INSCRIÇÃO DE ESTUDANTES IRREGULARES

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INSCRIÇÃO DE ESTUDANTES IRREGULARES"

Transcrição

1 2013 INSCRIÇÃO DE ESTUDANTES IRREGULARES Este documento visa orientar as ações para a inscrição de estudantes irregulares no de anos anteriores e esclarecer as dúvidas que possam aparecer durante o processo de inscrição. 1. Quem são os estudantes irregulares? Todo o estudante ingressante ou concluinte habilitado ao, que não tenha sido inscrito ou tenha faltado no dia da prova e não tenha sido dispensado, é irregular e deve ser inscrito no para regularizar a situação. Ingressante ou Concluinte habilitado Motivos Pessoais Não participou da Prova Não dispensado anteriormente Irregular Não Inscritos pela IES 2. A irregularidade é sempre do ano anterior? A irregularidade no pode ser de qualquer ano anterior: 2012, 2011, 2010, 2009, etc. 3. Como saber se há estudantes irregulares na minha IES? Há dois levantamentos a serem realizados na unidade: Há estudantes com colação de grau ou diplomas suspensos por irregularidade no? Resposta: Todo estudante que não tiver colado grau ou não tiver recebido o diploma por pendências no deve ser inscrito no como irregular, na situação de ingressante ou concluinte, conforme situação de irregularidade, independente do ano que seu curso foi avaliado pelo. Todo estudante habilitado ao, conforme regra do ano, participou da prova ou foi dispensado da participação? Resposta: Todo estudante habilitado ao exame que não constar no relatório de presença, na situação correta (ingressante ou concluinte) no ano do ou nos seguintes como irregular continua irregular.

2 Exemplo: Se o estudante deveria ter participado do como concluinte, então deve aparecer no Relatório de Presença como participante ou dispensado concluinte, caso contrário deve ser inscrito como irregular concluinte. Isso significa que, uma situação não anula a outra. Estudantes ingressantes devem aparecer nos relatórios de presença como ingressantes, enquanto que estudantes concluintes devem aparecer como concluintes. Há casos de estudantes que foram habilitados como ingressantes e depois como concluintes. Assim, devem constar nos relatórios de presença como ingressantes e também como concluintes, para cada ano habilitado. IMPORTANTE: Todos os coordenadores de cursos participantes do em algum ano do ciclo devem levantar se ainda há estudantes irregulares. 4. Como realizar o levantamento de irregulares? O levantamento dos estudantes em situação irregular junto ao é de responsabilidade da IES e cada coordenador de curso deverá identificar os anos que o curso esteve habilitado e realizar o levantamento, conforme descrito nos passos abaixo: A. Consultar os arquivos de sua unidade em busca de anotações que indiquem a falta de inscrições no de anos anteriores. B. Consultar o Departamento de Diplomas em busca de Certificados que não puderam ser emitidos por irregularidade do componente curricular. C. Identificar os estudantes que ingressaram em 2011, nos cursos pertencentes ao Grupo Azul do e consultar as listas de presenças do 2011 e do Todos os estudantes identificados devem estar relacionados, enquanto ingressantes, em uma destas duas listas, caso contrário, deverão ser inscritos como ingressantes irregulares de anos anteriores, em D. Repetir o procedimento (C) para os estudantes concluintes de 2011, nos cursos pertencentes ao Grupo Azul do. Todos os estudantes concluintes que não constarem nas listas de presenças do 2011 e do 2012, enquanto concluintes, deverão ser inscritos como concluintes irregulares de anos anteriores, em E. Repetir os procedimentos (C) e (D) considerando cada ano de edição do (desde 2004), comparando a lista de estudantes habilitados com os relatórios de presenças do ano no qual o curso foi avaliado e dos anos seguintes até Todos os estudantes habilitados que não estiverem relacionados em algum dos relatórios de presença deverão ser inscritos como estudantes irregulares. F. Os conceitos de Estudantes Ingressantes e Estudantes Concluintes utilizados no levantamento de estudantes irregulares deverão ser coerentes com as definições adotadas na época em que o foi aplicado ao curso. IRREGULARES: Todo estudante habilitado ao não encontrado nos relatórios de presença do ano vigente ou dos anos seguintes está irregular no.

3 Diagrama para identificação de estudantes irregulares no. OS RELATÓRIOS DE PRESENÇA são publicados anualmente contendo todos os estudantes que compareceram na prova naquele ano e todos os estudantes dispensados da participação do naquele ano, quais sejam: - ingressantes dispensados; - irregulares inscritos dispensados; e - concluintes dispensados da participação por motivos pessoais ou responsabilidade da IES. Todo estudante constante no Relatório de Presença está com a situação regularizada para aquela informada (ingressante ou concluinte) naquele curso. Os Relatórios de Presença de todos os anos estão disponíveis no site https://sites.google.com/a/anhanguera.com/enade/ de acesso público. Há relatórios não constantes no site, por serem de unidades adquiridas recentemente. Nesses casos, as unidades deverão baixar os relatórios do portal do INEP, de acordo com o procedimento que será descrito no item 7 desse documento. 5. Exemplo de levantamento: Os coordenadores dos cursos do Grupo Vermelho cursos de Ciências Humanas e Sociais, Tecnologias em Gestão deverão verificar os anos de 2012, 2009 e Em 2009, estava habilitado como ingressante todo estudante de curso habilitado que até o dia 1º de agosto de 2009, tivesse cumprido entre 7% e 22% da carga horária do curso. Os estudantes que encaixassem nesse critério deveriam ter sido inscritos no como Estudantes Ingressantes e seus nomes devem constar da lista de presença de 2009, como participantes ou dispensados, ou nas listas de presenças dos anos seguintes: 2010, 2011 ou Caso contrário, serão identificados como Estudantes Ingressantes Irregulares.

4 Em 2012, estavam habilitados como concluintes todos os estudantes que se formaram em 2012/2, 2013/1 e também todos aqueles que tinham concluído 80% da carga horária do curso até agosto de Nesse caso, o coordenador deverá comparar a lista de estudantes que se enquadram nessa regra com a lista de estudantes concluintes constantes no relatório de presença de 2012; os estudantes não encontrados na lista de presença são Concluintes Irregulares. Todo estudante ingressante nos cursos habilitados que iniciaram o curso em 2012 estava apto ao e deveria ter sido inscrito no exame. Atenção: Na Anhanguera, sempre há ingresso de alunos após o período de inscrição. No ano passado o levantamento de estudantes ingressantes aptos ao encerrou em 10 de agosto, assim todo o estudante que se matriculou, após esse período, em cursos avaliados pelo em 2012 está irregular quanto a esse componente curricular e deve ser inscrito no 2013 como Estudante Irregular Ingressante de anos anteriores. 6. Há uma lista emitida pela DAEX ou pelo INEP de estudantes irregulares? Não há uma lista de estudantes irregulares. O INEP publica anualmente apenas o Relatório de Presença. Nesse relatório, constam os estudantes inscritos e que compareceram a prova e estudantes dispensados, como por exemplo, os ingressantes, que foram inscritos, mas não compareceram a prova. Os relatórios de presença dos anos anteriores estão no site https://sites.google.com/a/anhanguera.com/enade/. Não estão disponíveis os relatórios antigos de unidades adquiridas recentemente. Caso o coordenador identifique estudantes irregulares em 2009, terá que conferir nos relatórios de presença de 2010, 2011, 2012 se sua situação já foi regularizada. 7. Como gerar lista de presença de anos anteriores A lista de presença de anos anteriores está disponível no site do INEP (http://enadeies.inep.gov.br/enadeies/site/public/presenca/capa.seam) e deve ser acessada utilizando: a) código da IES, conforme e MEC e disponível em aba da planilha modelo*¹. b) código do curso, conforme e MEC e disponível em aba da planilha modelo*¹. c) CPF do coordenador, na época da inscrição. Essa informação deve ser encontrada na própria unidade. *¹ A planilha modelo está disponível no site https://sites.google.com/a/anhanguera.com/enade 2013/. 8. Qual a regra válida para estudantes ingressantes e estudantes concluintes de cada ano? Anos anteriores a 2009 Ingressantes: Serão considerados estudantes ingressantes do curso aqueles que, até o dia 1º de agosto, tiverem concluído entre 7% (sete por cento) e 22% (vinte e dois por cento), inclusive, da carga horária mínima do currículo do curso da IES. Concluintes: todo estudante de curso habilitado que tivesse concluído o curso no 2º semestre do ano ou tivesse cumprido 80% da carga horária até o dia 1º de agosto. Foram dispensados os estudantes que colaram grau até o dia 31 de agosto.

5 Em 2010 Ingressantes: todo estudante de curso habilitado que tivesse cumprido entre 7% e 22% da carga horária do curso até 02 de agosto de Concluintes: todo estudante de curso habilitado que tivesse concluído o curso no 2º semestre do ano ou tivesse cumprido 80% da carga horária até 02 de agosto de Foram dispensados os estudantes que colaram grau até o dia 31 de agosto. Para os cursos de tecnologias com carga horária de até horas: Ingressantes: todo estudante de curso de tecnologia com carga horária de até horas que tivesse cumprido entre 7% e 25% da carga horária do curso até 02 de agosto Concluintes: todo estudante de curso de tecnologia com carga horária de até horas que tivesse concluído o curso no 2º semestre do ano ou tivesse cumprido pelo menos 75% da carga horária até 02 de agosto de Foram dispensados os estudantes que colaram grau até o dia 31 de agosto. Em 2011 Ingressantes: todo estudante de curso habilitado que tivesse iniciado o curso no ano vigente. Concluintes: todo estudante de curso habilitado que tivesse concluído o curso no 2º semestre do ano ou tivesse cumprido 80% da carga horária no período de inscrição (julho e agosto). Foram dispensados os estudantes que colaram grau até o dia 31 de agosto. Em 2012 Ingressantes: todo estudante de curso habilitado que tivesse iniciado o curso no ano vigente. Concluintes: todo estudante de curso habilitado que tivesse concluído o curso no 2º semestre de 2012 ou no 1º semestre de 2013, além de todos os estudantes que tivessem cumprido 80% da carga horária até o término do período de inscrição (31/08). Foram dispensados os estudantes que colaram grau até o dia 31 de agosto. 9. Relação dos cursos convocados para o em anos anteriores Anualmente, apenas alguns cursos são convocados para o. Abaixo está a relação dos cursos convocados nos anos de aplicação do. Em 2004: Agronomia, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Serviço Social, Terapia Ocupacional e Zootecnia. Em 2005: Arquitetura e Urbanismo, Biologia, Ciências Sociais, Computação, Engenharia (em oito grupos), Filosofia, Física, Geografia, História, Letras, Matemática, Pedagogia e Química. Em 2006: Administração, Arquivologia, Biblioteconomia, Biomedicina, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Comunicação Social, Design, Direito, Formação de Professores (Normal Superior), Música, Psicologia, Secretariado Executivo, Teatro e Turismo. Em 2007: Agronomia, Biomedicina, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Serviço Social, Tecnologia em Agroindústria, Tecnologia em Radiologia, Terapia Ocupacional e Zootecnia.

6 Em 2008: Arquitetura e Urbanismo, Biologia, Ciências Sociais, Computação, Engenharia, Filosofia, Física, Geografia, História, Letras, Matemática, Pedagogia e Química, e os Cursos Superiores de Tecnologia em Construção de Edifícios, Alimentos, Automação Industrial, Gestão da Produção Industrial, Manutenção Industrial, Químicos, Fabricação Mecânica, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Redes de Computadores e Saneamento Ambiental. Em 2009: Administração, Arquivologia, Biblioteconomia, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Comunicação Social, Design, Direito, Estatística, Música, Psicologia, Relações Internacionais, Secretariado Executivo, Teatro e Turismo; e os Cursos Superiores de Tecnologia em: Design de Moda, Gastronomia, Gestão de Recursos Humanos, Gestão de Turismo, Gestão Financeira, Marketing e Gerenciais. Em 2010: cursos que conferem diploma de bacharel das áreas de Agronomia, Biomedicina, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Serviço Social, Terapia Ocupacional e Zootecnia; e os cursos que conferem diploma de tecnólogo em Agroindústria, Agronegócios, Gestão Hospitalar, Gestão Ambiental e Radiologia. Em 2011: Arquitetura e Urbanismo; Engenharia; bacharel ou licenciatura em Biologia, Ciências Sociais, Computação, Filosofia, Física, Geografia, História, Letras, Matemática e Química; licenciatura em Pedagogia, Educação Física, Artes Visuais e Música; e tecnólogo em Alimentos, Construção de Edifícios, Automação Industrial, Gestão da Produção Industrial, Manutenção Industrial, Químicos, Fabricação Mecânica, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Redes de Computadores e Saneamento Ambiental. Em 2012: Administração, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Comunicação Social, Design, Direito, Psicologia, Relações Internacionais, Secretariado Executivo e Turismo; e os Cursos Superiores de Tecnologia em: Gestão Comercial, Gestão de Recursos Humanos, Gestão Financeira, Logística, Marketing e Gerenciais. 10. Esse é o ano do Grupo Verde no, estudantes de outros anos podem ser inscritos como irregulares? A inscrição de irregulares é válida para todos os anos do ciclo, ou seja, é possível e deverá ser realizada as inscrições de estudantes irregulares de 2012, 2011, 2010, 2009,..., 2004, independente do curso. 11. E os estudantes com duas situações de irregularidade? Não é possível resolver duas situações de irregularidade em um único ano. Estudante com mais de uma situação de irregularidade, ou seja, irregular como ingressante e irregular como concluinte, deverá ser inscrito como irregular ingressante no 2013 e irregular concluinte no de Só após as duas inscrições, o estudante estará com a situação regularizada e poderá colar grau. 12. Existe estudante Irregular e Regular no 2013? Sim, os estudantes concluintes, regulares ao 2013, mas que apresentam irregularidade de anos anteriores. Por exemplo, um estudante concluinte habilitado ao 2013, que ainda é estudante ingressante irregular no exame em 2010 não poderá regularizar as duas situações. Nesse caso, em 2013 o estudante será inscrito como regular concluinte e participará da prova e só em 2014 deverá ser inscrito como irregular ingressante.

7 13. Qual a penalização ao estudante irregular? Os estudantes em situação irregular perante o INEP não poderão colar grau enquanto não regularizarem a situação. Algumas unidades estão tendo que responder processos judiciais movidos por estudantes que pedem indenização já que foram impossibilitados de dar início a carreira que escolheram, por não ter recebido o diploma, pois apresentam irregularidade no. Para o INEP, a responsabilidade de inscrição é da IES na pessoa do coordenador de curso. Assim, é crucial que os coordenadores realizarem um levantamento minucioso de todos os estudantes irregulares no para que sejam inscritos nesse ano, regularizando a situação perante o INEP. 14. Existe um período de inscrição de irregulares? O estudante pode ser inscrito em outro período? O INEP estabelece para inscrição o período de 11 a 28 de, destinado a inclusão dos estudantes no sistema online. Essa tarefa é realizada pela nossa equipe na DAEX e para isso as unidades deverão realizar o levantamento e compartilhar com a DAEX até 31 de. Segundo o 2º, Artigo 8º da Portaria Nº06, não serão permitidas alterações nas inscrições fora do prazo estabelecido. 15. Responsabilidades no processo de inscrição? Para o INEP, o coordenador do curso da instituição de ensino é responsável pela identificação dos estudantes irregulares e inscrição desses estudantes no. Na Anhanguera, esse trabalho é desenvolvido em parceria entre as unidades, polos e a DAEX (Diretoria Adjunta de Avaliação Externa). O coordenador de curso ou o coordenador acadêmico para polos parceiros é o responsável pelo levantamento dos estudantes irregulares e envio a DAEX para que possamos efetivar a inscrição no sistema. Caso a IES deixe de inscrever algum estudante, ele continua irregular e não poderá colar grau, até que a IES o inscreva no próximo ano. 16. Distribuição de responsabilidades no processo de inscrição É de responsabilidade do Diretor: Instruir adequadamente o coordenador quanto ao processo de inscrição. Consolidar os dados dos cursos de sua unidade em uma única planilha. Validar os dados de sua unidade. Enviar os dados de sua unidade ao DAEX. É de responsabilidade do Coordenador de Curso: Identificar os estudantes irregulares no de anos anteriores em seu curso. Divulgar a lista de estudantes irregulares aos alunos. Validar e preencher os dados constantes na lista de estudantes irregulares. Enviar a lista de estudantes irregulares ao diretor.

8 É de responsabilidade do Professor Embaixador e Coordenador Pedagógico: Acompanhar, apoiar e orientar os coordenadores durante o processo de levantamento da lista de irregulares. É de responsabilidade da DAEX: Enviar aos diretores o material necessário para a atividade. Divulgar a lista de estudantes irregulares no portal. Inscrever os estudantes irregulares no 2012, segundo relação fornecida pelos diretores. Divulgar a lista de inscritos. 17. Regras e Prazos de Envio A partir de 13 de Disponibilização de orientação, planilha modelo e documentos suporte no site https://sites.google.com/a/anhanguera.com/enade 2013/com acesso pelo Diretor da, Professor Embaixador e Coordenador Pedagógico. Os responsáveis na unidade deverão compartilhar os documentos com os coordenadores de cursos. 13 de Participação no Espaço Acadêmico Até 31 de Compartilhamento da planilha com o e mail para presencial e polos próprios ou enade para polos parceiros IMPORTANTE A inscrição dos estudantes irregulares só será realizada pela DAEX se: A. O prazo para envio das informações for cumprido. B. O formato do arquivo for mantido e o conteúdo inserido conforme orientações. C. Os dados de cada estudante estiverem corretos e forem aceitos pelo sistema de inscrições do INEP. A DAEX não se responsabiliza por inscrições enviadas fora dos padrões exigidos.

9 DETALHAMENTO DO PROCESSO O processo de inscrição dos estudantes irregulares apresenta os seguintes procedimentos: Descrição da Tarefa Responsabilidade Recurso Datas 1 1A 2 Orientação aos diretores, coordenadores pedagógico, coordenadores de e professores embaixadores prazos, identificação dos irregulares, modelo de recebimento dos dados. Atualização dos dados dos coordenadores no sistema e MEC Disponibilização material e orientações a unidade 3 Orientação aos coordenadores e curso Disponibilização do material e orientações aos coordenadores Levantamento de estudantes habilitados em anos anteriores Levantamento de estudantes ausentes ou não inscritos Levantamento de estudantes irregulares, incluindo estudantes ingressantes 2011 pós período de inscrição Consolidação dos dados dos irregulares na planilha modelo Encaminhamento da planilha do curso ao Diretor da unidade Validar a lista de irregulares de cada curso da unidade Consolidação das planilhas dos coordenadores em abas, numa única planilha Conferência dos códigos de cursos e IES conforme sistema e MEC Compartilhamento de planilha única, conforme modelo, ao DAEX nomeada IRREGULARES_.xls Coordenador de Curso Coordenador de Curso Coordenador de Curso Coordenador de Curso Coordenador do Curso Vídeo E mail Espaço Acadêmico Sistema e MEC DOCS Reunião Presencial DOCS DCA Site e Site INEP DCA e Diplomas SIAE e Planilha Excel Planilha Excel, e mail, docs Excel, SIAE e documentos de apoio Planilhas Excel Planilha Excel, Consulta pública e MEC DOCS 14 Validação da planilha da DOCS e EXCEL 15 Enquadramento dos cursos 2011, 2012 e Geração de senha para cursos enquadrados 17 Enquadramento de novos cursos, de acordo com as planilhas das unidades e e Site INEP Site INEP Sistema INEP 13 de A definir 13 de Até 15 de Até 15 de 13 a 23 de 14 a 23 de 15 a 23 de Até 23 de Até 23 de Até 27de Até 27de Até 27de Até 31 de Até 07 de 11 a 15 de 11 a 15 de Até 20 de

10 Geração de senha para novos cursos enquadrados Disponibilização da planilha para equipe de Atualização da planilha controle de recebimento Indicação na planilha controle de responsável que assumiu a unidade para inscrição Conferência dos códigos de cursos e IES conforme sistema e MEC 23 Realização da inscrição no sistema INEP Atualização da planilha de controle de recebimento e finalização Consolidação dos dados dos estudantes inscritos em lista única Sistema INEP Rede Planilha Planilha Planilha Site INEP Planilha Planilha 26 Divulgação da Lista de Inscritos irregulares Portal Até 20 de Até 22 de Até 22 de Até 23 de Até 23 de Até 26 de Até 26 de Até 26 de Até 26 de 27 Encaminhar eventuais correções na lista de estudantes irregulares na planilha modelo. DOCS Até 27 de 28 Realização da inscrição de remanescente no sistema INEP Sistema INEP Até 28 de IMPORTANTE: Se houver erro nos dados informados pelas unidades, o processo retornará para que a unidade faça as correções necessárias, assumindo a responsabilidade pela possível falta de tempo hábil para efetivação das inscrições faltantes. Bom Trabalho! Diretoria Adjunta de Avaliação Externa EQUIPE enade

ENADE 2004/2013. Guia para o registro da situação do aluno no histórico escolar. Pró-Reitoria de Ensino

ENADE 2004/2013. Guia para o registro da situação do aluno no histórico escolar. Pró-Reitoria de Ensino ENADE Guia para o registro da situação do aluno no histórico escolar Pró-Reitoria de Ensino 2004/2013 Paulo César Pereira Reitor Diretoria Executiva José Sérgio Sarmento Garcia Pró-Reitoria de Administração

Leia mais

Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes - ENADE. Coordenadoria de Avaliação Institucional Comissão Própria de Avaliação - CPA ENADE 2011

Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes - ENADE. Coordenadoria de Avaliação Institucional Comissão Própria de Avaliação - CPA ENADE 2011 Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes - ENADE Coordenadoria de Avaliação Institucional Comissão Própria de Avaliação - CPA ENADE 2011 SOBRE O ENADE O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes -

Leia mais

Perguntas frequentes. 1. Enade. 1.1. Qual a legislação pertinente ao Enade? 1.2. O Enade é obrigatório? 1.3. Qual o objetivo do Enade?

Perguntas frequentes. 1. Enade. 1.1. Qual a legislação pertinente ao Enade? 1.2. O Enade é obrigatório? 1.3. Qual o objetivo do Enade? Perguntas frequentes 1. Enade 1.1. Qual a legislação pertinente ao Enade? Lei nº. 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) Portaria Normativa

Leia mais

A prova; O questionário de impressões dos estudantes sobre a prova; O questionário do estudante; e O questionário do coordenador(a) do curso.

A prova; O questionário de impressões dos estudantes sobre a prova; O questionário do estudante; e O questionário do coordenador(a) do curso. aumentar fonte diminuir fonte Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Educação Superior Enade Perguntas Frequentes Página Inicial Enade Perguntas Frequentes Manual do

Leia mais

ENADE: Perguntas e respostas

ENADE: Perguntas e respostas ENADE: Perguntas e respostas O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE), Instituído pela Lei 10.861/2004 Lei do SINAES, sua realização é efetuada pelo INEP anualmente a estudantes das áreas selecionadas,

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES ENADE

PERGUNTAS FREQUENTES ENADE PERGUNTAS FREQUENTES ENADE 1. O que é o ENADE? O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) avalia o rendimento dos alunos dos cursos de graduação, ingressantes e concluintes, em relação aos conteúdos

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES

PERGUNTAS FREQUENTES PERGUNTAS FREQUENTES 1.1. Qual a legislação pertinente ao Enade? Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) Portaria nº 2.051, de 9 de

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES ENADE

PERGUNTAS FREQUENTES ENADE PERGUNTAS FREQUENTES ENADE 1. O que é o ENADE? O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) avalia o rendimento dos alunos dos cursos de graduação, ingressantes e concluintes, em relação aos conteúdos

Leia mais

O que é Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade)?

O que é Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade)? O que é Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade)? O Enade é componente curricular obrigatório aos cursos de graduação, conforme determina a Lei nº. 10.861, de 14 de abril de 2004. É aplicado

Leia mais

Perguntas frequentes:

Perguntas frequentes: Perguntas frequentes: 1. Enade 1.1. Qual a legislação pertinente ao Enade? Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) Portaria Normativa

Leia mais

Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes)

Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) Perguntas frequentes 1. ENADE 1.1. Qual a legislação pertinente ao ENADE? Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) Portaria Normativa

Leia mais

ENADE 2014 CRONOGRAMA UNEB (Com fulcro na LEI Nº 10.861/ 2004 / PORTARIA NORMATIVA Nº 40/2007 / PORTARIA NORMATIVA Nº 08/ 2014)

ENADE 2014 CRONOGRAMA UNEB (Com fulcro na LEI Nº 10.861/ 2004 / PORTARIA NORMATIVA Nº 40/2007 / PORTARIA NORMATIVA Nº 08/ 2014) Site para os acessos: http://enade.inep.gov.br 04 a 10/06/2014 ENADE 2014 CRONOGRAMA UNEB (Com fulcro na LEI Nº 10.861/ 2004 / PORTARIA NORMATIVA Nº 40/2007 / PORTARIA NORMATIVA Nº 08/ 2014) Data Assunto

Leia mais

O Enade. é realizado. estudante. Lei nº. 10.861, de. é obrigatório: O Enade. O Enade. Objetivo. nível de. atualização. A prova. será trienal.

O Enade. é realizado. estudante. Lei nº. 10.861, de. é obrigatório: O Enade. O Enade. Objetivo. nível de. atualização. A prova. será trienal. ENADE Exame Nacional de Desempenh ho de Estudantes O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), que integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), tem o objetivo de aferir

Leia mais

Seminários do Enade 2013

Seminários do Enade 2013 1 Seminários do Enade 2013 Introdução O processo de inscrição de estudantes habilitados ao Enade é a alma do Exame. As informações apresentadas pelo Inep sobre o Enade têm por base os dados apresentados

Leia mais

UFRGS Concurso Vestibular 2009. Número de Candidatos por Curso em 1ª Opção

UFRGS Concurso Vestibular 2009. Número de Candidatos por Curso em 1ª Opção UFRGS Concurso Vestibular 2009 Número de Candidatos por Curso em 1ª Opção Código Nome do Curso Candidatos Vagas Densidade 01 Administração - Diurno 708 80 8,85 Acesso Universal 479 56 Ensino Público 206

Leia mais

POR DENTRO DO ENADE CURSO DE CAPACITAÇÃO 2014. Procuradoria Educacional Institucional Pró-Reitoria de Ensino IFG

POR DENTRO DO ENADE CURSO DE CAPACITAÇÃO 2014. Procuradoria Educacional Institucional Pró-Reitoria de Ensino IFG POR DENTRO DO ENADE CURSO DE CAPACITAÇÃO 2014 Procuradoria Educacional Institucional Pró-Reitoria de Ensino IFG Avaliação Institucional Processos de avaliação institucional Interna Relatórios da CPA Externa

Leia mais

Tabela de vagas disponíveis para lista de espera/chamada pública do SiSU UFRGS

Tabela de vagas disponíveis para lista de espera/chamada pública do SiSU UFRGS Tabela de vagas disponíveis para lista de espera/chamada pública do SiSU UFRGS Periodo Curso NrVagasUni NrVagasL3 NrVagasL4 2015_1 ADMINISTRAÇÃO - Bacharelado - (Integral) 8 0 0 2015_2 ADMINISTRAÇÃO -

Leia mais

EP2A - Ensino Médio em escola pública, autodeclarado preto, pardo e indígena. EP1 - Ensino Médio em escola pública, cota social

EP2A - Ensino Médio em escola pública, autodeclarado preto, pardo e indígena. EP1 - Ensino Médio em escola pública, cota social Curso: 3004 - ADMINISTRAÇÃO - Bacharelado - SILVEIRA MARTINS 3 6 6 7 0,86 1 5 0,20 6 7 0,86 62 2,77 Curso: 501 - ADMINISTRAÇÃO - Diurno 10 6 1,67 48 7 6,86 5 5 54 7 7,71 222 1 Curso: 2004 - ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM PROGRAD - COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR CONCURSO VESTIBULAR UFSM 2013

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM PROGRAD - COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR CONCURSO VESTIBULAR UFSM 2013 - Cota Curso: 3004 - ADMINISTRAÇÃO - Bacharelado - SILVEIRA MARTINS Curso: 501 - ADMINISTRAÇÃO - Diurno Curso: 2004 - ADMINISTRAÇÃO - Diurno - CESNORS - P.M. Curso: 515 - ADMINISTRAÇÃO - Noturno Curso:

Leia mais

EP2A - Ensino Médio em escola pública, autodeclarado preto, pardo e indígena. EP2 - Ensino Médio em escola pública Cota B - Necessidades Especiais

EP2A - Ensino Médio em escola pública, autodeclarado preto, pardo e indígena. EP2 - Ensino Médio em escola pública Cota B - Necessidades Especiais Curso: 3004 - ADMINISTRAÇÃO - Bacharelado - SILVEIRA MARTINS Curso: 501 - ADMINISTRAÇÃO - Diurno 1 4 0,25 10 5 17 31 0,55 12 4 76 5 15,20 12 4 57 4 14,25 211 6,84 Curso: 2004 - ADMINISTRAÇÃO - Diurno -

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM PROGRAD - COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR CONCURSO VESTIBULAR UFSM 2014

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM PROGRAD - COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR CONCURSO VESTIBULAR UFSM 2014 - Cota Curso: 3004 - ADMINISTRAÇÃO - Bacharelado - SILVEIRA MARTINS Curso: 501 - ADMINISTRAÇÃO - Diurno Curso: 2004 - ADMINISTRAÇÃO - Diurno - CESNORS - P.M. Curso: 515 - ADMINISTRAÇÃO - Noturno Curso:

Leia mais

Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES/INEP Coordenação-Geral de Avaliação de Cursos de Graduação e IES

Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES/INEP Coordenação-Geral de Avaliação de Cursos de Graduação e IES Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES/INEP Coordenação-Geral de Avaliação de Cursos de Graduação e IES EDUCAÇÃO SUPERIOR BRASILEIRA ALGUNS INDICADORES¹ 2.314 IES 245 públicas (10,6%) e 2.069

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA No- 6, DE 27 DE MARÇO DE 2013

PORTARIA NORMATIVA No- 6, DE 27 DE MARÇO DE 2013 PORTARIA NORMATIVA No- 6, DE 27 DE MARÇO DE 2013 O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 87, parágrafo único, inciso II da Constituição, e pelo art. 5º,

Leia mais

PONTUAÇÃO MÁXIMA E MÍNIMA DOS CANDIDATOS CONVOCADOS PARA A 2ª FASE

PONTUAÇÃO MÁXIMA E MÍNIMA DOS CANDIDATOS CONVOCADOS PARA A 2ª FASE PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR - ª FASE / // PONTUAÇÃO MÁXIMA E MÍNIMA DOS CANDIDATOS CONVOCADOS PARA A ª FASE ª Fase ª Fase ª Fase ADMINISTRAÇÃO (MATUTINO),,,,,, ADMINISTRAÇÃO (NOTURNO),,,,,, AGRONOMIA

Leia mais

UFRGS Concurso Vestibular 2011. Quadro de Lotação dos Candidatos em 1ª Opção

UFRGS Concurso Vestibular 2011. Quadro de Lotação dos Candidatos em 1ª Opção UFRGS Concurso Vestibular 2011 Quadro de Lotação dos Candidatos em 1ª Opção Código Nome do Curso Vagas Médias Ofer Ocup Primeiro Último 01 Administração - Diurno Acesso Universal 56 56 711,68 572,40 Ensino

Leia mais

Pró-reitoria de Graduação - PROGRAD Departamento de Assuntos Acadêmicos e Registro Geral - DAARG

Pró-reitoria de Graduação - PROGRAD Departamento de Assuntos Acadêmicos e Registro Geral - DAARG 2014 Pró-reitoria de Graduação - PROGRAD Em 2014 o ENADE será realizado no dia 24 de novembro, quando serão avaliados os estudantes dos cursos que: Bacharel em Arquitetura e Urbanismo, Sistema de Informação,

Leia mais

SISU/UFMG 2ª EDIÇÃO DE 2015 Máximos e Mínimos por Curso/Modalidade

SISU/UFMG 2ª EDIÇÃO DE 2015 Máximos e Mínimos por Curso/Modalidade UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Registro Discente Departamento de Registro e Controle Acadêmico SISU/UFMG 2ª EDIÇÃO DE 2015 Máximos e Mínimos por Curso/Modalidade 1ª Chamada Regular Informações geradas

Leia mais

A - Sistema Cidadão Presente A - afro - brasileiros B - Sistema Cidadão Presente B - necessidades especiais

A - Sistema Cidadão Presente A - afro - brasileiros B - Sistema Cidadão Presente B - necessidades especiais Curso: 2005 - ADMINISTRACAO (Noturno) - CESNORS 4 5 0,80 91 9 10,11 123 28 4,39 Curso: 501 - ADMINISTRACAO - Bacharelado (Diurno) 11 5 2,20 72 8 9,00 145 5,64 Curso: 515 - ADMINISTRACAO - Bacharelado (Noturno)

Leia mais

UnB adota SiSU como forma de ingresso

UnB adota SiSU como forma de ingresso UnB adota SiSU como forma de ingresso No total, 88 cursos de graduação foram ofertados. Medicina foi o mais concorrido do País Neste ano, a Universidade de Brasília (UnB) adotou, pela primeira vez, ao

Leia mais

Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes ENADE 2014 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA/UEPG Mary Ângela Teixeira Brandalise Cursos da UEPG avaliados em 2014 Bacharelado em Biologia Licenciatura em Biologia

Leia mais

EDITAL PRAC 04/2015 INSCRIÇÕES

EDITAL PRAC 04/2015 INSCRIÇÕES EDITAL PRAC 04/2015 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO EM CURSOS DE GRADUAÇÃO NAS MODALIDADES PRESENCIAL E EAD DA UNIVERSIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO, PARA ESTUDANTES PROVENIENTES DE TRANSFERÊNCIAS EXTERNAS,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL SECR ETARIA D E AVALIA ÇÃO INSTITUCIONAL FAQ ENADE 2013 QUESTÕES FORMULADAS COM FREQÜÊNCIA SOBRE O ENADE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL SECR ETARIA D E AVALIA ÇÃO INSTITUCIONAL FAQ ENADE 2013 QUESTÕES FORMULADAS COM FREQÜÊNCIA SOBRE O ENADE FAQ ENADE 2013 QUESTÕES FORMULADAS COM FREQÜÊNCIA SOBRE O ENADE 1) O que é ENADE? O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES)

Leia mais

Pesos e notas mínimas (ponto de corte) do Enem 2014 para os cursos de graduação inseridos no Sisu

Pesos e notas mínimas (ponto de corte) do Enem 2014 para os cursos de graduação inseridos no Sisu Pesos e notas mínimas (ponto de corte) do Enem 2014 para os cursos de graduação inseridos no Sisu CAMPUS RECIFE CURSO PROVA ENEM PESO ADMINISTRAÇÃO ARQUEOLOGIA ARQUITETURA E URBANISMO ARTES VISUAIS - LICENCIATURA

Leia mais

Boletim Informativo 0

Boletim Informativo 0 Boletim Informativo 0 ADMISSÃO 25.570 inscritos no 1º Vestibular de 2012 UnB ofereceu 2.343 vagas em 96 cursos nos quatro campi. Provas foram aplicadas nos dias 10 e 11 de dezembro de 2011 No dia 7 de

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.046, DE 22 DE MAIO DE 2003.

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.046, DE 22 DE MAIO DE 2003. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.046, DE 22 DE MAIO DE 2003. Revoga a Resolução N.º 2.888/CONSEP, estabelece diretrizes e dispõe

Leia mais

Universidade Federal de Alagoas - UFAL Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD PROCESSO SELETIVO SERIADO UNIFICADO 2010

Universidade Federal de Alagoas - UFAL Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD PROCESSO SELETIVO SERIADO UNIFICADO 2010 NÃO COTISTAS 001 - ADMINISTRAÇÃO - ARAPIRACA 547,388 627,513 013 - ADMINISTRAÇÃO DIURNO - MACEIÓ 515,584 612,794 063 - ADMINISTRAÇÃO NOTURNO - MACEIÓ 490,187 593,592 030 - AGRONOMIA - ARAPIRACA 533,820

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA Nº 8, DE 14 DE MARÇO DE

PORTARIA NORMATIVA Nº 8, DE 14 DE MARÇO DE Ministério da Educação PORTARIA NORMATIVA Nº 8, DE 14 DE MARÇO DE 2014 O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 87, parágrafo único, inciso II, da Constituição,

Leia mais

UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL. Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 681, de 07/12/89. e publicada no D.O.U em 11/12/89, Seção I, p.22.

UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL. Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 681, de 07/12/89. e publicada no D.O.U em 11/12/89, Seção I, p.22. UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 681, de 07/12/89 e publicada no D.O.U em 11/12/89, Seção I, p.22.684 EDITAL PARA INGRESSO EXTRAVESTIBULAR 1º Semestre/2016 O Reitor

Leia mais

Universidade Federal de Alagoas - UFAL Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD Processo Seletivo Seriado UFAL 2008

Universidade Federal de Alagoas - UFAL Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD Processo Seletivo Seriado UFAL 2008 NÃO COTISTAS 001 - ADMINISTRAÇÃO - ARAPIRACA 554,182 625,493 013 - ADMINISTRAÇÃO DIURNO - MACEIÓ 539,781 659,113 063 - ADMINISTRAÇÃO NOTURNO - MACEIÓ 501,367 588,832 030 - AGRONOMIA - ARAPIRACA 529,170

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE SELEÇÃO DA UFG PROCESSO SELETIVO 2013-1

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE SELEÇÃO DA UFG PROCESSO SELETIVO 2013-1 A105 Agronomia (bacharelado) Goiânia 56 8,86 A110 Ciências da Computação (bacharelado) Goiânia 32 5,72 A115 Engenharia de Alimentos (bacharelado) Goiânia 48 3,92 A120 Engenharia Civil (bacharelado) Goiânia

Leia mais

Câmpus Darcy Ribeiro Curso Grau Turno Vagas

Câmpus Darcy Ribeiro Curso Grau Turno Vagas Universidade de Brasília (UnB) Câmpus Darcy Ribeiro BIOLÓGICAS SOCIAIS SOCIAL FILOSOFIA FÍSICA GEOGRAFIA HISTÓRIA LETRAS LÍNGUA PORTUGUESA LETRAS FRANCÊS LETRAS INGLÊS MATEMÁTICA PSICOLOGIA Integral (Mat/Vesp)

Leia mais

PAS recebeu inscrições de 64,5 mil estudantes

PAS recebeu inscrições de 64,5 mil estudantes ADMISSÃO PAS recebeu inscrições de 64,5 mil estudantes Os candidatos fizeram provas nos dias 4 e 5 de dezembro de 2010. Aprovados em primeira chamada deverão efetuar registro nos dias 7 e 8 de fevereiro

Leia mais

EDITAL PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS EM CURSOS DE GRADUAÇÃO

EDITAL PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS EM CURSOS DE GRADUAÇÃO EDITAL PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS EM CURSOS DE GRADUAÇÃO 1. Abertura O Pró-Reitor Acadêmico da Universidade de Caxias do Sul, no uso de suas atribuições, torna públicas as condições que regem o encaminhamento

Leia mais

RESUMO DAS VAGAS OFERECIDAS AO SISU PARA INGRESSO NO 1º SEMESTRE DE 2014

RESUMO DAS VAGAS OFERECIDAS AO SISU PARA INGRESSO NO 1º SEMESTRE DE 2014 CAMPO GRANDE/Campo Grande-MS 15830 Administração (Bacharelado) 60 25,0% Integral 315830 Administração (Bacharelado) 60 25,0% Noturno 1128367 Alimentos (Tecnológico) 40 25,0% Noturno 18387 Análise de Sistemas

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DO 1º SEMESTRE DE 2016 // CURSOS MODALIDADE LOCAL Administração - manhã (* 3 )/noite bacharelado Cid. Universitária 8 Agronomia - manhã bacharelado Cid. Universitária 10 Arquitetura e

Leia mais

EDITAL PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS EM CURSOS DE GRADUAÇÃO

EDITAL PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS EM CURSOS DE GRADUAÇÃO EDITAL PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS EM CURSOS DE GRADUAÇÃO 1. Abertura O Pró-Reitor Acadêmico da Universidade de Caxias do Sul, no uso de suas atribuições, torna públicas as condições que regem o encaminhamento

Leia mais

COD Curso Inscritos Vagas Concorrência

COD Curso Inscritos Vagas Concorrência COD Curso Inscritos Vagas Concorrência A105 Agronomia (bacharelado) 496 56 8.8571 A110 Ciências da Computação (bacharelado) 183 32 5.7188 A115 Engenharia de Alimentos (bacharelado) 188 48 3.9167 A120 Engenharia

Leia mais

2. Do Processo Seletivo 3. Das vagas

2. Do Processo Seletivo 3. Das vagas EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA DESTRANCAMENTO DE MATRÍCULA, DESTRANCAMENTO DE MATRÍCULA COM REOPÇÃO, ACEITAÇÃO DE TRANSFERÊNCIA DE ALUNOS REGULARES PARA CURSOS AFINS, REOPÇÃO DE CURSO, OBTENÇÃO DE NOVO

Leia mais

NORMAS PARA AS CERIMÔNIAS DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO AUGUSTO MOTTA 2012/1

NORMAS PARA AS CERIMÔNIAS DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO AUGUSTO MOTTA 2012/1 NORMAS PARA AS CERIMÔNIAS DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO AUGUSTO MOTTA 2012/1 Abaixo, seguem as normas referentes à organização das cerimônias de colação de grau dos

Leia mais

CAMPUS A. C. SIMÕES / CURSOS

CAMPUS A. C. SIMÕES / CURSOS CAMPUS A. C. SIMÕES / CURSOS % de Administração Bacharelado - Administração Bacharelado - Agronomia Bacharelado- Bacharelado - Bacharelado - Biblioteconomia Bacharelado - Bacharelado - Bacharelado - Ciências

Leia mais

EDITAL Nº 01/COPERVE/2016

EDITAL Nº 01/COPERVE/2016 EDITAL Nº 01/COPERVE/2016 A Universidade Federal de Santa Catarina UFSC, através da Comissão Permanente do Vestibular COPERVE, considerando o disposto na Portaria Normativa MEC nº 21, de 05 de novembro

Leia mais

CURSOS DE GRADUAÇÃO - SITUAÇÃO LEGAL 19/12/2013. Avaliação in loco 4

CURSOS DE GRADUAÇÃO - SITUAÇÃO LEGAL 19/12/2013. Avaliação in loco 4 Administração s Arquitetura e Urbanismo Artes Cênicas - Licenciatura Ciências Biológicas Ciências Contábeis Ciência da Computação Ciências Econômicas Direito Educação Física Licenciatura Educação Física

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA PORTADORES DE DIPLOMA DE NÍVEL SUPERIOR E PARA TRANSFERÊNCIA DE OUTRA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR

PROCESSO SELETIVO PARA PORTADORES DE DIPLOMA DE NÍVEL SUPERIOR E PARA TRANSFERÊNCIA DE OUTRA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR PROCESSO SELETIVO PARA PORTADORES DE DIPLOMA DE NÍVEL SUPERIOR E PARA TRANSFERÊNCIA DE OUTRA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR O reitor do Centro Universitário de Brasília - UniCEUB - faz saber, mediante

Leia mais

EGRESSOS AGOSTO DE 2015 Levantamento de 2008 a 2014. Fonte CPD Agosto 2015

EGRESSOS AGOSTO DE 2015 Levantamento de 2008 a 2014. Fonte CPD Agosto 2015 EGRESSOS AGOSTO DE 2015 Levantamento de 2008 a 2014 Fonte CPD Agosto 2015 EGRESSOS 2015 (INGRESSANTES 2008) CURSO A B C D UNIVERSAL TOTAL Administração Diurno - - 6-26 32 Administração Noturno - - 3-7

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO REITORIA. EDITAL N.º 001/2015 de 07/01/2015 PROCESSO SELETIVO 2015

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO REITORIA. EDITAL N.º 001/2015 de 07/01/2015 PROCESSO SELETIVO 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO REITORIA EDITAL N.º 001/2015 de 07/01/2015 PROCESSO SELETIVO 2015 O reitor em exercício da reitoria da Universidade Federal de Mato Grosso

Leia mais

NORMAS DO PRIMEIRO PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS REMANESCENTES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA PUC-CAMPINAS 1 o SEMESTRE DE 2016

NORMAS DO PRIMEIRO PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS REMANESCENTES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA PUC-CAMPINAS 1 o SEMESTRE DE 2016 NORMAS DO PRIMEIRO PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS REMANESCENTES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA PUCCAMPINAS 1 o SEMESTRE DE 2016 Capítulo I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1 o Este Processo Seletivo tem

Leia mais

RESUMO DAS VAGAS OFERECIDAS AO SISU PARA INGRESSO NO 1º SEMESTRE DE 2015

RESUMO DAS VAGAS OFERECIDAS AO SISU PARA INGRESSO NO 1º SEMESTRE DE 2015 CAMPO GRANDE/Campo Grande-MS 15830 Administração (Bacharelado) 60 37,5% Integral 315830 Administração (Bacharelado) 60 37,5% Noturno 1128367 Alimentos (Tecnológico) 40 37,5% Noturno 18387 Análise de Sistemas

Leia mais

EDITAL 05/2012 TRANSFERÊNCIA EXTERNA

EDITAL 05/2012 TRANSFERÊNCIA EXTERNA EDITAL 05/2012 TRANSFERÊNCIA EXTERNA 1. INSCRIÇÃO 1.1 Somente poderão inscrever-se no processo de transferência candidatos que tenham vinculação em Curso de Instituição de Ensino Superior. 1.1.1 O curso

Leia mais

Boletim Informativo 0

Boletim Informativo 0 Boletim Informativo 0 ADMISSÃO 2º Vestibular de 2012 teve 21.369 inscritos UnB ofereceu 4.184 vagas em 96 cursos nos quatro campi. Provas foram aplicadas nos dias 2 e 3 de junho de 2012 A Universidade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE SELEÇÃO PROCESSO SELETIVO 2011 1 EDITAL N. 066/2010

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE SELEÇÃO PROCESSO SELETIVO 2011 1 EDITAL N. 066/2010 Página 1 de 6 Goiânia A302 Administração (bacharelado) 50 686 13,72 Goiânia A105 Agronomia 70 526 7,51 Goiânia A106 Arquitetura e Urbanismo 35 697 19,91 Goiânia A405 Artes Cênicas (bacharelado ou licenciatura)

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PROCESSO SELETIVO 2013 PONTUAÇÃO MÁXIMA E MÍNIMA POR CURSO (CLASSIFICADOS) - NÃO COTISTA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PROCESSO SELETIVO 2013 PONTUAÇÃO MÁXIMA E MÍNIMA POR CURSO (CLASSIFICADOS) - NÃO COTISTA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PROCESSO SELETIVO 2013 PONTUAÇÃO MÁXIMA E MÍNIMA POR CURSO (CLASSIFICADOS) - NÃO COTISTA Curso Máxima Mínima Média ADMINISTRACAO - INTEGRAL/BRAGANCA 627.87 532.46 556.73 ADMINISTRACAO

Leia mais

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 177, DE 30 DE AGOSTO DE 2013. HENRIQUE MONGELLI.

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 177, DE 30 DE AGOSTO DE 2013. HENRIQUE MONGELLI. INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 177, DE 30 DE AGOSTO DE 2013. O PRÓ-REITOR DE ENSINO DE GRADUAÇÃO da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul no uso das suas atribuições legais, e considerando expansão

Leia mais

Elemento chave na composição dos Indicadores de Qualidade do Sistema Nacional de Avaliação

Elemento chave na composição dos Indicadores de Qualidade do Sistema Nacional de Avaliação ENADE Elemento chave na composição dos Indicadores de Qualidade do Sistema Nacional de Avaliação Lei 10.861 de 2004 - Instituiu o SINAES (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior) Componentes

Leia mais

TABELA CALOUROS PARCEIROS FMU - 2013/1

TABELA CALOUROS PARCEIROS FMU - 2013/1 # Fabiano TABELA CALOUROS PARCEIROS FMU - 2013/1 CAMPUS LIBERDADE A 0,8 Ciências Atuariais 549 20 % 439 439 Ciências Econômicas 549 20 % 439 439 Relações Internacionais 578 20 % 462 462 Secretariado Executivo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE SELEÇÃO PROCESSO SELETIVO 2014-1 Relação Candidato/Vagas (C/V)

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE SELEÇÃO PROCESSO SELETIVO 2014-1 Relação Candidato/Vagas (C/V) A105 Agronomia (bacharelado) integral Goiânia 35 588 16,8 A110 Ciências da Computação (bacharelado) integral Goiânia 20 210 10,5 A115 Engenharia de Alimentos (bacharelado) integral Goiânia 30 180 6 A120

Leia mais

ENADE. Aos estudantes cabe empenhar-se para que seu resultado individual e coletivo seja de fato representativo da formação recebida.

ENADE. Aos estudantes cabe empenhar-se para que seu resultado individual e coletivo seja de fato representativo da formação recebida. Sub-Reitoria de Graduação SR-1 Departamento de Orientação e Supervisão Pedagógica DEP O ENADE é obrigatório? Conforme disposição do art. 5º, 5º, da Lei nº. 10.861/2004, o ENADE constitui-se componente

Leia mais

TOTAL DE CANDIDATOS POR IES/CURSO

TOTAL DE CANDIDATOS POR IES/CURSO TOTAL DE CANDIDATOS POR IES/CURSO UF da IES Nome da IES Nome do Curso Qtd. Inscritos SP FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Ciência e Tecnologia ** 16.253 BA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PROCESSO SELETIVO 2014 PONTUAÇÃO MÁXIMA E MÍNIMA POR CURSO (CLASSIFICADOS) - COTA ESCOLA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PROCESSO SELETIVO 2014 PONTUAÇÃO MÁXIMA E MÍNIMA POR CURSO (CLASSIFICADOS) - COTA ESCOLA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PROCESSO SELETIVO 2014 PONTUAÇÃO MÁXIMA E MÍNIMA POR CURSO (CLASSIFICADOS) - COTA ESCOLA Curso Máxima Mínima Média ADMINISTRACAO - MATUTINO/BELEM 750.38 683.78 703.36 ADMINISTRACAO

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO VERÃO 2016

EDITAL PROCESSO SELETIVO VERÃO 2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO VERÃO 2016 A União Dinâmica de Faculdades Cataratas UDC S/C LTDA, mantenedora das Instituições: - Centro Universitário Dinâmica das Cataratas Faculdades Anglo-Americano e a Diretiva

Leia mais

CAMPUS A. C. SIMÕES ADMINISTRAÇÃO 13203 Matutino Bacharelado Ampla Concorrência 3

CAMPUS A. C. SIMÕES ADMINISTRAÇÃO 13203 Matutino Bacharelado Ampla Concorrência 3 CAMPUS CURSO CÓDIGO IES CURSO TURNO DESCRICAO FORMACAO ACAO AFIRMATIVA VAGAS RESTANTES ADMINISTRAÇÃO 13203 Matutino Bacharelado Ampla Concorrência 3 ADMINISTRAÇÃO 13203 Matutino Bacharelado ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PROCESSO SELETIVO 2014 PONTUAÇÃO MÁXIMA E MÍNIMA POR CURSO (CLASSIFICADOS) - NÃO COTISTA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PROCESSO SELETIVO 2014 PONTUAÇÃO MÁXIMA E MÍNIMA POR CURSO (CLASSIFICADOS) - NÃO COTISTA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PROCESSO SELETIVO 2014 PONTUAÇÃO MÁXIMA E MÍNIMA POR CURSO (CLASSIFICADOS) - NÃO COTISTA Curso Máxima Mínima Média ADMINISTRACAO - MATUTINO/BELEM 813.54 703.71 740.51 ADMINISTRACAO

Leia mais

PROGRAMA UNIVERSIDADE PARA TODOS PROUNI EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA TRANSFERÊNCIAS DE CURSO COM BOLSA PROUNI 2015/2

PROGRAMA UNIVERSIDADE PARA TODOS PROUNI EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA TRANSFERÊNCIAS DE CURSO COM BOLSA PROUNI 2015/2 PROGRAMA UNIVERSIDADE PARA TODOS PROUNI EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA TRANSFERÊNCIAS DE CURSO COM BOLSA PROUNI 2015/2 1. Abertura O Coordenador do PROUNI, da Universidade do Vale do Rio dos Sinos UNISINOS,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2/2015. EDITAL Nº 013/2015 de 05 de junho de 2015.

PROCESSO SELETIVO 2/2015. EDITAL Nº 013/2015 de 05 de junho de 2015. PROCESSO SELETIVO 2/2015 EDITAL Nº 013/2015 de 05 de junho de 2015. O Pró-Reitor de Graduação, considerando o disposto na Portaria Normativa MEC nº 21, de 5 de novembro de 2012, torna público que a seleção

Leia mais

EDITAL Nº 051/2013 SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDO IBERO-AMERICANAS DO SANTANDER UNIVERSIDADES

EDITAL Nº 051/2013 SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDO IBERO-AMERICANAS DO SANTANDER UNIVERSIDADES 1 EDITAL Nº 051/2013 SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDO IBERO-AMERICANAS DO SANTANDER UNIVERSIDADES Nos termos do art. 38, inciso IV, do Estatuto da PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA

Leia mais

ENADE 2014 TIRA DÚVIDAS:

ENADE 2014 TIRA DÚVIDAS: ENADE 2014 TIRA DÚVIDAS: 1) O quantitativo mínimo de participantes para que um curso obtenha CPC é de pelo menos dois estudantes inscritos como ingressantes e dois estudantes inscritos e participantes

Leia mais

Universidade Federal da Bahia Serviço de Seleção, Orientação e Avaliação.VESTIBULAR UFBA 2013 RLSV006.1 - CONCORRÊNCIA

Universidade Federal da Bahia Serviço de Seleção, Orientação e Avaliação.VESTIBULAR UFBA 2013 RLSV006.1 - CONCORRÊNCIA Página 1 de 5 Campus: UFBA - Salvador 187140 Arquitetura e Urbanismo - Noturno - Salvador 327 36 9,08 101140 Arquitetura e Urbanismo - Salvador 987 96 10,28 189140 Bacharelado Interdisciplinar em Ciência

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA Nº 3, DE 6 DE MARÇO DE

PORTARIA NORMATIVA Nº 3, DE 6 DE MARÇO DE PORTARIA NORMATIVA Nº 3, DE 6 DE MARÇO DE 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 3, DE 6 DE MARÇO DE 2015 Estabelece as regras do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE NÚCLEO PERMANENTE DE CONCURSOS VESTIBULAR 2013 DEMANDA PARCIAL DE CANDIDATOS INSCRITOS POR CURSO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE NÚCLEO PERMANENTE DE CONCURSOS VESTIBULAR 2013 DEMANDA PARCIAL DE CANDIDATOS INSCRITOS POR CURSO Natal Humanística I ADMINISTRAÇÃO - M - BACHARELADO 50 438 8,76 Natal Humanística I ADMINISTRAÇÃO - N - BACHARELADO 50 424 8,48 Natal Humanística I CIÊNCIAS CONTÁBEIS - M - BACHARELADO 45 285 6,33 Natal

Leia mais

PROGRAMA UNIVERSIDADE PARA TODOS PROUNI EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA TRANSFERÊNCIAS DE CURSO COM BOLSA PROUNI 2015/1

PROGRAMA UNIVERSIDADE PARA TODOS PROUNI EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA TRANSFERÊNCIAS DE CURSO COM BOLSA PROUNI 2015/1 PROGRAMA UNIVERSIDADE PARA TODOS PROUNI EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA TRANSFERÊNCIAS DE CURSO COM BOLSA PROUNI 2015/1 1. Abertura O Coordenador do PROUNI, da Universidade do Vale do Rio dos Sinos UNISINOS,

Leia mais

Manual de Orientação de Atividades Complementares

Manual de Orientação de Atividades Complementares Manual de Orientação de Atividades Complementares Lei nº 9.131/95 Pareceres 776/07 de 03/12/97 e 583/2001 São Paulo 2015.2 1 1. ATIVIDADES COMPLEMENTARES De acordo com a Lei 9.131 de 1995 e os Pareceres

Leia mais

FACULDADE ANHANGUERA DE JOINVILLE PORTARIA SERES Nº 44 DE 22/05/2012 - D.O.U. 01/06/2012 PORTARIA 282 DE 15/12/2010 - DOU 27/12/2010

FACULDADE ANHANGUERA DE JOINVILLE PORTARIA SERES Nº 44 DE 22/05/2012 - D.O.U. 01/06/2012 PORTARIA 282 DE 15/12/2010 - DOU 27/12/2010 ADMINISTRAÇÃO PORTARIA SERES Nº 44 DE 22/05/2012 - D.O.U. 01/06/2012 ALIMENTOS PORTARIA CONSUN 08 - DOU 24/08/2007 ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS ARQUITETURA E URBANISMO AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL CIÊNCIA

Leia mais

OFERTA INSTITUICAO CAMPUS CURSO GRAU TURNO

OFERTA INSTITUICAO CAMPUS CURSO GRAU TURNO 106137 UFPE CARUARU MEDICINA Bacharelado Integral (Mat/Vesp) 50 807,69 810,71 810,14 106117 UFPE RECIFE MEDICINA Bacharelado Integral (Mat/Vesp) 87 782,54 786,23 787,68 94728 UNIVASF CENTRO PETROLINA MEDICINA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE ENSINO EDITAL 07/2012 - PROEN (Processo Seletivo de Vagas Ociosas para Ingresso nos Cursos de Graduação em 1º/2012) A UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO, por intermédio da Pró- Reitoria de Ensino (PROEN), com base

Leia mais

ENADE 2014. 7 - ATENDIMENTO ESPECIAL PARA REALIZAÇÃO DA PROVA...Pag. 07 8 - PREENCHIMENTO DO QUESTIONÁRIO DO ESTUDANTE...Pag. 07

ENADE 2014. 7 - ATENDIMENTO ESPECIAL PARA REALIZAÇÃO DA PROVA...Pag. 07 8 - PREENCHIMENTO DO QUESTIONÁRIO DO ESTUDANTE...Pag. 07 ENADE 2014 SUMÁRIO 1 - APRESENTAÇÃO...Pag. 02 2 - PROCEDIMENTOS OBRIGATÓRIOS PARA ALUNOS INGRESSANTES... Pag. 02 3 - PROCEDIMENTOS OBRIGATÓRIOS PARA ALUNOS CONCLUINTES... Pag. 03 4 - OFICIALIZAÇÃO DA PARTICIPAÇÃO

Leia mais

Quem são os alunos habilitados e que devem ser inscritos no ENADE de 2014: Para fins de inscrição no Enade 2014, consideram-se:

Quem são os alunos habilitados e que devem ser inscritos no ENADE de 2014: Para fins de inscrição no Enade 2014, consideram-se: As IES cujos cursos serão avaliados pelo Enade 2014 deverão encaminhar ao Inep, nos termos da legislação vigente, o cadastro de todos os estudantes habilitados (concluintes e ingressantes), assim como

Leia mais

Anexo I. Concurso Vestibular 2015 Carreiras e Cursos. Área de Humanidades

Anexo I. Concurso Vestibular 2015 Carreiras e Cursos. Área de Humanidades Carreira 100 Administração - Ribeirão Preto Curso 10: Administração - Diurno - Ribeirão Preto Curso 11: Administração - Noturno - Ribeirão Preto Concurso Vestibular 2015 Carreiras e Cursos Área de Humanidades

Leia mais

POR DENTRO DO ENADE 2015. Procuradoria Educacional Institucional Pró-Reitoria de Ensino IFG

POR DENTRO DO ENADE 2015. Procuradoria Educacional Institucional Pró-Reitoria de Ensino IFG POR DENTRO DO ENADE 2015 Procuradoria Educacional Institucional Pró-Reitoria de Ensino IFG O QUE É O ENADE? O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE) é um dos instrumentos de avaliação institucional

Leia mais

CARREIRAS. Área de humanidades. CARREIRA 105 Arquitetura - FAU. CARREIRA 100 Administração - Ribeirão Preto. CARREIRA 110 Arquitetura - São Carlos

CARREIRAS. Área de humanidades. CARREIRA 105 Arquitetura - FAU. CARREIRA 100 Administração - Ribeirão Preto. CARREIRA 110 Arquitetura - São Carlos Área de humanidades CARREIRAS NOTA: A DURAÇÃO DOS CURSOS DA USP É COMPUTADA EM SEMESTRES. NA DURAÇÃO DOS CURSOS QUE ENVOLVEM ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO ESTÃO INCLUÍDAS TODAS AS ATIVIDADES NECESSÁ-

Leia mais

Seminários Enade 2015

Seminários Enade 2015 Seminários Enade 2015 Coordenação-Geral de Controle de Qualidade da Educação Superior CGCQES Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Diretoria de Avaliação da Educação Superior - DAES A Diretoria

Leia mais

VAGAS INSCRITOS CONVOCADOS CORTE

VAGAS INSCRITOS CONVOCADOS CORTE CONCURSO VESTIBULAR FUVEST 2011 Notas de Corte COD NOME VAGAS INSCRITOS CONVOCADOS CORTE 200 Administração-Ribeirão Preto 105 1576 339 44 201 Arquitetura-FAU 150 3312 484 53 202 Arquitetura-São Carlos

Leia mais

Edital Interno de Seleção do Programa CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS - CAPES/CNPq. Graduação Sanduíche na Áustria, Bélgica, China, Finlândia e Irlanda

Edital Interno de Seleção do Programa CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS - CAPES/CNPq. Graduação Sanduíche na Áustria, Bélgica, China, Finlândia e Irlanda Edital Interno de Seleção do Programa CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS - CAPES/CNPq Graduação Sanduíche na Áustria, Bélgica, China, Finlândia e Irlanda EDITAL DE SELEÇÃO 002 2013 O Diretor de Relações Internacionais

Leia mais

EDITAL nº 03/2015 TRANSFERÊNCIA EXTERNA E PORTADORES DE DIPLOMA

EDITAL nº 03/2015 TRANSFERÊNCIA EXTERNA E PORTADORES DE DIPLOMA EDITAL Nº 03/2015 O Diretor da Faculdade Metropolitana de Anápolis FAMA, no uso de suas atribuições e demais disposições legais, aprova e torna público o processo seletivo para transferência de candidatos

Leia mais

ANEXO I - Relação dos cursos oferecidos pela UFG no Processo Seletivo 2014-1

ANEXO I - Relação dos cursos oferecidos pela UFG no Processo Seletivo 2014-1 ANEXO I - Relação dos cursos oferecidos pela no Processo Seletivo -1 CURSOS OFERECIDOS EM GOIÂNIA Em que: sm: salário-mínimo; PPI: estudantes autodeclarados pretos, pardos ou indígenas; DC: Demais estudantes

Leia mais

EDITAL Nº 9/2010 IFRS-BG TRANSFERÊNCIA DE ALUNOS E INGRESSO DE PORTADORES DE DIPLOMA EM CURSOS SUPERIORES

EDITAL Nº 9/2010 IFRS-BG TRANSFERÊNCIA DE ALUNOS E INGRESSO DE PORTADORES DE DIPLOMA EM CURSOS SUPERIORES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CAMPUS BENTO GONÇALVES EDITAL Nº 9/2010 IFRS-BG TRANSFERÊNCIA

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE COMPLEMENTARES São Paulo 2011.1 1 1- Atividades Complementares De acordo com a Lei 9.131 de 1995 e os Pareceres 776/07 de 03/12/97 e 583/2001 as Diretrizes Curriculares dos cursos

Leia mais

Exame Nacional de Desempenho de Estudantes - 2014

Exame Nacional de Desempenho de Estudantes - 2014 Exame Nacional de Desempenho de Estudantes - 2014 Orientações aos estudantes concluintes da UFABC habilitados ao ENADE 2014 O que é o ENADE? O ENADE 2014 O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE)

Leia mais

EDITAL Nº 64/2015 (REPUBLICADO EM 26.06.2015) TRANSFERÊNCIA (ORIUNDO DE OUTRA INSTITUIÇÃO) E INGRESSO EM NOVO CURSO (PORTADOR DE DIPLOMA DE 3º GRAU)

EDITAL Nº 64/2015 (REPUBLICADO EM 26.06.2015) TRANSFERÊNCIA (ORIUNDO DE OUTRA INSTITUIÇÃO) E INGRESSO EM NOVO CURSO (PORTADOR DE DIPLOMA DE 3º GRAU) EDITAL Nº 64/2015 (REPUBLICADO EM 26.06.2015) TRANSFERÊNCIA (ORIUNDO DE OUTRA INSTITUIÇÃO) E INGRESSO EM NOVO CURSO (PORTADOR DE DIPLOMA DE 3º GRAU) 2015/2 A UNIVERSIDADE VILA VELHA-ES, mantida pela SEDES/UVV-ES,

Leia mais

NOTAS MÍNIMAS NO ENEM 2012, ENTRE OS CANDIDATOS CONVOCADOS, CONSIDERANDO ATÉ A ÚLTIMA CHAMADA.

NOTAS MÍNIMAS NO ENEM 2012, ENTRE OS CANDIDATOS CONVOCADOS, CONSIDERANDO ATÉ A ÚLTIMA CHAMADA. Administração Matutino Administração Noturno Agronomia Biomedicina A. C. 656.01 A 1 582.98 A 2 623.08 A. C. 630.01 A 1 595.10 A 2 633.89 A 3 451.66 A. C. 582.74 A 1 591.39 A 2 577.87 A 3 506.48 A. C. 629.86

Leia mais

Processo Seletivo 2º semestre/2015 Graduação Presencial Regulamento de Bolsas de Estudos e Campanhas

Processo Seletivo 2º semestre/2015 Graduação Presencial Regulamento de Bolsas de Estudos e Campanhas Processo Seletivo 2º semestre/2015 Graduação Presencial Regulamento de Bolsas de Estudos e Campanhas A Cruzeiro do Sul Educacional S.A, entidade mantenedora da Universidade Cruzeiro do Sul, e controladora

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO AMAZONAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS Gabinete da Reitora EDITAL Nº 27/2009

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO AMAZONAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS Gabinete da Reitora EDITAL Nº 27/2009 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO AMAZONAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS Gabinete da Reitora EDITAL Nº 27/2009 A FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO AMAZONAS torna público que o Processo Seletivo para preenchimento de

Leia mais