COMUNICAÇÃO TÉCNICA. Redução de custos da recuperação de áreas degradadas por meio do pagamento por serviços ambientais

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMUNICAÇÃO TÉCNICA. Redução de custos da recuperação de áreas degradadas por meio do pagamento por serviços ambientais"

Transcrição

1 COMUNICAÇÃO TÉCNICA Redução de custos da recuperação de áreas degradadas por meio do pagamento por serviços ambientais Caroline Almeida Souza Maria Lucia Solera Trabalho apresentado no Workshop Metodologia e Controle de Custos na Recuperação de Áreas Degradadas pela Mineração, 2012, Rio de Janeiro. A série Comunicação Técnica compreende trabalhos elaborados por técnicos do IPT, apresentados em eventos, publicados em revistas especializadas ou quando seu conteúdo apresentar relevância pública. Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo S/A - IPT Av. Prof. Almeida Prado, 532 Cidade Universitária ou Caixa Postal 0141 CEP São Paulo SP Brasil CEP Tel /4000 Fax

2 REDUÇÃO DE CUSTOS DA RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS POR MEIO DO PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS Eng. Flor. Caroline Almeida Souza Bióloga Maria Lucia Solera Pesquisadoras da Seção de Sustentabilidade de Recursos Florestais Centro de Tecnologia de Recursos Florestais

3 Conceituando Área degradada... a alteração adversa das características do meio ambiente (Lei nº 6938/81, Art. 3º, Inciso II) Política Nacional do Meio Ambiente em áreas degradadas pela mineração os processos resultantes dos danos ao meio ambiente, pelos quais se perdem ou se reduzem algumas de suas propriedades, tais como a qualidade ou capacidade produtiva dos recursos ambientais (Decreto Federal nº /89, Art. 2º).

4 Conceituando Área degradada... degradação ambiental entendida sob quatro perspectivas (SÁNCHEZ, 1992, p.130) perda de capital ou patrimônio natural; perda de funções ambientais; qualquer situação criada pelo homem que represente risco à saúde ou à segurança das pessoas e alterações paisagísticas.

5 Serviços Ambientais : O que são? Processos do ecossistema que suportam (direta ou indiretamente) a qualidade de vida humana. (Millennium Ecosystem Assessment (2005), apud Patterson e Coelho (2009) De forma simplificada... papel da natureza na qualidade de vida humana

6 Categorias de Serviços Ambientais Uso direto Serviços de provisão Alimentos (frutos, pasto, culturas agrícolas) Fibras (roupas) Madeira (lenha, móveis) Serviços culturais Valores estéticos Valores religiosos e espirituais Lazer

7 Categorias de Serviços Ambientais Uso indireto Serviços de regulação ambiental (uso indireto) Qualidade do ar Regulação do clima Polinização Controle de pragas Serviços de suporte (uso indireto) Ciclagem de nutrientes (microrganismos do solo) Formação de solo (intemperismo, microrganismos do solo)

8 Esquemas de Pagamento por Serviços Ambientais Esquemas de PSA envolvem pagamento como incentivo à manutenção e geração dos serviços ambientais Políticas Públicas e Instrumentos legais

9 FEDERAL Política Nacional de PSA substitutivo ao Projeto de Lei 792/2007 visa instituir também o Programa Federal de Pagamento por Serviços Ambientais (em tramitação). Reduções Certificadas de Emissões de Desmatamento e Degradação Florestal (RCEDD) PL A/2009 (em tramitação) Fonte:

10 Estadual Espírito Santo Programa de Pagamento por Serviços Ambientais Lei 8.995/2008 Minas Gerais Programa Bolsa Verde Lei /2008 e Dec /2009 Pernambuco Política Estadual de Enfrentamento às Mudanças Climáticas de Pernambuco Lei /2010 Fonte:

11 Estadual Paraná Prestador de Serviços Ambientais Lei /2010 Rio de Janeiro Decreto /2011 Regulamenta o PROHIDRO: Programa Estadual de Conservação e Revitalização de Recursos Hídricos. Rio Grande do Sul Política Estadual de Serviços Ambientais PL 449/2007 (em tramitação) Fonte:

12 Estadual Santa Catarina Política e Programa Estadual de Pagamento por Serviços Ambientais (PEPSA) Lei /2010 São Paulo Política Estadual de Mudanças Climáticas (PEMC) Lei /2009 Fonte:

13 Municipal Extrema - MG Projeto Conservador das Águas Lei 2.100/2005 Montes Claros - MG Política de Ecocrédito Lei 3.545/2006 Itabira - MG Política de Ecocrédito Lei 4.069/2007 Campo Grande - MS Programa de PSA Lei /2010 Programa Manancial Vivo Apucarana - PR Projeto Oásis Leis 58/2009; 241/2009 e Dec. 107/2009 Fonte:

14 Municipal Londrina - PR Fundo Municipal do Meio Ambiente Lei 9.760/2005 Camboriú - SC Projeto Produtor de Água Lei 3.026/2009 Joinville - SC Política Municipal de Meio Ambiente Lei 5.712/2006 São Paulo - SP Política de Mudanças Climáticas Lei /2009 Fonte:

15 Esquemas de Pagamentos por Serviços Ambientais Proteção de recursos hídricos Paga-se por Reflorestamento em matas ciliares; Criação de áreas protegidas; Qualidade da água;

16 Sequestro ou armazenamento de carbono Paga-se por Tonelada de carbono não emitido ou sequestrado por meio de reduções; certificada de emissões; Manutenção de floresta em pé, sob servidão florestal;

17 Conservação da biodiversidade Criação de áreas protegidas (RPPN); Conservação de remanescentes florestais; Recuperação de matas ciliares Paga-se por (APPs); Controle de espécies exóticas invasoras; Práticas que favoreçam a regeneração natural e formação de corredores (ex.: plantio de mudas)

18 Os métodos utilizados na recuperação de áreas degradadas geram algum tipo de serviço ambiental? Quais? Métodos Consagrados Revegetação Serviços Ambientais / Função Recuperar da qualidade do solo Controlar a erosão Reduzir assoreamento Evitar poluição das águas Reconstruir habitats aquáticos

19 Métodos Consagrados Cortinas Vegetais Conciliar funções paisagística e ecológicas Serviços Ambientais / Função Minimizar o impacto visual

20 Que oportunidades se abrem associando-se se a Recuperação de áreas degradadas à geração de serviços ambientais?

21 Marketing Agrega valor à recuperação de áreas degradadas Mostra comprometimento com o meio ambiente e a população afetada Uso de técnicas que maximizam a geração de serviços ambientais Preocupação além da recuperação convencional (exigência legal) Recuperação mais sustentável (técnicas que favoreçam a conservação ambiental)

22 Ampliação de mercado Acesso a mercados mais exigentes em relação à conservação do meio ambiente Manutenção do mercado atual (pode ficar mais exigente devido à pressão mundial por práticas mais sustentáveis) Participação em esquemas de pagamento por serviços ambientais a serem criados (tendência atual) Incentivos fiscais a empresas que adotam práticas sustentáveis Mercado de carbono

23 Pagamento por serviços ambientais: é uma tendência para reduzir custos da recuperação de áreas degradadas por mineração?

24 Pode ser se: A RAD for concebida para maximizar os serviços ambientais gerados Pensar na geração de serviços ambientais em toda a propriedade Identificando-os Monitorando-os Valorando-os (métodos de valoração: mercado substituto para o serviço, valoração contingente disposição a pagar)

25 Ou seja... se preparar para participar de esquemas de PSA Já existentes Pleitear esquemas de PSA para o setor de mineração E assim, reduzir os custos por meio: Geração de receita Redução de custos (impostos) Aumento da receita via novos mercados

26 O B R I G A D A! Contato: e (11) e

Pagamento de Serviços Ambientais Contribuição do Programa MERCADO MATA ATLÂNTICA Reserva da Biosfera da Mata Atlântica - Brasil

Pagamento de Serviços Ambientais Contribuição do Programa MERCADO MATA ATLÂNTICA Reserva da Biosfera da Mata Atlântica - Brasil Pagamento de Serviços Ambientais Contribuição do Programa MERCADO MATA ATLÂNTICA Reserva da Biosfera da Mata Atlântica - Brasil 1º Seminário Paulista de PSA- Novembro de 2009 - Clayton F. Lino A natureza

Leia mais

Pagamento por Serviços Ambientais no Brasil. 09.05.2012 Congresso Nacional

Pagamento por Serviços Ambientais no Brasil. 09.05.2012 Congresso Nacional Pagamento por Serviços Ambientais no Brasil 09.05.2012 Congresso Nacional PSA Mercado atual: ausente ou incompleto SA = Externalidade positiva + SA = Bens públicos Mercado falho! Provedores de SA não recebem

Leia mais

Funções Ecológicas das APPs e RL: O papel da restauração. Flávio Bertin Gandara Renata Evangelista de Oliveira

Funções Ecológicas das APPs e RL: O papel da restauração. Flávio Bertin Gandara Renata Evangelista de Oliveira Funções Ecológicas das APPs e RL: O papel da restauração Flávio Bertin Gandara Renata Evangelista de Oliveira Silvicultura de Nativas (além da Restauração...) Silvicultura de Nativas Restauração Ecológica

Leia mais

PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS. Eduardo de Araujo Rodrigues

PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS. Eduardo de Araujo Rodrigues PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS Eduardo de Araujo Rodrigues Nos últimos 50 anos, os ecossistemas do mundo foram agredidos e modificados pela ação do homem, mais rápido e profundamente que em qualquer

Leia mais

Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste

Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste Ambiente Jurídico para PSA em Pernambuco KLAUS MACIEL Recife, 2010 Contextualização Global Política Nacional de Biodiversidade (Decreto n 4339/2002) Política

Leia mais

Mestre não é quem ensina, mas quem, de repente, aprende.

Mestre não é quem ensina, mas quem, de repente, aprende. Imagem do Museu da Língua Portuguesa (Estação da Luz - São Paulo, SP). Mestre não é quem ensina, mas quem, de repente, aprende. João Guimarães Rosa Política Estadual de Mudanças Climáticas e o Pagamento

Leia mais

PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS

PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS Semana do Meio Ambiente UFV campus Florestal PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS Daniel Brianezi 20% dos casos de câncer de pulmão são causados pela poluição A China investirá US$ 277 bilhões até 2019

Leia mais

Érika Dolores Izenez Portela Karina do Espírito Santo Laís Guerra Taynãn Paes

Érika Dolores Izenez Portela Karina do Espírito Santo Laís Guerra Taynãn Paes Érika Dolores Izenez Portela Karina do Espírito Santo Laís Guerra Taynãn Paes POLÍTICAS PÚBLICAS ATRAVÉS DA VALORAÇÃO DE SERVIÇOS AMBIENTAIS: ESTUDO DE CASO PARANÁ / MATA CILIAR Juiz de Fora 2008 3 Érika

Leia mais

A valoração dos serviços ecossistêmicos como política para adaptação e mitigação em mudanças climáticas

A valoração dos serviços ecossistêmicos como política para adaptação e mitigação em mudanças climáticas Haroldo Palo. Hilton Franco. Mirella Domenich. A valoração dos serviços ecossistêmicos como política para adaptação e mitigação em mudanças climáticas Artur Paiva Engenheiro Florestal MSc. Coordenador

Leia mais

Convenção sobre Diversidade Biológica: O Plano de Ação de São Paulo 2011/2020. São Paulo, 06 de março de 2.012 GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Convenção sobre Diversidade Biológica: O Plano de Ação de São Paulo 2011/2020. São Paulo, 06 de março de 2.012 GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Convenção sobre Diversidade Biológica: O Plano de Ação de São Paulo 2011/2020 SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE São Paulo, 06 de março de 2.012 GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Contexto Convenção sobre Diversidade

Leia mais

COMISSÃO MISTA SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS

COMISSÃO MISTA SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS COMISSÃO MISTA SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS VALORAÇÃO DA BIODIVERSIDADE E PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS Deputado Arnaldo Jardim Brasília Março de 2013 LEGISLAÇÃO AMBIENTAL BRASILEIRA Política Nacional

Leia mais

Pagamentos por Serviços Ambientais Teoria e Experiências no Brasil

Pagamentos por Serviços Ambientais Teoria e Experiências no Brasil Pagamentos por Serviços Ambientais Teoria e Experiências no Brasil Stefano Pagiola Environment Department World Bank 1818 H Str NW Washington DC 20433 USA spagiola@worldbank.org The opinions expressed

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS LIVRES DA WEB, PARA O MONITORAMENTO DE ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE O RIO MEIA PONTE, GO: UM ESTUDO DE CASO.

UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS LIVRES DA WEB, PARA O MONITORAMENTO DE ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE O RIO MEIA PONTE, GO: UM ESTUDO DE CASO. UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS LIVRES DA WEB, PARA O MONITORAMENTO DE ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE O RIO MEIA PONTE, GO: UM ESTUDO DE CASO. Patrícia Pinheiro da Cunha 1, Magda Beatriz de Almeida Matteucci

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Programa Águas de Araucária

Mostra de Projetos 2011. Programa Águas de Araucária Mostra de Projetos 2011 Programa Águas de Araucária Mostra Local de: Araucária. Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: Secretaria Municipal

Leia mais

ANEXO CHAMADA III DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES PARA GESTÃO E AVALIAÇÃO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO ESTADUAIS

ANEXO CHAMADA III DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES PARA GESTÃO E AVALIAÇÃO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO ESTADUAIS ANEXO CHAMADA III DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES PARA GESTÃO E AVALIAÇÃO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO ESTADUAIS OBJETIVO Esta chamada tem por objetivo financiar projetos relacionados a ações de gestão e avaliação

Leia mais

SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Pagamento por Serviços Ambientais no Estado de São Paulo SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Política Estadual de Mudanças Climáticas (Lei 13.798, de 9 de novembro de 2009) SEÇÃO

Leia mais

CICLO DE PALESTRAS E DEBATES

CICLO DE PALESTRAS E DEBATES CICLO DE PALESTRAS E DEBATES PLC PROGRAMA Nº 30/11 NOVO PRODUTOR CÓDIGO FLORESTAL DE ÁGUA Ã NO GUARIROBA Á COMISSÃO DE AGRICULTURA E REFORMA AGRÁRIA DO SENADO FEDERAL Devanir Garcia dos Santos Gerente

Leia mais

Florestas Energéticas. Alex Carneiro Leal Engenheiro Florestal 22 de maio de 2014

Florestas Energéticas. Alex Carneiro Leal Engenheiro Florestal 22 de maio de 2014 Florestas Energéticas Alex Carneiro Leal Engenheiro Florestal 22 de maio de 2014 O IAPAR Vinculado à Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (SEAB), é o órgão de pesquisa que da embasamento tecnológico

Leia mais

PSA 2009. I Seminário Paulista sobre pagamento por serviços ambientais. JORGE KHOURY Deputado Federal. 3 de novembro de 2009 Auditório Augusto Ruschi

PSA 2009. I Seminário Paulista sobre pagamento por serviços ambientais. JORGE KHOURY Deputado Federal. 3 de novembro de 2009 Auditório Augusto Ruschi PSA 2009 I Seminário Paulista sobre pagamento por serviços ambientais JORGE KHOURY Deputado Federal 3 de novembro de 2009 Auditório Augusto Ruschi 1 PSA 2009 PROJETO DE LEI NACIONAL SOBRE SERVIÇOS AMBIENTAIS

Leia mais

FÓRUM MUNDIAL DE. meio ambiente PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS. Deputado Arnaldo Jardim. Foz do Iguaçu - PR 2013

FÓRUM MUNDIAL DE. meio ambiente PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS. Deputado Arnaldo Jardim. Foz do Iguaçu - PR 2013 FÓRUM MUNDIAL DE meio ambiente PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS Deputado Arnaldo Jardim Foz do Iguaçu - PR 2013 SERVIÇOS AMBIENTAIS Regulação do clima global SERVIÇOS AMBIENTAIS Conservação do solo SERVIÇOS

Leia mais

Plataforma Ambiental para o Brasil

Plataforma Ambiental para o Brasil Plataforma Ambiental para o Brasil A Plataforma Ambiental para o Brasil é uma iniciativa da Fundação SOS Mata Atlântica e traz os princípios básicos e alguns dos temas que deverão ser enfrentados na próxima

Leia mais

A Ibá e o Setor de Florestas Plantadas

A Ibá e o Setor de Florestas Plantadas A Ibá e o Setor de Florestas Plantadas Beatriz P. Milliet Câmara Temática de Infraestrutura e Logística do Agronegócio Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento 30 de setembro- 2015 1 1 A Ibá

Leia mais

A importância do Cerrado

A importância do Cerrado A importância do Cerrado Quem vive no Cerrado mora em uma das regiões mais ricas em espécies de plantas e animais do mundo, muitas delas ainda desconhecidas pela ciência e que só existem ali. É ainda nas

Leia mais

Especialização em Direito Ambiental. 3. As principais funções das matas ciliares são:

Especialização em Direito Ambiental. 3. As principais funções das matas ciliares são: Pedro da Cunha Barbosa. Especialização em Direito Ambiental. Área do conhecimento jurídico que estuda as relações entre o homem e a natureza, é um ramo do direito diferenciado em suas especificidades e,

Leia mais

Ministério do Meio Ambiente

Ministério do Meio Ambiente Ministério do Meio Ambiente Secretaria de Políticas para o Desenvolvimento Sustentável Política Nacional de Pagamento por Serviços Ambientais: uma proposta em discussão. Shigeo Shiki Mata Atlântica e Serviços

Leia mais

PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS. JOSÉ RENATO CASAGRANDE Governador do Estado do ES ALADIM FERNANDO CERQUEIRA Diretor Presidente do IEMA

PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS. JOSÉ RENATO CASAGRANDE Governador do Estado do ES ALADIM FERNANDO CERQUEIRA Diretor Presidente do IEMA PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS JOSÉ RENATO CASAGRANDE Governador do Estado do ES ALADIM FERNANDO CERQUEIRA Diretor Presidente do IEMA O QUE SÃO SERVIÇOS AMBIENTAIS? QUAL A RELAÇÃO ENTRE COBERTURA FLORESTAS,

Leia mais

SERVIÇOS AMBIENTAIS. Fórum Permanente Sociedade e Desenvolvimento LEICI/FCA/Unicamp Erika Bechara 07.Outubro.2014

SERVIÇOS AMBIENTAIS. Fórum Permanente Sociedade e Desenvolvimento LEICI/FCA/Unicamp Erika Bechara 07.Outubro.2014 SERVIÇOS AMBIENTAIS 1 Fórum Permanente Sociedade e Desenvolvimento LEICI/FCA/Unicamp Erika Bechara 07.Outubro.2014 O USO DE INSTRUMENTOS ECONÔMICOS EM PROL DO MEIO AMBIENTE Instrumentos da política ambiental:

Leia mais

Nota de Idéia de Projeto

Nota de Idéia de Projeto Nota de Idéia de Projeto Obs.: Esse documento é de caráter orientador, para a FAZENDA FRICAL, tratando do seu potencial de geração de créditos ambientais (carbono). Todas as estimativas apresentadas são

Leia mais

o papel das florestas nas propriedades agrícolas

o papel das florestas nas propriedades agrícolas Fórum Internacional de Estudos Estratégicos para o Desenvolvimento Agropecuário e Respeito ao Clima o papel das florestas nas propriedades agrícolas prof. gerd sparovek usp.esalq contato gerd@usp.br Perguntas

Leia mais

Prof. Pedro Brancalion

Prof. Pedro Brancalion Prof. Pedro Brancalion Situação 1 Situação 2 X A natureza tem um preço? Mas é muito valiosa!!! Custo da poluição da água Custo de enchentes Perda de bens naturais Custo da poluição do ar Perdas agrícolas

Leia mais

O papel da APROSOJA na promoção da sustentabilidade na cadeia produtiva da soja brasileira

O papel da APROSOJA na promoção da sustentabilidade na cadeia produtiva da soja brasileira O papel da APROSOJA na promoção da sustentabilidade na cadeia produtiva da soja brasileira Clusters para exportação sustentável nas cadeias produtivas da carne bovina e soja Eng Agrônomo Lucas Galvan Diretor

Leia mais

Projeto Mina d Água. Pagamento por Serviços Ambientais Proteção de Nascentes. Ana Carolina Dalla Vecchia Especialista Ambiental SMA CBRN Maio de 2012

Projeto Mina d Água. Pagamento por Serviços Ambientais Proteção de Nascentes. Ana Carolina Dalla Vecchia Especialista Ambiental SMA CBRN Maio de 2012 Projeto Mina d Água Pagamento por Serviços Ambientais Proteção de Nascentes Ana Carolina Dalla Vecchia Especialista Ambiental SMA CBRN Maio de 2012 Serviços Ecossistêmicos Benefícios que as pessoas recebem

Leia mais

Mudanças Climáticas: Efeitos Sobre a Vida e Impactos nas Grandes Cidades. Água e Clima As lições da crise na região Sudeste

Mudanças Climáticas: Efeitos Sobre a Vida e Impactos nas Grandes Cidades. Água e Clima As lições da crise na região Sudeste Mudanças Climáticas: Efeitos Sobre a Vida e Impactos nas Grandes Cidades Água e Clima As lições da crise na região Sudeste Mudanças Climáticas: Efeitos Sobre a Vida e Impactos nas Grandes Cidades A água

Leia mais

Gestão Ambiental. Disciplina Ciências do Ambiente Profa Elizete A Checon de Freitas Lima

Gestão Ambiental. Disciplina Ciências do Ambiente Profa Elizete A Checon de Freitas Lima Gestão Ambiental Disciplina Ciências do Ambiente Profa Elizete A Checon de Freitas Lima Gestão Ambiental Ato de administrar o ambiente natural ou antrópico (PHILIPPI Jr e BRUNA, 2004). Gestão Ambiental

Leia mais

FLORESTAS PLANTADAS E CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE NO BRASIL

FLORESTAS PLANTADAS E CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE NO BRASIL FLORESTAS PLANTADAS E CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE NO BRASIL Uma posição institucional conjunta de: Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais Sociedade Brasileira de Silvicultura Departamento de Ciências

Leia mais

Unidades de Conservação da Natureza

Unidades de Conservação da Natureza Unidades de Conservação da Natureza Emerson A. de Oliveira, MSc., Doutorando em Ciências Florestais/Conservação da Natureza - UFPR Técnico Especializado - DAP/SBF/MMA Rio do Sul - SC Julho, 2009 DEFINIÇÕES

Leia mais

Serviços Ambientais. Programa Comunidades - Forest Trends

Serviços Ambientais. Programa Comunidades - Forest Trends Serviços Ambientais OFICINA DE FORMACAO Rio Branco, Acre 12 de Marco, 2013 Beto Borges Programa Comunidades e Mercados FOREST TRENDS Programa Comunidades - Forest Trends Promovendo participação e beneficios

Leia mais

CONSERVADOR DAS ÁGUAS LEI MUNICIPAL 2.100/2005

CONSERVADOR DAS ÁGUAS LEI MUNICIPAL 2.100/2005 CONSERVADOR DAS ÁGUAS LEI MUNICIPAL 2.100/2005 EXTREMA EXTREMO SUL DE MINAS. SERRA DA MANTIQUEIRA. 480 KM BH E 100 KM DA CIDADE DE SP. POPULAÇÃO 24.800 HABITANTES. CONTINUIDADE ADMINISTRATIVA DE 20 ANOS

Leia mais

Tema Agricultura e Segurança Alimentar Painel: Celso Vainer Manzatto, Embrapa Meio Ambiente

Tema Agricultura e Segurança Alimentar Painel: Celso Vainer Manzatto, Embrapa Meio Ambiente Tema Agricultura e Segurança Alimentar Painel: Celso Vainer Manzatto, Embrapa Meio Ambiente IV CONFERÊNCIA REGIONAL SOBRE MUDANÇAS GLOBAIS Agricultura e Segurança Alimentar Celso Vainer Manzatto Embrapa

Leia mais

IMPACTOS DO PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS SOBRE OS RECURSOS HÍDRICOS

IMPACTOS DO PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS SOBRE OS RECURSOS HÍDRICOS IMPACTOS DO PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS SOBRE OS RECURSOS HÍDRICOS Devanir Garcia dos Santos Gerente de Uso Sustentável de Água e Solo Superintendência de Implementação de Programas e Projetos DISPONIBILIDADE

Leia mais

Conselho Gestor APA DA VÁRZEA RIO TIETÊ GTPM

Conselho Gestor APA DA VÁRZEA RIO TIETÊ GTPM Conselho Gestor APA DA VÁRZEA RIO TIETÊ GTPM I.UNIDADE DE CONSERVAÇÃO Espaço territorial e seus recursos ambientais, incluindo as águas jurisdicionais, com características naturais relevantes, legalmente

Leia mais

Eixo Temático ET-10-005 - Direito Ambiental SERVIÇOS AMBIENTAIS E SUAS PERSPECTIVAS NO ESTADO DA PARAÍBA: ANÁLISE DA LEI Nº 10.

Eixo Temático ET-10-005 - Direito Ambiental SERVIÇOS AMBIENTAIS E SUAS PERSPECTIVAS NO ESTADO DA PARAÍBA: ANÁLISE DA LEI Nº 10. 464 Eixo Temático ET-10-005 - Direito Ambiental SERVIÇOS AMBIENTAIS E SUAS PERSPECTIVAS NO ESTADO DA PARAÍBA: ANÁLISE DA LEI Nº 10.165/2013 Emannuel Arantes Lima Silva 1 ; Janaina Vital de Albuquerque

Leia mais

Mineração e Sustentabilidade Ambiental. Ricardo Santana Biólogo, MSc

Mineração e Sustentabilidade Ambiental. Ricardo Santana Biólogo, MSc Mineração e Sustentabilidade Ambiental Ricardo Santana Biólogo, MSc Itinga, setembro de 2010 Itinga Mineração - Missão Transformar recursos minerais em riquezas e desenvolvimento sustentável Para nossos

Leia mais

2ª Reunião Ordinária do Plenário 04 de abril de 2013.

2ª Reunião Ordinária do Plenário 04 de abril de 2013. 2ª Reunião Ordinária do Plenário 04 de abril de 2013. Missão: Garantir que a SUSTENTABILIDADE seja construída com Democracia Participativa, Valorização da Diversidade Cultural e Preservação da Biodiversidade.

Leia mais

Estratégias para evitar o desmatamento na Amazônia brasileira. Antônio Carlos Hummel Diretor Geral Serviço Florestal Brasileiro

Estratégias para evitar o desmatamento na Amazônia brasileira. Antônio Carlos Hummel Diretor Geral Serviço Florestal Brasileiro Estratégias para evitar o desmatamento na Amazônia brasileira Antônio Carlos Hummel Diretor Geral Serviço Florestal Brasileiro Perfil - 2-1. Fatos sobre Brasil 2. Contexto Florestal 3. Estratégias para

Leia mais

Pagamentos por Serviços Ambientais

Pagamentos por Serviços Ambientais Pagamentos por Serviços Ambientais Encontro Água e Floresta: Vivenciar para Agir Jaboticabal/SP Julho de 2008 Serviços Ecossistêmicos: Benefícios providos pelos ecossistemas Provisão comida água madeira

Leia mais

Edição: Agosto de 2014. Coordenação: Lucas Carvalho Pereira. Redação: Roberto Ulisses Resende

Edição: Agosto de 2014. Coordenação: Lucas Carvalho Pereira. Redação: Roberto Ulisses Resende protocolo CARBON FREE Critérios para recomposição florestal Reserva Ecológica do Guapiaçu (REGUA), em Cachoeiras de Macacu (RJ), onde existem projetos de reflorestamento com o Carbon Free Roberto Resende

Leia mais

RESUMO ESPANDIDO. O Novo Código Florestal: aspectos legais e evolução.

RESUMO ESPANDIDO. O Novo Código Florestal: aspectos legais e evolução. RESUMO ESPANDIDO O Novo Código Florestal: aspectos legais e evolução. Alcione Adame 1 INTRODUÇÃO Ao contrário do que a mídia a muita gente pensa a lei 12.651/12, conhecida como Novo Código Florestal, não

Leia mais

PROJETO DE LEI N o 792, DE 2007 (Em Apenso: Projeto de Lei nº 1.190, de 2007)

PROJETO DE LEI N o 792, DE 2007 (Em Apenso: Projeto de Lei nº 1.190, de 2007) COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PROJETO DE LEI N o 792, DE 2007 (Em Apenso: Projeto de Lei nº 1.190, de 2007) Dispõe sobre a definição de serviços ambientais e dá outras providências

Leia mais

PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS (PSA) Renato Rosenberg 06-09-2012

PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS (PSA) Renato Rosenberg 06-09-2012 PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS (PSA) Renato Rosenberg 06-09-2012 CONCEITO PSA: transação voluntária, na qual um serviço ambiental bem definido é comprado por um comprador de um provedor, sob a condição

Leia mais

MUDANÇAS CLIMÁTICAS NO BRASIL:

MUDANÇAS CLIMÁTICAS NO BRASIL: III ENCONTRO LATINO AMERICANO E CARIBENHO SOBRE MUDANÇAS AS CLIMÁTICAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NO BRASIL: Participação dos Estados Eugênio Cunha São Paulo 14 de março de 2008 SUMÁRIO PARTE I NÍVEL INSTITUCIONAL

Leia mais

III EPBIO 15 e 16 de dezembro de 2011

III EPBIO 15 e 16 de dezembro de 2011 Lições do Projeto de Recuperação de Matas Ciliares e perspectivas para a conservação da biodiversidade no Plano Pluri Anual 2012/2015 III EPBIO 15 e 16 de dezembro de 2011 SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE GOVERNO

Leia mais

Projeto de Lei nº 11 /2012 Deputado(a) Altemir Tortelli

Projeto de Lei nº 11 /2012 Deputado(a) Altemir Tortelli Projeto de Lei nº 11 /2012 Deputado(a) Altemir Tortelli Institui a Política Estadual dos Serviços Ambientais e o Programa Estadual de Pagamento por Serviços Ambientais, e dá outras providências. CAPÍTULO

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS

RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS Instituto Estadual do Ambiente - INEA Diretoria de Biodiversidade e Áreas Protegidas - DIBAP Gerência do Serviço Florestal - GESEF ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO Conceitos /

Leia mais

RESERVA DA BIOSFERA DO CINTURÃO VERDE DA CIDADE DE SÃO PAULO

RESERVA DA BIOSFERA DO CINTURÃO VERDE DA CIDADE DE SÃO PAULO RESERVA DA BIOSFERA DO CINTURÃO VERDE DA CIDADE DE SÃO PAULO O QUE SÃO Reservas da Biosfera? - Reservas da Biosfera são áreas de ecossistemas terrestres ou aquáticos estabelecidas para promoverem soluções

Leia mais

BIODIVERSIDADE E MANEJO SUSTENTÁVEL DA FLORESTA TROPICAL 1 BIODIVERSIDADE

BIODIVERSIDADE E MANEJO SUSTENTÁVEL DA FLORESTA TROPICAL 1 BIODIVERSIDADE BIODIVERSIDADE E MANEJO SUSTENTÁVEL DA FLORESTA TROPICAL 1 João Artur Silva 2 Márcio Ribeiro² Wilson Junior Weschenfelder² BIODIVERSIDADE Modelos de Diversidade A diversidade biológica varia fortemente

Leia mais

Nota de Idéia de Projeto

Nota de Idéia de Projeto Nota de Idéia de Projeto Obs.: Esse documento é de caráter orientador, para a FAZENDA TIMBO, tratando do seu potencial de geração de créditos ambientais (carbono). Todas as estimativas apresentadas são

Leia mais

PLANTIO DE ARAUCÁRIAS EM DIVISAS ENTRE PROPRIEDADES E ESTRADAS

PLANTIO DE ARAUCÁRIAS EM DIVISAS ENTRE PROPRIEDADES E ESTRADAS Estradas com araucárias 2012 Projeto Estradas com Araucárias PLANTIO DE ARAUCÁRIAS EM DIVISAS ENTRE PROPRIEDADES E ESTRADAS Introdução 2 Uma estrada de rodagem pode causar graves impactos ambientais, com

Leia mais

ANEXO B TERMO DE REFERÊNCIA. Declaração de trabalho, serviços e especificações

ANEXO B TERMO DE REFERÊNCIA. Declaração de trabalho, serviços e especificações ANEXO B TERMO DE REFERÊNCIA Declaração de trabalho, serviços e especificações A Contratada deverá executar o trabalho e realizar os serviços a seguir, indicados de acordo com as especificações e normas

Leia mais

GERALDO ALCKMIN, Governador do Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, Decreta:

GERALDO ALCKMIN, Governador do Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, Decreta: 1/6 DECRETO Nº 60.521, DE 05 DE JUNHO DE 2014 Institui o Programa de Incentivos à Recuperação de Matas Ciliares e à Recomposição de Vegetação nas Bacias Formadoras de Mananciais de Água, institui a unidade

Leia mais

USO DE FOGÕES ECOLÓGICOS POR FAMÍLIAS AGRICULTORAS DO SEMIÁRIDO BRASILEIRO EXPERIÊNCIA DO PROJETO DOM HELDER CAMARA

USO DE FOGÕES ECOLÓGICOS POR FAMÍLIAS AGRICULTORAS DO SEMIÁRIDO BRASILEIRO EXPERIÊNCIA DO PROJETO DOM HELDER CAMARA INVESTINDO NO SER HUMANO TRANSFORMANDO O SEMIÁRIDO USO DE FOGÕES ECOLÓGICOS POR FAMÍLIAS AGRICULTORAS DO SEMIÁRIDO BRASILEIRO EXPERIÊNCIA DO PROJETO DOM HELDER CAMARA PROJETO DOM HELDER CAMARA Ação referencial

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE PREFEITURA DE SUMARÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE AÇÃO SOCIAL SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE 3M DO BRASIL

SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE PREFEITURA DE SUMARÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE AÇÃO SOCIAL SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE 3M DO BRASIL SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE PREFEITURA DE SUMARÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE AÇÃO SOCIAL SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE 3M DO BRASIL SOCIEDADE HUMANA DESPERTAR LABORATÓRIO DE ECOLOGIA E RESTAURAÇÃO

Leia mais

NOÇÕES DE LEGISLAÇÃO AMBIENTAL CURSO: ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: CIÊNCIA DO AMBIENTE PROFESSOR: RAMON LAMAR PARTE III 05/11/2015

NOÇÕES DE LEGISLAÇÃO AMBIENTAL CURSO: ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: CIÊNCIA DO AMBIENTE PROFESSOR: RAMON LAMAR PARTE III 05/11/2015 CURSO: ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: CIÊNCIA DO AMBIENTE PROFESSOR: RAMON LAMAR PARTE III LEGISLAÇÃO AMBIENTAL NOÇÕES DE LEGISLAÇÃO AMBIENTAL Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981, conhecida como Política

Leia mais

ANÁLISE ECONÔMICA DE PROJETOS DE RECUPERAÇÃO FLORESTAL. Luiz Carlos Estraviz Rodriguez ESA "Luiz de Queiroz" ESALQ/USP (luiz.estraviz@esalq.usp.

ANÁLISE ECONÔMICA DE PROJETOS DE RECUPERAÇÃO FLORESTAL. Luiz Carlos Estraviz Rodriguez ESA Luiz de Queiroz ESALQ/USP (luiz.estraviz@esalq.usp. ANÁLISE ECONÔMICA DE PROJETOS DE RECUPERAÇÃO FLORESTAL Luiz Carlos Estraviz Rodriguez ESA "Luiz de Queiroz" ESALQ/USP (luiz.estraviz@esalq.usp.br) 1 SUMÁRIO 1. Conceituando restauração 2. Recuperar. Por

Leia mais

Atlas dos Municípios da Mata Atlântica

Atlas dos Municípios da Mata Atlântica Atlas dos Municípios da Mata Atlântica 2015 Realização: Patrocínio: Execução Técnica: MATA ATLÂNTICA De acordo com o Mapa da Área de Aplicação da Lei nº 11.428, de 2006, segundo Decreto nº 6.660, de 21

Leia mais

O Papel dos Critérios Econômicos na Gestão das Reservas da Biosfera

O Papel dos Critérios Econômicos na Gestão das Reservas da Biosfera O Papel dos Critérios Econômicos na Gestão das Reservas da Biosfera Ronaldo Seroa da Motta ronaldo.seroa@ipea.gov.br Seminário Internacional sobre Reservas da Biosfera, Serviços Ambientais e Indicadores

Leia mais

PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES

PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA PARA MONITORAMENTO DE PROJETOS DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES DESENVOLVIDOS POR MEIO DE TÉCNICAS DE NUCLEAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO DOS TERMOS

Leia mais

Gestão de Serviços Ambientais nas Empresas. Uma questão estratégica

Gestão de Serviços Ambientais nas Empresas. Uma questão estratégica Gestão de Serviços Ambientais nas Empresas Uma questão estratégica Ética Ambiental ÉTICA. Do grego ETHOS, que significa modo de ser, caráter. Forma de agir do Homem em seu meio social. O comportamento

Leia mais

Marcio Halla marcio.halla@fgv.br

Marcio Halla marcio.halla@fgv.br Marcio Halla marcio.halla@fgv.br POLÍTICAS PARA O COMBATE ÀS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NA AMAZÔNIA Programa de Sustentabilidade Global Centro de Estudos em Sustentabilidade Fundação Getúlio Vargas Programa de

Leia mais

ATIVIDADE DE ANALISE CRITICA DOS EIXOS, PROG

ATIVIDADE DE ANALISE CRITICA DOS EIXOS, PROG ATIVIDADE DE ANALISE CRITICA DOS EIXOS, PROG EIXOS E PROGRAMAS EIXO 1 - Uso sustentável dos recursos naturais Programa de fortalecimento do sistema de gestão ambiental Programa de formação e manutenção

Leia mais

Instituição executora do projeto: Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (CEPAN) Coordenador Geral: Felipe Pimentel Lopes de Melo Coordenador

Instituição executora do projeto: Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (CEPAN) Coordenador Geral: Felipe Pimentel Lopes de Melo Coordenador Instituição executora do projeto: Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (CEPAN) Coordenador Geral: Felipe Pimentel Lopes de Melo Coordenador Técnico: Maria das Dores de V. C. Melo Coordenação Administrativa-Financeira:

Leia mais

Unidades de Conservação no âmbito da Lei Estadual 20.922/13 e a Mineração. Carlos Leite Santos Tales Peche Socio

Unidades de Conservação no âmbito da Lei Estadual 20.922/13 e a Mineração. Carlos Leite Santos Tales Peche Socio Unidades de Conservação no âmbito da Lei Estadual 20.922/13 e a Mineração. Carlos Leite Santos Tales Peche Socio 0 Junho/2013 Introdução A contribuição da Vale no processo de conservação e preservação

Leia mais

Estabelecimento de Unidades de Referência Tecnológica e Econômica no Estado de Mato Grosso: Proposta de Avaliação Econômica - O Projeto URTE (Fase 1)

Estabelecimento de Unidades de Referência Tecnológica e Econômica no Estado de Mato Grosso: Proposta de Avaliação Econômica - O Projeto URTE (Fase 1) Estabelecimento de Unidades de Referência Tecnológica e Econômica no Estado de Mato Grosso: Proposta de Avaliação Econômica - O Projeto URTE (Fase 1) Júlio César dos Reis Pesquisador Embrapa Agrosssilvipastoril

Leia mais

1.1.1 SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE

1.1.1 SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE BINETE DO SECRETÁRIO PUBLICADA NO DOE DE 12-06-2012 SEÇÃO I PÁG 142-144 RESOLUÇÃO SMA Nº 37, DE 05 DE JUNHO DE 2012 Define as diretrizes para a execução do Projeto de Pagamento por Serviços Ambientais

Leia mais

Impacto das Alterações do Código Florestal: Quais Políticas de Conservação no Pós Código?

Impacto das Alterações do Código Florestal: Quais Políticas de Conservação no Pós Código? Impacto das Alterações do Código Florestal: Quais Políticas de Conservação no Pós Código? Dr. Sergius Gandolfi IV Simpósio sobre RAD - Ibt 16/11/2011-14h- Capital (SP) Biólogo, Laboratório de Ecologia

Leia mais

Recuperação e Recomposição de Mata Ciliar e Reserva Legal

Recuperação e Recomposição de Mata Ciliar e Reserva Legal Recuperação e Recomposição de Mata Ciliar e Reserva Legal Novo Código Florestal (Lei 12651) Eng Agrônomo Ricardo Moraes Witzel, Msc Concepção de Propriedade Sustentável A discussão do novo código florestal

Leia mais

O USO DA BIODIVERSIDADE COMO PRESERVAÇÃO AMBIENTAL

O USO DA BIODIVERSIDADE COMO PRESERVAÇÃO AMBIENTAL O USO DA BIODIVERSIDADE COMO PRESERVAÇÃO AMBIENTAL Stefani de Souza Patricia de Freitas Co-autor - Prof. MSc. Cristian Coelho Silva cristian_coelho@yahoo.com.br luscheuer@hotmail.com Palavras-chave: sustentabilidade,

Leia mais

III CONGRESSO BRASILEIRO DE REFLORESTAMENTO AMBIENTAL. USO econômico SUSTENTÁVEL DE FLORESTAS AMBIENTAIS - OS CASOS SERINGUEIRA E CACAUEIRO -

III CONGRESSO BRASILEIRO DE REFLORESTAMENTO AMBIENTAL. USO econômico SUSTENTÁVEL DE FLORESTAS AMBIENTAIS - OS CASOS SERINGUEIRA E CACAUEIRO - III CONGRESSO BRASILEIRO DE REFLORESTAMENTO AMBIENTAL Vitória (ES), 06 de novembro de 2014 USO econômico SUSTENTÁVEL DE FLORESTAS AMBIENTAIS - OS CASOS SERINGUEIRA E CACAUEIRO - Adonias de Castro Virgens

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE USO DA TERRA EM ÁREAS PROTEGIDAS (APPs, RLs E APAs) E MICROBACIAS HIDROGRÁFICAS

DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE USO DA TERRA EM ÁREAS PROTEGIDAS (APPs, RLs E APAs) E MICROBACIAS HIDROGRÁFICAS DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE USO DA TERRA EM ÁREAS PROTEGIDAS (APPs, RLs E APAs) E MICROBACIAS HIDROGRÁFICAS Alice Nardoni Marteli, Edson Luís Piroli Unesp Campus de Ourinhos Geografia alicenmart@gmail.com;

Leia mais

RELATÓRIO DE MONITORAMENTO DE FLORESTA

RELATÓRIO DE MONITORAMENTO DE FLORESTA RELATÓRIO DE MONITORAMENTO DE FLORESTA Londrina, 19 de janeiro de 2012 INTRODUÇÃO A proposta de trabalho desenvolvida em 2011 voltada a realização de compensação de emissões de CO 2 por meio do plantio

Leia mais

Relatório Plante Bonito Patrocinador: Colégio Palmares Ambiental Viagens e Turismo Área: Estância Mimosa Ecoturismo

Relatório Plante Bonito Patrocinador: Colégio Palmares Ambiental Viagens e Turismo Área: Estância Mimosa Ecoturismo Instituto das Águas da Serra da Bodoquena IASB Organização não governamental sem fins lucrativos, com caráter técnico, científico e ambiental, criado em Bonito/MS por proprietários rurais, empresários,

Leia mais

ICMS Ecológico. Uma experiência brasileira de Pagamento por Serviços Ambientais. Wilson Loureiro

ICMS Ecológico. Uma experiência brasileira de Pagamento por Serviços Ambientais. Wilson Loureiro ICMS Ecológico Uma experiência brasileira de Pagamento por Serviços Ambientais Wilson Loureiro Seminário Nacional sobre Pagamentos por Serviços Ambientais, 6, 7 e 8 de abril de 2009 Brasília Ministério

Leia mais

Marco Legal e Engenharia Institucional PSA São José dos Campos

Marco Legal e Engenharia Institucional PSA São José dos Campos São José dos Campos Marco Legal e Engenharia Institucional PSA São José dos Campos Lei Municipal 8703/12 - Institui Programa Municipal de Pagamento por Serviços Ambientais; Lei nº 8905/13 Cria o Fundo

Leia mais

LEGISLAÇÃO FLORESTAL APLICADA. Docentes Eng. Ftal. Irene Tosi Ahmad Eng. Agr. Renata Inês Ramos

LEGISLAÇÃO FLORESTAL APLICADA. Docentes Eng. Ftal. Irene Tosi Ahmad Eng. Agr. Renata Inês Ramos LEGISLAÇÃO FLORESTAL APLICADA Docentes Eng. Ftal. Irene Tosi Ahmad Eng. Agr. Renata Inês Ramos Dispõe sobre a utilização e proteção da vegetação nativa do Bioma Cerrado no Estado de São Paulo Artigo 1º

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS. Giselda Durigan Floresta Estadual de Assis - Instituto Florestal

RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS. Giselda Durigan Floresta Estadual de Assis - Instituto Florestal RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS Giselda Durigan Floresta Estadual de Assis - Instituto Florestal POR QUE ESTAMOS AQUI HOJE? Não queremos mais... EROSÃO ASSOREAMENTO AGRICULTURA EM APP POR QUE ESTAMOS AQUI?

Leia mais

Caatinga - Serra do Tombador Zig Koch

Caatinga - Serra do Tombador Zig Koch Caatinga - Serra do Tombador Zig Koch Valoração de Unidades de Conservação: benefícios econômicos e sociais gerados pelas Reservas Particulares de Patrimônio Natural da Fundação Grupo Boticário de Proteção

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO AMBIENTAL

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO AMBIENTAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO AMBIENTAL Conteúdo Programático 1) Gestão Ambiental e Desenvolvimento Sustentável: Conceitos Básicos (12 h) - Principais questões ambientais no Brasil e no mundo. - Conceitos

Leia mais

AULA 4 FLORESTAS. O desmatamento

AULA 4 FLORESTAS. O desmatamento AULA 4 FLORESTAS As florestas cobriam metade da superfície da Terra antes dos seres humanos começarem a plantar. Hoje, metade das florestas da época em que recebemos os visitantes do Planeta Uno não existem

Leia mais

CRÉDITO AMBIENTAL PAULISTA PARA AS RESERVAS PARTICULARES DO PATRIMÔNIO NATURAL CAP/RPPN. Pagamento por Serviços Ambientais

CRÉDITO AMBIENTAL PAULISTA PARA AS RESERVAS PARTICULARES DO PATRIMÔNIO NATURAL CAP/RPPN. Pagamento por Serviços Ambientais CRÉDITO AMBIENTAL PAULISTA PARA AS RESERVAS PARTICULARES DO PATRIMÔNIO NATURAL CAP/RPPN Pagamento por Serviços Ambientais Projeto CAP/RPPN Secretaria do Meio Ambiente Fundação Florestal FF Coordenadoria

Leia mais

Código Florestal Brasileiro Lei Federal 12.651/12. 4º Ecologia 28/09/2015

Código Florestal Brasileiro Lei Federal 12.651/12. 4º Ecologia 28/09/2015 1 Código Florestal Brasileiro Lei Federal 12.651/12 4º Ecologia 28/09/2015 Motivação para criação 2 Conservação de ecossistemas naturais é interessante! Única lei nacional que veta a ocupação urbana ou

Leia mais

Mineração e Áreas Protegidas

Mineração e Áreas Protegidas Márcio Silva Pereira Salvador, 08.06.2010 Rua da Assembléia, 66-17 Andar - Centro - Rio de Janeiro / RJ - CEP: 20011-000 tel: (55 21) 2114-1700 - fax: (55 21) 2114-1717 - http://www.svmfa.com.br I. Recursos

Leia mais

As Questões Ambientais do Brasil

As Questões Ambientais do Brasil As Questões Ambientais do Brasil Unidades de conservação de proteção integral Existem cinco tipos de unidades de conservação de proteção integral. As unidades de proteção integral não podem ser habitadas

Leia mais

O VALOR DA NATUREZA E A ENGENHARIA AMBIENTAL

O VALOR DA NATUREZA E A ENGENHARIA AMBIENTAL O VALOR DA NATUREZA E A ENGENHARIA AMBIENTAL Joésio Deoclécio Pierin Siqueira Eng. Florestal, Dr. em Economia e Política Florestal Vice-Presidente da STCP Engenharia de Projetos DEFINIÇÃO DE SERVIÇOS ECOSSISTÊMICOS

Leia mais

Serviços Ecossistêmicos e

Serviços Ecossistêmicos e Serviços Ecossistêmicos e Produção Agropecuária Brasília, outubro de 2011 Celso Vainer Manzatto Embrapa Meio Ambiente manzatto@cnpma.embrapa.br Agricultura e Segurança Alimentar: Uso atual das terras do

Leia mais

Economia de Floresta em Pé

Economia de Floresta em Pé Seminário Perspectivas Florestais para Conservação da Amazônia Economia de Floresta em Pé 12/Julho/2011 Porto Velho, Rondônia AGENDA MECANISMO DE DESENVOLVIMENTO LIMPO CARBONO DE FLORESTA REDD NA PRÁTICA

Leia mais

Implantação de espécies nativas em área de preservação no IFMG - Câmpus Bambuí José Augusto Melo de RESENDE¹; Maria Carolina Gaspar BOTREL²;

Implantação de espécies nativas em área de preservação no IFMG - Câmpus Bambuí José Augusto Melo de RESENDE¹; Maria Carolina Gaspar BOTREL²; Implantação de espécies nativas em área de preservação no IFMG - Câmpus Bambuí José Augusto Melo de RESENDE¹; Maria Carolina Gaspar BOTREL²; ¹ Aluno do curso de Agronomia e bolsista do Programa Institucional

Leia mais

II Reunión de la Alianza Latinoamericana de Fondos de Agua

II Reunión de la Alianza Latinoamericana de Fondos de Agua II Reunión de la Alianza Latinoamericana de Fondos de Agua Mejores practicas em los Fondos de Agua: Esquemas de pagos por servicios ambientales em fondos de agua caso Brasil Panamá, 19 de junio/2013 Helena

Leia mais

Conteúdo Específico do curso de Gestão Ambiental

Conteúdo Específico do curso de Gestão Ambiental Conteúdo Específico do curso de Gestão Ambiental 1.CURSOS COM ÊNFASE EM : Gestão Ambiental de Empresas 2. CONCEPÇÃO DOS CURSOS: O Brasil possui a maior reserva ecológica do planeta sendo o número um em

Leia mais

Deliberação CONSEMA Normativa 2, de 9-11-2011

Deliberação CONSEMA Normativa 2, de 9-11-2011 Deliberação CONSEMA Normativa 2, de 9-11-2011 289ª Reunião Ordinária do Plenário do CONSEMA Dispõe sobre a elaboração e a atualização de lista de espécies exóticas com potencial de bioinvasão no Estado

Leia mais

Planejando o Uso da Propriedade Rural I a reserva legal e as áreas de preservação permanente

Planejando o Uso da Propriedade Rural I a reserva legal e as áreas de preservação permanente Planejando o Uso da Propriedade Rural I a reserva legal e as áreas de preservação permanente Ricardo D. Gomes da Costa 1 Marcelo Araujo 2 A rápida destruição de ambientes naturais, juntamente com a redução

Leia mais