QUEM É A GALVÃO ENGENHARIA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "QUEM É A GALVÃO ENGENHARIA"

Transcrição

1 relatório anual anos

2 QUEM É A GALVÃO ENGENHARIA 2.1, Fundada em 1º de fevereiro de 1996, a Galvão Engenharia é uma das mais importantes empresas do Brasil na prestação de serviços ao segmento de infraestrutura. Seus negócios abrangem os ramos de energia, óleo e gás, saneamento e infraestrutura rodoviária, aeroviária, portuária, ferroviária e urbana. O conhecimento e a experiência acumulados em 15 anos de atividades, bem como a vocação para a inovação e o desenvolvimento de soluções sob medida para clientes públicos e privados colocaram a Galvão entre as maiores empresas do setor, com participação em vários dos mais importantes projetos de infraestrutura do país. O foco no planejamento e na visão estratégica de longo prazo, a agilidade decisória e a valorização e qualificação dos recursos humanos estão entre os diferenciais competitivos colocados à disposição dos contratantes. A Galvão tem como objetivos também a geração de valor a todos os públicos de relacionamento, a responsabilidade socioambiental e o crescimento sustentável de suas atividades. Sociedade anônima de capital fechado, com sede em São Paulo, a Galvão é controlada pela Galvão Participações S/A, holding que administra também a CAB ambiental, a Galvão Energia, a Galvão Óleo e Gás Participações e a Galvão Finanças. Com um modelo descentralizado de gestão, a companhia está estruturada em três grandes áreas. No território nacional, conta com as divisões Infraestrutura e Óleo e Gás, que somam atuação em 13 estados. As atividades no exterior são conduzidas pela Divisão Internacional, que, ao cumprir a aspiração dos acionistas de expandir a atuação da empresa para fora do país, mantém operações no Peru e prospecção de negócios na Colômbia, em Angola e Moçambique. Ao final de 2010, a Galvão tinha colaboradores diretos e terceirizados.

3 ESTRUTURA DO grupo galvão Conselho de Administração PARTICIPAÇÕES Diretoria corporativa Diretoria financeira Diretoria de relações institucionais Centro de Soluções Compartilhadas Divisão Infraestrutura Divisão Óleo e Gás Divisão Internacional ambiental ambiental a ambiental a Recursos Humanos Administração de Pessoal Controladoria Financeiro Administração e Serviços Gerais Tecnologia da Informação Jurídico

4 atuação da Galvão ENGENHARIA 2.7 Bogotá (Colômbia) Lima ambiental (Peru) ambiental Divisão Infraestrutura Divisão Óleo e Gás Divisão Internacional Luanda (Angola) Maputo (Moçambique)

5 Conteúdo Síntese de desempenho nossa rede de relacionamentos missão, visão, valores mensagem da administração estratégias de crescimento governança corporativa e gestão nossas pessoas nossos negócios COMPROMISSO COM A sustentabilidade desempenho econômico-financeiro tabela ibase sobre o relatório Indicadores informações corporativas

6 2 Relatório anual Galvão engenharia síntese de desempenho 2.8 desempenho econômico-financeiro Receita operacional bruta (em milhões r$) ebitda (em milhões r$) 2.422, ,6 291, ,4 127,9 163,6 538,7 27, patrimônio Líquido (em milhões r$) 638,2 Lucro líquido (em milhões r$) 285,8 454,5 134,6 258,0 52,5 109,5 83, saldo da carteira de contratos (em bilhões r$) 4,7 2,2 2,3 1, Nota1: as demonstrações financeiras relativas a 2010, bem como o parecer da Auditoria Externa estão disponíveis para consulta no site da Galvão: Nota2: os valores referentes a 2008 e 2009 foram atualizados de acordo com as normas contábeis adotadas no Brasil (CPC) a título de comparação com o ano de 2010.

7 Relatório anual galvão engenharia 3 desempenho social e ambiental ec 1 Distribuição de valor adicionado (Dva), ,76% 8,62% 34,06% Colaboradores(as) Governo Retido Terceiros 45,56% 2.8 LA 13 perfil dos colaboradores (em %) Homens Mulheres 9% 9% Outros Negros 48% 30% 91% 91% 70% 52% Chefias Chefias Colaboradores Colaboradores total de colaboradores diretos En 30 investimentos ambientais (em mil r$)

8 4 Relatório anual Galvão engenharia nossa rede de relacionamentos Em 2010, a Galvão realizou o mapeamento de seus públicos prioritários (internos e externos) para fins de estruturação de um processo de engajamento e da definição de ações a eles direcionadas, considerando-se critérios de influência e dependência. Desse trabalho, resultou a elaboração do Mapa de Stakeholders da empresa. Com base nos resultados, foram traçadas estratégias para a harmonização e o direcionamento dos esforços, visando à definição de um plano de trabalho, a ser desenvolvido no âmbito do Programa de Sustentabilidade da empresa, e de indicadores associados à ferramenta Balanced Scorecard (BSC) Poder Público - Executivo, Legislativo e Judiciário Bancos, agentes de financiamento e seguradoras Concorrentes Entidades de classe Comunidades circunvizinhas Consorciadas Movimentos socias organizados Fornecedores (materiais, serviços e equipamentos) Acionistas Colaboradores e administradores Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIPs) Parceiros de negócios Clientes Sindicato Família Galvão Família dos colaboradores e administradores Mídia * Os públicos priorizados pela Galvão para o engajamento em 2010 foram: - colaboradores; - clientes; - comunidades; - acionistas.

9 Relatório anual galvão engenharia 5 Missão, Visão, Valores Visão Estar entre as empresas líderes do setor de construção e serviços de infraestrutura. Missão Gerenciar a implementação de projetos de infraestrutura, adicionando valor para seus colaboradores, clientes, parceiros, sociedade e acionistas. SUSTENTABILIDADE É A PRÁTICA DOS NOSSOS VALORES Valorização das Pessoas Gestão Ágil e Compartilhada excelência no Serviço ao Cliente Compromisso com Resultados responsabilidade com o Meio Ambiente e a Comunidade Promoção da Saúde e Segurança Compromisso com a Transparência e Ética

10 6 Relatório anual Galvão engenharia Ano foi marcado pela abertura de novas frentes de atuação para a empresa

11 Relatório anual galvão engenharia 7 Mensagem da Administração 1.1 Os resultados de 2010, bem como a contabilização das realizações do período, expressaram, mais uma vez, a trajetória de crescimento que tem sido uma das marcas da Galvão Engenharia ao longo dos anos. A despeito de o desempenho ter sido inferior ao programado para o período, avançamos nos principais indicadores de performance econômico-financeira, além de termos fortalecido a nossa participação de mercado. As receitas operacionais cresceram 14% na comparação com 2009, totalizando R$ 2,4 bilhões, e o saldo da carteira de contratos aumentou 100%, alcançando a marca inédita de R$ 4,7 bilhões. Tivemos, igualmente, importantes conquistas na atuação comercial no Brasil e no exterior, onde demos os primeiros passos visando à expansão dos serviços a países de bom mercado potencial no segmento de infraestrutura, na América do Sul e na África. O primeiro contrato internacional, firmado em 2010, no Peru, representou a concretização do ideal dos acionistas de ter o nome Galvão atuando, com relevância, fora dos limites territoriais brasileiros. disciplina na gestão e excelência nos serviços contribuíram para o avanço nos principais indicadores de desempenho O Planejamento Estratégico é o guia que conduz a nossa evolução, fixando objetivos para cada etapa, e estabelecendo os meios de aferição do progresso. Temos uma clara vocação para o crescimento, e planejar cada passo da jornada é o recurso que utilizamos para que a expansão dos negócios, da rentabilidade e dos resultados aconteça no ritmo adequado e de forma segura, incorporando as aspirações econômico-financeiras e os compromissos socioambientais, precondição para a longevidade almejada. Nossas divisões e Unidades de Negócios cumpriram as etapas do Planejamento Estratégico, que prevê, até 2020, a consolidação de nosso posicionamento entre as empresas líderes do setor no país e como uma das cinco maiores exportadoras do Brasil no segmento de serviços de engenharia. Sabemos que o caminho para o futuro passa obrigatoriamente pela aplicação continuada dos nossos valores, que são amparados por princípios como o respeito pelas pessoas, a gestão ágil e compartilhada, o compromisso com os resultados, a excelência nos serviços, a responsabilidade socioambiental e comunitária, o zelo pela segurança e a saúde

12 8 Relatório anual Galvão engenharia 4.2 ocupacional dos colaboradores e a prática da ética e da transparência nos relacionamentos. A combinação desses valores tem sido uma referência para vencermos obstáculos e 2010 foi particularmente desafiador, demandando dos colaboradores e gestores dedicação redobrada. A começar pelo aprendizado imposto pela implementação do novo modelo de governança corporativa, caracterizado pelo afastamento dos acionistas dos cargos executivos para se dedicarem a funções estratégicas, mudança que requereu união e forte espírito de equipe. A superação de desafios se deu também na área comercial, marcada pela abertura de novas frentes, pela atuação em projetos de complexidade cada vez maior e pelo desenvolvimento de novos modelos de negócios, visando à consolidação de um portfólio de contratos de relevância superior. Nesse contexto, ganham destaque a participação no consórcio que será responsável pela construção da usina hidrelétrica de Belo Monte (PA), a 3ª maior do mundo no gênero; e a conquista, por meio de parceria público-privada, da obra de modernização do Estádio do Castelão (CE), que inaugurou nossa atuação em projetos vinculados à Copa do Mundo 2014, evento que, assim como as Olimpíadas de 2016, mobilizará o setor de infraestrutura nos próximos anos. A disciplina na gestão dos negócios, a excelência dos serviços, a execução das estratégias de crescimento e os resultados dos últimos anos contribuíram imensamente para que a Galvão alcançasse amplo reconhecimento da sociedade. Não por acaso, 2010 mostrou-se o mais importante de nossa trajetória no que diz respeito à conquista de premiações, como a de Melhor Empresa da Indústria da Construção, outorgada pela publicação Melhores & Maiores, da revista Exame; o 1º lugar no setor de Engenharia, Construção e Imobiliário, obtido no ranking da revista Istoé Dinheiro; e o título de Empresa de Engenharia do Ano, oferecido pela revista O Empreiteiro. Estar entre as empresas líderes no Brasil e ocupar posição de destaque no mercado internacional de infraestrutura são objetivos perseguidos com a contribuição de nossos colaboradores, cuja qualificação técnica e cujo comprometimento com os rumos da companhia são diferenciais 2.10

13 Relatório anual galvão engenharia 9 competitivos que distinguem a Galvão e dão a ela a perspectiva de perenidade. Por isso, mais do que se justificam os investimentos que temos realizado com o objetivo de reforçar e ampliar a capacitação de nossas equipes e de nossos líderes, numa perspectiva de desenvolvimento e evolução na carreira. Da mesma forma, avançamos no fortalecimento dos mecanismos de avaliação de desempenho e reconhecimento profissional e no aprimoramento dos canais de comunicação interna, fundamentos da boa gestão de pessoas e do aprimoramento das relações de trabalho. Tais iniciativas não têm passado despercebidas, o que explica a marca de 86% de engajamento dos colaboradores, apontada em pesquisa realizada em 2010 por organização independente. A importância dos colaboradores como condutores do êxito empresarial também transparece na responsabilidade de cada um em relação à prática e à disseminação dos princípios de nossa cultura interna. Esse jeito de ser está presente no esforço para tornar as práticas de sustentabilidade parte de nosso dia a dia, especialmente nos canteiros de obras. Por isso, assumiu grande importância a identificação do estágio de desenvolvimento sustentável de nossa organização, trabalho realizado em 2010 e que servirá como base de conhecimento para nortear a atuação e o estabelecimento de metas. A ampliação do escopo das certificações ISO e OHSAS para toda a empresa, consolidando o sistema de gestão integrado com a ISO 9001, representou a evolução indispensável à concretização das metas de desenvolvimento sustentável. Essas e outras realizações são uma amostra do quanto temos atuado para que os sonhos empresariais se convertam em novos espaços de participação no mercado brasileiro e internacional e em conquistas que produzam valor e riqueza ao negócio e aos públicos de relacionamento. E a possibilidade de continuar a crescer, gerando benefícios em larga escala e contribuindo para o desenvolvimento do país, é a inspiração que nos anima a seguir em frente na direção do alcance da visão de futuro desenhada para a nossa organização. José Rubens Goulart Pereira Presidente do Conselho da Galvão Engenharia

14 ESTRATÉGIAS DE CRESCIMENTO Estar entre as empresas líderes do setor de construção e serviços de infraestrutura. Esse objetivo é o fio condutor de todas as nossas atividades, direcionando a maneira como conduzimos a gestão e os negócios. Com um horizonte de realizações definido até 2020, nosso Planejamento Estratégico abrange metas relacionadas ao desempenho econômico, à qualidade do relacionamento com os clientes e o mercado, ao aperfeiçoamento dos processos internos e a temas que requerem aprendizado intenso da organização (como condições de trabalho, cultura interna, capacitação das equipes e infraestrutura de tecnologia da informação). Temos ainda o compromisso de fazer com que o crescimento ocorra em consonância com a responsabilidade socioambiental. 1

15 Alcançar resultados com excelência, agilidade e abertura de novas frentes

16 12 Relatório anual Galvão engenharia No que diz respeito ao desempenho comercial e operacional, atuamos com foco no aumento de nossa participação nos mercados atuais, na abertura de novas frentes de atuação, no desenvolvimento de projetos estruturados no Brasil e no exterior e na formatação de modelos de negócios diferenciados que suportem os objetivos corporativos. A diversificação do perfil de clientes, com o incremento na participação da iniciativa privada na carteira de contratos e a ampliação dos limites geográficos de atuação, atende ao propósito da empresa de alcançar maior rentabilidade nas operações e assegurar estabilidade ao fluxo de caixa. As principais metas que são objeto de nossas estratégias de crescimento, são: liderar os principais projetos, com expansão acima das maiores empresas do mercado; ser uma das maiores organizações do segmento de engenharia e construção no país; estar entre as cinco maiores exportadoras de serviços de engenharia, com o foco em países emergentes da América Latina e da África; ter um portfólio completo de obras de crescente complexidade e encomendadas pelos principais clientes de suas regiões e segmentos; ser um dos principais parceiros do governo federal no desenvolvimento do setor de óleo e gás; na área internacional, ter atuação de longo prazo nos países em que operamos, buscando executar projetos associados às expertises da companhia. Nosso Planejamento elegeu uma série de prioridades para o alcance desses objetivos. Destacam-se: ampliar o padrão de excelência e execução dos projetos, de modo a fazer com que a qualidade final das obras seja compatível com a expectativa dos clientes, em sintonia com os resultados econômicos e operacionais planejados; consolidar as operações nos mercados atuais e expandir o foco dos serviços para novas áreas, ampliando o atendimento a clientes privados e participando de segmentos de grande atratividade e rentabilidade; obter maior eficiência nas operações, por meio de uma gestão mais eficaz da cadeia de valor; aprimorar as práticas de responsabilidade socioambiental, bem como os respectivos indicadores de desempenho; apoiar o desenvolvimento dos fornecedores; fortalecer as práticas de governança; avançar na capacitação e no desenvolvimento dos colaboradores, estimulando a conscientização de nossa cultura e a prática dos valores corporativos. O monitoramento das metas do Planejamento Estratégico é realizado pelo Balanced Scorecard (BSC), sistema que traduz a nossa visão para um conjunto estruturado de objetivos.

17 Relatório anual galvão engenharia 13 ATIVOS INTANGÍVEIS Para que as estratégias sejam viabilizadas em sua plenitude, consideramos ser de fundamental importância a gestão permanente de nossos grandes diferenciais competitivos, entendidos como um conjunto de ativos intangíveis que sustentam as atividades empresariais, fortalecem a credibilidade perante os clientes e o relacionamento com a sociedade, dando sentido de longevidade às realizações e criando valor em todas as etapas de atuação.com base nisso, dedicamos atenção e energia ao seguinte conjunto de ativos intangíveis prioritários: Nossa Cultura Traduz-se no jeito de ser da Galvão, que tem como base o resultado por meio das pessoas, da transparência e da interação entre as equipes, atitudes que geram confiança e garantem a atração de talentos e a criação de oportunidades de desenvolvimento profissional a todos. Nossa Marca Renovada em 2010, a marca Galvão é a expressão visual de uma organização moderna, próxima das pessoas, sempre pronta a superar desafios e que usa a inteligência para fazer acontecer. Os colaboradores são estimulados a utilizar corretamente a marca, valorizando seus atributos. Liderar os principais projetos de infraestrutura no Brasil, com expansão acima da média de mercado, é uma das prioridades da Galvão

18 14 Relatório anual Galvão engenharia 2.10 O processo de comunicação com o público interno sobre a implementação da nova marca e os esforços para que todos da organização compreendessem a importância de zelar pela aplicação da identidade visual renderam à Galvão, em 2010, a conquista da edição regional São Paulo do Prêmio Aberje (Associação Brasileira de Comunicação Empresarial), considerado o mais importante de sua categoria no país Nosso Conhecimento Com 15 anos de atuação, temos experiência no desenvolvimento e na entrega de soluções de qualidade aos nossos contratantes. Para alcançar os resultados técnicos e econômicos projetados, valemo-nos do talento e do conhecimento de nossos profissionais, além do compromisso corporativo com a inovação para o desenvolvimento de aptidões em áreas e projetos cada vez mais complexos. Nossas Pessoas Consideramos os colaboradores como o nosso grande diferencial de mercado, o nosso principal ativo. Por isso, adotamos estratégias e iniciativas direcionadas à constante valorização e motivação dos profissionais. Fazemos isso por meio de capacitações, apoio à educação e práticas avançadas de remuneração, recompensas e benefícios sociais. Da mesma forma, procuramos reconhecer e agregar novos talentos à nossa equipe, criando condições para a contínua evolução na carreira e consequente formação de lideranças. Nossas Parcerias Valorizamos a proximidade com os clientes, como forma de assegurar a transparência e a flexibilidade no desenvolvimento dos projetos. Acreditamos que tal comportamento, associado à qualidade na entrega dos projetos contratados, solidifica relacionamentos e conduz à durabilidade da parceria com os clientes. BUSCAMOS AMPLIAR A PARTICIPAÇÃO NOS MERCADOS ATUAIS, ABRIR NOVAS FRENTES, E DESENVOLVER NOVOS MODELOS DE NEGÓCIOS ANÁLISE E GESTÃO DE RISCOS Não se pode pensar em desenvolvimento sustentável sem levar em conta a importância de estruturação de mecanismos de proteção da empresa contra imprevistos que possam impactar a evolução dos projetos e os resultados projetados. Na Galvão, a gestão dos riscos associados às operações e à execução dos contratos é parte integrante das estratégias de planejamento e de administração. Esse gerenciamento contínuo busca identificar, analisar, planejar, monitorar, comunicar e documentar os riscos aos quais as atividades da empresa estão expostas. Tais procedimentos visam, ao mesmo tempo, proteger os interesses da companhia e manter a confiança dos clientes. A Galvão monitora permanentemente os riscos vinculados aos seus negócios operacionais, de engenharia e também financeiros (veja na página 71) promovendo a análise preventiva e as iniciativas necessárias para mitigar a possibilidade de ocorrência. No que diz respeito aos riscos operacionais, dispomos de metodologia e de ferramenta própria aplicada a todos os contratos, em consonância

19 Relatório anual galvão engenharia 15 Mapa estratégico da galvão engenharia Visão: Estar entre as empresas líderes do setor de construção e serviços de infraestrutura. Econômico e Social Aumentar a receita Maximizar retorno para capital investido Evoluir no desempenho de responsabilidade social e empresarial Focos estratégicos de crescimento Processos Internos Mercado e Clientes Expandir nos mercados atuais Aprimorar a administração contratual, Peru planejamento e orçamento/controle de custo Aperfeiçoar práticas administrativas e financeiras Expandir para novos mercados (produto, região e cliente) Desenvolver novos modelos de negócio Excelência operacional Comunicação Responsabilidade social e ambiental Aprimorar a comunicação corporativa Aprimorar a responsabilidade social e ambiental Aprendizado e Crescimento Ser uma das melhores empresas em gestão de pessoas Consolidar a cultura da empresa Desenvolver e reter equipes para o sucesso da estratégia Reet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim ad minim veniam, quis nostrud exerci Aprimorar a governança Aprimorar as de tecnologia da tation ullamcorper práticas de governança suscipit lobortis nisl ut informação corporativa

20 16 Relatório anual Galvão engenharia Apoio ao talento e compromisso com a inovação contribuem para os resultados corporativos com os princípios da norma NBR ISO Cada gestor do contrato tem como responsabilidade identificar os riscos potenciais de seu negócio, de modo a minimizar seus desvios e a potencializar os resultados, por meio da identificação de oportunidades de atuação. Mantemos apólices de seguros em níveis adequados ao porte de nossas atividades. Em 2010, os seguros que cobrem os riscos de engenharia somaram R$ 6,7 bilhões, valor 2,78 vezes superior ao do nosso faturamento. O montante inclui as contratações feitas pela Galvão, pelos parceiros e pelos clientes. Em 2009, a relação entre o valor dos seguros e as receitas da empresa foi de 1,53. O crescimento das coberturas de seguros deveu-se, especialmente, à ampliação de nossa participação em projetos de alta complexidade. GESTÃO TECNOLÓGICA Consideramos a gestão e a evolução de todos os recursos tecnológicos (sistemas e infraestrutura) como fatores capitais para o alcance dos objetivos definidos em nossas estratégias. Por isso, temos dedicado grande esforço não só à atualização constante dos recursos, mas também à preservação da segurança das informações corporativas. Em 2010, a Área de Tecnologia da Informação teve como prioridades de atuação a melhoria dos sistemas voltados à engenharia, nossa atividade fim, com a incorporação, por exemplo, de recursos tecnológicos dirigidos à gestão de documentos eletrônicos. Foi criado também um portal na internet para as negociações de suprimentos com fornecedores e para o controle de materiais de obras de alta complexidade. Outro avanço foi a estruturação da área de Segurança da Informação, que tem a missão de garantir que os dados corporativos e relativos aos negócios se mantenham protegidos, bem como as instalações e a infraestrutura da empresa. No ano, diversas iniciativas visaram aperfeiçoar os níveis de segurança interna. Tendo como referência os princípios do Sistema de Gestão da Segurança da Informação (SGSI), responsável pelas diretrizes corporativas e pela realização de diagnósticos preventivos para a adoção de ações corretivas, buscamos aprimorar

21 Relatório anual galvão engenharia 17 os mecanismos de controle dos sistemas e da rede e ampliar o nível de conscientização dos colaboradores a respeito da incorporação de atitudes que resguardem as informações da companhia. Por meio da introdução de novas tecnologias de apoio, o Programa de Prevenção à Perda de Dados tem como objetivo proteger as informações corporativas da divulgação intencional ou não intencional. O Programa Mesa e Tela Limpas, por sua vez, visa mobilizar os colaboradores para que sejam inibidos os riscos de vulnerabilidade na segurança de informações, como gavetas e armários destrancados ou documentos, materiais e objetos expostos sobre as mesas de trabalho. ESTRATÉGIA DE EXPANSÃO INTERNACIONAL Incluída como um dos pilares de crescimento, a atuação fora dos limites geográficos do Brasil mobiliza esforços da companhia, que tem como visão de longo prazo a expansão dos negócios internacionais de forma qualitativa e com autossuficiência, em sintonia com a capacidade de formação e mobilização de recursos estratégicos e com o necessário respeito à curva obrigatória de aprendizado. Instituída em 2009, a Galvão Internacional é a divisão responsável por levar adiante a estratégia de expansão. O foco prioritário no exterior está dirigido a mercados de bom potencial na América Latina 2.10 PRÊMIOS E RECONHECIMENTOS A trajetória contínua de crescimento e a consolidação de um modelo de gestão voltado ao alcance dos resultados projetados têm merecido reconhecimento da sociedade. Veja a seguir as principais premiações alcançadas pela empresa em 2010: Melhores & Maiores (revista Exame) Melhor Empresa da Indústria da Construção As melhores da Dinheiro (revista Istoé Dinheiro) 1º lugar no setor de Engenharia, Construção e Imobiliário > 1º lugar setorial em Sustentabilidade Financeira > 1º lugar em Recursos Humanos > 1º lugar em Inovação e Qualidade > 1º lugar em Responsabilidade Social Revista O Empreiteiro Empresa de Engenharia do Ano > 6º lugar geral da publicação 500 Grandes da Construção (8º lugar em 2009) Valor 1000 (jornal Valor Econômico) 143º lugar geral (291º lugar em 2009) 6º lugar na área de Construção e Engenharia Valor Carreira (jornal Valor Econômico) 4º lugar em gestão de pessoas na categoria de empresas entre e 4 mil colaboradores

22 18 Relatório anual Galvão engenharia (América do Sul, em particular) e a países africanos de colonização portuguesa. A prestação de serviços tem como referência as áreas nas quais desenvolvemos expertise no Brasil, como saneamento, energia e infraestrutura de transportes rodoviária, aeroviária, portuária e ferroviária. Com nossa atuação, pretendemos posicionar o Grupo Galvão como importante player internacional de engenharia. A Galvão Internacional já mantém operações no Peru, onde executa seu primeiro contrato no exterior, firmado com o Servicio de Agua Potable y Alcantarillado de Lima (Sedapal), empresa estatal de saneamento. Em 2011, pretendemos iniciar nossas operações no segmento de infraestrutura rodoviária. O ano será marcado também pelo início das atividades de nossa representação na Colômbia. A Divisão Internacional está presente ainda em Angola, por meio de sucursal que se ocupa da prospecção de negócios no país, e em Moçambique. O planejamento prevê permanência prolongada em cada um dos países selecionados e em todo e qualquer outro que venha a ser objeto de atuação. Tal estratégia de longevidade significa não apenas compromisso com a construção de reputação técnica e conquista de mercados, mas também vocação para o aprofundamento da interação com cada comunidade, o que significa respeito às particularidades culturais, integração na vida local e contribuição efetiva para o desenvolvimento socioeconômico. Nossa estratégia no exterior leva em consideração a existência de consistentes oportunidades para as atividades de engenharia e construção (particularmente para o desenvolvimento de projetos estruturados e complexos), a estabilidade política e de regulação nos países potenciais, a capacidade de adaptação à diversidade cultural e a possibilidade de obtenção de financiamentos que suportem as operações. A trilha de crescimento internacional está vinculada também a outras prioridades de curto, médio e longo prazos. Podem ser citadas: preservação e propagação da Cultura Galvão, e transmissão dos nossos valores, sempre com respeito à cultura de cada país; capacitação e desenvolvimento de recursos humanos estratégicos para uma atuação internacional visando à gestão completa do negócio; fortalecimento da interação com as áreas de suporte do Grupo Galvão, buscando apoio com objetivo de mitigar riscos e otimizar o uso da estrutura; maximização das parcerias com as empresas do Grupo; atuação sinérgica com parceiros estratégicos para a ampliação do campo de atuação e antecipação de curva de aprendizado; capacitação na área de estruturação financeira de empreendimentos, por intermédio do estreitamento de relações com organismos de fomento do Brasil e mundiais; atuação em países onde existam políticas de cooperação com o governo brasileiro.

23 Relatório anual galvão engenharia 19 Gestão permanente dos diferenciais competitivos assegura a viabilização das estratégias de crescimento

24 Gerar valor para todos os públicos, atuando com ética e transparência

25 Governança corporativa e gestão Alinhados com os objetivos de perenidade de nossos negócios, desenvolvemos um modelo de governança corporativa que busca ter como atributos principais a ética, a transparência nos atos administrativos e na prestação de contas, a geração de valor compartilhado e a equidade na interação com os diversos públicos de interesse. Nosso sistema organizacional reproduz a essência da nossa cultura interna e do nosso jeito de ser, que tem entre seus alicerces o senso de justiça, a valorização do trabalho em equipe, o respeito à diversidade e o reconhecimento das aspirações individuais e dos grupos de nossa rede de relacionamentos. 2

26 22 Relatório anual Galvão engenharia Nova configuração da governança, com o deslocamento dos acionistas para funções estratégicas, fortaleceu a profissionalização da gestão Com atuação focada em resultados, buscamos inspiração em nossa própria trajetória, pautada pelo planejamento, pelo espírito participativo e pela meritocracia na condução dos negócios. Essa visão transparece também em nossa filosofia de governança, que vem sendo construída como parte de um aprendizado de longo prazo. Nesse contexto, 2010 mostrou-se particularmente importante para o processo evolutivo, uma vez que representou o primeiro ano efetivo de funcionamento de uma nova configuração organizacional, caracterizada pelo deslocamento dos acionistas das funções de direção executiva para atuação no Conselho de Administração da companhia e no Conselho de Administração da holding Galvão Participações S/A. Com essa significativa mudança, os acionistas passaram a se dedicar exclusivamente à formulação das estratégias de médio e longo prazos que possibilitarão o cumprimento do Planejamento Estratégico, que almeja colocar a empresa entre as líderes no segmento de infraestrutura do país e em posição de relevância nos mercados de atuação no exterior. NOSSA ESTRUTURA DE GESTÃO A concretização do projeto de expandir as atividades da Galvão Engenharia para além do seu país de origem, face à decisão dos acionistas de aprofundar a diversificação dos negócios e das frentes operacionais, demandou, no início de 2010, a constituição de uma estrutura independente para a condução dos negócios internacionais. Essa forma de atuação, caracterizada pela segregação de atividades, foi aperfeiçoada em 2011, com a oficialização de um novo modelo de gestão 2.9

POLÍTICA DE GOVERNANÇA COOPERATIVA

POLÍTICA DE GOVERNANÇA COOPERATIVA POLÍTICA DE GOVERNANÇA COOPERATIVA 1 1. APRESENTAÇÃO Esta política estabelece os princípios e práticas de Governança Cooperativa adotadas pelas cooperativas do Sistema Cecred, abordando os aspectos de

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

Fundação Libertas. Nova denominação da entidade. Manual de Governança Corporativa

Fundação Libertas. Nova denominação da entidade. Manual de Governança Corporativa Manual de Governança Corporativa Sumário 1. Definição.... Objetivo... 3. Da Contextualização da PREVIMINAS... 3.1. Arcabouço Legal e Regulatório... 3.. A Identidade da PREVIMINAS... A Filosofia Empresarial

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014 #5 EMPREENDEDORISMO Outubro de 2014 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição 3. Empreendedorismo: necessidade ou oportunidade? 4. Características do comportamento empreendedor 5. Cenário brasileiro para o empreendedorismo

Leia mais

Faculdade Internacional de Curitiba MBA em Planejamento e Gestão Estratégica Mapas Estratégicos Prof. Adriano Stadler

Faculdade Internacional de Curitiba MBA em Planejamento e Gestão Estratégica Mapas Estratégicos Prof. Adriano Stadler Faculdade Internacional de Curitiba MBA em Planejamento e Gestão Estratégica Mapas Estratégicos Prof. Adriano Stadler AULA 5 - PERSPECTIVA DE APRENDIZADO E CRESCIMENTO Abertura da Aula Uma empresa é formada

Leia mais

GOVERNANÇA CORPORATIVA CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CONSELHO CONSULTIVO

GOVERNANÇA CORPORATIVA CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CONSELHO CONSULTIVO GOVERNANÇA CORPORATIVA CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CONSELHO CONSULTIVO O QUE É GOVERNANÇA CORPORATIVA? Conselho de Família GOVERNANÇA SÓCIOS Auditoria Independente Conselho de Administração Conselho Fiscal

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL Alessandro Siqueira Tetznerl (1) : Engº. Civil - Pontifícia Universidade Católica de Campinas com pós-graduação em Gestão de Negócios

Leia mais

Competitividade e Resultados: conseqüência do alinhamento de estratégia, cultura e competências.

Competitividade e Resultados: conseqüência do alinhamento de estratégia, cultura e competências. 1 Programa Liderar O Grupo Solvi é um conglomerado de 30 empresas que atua nas áreas de saneamento, valorização energética e resíduos. Como alicerce primordial de seu crescimento encontrase o desenvolvimento

Leia mais

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL GOVERNANÇA CORPORATIVA

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL GOVERNANÇA CORPORATIVA 1. INTRODUÇÃO 1.1 A CAIXA A Caixa Econômica Federal é uma instituição financeira sob a forma de empresa pública, vinculada ao Ministério da Fazenda. Instituição integrante do Sistema Financeiro Nacional

Leia mais

GOVERNANÇA CORPORATIVA

GOVERNANÇA CORPORATIVA GOVERNANÇA CORPORATIVA Os valores que lastreiam as práticas da Companhia são: transparência, prestação de contas, conformidade e equidade. Transparência refere-se em particular às informações que têm reflexo

Leia mais

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Setembro de 2010 Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente

Leia mais

Gestão estratégica em processos de mudanças

Gestão estratégica em processos de mudanças Gestão estratégica em processos de mudanças REVISÃO DOS MACRO PONTOS DO PROJETO 1a. ETAPA: BASE PARA IMPLANTAÇÃO DE UM MODELO DE GESTÃO DE PERFORMANCE PROFISSIONAL, que compreenderá o processo de Análise

Leia mais

Introdução 02. A Estratégia Corporativa ESPM Brasil 03. A Definição do Negócio 03. Imagem 03. Objetivos Financeiros 04

Introdução 02. A Estratégia Corporativa ESPM Brasil 03. A Definição do Negócio 03. Imagem 03. Objetivos Financeiros 04 ESTUDO DE CASO A construção do BSC na ESPM do Rio de Janeiro Alexandre Mathias Diretor da ESPM do Rio de Janeiro INDICE Introdução 02 A Estratégia Corporativa ESPM Brasil 03 A Definição do Negócio 03 Imagem

Leia mais

GESTÃO CORPORATIVA - DGE

GESTÃO CORPORATIVA - DGE GESTÃO CORPORATIVA Heleni de Mello Fonseca Diretoria de Gestão Empresarial - DGE Apresentador: Lauro Sérgio Vasconcelos David Belo Horizonte, 29 de maio de 2006 1 AGENDA Direcionamento Estratégico Iniciativas

Leia mais

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras 1. DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente para o desenvolvimento sustentável, das áreas onde atuamos e

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA PI.001.00000000 A - 04 de Junho de 2014

CÓDIGO DE ÉTICA PI.001.00000000 A - 04 de Junho de 2014 CÓDIGO DE ÉTICA PI.001.00000000 A - 04 de Junho de 2014 PALAVRA DA DIRETORIA Apresentamos, com muito prazer, o do Grupo Galvão, que foi elaborado de maneira participativa com representantes dos colaboradores

Leia mais

Acordo de Acionistas. Corporativa da CPFL Energia S.A. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A.

Acordo de Acionistas. Corporativa da CPFL Energia S.A. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A. Acordo de Acionistas Diretrizes da CPFL de Energia Governança S.A. Corporativa da CPFL Energia S.A. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A. 1 Sumário I Introdução 3 II Estrutura Corporativa

Leia mais

Vida Segura Empresarial Bradesco:

Vida Segura Empresarial Bradesco: PRÊMIO ANSP 2005 Vida Segura Empresarial Bradesco: A democratização do acesso ao Seguro de Vida chega às Micro e Pequenas Empresas. 1 SUMÁRIO 1. Sinopse 3 2. Introdução 4 3. O desafio de ser o pioneiro

Leia mais

Gestão estratégica em finanças

Gestão estratégica em finanças Gestão estratégica em finanças Resulta Consultoria Empresarial Gestão de custos e maximização de resultados A nova realidade do mercado tem feito com que as empresas contratem serviços especializados pelo

Leia mais

Preâmbulo. resultado econômico, ao mesmo tempo em que protege o meio ambiente e melhora a qualidade de vida das pessoas com as quais interage.

Preâmbulo. resultado econômico, ao mesmo tempo em que protege o meio ambiente e melhora a qualidade de vida das pessoas com as quais interage. Preâmbulo Para a elaboração da Política de Sustentabilidade do Sicredi, foi utilizado o conceito de Sustentabilidade proposto pela abordagem triple bottom line (TBL), expressão que reúne simultaneamente

Leia mais

Conjunto de pessoas que formam a força de trabalho das empresas.

Conjunto de pessoas que formam a força de trabalho das empresas. 1. OBJETIVOS Estabelecer diretrizes que norteiem as ações das Empresas Eletrobras quanto à promoção do desenvolvimento sustentável, buscando equilibrar oportunidades de negócio com responsabilidade social,

Leia mais

MBA EM GESTÃO COMERCIAL E INTELIGÊNCIA DE MERCADO

MBA EM GESTÃO COMERCIAL E INTELIGÊNCIA DE MERCADO MBA EM GESTÃO COMERCIAL E INTELIGÊNCIA DE MERCADO O programa irá desenvolver no aluno competências sobre planejamento e força de Vendas, bem como habilidades para liderar, trabalhar em equipe, negociar

Leia mais

MELHORES PRÁTICAS DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE Pronunciamento de Orientação CODIM

MELHORES PRÁTICAS DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE Pronunciamento de Orientação CODIM MELHORES PRÁTICAS DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE Pronunciamento de Orientação CODIM COLETIVA DE IMPRENSA Participantes: Relatores: Geraldo Soares IBRI; Haroldo Reginaldo Levy Neto

Leia mais

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade Eficácia e Liderança de Performance O Administrador na Gestão de Pessoas Grupo de Estudos em Administração de Pessoas - GEAPE 27 de novembro

Leia mais

NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES

NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES Por cerca de 50 anos, a série Boletim Verde descreve como a John Deere conduz os negócios e coloca seus valores em prática. Os boletins eram guias para os julgamentos e as

Leia mais

A organização investe fortemente na capacitação de pessoas e na formação de profissionais capazes de atender aos desafios do crescimento acelerado

A organização investe fortemente na capacitação de pessoas e na formação de profissionais capazes de atender aos desafios do crescimento acelerado RELATÓRIO ANUAL GERDAU 27 65 COLABORADORES A organização investe fortemente na capacitação de pessoas e na formação de profissionais capazes de atender aos desafios do crescimento acelerado Ed Carlos Alves

Leia mais

PROPOSTA PARA O AVANÇO DO MODELO DE GESTÃO DA SABESP

PROPOSTA PARA O AVANÇO DO MODELO DE GESTÃO DA SABESP ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS UNIVERSITÁRIOS DA SABESP PROPOSTA PARA O AVANÇO DO MODELO DE GESTÃO DA SABESP OUTUBRO, 2002 ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS UNIVERSITÁRIOS DA SABESP - APU INTRODUÇÃO A Associação

Leia mais

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL APRESENTAÇÃO A White Martins representa na América do Sul a Praxair, uma das maiores companhias de gases industriais e medicinais do mundo, com operações em

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 Líderes : Autores do Futuro Ser líder de um movimento de transformação organizacional é um projeto pessoal. Cada um de nós pode escolher ser... Espectador,

Leia mais

PLANO DIRETOR 2014 2019

PLANO DIRETOR 2014 2019 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PESQUISA E INOVAÇÃO INDUSTRIAL EMBRAPII PLANO DIRETOR 2014 2019 1 Índice 1. INTRODUÇÃO... 4 2. MISSÃO... 8 3. VISÃO... 8 4. VALORES... 8 5. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS... 8 6. DIFERENCIAIS

Leia mais

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE 1) OBJETIVOS - Apresentar de forma transparente as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente

Leia mais

Programa de Remuneração Variável 2015

Programa de Remuneração Variável 2015 Programa de Remuneração Variável 2015 APRESENTAÇÃO A Remuneração Variável é parte representativa nas práticas de gestão de pessoas. O modelo tradicional de pagamento através de salário fixo, tornou-se

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Elaboração Luiz Guilherme D CQSMS 10 00 Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes Avaliação da Necessidade de Treinamento

Leia mais

ELEKEIROZ S.A. CNPJ 13.788.120/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300323971

ELEKEIROZ S.A. CNPJ 13.788.120/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300323971 ELEKEIROZ S.A. CNPJ 13.788.120/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300323971 ATA SUMÁRIA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 7 DE FEVEREIRO DE 2014 DATA, HORA E LOCAL: Em 7 de fevereiro de

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO DA CEMIG COM A COMUNIDADE Substitui a NO-02.15 de 23/06/2009

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO DA CEMIG COM A COMUNIDADE Substitui a NO-02.15 de 23/06/2009 03/08/2010 Pág.01 POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO DA CEMIG COM A COMUNIDADE Substitui a NO-02.15 de 23/06/2009 1. INTRODUÇÃO 1.1 A Política de Comunicação da CEMIG com a Comunidade explicita as diretrizes que

Leia mais

Boletim Gestão & Governança

Boletim Gestão & Governança Boletim Gestão & Governança Edição 18 Ano III Junho 2015 SAVE THE DATE Primeiro encontro de controles internos na cidade do Rio de Janeiro 24 de Setembro 2015 Aguardem a agenda do evento! Vejam nesta edição:

Leia mais

Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras. Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos

Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras. Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos Sustentabilidade e Competitividade SUSTENTABILIDADE pode ser entendida como

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. ANS nº 41431.0

CÓDIGO DE ÉTICA. ANS nº 41431.0 CÓDIGO DE ÉTICA Aprovado pelo Conselho Consultivo da Saúde BRB Caixa de Assistência em sua 37ª Reunião Extraordinária, realizada em 10.12.2010. Brasília, 22 de fevereiro de 2011 I - APRESENTAÇÃO CÓDIGO

Leia mais

b) supervisionar o cumprimento desta política pelas entidades integrantes do Sistema Sicoob;

b) supervisionar o cumprimento desta política pelas entidades integrantes do Sistema Sicoob; 1. Esta Política institucional de gestão de pessoas: Política institucional de gestão de pessoas a) é elaborada por proposta da área de Gestão de Pessoas da Confederação Nacional das Cooperativas do Sicoob

Leia mais

Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo

Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo INTRODUÇÃO O Balanced Scorecard (BSC) é uma metodologia desenvolvida para traduzir, em termos operacionais, a Visão e a Estratégia das organizações

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Publicado em: 27/02/2015 Válido até: 26/02/2020 Política de Responsabilidade Socioambiental 1. SUMÁRIO 2 2. OBJETIVO 2 3. ABRANGÊNCIA 2 4. IMPLEMENTAÇÃO 2 5. DETALHAMENTO 2 5.1. Definições 3 5.2. Envolvimento

Leia mais

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide A Nova América na vida das pessoas 8 Cultural Empresarial Missão Do valor do campo ao campo de valor

Leia mais

Com o objetivo de continuar aprimorando o modelo de gestão de Minas Gerais, foi lançado, em 2010, o projeto Agenda de Melhorias caminhos para inovar

Com o objetivo de continuar aprimorando o modelo de gestão de Minas Gerais, foi lançado, em 2010, o projeto Agenda de Melhorias caminhos para inovar março de 2012 Introdução Com o objetivo de continuar aprimorando o modelo de gestão de Minas Gerais, foi lançado, em 2010, o projeto Agenda de Melhorias caminhos para inovar na gestão pública. A criação

Leia mais

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades;

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades; POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE OBJETIVO Esta Política tem como objetivos: - Apresentar as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente as inovações

Leia mais

Diretrizes de Governança Corporativa

Diretrizes de Governança Corporativa Diretrizes de Governança Corporativa DIRETRIZES DE GOVERNANÇA CORPORATIVA DA BM&FBOVESPA Objetivo do documento: Apresentar, em linguagem simples e de forma concisa, o modelo de governança corporativa da

Leia mais

TÍTULO Norma de Engajamento de Partes Interessadas GESTOR DRM ABRANGÊNCIA Agências, Departamentos, Demais Dependências, Empresas Ligadas

TÍTULO Norma de Engajamento de Partes Interessadas GESTOR DRM ABRANGÊNCIA Agências, Departamentos, Demais Dependências, Empresas Ligadas NORMA INTERNA TÍTULO Norma de Engajamento de Partes Interessadas GESTOR DRM ABRANGÊNCIA Agências, Departamentos, Demais Dependências, Empresas Ligadas NÚMERO VERSÃO DATA DA PUBLICAÇÃO SINOPSE Dispõe sobre

Leia mais

FUNDAMENTOS DA GESTÃO

FUNDAMENTOS DA GESTÃO Um dos pilares da Ultrapar está no virtuoso relacionamento que a companhia mantém com os diferentes públicos, graças a uma política baseada na ética, na transparência e no compartilhamento de princípios,

Leia mais

Índice. Missão, Visão, Valores e Princípios Objetivo Aplicabilidade Organização Interna Relacionamento Externo

Índice. Missão, Visão, Valores e Princípios Objetivo Aplicabilidade Organização Interna Relacionamento Externo Código de Conduta Índice Missão, Visão, Valores e Princípios Objetivo Aplicabilidade Organização Interna Relacionamento Externo 3 4 5 6 9 Missão, Visão, Valores e Princípios Missão Visão Princípios Valores

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO invepar índice Apresentação Visão, Missão, Valores Objetivos Princípios Básicos Pág. 4 Pág. 6 Pág. 7 Pág. 8 Abrangência / Funcionários Empresas do Grupo Sociedade / Comunidade

Leia mais

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 Critérios Descrições Pesos 1. Perfil da Organização Breve apresentação da empresa, seus principais produtos e atividades, sua estrutura operacional

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 Instituto Lojas Renner Instituto Lojas Renner Promover a inserção de mulheres no mercado de trabalho por meio de projetos de geração de renda é o objetivo do Instituto Lojas

Leia mais

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado Professora Débora Dado Prof.ª Débora Dado Planejamento das aulas 7 Encontros 19/05 Contextualizando o Séc. XXI: Equipes e Competências 26/05 Competências e Processo de Comunicação 02/06 Processo de Comunicação

Leia mais

Processo de Negociação. Quem somos. Nossos Serviços. Clientes e Parceiros

Processo de Negociação. Quem somos. Nossos Serviços. Clientes e Parceiros Quem somos Nossos Serviços Processo de Negociação Clientes e Parceiros O NOSSO NEGÓCIO É AJUDAR EMPRESAS A RESOLVEREM PROBLEMAS DE GESTÃO Consultoria empresarial a menor custo Aumento da qualidade e da

Leia mais

Conheça a MRV Engenharia

Conheça a MRV Engenharia Conheça a MRV Engenharia MRV em Números Ficha técnica MRV Engenharia Número de empregados nas obras (média 2014)...23.704 Vendas Contratadas (R$ milhões) (2014)...R$ 6.005 Receita liquida (R$ milhões)

Leia mais

138 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO

138 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE 138 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO Washington, D.C., EUA, 19-23 de junho de 2006 Tema 6.2 da agenda provisória CE138/25 (Port.) 8 de junho

Leia mais

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 Universo TOTVS Fundada em 1983 6ª maior empresa de software (ERP) do mundo Líder em Software no Brasil e

Leia mais

Regime Interno da Diretoria da BM&FBOVESPA

Regime Interno da Diretoria da BM&FBOVESPA Regime Interno da Diretoria da BM&FBOVESPA REGIMENTO INTERNO DA DIRETORIA DA BM&FBOVESPA 1. Objeto O presente Regimento Interno ( Regimento ) tem o escopo de disciplinar o funcionamento do Diretoria da

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DO BANCO DA AMAZÔNIA

CÓDIGO DE ÉTICA DO BANCO DA AMAZÔNIA CÓDIGO DE ÉTICA DO BANCO DA AMAZÔNIA APRESENTAÇÃO O Banco da Amazônia S.A., consciente da importância da ética nas relações com a comunidade em que atua, divulga este Código de Ética, que contém os padrões

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

PRSA - POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Julho/2015

PRSA - POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Julho/2015 PRSA - POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Julho/2015 RELATÓRIO DE ACESSO PÚBLICO Este Manual/Relatório foi elaborado pela ATIVA com fins meramente informativos. É proibida a reprodução total ou

Leia mais

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Banco Cooperativo Sicredi S.A. Versão: Julho/2015 Página 1 de 1 1 INTRODUÇÃO O Sicredi é um sistema de crédito cooperativo que valoriza a

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº XXXX CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA. Contrato por Produto - Nacional

TERMO DE REFERÊNCIA Nº XXXX CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA. Contrato por Produto - Nacional Número e Título do Projeto: TERMO DE REFERÊNCIA Nº XXXX CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA Contrato por Produto - Nacional BRA/09/004 Fortalecimento das Capacidades da CAIXA para seu processo de

Leia mais

DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS. (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012)

DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS. (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012) DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012) Artigo 1º O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade/Nós

Leia mais

Vivendo de acordo com nossos valores...

Vivendo de acordo com nossos valores... Vivendo de acordo com nossos valores... o jeito Kinross Nossa empresa, Kinross, é uma empresa internacional de mineração de ouro sediada no Canadá, com operações nos Estados Unidos da América, Rússia,

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Política de Responsabilidade Socioambiental SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 OBJETIVO... 3 3 DETALHAMENTO... 3 3.1 Definições... 3 3.2 Envolvimento de partes interessadas... 4 3.3 Conformidade com a Legislação

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA Vitória, ES Janeiro 2010. 1ª Revisão Janeiro 2011. 2ª Revisão Janeiro 2012. POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL DA REDE GAZETA IDENTIDADE CORPORATIVA Missão

Leia mais

A gestão das empresas estatais: contribuições para agências governamentais. Augusto José Mendes Riccio Gerente de Práticas de Gestão Petrobras

A gestão das empresas estatais: contribuições para agências governamentais. Augusto José Mendes Riccio Gerente de Práticas de Gestão Petrobras A gestão das empresas estatais: contribuições para agências governamentais Augusto José Mendes Riccio Gerente de Práticas de Gestão Petrobras Visão e Missão da Petrobras Visão 2020 Ser uma das cinco maiores

Leia mais

ENGENHARIA CONSULTIVA FOMENTAR O PARQUE CONSULTIVO NACIONAL

ENGENHARIA CONSULTIVA FOMENTAR O PARQUE CONSULTIVO NACIONAL ENGENHARIA CONSULTIVA FOMENTAR O PARQUE CONSULTIVO NACIONAL A Engenharia Consultiva Nacional e a Construção da Infraestrutura Um breve diagnóstico O setor de infraestrutura apresenta aspectos distintos

Leia mais

High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil

High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil P e s q u i s a d a F u n d a ç ã o G e t u l i o V a r g a s I n s t i t u t o d e D e s e n v o l v i m e n t o E d u c a c i o n a l Conteúdo 1. Propósito

Leia mais

V Congresso Auditar. Tema:

V Congresso Auditar. Tema: V Congresso Auditar Tema: Carreira em Organizações Públicas - Conceitos e Experiências Prof. Dr. José Antonio Monteiro Hipólito Brasília, 05 de setembro de 014 14:00 15:30h Agenda 1. Introdução: Importância

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL. 02/01/2013 rev. 00

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL. 02/01/2013 rev. 00 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 02/01/2013 rev. 00 PAUTA INSTITUCIONAL Sobre a Harpia OUTRAS INFORMAÇÕES Clientes Parceiros SERVIÇOS Responsabilidade Social Consultoria & Gestão Empresarial Planejamento Estratégico

Leia mais

Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões. Diretor-Presidente do Sebrae Luiz Barretto

Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões. Diretor-Presidente do Sebrae Luiz Barretto 2012 Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae TODOS OS DIREITOS RESERVADOS A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação dos direitos autorais (Lei n.º

Leia mais

I. PROGRAMA GLOBAL DE COMPLIANCE

I. PROGRAMA GLOBAL DE COMPLIANCE POLÍTICA DE COMPLIANCE Revisado em Março de 2013 I. PROGRAMA GLOBAL DE COMPLIANCE A The Warranty Group, Inc. (corporação) e suas empresas subsidiárias têm o compromisso de realizar seus negócios de modo

Leia mais

Tem a missão de assessorar a Presidência em assuntos a ela delegados, agindo em apoio aos demais órgãos da empresa.

Tem a missão de assessorar a Presidência em assuntos a ela delegados, agindo em apoio aos demais órgãos da empresa. PRESIDÊNCIA (DIPRE) A missão da Presidência é assegurar a sobrevivência, o crescimento e a diversificação sinergética da Guimar, em consonância com as orientações estratégicas emanadas do Conselho de Administração,

Leia mais

Desenvolvendo competências nos gestores públicos

Desenvolvendo competências nos gestores públicos Desenvolvendo competências nos gestores públicos Walter Sigollo Superintendente de Recursos Humanos e Qualidade 26/maio/2011 Contexto do País - Mercado Estudo Mercer Consulting Outsourcing - abril 2011

Leia mais

Administração Judiciária

Administração Judiciária Administração Judiciária Planejamento e Gestão Estratégica Claudio Oliveira Assessor de Planejamento e Gestão Estratégica Conselho Superior da Justiça do Trabalho Gestão Estratégica Comunicação da Estratégia

Leia mais

ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS

ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS MBA DESENVOLVIMENTO AVANÇADO DE EXECUTIVOS ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS O MBA Desenvolvimento Avançado de Executivos possui como característica atender a um mercado altamente dinâmico e competitivo para

Leia mais

Quais são os objetivos dessa Política?

Quais são os objetivos dessa Política? A Conab possui uma Política de Gestão de Desempenho que define procedimentos e regulamenta a prática de avaliação de desempenho dos seus empregados, baseada num Sistema de Gestão de Competências. Esse

Leia mais

POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS. Sistema. Eletrobrás

POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS. Sistema. Eletrobrás POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS Sistema Eletrobrás Política de Logística de Suprimento do Sistema Eletrobrás POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO 4 POLÍTICA DE Logística de Suprimento

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias Coordenação Acadêmica: Maria Elizabeth Pupe Johann 1 OBJETIVOS: Objetivo Geral: - Promover o desenvolvimento

Leia mais

Norma Permanente 4.1. GOVERNANÇA E GESTÃO 4.2. PRINCÍPIOS 4.3. INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO E INCENTIVADO

Norma Permanente 4.1. GOVERNANÇA E GESTÃO 4.2. PRINCÍPIOS 4.3. INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO E INCENTIVADO Resumo: Reafirma o comportamento socialmente responsável da Duratex. Índice 1. OBJETIVO 2. ABRANGÊNCIA 3. DEFINIÇÕES 3.1. PARTE INTERESSADA 3.2. ENGAJAMENTO DE PARTES INTERESSADAS 3.3. IMPACTO 3.4. TEMAS

Leia mais

Pequenos Negócios no Brasil. Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br

Pequenos Negócios no Brasil. Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br Pequenos Negócios no Brasil Pequenos Negócios no Brasil Clique no título para acessar o conteúdo, ou navegue pela apresentação completa Categorias de pequenos negócios no Brasil Micro e pequenas empresas

Leia mais

Política de Comunicação do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) - PCS

Política de Comunicação do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) - PCS Política de Comunicação do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) - PCS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO DO SERVIÇO FEDERAL DE PROCESSAMENTO DE DADOS (SERPRO) - PCS A Política de Comunicação do Serviço

Leia mais

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br Prezado(a) Sr.(a.) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso de

Leia mais

Política de Gestão de Pessoas

Política de Gestão de Pessoas julho 2010 5 1. Política No Sistema Eletrobras, as pessoas são agentes e beneficiárias do fortalecimento organizacional, contribuindo para a competitividade, rentabilidade e sustentabilidade empresarial.

Leia mais

Mensagem do presidente

Mensagem do presidente Mensagem do presidente A giroflex-forma está em um novo momento. Renovada, focada em resultados e nas pessoas, ágil e mais competitiva no mercado de assentos e de mobiliário corporativo. Representando

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias 15ª Turma

MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias 15ª Turma MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias 15ª Turma Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você

Leia mais

ISO 26000: Diretrizes sobre Responsabilidade Social

ISO 26000: Diretrizes sobre Responsabilidade Social ISO 26000: Diretrizes sobre Responsabilidade Social Características essenciais de Responsabilidade Social Incorporação por parte da organização de considerações sociais e ambientais nas suas decisões tornando-se

Leia mais

Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital.

Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital. Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital. Esse terá suas etapas e prazos muito bem definidos, garantindo um processo

Leia mais

REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO

REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO PROGRAMA NACIONAL DE ESTRUTURAÇÃO DE DESTINOS TURÍSTICOS (Documento base Câmara Temática de Regionalização) Brasília, 08.02.2013 SUMÁRIO 1. CONTEXTUALIZAÇÃO... 2 2. DIRETRIZES...

Leia mais

Política de Logística de Suprimento

Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento 5 1. Objetivo Aumentar a eficiência e competitividade das empresas Eletrobras, através da integração

Leia mais

Nossa Visão. Ser a melhor empresa de logística da América Latina.

Nossa Visão. Ser a melhor empresa de logística da América Latina. Nossa Visão Ser a melhor empresa de logística da América Latina. Nossos Valores Foco no cliente Gente faz a diferença e vale pelo que faz Integridade e transparência Lucro para valorização crescente Simplicidade

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 3. Gestão empresarial 3.1 Gestão empresarial Objetivo: prover

Leia mais

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS PLANEJAMENTO PARA ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA 1º SEMESTRE DE 2016 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a suas atividades em 1944 com o objetivo de preparar profissionais bem

Leia mais

SISTEMAS DE REMUNERAÇÃO

SISTEMAS DE REMUNERAÇÃO SISTEMAS DE REMUNERAÇÃO ESTRATÉGIAS DE REMUNERAÇÃO REMUNERAÇÃO ESTRATÉGICA É O USO INTELIGENTE DAS VÁRIAS FORMAS DE REMUNERAÇÃO, CUJO CONJUNTO ESTABELECE UM FORTE VÍNCULO COM A NOVA REALIDADE DAS ORGANIZAÇÕES

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 1. Comercial e Marketing 1.1 Neurovendas Objetivo: Entender

Leia mais

MBA Gestão de Pessoas Ênfase em Estratégias

MBA Gestão de Pessoas Ênfase em Estratégias MBA Gestão de Pessoas Ênfase em Estratégias Curso de Pós-Graduação Lato Sensu Especialização (versão 2011) Coordenação Acadêmica: Maria Elizabeth Pupe Johann OBJETIVOS: Objetivo Geral: - Promover o desenvolvimento

Leia mais