O Direito da Acessibilidade e comunicação dos surdos. Neivaldo Zovico Diretor Regional da Feneis/SP

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O Direito da Acessibilidade e comunicação dos surdos. Neivaldo Zovico Diretor Regional da Feneis/SP"

Transcrição

1 O Direito da Acessibilidade e comunicação dos surdos Neivaldo Zovico Diretor Regional da Feneis/SP

2 Filosofo Sócrates diz : Se não tivéssemos voz nem língua, mas apesar disso desejássemos manifestar coisas uns para os outros, não deveríamos, como as pessoas que hoje são mudas, nos empenhar em indicar o significado pelas mãos, cabeça e outras partes do corpo?

3 O surdo incapaz Lei nº de 1º de janeiro de 1916 do Código Civil Brasileiro estabelece : Art. 5º São absolutamente incapazes de exercer pessoalmente os atos da vida civil : III - os surdos-mudos, que não puderem exprimir sua vontade;

4 Divisão por deficientes Brasil é o Terceiro lugar de Deficientes Auditivos

5 Existem cinco milhões e setecentos mil de surdos brasileiros No Estado de São Paulo tem 480 mil surdos Na cidade de São Paulo tem 150 mil surdos

6 O que é?

7 O que é acessibilidade? É uma forma que facilita o acesso entre surdo e ouvinte através a comunicação. Existem diversas maneiras de se comunicar com surdos e ouvintes através de aparelhos especializados que privilegiam sinais visuais ou a língua de sinais.

8 LEI DE ACESSIBILIDADE Lei Nº de 19 de Dezembro de 2000 Acesso à informação e comunicação, ao trabalho, à educação, ao transporte, à cultura, ao esporte e ao lazer. Implementação na formação de intérpretes profissionais de língua de sinais para facilitar comunicação direta ao surdo. A implantação da língua de sinais ou legendas em todas as emissoras brasileiras de TV para garantir aos surdos acesso direto às informações.

9 A comunicação dos Surdos Para facilitar a comunicação entre surdos existem outras maneiras de se comunicar Língua de Sinais e sinais visuais. Língua de Sinais é uma língua e possibilita ao surdo um verdadeiro desenvolvimento intelectual, emocional e social.

10 Símbolo Internacional de Surdez Lei Federal nº de 08 de janeiro de 1991

11 Língua Brasileira de Sinais LIBRAS Lei Federal nº de 24 de abril de 2002

12 Língua Brasileira de Sinais LIBRAS Lei Estadual de de 27 de novembro de 2001 Lei Municipal de de 21 de janeiro de 2002

13 Intérprete nas Faculdades Portaria nº 1679 de 02 de dezembro de 1999 Seminário Faculdade

14 Sinalização luminosa intervalo e emergência na escola de surdos emergência no shopping campainha em hotel telefone, campainha choro do bebê

15 Legenda na TV PL 3979/2000 Obrigatório o uso de legenda oculta nas emissoras de TV

16 COLETV Comissão de Legenda na TV É uma comissão onde os surdos e ouvintes que estudam sobre a legenda na tv e ou janela de interprete de LIBRAS para criar novas normas para as emissoras acompanhar. comissao-legenda emissoras de televisão, jornal, etc. Para deputados, senadores, até o Presidente.

17 Interprete de LIBRAS na TV Tribunal Superior Eleitoral Resolução TSE nº de 01/09/1994 PL- 4149/2001 Obrigatório a transmissão de Interprete de LIBRAS na veiculação de propaganda eleitoral na televisão

18 Telefone para Surdos TS / TDD TS / TDD é um aparelho muito importante para a comunidade surda pois tem teclado e visor de legenda para enviar e receber mensagens de outra pessoa que também tem este tipo de aparelho ligado à linha telefônica.

19 Telefone públicos para surdos Escola Municipal de surdos Escola Estadual (Inclusão) Seminário Shopping Aeroporto Rodoviária

20 Os símbolos de identificação dos telefones para surdos SÍMBOLO TS SÍMBOLO SURDEZ

21 CISO Central Intermediação Surdo-Ouvinte surdo Intermediadora ouvinte Decreto de 15 de Maio de 1998 Artº 6 I Plano Geral de Metas para Universalizaçao do Serviço Fixo Comutado Prestado no Regimo Publico

22 CAS Central de Atendimento ao Surdo surdo Operadora Informação Pedido de compra Reclamação Denúncia

23 Metas para os portadores de necessidades especiais : Atender todas as solicitações de pessoas portadoras de deficiência em até uma semana; Instalar centros de intermediação para a comunicação de deficientes da fala e audição; Adaptar por demanda e em até uma semana, pelo menos 2% dos TUPs,, para cada uma das deficiencias : visual, de audição e da fala e usuários de cadeiras de rodas;

24 Instalação de TS em lugares públicos Associações, Escolas de Surdos, Igreja, Shopping; Associações de Surdos ou Representantes da comunidade surda; Decreto nº de 15 de maio de 1998 (publicação no D.O.U. de ) Plano Geral de Metas para Universalização do Serviço Fixo Comutado Prestado no Regime Publico.

25 DIÁRIO OFICIAL DO MUNICIPIO DE SÃO PAULO Lei Nº , de 7 de janeiro de 2004 Dispõe sobre a implantação de dispositivos para instalação de equipamento de telefonia destinado ao uso de pessoas portadoras de deficiência auditiva, deficiência da fala e surdas, em edificações que especifica, e dá outras providências

26 Celulares Os celulares que existem no mercado agora mas não são próprios para surdos e sim somente enviar e receber as mensagens digitados pelos celulares.

27 Quebrando as barreiras de comunicação

28 Divulgação dos produtos para surdos Deverá divulgar de todas as escolas de surdos, clinicas de fonogaudiologia, igreja, e outros sobre os equipamentos necessários de comunicação visual para surdos inclusive para as famílias dos surdos que é mais importante.

29 ABNT / CB-40 - Acessibilidade CE-03 Comunicação e Visual

30 Direito dos Surdos - Batalhador; - Políticos sobre projetos de lei; - Exige nossos direitos com as leis; - Ministério Público Federal CONADE Conselhos Est. e Mun. de def; - Manifestação ou passeata.

31 SURDO-MUDO apague esta idéia

32 Neivaldo Zovico Professor de Matemática e Física; Instrutor de LIBRAS formado pelo MEC/FENEIS; Diretor Regional da Federeação Integração dos Surdos; Nacional de Educação e Coordenador da Comunicação da II Conferência dos Direitos e Cidadânia do Estado de São Paulo COMUNICAÇÃO; Membro da Associação dos Surdos de São Paulo Membro da Comissão de Estudos para Acessibilidade de Comunicação e Visual para surdos da ABNT. Membro da Comissão de Legenda na TV.

UMA RESPONSABILIDADE SOCIAL DE INSERÇÃO DO INDIVIDUO COM DEFICIÊNCIA.

UMA RESPONSABILIDADE SOCIAL DE INSERÇÃO DO INDIVIDUO COM DEFICIÊNCIA. TEMA: O atendimento às regras de acessibilidade na televisão - A necessidade de adaptação dos programas das televisões brasileiras com os recursos de acessibilidade vai mais além do simples cumprimento

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 002/2013 - OFICINAS E PALESTRAS PARA INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E SERVIÇOS DE ACESSIBILIDADE O SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM DO COOPERATIVISMO NO ESTADO DE SÃO PAULO

Leia mais

USO DE RECONHECIMENTO AUTOMÁTICO DE VOZ EM PORTUGUÊS DO BRASIL NA GERAÇÃO DE CLOSED CAPTION

USO DE RECONHECIMENTO AUTOMÁTICO DE VOZ EM PORTUGUÊS DO BRASIL NA GERAÇÃO DE CLOSED CAPTION USO DE RECONHECIMENTO AUTOMÁTICO DE VOZ EM PORTUGUÊS DO BRASIL NA GERAÇÃO DE CLOSED CAPTION Luiz Fausto (Rede Globo) Edilberto Strauss (UFRJ) Flávio Mello (UFRJ) Agenda Closed Caption e Acessibilidade

Leia mais

Apresentação. Tem um aluno surdo em minha turma! E agora? Camila Francisco Módulo1 Vídeo 1

Apresentação. Tem um aluno surdo em minha turma! E agora? Camila Francisco Módulo1 Vídeo 1 Universidade do Vale do Itajaí Campus Itajaí Tem um aluno surdo em minha turma! E agora? Camila Francisco Módulo1 Vídeo 1 Apresentação Camila Francisco Bacharel em Letras Libras - UFSC Tradutora e intérprete

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA SOLICITAÇÃO DE SERVIÇOS E RECURSOS DE ACESSIBILIDADE POR CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA E OUTRAS CONDIÇÕES ESPECIAIS COMPERVE

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA SOLICITAÇÃO DE SERVIÇOS E RECURSOS DE ACESSIBILIDADE POR CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA E OUTRAS CONDIÇÕES ESPECIAIS COMPERVE UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE UFRN NÚCLEO PERMANENTE DE CONCURSOS COMPERVE COMISSÃO PERMANENTE DE APOIO A ESTUDANTES COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS CAENE MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA

Leia mais

Acessibilidade como Prática na Educação Superior

Acessibilidade como Prática na Educação Superior Acessibilidade como Prática na Educação Superior Profª Fabiane Vanessa Breitenbach 26/06/2014 Acessibilidade enquanto Norma Acessibilidade é a condição para utilização, com segurança e autonomia, total

Leia mais

DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA Essa cartilha da Pessoa com Deficiência é o resultado do nosso primeiro ano no mandato de vereadora do Rio de Janeiro. Falo nosso porque esse mandato é construído por

Leia mais

PROJETO APRENDIZ Curso de Libras. WHARLLEY MARTINS Intérprete e Instrutor de Libras - FMPB Prolibras 2008

PROJETO APRENDIZ Curso de Libras. WHARLLEY MARTINS Intérprete e Instrutor de Libras - FMPB Prolibras 2008 PROJETO APRENDIZ Curso de Libras WHARLLEY MARTINS Intérprete e Instrutor de Libras - FMPB Prolibras 2008 TEMA DE HOJE CONCEPÇÕES DE SURDEZ SURDEZ x SURDO Surdez : surdez (ê) - (surdo + -ez) s. f.privação

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 1.311, DE 2015

PROJETO DE LEI Nº 1.311, DE 2015 COMISSÃO DE FINANÇAS E TRIBUTAÇÃO PROJETO DE LEI Nº 1.311, DE 2015 Acrescenta incisos I e II, ao art. 3º, da Lei Federal nº 10.754, de 31 de outubro 2003. Autor: Deputado POMPEO DE MATTOS Relatora: Deputada

Leia mais

LEI N.º10.098, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2000

LEI N.º10.098, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2000 LEI N.º10.098, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2000 Estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências.

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA, usando da competência

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA, usando da competência FEDERAÇÃO NACIONAL DE EDUCAÇÃO E INTEGRAÇÃO DE SURDOS Escritório Regional de Santa Catarina Rua Padre Roma, 288 Centro Cep 88010 090 Florianópolis/SC Telefax: (48) 3225 9246 PROPOSTA DO ANTEPROJETO DE

Leia mais

Comunicação acessível aos usuários surdos e com deficiência auditiva em bibliotecas: uma análise das normas brasileiras

Comunicação acessível aos usuários surdos e com deficiência auditiva em bibliotecas: uma análise das normas brasileiras Powered by TCPDF (www.tcpdf.org) Comunicação acessível aos usuários surdos e com deficiência auditiva em bibliotecas: uma análise das normas brasileiras Sulamita Nicolau de Miranda (UFRJ) - sulamitandmiranda@gmail.com

Leia mais

AS DIFERENTES IDENTIDADES SURDAS

AS DIFERENTES IDENTIDADES SURDAS Texto de apoio ao Curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira AS DIFERENTES IDENTIDADES SURDAS Gladis Perlin Poderíamos identificar as pessoas surdas pelas diferenças

Leia mais

Centro Universitário Newton Paiva Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas Curso Publicidade e Propaganda

Centro Universitário Newton Paiva Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas Curso Publicidade e Propaganda Centro Universitário Newton Paiva Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas Curso Publicidade e Propaganda Trabalho Interdisciplinar Publicidade e Propaganda 1 período 1-2009 Professores Participantes: Prof.

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão - SECADI

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão - SECADI MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão - SECADI Política de Educação Especial na Perspectiva Inclusiva Convenção Sobre os Direitos das Pessoas com

Leia mais

Libras Língua Brasileira de Sinais. Prof. Responsável: Julio Cesar Correia Carmona

Libras Língua Brasileira de Sinais. Prof. Responsável: Julio Cesar Correia Carmona Libras Língua Brasileira de Sinais Prof. Responsável: Julio Cesar Correia Carmona As competências nas Problematizações das unidades de aprendizagem UNID 2.1 História da educação dos surdos Você conhece

Leia mais

Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Públicos Federais

Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Públicos Federais Programa 1374 Desenvolvimento da Educação Especial Ações Orçamentárias Número de Ações 15 05110000 Apoio ao Desenvolvimento da Educação Especial Projeto apoiado Unidade de Medida: unidade UO: 26298 FNDE

Leia mais

BALANÇO DAS INSCRIÇÕES E PERFIL DOS PARTICIPANTES MAIO 2019

BALANÇO DAS INSCRIÇÕES E PERFIL DOS PARTICIPANTES MAIO 2019 BALANÇO DAS INSCRIÇÕES E PERFIL DOS PARTICIPANTES MAIO 2019 P á g i n a 2 Novidades Novo sistema de inscrição, mais interativo; Inclusão de foto na inscrição (opcional); Rascunho para cálculos no final

Leia mais

Projecto de Resolução n.º 1287/XIII/3ª

Projecto de Resolução n.º 1287/XIII/3ª Projecto de Resolução n.º 1287/XIII/3ª Recomenda ao Governo a adopção de medidas de promoção de acessibilidade televisiva para a população surda portuguesa Em Portugal existem cerca de 150 mil pessoas

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA SOLICITAÇÃO DE SERVIÇOS E RECURSOS DE ACESSIBILIDADE POR CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA E OUTRAS CONDIÇÕES ESPECIAIS COMPERVE

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA SOLICITAÇÃO DE SERVIÇOS E RECURSOS DE ACESSIBILIDADE POR CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA E OUTRAS CONDIÇÕES ESPECIAIS COMPERVE UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE UFRN NÚCLEO PERMANENTE DE CONCURSOS COMPERVE COMISSÃO PERMANENTE DE APOIO A ESTUDANTES COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS CAENE MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.626, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2005. Regulamenta a Lei n o 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira

Leia mais

Acessibilidade e inclusão social para os cidadãos surdos e deficientes auditivos

Acessibilidade e inclusão social para os cidadãos surdos e deficientes auditivos Acessibilidade e inclusão social para os cidadãos surdos e deficientes auditivos No Brasil há necessidade de conscientização e cumprimento de Decretos e Leis para a promover acessibilidade e inclusão social

Leia mais

ACESSIBILIDADE CIDADES

ACESSIBILIDADE CIDADES ACESSIBILIDADE CIDADES PARA AS PESSOAS ACESSIBILIDADE É o direito de ir e vir: Em locais abertos e fechados, público e privado; Com autonomia(independência) e segurança; Sozinho ou acompanhado; e Por

Leia mais

PORTARIA Nº 310, DE 27 DE JUNHO DE 2006.

PORTARIA Nº 310, DE 27 DE JUNHO DE 2006. PORTARIA Nº 310, DE 27 DE JUNHO DE 2006. O MINISTRO DE ESTADO DAS COMUNICAÇÕES, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, parágrafo único, inciso II da Constituição, e CONSIDERANDO os comentários

Leia mais

Calendário Geral - Cronologia Principais datas das eleições 2018

Calendário Geral - Cronologia Principais datas das eleições 2018 Calendário Geral - Cronologia Principais datas das eleições 2018 31 de agosto 9 setembro 13 setembro 15 setembro 29 setembro Primeiro dia da propaganda eleitoral gratuita através do rádio e televisão.

Leia mais

LEI BRASILEIRA DA INCLUSÃO (Estatuto da Pessoa com Deficiência) (Lei nº 13.146/2015)

LEI BRASILEIRA DA INCLUSÃO (Estatuto da Pessoa com Deficiência) (Lei nº 13.146/2015) LEI BRASILEIRA DA INCLUSÃO (Estatuto da Pessoa com Deficiência) (Lei nº 13.146/2015) Quantas pessoas com deficiência existentes no Brasil? Segundo o Censo Demográfico 2010, do IBGE, 45,6 milhões de brasileiros

Leia mais

PORTARIA DETRAN Nº 41, DE

PORTARIA DETRAN Nº 41, DE PORTARIA DETRAN Nº 41, DE 26-04-2016 DOE 26-04-2016 O DIRETOR GERAL DO DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DO PIAUÍ -DETRAN/PI, no uso das atribuições legais e: Considerando a Lei nº 13.146, de 6 de julho

Leia mais

Autora: Deputada RAQUEL TEIXEIRA Relatora: Deputada FÁTIMA BEZERRA

Autora: Deputada RAQUEL TEIXEIRA Relatora: Deputada FÁTIMA BEZERRA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA PROJETO DE LEI N o 6.964, DE 2006 Acrescenta o art. 27-A à Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece diretrizes e bases da educação nacional, dispondo sobre

Leia mais

A INCLUSÃO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA NO MERCADO DE TRABALHO: UMA REALIDADE POSSÍVEL

A INCLUSÃO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA NO MERCADO DE TRABALHO: UMA REALIDADE POSSÍVEL A INCLUSÃO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA NO MERCADO DE TRABALHO: UMA REALIDADE POSSÍVEL Priscila Mallmann Bordignon Mestre em Educação pelo Centro Universitário La Salle (UNILASALLE). e Terapeuta Ocupacional

Leia mais

PT Unida na diversidade PT A8-0188/298. Alteração. Marco Zullo em nome do Grupo EFDD

PT Unida na diversidade PT A8-0188/298. Alteração. Marco Zullo em nome do Grupo EFDD 7.9.2017 A8-0188/298 298 Anexo I Secção IV Parte A Serviços de comunicação social audiovisual e equipamentos com capacidades informáticas avançadas conexos, para uso dos consumidores Serviços de comunicação

Leia mais

ENADE Informações Importantes

ENADE Informações Importantes ENADE 2017 Informações Importantes Avaliação do Enade - Trienal Cursos Avaliados I Bacharel na área de: a) Arquitetura e Urbanismo; b) Engenharia Ambiental; c) Engenharia Civil; d) Engenharia de Alimentos;

Leia mais

REDAÇÃO-LETRAS-LIBRAS

REDAÇÃO-LETRAS-LIBRAS UFT/COPESE PROCESSO SELETIVO/2015-1 REDAÇÃO-LETRAS-LIBRAS Instruções REDAÇÃO Você deve desenvolver um texto dissertativo-argumentativo em prosa sobre o tema proposto. A fuga do tema ou cópia da coletânea

Leia mais

O Atendimento Educacional Especializado - AEE

O Atendimento Educacional Especializado - AEE O Atendimento Educacional Especializado - AEE O Ministério da Educação, por intermédio da Secretaria de Educação Especial, considerando a Constituição Federal de 1988 Estabelece o direito de todos a educação;

Leia mais

Cadeia Produtiva na TV Digital - rumo a certificação

Cadeia Produtiva na TV Digital - rumo a certificação Cadeia Produtiva na TV Digital - rumo a certificação Prof.: Otávio CEFET-RJ - Campus Maracanã Coordenação de Informática LANTEC FE UNICAMP E-mail: schocair@gmail.com Julho/2011 Legislação Vigente; Normas

Leia mais

LEGISLAÇÃO SOBRE ACESSIBILIDADE

LEGISLAÇÃO SOBRE ACESSIBILIDADE LEIS FEDERAIS Lei Federal 7.405 12/11/1985 Torna obrigatória a colocação do Símbolo Internacional de Acesso em todos os locais e serviços que permitam sua utilização por pessoas portadoras de deficiência

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 431, DE 2011 (Do Sr. Neilton Mulim)

PROJETO DE LEI N.º 431, DE 2011 (Do Sr. Neilton Mulim) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 431, DE 2011 (Do Sr. Neilton Mulim) Institui-se obrigatoriedade da inclusão de intérpretes de Libras em repartições públicas. DESPACHO: APENSE-SE À(AO) PL-2574/2000.

Leia mais

COLEGIADO DE CURSOS FACULDADE UNA DE BETIM RESOLUÇÃO 01/2016. Institui a Política de Acessibilidade e Atendimento para Estudantes com Deficiências.

COLEGIADO DE CURSOS FACULDADE UNA DE BETIM RESOLUÇÃO 01/2016. Institui a Política de Acessibilidade e Atendimento para Estudantes com Deficiências. COLEGIADO DE CURSOS RESOLUÇÃO 01/2016 Institui a Política de Acessibilidade e Atendimento para Estudantes com Deficiências. O Colegiado de Cursos da Faculdade Una de Betim, no uso de suas atribuições regimentais

Leia mais

TECNOLOGIAS ASSISTIVAS PARA A COMUNICAÇÃO DE DEFICIENTES AUDITIVOS

TECNOLOGIAS ASSISTIVAS PARA A COMUNICAÇÃO DE DEFICIENTES AUDITIVOS TECNOLOGIAS ASSISTIVAS PARA A COMUNICAÇÃO DE DEFICIENTES AUDITIVOS 1. Introdução Anderson Luís Furlan Este resumo objetiva apresentar de forma sucinta o que é, deficiência, dando enfoque a deficiência

Leia mais

CURSO PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO INCLUSIVA

CURSO PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO INCLUSIVA OBJETIVOS: - Discutir e fomentar conhecimentos sobre a compreensão das potencialidades, das barreiras e das diferenças das pessoas, criando condições para que o egresso proponha ações interativas com a

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1, DE 3 DE JULHO DE 2019

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1, DE 3 DE JULHO DE 2019 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1, DE 3 DE JULHO DE 2019 Disciplina a utilização de recursos de acessibilidade para pessoas com deficiência auditiva e visual na publicidade e nos pronunciamentos oficiais dos órgãos

Leia mais

CARTA DO I SEMINÁRIO NACIONAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS E MULHERES COM DEFICIÊNCIA

CARTA DO I SEMINÁRIO NACIONAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS E MULHERES COM DEFICIÊNCIA CARTA DO I SEMINÁRIO NACIONAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS E MULHERES COM DEFICIÊNCIA No dia nove de novembro de dois mil e treze, na cidade de Brasília Distrito Federal, durante o I Seminário Nacional de Políticas

Leia mais

AS DIFICUDADES NO ENSINO DA MATEMÁTICA PARA ALUNOS SURDOS NA EREM MACIEL MONTEIRO NO MUNICÍPIO DE NAZARÉ DA MATA, PE

AS DIFICUDADES NO ENSINO DA MATEMÁTICA PARA ALUNOS SURDOS NA EREM MACIEL MONTEIRO NO MUNICÍPIO DE NAZARÉ DA MATA, PE AS DIFICUDADES NO ENSINO DA MATEMÁTICA PARA ALUNOS SURDOS NA EREM MACIEL MONTEIRO NO MUNICÍPIO DE NAZARÉ DA MATA, PE Suzana Ferreira da Silva Universidade de Pernambuco, suzanasilva.sf@gmail.com Introdução

Leia mais

PROPOSTA PROJETO DE LEI CINEMA E TEATRO PARA TODOS

PROPOSTA PROJETO DE LEI CINEMA E TEATRO PARA TODOS PROPOSTA PROJETO DE LEI CINEMA E TEATRO PARA TODOS Novembro 2014 APRESENTAÇÃO Esta proposta visa ao livre acesso das pessoas que possuem limitação sensorial aos cinemas com filmes nacionais e às peças

Leia mais

COLEGIADO DE CURSOS FACULDADE UNA DE UBERLÂNDIA RESOLUÇÃO Nº 18 DE 13 DE JULHO DE 2017

COLEGIADO DE CURSOS FACULDADE UNA DE UBERLÂNDIA RESOLUÇÃO Nº 18 DE 13 DE JULHO DE 2017 COLEGIADO DE CURSOS RESOLUÇÃO Nº 18 DE 13 DE JULHO DE 2017 Institui a Política da Acessibilidade e Atendimento para Estudantes com Deficiências no âmbito da Faculdade UNA de Uberlândia e dá outras providências.

Leia mais

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL GABINETE DO DEPUTADO DELMASSO. PROJETO DE LEI Nº 1395 /2016 (Do Senhor Deputado DELMASSO PTN/DF)

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL GABINETE DO DEPUTADO DELMASSO. PROJETO DE LEI Nº 1395 /2016 (Do Senhor Deputado DELMASSO PTN/DF) PROJETO DE LEI Nº 1395 /2016 (Do Senhor Deputado DELMASSO PTN/DF) Estabelece normas visando a garantia de acessibilidade dos deficientes auditivos a exibição de filmes nacionais e estrangeiros, animações,

Leia mais

Língua Brasileira de Sinais para policiais

Língua Brasileira de Sinais para policiais Polícia Militar de Alagoas Diretoria de Ensino Língua Brasileira de Sinais para policiais Wagner Soares de Lima Academia de Polícia Militar Senador Arnon de Mello Centro de Formação e Aperfeiçoamento de

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULO ACÓRDÃO PUBLICADO EM SESSÃO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO RECURSO ELEITORAL NQ 404-68.2016.6.26.0063 RECORRENTE(S): COLIGAÇÃO "JUNTOS POR JAÚ" RECORRIDO(S): COLIGAÇÃO "JAHU MELHOR" ADVOGADO(S): GUILHERME MOLAN; LUIS VICENTE

Leia mais

CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DOS PLANOS DE SAÚDE ADMINISTRADOS PELA GEAP

CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DOS PLANOS DE SAÚDE ADMINISTRADOS PELA GEAP Ambulatorial e Hospitalar com obstetrícia. Prevê procedimentos do rol de referência assistência médica ambulatorial e hospitalar com obstetrícia, partos e tratamentos, realizados transplantes de rim e

Leia mais

Indicado para professores, alunos e f uncionários.

Indicado para professores, alunos e f uncionários. Indicado para professores, alunos e f uncionários. Caro leitor, O objetivo deste manual é sensibilizar a comunidade acadêmica para as questões relacionadas à inclusão, assim como, esclarecer algumas dúvidas

Leia mais

LIBRAS. Prof (a): () Julio Carmona e Fernando Rafaeli

LIBRAS. Prof (a): () Julio Carmona e Fernando Rafaeli LIBRAS Prof (a): () Julio Carmona e Fernando Rafaeli UNID 2.1 História da educação dos surdos As competências nas Problematizações das unidades d de aprendizagem Você conhece a história da educação do

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA DE BOM DESPACHO. Gabinete da Reitoria RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 30, DE 11 DE JULHO DE 2018

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA DE BOM DESPACHO. Gabinete da Reitoria RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 30, DE 11 DE JULHO DE 2018 CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA DE BOM DESPACHO Gabinete da Reitoria RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 30, DE 11 DE JULHO DE 2018 O Presidente em exercício do Conselho Universitário de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE,

Leia mais

Serviin MANUAL DE UTILIZAÇÃO. gestos que valem palavras. Serviço de Vídeo Intérprete

Serviin MANUAL DE UTILIZAÇÃO. gestos que valem palavras. Serviço de Vídeo Intérprete Serviço de Vídeo Intérprete MANUAL DE UTILIZAÇÃO gestos que valem palavras MANUAL DE UTILIZAÇÃO Introdução Segundo os censos de 2011, em Portugal existem cerca de 533.000 pessoas com problemas auditivos,

Leia mais

QUESTIONÁRIO SATISFAÇÃO

QUESTIONÁRIO SATISFAÇÃO PESQUISA DE SATISFAÇÃO DE CLIENTES DE SERVIÇOS TELEFÔNICOS QUESTIONÁRIO SATISFAÇÃO Serviço Móvel Pessoal Pré - Pago (Nº do Questioná) ANEXO I - B Pré - Pago SATISFAÇÃO EM RELAÇÃO AO SERVIÇO MÓVEL PESSOAL

Leia mais

ACESSIBILIDADE ARQUITETÔNICA

ACESSIBILIDADE ARQUITETÔNICA No âmbito da competência do Ministério da Educação, a Portaria n 3.284, de 07 de novembro de 2003, determina as condições que devem ser cumpridas para garantir ao estudante com necessidades educacionais

Leia mais

L I B R A R I A ESTÚDIO LIBRARIA. Todos os direitos reservados para Libraria

L I B R A R I A ESTÚDIO LIBRARIA. Todos os direitos reservados para Libraria L I B R A R I A ESTÚDIO LIBRARIA Todos os direitos reservados para Libraria Bem vindos Criamos a Libraria para melhorar a acessibilidade aos surdos. Queremos ser a ponte entre as empresas e instituições

Leia mais

Horário Atividade Local

Horário Atividade Local 1 ANEXO I A Secretária de Educação de Mariana, no uso de suas atribuições, tendo em vista o disposto nesta portaria, torna público que estarão abertas as inscrições para candidatos à designação para exercício

Leia mais

Política de Inclusão e Acessibilidade da UNIPAMPA

Política de Inclusão e Acessibilidade da UNIPAMPA Política de Inclusão e Acessibilidade da UNIPAMPA Equipes envolvidas com o Atendimento Educacional Especializado - AEE Núcleo de Inclusão e Acessibilidade (NInA) Núcleos de Desenvolvimento Educacional

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº BRASÍLIA DF

RESOLUÇÃO Nº PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº BRASÍLIA DF RESOLUÇÃO Nº PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº -.2011.6.00.0000 BRASÍLIA DF Relator: Ministro Interessado: Tribunal Superior Eleitoral Institui o Programa de Acessibilidade da Justiça Eleitoral e dá outras providências.

Leia mais

SOLUÇÃO DE COMUNICAÇÃO PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA

SOLUÇÃO DE COMUNICAÇÃO PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA SOLUÇÃO DE COMUNICAÇÃO PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA Rodrigo Ferreira Santos, Rodrigo Alves Hodgson, Luciana Ozello Baratti e Lúcia Goretti Gonçalves de Araújo Fundação CPqD / Campinas - SP rsantos@cpqd.com.br

Leia mais

FACULDADE UNA DE UBERLÂNDIA COLEGIADO DE CURSOS RESOLUÇÃO Nº 34 DE 15 DE DEZEMBRO DE 2017

FACULDADE UNA DE UBERLÂNDIA COLEGIADO DE CURSOS RESOLUÇÃO Nº 34 DE 15 DE DEZEMBRO DE 2017 COLEGIADO DE CURSOS RESOLUÇÃO Nº 34 DE 15 DE DEZEMBRO DE 2017 A Presidente do Colegiado de Cursos da Faculdade UNA de Uberlândia, Prof.ª. Elaine Rodrigues Benfica, no exercício de suas funções estatutárias

Leia mais

DIREITO ELEITORAL. Lei das Eleições Lei 9.504/97 Propaganda Eleitoral Parte IV Rádio, TV e Internet. Prof. Rodrigo Cavalheiro Rodrigues

DIREITO ELEITORAL. Lei das Eleições Lei 9.504/97 Propaganda Eleitoral Parte IV Rádio, TV e Internet. Prof. Rodrigo Cavalheiro Rodrigues DIREITO ELEITORAL Lei das Eleições Lei 9.504/97 Propaganda Eleitoral Parte IV Rádio, TV e Internet Prof. Rodrigo Cavalheiro Rodrigues Rádio e TV Restrita ao horário gratuito, vedada propaganda paga Deve

Leia mais

Profa. Dra. VANESSA H. SANTANA DALLA DÉA

Profa. Dra. VANESSA H. SANTANA DALLA DÉA Profa. Dra. VANESSA H. SANTANA DALLA DÉA UFG - Números 2015 GRADUAÇÃO Deficiência No. Especificidade No. Auditiva 57 Surdos 27 Física 52 Cadeirante 4 Intelectual 19 Sínd. de Down 2 Visual 36 Cego 2 Asperger

Leia mais

48 horas contados a partir do 1º dia útil após publicação RESULTADO FINAL Até 09/05/2016

48 horas contados a partir do 1º dia útil após publicação RESULTADO FINAL Até 09/05/2016 ESTADO DA PARAÍBA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE EDITAL Nº.05/2016/CEFOR-RH/SES/PB A Secretaria de Estado da Saúde (SES/PB), com apoio da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde (SEGETS)

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE MATO GROSSO PORTARIA Nº 276/2012

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE MATO GROSSO PORTARIA Nº 276/2012 TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE MATO GROSSO PORTARIA Nº 276/2012 Dispõe sobre a requisição de técnicos para realização do exame das prestações de contas de candidatos e de comitês financeiros nas campanhas

Leia mais

Informações para o dia da eleição

Informações para o dia da eleição Tribunal Regional Eleitoral do Ceará Justiça Eleitoral Informações para o dia da eleição NO DIA DA ELEIÇÃO O QUE É PERMITIDO? É permitida a manifestação individual e silenciosa da preferência do cidadão

Leia mais

7D[D GH $GHVmR DR 6LVWHPD GH 7HOHIRQLD &HOXODU H R,PSRVWR VREUH &RPXQLFDomR

7D[D GH $GHVmR DR 6LVWHPD GH 7HOHIRQLD &HOXODU H R,PSRVWR VREUH &RPXQLFDomR 7D[D GH $GHVmR DR 6LVWHPD GH 7HOHIRQLD &HOXODU H R,PSRVWR VREUH &RPXQLFDomR Por Kiyoshi Harada, Advogado e Professor. Continuam grassando sérias controvérsias doutrinárias acerca da incidência ou não do

Leia mais

resolve: PORTARIA 02 CE2015

resolve: PORTARIA 02 CE2015 PORTARIA 02 CE2015 Regula a disponibilidade do espaço para as chapas no centro de eventos, contratação de profissional, determina as normas para as eleições da OAB/CE triênio 2016/2018, a se realizarem

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.626, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2005. Regulamenta a Lei n o 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira

Leia mais

SENADO FEDERAL SECRETARIA-GERAL DA MESA 2ª SESSÃO LEGISLATIVA ORDINÁRIA DA 55ª LEGISLATURA. Em 6 de julho de 2016 (quarta-feira) às 08h30

SENADO FEDERAL SECRETARIA-GERAL DA MESA 2ª SESSÃO LEGISLATIVA ORDINÁRIA DA 55ª LEGISLATURA. Em 6 de julho de 2016 (quarta-feira) às 08h30 SENADO FEDERAL SECRETARIA-GERAL DA MESA 2ª SESSÃO LEGISLATIVA ORDINÁRIA DA 55ª LEGISLATURA Em 6 de julho de 2016 (quarta-feira) às 08h30 PAUTA 20º Evento COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E LEGISLAÇÃO PARTICIPATIVA

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO EVOLUÇÃO DA LEGISLAÇÃO E DA TERMINOLOGIA CONSTITUIÇÕES ANTERIORES: - DESVALIDOS; - EXCEPCIONAIS. COMENTÁRIOS SOBRE

CLASSIFICAÇÃO EVOLUÇÃO DA LEGISLAÇÃO E DA TERMINOLOGIA CONSTITUIÇÕES ANTERIORES: - DESVALIDOS; - EXCEPCIONAIS. COMENTÁRIOS SOBRE COMENTÁRIOS SOBRE A AVALIAÇÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E INCAPACIDADES NA PERSPECTIVA DE UMA NOVA CLASSIFICAÇÃO NO BRASIL COORDENADORIA NACIONAL PARA INTEGRAÇÃO DA PESSOA PORTADORA DE DEFICIÊNCIA CORDE

Leia mais

Libras Língua Brasileira de Sinais. Prof (a): Julio Carmona e Fernando Rafaeli

Libras Língua Brasileira de Sinais. Prof (a): Julio Carmona e Fernando Rafaeli Libras Língua Brasileira de Sinais Prof (a): Julio Carmona e Fernando Rafaeli As competências nas Problematizações das unidades de aprendizagem UNID 2.1 História da educação dos surdos Você conhece a história

Leia mais

Gabinete do Vereador Floriano Pesaro

Gabinete do Vereador Floriano Pesaro PROJETO DE LEI Nº 265/2012 Estabelece diretrizes para a Política Municipal sobre a utilização da Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS e dá outras providências. A Câmara Municipal de São Paulo D E C R E

Leia mais

MANUAL DO RECURSO DE ACESSIBILIDADE DO WINDOWS

MANUAL DO RECURSO DE ACESSIBILIDADE DO WINDOWS MANUAL DO RECURSO DE ACESSIBILIDADE DO WINDOWS Eromi Izabel Hummel Maricelma Tavares Duarte 1 Caro Professor Cursista, O computador oferece muitas possibilidades para que pessoas com deficiência possam

Leia mais

ATENA CURSOS GREICY AEE E O DEFICIENTE AUDITIVO. Passo Fundo

ATENA CURSOS GREICY AEE E O DEFICIENTE AUDITIVO. Passo Fundo ATENA CURSOS GREICY AEE E O DEFICIENTE AUDITIVO Passo Fundo 2015 1 1. TEMA Deficiência auditiva e o Atendimento Educacional Especializado. 2. PROBLEMA A escola deve ser ante de mais nada uma representação

Leia mais

Repercussão do Registro em Carteira de Trabalho da Pessoa com Deficiência junto ao Regime Geral de Previdência Social

Repercussão do Registro em Carteira de Trabalho da Pessoa com Deficiência junto ao Regime Geral de Previdência Social Repercussão do Registro em Carteira de Trabalho da Pessoa com Deficiência junto ao Regime Geral de Previdência Social Senado Federal 22 de junho de 2010 As Dimensões da Lei A lei é uma NORMA Já temos a

Leia mais

FACULDADE EVANGÉLICA DE CERES REGULAMENTO GERAL DO NÚCLEO DE APOIO AO DISCENTE - NAD

FACULDADE EVANGÉLICA DE CERES REGULAMENTO GERAL DO NÚCLEO DE APOIO AO DISCENTE - NAD FACULDADE EVANGÉLICA DE CERES REGULAMENTO GERAL DO NÚCLEO DE APOIO AO DISCENTE - NAD Ceres, 05 de fevereiro de 2018. Página 1 de 7 REGULAMENTO GERAL DO NÚCLEO DE APOIO AO DISCENTE - NAD DA FACULDADE EVANGÉLICA

Leia mais

PROPAGANDA ELEITORAL. ARTHUR ROLLO

PROPAGANDA ELEITORAL. ARTHUR ROLLO PROPAGANDA ELEITORAL ARTHUR ROLLO arthur@albertorollo.com.br NA PRÉ-CAMPANHA PODE Dizer que é précandidato; Pedir apoio político; Divulgar ações políticas passadas e futuras. NA PRÉ-CAMPANHA panfletos;

Leia mais

MAPEAMENTO DA SITUAÇÃO EDUCACIONAL DOS SURDOS NA REGIÃO DE ABRANGÊNCIA DO NÚCLEO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO MUNICÍPIO DE IRATI/PR

MAPEAMENTO DA SITUAÇÃO EDUCACIONAL DOS SURDOS NA REGIÃO DE ABRANGÊNCIA DO NÚCLEO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO MUNICÍPIO DE IRATI/PR MAPEAMENTO DA SITUAÇÃO EDUCACIONAL DOS SURDOS NA REGIÃO DE ABRANGÊNCIA DO NÚCLEO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO MUNICÍPIO DE IRATI/PR Patrícia Paula Schelp (PQE/UNICENTRO), e-mail: patricia@schelp.com.br Universidade

Leia mais

A LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS E A SUA IMPORTÂNCIA NO ÂMBITO EDUCACIONAL E SOCIAL: A Prática De Educacional e Social.

A LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS E A SUA IMPORTÂNCIA NO ÂMBITO EDUCACIONAL E SOCIAL: A Prática De Educacional e Social. A LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS E A SUA IMPORTÂNCIA NO ÂMBITO EDUCACIONAL E SOCIAL: A Prática De Educacional e Social. Autor Elma Felipe de Araujo Ferreira da Silva Pedagogia Faculdade De Ensino Superior

Leia mais

Decreto Lei de LIBRAS

Decreto Lei de LIBRAS Decreto Lei de LIBRAS Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.626, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2005. Regulamenta a Lei no 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe

Leia mais

INCLUSÃO E ACESSIBILIDADE. Pró-Reitoria de Gestão com Pessoas Unifesp

INCLUSÃO E ACESSIBILIDADE. Pró-Reitoria de Gestão com Pessoas Unifesp INCLUSÃO E ACESSIBILIDADE Pró-Reitoria de Gestão com Pessoas Unifesp Fonte: SIAPE Fonte: SIAPE Fonte: SIAPE Fonte: SIAPE Fonte: SIAPE Servidores, com deficiência, aposentados (n = 5) Fonte: SIAPE Lei Brasileira

Leia mais

Relatório sobre as interpretações de Libras nas Audiências Públicas da Prefeitura de Salvador para discussão do PPDU

Relatório sobre as interpretações de Libras nas Audiências Públicas da Prefeitura de Salvador para discussão do PPDU Relatório sobre as interpretações de Libras nas Audiências Públicas da Prefeitura de Salvador para discussão do PPDU O Tradutor e Intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras) em seu espaço de atuação

Leia mais

Acessibilidade na TV. Portaria MC 310/2006 alterada pela Portaria MC 188/2010. Portaria MC 312 de 26 de junho de 2012. Repórter Brasília amanheceu

Acessibilidade na TV. Portaria MC 310/2006 alterada pela Portaria MC 188/2010. Portaria MC 312 de 26 de junho de 2012. Repórter Brasília amanheceu Acessibilidade na TV Portaria MC 310/2006 alterada pela Portaria MC 188/2010 Portaria MC 312 de 26 de junho de 2012. Repórter Brasília amanheceu Recursos de Acessibilidade para TV Legenda Oculta (Closed

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES GRUPO DE TRABALHO INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊCIA. agosto 2006-2007

RELATÓRIO DE ATIVIDADES GRUPO DE TRABALHO INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊCIA. agosto 2006-2007 RELATÓRIO DE ATIVIDADES GRUPO DE TRABALHO INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊCIA agosto 2006-2007 Composição: Titulares Ricardo Magalhães de Mendonça PRM/Imperatriz/MA Adriana da Silva Fernandes PR/SP José

Leia mais

Secretaria Municipal de Educação Claudia Costin Subsecretária Helena Bomeny Instituto Municipal Helena Antipoff Kátia Nunes

Secretaria Municipal de Educação Claudia Costin Subsecretária Helena Bomeny Instituto Municipal Helena Antipoff Kátia Nunes Secretaria Municipal de Educação Claudia Costin Subsecretária Helena Bomeny Instituto Municipal Helena Antipoff Kátia Nunes Instituto Municipal Helena Antipoff Educação Especial no Município do Rio de

Leia mais

HABILITAÇÃO E REABILITAÇÃO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NA PERSPECTIVA DA SAÚDE

HABILITAÇÃO E REABILITAÇÃO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NA PERSPECTIVA DA SAÚDE HABILITAÇÃO E REABILITAÇÃO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NA PERSPECTIVA DA SAÚDE AUTORES: Renatha de Carvalho (renathacfisio@gmail.com), Andréa de Jesus Lopes (andrealopesfisio@gmail.com. CER II

Leia mais

Diagnóstico, Projecto e Implementação

Diagnóstico, Projecto e Implementação GERA foi criado em 2005 pela Ataraxia é e o primeiro Gabinete de Engenharia de Reabilitação e Acessibilidade, especializado em deficiência visual, em Portugal. Este Gabinete visa o projecto, desenvolvimento

Leia mais

EVESP Escola Virtual de Programas Educacionais do Estado de São Paulo

EVESP Escola Virtual de Programas Educacionais do Estado de São Paulo EVESP Escola Virtual de Programas Educacionais do Estado de São Paulo Secretaria da Educação Maior rede de ensino do Brasil: aproximadamente 5.400 escolas 240.000 professores 60.000 servidores mais de

Leia mais

EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº. CONCESSÃO DO SERVIÇO DE TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO URBANO NO MUNICÍPIO DE BLUMENAU

EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº. CONCESSÃO DO SERVIÇO DE TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO URBANO NO MUNICÍPIO DE BLUMENAU EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº. CONCESSÃO DO SERVIÇO DE TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO URBANO NO MUNICÍPIO DE BLUMENAU ANEXO I.5 ESPECIFICAÇÃO BÁSICA PARA A DISPONIBILIZAÇÃO DE SERVIÇO DE ATENDIMENTO A PESSOAS

Leia mais

Tecnologia Assistiva Evento: I Encontro Multidisciplinar da Saúde DeVry - Metrocamp 14/06/ Ronaldo Barbosa

Tecnologia Assistiva Evento: I Encontro Multidisciplinar da Saúde DeVry - Metrocamp 14/06/ Ronaldo Barbosa Tecnologia Assistiva Evento: I Encontro Multidisciplinar da Saúde DeVry - Metrocamp 14/06/2017 - Ronaldo Barbosa Tecnologia Assistiva Tecnologia Assistiva é um termo ainda novo, utilizado para identificar

Leia mais

NADA MAIS DE FICHAS IMPRESSAS, FALTA DE PADRÃO NO PREENCHIMENTO E ACÚMULO DE MATERIAL.

NADA MAIS DE FICHAS IMPRESSAS, FALTA DE PADRÃO NO PREENCHIMENTO E ACÚMULO DE MATERIAL. NADA MAIS DE FICHAS IMPRESSAS, FALTA DE PADRÃO NO PREENCHIMENTO E ACÚMULO DE MATERIAL. O Aplicativo MAS contém as fichas do atendimento básico e o Portal MAS possui recursos para que o gestor acompanhe

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA GABINETE DO MINISTRO. PORTARIA n, de 08 de fevereiro de 2007

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA GABINETE DO MINISTRO. PORTARIA n, de 08 de fevereiro de 2007 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA GABINETE DO MINISTRO PORTARIA n, de 08 de fevereiro de 2007 Regulamenta as disposições da Lei n 8.069, de 13 de julho de 1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA), da Lei

Leia mais

PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA ACESSIBILIDADE Campus Universitário de Tubarão AS BARREIRAS ATITUDINAIS NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA.

PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA ACESSIBILIDADE Campus Universitário de Tubarão AS BARREIRAS ATITUDINAIS NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA. PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA ACESSIBILIDADE Campus Universitário de Tubarão AS BARREIRAS ATITUDINAIS NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA. O QUE É... A vida é cheia de obstáculos. Mas muitos não sabem que muitos

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA INSCRIÇÃO DE CANDIDATOS AO CURSO TÉCNICO EM ENFERMAGEM

ORIENTAÇÕES PARA INSCRIÇÃO DE CANDIDATOS AO CURSO TÉCNICO EM ENFERMAGEM ORIENTAÇÕES PARA INSCRIÇÃO DE CANDIDATOS AO CURSO TÉCNICO EM ENFERMAGEM A ASSOCIAÇÃO HOSPITALAR MOINHOS DE VENTO (AHMV) comunica as orientações sobre a inscrição de candidatos para participação no processo

Leia mais

REGULAMENTO NÚCLEO DE ATENDIMENTO EDUCACIONAL AO DISCENTE FACULDADE CNEC ILHA DO GOVERNADOR

REGULAMENTO NÚCLEO DE ATENDIMENTO EDUCACIONAL AO DISCENTE FACULDADE CNEC ILHA DO GOVERNADOR REGULAMENTO NÚCLEO DE ATENDIMENTO EDUCACIONAL AO DISCENTE FACULDADE CNEC ILHA DO GOVERNADOR Núcleo de Atendimento Educacional ao Discente NAED Regulamento CAPÍTULO I DA NATUREZA E OBJETIVOS DO NAED Art.

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE APOIO À ACESSIBILIDADE NA FACULDADE EVANGELICA DE RUBIATABA

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE APOIO À ACESSIBILIDADE NA FACULDADE EVANGELICA DE RUBIATABA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE APOIO À ACESSIBILIDADE NA FACULDADE EVANGELICA DE RUBIATABA CONSELHO DO NÚCLEO DE APOIO A ÀCESSIBILIDADE Walter Júnior Jovêncio de Faria Coordenador do Núcleo de Acessibilidade

Leia mais

A Acessibilidade aos Surdos nas Propagandas Eleitorais do Amapá nas Eleições de

A Acessibilidade aos Surdos nas Propagandas Eleitorais do Amapá nas Eleições de A Acessibilidade aos Surdos nas Propagandas Eleitorais do Amapá nas Eleições de 2014 1 Fabrício da Silva ANANIAS 2 Tatiana Jácome Tork 3 Faculdade Estácio, Macapá, AP. Resumo As eleições aos cargos políticos

Leia mais

Resolução CNJ nº 230/2016

Resolução CNJ nº 230/2016 Art. 3º A fim de promover a igualdade, adotar-se-ão, com urgência, medidas apropriadas para eliminar e prevenir quaisquer barreiras urbanísticas, arquitetônicas, nos transportes, nas comunicações e na

Leia mais