Manual da Gestão Integrada - M.G.I

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual da Gestão Integrada - M.G.I"

Transcrição

1 Manual da Gestão Integrada - M.G.I Revisão 001 / Outubro de 2009 CBC - Consultoria e Planejamento Ambiental Ltda. Rua Felicíssimo Antonio Pereira, 21-37, CEP Bauru SP Fone: (14)

2 COMUNICADO DA DIREÇÃO Desde o seu surgimento, a CBC Ambiental busca prestar serviços que tenham como base três pilares fundamentais: qualidade, ética e responsabilidade socioambiental. Assim, após a certificação do Sistema de Gestão da Qualidade, NBR ISO 9001:2000, sentimos a necessidade de formalizar e tornar pública uma filosofia por nós já adotada, através do processo de certificação do nosso Sistema de Gestão Ambiental pela norma NBR ISO 14001:2004, integrando os dois sistemas e criando assim um Sistema de Gestão Integrada. Para tanto, desenvolvemos este manual com o objetivo de apresentar o Sistema de Gestão Integrada da CBC Ambiental, implantando desde agosto de Dr. Caio Cessar Passianoto Alta Administração

3 Manual da Gestão Integrada Revisão 001 Ficha Técnica Elaboração: Márcio Augusto da Silva Representante da Direção Departamento de Gestão da Qualidade Vanessa Yuri Sayki Representante da Administração Departamento de Meio Ambiente Aprovação: Dr. Caio Cesar Passianoto Direção Bauru, 19 de outubro de Márcio Augusto da Silva Representante da Direção Vanessa Yuri Sayki Representante da Administração Caio Cesar Passianoto Direção

4 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO Apresentação Prefácio REFERÊNCIAS NORMATIVAS ESCOPO DA CERTIFICAÇÃO ORGANIZAÇÃO DO MANUAL Objetivos Estrutura organizacional Mapeamento dos processos e elementos do SGI Planejamento de processos Atribuições na estrutura organizacional SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA Composição Requisitos gerais Requisitos de documentação Documentos do Sistema de Gestão Integrada RESPONSABILIDADE DA ADMINISTRAÇÃO Comprometimento da Administração Foco no cliente Política da Gestão Integrada Planejamento Aspectos ambientais Requisitos legais e outros Objetivos, metas e programas Funções, responsabilidade, autoridade e comunicação Análise crítica pela direção GESTÃO DE RECURSOS Provisão de recursos Recursos humanos Infra Estrutura Ambiente de trabalho REALIZAÇÃO DO SERVIÇO Planejamento da realização do serviço Processos relacionados a clientes Projeto e desenvolvimento Aquisição Fornecimento de serviço Controle do fornecimento de serviço Validação dos processos e fornecimento de serviço Identificação e rastreabilidade Propriedade do cliente Preservação do Serviço Controle de equipamentos de medição e monitoramento MEDIÇÃO, ANÁLISE E MELHORIA Generalidades Controle de serviços não conformes Preparação e respostas a emergências Análise de dados Melhorias... 26

5 Código M.G.I 001 Página 1 1. INTRODUÇÃO 1.1. Apresentação O presente manual contém o escopo do Sistema de Gestão Integrada (SGI), as referências aos procedimentos documentados, a descrição da interação entre os processos, as responsabilidades dos departamentos envolvidos, bem como as declarações de garantia da qualidade para o atendimento aos requisitos especificados na ISO 9001:2008 e atendimento aos requisitos legais aplicáveis na mitigação dos impactos ambientais para o atendimento aos requisitos especificados na ISO 14001:2004. Constitui o suporte documental para os procedimentos do SGI, representando o compromisso da CBC Ambiental pela manutenção da eficácia do Sistema. Bauru, 04 agosto de Prefácio A CBC Ambiental é uma empresa especializada na identificação e avaliação de passivos ambientais e seus respectivos impactos, gestão do meio ambiente e recuperação de áreas degradadas por meio de monitoramento e implantação de processos de remediação. São elaborados estudos de investigação das principais fontes de contaminação, respaldados por projetos de gestão ambiental adequados à legislação vigente nos diversos modelos do negócio. A CBC Ambiental é uma empresa que prima pela qualidade de seus serviços e como tal busca integrar sempre os aspectos socioambientais às suas atividades e processos. Diante dessa perspectiva, foi implementado o Sistema de Gestão Integrada, buscando somar aos princípios de práticas da qualidade, a gestão ambiental de nossos aspectos e impactos.

6 Código M.G.I 001 Página 2 MISSÃO Viabilizar soluções para o desenvolvimento sustentável, através do cumprimento de normas e padrões de proteção ao meio ambiente, aplicando tecnologias para a mitigação dos impactos ambientais. VISÃO Ser reconhecida como empresa referencia na avaliação e mitigação dos impactos ambientais, por meio de consultoria e planejamento. VALORES Ética, disciplina e responsabilidade sócio-ambiental.

7 Código M.G.I 001 Página 3 2. REFERÊNCIAS NORMATIVAS O Sistema de Gestão Integrada da CBC Ambiental está baseado nas seguintes normas: ABNT NBR ISO 9000:2005 Fundamentos e vocabulário; ABNT NBR ISO 9001:2008 Sistema de gestão da qualidade Requisitos; ABNT NBR ISO 14001:2004 Sistemas da gestão ambiental Requisitos com orientações para o uso; ABNT NBR ISO 14031:2004 Gestão ambiental Avaliação de desempenho ambiental Diretrizes; ABNT NBR ISO/TR 14062: 2004 Gestão ambiental Integração de aspectos ambientais no projeto e desenvolvimento do produto; ABNT NBR ISO 19011:2002 Diretrizes para Auditorias de Sistema de Gestão da Qualidade e/ou Ambiental. 3. ESCOPO DA CERTIFICAÇÃO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS NA ÁREA DE IDENTIFICAÇÃO E AVALIAÇÃO DE PASSIVOS AMBIENTAIS E PROCESSOS DE REMEDIAÇÃO DE ÁREAS CONTAMINADAS. 4. ORGANIZAÇÃO DO MANUAL 4.1. Objetivos O Manual da Gestão Integrada foi desenvolvido com o objetivo de documentar o escopo, apresentar os procedimentos documentados estabelecidos e descrever a interação entre os processos do Sistema de Gestão Integrada da CBC Ambiental, o qual fora implementado em agosto de

8 Código M.G.I 001 Página (Sistema de Gestão da Qualidade certificado desde novembro de 2007 e Sistema de Gestão Ambiental implementado desde abril de 2008). É também objetivo deste Manual descrever o Sistema de Gestão Integrada estabelecido, documentado, implementado e mantido pela CBC Ambiental, visando atender aos requisitos da NBR ISO 9001:2008 e da NBR ISO 14001:2004, além de permitir aos clientes da CBC Ambiental e demais partes interessadas uma visão geral da Empresa. Não serão permitidas quaisquer alterações neste manual sem a prévia aprovação dos Representantes da Direção e da Administração Estrutura organizacional Figura 1. A estrutura organizacional da CBC Ambiental é definida conforme a Figura 1. Estrutura organizacional da CBC Ambiental.

9 Código M.G.I 001 Página Mapeamento dos processos e elementos do SGI Os PROCESSOS do SGI foram definidos no Planejamento da Gestão Integrada (P.G.I). São eles: Direção: definição da política da gestão integrada, disponibilidade de recursos, definição de representantes e análise crítica; Gestão de Contratos: determinação de requisitos relacionados ao produto; Sistema de Gestão Integrada: política, objetivos e metas e desempenho; Recursos Humanos: competência, treinamento e conscientização Administração: controle de documentos e registros, política, objetivos e comunicação com os clientes; Aquisição: fornecedores, reposição de estoque e requisição de materiais; Operacional: planejamento, logística e equipamentos; Investigação de Passivos Ambientais: informações preliminares, planejamento, atendimento a normas e padrões, execução, emissão de laudos técnicos; Remediação de Áreas Contaminadas: laudos técnicos, projeto, planejamento, execução, atendimento a normas e padrões. Os principais ELEMENTOS do SGI são: Comprometimento e política: definição da política da gestão integrada a qual assegura nosso comprometimento com o SGI; Planejamento: elaboração de um plano para cumprirmos nossa política; Implementação: desenvolvimento da capacitação e de mecanismos de apoio necessários para atender nossa política, objetivos e metas; Medição e Avaliação: monitoramento, mensuração e avaliação do desempenho do SGI; Análise Crítica e Melhoria: analisar criticamente o SGI, com o objetivo de aprimorar seu desempenho global.

10 Código M.G.I 001 Página 6 A descrição da interação entre os processos e dos principais elementos do Sistema de Gestão Integrada encontra se definida na Figura 2. P.G.I Planejamento da Gestão Integrada

11 Código M.G.I 001 Página 7 Figura 2. Fluxograma de interação dos principais processos e elementos do SGI.

12 Código M.G.I 001 Página Planejamento de processos A CBC Ambiental tem todos os seus processos identificados, possibilitando a visualização das entradas e saídas, os documentos e registros correlacionados, bem como os responsáveis por cada setor Atribuições na estrutura organizacional Direção Tem como função gerenciar a empresa como um todo, tendo o apoio dos Departamentos: Gestão da Qualidade, Meio Ambiente, Operacional, Eng. Civil e Segurança do Trabalho e da Secretaria Administrativa. Departamentos Administrativos Departamento de Gestão da Qualidade Através da integração entre o Gerente da Qualidade (Representante da Direção), Gerente de Meio Ambiente, Gerente Operacional e Secretária Administrativa, tem como função coordenar a interação entre os processos que afetam a qualidade na prestação dos serviços; Departamento de Meio Ambiente - Através da integração entre o Gerente de Meio Ambiente (Representante da Administração) e Gerente de Qualidade, tem como função coordenar a interação entre os processos, levantando e gerenciando os aspectos e impactos ambientais inerentes aos serviços prestados, controlando o cumprimento dos requisitos legais aplicáveis; Departamento Operacional Através da integração entre o Gerente Operacional e Gerente de Qualidade, tem como função supervisionar as atividades operacionais e de logística, controlando toda a aquisição, manutenção e distribuição de materiais e equipamentos bem como o controle da frota da empresa, além de atuar diretamente na qualificação dos fornecedores;

13 Código M.G.I 001 Página 9 Auxiliar Operacional Suporte administrativo para as atividades relacionadas ao Departamento Operacional; Secretaria Administrativa Suporte para a coordenação dos processos funcionais; Auxiliar Administrativa Suporte administrativo para as atividades relacionadas da Secretaria Administrativa. Departamentos Técnicos Departamento de Meio Ambiente Através do responsável técnico, atua no processo de Remediação de áreas contaminadas e também na condução das atividades de coleta de água e solo no processo de sondagem e análise de cava na ocasião da remoção dos tanques de combustíveis, gerando dados para a elaboração dos laudos; Departamento de Engenharia Civil e Segurança do Trabalho Através do responsável técnico atua nos levantamentos topográficos para a confecção das plantas a serem utilizadas na elaboração dos laudos, bem como conduz a empresa em conformidade com as normas de Segurança do Trabalho; Auxiliares de campo Atuam na execução das atividades de campo sob supervisão dos responsáveis técnicos. Auxiliares de manutenção São encarregados de manter em ordem as dependências da empresa, realizando serviços diversos, dando suporte à secretaria administrativa bem como a todos os departamentos da empresa. C.R Competências e Responsabilidades; P. Os Procedimentos Operacionais; P.G.R Planejamento da Gestão de Recursos.

14 Código M.G.I 001 Página SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA 5.1. Composição As funções, responsabilidades e autoridades foram definidas para assegurar que o SGI fosse estabelecido, implementado e mantido em conformidade com os requisitos das Normas NBR ISO 9001:2008 e 14001:2004, além de possibilitar uma análise do desempenho do SGI pela alta administração, através da comunicação. O R.D e o R.A são nomeados pela alta direção para atuar, independente de outras responsabilidades, na coordenação e implementação do SGI, relatando à direção o desempenho e as necessidades de melhoria do sistema. Todos os procedimentos, sejam eles administrativos ou operacionais (campo), são descritos pelas áreas correspondentes e implementados e divulgados pelos Departamentos de Gestão da Qualidade e de Meio Ambiente. É de responsabilidade do R.D e do R.A, além da elaboração/aprovação dos documentos, a conscientização de todos os envolvidos nas atividades que afetam a qualidade na prestação dos serviços e que podem causar impactos ambientais pela CBC Ambiental Requisitos gerais Na CBC Ambiental, o SGI é implementado e mantido, comprometendose a melhorar continuamente a eficácia, assegurando a disponibilidade de recursos e informações necessárias ao alcance de tais objetivos, em cumprimento às Normas ABNT NBR ISO 9001:2008 e 14001:2004. A identificação dos principais processos e elementos, bem como a seqüência e interação entre eles pode ser observado na Figura 2. Os processos de medição, análise e melhoria aplicam-se aos processos e ao sistema de uma maneira geral, sendo a evolução controlada por indicadores de qualidade e por indicadores ambientais.

15 Código M.G.I 001 Página 11 P.Os Procedimentos Operacionais; P.G.R Planejamento de Gestão de Recursos; M.A.M Medição, Análise e Melhoria Requisitos de documentação Documentos do Sistema de Gestão Integrada Na CBC Ambiental todas as atividades administrativas e de campo que afetam o Sistema de Gestão Integrada são documentadas nos Procedimentos Operacionais (P.Os.), nos Manuais Operacionais (M.Os.), nos Procedimentos de Preparação e Resposta a Emergências (P.R.E) e demais documentos do SGI. Documento correspondente: L.D.S.G.I Lista de Documentos do Sistema de Gestão Integrada. 6. RESPONSABILIDADE DA ADMINISTRAÇÃO 6.1. Comprometimento da Administração A direção / alta administração da CBC Ambiental evidencia seu comprometimento com o desenvolvimento e implementação do SGI e melhoria contínua de sua eficácia, por meio da constante conscientização da importância em se atender aos requisitos dos clientes, os regulamentares e estatutários, incluindo o compromisso com a prevenção da poluição. Para isso, foi definida a Política de Gestão Integrada, tornando-se a base para proporcionar que os objetivos da qualidade e ambientais sejam estabelecidos. A direção / alta administração se compromete a assegurar a disponibilidade de recursos e conduzir as análises críticas e garantir a disponibilidade de recursos, visando à melhoria contínua do SGI.

16 Código M.G.I 001 Página 12 R.D Responsabilidade da Direção; P.R.S - Planejamento da Realização do Serviço; M.A.M Medição, Análise e Melhoria Foco no cliente O Sistema de Gestão Integrada da CBC Ambiental tem como uma de suas metas atender as expectativas do cliente, visando sua satisfação. Para tal, utiliza como um de seus requisitos de entrada para avaliação dos serviços prestados o Indicador de Satisfação dos Clientes (ver M.A.M), determinando o nível de satisfação dos mesmos, segundo meta pré-estabelecida pela CBC Ambiental. Desta forma, são estabelecidas as ações necessárias para melhorar a eficácia do sistema no que diz respeito ao foco no cliente, refletindo na satisfação dos mesmos. Documento correspondente: M.A.M Medição, Análise e Melhoria Política da Gestão Integrada A Política da Gestão Integrada foi desenvolvida de modo a atender tanto aos requisitos da NBR ISO 9001:2008 quanto aos requisitos da NBR ISO 14001:2004, integrando, portanto, aspectos da qualidade e ambientais:

17 Código M.G.I 001 Página 13 A Filosofia da CBC Ambiental é garantir a satisfação de seus clientes e promover a conscientização ambiental de seus parceiros e colaboradores, por meio do crescimento contínuo da qualidade dos serviços prestados com eficácia e cumprimento de normas e padrões de proteção ao meio ambiente, visando à mitigação dos seus impactos e prevenção da poluição. É responsabilidade da direção, garantir e proporcionar meios para que todos os níveis hierárquicos da empresa sejam valorizados e comprometidos com a qualidade e o desenvolvimento sustentável. Documento correspondente: R.D Responsabilidade da Direção Planejamento Os objetivos da gestão integrada (item 5.4.1), incluindo os necessários para satisfazer os requisitos do "produto", são assegurados pela direção e instituídos nas funções e níveis relevantes da empresa. O planejamento da gestão integrada se faz necessário para alcançar os objetivos e metas definidos, garantindo que todos os procedimentos e programas sejam documentados e adequadamente compreendidos, implementados e mantidos com eficácia. P.G.I Planejamento da Gestão Integrada; P.Os Procedimentos Operacionais.

18 Código M.G.I 001 Página Aspectos ambientais Aspectos ambientais são os elementos das atividades, produtos ou serviços de uma organização que podem interagir com o meio ambiente. O levantamento destes é de suma importância para: Conhecimento das atividades que causam impacto no meio ambiente; Determinação da significância desses impactos; Atendimentos aos requisitos legais e normativos; Determinação dos controles operacionais; Visão sobre o gerenciamento de resíduos; Estabelecimento de objetivos e metas; Elaboração de planos de emergência e de monitoramento e medição. Os aspectos ambientais da empresa são definidos e avaliados segundo metodologia descrita nos documentos correspondentes. Procedimento para Identificação e Avaliação dos Aspectos Ambientais (P.I.A.A.A) Aspectos e Impactos Ambientais (A.I.A) Requisitos legais e outros No que diz respeito aos requisitos legais e outros* o SGI deve atender a dois requisitos da norma ABNT NBR ISO 14001:2004, a saber: requisitos legais e outros (4.3.2) e avaliação do atendimento a requisitos legais e outros (4.5.2). O primeiro está relacionado à identificação e acesso aos requisitos legais aplicáveis e a outros requisitos subscritos pela organização relacionados aos aspectos, determinando sua aplicabilidade e o segundo está relacionado à verificação periódica do atendimento de tais requisitos.

19 Código M.G.I 001 Página 15 * entende-se por outros os requisitos subscritos pela empresa como acordos com autoridades públicas, acordos com clientes, diretrizes de natureza nãoregulamentar, princípios voluntários ou códigos de prática, etiquetagem ambiental voluntária ou compromissos de administração do produto, acordos com grupos comunitários ou ongs, compromissos públicos da organização ou de sua matriz, requisitos corporativos da empresa (NBR ISO 14001:2004 Anexo A). Procedimento de Requisitos Legais e Outros (P.R.L.O) Requisitos Legais e Outros (R.L.O) Objetivos, metas e programas Os objetivos foram definidos com base na Política da Gestão Integrada. São eles: Satisfação dos clientes, parceiros e colaboradores; Promoção da conscientização ambiental dos parceiros e colaboradores; Crescimento contínuo da qualidade e desempenho ambiental; Valorização do capital humano; Cumprimento das normas regulamentares e de proteção ao meio ambiente; Envolvimento de todos os níveis hierárquicos da empresa. As metas traçadas estão descritas na planilha Objetivos e Metas do SGI (O.M.S.G.I). Para o alcance das metas, são identificadas oportunidades de melhorias, ações preventivas e corretivas, para as quais são abertas ações, com atribuição de responsabilidade, meios e o prazo no qual estas devem ser atingidas.

20 Código M.G.I 001 Página Funções, responsabilidade, autoridade e comunicação As responsabilidades e autoridades para com as atividades que afetam o Sistema de Gestão Integrada da CBC Ambiental estão definidas no documento P.G.R, C.R e detalhadas nos Procedimentos Operacionais (P.Os) e demais documentos do SGI. A CBC Ambiental mantém o registro do perfil de seus profissionais, evidenciando a capacitação dos mesmos no desempenho das funções que influenciam a qualidade dos serviços prestados pela empresa, o cumprimento de normas e padrões ambientais e a ocorrência de impactos ambientais. A comunicação é feita através de reuniões da Diretoria com o Departamento de Gestão da Qualidade, Departamento de Meio Ambiente, Secretaria Administrativa, Departamentos Operacional e de Eng. Civil e de Segurança do Trabalho e demais funcionários, ou reuniões setoriais. A Política da Gestão Integrada, os aspectos ambientais, requisitos legais e outros, bem como os objetivos e metas do SGI são divulgados entre os vários níveis e funções da empresa, através do Sistema Intranet-CBC, banners e murais. Os aspectos ambientais significativos serão divulgados apenas internamente, podendo ser divulgado a partes externas (parceiros, clientes e comunidade), quando solicitados Análise crítica pela direção Na CBC Ambiental, o Sistema de Gestão Integrada é analisado criticamente através de reuniões entre a Direção, Departamentos de Gestão da Qualidade e de Meio Ambiente e departamentos técnicos envolvidos. Também são consideradas aquelas entre o R.D e o R.A e os Departamentos Técnicos, utilizando, além dos resultados das auditorias internas e externas, outros requisitos de entrada, como realimentação do cliente, desempenho do processo e conformidade do serviço, desempenho ambiental, situação das ações preventivas e corretivas, extensão na qual foram atingidos os objetivos e

21 Código M.G.I 001 Página 17 metas, acompanhamento das ações das análises críticas anteriores da administração e recomendações para melhoria. Essas reuniões são feitas em períodos pré-estabelecidos e/ou sempre que necessário, seguindo as orientações para a realização de análise crítica, conforme documento correspondente. R.D Responsabilidade da Direção; M.A.M Medição, Análise e Melhoria. 7. GESTÃO DE RECURSOS 7.1. Provisão de recursos Os recursos necessários para a implementação e manutenção do SGI são determinados pela Direção, visando melhorar continuamente a sua eficácia e aumentar a satisfação dos clientes mediante o atendimento dos seus requisitos. Os recursos são solicitados, de acordo com suas necessidades, pelos departamentos e demais setores da empresa e, quando necessário, são discutidos e reivindicados nas reuniões de Análise Crítica. Documento correspondente: P.G.R Plano de Gestão de Recursos Recursos humanos As atividades que afetam a qualidade dos serviços prestados pela CBC Ambiental e as que podem causar impactos ambientais significativos são realizadas por quadro de pessoal competente para cada função. Possuem conhecimentos, formação e habilidades, mantidas por meio de participação em

22 Código M.G.I 001 Página 18 treinamentos e cursos. A empresa possui um documento no qual estão relacionados todos os seus profissionais, com as respectivas formações, certificados de participações em cursos e treinamentos. A importância de estar em conformidade com a Política da Gestão Integrada e com os requisitos do Sistema e das potenciais consequências da inobservância de procedimentos especificados é transmitida através de treinamentos periódicos realizados pelos R.D e R.A. Documento correspondente: P.G.R Plano de Gestão de Recursos Infra Estrutura A empresa garante todas as condições de infra-estrutura necessária para alcançar a conformidade com os requisitos do serviço prestado. Possui sede própria, com espaço e instalações adequadas e equipamentos de processo. A infra-estrutura inclui também tecnologias como softwares, hardwares e serviços de apoio. Documento correspondente: P.G.R Plano de Gestão de Recursos; 7.4. Ambiente de trabalho Como parte integrante da Política da Gestão Integrada da CBC Ambiental, tem-se a valorização do capital humano, proporcionando todas as condições suficientes para o desempenho das funções. No campo, todas as atividades são pautadas nas normas de segurança do trabalho, de modo a garantir a integridade do operador. P.G.R Plano de Gestão de Recursos;

23 Código M.G.I 001 Página 19 M.O.S.T - Manual de Segurança do Trabalho P.P.R.A Programa de Prevenção de Riscos Ambientais. 8. REALIZAÇÃO DO SERVIÇO Na realização do serviço, temos a definição das orientações para o planejamento, desenvolvimento e controle dos processos necessários à realização do serviço prestado pela CBC Ambiental Planejamento da realização do serviço A empresa faz o levantamento de todas as informações necessárias à realização do serviço, através de identificação e planejamento, de forma a garantir que sua execução seja feita de maneira eficaz. Todas as operações que estejam associadas aos aspectos ambientais significativos também são identificadas. A CBC Ambiental estabelece os objetivos da gestão integrada (item 6.4.3), os requisitos aplicados aos seus serviços (Identificação e Avaliação de Passivos Ambientais e Remediação de Áreas Contaminadas) e a legislação ambiental aplicável. Para que se alcancem tais objetivos, são definidos procedimentos, programas, manuais operacionais ou qualquer outra forma de documento capaz de proporcionar critérios de conformidade do serviço, para que se atinjam as metas definidas no planejamento. P.R.S Planejamento da Realização do Serviço; P.Os Procedimentos Operacionais; M.Os Manuais Operacionais.

24 Código M.G.I 001 Página Processos relacionados a clientes Todos os requisitos especificados pelos clientes, aqueles não declarados e também os requisitos estatutários e regulamentares relacionados aos serviços, são determinados pela CBC Ambiental, sendo analisados criticamente antes da empresa assumir o compromisso de fornecer o serviço. Os registros das análises críticas são documentados e mantidos. A CBC Ambiental mantém um canal aberto para com seus clientes, prestando informações do serviço, tratamento de indagações, contratos ou pedidos e também realimentação dos mesmos (incluindo possíveis reclamações), sempre com o objetivo de melhor atendê-los. P.R.S Planejamento da Realização do Serviço; NRs - Normas Regulamentares; P.O-CDR - Controle de Documentos e Registros; M.A.M - Medição, Análise e Melhoria Projeto e desenvolvimento A CBC Ambiental estabelece um plano de ação para projetos e desenvolvimento de maneira a identificar os seus estágios, os aspectos ambientais significativos, as análises críticas e verificações, apropriados a cada fase, bem como as responsabilidades e autoridades no planejamento e controle do projeto e desenvolvimento. É assegurada a comunicação eficaz entre os diferentes técnicos envolvidos, sendo claramente designadas as suas responsabilidades, para desta forma identificar quem faz, como e quando faz. Em estágios apropriados, os projetos são verificados quanto ao atendimento dos requisitos de entrada e saída, documentando tais verificações.

25 Código M.G.I 001 Página 21 P. D Projeto e Desenvolvimento; P.R.S Planejamento da Realização do Serviço; P.G.R - Plano de Gestão de Recursos Aquisição A CBC Ambiental assegura que os produtos adquiridos estão conforme os requisitos especificados de aquisição, sendo que, o tipo e a extensão do controle dependem do efeito que o produto causa na realização do serviço final prestado pela empresa e nos possíveis aspectos e impactos ambientais dos mesmos. Os fornecedores são avaliados de acordo com a sua capacidade em fornecer produtos em conformidade com as especificações determinadas pela CBC, sendo estabelecidos e comunicados os critérios para seleção e avaliação dos mesmos que, além de incluir aspectos relacionados à qualidade, inclui aspectos ambientais a fim de verificar qual é o nível de responsabilidade ambiental da empresa e se a mesma atende aos requisitos legais aplicáveis (exemplo: licença ambiental emitida). Documento correspondente: P.R.S Planejamento da Realização do Serviço Fornecimento de serviço Controle do fornecimento de serviço O controle do fornecimento de serviço (controle de operações) está planejado e é realizado sob controle intrínseco definido nos processos que afetam o Sistema de Gestão Integrada, onde são garantidas as disponibilidades de informações pertinentes às características dos serviços, instruções de trabalho, uso de equipamentos adequados, potenciais impactos ambientais, dispositivos para monitoramento e medição.

26 Código M.G.I 001 Página Validação dos processos e fornecimento de serviço Este item não se aplica à CBC Ambiental A saída resultante pode ser verificada por monitoramento ou medição subseqüente Identificação e rastreabilidade Todos os registros e documentos dos serviços realizados pela CBC Ambiental são arquivados e identificados por cores padronizadas, sendo rastreados pelos Números de Ordens de Serviço correspondentes (ver P.O.S.S / P.O CDR). P.O.S.S Procedimento Operacional de Suporte aos Serviços; P.O CDR Controle de Documentos e Registros Propriedade do cliente A CBC Ambiental adota todas as precauções necessárias, quando do uso da propriedade do cliente, sendo verificada, identificada e protegida. Sendo qualquer delas perdida, danificada ou considerada inadequada para uso da empresa, deverá ser prontamente informada ao cliente, sendo mantidos os registros correspondentes. Os documentos dos clientes (laudos externos) são identificados e controlados através da Lista Mestra de Controle de Laudos Externos (L.M.C.L.E).

27 Código M.G.I 001 Página Preservação do Serviço Toda a documentação relativa à realização do serviço é preservada, estando disponível para consulta. A forma de identificação, acesso, armazenamento e proteção é determinada pela CBC Ambiental, estando descrita no documento (P.O CDR). P.O - CDR Controle de Documentos e Registros; P.O.S.S Procedimento Operacional de Suporte aos Serviços; P.Os Procedimentos Operacionais; P.G.R Plano de Gestão de Recursos Controle de equipamentos de medição e monitoramento As medições e monitoramento a serem realizados, bem como os equipamentos necessários para assegurar a conformidade do serviço, são identificados pela CBC Ambiental. Esses equipamentos são calibrados a intervalos especificados (definidos pela empresa ou mediante instruções do fabricante), ou antes do uso. Os certificados de calibração e verificação são mantidos. São protegidos contra danos e deterioração da situação de calibração. São mantidos registros dos resultados de calibração e verificação dos equipamentos de medição. P.R.S Planejamento da Realização do Serviço; P.O-CDR Controle de Documentos e Registros.

Manual da Gestão Integrada - M.G.I Revisão 003 / Novembro de 2010

Manual da Gestão Integrada - M.G.I Revisão 003 / Novembro de 2010 Manual da Gestão Integrada - M.G.I Revisão 003 / Novembro de 2010 Analisado por: Aprovado por: Maxiliano Costa Xavier Representante da Direção Caio Cesar Passianoto Diretor Rua Felicíssimo Antônio Pereira,

Leia mais

CHECK - LIST - ISO 9001:2000

CHECK - LIST - ISO 9001:2000 REQUISITOS ISO 9001: 2000 SIM NÃO 1.2 APLICAÇÃO A organização identificou as exclusões de itens da norma no seu manual da qualidade? As exclusões são relacionadas somente aos requisitos da sessão 7 da

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO NBR ISO 13485:2004 RDC 59:2000 PORTARIA 686:1998 ITENS DE VERIFICAÇÃO PARA AUDITORIA

ESTUDO COMPARATIVO NBR ISO 13485:2004 RDC 59:2000 PORTARIA 686:1998 ITENS DE VERIFICAÇÃO PARA AUDITORIA ESTUDOCOMPARATIVO NBRISO13485:2004 RDC59:2000 PORTARIA686:1998 ITENSDEVERIFICAÇÃOPARAAUDITORIA 1. OBJETIVO 1.2. 1. Há algum requisito da Clausula 7 da NBR ISO 13485:2004 que foi excluída do escopo de aplicação

Leia mais

SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL SGA MANUAL CESBE S.A. ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS

SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL SGA MANUAL CESBE S.A. ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS CESBE S.A. ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL MANUAL Elaborado por Comitê de Gestão de Aprovado por Paulo Fernando G.Habitzreuter Código: MA..01 Pag.: 2/12 Sumário Pag. 1. Objetivo...

Leia mais

CHECK LIST DE AVALIAÇÃO DE FORNECEDORES Divisão:

CHECK LIST DE AVALIAÇÃO DE FORNECEDORES Divisão: 4.2.2 Manual da Qualidade Está estabelecido um Manual da Qualidade que inclui o escopo do SGQ, justificativas para exclusões, os procedimentos documentados e a descrição da interação entre os processos

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DA QUALIDADE. Rua Acre, 291 - CEP 83.040-030 Bairro Boneca do Iguaçu - São José dos Pinhais - Paraná.

MANUAL DO SISTEMA DA QUALIDADE. Rua Acre, 291 - CEP 83.040-030 Bairro Boneca do Iguaçu - São José dos Pinhais - Paraná. ELABORADO POR: Carlos Eduardo Matias Enns MANUAL DO SISTEMA DA QUALIDADE APROVADO POR: Edson Luis Schoen 28/1/5 1 de 11 1. FINALIDADE A Saint Blanc Metalmecânica Ltda visa estabelecer as diretrizes básicas

Leia mais

Lista de Verificação / Checklist

Lista de Verificação / Checklist Lista de Verificação / Checklist Avaliação NC / PC / C Departamentos Padrões de Referência /// Referências do MQ //// Referências Subjetivas A B C D E Cláusula Padrão Conforme/ Não C. 4 Sistema de Gestão

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE MQ-01

MANUAL DA QUALIDADE MQ-01 Sumário 1 Objetivo 2 Últimas Alterações 3 Termos e definições 4 Sistema de gestão de qualidade 5 Responsabilidade da direção 6 Gestão de recursos 7 Realização do produto 8 Medição, análise e melhoria.

Leia mais

TREINAMENTO ITAIM INTERPRETAÇÃO DA NORMA NBR ABNT ISO 9001:2008. Maria das Graças Ferreira mgferreira@prefeitura.sp.gov.

TREINAMENTO ITAIM INTERPRETAÇÃO DA NORMA NBR ABNT ISO 9001:2008. Maria das Graças Ferreira mgferreira@prefeitura.sp.gov. TREINAMENTO ITAIM INTERPRETAÇÃO DA NORMA NBR ABNT ISO 9001:2008 Maria das Graças Ferreira mgferreira@prefeitura.sp.gov.br 11 3104-0988 Este treinamento tem por objetivo capacitar os participantes para

Leia mais

ABNT NBR ISO 9001:2008

ABNT NBR ISO 9001:2008 ABNT NBR ISO 9001:2008 Introdução 0.1 Generalidades Convém que a adoção de um sistema de gestão da qualidade seja uma decisão estratégica de uma organização. O projeto e a implementação de um sistema de

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA

MANUAL DO SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA Páginas: 1 de 13 APROVAÇÃO Este Manual de Gestão está aprovado e representa o Sistema de Gestão Integrada implementado na FOX Comércio de Aparas Ltda. Ricardo Militelli Diretor FOX Páginas: 2 de 13 1.

Leia mais

MANUAL DE GESTÃO DA QUALIDADE

MANUAL DE GESTÃO DA QUALIDADE Revisão: 07 Data: 05.03.09 Página 1 de 7 Copia controlada MANUAL DE GESTÃO DA QUALIDADE José G. Cardoso Diretor Executivo As informações contidas neste Manual são de propriedade da Abadiaço Ind. e Com.

Leia mais

AVALIAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DO FORNECEDOR

AVALIAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DO FORNECEDOR Prezado Fornecedor, A Innova S/A, empresa certificada nas normas ISO 9001:2000, ISO 14001:1996, OHSAS 18001, avalia seus fornecedores no atendimento de requisitos relativos a Qualidade, Meio Ambiente,

Leia mais

NORMA NBR ISO 9001:2008

NORMA NBR ISO 9001:2008 NORMA NBR ISO 9001:2008 Introdução 0.1 Generalidades Convém que a adoção de um sistema de gestão da qualidade seja uma decisão estratégica de uma organização. O projeto e a implementação de um sistema

Leia mais

ESTRUTURA ISO 9.001:2008

ESTRUTURA ISO 9.001:2008 Sistema de Gestão Qualidade (SGQ) ESTRUTURA ISO 9.001:2008 Objetivos: Melhoria da norma existente; Melhoria do entendimento e facilidade de uso; Compatibilidade com a ISO 14001:2004; Foco Melhorar o entendimento

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL: ISO 14001. Material Didático: IBB 254 Gestão Ambiental / 2015 Curso: Ciências Biológicas - UFAM

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL: ISO 14001. Material Didático: IBB 254 Gestão Ambiental / 2015 Curso: Ciências Biológicas - UFAM SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL: ISO 14001 Material Didático: IBB 254 Gestão Ambiental / 2015 Conceitos Gerais A gestão ambiental abrange uma vasta gama de questões, inclusive aquelas com implicações estratégicas

Leia mais

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EPR 16 - SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EPR 16 - SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EPR 16 - SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:2000 Prof. Dr. João Batista Turrioni Objetivo geral Introduzir e discutir a importância da adoção de um Sistema de Gestão da Qualidade

Leia mais

Sistema de Gestão da Qualidade

Sistema de Gestão da Qualidade Sistema de Gestão da Qualidade Coordenadora Responsável Mara Luck Mendes, Jaguariúna, SP, mara@cnpma.embrapa.br RESUMO Em abril de 2003 foi lançado oficialmente pela Chefia da Embrapa Meio Ambiente o Cronograma

Leia mais

Tradução livre Uso Exclusivo em Treinamento

Tradução livre Uso Exclusivo em Treinamento Web Site: www.simplessolucoes.com.br N786-1 ISO CD 9001 Tradução livre Uso Exclusivo em Treinamento N786-1 ISO CD 9001 para treinamento - Rev0 SUMÁRIO Página Introdução 4 0.1 Generalidades 4 0.2 Abordagem

Leia mais

Cirius Quality. A Consultoria que mais cresce no Brasil. Av. José Bonifácio Nº 1076 - Diadema-SP.

Cirius Quality. A Consultoria que mais cresce no Brasil. Av. José Bonifácio Nº 1076 - Diadema-SP. CQ Consultoria Cirius Quality e Treinamento 1º Edição Interpretação da NBR ISO 9001:2008 Cirius Quality Av. José Bonifácio Nº 1076 - Diadema-SP. CEP: 09980-150 i www.ciriusquality.com.br e contato@ciriusquality.com.br

Leia mais

ISO 9000 ISO 9001:2008

ISO 9000 ISO 9001:2008 ISO 9001:2008 QUALIDADE II ISO 9000 A ISO 9000 - Qualidade é o nome genérico utilizado pela série de normas da família 9000 (ISO) que estabelece as diretrizes para implantação de Sistemas de Gestão da

Leia mais

Sistemas de gestão da qualidade - Requisitos

Sistemas de gestão da qualidade - Requisitos DEZ 2000 NBR ISO 9001 Sistemas de gestão da qualidade - Requisitos ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas Sede: Rio de Janeiro Av. Treze de Maio, 13 28º andar CEP 20003-900 Caixa Postal 1680 Rio

Leia mais

Manual de Gestão da Qualidade MGQ Elaborado por: Representante da Direção (RD)

Manual de Gestão da Qualidade MGQ Elaborado por: Representante da Direção (RD) 1/22 Nº revisão Descrição da Revisão 00 Emissão do documento baseado nos requisitos da ISO 9001:2008 Vendas Gestão de Contratos Service Demais envolvidos na análise e aprovação Área / Processo Responsável

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE MQ 01 Rev. 07 MANUAL DA QUALIDADE

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE MQ 01 Rev. 07 MANUAL DA QUALIDADE Rev. Data. Modificações 01 14/09/2007 Manual Inicial 02 12/06/2009 Revisão Geral do Sistema de Gestão da Qualidade 03 22/10/2009 Inclusão de documento de referência no item 8. Satisfação de cliente, Alteração

Leia mais

AUDITORIA DE DIAGNÓSTICO

AUDITORIA DE DIAGNÓSTICO 1.1 POLíTICA AMBIENTAL 1.1 - Política Ambiental - Como está estabelecida e documentada a política e os objetivos e metas ambientais dentro da organização? - A política é apropriada à natureza e impactos

Leia mais

Sistema de Gestão da Qualidade -Requisitos

Sistema de Gestão da Qualidade -Requisitos MB Consultoria Av. Constantino Nery, Nº 2789, Edifício Empire Center, Sala 1005 a 1008 Manaus - Amazonas - Brasil CEP: 69050-002 Telefones: (92) 3656.2452 Fax: (92) 3656.1695 e-mail: mb@netmb.com.br Site:

Leia mais

Uso Exclusivo em Treinamento

Uso Exclusivo em Treinamento Web Site: www.simplessolucoes.com.br ABNT NBR ISO 9001:2008 Uso Exclusivo em Treinamento SUMÁRIO 0. Introdução 2 0.1 Generalidades 2 0.2 Abordagem de processo 3 0.3 Relação com a norma NBR ISO 9004 5 0.4

Leia mais

Sistemas de gestão da qualidade Requisitos

Sistemas de gestão da qualidade Requisitos ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas DEZ 2000 NBR ISO 9001 Sistemas de gestão da qualidade Requisitos Sede: Rio de Janeiro Av. Treze de Maio, 13 28 o. andar CEP 20003-900 Caixa Postal 1680 Rio

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE DA CONSTRUTORA COPEMA

MANUAL DA QUALIDADE DA CONSTRUTORA COPEMA 1/10 INFORMAÇÕES SOBRE A EMPRESA... 2 ABRANGÊNCIA DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE... 3 1. SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE:... 4 - MANUAL DA QUALIDADE... 4 Escopo do SGQ e definição dos clientes... 4 Política

Leia mais

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL SGA ISO 14.001:2004 O que é ISO? A ISO - International Organization for Standardization é uma organização sediada em Genebra, na Suíça. Foi fundada em 1946; A sigla ISO foi

Leia mais

ANÁLISE DOS REQUISITOS NORMATIVOS PARA A GESTÃO DE MEDIÇÃO EM ORGANIZAÇÕES

ANÁLISE DOS REQUISITOS NORMATIVOS PARA A GESTÃO DE MEDIÇÃO EM ORGANIZAÇÕES V CONGRESSO BRASILEIRO DE METROLOGIA Metrologia para a competitividade em áreas estratégicas 9 a 13 de novembro de 2009. Salvador, Bahia Brasil. ANÁLISE DOS REQUISITOS NORMATIVOS PARA A GESTÃO DE MEDIÇÃO

Leia mais

Manual do SGI Sistema de Gestão Integrada

Manual do SGI Sistema de Gestão Integrada Manual do SGI Sistema de Gestão Integrada Revisão 02 Manual MN-01.00.00 Requisito Norma ISO 14.001 / OHSAS 18001 / ISO 9001 4.4.4 Página 1 de 14 Índice 1. Objetivo e Abrangência 2. Documentos Referenciados

Leia mais

Palestra Informativa Sistema da Qualidade NBR ISO 9001:2000

Palestra Informativa Sistema da Qualidade NBR ISO 9001:2000 Palestra Informativa Sistema da Qualidade NBR ISO 9001:2000 ISO 9001:2000 Esta norma considera de forma inovadora: problemas de compatibilidade com outras normas dificuldades de pequenas organizações tendências

Leia mais

Sistemas de gestão da qualidade Requisitos

Sistemas de gestão da qualidade Requisitos DEZ 2000 NBR ISO 9001 Sistemas de gestão da qualidade Requisitos Sumário Prefácio 0 Introdução 1 Objetivo 2 Referência normativa 3 Termos e definições 4 Sistema de gestão da qualidade 5 Responsabilidade

Leia mais

MQ-1 Revisão: 06 Data: 20/04/2007 Página 1

MQ-1 Revisão: 06 Data: 20/04/2007 Página 1 MQ-1 Revisão: 06 Data: 20/04/2007 Página 1 I. APROVAÇÃO Emitente: Função: Análise crítica e aprovação: Função: Liliane Alves Ribeiro da Silva Gerente Administrativa Roberto José da Silva Gerente Geral

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Elaboração Luiz Guilherme D CQSMS 10 00 Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes Avaliação da Necessidade de Treinamento

Leia mais

ISO 9001 2008 FACULDADES INTEGRADAS DE TAQUARA FACCAT. Curso de Tecnólogo em Gestão da Qualidade.

ISO 9001 2008 FACULDADES INTEGRADAS DE TAQUARA FACCAT. Curso de Tecnólogo em Gestão da Qualidade. FACULDADES INTEGRADAS DE TAQUARA FACCAT Curso de Tecnólogo em Gestão da Qualidade. ISO 9001 2008 Carolina Rothe Luiz Gustavo W. Krumenauer Paulo Emílio Paulo Saldanha Relação das principais normas da Série

Leia mais

Relatório de Atividade Técnica

Relatório de Atividade Técnica RUA DESEMBARGADOR JÚLIO GUIMARÃES, 275 SAÚDE -SÃO PAULO -BR-SP CEP: 04158-060 CNPJ: 46.995.494/0001-92 Telefone: (11) 5058-6066 Pessoa de Contato: ALMO BRACCESI (almo@betta.com.br) Tipo: Auditoria de Manutenção

Leia mais

Sistemas de gestão da qualidade Requisitos

Sistemas de gestão da qualidade Requisitos SET/2000 PROJETO NBR ISO 9001 Sistemas de gestão da qualidade Requisitos ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas Sede: Rio de Janeiro Av. Treze de Maio, 13 28º andar CEP 20003-900 Caixa Postal 1680

Leia mais

LISTA DE VERIFICAÇAO DO SISTEMA DE GESTAO DA QUALIDADE

LISTA DE VERIFICAÇAO DO SISTEMA DE GESTAO DA QUALIDADE Questionamento a alta direção: 1. Quais os objetivos e metas da organização? 2. quais os principais Produtos e/ou serviços da organização? 3. Qual o escopo da certificação? 4. qual é a Visão e Missão?

Leia mais

ABNT NBR ISO 9001. Sistemas de gestão da qualidade Requisitos. Quality management systems Requirements ' NORMA BRASILEIRA. Segunda edição 28.11.

ABNT NBR ISO 9001. Sistemas de gestão da qualidade Requisitos. Quality management systems Requirements ' NORMA BRASILEIRA. Segunda edição 28.11. ' NORMA BRASILEIRA ABNT NBR ISO 9001 Segunda edição 28.11.2008 Válida a partir de 28.12.2008 Sistemas de gestão da qualidade Requisitos Quality management systems Requirements Palavras-chave: Sistemas

Leia mais

Sistemas de gestão da qualidade Requisitos

Sistemas de gestão da qualidade Requisitos SET/2000 PROJETO NBR ISO 9001 Sistemas de gestão da qualidade Requisitos ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas Sede: Rio de Janeir o Av. Treze de Maio, 13 28º andar CEP 20003-900 Caixa Postal 1680

Leia mais

14 ANEXO 02 - NORMA ISO 9001:2000 - INTERPRETAÇÃO LIVRE

14 ANEXO 02 - NORMA ISO 9001:2000 - INTERPRETAÇÃO LIVRE 14 ANEXO 02 - NORMA ISO 9001:2000 - INTERPRETAÇÃO LIVRE Sumário Prefácio 0 Introdução 1 Objetivo 2 Referência normativa 3 Termos e definições 4 Sistema de gestão da qualidade 5 Responsabilidade da direção

Leia mais

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa Aécio Costa A segurança da informação é obtida a partir da implementação de um conjunto de controles adequados, incluindo políticas, processos, procedimentos, estruturas organizacionais e funções de software

Leia mais

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA EMPRESA... 3 1. ESCOPO... 3 2. REFERÊNCIA NORMATIVA... 4 3. TERMOS E DEFINIÇÕES... 4 4. SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE...

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA EMPRESA... 3 1. ESCOPO... 3 2. REFERÊNCIA NORMATIVA... 4 3. TERMOS E DEFINIÇÕES... 4 4. SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE... 1 / 21 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA EMPRESA... 3 1. ESCOPO... 3 2. REFERÊNCIA NORMATIVA... 4 3. TERMOS E DEFINIÇÕES... 4 4. SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE... 4 4.1 REQUISITOS GERAIS... 4 4.2 REQUISITOS DE DOCUMENTAÇÃO...

Leia mais

Pitrez Informática MANUAL DA QUALIDADE. Norma NBR ISO 9001:2008

Pitrez Informática MANUAL DA QUALIDADE. Norma NBR ISO 9001:2008 Título Manual da Qualidade Folha: 1 de 20 Pitrez Informática MANUAL DA QUALIDADE Norma NBR ISO 9001:2008 Título Manual da Qualidade Folha: 2 de 20 Título Manual da Qualidade Folha: 3 de 20 Índice 1. Apresentação...

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO INTEGRADA

POLÍTICA DE GESTÃO INTEGRADA Conteúdo 1. OBJETIVO... 3 2. APLICAÇÃO... 3 3. SGI-AMAZUL... 3 4. SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE... 3 5. QUALIDADE... 4 6. DOCUMENTAÇÃO... 5 6. ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES... 6 7. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA...

Leia mais

M A N U A L D A Q U A L I D A D E

M A N U A L D A Q U A L I D A D E M A N U A L D A Q U A L I D A D E 14ª Versão Última atualização: MANUAL DA QUALIDADE - Rev. Data Elaborado por Descrição da alteração 01 10/06/2012 Hélio Lipiani Versão Inicial 02 20/07/2010 Hélio Lipiani

Leia mais

CLAUSULA 4.0 DA NORMA ISO 9001:2008 SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

CLAUSULA 4.0 DA NORMA ISO 9001:2008 SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE PÁGINA: 1 de 20 CLAUSULA 4.0 DA NORMA ISO 91:28 SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE 4.1 Requisitos gerais. A TIVOLITUR estabelece, documenta, implementa e mantêm seu sistema de gestão da qualidade, visando

Leia mais

SÉRIE ISO 14000 SÉRIE ISO 14000

SÉRIE ISO 14000 SÉRIE ISO 14000 1993 - CRIAÇÃO DO COMITÊ TÉCNICO 207 (TC 207) DA ISO. NORMAS DA : ISO 14001 - SISTEMAS DE - ESPECIFICAÇÃO COM ORIENTAÇÃO PARA USO. ISO 14004 - SISTEMAS DE - DIRETRIZES GERAIS SOBRE PRINCÍPIOS, SISTEMAS

Leia mais

FORMAÇÃO DE AVALIADORES DE SGI PELAS NORMAS DE GESTÃO DE QUALIDADE, SMS E RESPONSABILIDADE SOCIAL

FORMAÇÃO DE AVALIADORES DE SGI PELAS NORMAS DE GESTÃO DE QUALIDADE, SMS E RESPONSABILIDADE SOCIAL FORMAÇÃO DE AVALIADORES DE SGI PELAS NORMAS DE GESTÃO DE QUALIDADE, SMS E RESPONSABILIDADE SOCIAL 1 MODELOS DE GESTÃO MODELO Busca representar a realidade GESTÃO ACT CHECK PLAN DO PDCA 2 MODELOS DE GESTÃO

Leia mais

Módulo 3. Interpretação da norma NBR ISO 19011:2002 requisitos: 6.2, 6.2.1, 6.2.2, 6.2.3, 6.2.4, 6.2.5, 6.3, 6.4, 6.4.1, 6.4.2, 6.4.

Módulo 3. Interpretação da norma NBR ISO 19011:2002 requisitos: 6.2, 6.2.1, 6.2.2, 6.2.3, 6.2.4, 6.2.5, 6.3, 6.4, 6.4.1, 6.4.2, 6.4. Módulo 3 Interpretação da norma NBR ISO 19011:2002 requisitos: 6.2, 6.2.1, 6.2.2, 6.2.3, 6.2.4, 6.2.5, 6.3, 6.4, 6.4.1, 6.4.2, 6.4.3 Exercícios 6.2 Iniciando a auditoria/ 6.2.1 Designando o líder da equipe

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

MANUAL DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE MANUAL DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE NBR ISO 9001:2008 Índice Histórico de Revisões... 4 1. Introdução... 5 1.1. Política da Qualidade... 5 1.2. Escopo... 5 2. Histórico... 6 3. Gestão Estratégica...

Leia mais

MBA em Administração e Qualidade

MBA em Administração e Qualidade MBA em Administração e Qualidade Sistemas ISO 9000 e Auditorias da Qualidade Aula 5 Prof. Wanderson Stael Paris Olá! Confira no vídeo a seguir alguns temas que serão abordados nesta aula. Bons estudos!

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES SOBRE A TRANSIÇÃO (NBR ISO 14001: 2004)

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES SOBRE A TRANSIÇÃO (NBR ISO 14001: 2004) PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES SOBRE A TRANSIÇÃO (NBR ISO 14001: 2004) Ao longo dos últimos anos, a Fundação Carlos Alberto Vanzolini vem trabalhando com a Certificação ISO 14000 e, com o atual processo de

Leia mais

Preparando a Implantação de um Sistema de Gestão da Qualidade

Preparando a Implantação de um Sistema de Gestão da Qualidade Preparando a Implantação de um Projeto Pró-Inova - InovaGusa Ana Júlia Ramos Pesquisadora em Metrologia e Qualidade e Especialista em Sistemas de Gestão da Qualidade 1. Gestão Gestão Atividades coordenadas

Leia mais

INTERPRETAÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO

INTERPRETAÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO NBR ISO 9001:2008 INTERPRETAÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO 8 Princípios para gestão da qualidade Foco no cliente Liderança Envolvimento das pessoas Abordagem de processos Abordagem sistêmica para a gestão Melhoria

Leia mais

Enviado por sanson@tecpar.br. em 19/12/11. Recebido por

Enviado por sanson@tecpar.br. em 19/12/11. Recebido por Pedido nº.: Destinatário/ Addressee: PREFEITURA MUNICIPAL DE COLOMBO ((41) 3656-8161) Data/Date: 16 / 12 / 2011 Nome/Name: ISMAILIN SCHROTTER Fax N : Remetente/Sender: TECPAR CERTIFICAÇÃO Páginas/Pages:

Leia mais

Sistemas de Gestão Ambiental O QUE MUDOU COM A NOVA ISO 14001:2004

Sistemas de Gestão Ambiental O QUE MUDOU COM A NOVA ISO 14001:2004 QSP Informe Reservado Nº 41 Dezembro/2004 Sistemas de Gestão O QUE MUDOU COM A NOVA ISO 14001:2004 Material especialmente preparado para os Associados ao QSP. QSP Informe Reservado Nº 41 Dezembro/2004

Leia mais

Sistema de Gestão de SMS

Sistema de Gestão de SMS DESCRIÇÃO DA EMPRESA Nome SMART EXPRESS TRANSPORTES LTDA EPP CNPJ 12.103.225/0001-52 Insc.Est. 79.477.680 Atividade: transporte rodoviário de carga em geral Código: 206-2 Nº de funcionários (inclusive

Leia mais

Curso do Prêmio PBQP-H 2009/2010 APOIO:

Curso do Prêmio PBQP-H 2009/2010 APOIO: Curso do Prêmio PBQP-H 2009/2010 APOIO: Objetivo do Prêmio PBQP-H 2009/2010 É um prêmio único no mundo. O objetivo geral é fazer a distinção das organizações da construção civil que elevam os patamares

Leia mais

SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE

SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE ELABORADO APROVADO FOLHA: 1/24 NOME Vivan Gonçalves Coordenador do SESMT Teresinha de Lara Coordenador do SGI DATA: 02/01/2007 VERSÃO: 01 ÍNDICE 1. Objetivo 4 1.1. Escopo do SGSSO TELEDATA 5 2. Referências

Leia mais

RIO 2016 POLÍTICA DE COMPLIANCE

RIO 2016 POLÍTICA DE COMPLIANCE COMITÊ ORGANIZADOR DOS JOGOS OLÍMPICOS RIO 206 RIO 206 POLÍTICA DE 25/02/205 / 2 Sumário. OBJETIVO... 2 2. DEFINIÇÕES... 2 3. ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES... 5 4. DIRETRIZES... 7 4. Programa Geral de...

Leia mais

Correlação entre os requisitos do Sistema de Gestão do Programa Atuação Responsável e o Responsible Care Management System Requirements - ACC

Correlação entre os requisitos do Sistema de Gestão do Programa Atuação Responsável e o Responsible Care Management System Requirements - ACC Correlação entre os requisitos do Sistema de Gestão do Programa Atuação Responsável e o Responsible Care Management System Requirements - ACC Sistema de Gestão do AR 2012 - ABIQUIM Responsible Care Management

Leia mais

Correspondência entre OHSAS 18001, ISO 14001:1996, ISO 9001:1994 e ISO 9001:2000

Correspondência entre OHSAS 18001, ISO 14001:1996, ISO 9001:1994 e ISO 9001:2000 Anexo A (informativo) Correspondência entre, ISO 14001:1996, ISO 9001:1994 e ISO 9001:2000 Tabela A.1 - Correspondência entre, ISO 14001:1996 e ISO 9001:1994 Seção Seção ISO 14001:1996 Seção ISO 9001:1994

Leia mais

Saada Chequer Fernandez

Saada Chequer Fernandez Saada Chequer Fernandez Analista de Gestão em Saúde Coordenação da Qualidade CIQ/Direh/FIOCRUZ Gerenciamento da Qualidade em Laboratório de Anatomia Patológica VI Congresso Regional de Histotecnologia

Leia mais

NORMA NBR ISO 9001:2008

NORMA NBR ISO 9001:2008 NORMA NBR ISO 9001:2008 Introdução 0.1 Generalidades Convém que a adoção de um sistema de gestão da qualidade seja uma decisão estratégica de uma organização. O projeto e a implementação de um sistema

Leia mais

DOCUMENTOS E REGISTROS DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

DOCUMENTOS E REGISTROS DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DOCUMENTOS E REGISTROS DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE 2011 WANDERSON S. PARIS INTRODUÇÃO Não se pretende aqui, reproduzir os conteúdos das normas ou esgotar o tema versado por elas. A ideia é apenas

Leia mais

---- --- --- Consultoria e Assessoria

---- --- --- Consultoria e Assessoria 4. SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE SGQ. 4.1. Requisitos Gerais. A Protec estabelece, documenta e implementa o SGQ de acordo com os requisitos da NBR ISO 9001:2008. Para implementar o SGQ foi realizado um

Leia mais

TRANSELETRON SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS LTDA SUMÁRIO

TRANSELETRON SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS LTDA SUMÁRIO Página 2 de 26 SUMÁRIO 1. Objetivo 05 2. Definições e Termos 05 3. Apresentação da Organização 05 3.1.1 Identificação 06 3.1.2 Histórico 06 3.1.3 Principais Clientes 06 3.1.4 Principais Fornecedores 07

Leia mais

Selo de Qualidade e Sustentabilidade para Lavanderias - SQS REFERENCIAL NORMATIVO REF.001

Selo de Qualidade e Sustentabilidade para Lavanderias - SQS REFERENCIAL NORMATIVO REF.001 Selo de Qualidade e Sustentabilidade para Lavanderias - SQS REFERENCIAL NORMATIVO REF.001 Versão Jul.2011 1. Introdução Este programa da Qualidade, Meio Ambiente e Segurança em Lavanderias SQS estabelece

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE MQ SGQ 01-10

MANUAL DA QUALIDADE MQ SGQ 01-10 SUMÁRIO: Apresentação da ACEP 2 Missão da Empresa 3 Escopo e Justificativas de Exclusão 4 Comprometimento da Direção 5 Política da Qualidade 7 Objetivos de Qualidade 7 Fluxo de Processos 8 Organograma

Leia mais

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Data da Criação: 09/11/2012 Dara de revisão: 18/12/2012 1 - Sumário - 1. A Instant Solutions... 3 1.1. Perfil da empresa... 3 1.2. Responsabilidade ambiental...

Leia mais

Integração de sistemas certificáveis de gestão da qualidade, meio ambiente e segurança do trabalho

Integração de sistemas certificáveis de gestão da qualidade, meio ambiente e segurança do trabalho Integração de sistemas certificáveis de gestão da qualidade, meio ambiente e segurança do trabalho (ISO 9001, ISO 14001 e OHSAS 18001) Prof. Livre Docente Otávio J. Oliveira UNESP CONTEXTUALIZAÇÃO - Diluição

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE (SMS) Sustentabilidade

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE (SMS) Sustentabilidade POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE (SMS) Sustentabilidade POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE (SMS) A CONCERT Technologies S.A. prioriza a segurança de seus Colaboradores, Fornecedores,

Leia mais

PROCEDIMENTO SISTÊMICO DE GESTÃO INTEGRADO

PROCEDIMENTO SISTÊMICO DE GESTÃO INTEGRADO 1. OBJETIVO Estabelecer, documentar, implementar, aprimorar e manter um Sistema de Gestão da Qualidade e de Energia, que assegure a conformidade com os requisitos da norma de referência. Outrossim, a responsabilidade

Leia mais

livros indicados e / ou recomendados

livros indicados e / ou recomendados Material complementar. Não substitui os livros indicados e / ou recomendados Prof. Jorge Luiz - 203 Pág. SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE - SGQ Sistema de Gestão da Qualidade SGQ é a estrutura a ser criada

Leia mais

III CBIO - Congresso de Biólogos dos Estados do RJ/ES

III CBIO - Congresso de Biólogos dos Estados do RJ/ES Eng. ZULMAR TEIXEIRA Rio, 19/10/2010 PRINCÍPIOS DA GESTÃO MODERNA III CBIO - Congresso de Biólogos dos Estados do RJ/ES SUCESSO DO EMPREENDIMENTO ABORDAGEM DE PROCESSO SÉCULO XXI O SÉCULO DO DESAFIO O

Leia mais

Matrizes de Correlaça o ISO 9001:2008 e ISO 9001:2015

Matrizes de Correlaça o ISO 9001:2008 e ISO 9001:2015 2015 Matrizes de Correlaça o ISO 9001:2008 e ISO 9001:2015 Texto traduzido e adaptado por Fernando Fibe De Cicco, Coordenador de Novos Projetos do QSP. Outubro de 2015. Matrizes de correlação entre a ISO

Leia mais

ABNT/CB PROJETO DE REVISÃO ABNT NBR ISO 9001 OUTUBRO:2008 APRESENTAÇÃO

ABNT/CB PROJETO DE REVISÃO ABNT NBR ISO 9001 OUTUBRO:2008 APRESENTAÇÃO Sistemas de gestão da qualidade - Requisitos PRESENTÇÃO 1) Este 1º Projeto de Revisão foi elaborado pela CE-25:002.18 - Comissão de Estudo de Sistemas da Qualidade - do BNT/CB-25 - Qualidade, nas reuniões

Leia mais

Descrição dos Cargos, Atribuições e Responsabilidades

Descrição dos Cargos, Atribuições e Responsabilidades Descrição dos Cargos, Atribuições e Responsabilidades 1. DESCRIÇÕES DO CARGO - ESPECIALISTA EM DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIA NUCLEAR E DEFESA a) Descrição Sumária Geral Desenvolver, projetar, fabricar,

Leia mais

Norma ISO 9001:2008. Gestão da Qualidade

Norma ISO 9001:2008. Gestão da Qualidade Norma ISO 9001:2008 Gestão da Qualidade Sistemas da Qualidade e Qualidade Ambiental ISO 9000 e ISO 14000 Prof. M. Sc. Helcio Suguiyama 1- Foco no cliente 2- Liderança 3- Envolvimento das Pessoas 4- Abordagem

Leia mais

ÍNDICE CAPÍTULO 1 - APRESENTAÇÃO 1.1 APRESENTAÇÃO 03 CAPÍTULO 2 - OBJETIVO DO MANUAL DA QUALIDADE 2.1 OBJETIVO 04

ÍNDICE CAPÍTULO 1 - APRESENTAÇÃO 1.1 APRESENTAÇÃO 03 CAPÍTULO 2 - OBJETIVO DO MANUAL DA QUALIDADE 2.1 OBJETIVO 04 Nível - A 1 de 27 ÍNDICE CAPÍTULO 1 - APRESENTAÇÃO 1.1 APRESENTAÇÃO 03 CAPÍTULO 2 - OBJETIVO DO MANUAL DA QUALIDADE 2.1 OBJETIVO 04 CAPÍTULO 3 - ESCOPO E APLICAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE 3.1

Leia mais

Gestão Ambiental. Aula 5 Prof. Pablo Bosco

Gestão Ambiental. Aula 5 Prof. Pablo Bosco Gestão Ambiental Aula 5 Prof. Pablo Bosco Proposito da aula ISO 14001 2 ISO 14001 O que é a ISO 14001? A ISO 14001 é uma Norma pertencente a família das ISO 14000 que trata de Sistema de Gestão Ambiental

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE MA-C-GQ-01 MANUAL DA QUALIDADE Cópia controlada Revisão 02 DATA Nº REVISÃO HISTÓRICO DAS REVISÕES 01/09/2009 15/03/2012 23/01/2013

GESTÃO DA QUALIDADE MA-C-GQ-01 MANUAL DA QUALIDADE Cópia controlada Revisão 02 DATA Nº REVISÃO HISTÓRICO DAS REVISÕES 01/09/2009 15/03/2012 23/01/2013 DATA Nº REVISÃO HISTÓRICO DAS REVISÕES 01/09/2009 15/03/2012 23/01/2013 00 01 02 Emissão inicial. Alteração do representante da direção Inclusão de informação no item 4.2.2.3 (passo 8) SMD 147. Elaborado:

Leia mais

PROPOSTA VERSÃO 23/05/2003

PROPOSTA  VERSÃO 23/05/2003 PROPOSTA Itens e Requisitos do Sistema de Qualificação SIQ Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat PBQP-H VERSÃO 23/05/2003 ÍNDICE 0

Leia mais

Manual de Gestão Integrado MGI Elaborado por: Representante

Manual de Gestão Integrado MGI Elaborado por: Representante 1/32 Nº revisão Descrição da Revisão 00 Emissão do documento baseado nos requisitos da ISO 9001:2008 01 Alteração do nome onde passa a ser chamado de e a devida adequação os requisitos das normas ISO 14001:2004

Leia mais

Estrutura da ISO DIS 9001/2015 ISO/TC 176/SC 2 Document N1224, July 2014

Estrutura da ISO DIS 9001/2015 ISO/TC 176/SC 2 Document N1224, July 2014 Prefácio Introdução 0.1 Generalidades 0.2 As normas ISO para gestão da qualidade 0.3 Abordagem de processo 0.4 Ciclo PDCA 0.5 Pensamento baseado em risco Estrutura da ISO DIS 9001/2015 0.6 Compatibilidade

Leia mais

PROGRAMA INTEGRADO DE DESENVOLVIMENTO E QUALIFICAÇÃO DE FORNECEDORES SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE EM FORNECIMENTO

PROGRAMA INTEGRADO DE DESENVOLVIMENTO E QUALIFICAÇÃO DE FORNECEDORES SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE EM FORNECIMENTO PROGRAMA INTEGRADO DE DESENVOLVIMENTO E QUALIFICAÇÃO DE FORNECEDORES SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE EM FORNECIMENTO SGQF:: 2008 SUMÁRIO PREFÁCIO -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Data Revisão Página Código. Referência TÍTULO MANUAL DA QUALIDADE EMISSÃO. Márcio Oliveira. Cargo. Gestor do SGQ APROVAÇÃO. Egidio Fontana.

Data Revisão Página Código. Referência TÍTULO MANUAL DA QUALIDADE EMISSÃO. Márcio Oliveira. Cargo. Gestor do SGQ APROVAÇÃO. Egidio Fontana. Data Revisão Página Código 11/04/2014 03 1 / 22 MQ-01 Referência MANUAL DA QUALIDADE TÍTULO MANUAL DA QUALIDADE Escrital Contabilidade Rua Capitão Otávio Machado, 405 São Paulo/SP Tel: (11) 5186-5961 Site:

Leia mais

ISO NAS PRAÇAS. Oficina ISO 9001-2008 Formulação da Política da Qualidade. Julho/2011

ISO NAS PRAÇAS. Oficina ISO 9001-2008 Formulação da Política da Qualidade. Julho/2011 Oficina ISO 9001-2008 Formulação da Política da Qualidade Julho/2011 GESPÚBLICA Perfil do Facilitador Servidor de carreira que tenha credibilidade Bom relacionamento interpessoal Acesso a alta administração

Leia mais

PARTICIPANTES Nome Área Assinatura Nome Área Assinatura Mario Pereira da Silva Ger. Industrial

PARTICIPANTES Nome Área Assinatura Nome Área Assinatura Mario Pereira da Silva Ger. Industrial RELATÓRIO DE ANÁLISE CRÍTICA PELA DIREÇÃO Data da Reunião: 15/03/2011 Data da Próima Reunião: março/2012 Folha: Total de 4 PARTICIPANTES Nome Área Assinatura Nome Área Assinatura Mario Pereira da Silva

Leia mais

Unidade IV PROCESSOS ORGANIZACIONAIS. Prof. Léo Noronha

Unidade IV PROCESSOS ORGANIZACIONAIS. Prof. Léo Noronha Unidade IV PROCESSOS ORGANIZACIONAIS Prof. Léo Noronha As normas podem ser separadas em dois grandes grupos Normas de produtos ou serviços; Normas de sistemas de gestão. Estas definem os processos administrativos

Leia mais

Sistemas de gestão da qualidade Requisitos

Sistemas de gestão da qualidade Requisitos NORMA BRASILEIRA ABNT NBR ISO 9001:2008 ERRATA 1 Publicada em 11.09.2009 Sistemas de gestão da qualidade Requisitos ERRATA 1 Esta Errata 1 da ABNT NBR ISO 9001:2008 foi elaborada no Comitê Brasileiro da

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE E AMBIENTAL ISO 9001:2008 + ISO 14001:2004

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE E AMBIENTAL ISO 9001:2008 + ISO 14001:2004 ISO 91:28 + ISO 141:24 1. PROPÓSITO: Descrever o Sistema de Gestão da Qualidade e Ambiental (SGQA) da MONDIL MONTAGEM INDUSTRIAL, comprovando assim a sua plena adequação à norma NBR ISO 91:28 Sistemas

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL ABNT NBR ISO 14001

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL ABNT NBR ISO 14001 SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL ABNT NBR ISO 14001 Prof. Eduardo Lucena Cavalcante de Amorim INTRODUÇÃO A norma ISO 14001 faz parte de um conjunto mais amplo de normas intitulado ISO série 14000. Este grupo

Leia mais

Código de prática para a gestão da segurança da informação

Código de prática para a gestão da segurança da informação Código de prática para a gestão da segurança da informação Edição e Produção: Fabiano Rabaneda Advogado, professor da Universidade Federal do Mato Grosso. Especializando em Direito Eletrônico e Tecnologia

Leia mais

Impresso em 26/08/2015 10:52:49 (Sem título)

Impresso em 26/08/2015 10:52:49 (Sem título) Aprovado ' Elaborado por Cintia Kikuchi/BRA/VERITAS em 08/01/2015 Verificado por Neidiane Silva em 09/01/2015 Aprovado por Americo Venturini/BRA/VERITAS em 12/01/2015 ÁREA QHSE Tipo Procedimento Regional

Leia mais

Avaliação de Serviços de Higiene Hospitalar

Avaliação de Serviços de Higiene Hospitalar Avaliação de Serviços de Higiene Hospitalar MANUAL DO AVALIADOR Parte I 1.1 Liderança Profissional habilitado ou com capacitação compatível. Organograma formalizado, atualizado e disponível. Planejamento

Leia mais