PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO DESCRITORES DE CIÊNCIAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO DESCRITORES DE CIÊNCIAS"

Transcrição

1 PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO DESCRITORES DE CIÊNCIAS PROVA - 3º BIMESTRE 2011

2 4º ANO Compreender o processo de fecundação em diferentes tipos de seres vivos (fecundação externa/ fecundação interna). Reconhecer as diferentes fases da vida do indivíduo, da infância à maturidade. Identificar a importância das células sexuais para a transmissão das características hereditárias (transmitidas de pais para filhos). Identificar a presença de características físicas transmitidas de pais para filhos. Identificar as diferenças entre as células sexuais femininas e as células sexuais masculinas do ser humano. Compreender a importância de cuidar de si mesmo, da comunidade e do planeta para o bem estar socioambiental. Identificar a reprodução dos seres vivos como fator decisivo à manutenção das espécies (àquele tipo de animal ou planta). Reconhecer as diferentes estratégias de proteção no desenvolvimento das várias formas de vida (quantidade e tipos de ovos). Reconhecer a gestação nos mamíferos como uma forma de desenvolvimento do embrião.

3 5º ANO Identificar o que é fóssil e como se forma. Reconhecer o petróleo como um combustível fóssil. Identificar as diversas fontes de energia. Reconhecer a importância das fontes naturais de energia e do seu aproveitamento. Identificar que a energia elétrica utilizada no Brasil é principalmente produzida nas usinas hidroelétricas que usam água como fonte primária. Identificar medidas e procedimentos de consumo responsável em situações cotidianas de uso de energia. Perceber a relação entre o uso desmedido de combustíveis fósseis e o fenômeno do Aquecimento Global. Identificar objetos ou materiais que podem ser reutilizados ou reciclados.

4 6º ANO Reconhecer os principais papéis desempenhados pela água nos organismos vivos. Identificar e diferenciar as propriedades da água e suas aplicações em situações do cotidiano. Reconhecer o estado físico da água em diferentes ambientes naturais. Compreender que os estados físicos da água são o resultado direto do grau de agregação de suas moléculas, em função das condições naturais de temperatura e pressão do ambiente em que estas se encontram. Diferenciar acerca das mudanças de estado físico da água bem como ser capaz de relacionar essas mudanças com situações vivenciadas no seu cotidiano. Identificar as etapas do ciclo hidrológico na natureza, bem como diferenciar entre os fenômenos físicos responsáveis pela circulação de água no planeta. Relacionar as etapas do ciclo da água com mudanças de estado físico da água em situações do cotidiano. Diferenciar as doenças transmitidas pelo contato direto com a água contaminada das doenças transmitidas por vetores, cujo ciclo de vida está relacionado à água. Identificar as doenças humanas transmitidas por água contaminada e suas formas de prevenção. Interpretar as contas d água mensais de sua residência cobradas pelas empresas prestadoras do serviço, como a CEDAE, a fim de conscientizar-se da necessidade de economia de água a partir de seu consumo efetivo. Compreender a importância das ETA (estações de tratamento de água) no fornecimento de água em condições apropriadas para o consumo pela população, bem como diferenciar entre as etapas do processo de tratamento de água realizado pelas ETA. Reconhecer o papel das estações de tratamento de esgoto e dos emissários submarinos e subpluviais, como elementos fundamentais do saneamento básico e da preservação do meio ambiente nos grandes centros urbanos ou rurais. Reconhecer, por meio da leitura de gráficos, os principais usos da água em atividades humanas no Brasil. Reconhecer a importância e que medidas são fundamentais para a preservação da água no planeta.

5 7º ANO Reconhecer a importância dos animais para a manutenção do equilíbrio natural. Compreender características dos animais relativas às fases de desenvolvimento e reprodução. Classificar animais em grupos, a partir de critérios dados. Reconhecer estruturas características dos artrópodes e suas funções. Interpretar dados relativos a características fisiológicas e/ou anatômicas de seres vivos. Interpretar dados relativos a características fisiológicas e/ou anatômicas de seres vivos. Comparar as formas de alimentação, crescimento e desenvolvimento dos vertebrados. Correlacionar o habitat do ser vivo com as suas adaptações. Reconhecer as características dos anfíbios, peixes, répteis, aves e mamíferos. Interpretar dados relativos a características fisiológicas e/ou anatômicas de seres vivos. Associar a prole dos seres vivos com as adaptações de cada classe de vertebrados. Reconhecer que os órgãos têm uma função específica. Aplicar o conceito de seleção natural. Relacionar o tegumento de cada classe dos vertebrados às suas funções.

6 8º ANO Identificar, em representações figurativas, os órgãos que compõem o sistema excretório, relacionando-os às suas funções. Associar a manutenção das condições internas do corpo (homeostase) à eliminação de resíduos. Reconhecer o funcionamento do sistema excretório associado à função de nutrição. Identificar as principais funções da pele, relativas a mecanismos de produção de suor. Identificar, em representações figurativas, as camadas da pele. Identificar as principais funções da pele, relativas à proteção e defesa do organismo. Identificar as principais funções da pele relativas ao tato (percepção de sensação de dor, pressão, calor e frio). Verificar que as diferenças de cor nos seres humanos são devidas tão somente às quantidades diferentes do pigmento melanina na pele. Compreender a função de relação desempenhada pelos órgãos dos sentidos e sistema locomotor, coordenados pelo sistema nervoso. Identificar os órgãos dos sentidos e sua relação com a percepção dos estímulos ambientais. Identificar, em representação figurativa, as estruturas que compõem o sistema locomotor. Associar a realização dos movimentos à atividade conjunta de músculos, ossos e articulações. Compreender e identificar os movimentos voluntários e involuntários realizados pelos músculos. Compreender os mecanismos de atuação dos músculos antagônicos. Compreender a importância dos nutrientes da alimentação na constituição da estrutura dos ossos.

7 9º ANO Identificar ponto material (ou móvel), referencial, observador, estado de movimento ou de repouso, como objetos de estudo em Física. Reconhecer os movimentos uniforme e uniformemente variado. Estimar velocidades e deslocamentos em situações apresentadas, utilizando linguagem descritiva, algébrica ou gráfica (caminhadas, ônibus, satélites etc). Identificar características de força, como grandeza vetorial. Calcular a soma de forças em situações apresentadas, utilizando linguagem descritiva, algébrica ou gráfica (caminhadas, ônibus, satélites etc), para caracterizá-las. Reconhecer a 1ª Lei de Newton para interpretar situações do cotidiano. Reconhecer a Lei de Ação e Reação em fenômenos, envolvendo equilíbrio e movimento de partículas. Conceituar, distinguir e relacionar trabalho e potência, na interpretação de fenômenos mecânicos. Usar o conceito e a definição de trabalho, potência mecânica e máquina simples, para calcular e resolver problemas, envolvendo funcionamentos de máquinas e aparelhos encontrados no nosso cotidiano. Reconhecer a utilização das máquinas simples como facilitadoras das atividades humanas. Reconhecer e diferenciar energia potencial e cinética. Relacionar as noções apreendidas de conservação de energia mecânica em situações do cotidiano. Identificar, em representações variadas, fontes e transformações de energia que ocorrem em processos naturais e tecnológicos. Comparar diferentes recursos energéticos como petróleo, carvão e gás natural em relação à biomassa, origens e usos. Identificar vantagens e desvantagens dos diferentes processos de geração de energia, diagnosticando situações do cotidiano em que ocorrem desperdícios de energia ou matéria, e propondo formas de minimizá-las.

DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO Provas 2º Bimestre 2012 CIÊNCIAS DESCRITORES DESCRITORES DO 2º BIMESTRE DE 2012

Leia mais

Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo Mínimo para o Ensino Médio do estado do RIO DE JANEIRO. Física Interação e Tecnologia

Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo Mínimo para o Ensino Médio do estado do RIO DE JANEIRO. Física Interação e Tecnologia Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo Mínimo para o Ensino Médio do estado do RIO DE JANEIRO Física Interação e Tecnologia 2 Caro professor, Este guia foi desenvolvido para ser uma ferramenta

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 5º ANO

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 5º ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 5º ANO 2010 QUESTÃO 1 As figuras abaixo mostram animais

Leia mais

Programação Anual. 6 ọ ano (Regime 9 anos) 5 ạ série (Regime 8 anos) VOLUME VOLUME

Programação Anual. 6 ọ ano (Regime 9 anos) 5 ạ série (Regime 8 anos) VOLUME VOLUME Programação Anual 6 ọ ano (Regime 9 anos) 5 ạ série (Regime 8 anos) 1. Astronomia: estudando o céu Estrelas e constelações Estudo do Universo Sistema Solar 2. Movimentos da Terra e da Lua Dia e noite Estações

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA DE CIÊNCIAS DA NATUREZA PROVA FLORIPA CIÊNCIAS DA NATUREZA - 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

MATRIZ DE REFERÊNCIA DE CIÊNCIAS DA NATUREZA PROVA FLORIPA CIÊNCIAS DA NATUREZA - 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL CIÊNCIAS DA NATUREZA - 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL D01 Interpretar situações de equilíbrio e desequilíbrio ambiental, provocadas pela ação humana. D02 Identificar o calor do sol como principal causa da

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 6º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 6º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 6º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ 2010 01. A principal

Leia mais

CURRÍCULO COM ORIENTAÇÕES PARA O ENSINO FUNDAMENTAL ANOS INICIAIS 2015 II UNIDADE

CURRÍCULO COM ORIENTAÇÕES PARA O ENSINO FUNDAMENTAL ANOS INICIAIS 2015 II UNIDADE CURRÍCULO COM ORIENTAÇÕES PARA O ENSINO FUNDAMENTAL ANOS INICIAIS 2015 II UNIDADE Paulo Henrique Saraiva Câmara Governador do Estado de Pernambuco Raul Henry Vice-Governador do Estado Frederico da Costa

Leia mais

Plano Anual Curricular Estudo do Meio - 1º Ciclo -

Plano Anual Curricular Estudo do Meio - 1º Ciclo - Plano Anual Curricular Estudo do Meio - 1º Ciclo - Estudo do Meio 1º Ano 1º Período 2º Período 3º Período À descoberta de si mesmo - A sua identificação Conhecer a sua identificação Conhecer o seu nome

Leia mais

Quadro de conteúdos CIÊNCIAS

Quadro de conteúdos CIÊNCIAS Quadro de conteúdos CIÊNCIAS 1 6 o ano UNIDADE CAPÍTULO CONTEÚDO 1 Ecologia: seres vivos e ambiente 2 Água: substância vital 3 O ar e a atmosfera 1 O mundo dos seres vivos 2 Os seres vivos e as suas interações

Leia mais

Programação anual de conteúdos

Programação anual de conteúdos Programação anual de conteúdos 6.ºa n o 1. De olho no Universo 2. Terra e Universo 3. Terra: lugar da vida 4. Relações ecológicas 5. Solo e vida Estrelas, constelações e galáxias História da Astronomia

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ÁLVARO VELHO LAVRADIO. Planeamento Curricular referente ao 1 º Período

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ÁLVARO VELHO LAVRADIO. Planeamento Curricular referente ao 1 º Período AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ÁLVARO VELHO LAVRADIO Planeamento Curricular referente ao 1 º Período Ano e Turma 5º Disciplina Ciências Naturais Prof. (a) N.º Aulas Previstas Domínio: ÁGUA, O AR, AS ROCHAS

Leia mais

2014/2015 3Ventos. 3Ventos. Curso Vocacional 3º Ciclo Ensino Básico

2014/2015 3Ventos. 3Ventos. Curso Vocacional 3º Ciclo Ensino Básico Curso Vocacional 3º Ciclo Ensino Básico B - Áreas Vocacionais Empregado(a) Comercial Acompanhante de Ação Educativa Operador(a) de Informática C - Matriz curricular Componentes de Formação Cada disciplina

Leia mais

ANEXO I, DA PORTARIA N 111 MATRIZ DE COMPETÊNCIAS E HABILIDADES DO ENCCEJA/2003 ENSINO MÉDIO

ANEXO I, DA PORTARIA N 111 MATRIZ DE COMPETÊNCIAS E HABILIDADES DO ENCCEJA/2003 ENSINO MÉDIO ANEXO I, DA PORTARIA N 111 MATRIZ DE COMPETÊNCIAS E HABILIDADES DO ENCCEJA/2003 ENSINO MÉDIO 1 - Matriz de Competências e Habilidades de Ciências da Natureza e Suas Tecnologias Ensino Médio EIXOS COGNITIVOS

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS CICLO DA ALFABETIZAÇÃO 1º 2º E 3º ANOS DO ENSINO FUNDAMENTAL VERSÃO PRELIMINAR

MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS CICLO DA ALFABETIZAÇÃO 1º 2º E 3º ANOS DO ENSINO FUNDAMENTAL VERSÃO PRELIMINAR SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃOBÁSICA SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO INFANTIL E FUNDAMENTAL DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL MATRIZ CURRICULAR

Leia mais

FONTES E FORMAS DE ENERGIA

FONTES E FORMAS DE ENERGIA FORMAÇÃO CONTINUADA PARA PROFESSORES DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS FUNDAÇÃO CECIERJ / CONSÓRCIO CEDERJ PROFESSOR/CURSISTA: DAVID SOUZA DE MELO COLÉGIO: TUTOR (A): SÉRIE: 9º ANO 3º BIMESTRE / 2012 FONTES E FORMAS

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 9 º ANO

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 9 º ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 9 º ANO 2010 QUESTÃO 1 Com a finalidade de diminuir

Leia mais

CONTEÚDOS DE BIOLOGIA POR BIMESTRE PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

CONTEÚDOS DE BIOLOGIA POR BIMESTRE PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO CONTEÚDOS DE BIOLOGIA POR BIMESTRE PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO GOVERNADOR DE PERNAMBUCO João Lyra Neto SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES Ricardo Dantas

Leia mais

HABILIDADES CONTEÚDO METODOLOGIA/ESTRATÉGIAS HORA/ AULA I - CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIA: II - PRODUÇÃO DO ESPAÇO GEOGRÁFICO:

HABILIDADES CONTEÚDO METODOLOGIA/ESTRATÉGIAS HORA/ AULA I - CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIA: II - PRODUÇÃO DO ESPAÇO GEOGRÁFICO: CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA ENSINO MÉDIO ÁREA CURRICULAR: CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS DISCIPLINA: GEOGRAFIA SÉRIE CH ANO 1ª 68 2012 COMPETÊNCIAS: Compreender

Leia mais

Conteúdo Básico Comum (CBC) de CIÊNCIAS do Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano Exames Supletivos/2015

Conteúdo Básico Comum (CBC) de CIÊNCIAS do Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano Exames Supletivos/2015 SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO MÉDIO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Conteúdo

Leia mais

DESCRITORES DAS PROVAS DO 1º BIMESTRE

DESCRITORES DAS PROVAS DO 1º BIMESTRE PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO DESCRITORES DAS PROVAS DO 1º BIMESTRE CIENTISTAS DO AMANHÃ Descritores 1º Bimestre

Leia mais

CIÊNCIAS DESCRITORES

CIÊNCIAS DESCRITORES CIÊNCIAS DESCRITORES 1. BIMESTRE - 2015 4.º ANO Identificar a permeabilidade nos diferentes tipos de solo. Identificar a presença de água no interior do corpo dos seres vivos. Identificar as condições

Leia mais

CONTEÚDOS COMPETÊNCIAS HABILIDADES CONTEÚDOS

CONTEÚDOS COMPETÊNCIAS HABILIDADES CONTEÚDOS CONTÚDOS COMPTÊNCIAS CONTÚDOS GOVRNO DO STADO D MATO GROSSO DO SUL SCRTARIA D STADO D DUCAÇÃO SUPRINTNDÊNCIA D POLÍTICAS D DUCAÇÃO COORDNADORIA D NSINO MÉDIO DUCAÇÃO PROFISSIONAL RFRNCIAL CURRCULAR - CIÊNCIAS

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA CAPARICA PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 2.º CICLO DISCIPLINA: CIÊNCIAS NATURAIS 6.º ANO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA CAPARICA PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 2.º CICLO DISCIPLINA: CIÊNCIAS NATURAIS 6.º ANO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA CAPARICA PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 2.º CICLO DISCIPLINA: CIÊNCIAS NATURAIS 6.º ANO Período Nº semanas Nº de aulas Previstas 1º 13 37 2º 10 32 3º 9 27 TOTAL 96 Domínios Subdomínios

Leia mais

AVALIAÇÃO BIMESTRAL DE CIÊNCIAS 2 O BIMESTRE

AVALIAÇÃO BIMESTRAL DE CIÊNCIAS 2 O BIMESTRE REELABORAÇÃO DA AVALIAÇÃO BIMESTRAL Nome: Nº 5 a Série/6 o ano: Data: 27/06/ 2007 Professor(a): Amanda M. M. Ciente Nota: (Valor: 10,0) 2 o Bimestre CONTEÚDO: Assinatura do Responsável AVALIAÇÃO BIMESTRAL

Leia mais

1.º PERÍODO. n.º de aulas previstas DOMÍNIOS SUBDOMÍNIOS/CONTEÚDOS OBJETIVOS. De 36 a 41

1.º PERÍODO. n.º de aulas previstas DOMÍNIOS SUBDOMÍNIOS/CONTEÚDOS OBJETIVOS. De 36 a 41 DE FÍSICO-QUÍMICA - 7.º ANO Ano Letivo 2014 2015 PERFIL DO ALUNO O aluno é capaz de: o Conhecer e compreender a constituição do Universo, localizando a Terra, e reconhecer o papel da observação e dos instrumentos

Leia mais

Planificação Curricular Anual Ano letivo 2014/2015

Planificação Curricular Anual Ano letivo 2014/2015 PROCESSOS VITAIS COMUNS AOS SERES VIVOS Trocas nutricionais entre o organismo e o meio: nos animais. 1. Compreender a importância de uma alimentação equilibrada e segura 1.1. Apresentar um conceito de

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 6 º ANO

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 6 º ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 6 º ANO 2010 Questão1 Observe a ilustração abaixo. Ela

Leia mais

Escola Básica 2 Roberto Ivens. Informação da prova de equivalência à frequência da disciplina de Ciências da Natureza

Escola Básica 2 Roberto Ivens. Informação da prova de equivalência à frequência da disciplina de Ciências da Natureza SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO, CULTURA E CIÊNCIA DIRECÇÃO REGIONAL DA EDUCAÇÃO ESCOLA BÁSICA INTEGRADA ROBERTO IVENS Escola Básica 2 Roberto Ivens. Informação da prova de equivalência à frequência da

Leia mais

Reconhecimento e explicação da importância da evolução tecnológica no nosso conhecimento atual sobre o Universo.

Reconhecimento e explicação da importância da evolução tecnológica no nosso conhecimento atual sobre o Universo. ESCOLA BÁSICA2,3 EUGÉNIO DOS SANTOS 2013 2014 página 1 ESCOLA BÁSICA DO 2.º E 3.º CICLOS EUGÉNIO DOS SANTOS PLANIFICAÇÃO E METAS DE APRENDIZAGEM DA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 7.º ANO DE ESCOLARIDADE

Leia mais

MATRIZ BÁSICA DO REFERENCIAL CURRICULAR DE BETIM 1 CICLO- GEOGRAFIA

MATRIZ BÁSICA DO REFERENCIAL CURRICULAR DE BETIM 1 CICLO- GEOGRAFIA PREFEITURA MUNICIPAL DE BETIM SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SEMED DIVISÃO PEDAGÓGICA 2010 MATRIZ BÁSICA DO REFERENCIAL CURRICULAR DE BETIM 1 CICLO- GEOGRAFIA 06 ANOS 07 ANOS 08 ANOS COMPETÊNCIAS HABILIDADES

Leia mais

-2013- CONTEÚDO SEPARADO POR TRIMESTRE E POR AVALIAÇÃO CIÊNCIAS 9º ANO 1º TRIMESTRE

-2013- CONTEÚDO SEPARADO POR TRIMESTRE E POR AVALIAÇÃO CIÊNCIAS 9º ANO 1º TRIMESTRE -2013- CONTEÚDO SEPARADO POR TRIMESTRE E POR AVALIAÇÃO CIÊNCIAS 9º ANO 1º TRIMESTRE DISCURSIVA OBJETIVA QUÍMICA FÍSICA QUÍMICA FÍSICA Matéria e energia Propriedades da matéria Mudanças de estado físico

Leia mais

Conteúdo Básico Comum (CBC) de BIOLOGIA do Ensino Médio Exames Supletivos/2015

Conteúdo Básico Comum (CBC) de BIOLOGIA do Ensino Médio Exames Supletivos/2015 SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO MÉDIO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Conteúdo

Leia mais

Níveis de Proficiência

Níveis de Proficiência 25 Níveis de Proficiência Ciências da Natureza NÍVEIS DA ESCALA DE PROFICIÊNCIA Uma escala é a expressão da medida de uma grandeza. É uma forma de apresentar resultados com base em uma espécie de régua

Leia mais

Escola Básica de S. Pedro da Cova Ano Letivo 2015 / 2016 2º Ciclo do Ensino Básico Matriz da prova de Exame de Ciências Naturais

Escola Básica de S. Pedro da Cova Ano Letivo 2015 / 2016 2º Ciclo do Ensino Básico Matriz da prova de Exame de Ciências Naturais Escola Básica de S. Pedro da Cova Ano Letivo 2015 / 2016 2º Ciclo do Ensino Básico Matriz da prova de Exame de Ciências Naturais 1. Objeto da avaliação TEMAS CONTEÚDOS OBJETIVOS Grupo I (5º ano) (23 pontos)

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 1º BIMESTRE 5º ANO

CIÊNCIAS PROVA 1º BIMESTRE 5º ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 1º BIMESTRE 5º ANO 2010 Questão 1 PROVA DE CIÊNCIAS 5 ANO Em torno

Leia mais

DEFENSIVOS AGRÍCOLAS Competências - Planejar, organizar e monitorar o uso adequado dos diferentes tipos de defensivos agrícolas

DEFENSIVOS AGRÍCOLAS Competências - Planejar, organizar e monitorar o uso adequado dos diferentes tipos de defensivos agrícolas Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Dois Vizinhos Diretoria de Graduação e Educação Profissional COAGO Coordenação do Curso Técnico em Agropecuária 1º PERÍODO AGROECOLOGIA

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

é o processo biológico de decomposição e de reciclagem da matéria orgânica contida em

é o processo biológico de decomposição e de reciclagem da matéria orgânica contida em Módulo: Responsabilidade Socioambiental Educador: Flavio Furtado. O que é compostagem? é o processo biológico de decomposição e de reciclagem da matéria orgânica contida em restos de origem animal ou vegetal

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 3.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 3.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 3.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE CIÊNCIAS

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE CIÊNCIAS ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE CIÊNCIAS Nome: Nº 7º Ano Data: / / 2015 Professor(a): Nota: (Valor 1,0/2,0) 3º e 4º Bimestres A - Introdução Neste semestre, fizemos um estudo sobre os invertebrados e sua ampla

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável Capítulo II. O Desenvolvimento Sustentável e suas Dimensões Social e Econômica

Desenvolvimento Sustentável Capítulo II. O Desenvolvimento Sustentável e suas Dimensões Social e Econômica Desenvolvimento Sustentável Capítulo II O Desenvolvimento Sustentável e suas Dimensões Social e Econômica A Dimensão Social do Desenvolvimento Sustentável: O caso da Energia Eólica Segundo Sachs (1993),

Leia mais

Informação-Prova de Equivalência à Frequência

Informação-Prova de Equivalência à Frequência Informação-Prova de Equivalência à Frequência 3º Ciclo do Ensino Básico Prova de Equivalência à Frequência de Físico-Química Ano letivo 2014/2015 I. INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS UNIDADE 1 Conteúdos. UNIDADE 2 Conteúdos

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS UNIDADE 1 Conteúdos. UNIDADE 2 Conteúdos Ser humano: semelhanças e diferenças (características físicas e comportamentais, gostos pessoais) Partes do corpo humano Sentidos humanos: audição, visão, paladar, tato e olfato Cuidados com os órgãos

Leia mais

COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR-RECIFE COORDENAÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL DISCIPLINA: Ciência - FÍSICA PLANO DE ENSINO ANUAL DA 9 ANO ANO LETIVO: 2015

COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR-RECIFE COORDENAÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL DISCIPLINA: Ciência - FÍSICA PLANO DE ENSINO ANUAL DA 9 ANO ANO LETIVO: 2015 1 09/02/12 - Início do 1 Ano Letivo 25 de abril 1) INTRODUÇÃO A FÍSICA (Divisões da Física, Grandezas Físicas, Unidades de Medida, Sistema Internacional, Grandezas Escalares e Vetoriais; 2) CONCEITOS BASICOS

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 7º ANO

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 7º ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 7º ANO 2010 Questão 1 O reino Animalia, ou reino dos

Leia mais

Ecologia & Biodiversidade: uma abordagem transdisciplinar

Ecologia & Biodiversidade: uma abordagem transdisciplinar Ecologia & Biodiversidade: uma abordagem transdisciplinar Francisco Soares Santos Filho Professor / Biólogo Conceitos fundamentais em Ecologia Espécie População Comunidade Biológica ou Biocenose Biótopo

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 4º BIMESTRE 5º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 4º BIMESTRE 5º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 4º BIMESTRE 5º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ 2010 01. Pode ser

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 1º BIMESTRE 7º ANO

CIÊNCIAS PROVA 1º BIMESTRE 7º ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 1º BIMESTRE 7º ANO 2010 PROVA DE CIÊNCIAS 7º ANO Questão 1 A idade

Leia mais

A Biosfera e seus Ecossistemas

A Biosfera e seus Ecossistemas A Biosfera e seus Ecossistemas UNIDADE I ECOLOGIA CAPÍTULO 2 Aula 01 Níveis de organização Hábitat e nicho ecológico Componentes do ecossistema Cadeia e teia alimentar 1. INTRODUÇÃO À ECOLOGIA X Ecologia

Leia mais

muito gás carbônico, gás de enxofre e monóxido de carbono. extremamente perigoso, pois ocupa o lugar do oxigênio no corpo. Conforme a concentração

muito gás carbônico, gás de enxofre e monóxido de carbono. extremamente perigoso, pois ocupa o lugar do oxigênio no corpo. Conforme a concentração A UU L AL A Respiração A poluição do ar é um dos problemas ambientais que mais preocupam os governos de vários países e a população em geral. A queima intensiva de combustíveis gasolina, óleo e carvão,

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 1º BIMESTRE 4º ANO

CIÊNCIAS PROVA 1º BIMESTRE 4º ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 1º BIMESTRE 4º ANO 2010 Questão 1 PROVA DE CIÊNCIAS 4 ANO Boa alimentação

Leia mais

Roteiro de estudos Avaliação Interdisciplinar 2º trimestre 3º ano. Analisar imagens

Roteiro de estudos Avaliação Interdisciplinar 2º trimestre 3º ano. Analisar imagens DISCIPLINA Artes Cênicas DESCRITOR Interpretar texto Analisar imagens Identificar os elementos do Teatro de Vaudeville e do Musical Burlesque Relacionar o Teatro de Vaudeville com o Musical Burlesque Identificar

Leia mais

RECEPTORES SENSORIAIS

RECEPTORES SENSORIAIS RECEPTORES SENSORIAIS Elio Waichert Júnior Sistema Sensorial Um dos principais desafios do organismo é adaptar-se continuamente ao ambiente em que vive A organização de tais respostas exige um fluxo de

Leia mais

Ciências/15 6º ano Turma:

Ciências/15 6º ano Turma: Ciências/15 6º ano Turma: 2º trimestre Nome: Data: / / 6ºcie302r Roteiro de Estudos- Recuperação de Ciências 6 ANO 2º trimestre Atividades para a oficina de estudo: Ciências - 6º ano 2º trimestre * Organizador-

Leia mais

Gestão de Unidades Curriculares. Departamento Educação Pré-Escolar

Gestão de Unidades Curriculares. Departamento Educação Pré-Escolar Gestão de Unidades Curriculares Departamento Educação Pré-Escolar 2015/2016 Plano Curricular Anual / Projeto Pedagógico de Sala 1ª FASE O MEU CORPO E A MINHA IDENTIDADE Promover o conhecimento do seu corpo

Leia mais

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO DESCRITORES

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO DESCRITORES PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO DESCRITORES PROVA - 2º BIMESTRE 2011 DESCRITORES CIENTISTAS DO AMANHÃ 2 BIMESTRE

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 7º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 7º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 7º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ 2010 01. Cavalos,

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 1ª Etapa 2013 Disciplina: Ciências Série: 1ª Professor (a): SUELI COSTA Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

3ºano-lista de exercícios-introdução à fisiologia animal

3ºano-lista de exercícios-introdução à fisiologia animal 1. (Udesc) Os hormônios são substâncias químicas produzidas pelas glândulas endócrinas que atuam sobre órgãos-alvo à distância. A ação hormonal pode provocar o estímulo ou a inibição das funções orgânicas.

Leia mais

Conteúdos. Composição dos ossos humanos. Importância dos ossos e músculos nos movimentos. Reflexos voluntários e involuntários.

Conteúdos. Composição dos ossos humanos. Importância dos ossos e músculos nos movimentos. Reflexos voluntários e involuntários. Conteúdos Composição dos ossos humanos. Importância dos ossos e músculos nos movimentos. Reflexos voluntários e involuntários. Conteúdos Constituição e funcionamento do sistema nervoso central. Glândulas

Leia mais

Matriz do Teste de Avaliação de Física e Química A - 11.º ano 1 de fevereiro de 2016 120 minutos

Matriz do Teste de Avaliação de Física e Química A - 11.º ano 1 de fevereiro de 2016 120 minutos Ano Letivo 2015/ 2016 Matriz do Teste de Avaliação de Física e Química A - 11.º ano 1 de fevereiro de 2016 120 minutos Objeto de avaliação O teste tem por referência o programa de Física e Química A para

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO

CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO 2010 QUESTÃO 1 Assinale a afirmativa que descreve

Leia mais

OS SENTIDOS: O TATO, O PALADAR, O OLFATO, A AUDIÇÃO E A VISÃO PROF. ANA CLÁUDIA PEDROSO

OS SENTIDOS: O TATO, O PALADAR, O OLFATO, A AUDIÇÃO E A VISÃO PROF. ANA CLÁUDIA PEDROSO OS SENTIDOS: O TATO, O PALADAR, O OLFATO, A AUDIÇÃO E A VISÃO PROF. ANA CLÁUDIA PEDROSO ATRAVÉS DOS SENTIDOS TEMOS A CAPACIDADE DE PERCEBER O AMBIENTE EXTERNO AO NOSSO ORGANISMO. ISSO É POSSÍVEL DEVIDO

Leia mais

Colégio Estadual do Campo Professora Maria de Jesus Pacheco Guimarães E. F. e M. Uma História de Amor ao Guará PLANO DE TRABALHO DOCENTE 2012

Colégio Estadual do Campo Professora Maria de Jesus Pacheco Guimarães E. F. e M. Uma História de Amor ao Guará PLANO DE TRABALHO DOCENTE 2012 Colégio Estadual do Campo Professora Maria de Jesus Pacheco Guimarães E. F. e M. Uma História de Amor ao Guará PLANO DE TRABALHO DOCENTE 2012 DISCIPLINA: CIÊNCIAS - PROFESSORA: MARTA ROSELI WOLF MATOSO

Leia mais

Exercício de Biologia - 3ª série

Exercício de Biologia - 3ª série Exercício de Biologia - 3ª série 1- A poluição atmosférica de Cubatão continua provocando efeitos negativos na vegetação da Serra do Mar, mesmo após a instalação de filtros nas indústrias na década de

Leia mais

1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS. Eu um ser no ambiente

1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS. Eu um ser no ambiente 1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS Eu um ser no ambiente Higiene Corporal Os cinco sentidos Corpo humano Perceber a importância do cuidado com o corpo, da vacinação e da prevenção de acidentes.

Leia mais

Geografia: O Planeta Terra: apresentação, localização e movimentos; A organização política do Brasil; O relevo do Brasil; Os climas do Brasil.

Geografia: O Planeta Terra: apresentação, localização e movimentos; A organização política do Brasil; O relevo do Brasil; Os climas do Brasil. 2º Ano E.F. em 2014 Cursar 3º Ano E.F. em 2015 Português: Leitura, compreensão e interpretação de textos verbais e não-verbais; Uso da letra maiúscula; Ordem alfabética; Letra, sílaba e palavra; Divisão

Leia mais

Escola Secundária de Eça de Queirós-Póvoa de Varzim PLANIFICAÇÃO A MÉDIO / LONGO PRAZO

Escola Secundária de Eça de Queirós-Póvoa de Varzim PLANIFICAÇÃO A MÉDIO / LONGO PRAZO 2015/201 1.º Período DISCIPLINA: Ciências Físico-Químicas ANO: 7.º CURSO: 3.º Ciclo do Ensino Básico Total de aulas previstas: 38 Domínio: I. Espaço Subdomínio: I.1. Universo Objetivo Geral: 1. Conhecer

Leia mais

TÍTULO: Plano de Aula RECICLANDO. Anos iniciais. 4º ano. Ciências. Ser Humano e Saúde. 2 aulas (50 minutos cada) Educação Presencial

TÍTULO: Plano de Aula RECICLANDO. Anos iniciais. 4º ano. Ciências. Ser Humano e Saúde. 2 aulas (50 minutos cada) Educação Presencial Org.: Claudio André - 1 TÍTULO: RECICLANDO Nível de Ensino: Ensino Fundamental / Anos iniciais Ano/Semestre de estudo Componente Curricular: Tema: Duração da Aula: Modalidade de Ensino: 4º ano Ciências

Leia mais

O que é biodiversidade?

O que é biodiversidade? O que é biodiversidade? A diversidade se expressa nos mais diversos níveis de organização biológica. É a soma de toda a variabilidade biológica desde os genes até os ecossistemas Por que nos preocuparamos

Leia mais

ATIVIDADE INTERAÇÕES DA VIDA. CAPÍTULOS 1, 2, 3 e 4

ATIVIDADE INTERAÇÕES DA VIDA. CAPÍTULOS 1, 2, 3 e 4 ATIVIDADE INTERAÇÕES DA VIDA CAPÍTULOS 1, 2, 3 e 4 Questão 1) Abaixo representa uma experiência com crisântemo, em que a planta foi iluminada, conforme mostra o esquema. Com base no esquema e seus conhecimentos,

Leia mais

Inserir conteúdos de educação ambiental e sanitária no currículo do ensino fundamental

Inserir conteúdos de educação ambiental e sanitária no currículo do ensino fundamental 1. Educação Ambiental Ampliar as ações de educação Ambiental do Município Fortalecer as Instituições que trabalham com Educação Ambiental Elevar o nível de conscientização ambiental da Sociedade Santa-mariense

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE PORTUGUÊS Aluno(a): Nº Ano: 7º Turma: Data: 28/05/2011 Nota: Professora: Paula Valor da Prova: 30 pontos Assinatura do responsável: Orientações

Leia mais

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS 6 ano 1 volume CONTEÚDOS OBJETIVOS 1.Astronomia: estudando o céu Estrelas e constelações Sistema Solar e exploração do Universo - Movimentos da - Terra e da Lua Reconhecer

Leia mais

GESTÃO AMBIENTAL. Aplicação da ecologia na engenharia civil ... Camila Regina Eberle camilaeberle@hotmail.com

GESTÃO AMBIENTAL. Aplicação da ecologia na engenharia civil ... Camila Regina Eberle camilaeberle@hotmail.com ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL GESTÃO AMBIENTAL Aplicação da ecologia na engenharia

Leia mais

Oficina de Apropriação de Resultados. Paebes 2013

Oficina de Apropriação de Resultados. Paebes 2013 Oficina de Apropriação de Resultados Paebes 2013 Objetivos: Interpretar os resultados da avaliação do Programa de Avaliação da Educação Básica do Espírito Santo (PAEBES). Discutir e elaborar estratégias

Leia mais

TRATAMENTO DE DEJETOS HUMANOS: USO DA SANITÁRIA COMPOSTEIRA SECA COMO ALTERNATIVA NO IFC - CAMPUS RIO DO SUL

TRATAMENTO DE DEJETOS HUMANOS: USO DA SANITÁRIA COMPOSTEIRA SECA COMO ALTERNATIVA NO IFC - CAMPUS RIO DO SUL TRATAMENTO DE DEJETOS HUMANOS: USO DA SANITÁRIA COMPOSTEIRA SECA COMO ALTERNATIVA NO IFC - CAMPUS RIO DO SUL Ana Carla KUNESKI 1, Bruno MONTIBELLER 2, Évany FERRARI 3, Iago SCHIOCHET 4, Graciane Regina

Leia mais

Calendarização da Componente Letiva 2015/16 7º Ano Área Disciplinar de Ciências Naturais

Calendarização da Componente Letiva 2015/16 7º Ano Área Disciplinar de Ciências Naturais ANDRÉ SOARES (109) Calendarização da Componente Letiva 01/16 7º Ano Área Disciplinar de Ciências Naturais Períodos 1º Período Número de aulas previstas (4 minutos) Apresentação e Diagnóstico Avaliação

Leia mais

EXERCÍCIOS ON LINE DE CIÊNCIAS - 9 ANO

EXERCÍCIOS ON LINE DE CIÊNCIAS - 9 ANO EXERCÍCIOS ON LINE DE CIÊNCIAS - 9 ANO 1- Com a finalidade de diminuir a dependência de energia elétrica fornecida pelas usinas hidroelétricas no Brasil, têm surgido experiências bem sucedidas no uso de

Leia mais

FORTALECENDO SABERES APRENDER A APRENDER CONTEÚDO E HABILIDADES GEOGRAFIA DESAFIO DO DIA. Conteúdo:

FORTALECENDO SABERES APRENDER A APRENDER CONTEÚDO E HABILIDADES GEOGRAFIA DESAFIO DO DIA. Conteúdo: CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA A Conteúdo: O gás carbônico se acumula na atmosfera; O buraco na camada de ozônio. A crescente escassez de água potável no mundo; A relação sociedade-natureza.

Leia mais

TECNOLOGIA EM MEIO AMBIENTE

TECNOLOGIA EM MEIO AMBIENTE TECNOLOGIA EM MEIO AMBIENTE 1. TURNO: Noturno MODALIDADE: Saneamento ÁREA: Meio Ambiente e Tecnologia da Saúde GRAU ACADÊMICO: Tecnólogo em Meio Ambiente PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 3 anos Máximo =

Leia mais

Compostagem. Gersina N. da R. Carmo Junior

Compostagem. Gersina N. da R. Carmo Junior Compostagem Gersina N. da R. Carmo Junior Compostagem É um processo de transformação da matéria orgânica do lixo em um composto orgânico (húmus). Composto orgânico Produto final da compostagem Compostagem

Leia mais

Solução Comentada Prova de Biologia

Solução Comentada Prova de Biologia 11. Em relação à importância dos organismos autotróficos na modificação da atmosfera na Terra primitiva, analise as proposições abaixo e marque com V as verdadeiras e com F as falsas. 1 ( ) Com a liberação

Leia mais

LAUDO 015/2013 - SMS LAUDO FISIOTERAPEUTA EM UNIDADES DE SAÚDE LAUDO PERICIAL DE INSALUBRIDADE E/OU PERICULOSIDADE N.º 015/2013 1

LAUDO 015/2013 - SMS LAUDO FISIOTERAPEUTA EM UNIDADES DE SAÚDE LAUDO PERICIAL DE INSALUBRIDADE E/OU PERICULOSIDADE N.º 015/2013 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE - SMS GERÊNCIA DE SAÚDE DO SERVIDOR MUNICIPAL - GSSM EQUIPE DE PERÍCIA TÉCNICA - EPT LAUDO 015/2013 - SMS LAUDO FISIOTERAPEUTA EM UNIDADES

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 8º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 8º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 8º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ Prova elaborada

Leia mais

CIÊNCIAS - 6ª série / 7º ano U.E - 02

CIÊNCIAS - 6ª série / 7º ano U.E - 02 CIÊNCIAS - 6ª série / 7º ano U.E - 02 A crosta, o manto e o núcleo da Terra A estrutura do planeta A Terra é esférica e ligeiramente achatada nos polos, compacta e com um raio aproximado de 6.370 km. Os

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares VUNESP 2007 questões escritas www.planetabio.com

PlanetaBio Resolução de Vestibulares VUNESP 2007 questões escritas www.planetabio.com 1- O que divide os especialistas não é mais se o aquecimento global se abaterá sobre a natureza daqui a vinte ou trinta anos, mas como se pode escapar da armadilha que criamos para nós mesmos nesta esfera

Leia mais

CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS

CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS À BEIRA DOURO Escola Básica e Secundária À Beira Douro Medas PLANIFICAÇÃO ANUAL CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 9.º º ANO TEMA: Viver melhor na Terra CAPÍTULO I EM TRÂNSITO 1 SEGURANÇA

Leia mais

ENERGIAS RENOVÁVEIS: VANTAGENS E DESVANTAGENS

ENERGIAS RENOVÁVEIS: VANTAGENS E DESVANTAGENS ENERGIAS RENOVÁVEIS: VANTAGENS E DESVANTAGENS 1. BIOMASSA O termo biomassa refere-se a uma série de produtos e sub-produtos agrícolas e florestais, assim como resíduos diversos de origem animal e humana

Leia mais

Recuperação. - Mecânica: ramo da Física que estuda os movimentos;

Recuperação. - Mecânica: ramo da Física que estuda os movimentos; Recuperação Capítulo 01 Movimento e repouso - Mecânica: ramo da Física que estuda os movimentos; - Um corpo está em movimento quando sua posição, em relação a um referencial escolhido, se altera com o

Leia mais

Provas de Conhecimento Específico. Módulo I (conhecimentos básicos) (resposta obrigatória a todas as Partes: I, II e III) Programa

Provas de Conhecimento Específico. Módulo I (conhecimentos básicos) (resposta obrigatória a todas as Partes: I, II e III) Programa Provas de Admissão para maiores de 23 anos Ano lectivo: 2012 Curso de Engenharia do Ambiente Provas de Conhecimento Específico Módulo I (conhecimentos básicos) (resposta obrigatória a todas as Partes:

Leia mais

Fontes de potência para acionamento de máquinas agrícolas

Fontes de potência para acionamento de máquinas agrícolas Universidade Estadual do Norte Fluminense Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias Laboratório de Engenharia Agrícola EAG 03204 Mecânica Aplicada * Fontes de potência para acionamento de máquinas

Leia mais

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 RESPIRAÇÃO E EXCREÇÃO

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 RESPIRAÇÃO E EXCREÇÃO Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! Use canetas coloridas ou escreva palavras destacadas, para facilitar na hora de estudar. E capriche! Não se esqueça

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL. Física e Química (7º ANO) Ano letivo 2015/2016. Departamento de Matemática e Ciências Experimentais

PLANIFICAÇÃO ANUAL. Física e Química (7º ANO) Ano letivo 2015/2016. Departamento de Matemática e Ciências Experimentais AGRUPAMENTO ESCOLAS PROF. CARLOS TEIXEIRA (Cód.150502) Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Física e Química PLANIFICAÇÃO ANUAL (7º ANO) Ano letivo 2015/2016 Ciências Físico-Químicas Planificação

Leia mais

Composição da atmosfera terrestre. Fruto de processos físico-químicos e biológicos iniciados há milhões de anos Principais gases:

Composição da atmosfera terrestre. Fruto de processos físico-químicos e biológicos iniciados há milhões de anos Principais gases: Poluição do ar Composição da atmosfera terrestre Fruto de processos físico-químicos e biológicos iniciados há milhões de anos Principais gases: Nitrogênio 78% Oxigênio 21% Argônio 0,9% Gás Carbônico 0,03%

Leia mais

Órgãos dos Sentidos. web.educom.pt. Prof. CRISTINO RÊGO 8º ANO Ensino Fundamental

Órgãos dos Sentidos. web.educom.pt. Prof. CRISTINO RÊGO 8º ANO Ensino Fundamental Órgãos dos Sentidos web.educom.pt Prof. CRISTINO RÊGO 8º ANO Ensino Fundamental TATO dicas-enfermagem.blogspot.com br A pele é o órgão do tato. Nela encontram-se os receptores sensoriais contendo fibras

Leia mais

Ciências da Natureza. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo

Ciências da Natureza. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo Ciências da Natureza baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo 1 PROPOSTA CURRICULAR DA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS DA NATUREZA Elementary School 2 K5 Meu corpo Meu corpo. Higiene do corpo. Órgãos

Leia mais

DISCIPLINA: BIOLOGIA PROFª. CRISTINA DE SOUZA 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO

DISCIPLINA: BIOLOGIA PROFª. CRISTINA DE SOUZA 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO DISCIPLINA: BIOLOGIA PROFª. CRISTINA DE SOUZA 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO Ciclo Biogeoquímico 1. É a troca cíclica de elementos químicos que ocorre entre os seres vivos e o ambiente. 2. Todos os elementos

Leia mais

D) Presença de tubo digestivo completo em anelídeos, e incompleto em cnidários.

D) Presença de tubo digestivo completo em anelídeos, e incompleto em cnidários. QUESTÓES DE ESPECÍFICA BIOLOGIA PROFª: THAÍS ALVES/ DATA: 15/07/14 01. Critérios anatômicos, fisiológicos e embrionários servem também de base para estabelecer o grau de parentesco entre os seres e, consequentemente,

Leia mais