Como as informações positivas ajudam o processo de cotação de seguros. Angra dos Reis RJ Novembro 2008

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Como as informações positivas ajudam o processo de cotação de seguros. Angra dos Reis RJ Novembro 2008"

Transcrição

1 Como as informações positivas ajudam o processo de cotação de seuros Anra dos Reis RJ Novembro 2008

2 Experian Experiência lobal, inteliência e dedicação local. Operação em 36 países com clientes em mais de 60 países Operamos 14 bureaus de crédito incluindo os 3 maiores do mundo. Mais de funcionários. Mais de soluções entreues. Mais de 2 bilhões de contas escoradas. Mais de 5 bilhões de decisões todos os anos. Nossas soluções viabilizam: US$ 150 bilhões de novos empréstimos por ano. US$ 600 bilhões em crédito já concedido. Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 2

3 Soluções completas para Seuradoras Cliente Corretor Seuradora Serasa Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 3

4 Informações para todas as fases do seuro Prospecção Renovação Cotação Precificação Aceite Emissão Gestão da Carteira Mailin qualificado Scorin de prospecção Dados Cadastrais, Análise Anti- Fraude, Dados Positivos, Score Positivo Validação de dados cadastrais, Certificado Diital Rentabilidade Cancelamento Renovação Reulação Análise Anti-fraude Análise de Risco e Restritivos Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 4

5 Análise de Risco Risco é a incerteza do resultado do neócio com relação aos anhos e perdas e satisfação das partes envolvidas. Risco está relacionado as decisões de neócio em todas as suas fases. Gestão de Riscos é o enfoque estruturado que alinha estratéia, processos, pessoal, tecnoloia e conhecimento, com o objetivo de avaliar e erenciar as incertezas como forma de criação de valor. Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 5

6 Análise de risco Proposta + de 100 Variáveis Variáveis adicionais Sinistros Restritivos Marca, modelo Reião, CEP Ano Combustível Número de portas... Dados cadastrais Dados comportamentais Dados Positivos Score Positivo Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 6

7 Conceito de Informação Positiva INFORMAÇÕES POSITIVAS Compromissos assumidos Hábitos de paamento Apresenta o valor total da dívida assumida pelo consumidor. Apresenta o valor mensal já vencido e a vencer de cada compromisso: Crédito Pessoal, CDC Cartão de Crédito Cheque Especial Crédito Imobiliário Cheques Pré-datados Seuros, Outros Apresenta a pontualidade mensal dos paamentos já efetuados pelo consumidor nos últimos 2 anos. O hábito de paamento é apresentado separadamente para cada compromisso assumido.

8 Exemplo de Consulta Dados Positivos COMPROMISSOS COMPROMISSO QTDE PARCELAS QTDE PARC PARC VALOR PAGAS 10 VALOR SEQ MODALIDADE VENC Ñ MESES AGO/ 2008 SET/ 2008 OUT/2008 NOV/ 2008 DEZ/ 2008 PAGAS A SEGURO AUTOMOVEL 0 0, ,00 220,00 220,00 220,00 *220,00 *220,00 B CREDITO IMOBILIARIO , , , ,00 *1300,00 *1300,00 *1300,00 C CREDITO DIRETO 0 0, ,00 150,00 150,00 *150,00 *150,00 0,00 TOTAL , , , , , , ,00 Quando houver asterisco (*) no valor de uma parcela, sinifica que ela é uma parcela prevista.

9 Exemplo de Consulta Dados Positivos MODALIDADE - SEGURO AUTOMOVEL Modalidade : SEGURO AUTOMOVEL Valor Premio : 1690,00 Início Vi : 02/01/2007 Seuradora : Valor Entrada : 0,0 Primeiro vencto : 15/01/2007 Apólice : Valor parc : 220,00 Último vencto : 15/12/2008 Quantidade parc : 002 Imp Seurada : 26000,00 Periodicidade : MENSAL Nº da 1ª parc : 001 Bonus : 10% Bem : PEUGEOT 206 SOLEIL V 2004 Qtde Parcelas à vencer : 2 Qtde Parcelas venc não paas : 0 Saldo : 440,0 Saldo : 0,0 Data próx venc : 15/11/2008 Dias atraso : MAIOR ATRASO ACUMULADO RESUMO PONTUALIDADE HÁBITO DE PAGAMENTO Qtde Valor Data Qtde ,0 00/ Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 9

10 Exemplo de Consulta Dados Positivos HÁBITO DE PAGAMENTO MODALIDADE AV RESUMO DE PONTUALIDADE HÁBITO DE PAGAMENTO VENCIDOS ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO QTDE QTDE VALOR SEGURO AUTOMOVEL ,00 15/10/2008 CREDITO IMOBILIARIO S ,00 12/10/2008 CDC ,00 18/10/2008 Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 10

11 Análise restritiva é parte da análise de risco Apenas 15% dos CPFs possuem apontamento neativo 85% dos CPFs têm riscos diversos, muitas vezes maiores Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 11

12 Análise de Risco Relevante para todos os neócios Caráter É a intenção do devedor em assumir seus compromissos. Reflete suas tendências, se refere à idoneidade do cliente no mercado. Capacidade É a capacidade financeira e habilidade do tomador em comprometer suas fontes de receitas para atender aos compromissos assumidos. Capital Mede a situação financeira do tomador do crédito. Analisa a composição dos recursos, tanto qualitativamente, como quantitativamente. Válida para todos Seuros Válida para todos Seuros Válida para todos Seuros Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 12

13 Análise de Risco Relevante para todos os neócios Conlomerado Analisa o risco das relações societárias do proponente ao neócio. Válida para aluns Seuros Colateral Analisa os níveis de arantias para o neócio. Válida para aluns Seuros Condições Se referem ao ambiente em que o proponente está inserido. Analisa o risco de modificações no cenário micro e macroeconômico no qual ele está inserido. Válida para todosseuros Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 13

14 Análise de Risco Informações disponíveis Relevante para todos os neócios Score Positivo Dados Positivos Confirmar Identidade Validar, atualizar dados Análise Anti Fraude Restritivos Relações Societárias Contratos em vior Hábito de pato. Risco Fraude Risco Financeir o Risco Grupo Risco Comprometimento Risco Comportamento Caráter Capital Capacidade Colateral Conlomerado Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 14

15 Tendência de cotação online: Seuradora e Serasa Consulta off line Demora mais e pode sinificar perda de cliente. A recusa pode causar desaste na relação do corretor com o cliente. Precificação não usa variáveis de risco de crédito e mercado. Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 15

16 Tendência de cotação online: Seuradora e Serasa Consulta online É rápida, mais competitiva. Nunca recusa. Valor do prêmio ajustado ao risco. Precificação usa variáveis de risco de crédito e mercado. Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 16

17 Momento ideal para consulta à Serasa Prospecção Renovação Cotação Precificação Aceite Emissão Gestão da Carteira Reulação Consulta Restritivos Dados Cadastrais Dados Positivos Consulta Restritivos

18 Soluções de Scorin Serasa CARACTERÍSTICAS Risco Potencial Pontuação de 0 a Quanto menor o scorin maior é o risco. Baixo Alto Avalia a probabilidade de inadimplência Médio Médio em 6 ou 12 meses. Soluções associadas ao Credit Bureau Alto Baixo Serasa. 0 (zero) Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 18

19 Score Nacional de Crédito Sistema para avaliação de risco de crédito. Modelo com ou sem Dados Positivos. Composto por modelos híbridos que compartilham diferentes metodoloias: Reressão Loística, Redes Neurais e Reressão Multinomial. Usa dados de participação societária para compor o risco da pessoa física. Modelo flexível quanto sua utilização. Avalia a probabilidade de um CPF tornar-se inadimplente no mercado em 12 meses. Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 19

20 Scorin Auto Sinistro Quantifica o risco a partir das características do seurado e do veículo. Compostos por dois modelos estatísticos: Modelo 1 a probabilidade de ocorrência de sinistro. Modelo 2 severidade do sinistro. Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 20

21 Relevância das Informações Positivas Risco de Default em relação ao Risco Médio Quantidade de Compromissos 0 30% 55% 86% 171% Quanto maior a quantidade de compromissos assumidos, maior o risco de inadimplência. -20% ou mais compromissos Quantidade de Paamentos em Dia -48% -26% -18% -10% de 3 a 5 de 6 a 10 de 11 a 20 Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 21 mais que 20 Quanto mais paamentos em dia o consumidor apresenta, menor o seu risco em relação à média.

22 Relevância das Informações Comportamentais Risco de Default em relação ao Risco Médio Histórico de Inadimplência ncia -30% 5 ou mais % 104% 122% 130% 162% A intensidade de Anotações Resolvidas está diretamente relacionada ao risco de crédito. Consultas a Crédito -18% % 36% 55% 67% Quanto maior o volume de busca a crédito maior é o risco. 5 ou Mais 98% Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 22

23 Soluções Anti - Fraudes Base de Inconsistências Alerta em Neócios AlertScorin Troca de dados entre as Seuradoras Recebimento de até 33 mensaens de alerta Pontuação de risco de fraude Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 23

24 Base de Inconsistências Base de dados contendo propostas fraudulentas e de suspeitas de fraude. É um alerta, não define a fraude. INDICA a necessidade de se realizar análise/confirmação mais detalhada sobre os dados da proposta. Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 24

25 Base de Inconsistências Se. A Dados de Propostas suspeitas Base de Inconsistências Bancos Financeiras Se. B Seuradoras Telecom Se. C Consórcio Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 25

26 Alerta em Neócios - Mensaens Data de nascimento diferente na Serasa CPF emitido após n anos de idade Grafia do titular mais de 20% diferente na Serasa Grafia da mãe mais de 20% diferente na Serasa CPF informou roubo de cheques na Serasa em dd/mm/aa n CPFs neativados com mesma rafia e data de nascimento CPF com n1 sustações nos últimos n2 meses n reistros de consulta nos últimos 4 meses CPF com participação societária em n diferentes empresas Nova! Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 26

27 Alerta em Neócios - Mensaens CPF consta em base de óbitos desde dd/mm/aa CPF consta em base de óbitos desde dd/mm/aa (atribuição do CPF realizada pela Serasa) Renda informada acima da renda presumida máxima Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 27

28 Alerta em Neócios - Mensaens CPF e Endereço informados não encontrados no processo de emissão de carta PEFIN/REFIN CPF informado não encontrado no processo de emissão de carta PEFIN/REFIN Endereço informado não encontrado no processo de emissão de carta PEFIN/REFIN CPF com n1 mudanças de endereço nos últimos n2 meses Endereço alterado nos últimos n dias n CPFs para o mesmo endereço Inconsistência entre CEP e DDD informados Inconsistência entre CEP e Cidade informados n endereços diferentes para o mesmo telefone Nova! Nova! Endereço informado consta em endereços anteriores

29 Alerta em Neócios - Mensaens Fone residencial alterado nos últimos n dias Constam n telefones para o CPF informado n telefones diferentes para o mesmo endereço Telefone informado consta em telefones anteriores n CPFs para o mesmo telefone Telefone instalado nos últimos n meses Nova! Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 29

30 AlertScorin Solução baseada em modelaem matemática com aplicação de redes neurais para detecção de fraudes de subscrição e auto-fraude. Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 30

31 AlertScorin Possível estratéia: Não conceder crédito a clientes de score abaixo de 200 Valor de fraudes evitado: R$ Valor de marem de clientes reais perdida: R$ Valor areado: R$ Aumento na lucratividade da carteira = 8,8% Experian Information Solutions, Inc, 2007, All rihts reserved, 31

32 Fim, obriado. Entre em contato Ivan Franzolim Gerente de Semento Alexandre Gazzani Diretor Corporativo

Credit Bureau. Manual do Produto

Credit Bureau. Manual do Produto Credit Bureau Manual do Produto Índice O que é 04 Como Acessar 05 1 - Tipo de Relatório 06 2 - Consulta de Mais de Um Documento ao Mesmo Tempo 07 3 - Dados do Documento 07 4 - Informações do SPC Brasil

Leia mais

TABELA DE PREÇOS - CONSUMO MÍNIMO DE R$ 1.800,00 - ANEXO 1

TABELA DE PREÇOS - CONSUMO MÍNIMO DE R$ 1.800,00 - ANEXO 1 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PME Premium 4 TABELA DE PREÇOS - CONSUMO MÍNIMO DE R$ 1.800,00 - ANEXO 1 Este anexo é parte integrante do contrato assinado entre a CONTRATADA e a CONTRATANTE, referente

Leia mais

Pontuação: 125 probabilidade média de inadimplência na faixa de 101 a 150: 22,50%

Pontuação: 125 probabilidade média de inadimplência na faixa de 101 a 150: 22,50% Confidencial Para: J&R 28/03/2014 11:05 Versão 2.12.1 RELATO RELATÓRIO DE COMPORTAMENTO EM NEGÓCIOS DISPLAY COMERCIO E DISTRIBUIO EIRELI EPP CNPJ: 19.728.709/0001-36 VALORES EM REAIS 28/03/2014 11:05:22

Leia mais

Serasa Experian. Cadastro Positivo. fernanda.monnerat@br.experian.com. fernanda.monnerat@br.experian.com

Serasa Experian. Cadastro Positivo. fernanda.monnerat@br.experian.com. fernanda.monnerat@br.experian.com Serasa Experian Cadastro Positivo fernanda.monnerat@br.experian.com fernanda.monnerat@br.experian.com Inadimplência das Empresas no Brasil Empresas negativadas: 3,9 Milhões de Junho/15 x 3,5 milhões Junho/14

Leia mais

Cadastro Positivo. Mariana Macri

Cadastro Positivo. Mariana Macri Mariana Macri Julho/2013 Agenda Benefícios O que é Principais Pontos da Legislação Abertura/Cancelamento Papel e Apoio da Serasa Experian 2 Benefícios Benchmarking 3 Benefícios O cadastro positivo traz

Leia mais

CADASTRO POSITIVO. Ricardo Loureiro Diretor de Produtos PF

CADASTRO POSITIVO. Ricardo Loureiro Diretor de Produtos PF CADASTRO POSITIVO Ricardo Loureiro Diretor de Produtos PF AGENDA O QUE É O BUREAU POSITIVO IMPORTÂNCIA E EFEITOS SOBRE O CRÉDITO BENCHMARKING EXPECTATIVAS DE UTILIZAÇÃO NOS NEGÓCIOS EXPERIÊNCIAS DA SERASA

Leia mais

A gente trabalha para você crescer

A gente trabalha para você crescer A gente trabalha para você crescer Índice 3 Sobre a Serasa Experian 5 Visão e Missão Serasa Experian 7 Presença global 7 Agências Serasa Experian no Brasil 9 Unidades de Negócios 11 Soluções para os desafios

Leia mais

Descrição - Consulta PF

Descrição - Consulta PF - PF CONFIRME (PF) SPC LOCALIZA PF Renda Presumida SPC SPC IMOBILIÁRIO Limite de Crédito Sugerido SPC Top Física SPC Top Física + Confirmação dos dados cadastrais do documento consultado, alerta de documentos,

Leia mais

CRÉDITO CONSIGNADO ITAÚ. Procedimento de Rescisão de Funcionários

CRÉDITO CONSIGNADO ITAÚ. Procedimento de Rescisão de Funcionários Data de Atualização: 08/10/2009 CRÉDITO CONSIGNADO ITAÚ Procedimento de Rescisão de Funcionários Itaú Bankline Empresa Versão Outubro de 2009 ÍNDICE ETAPA 1 INTRODUÇÃO... 03 ETAPA 2 CADASTRO DE RESCISÃO...

Leia mais

BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Co-Branded Chevrolet Card

BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Co-Branded Chevrolet Card BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Co-Branded Chevrolet Card Conceito e Características do Cartão de Crédito O cartão de crédito Chevrolet Card de uso doméstico e/ou

Leia mais

6. O KOERICH poderá criar outras categorias de relacionamento, como Cartões de Crédito, Débito, Convênio ou Presente.

6. O KOERICH poderá criar outras categorias de relacionamento, como Cartões de Crédito, Débito, Convênio ou Presente. REGULAMENTO DO CLUBE GENTE NOSSA 1. O CLUBE GENTE NOSSA (adiante "CGN"), criado, desenvolvido e administrado por Eugênio Raulino Koerich S/A - Comércio e Indústria (adiante KOERICH ), será o meio pelo

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO AÇÃO BÔNUS CELULAR CARTÃO PAN

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO AÇÃO BÔNUS CELULAR CARTÃO PAN REGULAMENTO DA PROMOÇÃO AÇÃO BÔNUS CELULAR CARTÃO PAN 1. OBJETO 1.1. Este Regulamento estabelece as condições da Promoção Ação Bônus Celular Cartão Pan ( PROMOÇÃO ), promovida pelo BANCO PAN S.A., destinada

Leia mais

Como combater fraudes e minimizar a inadimplência no processamento de cartões Private Label

Como combater fraudes e minimizar a inadimplência no processamento de cartões Private Label Como combater fraudes e minimizar a inadimplência no processamento de cartões Private Label São Paulo, abril de 2007 Ricardo Loureiro Diretor de Produtos AGENDA Objetivo Contexto de mercado Gestão do Ciclo

Leia mais

FICHA CADASTRAL. Empreendimento: Box: Imobiliária: Gerente: Corretor: CÓDIGO: FCO 001.05 ELABORAÇÃO: CLARISSE XAVIER APROVAÇÃO: JULIANO MELNICK

FICHA CADASTRAL. Empreendimento: Box: Imobiliária: Gerente: Corretor: CÓDIGO: FCO 001.05 ELABORAÇÃO: CLARISSE XAVIER APROVAÇÃO: JULIANO MELNICK FICHA CADASTRAL Empreendimento: Torre: Imobiliária: Gerente: Corretor: Unidade: Box: PÁGINA: 01 de 06 PROPONENTE - 1º Comprador (Se pessoa jurídica, dados do representante da empresa) Data de Pagamento:

Leia mais

O Novo Cenário do Crédito com o Cadastro Positivo. Laércio de Oliveira Pinto Head Cadastro Positivo

O Novo Cenário do Crédito com o Cadastro Positivo. Laércio de Oliveira Pinto Head Cadastro Positivo O Novo Cenário do Crédito com o Cadastro Positivo Laércio de Oliveira Pinto Head Cadastro Positivo Agenda 1 Cadastro Positivo: como estamos 2 O que muda no novo cenário 3 Benefícios do Cadastro Positivo

Leia mais

Ficha Cadastro Pessoa Física

Ficha Cadastro Pessoa Física Grau de sigilo #00 Em se tratando de mais de um titular, preencher uma ficha para cada um. Caso necessário, utilize outra ficha para completar os dados. Dados da Conta na CAIXA Cód. agência Nome da agência

Leia mais

Consórcio Nacional Volkswagen Manual do Sistema CCO CONSÓRCIO - Pessoa Física CCO CONSÓRCIO CENTRAL DE CRÉDITO ON-LINE

Consórcio Nacional Volkswagen Manual do Sistema CCO CONSÓRCIO - Pessoa Física CCO CONSÓRCIO CENTRAL DE CRÉDITO ON-LINE Consórcio Nacional Volkswagen Manual do Sistema CCO CONSÓRCIO - Pessoa Física CCO CONSÓRCIO CENTRAL DE CRÉDITO ON-LINE Histórico do Documento Tipo de Norma: Manual Operacional Número: 18 Departamento Responsável:

Leia mais

Operações de Desconto LAYOUT TÉCNICO HSBC PADRÃO CNAB 400

Operações de Desconto LAYOUT TÉCNICO HSBC PADRÃO CNAB 400 Operações de Desconto LAYOUT TÉCNICO HSBC PADRÃO CNAB 400 Versão: JULHO/2007 01 Índice APRESENTAÇÃO Pág. 2 NOTAS PRELIMINARES Estrutura dos Arquivos Padrão CNAB Especificações Técnicas Gerais dos Arquivos

Leia mais

Relação de Documentos para Análise. Constam os documentos PESSOA JURIDICA: SIM NÃO

Relação de Documentos para Análise. Constam os documentos PESSOA JURIDICA: SIM NÃO Nome da Empesa: CNPJ: Contato: Telefone: Relação de Documentos para Análise Constam os documentos PESSOA JURIDICA: SIM NÃO 1 Ficha cadastral e Autorização de Consulta de Restritivos assinada (Anexo); 2

Leia mais

Consultas ao SCPC Campo Belo(ASSOCIADOS)

Consultas ao SCPC Campo Belo(ASSOCIADOS) Consultas ao SCPC Campo Belo(ASSOCIADOS) Opção Tipo de Consulta Finalidade Preço (R$) 570 SCPC CCF (Cheque) Esta modalidade de consulta é freqüentemente utilizada para consulta de cheque sem fundos Banco

Leia mais

Ref.: Demonstrações Contábeis de 2013

Ref.: Demonstrações Contábeis de 2013 Ao Morro do Chapéu Golfe Clube Belo Horizonte, 28 de fevereiro de 2014. Ref.: Demonstrações Contábeis de 2013 Anexamos às seguintes demonstrações: 1. Balanço Patrimonial: apresenta a situação patrimonial

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA FINANCIAMENTO

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA FINANCIAMENTO DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA FINANCIAMENTO Ficha de Cadastro devidamente preenchida. Cópia do RG e CPF. Quando for casado, de ambos. (Frente e verso do mesmo lado da folha) Cópia da carteira de trabalho.

Leia mais

Nota Fiscal Eletronica:

Nota Fiscal Eletronica: Nota Fiscal Eletronica: Sistema de gestão do imposto sobre serviço de qualquer natureza, ISSQN, onde é controlada toda a escrituração dos contribuintes, e acompanhando a arrecadação do tributo através

Leia mais

Guia Personnalité IR 2011

Guia Personnalité IR 2011 Guia Personnalité IR 2011 Índice Imposto de Renda 2011... 03 Obrigatoriedade de entrega da declaração... 04 Orientações gerais... 04 Formas de entrega... 05 Multa pelo atraso na entrega... 05 Imposto a

Leia mais

REGULAMENTO CLUBE DE RELACIONAMENTO DROGARIA CATARINENSE

REGULAMENTO CLUBE DE RELACIONAMENTO DROGARIA CATARINENSE REGULAMENTO CLUBE DE RELACIONAMENTO DROGARIA CATARINENSE 1. PROGRAMA DE RELACIONAMENTO 1.1. O presente instrumento tem por objetivo regulamentar a participação dos clientes da COMPANHIA LATINO AMERICANA

Leia mais

FICHA CADASTRAL PESSOA FÍSICA

FICHA CADASTRAL PESSOA FÍSICA FICHA CADASTRAL PESSOA FÍSICA DADOS GERAIS DO TITULAR 01. NOME 02. Nº PF (USO MODAL) 03. DATA ABERTURA (USO MODAL) 04. CPF 05. IDENTIDADE 06. ÓRGÃO EXPED. 07. UF EXPED. 08. DATA EXPED. 09. DATA NASCIMENTO

Leia mais

PME & E PEQUENAS, MÉDIAS EMPRESAS E ENTIDADES

PME & E PEQUENAS, MÉDIAS EMPRESAS E ENTIDADES O QUE É CRÉDITO? A palavra crédito vem do latim CREDERE, que significa "acreditar" ou "confiar"; ou seja, quando você concede crédito para o seu cliente é porque confia que ele vai quitar o compromisso

Leia mais

Banco Western Union do Brasil S.A.. Relatório de Gerenciamento de Risco de Crédito Data base 30/12/2013

Banco Western Union do Brasil S.A.. Relatório de Gerenciamento de Risco de Crédito Data base 30/12/2013 Banco Western Union do Brasil S.A.. Relatório de Gerenciamento de Risco de Crédito Data base 30/12/2013 Índice 1. Introdução... 2 2. Risco de Crédito... 2 2.1. Gerenciamento de Risco de Crédito... 2 2.2.

Leia mais

Cenário e Tecnologias de Crédito ANDAP

Cenário e Tecnologias de Crédito ANDAP Cenário e Tecnologias de Crédito ANDAP AGENDA NOSSA PROPOSTA DE VALOR CICLO DE CRÉDITO CONCESSÃO GESTÃO DE CARTEIRA FRAUDE COBRANÇA Grupo Experian Experiência global, inteligência e dedicação locais No

Leia mais

Seguro Garantia. Trial Brazil

Seguro Garantia. Trial Brazil Seguro Garantia Quem é quem no Seguro Garantia? Tomador: É o fornecedor de serviço/produto do contratante(pagador do prêmio). Segurado: É o contratante do fornecedor de serviço/produto(receptor do seguro

Leia mais

Valor. Cód. PRODUTO. 13 SPC Mix. 240 SPC Mix Mais. 241 SPC Mix Mais + Participação em empresas. 242 SPC Mix Mais + Ação

Valor. Cód. PRODUTO. 13 SPC Mix. 240 SPC Mix Mais. 241 SPC Mix Mais + Participação em empresas. 242 SPC Mix Mais + Ação Cód. PRODUTO 13 SPC Mix 240 SPC Mix Mais 241 SPC Mix Mais + empresas 242 SPC Mix Mais + Ação 243 SPC Mix Mais + Ação + Participação em empresas 244 SPC Mix Mais + Score 3 245 SPC Mix Mais + Score 12 246

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS CONTRATO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL

CONDIÇÕES GERAIS CONTRATO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL 24170-3 (FL. 1/4) SF 06/11 Via única CONDIÇÕES GERAIS CONTRATO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL Estas são as condições gerais do Empréstimo Pessoal, solicitado e contratado por você. Leia atentamente estas condições

Leia mais

DADOS DO MUTUÁRIO NASCIMENTO ORGÃO EMISSOR EMITIDO EM TELEFONE RECADO CELULAR CIDADE ESTADO BAIRRO DADOS DO FINANCIAMENTO

DADOS DO MUTUÁRIO NASCIMENTO ORGÃO EMISSOR EMITIDO EM TELEFONE RECADO CELULAR CIDADE ESTADO BAIRRO DADOS DO FINANCIAMENTO PROPOSTA web nº LOJA FILIAL Vendedor DATA DADOS DO MUTUÁRIO CPF NASCIMENTO NOME: RG ORGÃO EMISSOR EMITIDO EM SEXO EST CIVIL PAI MÃE NATURALIDADE UF NACIONALIDADE TELEFONE RECADO CELULAR ENDEREÇO NUMERO

Leia mais

CONTRATO CONTA DE DEPÓSITOS PESSOA FÍSICA CNPJ 20.961.629/0001-05

CONTRATO CONTA DE DEPÓSITOS PESSOA FÍSICA CNPJ 20.961.629/0001-05 CONTRATO CONTA DE DEPÓSITOS PESSOA FÍSICA 1 - DADOS DA INSTITUIÇÃO FINANCEIRA Nº Cooperativa PAC 4031 00 Nome CECM DOS COLABORADORES CVRD LTDA 2 - DADOS PESSOAIS Nome 1 titular CNPJ 20.961.629/0001-05

Leia mais

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 06/2012 VALE TRANSPORTE

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 06/2012 VALE TRANSPORTE INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 06/2012 VALE TRANSPORTE A GERENTE GERAL DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS, no uso de suas atribuições deliberadas pela Portaria SE Nº 1495, de 01/03/2011, resolve tornar pública esta

Leia mais

Desdobramento da estratégia em indicadores de gestão. Palestrante: Paulo Ivan de Mello Gerente de Processos e Qualidade Serasa Experian

Desdobramento da estratégia em indicadores de gestão. Palestrante: Paulo Ivan de Mello Gerente de Processos e Qualidade Serasa Experian Desdobramento da estratégia em indicadores de gestão Palestrante: Paulo Ivan de Mello Gerente de Processos e Qualidade Serasa Experian A Experian No mundo líder de mercado Londres Nottingham Grupo de origem

Leia mais

Cadastro Positivo Um novo cenário para o crédito no Brasil Agenda

Cadastro Positivo Um novo cenário para o crédito no Brasil Agenda Cadastro Positivo Um novo cenário para o crédito no Brasil Julio Cesar Leandro Superintendente da Unidade de Negócios Business Information Cadastro Positivo Um novo cenário para o crédito no Brasil Agenda

Leia mais

ebook Grátis - Limpe seu nome passo a passo

ebook Grátis - Limpe seu nome passo a passo www.consultacpfonline.com.br ebook Grátis - Limpe seu nome passo a passo 2 1 - Cheque sem fundo O que é? O cheque é um título de crédito e também uma ordem de pagamento à vista. É considerado um título

Leia mais

Conheça o portfolio de soluções da Serasa para prevenção de fraudes de consumidores

Conheça o portfolio de soluções da Serasa para prevenção de fraudes de consumidores Conheça o portfolio de soluções da Serasa para prevenção de fraudes de consumidores Ricardo Loureiro Diretor de Produtos Pessoa Física Serasa TENDÊNCIAS DA INDÚSTRIA - Reflexos da Expansão do Crédito Expansão

Leia mais

ACIC. Associação Comercial e Industrial de Cerejeiras ACIC A Casa do Empresário. Nossa Missão: Representar a Classe Empresarial, oferecendo Soluções

ACIC. Associação Comercial e Industrial de Cerejeiras ACIC A Casa do Empresário. Nossa Missão: Representar a Classe Empresarial, oferecendo Soluções Associação Comercial e Industrial de Cerejeiras ACIC A Casa do Empresário. Nossa Missão: Representar a Classe Empresarial, oferecendo Soluções Empresariais aos associados VISANDO defender seus interesses

Leia mais

SEGURO PROTEÇÃO PREMIADA

SEGURO PROTEÇÃO PREMIADA Para facilitar o seu entendimento, resumimos as Condições Gerais para o SEGURO PROTEÇÃO PREMIADA CRED-SYSTEM Cartão PRIVATE LABEL, procedimentos e a documentação necessária para liquidação de Sinistro.

Leia mais

Banco Safra S.A. Tradição Secular de Segurança MANUAL DE TRANSFERÊNCIA DE ARQUIVOS. Desconto e Cessão de Crédito

Banco Safra S.A. Tradição Secular de Segurança MANUAL DE TRANSFERÊNCIA DE ARQUIVOS. Desconto e Cessão de Crédito Banco Safra S.A. Tradição Secular de Segurança MANUAL DE TRANSFERÊNCIA DE ARQUIVOS Desconto e Cessão de Crédito Versão: Maio/2014 Central de Suporte Pessoa Jurídica Grande São Paulo: (11) 3175-8248 - Fax

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL 1. FINALIDADE 1.1. Este Regulamento tem por finalidade disciplinar as concessões de empréstimos aos Participantes do Plano de Benefícios JMalucelli, administrado pelo

Leia mais

BANCO DO BRASIL S.A.

BANCO DO BRASIL S.A. BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Co-Branded Smiles Banco do Brasil S.A. Pessoas Físicas Correntistas e Não-Correntistas Características do Cartão de Crédito Smiles

Leia mais

Como oferto um lance. Clique nas opções abaixo para ser direcionado ao passo a passo: ATENDIMENTO. - Como oferto um lance?

Como oferto um lance. Clique nas opções abaixo para ser direcionado ao passo a passo: ATENDIMENTO. - Como oferto um lance? Clique nas opções abaixo para ser direcionado ao passo a passo: ATENDIMENTO - Como oferto um lance? - Como imprimo 2ª via de boleto ao cliente? - Como realizo uma transferência de cota? - Onde consulto

Leia mais

REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS

REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS ÍNDICE 1.0 - DOS EMPRÉSTIMOS...Página 2 2.0 - DA MODALIDADE... 2 3.0 - DOS LIMITES... 2 4.0 - DA CONCESSÃO... 3 5.0 - DOS PRAZOS... 4 6.0 - DA AMORTIZAÇÃO... 4

Leia mais

Passo a passo Aditamento a Contrato de Arrendamento Mercantil Cessão de Direitos e Obrigações.

Passo a passo Aditamento a Contrato de Arrendamento Mercantil Cessão de Direitos e Obrigações. Passo a passo Aditamento a Contrato de Arrendamento Mercantil Cessão de Direitos e Obrigações. Para dar início ao processo de transferência do contrato primeiramente é necessário preencher a proposta para

Leia mais

COBRANÇA ELETRÔNICA. Intercâmbio de Informações entre Bancos e Empresas. Padrão FEBRABAN/CNAB SIGCB 240 Posições SETEMBRO/2007

COBRANÇA ELETRÔNICA. Intercâmbio de Informações entre Bancos e Empresas. Padrão FEBRABAN/CNAB SIGCB 240 Posições SETEMBRO/2007 COBRANÇA ELETRÔNICA Intercâmbio de Informações entre Bancos e Empresas Padrão FEBRABAN/CNAB SIGCB 240 Posições SETEMBRO/2007 67.118 v006 micro 1 INDICE 1.0 Introdução... 03 1.1 Apresentação do Documento...

Leia mais

FACULDADE CESUMAR DE CURITIBA - EDITAL Nº 02/2016, de 29 de janeiro de 2016.

FACULDADE CESUMAR DE CURITIBA - EDITAL Nº 02/2016, de 29 de janeiro de 2016. FACULDADE CESUMAR DE CURITIBA - EDITAL Nº 02/2016, de 29 de janeiro de 2016. NORMAS DO PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NA FACULDADE CESUMAR DE CURITIBA EM 2016. A Faculdade Cesumar de Curitiba torna públicas

Leia mais

WESTERN UNION CORRETORA DE CÂMBIO S.A. E BANCO WESTERN UNION DO BRASIL S.A. ( WU BRASIL ) Relatório de Gerenciamento de Risco de Crédito

WESTERN UNION CORRETORA DE CÂMBIO S.A. E BANCO WESTERN UNION DO BRASIL S.A. ( WU BRASIL ) Relatório de Gerenciamento de Risco de Crédito WESTERN UNION CORRETORA DE CÂMBIO S.A. E BANCO WESTERN UNION DO BRASIL S.A. ( WU BRASIL ) Relatório de Gerenciamento de Risco de Crédito Data base 31/12/2014 WU Brasil Rua Tabapuã, 1227, 7º andar - Itaim

Leia mais

Combate a fraudes A experiência do Grupo Pão de Açúcar

Combate a fraudes A experiência do Grupo Pão de Açúcar Seminário GVcev "CRÉDITO e COBRANÇA: Diferencial competitivo no Varejo" Combate a fraudes A experiência do Grupo Pão de Açúcar Eduardo Maculan Ciclo de vida de uma fraude PREVENÇÃO DETECÇÃO REPRESSÃO ANÁLISE

Leia mais

CONHEÇA O PASSO-A-PASSO PARA UTILIZAÇÃO DO SEU RECURSO FGTS

CONHEÇA O PASSO-A-PASSO PARA UTILIZAÇÃO DO SEU RECURSO FGTS 0 1 CONHEÇA O PASSO-A-PASSO PARA UTILIZAÇÃO DO SEU RECURSO FGTS 1. INTRODUÇÃO... 2 2. A QUEM SE DESTINA?... 2 3. QUAIS EXIGÊNCIAS EU DEVO CUMPRIR PARA UTILIZAÇÃO DO FGTS?... 2 3.1 Do Imóvel...2 3.2 Do

Leia mais

CONTRATO PARTICULAR DE PARCERIA COMERCIAL

CONTRATO PARTICULAR DE PARCERIA COMERCIAL CONTRATO PARTICULAR DE PARCERIA COMERCIAL CÓDIGO DO CLIENTE: CONTRATANTE: Mult Tecnologia Eireli, empresa individual de responsabilidade limitada, legalmente constituída, inscrita no CNPJ sob o nº 38.038.006/0001-20,

Leia mais

Manual do sistema. Serasa Empresas Credito e Risco. Manual de operações. Belo Horizonte

Manual do sistema. Serasa Empresas Credito e Risco. Manual de operações. Belo Horizonte Manual do sistema Serasa Empresas Credito e Risco Manual de operações Belo Horizonte Agosto - 2007 Sumário Introdução ------------------------------------------3 Consulta --------------------------------------------4

Leia mais

MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE

MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE MUNICÍPIO DE ESTEIO SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-E MANUAL DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO ON-LINE Versão 1.0.5 Março/2014 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO... 6 2.

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA FINANCIAMENTO

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA FINANCIAMENTO DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA FINANCIAMENTO Ficha de Cadastro devidamente preenchida. Cópia do RG e CPF. Quando for casado, de ambos. (Frente e verso do mesmo lado da folha) Cópia da carteira de trabalho.

Leia mais

Cooperativa de Crédito Mutuo dos Praças e Oficiais da Policia Militar do Estado de São Paulo - Cooperacs - SP

Cooperativa de Crédito Mutuo dos Praças e Oficiais da Policia Militar do Estado de São Paulo - Cooperacs - SP POLÍTICA DE CRÉDITO MANUAL DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO C.C.M. DOS PRAÇAS E OFICIAIS DA PMESP COOPERACS SP Capítulo Seção Ítem Descrição 1 Apresentação 2 Linhas de Crédito 1 Empréstimo Parcelado 1 Conceituação

Leia mais

Manual do Usuário. SIGAI - versão 1.3. I Funcionalidades do Módulo Internet

Manual do Usuário. SIGAI - versão 1.3. I Funcionalidades do Módulo Internet Manual do Usuário SIGAI - versão 1.3 I Funcionalidades do Módulo Internet 1 Conteúdo PARTE1- MÓDULO INTERNET...4 ACESSANDO O SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ADOÇÃO INTERNACIONAL - SIGAI NA INTERNET...4 SOLICITAÇÃO

Leia mais

TERMO DE ADESÃO. Nome Data de Nasc. / / RG nº Órgão expedidor Data de Emissão / /

TERMO DE ADESÃO. Nome Data de Nasc. / / RG nº Órgão expedidor Data de Emissão / / ( )Plano GEAPSaúde II ( )Plano GEAP-Referência ( )Plano GEAPEssencial ( )Plano GEAPClássico Registro ANS n 458.004/08-4 Registro ANS n 455.830/07-8 Registro ANS n 455.835/07-9 Registro ANS n 456.093/07-1

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DO MARANHÃO PROGRAMA MARANHÃO MAIS MÚSICA

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DO MARANHÃO PROGRAMA MARANHÃO MAIS MÚSICA GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DO MARANHÃO PROGRAMA MARANHÃO MAIS MÚSICA EDITAL FAPEMA Nº 43/2013 MÚSICA PRORROGAÇÃO Atividades Datas Data

Leia mais

CNPJ/CÓD. CORRESP.: END.: TELEFONE: CIDADE UF CEP TELEFONE PARA RECADOS

CNPJ/CÓD. CORRESP.: END.: TELEFONE: CIDADE UF CEP TELEFONE PARA RECADOS CORRESPONDENTE NO PAÍS ORIGINADOR DA OPERAÇÃO: CNPJ/CÓD. CORRESP.: END.: TELEFONE: VALOR DA COMISSÃO PAGA AO CORRESPONDENTE: FICHA CADASTRAL INSS Banco Original S.A. AGENTE TERCEIRIZADO: CPF: END.: TELEFONE:

Leia mais

Manual para Cedentes com Sistema Próprio e utilização do Correspondente Bradesco Impressão Local

Manual para Cedentes com Sistema Próprio e utilização do Correspondente Bradesco Impressão Local Manual para Cedentes com Sistema Próprio e utilização do Correspondente Bradesco Impressão Local Cobrança Com Registro Com a cobrança registrada o usuário deverá enviar ao banco um registro dos documentos

Leia mais

CONSELHO CIENTÍFICO-ADMINISTRATIVO DA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E INOVAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO RESOLUÇÃO Nº 124, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014.

CONSELHO CIENTÍFICO-ADMINISTRATIVO DA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E INOVAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO RESOLUÇÃO Nº 124, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014. CONSELHO CIENTÍFICO-ADMINISTRATIVO DA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E INOVAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO RESOLUÇÃO Nº 124, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014. Regulamenta o Programa Institucional de Bolsas de Pós-graduação

Leia mais

INFORMAÇÃO CONFIDENCIAL

INFORMAÇÃO CONFIDENCIAL Manual Associado o acesso está autorizado exclusivamente o acesso está para autorizado Colaboradores exclusivamente do SPC para Brasil Colaboradores e Entidades. do SPC Brasil e Entidades. BOAS VINDAS

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE SEGURO SOCIAL - INSS ROTEIRO DE CRITÉRIOS PARA CONCESSÃO DOS EMPRÉSTIMOS CONSIGNADOS

INSTITUTO NACIONAL DE SEGURO SOCIAL - INSS ROTEIRO DE CRITÉRIOS PARA CONCESSÃO DOS EMPRÉSTIMOS CONSIGNADOS PUBLICO ALVO Aposentados e pensionistas INSS com empréstimo em outra instituição bancária. CÁLCULO DE MARGEM (PARCELA MÁXIMA A SER UTILIZADA NA NOVA OPERAÇÃO) PORCENTAGEM DA MARGEM A SER UTILIZADA Utilização

Leia mais

Fies - (Fundo de Financiamento Estudantil)

Fies - (Fundo de Financiamento Estudantil) Fies - (Fundo de Financiamento Estudantil) 1 - O QUE É É um programa do Ministério da Educação destinado a financiar a graduação na educação superior de estudantes matriculados em instituições não gratuitas.

Leia mais

Contas a Pagar de Locação - Sami ERP++

Contas a Pagar de Locação - Sami ERP++ Contas a Pagar de Locação - Sami ERP++ Neste roteiro será explicado os processos de cadastro, controle e quitação das contas a pagar de condomínios. 1. Cadastro das Contas a Pagar Acesse o módulo FINANCEIRO/

Leia mais

1. Introdução. A avaliação faz parte de nossas vidas em diversas áreas.

1. Introdução. A avaliação faz parte de nossas vidas em diversas áreas. 1. Introdução Avaliação A avaliação faz parte de nossas vidas em diversas áreas. Quando optamos por entrar em uma academia de ginástica precisamos passar por uma avaliação física. Passamos por avaliação

Leia mais

SEGURO-GARANTIA CONDIÇÕES GERAIS

SEGURO-GARANTIA CONDIÇÕES GERAIS SEGURO-GARANTIA CONDIÇÕES GERAIS 1. INFORMAÇÕES PRELIMINARES... 2 2. APRESENTAÇÃO... 2 3. ESTRUTURA DO CONTRATO DE SEGURO... 2 4. OBJETIVO DO SEGURO... 3 5. DEFINIÇÕES... 3 6. FORMA DE CONTRATAÇÃO... 4

Leia mais

Soluções em Recebimentos. Manual Técnico

Soluções em Recebimentos. Manual Técnico Soluções em Recebimentos CNAB400/CBR641 Manual Técnico Layout de Arquivo Remessa para convênios na faixa numérica entre 1.000.000 a 9.999.999 (Convênios de 7 posições) Orientações Técnicas Versão Set/09

Leia mais

COMPOSIÇÃO DE PRODUTOS PESSOA JURÍDICA INFORMAÇÕES EMPRESARIAIS

COMPOSIÇÃO DE PRODUTOS PESSOA JURÍDICA INFORMAÇÕES EMPRESARIAIS COMPOSIÇÃO DE PRODUTOS PESSOA JURÍDICA INFORMAÇÕES EMPRESARIAIS SCPC/SP - Boa Vista Serviços SCPC RELATÓRIO ANALÍTICO e Estadual (Estadual - somente informações do estado de São Paulo). - Desabonos dos

Leia mais

COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MUTUO

COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MUTUO COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MUTUO UO DOS FUNCIONARIOS DO SISTEMA FIERGS- CRESUL Travessa Francisco de Leonardo Truda, 40 sala 143 14 andar Porto Alegre-RS CEP 90010-050 Fone (0**51) 3224-3280 Fax:

Leia mais

Apresentação -PRAVALER www.creditouniversitario.com.br

Apresentação -PRAVALER www.creditouniversitario.com.br Apresentação -PRAVALER Setembro/ 2011 Filme PRAVALER - Produto Crédito Universitário PRAVALER O Crédito Universitário PRAVALER Fundado em 2006, O PRAVALER é hoje o maior programa de crédito universitário

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DO SÓCIO-CONTRIBUINTE

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DO SÓCIO-CONTRIBUINTE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DO SÓCIO-CONTRIBUINTE CONTRATADA: ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E EMPRESARIAL DE POMPÉIA, entidade sem fins lucrativos, inscrita no C.N.P.J. 44.483.568/0001-86, I.E. Isenta, Estatuto

Leia mais

INTRODUÇÃO. Assim, a Marítima disponibiliza nesse comunicado algumas dicas para agilizar os processos de análise de risco de proposta. DICAS!

INTRODUÇÃO. Assim, a Marítima disponibiliza nesse comunicado algumas dicas para agilizar os processos de análise de risco de proposta. DICAS! INTRODUÇÃO Prezado corretor, Tendo como princípio o bom atendimento e a prestação de serviço com qualidade, a Marítima Seguros frequentemente revisa seus processos, desenvolve e aperfeiçoa os diversos

Leia mais

PORTARIA UNIDA Nº. 18/2015, de 26 Outubro de 2015.

PORTARIA UNIDA Nº. 18/2015, de 26 Outubro de 2015. PORTARIA UNIDA Nº. 18/2015, de 26 Outubro de 2015. O Diretor Geral da Faculdade Unida de Vitória, no uso das atribuições conferidas pelo Regimento Interno resolve regulamentar os procedimentos gerais para

Leia mais

Manual. Manifestação Destinatário

Manual. Manifestação Destinatário Manual Manifestação Destinatário Sr.Farmacista Evite fraudes em seu CNPJ 1 Você dono de um estabelecimento sabe que hoje o governo disponibiliza gratuitamente para você um programa onde é possível visualizar

Leia mais

Índice. 1. Formas de Cobrança 4. Varejo - Personal Lines 4 Commercial Lines 6 Affinity 7. 2. Réguas de Cobrança 8

Índice. 1. Formas de Cobrança 4. Varejo - Personal Lines 4 Commercial Lines 6 Affinity 7. 2. Réguas de Cobrança 8 Manual de Cobrança Introdução Este manual tem o objetivo de comunicar e esclarecer aos corretores e demais parceiros da Liberty as principais questões sobre cobrança de prêmios, parcelamentos e procedimentos

Leia mais

Professor conteudista: Hildebrando Oliveira

Professor conteudista: Hildebrando Oliveira Contabilidade Professor conteudista: Hildebrando Oliveira Sumário CONTABILIDADE Unidade I 1 CONCEITO DE CONTABILIDADE...1 2 OBJETO DA CONTABILIDADE...2 3 O BALANÇO PATRIMONIAL...3 4 A CONTA...4 O RESULTADO...6

Leia mais

PROPOSTA DE EMPRÉSTIMO MODALIDADE PRÉ-FIXADO (Preenchimento Obrigatório) Nome. Matrícula Lotação Tel. Comercial. Email: Carteira de Identidade CPF

PROPOSTA DE EMPRÉSTIMO MODALIDADE PRÉ-FIXADO (Preenchimento Obrigatório) Nome. Matrícula Lotação Tel. Comercial. Email: Carteira de Identidade CPF ELETRA - FUNDAÇÃO CELG DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA www.eletra.org.br - versão: 05/2015 12.08.2015 - pág.: 1 PROPOSTA DE EMPRÉSTIMO MODALIDADE PRÉ-FIXADO (Preenchimento Obrigatório) ( ) ATIVO ( ) APOSENTADO

Leia mais

Política de Gerenciamento de Risco de Crédito, Mercado e Operacional

Política de Gerenciamento de Risco de Crédito, Mercado e Operacional Crédito, Mercado e em: 30/12/2015 Política de Gerenciamento de Risco de Processos Página 2 de 9 SUMÁRIO 1- Definição... 3 2- Projeções de Perdas... 4 3- Classificação e Mitigação do Risco... 5 4- Estrutura...

Leia mais

Sistema de Informações de Crédito do Banco Central Solidez para o Sistema Financeiro Nacional Facilidades para os tomadores de empréstimos

Sistema de Informações de Crédito do Banco Central Solidez para o Sistema Financeiro Nacional Facilidades para os tomadores de empréstimos Sistema de Informações de Crédito do Banco Central Solidez para o Sistema Financeiro Nacional Facilidades para os tomadores de empréstimos Transparência para a sociedade istema de Informações de Crédito

Leia mais

Recursos do Sistema Gerenciador de Seguros VS IT

Recursos do Sistema Gerenciador de Seguros VS IT Recursos do Sistema Gerenciador de Seguros VS IT 1.1) Corretoras Prêmio por anos de trabalho da Corretora Tabela de acréscimos sobre a comissão recebida da Corretora Teto máximo para o repasse ao produtor

Leia mais

Programa Bolsa-Sênior

Programa Bolsa-Sênior CHAMADA PÚBLICA 09/2015 Programa Bolsa-Sênior A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná divulga a presente Chamada Pública e convida as instituições de ensino

Leia mais

MANUAL DO SITE. www.oabprev-rj.com.br

MANUAL DO SITE. www.oabprev-rj.com.br MANUAL DO SITE www.oabprev-rj.com.br Prezado(a) participante, Estamos passando por uma fase de mudanças para diminuir a distância entre a OABPrev-RJ e você, melhorando assim o nosso atendimento. Este manual

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.07 Configurando o Módulo... 3 Contas... 3 Conta Caixa... 5 Aba Geral... 5 Aba Empresas... 8 Conta Banco... 9 Aba Geral... 9 Aba Conta Banco... 10 Aba Empresas... 12 Tipos de

Leia mais

RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS. Responsabilidade da administração sobre as demonstrações contábeis

RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS. Responsabilidade da administração sobre as demonstrações contábeis RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Aos Diretores e Mantenedores da FUNDAÇÃO PRÓ RIM JOINVILLE SC Examinamos as demonstrações financeiras da Fundação Pró Rim, que compreendem

Leia mais

REGULAMENTO DA OFERTA B.CHECKIN VILLA LOBOS

REGULAMENTO DA OFERTA B.CHECKIN VILLA LOBOS O BANCO BRADESCO CARTÕES S.A., instituição financeira, com sede no núcleo administrativo denominado Cidade de Deus, Prédio Prata, 4 o andar, Vila Yara, CEP 06.029-900, Cidade de Osasco, Estado de São Paulo,

Leia mais

Resumo do Contrato de seu Cartão de Crédito do HSBC

Resumo do Contrato de seu Cartão de Crédito do HSBC Resumo do Contrato de seu Cartão de Crédito do HSBC Leia estas informações importantes para aproveitar todas as vantagens do seu novo cartão de crédito. Resumo do Contrato de seu Cartão de Crédito do

Leia mais

INSTITUIÇÃO COMUNITÁRIA DE CRÉDITO DE LONDRINA CASA DO EMPREENDEDOR NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2.011.

INSTITUIÇÃO COMUNITÁRIA DE CRÉDITO DE LONDRINA CASA DO EMPREENDEDOR NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2.011. NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2.011. 1 CONTEXTO OPERACIONAL A Instituição Comunitária de Crédito de Londrina Casa do Empreendedor, em operação desde 18/11/1997, é uma

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 001/2013 REFERENTE AO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 037/2013

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 001/2013 REFERENTE AO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 037/2013 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 001/2013 REFERENTE AO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 037/2013 Pelo presente instrumento, a SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO, órgão gerenciador do Registro de Preços, localizada na

Leia mais

Informações e orientações para organização do processo decisório

Informações e orientações para organização do processo decisório Informações e orientações para organização do processo decisório Prof. Pedro Paulo H. Wilhelm, Dr. Eng. Prod (Dep. Economia) WILHELM@FURB.BR Prof. Maurício C. Lopes, Msc. Eng. Prod. (Dep. Computação) MCLOPES@FURB.BR

Leia mais

1. INSTALAÇÃO DO SISTEMA. 3 2. PRIMEIRO LOGIN. 8 3. ATUALIZAÇÃO DO SISTEMA. 12 4. DESINSTALAÇÃO DO SISTEMA. 14 5. EXCLUIR DADOS. 15 6.

1. INSTALAÇÃO DO SISTEMA. 3 2. PRIMEIRO LOGIN. 8 3. ATUALIZAÇÃO DO SISTEMA. 12 4. DESINSTALAÇÃO DO SISTEMA. 14 5. EXCLUIR DADOS. 15 6. Índice 1. INSTALAÇÃO DO SISTEMA...3 2. PRIMEIRO LOGIN...8 3. ATUALIZAÇÃO DO SISTEMA...12 4. DESINSTALAÇÃO DO SISTEMA...14 5. EXCLUIR DADOS...15 6. APRESENTAÇÃO DO EXTRANET...17 6.1 Sistema DESCONECTADO...18

Leia mais

BB SEGURO CRÉDITO PROTEGIDO

BB SEGURO CRÉDITO PROTEGIDO BB SEGURO CRÉDITO PROTEGIDO Contrato do Seguro CNPJ 28.196.889/0001-43 Processo SUSEP nº 15414.003063/2009-70 Contrato do Seguro BB SEGURO CRÉDITO PROTEGIDO Processo SUSEP nº 15414.003063/2009-70 1 1.

Leia mais

POLÍTICA DE CRÉDITO E COBRANÇA: nº 04/2015 de 01/12/2015

POLÍTICA DE CRÉDITO E COBRANÇA: nº 04/2015 de 01/12/2015 POLÍTICA DE CRÉDITO E COBRANÇA: nº 04/2015 de 01/12/2015 APRESENTAÇÃO Art. 1º - A política de crédito da Cooperativa de Economia e Mútuo dos Funcionários das Empresas de Cerâmica - CoopASPACER é o meio

Leia mais

Banco Volkswagen Manual do Sistema CCO CDC - Pessoa Física

Banco Volkswagen Manual do Sistema CCO CDC - Pessoa Física Banco Volkswagen Manual do Sistema CCO CDC - Pessoa Física CCO CONSÓRCIO CENTRAL DE CRÉDITO ON-LINE CCO Central de Crédito On-Line Histórico do Documento Tipo de Norma: Manual Operacional Número: 26 Departamento

Leia mais

KIT FGTS MODALIDADE - PAGAMENTO DE PARTE DO VALOR DAS PARCELAS

KIT FGTS MODALIDADE - PAGAMENTO DE PARTE DO VALOR DAS PARCELAS KIT FGTS CONSÓRCIO DE IMÓVEIS MODALIDADE - PAGAMENTO DE PARTE DO VALOR DAS PARCELAS INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO 1- Este KIT deve ser utilizado quando a opção de saque do FGTS for para Pagamento de Parte

Leia mais

A Fundação concederá apenas bolsas de estudo integrais (100%).

A Fundação concederá apenas bolsas de estudo integrais (100%). ENEM 1 - Quando serão feitas as inscrições para o Enem 2014? Do dia 12 de maio até às 23h59 do dia 23 de maio, observado o horário oficial de Brasília-DF. 2 - Quando será a aplicação das provas do Enem

Leia mais

1.3. A adesão ao Programa de Relacionamento implica na aceitação total das condições e normas descritas no presente Regulamento.

1.3. A adesão ao Programa de Relacionamento implica na aceitação total das condições e normas descritas no presente Regulamento. REGULAMENTO OI MAIS Condições Gerais 1.1.A Telemar Norte Leste ( Telemar ) inscrita no CNPJ/MF sob o nº 33.000.118/0001-79, com sede na Rua General Polidoro, nº 99, Botafogo, na Cidade e Estado do Rio

Leia mais