NOTA FISCAL INVOIC TAM : 280 bytes

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NOTA FISCAL INVOIC TAM : 280 bytes"

Transcrição

1 Número de Referência: Título do Documento: (Nota Fiscal) Organização Grupo Pão de Açúcar (GPA) Versão 1.0 Data da Publicação 25/08/2009 Autor(es): Gilza Silva Gil Ferreira Número de Páginas: 15 (incluindo página de rosto e complementos) CONTROLE DE VERSÃO Versão Descrição Autor Data 1.0 Padronização do documento Gilza Silva Gil Ferreira 25/08// Inclusão dos códigos CST e aliquotas Ref. ao PIS, COFINS, IPI, ICMS e Separação do campo de NCM em NCM e NCM EX Fábio Bomfim Nunes 15/09/2010 CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO Destinatário 1.0 Versão DOCUMENTAÇÃO ADICIONAL Nome do Documento Descrição 1

2 OBS. : OS CAMPOS MARCADOS COM M SÃO OBRIGATÓRIOS. REGISTRO HEADER-1 CONTEUDO F TAM POS INI POS FIM M COD-REGISTRO = 01 N M FUNÇÃO-MENSAGEM (cancelar,incluir,original) A M NÚMERO-NOTA-FISCAL N M COD-SERIE-NOTA N M DATA-HORA-EMISSÃO-NOTA (AAAAMMDDHHMM) N DATA-HORA-SAÍDA-NOTA (embarque) (AAAAMMDDHHMM) N DATA-HORA-PREVISÃO-ENTREGA (AAAAMMDDHHMM) N M COD-FISCAL-OPERAÇÃO N M NÚMERO-PEDIDO-1 N NÚMERO-PEDIDO-2 N NÚMERO-PEDIDO-3 N M COD-EAN-COMPRADOR N M COD-EAN-EMISSOR-FATURA N M NUM-CGC-EMISSOR-FATURA N NUM-INSCRIÇÃO-ESTADUAL-EMISSOR-FATURA A COD-UF-INSCR-EST-EMISSOR-FATURA A M COD-EAN-LOCAL-ENTREGA N M COD-EAN-LOCAL-COBRANÇA N COD-BANCO A COD-AGÊNCIA-BANCÁRIA A NUM-CONTA-CORRENTE A FILLER A

3 REGISTRO CONDIÇÕES DE PAGAMENTO CONTEUDO F TAM POS INI POS FIM M CÓD-REGISTRO = 02 N M NÚMERO-NOTA-FISCAL N M COD-SERIE-NOTA N M TIPO-DE-PAGAMENTO A C REFERÊNCIA-DE-PRAZO A C DESCRIÇÃO-COND-PAGTO A C QTDE-DIAS-COND-PAGTO N C DATA-DE-VENCIMENTO N PORCENTAGEM-DESCONTO-FINANCEIRO N 03, M PORCENTAGEM-A-PAGAR-FATURA N 03, FILLER A OBS. ou especificar data de vencimento, ou especificar descrição de condição de pagamento e quantidade de dias (condição mutuamente excludente). 3

4 REGISTRO HEADER-3 CONTEUDO F TAM POS INI POS FIM M COD-REGISTRO = 03 N M NÚMERO-NOTA-FISCAL N M COD-SERIE-NOTA N TIPO-VEÍCULO A COD-EAN-OU-CGC-TRANSPORTADORA N TIPO-IDENTIFICAÇÃO-TRANSP A NOME-TRANSPORTADORA A IDENT-PLACA-VEÍCULO A M TIPO-FRETE A VALOR-ENCARGOS-FINANCEIROS N 11, TAXA-ALIQUOTA-ICMS-FRETE N 03, TAXA-ALIQUOTA-ICMS-SEGURO N 03, FILLER A

5 REGISTRO DETALHE ( n ocorrências) CONTEUDO F TAM POS INI POS FIM M COD-REGISTRO = 04 N M NÚMERO-NOTA-FISCAL N M COD-SERIE-NOTA N M COD-EAN-PRODUTO N VOLUME-TOTAL N 07, M QTDE- FATURADA N 07, M UNIDADE-MEDIDA-FATURADA A QTDE-ENTREGUE N 07, UNIDADE-MEDIDA-ENTREGUE A PESO-TOTAL-ITEM-ENTREGUE (em quilos) N 05, M VALOR-BRUTO-TOTAL N 13, M VALOR-LIQUIDO-TOTAL N 13, M VALOR-BRUTO-UNITÁRIO N 09, M VALOR-LÍQUIDO-UNITÁRIO N 09, M COD-SITUAÇÃO-TRIBUTÁRIA A TAXA-ALIQUOTA-ICMS N 03, TAXA-ALIQUOTA-ICMS-SUBSTITUIÇÃO-TRIBUTÁRIA N 03, TAXA-ALIQUOTA-IPI N 03, TAXA-PERCENTUAL-DESCONTO-COMERCIAL N 03, VALOR-DESCONTO-COMERCIAL N 11, PORCENTAGEM-REDUÇÃO-BASE-ICMS N 03, M VALOR DE BASE DE CÁLCULO DE ICMS N 13, M VALOR DO ICMS CALCULADO N 13, M VALOR DE BASE DE CÁLCULO DE ICMS ST N 13, M VALOR DO ICMS CALCULADO ST N 13, M CODIGO NCM N M CODIGO NCM EX N M CODIGO CST PIS A M CODIGO CST COFINS A M CODIGO CST IPI A M CODIGO CST ICMS A TAXA-ALIQUOTA-PIS N 03, TAXA-ALIQUOTA-COFINS N 03, TAXA-MVA-ICMS-ST N 03, FILLER A

6 REGISTRO TRAILER CONTEUDO F TAM POS INI POS FIM M COD-REGISTRO = 09 N M NÚMERO-NOTA-FISCAL N M COD-SERIE-NOTA N NUM-TOTAL-ITENS-NOTA N NUM-TOTAL-EMBALAGENS N QTDE-TOTAL-PALLETS N 13, M TOTAL-PESO-BRUTO N 06, TOTAL-PESO-LÍQUIDO N 05, M VALOR-BASE-CÁLCULO-ICMS N 14, M VALOR-TOTAL-ICMS N 13, VALOR-BASE-CÁLCULO-ICMS-SUBSTITUIÇÃO N 14, VALOR-TOTAL-ICMS-SUBSTITUIÇÃO N 13, M VALOR-TOTAL-MERCADORIAS N 13, VALOR-TOTAL-FRETE N 11, VALOR-TOTAL-SEGURO N 11, VALOR-TOTAL-DESP-ACESSORIA-TRIBUTADA N 11, M VALOR-BASE-CÁLCULO-IPI N 14, M VALOR-TOTAL-IPI N 13, VALOR-TOTAL-DESCONTOS N 13, M VALOR-TOTAL-NOTA N 13, VALOR-TOTAL-DESP-ACESSORIA-NÃO-TRIBUTADA N 11, FILLER A

7 DESCRIÇÃO DO CONTEÚDO DOS CAMPOS : REGISTRO HEADER M COD-REGISTRO = 01 N 02 identificação do registro header (fixo = 01) M FUNÇÃO-MENSAGEM (cancelar,incluir,original) A 01 identifica o tipo de fatura (1=cancelar, 2=incluir, 9=original) M NÚMERO-NOTA-FISCAL N 09 número da Nota Fiscal M COD-SERIE-NOTA N 03 série da Nota Fiscal M DATA-HORA-EMISSÃO-NOTA (AAAAMMDDHHMM) N 12 data e hora da emissão da Nota Fiscal (formato : AAAAMMDDHHMM) DATA-HORA-SAÍDA-NOTA (embarque) (AAAAMMDDHHMM) N 12 data e hora do embarque das mercadorias (formato : AAAAMMDDHHMM) Se não houver zerar o campo DATA-HORA-PREVISÃO-ENTREGA (AAAAMMDDHHMM) N 12 data e hora previstas da chegada do caminhão no depósito/loja (formato : AAAAMMDDHHMM) Se não houver zerar o campo M COD-FISCAL-OPERAÇÃO N 04 código de CFOP (CNO) * * Visa aglutinar as operações e prestações realizadas pelo contribuinte do icms em grupos homogênios. Ex.: 0612 venda de mercadoria adquirida e/ou recebida de terceiros 0613 industrialização efetuada para outras empresas M NÚMERO-PEDIDO-1 N 15 número do 1 pedido Identificar o número do pedido CBD que atenda a Nota Fiscal. É formado pelo número do pedido + código do local de entrega (loja ou depósito). Ex: Para o pedido a ser entregue na loja 1310, enviar neste campo o conteúdo: NÚMERO-PEDIDO-2 N 15 número do 2 pedido Se houver mais de 1 pedido para a mesma nota fiscal NÚMERO-PEDIDO-3 N 15 número do 3 pedido M COD-EAN-COMPRADOR N 13 identificação EAN da CBD ( ) 7

8 M COD-EAN-EMISSOR-FATURA N 13 identificação EAN do Emissor da Nota Fiscal (fornecedor) Vosso código EAN M NUM-CGC-EMISSOR-FATURA N 15 número do CGC do Emissor da Nota Fiscal (fornecedor) NUM-INSCRIÇÃO-ESTADUAL-EMISSOR-FATURA A 20 número da inscrição estadual do Emissor da Nota Fiscal (fornecedor) COD-UF-INSCR-EST-EMISSOR-FATURA A 02 identificação da unidade federativa do Emissor da Nota Fiscal Ex.: SP DF MG etc. M COD-EAN-LOCAL-ENTREGA N 13 identificação EAN do local para entrega das mercadorias Depósitos e lojas M COD-EAN-LOCAL-COBRANÇA N 13 identificação EAN do local para cobrança da fatura COD-BANCO A 04 número de identificação do banco para crédito em Conta corrente COD-AGÊNCIA-BANCÁRIA A 05 identificação da agência bancária para crédito em conta Corrente NUM-CONTA-CORRENTE A 11 número da conta corrente do fornecedor para crédito 8

9 REGISTRO DE CONDIÇÃO DE PAGAMENTO : M CÓD-REGISTRO = 02 N 02 identificação do registro de condição de pagamento - fixo = 02 M NÚMERO-NOTA-FISCAL N 09 número da Nota Fiscal M COD-SERIE-NOTA N 03 série da Nota Fiscal M TIPO-DE-PAGAMENTO A 03 identifica a condição de pagamento : 15 = livre de débito (bonificação) 15 1 = parcela única com prazo (*) 1 3 = parcela única na data de vencimento (**) 3 Obs: (*) percentual a pagar da fatura = 100% e data de vencimento não preenchida; (**) percentual a pagar da fatura = 100% e data de vencimento preenchida; Preencher com o código alinhado à esquerda com brancos à direita; C REFERÊNCIA-DE-PRAZO (data base cond.pagto) A 01 data base da condição de pagto : 1 = da data do faturamento 2 = da data de recepção das mercadorias na CBD C DESCRIÇÃO-COND-PAGTO (descrição da condição de pagto) A 02 descrição da condição de pagto : AV = à vista DD = da data FS = fora semana FQ = fora quinzena FM = fora mês LD = livre de débito (bonificação) C QTDE-DIAS (qtde.dias da condição de pagto) N 03 qtde. de dias da condição de pagto (ex. 30 = 30 dias) C DATA-DE-VENCIMENTO N 08 data de vencimento do pagamento : formato = AAAAMMDD PORCENTAGEM-DESCONTO-FINANCEIRO N 03,3 valor do porcentual de desconto para pagamento na data de vencimento. M PORCENTAGEM-A-PAGAR-FATURA N 03,2 percentual a ser pago do valor da fatura na data (exemplo : = 100,00 pagar 100% da fatura na data ; = 050,00 pagar 50% da fatura na data) Condição de Pagamento : Os campos condicionais, são enviados de acordo com a condição de pagamento negociada. 9

10 A) Se o pagamento não tem uma data de vencimento específica: o campo de data de vencimento deve estar preenchida com zeros, e os campos de referência de prazo, descrição da condição de pagamento e quantidade de dias, devem estar preenchidos. B) Se o pagamento deve ser feito numa data de vencimento específica: os campos de referência de prazo, descrição da condição de pagamento e quantidade de dias, não devem estar preenchidos (campos numéricos sem valor, devem estar preenchidos com zeros). A data de vencimento deve ser informada. Exemplo A) pagto.total de 100 % da fatura, a 30 dias da data de recepção da mercadoria, com 5 % de desconto : TIPO-DE-PAGAMENTO = 001 REFERENCIA-DE-PRAZO = 2 DESCRIÇAO-COND-PAGTO = DD QTDE-DIAS = 30 DATA-DE-VENCIMENTO = PORCENTAGEM-DESCONTO-FINANCEIRO = 005,00 PORCENTAGEM-A-PAGAR-FATURA = 100,00 Exemplo B) pagto.total de 100 % da fatura, em 01 de junho de 2000, sem desconto : TIPO-DE-PAGAMENTO = 003 REFERENCIA-DE-PRAZO = DESCRIÇAO-COND-PAGTO = QTDE-DIAS = 00 DATA-DE-VENCIMENTO = PORCENTAGEM-DESCONTO-FINANCEIRO = 000,00 PORCENTAGEM-A-PAGAR-FATURA = 100,00 10

11 REGISTRO HEADER-2 M COD-REGISTRO = 03 N 02 identificação do registro de transportadora - fixo = 03 M NÚMERO-NOTA-FISCAL N 09 número da Nota Fiscal M COD-SERIE-NOTA N 03 série da Nota Fiscal TIPO-VEÍCULO A 04 identificação do tipo de veículo utilizado no transporte BR01 = furgão (ex. Kombi, Fiorino, Besta) BR02 = caminhonete (ex. F1000, M608) BR03 = toco aberto (caminhão aberto para carga seca com 01 eixo traseiro) BR04 = toco fechado (caminhão fechado para carga seca com 01 eixo traseiro) BR05 = truck aberto (caminhão aberto para carga seca com 02 eixos traseiro) BR06 = truck fechado (caminhão fechado para carga seca com 02 eixos traseiros) BR07 = carreta aberta BR08 = carreta fechada COD-EAN-OU-CGC-TRANSPORTADORA N 15 identificação da transportadora - código EAN ou CGC (caso não possua código EAN) TIPO-IDENTIFICAÇÃO-TRANSP (EAN=9, CGC= 251) A 03 tipo de identificação usada para a transportadora -> se EAN = 9, se CGC= 251 ) NOME-TRANSPORTADORA A 25 razão social da empresa transportadora IDENT-PLACA-VEÍCULO (UF + placa) A 12 identificação da UF do veículo e da placa (Unidade Federativa - 2 bytes - e placa do veículo - 10 bytes) M TIPO-FRETE A 03 identifica o tipo de frete ( CIF ou FOB ) VALOR-ENCARGOS-FINANCEIROS N 11,2 valor de encargos financeiros TAXA-ALIQUOTA-ICMS-FRETE N 03,2 valor da taxa de ICMS sobre frete TAXA-ALIQUOTA-ICMS-SEGURO N 03,2 valor da taxa de ICMS sobre seguro 11

12 REGISTRO DETALHE (ocorre n vezes) M COD-REGISTRO = 04 N 02 identificação de registro detalhe - fixo = 04 M NÚMERO-NOTA-FISCAL N 09 número da Nota Fiscal M COD-SERIE-NOTA N 03 série da Nota Fiscal M COD-EAN-PRODUTO N 14 código EAN para identificação do produto (EAN-13 ou DUN-14) VOLUME-TOTAL N 07,3 valor da metragem cúbica total das mercadorias M QTDE- FATURADA N 07,3 quantidade de unidades de despacho faturadas M UNIDADE-MEDIDA-FATURADA A 03 tipo de medida da unidade faturadas ex.: caixa = CX, fardo = FD, quilo = KG etc obs. pode ser diferente da unidade entregue no caso de mercadorias com medida variável (açúcar e carne, por exemplo) QTDE-ENTREGUE N 07,3 quantidade de unidades de despacho entregues UNIDADE-MEDIDA-ENTREGUE A 03 tipo de medida da unidade entregue ex.: caixa = CX, fardo = FD, quilo = KG etc obs. pode ser diferente da unidade pedida no caso de mercadorias com medida variável (açúcar e carne, por exemplo) PESO-TOTAL-ITEM-ENTREGUE (em quilos) N 05,3 peso bruto total em quilos do item entregue M VALOR-BRUTO-TOTAL N 13,2 Quantidade faturada * preço bruto M VALOR-LIQUIDO-TOTAL N 13,2 Quantidade faturada * preço líquido M VALOR-BRUTO-UNITÁRIO N 11,2 valor sem IPI, sem descontos, sem encargos, com ICMS M VALOR-LÍQUIDO-UNITÁRIO N 11,2 valor sem IPI, com descontos, com encargos, com ICMS 12

13 M COD-SITUAÇÃO-TRIBUTÁRIA A 02 código da situação tributária (CST) TAXA-ALIQUOTA-ICMS N 03,2 valor da taxa de ICMS sobre o produto TAXA-ALIQUOTA-ICMS-SUBSTITUIÇÃO-TRIBUTÁRIA N 03,2 valor da taxa de ICMS substituído sobre o produto TAXA-ALIQUOTA-IPI N 03,2 valor da taxa de IPI sobre o produto TAXA-PERCENTUAL-DESCONTO-COMERCIAL N 03,2 valor do percentual de desconto comercial (ex. TAXA = 010,00 10 % de desconto) VALOR-DESCONTO-COMERCIAL N 11,2 valor do desconto comercial PORCENTAGEM-REDUÇÃO-BASE-ICMS N 03,2 percentual de redução de base de ICMS M VALOR DE BASE DE CÁLCULO DE ICMS N 13,2 Valor da base de cálculo do ICMS M VALOR DO ICMS CALCULADO N 13,2 Valor de ICMS calculado M VALOR DE BASE DE CÁLCULO DE ICMS ST N 13,2 Valor da base de cálculo para ICMS Substituição tributária. Obrigatório apenas para os produtos que se enquadram na lei de substituição tributária. M VALOR DO ICMS CALCULADO ST N 13,2 Valor do ICMS Substituição tributária. Obrigatório apenas para os produtos que se enquadram na lei de substituição tributária. CODIGO-NCM Código da Nomenclatura Comum do MERCOSUL CODIGO-NCM-EX Código da Nomenclatura Comum do MERCOSUL Ex-Tarifário CODIGO CST PIS Código de Situação Tributaria PIS CODIGO CST COFINS Código de Situação Tributária COFINS CODIGO CST IPI Código de Situação Tributária IPI CODIGO CST ICMS Código de Situação Tributária ICMS 13

14 TAXA-ALIQUOTA-PIS Taxa percentual da alíquota de PIS TAXA-ALIQUOTA-COFINS Taxa percentual da alíquota do COFINS TAXA-MVAICMS-ST Taxa percentual de Margem de Valor Adicionado AO ICMS Substituição Tributária Obs. Exemplo sobre quantidades faturadas/entregues : faturado no pedido = 20 kg de linguiça QTDE-FATURADA= 00020,000 UNIDADE-MEDIDA-FATURADA = KG entrega = 16 kg de linguiça em 02 caixas QTDE-ENTREGUE = 00002,000 (peso aproximado com o pedido) UNIDADE-MEDIDA-ENTREGUE = CX PESO-TOTAL-ITEM-ENTREGUE = 16 14

15 REGISTRO TRAILER M COD-REGISTRO = 09 N 02 identificação do trailer (fixo = 09) M NÚMERO-NOTA-FISCAL N 09 número da Nota Fiscal M COD-SERIE-NOTA N 03 série da Nota Fiscal NUM-TOTAL-ITENS-NOTA N 04 número total de linhas de ítens na mensagem NUM-TOTAL-EMBALAGENS N 04 quantidade total de embalagens de despacho QTDE-TOTAL-PALLETS N 13,2 quantidade total de pallets (unidades de transporte) M TOTAL-PESO-BRUTO N 06,3 valor da tonelagem bruta total da carga obrigatório para entrega no depósito TOTAL-PESO-LÍQUIDO N 05,3 valor da tonelagem líquida total da carga M VALOR-BASE-CÁLCULO-ICMS N 14,2 VALOR-BASE-CÁLCULO-ICMS : valor base para cálculo do ICMS M VALOR-TOTAL-ICMS N 13,2 valor total do ICMS VALOR-BASE-CÁLCULO-ICMS-SUBSTITUIÇÃO N 14,2 valor base para cálculo do ICMS substiuído VALOR-TOTAL-ICMS-SUBSTITUIÇÃO N 13,2 valor total do ICMS substituído M VALOR-TOTAL-MERCADORIAS N 13,2 valor total líquido das mercadorias da nota VALOR-TOTA-FRETE N 11,2 valor total do frete VALOR-TOTAL-SEGURO N 11,2 valor total do seguro VALOR-TOTAL-DESP-ACESSORIA-TRIBUTADA N 11,2 valor total das despesas acessórias tributadas (ex. embalagem diferenciada) M VALOR-BASE-CÁLCULO-IPI N 14,2 valor base para cálculo do IPI 15

16 M VALOR-TOTAL-IPI N 13,2 valor total do IPI VALOR-TOTAL-DESCONTOS N 13,2 valor total de descontos M VALOR-TOTAL-NOTA N 13,2 valor total da nota fiscal VALOR-TOTAL-DESP-ACESSORIA-NÃO-TRIBUTADA N 11,2 valor total de despesas acessórias não tributadas (ex: selo de bebida) Indice M: mandatório C: condicional Filler: campo em branco 16

Todos os fornecedores da categoria FLV do Grupo Pão de Açúcar.

Todos os fornecedores da categoria FLV do Grupo Pão de Açúcar. BOOK DO FORNECEDOR I. OBJETIVO Este documento tem por finalidade auxiliar fornecedores durante a criação e o envio do código de rastreabilidade de FLV (Frutas, Legumes e Verduras) para o Grupo Pão de Açúcar.

Leia mais

Layout Nota Fiscal. A integração no SIGAEIC deve estar no formato ASCII (texto).

Layout Nota Fiscal. A integração no SIGAEIC deve estar no formato ASCII (texto). A integração no SIGAEIC deve estar no formato ASCII (texto). I. Importação de Arquivos É efetuada através da rotina Integração na opção Miscelânea do menu principal, que permite a entrada de informações.

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos PIS e COFINS sobre Reposição de Peça em Garantia

Parecer Consultoria Tributária Segmentos PIS e COFINS sobre Reposição de Peça em Garantia PIS e COFINS sobre Reposição de Peça em Garantia 06/11/2013 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão...

Leia mais

LAY-OUT ARQUIVOS DE INTEGRAÇÃO (Notas Fiscais e CTRC)

LAY-OUT ARQUIVOS DE INTEGRAÇÃO (Notas Fiscais e CTRC) EMPRESA: LAY-OUT ARQUIVOS DE INTEGRAÇÃO (Notas Fiscais e CTRC) NOME DO ARQUIVO Existem dois nomes possíveis: um para as notas de saída e outro para as notas de entrada. - Saídas : O nome do arquivo deve

Leia mais

Layout Soma NF-e 2.4

Layout Soma NF-e 2.4 Layout Soma NF-e 2.4 Leiaute para ENTRADAS e SAÍDAS Delimitador ';' Formato Data: dd/mm/yyyy Separador decimal '.' Campos não obrigatórios null e delimitador null; Dados da Nota - 1:1 Reg Campo Pos Tipo/Tamanho

Leia mais

Através deste layout, você poderá gerar arquivos para serem importados nos Módulos Contabilidade e Escrita Fiscal do Domínio Contábil.

Através deste layout, você poderá gerar arquivos para serem importados nos Módulos Contabilidade e Escrita Fiscal do Domínio Contábil. Página 1 de 15 Layout 18 Através deste layout, você poderá gerar arquivos para serem importados nos Módulos Contabilidade e Escrita Fiscal do Domínio Contábil. Faça isto 1. O arquivo está dividido em 3

Leia mais

Acesso a NFA-e para não contribuinte:

Acesso a NFA-e para não contribuinte: Acesso a NFA-e para não contribuinte: Através da pagina da Secretaria de Estado da Fazenda (www.sef.sc.gov.br) o contribuinte não credenciado no Sistema de Administração Tributária (S@T) poderá emitir

Leia mais

NFe e NFCe Como emitir nota fiscal pelo Lince? COMO EMITIR NOTA FISCAL PELO LINCE?

NFe e NFCe Como emitir nota fiscal pelo Lince? COMO EMITIR NOTA FISCAL PELO LINCE? Como emitir nota fiscal pelo Lince? COMO EMITIR NOTA FISCAL PELO LINCE? O que é a Nota Fiscal Eletrônica? Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) tem como intuito emitir e armazenar eletronicamente, para fins fiscais,

Leia mais

OBS: Para auxílo na configuração de impostos e quais CFOPs(operações fiscais) usar, sempre consultar informações com o contador da empresa.

OBS: Para auxílo na configuração de impostos e quais CFOPs(operações fiscais) usar, sempre consultar informações com o contador da empresa. Como fazer uma NFe de Importação? A NFe de importação tem algumas particularidades. Resumidamente O fornecedor final precisa estar localizado em uma cidade do Exterior; Tem algumas diferenciações nos impostos

Leia mais

Layout Soma NF-e 2.4.5

Layout Soma NF-e 2.4.5 Layout Soma NF-e 2.4.5 Leiaute para ENTRADAS e SAÍDAS Delimitador ';' Formato Data: dd/mm/yyyy Separador decimal '.' Campos não obrigatórios null e delimitador null; Obrigatoriedade S=Sim N=Não OS= Opicional

Leia mais

Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 28.06.2012. Sumário:

Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 28.06.2012. Sumário: NOTA FISCAL AVULSA ELETRÔNICA (NFA-e) - Preenchimento por não Contribuinte do ICMS Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 28.06.2012. Sumário: 1 - INTRODUÇÃO 2 - NOTA FISCAL AVULSA ELETRÔNICA

Leia mais

Importa Danfe e Entrada de Mercadorias Como lançar nota de entrada manualmente SAT? COMO LANÇAR NOTA DE ENTRADA MANUALMENTE PELO SAT?

Importa Danfe e Entrada de Mercadorias Como lançar nota de entrada manualmente SAT? COMO LANÇAR NOTA DE ENTRADA MANUALMENTE PELO SAT? Como lançar nota de entrada manualmente SAT? COMO LANÇAR NOTA DE ENTRADA MANUALMENTE PELO SAT? Entrada de Mercadorias É a reprodução integral de todas as notas de entrada de mercadoria na empresa. A entrada

Leia mais

ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6

ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6 1 ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6 5. CADASTRO OPERAÇÕES FISCAIS (CFOP)...7 6. GERAR SINTEGRA...8 7. CONTROLE DE

Leia mais

Layout de Extração Relatório de Vendas DI NeoGrid v5.1

Layout de Extração Relatório de Vendas DI NeoGrid v5.1 Layout de Extração Relatório de Vendas DI NeoGrid v5.1 Copyright NEOGRID S/A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução ou transmissão de qualquer parte deste documento sem autorização escrita

Leia mais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais Fiscal Configurar Impostos Fiscais Objetivo Configurar todos os impostos que refletirão na Nota Fiscal de Saída. Pré- Requisitos As Taxas Tributárias dos Produtos devem ser devidamente cadastradas ( Fiscal

Leia mais

SPED Contribuições Pis, Cofins e INSS

SPED Contribuições Pis, Cofins e INSS Versão 6.04.00 Abril/2015 SPED Contribuições Pis, Cofins e INSS Passo a Passo: Cadastros, Configurações e Operações SPED Contribuições O SPED Contribuições é um arquivo digital instituído no Sistema Publico

Leia mais

Projeto Nota Fiscal Eletrônica

Projeto Nota Fiscal Eletrônica Projeto Nota Fiscal Eletrônica Divulga orientação sobre como gerar a NF-e em situações específicas que têm suscitado dúvidas pelos Contribuintes do ICMS. Novembro-2012 Pág. 1 / 51 Sumário Orientação para

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO SISTEMA EMISSOR DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-E

MANUAL DE INSTRUÇÃO SISTEMA EMISSOR DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-E MANUAL DE INSTRUÇÃO SISTEMA EMISSOR DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-E SELECIONE A EMPRESA EMISSORA DA NFE CLIQUE EM INICIAR TELA DE AVISOS FAÇA A LEITURA DOS AVISOS E CLIQUE EM FECHAR EMISSÃO DA NOTA FISCAL

Leia mais

Através deste layout, você poderá gerar arquivos para serem importados nos Módulos Contabilidade e Escrita Fiscal do Domínio Contábil.

Através deste layout, você poderá gerar arquivos para serem importados nos Módulos Contabilidade e Escrita Fiscal do Domínio Contábil. Página 1 de 17 Layout 19 Através deste layout, você poderá gerar arquivos para serem importados nos Módulos Contabilidade e Escrita Fiscal do Domínio Contábil. Faça isto 1. O arquivo está dividido em 3

Leia mais

Dados da NF-e KATIA REGINA DO NASCIMENTO CAMPINAS - ME LUIZ LAURO FERREIRA FILHO. Versão do Processo 3.10.60. Tipo da Operação.

Dados da NF-e KATIA REGINA DO NASCIMENTO CAMPINAS - ME LUIZ LAURO FERREIRA FILHO. Versão do Processo 3.10.60. Tipo da Operação. Chave de Acesso 35-1507-01.080.408/0001-83-55-001-000.002.369-169.504.064-4 Número NF-e 2369 Versão 3.10 Dados da NF-e Modelo Série Número Data de Emissão Data Saída/Entrada Valor Total da Nota Fiscal

Leia mais

RMS Software S.A. - Uma empresa TOTVS. 11 2699-0008 www.rms.com.br

RMS Software S.A. - Uma empresa TOTVS. 11 2699-0008 www.rms.com.br EDI RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de comércio e varejo. Este documento

Leia mais

Manual de Faturamento

Manual de Faturamento Manual de Faturamento Bureau & Redsystem Software Para Emissão da Nota Eletrônica, e necessários o preenchimento correto do Cadastro de Clientes, Cadastro de Produtos, Código Fiscal e Controle de ICMS,

Leia mais

DANFE Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica

DANFE Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica RECEBEMOS DE ABRIL COMUNICACOES SA - Sao Paulo OS PRODUTOS E/OU SERVIÇOS CONSTANTES DA NOTA ELETRÔNICA INDICADA AO LADO NOTA FISCAL IDENTIFICAÇÃO E ASSINATURA DO RECEBEDOR: CNPJ do EMITENTE Nº DATA DE

Leia mais

2º O regime de drawback integrado isenção aplica-se também à aquisição no mercado interno ou à importação de mercadoria equivalente à empregada:

2º O regime de drawback integrado isenção aplica-se também à aquisição no mercado interno ou à importação de mercadoria equivalente à empregada: Portaria SECEX s/nº, de 15.02.2010 - DOU 1 de 16.02.2011 Dispõe sobre drawback integrado isenção. A Secretária de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior no uso

Leia mais

Manual Espelho de NF para Materiais

Manual Espelho de NF para Materiais Manual Espelho de NF para Materiais Índice 1 Objetivo... 3 2 O Projeto e-suprir... 3 3 Introdução... 3 4 Informações Básicas... 4 4.1 Painel de Controle Vendas... 4 5 Acessando o Pedido... 5 5.1 Lista

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO SISTEMA EMISSOR DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA. NF-e

MANUAL DE INSTRUÇÃO SISTEMA EMISSOR DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA. NF-e MANUAL DE INSTRUÇÃO SISTEMA EMISSOR DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e SELECIONE A EMPRESA EMISSORA DA NFE CLIQUE EM INICIAR TELA DE AVISOS FAÇA A LEITURA DOS AVISOS E CLIQUE EM FECHAR EMISSÃO DA NOTA FISCAL

Leia mais

Permite registrar as compras de mercadoria lançando entradas no estoque, recalculando o custo médio e gerando o contas a pagar.

Permite registrar as compras de mercadoria lançando entradas no estoque, recalculando o custo médio e gerando o contas a pagar. 1-4-1-Compras (1-Movimentos, 4-Compras, 1-Registrar) Permite registrar as compras de mercadoria lançando entradas no estoque, recalculando o custo médio e gerando o contas a pagar. Há duas rotinas para

Leia mais

Chave de Acesso 31-1509-59.104.273/0037-30-55-001-000.314.730-146.202.528-3 Número NF-e 314730 Versão 3.10 Dados da NF-e Modelo Série Número Data de Emissão Data Saída/Entrada Valor Total da Nota Fiscal

Leia mais

Av. Padre Claret, 146 Conj. 503 Centro Esteio/ RS Fone/ Fax: (51) 3033-6663 www.maxce.com.br

Av. Padre Claret, 146 Conj. 503 Centro Esteio/ RS Fone/ Fax: (51) 3033-6663 www.maxce.com.br PARÂMETROS DE LANÇAMENTOS PARAMETRIZAÅÇO PARA O MÉDULO LANÅAMENTOS NO SISTEMA ARQUIVO > LANÅAMENTOS > PARÑMETROS E CONFIGURAÅÖES PREENCHIMENTO DAS GUIAS: 1. GUIA IMPOSTOS: a) Contas relacionadas à apuração

Leia mais

INCLUSÃO DO PROCESSO IMPORTAR TABELA IBPT :

INCLUSÃO DO PROCESSO IMPORTAR TABELA IBPT : INCLUSÃO DO PROCESSO IMPORTAR TABELA IBPT : Importar tabela IBPT Através desta tela você pode importar a tabela Ibptax, fornecida pelo instituto brasileiro de planejamento tributário (IBPT). Esta tabela

Leia mais

Como cadastrar um produto usando o Futura Server

Como cadastrar um produto usando o Futura Server Cadastro do Produto Como cadastrar um produto usando o Futura Server Aqui temos dicas importantes para cadastrar seu produto antes de realizar as suas movimentações. Com o Futura Server aberto, acesse

Leia mais

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins 29/05/2012 1 O Sped fiscal e Pis/Confins é uma arquivo gerado através do sistema da SD Informática, onde este arquivo contem todos os dados de entrada e saída

Leia mais

Dados da NF e. Data/Hora Saída/Entrada. 19/02/2015 às 11:27:22. Nome / Razão Social. Nome / Razão Social. Elias Bacellos Lima

Dados da NF e. Data/Hora Saída/Entrada. 19/02/2015 às 11:27:22. Nome / Razão Social. Nome / Razão Social. Elias Bacellos Lima Chave de Acesso 41 1502 14.049.935/0001 77 55 001 000.015.935 100.152.941 6 Número NF e 15935 Versão 2.00 Dados da NF e Modelo Série Número Data de Emissão Data/Hora Saída/Entrada Valor Total da Nota Fiscal

Leia mais

Descrição dos registros e campos do sistema SoftNews-CTE

Descrição dos registros e campos do sistema SoftNews-CTE Descrição dos registros e campos do sistema SoftNews-CTE 100 - Registro de consulta cadastro do Contribuinte 02 UF do contribuinte 03 CNPJ ou CPF do contribuinte Se for pessoa física, deverá conter apenas

Leia mais

Leiaute do Arquivo Padrão FEBRABAN 240 - SIACC

Leiaute do Arquivo Padrão FEBRABAN 240 - SIACC Grau de sigilo #PÚBLICO DESCRIÇÃO DOS REGISTROS DO ARQUIVO REMESSA Descrição do Registro HEADER de Arquivo - 0 Campo De Até Picture Conteúdo 0.01 001 003 9(003) Código do Banco 0.02 004 007 9(004) Lote

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA KIRON NF-e Kiron Sistema Nota Fiscal Eletrônica

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA KIRON NF-e Kiron Sistema Nota Fiscal Eletrônica MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA KIRON NF-e 2 Índice CADASTROS... 4 Cliente Fornecedor - Transportadora... 4 Unidade de Medida... 5 Produto... 7 NCM... 8 Artigos da Nota Fiscal... 10 Natureza de Operação - CFOP...

Leia mais

FRENTE DE CAIXA SYSMO LAYOUT

FRENTE DE CAIXA SYSMO LAYOUT FRENTE DE CAIXA SYSMO LAYOUT Versão 1.21-13.03.2009 1 Versões Disponibilizadas Versão 1.0 18.09.2003 Versão 1.1 20.09.2003 Versão 1.2 03.10.2003 Versão 1.3 22.10.2003 Versão 1.4 11.05.2004 Versão 1.5 29.10.2004

Leia mais

O que é a Revisão Fiscal?

O que é a Revisão Fiscal? Case de Revisão Fiscal em supermercado com faturamento médio de R$ 1.200.000/mês; A análise foi efetuada sobre o faturamento do 1º trimestre de 2009; Há menos de dois anos haviam realizado uma revisão

Leia mais

Cadastro de Tabelas de Preços

Cadastro de Tabelas de Preços Cadastro de Tabelas de Preços Para incluir uma nova tabela de preço de produtos, proceda da seguinte forma: Acesse o módulo Administrativo. Clique no menu Cadastros em seguida clique na opção Tabelas de

Leia mais

Manual de Emissão de CT-E

Manual de Emissão de CT-E Manual de Emissão de CT-E Para a emissão do CT-E deve-se acessar no SCR a opção EXPEDIÇÃO CONHECIMENTOS DIGITAÇÃO DE CT-E. Após acessar a tela de digitação na opção INCLUIR abre a tela abaixo: Deve ser

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS Nota Fiscal Avulsa Eletrônica MEI NFAe-MEI SUMÁRIO (versão 1.7 - atualizada em 24/04/2015)

PERGUNTAS E RESPOSTAS Nota Fiscal Avulsa Eletrônica MEI NFAe-MEI SUMÁRIO (versão 1.7 - atualizada em 24/04/2015) PERGUNTAS E RESPOSTAS Nota Fiscal Avulsa Eletrônica MEI NFAe-MEI SUMÁRIO (versão 1.7 - atualizada em 24/04/2015) 1 Conceito e Noções Gerais da NFAe-MEI 1.1 - O que é a Nota Fiscal Avulsa eletrônica MEI

Leia mais

Pendências de Validação

Pendências de Validação Total de advertências 394 inválido. Preencher, se os dois últimos dígitos do CST_ICMS = 20 ou 70. 11 Documento fiscal emitido por terceiros deverá ter indicador de operação = Zero (entradas). Se os dois

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Sumário 1 CONCEITO... 3 2 REQUISITOS... 3 3 CONFIGURAÇÕES... 3 4 FUNCIONALIDADE... 4 4.1 Registrar Nota de Entrada... 4 4.1.1 Manual (Entrada das informações manualmente)...

Leia mais

Entrada de Produtos. Supermercados

Entrada de Produtos. Supermercados Entrada de Produtos Supermercados 1 Objetivo: Cadastrar a entrada dos produtos no sistema permite o controle do estoque e o controle financeiro. O objetivo do texto é explicar como cadastrar as notas fiscais

Leia mais

PARTE 2. Para iniciar a digitação dos dados da nota, o emitente deve clicar no menu Nota Fiscal / Emitir nova NFe.

PARTE 2. Para iniciar a digitação dos dados da nota, o emitente deve clicar no menu Nota Fiscal / Emitir nova NFe. PARTE 2. Para iniciar a digitação dos dados da nota, o emitente deve clicar no menu Nota Fiscal / Emitir nova NFe. Após clicar no menu Nota Fiscal / Emitir nova NF-e, o sistema irá exibir uma série de

Leia mais

Av. Padre Claret, 146 Conj. 503 Centro Esteio/ RS Fone/ Fax: (51) 3033-6663 www.maxce.com.br

Av. Padre Claret, 146 Conj. 503 Centro Esteio/ RS Fone/ Fax: (51) 3033-6663 www.maxce.com.br PEDIDO ARQUIVO > VENDAS > PEDIDO REALIZAÇÃO E IMPRESSÃO PEDIDOS SOLICITADOS POR CLIENTES. 1. S PRINCIPAIS: a) SAIR: Sai da tela; b) LIMPAR TELA: Limpa a tela para realizar um novo pedido; c) SALVAR: Salva

Leia mais

Nota: Para utilizar o quadro: LOCAL DE ENTREGA use as mesmas orientações acima, só que nesse caso, será para o local de entrega.

Nota: Para utilizar o quadro: LOCAL DE ENTREGA use as mesmas orientações acima, só que nesse caso, será para o local de entrega. EMISSÃO DA NF-E OBSERVAÇÕES: NF-e: Sugerimos que fale com um contador para que o auxilie sobre quais campos preencher e como preenchê-los para a emissão da NF-e. Informaremos aqui apenas os locais onde

Leia mais

NF-E E NFC-E ALTERAÇÕES PREVISTAS DEZEMBRO/2015

NF-E E NFC-E ALTERAÇÕES PREVISTAS DEZEMBRO/2015 NF-E E NFC-E ALTERAÇÕES PREVISTAS DEZEMBRO/2015 Versão (1.1) Histórico de Revisões DATA VERSÃO DESCRIÇÃO (PROJETO) AUTOR 12/11/2015 1.0 Desenvolvimento do documento. Estéfano Franco 13/11/2015 1.1 Alterações

Leia mais

SISPAG - SISTEMA DE CONTAS A PAGAR ITAÚ

SISPAG - SISTEMA DE CONTAS A PAGAR ITAÚ SISPAG - SISTEMA DE CONTAS A PAGAR ITAÚ Intercâmbio Eletrônico de Arquivos Layout de Arquivos CNAB - Versão 080 Índice 1. Noções Básicas... 3 2. Informações Técnicas... 6 2.1 Intercâmbio de Informações...

Leia mais

Hierárquico Nenhum. Nenhum. 01 - Cabeçalho do Arquivo. Decimais. Domínio. 02 - Corpo da Nota Fiscal de Entrada. Decimais. Fornecedor DIEF DIEF

Hierárquico Nenhum. Nenhum. 01 - Cabeçalho do Arquivo. Decimais. Domínio. 02 - Corpo da Nota Fiscal de Entrada. Decimais. Fornecedor DIEF DIEF Página: /0 do arquivo: 0 - Cabeçalho do Arquivo Código da Empresa CNPJ da Empresa Inicial Final Valor Fixo "N" de Nota (...) Constante "00000" Sistema (...) Valor Fixo "" 9 0 4 4 0 4 4 0 44 44 4 46 4 4

Leia mais

CAPÍTULO 2 - MATERIAIS QUESTÕES TEÓRICAS

CAPÍTULO 2 - MATERIAIS QUESTÕES TEÓRICAS QUESTÕES TEÓRICAS 1. Qual a condição básica para que se possa caracterizar um material como matéria-prima? R: Ser componente físico principal do produto. 2. Em que condição os impostos (ICMS/IPI) não são

Leia mais

VENDA À ORDEM E VENDA PARA ENTREGA FUTURA. atualizado em 25/09/2015 alterado o item 2.2.2

VENDA À ORDEM E VENDA PARA ENTREGA FUTURA. atualizado em 25/09/2015 alterado o item 2.2.2 VENDA À ORDEM E VENDA PARA ENTREGA FUTURA atualizado em 25/09/2015 alterado o item 2.2.2 2 ÍNDICE 1. VENDA À ORDEM...5 1.1. Conceito...5 1.2. Procedimentos...5 1.2.1. Adquirente Originário...5 1.2.2. Vendedor

Leia mais

MANUAL GESTOR MANUAL AVANÇO MANUAL INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA. [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de e-mail]

MANUAL GESTOR MANUAL AVANÇO MANUAL INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA. [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de e-mail] MANUAL GESTOR [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de e-mail] MANUAL AVANÇO MANUAL INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA Material Desenvolvido para a Célula de Materiais Autor: Equipe

Leia mais

Versão 06/2012. Substituição Tributária

Versão 06/2012. Substituição Tributária Substituição Tributária 1 ÍNDICE 1. O que é a Substituição Tributária?... 3 1.1 Tipos de Substituição Tributária;... 3 1.2 Como é feito o Recolhimento da ST?... 3 1.3 Convênio e Aplicação... 3 1.4 Base

Leia mais

Layout Padrão Febraban 240 posições V08.4 http://www.febraban.org.br. 3.5 - Vendor

Layout Padrão Febraban 240 posições V08.4 http://www.febraban.org.br. 3.5 - Vendor 3.5 - Vendor 89 3.5.1 - Descrição do Processo Objetivo O produto Vendor tem por objetivo disponibilizar, aos clientes (Vendedores) do Banco, os meios de viabilizar o processo de financiamento de suas vendas,

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Estorno Crédito ICMS por Saída Interna Isenta ICMS em MG

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Estorno Crédito ICMS por Saída Interna Isenta ICMS em MG 06/11/2013 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 8 5. Informações Complementares... 8 6. Referências...

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE IMPORTAÇÃO

ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE IMPORTAÇÃO ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE IMPORTAÇÃO 1. Introdução: Toda mercadoria procedente do exterior, importada a título definitivo ou não, sujeita ou não ao pagamento do imposto

Leia mais

Esse é um tutorial que explica as funcionalidades da guia Cadastro na tela de compras do ces_adm. Descrição dos tópicos abaixo:

Esse é um tutorial que explica as funcionalidades da guia Cadastro na tela de compras do ces_adm. Descrição dos tópicos abaixo: Esse é um tutorial que explica as funcionalidades da guia Cadastro na tela de compras do ces_adm. Descrição dos tópicos abaixo: 1. Emissão: Determina o tipo da emissão da nota fiscal a ser cadastrada.

Leia mais

Instruções de Documentação e Envio para Troca como Pessoa Jurídica

Instruções de Documentação e Envio para Troca como Pessoa Jurídica Instruções de Documentação e Envio para Troca como Pessoa Jurídica 1. Emita a nota fiscal de troca pela garantia de acordo com o exemplo e instruções das próximas páginas. 2. Embale o HD com a documentação

Leia mais

Assessoria Tributária e Contábil Zanardi

Assessoria Tributária e Contábil Zanardi A emissão da nota fiscal complementar através do emissor gratuito está condicionada as seguintes informações: Na aba Dados da NF-e\ NF-e Informar a natureza da operação, exemplo: Complemento de ICMS, e

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS Nota Fiscal Avulsa Eletrônica MEI NFAe-MEI SUMÁRIO (versão 1.4 - atualizada em 12/06/2013)

PERGUNTAS E RESPOSTAS Nota Fiscal Avulsa Eletrônica MEI NFAe-MEI SUMÁRIO (versão 1.4 - atualizada em 12/06/2013) PERGUNTAS E RESPOSTAS Nota Fiscal Avulsa Eletrônica MEI NFAe-MEI SUMÁRIO (versão 1.4 - atualizada em 12/06/2013) 1 Conceito e Noções Gerais da NFAe-MEI 1.1 - O que é a Nota Fiscal Avulsa eletrônica MEI

Leia mais

Movimentação de Frete

Movimentação de Frete Movimentação de Frete O objetivo desse procedimento é registrar no sistema as movimentações de CTR (Conhecimento de Transporte Rodoviário). Para realizar o lançamento de um CTR proceda da seguinte forma:

Leia mais

Manual dos procedimentos para Emissão de NFE.

Manual dos procedimentos para Emissão de NFE. Manual dos procedimentos para Emissão de NFE. CADASTRO DE CLIENTES - deve-se utilizar o programa 203. Os campos em VERMELHO são os campos de preenchimento obrigatório. Os campos em PRETO não são obrigatórios,

Leia mais

MANUAL DO SPED FISCAL

MANUAL DO SPED FISCAL MANUAL DO SISTEMA TOP FOR WINDOWS ESCRITA FISCAL - SKILL MANUAL DO SPED FISCAL VERSÃO 2.11 Equipe de Especialistas: Claudio Aparecido Medeiros Cristiano Besson Ederson Von Mühlen Diretor Responsável: João

Leia mais

MANUAL DO SPED FISCAL

MANUAL DO SPED FISCAL MANUAL DO SISTEMA TOP FOR WINDOWS ESCRITA FISCAL - SKILL MANUAL DO SPED FISCAL VERSÃO 2.11 Equipe de Especialistas: Claudio Aparecido Medeiros Cristiano Besson Ederson Von Mühlen Diretor Responsável: João

Leia mais

DESCRIÇÃO DE RELATÓRIOS PROFIT - PMZ RELAÇÃO DE PRODUTOS (+) (-) NÃO VENDIDOS

DESCRIÇÃO DE RELATÓRIOS PROFIT - PMZ RELAÇÃO DE PRODUTOS (+) (-) NÃO VENDIDOS DESCRIÇÃO DE RELATÓRIOS PROFIT - PMZ RELAÇÃO DE PRODUTOS (+) (-) NÃO VENDIDOS QTD - Código de s principal do produto - é a somatória vendida deste produto no período % QTD - é a divisão da QTD pela somatória

Leia mais

Instalação - Primeiros Passos

Instalação - Primeiros Passos Instalação - Primeiros Passos 1- O download da ultima versão do sistema é disponibilizado em nosso site do no link http://www.tvsistemas.com.br/downloads.html 2- Após realizar o download execute o instalador,

Leia mais

MÚLTIPLA EMBALAGEM POR EAN

MÚLTIPLA EMBALAGEM POR EAN MÚLTIPLA EMBALAGEM POR EAN RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de comércio

Leia mais

Portal do Fornecedor ANGELONI. Manual do usuário. (versão 1.1)

Portal do Fornecedor ANGELONI. Manual do usuário. (versão 1.1) Portal do Fornecedor ANGELONI Manual do usuário (versão 1.1) 1. Objetivo Este manual explica como funciona o Portal do Fornecedor ANGELONI. Todos os procedimentos para visualizar pedidos, gerar e enviar

Leia mais

SIGLA IMPOSTOS DE NOTAS FISCAIS ICMS, ICMS-ST, IPI, PIS E COFINS

SIGLA IMPOSTOS DE NOTAS FISCAIS ICMS, ICMS-ST, IPI, PIS E COFINS 1 SIGLA IMPOSTOS DE NOTAS FISCAIS ICMS, ICMS-ST, IPI, PIS E COFINS 2 INTRODUÇÃO Todas as Notas Fiscais geradas pelo sistema, estão amarradas com duas variáveis que vão determinar o cálculo do ICMS, ICMS-ST,

Leia mais

Histórico de mudanças no ERP

Histórico de mudanças no ERP 1:11:31 HW Sistemas e Computadores LTDA Data Inicial: 16/08/2014 - Data Final: 29/01/201 - Release 4.0.9.1 CAIXA AUXILIAR 4.0 Correção Correção 1.214 29/01/201 Após quitar parcial um crédito e valor do

Leia mais

Na primeira vez de usar:

Na primeira vez de usar: MANUAL DE USUÁRIO EV2014 Na primeira vez de usar: Veja a figura de estrutura de programa: CLIENTES DESTINATARIO PRODUTOS 2. PEDIDOS CÓDIGO DE TRIBUTOS 1.CADASTRO DE BANCO DE DADOS 3. NOTA FISCAL ELETRÔNICA

Leia mais

AOB SOFTWARE INFORMATICA LTDA

AOB SOFTWARE INFORMATICA LTDA 2 Tabela de Conteúdo Compras 3 Lançando N.F Simples Nacional 3 1 Preenchendo... o cabeçalho 5 2 Preenchendo... o Produto 6 3 Lançamento... de Impostos 7 4 Confirmando... o Lançamento NF 8 Lançando N.F

Leia mais

Como utilizar o cadastro de Tributos de Mercadorias (NCM) Sumário

Como utilizar o cadastro de Tributos de Mercadorias (NCM) Sumário Como utilizar o cadastro de Tributos de Mercadorias (NCM) Sumário Como utilizar o cadastro de Tributos de Mercadorias (NCM)... 1 O que é o cadastro de Tributos de Mercadorias?... 2 O que é Tributação Padrão?...

Leia mais

Página 1 de 6 Chave de Acesso 41-1110-94.623.741/0002-53-55-001-000.125.114-100.125.114-0 Número NF-e 125114 Versão 2.00 Dados da NF-e Número 125114 Série 1 Data de emissão 24/10/2011 Valor Total da Nota

Leia mais

- No primeiro campo informe o numero da empresa que serão copiadas as informações.(ex: 9999)

- No primeiro campo informe o numero da empresa que serão copiadas as informações.(ex: 9999) 1 2 1. Duplicação das informações de uma empresa para outra Juntamente com a instalação do sistema Office encaminhamos anexada a empresa modelo, que contem cadastros que podem ser utilizados nas empresas

Leia mais

L e i a u t e d e I mp o r t a ç ã o Ar q u i v o T e x t o

L e i a u t e d e I mp o r t a ç ã o Ar q u i v o T e x t o Notas de Entrada Filler 1 4 Deixar em branco CNPJ do emitente 5 14 Preencher sem pontuação Data da entrada 19 6 Formato DDMMAA Data da emissão 25 6 Formato DDMMAA Número do documento 31 6 Numérico com

Leia mais

Palestrante: Jorge Campos

Palestrante: Jorge Campos NF-e 2016 Entenda como o negócio será afetado com as novidades de 2016 Novas regras para NCM, Enquadramento do IPI, Emenda Constitucional 87/15 (DIFAL, CEST, Repasse Interestadual, GNRE) Controle de Remessa

Leia mais

EMISSÃO DE NOTAS FISCAIS CONSIGNAÇÃO MERCANTIL

EMISSÃO DE NOTAS FISCAIS CONSIGNAÇÃO MERCANTIL EMISSÃO DE NOTAS FISCAIS CONSIGNAÇÃO MERCANTIL Cortesia: FARO CONTÁBIL (www.farocontabil.com.br) Autor: Roberto Ferreira de Freitas Data: 21/07/2006 Consignação Mercantil é a operação entre duas empresas

Leia mais

ALÍQUOTAS DE 4% ICMS PARA MERCADORIAS IMPORTADAS INSTRUTORA VALÉRIA RITT

ALÍQUOTAS DE 4% ICMS PARA MERCADORIAS IMPORTADAS INSTRUTORA VALÉRIA RITT ALÍQUOTAS DE 4% ICMS PARA MERCADORIAS IMPORTADAS INSTRUTORA VALÉRIA RITT 1.REGRAS GERAIS A Resolução do Senado Federal nº 13/2012, estabeleceu que, a partir de 1º.01.2013, a alíquota do ICMS nas operações

Leia mais

AGENTE E ESCRIVÃO DA POLICIA FEDERAL Disciplina: Contabilidade. Aula: 04 Prof.: Adelino Corrêa DATA: 26/10/2008. 13. Operações com mercadoria

AGENTE E ESCRIVÃO DA POLICIA FEDERAL Disciplina: Contabilidade. Aula: 04 Prof.: Adelino Corrêa DATA: 26/10/2008. 13. Operações com mercadoria 13. Operações com mercadoria Na comercialização de mercadoria (principal objeto de empresa comercial) existirão os tributos; entre eles o ICMS que será estudado na compra e venda da mercadoria. Impostos

Leia mais

Os INCOTERM s ou International Comercial Terms são nomenclaturas representativas de cláusulas contratuais padronizadas internacionalmente para

Os INCOTERM s ou International Comercial Terms são nomenclaturas representativas de cláusulas contratuais padronizadas internacionalmente para Os INCOTERM s ou International Comercial Terms são nomenclaturas representativas de cláusulas contratuais padronizadas internacionalmente para facilitar o comércio. Elas tratam das condições e responsabilidades

Leia mais

1 - INTRODUÇÃO 2 - ACRÉSCIMO FINANCEIRO

1 - INTRODUÇÃO 2 - ACRÉSCIMO FINANCEIRO VENDAS A PRAZO - Emissão de Documentos Fiscais Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 16.05.2013. Sumário: 1 - INTRODUÇÃO 2 - ACRÉSCIMO FINANCEIRO 2.1 - Tributação do ICMS 2.2 - Exclusão

Leia mais

O QUE VOCÊ PRECISA SABER NA EMISSÃO DA PRIMEIRA. NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e UTILIZANDO O SISTEMA GRATUÍTO DA SEFAZ-SP

O QUE VOCÊ PRECISA SABER NA EMISSÃO DA PRIMEIRA. NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e UTILIZANDO O SISTEMA GRATUÍTO DA SEFAZ-SP O QUE VOCÊ PRECISA SABER NA EMISSÃO DA PRIMEIRA NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e UTILIZANDO O SISTEMA GRATUÍTO DA SEFAZ-SP 1. Certificado Digital - Antes de mais nada você precisa possuir um certificado digital

Leia mais

Conlorrnc. seu couiato corn cl Central de 1 \ter1cl1mer1to ao Assinar le «stamos lhe envrando a segu11da. vra do. 'art:io c!!: crcc1rto Aien1 c1e nao

Conlorrnc. seu couiato corn cl Central de 1 \ter1cl1mer1to ao Assinar le «stamos lhe envrando a segu11da. vra do. 'art:io c!!: crcc1rto Aien1 c1e nao ~\e\/ls~cl \:l-'jct Conlorrnc. seu couiato corn cl Central de 1 \ter1cl1mer1to ao Assinar le «stamos lhe envrando a segu11da vra do n _~: 'art:io c!!: crcc1rto Aien1 c1e nao 0800-775'.c'.112 n:1 Grc:111de

Leia mais

Importante: A BMA utiliza como banco de dados padrão o MySql 5.x.

Importante: A BMA utiliza como banco de dados padrão o MySql 5.x. As estruturas abaixo descritas, referem-se as tabelas utilizadas no armazenamento de geração de dados para o Sistema Público de Escrituração Digital de Dados Fiscais SPED - Fiscal. Importante: A BMA utiliza

Leia mais

ÍNDICE. Aplicativos TOTVS Smart Analytics. Comercial. Controladoria. Financeiro. Materiais. Produção. Recursos Humanos

ÍNDICE. Aplicativos TOTVS Smart Analytics. Comercial. Controladoria. Financeiro. Materiais. Produção. Recursos Humanos ÍNDICE Aplicativos TOTVS Smart Analytics 03 Controladoria 07 Financeiro 10 Materiais 11 Produção 15 Recursos Humanos 18 App Avaliação de Crédito Vl Limite Crédito Vl Limite Crédito Disponível Indica o

Leia mais

Instalação - Primeiros Passos

Instalação - Primeiros Passos Instalação - Primeiros Passos 1 O download da ultima versão do sistema é disponibilizado em nosso site do no link http://www.tvsistemas.com.br/downloads.html 2 Após realizar o download execute o instalador,

Leia mais

Apostila Emissão de Notas Fiscais de Venda Exportação

Apostila Emissão de Notas Fiscais de Venda Exportação Apostila Emissão de Notas Fiscais de Venda Exportação I- CADASTRO DO CLIENTE EXTERIOR I.I- Cadastro Geográfico Antes de iniciarmos o registro do Cliente Exterior precisamos verificar se os detalhes do

Leia mais

Conteúdo. 1.0 SPED Fiscal Regras Fiscais 2013... 3. 1.1 Perfil de apresentação do arquivo digital do SPED Fiscal... 3

Conteúdo. 1.0 SPED Fiscal Regras Fiscais 2013... 3. 1.1 Perfil de apresentação do arquivo digital do SPED Fiscal... 3 SPED Fiscal 2013 Conteúdo 1.0 SPED Fiscal Regras Fiscais 2013... 3 1.1 Perfil de apresentação do arquivo digital do SPED Fiscal... 3 2.0 Pré-requisitos para a elaboração do arquivo do SPED FISCAL... 3

Leia mais

Manual do Usuário. Sistema de Digitação de Notas Fiscais de Saídas Interestaduais

Manual do Usuário. Sistema de Digitação de Notas Fiscais de Saídas Interestaduais Secretaria de Estado de Fazenda de Mato Grosso Superintendência do Sistema de Administração Tributária Manual do Usuário Sistema de Digitação de Notas Fiscais de Saídas Interestaduais 1 ÍNDICE INTRODUÇÃO

Leia mais

Cartilha Básica Sobre Tributação e Aplicação em Drogarias

Cartilha Básica Sobre Tributação e Aplicação em Drogarias BIG AUTOMAÇÃO Cartilha Básica Sobre Tributação e Aplicação em Drogarias Sumário Índice de Figuras... 3 Histórico de Revisões... 4 Introdução... 5 Imposto... 5 Taxa... 5 Contribuição... 5 Tributos... 5

Leia mais

1- Principais alterações para COMPRAS entre a versão 2.9 e 3.0.

1- Principais alterações para COMPRAS entre a versão 2.9 e 3.0. 1- Principais alterações para COMPRAS entre a versão 2.9 e 3.0. - Data de Emissão/ Data Entrada ou Movimento. Considerando que o documento fiscal deve ser registrado sob o enfoque da empresa que recebe

Leia mais

Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC Departamento de Contabilidade e Finanças DCF/PROPLAN

Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC Departamento de Contabilidade e Finanças DCF/PROPLAN GUILHERME MARTINS SANTANA Endereço Eletrônico: g.santana@ufsc.br Documentos Obrigatórios Os documentos obrigatórios que devem acompanhar qualquer solicitação de pagamento de uma compra são: Documento fiscal

Leia mais

Boletim Técnico. Transferência Crédito ICMS na NF-e

Boletim Técnico. Transferência Crédito ICMS na NF-e Transferência Crédito ICMS na NF-e Produto : Datasul Faturamento TOTVS 12 Chamado : TRFOE6 Data da criação : 26/01/2015 Data da revisão : 26/01/2015 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos Efetuada

Leia mais

OFICINA DE PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA

OFICINA DE PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA OFICINA DE PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA 1. OPERAÇÕES INTERNAS 1.1-BASE DE CÁLCULO - OPERAÇÃO INTERNA No RICMS/SP temos as hipóteses de definição da base de cálculo do ICMS-ST

Leia mais

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL - RFB NOVA IGUACU EXTRATO DA DECLARAÇÃO DE IMPORTAÇÃO CONSUMO

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL - RFB NOVA IGUACU EXTRATO DA DECLARAÇÃO DE IMPORTAÇÃO CONSUMO 1/ 5 SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL - RFB NOVA IGUACU EXTRATO DA DECLARAÇÃO DE IMPORTAÇÃO CONSUMO Modalidade do despacho: NORMAL Quantidade de adições: 0002 Importador CGC: 04.570.097/0001-29

Leia mais

Manual Ciaf NFC-e Gratuito. Cadastro de Clientes 2 Cadastro de Produtos 4 Caixa Diário 9 Cadastro de formas de Pagamento NFCe 13 Emissão NFC-e 17

Manual Ciaf NFC-e Gratuito. Cadastro de Clientes 2 Cadastro de Produtos 4 Caixa Diário 9 Cadastro de formas de Pagamento NFCe 13 Emissão NFC-e 17 Manual Ciaf NFC-e Gratuito Cadastro de Clientes 2 Cadastro de Produtos 4 Caixa Diário 9 Cadastro de formas de Pagamento NFCe 13 Emissão NFC-e 17 1 Cadastro de Clientes Nesta opção iremos armazenar no sistema

Leia mais