Redação Publicitária reflexões sobre teoria e prática 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Redação Publicitária reflexões sobre teoria e prática 1"

Transcrição

1 Redação Publicitária reflexões sobre teoria e prática 1 AUTOR: MAGOGA, Bernardo CURSO: Comunicação Social Publicidade e Propaganda/Unifra, Santa Maria, RS OBRA: MARTINS, Jorge S. Redação publicitária Teoria e prática. São Paulo, SP: Atlas, O livro de Jorge Martins foi produzido com a intenção de mostrar todos os processos necessários para criar um bom texto publicitário e os procedimentos que envolvem o mesmo em uma agência. Vendo que hoje o dinamismo tomou conta da área como um todo, um vacilo certamente significará clientes a menos e contas jogadas fora pela falta de aplicação e estudo sobre a arte de criar textos. A linguagem aparece no livro justificando sua importância, pois com ela o redator, profissional de propaganda responsável pela criação dos textos, tem inúmeras saídas para cada briefing apresentado. Lidar com as variações que a linguagem disponibiliza é ter o poder da persuasão em suas mãos, e isso é fundamental na propaganda. O conteúdo do livro pretende falar um pouco sobre a redação na publicidade brasileira: suas características, como começou, quem são e como trabalham os profissionais especializados nessa área, os novos caminhos e a importância dessa ferramenta dentro do meio publicitário e da propaganda. Ele é fundamental para que a maioria dos anúncios alcance seu objetivo de persuadir, comunicar ou simplesmente apresentar um produto ao cliente. No primeiro capítulo, Evolução da linguagem publicitária, é apresentado um leve resumo da história da propaganda no Brasil, começando nos reclames, quando, na sua maioria, o que se tinha na época era anúncio de escravo, passando pela fase dos intelectuais. Ainda nesse capítulo é possível observar alguns exemplos de anúncios retratados tanto na forma de texto somente, como na forma de imagem e texto. Na verdade, não há uma língua própria da publicidade e sim determinadas habilidades e técnicas lingüísticas em uso nos anúncios e nos textos da propaganda rotulados de linguagem publicitária. (MARTINS, 1997, P.33) 1 Trabalho editado pela comissão editorial.

2 Isso explica um pouco a idéia de como ter argumentos para produzir um texto publicitário. O autor destaca como novas formas nos anúncios as seguintes abordagens: 1) nova linguagem - o redator deverá estar sempre atento às novas tendências do mercado, às novas modas etc.; 2) originalidade nas mensagens - caberá a responsabilidade de manter aceso o interesse do consumidor por coisas novas, adaptando-se ao momento em que estamos onde todos buscamos algo novo, diferente a todo instante; 3) mudanças na abordagem das relações - idéia da propaganda que é feita direcionada de uma maneira segmentada para cada grupo de consumidores, fazendo entender que cada mensagem foi dedicada especialmente ao cliente; 4) outro estilo de discurso publicitário - o texto curto, simples criativo e sem muito apelo, direto; 5) promoção de novo consumo - atenderá as necessidades do consumidor, e não as do vendedor do produto; e 6) outras dicas apontam ao leitor como se manter atualizado em relação às novas tendências. Ainda no primeiro capítulo, é válido destacar a observação feita sobre os erros gramaticais em inúmeros meios no país, e que também ocorrem no meio publicitário, aqui Jorge Martins defende o estudo mais aprofundado da nossa língua. Para encerrar o primeiro capítulo ele traz ainda a relação de texto e imagem, como um está para o outro na publicidade. No capítulo 2, Origem da força da linguagem publicitária, são traçados os primeiros passos para se criar uma propaganda e como se começa a ler essa propaganda de maneira mais técnica, procurando entender, por exemplo, o que está realmente lhe transmitindo a mensagem: o texto ou a imagem? Essa imagem é formada por mais de um quadro ou apenas um vídeo? Fotos ou desenhos? Etc. Segundo Jorge Martins (1997, p.47) (...) mesmo sendo original, nem sempre o texto pode ser considerado criativo, pois a falta de eficácia em comunicar faz com que ele não o seja, mesmo que apresente formas novas inventadas. Isso mostra a necessidade que existe em se manter a coesão e coerência para n se fugir da idéia inicial que o cliente traçou com a agência, pois, caso contrário, certamente seu texto não surtirá efeito sobre o público-alvo. Criação e publicidade, esse é o titulo do capitulo três do livro. Aqui é analisado um dos momentos mais importantes dentro de qualquer trabalho, principalmente no caso da propaganda na área da produção de texto, onde o redator terá que despertar o interesse do cliente através de uma frase, slogan ou um pequeno texto. Para isso, esta etapa é dividida em três momentos. São eles: retenção, incubação, avaliação. A partir da avaliação dos três momentos, o texto estará pronto. Outras

3 formas são exemplificadas no texto, assim como diferentes maneiras de criação, tanto no que diz respeito a pessoas, a técnicas, a meios e aos recursos de linguagem disponíveis para persuadir o consumidor. O capítulo quatro trata da área de criação dentro de uma agência de propaganda. Com o passar do tempo, novas tendências surgem e velhas são ultrapassadas. Isso é comprovado a todo o momento no mercado. Diante dos conhecimentos que o consumidor adquire, os responsáveis por vender idéias precisam acompanhar todo esse desenvolvimento para alcançar os efeitos desejados. Nesse momento vivemos em uma época onde as informações de um produto não são mais veiculadas para um grande número de pessoas de diferentes classes e costumes. Entramos em uma era em que o produto é direcionado de maneira especifica e direta a cada grupo de consumidores, deixando de lado as informações banais, que muitas vezes são responsáveis pela dispersão da audiência desejada. A relação do consumidor com o produto também mudou. Ele tornou-se mais exigente e coerente ao analisar um produto e também desenvolveu a crítica da informação. Agora além de a propaganda estar mais visada a públicos específicos, é necessário também à criação de um clima favorável a compra. Jorge Martins, nesse capítulo, traz a importância da criação dentro de uma agência de propaganda. Formada geralmente por uma dupla de criação, que conta com o diretor de imagem e o redator, esse setor, para muitos, é o mais importante de uma agência, mas essa competência só poderá ser provada através de bons comerciais e, acima de tudo, com a resposta (feedback) positiva do público-alvo. A eficácia de uma dupla de criação vai depender, entre outras coisas, do sujeito que cria, dos processos que emprega, do texto ou produto final. Para se obter uma grande idéia nessa área é indispensável orientar-se pelo pedido do cliente, o briefing. A partir daí terá inicio o processo de criação da peça publicitária. É criativo aquele que vê o que escapa à percepção dos demais homens, pois usa inteligência é estimulada pelo interesse e pela vontade de inovar. Ainda A essência da invenção está na criação e origina-se só desejo de realizar algo novo; para tanto explora dois requisitos básicos: estudo e trabalho (MARTINS, 1997, p.83). Diversos procedimentos para incentivar a criatividade são exemplificados no texto. No capítulo cinco, Redação do texto publicitário, começará a visão do autor sobre as principais características de um bom redator, o que ele precisa ter e fazer para produzir bons textos. Criatividade redacional é a habilidade de produzir algo original e

4 diferente daquilo que já existe em linguagem escrita (MARTINS, 1997, p. 90). O redator tem que ser, por natureza, um criador, não que vá nascer com o dom, mas ele necessita ter aquele faro a novos textos, que fujam do tradicional, ao mesmo tempo em que adquire experiência para compor diferentes textos. para isso, disponibilizará de inúmeros tipos de formação de textos que a língua portuguesa permite, assim como outros elementos que podem ser observados no convívio com o público-alvo, suas gírias e sotaques que podem ser muito bem utilizados na estrutura de um anúncio. O autor, nesse capítulo, tratou de demonstrar as partes técnicas da construção de um texto, os passos dados e atalhos que podem ajudar nessa tarefa. Foi disponibilizado até um esquema para auxiliar o futuro redator. Deve-se salientar que esse irá se basear em um tema principal, que será obviamente o tema da campanha. A partir da finalização do texto, os argumentos para convencer o consumidor precisam ser convincentes, assim como outros requisitos, entre eles raciocínio, estrutura, etc. No penúltimo capítulo do livro é posto em evidência o processo de criação de um anúncio publicitário. O texto é a parte analisada. Montagem do anúncio publicitário dá nome ao sexto capítulo. Ele também faz menção ao slogan, parte fundamental de um texto ou anúncio publicitário. O slogan caracteriza-se por uma frase geralmente curta, no qual é resumida a idéia que o cliente pretende passar ao consumidor. As peculiaridades de um texto publicitário estão mostradas nessa parte: o poder da argumentação, as variações que a linguagem proporciona, tipo de estrutura, estilos e tipos de texto. O último capítulo começa falando da mensagem e a sua importância e funções na publicidade. A mensagem é o meio físico real que vai ao encontro do destinatário. Ela desencadeia reações nos consumidores através dos estímulos que praticam sobre os mesmos. As mensagens poderão ser criadas com diferentes sentidos, são eles: referencial, denotativo e conotativo. Bockman, citado por MARTINS (1997), afirma que as conotações são afirmações secundárias de um elemento lingüístico colocado propositalmente em evidência no texto. Despertar a atenção e o interesse do consumidor é a principal função da mensagem publicitária. O papel do anúncio estará comprido quando a compra ou o reconhecimento de um consumidor ocorrer. O livro de Jorge Martins mostra bem o que é preciso para se criar um bom texto publicitário. Ele apresenta muitas opções que até então não ganhavam tamanho destaque em outros livros do gênero no meio acadêmico. Novas e as velhas artimanhas para produzir bons textos estão no conteúdo desse livro. Com uma linguagem

5 simples, porém correta, e dinâmica mostra o que devemos saber sobre a produção textual. O que torna a leitura um pouco cansativa é o excesso de informação em alguns trechos com a intenção de mostrar tudo o que é possível em alguns setores da fabricação do texto. Boas medidas adotadas são algumas analises feitas de anúncios ou campanhas. A última do livro, dos postos Esso, é totalmente desmembrada para sua melhor compreensão por parte do leitor. A bibliografia do livro mostra que Jorge Martins cercou-se de grandes livros para que suas argumentações se tornassem inquestionáveis à medida que passa os passos mais importantes que um redator deve dar em busca do sucesso na sua área. Assim como exemplifica, cita e ensina na área de redação, Jorge Martins passa um pouco pela história da propaganda no Brasil e visita outros setores de uma agência de propaganda. Esse livro deve ser recomendado para setores acadêmicos, tanto de propaganda como de jornalismo e relações publicas.

COMO ELABORAR O BRIEFING DO CLIENTE

COMO ELABORAR O BRIEFING DO CLIENTE COMO ELABORAR O BRIEFING DO CLIENTE Briefing COMO ELABORAR O BRIEFING DO CLIENTE Briefing 05. Etapas de um Projeto Atenção: O material está disponível apenas para este curso. É proibida cópia total ou

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Comunicação Social Habilitação em Publicidade e Propaganda 8ª Série Direção e Finalização de Arte para Meios Impressos A atividade prática supervisionada (ATPS) é um

Leia mais

MARATONA CULTURAL 2009 CARTILHA DO CANDIDATO 2ª FASE

MARATONA CULTURAL 2009 CARTILHA DO CANDIDATO 2ª FASE MARATONA CULTURAL 2009 CARTILHA DO CANDIDATO 2ª FASE Você está recebendo a cartilha com as orientações para a construção dos trabalhos da 2ª fase da Maratona Cultural 2009. Fique atento aos procedimentos

Leia mais

DICAS DE ESTUDO Orientações para ler, escrever e aprender cada vez melhor

DICAS DE ESTUDO Orientações para ler, escrever e aprender cada vez melhor DICAS DE ESTUDO Orientações para ler, escrever e aprender cada vez melhor A seguir são propostos alguns procedimentos que, caso sejam exercitados cotidianamente, podem ser muito eficientes para o desenvolvimento

Leia mais

Gêneros Textuais Acadêmicocientíficos. 3/6/5AD836_1.jpg

Gêneros Textuais Acadêmicocientíficos.  3/6/5AD836_1.jpg Gêneros Textuais Acadêmicocientíficos http://images.quebarato.com.br/photos/thumbs/ 3/6/5AD836_1.jpg Olá, Pessoal, Vamos acompanhar mais uma aula da prof. Alessandra. Hoje falaremos sobre alguns gêneros

Leia mais

DizAí: jornalismo criativo 1

DizAí: jornalismo criativo 1 DizAí: jornalismo criativo 1 Andressa Bandeira SANTANA 2 Martina Wrasse SCHERER 3 Hélio ETGES 4 Universidade de Santa Cruz do Sul, Santa Cruz do Sul, RS RESUMO O jornal mural DizAí é uma atividade laboratorial

Leia mais

Gestão e Empreendedorismo

Gestão e Empreendedorismo Unidade III Gestão e Empreendedorismo Eliomar Borges Furquim Plano de negócios (PN): uma Visão geral. Objetivo específico - Ao concluir este módulo, você vai ser capaz de compreender o que é um Plano de

Leia mais

ENXERGUE QUAL É O CAMINHO PRA TER UM NEGÓCIO COM A SUA CARA E DO SEU JEITO!

ENXERGUE QUAL É O CAMINHO PRA TER UM NEGÓCIO COM A SUA CARA E DO SEU JEITO! EXPEDIÇÃO DE RECONHECIMENTO ENXERGUE QUAL É O CAMINHO PRA TER UM NEGÓCIO COM A SUA CARA E DO SEU JEITO! DECOLALAB.COM.BR COMO USAR ESTE EXERCÍCIO? 1 2 3 4 Faça o download do PDF (provavelmente você já

Leia mais

Maria Pia Banchieri Publicitária, Docente, Redatora e Consultora na área de Comunicação e Marketing

Maria Pia Banchieri Publicitária, Docente, Redatora e Consultora na área de Comunicação e Marketing CRIAÇÃO PUBLICITÁRIA AULA 1 Maria Pia Banchieri Publicitária, Docente, Redatora e Consultora na área de Comunicação e Marketing Aula 1 - Conteúdo Apresentação do Docente e do Conteúdo Programático Conceitos

Leia mais

O ENSINO DO GÊNERO TEXTUAL CARTA PESSOAL: UMA EXPERIÊNCIA EM SALA DE AULA

O ENSINO DO GÊNERO TEXTUAL CARTA PESSOAL: UMA EXPERIÊNCIA EM SALA DE AULA O ENSINO DO GÊNERO TEXTUAL CARTA PESSOAL: UMA EXPERIÊNCIA EM SALA DE AULA INTRODUÇÃO CABRAL, Juliana da Silva. julianacabralletras@hotmail.com NASCIMENTO, Edna Ranielly do. niellyfersou@hotmail.com LUNA,

Leia mais

Foto Publicitária Puc 1

Foto Publicitária Puc 1 Foto Publicitária Puc 1 Gabriela de Almeida FELICIO 2 Angélica FRANKENBERGER 3 Deivi Eduardo OLIARI 4 Centro Universitário Leonardo da Vinci, UNIASSELVI - Indaial, SC RESUMO A fotografia publicitária é

Leia mais

NOÇÃO DE TEXTO E ELEMENTOS TEXTUAIS. Professor Marlos Pires Gonçalves

NOÇÃO DE TEXTO E ELEMENTOS TEXTUAIS. Professor Marlos Pires Gonçalves NOÇÃO DE TEXTO E ELEMENTOS TEXTUAIS Professor Marlos Pires Gonçalves 1 TEORIA DA COMUNICAÇÃO Toda mensagem tem uma finalidade: ela pode servir para transmitir um conteúdo intelectual, exprimir (ou ocultar)

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS REDAÇÃO

LISTA DE EXERCÍCIOS REDAÇÃO LISTA DE EXERCÍCIOS REDAÇÃO P1-1º BIMESTRE 8 º ANO FUNDAMENTAL II Aluno (a): Turno: Turma: Unidade Data: / /2016 HABILIDADES E COMPETÊNCIAS Comparar textos, buscando semelhança e diferenças quanto às ideias

Leia mais

Como tirar mais partido do no seu marketing B2B

Como tirar mais partido do  no seu marketing B2B Como tirar mais partido do email no seu marketing B2B 07-12-1012 Muito gosto Jayme Kopke Percurso como redator e diretor criativo em agências de publicidade e marketing relacional: Leo Burnett Foote, Cone

Leia mais

CAMPANHA DE LANÇAMENTO DE NOVO PRODUTO CHESTER RECHEADO 1

CAMPANHA DE LANÇAMENTO DE NOVO PRODUTO CHESTER RECHEADO 1 CAMPANHA DE LANÇAMENTO DE NOVO PRODUTO CHESTER RECHEADO 1 Douglas BERALDO Erickson MATEUS Fabio MARTINS Joceli SILVA Juliane PAMPHILO Laurence ALVES Melissa SILVA 2 Paulo SANTINI Vanessa CANALE Prof. Victor

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE PLANO DE ENSINO CÓDIGO 042 CÓD. CURSO 42951 CÓD. DISC. 120.3536.1 UNIDADE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CURSO PROPAGANDA, PUBLICIDADE E CRIAÇÃO DISCIPLINA PROCESSOS DE CRIAÇÃO PROJETO II ETAPA 5ª CH ANO 2011 OBJETIVO

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnico em Informática

Leia mais

INVESTIGAÇÃO SOBRE A ESTRUTURA DOS RESUMOS DE TESES E DISSERTAÇÕES DA ÁREA DA EDUCAÇÃO CONSTANTES NO BANCO DE TESES CAPES

INVESTIGAÇÃO SOBRE A ESTRUTURA DOS RESUMOS DE TESES E DISSERTAÇÕES DA ÁREA DA EDUCAÇÃO CONSTANTES NO BANCO DE TESES CAPES INVESTIGAÇÃO SOBRE A ESTRUTURA DOS RESUMOS DE TESES E DISSERTAÇÕES DA ÁREA DA EDUCAÇÃO CONSTANTES NO BANCO DE TESES CAPES RENATA DE ALMEIDA VIEIRA 1. Introdução Apresenta-se neste trabalho um recorte de

Leia mais

METODOLOGIA DO TRABALHO ACADÊMICO 1

METODOLOGIA DO TRABALHO ACADÊMICO 1 METODOLOGIA DO TRABALHO ACADÊMICO 1 A Redação Quando se fala em redação, em geral se associa a uma composição literária ou a uma dissertação de tese. No primeiro caso, relaciona-se a um trabalho fantasioso;

Leia mais

Nota Prévia 7 Prefácio... 23

Nota Prévia 7 Prefácio... 23 Indice Nota Prévia 7 Prefácio................................................... 23 I PARTE - Definição, classificações e funções da Publicidade 25 O Que é Publicidade? 27 Importância e Desenvolvimento

Leia mais

design > comunicação visual Profa. Julie Pires

design > comunicação visual Profa. Julie Pires design > comunicação visual Profa. Julie Pires Teorias do Design 1 [BAV105] DESIGN Design é inventar, projetar, programar, coordenar uma longa lista de fatores humanos e técnicos, traduzir o invisível

Leia mais

Treinamento sobre Progress Report.

Treinamento sobre Progress Report. Treinamento sobre Progress Report. Objetivo O foco aqui é trabalhar o desenvolvimento pessoal de cada aluno. O instrutor irá analisar cada um e pensar em suas dificuldades e barreiras de aprendizado e,

Leia mais

Perfil Caliper de Vendas. The Inner Seller Report

Perfil Caliper de Vendas. The Inner Seller Report Perfil Caliper de Vendas The Inner Seller Report Avaliação de: Sr. João Vendedor Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Perfil Caliper de Vendas The Inner Seller Report Página 1

Leia mais

Para Rauen ( 2002) esquema é um tipo de produção textual que explicita a linha diretriz do autor de um documento de base.

Para Rauen ( 2002) esquema é um tipo de produção textual que explicita a linha diretriz do autor de um documento de base. Esquema Textual Para Rauen ( 2002) esquema é um tipo de produção textual que explicita a linha diretriz do autor de um documento de base. Assim esquema é a apresentação do texto, colocando em destaque

Leia mais

POR: MANUAL DA SECRETÁRIA PROCESSO CRIATIVO COMO A CRIATIVIDADE PODE AJUDAR NA ROTINA DA SECRETÁRIA EXECUTIVA

POR: MANUAL DA SECRETÁRIA PROCESSO CRIATIVO COMO A CRIATIVIDADE PODE AJUDAR NA ROTINA DA SECRETÁRIA EXECUTIVA POR: MANUAL DA SECRETÁRIA PROCESSO CRIATIVO COMO A CRIATIVIDADE PODE AJUDAR NA ROTINA DA SECRETÁRIA EXECUTIVA ÍNDICE Introdução Eu não sou criativa Inspiração do além Por que preciso ser criativa? Como

Leia mais

IRREVERÊNCIA E IDENTIDADE NO PROJETO GRÁFICO E NA DIAGRAMAÇÃO DO JORNAL-LABORATÓRIO ESTAÇÃO CENTRO 1

IRREVERÊNCIA E IDENTIDADE NO PROJETO GRÁFICO E NA DIAGRAMAÇÃO DO JORNAL-LABORATÓRIO ESTAÇÃO CENTRO 1 IRREVERÊNCIA E IDENTIDADE NO PROJETO GRÁFICO E NA DIAGRAMAÇÃO DO JORNAL-LABORATÓRIO ESTAÇÃO CENTRO 1 Washington Correa 2 Miguel Valione 3 RESUMO Este paper trata da criação do projeto gráfico e da diagramação

Leia mais

5 DICAS PARA APRENDER A DESENHAR DO ZERO. Descubra como aprender a desenhar de forma simples e objetiva.

5 DICAS PARA APRENDER A DESENHAR DO ZERO. Descubra como aprender a desenhar de forma simples e objetiva. 5 DICAS PARA APRENDER A DESENHAR DO ZERO Descubra como aprender a desenhar de forma simples e objetiva. INTRODUÇÃO OLÁ, OLÁ, OLÁ... Eu sou o Ivan Querino, ilustrador, professor e empreendedor, escrevi

Leia mais

Dicas sobre produção mediática: A produção de uma notícia para o média escolar

Dicas sobre produção mediática: A produção de uma notícia para o média escolar Sobre este documento Este documento tem por objetivo dar algumas sugestões e dicas acerca da produção de um trabalho jornalístico, nas suas diferentes fases, tendo em conta o contexto educativo e o enquadramento

Leia mais

Como fazer o plano de marketing no plano de negócios

Como fazer o plano de marketing no plano de negócios Este conteúdo faz parte da série: Plano de Negócios Ver 7 posts dessa série Nesse artigo falaremos sobre: Por que o plano de marketing é essencial para o plano de negócios Como fazer o plano de marketing

Leia mais

Programação das oficinas dia 02/10 Manhã

Programação das oficinas dia 02/10 Manhã dia 02/10 Manhã Oficinas - 8h50 às 12h20 - Técnicas de Fotografia de Esporte - Marcus Desimoni e Bruno Magalhães A oficina é indicada para fotógrafos iniciantes e entusiastas na área de comunicação esportiva,

Leia mais

Redação Publicitária I. Parte 1- Texto publicitário e intertextualidade Professora Luciana Moura

Redação Publicitária I. Parte 1- Texto publicitário e intertextualidade Professora Luciana Moura Redação Publicitária I Parte 1- Texto publicitário e intertextualidade Professora Luciana Moura Intertextualidade Trata-se da possibilidade de os textos serem criados a partir de outros textos. Faz parte

Leia mais

Apresentação de empresa: qual conteúdo utilizar

Apresentação de empresa: qual conteúdo utilizar Apresentação de empresa: qual conteúdo utilizar Quando estamos falando sobre apresentação de empresa em power point, podem surgir algumas dúvidas sobre qual é o conteúdo ideal para se colocar nos slides

Leia mais

NORMAS PARA REALIZAÇÃO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA

NORMAS PARA REALIZAÇÃO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA NORMAS PARA REALIZAÇÃO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA As modalidades de TCC do curso de Comunicação Social do Instituto Municipal de Ensino Superior De Assis - IMESA compreendem

Leia mais

Defina bem o perfil de contratação

Defina bem o perfil de contratação Há muito se fala na importância do capital humano para as empresas. Ter bons funcionários na sua empresa engajados por uma cultura que tira o melhor de cada um deles pode ser o fator decisivo na hora de

Leia mais

10 Melhores Técnicas Em Vendas Para Melhorar Sua Taxa De Conversão

10 Melhores Técnicas Em Vendas Para Melhorar Sua Taxa De Conversão 10 Melhores Técnicas Em Vendas Para Melhorar Sua Taxa De Conversão Com o país passando por uma crise financeira era esperado que as vendas em geral sofressem uma queda brusca. O que pouca gente sabe é

Leia mais

PROJETO ATUALIDADE EM FOCO

PROJETO ATUALIDADE EM FOCO Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha PRODUÇÃO TEXTUAL Nº3 ENTREGA: 17/ 03/ 2016 2º Ano do Ensino Médio Nome do aluno: Professor (a): DISCIPLINA:

Leia mais

1º Concurso - Universidades Jornalismo e Publicidade - Maio Amarelo 2016

1º Concurso - Universidades Jornalismo e Publicidade - Maio Amarelo 2016 1º Concurso - Universidades Jornalismo e Publicidade - Maio Amarelo 2016 Justificativa O Movimento Maio Amarelo nasceu com uma só proposta: chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e

Leia mais

Fox Video.com.br 1. PALAVRAS-CHAVE: campanha publicitária; comunicação; Fox Video

Fox Video.com.br 1. PALAVRAS-CHAVE: campanha publicitária; comunicação; Fox Video Fox Video.com.br 1 Pietro ALVES 2 Fabíola LOURENÇO 3 Natália RODRIGUES 4 Tomaz PENNER 5 Rodrigo PIRES 6 Carolina VENTURINI 7 Universidade Federal do Pará, Belém, PA RESUMO O trabalho Fox Video.com.br,

Leia mais

Apresentação de trabalhos científicos

Apresentação de trabalhos científicos Apresentação de Apresentação oral de trabalhos trabalhos científicos COMUNICAÇÃO Prof. Dr. Adriano Canabarro Teixeira teixeira@upf.br Abril de 2008 É como uma conversa? Pressupõe uma interação social entre

Leia mais

Diversidade. Linguística. na Escola Portuguesa. Projecto Diversidade Linguística na Escola Portuguesa (ILTEC)

Diversidade. Linguística. na Escola Portuguesa. Projecto Diversidade Linguística na Escola Portuguesa (ILTEC) Diversidade Linguística na Escola Portuguesa Projecto Diversidade Linguística na Escola Portuguesa (ILTEC) www.iltec.pt www.dgidc.min-edu.pt www.gulbenkian.pt Texto Narrativo Quadro Geral O que se entende

Leia mais

A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E.M. Cléia Carmelo da Silva

A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E.M. Cléia Carmelo da Silva A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E.M. Cléia Carmelo da Silva Professor(es) Apresentador(es): Sandra Mara De Jesus Miquelini Fernandes Realização: Foco do Projeto Utilização dos contos de fada e de brincadeiras

Leia mais

Como escrever um conteúdo altamente persuasivo com zero manipulação. VIVER DE BLOG Página 1

Como escrever um conteúdo altamente persuasivo com zero manipulação. VIVER DE BLOG Página 1 Como escrever um conteúdo altamente persuasivo com zero manipulação VIVER DE BLOG Página 1 Olá, tudo bem? Aqui quem fala é o Henrique Carvalho, criador do Viver de Blog, o site especializado em Marketing

Leia mais

Candidatos fazem aulas de caligrafia para passar em concurso e vestibular

Candidatos fazem aulas de caligrafia para passar em concurso e vestibular 03/12/2013 06h00 Atualizado em 03/12/2013 06h00 Candidatos fazem aulas de caligrafia para passar em concurso e vestibular Escrita à mão requer muito treino, diz professor de escola especializada. Professor

Leia mais

AULA 01 Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos

AULA 01 Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos 1 AULA 01 Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos Ernesto F. L. Amaral 08 de março de 2012 Metodologia (DCP 033) Fonte: Severino, Antônio Joaquim. 2007. Metodologia do trabalho científico.

Leia mais

COMUNICAÇÃO APLICADA MÓDULO 4

COMUNICAÇÃO APLICADA MÓDULO 4 COMUNICAÇÃO APLICADA MÓDULO 4 Índice 1. Significado...3 1.1. Contexto... 3 1.2. Intertextualidade... 3 1.2.1. Tipos de intertextualidade... 3 1.3. Sentido... 4 1.4. Tipos de Significado... 4 1.4.1. Significado

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária: CCL Curso: Propaganda, Publicidade e Criação Disciplina: Criação Publicitária I Professor(es): João Batista Vanise Selma Milton Lara Marcio Paulo Panontin Paula Renata DRT: 113074-8

Leia mais

Etapas de uma Pesquisa

Etapas de uma Pesquisa Etapas de uma Pesquisa Planejamento Execução Divulgação Objetivos Justificativa Revisão Bibliográfica Metodologia Cronograma Projeto Coleta de dados Tabulação Analise Conclusão Relatório Relatório Apresentação

Leia mais

Apenas o Necessário 1. Flávio Domeniche BASTOS 2 Guilherme Pereira da ROSA 3 Eduardo Perotto BIAGI 4 Universidade Católica Dom Bosco, Campo Grande, MS

Apenas o Necessário 1. Flávio Domeniche BASTOS 2 Guilherme Pereira da ROSA 3 Eduardo Perotto BIAGI 4 Universidade Católica Dom Bosco, Campo Grande, MS Apenas o Necessário 1 Flávio Domeniche BASTOS 2 Guilherme Pereira da ROSA 3 Eduardo Perotto BIAGI 4 Universidade Católica Dom Bosco, Campo Grande, MS RESUMO Muito tem se falado de sustentabilidade, meio

Leia mais

LINGUAGEM PUBLICITÁRIA: UM ESTUDO SOBRE OS RECURSOS ESTILÍSTICOS UTILIZADOS PELOS COMUNICADORES

LINGUAGEM PUBLICITÁRIA: UM ESTUDO SOBRE OS RECURSOS ESTILÍSTICOS UTILIZADOS PELOS COMUNICADORES 1 LINGUAGEM PUBLICITÁRIA: UM ESTUDO SOBRE OS RECURSOS ESTILÍSTICOS UTILIZADOS PELOS COMUNICADORES Educação, Linguagem e Memória Lucas Pereira Damazio Introdução Muitas razões de ordem pessoal e de cunho

Leia mais

REGULAMENTO DE PRÁTICA EDUCACIONAL / PROJETOS INTERDISCIPLINARES Curso de Letras Português e Inglês Licenciatura Currículo: LPI00001

REGULAMENTO DE PRÁTICA EDUCACIONAL / PROJETOS INTERDISCIPLINARES Curso de Letras Português e Inglês Licenciatura Currículo: LPI00001 REGULAMENTO DE PRÁTICA EDUCACIONAL / PROJETOS Fundamentação Legal PARECER CNE/CP 28/2001, DE 02 DE OUTUBRO DE 2001 - Dá nova redação ao Parecer CNE/CP 21/2001, que estabelece a duração e a carga horária

Leia mais

Intervenção Urbana para divulgação do produto Polo BlueMotion da VW 1

Intervenção Urbana para divulgação do produto Polo BlueMotion da VW 1 Intervenção Urbana para divulgação do produto Polo BlueMotion da VW 1 Diogo Santiago KNAPIK 2 Ariane Pina Ferreira MOREIRA 3 Gabriel Ferraciolli SOARES 4 Tadeu Vascocellos BRAGA 5 Universidade Católica

Leia mais

PROJETO DE LÍNGUA PORTUGUESA

PROJETO DE LÍNGUA PORTUGUESA ASSOCIAÇÃO ESCOLA 31 DE JANEIRO 2012/13 PROJETO DE LÍNGUA PORTUGUESA TRANSVERSALIDADE NA CORREÇÃO DA ESCRITA E DA EXPRESSÃO ORAL DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS E CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS INTRODUÇÃO A língua

Leia mais

Como elaborar um bom seminário?

Como elaborar um bom seminário? Como elaborar um bom seminário? O que é um seminário? É uma técnica de aprendizagem que estimula o caráter investigativo, crítico e intelectual do aluno, pois lhe dá a oportunidade de conhecer de forma

Leia mais

INOVE SUA VITRINE PARA O DIA DOS NAMORADOS

INOVE SUA VITRINE PARA O DIA DOS NAMORADOS INOVE SUA VITRINE PARA O DIA DOS NAMORADOS #criemomentosasos LÍDER ALÉCIA ROCHA BH BELO / RJ HORIZONTE / ES 21 98050-8400 Inove sua vitrine: saia da rotina IMPORTANTE: um levantamento feito pelo Sebrae-SP

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER PROJETO HISTÓRIA DA MATEMÁTICA: NOME DOS NÚMEROS DIEGO DA SILVA NANTES

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER PROJETO HISTÓRIA DA MATEMÁTICA: NOME DOS NÚMEROS DIEGO DA SILVA NANTES ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER PROJETO HISTÓRIA DA MATEMÁTICA: NOME DOS NÚMEROS DIEGO DA SILVA NANTES Angélica/MS Abril/2012 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER PROJETO HISTÓRIA DA MATEMÁTICA:

Leia mais

QUATRO ESTRATEGIAS MATADORAS PARA GERENCIAR SEUS LEADS E AUMENTAR SUAS VENDAS. Melhor do que divulgar é se comunicar - Figueiredo

QUATRO ESTRATEGIAS MATADORAS PARA GERENCIAR SEUS LEADS E AUMENTAR SUAS VENDAS. Melhor do que divulgar é se comunicar - Figueiredo QUATRO ESTRATEGIAS MATADORAS PARA GERENCIAR SEUS LEADS E AUMENTAR SUAS VENDAS Melhor do que divulgar é se comunicar - Figueiredo Se você não está seguindo essas 4 dicas, você provavelmente está perdendo

Leia mais

CONTEÚDO ESPECÍFICO DA PROVA DA ÁREA DE LETRAS GERAL PORTARIA Nº 258, DE 2 DE JUNHO DE 2014

CONTEÚDO ESPECÍFICO DA PROVA DA ÁREA DE LETRAS GERAL PORTARIA Nº 258, DE 2 DE JUNHO DE 2014 CONTEÚDO ESPECÍFICO DA PROVA DA ÁREA DE LETRAS GERAL PORTARIA Nº 258, DE 2 DE JUNHO DE 2014 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), no uso de suas

Leia mais

Os primeiros passos para o empreendedori smo digital.

Os primeiros passos para o empreendedori smo digital. Os primeiros passos para o empreendedori smo digital. Aprenda primeiro e coloque em prática. Índice: Introdução O que é preciso para se tornar um empreendedor digital. Quais os passos que é preciso seguir

Leia mais

Criação Publicitária. Ficha de apoio Teórico. Tema Publicitário

Criação Publicitária. Ficha de apoio Teórico. Tema Publicitário Criação Publicitária Ficha de apoio Teórico Tema Publicitário Fragmentos de Textos de Armando Sant'Anna em seu livro Propaganda. Teoria, Técnica Prática A campanha deve obedecer a um tema porque assim

Leia mais

Mídia Social ADQUIRA JÁ O SEU PLANO. Neo Arte. Postagens em Diversas Paginas e Grupos

Mídia Social ADQUIRA JÁ O SEU PLANO. Neo Arte. Postagens em Diversas Paginas e Grupos Neo Arte Produto desenvolvido pela Agencia de publicidade e propaganda Neo Arte - Material 100% exclusivo Mídia Social Postagens em Diversas Paginas e Grupos ADQUIRA JÁ O SEU PLANO BAIXO E Go post One

Leia mais

Normas para formatação de Artigo Científico

Normas para formatação de Artigo Científico Normas para formatação de Artigo Científico Cursos Cinema de Animação e Cinema e Audiovisual Profa. Dra. Ivonete Pinto 1 As normas a seguir foram aprovadas pelo colegiado dos cursos de Cinema de Animação

Leia mais

PLANEJAMENTO DE CAMPANHA II

PLANEJAMENTO DE CAMPANHA II PLANEJAMENTO DE CAMPANHA II MIX DE MARKETING MIX DE MARKETING CONTEXTO EMPRESARIAL MACRO-AMBIENTE MICRO-AMBIENTE EMPRESA MARKETING MIX DE MARKETING Motiva Persuade Cria Preferência Cria Clima Favorável

Leia mais

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás.

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD Plano de Ensino 2016/1 Atenção! Este Plano de Ensino é um Rascunho. Sua impressão não está liberada por se tratar de um documento

Leia mais

Gestão do clima organizacional - Prof. Ms. Marco A. Arbex

Gestão do clima organizacional - Prof. Ms. Marco A. Arbex Gestão do clima organizacional: Introdução Prof. Ms. ORGANIZAÇÃO A Organização pode ser definida como a união de pessoas com objetivos em comum. Exemplos de organizações: Escolas Hospitais Família Exército

Leia mais

Propaganda no Rádio. Formatos de Anúncio Formas de Inserção

Propaganda no Rádio. Formatos de Anúncio Formas de Inserção Propaganda no Rádio Formatos de Anúncio Formas de Inserção Jingle JINGLE Mensagem publicitária em forma de música, geralmente simples e cativante, fácil de cantarolar, criada e composta para a propaganda

Leia mais

O texto de hoje da UNESCO é simples mas deveria ser pensado por todos nós. Vamos a ele:

O texto de hoje da UNESCO é simples mas deveria ser pensado por todos nós. Vamos a ele: COMUICAÇÃO ( 2.communication) Extraído de páginas 76 e 77 do guia para professores da U ESCO: (Understanding and responding to children s needs in Inclusive Classrooms) www.unesco.org.com; traduzido do

Leia mais

Filme: Negócio Fechado

Filme: Negócio Fechado Filme: Negócio Fechado Gênero: Ficção Diretor: Rodrigo Costa Elenco: Camilo Bevilacqua, Fernando Alves Pinto, Reinaldo Gonzaga, Thais Garayp Ano: 2001 Cor: Colorido Bitola: 35mm Duração: 15 min País: Brasil

Leia mais

CRÔNICA O Primeiro Dia de Foca 1. Janaína Evelyn Miléo CALDERARO 2 Luana Geyselle Flores de MOURA 3 Macri COLOMBO 4 Faculdade Boas Novas, Manaus, AM

CRÔNICA O Primeiro Dia de Foca 1. Janaína Evelyn Miléo CALDERARO 2 Luana Geyselle Flores de MOURA 3 Macri COLOMBO 4 Faculdade Boas Novas, Manaus, AM CRÔNICA O Primeiro Dia de Foca 1 Janaína Evelyn Miléo CALDERARO 2 Luana Geyselle Flores de MOURA 3 Macri COLOMBO 4 Faculdade Boas Novas, Manaus, AM RESUMO Tendo em vista que a crônica trata-se de uma narrativa

Leia mais

AULA 06 Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos

AULA 06 Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos 1 AULA 06 Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos Ernesto F. L. Amaral 19 de março de 2010 Metodologia (DCP 033) Fonte: Severino, Antônio Joaquim. 2007. Metodologia do trabalho científico.

Leia mais

ANÁLISE DE RECURSOS NA PRODUÇÃO EM MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Como analisar recursos na produção para auxiliar na busca de novos mercados RESUMO

ANÁLISE DE RECURSOS NA PRODUÇÃO EM MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Como analisar recursos na produção para auxiliar na busca de novos mercados RESUMO ANÁLISE DE RECURSOS NA PRODUÇÃO EM MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Como analisar recursos na produção para auxiliar na busca de novos mercados RESUMO Carlos Eduardo Macieski dos Santos * Isaque dos Santos Amorim

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Figura 1: Tela de Apresentação do FaçaCalc.

MANUAL DO USUÁRIO. Figura 1: Tela de Apresentação do FaçaCalc. Apresentação MANUAL DO USUÁRIO O FAÇACALC é um software que realiza cálculos hidráulicos, tais como: Motor Hidráulico, Trocador de Calor, Acumulador Hidráulico e Cilindro Hidráulico. Na sessão Funcionalidades

Leia mais

ASSESSORIA DE IMPRENSA ESPECIALIZADA

ASSESSORIA DE IMPRENSA ESPECIALIZADA Seja bem-vindo ASSESSORIA DE IMPRENSA ESPECIALIZADA 1 - Para que serve a assessoria de imprensa? Basicamente para fortalecer a imagem e divulgar o nome de empresas, associações, nomes, marcas, produtos,

Leia mais

DESCRITIVO TÉCNICO. Data de Revisão: Dezembro Data de Aprovação: 10 de Novembro de 2005

DESCRITIVO TÉCNICO. Data de Revisão: Dezembro Data de Aprovação: 10 de Novembro de 2005 DESCRITIVO TÉCNICO OCUPAÇÃO 29 Data de Aprovação: 10 de Novembro de 2005 Data de Revisão: Dezembro 2005 A comissão de Diretores do SENAI, Coordenadora das Olimpíadas do Conhecimento, determina, de acordo

Leia mais

Marketing Academy. Talent Development for Business Growth

Marketing Academy. Talent Development for Business Growth Marketing Academy Talent Development for Business Growth Marketing Classes Promoção Manuela Palma Novo 3M Confidential 16 September 3M 2015. All Rights Reserved. PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO Estratégia

Leia mais

CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DE UM ARTIGO CIENTÍFICO

CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DE UM ARTIGO CIENTÍFICO CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DE UM ARTIGO CIENTÍFICO PRODUZIR ARTIGOS CIENTÍFICOS Os artigos científicos são pequenos estudos, porém completos, que tratam de uma questão verdadeiramente científica, mas que

Leia mais

e-book 6 PASSOS PARA IMPLANTAR GESTÃO POR RESULTADOS E COMPROMETER SUA EQUIPE www.smartleader.com.br

e-book 6 PASSOS PARA IMPLANTAR GESTÃO POR RESULTADOS E COMPROMETER SUA EQUIPE www.smartleader.com.br e-book ÍNDICE SEU CONTEÚDO PRIMEIRO PASSO SENSIBILIZAR As principais técnicas para sensibilizar sua equipe 03 SEGUNDO PASSO CRIAR OBJETIVOS A importância de definir objetivos para a empresa 06 TERCEIRO

Leia mais

Soluções completas em voz e sms.

Soluções completas em voz e sms. BFT Group www.bfttelecom.com.br 0800.724.6200 Soluções completas em voz e sms. COMOLUCRAR MAIS EM SUA OPERAÇÃO COM SMS GATEWAY O QUE É UM SMS GATEWAY? www.bfttelecom.com.br 0800.724.6200 Soluções completas

Leia mais

AFINAL, O QUE É SITUAÇÃO DIDÁTICA?

AFINAL, O QUE É SITUAÇÃO DIDÁTICA? AFINAL, O QUE É SITUAÇÃO DIDÁTICA? O planejamento consiste em sistematizar o trabalho docente na intenção de ajudar o aluno a desenvolver competências e habilidades que deem significação para efetivação

Leia mais

EXPRESSÃO ESCRITA. O Sumário aqui presente é a continuação do que desenvolvemos na aula anterior:

EXPRESSÃO ESCRITA. O Sumário aqui presente é a continuação do que desenvolvemos na aula anterior: EXPRESSÃO ESCRITA Sejam bem-vindos à terceira videoaula de Expressão Escrita. Sou a Maj Anna Luiza professora de Português da Seção de Idiomas da ECEME. Esta aula se destina a você, aluno do CP/ECEME e

Leia mais

Sugestões para cada seção

Sugestões para cada seção Escrever um Artigo Científico não das tarefas mais fáceis, mas com um as dicas (a seguir), que preparamos para auxiliar estudantes que precisam desenvolver textos científicos, ficará muito mais fácil.

Leia mais

COMO AUMENTAR AS VENDAS USANDO A INTERNET?!

COMO AUMENTAR AS VENDAS USANDO A INTERNET?! COMO AUMENTAR AS VENDAS USANDO A INTERNET?! COMO AUMENTAR AS VENDAS USANDO A INTERNET?! Avisos legais Redistribuição Você concorda que não irá copiar, redistribuir ou explorar comercialmente qualquer parte

Leia mais

30 passos para ganhar seguidores no Instagram, a estratégia infalível para gerar valor para seu blog. VIVER DE BLOG Página 1

30 passos para ganhar seguidores no Instagram, a estratégia infalível para gerar valor para seu blog. VIVER DE BLOG Página 1 30 passos para ganhar seguidores no Instagram, a estratégia infalível para gerar valor para seu blog VIVER DE BLOG Página 1 INTRODUÇÃO Você, dono de um site ou blog, certamente já possui uma conta no Instagram.

Leia mais

1. Processo de venda. 7 Regras para Fazer Prospecção de Clientes. Este conteúdo faz parte da série: Funil de Vendas Ver 3 posts dessa série

1. Processo de venda. 7 Regras para Fazer Prospecção de Clientes. Este conteúdo faz parte da série: Funil de Vendas Ver 3 posts dessa série Este conteúdo faz parte da série: Funil de Vendas Ver 3 posts dessa série O que é: a prospecção pode ser vista como o processo de conquista de novos clientes. Está estritamente ligada ao crescimento e

Leia mais

Cartaz para Campanha Publicitária 1

Cartaz para Campanha Publicitária 1 Cartaz para Campanha Publicitária 1 Camila Menezes TORRES 2 Maria Aparecida Torrecillas ABREU 3 Flávia Meneguelli Ribeiro SETUBAL 4 Flávia Mayer dos Santos SOUZA 5 Centro Universitário de Vila Velha, Vila

Leia mais

ANÁLISE DO SCRATCH COMO FERRAMENTA DE AUXÍLIO APRENDIZAGEM

ANÁLISE DO SCRATCH COMO FERRAMENTA DE AUXÍLIO APRENDIZAGEM ANÁLISE DO SCRATCH COMO FERRAMENTA DE AUXÍLIO APRENDIZAGEM Livia Ferreira Vidal Mestre em Ciências da Saúde e do Meio Ambiente pelo Centro Universitário de Volta Redonda Docente/Coordenadora do Curso de

Leia mais

Palestra. Dicas para apresentação de projetos ao Hotel Tecnológico. Professora Rosângela Borges Pimenta

Palestra. Dicas para apresentação de projetos ao Hotel Tecnológico. Professora Rosângela Borges Pimenta Palestra Dicas para apresentação de projetos ao Hotel Tecnológico Professora Rosângela Borges Pimenta Dia 24 de maio de 2013 Câmpus Cornélio Procópio Roteiro para apresentação dos slides Estrutura da Apresentação

Leia mais

Metodologia Científica

Metodologia Científica Metodologia Científica O PROCESSO DE LEITURA E DA PRODUÇÃO DE TEXTOS Profª Ma. Fabiana Rocha O PROCESSO DE LEITURA Importância da Leitura Aprendizagem do ser humano; Enriquecer o vocabulário; Obter conhecimento;

Leia mais

Como todo bom programa de trainee, o jovem tem de passar por todas as áreas da empresa para se tornar conhecedor de todo o processo.

Como todo bom programa de trainee, o jovem tem de passar por todas as áreas da empresa para se tornar conhecedor de todo o processo. Olá amigo(a) Corretor(a) de Imóveis. Tudo bem? Depois de termos vistos os dois primeiros pilares do Corretor de Imóveis Campeão, que são automotivação e conhecimento técnico, vamos adentrar nos outros

Leia mais

Caderno de Anotações

Caderno de Anotações Caderno de Anotações Principais apontamentos do Programa Negócios & Soluções de 24/07/2004 Tema: CRIATIVIDADE EM VENDAS E COMUNICAÇÃO COM O MERCADO - O que faz com que duas empresas concorrentes do mesmo

Leia mais

Logomarca SEATRA - Segurança e Assessoria do Trabalho 1. Márcio José Ramos GONZAGA Júnior 2 Deivi Eduardo OLIARI 3 Márcia Regina Annuseck 4

Logomarca SEATRA - Segurança e Assessoria do Trabalho 1. Márcio José Ramos GONZAGA Júnior 2 Deivi Eduardo OLIARI 3 Márcia Regina Annuseck 4 Logomarca SEATRA - Segurança e Assessoria do Trabalho 1 Márcio José Ramos GONZAGA Júnior 2 Deivi Eduardo OLIARI 3 Márcia Regina Annuseck 4 Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI, Indaial,

Leia mais

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU ESCOLA TÉCNICA VALE DO ITAJAI TÍTULO NOME

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU ESCOLA TÉCNICA VALE DO ITAJAI TÍTULO NOME UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU ESCOLA TÉCNICA VALE DO ITAJAI TÍTULO NOME BLUMENAU 2008 NOME DO(S) AUTOR(ES) DO TRABALHO ( quando em grupo os nomes em ordem alfabética ) TÍTULO DO TRABALHO Trabalho apresentado

Leia mais

Autor: Profª Msª Carla Diéguez METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA

Autor: Profª Msª Carla Diéguez METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA Autor: Profª Msª Carla Diéguez METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA OBJETIVO DA AULA AULA 3 O PROJETO E O ARTIGO PARTE 1 TEMA DE PESQUISA, FONTES E FICHAMENTO Objetivo Geral Auxiliar o aluno na elaboração

Leia mais

Educação Adventista 2013

Educação Adventista 2013 2 Educação Adventista 2013 Campanha desenvolvida pela Casa Publicadora Brasileira em parceria com a Educação Adventista Designer Douglas Assunção Coodernação Gerência de Didáticos 1 Segmento Educação privada

Leia mais

História em foco : rádio escola como uma alternativa eficaz de ensino aprendizagem nas aulas de história

História em foco : rádio escola como uma alternativa eficaz de ensino aprendizagem nas aulas de história História em foco : rádio escola como uma alternativa eficaz de ensino aprendizagem nas aulas de história Introdução Maria Luziane de Sousa Lima (UFCG) Luziane.picui@hotmail.com Djanira Rafaella Silva Pereira

Leia mais

FICHAMENTO 01. OLIVEIRA, Luciano. Não fale do código de Hamurábi! A pesquisa sóciojurídica na pós-gradução em Direito.

FICHAMENTO 01. OLIVEIRA, Luciano. Não fale do código de Hamurábi! A pesquisa sóciojurídica na pós-gradução em Direito. FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS - FAJS Curso: Direito Disciplina: Monografia II Professora: Dra. Luciana Barbosa Musse Aluno: Marcos Paulo Batista de Oliveira RA: 2117152/4 FICHAMENTO 01 1. Informações

Leia mais

O objectivo da argumentação é estudar as estratégias capazes de tornar os argumentos convincentes.

O objectivo da argumentação é estudar as estratégias capazes de tornar os argumentos convincentes. Francisco Cubal Chama-se argumentação à actividade social, intelectual e discursiva que, utilizando um conjunto de razões bem fundamentadas (argumentos), visa justificar ou refutar uma opinião e obter

Leia mais

CONTAR UMA HISTÓRIA É DAR UM PRESENTE DE AMOR.

CONTAR UMA HISTÓRIA É DAR UM PRESENTE DE AMOR. CONTAR UMA HISTÓRIA É DAR UM PRESENTE DE AMOR. LEWIS CARROL Elaborado pelas assessoras Patrícia Ribeiro e Rosinara Nascimento, em 2011, nas oficinas pedagógicas para as educadoras, ocorridas nas Livrarias

Leia mais

NA GAVETA DA MEMÓRIA...

NA GAVETA DA MEMÓRIA... NA GAVETA DA MEMÓRIA... Adâni Corrêa Daniela Bortolon Uma vida sem memória, não é uma vida. Luis Buñel. 1) Leituras escolhidas e justificativa da escolha: # Gaveta dos guardados, Iberê Camargo; # Obras

Leia mais

REGULAMENTO. 1. DO TEMA 1.1. O tema a ser desenvolvido é Proteja nossas crianças e adolescentes.

REGULAMENTO. 1. DO TEMA 1.1. O tema a ser desenvolvido é Proteja nossas crianças e adolescentes. 3º CONCURSO CULTURAL 18 DE MAIO O 3º Concurso Cultural 18 de Maio promovido pela Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social, por meio do CREAS Centro de Referência Especializado de Assistência

Leia mais