Começa por você! Resultados das ações da Campanha De quem é a responsabilidade?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Começa por você! Resultados das ações da Campanha De quem é a responsabilidade?"

Transcrição

1 Resultados das ações da Campanha De quem é a responsabilidade?

2 CAMPANHA DE QUEM É A RESPONSABILIDADE? Início da Campanha outubro de 2009 Objetivo: Implementar a A3P e incentivar os servidores para adoção de práticas socioambientais em suas atividades regimentais. Estratégias: -Sensibilizar os gestores e mobilizar os servidores Temas abordados: -A ação do servidor faz a diferença -Gestão adequada dos resíduos -Uso racional dos recursos naturais -Combate ao desperdício Ações de Sensibilização: -Substituição das lixeiras individuais por pontos de coleta nas salas (plástico, nãoreutilizável, papel reciclável e papel reutilizável) -Distribuição de canecas para adoção de copos duráveis -Configurar impressoras no modo frente/verso -Incentivar reciclagem e reutilização do papel -Adesivos informativos para reduzir desperdício de água e de energia -Cartazes com informações sobre coleta seletiva

3 MONITORAMENTO DAS AÇÕES DA A3P NO MMA Objetivo Coletar elementos relacionados às atitudes de sustentabilidade difundidas pela A3P no MMA e, a partir dessa observação, traçar o panorama dos resultados, as fragilidades e potencialidades das ações adotadas. Metodologia Visitas a todas as salas de trabalho do Ministério - Ed. Sede e Ed. Marie Prendi Cruz, durante horário de expediente dos servidores. Observação sobre a qualidade e o andamento de todas as ações da gestão ambiental, implementadas pela A3P.

4 MONITORAMENTO DAS AÇÕES DA A3P NO MMA Tabela para avaliação das atitudes dos servidores relacionadas a cada ação da Campanha De quem é a responsabilidade?. Pontuação 0 a 20: ( 0 ) a sala não pratica a ação ou pratica de forma insatisfatória (10) a equipe pratica parcialmente as ações (20) A equipe pratica satisfatoriamente as ações A pontuação final gera três níveis de conceitos: (0-50) - precisa melhorar (50-75) - é nesse caminho (75 100) - ótimo

5 RESULTADOS DO MONITORAMENTO MMA SEDE MARIE PRENDI

6 RESULTADOS DO MONITORAMENTO MMA SEDE MARIE PRENDI

7 CONSIDERAÇÕES SOBRE RESULTADOS DO MONITORAMENTO MMA SEDE MARIE PRENDI Os conceitos permitem a visualização do panorama de implementação das ações da A3P e do comprometimento do corpo de servidores. As mudanças acontecem gradualmente, porém é preciso reconhecer que foram dados pequenos passos em busca do caminho da sustentabilidade organizacional. Constata-se a necessidade de dar continuidade às ações da campanha de sensibilização da A3P, intensificando o acompanhamento constante, em especial nas salas que apresentaram resultados insatisfatórios, de maneira a minimizar as dificuldades específicas constatadas em cada sala, andar ou prédio. POTENCIALIDADES AVANÇOS Maior percentual de respostas positivas: -uso do copo durável -separação do papel para reciclagem, -separação do papel reutilizável, FRAGILIDADES Maior percentual de respostas negativas: -Resistência da maioria dos servidores em mudar os hábitos relacionados à separação adequada dos resíduos não sendo eficiente a separação do plástico e não-reciclável. - Eficiência energética resultado negativo: monitor ligado sem usuário e ar condicionado ligado com janelas abertas.

8 PESQUISA SOBRE IMPACTO DAS AÇÕES DA CAMPANHA DE QUEM É A RESPONSABILIDADE? Além do monitoramento com a observação presencial nas salas, foi realizada uma pesquisa de opinião com os servidores do MMA.

9 PESQUISA SOBRE IMPACTO DAS AÇÕES DA CAMPANHA DE QUEM É A RESPONSABILIDADE? OBJETIVO GERAL Avaliar de que forma as ações da A3P, adotadas no Ministério do Meio Ambiente, têm influenciado mudanças de hábitos dos servidores e funcionários em geral relacionados às práticas de sustentabilidade organizacional. OBJETIVOS ESPECÍFICOS - Mapear os eixos e temas com melhor desempenho - Identificar dificuldades relacionadas aos eixos temáticos - Oferecer elementos para orientar a revisão das estratégias da A3P no MMA METODOLOGIA 1.Aplicação do questionário com perguntas objetivas, por amostragem (em todas as secretarias do MMA e seus departamentos); 2.Cada pesquisa, subdividida em 04 blocos, foram distribuídas nas salas, onde cada bloco foi respondido por diferentes servidores 2. Coleta dos dados das respostas e 3. Elaboração de gráficos percentuais para a comparação e análise das respostas

10 PESQUISA SOBRE IMPACTO DAS AÇÕES DA CAMPANHA DE QUEM É A RESPONSABILIDADE? O questionário foi organizado em 04 blocos, direcionados aos 05 eixos temáticos da A3P: 1.Uso racional dos recursos naturais e bens públicos 2.Gestão adequada dos resíduos 3.Qualidade de vida no ambiente de trabalho 4.Sensibilização e capacitação dos servidores 5.Licitações sustentáveis DADOS RELEVANTES DO TOTAL DAS PESQUISAS RESPONDIDAS 65 pesquisas respondidas no MMA-SEDE 38 pesquisas respondidas no Edf. Marie Prendi Total 103 pesquisas respondidas subdivididas em 04 blocos e distribuídas entre os servidores nas equipes de cada sala/setor do MMA. No total, cerca de 400 servidores tiveram acesso e oportunidade de responder às perguntas e conhecer os temas trabalhados pela A3P. 1 Gestão dos recursos naturais e bens públicos 1.1 Você apaga a luz ao sair da sala, no final do expediente? SEMPRE 90,91% QUASE SEMPRE 3,64% OCASIONALMENTE 1,82% NUNCA 3,64% 1.2 Você desliga o monitor quando não está usando? SEMPRE 47,27 % QUASE SEMPRE 25,45 % OCASIONALMENTE 20 % NUNCA 7,27 %

11 PESQUISA SOBRE IMPACTO DAS AÇÕES DA CAMPANHA DE QUEM É A RESPONSABILIDADE? 1 Gestão dos recursos naturais e bens públicos 1.10 Você se preocupa com a quantidade de papel que imprime ou utiliza no ambiente do trabalho? SEMPRE 64,71% QUASE SEMPRE 29,41% OCASIONALMENTE 5,88% NUNCA 0,00% JÁ PENSEI SOBRE ISSO, MAS NÃO TOMO MEDIDAS PRA EVITAR O EXCESSO DE IMPRESSÕES 0,00% 1.12 Para você, o desperdício de papel: NÃO É PROBLEMA DO SEU COTIDIANO 0,00% É UM PROBLEMA DE POUCA IMPORTÂNCIA 1,82% É UM PROBLEMA DE IMPORTANTE, PORÉM SEM NECESSIDADE DE AÇÃO IMEDIATA 0,00% É UM PROBLEMA IMPORTANTE E EXIGE AÇÃO IMEDIATA PARA EVITAR SEU DESPERDÍCIO 98,18%

12 PESQUISA SOBRE IMPACTO DAS AÇÕES DA CAMPANHA DE QUEM É A RESPONSABILIDADE? 2 Gestão dos resíduos 2.4 Você separa os resíduos para reciclagem na sua sala (papel, plásticos e não recicláveis)? SEMPRE 60% QUASE SEMPRE 32,73% OCASIONALMENTE 7,27% 2.5 A substituição das lixeiras individuais por pontos de coleta nas salas contribuiu para a destinação correta dos resíduos (papel, plástico e não recicláveis)? SIM 84,91% NÃO 15,09% 2.6 Você costuma destinar o papel A4 para reutilização? SEMPRE 62,96% QUASE SEMPRE 29,63% OCASIONALMENTE 5,56% 2.8 A distribuição e utilização de copos permanentes (canecas) diminuiu o seu consumo de copos de plástico? SIM 98,04% NÃO 1,96%

13 PESQUISA SOBRE IMPACTO DAS AÇÕES DA CAMPANHA DE QUEM É A RESPONSABILIDADE? 3 Qualidade de vida no ambiente de trabalho 3.2 Há conforto ambiental na sua sala (ventilação e iluminação)? SIM 69,39% NÃO 30,61% 3.6 O que precisa melhorar em sua sala? ESPAÇO FÍSICO 22,41% DISTRIBUIÇÃO DE MESAS DE TRABALHO 18,97% VENTILAÇÃO 31,03% ILUMINAÇÃO 27,59% 3.8 Você já participou no MMA de atividades para promoção do bem estar dos servidores? (Ginástica laboral, oficinas de arte, atividades recreativas, terapias alternativas ou outras) SIM 36,21 % NÃO 37,93 % GOSTARIA DE PARTICIPAR 25,86 % NÃO CONSIDERO IMPORTANTE 0,00 % 3.11 Sobre o seu grau de satisfação com as atividades profissionais que exerce no MMA, você se considera? MUITO SATISFEITO 22,64% SATISFEITO 50,94% POUCO SATISFEITO 16,98% INSATISFEITO 9,43%

14 PESQUISA SOBRE IMPACTO DAS AÇÕES DA CAMPANHA DE QUEM É A RESPONSABILIDADE? 4 Sensibilização e capacitação dos servidores 4.5 Como você avalia seu compromisso com a Agenda Ambiental do MMA? Pratico todas as ações sugeridas pela A3P no MMA 40,74% Pratico em parte as ações 51,85% Não pratico nenhuma das ações sugeridas 0,00% Vou procurar adotar práticas e atitudes sustentáveis no ambiente de trabalho 7,41% 4.6 As atitudes sustentáveis, incentivadas pela A3P, são reproduzidas no seu cotidiano, externamente ao ambiente de trabalho? Sempre 38,18% Quase Sempre 56,36% Ocasionalmente 5,45% Nunca 0,00%

15 PESQUISA SOBRE IMPACTO DAS AÇÕES DA CAMPANHA DE QUEM É A RESPONSABILIDADE? 5 Licitações Sustentáveis 5.1 Você opta pela compra de um produto que insere o componente de responsabilidade socioambiental em seus processos produtivos e que gere recursos para investimento social? SEMPRE 19,61% QUASE SEMPRE 41,18% OCASIONALMENTE 37,25% NUNCA 1,96% 5.2 Qual a importância da inserção de critérios de sustentabilidade ambiental pelos órgãos da administração pública nos processo de licitação de compras e contratações? Bastante Importante 94,12% De baixo impacto 5,88% Não considero importante 0,00% 5.4 No seu setor há inserção de critérios de sustentabilidade nas solicitações (termos de referência) para aquisição de bens e contratações de serviços? SEMPRE 14,29% QUASE SEMPRE 16,67% OCASIONALMENTE 14,29% NUNCA 16,67% O SETOR NÃO SOLICITA COMPRAS, NEM CONTRATAÇÕES DE SERVIÇOS 38,10%

16 O que a pesquisa e os dados do monitoramento revelaram Considerações relevantes - Divergência entre resultados do monitoramento e as respostas da pesquisa - Contradição entre discurso e prática - A pesquisa revela que os servidores estão favoráveis às ações da agenda ambiental e que é predominante a tendência para as mudanças de hábitos POTENCIALIDADES / PESQUISA - Servidores concordam com a linha de atuação da A3P no MMA - Mostram disposição para apoiar as medidas - 98,15% dos pesquisados acha a coleta seletiva uma ação relevante - 84,91% respondeu que a substituição das lixeiras individuais por pontos de coleta seletiva nas salas contribuiu para a destinação adequada dos resíduos (papel, plástico e não recicláveis) - 94,54 % afirmaram que as ações da A3P contribuem, de alguma forma, para influenciar as atitudes no cotidiano, além do ambiente de trabalho DIFICULDADES / MONITORAMENTO - Dispor de forma adequada dos resíduos e coleta seletiva - Adotar medidas para redução do consumo de energia - Conseguir envolvimento integral da equipe RESISTÊNCIA - Para substituir as lixeiras individuais por pontos de coleta

17 CONSIDERAÇÕES SOBRE ANDAMENTO DAS AÇÕES DA CAMPANHA DE QUEM É A RESPONSABILIDADE? Os resultados do monitoramento e da pesquisa demonstram que a campanha de sensibilização da A3P tem contribuído para a incorporação de atitudes de sustentabilidade no MMA, pois os servidores estão no caminho da construção de nova cultura institucional no MMA. Entretanto esse processo é gradual e complexo, pois envolve elementos de subjetividade relacionados à mudança de valores que influenciam os hábitos no cotidiano. A partir dos dados obtidos através do monitoramento, da pesquisa e, ainda pelo acompanhamento contínuo das ações, a equipe da A3P, em parceria com o Comitê de Implementação, irá orientar as próximas ações, em continuidade às ações de sensibilização e conscientização dos servidores, para a mudança de hábitos no cotidiano das atividades laborais do MMA, de forma a atingir a sustentabilidade desejada.

PLANO DE TRABALHO PARA IMPLANTAÇÃO DA A3P CNPJ/MF 10.565.000/0001-92 CEP 50.030-230 CPF 342.246.884-68 CEP 52.041-170

PLANO DE TRABALHO PARA IMPLANTAÇÃO DA A3P CNPJ/MF 10.565.000/0001-92 CEP 50.030-230 CPF 342.246.884-68 CEP 52.041-170 PLANO DE TRABALHO PARA IMPLANTAÇÃO DA A3P 1. DADOS CADASTRAIS Órgão SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE Endereço CAIS DO APOLO, Nº 925, BAIRRO DO RECIFE Cidade RECIFE UF PE Nome do Responsável MARCELO AUGUSTO

Leia mais

PLANO DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL

PLANO DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Câmpus Guarapuava PLANO DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL Comissão Gestora do Plano de Gestão de Logística Sustentável UTFPR - Câmpus

Leia mais

Agenda Ambiental na Administração Pública

Agenda Ambiental na Administração Pública Ministério do Meio Ambiente Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental SAIC Departamento de Cidadania e Responsabilidade Ambiental DCRS Agenda Ambiental na Administração Pública Um novo

Leia mais

Projeto SeparAção INTRODUÇÃO OBJETIVO GERAL Objetivos específicos

Projeto SeparAção INTRODUÇÃO OBJETIVO GERAL Objetivos específicos Projeto SeparAção INTRODUÇÃO Há muito tempo o homem vem utilizando os recursos naturais que ele encontra em seu habitat e a cada ano que passa, novas formas de uso são descobertas. O maior problema dessa

Leia mais

DNOCS PLANO DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL DO DNOCS

DNOCS PLANO DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL DO DNOCS PLANO DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL DO COORDENAÇÃO DE RECURSOS LOGÍSTICOS Paulo César Lopes Barsi Comissão de Elaboração do Plano de Logística Sustentável (PLS) Carlos Henrique Feitosa Soares Fábio

Leia mais

Responsabilidade Socioambiental

Responsabilidade Socioambiental Responsabilidade Socioambiental A Fecomércio-RS busca a sustentabilidade e o compromisso socioambiental das partes interessadas, por meio da melhoria contínua de serviços, processos e instalações, a partir

Leia mais

PLANO DE TRABALHO PARA IMPLEMENTAÇÃO DA A3P. Cidade UF CEP DDD/Telefone

PLANO DE TRABALHO PARA IMPLEMENTAÇÃO DA A3P. Cidade UF CEP DDD/Telefone PLANO DE TRABALHO PARA IMPLEMENTAÇÃO DA A3P 1. DADOS CADASTRAIS Órgão CNPJ/MF Endereço Cidade UF CEP DDD/Telefone Nome do Responsável CPF CI/Órgão Exp. Endereço CEP 2. DESCRIÇÃO DO PROJETO Título do Projeto

Leia mais

Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. Vice-presidente da República José Alencar Gomes da Silva

Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. Vice-presidente da República José Alencar Gomes da Silva Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Vice-presidente da República José Alencar Gomes da Silva Ministro de Estado do Meio Ambiente Carlos Minc Secretária Executiva Izabella Monica Vieira Teixeira

Leia mais

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Práticas de sustentabilidade Ações que tenham como objetivo a construção de um novo modelo de cultura institucional visando a inserção de critérios de sustentabilidade

Leia mais

Sumário. 1. Visão Geral do EcoLega 3. 2. Alinhamento Estratégico 3. 3. Orientações essenciais 4. 4. Oficinas e Formação 5

Sumário. 1. Visão Geral do EcoLega 3. 2. Alinhamento Estratégico 3. 3. Orientações essenciais 4. 4. Oficinas e Formação 5 2 Para acessar cada item do Sumário, clique nele. Para retornar ao sumário, clique na logo do ecolega em qualquer página. Sumário 1. Visão Geral do EcoLega 3 2. Alinhamento Estratégico 3 3. Orientações

Leia mais

Diálogos do PES. Pesquisa socioambiental e Diagnóstico socioambiental do TJDFT

Diálogos do PES. Pesquisa socioambiental e Diagnóstico socioambiental do TJDFT Diálogos do PES Pesquisa socioambiental e Diagnóstico socioambiental do TJDFT Cenário Histórico 2009 AGENDA SOCIOAMBIENTAL (REUNIÃO DAS AÇÕES EXISTENTES) 2010 CRIAÇÃO PROGRAMA VIVER DIREITO META 6 DO PODER

Leia mais

Política de Responsabilidade Ambiental IGS/CeMAIS

Política de Responsabilidade Ambiental IGS/CeMAIS Política de Responsabilidade Ambiental IGS/CeMAIS Uma nova cultura institucional criada a partir dos princípios do uso racional dos recursos naturais com a participação de todos os funcionários Introdução

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Sustentabilidade, campanha e sensibilização, descartáveis, agenda ambiental, resíduos.

PALAVRAS-CHAVE: Sustentabilidade, campanha e sensibilização, descartáveis, agenda ambiental, resíduos. Belo Horizonte/MG 24 a 27/11/2014 ELABORAÇÃO E REALIZAÇÃO DA CAMPANHA DE SENSIBILIZAÇÃO "LARGUE O COPINHO DE MÃO - BEBA NA CANECA" DA ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA SERGIO AROUCA (ENSP/FIOCRUZ). Flávia

Leia mais

Sustentabilidade no Grupo Boticário. Atuação com a Rede de Franquias

Sustentabilidade no Grupo Boticário. Atuação com a Rede de Franquias Sustentabilidade no Grupo Boticário Atuação com a Rede de Franquias Mais de 6.000 colaboradores. Sede (Fábrica e Escritórios) em São José dos Pinhais (PR) Escritórios em Curitiba (PR) e São Paulo (SP).

Leia mais

PROJETO TEMÁTICO Campanha de divulgação Do Programa de Responsabilidade Socioambiental do TJDFT VIVER DIREITO

PROJETO TEMÁTICO Campanha de divulgação Do Programa de Responsabilidade Socioambiental do TJDFT VIVER DIREITO PROJETO TEMÁTICO Campanha de divulgação Do Programa de Responsabilidade Socioambiental do TJDFT VIVER DIREITO OBJETIVO A campanha teve por objetivo implantar na Instituição a cultura da responsabilidade

Leia mais

O QUE É O AMBIENTAÇÃO?

O QUE É O AMBIENTAÇÃO? PROJETO PILOTO O QUE É O AMBIENTAÇÃO? É o projeto que pretende inserir os valores sócio- ambientais na administração pública do Estado, por meio de iniciativas que possibilitem a mudança de comportamento

Leia mais

Questionário Linha de Base: Educadores Estado: Cidade: Nome Pesquisador: Sala N : Professor N : [Estes dados devem ser preenchidos pelo pesquisador] Boas vindas Caro(a) Educador(a): O objetivo deste questionário

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro. O Estado do Rio de Janeiro atende ao 3º maior

Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro. O Estado do Rio de Janeiro atende ao 3º maior Apresentação: Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro Órgão integrante da Justiça Eleitoral O Estado do Rio de Janeiro atende ao 3º maior eleitorado do país (11.563.483 eleitores) 249 Cartórios Eleitorais

Leia mais

Presidenta da República Dilma Roussef. Vice-presidente da República Michel Temer. Ministra do Meio Ambiente Isabella Teixeira

Presidenta da República Dilma Roussef. Vice-presidente da República Michel Temer. Ministra do Meio Ambiente Isabella Teixeira 3º Edição Presidenta da República Dilma Roussef Vice-presidente da República Michel Temer Ministra do Meio Ambiente Isabella Teixeira Secretária de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental Regina

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE TERMO DE ADESÃO - MMA-A3P/2015, QUE ENTRE SI CELEBRAM A UNIÃO, POR INTERMÉDIO DO MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE, E O CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO, PARA OS FINS QUE SE

Leia mais

PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO. Programa de Educação Ambiental Interno

PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO. Programa de Educação Ambiental Interno PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO Programa de Educação Ambiental Interno Condicionante 57 LO 417/2010 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO 04 2. IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA 05 3. REGULAMENTO APLICÁVEL 06 3.1. FEDERAL

Leia mais

Planos de Logística e Contratações Sustentáveis

Planos de Logística e Contratações Sustentáveis Planos de Logística e Contratações Sustentáveis Jhéssica Cardoso Brasília, 5 de fevereiro de 2015 Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Elaborando Planos de Gestão de Logística Sustentável

Leia mais

Pesquisa de Percepção do Viver Direito

Pesquisa de Percepção do Viver Direito Metas lcançadas - Pesquisa de Percepção do Programa de Divulgação Viver Direito A pesquisa é um INDICADOR de efetividade do cumprimento da meta 1 do PRODVD: Atingir 60% do público interno com a campanha

Leia mais

Secretaria Municipal de meio Ambiente

Secretaria Municipal de meio Ambiente PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL O presente Programa é um instrumento que visa à minimização de resíduos sólidos, tendo como escopo para tanto a educação ambiental voltada

Leia mais

PLANO DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL PLS - 2015

PLANO DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL PLS - 2015 MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA EXECUTIVA PLANO DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL PLS - 2015 RESULTADOS SEMESTRAIS Brasília Agosto de 2015 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 MONITORAMENTO... 3 3

Leia mais

ATO DA COMISSÃO DIRETORA Nº 4, DE 2013.

ATO DA COMISSÃO DIRETORA Nº 4, DE 2013. ATO DA COMISSÃO DIRETORA Nº 4, DE 2013. Institui a Política de Responsabilidade Socioambiental do Senado Federal. A COMISSÃO DIRETORA DO SENADO FEDERAL, no uso da competência que lhe foi conferida pelo

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL O SGA é parte do Sistema de Gestão da UFRGS, englobando a estrutura organizacional, as atividades de planejamento, as responsabilidades, as práticas, os procedimentos, os processos

Leia mais

NÚCLEO DE GESTÃO AMBIENTAL NGA IFC - CÂMPUS VIDEIRA USO RACIONAL DE RECURSOS NATURAIS E PRESERVAÇÃO AMBIENTAL

NÚCLEO DE GESTÃO AMBIENTAL NGA IFC - CÂMPUS VIDEIRA USO RACIONAL DE RECURSOS NATURAIS E PRESERVAÇÃO AMBIENTAL NÚCLEO DE GESTÃO AMBIENTAL NGA IFC - CÂMPUS VIDEIRA USO RACIONAL DE RECURSOS NATURAIS E PRESERVAÇÃO AMBIENTAL USO CONSCIENTE DO APARELHO DE AR CONDICIONADO COM OBJETIVO DE ECONOMIZAR ENERGIA ELÉTRICA Desligá-lo

Leia mais

SELETIVA SOLIDÁRIA E BOAS PRÁTICAS DE GESTÃO E USO DE ENERGIA ELÉTRICA E DE ÁGUA

SELETIVA SOLIDÁRIA E BOAS PRÁTICAS DE GESTÃO E USO DE ENERGIA ELÉTRICA E DE ÁGUA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIADO AMAZONAS PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PLANO DE AÇÃÕ 1. IDENTIFICAÇÃO 1. Título do Projeto:

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA REGIONAL DA REPÚBLICA DA 4ª REGIÃO PORTARIA PRR4 N.º 054, DE 03 DE JUNHO DE 2011.

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA REGIONAL DA REPÚBLICA DA 4ª REGIÃO PORTARIA PRR4 N.º 054, DE 03 DE JUNHO DE 2011. PORTARIA PRR4 N.º 054, DE 03 DE JUNHO DE 2011. Institui o Programa de Gestão Ambiental e Sustentabilidade e cria a Comissão de Gestão Ambiental e Sustentabilidade no âmbito da Procuradoria Regional da

Leia mais

Planos de Logística Sustentáveis (tarde)

Planos de Logística Sustentáveis (tarde) Planos de Logística Sustentáveis (tarde) Brasília, 17 de junho de 2015 MINISTÉRIO DO Estrutura PLANEJAMENTO de um PLS 1.1.Informações Básicas 1.2.Apresentação 1.4.1.1.1.Geral 1.Identificação 1.4.1.1.Objetivos

Leia mais

Estudo de caso: Projeto Reciclart

Estudo de caso: Projeto Reciclart 2014 Estudo de caso: Projeto Reciclart Solange Costa Miranda Nascimento Gerente de Resíduo - HGNI 4/9/2014 Estudo de Caso Reciclagem de resíduos Comum Política dos 3 R s Projeto Reciclart HGNI HGNI - Hospital

Leia mais

Redução de impacto ambiental no consumo diário de líquidos. TERMO DE ABERTURA

Redução de impacto ambiental no consumo diário de líquidos. TERMO DE ABERTURA Redução de impacto ambiental no consumo diário de líquidos. TERMO DE ABERTURA Preparado por Cassius Marcellus de Freitas Rodrigues Versão: 1.1 Renata Rossi de Oliveira Aprovado por 17/09/12 Nome do Projeto:

Leia mais

Francisco Cardoso SCBC08

Francisco Cardoso SCBC08 Formando profissionais para a sustentabilidade Prof. Francisco CARDOSO Escola Politécnica da USP Francisco Cardoso SCBC08 1 Estrutura da apresentação Objetivo Metodologia Resultados investigação Conclusão:

Leia mais

CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL CDES GT MATRIZ ENERGÉTICA PARA O DESENVOLVIMENTO COM EQUIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL CDES GT MATRIZ ENERGÉTICA PARA O DESENVOLVIMENTO COM EQUIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL CDES GT MATRIZ ENERGÉTICA PARA O DESENVOLVIMENTO COM EQUIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL COLÓQUIO EMPREGOS VERDES E CONSTRUÇÕES SUSTENTÁVEIS 20.08.2009

Leia mais

SEPARAR PRA QUÊ? Idealizadoras. Eduarda Ramires Silveira. Evelyn Victória Cardoso Lopes. Mel Suzane Santos Marques. Voluntários

SEPARAR PRA QUÊ? Idealizadoras. Eduarda Ramires Silveira. Evelyn Victória Cardoso Lopes. Mel Suzane Santos Marques. Voluntários SEPARAR PRA QUÊ? Idealizadoras Eduarda Ramires Silveira Evelyn Victória Cardoso Lopes Mel Suzane Santos Marques Voluntários Joyce Thaís Mendes Alves Sílvia Rocha Pena Rodrigues Luíza Almeida Dias de Carvalho

Leia mais

Eixo Temático ET-03-016 - Gestão de Resíduos Sólidos

Eixo Temático ET-03-016 - Gestão de Resíduos Sólidos 147 Eixo Temático ET-03-016 - Gestão de Resíduos Sólidos VIABILIDADE DO PROGRAMA DE COLETA SELETIVA NO IFPB CAMPUS PRINCESA ISABEL: CARACTERIZAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS Queliane Alves da Silva 1 ; Ana Lígia

Leia mais

PLANO DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL

PLANO DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL PLANO DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL Comissão Gestora do Plano de Gestão de Logística Sustentável Rodovia CE 292, KM 15, Gisélia Pinheiro - CEP 63.115-500 - Crato - Ceará Fone (88) 3586 8100 1. Introdução

Leia mais

PROGRAMA AGENDA TJPA SOCIOAMBIENTAL

PROGRAMA AGENDA TJPA SOCIOAMBIENTAL PROGRAMA AGENDA TJPA SOCIOAMBIENTAL PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS Excelentíssima Senhora Desembargadora Presidente do Tribunal de Justiça do Estado: Submetemos à apreciação de Vossa Excelência

Leia mais

Comissão de Sustentabilidade Campus Verde UNIFAL-MG. Ações realizadas em 2014 SUBCOMISSÃO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Comissão de Sustentabilidade Campus Verde UNIFAL-MG. Ações realizadas em 2014 SUBCOMISSÃO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas UNIFAL-MG Comissão de Sustentabilidade Campus Verde Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700 Alfenas/MG - CEP 37.130-000 Fone (35) 3299-1062 http://www.unifal-mg.edu.br/sustentabilidade

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO CAPA MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO Contextualização Crescimento das Despesas Administrativas Despesas Administrativas - comparáveis entre os órgãos; Suporte às despesas finalísticas. Apoio Administrativo,

Leia mais

PROGRAMA SEBRAE AMBIENTAL Projeto SEBRAE Sustentável

PROGRAMA SEBRAE AMBIENTAL Projeto SEBRAE Sustentável PROGRAMA SEBRAE AMBIENTAL Projeto SEBRAE Sustentável Palmas, 18 de março de 2014. Apresentação O projeto em questão é uma proposta de implantação de um Plano de Gestão Sustentável para o SEBRAE/TO para

Leia mais

Diretoria de Projetos Socioambientais

Diretoria de Projetos Socioambientais Objetivo Diretoria de Projetos Socioambientais Objetivo do Projeto Ecoeventus Projeto Ecoeventus é o alicerce de um Programa de Educação Ambiental Formal adotado com intuito de mobilizar participantes

Leia mais

Reciclagem. Projetos temáticos

Reciclagem. Projetos temáticos Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino fundamental Publicado em 2011 Projetos temáticos 2 o ano Data: / / Nível: Escola: Nome: Reciclagem Justificativa Este projeto tem como foco promover

Leia mais

Convenção de Condomínio para prédios verdes

Convenção de Condomínio para prédios verdes Convenção de Condomínio para prédios verdes Por Mariana Borges Altmayer A tendência mundial da sustentabilidade na construção civil tem levado cada vez mais as empresas deste mercado a desenvolver empreendimentos

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 1 Relatório de Sustentabilidade 2014 2 Linha do Tempo TAM VIAGENS 3 Política de Sustentabilidade A TAM Viagens uma Operadora de Turismo preocupada com a sustentabilidade, visa fortalecer o mercado e prover

Leia mais

Jardim Escola Aladdin

Jardim Escola Aladdin Jardim Escola Aladdin Os 4 Rs da Sustentabilidade Rio de janeiro 2016 Objetivo geral Esse projeto tem como objetivo promover o envolvimento dos alunos, professores, pais e comunidade em defesa à sustentabilidade

Leia mais

AGENDA AMBIENTAL Escola Parque

AGENDA AMBIENTAL Escola Parque ALIMENTAÇÃO RESÍDUOS MATERIAIS ENERGIA ÁGUA TRANSPORTE BIODIVERSIDADE AGENDA AMBIENTAL Escola Parque AÇÕES SOLIDÁRIAS EDUCAR PARA A SUSTENTABILIDADE \ ENTORNO EXTERI\\OR ENRAIZAMENTO PEDAGÓGICO ENRAIZAMENTO

Leia mais

Barra/Gávea 2012 EDUCAR PARA A SUSTENTABILIDADE. Plano de Metas EP+20 +5. O O que diz a AGENDA AMBIENTAL. Reaproveitamento de águas de chuva METAS:

Barra/Gávea 2012 EDUCAR PARA A SUSTENTABILIDADE. Plano de Metas EP+20 +5. O O que diz a AGENDA AMBIENTAL. Reaproveitamento de águas de chuva METAS: Barra/Gávea 2012 EDUCAR PARA A SUSTENTABILIDADE Plano de Metas EP+20 +5 O O que diz a AGENDA AMBIENTAL ÁGUA Reaproveitamento de águas de chuva Tratamento de águas cinzas Fitodepuração do Rio Rainha 1.

Leia mais

ESCOLA SENAI MARIO AMATO EQUIPE DE QUALIDADE AMBIENTAL PROGRAMA AMBIENTAL 4: CONTROLE E REDUÇÃO DO USO DE RECURSOS NATURAIS

ESCOLA SENAI MARIO AMATO EQUIPE DE QUALIDADE AMBIENTAL PROGRAMA AMBIENTAL 4: CONTROLE E REDUÇÃO DO USO DE RECURSOS NATURAIS ESCOLA SENAI MARIO AMATO EQUIPE DE QUALIDADE AMBIENTAL PROGRAMA AMBIENTAL 4: CONTROLE E REDUÇÃO DO USO DE RECURSOS NATURAIS Resultados do Subprograma PR 04.30: Redução do Consumo de Papel 2010 São Bernardo

Leia mais

S I S T E M A E S T A D U A L D E M E I O A M B I E N T E FEAM FUNDAÇÃO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE

S I S T E M A E S T A D U A L D E M E I O A M B I E N T E FEAM FUNDAÇÃO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE S I S T E M A E S T A D U A L D E M E I O A M B I E N T E FEAM FUNDAÇÃO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE Programa AmbientAÇÃO Ricardo Botelho Tostes Ferreira Frederico Batista Baião SISTEMA ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE

Leia mais

Elaboração de Plano de Logística Sustentável: a experiência do Ministério do Meio Ambiente

Elaboração de Plano de Logística Sustentável: a experiência do Ministério do Meio Ambiente Elaboração de Plano de Logística Sustentável: a experiência do Ministério do Meio Ambiente Fernanda Capdeville & Thiago Uehara Departamento de Produção e Consumo Sustentáveis Secretaria de Articulação

Leia mais

SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 10, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2012. Capítulo I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 10, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2012. Capítulo I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 10, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2012. Estabelece regras para elaboração dos Planos de Gestão de Logística Sustentável de que trata o art.

Leia mais

AGIN, ASCOM, DEARHU, DENGEP, DIJESP, DIRDEP, DIRFIN, DIRFOR, DIRGED, DIRSEP, DIRSUP, Fórum/BH, SEPAC, SEPAD, SEPLAG

AGIN, ASCOM, DEARHU, DENGEP, DIJESP, DIRDEP, DIRFIN, DIRFOR, DIRGED, DIRSEP, DIRSUP, Fórum/BH, SEPAC, SEPAD, SEPLAG 1. Escopo ou finalidade da iniciativa O Programa tem por finalidade implantar e incrementar ações administrativas fundamentadas na sustentabilidade e deverá ser avaliado e medido por meio de uma série

Leia mais

Projeto Corporativo Relacionamento Externo. Apresentação RIALIDE

Projeto Corporativo Relacionamento Externo. Apresentação RIALIDE Projeto Corporativo Relacionamento Externo // 1 Apresentação RIALIDE 25 de novembro de 2014 1 Agenda // 2 Contextualização e Objetivos do Projeto Abordagem Metodológica Etapas do Projeto Benchmarking Segmentação

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA O USO SUSTENTÁVEL DO PAPEL NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

ORIENTAÇÕES PARA O USO SUSTENTÁVEL DO PAPEL NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ORIENTAÇÕES PARA O USO SUSTENTÁVEL DO PAPEL NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Ministério do Meio Ambiente Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental SAIC Departamento de Cidadania e Responsabilidade

Leia mais

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Data da Criação: 09/11/2012 Dara de revisão: 18/12/2012 1 - Sumário - 1. A Instant Solutions... 3 1.1. Perfil da empresa... 3 1.2. Responsabilidade ambiental...

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS EM UM AMBIENTE UNIVERSITÁRIO: ESTUDO DE CASO DO CESUMAR, MARINGÁ - PR

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS EM UM AMBIENTE UNIVERSITÁRIO: ESTUDO DE CASO DO CESUMAR, MARINGÁ - PR EDUCAÇÃO AMBIENTAL E GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS EM UM AMBIENTE UNIVERSITÁRIO: ESTUDO DE CASO DO CESUMAR, MARINGÁ - PR angélica da silva de oliveira 1 ;Adriana dos Santos Maulais 1 ; Rosilene Luciana Delariva

Leia mais

Formando o aluno para a responsabilidade social. Esther Carvalho Março 2010

Formando o aluno para a responsabilidade social. Esther Carvalho Março 2010 Formando o aluno para a responsabilidade social Esther Carvalho Março 2010 Missão "Servir com excelência, por meio da educação, formando cidadãos éticos, solidários e competentes" Visão "Ser referência

Leia mais

PLANO DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL. Comissão Gestora do Plano de Gestão de Logística Sustentável. Brasília/DF, setembro de 2013.

PLANO DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL. Comissão Gestora do Plano de Gestão de Logística Sustentável. Brasília/DF, setembro de 2013. PLANO DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL Comissão Gestora do Plano de Gestão de Logística Sustentável Brasília/DF, setembro de 2013. SUMÁRIO 1. Introdução...01 2. Objetivos...02 3. Implantação e Avaliação...02

Leia mais

Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos S/A

Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos S/A Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos S/A Programa de Gestão Ambiental Agosto de 2009 Programa de Gestão Ambiental Agosto de 2009 1 1. O Programa de Gestão Ambiental O Programa de Gestão Ambiental da

Leia mais

Planos de Logística Sustentáveis (manhã)

Planos de Logística Sustentáveis (manhã) Planos de Logística Sustentáveis (manhã) Brasília, 17 de junho de 2015 Conteúdo Programático: Planos de Logística Sustentável: conceitos Conteúdo Mínimo Temas e Planos de Ação para PLS Etapas de elaboração

Leia mais

Sustentabilidade na Administração Pública

Sustentabilidade na Administração Pública Sustentabilidade na Administração Pública B823s Biblioteca/CODIN/CGPLA/DIPLA/MP Bibliotecária Cristine C. Marcial Pinheiro CRB1-1159 Brasil. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Secretaria de

Leia mais

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE 1. OBJETIVO E ABRANGÊNCIA Esta Política tem como objetivos: Apresentar de forma transparente os princípios e as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e direcionam

Leia mais

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 Critérios Descrições Pesos 1. Perfil da Organização Breve apresentação da empresa, seus principais produtos e atividades, sua estrutura operacional

Leia mais

PLANO DE GESTÃO E DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL PLANO DE AÇÃO 2015 OBJETIVOS AÇÕES RESPONSÁVEIS CRONOGRAMA INDICADORES META 2015 RECURSOS

PLANO DE GESTÃO E DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL PLANO DE AÇÃO 2015 OBJETIVOS AÇÕES RESPONSÁVEIS CRONOGRAMA INDICADORES META 2015 RECURSOS MACROÁREA: ENERGIA Prover maior eficiência às Instalações elétricas gerais Prover maior eficiência na organização da manutenção Estimular boas práticas sustentáveis sobre energia elétrica Prover maior

Leia mais

PRESIDENTE DA REPÚBLICA Luiz Inácio Lula da Silva. Redação Inara Vieira. MINISTRO DA CULTURA Juca Ferreira. Revisão Graça Mendes

PRESIDENTE DA REPÚBLICA Luiz Inácio Lula da Silva. Redação Inara Vieira. MINISTRO DA CULTURA Juca Ferreira. Revisão Graça Mendes PRESIDENTE DA REPÚBLICA Luiz Inácio Lula da Silva MINISTRO DA CULTURA Juca Ferreira PRESIDENTE DO IPHAN Luiz Fernando de Almeida CHEFE DE GABINETE Fernanda Pereira PROCURADORA-CHEFE FEDERAL Lúcia Sampaio

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE UM PROGRAMA DE USO RACIONAL DA ÁGUA NO CAMPUS DO CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PARTE 05

IMPLANTAÇÃO DE UM PROGRAMA DE USO RACIONAL DA ÁGUA NO CAMPUS DO CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PARTE 05 IMPLANTAÇÃO DE UM PROGRAMA DE USO RACIONAL DA ÁGUA NO CAMPUS DO CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PARTE 05 Doalcey A. Ramos, Centro de Ciências Tecnológicas, doalcey@joinville.udesc.br

Leia mais

CATEGORIA: Pôster Eixo Temático: Ciências Sociais (Educação Ambiental)

CATEGORIA: Pôster Eixo Temático: Ciências Sociais (Educação Ambiental) V1.2012 CATEGORIA: Pôster Eixo Temático: Ciências Sociais (Educação Ambiental) VIVÊNCIAS EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL ATUANDO JUNTO À COMUNIDADE PIRACICABANA E AO CAMPUS LUIZ DE QUEIROZ Rodolfo Ferreira da Costa

Leia mais

C a m p a n h a I n s t I t u C I o n a l

C a m p a n h a I n s t I t u C I o n a l Viva Melhor! Campanha Institucional CAMPANHA VIVA MELHOR! Camisetas garrafa squeeze saco lixo para carro FOLHETO PROMOCIONAL CAMPANHA Viva Melhor! JUNTOS, PODEMOS CONSTRUIR UM CAMINHO MAIS SOLIDÁRIO E

Leia mais

Aspectos Metodológicos dos Relatórios por tribunal do Censo do Poder Judiciário

Aspectos Metodológicos dos Relatórios por tribunal do Censo do Poder Judiciário Aspectos Metodológicos dos Relatórios por tribunal do Censo do Poder Judiciário Os relatórios por tribunal apresentam as principais informações disponíveis no Censo do Poder Judiciário. Cada relatório

Leia mais

01/12/2012 MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL. Guarantã do Norte/MT A SOCIEDADE ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO

01/12/2012 MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL. Guarantã do Norte/MT A SOCIEDADE ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL Guarantã do Norte/MT A SOCIEDADE ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO TAREFAS ESTRUTURA PESSOAS AMBIENTE TECNOLOGIA ÊNFASE NAS TAREFAS Novos mercados e novos conhecimentos ÊNFASE

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO Nº 004/2015 - PROAD

ORDEM DE SERVIÇO Nº 004/2015 - PROAD ORDEM DE SERVIÇO Nº 004/2015 - PROAD Institui e regulamenta o Programa de Uso Racional de Água e Energia Elétrica no âmbito da UFCSPA. O PRÓ-REITOR DE ADMINISTRAÇÃO DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE

Leia mais

FACCAMP - FACULDADE DE CAMPO LIMPO PAULISTA CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA Campo Limpo Paulista - Maio 2013

FACCAMP - FACULDADE DE CAMPO LIMPO PAULISTA CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA Campo Limpo Paulista - Maio 2013 FACCAMP - FACULDADE DE CAMPO LIMPO PAULISTA CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA Campo Limpo Paulista - Maio 2013 DISCIPLINA - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL Integrantes: Adriano de Oliveira RA: 14759 Karina

Leia mais

METODOLOGIA DE DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO. Oportunidades de redução de custos e maior eficiência energética

METODOLOGIA DE DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO. Oportunidades de redução de custos e maior eficiência energética METODOLOGIA DE DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO Oportunidades de redução de custos e maior eficiência energética A realização de diagnóstico energético envolve um conjunto bastante diversificado de atividades,

Leia mais

Programa Integrado de Desenvolvimento e Qualificação de Fornecedores REALIZAÇÃO

Programa Integrado de Desenvolvimento e Qualificação de Fornecedores REALIZAÇÃO Programa Integrado de Desenvolvimento e Qualificação de Fornecedores REALIZAÇÃO OBJETIVO GERAL ESTABELECER E IMPLEMENTAR UM MODO INTEGRADO PARA O DESENVOLVIMENTO E QUALIFICAÇÃO DOS FORNECEDORES DAS PRINCIPAIS

Leia mais

COLETA SELETIVA SOLIDÁRIA

COLETA SELETIVA SOLIDÁRIA COLETA SELETIVA SOLIDÁRIA O órgão público federal que aderiu ao Projeto Esplanada Sustentável PES, será considerado sustentável no tema Coleta Seletiva Solidária (Decreto 5.940/06), se alcançar 90% das

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO CAPA MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO Contextualização Crescimento das Despesas Administrativas Despesas Administrativas - comparáveis entre os órgãos; Suporte às despesas finalísticas. Apoio Administrativo,

Leia mais

N REQUISITOS OBSERVAÇÕES

N REQUISITOS OBSERVAÇÕES N REQUISITOS OBSERVAÇÕES 01 02 03 04 05 06 07 A - MANUTENÇÃO E SUPORTE A empresa fornece produto de software com Verificar se a empresa fornece manual do produto (instalação), documentação de suporte ao

Leia mais

O programa é uma parceria entre as Secretarias do Verde e do Meio. Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS).

O programa é uma parceria entre as Secretarias do Verde e do Meio. Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS). O PAVS surge em 2007, da necessidade de se implementar políticas voltadas para a inclusão de questões ambientais no conjunto das ações de Promoção de Saúde e melhoria da qualidade de vida da população,

Leia mais

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades;

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades; POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE OBJETIVO Esta Política tem como objetivos: - Apresentar as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente as inovações

Leia mais

Programa de Ginástica Laboral

Programa de Ginástica Laboral Programa de Ginástica Laboral 1. IDENTIFICAÇÃO Nome: Programa de Ginástica Laboral (PGL) Promoção e Organização: Centro de Educação Física, Esportes e Recreação Coordenadoria do Campus de Ribeirão Preto.

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PROCESSO EMPRESARIAL: UMA ESTRATÉGIA NA INTEGRAÇÃO DAS AÇÕES DE SUSTENTABILIDADE

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PROCESSO EMPRESARIAL: UMA ESTRATÉGIA NA INTEGRAÇÃO DAS AÇÕES DE SUSTENTABILIDADE Revista Ceciliana Jun 5(1): 1-6, 2013 ISSN 2175-7224 - 2013/2014 - Universidade Santa Cecília Disponível online em http://www.unisanta.br/revistaceciliana EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PROCESSO EMPRESARIAL: UMA

Leia mais

Meio Ambiente,Turismo e Ordenamento Territorial

Meio Ambiente,Turismo e Ordenamento Territorial Meio Ambiente,Turismo e Ordenamento Territorial O Turismo é a atividade mais promissora para a promoção do desenvolvimento sustentável Entretanto...o modelo adotado de Turismo no litoral brasileiro tem

Leia mais

Sustentabilidade Bartholomeu Consultoria de Imóveis

Sustentabilidade Bartholomeu Consultoria de Imóveis Sustentabilidade Bartholomeu Consultoria de Imóveis Com o intuito de melhorarmos a qualidade do ambiente de trabalho em 2015, a Bartholomeu Consultoria de Imóveis irá desenvolver ações de sustentabilidade

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Projeto Sala Verde

Mostra de Projetos 2011. Projeto Sala Verde Mostra de Projetos 2011 Projeto Sala Verde Mostra Local de: São José dos Pinhais Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais Nome da Instituição/Empresa: Pontifícia Universidade

Leia mais

Título - Avaliação dos trabalhos de Educação Ambiental realizados pelo Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André ( SEMASA)

Título - Avaliação dos trabalhos de Educação Ambiental realizados pelo Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André ( SEMASA) Título - Avaliação dos trabalhos de Educação Ambiental realizados pelo Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André ( SEMASA) Autor: Departamento de Gestão Ambiental SEMASA Serviço Municipal

Leia mais

RESUMO. PALAVRAS-CHAVE: A3P, gestão ambiental, uso racional, consumo consciente, coleta seletiva. INTRODUÇÃO

RESUMO. PALAVRAS-CHAVE: A3P, gestão ambiental, uso racional, consumo consciente, coleta seletiva. INTRODUÇÃO A EXPERIÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA A3P AGENDA AMBIENTAL NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA COMO GESTÃO PARTICIPATIVA NA SUPERINTENDÊNCIA DO IBAMA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Illona Maria de Brito Sá Núcleo

Leia mais

SUBPROCURADORIA-GERAL PARA ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS

SUBPROCURADORIA-GERAL PARA ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO SOCIOAMBIENTAL Relatório 1.1.2 Levantamento quantitativo dos pontos críticos Com o objetivo de complementar o diagnóstico da instituição, iniciamos o levantamento quantitativo

Leia mais

Diretrizes de Sustentabilidade Carelink

Diretrizes de Sustentabilidade Carelink 1 Para a, o que é sustentabilidade? É a forma mais eficaz para alcançarmos resultados consistentes, buscando soluções integradas que envolvam aspectos sociais, tecnológicos, econômicos e ambientais, de

Leia mais

OBSERVATÓRIO ESCOLAR 2008

OBSERVATÓRIO ESCOLAR 2008 OBSERVATÓRIO ESCOLAR 2008 ANUALMENTE A ETEC PASSA POR UMA REFLEXÃO A RESPEITO DE SEU TRABALHO, REGISTRADA EM UM INDICADOR DENOMINADO OBSERVATÓRIO ESCOLAR. ESTE É REPRESENTADO POR SETE ASPECTOS CONTIDOS

Leia mais

CAPA. Ministério de Ministério do Ministério do Ministério do Minas e Energia Desenvolvimento Social Meio Ambiente Planejamento

CAPA. Ministério de Ministério do Ministério do Ministério do Minas e Energia Desenvolvimento Social Meio Ambiente Planejamento CAPA Contextualização Crescimento das Despesas Administrativas Despesas Administrativas - comparáveis entre os órgãos; Suporte às despesas finalísticas. Apoio Administrativo, Técnico e Operacional Serviços

Leia mais

Ações de Ecoeficiência na Caixa

Ações de Ecoeficiência na Caixa Ações de Ecoeficiência na Caixa Marcos Históricos 2003 Adesão ao Pacto Global 2004 Aprovada Política Ambiental CAIXA 2005: Instalação do Comitê de Política Ambiental; 2007 Criação das GN Meio Ambiente

Leia mais

O marco mundial da nova ordem ambiental é minimizar o lixo. Desde 1992, os 170 países presentes na conferência da ONU sobre Meio Ambiente e

O marco mundial da nova ordem ambiental é minimizar o lixo. Desde 1992, os 170 países presentes na conferência da ONU sobre Meio Ambiente e Parceria: O marco mundial da nova ordem ambiental é minimizar o lixo. Desde 1992, os 170 países presentes na conferência da ONU sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, a RIO/92, assinaram a Agenda 21, que

Leia mais

P11 Proposta da equipe. Abril/2013

P11 Proposta da equipe. Abril/2013 P11 Proposta da equipe Abril/2013 Matriz SWOT AMBIENTES Interno FORÇAS Comprometimento da Diretoria com as questões ambientais; Capacidade da ANTAQ em interagir com os demais setores; Possibilidade da

Leia mais

Tribunal Superior Eleitoral

Tribunal Superior Eleitoral Tribunal Superior Eleitoral Implantação Data: Junho de 2004 Público alvo: Servidores, prestadores de serviço o e visitantes do edifício cio-sede e anexos do Tribunal Superior Eleitoral, sediado em Brasília/DF

Leia mais

O que é o Programa Reciclando Atitudes?

O que é o Programa Reciclando Atitudes? O que é o Programa Reciclando Atitudes? É um programa que visa despertar a reflexão da sociedade para a gestão adequada dos resíduos sólidos, através de ações socioambientais de sensibilização, formação,

Leia mais

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE 1) OBJETIVOS - Apresentar de forma transparente as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 2.684/2014

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 2.684/2014 MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 2.684/2014 Referência : Correio eletrônico, de 6/8/2014. Protocolo AUDIN-MPU nº 1.437/2014.

Leia mais

Reciclagem. Projetos temáticos

Reciclagem. Projetos temáticos Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Educação infantil Publicado em 2011 Projetos temáticos Educação Infantil Data: / / Nível: Escola: Nome: Reciclagem Justificativa Este projeto tem como foco

Leia mais