O texto de hoje da UNESCO é simples mas deveria ser pensado por todos nós. Vamos a ele:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O texto de hoje da UNESCO é simples mas deveria ser pensado por todos nós. Vamos a ele:"

Transcrição

1 COMUICAÇÃO ( 2.communication) Extraído de páginas 76 e 77 do guia para professores da U ESCO: (Understanding and responding to children s needs in Inclusive Classrooms) traduzido do inglês e digitado em São Paulo por Maria Amelia Vampré Xavier, da Rede de Informações Área Deficiências e Programa Futuridade da SEADS Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social de São Paulo, FE APAES, Brasília, (Diretoria para Assuntos Internacionais), Carpe Diem, SP, Sorri Brasil, SP, Rebrates, SP, Inclusion InterAmericana e Inclusion International em 3 de janeiro, De todos os atributos que os professores de crianças com deficiência intelectual possam ter, sua capacidade de se comunicar bem com os alunos é um dado imprescindível de seu aperfeiçoamento profissional. Aliás, comunicação é básica em qualquer tipo de relacionamento humano que se apresente e somos todos mais felizes quando conseguimos nos comunicar com sucesso com nossos familiares, amigos, companheiros de trabalho. Que dizer então do professor com sua tarefa magna, às vezes mal avaliada, de transmitir conhecimento e vivência, juntamente com valores morais, aos alunos? O texto de hoje da UNESCO é simples mas deveria ser pensado por todos nós. Vamos a ele: Comunicação é central quando se trata de ensinar. Os professores precisam comunicar-se com as crianças; as crianças precisam se comunicar com o professor e com os colegas. Colocado de maneira simples, a comunicação envolve mandar e receber mensagens. Por exemplo, a mensagem poderia ser: Uma instrução: Escreva seu nome no livro Uma pergunta: Que mês vem depois de junho?

2 Um comentário: Hoje à noite há um jogo de futebol. Uma opinião: Você fez isto muito bem Como vocês sabem, os professores precisam falar muito. Parte dessa fala tem por objetivo gerenciar e direcionar o comportamento das crianças. Algumas vezes, a fala é usada para dar aos alunos informações novas ou explicar coisas novas aos alunos. Outras vezes é para testar o seu aprendizado. Quais outras razões existem para que os professores falem com as crianças? Os professores geralmente mandam suas mensagens através da fala. Porém esta não é a única maneira de se comunicar! Que outras maneiras você pode utilizar para se comunicar? Existem muitas maneiras diferentes que as pessoas usam. Na verdade, raramente utilizamos um único meio. Sua resposta poderia mencionar: uso de gestos apontando e imitando ações expressão facial para indicar que vocês estão contentes, zangados, intrigados olhar fixo - para indicar com quem vocês desejam comunicar-se, ou chamar a atenção das pessoas para objetos gravuras e símbolos leitura e escrita

3 linguagem de sinais tal como as utilizadas por pessoas surdas cantar, atuar, dançar, e tocar Quais das formas acima citadas são usadas mais comumente em sua cultura quais dessas maneiras poderiam ser usadas para monitorar a classe? quais dessas maneiras podem ser usadas para transmitir informações novas? Dica dos professores: Eu gravei o que ensinei. Fiquei chocado em ver quanto eu falava! Tenho a certeza de que as crianças não compreendiam metade do que eu falava! COMU ICAÇÃO CLARA Os professores precisam tornar sua comunicação muito clara quando ensinam.. Todos os alunos são diferentes, alguns aprendem melhor vendo, outros ouvindo ou executando. Um bom comunicador sempre usa vários canais ou formas para comunicar e repetir conteúdos essenciais, ao usar diferentes atividades de aprendizado na sala de aula e em outras partes. Os professores devem: Serem vistos claramente por todos os alunos ficar em pé e não ficar sentado em sua mesa.a. Falem com clareza e projetem sua voz (ligeiramente mais alta) porém sem gritar.

4 Usem palavras simples e mantenham as sentenças curtas. Alertem os alunos para mensagens importantes: escutem cuidadosamente e estabeleçam contato de olhos com eles se isso for apropriado, falando culturalmente. Repitam mensagens importantes. Usem gestos e expressões faciais junto com a linguagem para transmitir o que vocês querem significar. Estas coisas são especialmente úteis quando organizar ou monitorar a classe. Mas eles devem também ser empregados quando estiverem explicando e ensinando. Chequem com os alunos para ver se entenderam. Peçam-lhes que repitam o que vocês disseram ou que digam com suas próprias palavras o que vocês lhes contaram. Estimulem as crianças a indicar se não compreenderam, levantando as mãos e lhes fazendo perguntas. Eles também devem fazer isso quando não tenham compreendido o que os outros alunos disseram. Estimulem as crianças a mostrar a vocês e gesticular se vocês não conseguem entender o que estão tentando dizer. Freqüentemente colegas, ou irmãos e irmãs de uma criança com deficiência são capazes de lhes dizer o que a criança está tentando comunicar. Consigam sua ajuda,. Aprendam a linguagem local de sinais e a soletrar com os dedos se vocês tiverem crianças com deficiência auditiva. Toda a classe pode aprender alguns sinais ou linguagem de sinais a fim de que eles também possam se comunicar com os colegas. Contatem sua Associação acional de Pessoas Surdes para obter informações acerca de cursos de treinamento que ela organiza. Aumentem sua comunicação verbal com gravuras, desenhos e escritos. Usem o plano de quatro pontos ao ensinar habilidades novas. 1. Atraiam a atenção da criança. 2. Apresentem a atividade. 3. Observem o desempenho da criança. 4. Deem feedback. Assegurem-se que suas comunicações são claras e apropriadas para cada etapa.

5 Existem outras mudanças que vocês fizeram ou poderiam fazer na forma pela qual se comunicam com seus alunos? Como vocês checam que os alunos compreenderam vocês? Como você checa que eles se compreendem uns aos outros? Como vocês mostram a seus alunos que os compreendem? otem as mudanças que poderiam tentar em suas comunicações. Traduzido do inglês e digitado em São Paulo por Maria Amelia Vampré Xavier em 3 de janeiro, 2010.

Reference to English Interconnections Lesson Changes at School p. 14 Social Studies Standard(s): Standard 1, Objective 1

Reference to English Interconnections Lesson Changes at School p. 14 Social Studies Standard(s): Standard 1, Objective 1 1ª Série Lição: As mudanças na escola - Igual e diferente Reference to English Interconnections Lesson Changes at School p. 14 Social Studies Standard(s): Standard 1, Objective 1 Objetivo(s) do Conteúdo

Leia mais

Todas as crianças, tenham ou não deficiências, têm direito a educação. enhuma criança deve ser considerada ineducável.

Todas as crianças, tenham ou não deficiências, têm direito a educação. enhuma criança deve ser considerada ineducável. TRECHOS DA PALESTRA DE MARIA AMELIA VAMPRÉ XAVIER, DA SEADS E DA FEDERAÇÃO ACIO AL DAS APAES, O ROTARY CLUBE-AEROPORTO, EM 3 DE OVEMBRO DE 2009 SOBRE O TEMA: A SITUAÇÃO DAS CRIA ÇAS O MU DO E SEU DIREITO

Leia mais

E-BOOK 7 PASSOS PARA FALAR FLUENTE

E-BOOK 7 PASSOS PARA FALAR FLUENTE E-BOOK 7 PASSOS PARA FALAR FLUENTE SOBRE O AUTOR Max Prado Maximiliano é professor de Inglês e Português e pós-graduado em Língua Inglesa. É, portanto, especialista no ensino de Língua Inglesa. Leciona

Leia mais

COMO É QUE APRENDES? TIPOS DE APRENDIZAGEM FORMAÇÃO

COMO É QUE APRENDES? TIPOS DE APRENDIZAGEM FORMAÇÃO F2 FORMAÇÃO APRENDES MELHOR ATRAVÉS DA OBSERVAÇÃO, OUVINDO OU PRATICANDO A INFORMAÇÃO QUE RECEBES? Todos somos diferentes quando se trata de aprendizagem e retenção de informação. Existem vários estilos

Leia mais

Comunicação é... A COMUNICAÇÃO COMO FERRAMENTA DA QUALIDADE NO TRABALHO. Você se comunica bem?

Comunicação é... A COMUNICAÇÃO COMO FERRAMENTA DA QUALIDADE NO TRABALHO. Você se comunica bem? GERÊNCIA -FLÁVIA NUNES A COMUNICAÇÃO COMO FERRAMENTA DA QUALIDADE NO TRABALHO Comunicação é... Você se comunica bem? "Nossa capacidade de comunicação não é medida pela forma como dizemos as coisas, mas

Leia mais

Manual Geral de Aplicação Universal Entrada 2008

Manual Geral de Aplicação Universal Entrada 2008 Universal Entrada 2008 Programa Programa - Manual do Aplicador Teste Universal - 2008 Teste Cognitivo Leitura/Escrita e Matemática Caro alfabetizador(a): Se você está recebendo este material, é porque

Leia mais

Indicado para professores, alunos e f uncionários.

Indicado para professores, alunos e f uncionários. Indicado para professores, alunos e f uncionários. Caro leitor, O objetivo deste manual é sensibilizar a comunidade acadêmica para as questões relacionadas à inclusão, assim como, esclarecer algumas dúvidas

Leia mais

Afinando os instrumentos da comunicação do líder nas organizações.

Afinando os instrumentos da comunicação do líder nas organizações. Afinando os instrumentos da comunicação do líder nas organizações Mirieli Colombo, Fga Fga. Especialista em Voz Especialista em Dinâmica dos Grupos Master em PNL Personal e Profissional Coaching EUA, 70

Leia mais

Meninos e Meninas Brincando

Meninos e Meninas Brincando Meninos e Meninas Brincando J. C. Ryle "As praças da cidade se encherão de meninos e meninas, que nelas brincarão." (Zc.8:5) Queridas crianças, o texto acima fala de coisas que acontecerão. Deus está nos

Leia mais

Língua Falada e Língua Escrita

Língua Falada e Língua Escrita Língua Falada e Língua Escrita Língua Falada é a linguagem que usamos para nos comunicar, pronunciada pela boca, muitas vezes de modo informal, sem muitas regras e com algumas gírias; muito diferente da

Leia mais

O GUIA PARA SEU PLANO DE ESTUDO FLEXÍVEL NÍVEIS INICIANTES

O GUIA PARA SEU PLANO DE ESTUDO FLEXÍVEL NÍVEIS INICIANTES O GUIA PARA SEU PLANO DE ESTUDO FLEXÍVEL NÍVEIS INICIANTES BEM-VINDO Aprender inglês é um desafio, mas descobrir como aprimorá-lo não deve ser a parte mais difícil nesse processo! Anos de pesquisa científica

Leia mais

Sexualidade e autismo Parte 2. Fonseca e Ciola, 2015 INFOCO FENAPAES

Sexualidade e autismo Parte 2. Fonseca e Ciola, 2015 INFOCO FENAPAES Sexualidade e autismo Parte 2 Maria Elisa Granchi Fonseca Juliana de Cássia Baptistela Ciola Ensine conceitos Atividades de seleção e histórias sociais Material confeccionado pela equipe do CEDAP Ensine

Leia mais

Nome: Professora: 3º Ano:

Nome: Professora: 3º Ano: Nome: Professora: 3º Ano: 2015 Queridos(as) alunos(as), Nosso 3º ano tem sido muito legal, porque estamos aprendendo muitas coisas novas e interessantes. O nosso projeto Todos podem se comunicar nos proporcionou

Leia mais

Atividade de Linguagem

Atividade de Linguagem Atividade de Linguagem Relacionamento e integração / / Como é bom conhecer novos colegas e fazer amizades! É muito bom desfrutar da companhia do outro. Na escola temos a oportunidade de nos relacionar

Leia mais

Treinamento sobre Progress Report.

Treinamento sobre Progress Report. Treinamento sobre Progress Report. Objetivo O foco aqui é trabalhar o desenvolvimento pessoal de cada aluno. O instrutor irá analisar cada um e pensar em suas dificuldades e barreiras de aprendizado e,

Leia mais

3º Workshop de Modos Gregos Para Iniciantes PDF #2

3º Workshop de Modos Gregos Para Iniciantes PDF #2 3º Workshop de Modos Gregos Para Iniciantes PDF #2 Neste PDF: De 11 a 23 de Maio Por Emiliano Gomide Os 4 Passos Para Solar Com Modos Gregos Todo mundo pode solar com Modos Gregos. Até mesmo quem ainda

Leia mais

Unidade 1 - página 25 CADA CRIA ÇA É UM I DIVÍDUO (e=every child is an individual)

Unidade 1 - página 25 CADA CRIA ÇA É UM I DIVÍDUO (e=every child is an individual) CRIA ÇAS QUE PASSAM PRIVAÇÕES ( DEPRIVATIO ) Traduzido do documento da U ESCO GUIA DE AJUDA A PROFESSORES ( COMPREE DE DO AS ECESSIDADES DAS CRIA ÇAS UMA SALA DE AULA I CLUSIVA) Unidade 1 - página 25 CADA

Leia mais

Aplicação de jogos nas empresas.

Aplicação de jogos nas empresas. Aplicação de jogos nas empresas. Explicações gerais e suas etapas, exemplos voltados a empresa. MATHEUS C. N. SOARES MARCELO N. SOARES Sumário Título. Introdução. Estruturação/Criação. Exemplos e explicações(1

Leia mais

OBJETIVOS DESENVOLVIMENTO

OBJETIVOS DESENVOLVIMENTO Entidade Mantenedora: SEAMB Sociedade Espírita Albertino Marques Barreto CNPJ:16.242.620/ 0001-77 Educação Infantil: Jardim I II Unidade Sequência nº 01 Período: 19 a 23/05/2014 Tema Transversal Norteador:

Leia mais

Tecnologia de biometria da mão

Tecnologia de biometria da mão Tecnologia de biometria da mão Fornecido pelo TryEngineering - Foco da lição A lição enfoca aplicações de engenharia das tecnologias biométricas em aplicações de identificação e segurança. Após explorar

Leia mais

Entrevista Jessica

Entrevista Jessica Entrevista 1.10 - Jessica (Bloco A - Legitimação da entrevista onde se clarificam os objectivos do estudo, se contextualiza a realização do estudo e participação dos sujeitos e se obtém o seu consentimento).

Leia mais

ANEXO I - DEFICIENCIA INTELECTUAL- AVALIAÇÃO INICIAL

ANEXO I - DEFICIENCIA INTELECTUAL- AVALIAÇÃO INICIAL ANEXO I - DEFICIENCIA INTELECTUAL- AVALIAÇÃO INICIAL I- Dados Gerais 1- Mês e Ano: /. 2-Nome do aluno: 3- Data de nascimento: / /. 4- Endereço residencial: 5- Telefone de contato da família: / / 6- Escola:

Leia mais

Uma palavra sobre a terminologia

Uma palavra sobre a terminologia Introdução O Mapa Mental (Mind Map ) é uma ferramenta dinâmica e estimulante que contribui para que o pensamento e o planejamento se tornem atividades mais inteligentes e rápidas. A criação de um Mapa

Leia mais

Você não precisa decorar nada

Você não precisa decorar nada Que aprender inglês é importante e vai mudar a sua vida você já sabe, mas como aprender inglês e como fazer isso por conta própria? Nós separamos abaixo algumas dicas inéditas e que sem dúvida vão fazer

Leia mais

Fundamentos do Futebol

Fundamentos do Futebol Fundamentos do Futebol Sumário Apresentação Capítulo 1 O passe 1.1 Passe Simples 1.2 Passe Peito do pé 1.3 Passe com a lateral externa do pé 1.4 Passe de cabeça 1.5 Passe de Calcanhar 1.6 Passe de bico

Leia mais

TÓPICOS ESPECIAIS EM RECURSOS HUMANOS UNIDADE 01 O PROCESSO DE APRESENTAÇÃO

TÓPICOS ESPECIAIS EM RECURSOS HUMANOS UNIDADE 01 O PROCESSO DE APRESENTAÇÃO TÓPICOS ESPECIAIS EM RECURSOS HUMANOS UNIDADE 01 O PROCESSO DE APRESENTAÇÃO OBJETIVOS Identificar princípios básicos das apresentações. Preparar os Alunos para a exposição dos seus trabalhos de conclusão

Leia mais

Primeiros Cuidados Psicológicos (PCP) Módulo IV

Primeiros Cuidados Psicológicos (PCP) Módulo IV Primeiros Cuidados Psicológicos (PCP) Módulo IV OS PRIMEIROS CUIDADOS PSICOLÓGICOS Os primeiros cuidados psicológicos (PCP) são uma resposta humana e de apoio às pessoas em situação de sofrimento e com

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PARA PESSOAS COM SURDEZ

LÍNGUA PORTUGUESA PARA PESSOAS COM SURDEZ LÍNGUA PORTUGUESA PARA PESSOAS COM SURDEZ Organização: Profª Esp. Ariane Polizel Objetivos: Se comunicar com maior repertório da Língua Portuguesa na modalidade escrita. Favorecer a aprendizagem dos conteúdos

Leia mais

E-book Como ganhar dinheiro online

E-book Como ganhar dinheiro online Nota: Este e-book é totalmente grátis, todo conteúdo escrito neste livro digital é de total responsabilidade de seu idealizador, qualquer um pode baixar e distribuir de forma de forma gratuita, mais atenção

Leia mais

Comunicação Empresarial

Comunicação Empresarial Comunicação Empresarial O que é comunicar? Tornar comum, compartilhar Todas as atividades humanas envolvem comunicação ato vital Comunicação Verbal (falada e escrita) Comunicação não-verbal (sons, músicas,

Leia mais

Quero que vocês falem português! Falem comigo! O Presente do Subjuntivo no português

Quero que vocês falem português! Falem comigo! O Presente do Subjuntivo no português Quero que vocês falem português! Falem comigo! O Presente do Subjuntivo no português A Conjugação A origem: Eu - Presente do Indicativo ex. Falo, posso Retirar a terminação -o: Ex. Fal-, poss- Adicionar

Leia mais

4.3 A solução de problemas segundo Pozo

4.3 A solução de problemas segundo Pozo 39 4.3 A solução de problemas segundo Pozo Na década de noventa, a publicação organizada por Pozo [19] nos dá uma visão mais atual da resolução de problemas. A obra sai um pouco do universo Matemático

Leia mais

REVENDO O QUE VOCÊ DEVE E NÃO DEVE FAZER AO ADESTRAR SEU CÃO

REVENDO O QUE VOCÊ DEVE E NÃO DEVE FAZER AO ADESTRAR SEU CÃO Proporcionar ao seu cão pelo menos algum adestramento é a melhor coisa e a maior demonstração de amor que você pode dar a ele. Adestrar seu cão garante que ele esteja sempre em segurança, seja bem-vindo

Leia mais

Juro lealdade à bandeira dos Estados Unidos da... autch! No terceiro ano, as pessoas adoram dar beliscões. Era o Zezinho-Nelinho-Betinho.

Juro lealdade à bandeira dos Estados Unidos da... autch! No terceiro ano, as pessoas adoram dar beliscões. Era o Zezinho-Nelinho-Betinho. ÍTULO 1 Juro lealdade à bandeira dos Estados Unidos da... autch! No terceiro ano, as pessoas adoram dar beliscões. Era o Zezinho-Nelinho-Betinho. Julinho sussurrou. Vou pensar no teu caso respondi -lhe,

Leia mais

CURSO DE SUPERVISORES

CURSO DE SUPERVISORES 2016 CURSO DE SUPERVISORES [Com Ferramentas de Coaching] AULA 3 Bruno Monteiro INSTITUTO LIDERANÇA DE SUCESSO AAULA 3 APRENDENDO A ENCORAJAR OS LIDERADOSR O supervisor precisa saber encorajar os seus liderados

Leia mais

Lição: O Polo Norte, o Polo Sul e a linha do Equador

Lição: O Polo Norte, o Polo Sul e a linha do Equador 1ª Série Lição: O Polo Norte, o Polo Sul e a linha do Equador Social Studies Standard(s): Standard III, Objective 2 Objetivo(s) do Conteúdo Curricular: Os alunos identificarão o Polo Norte, o Polo Sul

Leia mais

Transtornos Funcionais Específicos: compreender para ensinar

Transtornos Funcionais Específicos: compreender para ensinar Transtornos Funcionais Específicos: compreender para ensinar Diana Melissa Faria Fonoaudióloga Formação em Dislexia Autora de livro e softwares sobre Comunicação e Aprendizagem 01/04/2013 Premissa da PNL:

Leia mais

I F1 F 403 In I t n rod o u d ç u ão o a I n I t n eração Hum u ano n -Com o pu p t u ado d r o ( IH I C) Turm r a m 3W 3 B

I F1 F 403 In I t n rod o u d ç u ão o a I n I t n eração Hum u ano n -Com o pu p t u ado d r o ( IH I C) Turm r a m 3W 3 B 1 INF1403 Introdução a Interação Humano-Computador (IHC) Turma 3WB Professor: Alberto Barbosa Raposo Engenharia Semiótica Há mais H em IHC do que o H dos usuários Duas teorias de IHC Engenharia Cognitiva

Leia mais

LIÇÃO 2 - PEQUENO GRUPO

LIÇÃO 2 - PEQUENO GRUPO LIÇÃO 2 - PEQUENO GRUPO DESAFIO: Meninos e Meninas. DIGA: Todos os domingos nós receberemos um desafio. Hoje nós ouvimos sobre o desafio lançado de memorizar o versículo. Por isso vamos trazer a Bíblia

Leia mais

HIPÓTESES DE ESCRITA Certezas Provisórias. Dúvidas Temporárias

HIPÓTESES DE ESCRITA Certezas Provisórias. Dúvidas Temporárias HIPÓTESES DE ESCRITA Certezas Provisórias Todas as crianças passam por níveis de hipóteses conceituais de escrita até atingirem a alfabetização: Uns alunos são mais rápidos que outros para se alfabetizarem;

Leia mais

ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO - PARTE 1

ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO - PARTE 1 AULA 15 ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO - PARTE 1 15.1 O comando enquanto-faca- Considere o problema de escrever um algoritmo para ler um número inteiro positivo, n, e escrever todos os números inteiros de 1 a

Leia mais

Foto 1: Aluno com a cabeça dentro da câmara escura.

Foto 1: Aluno com a cabeça dentro da câmara escura. Câmara escura Regina Introdução: Podemos fazer das aulas de física um momento de reflexão sobre aquilo que observamos e incentivar os alunos a realizar construções experimentais por suas próprias mãos

Leia mais

1. Informações gerais

1. Informações gerais Questionário de Avaliação (Pós-oficina) - Professor da turma Oficina App Inventor Escola: Turma: Data: 1. Informações gerais Nome do Professor da turma Idade 18-29 anos 30-39 anos 40-59 anos 60-69 anos

Leia mais

Indíce. Indice... 1. 1) Identificar a sua persona (Cliente ideal)...erro! Indicador não definido. Exemplo... 4

Indíce. Indice... 1. 1) Identificar a sua persona (Cliente ideal)...erro! Indicador não definido. Exemplo... 4 Indíce Sumário Indice... 1 1) Identificar a sua persona (Cliente ideal)...erro! Indicador não definido. Exemplo... 4 2) Gerar relacionamento / lista de emails... 5 Exemplo... 6 3)Faça a oferta... 7 Exemplo...

Leia mais

1ª edição Projeto Timóteo Como Pregar Mensagens Bíblicas Apostila do Orientador

1ª edição Projeto Timóteo Como Pregar Mensagens Bíblicas Apostila do Orientador Como Pregar Mensagens Bíblicas Projeto Timóteo Apostila do Orientador Como Pregar Mensagens Bíblicas Projeto Timóteo Coordenador do Projeto Dr. John Barry Dyer Equipe Pedagógica Marivete Zanoni Kunz Tereza

Leia mais

CURSO PARA FORMAÇÃO DE EXPOSITORES (FACILITADORES DE AULA)

CURSO PARA FORMAÇÃO DE EXPOSITORES (FACILITADORES DE AULA) CURSO PARA FORMAÇÃO DE EXPOSITORES (FACILITADORES DE AULA) ALIANÇA ESPÍRITA EVANGÉLICA 2008 CONCEITOS DO EXPOSITOR INDICE PARA VOCÊ QUAIS OS OBJETIVOS DO EXPOSITOR ESPÍRITA?...3 QUAIS OS ASPECTOS PRINCIPAIS

Leia mais

Reconhecendo e Valorizando Pessoas Diferentes: As 5 Linguagens da Apreciação

Reconhecendo e Valorizando Pessoas Diferentes: As 5 Linguagens da Apreciação Reconhecendo e Valorizando Pessoas Diferentes: As 5 Linguagens da Apreciação 3ª Conferência SIETAR Brasil 28 de agosto de 2014 Ines Meneses United Globe Consultoria Estatísticas das equipes sem rumo 48%

Leia mais

Oficina de Comunicação#3

Oficina de Comunicação#3 Oficina de Comunicação#3 quatro reações a uma crítica Duas formas de avaliar uma situação Os quatro passos da cnv Culpar ao outro / Culpar a si mesmo / Hones1dade / Empa1a Crí1ca x Analí1ca Observação

Leia mais

Não importa o que você decida

Não importa o que você decida Não importa o que você decida vender ou fazer, todo negócio é sobre pessoas. O nível e a qualidade do seu relacionamento interpessoal determinará os resultados do seu negócio. Arrisco dizer que o valor

Leia mais

Ferramentas para o Sucesso ANTONIO CORRÊA DE JESUS

Ferramentas para o Sucesso ANTONIO CORRÊA DE JESUS Ferramentas para o Sucesso ANTONIO CORRÊA DE JESUS ISBN-13: 978-1508825333 ISBN-10: 1508825335 SUMÁRIO DEDICATÓRIA... 5 AGRADECIMENTOS... 7 INTRODUÇÃO... 9 A ETERNA BUSCA DA FELICIDADE... 12 A felicidade...

Leia mais

Sumário. Objetivo deste E-book passos garantidos para atingir o Sucesso Objetivo deste E-book

Sumário. Objetivo deste E-book passos garantidos para atingir o Sucesso Objetivo deste E-book Guia Sucesso Agora! Aviso Legal Todo o conteúdo deste livro, incluindo texto, gráficos, logotipos, ícones e imagens são propriedades exclusivas da Vencedor Agora sistemas Ltda. e estão protegidos pela

Leia mais

Curso: Desenvolvimento Wordpress

Curso: Desenvolvimento Wordpress Curso: Desenvolvimento Wordpress Data: 16 e 17 de Abril Localização: À Definir Carga horária: 16 Horas Sobre o Curso: Presencial Emissão Certificado Material de Apoio O WordPress é um dos maiores e mais

Leia mais

COMO TER SUA ESPOSA DE VOLTA

COMO TER SUA ESPOSA DE VOLTA COMO TER SUA ESPOSA DE VOLTA Trechos selecionados do livro Estratégias poderosas para fazê-la voltar para você. www.salveseucasamento.com.br Mark Love E-book gratuito Esse e-book gratuito é composto de

Leia mais

Reference to English Interconnections Lesson Exploring Pumpkins pg. 90

Reference to English Interconnections Lesson Exploring Pumpkins pg. 90 1ª Série Lição: Explorando as Abóboras 1 Classificação do Ciclo de vida de uma Abóbora. Reference to English Interconnections Lesson Exploring Pumpkins pg. 90 Science Standard(s): Standard IV, Objective

Leia mais

Dicas do livro Como gerenciar s, David Brake

Dicas do livro Como gerenciar  s, David Brake Dicas do livro Como gerenciar e-mails, David Brake Etiqueta na rede O e-mail é um meio de comunicação diferente dos demais. Ao redigir suas mensagens, observe as instruções a seguir e crie uma impressão

Leia mais

Êta bicho curioso! Sempre tentamos entender como funcionam as coisas?

Êta bicho curioso! Sempre tentamos entender como funcionam as coisas? Êta bicho curioso! Oi! Tem uma coisa engraçada acontecendo comigo: estou super curioso sobre tudo. Minha mãe que anda louca comigo pois não paro de perguntar o porquê de tudo...mas olha só quanta coisa

Leia mais

Já que são escalas simétricas, seus shapes irão se repetir a cada um tom e meio. Veja através do campo harmônico.

Já que são escalas simétricas, seus shapes irão se repetir a cada um tom e meio. Veja através do campo harmônico. Dom Dim - Parte I Fala Pessoal, blz? Hoje vou falar de um assunto muito interessante, porém bem complicado. Trata-se da escala Dominante Diminuta (Dom Dim). A escala Dominante Diminuta (Dom Dim) é formada

Leia mais

O ENSINO DO GÊNERO TEXTUAL CARTA PESSOAL: UMA EXPERIÊNCIA EM SALA DE AULA

O ENSINO DO GÊNERO TEXTUAL CARTA PESSOAL: UMA EXPERIÊNCIA EM SALA DE AULA O ENSINO DO GÊNERO TEXTUAL CARTA PESSOAL: UMA EXPERIÊNCIA EM SALA DE AULA INTRODUÇÃO CABRAL, Juliana da Silva. julianacabralletras@hotmail.com NASCIMENTO, Edna Ranielly do. niellyfersou@hotmail.com LUNA,

Leia mais

ENSINO SECUNDÁRIO / PROFISSIONAL SABES COMUNICAR EFICAZMENTE?

ENSINO SECUNDÁRIO / PROFISSIONAL SABES COMUNICAR EFICAZMENTE? ENSINO SECUNDÁRIO / PROFISSIONAL SABES COMUNICAR EFICAZMENTE? Ensino Secundário / Profissional Breve descrição O preenchimento deste questionário de comunicação permitirá que cada aluno conheça o seu nível

Leia mais

COMUNICAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE CONCEITOS

COMUNICAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE CONCEITOS COMUNICAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE CONCEITOS I. Crianças sem deficiência A. Todos os seres humanos precisam se comunicar instintivo 1. 0 12 meses balbucia, recebe input dos pais e outras pessoas, TV / Rádio

Leia mais

Como conviver com os utilizadores de aparelho auditivo? Bons conselhos para auxiliar os utilizadores de aparelho auditivo.

Como conviver com os utilizadores de aparelho auditivo? Bons conselhos para auxiliar os utilizadores de aparelho auditivo. Como conviver com os utilizadores de aparelho auditivo? 5 Bons conselhos para auxiliar os utilizadores de aparelho auditivo. Esta brochura é o número 5 de uma série de publicações da Widex sobre a audição

Leia mais

Como Criar Seu Primeiro Negócio 100% Digital

Como Criar Seu Primeiro Negócio 100% Digital 1 2 Por Tiago Bastos Como Criar Seu Primeiro Negócio 100% Digital Por Tiago Bastos Declaração De Ganhos Com O Uso De Nossos Produtos A empresa Seu Primeiro Negócio Digital" não pode fazer garantias sobre

Leia mais

Redação Publicitária reflexões sobre teoria e prática 1

Redação Publicitária reflexões sobre teoria e prática 1 Redação Publicitária reflexões sobre teoria e prática 1 AUTOR: MAGOGA, Bernardo CURSO: Comunicação Social Publicidade e Propaganda/Unifra, Santa Maria, RS OBRA: MARTINS, Jorge S. Redação publicitária Teoria

Leia mais

Reference to English Interconnections Lesson Exploring What is in the Sky Science Standard(s): Standard II Objective 2

Reference to English Interconnections Lesson Exploring What is in the Sky Science Standard(s): Standard II Objective 2 1ª Série Lição: Explorando o céu Reference to English Interconnections Lesson Exploring What is in the Sky Science Standard(s): Standard II Objective 2 Objetivo(s) do Conteúdo Curricular: Objetivo(s) linguístico(s):

Leia mais

EMPREENDEDORISMO E MERCADO DE TRABALHO

EMPREENDEDORISMO E MERCADO DE TRABALHO EMPREENDEDORISMO E MERCADO DE TRABALHO SOU EMPREGÁVEL? EMPREENDEDO...QUÊ? EMPREENDER Deliberar-se a praticar; Propor-se; Tentar; Pôr em execução. Fonte: Aurélio Empreendedor Uma das definições mais antigas

Leia mais

A importância da Comunicação na Negociação

A importância da Comunicação na Negociação Nem sempre o que se pretende falar é o que de fato é falado. E pior, nem sempre o que é falado é o que de fato é entendido. Anônimo. A importância da Comunicação na Negociação - A habilidade de entender

Leia mais

Tec. Prog. Internet II ADVANCEPG Prof. Andrea Garcia

Tec. Prog. Internet II ADVANCEPG Prof. Andrea Garcia Laços de Repetição for, as estruturas de controle alinhadas, o break e o continue no PHP Vamos continuar com o mesmo problema para quem não se lembra: Bart Simpson ficou novamente na detenção no final

Leia mais

O poder da comunicação nas negociações de sucesso

O poder da comunicação nas negociações de sucesso O poder da comunicação nas negociações de sucesso Que os olhos, os gestos, a respiração, os atos falam mais que mil palavras nós já sabemos, mas como nos comunicar com eles? De que maneira podemos estabelecer

Leia mais

Os s estão com os dias contados

Os  s estão com os dias contados Os emails estão com os dias contados Quando o assunto é comunicação interna (conversa entre membros de uma empresa), o email ainda é uma das ferramentas mais usadas no mundo empresarial. Seja para enviar

Leia mais

Lição. Formação Espiritual Fundamento para auto-valorização Crescimento e Mutualidade

Lição. Formação Espiritual Fundamento para auto-valorização Crescimento e Mutualidade FRUTOS-1 Descoberta Lição 5 4-6 Anos C rescimento e Mutualidade são os "Frutos" enfatizados para as crianças de 4 a 6 anos nesse currículo. Nós começamos aprendendo que a Bíblia é o melhor livro da Terra

Leia mais

Índice. Grupo Módulo 4

Índice. Grupo Módulo 4 GRUPO 5.4 MÓDULO 4 Índice 1. Níveis Conceituais Linguísticos...3 2. Nível 1 Pré-Silábico...3 3. Nível 2 Intermediário I...4 4. Nível 3 Silábico...5 5. Nível 4 Intermediário II ou Silábico-Alfabético...5

Leia mais

COMO DIZER NÃO FALANDO SIM. Um guia rápido para pais que desejam se reconectar aos seus filhos

COMO DIZER NÃO FALANDO SIM. Um guia rápido para pais que desejam se reconectar aos seus filhos COMO DIZER NÃO FALANDO SIM Um guia rápido para pais que desejam se reconectar aos seus filhos Índice Introdução Capítulo 1 Autoconhecimento Capítulo 2 Curiosidade Capítulo 3 Elogios Capítulo 4 Sentimentos

Leia mais

Tempo de aula: minutos Tempo de preparação: 10 minutos

Tempo de aula: minutos Tempo de preparação: 10 minutos 3 NOME DA AULA: Pensamento computacional Tempo de aula: 45 60 minutos Tempo de preparação: 10 minutos Objetivo principal: apresentar o modelo de pensamento computacional como uma forma de preparar problemas

Leia mais

Cláudia Moura. IDOSOS: As Palavras e os Gestos na Comunicação. Centro Cultural Entroncamento,

Cláudia Moura. IDOSOS: As Palavras e os Gestos na Comunicação. Centro Cultural Entroncamento, Cláudia Moura claudiamoura@portugalmail.pt IDOSOS: As Palavras e os Gestos na Comunicação Centro Cultural Entroncamento, 30 Setembro 2010 O envelhecimento demográfico é um fenómeno social e actual, mas

Leia mais

O Dom do Espírito Santo

O Dom do Espírito Santo Apostila Fundamentos O Dom do Espírito Santo... e recebereis o dom do Espírito Santo. At 2:38 D o n s d o E s p í r i t o S a n t o P á g i n a 2 O Dom do Espírito Santo Este é outro ensino fundamental

Leia mais

6 Dicas para Ter uma Conversa Interessante Em Encontros

6 Dicas para Ter uma Conversa Interessante Em Encontros 6 Dicas para Ter uma Conversa Interessante Em Encontros Saiba como ter uma conversa agradável que conquiste o homem Eu imagino que você possa provavelmente estar rindo e pensando, Eu nunca tive problemas

Leia mais

Conteúdos: Língua, Linguagens e códigos Linguagem verbal e não verbal

Conteúdos: Língua, Linguagens e códigos Linguagem verbal e não verbal Conteúdos: Língua, Linguagens e códigos Linguagem verbal e não verbal Habilidades: Reconhecer a leitura de textos verbais e não verbais como possibilidade de acesso a diferentes informações Valorizar a

Leia mais

O que há por trás do véu?

O que há por trás do véu? O que há por trás do véu? Ex 34:29-35 Ao lermos esses versículos, a primeira coisa que observamos é que Moisés era um homem, um líder muito próximo, muito íntimo de Deus! A ponto de ficar com o seu rosto

Leia mais

AFINAL, O QUE É SITUAÇÃO DIDÁTICA?

AFINAL, O QUE É SITUAÇÃO DIDÁTICA? AFINAL, O QUE É SITUAÇÃO DIDÁTICA? O planejamento consiste em sistematizar o trabalho docente na intenção de ajudar o aluno a desenvolver competências e habilidades que deem significação para efetivação

Leia mais

- O TRABALHO DA C.A. NA APAE DE CASCAVEL PR. - A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA; - O QUE É A COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA; - C.A.

- O TRABALHO DA C.A. NA APAE DE CASCAVEL PR. - A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA; - O QUE É A COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA; - C.A. - O TRABALHO DA C.A. NA APAE DE CASCAVEL PR. - A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA; - O QUE É A COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA; - C.A. COM BAIXA TECNOLOGIA PRANHAS PECS - C.A. COM ALTA TECNOLOGIA (TABLET

Leia mais

Lição 10. fazer muitas orações). Formação Espiritual: Serviço, Encorajamento e Oração Dons e Mutualidade

Lição 10. fazer muitas orações). Formação Espiritual: Serviço, Encorajamento e Oração Dons e Mutualidade FRUTOS-3 Descoberta Lição 10 4-6 Anos Unidade 3: Aprendendo a Viver Como Um Amigo de Jesus Amigos de Jesus Fazem Coisas para Ajudar os Outros História Bíblica Atos 12: 1-17; 4: 36; I Tessalonicenses 5:11,

Leia mais

Índice. Conteúdo. Planilha Profissional Para Cálculo de Preços de Artesanato

Índice. Conteúdo. Planilha Profissional Para Cálculo de Preços de Artesanato Índice Conteúdo Índice... 2 A Importância do Preço Correto... 3 Como chegar ao preço de venda adequado do meu produto?... 3 Como calcular o preço de venda lucro... 5 Como vender meus produtos pela internet...

Leia mais

Meu Jardim: aprendemos e jogamos!

Meu Jardim: aprendemos e jogamos! Meu Jardim: aprendemos e jogamos! Estabelecer um padrão de alimentação saudável é importante para toda a família. Compreender de onde os alimentos vêm e sua sazonalidade, como eles se encaixam no guia

Leia mais

Unidade 3: Amigos de Deus

Unidade 3: Amigos de Deus FRUTOS-1 DESAFIO Vivendo a Vida com Deus Unidade 3: Amigos de Deus Eliseu LIÇÃO 12 7-8 Anos HISTÓRIA BÍBLICA II Reis 5:1-17. Naamã, um comandante, foi curado de lepra, depois que uma das servas foi até

Leia mais

COMO SE COMPORTAR EM UMA DINÂMICA DE GRUPO?

COMO SE COMPORTAR EM UMA DINÂMICA DE GRUPO? ACERTE NO CURRICULO E NAS ENTREVISTAS Como Elaborar o Currículo Ideal? O Que é Preciso Mostrar Para Ficar Com a Vaga? Que Tipo de Perguntas São Feitas Numa Entrevista? COMO SE COMPORTAR EM UMA DINÂMICA

Leia mais

Minha História de amor

Minha História de amor Minha História de amor Hoje eu vou falar um pouco sobre a minha história de amor! Bem, eu namoro à distância faz algum tempinho. E não é uma distância bobinha não, são 433 km, eu moro em Natal-Rn, e ela

Leia mais

Aulas de Inglês para Executivos.

Aulas de Inglês para Executivos. Aulas de Inglês para Executivos info@acelanguageschool.com.br Bem-vindo à Ace Aulas de Inglês para Executivos. Ace Language School é uma escola de Inglês com sede em São Paulo, Brasil. Somos especialistas

Leia mais

Aprenda a ler partitura em 5 passos

Aprenda a ler partitura em 5 passos Aprenda a ler partitura em 5 passos Aprender a ler a partitura sempre foi visto como algo muito difícil para alguns ate impossível e para outros talvez tenha sido motivo de desistência de aprender a tocar

Leia mais

Esta primeira sequência respeita a estrutura da sequência do Conrado que analisamos.

Esta primeira sequência respeita a estrutura da sequência do Conrado que analisamos. Esta primeira sequência respeita a estrutura da sequência do Conrado que analisamos. O template é adequado aos profissionais que podem (e querem) oferecer uma aula on-line, para fazer as vendas... ou seja,

Leia mais

desenvolvimento pessoal Preparação para os processo seletivos

desenvolvimento pessoal Preparação para os processo seletivos AVON Crescimento e desenvolvimento pessoal Preparação para os processo seletivos Líder do Século XXI Sabe sua missão de vida e tem uma visão de futuro Conhece seus valores e os vivencia Sabe a diferença

Leia mais

Gestão de Pessoas para

Gestão de Pessoas para III SEMINÁRIO DE GESTÃO DE PESSOAS: O DESAFIO DE LIDERAR E MOTIVAR EQUIPES DE SUCESSO Gestão de Pessoas para Resultados Luciano Lima 30/05/2012 MOTIVAÇÃO = MOTIVO PARA... As pessoas podem ter motivos diferentes

Leia mais

A contribuição do movimento humano para a ampliação das linguagens

A contribuição do movimento humano para a ampliação das linguagens A contribuição do movimento humano para a ampliação das linguagens Movimento humano e linguagens A linguagem está envolvida em tudo o que fazemos, ela é peça fundamental para a expressão humana. Na Educação

Leia mais

33.Queira especificar quais? Organização do espaço e escolha dos materiais para as atividades conforme as necessidades da criança.

33.Queira especificar quais? Organização do espaço e escolha dos materiais para as atividades conforme as necessidades da criança. 30,Queira especificar: 31.Realizou algumas alterações na sala para estas crianças? 32.Essas alterações foram a que níveis? 33.Queira especificar quais? 34.Considera que essas crianças devam ser integradas

Leia mais

FISHBOWL: Como sair do básico em busca de produtividade e inovação

FISHBOWL: Como sair do básico em busca de produtividade e inovação FISHBOWL: Como sair do básico em busca de produtividade e inovação Facilitador: Matheus Haddad (Webgoal) Estamos descobrindo novas formas de inovar ao mesmo tempo em que buscamos manter uma boa produtividade

Leia mais

! Tipos de Entrevistas e Tipos de Questões. ! Técnicas de Entrevista! Aspectos Práticos

! Tipos de Entrevistas e Tipos de Questões. ! Técnicas de Entrevista! Aspectos Práticos Agenda! Tipos de Entrevistas e Tipos de Questões Entrevistas! Técnicas de Entrevista! Aspectos Práticos Cleidson de Souza Departamento de Informática Universidade Federal do Pará Entrevistas! Abordagem

Leia mais

O que é O Líder em Mim?

O que é O Líder em Mim? O que é O Líder em Mim? Agenda Entender o que é o programa O Líder em Mim: quais seus objetivos e quais suas principais práticas Entender como este programa deve ser implantado: qual o passo a passo, qual

Leia mais

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. ISIDORO DE SOUSA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE ESPANHOL. Domínios

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. ISIDORO DE SOUSA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE ESPANHOL. Domínios Ano letivo 2012/2013 3º- ciclo 1 2 3 Domínios Afetivo Cognitivo Tem uma atitude negativa em relação à aprendizagem; Mostra-se desatento: não abre o livro, não copia apontamentos; Não faz, habitualmente,

Leia mais

- que tenha uma boa justificativa (Por que é necessário pesquisar isso? Quais são as motivações e qual é a relevância do trabalho?

- que tenha uma boa justificativa (Por que é necessário pesquisar isso? Quais são as motivações e qual é a relevância do trabalho? Orientações para a elaboração de pôsteres Linguística: história e teoria 1/2013 O que é uma sessão de pôsteres? Em Congressos e eventos acadêmicos semelhantes, existem vários formatos de apresentação de

Leia mais

A preparação e dignidade pessoais são necessárias para ensinar pelo Espírito. Os missionários podem convidar o Espírito Santo a seu ensino.

A preparação e dignidade pessoais são necessárias para ensinar pelo Espírito. Os missionários podem convidar o Espírito Santo a seu ensino. A preparação e dignidade pessoais são necessárias para ensinar pelo Espírito. Os missionários podem convidar o Espírito Santo a seu ensino. Os missionários devem praticar métodos de ensino que edifiquem.

Leia mais

Disciplina. Me Ajuda a. Crescer. Vocês gostariam de fazer uns biscoitos?

Disciplina. Me Ajuda a. Crescer. Vocês gostariam de fazer uns biscoitos? 11 10 9 8 7 Disciplina Me Ajuda a Crescer 5 Vocês gostariam de fazer uns biscoitos? Gostaria! E é minha vez de escolher a receita. Não é não! É a minha. Claro que não, Tina! Você escolheu por último. Ai,

Leia mais