ABS News UBERABA BRASIL SETEMBRO 2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ABS News UBERABA BRASIL SETEMBRO 2013"

Transcrição

1 ABS News UBERABA BRASIL SETEMBRO 2013 SIGA COM CONFIANÇA TOTAL PARA A ESTAÇÃO DE MONTA IATF Chegou a hora de somar a fertilidade dos touros provados para IATF com a equipe de profissionais mais preparada do mercado. Aproveite nossos novos catálogos de corte e faça a melhor escolha. Tour Corte EUA.: ABS realiza Beef Tour nos Estados Unidos. Leite Europeu: ABS mantém a liderança absoluta nos sumários americanos mais uma vez.

2 Editorial A Estação da IATF chegou mais cedo! ABS News Expediente ABS News é um informativo Institucional da ABS Pecplan ABS Pecplan Importação e Exportação Ltda. Rod. BR Km Delta MG / CEP (34) Coordenação Livia França - Gerente de Comunicação Existem boas razões para afirmarmos que a estação é de IATF e que ela chegou mais cedo. Cada vez mais, a estação é da IATF e hoje no corte entendemos que mais de 75% das doses comercializadas são via esta técnica onde não existe país no mundo com a capacidade e os resultados que temos aqui no Brasil. Sim ela chegou mais cedo, pois apesar das programações de manejo estarem planejadas para iniciar-se em meados de outubro, seguramente a demanda pelos 3 principais insumos será grande: mão de obra de qualidade, hormônios e sêmen, genética moderna e com qualidade industrial. Percebemos que os produtores não estão querendo correr os riscos de atrasar a estação pela falta de qualquer um destes componentes fundamentais e portanto estão se antecipando e garantindo que ela aconteça no período correto. Do nosso lado estamos preparados para talvez a maior estação de IATF onde esperamos que as vendas de sêmen de corte cresçam 25% em relação ao período anterior, e portanto seguimos fortalecendo nossos principais programas de apoio ao produtor de corte como o Selo de IATF, Fertility Plus, uma bateria de touros insuperável, além de nossa competente equipe que você irá encontrar por todo Brasil. Uma menção especial neste ABS News é a matéria que cobre nossa Convenção Nacional 2013, a melhor de todos os tempos. Um abraço e uma boa leitura. Apoio Cássia Parreira - Assistente de Marketing Projeto Gráfico e Diagramação Márcio Nery Diretor Geral ABS Pecplan

3 ÍNDICE 04 Mercado da Inseminação Artifical resultados do 1º semestre de 2013 ASBIA 07 Tour 15 Fazenda 22 Corte 25 Leite 33 com ABS realiza Beef Tour nos Estados Unidos Corte EUA Dia de Campo GMS Trio Aliança Rio Verde/GO ABS Pecplan lança Catálogo Corte Europeu e Corte Zebu com muitas novidades! Europeu e Corte Zebu ABS mantém a liderança absoluta nos sumários americanos mais uma vez Europeu O valor do Manejo genético a ABS Pecplan 37 Artigo 44 As 49 Seção 52 Olhar 62 Mural Convenção Nacional de vendas 2013 Especial filhas de Shootle na Fazenda Figueiredo de Notas rural mês agosto e setembro da Central

4 INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL % por estado Mercado da I.A. Resultados do 1º semestre de 2013 MT 9% OUTROS 24% MG 19% por Márcio Nery Diretor Geral da ABS Pecplan Com a liberação do relatório da ASBIA para o 1º semestre de 2013, a percepção de que o mercado estava andando de lado se concretizou. Entendemos que este período tem uma influência grande do leite e que 70% das vendas de corte ocorrem no segundo semestre, mas com estes números podemos fazer algumas considerações MS 8% GO 8% SC 8% PR 12% RS 12% Nesta análise estamos considerando apenas as doses comercializadas dentro do território nacional, excluindo-se as exportações e prestação de serviço. Maior participação das áreas de leite neste período No leite foram comercializadas 2,3 milhões de doses o que representou uma queda de 6% em relação ao mesmo semestre de Queda geral em quase todas as raças, mas fica o destaque positivo no Jersey com crescimento de 4% e negativo no Gir Leiteiro com queda de 23%. O mercado do leite reagiu neste semestre com melhores preços e redução do custo da alimentação, mas o produtor com dívidas pendentes e um estoque médio de 12 meses no botijão não se animou a comprar. Vale destacar também que a raça Girolando está equiparada a Gir Leiteiro. Holandês com 62% e Jersey com 17% representam portanto 79% das vendas totais de leite, um mercado que busca melhoria da produção e teor de sólidos. No corte foram 1,8 milhões de doses, 2% menos que 2012, mas lembrando que 70% das vendas normalmente ocorrem de julho a dezembro. O mercado ficou impactado com chuvas atrasadas e abaixo da média, o que refletiu diretamente na decisão de se fazer ou não a IATF. Destaque absoluto para o Angus que cresce 18% enquanto o Nelore + Mocho recuam 20%. Angus e Nelore representam 84% das vendas totais de corte. Pág. 4

5 INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL LEITE % por raça LEITE - DOSES GIROLANDO 10% JERSEY 17% OUTRAS 1% GIR LEITEIRO 10% HOLANDÊS 62% HOLANDÊS GIR LEITEIRO GIROLANDO JERSEY OUTRAS Holandês e Jersey representaram 79% das vendas totais de leite Queda total de 6% mas que poderá ser recuperada ao longo do 2º semestre. CORTE % por raça CORTE - DOSES % 2% 2% 1% 1% 2% 8% 49% ANGUS NELORE+MOCHO HEREFORD+BRAFORD BRAHMAN GUZERA SIMENTAL+MOCHO TABAPUÃ OUTRAS Angus e Nelore representaram 84% do total Angus cresce 18% Pág. 5

6 INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL BOTIJÕES A venda foi 21% menor que 2012, com unidades contra 3.141, entretanto com um crescimento de 62% dos botijões acima de 20 litros. EXPORTAÇÕES Nossos vizinhos estão comprando mais e as doses exportadas em 2012 passaram para doses em Grande parte deste sucesso em função de acertos de protocolos sanitários com estes países. PRODUÇÃO As Centrais diminuíram o ritmo e produziram 42% a menos que Foram apenas 1,4 milhões de doses contra 2,3 milhões em IMPORTAÇÕES Frente a um aparente excedente de estoque houve também uma redução nas importações. De 3,1 milhões de doses importadas no 1º semestre de 2012, passamos para 2,9 milhões em PERSPECTIVAS PARA O ANO COMPLETO DE 2013 Apesar de um mercado lento no primeiro semestre nossas previsões são de que o ano poderá ser melhor e apresentar um crescimento total de 12%. No leite os estoques dos produtores chegou ao fim ou resta no botijão genética obsoleta. O mercado do leite e de animais de reposição com qualidade genética está muito melhor e portanto acreditamos em boas vendas até dezembro. No corte as vendas já se aqueceram desde julho e com o crescimento das vendas de botijões acima de 20 litros pode indicar uma boa perspectiva para esta estação de monta. Confirmando a previsão de chuvas regulares a partir de outubro podemos crescer até 25% em relação a A atenção do produtor deve estar voltada a antecipar as compras pois o estoque das Centrais está muito enxuto e a pressão do câmbio poderá pressionar os preços do produto importado. Pág. 6

7 TOUR CORTE EUA ABS realiza beef tour nos Estados Unidos por Cristiano Ribeiro Gerente do Depto. Técnico Corte e Coordenador IATF / Fotos de Vasco Beheregaray Gerente Global de Produto Corte / Genus ABS Entre os dias 04 e 18 de agosto aconteceu o já tradicional Tour Técnico ABS Corte nos Estados Unidos. O tour que tem como objetivo agregar mais conhecimento aos participantes através de uma excelente programação de visitas e promover o intercâmbio de conhecimento entre clientes, técnicos e profissionais da área, percorreu nestes 14 dias mais de km, em 3 diferentes estados (Oklahoma, Kansas e Misouri), visitando 22 propriedades, os principais fornecedores de genética, a Universidade do Kansas, Associação da Raça Angus, confinamentos e leilões. O grupo teve também a oportunidade de visitar e conhecer a sede da ABS Global, no estado de Winconsin. O grupo de 12 pessoas, entre técnicos, representantes e clientes ABS, era formado por comitivas de 3 diferentes países: Brasil, Argentina e Uruguai. Durante o tour foi possível observar como é realizada a seleção dos animais que compõem o que há de melhor na raça Angus, Red Angus, Hereford, Simental Negro e Charolês nos principais criadores daquele país. Tivemos uma apresentação na Universidade de Kansas no laboratório de carne, onde foram explanados assuntos sobre a qualidade da carne marmoreio onde o preço é validado de acordo com a classificação nesta característica, cortes e seus valores, degustação e uma prova de avaliação da mesma, onde foram avaliados vários aspectos como sabor, maciez, suculência e outros. Na visita a American Association Angus tivemos o privilégio de conhecer toda a associação e seus departamentos e participamos de uma palestra sobre o programa de melhoramento realizado na raça Angus. Na sequência visitamos o Circe A Ranch, onde são confinadas cabeças/ano e onde acontecem, desde 1998, os testes dos touros ABS para eficiência alimentar. Na visita à Central ABS em Deforest-WI, nos foi apresentado toda a parte laboratorial, armazenamento de sêmen, a bateria de touros angus, as unidades onde são realizados os testes de progênie e as novas instalações criadas nestes últimos tempos. Voltamos desta viagem com uma rica bagagem ao ter cumprido nosso objetivo de aprimorar os conhecimentos sobre as raças europeias e formas de seleção dos principais fornecedores de genética. Os clientes que nos acompanharam conheceram os diferentes tipos de manejo para que seja aplicado aos seus sistemas de produção. Pág. 7

8 TOUR CORTE EUA Veja alguns depoimentos de participantes: depoimento Fernando Pereti Porcel Quando nos preparamos para uma viagem, seja técnica ou turismo, sempre criamos muitas expectativas: será que o que encontraremos é o que dizem? Algumas vezes nos decepcionamos, outras nos surpreendemos por ser ainda melhor do que esperávamos. Foi isto mesmo que aconteceu comigo neste tour, muito melhor do que esperava. Primeiro, por ver e entender que as raças Angus, Red Angus, Simental e Hereford são rústicas e produtivas nos mais diferentes ambientes de regiões que chovem de 250 mm a mm anuais, com temperaturas que variam de negativo a 40º C positivo. Como entender? O manejo do rebanho é realizado conforme o ambiente, de extensivo a intensivo, mantendo o foco e compromisso com a seleção dos melhores animais em fertilidade e na qualidade de carne. Novilhas têm que parir aos 24 meses para se manterem no rebanho, acasalamentos dirigidos entre outras atitudes são sempre tomadas com base em informações técnicas, baseadas em sumários atualizados pelas devidas associações. Os sumários são únicos de cada raça e todos os criadores, confinadores, etc. têm interesse em informar dados do seu rebanho. Isso além de gerar dados para outros criadores valoriza o seu rebanho. Uma das surpresas foi a verticalização da cadeia produtiva da carne, empresas de venda de insumos como a ABS, criadores, confinadores, universidades, associações de raças, frigoríficos, supermercados, açougues e restaurantes empenhados em produzir, processar, divulgar e comercializar carne de qualidade, gerando valor ao produto e todos os elos da cadeia ganham com isto. Outra boa surpresa foi a maneira como fomos bem recebidos em todas as visitas, as pessoas felizes para mostrar seu trabalho, em muitas fazendas a família reunida para nos receber, os jovens filhos dos produtores orgulhosos do trabalho dos seus pais, ajudando em todas as atividades da fazenda sem vergonha do trabalho. Quando perguntados o que pretendiam fazer após a universidade foi sempre a mesma resposta: voltar e ajudar no negócio da família. Quando voltei ao Brasil estava muito mudado no aspecto profissional de quando saí. Conheci o potencial que as raças criadas nos EUA têm para melhorar a produtividade e a qualidade da carne do rebanho brasileiro através da heterose e entendi como nossa bateria de touros é selecionada baseada em dados extremamente produtivos e não visuais. Estou muito mais preparado para orientar nossos clientes quanto a melhor genética a ser usada conforme o perfil do cliente. A oportunidade de visitar a sede da nossa empresa em Madison-WI foi o fechamento de um tour muito bem programado e talvez o principal fator desta mudança. Os controles de qualidade, armazenamento, descongelamento, transporte, pesquisa de novos produtos, novas tecnologias, cuidados sanitários fechando com a passagem no museu, mostrou que a empresa sempre esteve e estará na vanguarda da inseminação artificial, fortalecendo meu empenho e compromisso com o sucesso do negócio. Obrigado a todos pela oportunidade, e vamos ao trabalho! Fernando Pereti Porcel Representante ABS Pecplan - Sinop/MT Brasil Pág. 8

9 TOUR CORTE EUA depoimento ANTONIO AURICO FLORES Gostaria de destacar os conhecimentos, frutos dessa visita. Através do prestígio da ABS Global, que nos proporcionou uma ótima recepção por parte dos proprietários Americanos, tanto nos ranchos, confinamentos, leilão, associação e universidade. O que chamou muito a atenção foi a forma de produção, tanto as propriedades mais tecnificadas quanto as mais simples, os critérios de seleção não diferenciam, sempre buscam fertilidade e precocidade nas fêmeas, bezerros de baixo peso ao nascimento, com alto ganho de peso a desmama e pós desmama, e carcaças com qualidade no momento do abate. Novilhas parindo aos 24 meses é algo que foi muito frisado em toda a viagem. Menor peso ao nascimento, bom ganho de peso e acabamento de carcaça com marmoreio. São características discutidas em todo setor: nas propriedades, universidades, associação e restaurantes. E sempre valorizando os que atingem as metas: Prime, Choice, Select e Standart quanto à espessura de gordura, maciez e marmoreio dos cortes de carne. Pôde ser observada uma amostra bem significativa de número de propriedades e animais visitados, pois foram mais de km percorridos em 3 estados: Oklahoma, Kansas e Missouri, e 22 estabelecimentos visitados durante 13 dias. Comparar raças de bovinos e sistemas de produção não é fácil e nem conclusivo, porém modelos de produção e caminhos para se atingir determinadas metas e objetivos é inteligente. Em nome da equipe das Fazendas Amoré, Águas Claras, Di Genio, Maruins, Santa Maria e Estância Araguari, agradeço o convite e a oportunidade gerada por parte de vocês da ABS Pecplan, por organizarem esta viagem, destacando a recepção por parte do Dr. Vasco e do Cristiano. ANTONIO AURICO FLORES Veterinário das fazendas que são clientes da ABS Pecplan: Fazendas Amoré, Águas Claras, Di Genio, Maruins, Santa Maria e Estância Araguari Pág. 9

10 TOUR CORTE EUA depoimento pedro augusto gatti Quero agradecer a ABS pelo Beef Tour 2013 onde vimos muito da genética que queremos continuar utilizando nos próximos anos. Trabalhamos com ABS desde 2008 quando utilizamos touros de facilidade de parto como Prime Time, 878 e Morgan Direction. Neste momento queríamos montar um bom rodeio maternal com nossos ventres. Em 2009, graças a ABS, pudemos conhecer o trabalho pioneiro desta empresa em conjuntos com a Circle A, que apontava para a seleção de animais de maior eficiência alimentar, e ai conhecemos mais sobre a cadeia de corte americana. Esta viagem nos inspirou a criar uma cadeia completa onde produzimos os bezerros, engordamos, levamos ao abate e distribuímos a carne para os melhores restaurantes de Buenos Aires. A este projeto, chamamos de Black Label. Em 2010, focamos na genética de qualidade de carne e usamos massivamente touros como IN FOCUS e FORESIGHT. Com resultados produtivos inquestionáveis estes touros nos aumentaram mais de 20 kgs de peso de desmama por ano. Com esta genética e resultados na mão aprendemos o valor e a significância do uso de touros super provados e desta forma superamos os objetivos que tínhamos formulado no início de programa. Aprendemos ainda sobre a qualidade de carne, docilidade e outras características que são importantes, já que fazemos e controlamos todo o processo de produção da carne desde o nascimento até a entrega nos restaurantes. Com estes animais sempre comparamos com a genética que era oriunda da compra de remates e nossos ganhos foram sempre muito superiores em todos os elos da cadeia produtiva. Com todos estes resultados, estamos orgulhosos de abater novilhos black label de 465 kg com 1 ano de idade e super qualidade de carne conforme demonstrado nesta foto. Saiba mais sobre o projeto Black Label em Após a edição de 2013, pudemos comprovar o quão bem assessorados estávamos e que tivemos boas orientações para fazer decisões acertadas. Focamos em touros que produzem filhas Pathfinder e IN FOCUS, talvez tenha sido o mais destacado deles e muito influente em nosso rebanho. Nesta viagem, vimos interessantes opções para utilizar com esta Genética como o touro GAR PROGRESSION. Nos impressionou muito os terneiros de UpShot bem como a mãe do touro Exar Barbara T020. Na fazenda de Doug Frank ficamos tambem impressionados com as crias de RITO Rito 6EM3, Absolute, Hoover Dam, Frontman e Completion. A esta altura da viagem pensei que já havia visto tudo, mas o melhor ainda estava por ser apreciado e isto foi na Buford Ranch onde vimos animais de excelente fenótipo, muito moderados, excelente crescimento e eficiência de conversão. A viagem foi excelente e tivemos uma perfeita combinação entre selecionadores de fenótipo para exposições e produtos comerciais mais próximos da nossa realidade e que trabalham em sistema de produção a pasto em condições muito desafiadoras. Un viaje buenísimo, como falamos na Argentina! Quando começamos nosso programa de melhoramento genético em 2007 pensava chegar a ter mães que sejam netas de inseminação artificial. Esta etapa já cumprimos e agora o programa e a genética que estamos buscando com vocês é para atingir o nosso maior objetivo que é produzir a melhor carne do mercado! Muchas Gracias! PEDRO AUGUSTO GATTI Cliente ABS Pecplan na Argentina Pág. 10

11 TOUR CORTE EUA Express Ranch, Yukon/OK Stratford Angus, Pratt/KS Milbrae Angus, Mapple Hill/KS Pág. 11

12 TOUR CORTE EUA K- State Manhattan/KS Sandhills Farm, Haviland/KS Sandhills Farm, Haviland/KS Pág. 12

13 TOUR CORTE EUA Express Ranch, Yukon/OK Stratford Angus, Pratt/KS Tiffany Cattle Co, Americus/KS Gardiner Angus Ranch Produção à pasto na Giles Angus Ranch, Bucklin/KS Chain Ranch, Canton/OK Pág. 13

14 TOUR CORTE EUA Giles Angus Ranch - Commercial operation Ratchlif, Vinita/OK Ratchlif, Vinita/OK Fink Angus Genetics, Randolph/KS Circle A Ranch, Iberia/MO Buford Ranches, Vinita/OK Pág. 14

15 FazENDA Trio Aliança Dia de Campo GMS Fazenda Trio Aliança Rio Verde/GO por Marcello Mamedes dos Santos Aconteceu dia 28 de agosto em RIO VERDE/GO na propriedade do Sr. Nivaldo Gonçalves, Fazenda Trio Aliança, o 1º DIA DE CAMPO GMS e PARCEIROS. Hoje Rio Verde é umas das principais bacias leiteiras do Estado de Goiás, tanto em quantidade de leite produzido, quanto em qualidade do mesmo. Grandes projetos sendo construídos, alguns já finalizados e nós da ABS temos a honra de poder contribuir com o melhoramento genético destes rebanhos. A propriedade do Sr. Nivaldo é referência não só na região, mas em todo estado pela sua excelência em todos os níveis, principalmente na questão de gestão. Hoje a propriedade produz litros com 160 vacas em lactação. Faz 12 anos que utiliza o programa de acasalamento GMS da ABS, seguindo sempre a risca suas recomendações e bons frutos estão sendo colhidos, como todos os participantes presentes puderam comprovar na apresentação dos animais. Sr. Nivaldo fazendo apresentação da propriedade Há cinco anos atuando como técnico leite pela ABS Pecplan tenho visitado muitas fazendas ao longo desse tempo e posso afirmar que não é fácil encontrar um gado com esta extrema qualidade morfológica e padronização como tenho verificado na assistência ao rebanho do Sr. Nivaldo. Úberes simplesmente espetaculares e aprumos que são de deixar qualquer um impressionado, sem falar na longevidade e funcionalidade do rebanho, produzindo não apenas um bom volume de leite, mas o TIPO IDEAL e sob-medida para um sistema de pastoreio com suplementação, que poderá ser comprovado nas próximas páginas. Pág. 15

16 FazENDA Trio Aliança A finalidade do Dia de Campo foi levar as mais novas informações e tecnologias ao produtor rural. O evento teve uma participação de aproximadamente 130 pessoas lotando o salão de palestra em plena quarta-feira, iniciando as atividades às 9h da manhã com um belo café e recepção dos convidados e terminando apenas no final do dia. Para a organização, tivemos grande suporte da REGIONAL RIO VERDE-LUCRE ASSESSORIA na pessoa da Médica Veterinária ELIANE FONSECA e seus colaboradores e demais palestrantes convidados. Recepção dos produtores com um belo Café da Manhã. Pág. 16

17 FazENDA Trio Aliança As atividades do dia foram divididas em cinco palestras, onde iniciamos com o Palestrante Jeferson Rodrigo Jacinto, administrador da fazenda SANTO ANTONIO - PIRACICABA/SP e MBA AGRIBUSINESS ESALQ relatando a sua experiência pioneira com um novo sistema de produção de leite em COMPOST BARN (estábulo com cama de compostagem). A região de RIO VERDE encontra-se em uma situação peculiar de definição de sistemas de produção, onde predomina hoje gado Holandês e quando chega o verão as propriedades enfrentam os problemas de conforto já conhecidos por nós, foi muito oportuna esta palestra mostrando com muita clareza ao produtor os prós e contras deste sistema, bem como os custos de implantação em comparação com os demais. Outro módulo ficou por conta do Médico Veterinário José Renato Chiari SAMVET-EMBRIÕES, que também falou dos sistemas de produção de leite a pasto e em confinamento, pois possuem os dois sistemas em sua propriedade, hoje com produção ao redor de 10 mil litros/dia. Oportunidade imperdível de saber mais detalhes destes 3 sistemas de produção que predominam no nosso país. Outra palestra ficou a cargo da Zootecnista Katya Castro sobre FUNCIONALIDADE ANIMAL, VACA IDEAL x SISTEMA PRODUÇÃO, com uma brilhante explanação mostrando o que se deve buscar na seleção de animais para cada sistema de produção. Início das atividades Dr. José Renato Chiari - SAMVET EMBRIÕES Zootecnista Katya Castro Pág. 17

18 FazENDA Trio Aliança Na sequência descrevi em detalhes como tenho conduzido o planejamento do melhoramento genético do rebanho da Fazenda Trio Aliança através do Programa GMS e os resultados obtidos com a apresentação de um grupo de 24 animais especialmente selecionados para a apreciação de todos os participantes. A Regional Rio Verde através de Eliane Fonseca homenageou 9 criadores usuários do Programa GMS que seguem de forma correta as recomendações e também são considerados casos de sucesso na região. Para finalizar o Médico Veterinário José Gustavo da ZOETIS falou da importância das doenças reprodutivas em rebanhos leiteiros, bem como sua prevenção e prejuízos. Carlos Roberto Ferro recebendo a homenagem. Usuário de GMS desde 2008 Elivan Mesquita Gomes recebendo a homenagem. Usuário de GMS desde 2008 Médico Veterinário José Gustavo - ZOETIS Geová Marques recebendo a homenagem. Usuário de GMS desde 2008 Mauro da Silveira Gomes recebendo a homenagem. Usuário de GMS desde 2008 Pág. 18

19 FazENDA Trio Aliança Na minha opinião um dos melhores eventos que pude organizar e participar, um público extremamente focado e direcionado na área, grandes palestras que vieram de encontro aos anseios dos produtores. Uma exibição invejável de um verdadeiro plantel de vacas leiteiras para todos os presentes, mostrando que não precisam deslocar grandes distâncias para ver a construção genética de um rebanho de extrema funcionalidade e lucratividade. Gostaria de agradecer imensamente ao Sr. Nivaldo e família por abrir as portas de sua propriedade para realizarmos um evento desta grandeza. Agrademos também os gerentes da fazenda, Sr. Carlos juntamente com esposa, que não mediram esforços auxiliando na separação dos animais para a apresentação. Obrigado ao supervisor do distrito Centro Norte - Wagner Oliveira pelo suporte e apoio, a todos da equipe LUCRE ASSESSORIA pela organização do evento e aos palestrantes Jeferson, Katya Castro, José Renato e José Augusto pelos enriquecedores conteúdos onde todos aproveitaram cada detalhe, ao público participante e por fim a ABS Pecplan por mais esta oportunidade de trabalho e aprendizado. Foi uma grande oportunidade que tivemos junto a nossos clientes de apresentar frutos de nossos produtos e serviços neste evento, aliado com o trabalho sério do Sr. Nivaldo conseguimos um resultado elogiado por todos que puderam estar presentes. Parabenizo a todos que se envolveram para construir este evento Esquerda para direita, duas filhas de STANDOUT e as outras duas filhas do THOTTLE, todas de 1ª cria. e deixo aqui meu compromisso e apoio em ações desta magnitude - Wagner Oliveira, Supervisor Distrito Centro-Norte. Do princípio ao fim o evento foi grandioso, um dos melhores que já pude participar, a equipe ABS está de parabéns, pois com muita criatividade e foco conseguiu atender às expectativas do grande número de produtores de leite presentes, suprindo a crescente carência dos criadores por informação técnica. Fiquei muito impressionada com o nível de melhoramento e padronização do rebanho do Sr. Nivaldo! - Katya Castro, Zootecnista. Progênie mãe e filha GMS, animal da esquerda filha de REVENUE 5º parto, sendo que o animal da direita sua filha HOMESTEAD 1º parto. Quero agradecer a ABS e todo seu pessoal pela homenagem e reconhecimento, por todos esses anos de parceria e pelo ótimo trabalho que vem sendo realizado. Parabenizá-los pelo belo evento realizado com temas muito bem elaborados e abordados pelos palestrantes, que veio gerar mais questionamentos antes de alguma tomada de decisão. Obrigado, afirma Carlos Roberto Ferro, cliente ABS. Fiquei impressionado com o nível do evento e dos produtores ali presentes. Gostaria de parabenizar o Sr. Nivaldo pelo excelente trabalho e qualidade do seu rebanho levando aos produtores um modelo de Pág. 19

20 FazENDA Trio Aliança eficiência na produção de leite. Obrigado Marcello, Eliane e Wagner pelo convite e a recepção. - Jeferson Rodrigo Jacinto, Administrador Fazenda Santo Antônio. Conseguimos organizar um evento de alto nível trazendo palestras com temas atuais que muito ajudaram os produtores. Os participantes ficaram surpreendidos com o trabalho desenvolvido na fazenda: animais com muita qualidade e padronizados. Foi um sucesso de público e animais. Com certeza iremos repetir o evento no próximo ano - Eliane Fonseca - Lucre Assessoria. Segundo Nivaldo, proprietário da Fazenda Trio Aliança, o evento superou as expectativas quanto ao público e nível das palestras e palestrantes, foi uma grande oportunidade para mostrar o trabalho que vem sendo desenvolvido há muitos anos e os resultados são os melhores possíveis. Filhas de LENOX E JEEVES, observem a qualidade de sistemas mamários, conjunto de pernas e pés. Vaca da esquerda filha de LENOX no seu 3º parto, observe a qualidade do sistema mamário, força leiteira bem como pernas vista lateral. Animal da direita filha do JEEVES no seu 1º parto. Vaca preta da direita filha do GABE no seu 1º parto. Filha de GABE no 1º parto com produção 38kg/dia Pág. 20

21 FazENDA Trio Aliança O grupo de filhas mais comentado do Dia de Campo, filhas de HOMESTEAD com impressionantes úberes posteriores. Pág. 21

22 LANÇAMENTO CATÁLOGOS ABS Pecplan lança catálogos Corte Europeu e Corte Zebu com muitas novidades! Em agosto tivemos o lançamento dos novos catálogos das baterias de Corte Europeu, Corte Europeu Elite e Corte Zebu. Estes novos sumários, que já circularam em feiras importantes como ExpoGenética e Expointer, têm chamado a atenção dos clientes não só pela qualidade da bateria, mas por sua objetividade e novo formato que destacam as informações relevantes e úteis ao criador. Pág. 22

23 LANÇAMENTO CATÁLOGOS Corte Europeu ABS apresenta o Catálogo Corte Europeu 2014 com 108 touros de 14 raças. O catálogo vem com a mensagem de atender as principais necessidades dos clientes, que são FERTILIDADE e GENÉTICA PROVADA, assim nosso foco é a genética de produção. Em Neste agosto novo tivemos catálogo, o lançamento a ABS Pecplan dos oferece novos catálogos genética das oriunda baterias de de programas Corte Europeu, de seleção Corte Europeu consistentes, Elite e Corte de fazendas Zebu. Estes com novos reconhecido sumários, que trabalho já circularam e critérios em feiras definidos, importantes focados como nas características ExpoGenética de e Expointer, produção têm de chamado carne. Com a atenção diferentes dos origens, clientes não também só pela mostramos qualidade a força da ABS no mundo, com avaliação de alguns da bateria, mas por sua objetividade e novo formato que touros mundo afora. destacam as informações relevantes e úteis ao criador. Buscamos ser claros e objetivos visando facilitar a consulta do cliente no catálogo. Exemplo disso é a relação TOP 10 das principais características nas raças Angus e Red Angus, assim como uma planilha de DEPs para efeito comparativo entre os touros. Sobre produção, usar genética provada de elevada acurácia - Rock Solid - reduz riscos de insatisfação, seja qual for o seu critério de seleção. Touros provados garantem o retorno do capital investido. Considero mais importante eleger um touro com boa prova, sendo TOP 10 20% para uma característica, com 90% de acurácia, do que um indivíduo TOP 1% e baixa acurácia. Sabemos que poucos touros mantém a sua prova com bons números após a avaliação de progênie. É uma aposta, a genética dos pais garante boa chance de serem destacados, porém não temos a confiança necessária para uso generalizado no rebanho. Acredito que devemos utilizar, no máximo, 25% de touros não provados num mesmo rebanho. A ABS também oferece a vantagem da avaliação exclusiva do Angus Sire Alliance, com foco na eficiência alimentar. Já são 15 anos de avaliação de progênie em confinamento! Quanto à fertilidade, a ABS investe na mais avançada tecnologia, como o CASA Sistema Computadorizado de Avaliação Pós-descongelamento e o túnel de congelamento, melhorando ainda mais a eficácia de produção de sêmen, com qualidade reconhecida no mercado. Se analisarmos os TOP 10 de vendas da pasta Corte Europeu, oito deles são líderes em fertilidade. Quando um touro segue bem nos programas de IATF a notícia se espalha e a fama surge rapidamente. Há seis anos existe o grupo IATF/ABS, criado com o propósito de discutir e identificar fatores que influenciam nos resultados de prenhez via IATF. São dados confiáveis captados por veterinários de norte a sul do Brasil. Os touros com fertilidade destacada, ou seja, com prenhez média acima de 50%, mínimo de inseminações, lotes acima de 50 animais e utilizados em 5 rebanhos e 3 regiões, recebem o SELO IATF. Este é o padrão mínimo para o SELO BRONZE. A ABS sabe informar onde, quando, como e por quem foi realizada a IATF, tudo oficialmente registrado para dar confiabilidade ao SELO. Vale destacar o FERTILITY PLUS, com foco em fertilidade, que mostra um crescimento ano a ano nas vendas. Um produto para ser utilizado principalmente em condições onde o desafio é maior, como primíparas, vacas com baixo escore corporal e condições de clima adversas. Sabemos que a fertilidade depende de vários fatores, a qualidade do sêmen é apenas um deles e o Fertility Plus colabora por ter maior duração da viabilidade do sêmen dentro da vaca. Caso não conheça o produto, vale a pena utilizá-lo, é um diferencial exclusivo da nossa empresa. Usar a genética ABS é garantia de satisfação, ideal para uma pecuária de alta eficiência. Marcelo Valente Selistre Gerente de Produto Corte Europeu Pág. 23

BOVINOS RAÇAS SINTÉTICAS

BOVINOS RAÇAS SINTÉTICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA LABORATÓRIO DE FISIOLOGIA DA REPRODUÇÃO BOVINOS RAÇAS SINTÉTICAS Disciplina: Exterior e raças Prof. Mauricio van Tilburg

Leia mais

Conheça a primeira central de inseminação do mundo.

Conheça a primeira central de inseminação do mundo. Conheça a primeira central de inseminação do mundo. A primeira central de inseminação do mundo nasceu nos Estados Unidos e veste verde e amarelo há mais de 40 anos. A C.R.I. Genética é uma cooperativa

Leia mais

News. Desfile de Touros da ABS Pecplan é palco de homenagens e ótimos negócios O. anos. Uberaba, Brasil - Maio 2010

News. Desfile de Touros da ABS Pecplan é palco de homenagens e ótimos negócios O. anos. Uberaba, Brasil - Maio 2010 nº 14 News Uberaba, Brasil - Maio 2010 Caro Leitor Bons ventos sopraram em abril. A demanda de leite aumenta internamente e os preços internacionais do leite em pó retornam a valores próximos do excelente

Leia mais

QUALIDADE VERDANA 2014

QUALIDADE VERDANA 2014 ano 2 MAIO 2014 EDIÇão 02 www.verdanaagropecuaria.com.br camapuã/ms INFORMATIVO Mais valor para você Editorial QUALIDADE VERDANA 2014 1 1 A QUALIDADE QUE FEZ A DIFERENÇA em 2013 ENCONTRO 2013 Vinte e seis

Leia mais

PROGRAMA DE FOMENTO AO CRUZAMENTO ANGUS MANUAL

PROGRAMA DE FOMENTO AO CRUZAMENTO ANGUS MANUAL PROGRAMA DE FOMENTO AO CRUZAMENTO ANGUS MANUAL 1. A RAÇA ABERDEEN ANGUS Originária da Escócia, a raça foi selecionada em função de suas características superiores de precocidade, fertilidade, rusticidade,

Leia mais

estação de monta Escolha do Leitor

estação de monta Escolha do Leitor estação de monta Realmente existe importância na gestão da fazenda e benefício para o produtor que se utiliza do período reprodutivo? Luís Adriano Teixeira* 32 - ABRIL 2015 A Estação de monta (EM) período

Leia mais

Características dos Touros Senepol. Benefício ao Criador Invernista Confinador. Senepol SL

Características dos Touros Senepol. Benefício ao Criador Invernista Confinador. Senepol SL Senepol SL Programa SLde Melhoramento Estância Santa Luzia SENEPOL Benefícios dos Touros Senepol Santa Luzia Venda permanente Reprodutores & Doadoras Qualidade diferenciada a preço justo Na condução, Pedro

Leia mais

INDEX ASBIA MERCADO 2014

INDEX ASBIA MERCADO 2014 INDEX ASBIA MERCADO 2014 INDEX ASBIA Mercado de sêmen 2014. O relatório do INDEX ASBIA 2014 representa aproximadamente 92% do mercado de sêmen no Brasil, incluindo as raças de corte e leite e é composto

Leia mais

ANGUS: Fábio Schuler Medeiros. Médico Veterinário, D. Sc Gerente Nacional do Programa Carne Angus Certificada Associação Brasileira de Angus

ANGUS: Fábio Schuler Medeiros. Médico Veterinário, D. Sc Gerente Nacional do Programa Carne Angus Certificada Associação Brasileira de Angus ANGUS: Rentabilidade e mercado Fábio Schuler Medeiros Médico Veterinário, D. Sc Gerente Nacional do Programa Carne Angus Certificada Associação Brasileira de Angus Nossos Questionamentos... Como está a

Leia mais

primeiro índice de cruzamento industrial projetado para o brasil

primeiro índice de cruzamento industrial projetado para o brasil primeiro índice de cruzamento industrial projetado para o brasil o índice para guiar suas melhores decisões! O QUE É O BCBI? Desenvolvido com o suporte técnico do Geneticista Senior da L`Alliance Boviteq,

Leia mais

estratégias para melhorar seu rebanho

estratégias para melhorar seu rebanho Texto adaptado pela CRI Genética Brasil Fonte: Associação Americana de Angus CRI Genética Brasil estratégias para melhorar seu rebanho O que é Relatório de Avaliação de Touro? A Associação Americana de

Leia mais

O cruzamento do charolês com o zebu (indubrasil, guzerá ou nelore) dá origem ao CANCHIM. Rústico e precoce, produz carne de boa qualidade.

O cruzamento do charolês com o zebu (indubrasil, guzerá ou nelore) dá origem ao CANCHIM. Rústico e precoce, produz carne de boa qualidade. OUTUBRO 2006 Para chegar ao novo animal, os criadores contaram com a ajuda do superintendente do laboratório de inseminação artificial Sersia Brasil, Adriano Rúbio, idealizador da composição genética

Leia mais

O impacto do touro no rebanho de cria

O impacto do touro no rebanho de cria Algumas contas simples podem constatar que o touro de cria é um fator de produção de extrema relevância A realidade de mercado atual exige do pecuarista competência para se manter no negócio, e visão estratégica

Leia mais

Programa Alta Gestação promove democratização da inseminação artificial em ovinos no Brasil

Programa Alta Gestação promove democratização da inseminação artificial em ovinos no Brasil Programa Alta Gestação promove democratização da inseminação artificial em ovinos no Brasil Parceria entre Alta Genetics, Pfizer e Sérgio Nadal promete acelerar os rebanhos comerciais do país. A carne

Leia mais

DE CRIADOR PARA CRIADOR

DE CRIADOR PARA CRIADOR DE CRIADOR PARA CRIADOR No clima para a máxima produção com qualidade. Altitude e temperatura perfeitas. O resultado são rebanhos com máxima produção de sêmen com qualidade, para você vender sempre mais.

Leia mais

POR QUE USAR GUZERÁ? ACGB

POR QUE USAR GUZERÁ? ACGB POR QUE USAR GUZERÁ? ACGB PRODUÇÃO DE CARNE E LEITE: SUSTENTÁVEL POR NATUREZA O brasileiro elegeu a carne bovina como um dos seus alimentos preferidos nas refeições diárias. O consumo per capita é um dos

Leia mais

NEWS BRASIL SEM FRONTEIRAS ABC & ANO IV N o 04 R$ 19,50

NEWS BRASIL SEM FRONTEIRAS ABC & ANO IV N o 04 R$ 19,50 ASSOCIAÇÃO 1 DORPER BRASIL SEM FRONTEIRAS NEWS ANO IV N o 04 R$ 19,50 9 771414 620009 0 2 ORGÃO OFICIAL DA ASSOCIAÇÃO ABC & DORPER B R A S I L BRASILEIRA DOS CRIADORES DE DORPER BIOTECNOLOGIAS REPRODUTIVAS

Leia mais

http://www.crvlagoa.com.br/news/gerarnewsletterpdf.asp?idnewsletter=684

http://www.crvlagoa.com.br/news/gerarnewsletterpdf.asp?idnewsletter=684 Página 1 de 16 Caso não esteja visualizando este e-mail, clique aqui Ano 3 Número 658 Sexta, 7 de dezembro de 2012 Clique aqui para fazer o download da newsletter em PDF» COMUNICADO SUSPENSÃO VENDAS JAGUAR

Leia mais

Curso de inseminação artificial da Alta dá dicas de como aumentar a rentabilidade em sua fazenda

Curso de inseminação artificial da Alta dá dicas de como aumentar a rentabilidade em sua fazenda São Paulo, 12 março de 2014 Curso de inseminação artificial da Alta dá dicas de como aumentar a rentabilidade em sua fazenda Suprir a demanda de mercado com produtos de qualidade e sustentáveis. Este é

Leia mais

Programa Nelore Brasil e seu Impacto Econômico

Programa Nelore Brasil e seu Impacto Econômico Programa Nelore Brasil e seu Impacto Econômico II Congreso Ganadero Nacional CORFOGA 2008 Prof. Dr. Raysildo B. Lôbo ANCP, USP Crescimento da Pecuária de Corte Brasileira: produção de carne e abate 71,0%

Leia mais

Quanto vale uma prenhez? How much does a pregnancy is worth? Prof. Dr. José Bento Sterman Ferraz

Quanto vale uma prenhez? How much does a pregnancy is worth? Prof. Dr. José Bento Sterman Ferraz Quanto vale uma prenhez? How much does a pregnancy is worth? Prof. Dr. José Bento Sterman Ferraz Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da USP Núcleo de Apoio à Pesquisa em Melhoramento Animal,

Leia mais

A utilização da vaca F1: visão da EMATER-MG INTRODUÇÃO

A utilização da vaca F1: visão da EMATER-MG INTRODUÇÃO A utilização da vaca F1: visão da EMATER-MG 1Elmer Ferreira Luiz de Almeida; 2José Alberto de Àvila Pires 1 Coordenador Técnico Bovinocultura de Leite da EMATER-MG 2Coordenador Técnico Bovinocultura de

Leia mais

PROGRAMAS DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM REBANHOS BOVINOS: ANÁLISE DOS GANHOS PARA OS PEQUENOS PRODUTORES

PROGRAMAS DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM REBANHOS BOVINOS: ANÁLISE DOS GANHOS PARA OS PEQUENOS PRODUTORES PROGRAMAS DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM REBANHOS BOVINOS: ANÁLISE DOS GANHOS PARA OS PEQUENOS PRODUTORES Rafael Herrera Alvarez Médico Veterinário, Doutor, Pesquisador Científico do Pólo Centro Sul/APTA

Leia mais

ATUAL SITUAÇÃO DA PECUÁRIA DE CORTE NO BRASIL

ATUAL SITUAÇÃO DA PECUÁRIA DE CORTE NO BRASIL ATUAL SITUAÇÃO DA PECUÁRIA DE CORTE NO BRASIL Empresa Júnior de Nutrição de Ruminantes NUTRIR FCA-UNESP-FMVZ INTRODUÇÃO CONCEITOS BÁSICOS CENÁRIO DADOS MERCADO DO BOI CONSIDERAÇÕES FINAIS CONCEITOS BÁSICOS

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DE UM BOM PROJETO NA PECUÁRIA DE CORTE. A idéia de projeto, em qualquer atividade econômica é bastante elástica. Em geral um projeto é

A IMPORTÂNCIA DE UM BOM PROJETO NA PECUÁRIA DE CORTE. A idéia de projeto, em qualquer atividade econômica é bastante elástica. Em geral um projeto é A IMPORTÂNCIA DE UM BOM PROJETO NA PECUÁRIA DE CORTE. A idéia de projeto, em qualquer atividade econômica é bastante elástica. Em geral um projeto é resultado de um estudo minucioso do ambiente onde se

Leia mais

CONHECENDO UMA CENTRAL DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL

CONHECENDO UMA CENTRAL DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL CONHECENDO UMA CENTRAL DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL Entrevistado: Marcelo Brandi Vieira Mestre em Reprodução Animal Diretor Técnico da Progen Inseminação Artificial BI: Qual a importância da Inseminação Artificial

Leia mais

Instruções e planilhas para o controle de produção visando o melhoramento genético na bovinocultura de corte de base familiar

Instruções e planilhas para o controle de produção visando o melhoramento genético na bovinocultura de corte de base familiar ISSN 0103-376X Setembro, 2006 Instruções e planilhas para o controle de produção visando o melhoramento genético na bovinocultura de corte de base familiar 57 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

Leia mais

A PRODUCAO LEITEIRA NOS

A PRODUCAO LEITEIRA NOS A PRODUCAO LEITEIRA NOS ESTADOS UNIDOS Estatisticas A produção leiteira durante Janeiro de 2012 superou os 7 bilhões de kg, 3.7% acima de Janeiro de 2011. A produção por vaca foi em media 842 kg em Janeiro,

Leia mais

MELHORAMENTO GENÉTICO

MELHORAMENTO GENÉTICO MELHORAMENTO GENÉTICO Mudança do material hereditário do rebanho de forma a capacitá-lo para produzir leite, mais economicamente em um determinado ambiente. Genética é a ciência que estuda a variação e

Leia mais

José Ferreira Pankowski

José Ferreira Pankowski José Ferreira Pankowski O conselheiro técnico da Associação dos Criadores de Nelore de Mato Grosso, José Ferreira Pankowski, é o entrevistado da semana do site da Nelore MT. Ele fala sobre o desenvolvimento

Leia mais

Inseminação Artificial Aplicada ao Melhoramento Genético Animal

Inseminação Artificial Aplicada ao Melhoramento Genético Animal Inseminação Artificial Aplicada ao Melhoramento Genético Animal Equipe de pesquisadores MGA/ CNPGL: Maria Gabriela C.D. Peixoto Rui da Silva Verneque João Cláudio do Carmo Panetto Frank Ângelo Tomita Bruneli

Leia mais

Selecionando para Melhorar as Carcaças do Gado de Corte:

Selecionando para Melhorar as Carcaças do Gado de Corte: Selecionando para Melhorar as Carcaças do Gado de Corte: Leonardo Campos 1 e Gabriel Campos 2 O professor e pesquisador norte-americano R.A. Bob Long, colunista da revista Angus Journal e autor do Sistema

Leia mais

Produzir Leite é Bom Negócio? Alto Paranaíba. Sebastião Teixeira Gomes

Produzir Leite é Bom Negócio? Alto Paranaíba. Sebastião Teixeira Gomes Produzir Leite é Bom Negócio? Alto Paranaíba Sebastião Teixeira Gomes Viçosa Novembro 1996 1 Índice Especificação Página 1. Introdução... 2 2. Notas Metodológicas... 2 3. Recursos Disponíveis... 3 4. Raça

Leia mais

Só vence nos negócios quem se preocupa com as pessoas

Só vence nos negócios quem se preocupa com as pessoas Só vence nos negócios quem se preocupa com as pessoas Dezoito anos à frente da maior empresa de inseminação Artificial Bovina do Brasil, Heverardo Rezende Carvalho conta o que teve que aprender para se

Leia mais

Inseminação Artificial em Tempo Fixo em Vacas Leiteiras

Inseminação Artificial em Tempo Fixo em Vacas Leiteiras Inseminação Artificial em Tempo Fixo em Vacas Leiteiras Serviços em Pecuária de Leite Avaliação Ginecológica e Diagnóstico de Gestação com Aparelho de Ultrassonografia Exames Laboratoriais IATF Inseminação

Leia mais

Projeto NELOGIR. Cruzamento Nelore x Gir como matriz para F1. Resultados parciais. Dr. Ronaldo Lazzarini Santiago

Projeto NELOGIR. Cruzamento Nelore x Gir como matriz para F1. Resultados parciais. Dr. Ronaldo Lazzarini Santiago Projeto NELOGIR. Cruzamento Nelore x Gir como matriz para F1. Resultados parciais Dr. Ronaldo Lazzarini Santiago Colonial Agropecuária e Fazenda Calciolândia F-1, A MATRIZ MAIS ADEQUADA AO SISTEMA DE PRODUÇÃO

Leia mais

ACONTE. Touros CV. Integração Lavoura/Pecuária Página 7. informativo carlos viacava nº - 8 Junho 2013

ACONTE. Touros CV. Integração Lavoura/Pecuária Página 7. informativo carlos viacava nº - 8 Junho 2013 ACONTE informativo carlos viacava nº - 8 Junho 2013 Grupo de novilhas super precoces que estarão à venda no Leilão Nelore Mocho CV do dia 28 de julho em Paulínia, SP. Prenhes aos 12 a 14 meses. Leilões

Leia mais

INTRODUÇÃO A etapa de cria na cadeia produtiva da carne bovina é muito importante, e caracteriza-se como um período fundamental no processo de

INTRODUÇÃO A etapa de cria na cadeia produtiva da carne bovina é muito importante, e caracteriza-se como um período fundamental no processo de d e b e z e r r o d e c o r t e INTRODUÇÃO A etapa de cria na cadeia produtiva da carne bovina é muito importante, e caracteriza-se como um período fundamental no processo de produção. As técnicas utilizadas

Leia mais

Projeto SIMGIR. 1 Introdução. 2 Escolha das Raças. 3 Parceria. 4 Produção. 5 Anexos: 5-1 Normas de Identificação de Animais. Receptoras.

Projeto SIMGIR. 1 Introdução. 2 Escolha das Raças. 3 Parceria. 4 Produção. 5 Anexos: 5-1 Normas de Identificação de Animais. Receptoras. Projeto SIMGIR 1 1 Introdução 2 Escolha das Raças 3 Parceria 4 Produção 5 Anexos: 5-1 Normas de Identificação de Animais Receptoras Bezerras F1 5-2 Calendário de Manejo 5-3 Projeto de Comercialização dos

Leia mais

Manual. do Produtor. de bezerro de corte

Manual. do Produtor. de bezerro de corte Manual do Produtor de bezerro de corte INTRODUÇÃO 02 A etapa de cria na cadeia produtiva da carne bovina é muito importante, e caracterizase como um período fundamental no processo de produção. As técnicas

Leia mais

Sistemas de Produção de Leite Prof. Geraldo Tadeu dos Santos

Sistemas de Produção de Leite Prof. Geraldo Tadeu dos Santos Sistemas de Produção de Leite Prof. Geraldo Tadeu dos Santos É Exite uma grande diversidade dos sistemas de produção de leite praticados nos vários países produtores Argentina Austrália Nova Zelândia É

Leia mais

Entrada dos animais procedentes de mais de 700 quilômetros. Recepção, identificação e mensuração dos animais.

Entrada dos animais procedentes de mais de 700 quilômetros. Recepção, identificação e mensuração dos animais. PROGRAMAÇÃO EXPOZEBU SEGUNDA-FEIRA 21/04 Entrada dos animais procedentes de mais de 700 quilômetros SEGUNDA-FEIRA 28/04 Recepção, identificação e mensuração dos animais. 13h30 Grafitagem Tema A evolução

Leia mais

CONTROLE LEITEIRO. Segundo SILVA (2006), as finalidades do controle leiteiro são várias, destacando-se:

CONTROLE LEITEIRO. Segundo SILVA (2006), as finalidades do controle leiteiro são várias, destacando-se: CONTROLE LEITEIRO * Migacir Trindade Duarte Flôres O controle leiteiro é o registro de produção, em 24 horas, de cada animal, sendo uma ferramenta de aferição da capacidade de produção de leite de uma

Leia mais

PROBOVI PROGRAMA DE NUTRIÇÃO PARA BOVINOS

PROBOVI PROGRAMA DE NUTRIÇÃO PARA BOVINOS 1 PROBOVI PROGRAMA DE NUTRIÇÃO PARA BOVINOS www.kerabrasil.com.br Fone:(54)2521-3124 Fax:(54)2521-3100 2 INTRODUÇÃO PROGRAMA KERA PARA BOVINOS DE LEITE E CORTE Com o acelerado melhoramento genético dos

Leia mais

Palestras Scot Consultoria

Palestras Scot Consultoria Palestras Scot Consultoria índice palestras scot consultoria As melhores e mais fiéis informações de mercado vão até você temas 3 pecuária de corte e seus derivados temas 5 pecuária de leite e derivados

Leia mais

Sistemas de produção e Índices zootécnicos. Profª.: Valdirene Zabot

Sistemas de produção e Índices zootécnicos. Profª.: Valdirene Zabot Sistemas de produção e Índices zootécnicos Profª.: Valdirene Zabot O que é uma CADEIA? É um conjunto de elos onde cada um depende dos demais. Na cadeia de produção da carne e do couro, o bovino é ó elo

Leia mais

INTERPRETAÇÃO DAS PROVAS DE REPRODUTORES LEITEIROS

INTERPRETAÇÃO DAS PROVAS DE REPRODUTORES LEITEIROS AZ042 Bovinocultura de Leite Aula 14 INTERPRETAÇÃO DAS PROVAS DE REPRODUTORES LEITEIROS Prof. Rodrigo de Almeida Entendendo as Provas de Touros Canadenses Informações de Produção Provas de produção Baseado

Leia mais

ALTA GENETICS BATE NOVO RECORDE COM 3 MILHÕES DE SÊMEN BOVINO VENDIDOS EM 2011

ALTA GENETICS BATE NOVO RECORDE COM 3 MILHÕES DE SÊMEN BOVINO VENDIDOS EM 2011 São Paulo, dezembro de 2011 ALTA GENETICS BATE NOVO RECORDE COM 3 MILHÕES DE SÊMEN BOVINO VENDIDOS EM 2011 Faturamento no Brasil deve crescer 20% em 2011, alcançando R$60milhões A Alta Genetics bate novo

Leia mais

Manejo reprodutivo. Gustavo M. Chilitti Coordenador Técnico MT Intervet do Brasil Vet. Ltda.

Manejo reprodutivo. Gustavo M. Chilitti Coordenador Técnico MT Intervet do Brasil Vet. Ltda. Manejo reprodutivo Gustavo M. Chilitti Coordenador Técnico MT Intervet do Brasil Vet. Ltda. Para produzir é preciso reproduzir!!! Eficiência Reprodutiva Rebanho Bovino Brasileiro Vacas e novilhas > 24

Leia mais

AVALIAÇÕES DE OBJETIVOS ECONÔMICOS PARA GADO DE LEITE, DE CORTE E DE DUPLA APTIDÃO NO BRASIL. Anibal Eugênio Vercesi Filho, Fernando Enrique Madalena

AVALIAÇÕES DE OBJETIVOS ECONÔMICOS PARA GADO DE LEITE, DE CORTE E DE DUPLA APTIDÃO NO BRASIL. Anibal Eugênio Vercesi Filho, Fernando Enrique Madalena AVALIAÇÕES DE OBJETIVOS ECONÔMICOS PARA GADO DE LEITE, DE CORTE E DE DUPLA APTIDÃO NO BRASIL Anibal Eugênio Vercesi Filho, Fernando Enrique Madalena Departamento de Zootecnia, Escola de Veterinária da

Leia mais

Fazenda São Francisco São Francisco de Paula-RS Proprietário: José Lauri Moreira de Lucena

Fazenda São Francisco São Francisco de Paula-RS Proprietário: José Lauri Moreira de Lucena Fazenda São Francisco São Francisco de Paula-RS Proprietário: José Lauri Moreira de Lucena Área total: 354 ha Área pastoril: 330 ha Sistema de produção: Cria de Bovinos Histórico 1982 Início da propriedade

Leia mais

Alta do dólar reforça aumento dos custos de produção

Alta do dólar reforça aumento dos custos de produção Alta do dólar reforça aumento dos custos de produção Por Prof. Dr. Sergio De Zen e Graziela Correr; Equipe Pecuária de Corte Se, de um lado, a forte alta do dólar frente ao Real tem contribuído para elevar

Leia mais

Genética Aditiva melhorando o peso dos bezerros à desmama e ao sobreano - Benefício do Choque sanguíneo em Programas de Cruzamento Industrial

Genética Aditiva melhorando o peso dos bezerros à desmama e ao sobreano - Benefício do Choque sanguíneo em Programas de Cruzamento Industrial Genética Aditiva melhorando o peso dos bezerros à desmama e ao sobreano - Benefício do Choque sanguíneo em Programas de Cruzamento Industrial Agregar valor ao plantel de fêmeas bovinas este é o objetivo

Leia mais

Produção de F1 pelas fazendas Calciolândia e Colonial

Produção de F1 pelas fazendas Calciolândia e Colonial Produção de F1 pelas fazendas Calciolândia e Colonial Ronaldo Lazzarini Santiago 1 INTRODUÇÃO As fazendas Calciolândia e Colonial, de Gabriel Donato de Andrade, sempre foram a referência na seleção do

Leia mais

Pressão de Seleção. Touros Jovens CEIP (20%) Machos avaliados (100%)

Pressão de Seleção. Touros Jovens CEIP (20%) Machos avaliados (100%) O Qualitas Programa de melhoramento genético da raça Nelore Reconhecido, aprovado e auditado pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) Autorizado a emitir o CEIP a partir de 2002 O

Leia mais

Ano V - Edição 34 Agosto 2014

Ano V - Edição 34 Agosto 2014 da pecuária de leite Ano V - Edição 34 Agosto 2014 PODER DE COMPRA AUMENTA NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2014 Por Pedro de Lima, equipe Gado de Leite Cepea O poder de compra do pecuarista de leite esteve maior,

Leia mais

Mauro Savi. 8º presidente da Nelore MT 2013 a 2014

Mauro Savi. 8º presidente da Nelore MT 2013 a 2014 Mauro Savi 8º presidente da Nelore MT 2013 a 2014 Mauro Savi veio de Medianeira, Paraná, e chegou a Mato Grosso há 31 anos. A primeira parada foi em Rondonópolis, depois seguiu para Coxim, Mato Grosso

Leia mais

MANEIRA PRÁTICA DE REALIZAR CONTROLE REPRODUTIVO EM GADO LEITEIRO EM PROPRIEDADES COM ECONOMIA FAMILIAR

MANEIRA PRÁTICA DE REALIZAR CONTROLE REPRODUTIVO EM GADO LEITEIRO EM PROPRIEDADES COM ECONOMIA FAMILIAR 1 BOLETIM TÉCNICO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS DEPARTAMENTO DE MEDICINA VETERINÁRIA MANEIRA PRÁTICA DE REALIZAR CONTROLE REPRODUTIVO EM GADO LEITEIRO EM PROPRIEDADES COM ECONOMIA FAMILIAR Boletim Técnico

Leia mais

EMATER PARANÁ CONDOMÍNIOS DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL: UMA PROPOSTA DE MELHORAMENTO GENÉTICO EM BOVINOS DE LEITE NO MUNICÍPIO DE TOLEDO PR.

EMATER PARANÁ CONDOMÍNIOS DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL: UMA PROPOSTA DE MELHORAMENTO GENÉTICO EM BOVINOS DE LEITE NO MUNICÍPIO DE TOLEDO PR. EMATER PARANÁ CONDOMÍNIOS DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL: UMA PROPOSTA DE MELHORAMENTO GENÉTICO EM BOVINOS DE LEITE NO MUNICÍPIO DE TOLEDO PR. Gelson Hein Médico Veterinário Unidade Local de Toledo NOVEMBRO

Leia mais

ZAP Zambezia Agro Pecuaria Lda - Mozambique DESENVOLVIMENTO DE GADO LEITEIRO GIROLANDA FERTILIZACAO IN VITRO IVF

ZAP Zambezia Agro Pecuaria Lda - Mozambique DESENVOLVIMENTO DE GADO LEITEIRO GIROLANDA FERTILIZACAO IN VITRO IVF 1 ZAP Zambezia Agro Pecuaria Lda - Mozambique DESENVOLVIMENTO DE GADO LEITEIRO GIROLANDA FERTILIZACAO IN VITRO IVF 2 Capitulo 1 - Parceiros e Principal Fornecedor. Parceiros do projeto In Vitro Brasil

Leia mais

Nova Sistemática de Consultoria. Raysildo B. Lôbo Sabrina M. Trigo

Nova Sistemática de Consultoria. Raysildo B. Lôbo Sabrina M. Trigo Nova Sistemática de Consultoria Raysildo B. Lôbo Sabrina M. Trigo Conceitos Normas para Consultoria Tipos de Consultoria Módulo Consultores Conceitos Consultor Técnico Associado: profissional formado na

Leia mais

Especial Senepol. Senepol, feito para o Brasil. Fabio Fatori / Senepol Agua Limpa

Especial Senepol. Senepol, feito para o Brasil. Fabio Fatori / Senepol Agua Limpa Especial Senepol Senepol, feito para o Brasil Fabio Fatori / Senepol Agua Limpa 12 - OUTUBRO 2009 Taurino adaptado encanta pecuaristas de Norte a Sul do Brasil, atrai novos investidores e impressiona pelos

Leia mais

Manual de Produção Pecuária

Manual de Produção Pecuária Copyright 2013 Agropecuária Guapiara. Todos os direitos reservados. PERMITIDA A REPRODUÇÃO DESDE QUE COM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DA AGROPECUÁRIA GUAPIARA. Agropecuária Guapiara Rua Heráclio Mendes de Camargo,

Leia mais

Leite. A utilização de softwares no gerenciamento produtivo de pequenas propriedades. relatório de inteligência. Abril 2014

Leite. A utilização de softwares no gerenciamento produtivo de pequenas propriedades. relatório de inteligência. Abril 2014 Leite relatório de inteligência Abril 2014 A utilização de softwares no gerenciamento produtivo de pequenas propriedades A rotina em uma propriedade leiteira exige acompanhamento e atenção em todos os

Leia mais

O sucesso do Gir Leiteiro

O sucesso do Gir Leiteiro O sucesso do Gir Leiteiro The success of Dairy Gir Por/Text Silvio Pinheiro Queiroz 50_Animal Business-Brasil Sumário Fruto de rigoroso e persistente trabalho de seleção genética, o Gir Leiteiro vem alcançando

Leia mais

PROJETO GOIÁS ASSOCIAÇÃO DOS JOVENS EMPREENDEDORES E EMPRESÁRIOS DE GOIÁS

PROJETO GOIÁS ASSOCIAÇÃO DOS JOVENS EMPREENDEDORES E EMPRESÁRIOS DE GOIÁS PROJETO GOIÁS PROJETO AGROJOVEM AJE-GOIÁS CONTEXTO Uma das principais preocupações da agricultura na atualidade é a sucessão nas propriedades rurais, não somente aqui no Brasil, mas como em grandes países

Leia mais

BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM

BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM Introdução ÍNDICE Boas práticas no dia a dia das clínicas de imagem A Importância de se estar conectado às tendências As melhores práticas no mercado de

Leia mais

Canal do Consultor de Campo

Canal do Consultor de Campo Page 1 of 11 Caso não esteja visualizando este e-mail, clique aqui Ano 3 Número 666 Sexta, 21 de dezembro de 2012 Clique aqui para fazer o download da newsletter em PDF» PROMOÇÃO POR QUANTIDADE CORTE -

Leia mais

Análise Técnica e Econômica de Sistemas de Produção de Bezerros

Análise Técnica e Econômica de Sistemas de Produção de Bezerros Análise Técnica e Econômica de Sistemas de Produção de Bezerros Lívio Ribeiro Molina MSc;DSc. Escola de Veterinária - UFMG A fase de Cria Aspectos Econômicos Eficiência econômica encontra-se altamente

Leia mais

Thaísa Fortuni. 15 dicas de Mídias Sociais para Moda. Copyright 2015 - Todos os direitos reservados

Thaísa Fortuni. 15 dicas de Mídias Sociais para Moda. Copyright 2015 - Todos os direitos reservados Thaísa Fortuni Thaísa Fortuni 15 dicas de Mídias Sociais para Moda Copyright 2015 - Todos os direitos reservados Sobre Thaísa Fortuni Publicitária por formação, escritora e empreendora digital. Trabalha

Leia mais

Realização: PROGRAMA DO CURSO Gestão da Pecuária de Corte Marabá, PA

Realização: PROGRAMA DO CURSO Gestão da Pecuária de Corte Marabá, PA Realização: PROGRAMA DO CURSO Gestão da Pecuária de Corte Marabá, PA Parceria: Programa do curso Gestão da Pecuária de Corte Marabá, PA O curso Gestão da Pecuária de Corte oferece ao participante conhecimento

Leia mais

ABS News UBERABA BRASIL FEVEREIRO 2012

ABS News UBERABA BRASIL FEVEREIRO 2012 Grupo de IATF da ABS Pecplan cria selos para certificar touros provados com melhores índices ABS News UBERABA BRASIL FEVEREIRO 2012 Mais: O novo Catálogo Leite 2012 O Touro do Ano 2011 Editorial Prezado

Leia mais

Diferenças Esperadas na Progênie

Diferenças Esperadas na Progênie Manual do Criador Diferenças Esperadas na Progênie Definições, Cálculos, Interpretações e Usos DEP do Touro DEP da Vaca Resposta na Progênie James S. Brinks SOBRE O AUTOR 1 Jim Brinks foi criado em uma

Leia mais

PROVAS DEZEMBRO 2014 EUA MUDANÇA DE BASE GENÉTICA

PROVAS DEZEMBRO 2014 EUA MUDANÇA DE BASE GENÉTICA PROVAS DEZEMBRO 2014 EUA MUDANÇA DE BASE GENÉTICA O grande ajuste da base genética que ocorre nos EUA a cada 5 anos foi feito com a prova de Dezembro 2014. A referência da base foi atualizada para vacas

Leia mais

http://www.emater.mg.gov.br/site_emater/serv_prod/livraria/pecuaria/inseminacao.ht...

http://www.emater.mg.gov.br/site_emater/serv_prod/livraria/pecuaria/inseminacao.ht... Página 1 de 6 Pecuária Inseminação Artificial em Bovinos Nome Inseminação Artificial em Bovinos Produto Informação Tecnológica Data Agosto - 2000 Preço - Linha Pecuária Informações resumidas sobre Resenha

Leia mais

Sistemas de produção em bovinos de corte. Zootecnista José Acélio Fontoura Júnior acelio@unipampa.edu.br

Sistemas de produção em bovinos de corte. Zootecnista José Acélio Fontoura Júnior acelio@unipampa.edu.br Sistemas de produção em bovinos de corte. Zootecnista José Acélio Fontoura Júnior acelio@unipampa.edu.br CLASSIFICAÇÃO NÍVEL DE TECNOLOGIA ADOTADO: extensivo, semi-extensivo, semi-intensivo e intensivo

Leia mais

Programa de extensão universitária mais leite

Programa de extensão universitária mais leite Programa de extensão universitária mais leite Renato SOARES OLIVEIRA¹; Samuel PIASSI TELES²; Rafael BASTOS TEIXEIRA³; Cassia MARIA SILVA NORONHA 4 ; Alan Dhan COSTA LIMA 5 ; Arnaldo Júnior VALERIANO RESENDE

Leia mais

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes Mais que implantação, o desafio é mudar a cultura da empresa para documentar todas as interações com o cliente e transformar essas informações em

Leia mais

ÍNDEX ASBIA IMPORTAÇÃO, EXPORTAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE SÊMEN

ÍNDEX ASBIA IMPORTAÇÃO, EXPORTAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE SÊMEN ÍNDEX ASBIA IMPORTAÇÃO, EXPORTAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE SÊMEN 2012 APRESENTAÇÃO Segundo a lenda, a inseminação artificial (IA) foi utilizada pela primeira vez no ano de 1332, em eqüinos, pelos árabes.

Leia mais

Clipping de notícias. Recife, 15 de julho de 2015.

Clipping de notícias. Recife, 15 de julho de 2015. Clipping de notícias Recife, 15 de julho de 2015. Cepe Recife, 15 de julho de 2015. 14/07/2015 ATÉ QUE ENFIM: 'Secretaria de Agricultura de Tabira instala balança no Curral do Gado' O prefeito de Tabira,

Leia mais

MELHORAMENTO GENÉTICO DA PRECOCIDADE SEXUAL NA RAÇA NELORE

MELHORAMENTO GENÉTICO DA PRECOCIDADE SEXUAL NA RAÇA NELORE MELHORAMENTO GENÉTICO DA PRECOCIDADE SEXUAL NA RAÇA NELORE Fábio Dias 1 ; Joanir P. Eler 2 ; José Bento S. Ferraz 2 ; Josineudson A. II de V. Silva 3 1 Zootecnista, MSc. Agro Pecuária CFM Ltda, Av. Feliciano

Leia mais

Coleta e Análise de Dados

Coleta e Análise de Dados Uma ferramenta para melhorar os resultados no campo Renato Pavan Anderlini Médico Veterinário Mestrado UNESP Botucatu Cel: (11) 986 770 089 renato.pavan@multbovinos.com.br BeefExpo 2015 O que são dados?

Leia mais

O USO DO CREEP FEEDING NA PRODUÇÃO DE GADO DE CORTE

O USO DO CREEP FEEDING NA PRODUÇÃO DE GADO DE CORTE 1 O USO DO CREEP FEEDING NA PRODUÇÃO DE GADO DE CORTE Prof. Dr. Antonio Ferriani Branco PhD em Nutrição e Produção de Ruminantes afbranco@uem.br O SISTEMA VACA-BEZERRO Os fatores que afetam mais significativamente

Leia mais

PROGRAMA REFERENCIAL DE QUALIDADE ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DA PECUÁRIA BOVINA DE MINAS GERAIS. Hélio Machado. Introdução

PROGRAMA REFERENCIAL DE QUALIDADE ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DA PECUÁRIA BOVINA DE MINAS GERAIS. Hélio Machado. Introdução Capítulo 34 Gestão da pecuária bovina de Minas Gerais PROGRAMA REFERENCIAL DE QUALIDADE ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DA PECUÁRIA BOVINA DE MINAS GERAIS Hélio Machado Introdução Minas Gerais tem uma área de 58

Leia mais

http://www.crvlagoa.com.br/news/gerarnewsletterpdf.asp?idnewsletter=633

http://www.crvlagoa.com.br/news/gerarnewsletterpdf.asp?idnewsletter=633 Página 1 de 9 Caso não esteja visualizando este e-mail, clique aqui Ano 3 Número 607 Quarta, 5 de setembro de 2012 Clique aqui para fazer o download da newsletter em PDF» ALTERAÇÃO DE PREÇO CLASSIC» DISPONIBILIDADE

Leia mais

INFORMATIVO. Cruzamento Industrial e suas vantagens Pág. 5

INFORMATIVO. Cruzamento Industrial e suas vantagens Pág. 5 INFORMATIVO Bauru, 21 de março 2008 nº 012 Saiba como aumentar a fertilidade em seu rebanho Pág. 2 O Informativo NOBRE desse mês, trás uma série de informações para seus leitores,sobretudo para quem deseja

Leia mais

1ª OLIMPIADA DO LEITE

1ª OLIMPIADA DO LEITE 1ª OLIMPIADA DO LEITE Justificativa : Como o avanço e o aparecimento de novas tecnologias é de fundamental importância que o produtor rural, assim como em qualquer atividade que demande tecnologia, venha

Leia mais

LIDERANÇA COMO FATOR DE SUCESSO EMPRESARIAL (2006)

LIDERANÇA COMO FATOR DE SUCESSO EMPRESARIAL (2006) 11. AUTORES: LILIAN DA SILVA ALVES LÍVIA SANCHEZ PONTES DA FONSECA TÍTULO: LIDERANÇA COMO FATOR DE SUCESSO EMPRESARIAL (2006) Orientador : Silvio Montes Pereira Dias Co-orientadora : Sônia Maria de Barros

Leia mais

SISTEMA DE PRODUÇÃO DE CARNE ORGÂNICA: A RASTREABILIDADE COMO FERRAMENTA PARA A CERTIFICAÇÃO.

SISTEMA DE PRODUÇÃO DE CARNE ORGÂNICA: A RASTREABILIDADE COMO FERRAMENTA PARA A CERTIFICAÇÃO. SISTEMA DE PRODUÇÃO DE CARNE ORGÂNICA: A RASTREABILIDADE COMO FERRAMENTA PARA A CERTIFICAÇÃO. Valmir L. Rodrigues Médico Veterinário/Biorastro Hoje, mais que antigamente, o consumidor busca serviços de

Leia mais

RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO

RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO PANORAMA SEMANA DE 21 A 25 DE SETEMBRO de 2009 Semana de preço estável no mercado de Boi Gordo no Rio Grande do Sul, com o preço encerrando a semana a R$ 4,61/kg carcaça.

Leia mais

1. Planilha: Indicadores de Desempenho da Propriedade Leiteira (IDPL)

1. Planilha: Indicadores de Desempenho da Propriedade Leiteira (IDPL) Uso de planilhas para controle e avaliação de indicadores técnicos na pequena propriedade leiteira José Ladeira da Costa 1 Embrapa Gado de Leite Introdução A metodologia proposta neste artigo para controle

Leia mais

Diretoria Executiva. Gestão 2010/2011

Diretoria Executiva. Gestão 2010/2011 Diretoria Executiva Gestão 2010/2011 Gestão 2010/2011 Diretoria Executiva Presidente Maurício Mendes - CEO da Informa Economics FNP Vice- Presidente Jacques Paciullo Neto Diretor Comercial da Rede Globo

Leia mais

ÍNDICE IMPLEMENTAÇÕES EFETUADAS NO MULTBOVINOS 2 MÓDULO BÁSICO: 2 MÓDULO REPRODUTIVO: 4 MÓDULO DE PESOS E MEDIDAS 5

ÍNDICE IMPLEMENTAÇÕES EFETUADAS NO MULTBOVINOS 2 MÓDULO BÁSICO: 2 MÓDULO REPRODUTIVO: 4 MÓDULO DE PESOS E MEDIDAS 5 Goiânia, 30 de junho de 2009. Prezado Cliente, É com grande satisfação que apresentamos uma lista contendo as implementações realizadas no MULTBOVINOS referente ao período de Janeiro de 2009 a Junho de

Leia mais

Bovinos de leite. Exognósia e Maneio Animal 9. CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS DO GADO BOVINO E ZEBUÍNO

Bovinos de leite. Exognósia e Maneio Animal 9. CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS DO GADO BOVINO E ZEBUÍNO Exognósia e Maneio Animal 4 de Novembro de 2008 Bovinos de leite 9. CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS DO GADO BOVINO E ZEBUÍNO Paulo P. Cortez IV. Principais raças de aptidão leiteira Instituto de Ciências

Leia mais

Pecuaristas investem em inseminação artificial para garantir produtividade do gado

Pecuaristas investem em inseminação artificial para garantir produtividade do gado Pecuaristas investem em inseminação artificial para garantir produtividade do gado Alta ministra cursos em vários Estados Brasileiros. São Paulo, 18 de agosto de 2015 De acordo com informações da FAO -

Leia mais

Evoluir é democratizar o conhecimento. Melhoramento genético: investimento com retorno garantido

Evoluir é democratizar o conhecimento. Melhoramento genético: investimento com retorno garantido Evoluir é democratizar o conhecimento Uma das características mais marcantes do ser humano é a de registrar o conhecimento. Isso nos diferenciou e proporcionou nossa rápida evolução em relação a outras

Leia mais

Perspectivas da pecuária no cenário mundial. 16o. Seminário Nacional de Criadores e Pesquisadores

Perspectivas da pecuária no cenário mundial. 16o. Seminário Nacional de Criadores e Pesquisadores Perspectivas da pecuária no cenário mundial 16o. Seminário Nacional de Criadores e Pesquisadores O Cenário Atual As mudanças na agricultura e produção animal. A tecnologia e sua influência no aumento da

Leia mais

NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES

NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES Por cerca de 50 anos, a série Boletim Verde descreve como a John Deere conduz os negócios e coloca seus valores em prática. Os boletins eram guias para os julgamentos e as

Leia mais

ANÁLISE MERCADOLÓGICA DE EMBRIÕES ZEBUÍNOS PRODUZIDOS A PARTIR DA TÉCNICA DE FERTILIZAÇÃO IN VITRO - FIV

ANÁLISE MERCADOLÓGICA DE EMBRIÕES ZEBUÍNOS PRODUZIDOS A PARTIR DA TÉCNICA DE FERTILIZAÇÃO IN VITRO - FIV ANÁLISE MERCADOLÓGICA DE EMBRIÕES ZEBUÍNOS PRODUZIDOS A PARTIR DA TÉCNICA DE FERTILIZAÇÃO IN VITRO - FIV Autor: Jorge Dias da Silva (SILVA, J. D.) E-mail: jorge@simaoedias.com Tel: 34 9202 1195 1 - INTRODUÇÃO

Leia mais

INFORMATIVO MENSAL LAPBOV

INFORMATIVO MENSAL LAPBOV Com o mercado aquecido, agosto tem pouca variação O custo da produção na pecuária de corte aumentou no primeiro semestre deste ano, mais que em todo o ano de 2012. Com a alta do dólar, o cenário da exportação

Leia mais