00. Aprova o instrumento de avaliação para reconhecimento de Cursos Pedagogia, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES. O MINISTRO DE

Leia mais

Bolsas e Programas de Financiamento de Estudo

Bolsas e Programas de Financiamento de Estudo Bolsas e Programas de Financiamento de Estudo A PUC Minas fechou o ano de 2006 tendo cerca de 35% dos alunos da graduação beneficiados com bolsa de estudo. O benefício contemplou 16.047 estudantes - incluindo

Leia mais

Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes)

Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) Perguntas frequentes 1. ENADE 1.1. Qual a legislação pertinente ao ENADE? Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) Portaria Normativa

Leia mais

Luiz Roberto Liza Curi Conselheiro Conselho Nacional de Educação - CNE incolarum@hotmail.com

Luiz Roberto Liza Curi Conselheiro Conselho Nacional de Educação - CNE incolarum@hotmail.com Luiz Roberto Liza Curi Conselheiro Conselho Nacional de Educação - CNE incolarum@hotmail.com 1 Instâncias de Avaliação MEC CNE CONAES SERES INEP CTAA 2 Desafios da educação superior brasileira 1. Como

Leia mais

IESG - INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GARÇA LTDA. Rua América, 281 Garça/SP CEP 17400-000 (14) 3407-2505 www.uniesp.edu.br/garca

IESG - INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GARÇA LTDA. Rua América, 281 Garça/SP CEP 17400-000 (14) 3407-2505 www.uniesp.edu.br/garca IESG - INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GARÇA LTDA. Rua América, 281 Garça/SP CEP 17400-000 (14) 3407-2505 www.uniesp.edu.br/garca PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DOS EGRESSOS O Instituto de Ensino de Garça,

Leia mais

Boletim Informativo 0

Boletim Informativo 0 Boletim Informativo 0 ADMISSÃO 25.570 inscritos no 1º Vestibular de 2012 UnB ofereceu 2.343 vagas em 96 cursos nos quatro campi. Provas foram aplicadas nos dias 10 e 11 de dezembro de 2011 No dia 7 de

Leia mais

CURSOS DE GRADUAÇÃO - SITUAÇÃO LEGAL 19/12/2013. Avaliação in loco 4

CURSOS DE GRADUAÇÃO - SITUAÇÃO LEGAL 19/12/2013. Avaliação in loco 4 Administração s Arquitetura e Urbanismo Artes Cênicas - Licenciatura Ciências Biológicas Ciências Contábeis Ciência da Computação Ciências Econômicas Direito Educação Física Licenciatura Educação Física

Leia mais

O estudante de Pedagogia deve gostar muito de ler e possuir boa capacidade de concentração porque receberá muitos textos teóricos para estudar.

O estudante de Pedagogia deve gostar muito de ler e possuir boa capacidade de concentração porque receberá muitos textos teóricos para estudar. PEDAGOGIA Você já deve ter ouvido alguém falar que o nível educacional de um povo é muito importante para o seu desenvolvimento e que a educação faz muita diferença na vida das pessoas, não é mesmo? Por

Leia mais

FACULDADE ANHANGUERA DE JOINVILLE PORTARIA SERES Nº 44 DE 22/05/2012 - D.O.U. 01/06/2012 PORTARIA 282 DE 15/12/2010 - DOU 27/12/2010

FACULDADE ANHANGUERA DE JOINVILLE PORTARIA SERES Nº 44 DE 22/05/2012 - D.O.U. 01/06/2012 PORTARIA 282 DE 15/12/2010 - DOU 27/12/2010 ADMINISTRAÇÃO PORTARIA SERES Nº 44 DE 22/05/2012 - D.O.U. 01/06/2012 ALIMENTOS PORTARIA CONSUN 08 - DOU 24/08/2007 ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS ARQUITETURA E URBANISMO AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL CIÊNCIA

Leia mais