RFP DWDM entre São Paulo Rio de Janeiro

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RFP DWDM entre São Paulo Rio de Janeiro"

Transcrição

1 RFP DWDM entre São Paulo Rio de Janeiro

2 Sumário 1 Objetivo Escopo Descrição Hardware e Requisitos solicitados Instalação: Funcionalidade da Transmissão: Serviços Sobressalentes Operação Assistida Suporte à Operação Garantia dos equipamentos Treinamento... 7

3 1 Objetivo Esta RFP tem por objetivo selecionar e adquirir equipamentos de transmissão DWDM para a rota de fibra óptica entre São Paulo (sigla SPO) Rio de Janeiro (sigla RJO), para ampliação da rede GVT no Sudeste. Estão inclusos no escopo da RFP treinamento, suporte, manutenção, instalação e operação assistida durante 90 dias a partir do aceite da rota. Todos os itens devem ser respondidos e explicados. Caso algum item não seja atendido, o proponente poderá especificar outra feature para alcançar a mesma funcionalidade. 2 Escopo A GVT (Global Village Telecom) está analisando informações de equipamentos DWDM - carrier class - com foco em transmissão de longa distância para prover serviços para a GVT e clientes. Todos os itens devem ser respondidos tecnicamente e com o máximo de detalhes possíveis. A previsão de compra é de 6 (seis) equipamentos para alocação em todos os sites da rota entre SPO e RJO, incluindo terminais e add+drop. O sistema deverá estar preparado para receber no mínimo, 20 canais de 10Gbps, totalizando até 200Gbps de capacidade final. O sistema será instalado inicialmente com 4 canais de 10Gbps e 3 canais de 4 x STM- 16 (capacidade de 70G). Sendo configurados da seguinte forma: - 3 canais de 10G serão alinhados diretamente entre São Paulo e Rio de Janeiro; - 1 canal de 10G será aberto em São José dos Campos e Resende (drop) Terminais em SPO e RJO; - 2 canais de 4 x STM-16 serão alinhados diretamente entre São Paulo e Rio de Janeiro; - 1 canal de 10G será aberto em São José dos Campos e Resende (drop) Terminais em SPO e RJO; A entrega de todos os equipamentos deverá ocorrer em até 45 (quarenta e cinco) dias após a data de emissão de pedido dos mesmos. O sistema deverá ser alinhado em no máximo 60 (sessenta) dias após a data de emissão do pedido de compra.

4 Os testes de alinhamento (teste de carga máxima) deverão ser realizados com a capacidade total dos equipamentos (200Gbps) e em seguida reconfigurados para a quantidade de canais adquiridos (70 Gbps). Os testes poderão ser realizados com os canais/transponders em cascata.o teste de aceitação final será de 72 Horas por canal de 10Gbps os testes deverão seguir protocolo da GVT que será disponibilizado por nossos técnicos de São Paulo e Rio de Janeiro, durante a ativação do sistema. Os sites já estão definidos (anexo 1), bem como as distâncias ópticas e as medidas de dispersão cromáticas. Ficará a cargo da fornecedora de equipamentos as novas medições, caso seja necessário um estudo de caracterização das fibras. 3 Descrição Hardware e Requisitos solicitados Os equipamentos deverão estar equipados de inicío com mux/demux de pelo menos 20 Canais de 10 Gbps. Todos os amplificadores (Pré Boosters Ramans) deverão ser gerenciáveis de forma remota, devendo ser possível alterar a potência do laser via gerência bem como o seu desligamento. O sistema deverá ser gerenciável ponto a ponto (do Rio de Janeiro até São Paulo), sem necessidade de nenhum equipamento da GVT no meio da rota para gerenciamento. Os mux deverão ser com VOA. Sendo que em caso de não possuir a funcionalidade, deverá estar sendo informada esta condição. Nos sites Add+Drop os mux/demux deverão ser os mesmos do restante da rede, ou seja, nos sites add+drop todos os canais poderão ser retirados e inseridos no sistema. O sistema DWDM fornecido obrigatoriamente deverá contemplar laser reserva em todos os amplificadores e boosters. O sistema deverá ter canal de serviço já disponibilizado entre os sites remotos e os terminais. O sistema deverá contemplar bloco para externar os alarmes dos sites. O sistema de gerência (hardware e software) deverá ser fornecido pela empresa contratada (inclusive os servidores). Em caso de já possuirmos os servidores da fornecedora, apenas o software poderá ser fornecido, desde que a quantidade de elementos não interfira no desempenho das máquinas já instaladas. O equipamento deverá possuir integração com a plataforma Netcool e todos os custos provenientes desta implementação ficarão a cargo do Fornecedor de equipamentos.

5 3.1 Instalação: Os equipamentos a serem instalados, devem seguir o padrão de instalação em rack 19 ou ETSI 21, devendo os racks terem dimensões externas máximas de 2200 mm (altura) x 600 mm (largura) x 300 mm (prof.). 3.2 Funcionalidade da Transmissão: Todos os equipamentos devem suportar os serviços de transmissão definidos pelo ITU- T (SDH, MPLS, GETH, FETH, NG-SDH. etc). Os transponders deverão possuir a camada de transporte óptico OTN (ITU G.709). A grade de canais deverá ser compatível com a norma ITU G.694.X, e a ser acordada posteriormente com a equipe de engenharia da GVT. O DWDM deverá sempre ser transparente para os equipamentos de transmissão, não podendo interferir em bits e bytes de gerência. 4 Serviços O fornecedor será responsável pela instalação física dos equipamentos, bem como alimentação, passagens de cabos/fibras e a configuração inicial (startup) e tudo o que for necessário para colocar o equipamento em operação. Deverão ser fornecidos cordões de fibra óptica para todas as interfaces ópticas dos equipamentos nos sites regeneradores e add+drop (bypass) e de um transponder para o outro. A GVT irá informar os endereços IP s de gerência que serão colocados em São Paulo e Rio de Janeiro. Durante os dois primeiros anos operacionais do sistema a instalação de qualquer placa de transponders para ampliação da rota, será de responsabilidade da fornecedora, ficando a cargo da fornecedora, o alinhamento do canal e instalação do mesmo na rota. Ao término das instalações a fornecedora deverá fornecer os PDI s de todos os sites instalados. Quando houver as expansões de canais no trecho, novos AsBuilt s deverão ser entregues para a engenharia da GVT.

6 4.1 Sobressalentes - 1 (um) cartão sobressalente de cada tipo em cada centro de manutenção (no total serão 2), sendo eles localizados em: - São Paulo e Rio de Janeiro. Como spare de transponders, aceitaremos transponders sintonizáveis para redução do OPEX. 4.2 Operação Assistida Serviço de operação assistida de 3 (três) meses com técnico local na GVT (local a definir pela GVT) acompanhando a integração dos equipamentos ao sistema de gerência, bem como configurando em conjunto com a implantação de todos os itens necessários para a operação poder atuar em caso de falha. 4.3 Suporte à Operação Entende-se como serviço de suporte à operação as seguintes atividades: - reparo de equipamentos defeituosos e substituição de peças (15x8 nbd); - atualizações de software; - suporte a novas configurações; - suporte 7x24x365, para suporte técnico remoto e on-site quando necessário. Este serviço deverá ser disponibilizado por um período de 2 anos (24 meses), após o aceite por parte da engenharia de transmissão e engenharia de suporte da GVT Garantia dos equipamentos Os equipamentos deverão obrigatoriamente ter garantia de 2 anos (24 meses), sendo que a garantia deverá cobrir todas as placas que apresentarem defeito após o aceite da rota

7 4.4 Treinamento Treinamento técnico para 24 pessoas com duração mínima de 40 horas (transporte/ hospedagem inclusos) com o escopo a ser definido pela GVT em conjunto com a Fornecedora. Todos os custos referentes aos treinamentos (deslocamento, hospedagem, refeição, etc...) serão de responsabilidade do fornecedor.

8 Anexo 1 Fiber Type: Standard Monomode Chromatic Dispersion: 17 nm/km

Infraestrutura para Redes de 100 Gb/s. André Amaral Marketing andre.amaral@padtec.com Tel.: + 55 19 2104-0408

Infraestrutura para Redes de 100 Gb/s. André Amaral Marketing andre.amaral@padtec.com Tel.: + 55 19 2104-0408 Infraestrutura para Redes de 100 Gb/s 1 André Amaral Marketing andre.amaral@padtec.com Tel.: + 55 19 2104-0408 Demanda por Banda de Transmissão: 100 Gb/s é Suficiente? Demanda por Banda de Transmissão:

Leia mais

Projeto Rio Madeira. Pedro Lopes ECI Telecom

Projeto Rio Madeira. Pedro Lopes ECI Telecom Projeto Rio Madeira Pedro Lopes ECI Telecom Março 2010 Tópicos ECI Atendimento ao Projeto Serviços Mercado Opções de Portifólio Pay as you Grow (Go) 2 ECI Telecom A ECI é um fornecedor mundial de soluções

Leia mais

RCTS Lambda. Manual de utilização

RCTS Lambda. Manual de utilização RCTS Lambda Manual de utilização Dezembro de 2009 RCTS Lambda Manual de utilização EXT/2009/Área de Redes Dezembro de 2009 ÍNDICE 1 SUMÁRIO EXECUTIVO... 1 2 INTRODUÇÃO... 2 2.1 Enquadramento... 2 2.2 Audiência...

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S.A. Pregão nº: 3/2010 - Eletrônico (SRP)

TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S.A. Pregão nº: 3/2010 - Eletrônico (SRP) TELECOMUNICAÇÕES BRASILEIRAS S.A. Pregão nº: 3/2010 - Eletrônico (SRP) Item: 1 - EQUIPAMENTO MULTIPLEX OPTICO Qtde Solic: 37 Valor ERICSSON TELECOMUNICACOES S A. 3.288,35 ZTE DO BRASIL COMERCIO, SERVICOS

Leia mais

Sistema de Supervisão de Rede Óptica

Sistema de Supervisão de Rede Óptica WORKSHOP sobre TELECOMUNICAÇÕES DO RIO MADEIRA Soluções para LT de Longa Distância Sistema de Supervisão de Rede Óptica Paulo José Pereira Curado Gerente de Tecnologia de Rede Óptica 17/03/2010 Sumário

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2014-EMAP

PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2014-EMAP PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2014-EMAP O Pregoeiro da Empresa Maranhense de Administração Portuária - EMAP, designado pela Portaria nº 149/2013-PRE, de 29 de agosto de 2013, em razão de solicitação da empresa

Leia mais

Apostilas de Eletrônica e Informática SDH Hierarquia DigitaL Síncrona

Apostilas de Eletrônica e Informática SDH Hierarquia DigitaL Síncrona SDH A SDH, Hierarquia Digital Síncrona, é um novo sistema de transmissão digital de alta velocidade, cujo objetivo básico é construir um padrão internacional unificado, diferentemente do contexto PDH,

Leia mais

Este tutorial apresenta as características e as aplicações das Redes WDM.

Este tutorial apresenta as características e as aplicações das Redes WDM. Redes WDM Este tutorial apresenta as características e as aplicações das Redes WDM. Carlos Eduardo Almeida Freitas Engenheiro de Teleco (FEI/01), tendo atuado especificamente na área de Redes Ópticas,

Leia mais

Ementa. LPE13 - Operação e Manutenção da Plataforma DWDM LightPad i1600g. LPE14 - Interface do usuário da Gerência Central LightPad i1600g

Ementa. LPE13 - Operação e Manutenção da Plataforma DWDM LightPad i1600g. LPE14 - Interface do usuário da Gerência Central LightPad i1600g Ementa Treinamento: LPE13 - Operação e Manutenção da Plataforma DWDM LightPad i1600g + LPE14 - Interface do usuário da Gerência Central LightPad i1600g Duração: 5 dias. Pré-requisito: conhecimento básico

Leia mais

ANEXO III DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA

ANEXO III DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 001/2007 1 ANEXO III DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA ESTABELECE, RESPONSABILIDADES DIVERSAS, TIPOS E HORÁRIO DE COBERTURA DE SUPORTE, E DEMAIS RESPONSABILIDADES DA CONTRATADA RELATIVAS

Leia mais

QUESTIONAMENTOS NO ÂMBITO DO PE 013/2015

QUESTIONAMENTOS NO ÂMBITO DO PE 013/2015 QUESTIONAMENTOS NO ÂMBITO DO PE 013/2015 Questionamento 01 Do TR - O sistema de Contact Center deverá ser composto de solução de telefonia comutada, do tipo PABX digital, temporal, controlada por programa

Leia mais

SUPLEMENTO Nº 02. O presente Suplemento tem por finalidade introduzir no Edital da Licitação as seguintes alterações:

SUPLEMENTO Nº 02. O presente Suplemento tem por finalidade introduzir no Edital da Licitação as seguintes alterações: SUPLEMENTO Nº 02 O presente Suplemento tem por finalidade introduzir no Edital da Licitação as seguintes alterações: 1. A data limite de acolhimento de propostas fica alterada para 19.02.2008. 2. A CLÁUSULA

Leia mais

IW10. Rev.: 02. Especificações Técnicas

IW10. Rev.: 02. Especificações Técnicas IW10 Rev.: 02 Especificações Técnicas Sumário 1. INTRODUÇÃO... 1 2. COMPOSIÇÃO DO IW10... 2 2.1 Placa Principal... 2 2.2 Módulos de Sensores... 5 3. APLICAÇÕES... 6 3.1 Monitoramento Local... 7 3.2 Monitoramento

Leia mais

Plataforma LightPad i6400g

Plataforma LightPad i6400g Plataforma LightPad i6400g Transporte óptico convergente de alta capacidade Product Brochure Plataforma LightPad i6400g Através da Plataforma LightPad i6400g, a Padtec disponibiliza ao mercado uma solução

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE PERNAMBUCO PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA DEPARTAMENTO MINISTERIAL DE PRODUÇÃO - DEMPRO

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE PERNAMBUCO PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA DEPARTAMENTO MINISTERIAL DE PRODUÇÃO - DEMPRO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE PERNAMBUCO PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA DEPARTAMENTO MINISTERIAL DE PRODUÇÃO - DEMPRO Folha de Informações e Despachos À CPL/SRP Seguem os esclarecimentos dos itens levantados

Leia mais

A EMPRESA. A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia.

A EMPRESA. A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia. A EMPRESA A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia. A experiência da Future Technology nas diversas áreas de TI disponibiliza aos mercados público

Leia mais

Request to Proposal. Fornecimento de equipamento SDH ADD-DROP (ADM)

Request to Proposal. Fornecimento de equipamento SDH ADD-DROP (ADM) Request to Proposal Fornecimento de equipamento SDH ADD-DROP (ADM) Transit do Brasil VICE-PRESIDENCIA DE TECNOLOGIA DIRETORIA DE TECNOLOGIA GERÊNCIA DE IMPLANTAÇÃO Data Versão Atualização Descrição 19/10/2007

Leia mais

A Simples IP agradece a oportunidade de apresentação desta proposta de prestação de serviços.

A Simples IP agradece a oportunidade de apresentação desta proposta de prestação de serviços. Ao INSTITUTO MATOGROSSENSE DE ALGODÃO A/C: Sr. Claudio Fone: (65) 3321-6455 claudiopozzebom@imamt.com.br PROPOSTA COMERCIAL INSTITUTO MATOGROSSENSE DO ALGODÃO Cuiabá, 18 de Setembro de 2013. 1. APRESENTAÇÃO

Leia mais

Guia do Usuário. PCtel E1

Guia do Usuário. PCtel E1 Guia do Usuário PCtel E1 Conteúdo Conhecendo o Produto...05 Instalação Física...08 Módulo Supervidor...10 Política de Garantia...12 Aspectos gerais Conhecendo o produto A Pctel desenvolveu uma plataforma

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 45/2014 ESCLARECIMENTO N. 2

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 45/2014 ESCLARECIMENTO N. 2 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento Referência: Pregão Eletrônico n. 45/2014 Data: 06/3/2015 Objeto: Registro de Preços para fornecimento de equipamentos, componentes de solução de rede local, incluindo instalação

Leia mais

REDE DE COMPUTADORES

REDE DE COMPUTADORES SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL REDE DE COMPUTADORES Tecnologias de Rede Topologias Tipos de Arquitetura Prof. Airton Ribeiro de Sousa E-mail: airton.ribeiros@gmail.com 1 REDES LOCAIS LAN -

Leia mais

SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE)

SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) Possuir capacidade instalada, livre para uso, de pelo menos 5.2 (cinco ponto dois) TB líquidos em discos SAS/FC de no máximo 600GB 15.000RPM utilizando RAID 5 (com no

Leia mais

COMUNICADO TÉCNICO Nº 53

COMUNICADO TÉCNICO Nº 53 Página 1 de 8 COMUNICADO TÉCNICO Nº 53 FIBRA ÓPTICA COMO MEIO DE COMUNICAÇÃO PADRÃO DE EQUIPAMENTOS APLICADOS NA PROTEÇÃO Diretoria de Engenharia e Serviços Gerência de Automação ELABORADO POR: COLABORADORES:

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Nº 10/2013 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

PREGÃO PRESENCIAL Nº 10/2013 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO PRESENCIAL Nº 10/2013 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. JUSTIFICATIVA DA AQUISIÇÃO: para atender as necessidades da Câmara Municipal de Canoas/RS. 2. OBJETO: O objeto da presente licitação, na modalidade

Leia mais

SOLUÇÃO DE STORAGE PROJETO X86 ARMAZENAMENTO. 1.2 Para efeito de cálculo do volume total em TB deverá ser considerado que 1KB = 1024 bytes.

SOLUÇÃO DE STORAGE PROJETO X86 ARMAZENAMENTO. 1.2 Para efeito de cálculo do volume total em TB deverá ser considerado que 1KB = 1024 bytes. SOLUÇÃO DE STORAGE PROJETO X86 ARMAZENAMENTO Características Técnicas: 1.1 Deverá ser ofertada Solução de Storage com capacidade mínima de 100 TB (cem Terabyte) líquido, sendo 80TB (oitenta Terabytes)

Leia mais

Descritivo Técnico AirMux-400

Descritivo Técnico AirMux-400 Multiplexador Wireless Broadband Principais Características Rádio e Multiplexador wireless ponto-a-ponto com interface E1 e Ethernet; Opera na faixa de 2.3 a 2.5 Ghz e de 4.8 a 6 Ghz; Tecnologia do radio:

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE Aquisição de Solução de Criptografia para Backbone da Rede da Dataprev ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE 1.1 Cada appliance deverá ser instalado em rack de 19 (dezenove) polegadas

Leia mais

A empresa CLEMAR ENGENHARIA LTDA., solicita os seguintes esclarecimentos:

A empresa CLEMAR ENGENHARIA LTDA., solicita os seguintes esclarecimentos: COP-148/2009 Processo nº 000578-14.89/09-2 Assunto: Esclarecimento A empresa CLEMAR ENGENHARIA LTDA., solicita os seguintes esclarecimentos: Questionamento 1: CABEAMENTO ESTRUTURADO: Utilizando os diagramas

Leia mais

OFERTA DE ESTÁGIO E EMPREGO

OFERTA DE ESTÁGIO E EMPREGO 001-2013-COECG Campina Grande, 29 de Janeiro de 2013. Coordenação de Estágios OFERTA DE ESTÁGIO E EMPREGO EMPRESA: Padtec Soluções em sistemas de comunicações ópticas. http://www.padtec.com.br/ PROCEDIMENTOS

Leia mais

CARTA DE SERVIÇOS DA SUPERINTENDÊNCIA DE INFORMÁTICA DA UFRN

CARTA DE SERVIÇOS DA SUPERINTENDÊNCIA DE INFORMÁTICA DA UFRN UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE - UFRN SUPERINTENDÊNCIA DE INFORMÁTICA - SINFO CARTA DE SERVIÇOS DA SUPERINTENDÊNCIA DE INFORMÁTICA DA UFRN Natal, Março de 2014. Apresentação Como parte da

Leia mais

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 6. PERGUNTA 1: Os itens 15 e 16 do termo de referência, referentes aos treinamentos, trazem as seguintes determinações:

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 6. PERGUNTA 1: Os itens 15 e 16 do termo de referência, referentes aos treinamentos, trazem as seguintes determinações: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão Central de Compras e Contratações NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 6 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 4/2015 PROCESSO Nº 04300.003546/2014-01

Leia mais

ABRANGÊNCIA: atendimento a no mínimo 60% dos municípios 853 mineiros conforme padrões Anatel

ABRANGÊNCIA: atendimento a no mínimo 60% dos municípios 853 mineiros conforme padrões Anatel Comentários MINUTA TERMO DE REFERENCIA Lote 9A ABRANGÊNCIA: atendimento a no mínimo 60% dos municípios 853 mineiros conforme padrões Anatel Resposta: Fica mantido o texto da minuta do TR. 2.2 O provimento

Leia mais

Inversores de frequência de média tensão Serviços para gerenciar o ciclo de vida, assegurando confiabilidade, disponibilidade e eficiência

Inversores de frequência de média tensão Serviços para gerenciar o ciclo de vida, assegurando confiabilidade, disponibilidade e eficiência Inversores de frequência de média tensão Serviços para gerenciar o ciclo de vida, assegurando confiabilidade, disponibilidade e eficiência 2 Serviços para gerenciar o ciclo de vida dos inversores de média

Leia mais

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 8

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 8 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão Central de Compras e Contratações NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 8 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 4/2015 PROCESSO Nº 04300.003546/2014-01

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PASSOS

CÂMARA MUNICIPAL DE PASSOS PR/OI/1-HNJXVY/2014 CÂMARA MUNICIPAL DE PASSOS Pregão Presencial N.º 001/2014 LOTE Contratação de empresa especializada para prestação de serviços de telecomunicação de acesso dedicado à internet. Abertura:

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA Nº 003/2015

CONSULTA PÚBLICA Nº 003/2015 CONSULTA PÚBLICA Nº 003/2015 TI APPLICATION DELIVERY CONTROLLER ESCLARECIMENTOS AOS QUESTIONAMENTOS APRESENTADOS PELAS EMPRESAS INTERESSADAS País: BRASIL Nome do Projeto: PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Sistema de Disaster Recovery do Centro de Operação da Enersul

Sistema de Disaster Recovery do Centro de Operação da Enersul Sistema de Disaster Recovery do Centro de Operação da Enersul Aluísio de Barros Leite Empresa Energética do Mato Grosso do Sul - ENERSUL Brasil Gustavo Castilho Merighi Empresa Energética do Mato Grosso

Leia mais

HP Network Core Implementation

HP Network Core Implementation HP Network Core Implementation Dados técnicos O serviço HP Network Core Implementation tem como objetivo, através de uma análise técnica no ambiente de rede local, realizar a implementação de uma proposta

Leia mais

AULA Redes de Computadores e a Internet

AULA Redes de Computadores e a Internet UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Faculdade de Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Disciplina: INF64 (Introdução à Ciência da Computação) Prof: Anilton Joaquim da Silva / Ezequiel

Leia mais

NETALARM GATEWAY Manual Usuário

NETALARM GATEWAY Manual Usuário NETALARM GATEWAY Manual Usuário 1 Índice 1. Introdução... 3 2. Requisitos de Instalação... 3 3. Instalação... 3 4. Iniciando o programa... 5 4.1. Aba Serial... 5 4.2. Aba TCP... 6 4.3. Aba Protocolo...

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA Nº 002/2015. Objeto: TI SECURE WEB GATEWAY, SERVIÇO DE INSTALAÇÃO E TREINAMENTO

CONSULTA PÚBLICA Nº 002/2015. Objeto: TI SECURE WEB GATEWAY, SERVIÇO DE INSTALAÇÃO E TREINAMENTO CONSULTA PÚBLICA Nº 002/2015 TI SECURE WEB GATEWAY, SERVIÇO DE INSTALAÇÃO E TREINAMENTO ESCLARECIMENTOS AOS QUESTIONAMENTOS APRESENTADOS PELAS EMPRESAS INTERESSADAS País: BRASIL Nome do Projeto: PLANO

Leia mais

Comunicando através da rede

Comunicando através da rede Comunicando através da rede Fundamentos de Rede Capítulo 2 1 Estrutura de Rede Elementos de comunicação Três elementos comuns de comunicação origem da mensagem o canal destino da mensagem Podemos definir

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Capítulo 1 Gustavo Reis gustavo.reis@ifsudestemg.edu.br - O que é a Internet? - Milhões de elementos de computação interligados: hospedeiros = sistemas finais - Executando aplicações

Leia mais

DWDM A Subcamada Física da Rede Kyatera

DWDM A Subcamada Física da Rede Kyatera DWDM A Subcamada Física da Rede Kyatera José Roberto B. Gimenez Roteiro da Apresentação Tecnologia DWDM A rede Kyatera SC09 Bandwidth Challenge Conclusão Formas de Multiplexação em FO TDM Time Division

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 1 Conceitos da Computação em Nuvem A computação em nuvem ou cloud computing

Leia mais

Pergunta 01 No item 01 Desktops, está sendo solicitado o seguinte:

Pergunta 01 No item 01 Desktops, está sendo solicitado o seguinte: QUESTIONAMENTOS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 002/2012 Pergunta 01 No item 01 Desktops, está sendo solicitado o seguinte: 1) Brilho: 250 cd/m2;interface: RF, D-sub, CVBS, S-Video no mínimo; Tendo em vista que as

Leia mais

Serviços Gerenciados de Segurança de perímetro Firewall Dell SonicWALL

Serviços Gerenciados de Segurança de perímetro Firewall Dell SonicWALL 1/8 Serviços Gerenciados de Segurança de perímetro Firewall Dell SonicWALL www.alertasecurity.com.br +55 11 3105.8655 2/8 SUMÁRIO Visão Geral: Porque contratar os Serviços Gerenciados da Alerta Security

Leia mais

Gerência de Redes e Serviços de Comunicação Multimídia

Gerência de Redes e Serviços de Comunicação Multimídia UNISUL 2013 / 1 Universidade do Sul de Santa Catarina Engenharia Elétrica - Telemática 1 Gerência de Redes e Serviços de Comunicação Multimídia Aula 3 Gerenciamento de Redes Cenário exemplo Detecção de

Leia mais

www.vwsolucoes.com Copyright 2013 VW Soluções

www.vwsolucoes.com Copyright 2013 VW Soluções 1 1. Especificação técnicas: Dimensões do módulo 4EA2SA v1.0: 100 mm x 56 mm Peso aproximado: xxx gramas (montada). Alimentação do circuito : 12 ou 24Vcc Tipo de comunicação: RS232 ou RS485 Tensão de referencia:

Leia mais

Projeto de sistemas O novo projeto do Mercado Internet

Projeto de sistemas O novo projeto do Mercado Internet Projeto de sistemas O novo projeto do Mercado Internet Mercados em potencial de serviços Serviços da Web ftp,http,email,news,icq! Mercados em potencial de serviços FTP IRC Telnet E-mail WWW Videoconferência

Leia mais

FLEXCRM SISTEMA DE GESTÃO DE CLIENTES [MÓDULO ATENDIMENTO] SUMÁRIO

FLEXCRM SISTEMA DE GESTÃO DE CLIENTES [MÓDULO ATENDIMENTO] SUMÁRIO FLEXCRM SISTEMA DE GESTÃO DE CLIENTES [MÓDULO ATENDIMENTO] SUMÁRIO 1. PORQUE A SW1... 2 2. 10 MOTIVOS PARA CONTRATAR... 2 3. ESTUDO DE CASO... 3 4. SOLUÇÃO PROPOSTA... 3 5. CONDIÇÕES COMERCIAIS... 9 6.

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PASSOS

CÂMARA MUNICIPAL DE PASSOS PR/OI/1-HNJXVY/2014 CÂMARA MUNICIPAL DE PASSOS Pregão Presencial N.º 001/2014 LOTE Contratação de empresa especializada para prestação de serviços de telecomunicação de acesso dedicado à internet. Abertura:

Leia mais

São Paulo, Brasil 29 Maio de 2015

São Paulo, Brasil 29 Maio de 2015 São Paulo, Brasil 29 Maio de 2015 PTT.br Desafios de infraestrutura e Soluções para o crescimento GTER 39 Ângelo Fukase Equipe de Engenharia PTT.br Objetivo Apresentar os desafios

Leia mais

ESCLARECIMENTO Nº 03

ESCLARECIMENTO Nº 03 PE.GCM.A.00130.2013 1/30 ESCLARECIMENTO Nº 03 FURNAS Centrais Elétricas S.A. comunica resposta ao pedido de esclarecimento sobre o Edital, efetuado por empresa interessada: 1. GERAL Entendemos que os Relés

Leia mais

HP Router Basic Implementation

HP Router Basic Implementation HP Router Basic Implementation Dados técnicos O HP Router Basic Implementation tem como objetivo, baseado na entrevista para coleta de informações junto a equipe designada pelo cliente, realizar a instalação

Leia mais

Serviço de instalação e arranque da solução de armazenamento de rede HP StoreEasy 1000/3000

Serviço de instalação e arranque da solução de armazenamento de rede HP StoreEasy 1000/3000 Serviço de instalação e arranque da solução de armazenamento de rede HP StoreEasy 1000/3000 Serviços HP Dados técnicos O Serviço de instalação e arranque da solução de armazenamento de rede HP StoreEasy

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Nº 27/15. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

PREGÃO PRESENCIAL Nº 27/15. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO PRESENCIAL Nº 27/15. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA Constitui objeto da presente licitação o registro de preços para implantação de sistema de telefonia digital (PABX) baseado em servidor IP, com fornecimento

Leia mais

Security Shop MRS. Media Relay System. Manual do Usuário

Security Shop MRS. Media Relay System. Manual do Usuário Página 1 de 20 Security Shop MRS Media Relay System Manual do Usuário Página 2 de 20 Conteúdos: Conteúdos:... 2 Figuras:... 3 1. Introdução... 4 1.1 Âmbito do Documento... 4 1.2 Terminologia... 4 2. GERAL...

Leia mais

Pós-Graduação em Segurança da Informação Exercícios de Redes de Alta Velocidade Professor : Marco Antônio C. Câmara - 15/03/2014. Aluno(a) : Gabarito

Pós-Graduação em Segurança da Informação Exercícios de Redes de Alta Velocidade Professor : Marco Antônio C. Câmara - 15/03/2014. Aluno(a) : Gabarito Aluno(a) : Gabarito 1 a. Questão : Com base no estudo dos aspectos de segurança de redes que afetam a performance, para cada uma das afirmações abaixo, assinale (C)erto ou (E)rrado. No caso da opção estar

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 54/2008 ESCLARECIMENTO 1

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 54/2008 ESCLARECIMENTO 1 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento 1 Referência: Pregão Eletrônico n. 54/2008 Data: 08/09/2008 Objeto: Contratação de empresa para fornecimento e instalação do Circuito Fechado de Televisão CFTV digital,

Leia mais

PROPOSTA DE PROJETO DE PESQUISA APLICADA PARA AUXÍLIO FINANCEIRO A CURSOS PROJETO DE TELEFONIA IP

PROPOSTA DE PROJETO DE PESQUISA APLICADA PARA AUXÍLIO FINANCEIRO A CURSOS PROJETO DE TELEFONIA IP Ministério Público do Estado do Paraná PROPOSTA DE PROJETO DE PESQUISA APLICADA PARA AUXÍLIO FINANCEIRO A CURSOS PROJETO DE TELEFONIA IP ALEXANDRE GOMES DE LIMA SILVA CURITIBA - PR 2012-2013 Ministério

Leia mais

ANEXO II ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS AMPLIAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DA INFRAESTRUTURA DE ARMAZENAMENTO DE DADOS DA JFES.

ANEXO II ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS AMPLIAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DA INFRAESTRUTURA DE ARMAZENAMENTO DE DADOS DA JFES. ANEXO II ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS AMPLIAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DA INFRAESTRUTURA DE ARMAZENAMENTO DE DADOS DA JFES. LOTE 01 ITEM 1 Biblioteca automatizada de armazenamento em fita IBM (Modelo ref.: IBM TS3500

Leia mais

Circ.Demap/Dilic- 27/2012 Brasília, 23 de janeiro de 2012. Pt. 1101538412

Circ.Demap/Dilic- 27/2012 Brasília, 23 de janeiro de 2012. Pt. 1101538412 Circ.Demap/Dilic- 27/2012 Brasília, 23 de janeiro de 2012. Pt. 1101538412 Às Licitantes do Pregão Demap nº 184/2011 - Presencial Prezados Senhores, Referimo-nos ao Edital do Pregão Demap nº 184/2011 -

Leia mais

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil José Monteiro Lysandro Junior Light Serviços de Eletricidade S/A jose.monteiro@light.com.br

Leia mais

Por meio deste, aditamos o seguinte: ( 01 ) Ficam retiradas do Edital as seguintes exigências:

Por meio deste, aditamos o seguinte: ( 01 ) Ficam retiradas do Edital as seguintes exigências: Aditamento nº 01 Pregão Eletrônico nº 12/08117 Objeto Data 19/12/2012 ADM. CENTRAL - Aquisição de appliance de Data Warehouse e licença de uso de uma solução de ETL, licença de uso de uma solução de BI

Leia mais

Dispositivos Cisco FirePOWER 8000 Series

Dispositivos Cisco FirePOWER 8000 Series Data Sheet Dispositivos Cisco FirePOWER 8000 Series Resumo do produto É difícil encontrar um dispositivo de segurança de rede com o rendimento, as opções de interface e a proteção contra ameaças ideais

Leia mais

WDM e suas Tecnologias

WDM e suas Tecnologias Universidade Federal do Rio de Janeiro Escola Politécnica Departamento de Eletrônica e Computação EEL 878 Redes de Computadores I Turma EL1-2004/1 Professor: Otto Carlos Muniz Bandeira Duarte Aluna: Mariangela

Leia mais

QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 22/2015 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece:

QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 22/2015 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 22/2015 - BNDES Prezado(a) Senhor(a), Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: 1. Com relação ao item: 8.1.9. Os 2 (dois)

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br - Aula Complementar - EQUIPAMENTOS DE REDE 1. Repetidor (Regenerador do sinal transmitido) É mais usado nas topologias estrela e barramento. Permite aumentar a extensão do cabo e atua na camada física

Leia mais

Quarta-feira, 09 de janeiro de 2008

Quarta-feira, 09 de janeiro de 2008 Quarta-feira, 09 de janeiro de 2008 ÍNDICE 3 4 RECOMENDAÇÕES DE HARDWARE PARA O TRACEGP TRACEMONITOR - ATUALIZAÇÃO E VALIDAÇÃO DE LICENÇAS 2 1. Recomendações de Hardware para Instalação do TraceGP Este

Leia mais

Fornecimento de cartão EUA ou similar com instalação da placa. No Campus de Cuiabá.

Fornecimento de cartão EUA ou similar com instalação da placa. No Campus de Cuiabá. Lote nº Item Qtd e Und 1 1 1 2 1 3 1 4 1 5 1 6 1 7 1 8 1 9 1 1 Manutenção preventiva PABX Alcatel Lucent Omni PcX Enterprise Hardware Crystal: Execução de serviços necessários para manter e garantir o

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE

ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS DE REDE Introdução O administrador de redes geovanegriesang@ifsul.edu.br www.geovanegriesang.com Gerenciamento de redes Gerenciamento de rede é o ato de iniciar, monitorar e modificar

Leia mais

Descritivo Técnico AirMux-200

Descritivo Técnico AirMux-200 Multiplexador Wireless Broadband -Visualização da unidade indoor IDU e unidade outdoor ODU com antena integrada- Principais Características Rádio e multiplexador wireless ponto-a-ponto com interface E1

Leia mais

Sumário. Versão 00 - Agosto/2013 1

Sumário. Versão 00 - Agosto/2013 1 Breve definição de todos os serviços prestados pela DGTI Diretoria de Gestão da Tecnologia da Informação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais. O intuito deste documento

Leia mais

Aula 4b Elementos da Infraestrutura

Aula 4b Elementos da Infraestrutura Aula 4b Elementos da Infraestrutura Prof. José Maurício S. Pinheiro 2010 1 Elementos de Infra-estrutura São utilizados em projetos de sistemas de cabeamento para estabelecer o tráfego de voz, dados e imagens,

Leia mais

Dell Infrastructure Consulting Services

Dell Infrastructure Consulting Services Proposta de Serviços Profissionais Implementação do Dell OpenManage 1. Apresentação da proposta Esta proposta foi elaborada pela Dell com o objetivo de fornecer os serviços profissionais de implementação

Leia mais

III.2. CABLE MODEMS CARACTERÍSTICAS BÁSICAS UNIDADE III SISTEMAS HÍBRIDOS

III.2. CABLE MODEMS CARACTERÍSTICAS BÁSICAS UNIDADE III SISTEMAS HÍBRIDOS 1 III.2. CABLE MODEMS III.2.1. DEFINIÇÃO Cable modems são dispositivos que permitem o acesso em alta velocidade à Internet, através de um cabo de distribuição de sinais de TV, num sistema de TV a cabo.

Leia mais

Placas Adaptadoras e montagem de Redes

Placas Adaptadoras e montagem de Redes Placas Adaptadoras e montagem de Redes Objetivos da aula: 1 - Descrever a função da placa adaptadora de rede em uma rede. 2 - Descrever as opções de configuração para placas adaptadoras de rede. 3 - Listar

Leia mais

GE Intelligent Platforms. Automação em alta performance Soluções para um mundo conectado

GE Intelligent Platforms. Automação em alta performance Soluções para um mundo conectado GE Intelligent Platforms Automação em alta performance Soluções para um mundo conectado Na vanguarda da evolução da automação industrial. Acreditamos que o futuro da automação industrial seguirá o mesmo

Leia mais

Equipamentos de Rede. Prof. Sérgio Furgeri 1

Equipamentos de Rede. Prof. Sérgio Furgeri 1 Equipamentos de Rede Repetidor (Regenerador do sinal transmitido)* Mais usados nas topologias estrela e barramento Permite aumentar a extensão do cabo Atua na camada física da rede (modelo OSI) Não desempenha

Leia mais

Aumenta a disponibilidade do sistema e a segurança dos processos industriais Permite que sinais de entradas e saídas convencionais possam ser

Aumenta a disponibilidade do sistema e a segurança dos processos industriais Permite que sinais de entradas e saídas convencionais possam ser Aumenta a disponibilidade do sistema e a segurança dos processos industriais Permite que sinais de entradas e saídas convencionais possam ser configurados e instalados em modo redundante Disponibilidade

Leia mais

A MOTOROLA SOLUTIONS LTDA vem respeitosamente solicitar esclarecimentos com relação ao Pregão Presencial referenciado acima.

A MOTOROLA SOLUTIONS LTDA vem respeitosamente solicitar esclarecimentos com relação ao Pregão Presencial referenciado acima. São Paulo, 05 de Agosto de 2013. À SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA SOCIAL COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO Ref.: Pregão Presencial em Âmbito Internacional Nº 01/2013 QUESTIONAMENTO Prezados Senhores(as),

Leia mais

Conceito de Rede e seus Elementos. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Conceito de Rede e seus Elementos. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Conceito de Rede e seus Elementos Prof. Marciano dos Santos Dionizio Conceito de Rede e seus Elementos O conceito de rede segundo Tanenbaum é: um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações

Leia mais

CoIPe Telefonia com Tecnologia

CoIPe Telefonia com Tecnologia CoIPe Telefonia com Tecnologia A proposta Oferecer sistema de telefonia digital com tecnologia que possibilita inúmeras maneiras de comunicação por voz e dados, integrações, recursos e abertura para customizações.

Leia mais

Manual do Usuário. ccntelecom.com.br

Manual do Usuário. ccntelecom.com.br Manual do Usuário ccntelecom.com.br PD-FIBER (1 Gbps, 7 Ramais/Clientes) O PD-FIBER é um equipamento constituído de uma placa que concentra alguns produtos já conceituados da CCN Telecom, de forma a reduzir

Leia mais

Cabeamento Estruturado. Definição. Definição. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Redes de Computadores - UDESC

Cabeamento Estruturado. Definição. Definição. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Redes de Computadores - UDESC Cabeamento Estruturado Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Redes de Computadores - UDESC Definição Entende-se por rede interna estruturada aquela que é projetada de modo a prover uma infra-estrutura

Leia mais

1. Serviços SAP Business Transformation and Plan Os serviços SAP Business Transformation and Plan atualmente incluem:

1. Serviços SAP Business Transformation and Plan Os serviços SAP Business Transformation and Plan atualmente incluem: Descrição de Serviços Serviços Business Transformation and Plan O SAP Business Transformation and Plan é um serviço de consultoria e prototipagem para promover a inovação e transformação da Licenciada

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Infraestrutura de Redes de Computadores Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Administração Euber

Leia mais

PRODAM - Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Mun. SP DIT- Diretoria de Infraestrutura e Tecnologia CPI - Comissão de Planejamento e

PRODAM - Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Mun. SP DIT- Diretoria de Infraestrutura e Tecnologia CPI - Comissão de Planejamento e PRODAM - Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Mun. SP DIT- Diretoria de Infraestrutura e Tecnologia CPI - Comissão de Planejamento e Implantação 1. Objetivo Esta cartilha tem o objetivo

Leia mais

TJSP - Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo 17/06/2013-13:33

TJSP - Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo 17/06/2013-13:33 Relatório de Proposta Orçamentária - Detalhado Página: 1 de 13 Ano: 2014 Secretaria: STI - Secretaria de Tecnologia da Informação Ação: - Órgão Orçamentário: 3000 - Tribunal de Justiça Unidade Orçamentária:

Leia mais

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário Índice 1. Introdução...3 2. Requisitos Mínimos de Instalação...3 3. Instalação...3 4. Inicialização do Programa...5 5. Abas de Configuração...6 5.1 Aba Serial...6 5.2 Aba TCP...7 5.2.1 Opções Cliente /

Leia mais

ACS2000 Sistema de contagem de eixos universal

ACS2000 Sistema de contagem de eixos universal ACS2000 Sistema de contagem de eixos universal PT ACS2000 Sistema de contagem de eixos universal Amigável ao cliente e comprovado Com a implementação do ACS2000 há alguns anos, foram estabelecidos novos

Leia mais

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição Capítulo 7 Entrada/saída Os textos nestas caixas foram adicionados pelo Prof. Joubert slide 1 Problemas de entrada/saída Grande variedade

Leia mais

Sistema CarOnline365 S I S T E M A D E O R Ç A M E N TA Ç Ã O E G E R E N C I A M E N T O PA R A O F I C I N A S E C O N C E S S I O N Á R I A S

Sistema CarOnline365 S I S T E M A D E O R Ç A M E N TA Ç Ã O E G E R E N C I A M E N T O PA R A O F I C I N A S E C O N C E S S I O N Á R I A S Sistema CarOnline365 S I S T E M A D E O R Ç A M E N TA Ç Ã O E G E R E N C I A M E N T O PA R A O F I C I N A S E C O N C E S S I O N Á R I A S Módulos do Sistema CarOnline365 Orçamentos Ordens de Serviço

Leia mais

DSNAKE. 1100.0003.0002 Product Brief

DSNAKE. 1100.0003.0002 Product Brief DSNAKE A linha DSnake da DSPRO é uma solução flexível e confiável para distribuição digital de áudio nas mais diversas aplicações. Para assegurar confiabilidade e baixa latência, a DSPRO desenvolveu um

Leia mais

Rotina de Discovery e Inventário

Rotina de Discovery e Inventário 16/08/2013 Rotina de Discovery e Inventário Fornece orientações necessárias para testar a rotina de Discovery e Inventário. Versão 1.0 01/12/2014 Visão Resumida Data Criação 01/12/2014 Versão Documento

Leia mais

5 SIMULAÇÃO DE UM SISTEMA WDM DE DOIS CANAIS COM O SOFTWARE VPI

5 SIMULAÇÃO DE UM SISTEMA WDM DE DOIS CANAIS COM O SOFTWARE VPI 68 5 SIMULAÇÃO DE UM SISTEMA WDM DE DOIS CANAIS COM O SOFTWARE VPI O software VPI foi originalmente introduzido em 1998 e era conhecido como PDA (Photonic Design Automation). O VPI atualmente agrega os

Leia mais

EXIN Cloud Computing Fundamentos

EXIN Cloud Computing Fundamentos Exame Simulado EXIN Cloud Computing Fundamentos Edição Maio 2013 Copyright 2013 EXIN Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser publicado, reproduzido, copiado ou armazenada

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA REMOTA DE TELESSUPERVISÃO 02.112-TI/SI 1411 D

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA REMOTA DE TELESSUPERVISÃO 02.112-TI/SI 1411 D ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA REMOTA DE TELESSUPERVISÃO 02.112-TI/SI 1411 D SUPERINTENDÊNCIA DE TELECOMUNICAÇÕES E INFORMÁTICA - TI GERÊNCIA DE SUPORTE EM INFRA-ESTRUTURA DE TELECOMUNICAÇÕES E INFORMÁTICA TI/SI

Leia mais

Redes de Comunicação Modelo OSI

Redes de Comunicação Modelo OSI Redes de Comunicação Modelo OSI Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Departamento de Engenharia, Electrónica, Telecomunicações e Computadores Redes de Computadores Processos que comunicam em ambiente

Leia mais