Dicas EPIS ALUNOS. Balanço e Resultados Escolares Dica 1/3

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Dicas EPIS ALUNOS. Balanço e Resultados Escolares Dica 1/3"

Transcrição

1 Janeiro Balanço e Resultados Escolares Balanço e Resultados Escolares Dica 1/3 Aproveita o início deste período para fazeres um balanço do teu comportamento e dos teus resultados escolares no 1º Período. Identifica as áreas em que precisas melhorar e partilha as tuas dificuldades com os teus pais ou professores.

2 Janeiro Balanço e Resultados Escolares Balanço e Resultados Escolares Dica 2/3 Lembra-te que, se foste capaz de ter bons resultados a algumas disciplinas, com trabalho e empenho vais ser capaz de ter bons resultados em todas.

3 Janeiro Balanço e Resultados Escolares Balanço e Resultados Escolares Dica 3/3 Se os teus resultados escolares estão aquém das tuas expectativas, lembra-te que faltam 2 períodos letivos. Com esforço e trabalho, ainda tudo é possível.

4 Janeiro Balanço e Resultados Escolares Inicio do 2º período Dica 1/3 Constrói um cronograma para o período ou adapta o que utilizaste no período anterior. Aponta nele todas as datas em que tens testes ou trabalhos para apresentar. Cola o cronograma na porta do frigorífico, para que todos o possam consultar.

5 Janeiro Balanço e Resultados Escolares Inicio do 2º período Dica 2/3 Estamos no início do 2º período. Se quiseres és capaz de melhorar todos os teus resultados. Agora que identificaste as disciplinas em que tiveste mais dificuldades, define quais as que requerem mais esforço e dedicação durante este período.

6 Janeiro Balanço e Resultados Escolares Inicio do 2º período Dica 3/3 Não te esqueças da importância de manteres organizados os teus cadernos diários. Lembra-te como são úteis no momento de estudares para os testes. Se não os tiveste organizados durante o 1º período, esta é uma boa altura para o começares a fazer.

7 Janeiro Balanço e Resultados Escolares A importância de esclarecer as duvidas Dica 1/3 A escola é um lugar para aprender. Se tu e os teus colegas soubessem as matérias que os professores ensinam pela primeira vez, não precisavam de ir à escola. Ter dúvidas é normal. Não ter vergonha de as expor ao professor é sinal de inteligência. Sempre que tiveres dúvidas, pede ao teu professor para as esclarecer.

8 Janeiro Balanço e Resultados Escolares A importância de esclarecer as duvidas Dica 2/3 Não deixes que a vergonha e insegurança tomem conta de ti. Expõe as tuas dúvidas com firmeza e mostra ao professor que estás interessado em aprender a matéria. Lembra- - te que qualquer aluno tem o direito de aproveitar ao máximo a aula e esclarecer com o professor qualquer assunto que não tenha compreendido bem.

9 Janeiro Balanço e Resultados Escolares A importância de esclarecer as duvidas Dica 3/3 Se os teus colegas tiverem a mania de gozar com quem expõe as dúvidas ao professor, ignora. Ignorar é uma boa forma de lhes mostrar que não te importas com os comentários deles e de os fazer desistir.

10 Fevereiro Dicas Para Estudo Eficaz Método de Estudo Dica 1/4 Quando estiveres a estudar uma matéria nova, começa por fazer uma leitura rápida e pouco profunda. Faz depois uma nova leitura mais atenta, por partes ou subtítulos. A segunda vez que leres, procura compreender o texto, coloca questões.

11 Fevereiro Dicas Para Estudo Eficaz Método de Estudo Dica 2/4 Sublinha as ideias principais. Sublinha e destaca a cores diferentes e com formas diferentes: os títulos, subtítulos, as palavras-chave, as palavras novas, as classificações, dados a memorizar (datas, nomes, acontecimentos), etc.

12 Fevereiro Dicas Para Estudo Eficaz Método de Estudo Dica 3/4 Depois da leitura é importante organizar o conhecimento e estabelecer ligações entre os diferentes assuntos. Faz um esquema resumo e sintético, apresentando apenas o essencial.

13 Fevereiro Dicas Para Estudo Eficaz Método de estudo Dica 4/4 Elabora resumos com as tuas as próprias palavras, utilizando um caderno de apontamentos ou fichas. O resumo deve seguir a ordem das diferentes partes que compõem o tema, ser completo (depois de o escrever confirmar que tem toda a informação necessária), sintético (deve ter uma menor dimensão do que o texto original e condensar a informação) e ter significado próprio (deve ter sentido e ser compreendido por quem o escreve, tu!).

14 Fevereiro Dicas Para Estudo Eficaz Trabalho de Pesquisa Dica 1/3 Quando tiveres de realizar um trabalho de pesquisa a uma disciplina, começa por fazer uma planificação. Define o objetivo e tema do trabalho e faz um esquema por tópicos das questões que tens de abordar. Depois, define a lista de fontes de informação que vais consultar e o tempo de execução do trabalho, de acordo com a data de entrega estabelecida.

15 Fevereiro Dicas Para Estudo Eficaz Trabalho de Pesquisa Dica 2/3 Na realização de um trabalho é muito importante que tenhas cuidado na redação do texto. Lembra-te que a linguagem deve ser clara, coerente e com vocabulário adequado.

16 Fevereiro Dicas Para Estudo Eficaz Trabalho de Pesquisa Dica 3/3 Na apresentação de um trabalho há coisas que nunca deves fazer: apresentar fotocópias de livros ou páginas da internet, copiar textos de um livro mesmo que cortes alguns parágrafos, transcrever um conjunto de dados ou citações e escrever, mesmo que com palavras tuas, o que não entenderes.

17 Março Dicas Para Momentos de Avaliação Preparar a realização de avaliações Dica 1/3 O primeiro passo para preparares uma avaliação é não te esqueceres de anotar a data do teste. Antes de começares a estudar, confere sempre a matéria que vai sair. Se tiveres dúvidas, pergunta ao professor.

18 Março Dicas Para Momento De Avaliaçao Preparar a realização de avaliações Dica 2/3 Quando estás a preparar uma avaliação deves dividir a matéria por unidades e planear as sessões de estudo (estabelecer objetivos concretos: quantas páginas, quantos exercícios, etc., pelos dias disponíveis). Certifica-te sempre que tens todo o material necessário para o estudo (caderno da disciplina, apontamentos, livro de apoio, textos de apoio, outros testes realizados )

19 Março Dicas Para Momento De Avaliaçao Preparar a realização de avaliações Dica 3/3 Dependendo da disciplina em que vais ter teste, decide estratégias de estudo: leitura e elaboração de resumos, elaboração de esquemas da matéria, memorizar a informação por repetição, identificar algumas mnemónicas, realizar exercícios. No final, elabora questões ou problemas que possam sair no teste e tenta resolvê-los.

20 Março Dicas Para Momentos de Avaliação Os Momentos de Avaliação Dica 1/4 Durante o teste, lê sempre com atenção as questões colocadas antes de começares a responder. Depois, distribui o tempo disponível pelas questões, tendo em conta o grau de dificuldade, o valor de cada questão, etc.

21 Março Dicas Para Momentos de Avaliação Os Momentos de Avaliação Dica 2/4 Durante o teste, pensa no que é pedido em cada pergunta e planeia a resposta antes de a escreveres.

22 Março Dicas Para Momentos de Avaliação Os Momentos de Avaliação Dica 3/4 Se bloqueares numa pergunta, passa a outra e voltas à primeira mais tarde. Não percas tempo.

23 Março Dicas Para Momentos de Avaliação Os Momentos de Avaliação Dica 4/4 Revê as respostas antes de entregar o teste, tendo atenção: à clareza do texto que escreveste, aos erros ortográficos e construção gramatical.

24 Março Dicas Para Momentos de Avaliação Avaliar Resultados Dica 1/2 Quando recebes as notas dos testes, deves sempre ficar orgulhoso dos teus resultados positivos, já que eles significam que te esforçaste para alcançar um objetivo. Se o resultado não for o que esperavas, pensa que se te esforçares mais da próxima vez vais, com certeza, alcançar o sucesso.

25 Março Dicas Para Momentos de Avaliação Avaliar Resultados Dica 2/2 Lembra-te que o momento de correção do teste na aula é muito importante. Fica atento na revisão. Analisa o que correu mal (respondeste de forma errada ou incompleta porque não leste bem a pergunta? Porque não entendeste? Porque não identificaste os elementos importantes para dares a resposta? Porque não sabias? Porque não tiveste tempo?) e tenta fazer diferente da próxima vez.

Dicas EPIS ALUNOS. A Importância do Sono Dica 1/2

Dicas EPIS ALUNOS. A Importância do Sono Dica 1/2 SETEMBRO Regresso às Aulas A Importância do Sono Dica 1/2 Agora que as férias estão a acabar, é importante que tenhas um ritmo de sono adequado. Deves dormir entre 7 e 8 horas por noite. A falta de horas

Leia mais

Competências em Literacia da Informação. Saber usar a informação de forma eficaz Como fazer um resumo

Competências em Literacia da Informação. Saber usar a informação de forma eficaz Como fazer um resumo Competências em Literacia da Informação Saber usar a informação de forma eficaz Como fazer um resumo Ana Isabel Roxo 2012 Estudar um tema Principais dificuldades: Saber como planear a realização da tarefa

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA Nome: Nº 2 a. Série Data: / /2016 Professores: Adriana, Fabiana e Nelson Nota: (valor: 1,0) 1º bimestre A - Introdução Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e

Leia mais

Como estudar a partir de textos?

Como estudar a partir de textos? Como estudar a partir de textos? Existem vários tipos de textos informativos: Estruturas-tipo dos textos informativos Conteúdos É um tipo de texto que fornece informações Descrição específicas sobre qualidades

Leia mais

TÉCNICA S. para um estudo eficaz

TÉCNICA S. para um estudo eficaz TÉCNICA S para um estudo eficaz Planeamento e organização do estudo O aluno capaz de estabelecer horários adequados e de organizar os seus estudos obterá melhores resultados escolares, terá tempo para

Leia mais

Para fazeres um trabalho de pesquisa, há 6 etapas a percorrer:

Para fazeres um trabalho de pesquisa, há 6 etapas a percorrer: ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO Aluno(s) Professor Disciplina Realização do trabalho Início Fim Apresentação do trabalho Data Tempo Entrega do trabalho Data Público-alvo Turma/Ano Para fazeres um trabalho de

Leia mais

Hábitos de Estudo. 1. Onde estudar?

Hábitos de Estudo. 1. Onde estudar? Hábitos de Estudo Queridos alunos, Você sabe estudar? Estudar deve ser um hábito como escovar os dentes, comer e dormir? Qual o lugar apropriado para estudar? É adequado estudar da mesma forma para as

Leia mais

COMO TIRAR APONTAMENTOS

COMO TIRAR APONTAMENTOS COMO TIRAR APONTAMENTOS Transcrições Esquemas Resumo Abreviaturas COMO TIRAR APONTAMENTOS Apontamentos É um processo que facilita : a captação e a retenção da matéria Quando se escreve: aprende-se melhor

Leia mais

COMO MONTAR MEU HORÁRIO DE ESTUDO? O meu horário ATUAL de estudo

COMO MONTAR MEU HORÁRIO DE ESTUDO? O meu horário ATUAL de estudo COMO MONTAR MEU HORÁRIO DE ESTUDO? O meu horário ATUAL de estudo Preencha este horário segundo a distribuição de tempo que você tem a intenção de fazer: Pinte de vermelho o tempo ocupado em aulas; Pinte

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA Nome Nº 6º Ano Data: Professor(a): Nota: (valor 1,0) 1 o.bimestre Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou os conteúdos mínimos necessários.

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA Nome: Nº 1ª série Data: / / 2016 Professor: Nota: (valor: 1,0 para cada bimestre 0.8 trabalho + 0.2 grades de correção) 3º bimestre A - Introdução Neste bimestre, sua

Leia mais

Gêneros Textuais Acadêmicocientíficos. 3/6/5AD836_1.jpg

Gêneros Textuais Acadêmicocientíficos.  3/6/5AD836_1.jpg Gêneros Textuais Acadêmicocientíficos http://images.quebarato.com.br/photos/thumbs/ 3/6/5AD836_1.jpg Olá, Pessoal, Vamos acompanhar mais uma aula da prof. Alessandra. Hoje falaremos sobre alguns gêneros

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA Nome: Nº 8º ano Data: / /2016 Professor: Piero/Thales 1º bimestre Nota: (valor: 1,0) a) Introdução Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou os

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA Nome: Nº 6ºAno Data: / /2016 Professor: Nota: (valor: 1,0) 3º bimestre Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou os conteúdos mínimos necessários.

Leia mais

de reteruma informação parautilizaçãoposterior.

de reteruma informação parautilizaçãoposterior. Venham lá os exames A memorização é o acto de reteruma informação parautilizaçãoposterior. devezenquandario.blogspot.com Memorizar é diferente de decorar. Pode-se decorar uma informação, mas, se não se

Leia mais

DICAS DE ESTUDO Orientações para ler, escrever e aprender cada vez melhor

DICAS DE ESTUDO Orientações para ler, escrever e aprender cada vez melhor DICAS DE ESTUDO Orientações para ler, escrever e aprender cada vez melhor A seguir são propostos alguns procedimentos que, caso sejam exercitados cotidianamente, podem ser muito eficientes para o desenvolvimento

Leia mais

Você não precisa decorar nada

Você não precisa decorar nada Que aprender inglês é importante e vai mudar a sua vida você já sabe, mas como aprender inglês e como fazer isso por conta própria? Nós separamos abaixo algumas dicas inéditas e que sem dúvida vão fazer

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA Nome: Nº 1 a. Série Data: / / Professores: Fabiana, Adriana, Nelson Nota: (valor: 1,0) 1º bimestre A - Introdução Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e você

Leia mais

Modelo PLUS: uma estratégia para a pesquisa e uso da informação.

Modelo PLUS: uma estratégia para a pesquisa e uso da informação. Modelo PLUS: uma estratégia para a pesquisa e uso da informação. PLANIFICAR o trabalho LOCALIZAR a melhor informação USAR com eficácia a informação AUTO-AVALIAR o trabalho PLANIFICAR: 1ª parte, o que pretendo?

Leia mais

Guião de pesquisa de. informação

Guião de pesquisa de. informação Volume 2 LITERACIA DE INFORMAÇÃO Guião de pesquisa de informação PLUS 1 Guião de pesquisa de informação. Modelo PLUS: uma estratégia para a pesquisa e uso da informação. PLANIFICAR o trabalho LOCALIZAR

Leia mais

HISTÓRIA Profº Maurício POETA

HISTÓRIA Profº Maurício POETA MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA PADRONIZAÇÃO DOS TRABALHOS ESCOLARES. Este manual tem por objetivo orientar a produção dos trabalhos escolares feitos pelos alunos da Escola Estadual Poeta Domingos Bauer Leite,

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE HISTÓRIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE HISTÓRIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE HISTÓRIA Nome: Nº 6ºAno Data: / /2015 Professora: Fernanda/Gabriela Nota: (valor: 2,0) FINAL Neste ano, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou os conteúdos mínimos

Leia mais

O verbo estudar implica em usar a inteligência para aprender, guardar na memória, decorar, memorizar, pensar sobre (algo), meditar e refletir.

O verbo estudar implica em usar a inteligência para aprender, guardar na memória, decorar, memorizar, pensar sobre (algo), meditar e refletir. ORIENTAÇÕES DE ESTUDO DE MATEMÁTICA AVALIAÇÃO PARCIAL 1º TRIMESTRE 2016 7º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Iniciamos o ano letivo aprendendo que é necessário adquirir o hábito de estudar e praticar o que já

Leia mais

PREPARA-TE PARA OS EXAMES. Biblioteca da ESMA Coordenadora: Catarina Azevedo

PREPARA-TE PARA OS EXAMES. Biblioteca da ESMA Coordenadora: Catarina Azevedo PREPARA-TE PARA OS EXAMES 2012-2013 Coordenadora: Catarina Azevedo Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ESTOU A ESTUDAR COMO DEVO?... 3 3. A MOTIVAÇÃO... 4 4. A EQUAÇÃO DO SUCESSO... 4 5. ONDE E QUANDO ESTUDAR?...

Leia mais

Autor: Profª Msª Carla Diéguez METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA

Autor: Profª Msª Carla Diéguez METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA Autor: Profª Msª Carla Diéguez METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA OBJETIVO DA AULA AULA 3 O PROJETO E O ARTIGO PARTE 1 TEMA DE PESQUISA, FONTES E FICHAMENTO Objetivo Geral Auxiliar o aluno na elaboração

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE PROCEDIMENTOS DE LEITURA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE PROCEDIMENTOS DE LEITURA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE PROCEDIMENTOS DE LEITURA Nome: Nº 9º Data: / /2015 Professores: Belisa, Natália e Willian Nota: A - Introdução Neste ano, sua média final foi inferior a 6,0, o que revela

Leia mais

Critérios Específicos de avaliação

Critérios Específicos de avaliação Capacidade de compreensão Critérios specíficos de avaliação Ano Letivo 2013/2014 Disciplina Português Ano 2.º Classificação Não identifica as personagens, a ação, o espaço e o tempo ou fá-lo com dificuldade.

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA 7º ano

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA 7º ano ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA 7º ano Nome: Nº 7º ano Data: / / 2015 Professor: Olga / Joelson Nota: (valor: 1,0 ) 3º bimestre A - Introdução Neste bimestre, sua nota foi inferior a 6,0 pontos e você

Leia mais

Aula inaugural de redação Manual de Redação Ensino Fundamental e Médio Modalidade Presencial

Aula inaugural de redação Manual de Redação Ensino Fundamental e Médio Modalidade Presencial Aula inaugural de redação Manual de Redação Ensino Fundamental e Médio 1. Objetivos/Habilidades: Conhecer a estrutura e a organização do tipo textual que será cobrado no processo de avaliação do Ensino

Leia mais

COMO REALIZAR UM TRABALHO DE INVESTIGAÇÃO? MODELO BIG 6

COMO REALIZAR UM TRABALHO DE INVESTIGAÇÃO? MODELO BIG 6 COMO REALIZAR UM TRABALHO DE INVESTIGAÇÃO? MODELO BIG 6 2014-2015 Como realizar um trabalho de investigação? Durante o teu percurso escolar vais realizar muitos trabalhos de investigação. Algumas dúvidas

Leia mais

Escola Básica 1º Ciclo com Pré-Escolar das Figueirinhas 26 Set h30

Escola Básica 1º Ciclo com Pré-Escolar das Figueirinhas 26 Set h30 Escola Básica 1º Ciclo com Pré-Escolar das Figueirinhas 26 Set. 2016 18h30 Margarida Pocinho mpocinho@uma.pt Como identificar qual é a maior dificuldade de aprendizagem da criança? É fundamental a participação

Leia mais

Ano Letivo 2013/2014 Disciplina Português Ano 4º Classificação

Ano Letivo 2013/2014 Disciplina Português Ano 4º Classificação Capacidade de compreensão Critérios specíficos de avaliação Ano Letivo 2013/2014 Disciplina Português Ano 4º Classificação Interpreta Responde Reconta Questiona Revela dificuldades na interpretação. Responde

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HiSTÓRIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HiSTÓRIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HiSTÓRIA Nome: Nº 7º ano Data: / /2015 Professor: Gabriela/ Thales Nota: (valor: 1,0) 2º semestre Neste semestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou os conteúdos

Leia mais

Oficina inaugural de produção textual sobre o texto dissertativo-argumentativo

Oficina inaugural de produção textual sobre o texto dissertativo-argumentativo Caro Aluno, Oficina inaugural de produção textual Oficina inaugural de produção textual sobre o texto dissertativo-argumentativo Esta oficina tem como objetivo geral criar a oportunidade para ter o primeiro

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA Nome: Nº 8º ano Data: / /2016 Professor: Nota: (valor: 1,0) 1º bimestre A - Introdução Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou os conteúdos

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HiSTÓRIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HiSTÓRIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HiSTÓRIA Nome: Nº 7º ano Data: / /2015 Professor(a): Gabriela/ Thales Nota: (valor: 1,0) 3º bimestre Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou os conteúdos

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

GUIA PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO Centro Paula Souza Faculdade de Tecnologia da Zona Leste GUIA PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO Estatística Aplicada Profa Dra. Rosângela Maura Correia Bonici Sumário 1 Introdução... 3 2 Estrutura do

Leia mais

Recomendações para a Prova Final de Português 9º Ano. 20 de junho 2013

Recomendações para a Prova Final de Português 9º Ano. 20 de junho 2013 Recomendações para a Prova Final de Português 9º Ano 20 de junho 2013 Antes da Prova Tens de estar na Escola 30 minutos antes do início da prova - às 13:30 horas (o ideal é chegares um pouco antes - às

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE FILOSOFIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE FILOSOFIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE FILOSOFIA Nome: Nº 9º ANO Data: / 06 / 2016 Professor: Alessandro 2º Bimestre Nota: (Valor 1,0) A - Introdução Neste semestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou

Leia mais

Informação-Prova de Equivalência à Frequência Prática

Informação-Prova de Equivalência à Frequência Prática Ano Letivo Informação-Prova de Equivalência à Frequência Prática (De acordo com o Capítulo III, Artigo 18º do Regulamento das Provas e dos Exames do Ensino Básico e do Ensino Secundário, anexo ao Despacho

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA Nome: Nº 8º ano Data: / /2016 Professor: Piero/Thales 3º bimestre Nota: (valor: 1,0) a) Introdução Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou os

Leia mais

Dicas do livro Como gerenciar s, David Brake

Dicas do livro Como gerenciar  s, David Brake Dicas do livro Como gerenciar e-mails, David Brake Etiqueta na rede O e-mail é um meio de comunicação diferente dos demais. Ao redigir suas mensagens, observe as instruções a seguir e crie uma impressão

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA 4º bimestre

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA 4º bimestre ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA 4º bimestre Nome: Nº 1 a. Série Data: / /2015 Professores: Adriana, Fabiana, Nelson Nota: (valor: 1,0 para cada bimestre) 4º bimestre A - Introdução Neste semestre,

Leia mais

Abordagem Construtivista da alfabetização. Aula de 02/05/2010

Abordagem Construtivista da alfabetização. Aula de 02/05/2010 Abordagem Construtivista da alfabetização Aula de 02/05/2010 Dicas práticas para o planejamento do trabalho 1. LEIA EM VOZ ALTA TODOS OS DIAS... Textos literários: contos tradicionais, histórias contemporâneas,

Leia mais

APOIO AO ESTUDO 1º CICLO LINHAS ORIENTADORAS 2015/ INTRODUÇÃO

APOIO AO ESTUDO 1º CICLO LINHAS ORIENTADORAS 2015/ INTRODUÇÃO APOIO AO ESTUDO DEPARTAMENTO CURRICULAR DO 1.º CICLO LINHAS ORIENTADORAS 2015/20164 1º CICLO 1. INTRODUÇÃO O despacho normativo nº7/2013 tem como objetivo conceder maior flexibilidade na constituição das

Leia mais

Dicas gerais para elaboração do discurso

Dicas gerais para elaboração do discurso Dicas gerais para elaboração do discurso ORGANIZAÇÃO DO DISCURSO - INTRODUÇÃO Deve ser impactante. Apresente a si mesmo e fale o título do seu discurso. - CORPO DO DISCURSO Deve ser coerente com a Introdução.

Leia mais

Guia de pesquisa para resolução de problemas de informação

Guia de pesquisa para resolução de problemas de informação Guia de pesquisa para resolução de problemas de informação Guia de pesquisa para resolução de problemas de informação Biblioteca da Escola Secundária 2, 3 Oliveira Júnior Biblioteca da Escola Secundária

Leia mais

COMO FAZER UMA SÍNTESE (OU UM RESUMO)?

COMO FAZER UMA SÍNTESE (OU UM RESUMO)? COMO FAZER UMA SÍNTESE (OU UM RESUMO)? D A L E I T U R A À E S C R I T A / À O R A L I D A D E Helena Borges Rosa Amaral ESM ETAPAS DE REALIZAÇÃO GUIÃO DE TRABALHO 1. Leitura de um (ou mais) texto-fonte

Leia mais

Grelha de Avaliação Oral (a preencher pelo professor)

Grelha de Avaliação Oral (a preencher pelo professor) 1 Grelha de Avaliação Oral (a preencher pelo professor) Compreende as instruções do professor Compreende enunciados orais simples Compreende enunciados orais complexos Escuta atentamente COMPREENSÃO O

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência - 15 Ano Letivo 2012/2013

Informação Prova de Equivalência à Frequência - 15 Ano Letivo 2012/2013 Ensino Básico Informação Prova de Equivalência à Frequência - 15 Disciplina: Espanhol Ano Letivo 2012/2013 9º Ano de escolaridade 1. Objeto de avaliação A prova tem por referência o Programa de Espanhol

Leia mais

O contributo da avaliação formativa com feedback de qualidade para a melhoria dos resultados escolares

O contributo da avaliação formativa com feedback de qualidade para a melhoria dos resultados escolares PEEME -- O contributo da avaliação formativa com feedback de qualidade para a melhoria dos resultados escolares Helena Isabel Parreira Agrupamento nº de Escolas de Grândola Resultados da avaliação sumativa

Leia mais

Trabalho escrito de Educação Física

Trabalho escrito de Educação Física Trabalho escrito de Tema: Dança - O que é dançar? Subtema: Escolha de uma dança tradicional: - Nome da dança; - Enquadramento histórico e local da dança; - Descrição da coreografia; Data de entrega do

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE HISTÓRIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE HISTÓRIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE HISTÓRIA Nome: Nº 7º ano Data: / /2016 Professor: Fernanda/Iuri/ Thales Nota: (valor: 2,0) Neste ano, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou os conteúdos mínimos

Leia mais

CURSOS EAD DIRETRIZES: METODOLOGIA DA PESQUISA

CURSOS EAD DIRETRIZES: METODOLOGIA DA PESQUISA CURSOS EAD DIRETRIZES: METODOLOGIA DA PESQUISA Este é um documento que visa oferecer algumas orientações básicas sobre a disciplina de Metodologia da Pesquisa / Métodos e Técnicas de Pesquisa e sobre a

Leia mais

RITA RAPOSO - PSICÓLOGA EDUCACIONAL

RITA RAPOSO - PSICÓLOGA EDUCACIONAL RITA RAPOSO - PSICÓLOGA EDUCACIONAL índice 1. Causas do insucesso 2. Boas práticas parentais 3. Criar uma rotina de estudo 4. Gestão do tempo de estudo 5. Regras na planificação do estudo 6. Regras para

Leia mais

QUESTIONÁRIO 1º CICLO

QUESTIONÁRIO 1º CICLO QUESTIONÁRIO 1º CICLO Numeração do Questionário Caro(a) aluno(a) Venho convidar-te a participar num estudo sobre Gestão de tempo e Desempenho escolar no Ensino Básico. Peço-te por este motivo, que respondas

Leia mais

Lição 2 O Hábito da Leitura

Lição 2 O Hábito da Leitura Redação Técnica 43 Ao fi nal desta lição, esperamos que você possa: reconhecer o conceito de leitura; identifi car os principais objetivos da leitura; selecionar alguns recursos utilizados para efetuar

Leia mais

Cursos de Língua ICoN

Cursos de Língua ICoN Projeto Ciência sem Fronteiras CSF Itália Cursos de Língua ICoN Guia para o estudante com tutela Guia para o estudante com tutela Página 1 Indice 1. Explorar o curso 1.1 Acesso ao curso 1.1.1 A página

Leia mais

São Paulo, 3 de fevereiro de Cronograma das Avaliações Acumulativas 2ª série E. Médio

São Paulo, 3 de fevereiro de Cronograma das Avaliações Acumulativas 2ª série E. Médio São Paulo, 3 de fevereiro de 2016. Cronograma das Avaliações Acumulativas 2ª série E. Médio Com organização e tempo, acha-se o segredo de fazer tudo e bem feito. Pitágoras Prezados Pais e Alunos, A excelência

Leia mais

MATERIAIS PARA PROFESSORES, PAIS E FILHOS

MATERIAIS PARA PROFESSORES, PAIS E FILHOS Nível de competência B2 Oficina de escrita (Adaptada de Materiais para o Novo Programa de Português do Ensino Básico SD3_Ano7_FT03) Vai propor a aquisição de novas obras para a biblioteca escolar. Comece

Leia mais

Vamos aprender a decidir o futuro de Mogi das Cruzes.

Vamos aprender a decidir o futuro de Mogi das Cruzes. Vamos aprender a decidir o futuro de Mogi das Cruzes. 1 O que é e como participar? O Parlamento Estudantil possibilita aos estudantes o exercício da cidadania, por meio da vivência do processo legislativo

Leia mais

TRABALHO INTERDISCIPLINAR

TRABALHO INTERDISCIPLINAR TRABALHO INTERDISCIPLINAR 2º semestre 1. TEMA As práticas administrativas nas pequenas e micro empresas e o papel do Administrador, compreendidas pelo processo administrativo (funções universais da administração

Leia mais

Interpretar discursos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade. Registar,

Interpretar discursos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade. Registar, DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 8º ANO A Ano Letivo: 2012/2013 Introdução /Metas Consigna-se no Despacho n.º 5306/2012, de 18 de abril de 2012, que o desenvolvimento do ensino será orientado por Metas

Leia mais

Cursos Profissionais de Nível Secundário

Cursos Profissionais de Nível Secundário Cursos Profissionais de Nível Secundário Técnico de Apoio à infância e Técnico de Turismo Ano Letivo: 2014/2015 Matemática (100 horas) 10º Ano PLANIFICAÇÃO A LONGO PRAZO A1 Geometria Resolução de problemas

Leia mais

Parceria. Iniciativa. Coordenação Técnica. Apoio

Parceria. Iniciativa. Coordenação Técnica. Apoio Apoio Parceria Coordenação Técnica Iniciativa AQUECIMENTO Objetivo principal: Integrar participantes de um grupo e esquentar para o trabalho que se inicia. A História do seu nome Em círculo, todos sentados

Leia mais

PONTOS BÁSICOS PARA A ELABORAÇÃO DE PROJETOS. Klecius Ellera Gomes

PONTOS BÁSICOS PARA A ELABORAÇÃO DE PROJETOS. Klecius Ellera Gomes PONTOS BÁSICOS PARA A ELABORAÇÃO DE PROJETOS Klecius Ellera Gomes Por que elaborar um projeto? Qual a necessidade de elaborar um projeto? Principais aspectos de um projeto Foco definido/problema Objetivo

Leia mais

5.º ANO Critérios de Correção

5.º ANO Critérios de Correção ESCOLA BÁSICA DA GAFANHA DA ENCARNAÇÃO FICHA DE AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA NÚMEROS E OPERAÇÕES GEOMETRIA E MEDIDA ÁLGEBRA ORGANIZAÇÃO E TRATAMENTO DE DADOS 5.º ANO Critérios de Correção 2015/ 2016 Departamento

Leia mais

COMO ESTUDAR PARA O VESTIBULAR. 1 - Introdução. 2 - Consulta às provas antigas. 3 - Criando um roteiro de estudos. 4 - Resumir as matérias

COMO ESTUDAR PARA O VESTIBULAR. 1 - Introdução. 2 - Consulta às provas antigas. 3 - Criando um roteiro de estudos. 4 - Resumir as matérias COMO ESTUDAR PARA O VESTIBULAR 1 - Introdução 2 - Consulta às provas antigas 3 - Criando um roteiro de estudos 4 - Resumir as matérias 5 - Cronometrar o tempo de estudo 6 - Conclusão 7 - Sobre a FUMEC

Leia mais

São Paulo, 3 de fevereiro de Cronograma das Avaliações Acumulativas 1ª série E. Médio

São Paulo, 3 de fevereiro de Cronograma das Avaliações Acumulativas 1ª série E. Médio São Paulo, 3 de fevereiro de 2016. Cronograma das Avaliações Acumulativas 1ª série E. Médio Com organização e tempo, acha-se o segredo de fazer tudo e bem feito. Pitágoras Prezados Pais e Alunos, A excelência

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA Nome Nº 9º Ano Data: Professor: Piero/ Thales Nota: (valor 1,0) 3 o.bimestre a) Introdução Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou os conteúdos

Leia mais

LONDRES Encontro do GAC: Grupo de Trabalho de Estratégia de Reunião de Várias Partes Interessadas

LONDRES Encontro do GAC: Grupo de Trabalho de Estratégia de Reunião de Várias Partes Interessadas LONDRES Encontro do GAC: Grupo de Trabalho de Estratégia de Reunião de Várias Partes Interessadas Terça feira, 24 de junho de 2014 11:00 a 11:30 ICANN Londres, Inglaterra Sentem se por favor, vamos começar.

Leia mais

Mini-curso. Formação de professores e avaliação: instrumentos para avaliação processual em sala de aula

Mini-curso. Formação de professores e avaliação: instrumentos para avaliação processual em sala de aula Mini-curso Formação de professores e avaliação: instrumentos para avaliação processual em sala de aula Professor responsável Prof. Dr. Daniel Abud Seabra Matos (UFOP) Mariana 2014 2 Prezados/as professores/as,

Leia mais

CURRÍCULO DAS ÁREAS DISCIPLINARES / CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CURRÍCULO DAS ÁREAS DISCIPLINARES / CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Domínios e subdomínios Metas/Objetivos Objetivos gerais 3º Ciclo Matemática - 8º Ano Conteúdos Programáticos Critérios de Avaliação Instrumentos de Avaliação NÚMEROS E OPERAÇÕES: -Dízimas finitas, infinitas

Leia mais

Ano Letivo: 2014 / 2015 Ano de Escolaridade: 1º

Ano Letivo: 2014 / 2015 Ano de Escolaridade: 1º 1.º CEB Agrupamento de Escolas Ano Letivo: 2014 / 2015 Ano de Escolaridade: 1º Saber escutar para reproduzir pequenas mensagens e Compreensão do oral Leitura Escrita para cumprir ordens e pedidos Prestar

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: Português

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: Português CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: Português Ensino Básico Ano letivo: 16/17 5º ANO Perfil de Aprendizagens Específicas O aluno é capaz: Domínios Interpretar discursos orais breves (Referir

Leia mais

Concurso CONSTRÓI O TEU FUTURO ANEXO ao Regulamento Guião de Base para desenvolvimento de app

Concurso CONSTRÓI O TEU FUTURO ANEXO ao Regulamento Guião de Base para desenvolvimento de app Concurso CONSTRÓI O TEU FUTURO ANEXO ao Regulamento Guião de Base para desenvolvimento de app 1.º ECRÃ Começa este percurso de exploração CONSTRÓI O TEU FUTURO! ONDE ESTOU? ESTOU NO ENSINO BÁSICO ESTOU

Leia mais

Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos de Português 2 º Ano Ano letivo

Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos de Português 2 º Ano Ano letivo Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos de Português 2 º Ano Ano letivo 2015 2016 1º PERÍODO CONTEÚDOS - COMPREENSÃO DO ORAL manifestar ideias, sensações e sentimentos pessoais mobilizar conhecimentos

Leia mais

Os conteúdos programáticos serão trabalhados de acordo com os seguintes parâmetros:

Os conteúdos programáticos serão trabalhados de acordo com os seguintes parâmetros: 3º ciclo Oferta Complementar: Apoio ao estudo da disciplina de Português Domínios Ponderação Componente cognitiva (capacidades e conhecimentos) Oralidade Leitura Escrita Gramática 80% Componente socioafetiva

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE ESPANHOL

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE ESPANHOL ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE ESPANHOL Nome: Nº 6º ano Data: / /2016 Professor: Nota: (valor: 1,0) 1º bimestre Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou os conteúdos mínimos necessários.

Leia mais

ESCOLA EB 2,3 DR. ANTÓNIO CHORA BARROSO ANO LETIVO 2013/2014. Planificação a Longo Prazo. Matemática 9º ano

ESCOLA EB 2,3 DR. ANTÓNIO CHORA BARROSO ANO LETIVO 2013/2014. Planificação a Longo Prazo. Matemática 9º ano ESCOLA EB 2,3 DR. ANTÓNIO CHORA BARROSO ANO LETIVO 203/204 Planificação a Longo Prazo Matemática 9º ano Finalidades, avaliação e organização temporal Grupo Disciplinar 500 Departamento de Matemática e

Leia mais

MATEMÁTICA 3º ANO. Novo programa de matemática Objetivos específicos. Currículo Paulo VI. Números naturais. Relações numéricas Múltiplos e divisores

MATEMÁTICA 3º ANO. Novo programa de matemática Objetivos específicos. Currículo Paulo VI. Números naturais. Relações numéricas Múltiplos e divisores MATEMÁTICA 3º ANO NÚMEROS E OPERAÇÕES Tópicos Números naturais Relações numéricas Múltiplos e divisores Novo programa de matemática Objetivos específicos Realizar contagens progressivas e regressivas a

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA Nome Nº Ano Data: Professor: Gabriela/ Fernanda Nota: (valor 1,0) 3 o.bimestre Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou os conteúdos mínimos

Leia mais

Índice. LeYa Multimédia

Índice. LeYa Multimédia Índice 1. Conhecer o 20 Aula Digital... 3 2. Registo no 20 Aula Digital... 4 3. Autenticação... 5 3.1. Editar os dados de perfil... 5 3.2. Ativar código... 5 4. Página de entrada... 6 4.1. Pesquisar um

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Rio Tinto nº 3. Como se faz um Trabalho Escolar

Agrupamento de Escolas de Rio Tinto nº 3. Como se faz um Trabalho Escolar Agrupamento de Escolas de Rio Tinto nº 3 Como se faz um Trabalho Escolar 1 - A escolha do TEMA Definir bem o TEMA Qual o OBJETIVO do trabalho? O que pretende o Professor? Quanto TEMPO tenho para a sua

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO ALEXANDRINO BIG 6. Modelo de Pesquisa e Tratamento da Informação

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO ALEXANDRINO BIG 6. Modelo de Pesquisa e Tratamento da Informação AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO ALEXANDRINO BIG 6 Modelo de Pesquisa e Tratamento da Informação RAZÕES DA ADOÇÃO DE UM MODELO DE PESQUISA Importância do desenvolvimento de competências de investigação: procurar

Leia mais

O meu horário de estudo

O meu horário de estudo www.livrosdefisica-jc.com.br O meu horário de estudo Preenche este horário segundo a distribuição de tempo que tencionas fazer: Pinta de vermelho o tempo ocupado em aulas; Pinta de cor de laranja o tempo

Leia mais

Resolução de problemas não numéricos

Resolução de problemas não numéricos Resolução de problemas não numéricos Ler e buscar informações Em Panizza (2006), a didática da matemática define os problemas como aquelas situações que criam um obstáculo a vencer, que promovem a busca

Leia mais

Escola Básica do 2º e 3º Ciclos de Pinhal de Frades. Questionário sobre actividades a desenvolver no Estudo Acompanhado

Escola Básica do 2º e 3º Ciclos de Pinhal de Frades. Questionário sobre actividades a desenvolver no Estudo Acompanhado 9. Apêndices 47 Apêndice 1 Escola Básica do 2º e 3º Ciclos de Pinhal de Frades Questionário sobre actividades a desenvolver no Estudo Acompanhado Colega, O Estudo Acompanhado é uma área destinada a apoiar

Leia mais

Benefícios da Leitura

Benefícios da Leitura Ler a par Benefícios da Leitura Proporciona à criança informação e conhecimento sobre o mundo. Apresenta à criança situações e ideias novas Estimulando a curiosidade, o pensamento crítico, e ainda a consciência

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO

ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO INTRODUÇÃO As diferentes unidades que compõem o conjunto de cadernos, visam desenvolver práticas de ensino de matemática que favoreçam as aprendizagens dos alunos. A

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação Competências Específicas / Transversais Competências Específicas / Transversais Escola Secundária com 3.º CEB Poeta Al Berto Código 403192 7520-902 - Sines Ano letivo: 2016 /2017 Departamento de Matemática

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE CIÊNCIAS

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE CIÊNCIAS ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE CIÊNCIAS Nome: Nº 7º Ano Data: / / 2016 Professor(a): Nota: (Valor 2,0) A - Introdução Neste ano, fizemos um estudo acerca da diversidade dos seres vivos em nosso planeta.

Leia mais

Como fazer um Relatório?

Como fazer um Relatório? Como fazer um Relatório? C A R L O S C U P E T O D E P A R T A M E N T O D E G E O C I Ê N C I A S N O V E M B R O D E 2 0 1 3 Como fazer um Relatório? Escrever relatórios é uma tarefa que vos vai acompanhar

Leia mais

O que é e como participar

O que é e como participar 1 O que é e como participar O Parlamento Estudantil possibilita aos estudantes o exercício da cidadania, por meio da vivência do processo legislativo na Câmara Municipal de Mogi das Cruzes. O Parlamento

Leia mais

Agrupamento Vertical de Escolas João da Rosa

Agrupamento Vertical de Escolas João da Rosa Agrupamento Vertical de Escolas João da Rosa PLANO DE AULA (aula assistida) Professor: Cristina dos Ramos Simão Godinho Grupo de recrutamento: 500 Disciplina: Matemática Turma: A Ano: 9º Data: 03/02/2012

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ANÁLISE DE DOCUMENTOS Ano Lectivo 2016/2017

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ANÁLISE DE DOCUMENTOS Ano Lectivo 2016/2017 Programa da Unidade Curricular ANÁLISE DE DOCUMENTOS Ano Lectivo 2016/2017 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Psicologia 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular ANÁLISE

Leia mais

PORTUGUÊS LÍNGUA NÃO MATERNA (PLNM) ENSINO SECUNDÁRIO 2016/2017

PORTUGUÊS LÍNGUA NÃO MATERNA (PLNM) ENSINO SECUNDÁRIO 2016/2017 Critérios Específicos de Avaliação PORTUGUÊS LÍNGUA NÃO MATERNA (PLNM) ENSINO SECUNDÁRIO 2016/2017 Domínio de Avaliação Saber e Saber Fazer Instrumentos de Avaliação Domínios a desenvolver Descritores

Leia mais

Lidando com as Diferenças - Discalculia -

Lidando com as Diferenças - Discalculia - Lidando com as Diferenças - Discalculia - Lidando com as Diferenças - Discalculia - A Inclusão na Escola Autores: Diego C. Garcia, Elaine J. Leon, kelli C.B. Goulart, Leila M. V. Lorente, Maria A. M. Ribeiro,

Leia mais

Universidade Tecnológica Federal do Paraná Departamento Acadêmico de Eletrotécnica Curso

Universidade Tecnológica Federal do Paraná Departamento Acadêmico de Eletrotécnica Curso PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Universidade Tecnológica Federal do Paraná Departamento Acadêmico de Eletrotécnica Curso Algumas Informações Importantes: a) O modelo da proposta está especificado

Leia mais