CARBON FREE Uma alternativa para a gestão ambiental em empresas do setor de telefonia móvel

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CARBON FREE Uma alternativa para a gestão ambiental em empresas do setor de telefonia móvel"

Transcrição

1 Encontro Água e Floresta CARBON FREE Uma alternativa para a gestão ambiental em empresas do setor de telefonia móvel Cássio André de Oliveira Jaboticabal, 25 de Julho de 2.008

2

3 I II Marketing Verde direcionamento de mercado II.1 Definição II.2 Aplicação II.3 Metodologia III IV V VI no setor de telefonia móvel Objetivo do trabalho Metodologia Resultados preliminares

4 I II Marketing Verde direcionamento de mercado II.1 Definição II.2 Aplicação II.3 Metodologia III IV V VI no setor de telefonia móvel Objetivo do trabalho Metodologia Resultados preliminares

5 Marketing Verde direcionamento de mercado Mudança Climáticas Alertas ambientais Mudança nas nas variáveis de de decisão do do processo de de compra Clientes ligados ao ao ambientalmente correto Adaptação das das empresas direcionando investimento para para ações ações ambientalmente corretas

6 Marketing Verde direcionamento de mercado nas empresas nas empresas Desejo Desejo dos dos clientes agora agora é que que as as empresas desenvolvam o seus seus processos produtivos (internos e externos) com com a preocupação sócio-ambiental Assim, Assim, as as ações ações das das empresas passaram a serem serem desenvolvidas considerando estas estas novas novas necessidades dos dos clientes E o marketing verde verde tem tem papel papel importantíssimo, para para que que os os clientes possam identificar as as empresas ambientalmente corretas

7 I II Marketing Verde direcionamento de mercado II.1 Definição II.2 Aplicação II.3 Metodologia III IV V VI no setor de telefonia móvel Objetivo do trabalho Metodologia Resultados preliminares

8 I II Marketing Verde direcionamento de mercado II.1 Definição II.2 Aplicação II.3 Metodologia III IV V VI no setor de telefonia móvel Objetivo do trabalho Metodologia Resultados preliminares

9 - Definição O termo termo, Free, ou ou Livre Livre de de Carbono (traduzido para para o português) tem tem sido sido utilizado para para identificar eventos/ações que que são são neutralizados quanto à emissão de de gás-carbônico na na atmosfera Ser Ser, Free, demonstra estar estar ciente ciente dos dos impactos que que a emissão de de gás-carbônico possa possa vir vir a causar causar ao ao planeta.

10 I II Marketing Verde direcionamento de mercado II.1 Definição II.2 Aplicação II.3 Metodologia III IV V VI no setor de telefonia móvel Objetivo do trabalho Metodologia Resultados preliminares

11 - Aplicação Empresas podem podem neutralizar as as emissões de de gás-carbônico que que determinado evento evento ou ou ação ação causou ao ao ambiente, demonstrando assim assim a preocupação ambiental Por Por exemplo, o SPFW SPFW recebeu o selo selo, Free, pois pois neutralizou a emissão de de gás-carbônico utilizando o plantio plantio de de aproximadamente árvores Um Um outro outro exemplo foi foi quando a Volkswagen obteve obteve o selo selo Freepara o evento evento de de lançamento do do Golf Golfem em

12 I II Marketing Verde direcionamento de mercado II.1 Definição II.2 Aplicação II.3 Metodologia III IV V VI no setor de telefonia móvel Objetivo do trabalho Metodologia Resultados preliminares

13 - Metodologia A quantificação das das emissões de de gases gases de de efeito efeito estufa, estufa, em em dióxido de de carbono equivalente (CO2), (CO2), associadas às às atividades humanas A captação do do carbono do do CO2, CO2, através da da fotossíntese da da área área plantada, devolvendo oxigênio (O2) (O2) para para a atmosfera e reduzindo as as concentrações de de CO2 CO2 no no ar ar A destinação da da madeira da da área área plantada para para a fabricação de de mobiliário, construção civil civil e infra-estrutura rural, rural, contribuindo para para a perenização do do seqüestro do do carbono O replantio sistemático das árvores O replantio sistemático das árvores

14 I II Marketing Verde direcionamento de mercado II.1 Definição II.2 Aplicação II.3 Metodologia III IV V VI no setor de telefonia móvel Objetivo do trabalho Metodologia Resultados preliminares

15 no setor de telefonia móvel As As 4 grandes operadoras de de telefonia móvel móvel do do Brasil Brasil têm têm como como principal ação ação ambiental a coleta coleta de de baterias e aparelhos antigos Outra Outra ação ação básica básica que que elas elas desenvolvem são são as as campanhas de de conscientização de de funcionários e clientes para para as as questões ambientais e semanas do do meio meio ambiente

16 no setor de telefonia móvel Não existem grandes projetos de questão ambiental neste setor Não existem grandes projetos de questão ambiental neste setor Empresas do do setor setor de de serviços, em em geral, geral, enfrentam problemas para para demonstrarem aos aos seus seus clientes que que são são ambientalmente corretas, visto visto que que sua sua atuação pode pode não não demonstrar materialmente a degradação do do meio meio ambiente Assim, Assim, projetos com com o selo selo Freeseriam uma uma alternativa para para que que estas estas empresas alcançassem os os consumidores ambientalmente corretos.

17 I II Marketing Verde direcionamento de mercado II.1 Definição II.2 Aplicação II.3 Metodologia III IV V VI no setor de telefonia móvel Objetivo do trabalho Metodologia Resultados preliminares

18 Objetivo do trabalho O objetivo deste deste trabalho é mensurar o volume financeiro a ser ser despendido por por uma uma determinada empresa do do setor, setor, para para que que sua sua atuação na na região região geográfica da da UGRHI UGRHI do do Mogi-Guaçu tivesse a emissão de de CO2 CO2 neutralizada.

19 I II Marketing Verde direcionamento de mercado II.1 Definição II.2 Aplicação II.3 Metodologia III IV V VI no setor de telefonia móvel Objetivo do trabalho Metodologia Resultados preliminares

20 Metodologia A metodologia adotada seria seria a análise de de quais quais ações ações da da empresa estão estão diretamente relacionadas à emissão de de CO2 CO2 (considerando toda toda sua sua cadeia). Após Após isto, isto, um um engenheiro ambiental seria seria consultado para para se se chegar chegar ao ao volume de de CO2 CO2 que que estas estas ações ações emitem na na atmosfera, e determinar o número de de árvores a serem serem plantadas para para que que esta esta emissão seja seja neutralizada, e quanto seria seria gasto. gasto. Este Este investimento seria seria alocado no no projeto de de recuperação da da mata mata ciliar ciliar desta desta região região (UGRHI do do Mogi-Guaçu), e assim assim as as árvores selecionadas seriam seriam classificadas de de acordo com com o projeto inicial. inicial.

21 I II Marketing Verde direcionamento de mercado II.1 Definição II.2 Aplicação II.3 Metodologia III IV V VI no setor de telefonia móvel Objetivo do trabalho Metodologia Resultados preliminares

22 Resultados preliminares - Comentários Atualmente está estámais do do que que comprovado de de que que os os investimentos em em ações ações sócio-ambientais refletem diretamente na na conquista de de novos novos clientes, com com uma uma influência direta direta no no faturamento da da companhia. A carência de de projetos ambientais relevantes neste neste setor, setor, é um um dos dos fatores que que motivam a realização deste deste trabalho. As As empresas deste deste setor setor possuem faturamentos altos, altos, e seus seus clientes já jáestão cobrando atuações diretas diretas para para uma uma melhoria de de seus seus projetos de de responsabilidade ambiental

Página 34 São Paulo, sexta-feira, 21 De fevereiro de 2014. 3ª caderno www.diariodenoticias.com.br

Página 34 São Paulo, sexta-feira, 21 De fevereiro de 2014. 3ª caderno www.diariodenoticias.com.br Página 34 São Paulo, sexta-feira, 21 De fevereiro de 2014 Página 35 São Paulo, sexta-feira, 21 De fevereiro de 2014 Página 36 São Paulo, sexta-feira, 21 De fevereiro de 2014 Página 37 São Paulo, sexta-feira,

Leia mais

Resultados do Programa Ambiental SETRERJ Programas Despoluir e Economizar

Resultados do Programa Ambiental SETRERJ Programas Despoluir e Economizar Resultados do Programa Ambiental SETRERJ Programas Despoluir e Economizar Crescimento da frota atendida 2765 28% 2896 2970 3453 3550 2007 2008 2009 2010 2011 Avaliações anuais Despoluir e Economizar O

Leia mais

2 Documento de Referência CarbonOk

2 Documento de Referência CarbonOk 2 Documento de Referência CarbonOk SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO... 5 2 PROGRAMA CARBONOK... 6 2.1 Missão... 6 2.2 Objetivos... 6 2.3 Valores... 7 2.4 Metodologia... 7 2.5 Atuação... 8 2.6 Responsável... 9 3

Leia mais

CONTEÚDO E HABILIDADES APRENDER A APRENDER APRENDER A APRENDER FAZENDO E APRENDENDO GEOGRAFIA. Aula 18.2 Conteúdo.

CONTEÚDO E HABILIDADES APRENDER A APRENDER APRENDER A APRENDER FAZENDO E APRENDENDO GEOGRAFIA. Aula 18.2 Conteúdo. A A Aula 18.2 Conteúdo Mudanças globais 2 A A Habilidades Perceber as mudanças globais que estão ocorrendo no Brasil e no mundo. 3 A A Conferências e protocolos Preocupados com os problemas relacionados

Leia mais

O que é preciso para desenvolver uma experiência global sobre florestas e mudanças climáticas?

O que é preciso para desenvolver uma experiência global sobre florestas e mudanças climáticas? O que é preciso para desenvolver uma experiência global sobre florestas e mudançasclimáticas? Entrevista com o Dr. Stuart Davies, Diretor do CentrodeCiênciasFlorestaisdoTrópico Em2007,oBancoHSBCdoou100milhõesde

Leia mais

MATA ATLÂNTICA E SERVIÇOS AMBIENTAIS. Neutralização do Carbono por plantio de Árvores

MATA ATLÂNTICA E SERVIÇOS AMBIENTAIS. Neutralização do Carbono por plantio de Árvores MATA ATLÂNTICA E SERVIÇOS AMBIENTAIS PSAs e o Ciclo do Carbono CETESB - SMA, 21.03.2007 Neutralização do Carbono por plantio de Árvores Marcio A.R.Nahuz - CT Floresta/IPT mnahuz@ipt.br O aquecimento global,

Leia mais

Inventário de Emissão de Gases de Efeito Estufa

Inventário de Emissão de Gases de Efeito Estufa Inventário de de Gases de Efeito Estufa Projeto Coral Vivo Priscila G. C. Sette Moreira CREA 49.354/D Inventário de de Gases de Efeito Estufa 1 Introduça o A variação do clima é um fenômeno natural que

Leia mais

Nos estúdios encontram-se um entrevistador (da rádio ou da televisão) e um representante do Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural

Nos estúdios encontram-se um entrevistador (da rádio ou da televisão) e um representante do Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural Guião de Programa de Rádio e Televisão Tema: Redução de Emissões de Desmatamento e Degradação Florestal (REDD+) Nos estúdios encontram-se um entrevistador (da rádio ou da televisão) e um representante

Leia mais

VISÃO SER REFERÊNCIA COMO COOPERATIVA FORNECEDORA DE ALIMENTOS.

VISÃO SER REFERÊNCIA COMO COOPERATIVA FORNECEDORA DE ALIMENTOS. VISÃO SER REFERÊNCIA COMO COOPERATIVA FORNECEDORA DE ALIMENTOS. MISSÃO VALORIZAR A QUALIDADE DE VIDA NO CAMPO E NA CIDADE, PRODUZINDO ALIMENTOS DE EXCELÊNCIA. VALORES ÉTICA QUALIDADE CONFIANÇA COOPERAÇÃO

Leia mais

Mudanças Climáticas na Vale

Mudanças Climáticas na Vale 30/09/2011 Mudanças Climáticas na Vale Gerência de Nova Economia e Mudanças Climáticas Departamento de Desenvolvimento Sustentável Política de Sustentabilidade Operador Sustentável Legado Econômico, Social

Leia mais

SUSTENTABILIDADE 2014

SUSTENTABILIDADE 2014 SUSTENTABILIDADE 2014 Rutivo de no CONSTRUIR, PLANTAR E TRANSFORMAR Nosso objetivo vai além de ser responsável pelo processo construtivo de nossas obras, procuramos estimular e disseminar o conceito de

Leia mais

Shopping Iguatemi Salvador e ALSCIB

Shopping Iguatemi Salvador e ALSCIB SEMINÁRIO ÉTICA E TRANSPARÊNCIA NAS EMPRESAS DE PEQUENO PORTE Shopping Iguatemi Salvador e ALSCIB Tema: Sustentabilidade Vera Guimarães Shopping Iguatemi História do Iguatemi Com 32 anos, foi inaugurado

Leia mais

SUSTENTABILIDADE????

SUSTENTABILIDADE???? SUSTENTABILIDADE???? POPULAÇÃO MUNDIAL PRINCIPAIS PROBLEMAS GRANDES DESAFIOS DA HUMANIDADE: ÁGUA POTÁVEL FLORESTAS ALIMENTOS DIVERSIDADE BIOLÓGICA MORADIA GERAÇÃO DE ENERGIA ATMOSFERA, MUDANÇAS CLIMÁTICAS

Leia mais

www.cdljovemcapixaba.com.br

www.cdljovemcapixaba.com.br PLANTANDO EQUILÍBRIO Inscrição Case de Sucesso CDL Jovem2010 Categoria Responsabilidade Social e Ambiental Realização CDL Jovem Capixaba www.cdljovemcapixaba.com.br Índice 1. Resumo... 3 2. Justificativa...

Leia mais

Como o efeito estufa pode render dinheiro para o Brasil. A Amazônia e o seqüestro de carbono e o protocolo de kyoto

Como o efeito estufa pode render dinheiro para o Brasil. A Amazônia e o seqüestro de carbono e o protocolo de kyoto Como o efeito estufa pode render dinheiro para o Brasil A Amazônia e o seqüestro de carbono e o protocolo de kyoto Histórico das reuniões 1992 - assinam a Convenção Marco sobre Mudança Climática na ECO-92.

Leia mais

Tecnologia & Engenharia Desafio Prático. Temporada 2014. Tecnologia & Engenharia. Desafio Prático. Torneio Brasil de Robótica

Tecnologia & Engenharia Desafio Prático. Temporada 2014. Tecnologia & Engenharia. Desafio Prático. Torneio Brasil de Robótica Temporada 2014 Tecnologia & Engenharia Desafio Prático Tecnologia & Engenharia Desafio Prático 7 3 1 4 5 6 2 1. Agroenergia: Descrição: trata-se da fabricação e uso dos diversos tipos de biocombustíveis

Leia mais

PROGRAMA CONSUMO CONSCIENTE

PROGRAMA CONSUMO CONSCIENTE PROGRAMA CONSUMO CONSCIENTE Pesquisa recente do Instituto Akatu revela: O consumidor brasileiro quer saber sobre práticas empresariais de responsabilidade social, mas não sabe onde encontrar informações

Leia mais

fazem bem e dão lucro

fazem bem e dão lucro Melhores práticas de fazem bem e dão lucro Banco Real dá exemplo na área ambiental e ganha reconhecimento internacional Reunidos em Londres, em junho deste ano, economistas e jornalistas especializados

Leia mais

TÜV NORD CERT A TÜV NORD Company

TÜV NORD CERT A TÜV NORD Company Certificação de Projetos Voluntários e Inventário de Emissões TÜV NORD CERT A TÜV NORD Company Making our world safer 16 de Março de 2010 1 Tópicos Apresentação TUV-Nord Avaliação de Inventário de Emissões

Leia mais

Pagamento de Serviços Ambientais Contribuição do Programa MERCADO MATA ATLÂNTICA Reserva da Biosfera da Mata Atlântica - Brasil

Pagamento de Serviços Ambientais Contribuição do Programa MERCADO MATA ATLÂNTICA Reserva da Biosfera da Mata Atlântica - Brasil Pagamento de Serviços Ambientais Contribuição do Programa MERCADO MATA ATLÂNTICA Reserva da Biosfera da Mata Atlântica - Brasil 1º Seminário Paulista de PSA- Novembro de 2009 - Clayton F. Lino A natureza

Leia mais

Realização: Aquecimento Global. Parceiros: Apoiadores:

Realização: Aquecimento Global. Parceiros: Apoiadores: Realização: Parceiros: Aquecimento Global Apoiadores: O que é o efeito estufa? É um fenômeno natural, provocado por alguns gases da atmosfera, que mantêm o nosso planeta aquecido. Esse processo acontece

Leia mais

CONCEITOS CHAVE EM PROJETOS FLORESTAIS DE CARBONO. Celia A. Harvey, Climate Change Initiatives

CONCEITOS CHAVE EM PROJETOS FLORESTAIS DE CARBONO. Celia A. Harvey, Climate Change Initiatives CONCEITOS CHAVE EM PROJETOS FLORESTAIS DE CARBONO Celia A. Harvey, Climate Change Initiatives Projetos de carbono devem : Demonstrar adicionalidade Localizar potenciais fugas Garantir a permanência do

Leia mais

Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com.

Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com. 1 Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com.br e baixe todas as cartilhas, ou retire no seu Sindicato Rural. E

Leia mais

Deslocamento de automóveis sorteados pelo Banco Bradesco aos cotistas do HiperFundo:

Deslocamento de automóveis sorteados pelo Banco Bradesco aos cotistas do HiperFundo: Relatório de Emissões de Gases do Efeito Estufa Deslocamento de automóveis sorteados pelo Banco Bradesco aos cotistas do HiperFundo: Quantificação e Compensação Elaboração: Sumário 1. Introdução...3 1.1

Leia mais

Padrões de produção e consumo

Padrões de produção e consumo INDICADORES AMBIENTAIS DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO 113 Padrões de produção e consumo Recicloteca da COMLURB - Gávea 114 INDICADORES AMBIENTAIS DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO ÁGUA ATMOSFERA SOLO BIODIVERSIDADE

Leia mais

IX OLIMPÍADA REGIONAL DE CIÊNCIAS-2007 Ambiente e Sociedade

IX OLIMPÍADA REGIONAL DE CIÊNCIAS-2007 Ambiente e Sociedade IX OLIMPÍADA REGIONAL DE CIÊNCIAS-2007 Ambiente e Sociedade Gabarito Primeira Fase Cruzadinha Preencha as linhas da cruzadinha com as palavras ou expressões correspondentes. 1 C A R B O N O 2 A Q U E C

Leia mais

AULA 4 FLORESTAS. O desmatamento

AULA 4 FLORESTAS. O desmatamento AULA 4 FLORESTAS As florestas cobriam metade da superfície da Terra antes dos seres humanos começarem a plantar. Hoje, metade das florestas da época em que recebemos os visitantes do Planeta Uno não existem

Leia mais

PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS. Eduardo de Araujo Rodrigues

PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS. Eduardo de Araujo Rodrigues PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS Eduardo de Araujo Rodrigues Nos últimos 50 anos, os ecossistemas do mundo foram agredidos e modificados pela ação do homem, mais rápido e profundamente que em qualquer

Leia mais

Diretoria de Projetos Socioambientais

Diretoria de Projetos Socioambientais Objetivo Diretoria de Projetos Socioambientais Objetivo do Projeto Ecoeventus Projeto Ecoeventus é o alicerce de um Programa de Educação Ambiental Formal adotado com intuito de mobilizar participantes

Leia mais

Política de mudanças climáticas. Versão resumida

Política de mudanças climáticas. Versão resumida Política de mudanças climáticas Versão resumida 29/06/2015 objetivo A política de Mudanças Climáticas da Oi visa estabelecer o direcionamento estratégico e orientar as decisões relativas à temática da

Leia mais

CAPÍTULO 3 PROTOCOLO DE KIOTO

CAPÍTULO 3 PROTOCOLO DE KIOTO CAPÍTULO 3 PROTOCOLO DE KIOTO Medidas estão sendo tomadas... Serão suficientes? Estaremos, nós, seres pensantes, usando nossa casa, com consciência? O Protocolo de Kioto é um acordo internacional, proposto

Leia mais

Regulamento de Avaliação da Conformidade para Etanol Combustível

Regulamento de Avaliação da Conformidade para Etanol Combustível Regulamento de Avaliação da Conformidade para Etanol Combustível Alfredo Lobo Diretor da Qualidade Rio de Janeiro, 14/08/2008 ções Desenvolvidas pelo Inmetro no Programa de Avaliação da Conformidade para

Leia mais

Consumo Consciente Energia Elétrica

Consumo Consciente Energia Elétrica Consumo Consciente Energia Elétrica Agosto 2010 Planeta SUSTENTABILIDADE NO CONSUMO Incentivo ao consumo responsável e consciente IMPORTÂNCIA DA ENERGIA PARA O GRUPO Compra energia elétrica de 23 concessionárias

Leia mais

Programa ABC. Agricultura de Baixo Carbono. Programa para redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura

Programa ABC. Agricultura de Baixo Carbono. Programa para redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura Programa ABC Agricultura de Baixo Carbono Programa para redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura Emissões globais de GEEs Participação dos diferentes setores nas emissões de GEE, 2004

Leia mais

Legislação Municipal e Mudanças Climáticas

Legislação Municipal e Mudanças Climáticas Legislação Municipal e Mudanças Climáticas Ronaldo Vasconcellos Vice-Prefeito de Belo Horizonte Coordenador do Comitê Municipal sobre Mudanças Climáticas e Ecoeficiência Legislação Municipal e Mudanças

Leia mais

Projeto Espaço de Praticas Sustentáveis

Projeto Espaço de Praticas Sustentáveis Projeto Espaço de Praticas Sustentáveis A Brindes Caiçara junto com os seus idealizadores criarão o Espaço de Praticas Sustentáveis. Objetivo deste espaço é nos unirmos com empresas que tenha visão socioambientais

Leia mais

S O L U Ç õ e S a m b i e n t a i S

S O L U Ç õ e S a m b i e n t a i S SOLUÇões ambientais 01 Quem somos A Ambiens é uma empresa de assessoria e consultoria ambiental que, desde 1997, oferece soluções eficazes e economicamente competitivas para empresas de diversos segmentos,

Leia mais

Sustentabilidade. Iniciativa Hora do Planeta, 2013 / Março, 2013

Sustentabilidade. Iniciativa Hora do Planeta, 2013 / Março, 2013 Iniciativa Hora do Planeta, 2013 / Março, 2013 O que é a Hora do Planeta Enquadramento: A Hora do Planeta 2013 é um evento internacional promovido pela ONG WWF e que consiste em desligar voluntariamente

Leia mais

EMISSÕES DO SETOR DE RESÍDUOS SÓLIDOS E EFLUENTES LÍQUIDOS (2009-2010)

EMISSÕES DO SETOR DE RESÍDUOS SÓLIDOS E EFLUENTES LÍQUIDOS (2009-2010) EMISSÕES DO SETOR DE RESÍDUOS SÓLIDOS E EFLUENTES LÍQUIDOS (2009-2010) Sumário Executivo De acordo com a Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC), adotada em 1992, as mudanças

Leia mais

Eficiência energética em construções na cidade de SP 15.04.2010

Eficiência energética em construções na cidade de SP 15.04.2010 Eficiência energética em construções na cidade de SP 15.04.2010 Estado de São Paulo Fonte: SSE SP Potencial de redução: 7,9% energia elétrica Potencial de redução: 6,6% petróleo & gás Estado de São Paulo

Leia mais

PRÊMIO ESTANDE SUSTENTÁVEL ABF EXPO 2014

PRÊMIO ESTANDE SUSTENTÁVEL ABF EXPO 2014 PRÊMIO ESTANDE SUSTENTÁVEL ABF EXPO 2014 1. APRESENTAÇÃO Com o intuito de disseminar práticas de responsabilidade socioambiental entre as empresas do sistema de franchising, a Associação Brasileira de

Leia mais

PROJETO AUDIOVISUAL FORMATO: CURTA-METRAGEM 6 MINUTOS LINGUAGEM: HÍBRIDA (CINEMATOGRÁFICA TELEVISIVA)

PROJETO AUDIOVISUAL FORMATO: CURTA-METRAGEM 6 MINUTOS LINGUAGEM: HÍBRIDA (CINEMATOGRÁFICA TELEVISIVA) PROJETO AUDIOVISUAL PROJETO AUDIOVISUAL FORMATO: CURTA-METRAGEM 6 MINUTOS LINGUAGEM: HÍBRIDA (CINEMATOGRÁFICA TELEVISIVA) GÊNERO: DOCUMENTÁRIO/ JORNALÍSTICO OBJETIVO: INSTITUCIONAL E EDUCATIVO O projeto

Leia mais

INVENTÁRIO: Completo Preliminar. INVENTÁRIO VERIFICADO POR: Ninguém Primeira parte 1 Terceira parte Terceira parte acreditada

INVENTÁRIO: Completo Preliminar. INVENTÁRIO VERIFICADO POR: Ninguém Primeira parte 1 Terceira parte Terceira parte acreditada Inventário das de Gases de Efeito Estufa SADIA S/A 2009 INVENTÁRIO: Completo Preliminar INVENTÁRIO VERIFICADO POR: Ninguém Primeira parte 1 Terceira parte Terceira parte acreditada Data: 01/04/2010 Preparador

Leia mais

Inventário de Gases de Efeito Estufa do Festival de Turismo das Cataratas do Iguaçu 2015

Inventário de Gases de Efeito Estufa do Festival de Turismo das Cataratas do Iguaçu 2015 Inventário de Gases de Efeito Estufa do Festival de Turismo das Cataratas do Iguaçu 2015 Nome da instituição: De Angeli Feiras & Eventos Tipo de instituição: Evento Setor econômico: Turismo Endereço: Edifício

Leia mais

FUNDAMENTOS DA GESTÃO

FUNDAMENTOS DA GESTÃO A Ultrapar realizou em 2011 um programa de comunicação e disseminação do tema sustentabilidade entre seus colaboradores, com uma série de iniciativas voltadas para o engajamento e treinamento das pessoas.

Leia mais

Tratados internacionais sobre o meio ambiente

Tratados internacionais sobre o meio ambiente Tratados internacionais sobre o meio ambiente Conferência de Estocolmo 1972 Preservação ambiental X Crescimento econômico Desencadeou outras conferências e tratados Criou o Programa das Nações Unidas para

Leia mais

Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa. Relatório de Atividades em Evento de Sustentabilidade FIESC 2012

Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa. Relatório de Atividades em Evento de Sustentabilidade FIESC 2012 Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa Relatório de Atividades em Evento de Sustentabilidade FIESC 2012 Julho de 2012 A natureza criou o tapete sem fim que recobre a superfície da terra. Dentro

Leia mais

dicas sustentáveis Como crescer com práticas responsáveis

dicas sustentáveis Como crescer com práticas responsáveis dicas sustentáveis Como crescer com práticas responsáveis Um desafio que envolve você! Compartilhamos os mesmos espaços e problemas, mas também as soluções. É fundamental ter atitudes responsáveis, suprindo

Leia mais

PLANTIO DE ARAUCÁRIAS EM DIVISAS ENTRE PROPRIEDADES E ESTRADAS

PLANTIO DE ARAUCÁRIAS EM DIVISAS ENTRE PROPRIEDADES E ESTRADAS Estradas com araucárias 2012 Projeto Estradas com Araucárias PLANTIO DE ARAUCÁRIAS EM DIVISAS ENTRE PROPRIEDADES E ESTRADAS Introdução 2 Uma estrada de rodagem pode causar graves impactos ambientais, com

Leia mais

RELATÓRIO DE COMPENSAÇÃO DE EMISSÕES DE CO 2

RELATÓRIO DE COMPENSAÇÃO DE EMISSÕES DE CO 2 RELATÓRIO DE COMPENSAÇÃO DE EMISSÕES DE CO 2 XIV Simpósio Nacional de Auditoria de Obras Públicas (SINAOP) Centro de Eventos do Pantanal - Cuiabá 1 Novembro 2011 Nome do Evento: XIV SINAOP 2011 Cuiabá

Leia mais

Neutralização de Carbono

Neutralização de Carbono Neutralização de Carbono As Marcas Em Dia Com o Planeta Programa Piloto para Treinamento em Serviços Ecossistêmicos/Mercados Ambientais Curitiba - Outubro 2.007 Neutralização de Carbono Atitude Voluntária

Leia mais

Resumo Aula-tema 02: Panorama mundial e nacional mudanças climáticas e políticas públicas emergentes.

Resumo Aula-tema 02: Panorama mundial e nacional mudanças climáticas e políticas públicas emergentes. Resumo Aula-tema 02: Panorama mundial e nacional mudanças climáticas e políticas públicas emergentes. As mudanças nos ecossistemas, causadas pelo modelo de desenvolvimento econômico atual, trazem impactos

Leia mais

Prêmio Nacional de Qualidade em Saneamento PNQS. Inovação da Gestão em Saneamento IGS 2013

Prêmio Nacional de Qualidade em Saneamento PNQS. Inovação da Gestão em Saneamento IGS 2013 Prêmio Nacional de Qualidade em Saneamento PNQS Inovação da Gestão em Saneamento IGS 2013 RELATÓRIO DE DESCRIÇÃO DE PRÁTICA DE GESTÃO: FROTA AZUL Setembro/2013 1 Estrutura Organizacional da OC 2 A Organização

Leia mais

Unidade IV Ser Humano e saúde. Aula 17.1

Unidade IV Ser Humano e saúde. Aula 17.1 Unidade IV Ser Humano e saúde. Aula 17.1 Conteúdo: O efeito estufa. Habilidade: Demonstrar uma postura crítica diante do uso do petróleo. REVISÃO Reações de aldeídos e cetonas. A redução de um composto

Leia mais

Mineração e Sustentabilidade Ambiental. Ricardo Santana Biólogo, MSc

Mineração e Sustentabilidade Ambiental. Ricardo Santana Biólogo, MSc Mineração e Sustentabilidade Ambiental Ricardo Santana Biólogo, MSc Itinga, setembro de 2010 Itinga Mineração - Missão Transformar recursos minerais em riquezas e desenvolvimento sustentável Para nossos

Leia mais

Livro Uma Verdade Inconveniente - Al Gore

Livro Uma Verdade Inconveniente - Al Gore Livro Uma Verdade Inconveniente - Al Gore O objetivo do presente projeto é a neutralização das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) causadas pela produção e distribuição da edição em português do livro

Leia mais

A Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro publica a seguinte lei: Capítulo I Das Disposições Preliminares

A Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro publica a seguinte lei: Capítulo I Das Disposições Preliminares Projeto de lei n. Institui a Política Estadual sobre Mudança do Clima e fixa seus princípios, objetivos, diretrizes e instrumentos. A Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro publica a seguinte

Leia mais

XIII OLIMPÍADA REGIONAL DE CIÊNCIAS - 2011 Florestas Gabarito Segunda Fase

XIII OLIMPÍADA REGIONAL DE CIÊNCIAS - 2011 Florestas Gabarito Segunda Fase XIII OLIMPÍADA REGIONAL DE CIÊNCIAS - 2011 Florestas Gabarito Segunda Fase 1. Sabe-se que uma área de quatro hectares de floresta na região tropical pode conter cerca de 375 espécies de plantas, enquanto

Leia mais

O projeto de Neutralização das Emissões de Carbono do Camarote Expresso 2222 envolve as seguintes etapas:

O projeto de Neutralização das Emissões de Carbono do Camarote Expresso 2222 envolve as seguintes etapas: Relatório de Emissões de Carbono Camarote Expresso 2222 Carnaval Salvador 2010 Introdução As atividades da humanidade têm aumentado como nunca visto a concentração de gases poluidores na atmosfera. Alguns

Leia mais

DISCURSO SOBRE DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE DEPUTADO MARCELO SERAFIM (PSB-AM) No dia Mundial do Meio Ambiente o Planeta Terra se volta para a questão

DISCURSO SOBRE DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE DEPUTADO MARCELO SERAFIM (PSB-AM) No dia Mundial do Meio Ambiente o Planeta Terra se volta para a questão DISCURSO SOBRE DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE DEPUTADO MARCELO SERAFIM (PSB-AM) Senhoras Deputadas, Senhores Deputados, Povo do Estado do Amazonas, No dia Mundial do Meio Ambiente o Planeta Terra se volta

Leia mais

GUIA DE GESTÃO DE FROTAS SUSTENTÁVEIS

GUIA DE GESTÃO DE FROTAS SUSTENTÁVEIS GUIA DE GESTÃO DE FROTAS SUSTENTÁVEIS 1 INTRODUÇÃO Existe um consenso científico segundo o qual a mudança climática é impulsionada por aumentos das emissões de gases de efeito estufa causadas pelo homem,

Leia mais

Projeto Sementes Categoria

Projeto Sementes Categoria Banrisul S/A Porto Alegre (RS) Projeto Sementes Categoria Conservação de Recursos Naturais 1. Sobre a organização participante: Razão social: - BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Nome fantasia: - BANRISUL

Leia mais

AÇÃO DO HOMEM NO MEIO AMBIENTE

AÇÃO DO HOMEM NO MEIO AMBIENTE AÇÃO DO HOMEM NO MEIO AMBIENTE NEVES, Daniela 1 TEIXEIRA, Flávia 2 RESUMO: O Meio Ambiente está sendo destruído, o que acabou ocasionando o aquecimento global que tem sido provocado pela destruição de

Leia mais

XLVI Pesquisa Operacional na Gestão da Segurança Pública

XLVI Pesquisa Operacional na Gestão da Segurança Pública Modelo para Determinar a Neutralização dos Gases do Efeito Estufa com Custo Mínimo Usando Árvores Nativas do Cerrado Tocantinense Marcelo Lisboa Rocha Curso de Ciência da Computação - Universidade Federal

Leia mais

RELATÓRIO DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COE INSTITUTO BRASILEIRO DE PESQUISA E GESTÃO DE CARBONO CO2 ZERO

RELATÓRIO DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COE INSTITUTO BRASILEIRO DE PESQUISA E GESTÃO DE CARBONO CO2 ZERO RELATÓRIO DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COE INSTITUTO BRASILEIRO DE PESQUISA E GESTÃO DE CARBONO CO2 ZERO DECLARAÇÃO DE APOIO CONTÍNUO DO DIRETOR PRESIDENTE Brasília-DF, 29 de outubro de 2015 Para as partes

Leia mais

Inventário de emissões de gases de efeito estufa. Elaboração e uso como ferramenta de gestão

Inventário de emissões de gases de efeito estufa. Elaboração e uso como ferramenta de gestão Inventário de emissões de gases de efeito estufa Elaboração e uso como ferramenta de gestão 25 de agosto de 2011 Programa Brasileiro GHG Protocol Origens Metodologia mais utilizada mundialmente para a

Leia mais

De onde veio e para onde vai o carbono que faz parte do nosso corpo?

De onde veio e para onde vai o carbono que faz parte do nosso corpo? De onde veio e para onde vai o carbono que faz parte do nosso corpo? 07/2011 Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não

Leia mais

Inventário de Gases de Efeito Estufa

Inventário de Gases de Efeito Estufa Inventário de Gases de Efeito Estufa Gerenciamento de Informações e Ações Dirigidas Nicole Celupi - Three Phase Gerenciamento de Informações e Ações Dirigidas Institucional A Three Phase foi criada em

Leia mais

Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura. Programa ABC

Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura. Programa ABC para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura Conceito Crédito orientado para promover a redução das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) na agricultura, conforme preconizado na

Leia mais

HOSPITAL MUNICIPAL DE ARAUCÁRIA AÇÕES AMBIENTAIS DO HOSPITAL MUNICIPAL DE ARAUCÁRIA

HOSPITAL MUNICIPAL DE ARAUCÁRIA AÇÕES AMBIENTAIS DO HOSPITAL MUNICIPAL DE ARAUCÁRIA PRÓ-SAÚDE ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E HOSPITALAR HOSPITAL MUNICIPAL DE ARAUCÁRIA Araucária - Paraná AÇÕES AMBIENTAIS DO HOSPITAL MUNICIPAL DE ARAUCÁRIA Fagner A. Lopes Assessor de Comunicação

Leia mais

ENERGIA X MEIO AMBIENTE: O QUE DIZ O RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE DE FURNAS?

ENERGIA X MEIO AMBIENTE: O QUE DIZ O RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE DE FURNAS? ENERGIA X MEIO AMBIENTE: O QUE DIZ O RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE DE FURNAS? Maranhão, R.A. 1 1 PECE/POLI/USP, MBA em Gestão e Tecnologias Ambientais, Biológo e Mestre em Geografia, romeroalbuquerque@bol.com.br

Leia mais

Geografia. Professor: Jonas Rocha

Geografia. Professor: Jonas Rocha Geografia Professor: Jonas Rocha Questões Ambientais Consciência Ambiental Conferências Internacionais Problemas Ambientais Consciência Ambiental Até a década de 1970 o homem acreditava que os recursos

Leia mais

CONSTRUÇÃO DE UMA ESTUFA SUSTENTÁVEL E AUTO-SUFICIENTE COM ENERGIA PROVENIENTE DE LUZ SOLAR

CONSTRUÇÃO DE UMA ESTUFA SUSTENTÁVEL E AUTO-SUFICIENTE COM ENERGIA PROVENIENTE DE LUZ SOLAR EXTERNATO INFANTE D.HENRIQUE ANO LETIVO: 2014/2015 DISCIPLINA: Biologia TURMA: 12ºB ELEMENTOS: Bruna Cunha; Duarte Ribeiro; Joana Gandarela; Luís Faria; CONSTRUÇÃO DE UMA ESTUFA SUSTENTÁVEL E AUTO-SUFICIENTE

Leia mais

O clima está diferente. O que muda na nossa vida?

O clima está diferente. O que muda na nossa vida? O clima está diferente. O que muda na nossa vida? 06/2011 Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada. 2 SUMÁRIO

Leia mais

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007 INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA 1. IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007 Consultoria especializada (pessoa física) para elaborar e implantar novas metodologias

Leia mais

Inventário das Emissões de Gases de Efeito Estufa. Evento: CORRIDA ESPERANÇA - 2011

Inventário das Emissões de Gases de Efeito Estufa. Evento: CORRIDA ESPERANÇA - 2011 2011 Inventário das Emissões de Gases de Efeito Estufa Evento: CORRIDA ESPERANÇA - 2011 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. A GREEN CO 2.... 3 2.1. VISÃO.... 3 2.2. MISSÃO.... 3 2.3. OBJETIVOS.... 3 2.4. VALORES....

Leia mais

Greenpeace/Otávio Almeida. Cartilha. Solar

Greenpeace/Otávio Almeida. Cartilha. Solar Greenpeace/Otávio Almeida Cartilha Solar E nergia elétrica é essencial para a vida moderna, e é preciso produzi-la em larga escala para atender toda a população de um país. Porém, o processo de produção

Leia mais

Semeando o Verde. Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente)

Semeando o Verde. Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Semeando o Verde Mostra Local de: Maringá PR Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Usina de Açúcar Santa Terezinha Ltda. Cidade: Maringá

Leia mais

Mudança do Clima. Luiz Gylvan Meira Filho

Mudança do Clima. Luiz Gylvan Meira Filho SABESP São Paulo, 12 de novembro de 2008 Mudança do Clima Luiz Gylvan Meira Filho Pesquisador Visitante Instituto de Estudos Avançados Universidade de São Paulo A terra recebe energia do sol na forma de

Leia mais

NECESSIDADE DE CONHECIMENTO DAS EMISSÕES NOS PROCESSOS PRODUTIVOS. Inventários de Emissões

NECESSIDADE DE CONHECIMENTO DAS EMISSÕES NOS PROCESSOS PRODUTIVOS. Inventários de Emissões NECESSIDADE DE CONHECIMENTO DAS EMISSÕES NOS PROCESSOS PRODUTIVOS Inventários de Emissões O QUE É UM INVENTÁRIO? Um inventário corporativo de emissões diretas e indiretas de gases de efeito estufa é a

Leia mais

Ambiental. Cartilha. Aquecimento Global. Saiba como reduzir ou até neutralizar suas emissões de Co2. Vamos deixar um futuro melhor para nossos filhos?

Ambiental. Cartilha. Aquecimento Global. Saiba como reduzir ou até neutralizar suas emissões de Co2. Vamos deixar um futuro melhor para nossos filhos? Cartilha Ambiental Vamos deixar um futuro melhor para nossos filhos? Saiba como reduzir ou até neutralizar suas emissões de Co2 Com atitudes simples você pode contribuir para diminuir sua emissão de CO2,

Leia mais

Mudanças climáticas e projetos de créditos de carbono -REFLORESTAMENTO-

Mudanças climáticas e projetos de créditos de carbono -REFLORESTAMENTO- Mudanças climáticas e projetos de créditos de carbono -REFLORESTAMENTO- Magno Castelo Branco magno@iniciativaverde.org.br As florestas no âmbito do MDL -Definição das Modalidades e Procedimentos relacionados

Leia mais

etanol e bioeletricidade!!). Ora a cana de açúcar se presta a ambas as tecnologias mencionadas. Ao converter açúcar em etanol, nas dornas de

etanol e bioeletricidade!!). Ora a cana de açúcar se presta a ambas as tecnologias mencionadas. Ao converter açúcar em etanol, nas dornas de Comentários sobre o Resumo do Segundo Seminário Internacional sobre Uso Eficiente do Etanol, realizado nos dias 17 e 18 de setembro de 2015, no Auditório do BNDES, Rio de Janeiro, RJ, organizado pelo INEE.

Leia mais

Edição: Agosto de 2014. Coordenação: Lucas Carvalho Pereira. Redação: Roberto Ulisses Resende

Edição: Agosto de 2014. Coordenação: Lucas Carvalho Pereira. Redação: Roberto Ulisses Resende protocolo CARBON FREE Critérios para recomposição florestal Reserva Ecológica do Guapiaçu (REGUA), em Cachoeiras de Macacu (RJ), onde existem projetos de reflorestamento com o Carbon Free Roberto Resende

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA EDITAL DE RECRUTAMENTO Nº 001/2016 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 012/2016

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA EDITAL DE RECRUTAMENTO Nº 001/2016 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 012/2016 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA EDITAL DE RECRUTAMENTO Nº 001/2016 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 012/2016 I. DO OBJETO DA CONTRATAÇÃO Contratação de TÉCNICO DE CAMPO para o Projeto Produção Sustentável em Áreas

Leia mais

servicos ambiente ccambiente ISO50001

servicos ambiente ccambiente ISO50001 servicos ambiente ccambiente ISO50001 Principais benefícios na implementação de um sistema de gestão de energia Promoção da eficiência energética na organização; Redução dos impactes ambientais, nomeadamente

Leia mais

POR QUE NA PEGADA DO PARQUE?

POR QUE NA PEGADA DO PARQUE? POR QUE NA PEGADA DO PARQUE? Após uma série de pesquisas no Parque Municipal Arthur Thomas, a 10 kms do centro de Londrina - uma área de 85 hectares de floresta de Mata Atlântica cercada pela zona urbana

Leia mais

www.projeto-timoteo.org 1ª edição Como Cuidar da Criação

www.projeto-timoteo.org 1ª edição Como Cuidar da Criação Projeto Timóteo Como Cuidar da Criação Apostila do Aluno 1 Projeto Timóteo Como Cuidar da Criação Coordenador do Projeto Dr. John Barry Dyer Equipe Pedagógica Marivete Zanoni Kunz Tereza Jesus Medeiros

Leia mais

As políticas públicas de mudanças climáticas e suas implicações

As políticas públicas de mudanças climáticas e suas implicações WORKSHOP ASPECTOS RELEVANTES DA PRÁTICA EMPRESARIAL EM GESTÃO AMBIENTAL CAMPINAS, 17 DE ABRIL 2010 As políticas públicas de mudanças climáticas e suas implicações Profa. Josilene T.V.Ferrer Estado de São

Leia mais

Clima e mudanças climáticas na Amazônia

Clima e mudanças climáticas na Amazônia Diligência Pública ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO AMAZONAS Manaus-AM, 18 de maio de 2009 Comissão Mista de Mudanças Climáticas Clima e mudanças climáticas na Amazônia Antonio Ocimar Manzi manzi@inpa.gov.br

Leia mais

Agricultura de Baixo Carbono e Bioenergia. Heitor Cantarella FAPESP: Programa BIOEN & Instituto Agronômico de Campinas(IAC)

Agricultura de Baixo Carbono e Bioenergia. Heitor Cantarella FAPESP: Programa BIOEN & Instituto Agronômico de Campinas(IAC) Agricultura de Baixo Carbono e Bioenergia Heitor Cantarella FAPESP: Programa BIOEN & Instituto Agronômico de Campinas(IAC) Bioenergia: energia renovável recicla o CO 2 E + CO 2 + H 2 O CO 2 + H 2 O Fotossíntese

Leia mais

Carta de Apresentação Documento Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura 11/06/15

Carta de Apresentação Documento Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura 11/06/15 Carta de Apresentação Documento Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura 11/06/15 Formada por associações empresariais, empresas, organizações da sociedade civil e indivíduos interessados na construção

Leia mais

A D N E G A 2007 as 4 SÉRIES

A D N E G A 2007 as 4 SÉRIES A G E N D A 2007 as 4 SÉRIES ÍNDICE Proposta da ONU... 04 Compromisso do Brasil... 05 Cada cidade responsável por sua agenda 21... 07 Dia internacional da Água... 09 Dia do Meio Ambiente... 12 Dia da Árvore...

Leia mais

Inventário de Gases de Efeito Estufa do Festival de Turismo das Cataratas do Iguaçu 2013

Inventário de Gases de Efeito Estufa do Festival de Turismo das Cataratas do Iguaçu 2013 Inventário de Gases de Efeito Estufa do Festival de Turismo das Cataratas do Iguaçu 2013 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. GHG PROTOCOL... 2 2.1 Premissas... 3 2.1.1 Definições... 3 2.1.1.1. Período... 3

Leia mais

8ª Edição da Conferência Municipal de Produção Mais Limpa de São Paulo

8ª Edição da Conferência Municipal de Produção Mais Limpa de São Paulo Projeto de de Produção Mais Limpa de São Paulo São Paulo Outubro de 2009 *connectedthinking Projeto de neutralização das Emissões dos Gases de Efeito de 30 de outubro de 2009 Atenção: Exmo. Sr. Vereador

Leia mais

Floresta Santander. Resultados 2008-2012

Floresta Santander. Resultados 2008-2012 Floresta Santander Resultados 2008-2012 À Banco Santander São Paulo SP A/c. Carolina Nogueira Learth Cunha Curitiba, 20 de dezembro de 2012. INTRODUÇÃO...4 RESUMO DE RESULTADOS FLORESTA SANTANDER...Error!

Leia mais

Instituto de Educação infantil e juvenil Inverno, 2013. Londrina, de. Nome: Ano: Tempo Início: término: total:

Instituto de Educação infantil e juvenil Inverno, 2013. Londrina, de. Nome: Ano: Tempo Início: término: total: Instituto de Educação infantil e juvenil Inverno, 2013. Londrina, de. Nome: Ano: Tempo Início: término: total: Edição XVIII MMXIII Extra 6º ao 9º anos MUDANÇAS CLIMÁTICAS Hoje, tivemos a presença das pesquisadoras

Leia mais

PRÊMIO STAND SUSTENTÁVEL ABF FRANCHISING EXPO 2012

PRÊMIO STAND SUSTENTÁVEL ABF FRANCHISING EXPO 2012 PRÊMIO STAND SUSTENTÁVEL ABF FRANCHISING EXPO 2012 1. APRESENTAÇÃO Com o objetivo de disseminar práticas de responsabilidade socioambiental entre as empresas do sistema de franchising, a Associação Brasileira

Leia mais

Relatório de Neutralização das emissões de gases do efeito estufa

Relatório de Neutralização das emissões de gases do efeito estufa 2011 Inventário de GEE Relatório de Neutralização das emissões de gases do efeito estufa Evento: -Super 9k Montevérgine -Prova Ciclística 9 de Julho 0 Inventário das Emissões de Gases de Efeito Estufa

Leia mais

Mudanças do clima, mudanças no campo

Mudanças do clima, mudanças no campo Mudanças do clima, mudanças no campo Sumário executivo do relatório escrito por Jessica Bellarby, Bente Foereid, Astley Hastings e Pete Smith, da Escola de Ciências Biológicas da Universidade de Aberdeen

Leia mais