O patrocínio como estratégia de investimento no esporte

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O patrocínio como estratégia de investimento no esporte"

Transcrição

1 O patrocínio como estratégia de investimento no esporte Prof. Helcio M. Rodrigues Projeto apresentado ao Centro de Pós-Graduação e Pesquisa das Faculdades Metropolitanas Unidas RESUMO Este trabalho tem como objetivo, falar do Patrocínio como Estratégia de Investimento para os Esportes dando uma noção da, natureza do patrocínio, porque as empresas patrocinam, para que serve o patrocínio, abordando seus conceitos, citados por vários autores. Falamos que os empresários usam do patrocínio como um investimento promocional, seja ele no esporte, na cultura, na ecologia ou na área social, que busca alcançar retorno institucional, sendo a dimensão mais importante a promoção da marca. As empresas em pouco tempo estarão superando o estado em investimento na promoção do esporte, cultura e no social. São delas que vem os recursos financeiros para custear despesas de promoção e realização de eventos esportivos, em troca exige a promoção institucional de suas marcas através de exposição, veiculação e adequação perfeita entre o seu produto e a modalidade de patrocínio escolhido, que pode ser um atleta, um clube, uma modalidade, um evento, conforme estratégia da empresa. Coloco também que a maioria dos clubes de menor porte não consegue manter atividades esportivas sem parcerias e que com certeza, se houvesse mais recursos financeiros estaríamos revelando grandes talentos para o esporte. INTRODUÇÃO Este estudo tem como objetivo investigar o desenvolvimento das estratégias de investimento em patrocínio esportivo. Para compor este estudo utilizei de revisão de literatura, explorando referências nacionais através de livros, teses e jornais. São inúmeros os motivos pelos quais as empresas buscam associar seu nome e ou sua marca ao esporte, tendo no esporte uma excelente ferramenta de marketing que faz com que aumente o reconhecimento público, reforce a imagem institucional da empresa aumentando a credibilidade de seu produto ou serviço e tendo a garantia de exposição da marca o ano inteiro. A experiência tem demonstrado que o casamento entre capitalismo e esporte geralmente chega a final feliz, sem exceções, as empresas líderes de mercado em seus segmentos, sendo elas bastante competitivas, todas participam de alguma forma dos negócios do esporte, sejam como patrocinadores, anunciantes, intermediários, fornecedores, fabricantes

2 ou produtores e promotores de eventos diversos. Obter patrocínio não é tarefa fácil, além de ter um bom produto a oferecer, a empresa promotora deve definir uma estratégia de ação que consista num conjunto de ações de identificações de oportunidades, buscando com isso êxito em suas aproximações com empresários. O CONCEITO DE PATROCÍNIO O patrocínio é uma ação promocional cujos resultados vêm afetando cada vez mais o sucesso das estratégias de marketing das empresas. Hoje, é crescente o número de empresas que, atuando como patrocinadores do esporte utilizam as ações de patrocínio como fator de alavancagem das suas ações estratégicas de marketing. Na condição de ação promocional de caráter estratégico, o patrocínio atua como elo de ligação entre mix de marketing da empresa e o seu composto promocional. Daí a sua importância crescente e sua rápida disseminação em todo o mundo por empresas de diferentes tamanhos e atuantes em diversos setores. Segundo MELO NETO(2000) patrocínio é definido como "o fornecimento de suporte financeiro ou material para alguma atividade independente que não é inerente ao fomento do objetivo comercial, mais da qual a companhia patrocinadora pode ter a expectativa de obter alguns benefícios comerciais". Patrocínio consiste no fornecimento de qualquer tipo de recurso realizado por uma organização ao prestar suporte direto a um evento esportivo, artístico ou de cunho social com propósito de associar o nome, marca ou produto da organização diretamente ao evento. A organização utiliza este relacionamento para atingir seus objetivos promocionais e ou para facilitar e fundamentar seus objetivos gerais de marketing (Contursi 1996). A NATUREZA DO PATROCÍNIO O patrocínio é uma estratégia de investimento promocional, seja no esporte, na cultura, na ecologia ou na área social que busca alcançar retorno e concentra-se no retorno institucional, sendo a dimensão mais importante a promoção da marca. È o que deseja o patrocinador quando decide investir no patrocínio de um clube, de uma equipe, de um atleta, de um evento ou num projeto social e cultural desejando tornar sua marca mais conhecida, com uma imagem forte, consolidada e positiva, por isso, busca associá-lo ao esporte. Não podemos dizer que é apenas isso que o patrocinador deseja, ele que também aumentar suas vendas, veicular sua marca na mídia e conquistar novos clientes e mercados.

3 POR QUE PATROCINAR? A empresa patrocinadora é o grande investidor do esporte, e em pouco tempo deverá assumir este papel na cultura e no social, superando o Estado. É dela que vêm os recursos financeiros para custear as despesas de promoção e realização de eventos esportivos, culturais e sociais. Em troca, exige a promoção institucional de suas marcas através de exposição máxima, veiculação máxima, adequação perfeita entre o seu produto e a modalidade esportiva escolhida, e o máximo de agregação de valor ao seu nome e marca. Estes são elementos indutores das ações de patrocínio, é bom lembrar que quando falamos em patrocínio, estamos pensando em investimento e não em benemerência e filantropia. PARA QUE SERVE O PATROCÍNIO? De acordo com MELO NETO (2000), patrocínio tem três objetivos distintos : aumentar as vendas, valorizar institucionalmente a marca e melhorar a comunicação com clientes, fornecedores, distribuidores e demais parceiros da empresa patrocinadora. Como instrumento de promoção de vendas, o patrocínio insere-se na categoria de marketing promocional, busca alternativas diferenciadas para promover a marca e o produto do patrocinador e elevar suas vendas. O outro objetivo do patrocínio é a valorização institucional da empresa patrocinadora, que se dá mediante a promoção da marca, aumentando o seu potencial de divulgação na mídia, pois um evento, uma performance de um atleta, uma equipe, um clube de sucesso tornam-se assunto nos jornais, revistas, rádio e televisão. Quando o objetivo de patrocínio é um clube ou um atleta, a imagem da marca se fortalece, com a sua estreita vinculação ao desempenho superior e, conseqüentemente os atributos daquele que é patrocinado. Finalmente, o terceiro e último objetivo a melhoria das comunicações, o patrocínio pode abrir novos canais de comunicação com clientes, quando estes participam de ações de promoção do tipo sorteio e cuponagem, com fornecedores e distribuidores, através de ações de hospitality (camarote vip, convites personalizados), e com o publico em geral, neste caso o patrocínio torna-se uma ação eficaz de relações públicas. Alcançando tais objetivos, o patrocínio firma-se como um instrumento valioso do composto promocional da empresa patrocinadora. EM BUSCA DE UMA CULTURA PRÓPRIA DE INVESTIMENTO NO ESPORTE

4 A experiência tem demonstrado que o casamento entre capitalismo e esporte geralmente chega a um final feliz. Sem exceções, as empresas líderes de mercado em seus segmentos, sendo elas bastante competitivas, todas participam de alguma forma dos negócios do esporte. Sejam como patrocinadores, anunciantes, intermediários, fornecedores, fabricantes ou produtores e promotores de eventos diversos. O esporte já demonstrou ser um excelente produto para as empresas, para o governo, para a mídia e para os órgãos representativos da sociedade. É parte integrante da industria de entretenimento, que gera bilhões de dólares de receita e milhões de oportunidades de empregos. O Marketing Esportivo é uma ferramenta eficiente na disputa pela preferência do consumidor e também é uma forma de se sobressair em meio a uma mídia congestionada de mensagens, das quais apenas a minoria atinge seu objetivo. A associação de empresas e produtos a atividades esportivas é uma estratégia que envolve o consumidor, fortalece a imagem institucional e traz enormes retornos mercadológicos, com uma relação custo / benefício bem razoável. Dentro do complexo do Marketing Esportivo, podemos destacar duas ações diferentes: o Marketing no Esporte e o Esporte no Marketing. Marketing no esporte é a utilização das ferramentas de marketing a serviço do produto esporte por empresas promotoras de eventos, clubes esportivos, secretarias de esporte, associações recreativas, escolas, federações etc. O objetivo principal é colocar no mercado atividades esportivas organizadas que apresentem pré-disposição ao consumo. Esporte no marketing é a utilização de determinada atividade esportiva como ferramenta de marketing para atingir um público específico, como patrocínio a atletas, equipes e eventos esportivos. Essa é uma estratégia usada, principalmente, por grandes empresas para se aproximar de seus consumidores. Quando falamos de grandes investidores no esporte, estamos abordando praticamente o universo das grandes corporações multinacionais e grandes empresas nacionais. São elas que promovem suas marcas através de ações de marketing esportivo, pois descobriram a força do esporte como mídia alternativa. Utilizam o esporte como estratégia de globalização de suas marcas, de promoção de seus produtos e de penetração em novos mercados, são geralmente patrocinadores oficiais dos mega-eventos esportivos, dos clubes de maior projeção, das equipes, das ligas, das federações e dos atletas consagrados. AS FORMAS DE CAPTAÇÃO DE EMPRESAS PATROCINADORAS Obter patrocínio não é tarefa fácil, além de ter um bom produto a oferecer: um evento, atleta, equipe ou projeto, a empresa promotora

5 deve definir uma estratégia de ação que consista num conjunto de ações de identificação de oportunidades do tipo: empresas que apresentam perda de imagem. empresas responsáveis por lançamento de novos produtos ou serviços. empresas aniversariantes. empresas identificadas culturalmente com a cidade ou região. empresas que fecham contratos de parcerias com outras empresas. empresas recém-chegadas à cidade ou à região. empresas que promovem enxugamento em seus quadros de pessoal ou são vitimas de greves. empresas que perdem mercado para seus concorrentes. empresas que ganhem prêmios pela excelência do seu desempenho. empresas cujos produtos, enfatizam conceitos e atributos que são comuns ao esporte e à cultura. empresas que são líderes de mercado. empresas localizadas próximas a comunidades carentes. empresas que criam personagens como agentes promotores de sua imagem e produtos. empresas fabricantes de equipamentos esportivos. empresas que vendem franquia de seus negócios. empresas com novos empreendimentos. Projetos de revitalização de bairros. ESTRATÉGIA DE APROXIMAÇÃO COM O EMPRESÁRIO Para êxito dessa estratégia de marketing, o Dirigente Esportivo, deve ter plena consciência da importância do seu cargo e do potencial do clube, atleta, modalidade ou evento, ante a sociedade de sua cidade, Estado e o publico em geral. Deve ter em mente no momento contato com o empresário, dados representativos e estatísticas de praticantes, conquistas, enfim dados que possam atrair o empresário para o investimento. O dirigente esportivo no primeiro contato com o empresário, deve demonstrar credibilidade, autoconfiança e sobretudo, organização de sua entidade. Com esse objetivo, deve estar munido de um perfeito calendário ou cronograma flexível aos interesses comerciais do empresário, sem prejuízos técnicos, datas e locais previamente determinados. Esta aproximação deve ocorrer nos meses de setembro e outubro de cada ano, quando as empresas estão preparando os seus orçamentos para o ano posterior, tendo maior chance de êxito na proposta. Em momento algum deve o dirigente dar a sua proposta a conotação de "ajuda" ou favorecimento gratuito. Na realidade o dirigente está propondo um negócio confiável, atrativo, através de um excelente produto com direitos e deveres para ambas as partes e vantagem para todos.

6 No momento da primeira abordagem com o empresário, o dirigente evite usar intermediários, inclusive agências de propaganda, a primeira conversa deve ser de dirigente para empresário. O dirigente esportivo deve estar consciente de que o marketing esportivo no Brasil está apenas no início, portanto o empresário desconhece as suas vantagens, seja no campo propriamente dito, seja no aspecto jurídico. Assim, alguns dados são importantes para que o empresário possa se motivar a investir tais como: O esporte é o assunto que ocupa maior espaço nos programas de televisão, portanto, o seu produto além de ser promovido entre a maior comunidade esportiva de seu estado, será conhecido por milhares de telespectadores. Importante, desde 1994 o Brasil tem canais de televisão exclusivo para o esporte (canal fechado por assinatura). Toda verba destinada pelo empresário aos esportes pode ser uma despesa operacional da empresa, para fins do imposto de renda. A seguir apresento alguns pontos de atração ou argumentos eficazes para o contrato de patrocínio. Quando uma empresa assina um contrato de patrocínio, ela está unindo o seu nome ou de seu produto ao esporte, atingindo os benefícios do acordo a centenas de atletas e a grande comunidade esportiva. O patrocínio representa uma promoção permanente durante quase todo o ano da empresa patrocinadora, durante toda temporada esportiva o nome da empresa ou do produto, será ouvido, sentido, notado em torneios, troféus e campeonatos. A empresa ao patrocinar o esporte, ela está complementado as funções do Estado, na promoção e incentivo ao esporte, portanto o patrocínio terá uma repercussão positiva junto ás autoridades públicas e esse reconhecimento deve ser provocado pelo dirigente esportivo, em benefício da empresa patrocinadora. Os segmentos que gravitam em torno do esporte são os seguintes: Federações, Confederações, Ligas e Associações. Interesse: promover seu esporte para que conquiste um numero substancial de adeptos e ocupe generosos espaços na mídia espontânea. Isso facilita a negociação de verbas com patrocinadores. Ex: Federação Paulista de Futebol. Empresas promotoras Interesse: selecionar os esportes com maior audiência, promover torneios e, em associação com grandes redes de televisão, comercializar

7 espaços promocionais ao longo da arena. Ex: ZDL consultoria em Marketing da Comunicação. Televisões Interesse: veicular eventos esportivos que gerem audiência e comercializar cotas junto a patrocinadores, garantindo retorno financeiro. Ex: Rede Globo e Bandeirantes. Jornais e Revistas Especializadas Interesse: ocupar suas paginas esportivas com notícias que sejam do interesse do leitor e permitam o crescente aumento na venda de jornais. Ex: A Gazeta Esportiva e Lance. Atletas Interesse: buscar aporte financeiro que permita um treinamento adequado, tranqüilidade financeira e realização profissional. Ex: Ronaldinho. Governo Interesse: utilizar o esporte como fator de integração social e projeção internacional da imagem do Brasil. Patrocinadores Interesse: associação de imagem aos valores agregados ao esporte como competitividade, juventude, beleza, garra, energia, sucesso etc. Ocupação de espaço na mídia espontânea. Ex: Cia Suzano de Papel e Celulose com Report/Suzano. Agência de marketing esportivo Interesse: identificar oportunidades nestes segmentos e ocupar os melhores espaços, otimizando os resultados para seus clientes. Ex: LKS Marketing Esportivo. De acordo com Lopes (1998), a utilização do esporte como canal para veicular mensagens publicitárias é complexa e envolve diversas áreas de interesse. Federações, Confederações, atletas, produtoras de evento, patrocinadores, redes de televisão, jornais, revistas e consumidores apresentam motivações e interesses completamente diferentes em suas relações com o esporte. A equalização destes interesses e a identificação das oportunidades promocionais é que vão determinar o nível de sucesso da participação do patrocinador no evento. Marketing esportivo é mais do que apenas comercializar espaços em eventos, mais do que apenas patrocinar equipes ou atletas, mais do que inundar o evento com placas, estandartes, luminosos,etc., provocando mal-estar por overdose de exposição da marca. Marketing esportivo é a utilização do esporte como o sexto veículo de comunicação de massa com o consumidor. Depois do rádio, jornal, revista, outdoor e tv, o esporte se apresenta como o poderoso veículo de comunicação. Um veículo sedutor, que provoca interatividade, dinâmica e aproximação com o consumidor final, um veículo que apresenta atributos capazes de enriquecer a imagem de produtos e instituições. Atributos como sucesso, garra, energia, competitividade, treinamento, ética, beleza, juventude, coragem e alegria se integram aos valores do patrocinador de maneira sutil e consistente.

8 CONSIDERAÇÕES FINAIS As ações de comunicação, marketing institucional e corporativo, das quais fazem parte as ações de patrocínio, asseguram a valorização e o posicionamento, valor intangível e, sobretudo, confiança, respeito e credibilidade. O público, acostumado aos espetáculos, já encara o patrocínio como parte integrante dos eventos esportivos. Exige dos seus representantes comerciais e logistas de todo o mundo, os uniformes de suas equipes e clubes preferidos com as marcas dos seus patrocinadores. O patrocínio é uma ação de investimento promocional que pode dar certo, quando bem planejado, ou errado, se motivado por expectativas de retorno imediato ou centrado em atividades que não tem relação com o produto ou marca do patrocinador. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS CAMARGO, V.R.T. Nadadores Brasileiros: Campeões ou Ídolos Esquecidos? Campinas: Tese de Mestrado em Educação. Unicamp, Contursi, E.B. Marketing Esportivo. Rio de Janeiro : Sprint, LOPES, L.E.P Marketing Esportivo. [on line] MELO NETO, F.P. Marketing Esportivo. Rio de Janeiro : Record, (1997). Projeto de Marketing Esportivo e Social. Londrina : Phorte Editora. (1998). Administração e Marketing de Clubes Esportivos. Rio de Janeiro : Sprint. (1999). Marketing de Eventos. Rio de Janeiro. (2000). Marketing de Patrocínio. Rio de Janeiro. NUNES FILHO,C. Marketing Esportivo nos Esportes Aquaticos. Rio de Janeiro : CBDA, 1993.

Projeto Voleibol Valinhos

Projeto Voleibol Valinhos Projeto Voleibol Valinhos Atualmente o Country Club Valinhos em parceria com a Prefeitura Municipal de Valinhos e apoiado pela Lei Paulista de Incentivo ao Esporte possui 4 categorias de Voleibol Feminino,

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA DAS QUESTÕES DISCURSIVAS PROFISSIONAL BÁSICO COMUNICAÇÃO SOCIAL

PADRÃO DE RESPOSTA DAS QUESTÕES DISCURSIVAS PROFISSIONAL BÁSICO COMUNICAÇÃO SOCIAL Questão n o 1 a) O candidato deverá apresentar seis dentre as seguintes vantagens: Domínio de tecnologia capaz de produzir bens preferidos por certas classes de compradores Aumento dos índices de qualidade

Leia mais

Marketing Esportivo Grande chance do Brasil virar o jogo e entrar para o Primeiro Mundo. São Paulo, 12 de agosto de 2010

Marketing Esportivo Grande chance do Brasil virar o jogo e entrar para o Primeiro Mundo. São Paulo, 12 de agosto de 2010 Marketing Esportivo Grande chance do Brasil virar o jogo e entrar para o Primeiro Mundo São Paulo, 12 de agosto de 2010 Agenda Quem Somos Marketing Esportivo Comunicação Total Patrocinados Patrocinadores

Leia mais

- Aspectos limitadores: Produção com custo alto; Orçamentos mal elaborados; Dificuldade na análise e avaliação; Inadequação ao perfil empresarial;

- Aspectos limitadores: Produção com custo alto; Orçamentos mal elaborados; Dificuldade na análise e avaliação; Inadequação ao perfil empresarial; MARKETING ESPORTIVO E CULTURAL EAD MÓDULO XIX - RESUMO A evolução do ser humano no decorrer da história está associada diretamente ao conceito de cultura, que engloba os costumes e as experiências repassadas

Leia mais

UNITERMOS: Marketing esportivo, futebol, administração esportiva.

UNITERMOS: Marketing esportivo, futebol, administração esportiva. ARTIGO Paulo Lanes Lobato * RESUMO Considerando que o marketing é hoje integrante de grande parte das conversas relacionadas ao esporte e, principalmente, que se transformou na esperança do esporte em

Leia mais

Roteiro para elaboração do Relatório de Estágio Supervisionado do Curso de Bacharelado em Administração da AJES

Roteiro para elaboração do Relatório de Estágio Supervisionado do Curso de Bacharelado em Administração da AJES Roteiro para elaboração do Relatório de Estágio Supervisionado do da AJES A - APRESENTAÇÃO 1. A empresa 1.1. Aspectos Gerais 1.1.1. História da empresa (da fundação a atualidade) 1.1.2. Visão, Missão e

Leia mais

O Papel dos Meios de Comunicação na Formação da Imagem Empresarial importância do Assessor de Imprensa neste processo 1

O Papel dos Meios de Comunicação na Formação da Imagem Empresarial importância do Assessor de Imprensa neste processo 1 O Papel dos Meios de Comunicação na Formação da Imagem Empresarial importância do Assessor de Imprensa neste processo 1 Evelyn Nascimento Bastos 2 Palavras-chaves: Meios de Comunicação; Imagem Empresarial;

Leia mais

CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA

CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA PROGRAMA DE SÓCIOS PROGRAMA DE SÓCIOS CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA DESDE 1898 PROGRAMA DE SÓCIOS - INTRODUÇÃO Um programa de sócios forte e eficiente é atualmente a principal saída dos clubes brasileiros

Leia mais

BASQUETE FEMININO DE BLUMENAU FMD BLUMENAU / VASTO VERDE PROPOSTA DE PARCERIA

BASQUETE FEMININO DE BLUMENAU FMD BLUMENAU / VASTO VERDE PROPOSTA DE PARCERIA BASQUETE FEMININO DE BLUMENAU FMD BLUMENAU / VASTO VERDE PROPOSTA DE PARCERIA As empresas cidadãs como são chamadas as empresas que se utilizam do marketing social, sabem da importância de sua imagem e

Leia mais

Ainda na visão dos entrevistados, as razões para profissionalização envolvem benefícios esperados, como a otimização da utilização de recursos, e

Ainda na visão dos entrevistados, as razões para profissionalização envolvem benefícios esperados, como a otimização da utilização de recursos, e 7 Conclusão No mundo de negócios, as organizações constantemente buscam melhorias e aperfeiçoamento de suas gestões para sobreviver e crescer em face de um mercado competitivo. Nesse movimento, percebe-se

Leia mais

Plano de Negócios e Pesquisas de Mercado: Ninguém Vive Sem

Plano de Negócios e Pesquisas de Mercado: Ninguém Vive Sem Plano de Negócios e Pesquisas de Mercado: Ninguém Vive Sem Henrique Montserrat Fernandez Muitas pessoas, antes de abrir a empresa, já têm uma idéia do que ela produzirá. Mas será que é isso que os clientes

Leia mais

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material elaborado por Taís Vieira e Marley Rodrigues

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material elaborado por Taís Vieira e Marley Rodrigues Faccat Faculdades Integradas de Taquara Curso de Comunicação Social Publicidade e Propaganda Disciplina: Planejamento e Assessoria em Comunicação Profª Me. Taís Vieira ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material

Leia mais

MANUAL DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

MANUAL DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL MANUAL DE RESPONSABILIDADE Definição: A responsabilidade socioambiental é a responsabilidade que uma empresa ou organização tem com a sociedade e com o meio ambiente além das obrigações legais e econômicas.

Leia mais

Unidade III MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino

Unidade III MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino Unidade III MARKETING DE VAREJO E NEGOCIAÇÃO Profa. Cláudia Palladino Compras, abastecimento e distribuição de mercadorias Os varejistas: Precisam garantir o abastecimento de acordo com as decisões relacionadas

Leia mais

POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES GRUPO VOLVO América latina

POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES GRUPO VOLVO América latina POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES GRUPO VOLVO América latina índice APRESENTAÇÃO...3 POLíTICA DE PATROCíNIOS Do Grupo Volvo América Latina...3 1. Objetivos dos Patrocínios...3 2. A Volvo como Patrocinadora...3

Leia mais

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS!

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! 4 Introdução 5 Conheça seu público 5 Crie uma identidade para sua empresa 6 Construa um site responsivo 6 Seja direto, mas personalize o máximo possível

Leia mais

White Paper - Impacto Econômico da Copa de 2014 no Brasil 1

White Paper - Impacto Econômico da Copa de 2014 no Brasil 1 White Paper - Impacto Econômico da Copa de 2014 no Brasil 1 A Casual Auditores Independentes, empresa de auditoria especializada em entidades desportivas estuda as informações financeiras dos clubes de

Leia mais

10 Análise dos recursos internos

10 Análise dos recursos internos 177 10 Análise dos recursos internos Essa seção do trabalho tem como objetivo fazer a análise dos recursos internos das duas empresas pesquisadas, Globo e Vivo. Como referencial teórico será utilizado

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIO. EMPRESA (inserir logo) SET/14

PLANO DE NEGÓCIO. EMPRESA (inserir logo) SET/14 PLANO DE NEGÓCIO EMPRESA (inserir logo) SET/14 Índice 1 INTRODUÇÃO-Sumário Executivo 04 1.1 Identificação da Empresa 04 1.1.1 Histórico da empresa 04 1.1.2 Definição do modelo de negócio 05 1.1.3 Constituição

Leia mais

Prof. Marcelo Mello. Unidade IV DISTRIBUIÇÃO E

Prof. Marcelo Mello. Unidade IV DISTRIBUIÇÃO E Prof. Marcelo Mello Unidade IV DISTRIBUIÇÃO E TRADE MARKETING Trade Marketing é confundido por algumas empresas como um conjunto de ferramentas voltadas para a promoção e a comunicação dos produtos. O

Leia mais

A. D. HANDEBOL MASCULINO 15 DE PIRACICABA PROJETO DE PATROCÍNIO TEMPORADA 2010

A. D. HANDEBOL MASCULINO 15 DE PIRACICABA PROJETO DE PATROCÍNIO TEMPORADA 2010 A. D. HANDEBOL MASCULINO 15 DE PIRACICABA PROJETO DE PATROCÍNIO TEMPORADA 2010 A História da Modalidade O Handebol: O jogo de "Urânia" era praticado com as mãos na antiga Grécia com uma bola do tamanho

Leia mais

Como identificar, vender e comercializar com os prospectos de pequenas empresas Parte 3/3

Como identificar, vender e comercializar com os prospectos de pequenas empresas Parte 3/3 Como identificar, vender e comercializar com os prospectos de pequenas empresas Parte 3/3 A pequena empresa é um mercado massivo em importante crescimento, que alcançou uma maturidade em termos de oportunidade

Leia mais

Gestão de. O que é Marketing? Steven Albuquerque. Steven Albuquerque DISCIPLINA. Conceituação de Marketing. Conceituação de Marketing 15/02/2016

Gestão de. O que é Marketing? Steven Albuquerque. Steven Albuquerque DISCIPLINA. Conceituação de Marketing. Conceituação de Marketing 15/02/2016 2 Gestão de Mestre em Administração Univ. Federal de Pernambuco - UFPE Master em International Business Universidad de Barcelona MBA em Estratégico Univ. Federal de Pernambuco - UFPE Administrador Univ.

Leia mais

Gestão de Eventos AULA 7. Temas: Captação de Patrocínios

Gestão de Eventos AULA 7. Temas: Captação de Patrocínios Gestão de Eventos AULA 7 Temas: Captação de Patrocínios Captação de Patrocínios Patrocínio é quando uma empresa investe em algo, esperando um retorno positivo, principalmente, para a sua imagem. Para solicitar

Leia mais

Plazza Realty Brasil é especializada na comercialização de lançamentos

Plazza Realty Brasil é especializada na comercialização de lançamentos Plazza Realty Brasil é especializada na comercialização de lançamentos e passa por franca expansão. Desde 2007, a companhia está sob o comando da empresária Valéria Correa, com experiência de 15 anos no

Leia mais

Por muitos anos, investir cifras. Venda diferenciada. marketing conteúdo

Por muitos anos, investir cifras. Venda diferenciada. marketing conteúdo Venda diferenciada Para fechar negócios e estreitar relação com clientes, corretoras de seguros aderem ao Marketing de Conteúdo Lívia Sousa Por muitos anos, investir cifras altíssimas em ações publici-

Leia mais

Marketing Básico Capítulo II. O Composto de Marketing Os 4 P s

Marketing Básico Capítulo II. O Composto de Marketing Os 4 P s Marketing Básico Capítulo II O Composto de Marketing Os 4 P s O Produto Podemos definir produto como sendo o ator principal da relação de troca, onde o mesmo deve resultar como amplamente satisfatório

Leia mais

E- Marketing - Estratégia e Plano

E- Marketing - Estratégia e Plano E- Marketing - Estratégia e Plano dossier 2 http://negocios.maiadigital.pt Indíce 1 E-MARKETING ESTRATÉGIA E PLANO 2 VANTAGENS DE UM PLANO DE MARKETING 3 FASES DO PLANO DE E-MARKETING 4 ESTRATÉGIAS DE

Leia mais

3 A 6 ABRIL PLANOS DE PATROCÍNIO PARQUE VILA GERMÂNICA BLUMENAU - SC FEIRAMULHERBRASIL.COM.BR

3 A 6 ABRIL PLANOS DE PATROCÍNIO PARQUE VILA GERMÂNICA BLUMENAU - SC FEIRAMULHERBRASIL.COM.BR 3 A 6 ABRIL 2014 PARQUE VILA GERMÂNICA BLUMENAU - SC FEIRAMULHERBRASIL.COM.BR PLANOS DE PATROCÍNIO FEIRA MULHER BRASIL Feira de Produtos, Serviços e Tendências voltados ao Mundo Feminino. Em sua 4ª edição,

Leia mais

Saúde de Rua APRESENTAÇÃO

Saúde de Rua APRESENTAÇÃO Saúde de Rua APRESENTAÇÃO O SAÚDE DE RUA acontecerá em abril de 2016 através da parceria com empresas e instituições de iniciativa pública e privada durante uma tarde de atividades e serviços gratuitos

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL PLANO DE DESENVOLVIMENTO PRELIMINAR PDP

MANUAL OPERACIONAL PLANO DE DESENVOLVIMENTO PRELIMINAR PDP MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO DA PRODUÇÃO DEPARTAMENTO DE MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS MANUAL OPERACIONAL PLANO DE DESENVOLVIMENTO PRELIMINAR

Leia mais

...estas abordagens contribuem para uma ação do nível operacional do design.

...estas abordagens contribuem para uma ação do nível operacional do design. Projetar, foi a tradução mais usada no Brasil para design, quando este se refere ao processo de design. Maldonado definiu que design é uma atividade de projeto que consiste em determinar as propriedades

Leia mais

PLANO DE INTERNACIONALIZAÇÃO

PLANO DE INTERNACIONALIZAÇÃO PLANO DE INTERNACIONALIZAÇÃO CURSO: Administração DISCIPLINA: Comércio Exterior FONTE: DIAS, Reinaldo. RODRIGUES, Waldemar. Comércio Exterior Teoria e Gestão. Atlas. São Paulo: 2004 6.3b Plano de Internacionalização

Leia mais

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria Agentes Financiadores Notícias e atualidades sobre Agentes Financiadores nacionais e internacionais página inicial A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores

Leia mais

Manual de. Franquia. Fun Science

Manual de. Franquia. Fun Science Manual de Franquia Fun Science 1 Entendendo o negócio Ciência Divertida Brasil Como todo investidor, antes de apostar em um novo negócio você com certeza vai se preocupar com os detalhes, certo? Para simplificar

Leia mais

1. O Contexto do SBTVD

1. O Contexto do SBTVD CT 020/06 Rio de Janeiro, 27 de janeiro de 2006 Excelentíssimo Senhor Ministro Hélio Costa MD Ministro de Estado das Comunicações Referência: Considerações sobre o Sistema Brasileiro de Televisão Digital

Leia mais

Atendendo à demanda de novas gerações de torcedores

Atendendo à demanda de novas gerações de torcedores Atendendo à demanda de novas gerações de torcedores Os torcedores vão a um evento ao vivo para participar de uma experiência tribal: a conexão com a ação, com seus astros favoritos, com outros torcedores

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso:

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso: PLANO DE NEGÓCIOS Causas de Fracasso: Falta de experiência profissional Falta de competência gerencial Desconhecimento do mercado Falta de qualidade dos produtos/serviços Localização errada Dificuldades

Leia mais

Atingir Escolinhas de Futebol e Futsal em todos os Estados Brasileiros, oferecendo uma competição de alto nível, planejada, organizada e contínua;

Atingir Escolinhas de Futebol e Futsal em todos os Estados Brasileiros, oferecendo uma competição de alto nível, planejada, organizada e contínua; A ABEFF A ABEFF é uma associação sem fins lucrativos que visa oportunizar, organizar, representar e defender as entidades que se denominam Escolinhas de Futebol e de Futsal e Futsete, setor este, que tem

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013. (Do Sr. JOSÉ STÉDILE)

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013. (Do Sr. JOSÉ STÉDILE) PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Do Sr. JOSÉ STÉDILE) Determina que empresas de direito público, no âmbito federal, ao patrocinarem clubes de futebol, destinem 5% do valor do patrocínio para ser utilizado em

Leia mais

Gestão de Projetos e. Gestão de Projetos e. Sistemas de Informação. Aula 5. E-Business. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini

Gestão de Projetos e. Gestão de Projetos e. Sistemas de Informação. Aula 5. E-Business. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini Gestão de Projetos e Sistemas de Informação Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br Gestão de Projetos e Sistemas de Informação E-Business Electronic Business 2 1 Transformação

Leia mais

Orientações para elaborar um. Plano de Negócios

Orientações para elaborar um. Plano de Negócios Orientações para elaborar um Plano de Negócios Maio de 2010 www.nascente.cefetmg.br Página 1 Apresentação Este documento contém um roteiro básico de Plano de Negócios. O objetivo é permitir que o futuro

Leia mais

Associação dos Esportistas de Lavras e Região CARTA DE PATROCÍNIO. Circuito UFLA de Corridas de Rua 2014

Associação dos Esportistas de Lavras e Região CARTA DE PATROCÍNIO. Circuito UFLA de Corridas de Rua 2014 Associação dos Esportistas de Lavras e Região CARTA DE PATROCÍNIO Circuito UFLA de Corridas de Rua 2014 Lavras, 2014 APRESENTAÇÃO Fundada em maio de 2009, a Associação dos Esportistas de Lavras e Região,

Leia mais

Um mercado de oportunidades

Um mercado de oportunidades Um mercado de oportunidades Como grandes, pequenas e médias empresas se comunicam? Quem são os principais interlocutores e como procurá-los? Como desenvolver uma grande campanha e inovar a imagem de uma

Leia mais

Assessoria de Imprensa. Oficina de Comunicação Apex-Brasil. O papel estratégico da Assessoria de Imprensa

Assessoria de Imprensa. Oficina de Comunicação Apex-Brasil. O papel estratégico da Assessoria de Imprensa Assessoria de Imprensa Oficina de Comunicação Apex-Brasil O papel estratégico da Assessoria de Imprensa Relacionamento com a Mídia - Demonstrar o papel das entidades como fonte; - Cultivar postura de credibilidade;

Leia mais

PROJETO de REVITALIZAÇÃO do FUTEBOL CAPIXABA 2009-2014. João Henrique Areias. Diretor Executivo da Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo

PROJETO de REVITALIZAÇÃO do FUTEBOL CAPIXABA 2009-2014. João Henrique Areias. Diretor Executivo da Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo PROJETO de REVITALIZAÇÃO do 2009-2014 João Henrique Areias Diretor Executivo da Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo Curriculum 1973-1974 Grupo Tristão - RJ 1975-1987 IBM Brasil Vendas Marketing

Leia mais

O PROGRAMA. Apresentação: Ricardo Mota

O PROGRAMA. Apresentação: Ricardo Mota O PROGRAMA Todas as terças feiras a partir das 22h30, o jornalista Ricardo Mota leva a análise dos fatos em forma de conversa para nossos assinantes. Política, administração pública, economia, arte e cultura

Leia mais

Roteiro de Diagnóstico Descritivo para o ESA I

Roteiro de Diagnóstico Descritivo para o ESA I Roteiro de Diagnóstico Descritivo para o ESA I Seqüência das partes Capa (obrigatório) Lombada (opcional) Folha de rosto (obrigatório) ERRATA (opcional) TERMO DE AROVAÇÃO (obrigatório) Dedicatória(s) (opcional)

Leia mais

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos Sumário Sistemas de Informação para Processos Produtivos 1. Gerência de 2. Agentes principais e seus papéis 3. Ciclo de vida do gerenciamento de projetos M. Sc. Luiz Alberto lasf.bel@gmail.com Módulo 6

Leia mais

Novos Tempos - Novas Oportunidades - Novo Negócios

Novos Tempos - Novas Oportunidades - Novo Negócios Novos Tempos - Novas Oportunidades - Novo Negócios O que é a Câmara? Câmara de Comércio do Mercosul e União Latino América 01 A Câmara de Comércio do Mercosul e União Latino América (CCM-ULA) é uma Instituição

Leia mais

Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios.

Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios Caro (a) aluno (a), Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. O Plano de Negócios deverá ter no máximo

Leia mais

PrimeGlobal PGBR. Uma excelente alternativa em serviços de auditoria, consultoria e Impostos. Diferença PrimeGlobal

PrimeGlobal PGBR. Uma excelente alternativa em serviços de auditoria, consultoria e Impostos. Diferença PrimeGlobal PrimeGlobal PGBR Uma excelente alternativa em serviços de auditoria, consultoria e Impostos Somos uma empresa de auditoria, consultoria e impostos, criada á partir da junção de importantes empresas nacionais,

Leia mais

como potencializar sua participação na

como potencializar sua participação na como potencializar sua participação na O 1º passo para o sucesso A ESCOLAR OFFICE BRASIL é um importante veículo de divulgação para sua marca. Ela tem o potencial de gerar negócios durante e depois de

Leia mais

São Paulo segue tendência e fecha acordo para redes sociais

São Paulo segue tendência e fecha acordo para redes sociais B O L E T I M OFERECIMENTO TERÇA-FEIRA, 7 DE ABRIL DE 2015 NÚMERO DO DIA R$ 70,7 mi o Ministério do Esporte injetou na construção de 15 pistas de atletismo em 11 estados do país EDIÇÃO 230 São Paulo segue

Leia mais

Planeta Atlântida Santa Catarina 1

Planeta Atlântida Santa Catarina 1 Planeta Atlântida Santa Catarina 1 Há 19 anos, um evento marca a vida de jovens gaúchos e catarinenses: o Planeta Atlântida, um dos maiores festivais de música da América Latina. Mais de 2 milhões de pessoas

Leia mais

Edital SENAI SESI de Inovação 2012 PERGUNTAS FREQUENTES

Edital SENAI SESI de Inovação 2012 PERGUNTAS FREQUENTES Edital SENAI SESI de Inovação 2012 PERGUNTAS FREQUENTES Brasília 2012 Edital SENAI SESI de Inovação 2012 PERGUNTAS FREQUENTES Brasília 2012 Edital SENai SESi de inovação 2012 PERGUNTAS FREQUENTES 3 1)

Leia mais

I P. C O M. gostaríamos de receber se fôssemos apenas investidores, mas sem comprometer o desempenho

I P. C O M. gostaríamos de receber se fôssemos apenas investidores, mas sem comprometer o desempenho I P. C O M É importante lembrar que o desafio deste Relatório está em fornecer a informação que gostaríamos de receber se fôssemos apenas investidores, mas sem comprometer o desempenho dos negócios das

Leia mais

participação de mercado em território estrangeiro. No caso da Suzano, o produto exportado foi a celulose. Por ser commodity, não requer certo padrão

participação de mercado em território estrangeiro. No caso da Suzano, o produto exportado foi a celulose. Por ser commodity, não requer certo padrão 5 Conclusão A partir deste estudo, foi possível observar como as teorias de internacionalização puderam explicar diferentes aspectos da expansão para a China das empresas estudadas. A teoria Poder de Mercado

Leia mais

UNIDADE 3 Identificação de oportunidades

UNIDADE 3 Identificação de oportunidades UNIDADE 3 Identificação de oportunidades Provavelmente seja um dos maiores mitos sobre as novas idéias para negócios: a idéia deve ser única. Na realidade pouco importa se a idéia é única ou não, o que

Leia mais

Sejam bem-vindos. Como Elaborar um Plano de Negócios. Educação Sebrae. Unidade de Educação e Desenvolvimento da Cultura Empreendedora 1

Sejam bem-vindos. Como Elaborar um Plano de Negócios. Educação Sebrae. Unidade de Educação e Desenvolvimento da Cultura Empreendedora 1 Sejam bem-vindos Unidade de Educação e Desenvolvimento da Cultura Empreendedora 1 Curso 5 dias 1º 2º 3º 4º 5º Curso 10 dias OBJETIVOS 1º Apresentação do curso, empreendedorismo e CCE's 2º Cenário macroeconômico,

Leia mais

APIMEC SP Maio 2006 1

APIMEC SP Maio 2006 1 APIMEC SP Maio 2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas

Leia mais

COMPETÊNCIAS DO CLIENTE: INCORPORAÇÃO NO MODELO DE NEGÓCIOS THOMAS STOB JUNIOR

COMPETÊNCIAS DO CLIENTE: INCORPORAÇÃO NO MODELO DE NEGÓCIOS THOMAS STOB JUNIOR COMPETÊNCIAS DO CLIENTE: INCORPORAÇÃO NO MODELO DE NEGÓCIOS THOMAS STOB JUNIOR RESUMO Este artigo defende a idéia de que na nova economia as empresas precisam incorporar a experiência do cliente a seus

Leia mais

Roteiro do Plano de Negócio

Roteiro do Plano de Negócio Roteiro do Plano de Negócio 1. Componentes do Plano de Negócios a) Resumo Executivo b) A organização Visão estratégica/modelo de negócio c) Análise de mercado d) Planejamento de marketing - produto ou

Leia mais

AULA 11 Marketing de Serviços

AULA 11 Marketing de Serviços AULA 11 Marketing de Serviços Pessoal de serviço da linha de frente: fonte de fidelidade de clientes e vantagem competitiva A linha de frente é uma fonte importante de diferenciação e vantagem competitiva.

Leia mais

EVENTOS EMPRESARIAIS: O CASO FENAFIC (FEIRA NACIONAL DE COUROS, MÁQUINAS E COMPONENTES PARA CALÇADOS).

EVENTOS EMPRESARIAIS: O CASO FENAFIC (FEIRA NACIONAL DE COUROS, MÁQUINAS E COMPONENTES PARA CALÇADOS). EVENTOS EMPRESARIAIS: O CASO FENAFIC (FEIRA NACIONAL DE COUROS, MÁQUINAS E COMPONENTES PARA CALÇADOS). GRANERO, Arlete Eni; ALVES, Sâmia Cristina Alves; PEREIRA, Tânia Cristina. Resumo O artigo tem como

Leia mais

REGULAMENTO COMERCIAL DOS JOGOS ESCOLARES DA

REGULAMENTO COMERCIAL DOS JOGOS ESCOLARES DA ANEXO II REGULAMENTO COMERCIAL DOS JOGOS ESCOLARES DA JUVENTUDE 2015 1 INTRODUÇÃO Este Regulamento visa apresentar as condições comerciais que normatizam os JOGOS ESCOLARES DA JUVENTUDE 2015 assim entendido

Leia mais

12 propostas para TRANSFORMAR o futebol Brasileiro

12 propostas para TRANSFORMAR o futebol Brasileiro Visão PLURI 12 propostas para TRANSFORMAR o futebol Brasileiro PLURI Consultoria São Paulo - Brasil Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria Fernando Ferreira Economista, Especialista em Gestão

Leia mais

Documento a ser entregue 3ª Etapa. 7º Concurso de empreendedorismo

Documento a ser entregue 3ª Etapa. 7º Concurso de empreendedorismo 1 Universidade Presbiteriana Mackenzie Decanato de Pesquisa e Pós-graduação Documento a ser entregue 3ª Etapa 7º Concurso de empreendedorismo Coordenadoria de Inovação e Empreendedorismo 2 1. PLANO DE

Leia mais

O QUE É FRANQUIA? Na essência, o Franchising consiste em replicar, em diversos locais ou mercados, um mesmo conceito de negócio.

O QUE É FRANQUIA? Na essência, o Franchising consiste em replicar, em diversos locais ou mercados, um mesmo conceito de negócio. O QUE É FRANQUIA? Na essência, o Franchising consiste em replicar, em diversos locais ou mercados, um mesmo conceito de negócio. VÁRIOS NEGÓCIOS SE UTILIZAM DO FRANCHISING REMUNERAÇÃO PELO USO DO SISTEMA

Leia mais

"Organizar evento é como uma grande orquestra"

Organizar evento é como uma grande orquestra "Organizar evento é como uma grande orquestra" Publicação: 25 de Maio de 2014 às 00:00 O primeiro evento que ela organizou foi aos 12 anos, a festa junina da escola. O que Tânia Trevisan não imaginava

Leia mais

SOMOS A COMUNICAÇÃO E O MARKETING DE SUA EMPRESA

SOMOS A COMUNICAÇÃO E O MARKETING DE SUA EMPRESA agenciacem.com.br SOMOS A COMUNICAÇÃO E O MARKETING DE SUA EMPRESA Somos especialistas em gerar resultados através da divulgação de um produto ou serviço, fidelizando o público atual e também trazendo

Leia mais

ética Programa de Integridade Última atualização em: Circular Bancoob 1ª Edição em: Circular Bancoob 2.377 Página: 1/15

ética Programa de Integridade Última atualização em: Circular Bancoob 1ª Edição em: Circular Bancoob 2.377 Página: 1/15 ética Programa de Integridade 1ª Edição em: Circular Bancoob 2.377 Última atualização em: Circular Bancoob Página: 1/15 Índice Título 1: Apresentação... 3 Título 2: Risco da prática de atos lesivos contra

Leia mais

Um Mundo Sem Fronteiras. A Nova Era Econômica

Um Mundo Sem Fronteiras. A Nova Era Econômica Um Mundo Sem Fronteiras A Nova Era Econômica Quais São as Principais Conseqüências Da Nova Era Econômica? A Nova Era Econômica A Concorrência É Muito Maior Atendimento De Coração A Nova Era Econômica

Leia mais

A logística reversa nos centros de distribuição de lojas de departamento

A logística reversa nos centros de distribuição de lojas de departamento A logística reversa nos centros de distribuição de lojas de departamento Gisela Gonzaga Rodrigues (PUC-Rio) giselagonzaga@yahoo.com.br Nélio Domingues Pizzolato (PUC-Rio) ndp@ind.puc-rio.br Resumo Este

Leia mais

MÍDIA KIT 2016 REVISTA O PAPEL DIGITAL

MÍDIA KIT 2016 REVISTA O PAPEL DIGITAL MÍDIA KIT Rev. 001 Perfil Editorial Revista O Papel Digital A empresa que busca credibilidade entre seus clientes no setor de celulose e papel e segmentos afins veicula sua marca na O PAPEL que publica

Leia mais

O Talento Está no Sangue Colsan/Unifesp 1

O Talento Está no Sangue Colsan/Unifesp 1 O Talento Está no Sangue Colsan/Unifesp 1 Gabriel NASCIMENTO 2 João Batista Freitas CARDOSO 3 IMES - Universidade Municipal de São Caetano do Sul, São Caetano do Sul, SP RESUMO Doar sangue é sinônimo de

Leia mais

3 A 6 SETEMBRO PLANOS DE PATROCÍNIO PARQUE VILA GERMÂNICA BLUMENAU - SC FEIRAMULHERBRASIL.COM.BR

3 A 6 SETEMBRO PLANOS DE PATROCÍNIO PARQUE VILA GERMÂNICA BLUMENAU - SC FEIRAMULHERBRASIL.COM.BR 3 A 6 SETEMBRO 2014 PARQUE VILA GERMÂNICA BLUMENAU - SC FEIRAMULHERBRASIL.COM.BR PLANOS DE PATROCÍNIO INFOFAIR BRASIL Feira de Equipamentos, Serviços, Softwares e Tecnologias da Informação Idealizada pela

Leia mais

Marketing esportivo é um mercado de ouro

Marketing esportivo é um mercado de ouro 1 de 5 05/04/2010 19:37 Imprimir Reportagem / mercado Marketing esportivo é um mercado de ouro Um patrocínio para uma corrida de rua pode chegar a R$ 1 milhão. Palestras com treinadores e atletas valem

Leia mais

Projeto Copa Gothia. Festa de abertura da Copa Gothia Estádio Ullevi Gotemburgo, Suécia.

Projeto Copa Gothia. Festa de abertura da Copa Gothia Estádio Ullevi Gotemburgo, Suécia. Projeto Copa Gothia A Copa Gothia é realizada anualmente em Gotemburgo, Suécia, onde foi criada em 1975. Em mais de três décadas, o evento já recebeu 840 mil jovens de 133 países diferentes. Mesmo não

Leia mais

Averiguar a importância do Marketing Ambiental numa organização cooperativista de agroindustrial de grande porte da região de Londrina.

Averiguar a importância do Marketing Ambiental numa organização cooperativista de agroindustrial de grande porte da região de Londrina. INTRODUÇÃO No mundo globalizado a disciplina de Marketing se torna cada dia mais evidente e importante para as decisões das organizações do mundo contemporâneo. Numa mudança constante de estratégias para

Leia mais

Uma história de confiança.

Uma história de confiança. Uma história de confiança. Tudo começou em março de 1969. Já na década de 70, impulsionada pelo chamado milagre econômico brasileiro, decorrente de maciços investimentos governamentais em infraestrutura

Leia mais

Conheça o Projeto Bagagem

Conheça o Projeto Bagagem Conheça o Projeto Bagagem Viajar pelo Projeto Bagagem significa aquisição de Conteúdo em clima descontraído e diferenciado. Em outras palavras, quem participa do projeto tem uma oportunidade única de vivenciar

Leia mais

COMUNICAÇÃO INTEGRADA

COMUNICAÇÃO INTEGRADA O PROJETO No inverno da charmosa Vitória da Conquista, localizada no sudoeste baiano, acontece entre 28 e 30 de agosto a décima primeira edição do Festival de Inverno Bahia. Consolidado no calendário cultural

Leia mais

convergenciadigital.uol.com.br

convergenciadigital.uol.com.br MISSÃO Ser a maior rede de informações 100% on-line das áreas de Tecnologia da Informação e Telecomunicações do País, com conteúdo diferenciado e de primeira qualidade O portal Convergência Digital - -

Leia mais

ENTREVISTA FARMA & FARMA

ENTREVISTA FARMA & FARMA Pelo jornalista Aloísio Brandão, Editor desta revista. O farmacêutico Laércio Batista fundou a Farmácia Batista, em Joinvile, e transferiu ao filho, Láercio Batista Júnior, a propriedade e a experiência

Leia mais

W H I T E P A P E R O s B e n e f í c i o s d a E m p r e s a S o c i a l n o M u n d o W e b 2. 0

W H I T E P A P E R O s B e n e f í c i o s d a E m p r e s a S o c i a l n o M u n d o W e b 2. 0 Av Eng. Luiz Carlos Berrini 1645, 8 andar, 04571-000 Brooklin Novo, São Paulo SP Brazil. Tel: 55 11 5508-3400 Fax: 55 11 5508 3444 W H I T E P A P E R O s B e n e f í c i o s d a E m p r e s a S o c i

Leia mais

17 a 20 de agosto de 2010, Rio de Janeiro. Projeto Web Grupo Águas do Brasil Flavia Garcia

17 a 20 de agosto de 2010, Rio de Janeiro. Projeto Web Grupo Águas do Brasil Flavia Garcia 17 a 20 de agosto de 2010, Rio de Janeiro Projeto Web Grupo Águas do Brasil Flavia Garcia Sites Corporativos São a vitrine da sua empresa. É a imagem do seu negócio para o mundo; Clientes e parceiros examinam

Leia mais

manual básico de mídia

manual básico de mídia manual básico de mídia Manual Básico de Mídia 1 2 Manual Básico de Mídia 2015 Índice_ 01. Amostra...4 02. Público-alvo...6 03. Audiência de TV...8 04. GRP...12 05. Alcance e frequência...14 06. Custo por

Leia mais

Edital PROEX/IFRS nº 021/2015. Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer crie seu negócio de alto impacto

Edital PROEX/IFRS nº 021/2015. Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer crie seu negócio de alto impacto Edital PROEX/IFRS nº 021/2015 Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer crie seu negócio de alto impacto A Pró-reitora de Extensão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do

Leia mais

Como IDENTIFICAr AS oportunidades E CoNqUISTAr o ClIENTE

Como IDENTIFICAr AS oportunidades E CoNqUISTAr o ClIENTE Como IDENTIFICAr AS oportunidades E CoNqUISTAr o ClIENTE A abertura de empresas tem uma grande importância na sociedade em que vivemos, pois gera diversos benefícios, como empregos e riquezas para o país.

Leia mais

EXP Digital, desenvolvendo soluções personalizadas para sua empresa alcançar a melhor performance no mundo virtual.

EXP Digital, desenvolvendo soluções personalizadas para sua empresa alcançar a melhor performance no mundo virtual. EXP Digital, desenvolvendo soluções personalizadas para sua empresa alcançar a melhor performance no mundo virtual. Somos uma empresa especializada em soluções voltadas ao segmento digital como: criação,

Leia mais

Copa Rede. Amazônica de Futsal! APRESENTAÇÃO

Copa Rede. Amazônica de Futsal! APRESENTAÇÃO Copa Rede Amazônica de Futsal APRESENTAÇÃO A Copa Rede Amazônica de Futsal chega a sua 18ª edição em 2016. O evento leva milhares de pessoas para torcer pelos times locais e do interior, incentivando o

Leia mais

QUESTIONÁRIO PARA PARTICIPAÇÃO NO TOP DE MARKETING ADVB/RS CATEGORIA TOP SUSTENTABILIDADE

QUESTIONÁRIO PARA PARTICIPAÇÃO NO TOP DE MARKETING ADVB/RS CATEGORIA TOP SUSTENTABILIDADE QUESTIONÁRIO PARA PARTICIPAÇÃO NO TOP DE MARKETING ADVB/RS CATEGORIA TOP SUSTENTABILIDADE ÍNDICE INTRODUÇÃO 03 PARA PREENCHIMENTO DO QUESTIONÁRIO 04 QUESTIONÁRIO 05 CAPÍTULO P PERFIL DA EMPRESA 05 CAPÍTULO

Leia mais

UNOCHAPECÓ Programação Econômica e Financeira

UNOCHAPECÓ Programação Econômica e Financeira Estruturas de mercado UNOCHAPECÓ Programação Econômica e Financeira Texto para Discussão 1 De acordo com a natureza do mercado em que estão inseridas, as empresas deparam-se com decisões políticas diferentes,

Leia mais

Edital PROEX/IFRS nº 17/2016. Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer - crie seu negócio de alto impacto

Edital PROEX/IFRS nº 17/2016. Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer - crie seu negócio de alto impacto Edital PROEX/IFRS nº 17/2016 Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer - crie seu negócio de alto impacto O Pró-reitor de Extensão Substituto do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

Modelos de Negócios Digitais

Modelos de Negócios Digitais Modelos de Negócios Digitais O que é um modelo de negócio? Um Modelo de Negócios descreve a lógica de criação, entrega e captura de valor por parte de uma organização. Definição do negócio da empresa Negócio

Leia mais

1 O Problema 1.1 Introdução

1 O Problema 1.1 Introdução 1 O Problema 1.1 Introdução As teorias de adoção e de difusão de novos produtos em tecnologia sustentam que, no lançamento, os produtos ainda são acessíveis a apenas poucos consumidores que estão dispostos

Leia mais

Palavras-chave: Mercado Publicitário. Publicidade e Propaganda. TV Digital.

Palavras-chave: Mercado Publicitário. Publicidade e Propaganda. TV Digital. 8 1ª Jornada Científica de Comunicação Social A pesquisa em Comunicação: tendências e desafios O ADVENTO DA TV DIGITAL E A PRODUÇÃO DE CAMPANHAS PUBLICITÁRIAS UM ESTUDO ENFOCANDO AS PERSPECTIVAS FUTURAS

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS RESULTADOS OBTIDOS NA RECENTE EXPERIÊNCIA DE FURNAS EM P&D

AVALIAÇÃO DOS RESULTADOS OBTIDOS NA RECENTE EXPERIÊNCIA DE FURNAS EM P&D SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GPD - 07 16 a 21 Outubro de 2005 Curitiba - Paraná GRUPO XV GRUPO DE INOVAÇÃO TECONOLÓGICA, PESQUISA E DESENVOLVIMENTO - GPD AVALIAÇÃO

Leia mais