Arquitetura de Informação

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Arquitetura de Informação"

Transcrição

1 Arquitetura de Informação Ferramentas para Web Design Prof. Ricardo Ferramentas para Web Design 1

2 Arquitetura de Informação? Ferramentas para Web Design 2

3 Arquitetura de Informação (AI): É a arte de expressar um modelo ou conceito de informação utilizados em atividades que exigem detalhes explícitos de sistemas complexos. Ferramentas para Web Design 3

4 Definição da I.A.I. Information Architecture Institute: - O design estrutural de ambientes de informação compartilhada. - A arte e a ciência de organização e rotulação de sites web, intranets, comunidades online e software de apoio à encontrabilidade e usabilidade. - Uma comunidade de prática emergente focada em trazer princípios de design e arquitetura para o paisagismo digital. Ferramentas para Web Design 4

5 Quais são as atividades da Arquitetura de Informação? Ferramentas para Web Design 5

6 Arquitetura de Informação (AI): Entre essas atividades estão: - Sistemas de biblioteca, - Sistemas de gerenciamento de conteúdo - Desenvolvimento web, - Interações de usuários, - Desenvolvimento de banco de dados, - Programação, - Artigos técnicos, - Arquitetura corporativa e - Design de software de sistema crítico. Ferramentas para Web Design 6

7 Arquitetura de Informação (AI): Arquitetura da informação tem um significado um pouco diferente nas ramificações de arquitetura de SI ou TI. A maioria das definições possuem qualidades comuns: - um design estrutural de ambientes compartilhados, - métodos de organização e etiquetagem de sites web, - intranets e comunidades online, e - meios de trazer os princípios de design e arquitetura para a paisagem digital. Ferramentas para Web Design 7

8 Arquitetura de Informação (AI): - Discute seus valores e aplicabilidade, reconhecendo e utilizando as múltiplas ferramentas e técnicas disponíveis online e off-line. Ferramentas para Web Design 8

9 Arquitetura de Informação (AI): - Possibilita o desenvolvimento e gerenciamento de projetos Web focados no usuário. Ferramentas para Web Design 9

10 Navegação O usuário percorre os nós da rede de uma forma totalmente imprevisível, muitas vezes até para ele próprio. Portanto, é impossível prever as escolhas que o usuário irá fazer, cabendo ao designer a função de traçar caminhos permutacionais, criar portas e pontes de acesso. Ferramentas para Web Design 10

11 Navegação E os novos ambientes? Tablets, Smartphones, Touch screen (GPS), TVDi Ferramentas para Web Design 11

12 Tipos de Sites: A princípio, do ponto de vista de conteúdo, podemos classificar os sites como: Site Portal Hotsite Minisite Ferramentas para Web Design 12

13 Site Portal Hotsite Minisite Ferramentas para Web Design 13

14 Site Espaço básico da informação. Um website tem como principal objetivo organizar a informação, estruturando uma hierarquia para que todo o conteúdo seja entendido e acessado com facilidade. A alma de um site é sua arquitetura de informação (ciência que tem séculos de vida e nasceu da primeira grande experiência do ser humano em organizar seu conhecimento adquirido e documentado a biblioteca). Ferramentas para Web Design 14

15 Site Um website nada mais é que um grande arquivo. Se estiver bem organizado, encontra-se facilmente a informação e o objetivo final foi alcançado. Exemplo: Site do Cinemark Ferramentas para Web Design 15

16 Site Portal Hotsite Minisite Ferramentas para Web Design 16

17 Portal Portal não é um site grande A diferença é que portal tem 100% do foco nos seus públicos, e cria conteúdos específicos para eles, os chamados conteúdos verticais. Além disso, um portal possui ferramentas que constroem um real relacionamento entre quem produz e que consome a informação: - Fóruns bem conduzidos e compilados - Pesquisas online sérias (que vão muito além das enquetes rasteiras e mal aproveitadas) - Chats que promovem a construção de um real conhecimento (não são apenas salas de bate-papo) Ferramentas para Web Design 17

18 Portal Muitos sites de grandes empresas não incluem nem conteúdos verticais, nem ferramentas de relacionamento, mas ainda assim se dizem portais. Exemplo: Portal do UOL Ferramentas para Web Design 18

19 Site Portal Hotsite Minisite Ferramentas para Web Design 19

20 Hotsite Conteúdo com prazo de validade seja uma semana, um mês ou alguns meses. Áreas de informação criadas normalmente para o lançamento de um produto, o anúncio de um evento ou uma grande promoção. A quantidade de páginas é pequena, pelas características de conteúdo que um hotsite carrega; O tom, sempre persuasivo; e O visual, diferenciado do restante do site ou portal. Ferramentas para Web Design 20

21 Hotsite Exemplo: Ferramentas para Web Design 21

22 Site Portal Hotsite Minisite Ferramentas para Web Design 22

23 Minisite Geralmente são morada para os conteúdos verticais produzidos para os portais. Criados para atrair um público específico, os minisites abordam de forma detalhada um tema restrito. Os minisites podem ser fixos ou flutuantes, já que muitos cobrem eventos e, visualmente, comportam-se como os hotsites, com design diferenciado e abrindo em janela menor. Mas, ao contrário do hotsite, que tem na persuasão o seu norte, o tom do minisite é essencialmente informativo. Ferramentas para Web Design 23

24 Minisite Exemplo: Ferramentas para Web Design 24

25 Mídias sociais? Ferramentas para Web Design 25

26 Mídias sociais Ambientes de relacionamento e compartilhamento Conteúdos Interesses Exposição pessoal Marketing estratégico Ferramentas para Web Design 26

27 Paradigma de Interação Homem-Máquina Antes de qualquer iniciativa de promover a interação entre pessoas através do computador, surge a necessidade de se propiciar mecanismos de interação do homem com a máquina. Ferramentas para Web Design 27

28 Paradigma de Interação Homem-Máquina O objetivo central é trazer qualidade aos sistemas através de interfaces interativas, padronizadas, confiáveis, robustas e principalmente que ofereçam uma grande variedade de alternativas para a execução de tarefas. Ferramentas para Web Design 28

29 Fatores Humanos Cinco fatores humanos necessitam ser avaliados para estabelecer as bases do projeto de interface com o usuário: Tempo de aprendizado Velocidade de rendimento Taxa de erros por usuários Retenção no tempo Satisfação subjetiva Ferramentas para Web Design 29

30 Fatores Humanos Tempo de aprendizado: Quanto tempo um membro típico da comunidade de usuários leva para aprender a utilizar os comandos relevantes para um conjunto de tarefas? Velocidade de rendimento: quanto tempo ele leva para executar as tarefas? Taxa de erros por usuários: quantos e quais tipos de erros as pessoas cometem na realização das tarefas? Ferramentas para Web Design 30

31 Fatores Humanos Retenção no tempo: quão bem os usuários mantém seus conhecimentos depois de uma hora, um dia ou uma semana? Satisfação subjetiva: Como os usuários gostam de utilizar vários aspectos do sistema? Ferramentas para Web Design 31

32 O crescente interesse em responder a estas questões aumenta com a necessidade dos desenvolvedores criarem sistemas interessantes e que atendam as necessidades dos usuários. Ferramentas para Web Design 32

33 Por exemplo, para alguns sistemas com ciclo de vida crítico (como sistema de controle de tráfego aéreo e reatores nucleares, até sistema domésticos, aplicações para entretenimento e ambientes colaborativos) é necessário a observação da presença do usuário e que as condições de fatores humanos apresentadas anteriormente sejam atendidas. Ferramentas para Web Design 33

34 Para que isso possa se tornar sistematizado é necessário a instituição de um conjunto de requisitos básicos, sobre os quais os projetos destes ambientes devem se basear fortemente. Ferramentas para Web Design 34

35 Uma das ferramentas para essa sistematização é a metodologia de arquitetura de informação. Ferramentas para Web Design 35

36 Interface Qual é a interface (interna e externa)? Ferramentas para Web Design 36

37 Usabilidade É a mobilidade que o site nos proporciona, ou seja, eu consigo ir para onde eu quiser e achar conteúdo desejado? Uma parte da usabilidade é a navegabilidade. Ferramentas para Web Design 37

38 Onde se aplica? Sempre que houver uma interface, ou seja, um ponto de contato entre um ser humano e um objeto físico (ex: cafeteira) ou abstrato (ex: software), podemos observar a usabilidade que esse objeto oferece. Ferramentas para Web Design 38

39 Onde se aplica? Historicamente, o termo usabilidade surgiu como uma ramificação da ergonomia voltada para as interfaces computacionais, mas acabou se difundindo para outras aplicações. Ferramentas para Web Design 39

40 Usabilidade ajuda pessoas? Ferramentas para Web Design 40

41 Usabilidade ajuda pessoas? Usabilidade é uma medida relativa. A interface ideal é aquela que está adaptada às necessidades de seus usuários. Por exemplo: O usuário de terceira idade pode precisar de textos com letras maiores e o usuário com desvantagem cognitiva pode precisar de alguns textos de ajuda a mais. Ferramentas para Web Design 41

42 Nosso Alvo o Usuário Portanto devemos deixar de lado nossas vontades; Devemos conhecer as ações de nossos usuários; Conhecer seu perfil; Ferramentas para Web Design 42

43 Nosso Alvo o Usuário Definir o que determina a satisfação do usuário: Boa Navegação Sistemas que ajudam o usuário Dar algo a mais - por exemplo: Help, Tutoriais, Busca, mapa do site, etc para surpreender o usuário Ambiente agradável Ferramentas para Web Design 43

DESIGN DE INTERFACES E USABILIDADE (AULA 1)

DESIGN DE INTERFACES E USABILIDADE (AULA 1) Prof. Breno Leonardo G. de M. Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br DESIGN DE INTERFACES E USABILIDADE (AULA 1) Apresentações Quem sou eu? Breno Leonardo http://blog.brenoleonardo.com.br

Leia mais

Resenha. Ergodesign e arquitetura da informação: trabalhando com o usuário (Luiz Agner, Rio de Janeiro, Quartet Editora, 2006, 173 p.

Resenha. Ergodesign e arquitetura da informação: trabalhando com o usuário (Luiz Agner, Rio de Janeiro, Quartet Editora, 2006, 173 p. Resenha Ergodesign e arquitetura da informação: trabalhando com o usuário (Luiz Agner, Rio de Janeiro, Quartet Editora, 2006, 173 p.) Thiago de Andrade Marinho 1 Ergodesign e Arquitetura de Informação:

Leia mais

Interface Usuário Máquina. Aula 06

Interface Usuário Máquina. Aula 06 Interface Usuário Máquina Aula 06 Conteúdo Qualidade do Design Acessibilidade Comunicabilidade Usabilidade Experiência do Usuário Usabilidade em Sistemas Computacionais Usabilidade O que você entende por

Leia mais

COLABORE. Um mundo novo de possibilidades

COLABORE. Um mundo novo de possibilidades COLABORE Um mundo novo de possibilidades LUIZ HENRIQUE PROHMANN 24 de Março de 2009 Quem somos nós O Grupo HSBC no mundo A maior empresa do planeta / revista Forbes 2008 A marca mais valiosa do setor bancário

Leia mais

Intranets e Capital Intelectual

Intranets e Capital Intelectual Intranets e Capital Intelectual Intranets e Capital Intelectual As mídias sociais ultrapassaram os limites da vida privada. Os profissionais são 2.0 antes, durante e depois do expediente. É possível estabelecer

Leia mais

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento HOME O QUE É TOUR MÓDULOS POR QUE SOMOS DIFERENTES METODOLOGIA CLIENTES DÚVIDAS PREÇOS FALE CONOSCO Suporte Sou Cliente Onde sua empresa quer chegar? Sistemas de gestão precisam ajudar sua empresa a atingir

Leia mais

Arquitetura de Informação de websites

Arquitetura de Informação de websites Arquitetura de Informação de websites Guilhermo Reis www.guilhermo.com Você consegue assimilar toda a informação que precisa? 2 1 3 Vivemos a era da explosão da informação Existe um tsunami de dados que

Leia mais

Marketing Web & Desenvolvimento

Marketing Web & Desenvolvimento Marketing Web & Desenvolvimento Sobre 10 anos de EXPERIÊNCIA com Incomparável CRIATIVIDADE e Poderosas INOVAÇÕES Quem Somos A ATer é uma agência full service localizada na cidade de São Paulo. Oferecemos

Leia mais

Testes de Usabilidade

Testes de Usabilidade Testes de Usabilidade Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro Setembro de 2012 Prof. Edwar Saliba Júnior 1 Reflexão Ao fazer referência à questão da qualidade da relação

Leia mais

Métodos de Avaliação para Sites de Entretenimento. Fabricio Aparecido Breve Prof. Orientador Daniel Weller

Métodos de Avaliação para Sites de Entretenimento. Fabricio Aparecido Breve Prof. Orientador Daniel Weller Métodos de Avaliação para Sites de Entretenimento Fabricio Aparecido Breve Prof. Orientador Daniel Weller 1 Introdução O objetivo deste trabalho é verificar a eficiência da Avaliação com o Usuário e da

Leia mais

Interação e Interface com Sistemas Aéreos. IV Encontro Brasileiro de Psicologia Aplicada à Aviação

Interação e Interface com Sistemas Aéreos. IV Encontro Brasileiro de Psicologia Aplicada à Aviação Interação e Interface com Sistemas Aéreos IV Encontro Brasileiro de Psicologia Aplicada à Aviação Objetivo Conhecer os conceitos de interação e interfaces homem-maquina e suas implicações nos processos

Leia mais

Proposta de trabalho para produção do website do Programa Café Colombo. Walmar Andrade atendimento@fatorw.com (81) 9922-7168

Proposta de trabalho para produção do website do Programa Café Colombo. Walmar Andrade atendimento@fatorw.com (81) 9922-7168 Proposta de trabalho para produção do website do Programa Café Colombo Walmar Andrade atendimento@fatorw.com (81) 9922-7168 01. Apresentação Fator W é a marca fantasia através da qual o desenvolvedor web

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) SISTEMAS PARA INTERNET INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo

Leia mais

Engenharia de Sistemas Computacionais

Engenharia de Sistemas Computacionais Engenharia de Sistemas Detalhes no planejamento UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Curso de Ciência da Computação Engenharia de Software I Prof. Rômulo Nunes de Oliveira Introdução Na aplicação de um sistema

Leia mais

Backsite Serviços On-line

Backsite Serviços On-line Apresentação Quem Somos O Backsite Com mais de 15 anos de mercado, o Backsite Serviços On-line vem desenvolvendo soluções inteligentes que acompanham o avanço das tecnologias e do mundo. Com o passar do

Leia mais

Vamos, juntos. Equipe de Atendimento.

Vamos, juntos. Equipe de Atendimento. Vamos, juntos Somos agência de publicidade e consultoria em marketing digital com a missão de atender as necessidades de comunicação da sua empresa, com serviços que abrangem desde campanhas integradas

Leia mais

é uma Agência de Internet Marketing e Comunicação Multidisciplinar. Há mais de dez anos no mercado, trabalhamos com foco no planejamento, execução e

é uma Agência de Internet Marketing e Comunicação Multidisciplinar. Há mais de dez anos no mercado, trabalhamos com foco no planejamento, execução e é uma Agência de Internet Marketing e Comunicação Multidisciplinar. Há mais de dez anos no mercado, trabalhamos com foco no planejamento, execução e avaliação de estratégias de marketing e comunicação

Leia mais

Definições: quando usar cada um?

Definições: quando usar cada um? Framework ou CMS? Definições: quando usar cada um? Framework: Uma arquitetura desenvolvida com o objetivo de atingir a máxima reutilização, representada como um conjunto de classes abstratas e concretas,

Leia mais

AS TÉCNICAS DE AVALIAÇÃO

AS TÉCNICAS DE AVALIAÇÃO AS TÉCNICAS DE AVALIAÇÃO Alison Luis Kohl Diego Luis Eckstein Flávio Pedroso AS TÉCNICAS DE AVALIAÇÃO Ergonomia de Interfaces; Usabilidade dos Sistemas. Problema de ergonomia e de usabilidade *Eficácia

Leia mais

TÉCNICAS DE ESTRUTURAÇÃO PARA DESIGN RESPONSIVO: AMPLIANDO A USABILIDADE NO AMBIENTE WEB

TÉCNICAS DE ESTRUTURAÇÃO PARA DESIGN RESPONSIVO: AMPLIANDO A USABILIDADE NO AMBIENTE WEB TÉCNICAS DE ESTRUTURAÇÃO PARA DESIGN RESPONSIVO: AMPLIANDO A USABILIDADE NO AMBIENTE WEB Tiago Volpato 1, Claudete Werner 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil tiagovolpatobr@gmail.com,

Leia mais

Linguagem de Programação Visual. Aula 2 Prof. Gleison Batista de Sousa

Linguagem de Programação Visual. Aula 2 Prof. Gleison Batista de Sousa Linguagem de Programação Visual Aula 2 Prof. Gleison Batista de Sousa Historico 50s Interfaces são painel de controles do hardware, usuário são engenheiros; 60-70s Interfaces são programas em linguagens

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE CONTEÚDO EDUCACIONAL CENTRADO NO USUÁRIO BASEADO NA INTERNET APLICADO EM PROGRAMA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

DESENVOLVIMENTO DE CONTEÚDO EDUCACIONAL CENTRADO NO USUÁRIO BASEADO NA INTERNET APLICADO EM PROGRAMA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DESENVOLVIMENTO DE CONTEÚDO EDUCACIONAL CENTRADO NO USUÁRIO BASEADO NA INTERNET APLICADO EM PROGRAMA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 05/2005 137-TC-C5 Sergio Ferreira do Amaral Faculdade de Educação da UNICAMP

Leia mais

CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM

CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM Rogério Schueroff Vandresen¹, Willian Barbosa Magalhães¹ ¹Universidade Paranaense(UNIPAR) Paranavaí-PR-Brasil rogeriovandresen@gmail.com, wmagalhaes@unipar.br

Leia mais

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 4º PERÍODO - 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A4 DATA 22/10/2009 ENGENHARIA DE USABILIDADE

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 4º PERÍODO - 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A4 DATA 22/10/2009 ENGENHARIA DE USABILIDADE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 4º PERÍODO - 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A4 DATA 22/10/2009 ENGENHARIA DE USABILIDADE 2009/2 GABARITO COMENTADO QUESTÃO 1: Quando nos referimos à qualidade da interação

Leia mais

Conectando sonhos e negócios.

Conectando sonhos e negócios. Conectando sonhos e negócios. Quem somos Somos uma agência com sede em Porto Alegre, que tem como objetivo abraçar todos os desafios de planejamento, criação e execução de ideias daqueles que transformam

Leia mais

Alunos de 6º ao 9 anos do Ensino Fundamental

Alunos de 6º ao 9 anos do Ensino Fundamental Alunos de 6º ao 9 anos do Ensino Fundamental Resumo Este projeto propõe a discussão da Década de Ações para a Segurança no Trânsito e a relação dessa com o cotidiano dos alunos, considerando como a prática

Leia mais

AVALIAÇÃO DA USABILIDADE DOS SÍTIOS DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS DO EXTREMO SUL DO BRASIL

AVALIAÇÃO DA USABILIDADE DOS SÍTIOS DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS DO EXTREMO SUL DO BRASIL AVALIAÇÃO DA USABILIDADE DOS SÍTIOS DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS DO EXTREMO SUL DO BRASIL Samuel dos Santos Salimen 1 Clériston Ribeiro Ramos 2 Resumo: Disponibilizar informações que possam ser acessado

Leia mais

NUOVA COMUNICAÇÃO. Inteligência em design, conteúdo e tecnologia

NUOVA COMUNICAÇÃO. Inteligência em design, conteúdo e tecnologia NUOVA COMUNICAÇÃO Inteligência em design, conteúdo e tecnologia Não brigue com o problema. Resolva-o. Thomas Marshall sobre a nuova Somos uma agência digital apaixonada por tecnologia, design e comunicação,

Leia mais

Jornalismo Interativo

Jornalismo Interativo Jornalismo Interativo Antes da invenção da WWW, a rede era utilizada para divulgação de informações direcionados a públicos muito específicos e funcionavam através da distribuição de e-mails e boletins.

Leia mais

Interface Humano-Computador IHC Paradigmas de IHC

Interface Humano-Computador IHC Paradigmas de IHC Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Campus Formosa Interface Humano-Computador IHC Paradigmas de IHC Prof. M.Sc. Victor Hugo Lázaro Lopes IHC Paradigmas de IHC AGENDA Engenharia Cognitiva

Leia mais

sz propaganda propaganda sz consulting sz webdesign sz branding sz design um novo começo. um novo começo. além da marca e muito mais

sz propaganda propaganda sz consulting sz webdesign sz branding sz design um novo começo. um novo começo. além da marca e muito mais sz propaganda um novo começo. propaganda sz um novo começo. sz consulting maximizando resultados sz branding além da marca sz design e muito mais sz webdesign sem portas fechadas Planejamento estratégico,

Leia mais

Web 2.0. Amanda Ponce Armelin RA 052202

Web 2.0. Amanda Ponce Armelin RA 052202 Amanda Ponce Armelin RA 052202 Americana, 2007 Tópicos Introdução Web 1.0 Definição Comparativo Web1.0 x Web2.0 Web 3.0 Definição Conclusão Definição Principais características Discórdia Termos Essenciais

Leia mais

AGENDA. O Portal Corporativo. Arquitetura da Informação. Metodologia de Levantamento. Instrumentos Utilizados. Ferramentas

AGENDA. O Portal Corporativo. Arquitetura da Informação. Metodologia de Levantamento. Instrumentos Utilizados. Ferramentas AGENDA O Portal Corporativo Arquitetura da Informação Metodologia de Levantamento Instrumentos Utilizados Ferramentas PORTAL CORPORATIVO Na sociedade da informação é cada vez mais presente a necessidade

Leia mais

Desenvolvimento Web Usabilidade na Web aula I introdução e o design geral do site. Prof.: Bruno E. G. Gomes IFRN

Desenvolvimento Web Usabilidade na Web aula I introdução e o design geral do site. Prof.: Bruno E. G. Gomes IFRN Desenvolvimento Web Usabilidade na Web aula I introdução e o design geral do site Prof.: Bruno E. G. Gomes IFRN 1 Introdução A Web oferece uma enorme liberdade de escolha e movimentação Qualquer coisa

Leia mais

Arquitetura da Informação. A relação da Arquitetura da Informação com a Usabilidade na era do conhecimento

Arquitetura da Informação. A relação da Arquitetura da Informação com a Usabilidade na era do conhecimento A relação da Arquitetura da Informação com a Usabilidade na era do conhecimento Rodrigo Medeiros Tecnólogo em Sistema para Internet Faculdade Marista Especialista em arquitetura da Informação pela Jump

Leia mais

Artur Petean Bove Júnior Tecnologia SJC

Artur Petean Bove Júnior Tecnologia SJC Artur Petean Bove Júnior Tecnologia SJC Objetivo O objetivo do projeto é especificar o desenvolvimento de um software livre com a finalidade de automatizar a criação de WEBSITES através do armazenamento

Leia mais

Nosso Planeta Mobile: Brasil

Nosso Planeta Mobile: Brasil Nosso Planeta Mobile: Brasil Como entender o usuário de celular Maio de 2013 1 Resumo executivo Os smartphones se tornaram indispensáveis para nosso cotidiano. A difusão dos smartphones atinge 26 % da

Leia mais

Nosso Planeta Mobile: Brasil

Nosso Planeta Mobile: Brasil Nosso Planeta Mobile: Brasil Como entender o usuário de celular Maio de 2012 1 Resumo executivo Os smartphones se tornaram indispensáveis para nosso cotidiano. A difusão dos smartphones atinge 14% da população,

Leia mais

Modelos do Design de Software

Modelos do Design de Software Modelos do Design de Software Modelos do Design de Software O processo de design na Engenharia de Software parte de três pressupostos básicos: O resultado do design é um produto; O produto é derivado de

Leia mais

Atividade. Usabilidade

Atividade. Usabilidade Universidade Federal do ABC Atividade Usabilidade Aluno: Fabrizio Borelli Professor: Silvia Dotta Disciplina: Interface Humano Máquina Santo André, Outubro de 2011. Conteúdo 1 Introdução 2 2 Facilidade

Leia mais

CAPÍTULO 4. AG8 Informática

CAPÍTULO 4. AG8 Informática 2ª PARTE CAPÍTULO 4 Este capítulo têm como objetivo: 1. Tratar das etapas do projeto de um Website 2. Quais os profissionais envolvidos 3. Administração do site 4. Dicas para não cometer erros graves na

Leia mais

Projeto Escola com Celular

Projeto Escola com Celular Projeto Escola com Celular Rede Social de Sustentabilidade Autores: Beatriz Scavazza, Fernando Silva, Ghisleine Trigo, Luis Marcio Barbosa e Renata Simões 1 Resumo: O projeto ESCOLA COM CELULAR propõe

Leia mais

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Aula 1 Ementa Fases do Ciclo de Vida do Desenvolvimento de Software, apresentando como os métodos, ferramentas e procedimentos da engenharia de software, podem

Leia mais

Modelo de Questões para Planejamento Digital Interativo

Modelo de Questões para Planejamento Digital Interativo Modelo de Questões para Planejamento Digital Interativo Algumas questões importantes sobre um projeto digital. Dependendo do cliente não é necessário levantar uma grande quantidade de dados. Utilize este

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Ponta Grossa 2012 ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Trabalho elaborado pelo

Leia mais

Arquitetura da Informação Lílian Simão Oliveira

Arquitetura da Informação Lílian Simão Oliveira Arquitetura da Informação Lílian Simão Oliveira Informação Usabilidade não é apenas o usuário conseguir usar o produto! Cinco atributos da usabilidade (NIELSEN, 1993): 1. Facilidade de aprendizagem 2.

Leia mais

Proposta Comercial para criação e desenvolvimento do novo portal do Município de São José do Norte - RS

Proposta Comercial para criação e desenvolvimento do novo portal do Município de São José do Norte - RS Proposta Comercial para criação e desenvolvimento do novo portal do Município de São José do Norte - RS Abril 2014 - Versão 1.0 A/C da Srta. Cíntia Arbeletche 1 / 5 Escopo & Premissas Essa proposta contempla

Leia mais

_aplicando ux design em. projetos digitais cases da Catarinas Design

_aplicando ux design em. projetos digitais cases da Catarinas Design _aplicando ux design em projetos digitais cases da Catarinas Design Esse ebook tem o objetivo de mostrar que é possível inserir UX design na sua empresa, startup ou projeto. Neste material apresentamos

Leia mais

INTRODUÇÃO A PORTAIS CORPORATIVOS

INTRODUÇÃO A PORTAIS CORPORATIVOS INTRODUÇÃO A PORTAIS CORPORATIVOS Conectt i3 Portais Corporativos Há cinco anos, as empresas vêm apostando em Intranet. Hoje estão na terceira geração, a mais interativa de todas. Souvenir Zalla Revista

Leia mais

Aula 2: RIA - Aplicações Ricas para Internet Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina

Aula 2: RIA - Aplicações Ricas para Internet Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Programação para Internet Rica 1 Aula 2: RIA - Aplicações Ricas para Internet Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Objetivo: Identificar as principais características de uma Aplicação Internet Rica.

Leia mais

ANEXO 1 - QUESTIONÁRIO

ANEXO 1 - QUESTIONÁRIO ANEXO 1 - QUESTIONÁRIO 1. DIMENSÃO PEDAGÓGICA 1.a) ACESSIBILIDADE SEMPRE ÀS VEZES NUNCA Computadores, laptops e/ou tablets são recursos que estão inseridos na rotina de aprendizagem dos alunos, sendo possível

Leia mais

Edital Nº 01/2008 Seleção de empresa para a criação do layout do novo site da Feevale

Edital Nº 01/2008 Seleção de empresa para a criação do layout do novo site da Feevale Edital Nº 01/2008 Seleção de empresa para a criação do layout do novo site da Feevale A Associação Pró Ensino Superior em Novo Hamburgo ASPEUR, mantenedora do Centro Universitário Feevale, com sede na

Leia mais

Público Alvo: Investimento. Disciplinas: Profissionais graduados, que lidam ou estejam interessados em atuar com gestão e marketing de serviços.

Público Alvo: Investimento. Disciplinas: Profissionais graduados, que lidam ou estejam interessados em atuar com gestão e marketing de serviços. A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO DE PESSOAS

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO DE PESSOAS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO DE PESSOAS PROFESSOR: Itair Pereira da Silva DISCENTES: Maria das Graças João Vieira Rafael Vitor ORGANOGRAMA PRESIDENTE GERENTE

Leia mais

Agenda. A Empresa História Visão Conceito dos produtos

Agenda. A Empresa História Visão Conceito dos produtos Agenda A Empresa História Visão Conceito dos produtos Produto Conceito Benefícios Vantagens: Criação Utilização Gestão Segurança Integração Mobilidade Clientes A empresa WF História Em 1998, uma ideia

Leia mais

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES 1. Conectando a Empresa à Rede As empresas estão se tornando empresas conectadas em redes. A Internet e as redes de tipo Internet dentro da empresa (intranets), entre uma

Leia mais

Data de Lançamento do RFP: 23/05/2005

Data de Lançamento do RFP: 23/05/2005 REQUEST FOR PROPOSAL Data de Lançamento do RFP: 23/05/2005 Data Limite para Submissão de Propostas: 26/05/2005 Conteúdo 1. Overview da Empresa 2. Objetivo da RFP 3. Escopo do Projeto 4. Diretrizes para

Leia mais

Universidade de Brasília. Departamento de Ciência da Informação e Documentação. Prof a.:lillian Alvares

Universidade de Brasília. Departamento de Ciência da Informação e Documentação. Prof a.:lillian Alvares Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Prof a.:lillian Alvares Fóruns óu s/ Listas de discussão Espaços para discutir, homogeneizar e compartilhar informações, idéias

Leia mais

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5 Para entender bancos de dados, é útil ter em mente que os elementos de dados que os compõem são divididos em níveis hierárquicos. Esses elementos de dados lógicos constituem os conceitos de dados básicos

Leia mais

BANCO DE AULAS E PROJETOS MANUAL DO APLICATIVO

BANCO DE AULAS E PROJETOS MANUAL DO APLICATIVO BANCO DE AULAS E PROJETOS MANUAL DO APLICATIVO APRESENTAÇÃO Este aplicativo possibilita o compartilhamento de planos de aulas e projetos desenvolvidos e/ou aplicados nas unidades educacionais, entre os

Leia mais

Como as empresas podem minimizar os efeitos da crise e manterem-se competitivas?

Como as empresas podem minimizar os efeitos da crise e manterem-se competitivas? Como as empresas podem minimizar os efeitos da crise e manterem-se competitivas? Professor e consultor Álvaro Camargo explica a importância dos processos de aproveitamento de lições aprendidas nas organizações

Leia mais

11/3/2009. Software. Sistemas de Informação. Software. Software. A Construção de um programa de computador. A Construção de um programa de computador

11/3/2009. Software. Sistemas de Informação. Software. Software. A Construção de um programa de computador. A Construção de um programa de computador Sistemas de Informação Prof. Anderson D. Moura Um programa de computador é composto por uma seqüência de instruções, que é interpretada e executada por um processador ou por uma máquina virtual. Em um

Leia mais

Módulo 4 O que é CRM?

Módulo 4 O que é CRM? Módulo 4 O que é CRM? Todos nós já sabemos a importância de manter os clientes fiéis e a qualidade do atendimento que temos que oferecer para fidelizar cada vez mais os clientes. Atualmente, uma das principais

Leia mais

Configurações de Campanha

Configurações de Campanha Guia rápido sobre... Configurações de Campanha Neste guia... Aprenda a criar campanhas e a ajustar as configurações para otimizar os resultados. Índice 1. Criar Nova Campanha! 4 1.1 Dar um nome à campanha!

Leia mais

ACESSIBILIDADE E USABILIDADE: UM INSTRUMENTO PARA AVALIAÇÃO DE DISPOSITIVOS COMPUTACIONAIS MÓVEIS COM ÊNFASE EM NECESSIDADE ESPECIAL VISUAL

ACESSIBILIDADE E USABILIDADE: UM INSTRUMENTO PARA AVALIAÇÃO DE DISPOSITIVOS COMPUTACIONAIS MÓVEIS COM ÊNFASE EM NECESSIDADE ESPECIAL VISUAL ACESSIBILIDADE E USABILIDADE: UM INSTRUMENTO PARA AVALIAÇÃO DE DISPOSITIVOS COMPUTACIONAIS MÓVEIS COM ÊNFASE EM NECESSIDADE ESPECIAL VISUAL Erick Lino Pedro 1 NIPETI 2 - Instituto Federal de Mato Grosso

Leia mais

Unidade IV GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade IV GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade IV GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI - Tecnologia da informação SI - Tecnologia da informação Com a evolução tecnológica surgiram vários setores onde se tem informatização,

Leia mais

1. Introdução. 2. Conceitos. 3. Metodologia. 4. Resultados. 5. Considerações

1. Introdução. 2. Conceitos. 3. Metodologia. 4. Resultados. 5. Considerações Comunidades de Prática Experiências e Contribuições da Tecnologia para a Educação Profissional Lane Primo Senac Ceará 2012 Sumário 1. Introdução 2. Conceitos 3. Metodologia 4. Resultados 5. Considerações

Leia mais

Médio Integrado Aula 01 2014 Thatiane de Oliveira Rosa

Médio Integrado Aula 01 2014 Thatiane de Oliveira Rosa Aplicativos Web e Webdesign Aula 01 2014 Thatiane de Oliveira Rosa 1 Roteiro Apresentação da disciplina e Introdução ao HTML Desenvolvimento de Web sites e Sistemas Web; Projeto de sites web; 2 Quem é

Leia mais

Receba Dicas Gratuitas para o Seu Negócio

Receba Dicas Gratuitas para o Seu Negócio Aprenda Como Gerar Vendas Através de Seu Blog Saiba Como! Home Sobre Visão Sistema Quem Eu Sou Quem Eu Sou Ferramentas Recomendadas Ferramentas Recomendadas Receba Dicas Gratuitas para o Seu Negócio seu@email.com.br

Leia mais

Critérios. Melhores Práticas e Regras

Critérios. Melhores Práticas e Regras AULA 10 - ETAPAS DE DESENVOLVIMENTO WEB Usabilidade Projetando para o usuário Os conceitos de usabilidade têm como base o desenvolvimento de projetos centrados nas necessidades reais dos usuários. Lembre-se,

Leia mais

Pós-Graduação em Marketing Digital MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso março 2011. ESPM Unidade Porto Alegre

Pós-Graduação em Marketing Digital MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso março 2011. ESPM Unidade Porto Alegre Pós-Graduação em Marketing Digital MANUAL DO CANDIDATO Ingresso março 2011 ESPM Unidade Porto Alegre Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. Informações: Central de Candidatos: (51) 3218-1400

Leia mais

Eleve a experiência do consumidor: como criar uma situação de win-win entre a TI e seus usuários

Eleve a experiência do consumidor: como criar uma situação de win-win entre a TI e seus usuários Eleve a experiência : como criar uma situação de win-win entre a TI e seus usuários Introdução Soluções da CA Por que é necessário melhorar a experiência dos usuários com os serviços de TI? A consumerização

Leia mais

SUA MAIS NOVA AGÊNCIA ON-LINE. PUBLICIDADE DESIGN WEB.

SUA MAIS NOVA AGÊNCIA ON-LINE. PUBLICIDADE DESIGN WEB. SUA MAIS NOVA AGÊNCIA ON-LINE. PUBLICIDADE DESIGN WEB. #estratégia #marketingdigital #websites Somos uma agência especializada em MARKETING DIGITAL 2007 +7 anos de experiência A Ramosdesign foi criada

Leia mais

Agência digital especializada na consultoria, design e desenvolvimento de projetos de internet

Agência digital especializada na consultoria, design e desenvolvimento de projetos de internet Agência digital especializada na consultoria, design e desenvolvimento de projetos de internet Oferecemos ao mercado nossa experiência e metodologia amplamente desenvolvidas ao longo de 15 anos de experiência

Leia mais

Marketing Digital. Prof. Rodrigo Mocellin. AV. Presidente Getúlio Vargas, 902 Rebouças - Curitiba, Paraná - 80230-030

Marketing Digital. Prof. Rodrigo Mocellin. AV. Presidente Getúlio Vargas, 902 Rebouças - Curitiba, Paraná - 80230-030 Marketing Digital Prof. Rodrigo Mocellin Pesquisa O objetivo maior do marketing é a identificação e satisfação das necessidades e desejos do cliente (KOTLER, 2000). Para identificar essas necessidades

Leia mais

Quem Somos? www.bsi-brasil.com OBJETIVO: CONVERSÃO. Agência Digital com soluções para proporcionar aos nossos clientes uma presença profissional;

Quem Somos? www.bsi-brasil.com OBJETIVO: CONVERSÃO. Agência Digital com soluções para proporcionar aos nossos clientes uma presença profissional; Quem Somos? Agência Digital com soluções para proporcionar aos nossos clientes uma presença profissional; Estamos no mercado desde 2004; Oferecemos um serviço de 360º; Com uma história construída com pioneirismo

Leia mais

GED E ECM. Bruno Velaz. Maximizando resultados com ECM e GED para pequenas e médias empresas. 21/09/2011 1

GED E ECM. Bruno Velaz. Maximizando resultados com ECM e GED para pequenas e médias empresas. 21/09/2011 1 GED E ECM Maximizando resultados com ECM e GED para pequenas e médias empresas. Bruno Velaz Diretor de Operações TI Microsoft Taugor Corporation 21/09/2011 1 Agenda Apresentação Objetivo O que é Gestão

Leia mais

PONTOS CRÍTICOS DA IMPLANTAÇÃO DE UM PROJETO DE E-LEARNING.

PONTOS CRÍTICOS DA IMPLANTAÇÃO DE UM PROJETO DE E-LEARNING. PONTOS CRÍTICOS DA IMPLANTAÇÃO DE UM PROJETO DE E-LEARNING. Boa comunicação e apoio da direção estão entre os pontos críticos na implantação do projeto de educação a distância. Uma estratégia bem fundamentada

Leia mais

O design nos serviços

O design nos serviços O design nos serviços SUMÁRIO O que é Serviço Alguns segmentos do Serviço Design no Turismo Design na Economia criativa Design na Economia digital Design nas Startups Design na Limpeza Design no Transporte

Leia mais

As melhores estratégias. online para hotéis

As melhores estratégias. online para hotéis As melhores estratégias online para hotéis Descubra como atrair mais visitas a seu site (SEO) As práticas recomendadas para receber mais reservas diretas através do site do seu hotel Veja as estratégias

Leia mais

ACOMPANHAMENTO GERENCIAL SANKHYA

ACOMPANHAMENTO GERENCIAL SANKHYA MANUAL DE VISITA DE ACOMPANHAMENTO GERENCIAL SANKHYA Material exclusivo para uso interno. O QUE LEVA UMA EMPRESA OU GERENTE A INVESTIR EM UM ERP? Implantar um ERP exige tempo, dinheiro e envolve diversos

Leia mais

Arquitetura de Informação - 6

Arquitetura de Informação - 6 Arquitetura de Informação - 6 Ferramentas para Web Design Prof. Ricardo Ferramentas para Web Design 1 Objetivo do Sistema de Rotulação O sistema de rotulação é o componente da Arquitetura de Informação

Leia mais

Introdução. Introdução

Introdução. Introdução Introdução 1. Conheça a sua taxa de conversão 2. Usabilidade e navegabilidade 3. Pense mobile 4. Seja relevante 5. Tenha CTAs atraentes 6. O teste AB é fundamental Conclusão Introdução Conhecer os números

Leia mais

Roteiro A/V Quinto Tratamento WEBSITES. Por Best Web Fast. Best Web FAst. vídeo de animação 3D duração 3 minutos

Roteiro A/V Quinto Tratamento WEBSITES. Por Best Web Fast. Best Web FAst. vídeo de animação 3D duração 3 minutos Roteiro A/V Quinto Tratamento WEBSITES Por Best Web Fast Best Web FAst vídeo de animação 3D duração 3 minutos são paulo, 16 de outubro de 2014 1 websites vinheta BEST WEB FAST em seguida letterings:websites

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO CST ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a

Leia mais

Interface Homem- Computador

Interface Homem- Computador Interface Homem- Computador (IHC) Profª. Leticia Lopes Leite Software Educacional I Interface Deve ser entendida como sendo a parte de um sistema computacional com a qual uma pessoa entra em contato física,

Leia mais

Como e por que criar uma para sua empresa A PERSONA VECTOR

Como e por que criar uma para sua empresa A PERSONA VECTOR Como e por que criar uma para sua empresa A PERSONA Quem trabalha com marketing, publicidade ou já anunciou na mídia, certamente foi questionado alguma vez sobre quem é o público-alvo da empresa. Isso

Leia mais

Por que Office 365? Office 365 Por que usar?

Por que Office 365? Office 365 Por que usar? Por que Office 365? Office 365 Por que usar? POR QUE OFFICE 365? Olá. Nesse guia, vamos tratar de um serviço que está sendo extremamente procurado por executivos e especialistas em TI das empresas: o Office

Leia mais

agência digital INSTITUCIONAL

agência digital INSTITUCIONAL agência digital INSTITUCIONAL CRIATIVA, ESTRATÉGICA, IDEAL ZURIEL AGÊNCIA DIGITAL A Zuriel nasceu há 13 anos, inicialmente atendendo clientes próximos apenas com a parte de web design, executadas até então

Leia mais

Desenvolvendo Software Livre com Programação extrema

Desenvolvendo Software Livre com Programação extrema Desenvolvendo Software Livre com Programação extrema Dairton Bassi FISL 7.0 abril/2006 Panorama sobre o Desenvolvimento de Software A sociedade demanda: Grande quantidade de sistemas/aplicações Sistemas

Leia mais

Universidade de Brasília. Faculdade de Ciência da Informação. Prof a Lillian Alvares

Universidade de Brasília. Faculdade de Ciência da Informação. Prof a Lillian Alvares Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Prof a Lillian Alvares Fóruns Comunidades de Prática Mapeamento do Conhecimento Portal Intranet Extranet Banco de Competências Memória Organizacional

Leia mais

Universo Online S.A 1

Universo Online S.A 1 Universo Online S.A 1 1. Sobre o UOL HOST O UOL HOST é uma empresa de hospedagem e serviços web do Grupo UOL e conta com a experiência de mais de 15 anos da marca sinônimo de internet no Brasil. Criado

Leia mais

Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL. O que é Marketing Multicanal?

Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL. O que é Marketing Multicanal? Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL O que é Marketing Multicanal? Uma campanha MultiCanal integra email, SMS, torpedo de voz, sms, fax, chat online, formulários, por

Leia mais

Delivery S/A Seu portal para pedidos on-line. Apresentação Comercial

Delivery S/A Seu portal para pedidos on-line. Apresentação Comercial Delivery S/A Seu portal para pedidos on-line Apresentação Comercial Sobre o Delivery S/A O Delivery S/A é um portal destinado a pedidos online. Priorizamos facilitar a conexão de clientes com os comerciantes,

Leia mais

ü Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação

ü Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação Nome e titulação do Coordenador: Coordenador: Prof. Wender A. Silva - Mestrado em Engenharia Elétrica (Ênfase em Processamento da Informação). Universidade

Leia mais

Centro Digital Aula 1

Centro Digital Aula 1 Centro Digital Aula 1 A oficina de Criação de website visa capacitar o aluno a criar e hospedar uma página simples na internet, com moldes predeterminados para divulgação de seu negócio. A internet surgiu

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Introdução Infraestrutura móvel Características dos dispositivos móveis Desenvolvendo aplicações

Leia mais

DIFERENCIAIS SERVIÇOS. 1. Desenvolvimento De Sites Personalizados

DIFERENCIAIS SERVIÇOS. 1. Desenvolvimento De Sites Personalizados DIFERENCIAIS Acredito que o desenvolvimento de soluções para Internet não é um trabalho qualquer, deve-se ter certa experiência e conhecimento na área para projetar sistemas que diferenciem você de seu

Leia mais

Inteligência para Campanhas em Convergência

Inteligência para Campanhas em Convergência Inteligência para Campanhas em Convergência Leonardo Naressi www.directperformance.com.br 2 Agenda Onde está a inteligência? Planejamento e cultura de resultados Campanhas em convergência O último click

Leia mais