Sistema de Navegação Guilhermo Reis

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistema de Navegação. 2006 Guilhermo Reis www.guilhermo.com"

Transcrição

1 Sistema de Navegação 2006 Guilhermo Reis

2 2 O que é navegar? Navegar é alcançar um destino que está fora do alcance de campo de visão do ponto de partida. Para alcançar seu destino, o navegador se orienta através de instrumentos e pontos de referência que determinam a sua posição e a direção a seguir.

3 3 E navegar na Web? A navegação em hipertextos é análoga a navegação em espaços físico. Para se movimentar o usuário precisa de orientação, caso contrário ele se perde. No mundo físico existe uma infinidade de pontos de referências para o usuário se orientar (árvores, rios, montanhas, estrelas, placas, etc.). Em um website, ao contrário, esses pontos de referência não existem. Assim, ao se projetar um website,é necessário criar um sistema de navegação para estabelecer pontos de referência e uma sinalização que oriente o

4 4 Objetivo do Sistema de Navegação O sistema de navegação é o componente da Arquitetura de Informação que especifica as maneiras de navegar, de se mover pelo espaço informacional e hipertextual do website. Sua função é indicar ao usuário a sua localização e mostrar o caminho correto para que ele chegue ao seu destino.

5 5 Recomendações para o projeto do Sistema de Navegação Segundo NIELSEN (2000), um bom sistema de navegação deve, a todo momento, responder a 3 perguntas básicas: Onde estive? Onde Estou? Aonde posso ir? NIELSEN, J. Projetando Websites. Rio de Janeiro: Campus, 2000.

6 6 Recomendações para o projeto do Sistema de Navegação FLEMING (1998) cita 10 princípios básicos para sistema de navegação de qualidade: Fácil de aprender O sistema de navegação deve ser fácil de aprender porque se os usuários perderem muito tempo para entender como utilizá-lo, ele irão abandonar o website. Consistente Os usuários, após compreenderem como o sistema de navegação funciona, passam a confiar nele. Um sistema consistente permite que o usuário tenha previsibilidade sobre como será a reposta do sistema antes de executar cada ação. Prove feedback O usuário espera que o sistema reaja a cada ação que executar sobre a sua interface. É através dessas reações que o usuário consegue avaliar se o sistema executou a ação com sucesso. Por isso o sistema de navegação deve lhe dar sempre feedback, mostrando-lhe sua posição espacial. Presente de diferentes formas conforme o contexto Para decidir seus movimentos, o usuário precisa ver as possíveis rotas. Ser contextualizado é apresentar para o usuário as rotas que lhe interessam conforme o ponto em que se encontra no sistema. Oferece alternativas Usuários diferentes possuem diferentes estratégias de navegação. O sistema de navegação deve ser capaz de atender a esses diferentes comportamentos. FLEMING, J. Web Navigation: Designing the User Experience. O'Reilly, 1998.

7 7 Recomendações para o projeto do Sistema de Navegação Economiza ações e tempo de utilização Navegação longas causam frustração no usuário. Por isso, o sistema de navegação deve sempre manter as rotas curtas e oferecer atalhos, especialmente para usuários experientes. Apresenta mensagens claras e no momento adequado O sistema de navegação deve ter um visual claro e que guie o usuário em detrimento da estética. Possui rótulos compreensíveis O sistema de navegação deve usar rótulos claros, sem ambigüidade, na linguagem do usuário e consistentes com as informações apresentadas. Está em sintonia com o propósito do website A abordagem do sistema de navegação depende muito dos objetivos do website e das experiências do usuário, assim o design do sistema de navegação deve auxiliar o usuário a seguir esses objetivos. Suporta os objetivos e comportamentos do usuário O sistema de navegação deve auxiliar os usuários a executarem suas tarefas da forma que estão acostumados a fazê-las. FLEMING, J. Web Navigation: Designing the User Experience. O'Reilly, 1998.

8 8 Recomendações para o projeto do Sistema de Navegação Equilibre flexibilidade e confusão Flexibilidade Posso ir para qualquer lugar! Permite ao usuário ir rapidamente de um ponto a outro no site. Fornece muitos atalhos. Confusão Para onde vou? Muitas opções de navegação confundem o usuário. Demora para escolher onde clicar.

9 Processo de Compras da Americanas.com 9 Escolha do Produto Muitos links + Flexibilidade + Confusão Escolha forma de pagamento Poucos links - Flexibilidade - Confusão Diminua a quantidade de opções de navegação nas tarefas mais críticas para que o usuário possa focar melhor sua atenção.

10 10 Recomendações para o projeto do Sistema de Navegação Utilize a navegação social Navegação social consiste em apresentar a um usuário o que outros usuários com os mesmos interesses encontraram no website. Ela permite se criar correlações entre os conteúdos baseadas nos interesses do usuário e não nas suposições do arquiteto de informação. Clientes que compraram esse livro também compraram Essa famosa lista de links do site da Amazon mostra ao usuário interessado em um produto o que os outros usuários com o mesmo interesse compraram no site.

11 11 Recomendações para o projeto do Sistema de Navegação Aproveite as funcionalidades do browser Muita pesquisa, análise e testes já foram investidos na concepção das funcionalidades dos principais browsers. Por isso evite, ao projetar o sistema de navegação, desabilitar ou duplicar essas funcionalidades. Todos os principais browsers possuem um botão Voltar. Não duplique essa funcionalidade sem necessidade.

12 12 Os elementos do sistema de navegação são divididos em dois sub-sistemas: Sistema de Navegação Embutido Sistema de Navegação Remoto Formado pelos elementos de navegação que são apresentados junto com o conteúdo. Formado pelos elementos externos a hierarquia do site. Sua função é contextualizar e oferecer flexibilidade de movimento. Logotipo Barra de Navegação Global Menu Local Bread Crumb Cross Content Sua função é prover caminhos complementares para se encontrar o conteúdo e completar as tarefas. Mapa do Site Índice Remissivo

13 13 Logotipo Tem a função de identificar o website e mostrar ao usuário a sua posição em relação a web como um todo. Como se pode entrar em um website através de qualquer página, é importante que todas contenham o logotipo para que o usuário identifique em que website está. Normalmente possui link para a Home-Page. Logotipo

14 14 Barra de Navegação Global Contém os links para as áreas chaves do site, as grandes categorias do modelo de organização. Frequentemente é o único elemento de navegação comum a todo o website, por isso tem grande impacto na usabilidade. Barras em formato horizontal têm quantidade de links limitadas para que a página não tenha scroll horizontal. Uma alternativa é se criar mais de uma barra de navegação global, agrupando os links por funcionalidade. Barra de Navegação Global do Submarino Ajuda e Listas de Compras Acompanhamento dos Pedidos Categorias dos Produtos

15 15 Menu Local Apresenta links para páginas que estão próximas, na estrutura do website, à página que está sendo visitada (Páginas irmãs, filhas, pais, etc.) Menu local da seção DVDs do Submarino

16 16 Menu Local - Menus Pop-up e Pull-down Vantagem: permitem mostrar os itens do menu de navegação de uma forma bem compacta. Desvantagem: escondem as opções do usuário. Menu Pop-up Menu Pull-down

17 17 Bread Crumb Informa onde o usuário se encontra na estrutura do site e fornece links para os níveis hierárquicos superiores. São bastante compactos. Úteis em situações onde o usuário está pesquisando, comparando e selecionando.

18 18 Bread Crumb Segundo Instone (2002), existem 3 tipos de bread crumbs: Location Bread Crumb Informa a posição da página na estrutura do site mostrando links para todas as páginas hierarquicamente superiores até a Home-Page. A página tem sempre o mesmo bread crumb independente do caminho percorrido para alcançá-la. Path Bread Crumb Mostra o caminho percorrido pelo usuário para alcançar a página. Se a mesma página puder ser acessada por diferentes caminhos, ela apresentará diferentes bread crumbs. Attribute Bread Crumb Mostra atributos (meta-dados) do conteúdo da página. INSTONE, K. Location, Path & Attribute Breadcrumbs. User-experience.org,

19 19 Location Bread Crumb Cada página tem um bread crumb único.

20 20 Path Bread Crumb A mesma página acessada por diferentes caminhos trás diferentes bread crumbs.

21 21 Attribute Bread Crumb Essa página da Amazon possui 7 attributes bread crumbs para o mesmo brinquedo que mostram todos os seus atributos.

22 22 Cross Content Apresenta uma série de links relacionados ao conteúdo da página que está sendo visitada. Para serem úteis devem ser bastante contextualizados.

23 23 Mapa do Site Apresenta toda a estrutura do website, normalmente na forma hierárquica. Reforça a hierarquia do website para que o usuário se familiarize com a sua organização. Facilita o acesso rápido e direto para o conteúdo. Evita sobrecarregar o usuário com muita informação. Não é recomendado para websites com pouca organização hierárquica.

24 24 Índice Remissivo São listas de palavras chaves organizadas em ordem alfabética. Bastante úteis quando o usuário já sabe o nome do conteúdo que procura.

Arquitetura de Informação - 4

Arquitetura de Informação - 4 Arquitetura de Informação - 4 Ferramentas para Web Design Prof. Ricardo Ferramentas para Web Design 1 Esquemas de Organização da Informação Exata Divide a informação em categorias bem definidas e mutuamente

Leia mais

Sistema de Navegação

Sistema de Navegação Sistema de Navegação Guilhermo Reis www.guilhermo.com 2 O que é navegar? Navegar é alcançar um destino que está fora do alcance do campo de visão do ponto de partida. Para alcançar seu destino, o navegador

Leia mais

Projeto de Interface do Usuário

Projeto de Interface do Usuário Projeto de Interface do Usuário Arquitetura de Informação Danielle Freitas 2015.1 http://docente.ifrn.edu.br/daniellefreitas Agenda Introdução O que é arquitetura da informação Estratégia de conteúdo Sistema

Leia mais

usabilidade assume uma importância ímpar na economia da Internet

usabilidade assume uma importância ímpar na economia da Internet WEB Usabilidade WEB usabilidade assume uma importância ímpar na economia da Internet no design de produtos e de software tradicionais, usuários pagam antes e experimentam a usabilidade depois na WEB experimentam

Leia mais

Sitegrama e Fluxo das Transações

Sitegrama e Fluxo das Transações Sitegrama e Fluxo das Transações Guilhermo Reis www.guilhermo.com 2 Definição Sitegrama Diagrama que representa a organização hierárquica de um website. Contém todas as páginas de conteúdo e a entrada

Leia mais

Experiência Profissional. Paixões. Formação Acadêmica. Guilhermo Reis. Consultor de Arquitetura de Informação e Usabilidade

Experiência Profissional. Paixões. Formação Acadêmica. Guilhermo Reis. Consultor de Arquitetura de Informação e Usabilidade Arquitetura de Informação e Usabilidade 2009 Guilhermo Reis www.guilhermo.com Guilhermo Reis São Paulo março/2009 Quem sou eu? 2 Experiência Profissional Formação Acadêmica Paixões Guilhermo Reis Consultor

Leia mais

Arquitetura de Informação e Usabilidade

Arquitetura de Informação e Usabilidade Arquitetura de Informação e Usabilidade 2008 Guilhermo Reis www.guilhermo.com 2 Enquanto isso no caixa eletrônico... 1 3 O que é Arquitetura de Informação de websites? Tornar o complexo claro. WURMAN (1997)

Leia mais

Desenvolvimento Web Usabilidade na Web aula I introdução e o design geral do site. Prof.: Bruno E. G. Gomes IFRN

Desenvolvimento Web Usabilidade na Web aula I introdução e o design geral do site. Prof.: Bruno E. G. Gomes IFRN Desenvolvimento Web Usabilidade na Web aula I introdução e o design geral do site Prof.: Bruno E. G. Gomes IFRN 1 Introdução A Web oferece uma enorme liberdade de escolha e movimentação Qualquer coisa

Leia mais

Tópicos de Ambiente Web Web Design III

Tópicos de Ambiente Web Web Design III Tópicos de Ambiente Web Web Design III Professora: Sheila Cáceres Conteúdo para Web Educacional Entretenimento Comercial Industrial Cientifico Entre outros Tópicos de Ambiente Web - Prof. Sheila Cáceres

Leia mais

Arquitetura de Informação de Websites. 2006 Guilhermo Reis www.guilhermo.com

Arquitetura de Informação de Websites. 2006 Guilhermo Reis www.guilhermo.com Arquitetura de Informação de Websites 2006 Guilhermo Reis www.guilhermo.com 2 Vivemos a era da explosão da informação Existe um tsunami de dados que bate sobre as praias do mundo civilizado. É um maremoto

Leia mais

Arquitetura de Informação - 6

Arquitetura de Informação - 6 Arquitetura de Informação - 6 Ferramentas para Web Design Prof. Ricardo Ferramentas para Web Design 1 Objetivo do Sistema de Rotulação O sistema de rotulação é o componente da Arquitetura de Informação

Leia mais

Critérios. Melhores Práticas e Regras

Critérios. Melhores Práticas e Regras AULA 10 - ETAPAS DE DESENVOLVIMENTO WEB Usabilidade Projetando para o usuário Os conceitos de usabilidade têm como base o desenvolvimento de projetos centrados nas necessidades reais dos usuários. Lembre-se,

Leia mais

USABILIDADE NA WEB : Projetando Websites com Qualidade

USABILIDADE NA WEB : Projetando Websites com Qualidade Universidade Federal de Santa Catarina Programa de Pós-Graduação em Eng. e Gestão do Conhecimento USABILIDADE NA WEB : Projetando Websites com Qualidade Jakob Nielsen Hoa Loranger Rafael Tezza SOBRE A

Leia mais

2009 Guilhermo Reis www.guilhermo.com. www.youtube.com/watch?v=jo3rl2kxb4g

2009 Guilhermo Reis www.guilhermo.com. www.youtube.com/watch?v=jo3rl2kxb4g Arquitetura de Informação e Usabilidade 2009 Guilhermo Reis www.guilhermo.com Guilhermo Reis Impacta São Paulo março/2009 Mais um atendimento do Help Desk... www.youtube.com/watch?v=jo3rl2kxb4g 1 Nós somos

Leia mais

Arquitetura de Informação e Usabilidade

Arquitetura de Informação e Usabilidade Arquitetura de Informação e Usabilidade Guilhermo Reis ENCOINFO Palmas / TO março/2009 Era uma vez um atendimento do Help Desk... 1 www.youtube.com/watch?v=jo3rl2kxb4g Nós somos viciados em computador

Leia mais

Usabilidade de Interfaces e Arquitetura da Informação: Navegação Estrutural. Interfaces Usability and Information Architecture: Structural Navigation.

Usabilidade de Interfaces e Arquitetura da Informação: Navegação Estrutural. Interfaces Usability and Information Architecture: Structural Navigation. Usabilidade de Interfaces e Arquitetura da Informação: Navegação Estrutural. Interfaces Usability and Information Architecture: Structural Navigation. Felipe Ferraz Pereira Memoria Mestrando em Design

Leia mais

A importância da arquitetura da Informação no desenho de websites

A importância da arquitetura da Informação no desenho de websites A importância da arquitetura da Informação no desenho de websites 2008 Guilhermo Reis www.guilhermo.com 2 Enquanto isso no caixa eletrônico... 1 3 De volta para casa... flickr.com/photos/lukeamotion/2142857770

Leia mais

AVALIAÇÃO DA USABILIDADE DOS SÍTIOS DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS DO EXTREMO SUL DO BRASIL

AVALIAÇÃO DA USABILIDADE DOS SÍTIOS DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS DO EXTREMO SUL DO BRASIL AVALIAÇÃO DA USABILIDADE DOS SÍTIOS DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS DO EXTREMO SUL DO BRASIL Samuel dos Santos Salimen 1 Clériston Ribeiro Ramos 2 Resumo: Disponibilizar informações que possam ser acessado

Leia mais

Usabilidade e Acessibilidade dos Museus Online. Ivo Gomes

Usabilidade e Acessibilidade dos Museus Online. Ivo Gomes Usabilidade e Acessibilidade dos Museus Online Ivo Gomes Análise aos websites dos Museus Nacionais Em colaboração com o Público Digital Análise aos websites dos Museus Nacionais O Público Digital pediu

Leia mais

CADASTRO DE USUÁRIO PORTAL WEB

CADASTRO DE USUÁRIO PORTAL WEB CADASTRO DE USUÁRIO PORTAL WEB SUMÁRIO 1. ACESSANDO PELA PÁGINA DEFAULT... 3 2. ACESSANDO PELA PÁGINA DE LOGIN... 3 3. ACESSANDO PELO MENU PRINCIPAL... 4 3.1. EFETUAR CADASTRO... 5 3.2. ALTERAR CADASTRO...

Leia mais

Interação Humano-Computador Design: estrutura e estética PROFESSORA CINTIA CAETANO

Interação Humano-Computador Design: estrutura e estética PROFESSORA CINTIA CAETANO Interação Humano-Computador Design: estrutura e estética PROFESSORA CINTIA CAETANO Arte X Engenharia Desenvolver Sistema Web é arte? A Web oferece espaço para arte...... mas os usuários também desejam

Leia mais

UFCD 0152 Estrutura de um sítio para Internet

UFCD 0152 Estrutura de um sítio para Internet INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP DELEGAÇÃO REGIONAL DO NORTE CENTRO DE EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE VIANA DO CASTELO-SERVIÇO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL UFCD 0152 Estrutura de um sítio

Leia mais

SEU SITE FUNCIONA? Teste rápido de Usabilidade e Comunicação Web

SEU SITE FUNCIONA? Teste rápido de Usabilidade e Comunicação Web SEU SITE FUNCIONA? Teste rápido de Usabilidade e Comunicação Web Não é mais segredo para ninguém: ter um site de sua empresa na Web já se tornou obrigatório. Mas ter um site não basta. Este site deve agregar

Leia mais

DIRETRIZES DE USABILIDADE PARA A CONSTRUÇÃO DE HOMEPAGES

DIRETRIZES DE USABILIDADE PARA A CONSTRUÇÃO DE HOMEPAGES UFSM - Universidade Federal de Santa Maria CAFW - Colégio Agrícola de Frederico Westphalen Prof.ª Elisa Maria Pivetta Interação Humano-Computador DIRETRIZES DE USABILIDADE PARA A CONSTRUÇÃO DE HOMEPAGES

Leia mais

USER EXPERIENCE. Luis Felipe Fernandes. UX Academy. www.uxacademy.com.br! www.uxacademy.com.br!

USER EXPERIENCE. Luis Felipe Fernandes. UX Academy. www.uxacademy.com.br! www.uxacademy.com.br! UX USER EXPERIENCE Luis Felipe Fernandes UX Academy UX Como criar websites e aplicativos que, além de atraentes, são fáceis de usar e atendem às necessidades do usuário. LUIS FELIPE FERNANDES o Alto Alegre

Leia mais

Disciplina: Interface Humano-Computador Prof: João Carlos da Silva Junior

Disciplina: Interface Humano-Computador Prof: João Carlos da Silva Junior Disciplina: Interface Humano-Computador Prof: João Carlos da Silva Junior Definição Interação homem-computador é o conjunto de processos, diálogos, e ações através dos quais o usuário humano interage com

Leia mais

U NIFACS ERGONOMIA INFORMACIONAL PROFª MARIANNE HARTMANN 2006.1

U NIFACS ERGONOMIA INFORMACIONAL PROFª MARIANNE HARTMANN 2006.1 U NIFACS ERGONOMIA INFORMACIONAL PROFª MARIANNE HARTMANN 2006.1 AULA 20 PROBLEMAS DE INTERFACE 12.maio.2006 FAVOR DESLIGAR OS CELULARES usabilidade compreende a habilidade do software em permitir que o

Leia mais

Estrutura e estética: Organização, layout, cores e tipos

Estrutura e estética: Organização, layout, cores e tipos Design Web Estrutura e estética: Organiação, layout, cores e tipos Apresentação: Estrutura e Estética Organiação Navegação Layout Cores e Tipografia! " Representação e Apresentação Representação Utiliar

Leia mais

Arquitetura de Informação - 2

Arquitetura de Informação - 2 Arquitetura de Informação - 2 Ferramentas para Web Design Prof. Ricardo Ferramentas para Web Design 1 Arquitetura de Informação (AI): Objetivo: Compreender os vários cenários em que o design de informação

Leia mais

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 4º PERÍODO - 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A4 DATA 22/10/2009 ENGENHARIA DE USABILIDADE

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 4º PERÍODO - 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A4 DATA 22/10/2009 ENGENHARIA DE USABILIDADE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 4º PERÍODO - 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A4 DATA 22/10/2009 ENGENHARIA DE USABILIDADE 2009/2 GABARITO COMENTADO QUESTÃO 1: Quando nos referimos à qualidade da interação

Leia mais

Análise de usabilidade de menus de navegação em portal com grande quantidade de informação e vários níveis hierárquicos

Análise de usabilidade de menus de navegação em portal com grande quantidade de informação e vários níveis hierárquicos Análise de usabilidade de menus de navegação em portal com grande quantidade de informação e vários níveis hierárquicos Marcia Maia Outubro/2007 Vamos ver nesta apresentação Análise de usabilidade de menus

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO 3 DICAS PARA CRIAR UM BOM SITE 4

Sumário INTRODUÇÃO 3 DICAS PARA CRIAR UM BOM SITE 4 Sumário Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 5.988 de 14/12/73. Nenhuma parte deste livro, sem prévia autorização por escrito de Celta Informática, poderá ser reproduzida total ou parcialmente,

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE CONTEÚDO EDUCACIONAL CENTRADO NO USUÁRIO BASEADO NA INTERNET APLICADO EM PROGRAMA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

DESENVOLVIMENTO DE CONTEÚDO EDUCACIONAL CENTRADO NO USUÁRIO BASEADO NA INTERNET APLICADO EM PROGRAMA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DESENVOLVIMENTO DE CONTEÚDO EDUCACIONAL CENTRADO NO USUÁRIO BASEADO NA INTERNET APLICADO EM PROGRAMA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 05/2005 137-TC-C5 Sergio Ferreira do Amaral Faculdade de Educação da UNICAMP

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 4 INTERNET

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 4 INTERNET CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 4 INTERNET O que é a Internet? É a ligação em escala mundial de milhões de computadores para a troca de informações. As informações, na Internet, trafegam quase que instantaneamente.

Leia mais

www.rakutencommerce.com.br E-BOOK

www.rakutencommerce.com.br E-BOOK APRENDA AS ÚLTIMAS DICAS E TRUQUES SOBRE COMO DAR UM TAPA 3.0 NA SUA LOJA VIRTUAL. www.rakutencommerce.com.br E-BOOK propósito desse ebook é muito simples: ajudar o varejista on-line a dar um tapa 3.0

Leia mais

Faculdade de Ciências Médicas FCM Unicamp Núcleo de Tecnologia de Informação NTI

Faculdade de Ciências Médicas FCM Unicamp Núcleo de Tecnologia de Informação NTI Manual do usuário Desenvolvendo páginas em Drupal Faculdade de Ciências Médicas FCM Unicamp Núcleo de Tecnologia de Informação NTI Conteúdo Primeiro Passo... 3 1.1 Login... 3 1.2 Recuperando a Senha...

Leia mais

Programação e Designer para WEB

Programação e Designer para WEB Programação e Designer para WEB Usabilidade Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Porque se preocupar com a web público extremamente grande cada dia cresce mais gerador de negócios ferramenta

Leia mais

USABILIDADE NA WEB E EM INTERFACES. Tutora: Aline Yuri Ieiri (UAB UFABC - PACC)

USABILIDADE NA WEB E EM INTERFACES. Tutora: Aline Yuri Ieiri (UAB UFABC - PACC) USABILIDADE NA WEB E EM INTERFACES. Tutora: Aline Yuri Ieiri (UAB UFABC - PACC) Definição do conceito O que é Usabilidade? Usabilidade é um termo usado para definir a facilidade com que as pessoas podem

Leia mais

Estudo de usabilidade

Estudo de usabilidade Estudo de usabilidade Ocorrências Recomendações Sugestões de reformulação Pontos analisados: Área exclusivas Cadastro Busca Mini-Sites Vídeos Percepções do Portal Brasil Agosto 2010 Í N D I C E 1. sumário

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

Concepção. Guilhermo Reis www.guilhermo.com. Objetivo da fase de Concepção

Concepção. Guilhermo Reis www.guilhermo.com. Objetivo da fase de Concepção Concepção Guilhermo Reis www.guilhermo.com 2 Objetivo da fase de Concepção O objetivo da fase de Concepção é definir as regras de organização e apresentação dos conteúdos e serviços do website e o seu

Leia mais

Existem 109 questões nesta pesquisa

Existem 109 questões nesta pesquisa FASE 2: ANÁLISE DO WEBSITE INSTRUÇÕES Leia atentamente todas as questões Explore o website em avaliação, procurando pelas questões propostas Depois, responda cada questão Algumas questões precisam de informações

Leia mais

Avaliação Do Site EducaRede. Introdução

Avaliação Do Site EducaRede. Introdução 1 Ivan Ferrer Maia Pós-Graduação em Multimeios / Unicamp Disciplina Multimeios e Educação Prof. Dr. José Armando Valente Avaliação Do Site EducaRede Introdução A quantidade de Websites encontrada no universo

Leia mais

Dicas para desenvolvimento WEB

Dicas para desenvolvimento WEB Dicas para desenvolvimento WEB Além de todo conhecimento sobre as bases tecnológicas que envolvem o desenvolvimento de sites para WEB, um pouco de diretrizes faz bem ao Desenvolvedor. Com base nessa premissa

Leia mais

Design de IHC Design da Comunicação Modelos de Interação

Design de IHC Design da Comunicação Modelos de Interação 1 Design de IHC Design da Comunicação Modelos de Interação INF1403 Introdução a IHC Luciana Salgado Representações e Aspectos de IHC Representações e Aspectos de IHC Representações e Aspectos de IHC Representações

Leia mais

MANUAL TECLADO ADAPTADO IntelliKeys USB

MANUAL TECLADO ADAPTADO IntelliKeys USB NAPNE Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Especiais SIEP Sistema de Informações da Educação Profissional e Tecnológica MANUAL TECLADO ADAPTADO IntelliKeys USB Fonte: User s Guide (Guia do

Leia mais

Usabilidade da interface de sites e-commerce

Usabilidade da interface de sites e-commerce - 1 - Revista Eletrônica Multidisciplinar Pindorama do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia IFBA Usabilidade da interface de sites e-commerce Profª. MSc. Simone Azevedo Bandeira

Leia mais

3 - Projeto de Site:

3 - Projeto de Site: 3 - Projeto de Site: O site de uma empresa é como um cartão de visita que apresenta sua área de negócios e sua identidade no mercado, ou ainda, como uma vitrine virtual em que é possível, em muitos casos,

Leia mais

ÍNDICE. www.leitejunior.com.br 16/06/2008 17:48 Leite Júnior

ÍNDICE. www.leitejunior.com.br 16/06/2008 17:48 Leite Júnior ÍNDICE MICROSOFT INTERNET EXPLORER 6 SP2 (IE6 SP2)...2 JANELA PRINCIPAL...2 PARTES DA JANELA...2 OS MENUS DO IE6...3 MENU ARQUIVO...3 MENU EDITAR...3 MENU EXIBIR...3 MENU FAVORITOS...4 MENU FERRAMENTAS...4

Leia mais

Engenharia de Software para WEB

Engenharia de Software para WEB Engenharia de Software para WEB Daniela de Fátima Turquette 1 1 Ciência da Computação Universidade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC) Barbacena MG Brasil daniturquette@yahoo.com.br Resumo. O desenvolvimento

Leia mais

Webdesign Fluxo de Desenvolvimento do Webdesign

Webdesign Fluxo de Desenvolvimento do Webdesign Webdesign Fluxo de Desenvolvimento do Webdesign Conteúdos Os materiais de aula, apostilas e outras informações estarão disponíveis em: www.thiagomiranda.net Tópicos da Aula 1. Design 2. Importância do

Leia mais

23 LOCAIS ESTRATÉGICOS PARA INSERIR O OPT-IN DO EMAIL MARKETING

23 LOCAIS ESTRATÉGICOS PARA INSERIR O OPT-IN DO EMAIL MARKETING WHITEPAPER 23 LOCAIS ESTRATÉGICOS PARA INSERIR O OPT-IN DO EMAIL MARKETING Por Juliana Padron CEO da Templateria INFO@TEMPLATERIA.COM WHITEPAPER 23 LOCAIS ESTRATÉGICOS PARA INSERIR O OPT-IN DO EMAIL MARKETING

Leia mais

Esse manual é um conjunto de perguntas e respostas para usuários(as) do Joomla! 1.5.

Esse manual é um conjunto de perguntas e respostas para usuários(as) do Joomla! 1.5. Esse manual é um conjunto de perguntas e respostas para usuários(as) do Joomla! 1.5. Ele considera que você já tem o Joomla! instalado no seu computador. Caso você queira utilizá lo em um servidor na web,

Leia mais

Unidade III. Implementando o sítio. Escolhendo o editor de páginas HTML

Unidade III. Implementando o sítio. Escolhendo o editor de páginas HTML Unidade III Implementando o sítio Escolhendo o editor de páginas HTML Dentre a extensa gama de editores de páginas em HTML, abordamos sucintamente alguns desses programas que possuem as características

Leia mais

Universidade Federal de Santa Maria Colégio agrícola de Frederico Westphalen. Aplicações Web. Elisa Maria Pivetta Cantarelli elisapivetta@hotmail.

Universidade Federal de Santa Maria Colégio agrícola de Frederico Westphalen. Aplicações Web. Elisa Maria Pivetta Cantarelli elisapivetta@hotmail. Universidade Federal de Santa Maria Colégio agrícola de Frederico Westphalen Aplicações Web Elisa Maria Pivetta Cantarelli elisapivetta@hotmail.com WWW (World Wide Web) Originalmente composta só por texto

Leia mais

AVALIAÇÃO DE USABILIDADE E ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO EM UM SITE INSTITUCIONAL

AVALIAÇÃO DE USABILIDADE E ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO EM UM SITE INSTITUCIONAL AVALIAÇÃO DE USABILIDADE E ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO EM UM SITE INSTITUCIONAL RESUMO O objetivo deste artigo é avaliar a usabilidade e a arquitetura de informação de um site institucional, bem como propor

Leia mais

Avaliação Ergonômica da Usabilidade da Navegação Estrutural

Avaliação Ergonômica da Usabilidade da Navegação Estrutural Felipe Ferraz Pereira Memoria Avaliação Ergonômica da Usabilidade da Navegação Estrutural Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do título de Mestre pelo Programa

Leia mais

Curso de Capacitação em Gerenciador de Conteúdo PLONE

Curso de Capacitação em Gerenciador de Conteúdo PLONE Curso de Capacitação em Gerenciador de Conteúdo PLONE 1 Índice Estrutura Viewlets 21 Portlets 26 2 Estrutura Intermediário Depois de conhecer a estrutura principal do Plone e realizar as configurações

Leia mais

Manual do sistema Versão 1.0

Manual do sistema Versão 1.0 SIACON SISTEMA INTEGRADO DE CONVÊNIO Manual do sistema Versão 1.0 1. Introdução O SIACON é um sistema de convênio-empresa, baseado na plataforma de internet, aonde os funcionários de empresas conveniadas

Leia mais

Fluxo de Desenvolvimento do Webdesign

Fluxo de Desenvolvimento do Webdesign Webdesign Fluxo de Desenvolvimento do Webdesign Apresentação, Fluxo de Desenvolvimento e Arquitetura da Informação Apresentação Thiago Miranda Email: mirandathiago@gmail.com Site: www.thiagomiranda.net

Leia mais

Rastreamento Mobile. Manual de uso

Rastreamento Mobile. Manual de uso atualizado em 10/06/2014 Rastreamento Mobile Manual de uso Agora você pode utilizar seu aparelho móvel para acessar o seu sistema de rastreamento! O rastreamento Mobile é um website preparado para apresentar

Leia mais

Padrão de Interface WEB

Padrão de Interface WEB Padrão de Interface WEB 1 OBJETIVO...4 INTRODUÇÃO...5 2.1 Introdução...5 2.2 Usabilidades para aplicativos web...5 2.3 Conceitos...6 PRINCÍPIOS BÁSICOS...7 3.1 Principios básicos de usabilidade...7 PROPOSTA

Leia mais

Manual do Usuário. E-DOC Peticionamento Eletrônico TST

Manual do Usuário. E-DOC Peticionamento Eletrônico TST E-DOC Peticionamento APRESENTAÇÃO O sistema E-DOC substituirá o atual sistema existente. Este sistema permitirá o controle de petições que utiliza certificado digital para autenticação de carga de documentos.

Leia mais

7 Análise dos dados, check list e heurísticas

7 Análise dos dados, check list e heurísticas 263 7 Análise dos dados, check list e heurísticas 7.1 Classificação dos problemas observados Conforme exposto no Capítulo 4 (Método e técnicas de pesquisa), o trabalho de coleta e registro das observações

Leia mais

Interface Homem- Computador

Interface Homem- Computador Interface Homem- Computador (IHC) Profª. Leticia Lopes Leite Software Educacional I Interface Deve ser entendida como sendo a parte de um sistema computacional com a qual uma pessoa entra em contato física,

Leia mais

OFICINA BLOG DAS ESCOLAS

OFICINA BLOG DAS ESCOLAS OFICINA BLOG DAS ESCOLAS Créditos: Márcio Corrente Gonçalves Mônica Norris Ribeiro Março 2010 1 ACESSANDO O BLOG Blog das Escolas MANUAL DO ADMINISTRADOR Para acessar o blog da sua escola, acesse o endereço

Leia mais

Conteúdo. Página 1 de 7

Conteúdo. Página 1 de 7 Conteúdo Introdução... 2 Novo relatório de freqüência... 2 Campos do relatório de freqüência.... 3 Vales... 3 Bolsa... 3 Botões do relatório de freqüência... 4 Navegação... 4 Busca... 4 Atalhos... 4 Recuperar

Leia mais

Bem-vindo! O que há de novo no PaperPort 10?

Bem-vindo! O que há de novo no PaperPort 10? Bem-vindo! O ScanSoft PaperPort é um pacote de softwares para gerenciamento de documentos que ajuda o usuário a organizar, acessar, compartilhar e gerenciar documentos em papel e digitais no computador

Leia mais

O que torna a Web interessante?? Web Design: Visão Geral e Diretrizes. O que torna a Web interessante?? Qual o desafio?? Usuários detestam...

O que torna a Web interessante?? Web Design: Visão Geral e Diretrizes. O que torna a Web interessante?? Qual o desafio?? Usuários detestam... O que torna a Web interessante?? Web Design: Visão Geral e Diretrizes??? Interação Usuário-Computador (SCE-224) Prof. Rudinei Goularte O que torna a Web interessante?? Informação não-linear Textos + Gráficos

Leia mais

Fundamentos de Design Web

Fundamentos de Design Web Fundamentos de Design Web Usabilidade, Interatividade e Comunicabilidade na Web Dimensões do sistema &RQFHLWXDO )XQFLRQDO,QWHUDomR &RPXQLFDomR Conceitual Modelo conceitual da aplicação. Funcional Funções

Leia mais

Arquitetura da Informação x Design de Websites. 2007 Guilhermo Reis www.guilhermo.com

Arquitetura da Informação x Design de Websites. 2007 Guilhermo Reis www.guilhermo.com Arquitetura da Informação x Design de Websites 2007 Guilhermo Reis www.guilhermo.com Vivemos a era da explosão da informação 2 3 Breve Histórico RICHARD SAUL WURMAN Criou o termo Arquitetura de Informação

Leia mais

Voltado para novos usuários, este capítulo fornece uma instrução para edição de Leiaute do SILAS e suas funções.

Voltado para novos usuários, este capítulo fornece uma instrução para edição de Leiaute do SILAS e suas funções. 13. Editor de leiautes Voltado para novos usuários, este capítulo fornece uma instrução para edição de Leiaute do SILAS e suas funções. Neste capítulo uma breve explicação será apresentada sobre a organização

Leia mais

Wireframes. Definição. Wireframes

Wireframes. Definição. Wireframes Wireframes Guilhermo Reis www.guilhermo.com 2 Definição Wireframes Diagrama que representa todos os elementos de uma página, definindo esses elementos, a hierarquia entre eles, agrupamentos e suas importâncias

Leia mais

ANÁLISE DE SITES EDUCACIONAIS PELO PROFESSOR E PELO ALUNO

ANÁLISE DE SITES EDUCACIONAIS PELO PROFESSOR E PELO ALUNO Análise do professor: Parâmetros para avaliação Ao navegar por Web sites é importante observar alguns tópicos para determinar se um site é bom ou não. Navegação, design, conteúdo, velocidade de acesso,

Leia mais

Sistema de Busca. Guilhermo Reis www.guilhermo.com. Qual a importância do sistema de busca?

Sistema de Busca. Guilhermo Reis www.guilhermo.com. Qual a importância do sistema de busca? Sistema de Busca Guilhermo Reis www.guilhermo.com 2 Qual a importância do sistema de busca? Cerca de 1/3 das pessoas que nós testamos normalmente tentam a busca como suas estratégias iniciais, e as outras

Leia mais

Dynamed. Tutorial de uso. www.ebsco.com

Dynamed. Tutorial de uso. www.ebsco.com Dynamed Tutorial de uso Tópicos Revisão geral da interface Pesquisa Termo de busca Lista de resultados Sumário clínico Índice alfabético Categorias Alertas Calculadoras médicas Acesso de dispositivos móveis

Leia mais

Unidade: Sistemas Hipermidia Multimidia. Unidade I:

Unidade: Sistemas Hipermidia Multimidia. Unidade I: Unidade I: 0 Unidade: Sistemas Hipermidia Multimidia Engenharia de Websites Por que realizar uma Engenharia de websites: Devemos seguir Princípios básicos de Engenharia (passos bem definidos); Websites

Leia mais

Manual do usuário. v1.0

Manual do usuário. v1.0 Manual do usuário v1.0 1 Iniciando com o Vivo Gestão 1. como fazer login a. 1º acesso b. como recuperar a senha c. escolher uma conta ou grupo (hierarquia de contas) 2. como consultar... de uma linha a.

Leia mais

AVALIAÇÃO DE INTERFACES UTILIZANDO O MÉTODO DE AVALIAÇÃO HEURÍSTICA E SUA IMPORTÂNCIA PARA AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

AVALIAÇÃO DE INTERFACES UTILIZANDO O MÉTODO DE AVALIAÇÃO HEURÍSTICA E SUA IMPORTÂNCIA PARA AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES AVALIAÇÃO DE INTERFACES UTILIZANDO O MÉTODO DE AVALIAÇÃO HEURÍSTICA E SUA IMPORTÂNCIA PARA AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES Rafael Milani do Nascimento, Claudete Werner Universidade Paranaense (Unipar)

Leia mais

Monday, January 23, 12. Introdução sobre Acessibilidade na web

Monday, January 23, 12. Introdução sobre Acessibilidade na web Introdução sobre Acessibilidade na web Acessibilidade na web é o consumo da informação por qualquer pessoa por qualquer tipo de meio de acesso. Para que serve a web? A web serve para compartilhar informação.

Leia mais

Análise de Usabilidade das homepages das bibliotecas da Rede Unesp: Uma proposta para a Biblioteca do campus de Bauru

Análise de Usabilidade das homepages das bibliotecas da Rede Unesp: Uma proposta para a Biblioteca do campus de Bauru Powered by TCPDF (www.tcpdf.org) Análise de Usabilidade das homepages das bibliotecas da Rede Unesp: Uma proposta para a Biblioteca do campus de Bauru Camila Fernandes de Oliveira (Unesp) - oliveirafcamila@gmail.com

Leia mais

Manual do Usuário. Manual do Usuário - Versão 1.0. 1

Manual do Usuário. Manual do Usuário - Versão 1.0. 1 Manual do Usuário Manual do Usuário - Versão 1.0. 1 Índice 1. Visão Geral... 3 2. Acessar o sistema... 3 3. Módulo Inicial... 6 3.1. Cabeçalho do sistema... 6 3.2. Fale Conosco... 6 3.3. Meu Cadastro...

Leia mais

VPAT (Voluntary Product Accessibility Template, Modelo de Acessibilidade de Produto) do eportfolio da Desire2Learn Maio de 2013 Conteúdo

VPAT (Voluntary Product Accessibility Template, Modelo de Acessibilidade de Produto) do eportfolio da Desire2Learn Maio de 2013 Conteúdo VPAT (Voluntary Product Accessibility Template, Modelo de Acessibilidade de Produto) do eportfolio da Desire2Learn Maio de 2013 Conteúdo Introdução Recursos de acessibilidade principais Navegação usando

Leia mais

Estudo de Ergonomia aplicado à navegação em uma loja virtual: proposta de arquitetura e estudo de caso

Estudo de Ergonomia aplicado à navegação em uma loja virtual: proposta de arquitetura e estudo de caso Estudo de Ergonomia aplicado à navegação em uma loja virtual: proposta de arquitetura e estudo de caso Claudia Regina Antunes, Wendel Góes Pedrozo Departamento de Computação - Universidade Estadual de

Leia mais

B2gether. Aprender pode ser divertido

B2gether. Aprender pode ser divertido FASE I (1000 fichas ): Escolha um NOME e proponha uma LOGO para a sua equipe de trabalho durante o semestre. A logomarca pode ser feita na forma de um draft (rascunho). A versão final (arquivo JPEG) deve

Leia mais

Usabilidade na WEB CCUEC. Roberto Romani. UNICAMP- Universidade Estadual de Campinas

Usabilidade na WEB CCUEC. Roberto Romani. UNICAMP- Universidade Estadual de Campinas CCUEC Roberto Romani UNICAMP- Universidade Estadual de Campinas Usabilidadena WEB Tópicos Principais O que é usabilidade? Por que usabilidade na Web 7 regras básicas de usabilidade na Web Inspeção de usabilidade

Leia mais

Introdução ao Tableau Server 7.0

Introdução ao Tableau Server 7.0 Introdução ao Tableau Server 7.0 Bem-vindo ao Tableau Server; Este guia orientará você pelas etapas básicas de instalação e configuração do Tableau Server. Em seguida, usará alguns dados de exemplo para

Leia mais

Estilos de Interação

Estilos de Interação Universidade Federal Fluminense Mestrado em Computação Interação Humano-Computador Prof Ana Cristina Adrielle Aparecida da Silva Linha de Comando Estilos de Interação A interação realizada por linha de

Leia mais

Descobrindo e analisando. Qlik Sense 1.0.3 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados.

Descobrindo e analisando. Qlik Sense 1.0.3 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Descobrindo e analisando Qlik Sense 1.0.3 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik,

Leia mais

Para realizar a validação, deve-se seguir o seguinte roteiro: 1- Selecionar, no menu horizontal superior, o link Análise dos Dados.

Para realizar a validação, deve-se seguir o seguinte roteiro: 1- Selecionar, no menu horizontal superior, o link Análise dos Dados. Validar Dados A validação é o processo de verificação de possíveis erros nos dados cadastrados no Transparência Copa 2014. É realizada em um momento anterior à publicação dos dados na Seção COPA 2014 do

Leia mais

Menus Personalizados

Menus Personalizados Menus Personalizados Conceitos básicos do Painel Logando no Painel de Controle Para acessar o painel de controle do Wordpress do seu servidor siga o exemplo abaixo: http://www.seusite.com.br/wp-admin Entrando

Leia mais

Introdução. João Sá Marta 1 1/28/10

Introdução. João Sá Marta 1 1/28/10 Introdução CMS (Sistema de gestão de conteúdos) para WEB Possui um sistema de gestão de utilizadores e de permissões avançado Editor de páginas de fácil utilização Permite a adição de módulos de modo a

Leia mais

Poder Judiciário Tribunal Regional Federal da Terceira Região

Poder Judiciário Tribunal Regional Federal da Terceira Região Poder Judiciário Tribunal Regional Federal da Terceira Região DIMI - Divisão de Microinformática e Redes Índice: O que é a Internet? 3 O que são Intranets? 3 Sobre o Nestcape Navigator 3 Para iniciar o

Leia mais

1 2 3 W O R K S H O P 4 5 6 W O R K S H O P 7 W O R K S H O P 8 9 10 Instruções gerais para a realização das Propostas de Actividades Para conhecer em pormenor o INTERFACE DO FRONTPAGE clique aqui 11 CONSTRUÇÃO

Leia mais

Tutorial Word 2007. Estilos. 1. Estruturação do Documento. 1.1 Mapa do documento. Tutorial Word 2007

Tutorial Word 2007. Estilos. 1. Estruturação do Documento. 1.1 Mapa do documento. Tutorial Word 2007 Tutorial Word 2007 Este tutorial pretende introduzir algumas das ferramentas automáticas do Word para a geração de sumários, índices de figuras ou tabelas, referencias e citações automáticas ao longo do

Leia mais

PLANEAMENTO DO SITE. - Objectivos. - Público-alvo. -Estrutura. - Navegação

PLANEAMENTO DO SITE. - Objectivos. - Público-alvo. -Estrutura. - Navegação PLANEAMENTO DO SITE Desenhar e planear o site tendo em conta: - Objectivos - Público-alvo -Estrutura - Navegação MCM 2007 1 Objectivos Entender a posição do cliente O que se pretende com a criação do site?

Leia mais

Como Começar? Criação Páginas. Etapas. Apresentação INTERNET

Como Começar? Criação Páginas. Etapas. Apresentação INTERNET Como Começar? Criação Páginas Apresentação Etapas Como começar Para que um site tenha sucesso é necessário um correcto planeamento do mesmo. Todos os aspectos de desenho de um site devem ser pensados de

Leia mais

Wireframes. 2006 Guilhermo Reis www.guilhermo.com

Wireframes. 2006 Guilhermo Reis www.guilhermo.com Wireframes 2006 Guilhermo Reis www.guilhermo.com 2 Definição Wireframes Diagrama que representa todos os elementos de uma página, definindo esses elementos, a hierarquia entre eles, agrupamentos e suas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE ESTUDOS SÓCIOAMBIENTAIS LABORATÓRIO DE PROCESSAMENTO DE IMAGENS E GEOPROCESSAMENTO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE ESTUDOS SÓCIOAMBIENTAIS LABORATÓRIO DE PROCESSAMENTO DE IMAGENS E GEOPROCESSAMENTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE ESTUDOS SÓCIOAMBIENTAIS LABORATÓRIO DE PROCESSAMENTO DE IMAGENS E GEOPROCESSAMENTO MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MÓDULO LAPIG-DATABASE WANESSA CAMPOS SILVA Goiânia

Leia mais