CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM DIREITO I N S T R U Ç Õ E S

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM DIREITO I N S T R U Ç Õ E S"

Transcrição

1 1 PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO CONCURSO PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS GOIATUBA CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM DIREITO I N S T R U Ç Õ E S Verifique se este cadern de prvas cntém númer de páginas infrmad pel Chefe de Sala e nele escreva seu nme cmplet n cant inferir; Nã assine e nã identifique a flha de respsta de nenhuma frma; É expressamente pribid us de crretiv líquid. A respsta rasurada, u marcada a lápis, nã será cmputada; Ante suas respstas a tinta, na cr azul u preta; A terminar a prva, sinalize para que sua flha de respsta seja reclhida e aguarde em seu lugar até a liberaçã d Chefe de Sala. NOME:

2 2 CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM DIREITO 1. Assinale a alternativa crreta, quant à cncrdância nminal: a) É pribid a permanência de acmpanhantes n quart. b) A balcnista ficu meia cnfusa a dar trc. c) As prvas cm as respectivas respstas seguem anexas as requeriments. d) Ela mesm presenciu acidente. 2. Assinale a assertiva em que crre us incrret da crase: a) Rberta fi à livraria para a nite de autógrafs. b) Estams às vésperas de um nv feriad. c) Estud filsfias à maneira clássica. d) Irei à Prt Alegre próxim d natal. 3. Assinale a alternativa crreta n us da cncrdância verbal: a) Havia cass semelhantes de lucura na família. b) Tds estavam aflits até sar as dez badaladas naquele velh relógi. c) Apesar das evidências, haviam sinais de dúvidas para s eleitres. d) Cas nã seja necessári, deverã haver apenas dis psts de cleta. 4. Assinale a alternativa em que a clcaçã da vírgula está incrreta: a) A pintura da casa, era branca. b) Ora chrava, ra ria muit. c) Amigs verdadeirs, já nã s tinha. d) Cristina, diga-me que sabe. 5. Na frase: Em muits cass, silênci é a melhr estratégia. A sequência mrflógica. a) Em (prnme) muits (adjetiv) melhr (substantiv) estratégia (substantiv); b) Em (prepsiçã) muits (advérbi) melhr (adjetiv) estratégia (substantiv); c) Em (prnme) muits (advérbi) melhr (adjetiv) estratégia (substantiv); d) Em (prepsiçã) muits (adjetiv) melhr (substantiv) estratégia (adjetiv). 6. Assinale a alternativa crreta quant à utilizaçã ds prnmes: Para chegar s prfissinais de sucess chegam, precis estudar muit. a) mim - nde;

3 3 b) eu - ande; c) eu nde; d) mim - ande. 7. Assinale a alternativa em que term assinalad é um adjunt adverbial de causa. a) Quand chegar à escla, pr favr, avise-me. b) O discurs d diretr fi aplaudid cm entusiasm. c) Nas próximas férias visitarems a regiã sul. d) Cm nevava bastante, reslvems nã sair de casa. 8. Assinale a alternativa em que crra vcativ. a) Muit bm dia, senhra! b) Nós, s verdadeirs patritas. c) Chraram, amargamente, resultad da brincadeira. d) Os biscits cmi, s dces e alg mais. 9. Assinale a alternativa em que crra predicad nminal: a) As crianças estavam cm saudade da avó. b) Os jvens precisam da prtunidade d primeir empreg. c) A música vencedra tcu várias vezes na festa. d) A nva campanha publicitária causu admiraçã em tds. 10. Assinale a alternativa em que as palavras estã acentuadas incrretamente, cnfrme nv acrd rtgráfic: a) céu - réu - véu; b) chapéu - ilhéu - incréu; c) anéis - fiéis - réis; d) alcatéia - herói - jóia. 11. Cnsiderand s cnceits básics da infrmática, que é precis para acessar a INTERNET? a) Um cmputadr cm Outk Express, pis pssui mais funcinalidades e prprcina a navegaçã na INTERNET; b) A tecnlgia de acess INFOLAN, que pssibilita acess à internet através ds cabs de antena via satélite; c) A partir d mment que acessams a INTRANET crprativa, cmputadr já está autmaticamente cnectad à INTERNET;

4 4 d) É necessári um aplicativ para navegaçã e um micrcmputadr ligad à rede mundial de cmputadres. 12. O endereç acessad via navegadr (brwser) pde cmeçar cm diversas siglas de prtcl. Selecine a pçã que, a iniciar endereç, retrne uma mensagem de err: a) b) ftp:// c) msn:// d) https:// 13. Assinale abaix dispsitiv que nã pde cnter um vírus em sua memória: a) Smartphne; b) Servidr de rede; c) Desktp; d) Gravadr de DVD-Rm. 14. A Cmputaçã na Nuvem (clud cmputing) é um assunt relativamente nv, prém já viru uma tendência mundial e apresenta-se cm cnslidad. Existem váris serviçs que frnecem tal recurs, cm - Ggle Drive, Micrsft Skydrive, Drpbx, dentre utras. Trata-se de uma tecnlgia que serve de hspedagem de arquivs na "nuvem" (servidres na internet), suprtand diverss tips de arquivs (dcuments, fts, músicas, vídes, etc.). Em relaçã à Cmputaçã na Nuvem, é verdadeir afirmar que: a) Cnsiderand fat ds arquivs passarem pr um tratament, autmaticamente s arquivs ilegais cntend pedfilia e crimes cibernétics, sã autmaticamente reprtads às autridades; b) Além de nã cuparem espaç na memória interna d cmputadr, pdem ser acessads dinamicamente de qualquer cmputadr que tenha acess à internet; c) Pr se tratar de hspedagem remta, é impssível que s arquivs pssam cnter vírus; d) Nenhuma das alternativas anterires. 15. N Writer, prgrama editr de texts da suíte LibreOffice, a cmbinaçã de teclas que permite inclinar um text é: a) CTRL + I b) CTRL +S c) CTRL + C d) CTRL + N

5 16. Na questã abaix, assinale a alternativa incrreta. De acrd cm CPC, a petiçã inicial indicará: a) O juiz u tribunal a que é dirigida; b) Os nmes d prenmes, estad civil, prfissã, dmicíli e residência de autr e réu; c) O pedid e suas especificações; d) Nenhuma das anterires A petiçã inicial será indeferida: a) Quand fr inepta u quand a parte fr manifestamente ilegítima; b) Quand fr inepta u quand juiz verificar, desde lg, a prescriçã u imprcedência d pedid; c) Quand autr fr carente de açã; d) Quand nã se fizer acmpanhada de prcuraçã. 18. Segund Códig de Prcess Civil, sã matérias arguíveis em defesa, antes de se discutir mérit, salv: a) Incmpetência absluta; b) Litigância de má-fé d autr; c) Cisa julgada; d) Perempçã. 19. O artig 5º da CLT dispõe que A td trabalh de igual valr crrespnderá salári igual, sem distinçã de sex. Tal cmand legal retrata qual princípi d Direit d Trabalh? a) Princípi da transcendência das nrmas; b) Princípi da equidade; c) Princípi da isnmia; d) Princípi da equivalência de direits. 20. Cm respeit à definiçã de salári, pela CLT, é crret afirmar: a) Sã cnsiderads cm parte integrante ds saláris: vestuári, equipaments e utrs acessóris frnecids pel empregadr e utilizads n ambiente de trabalh; b) Integram salári transprte destinad a deslcament d empregad, em percurs nã servid pr transprte públic; c) Integram salári as diárias de viagem que nã excedam a 50% d salári; d) Integram salári valr da matrícula e mensalidades esclares pagas pel empregadr as filhs d empregad. 21. Segund artig 3º da CLT, sã requisits d cntrat de trabalh, excet:

6 6 a) Remuneraçã e subrdinaçã; b) Pessalidade; c) Exclusividade; d) Trabalh habitual. 22. Sã recurss prevists na CLT: a) Recurs Ordinári, Recurs de Revista e Agrav Regimental; b) Recurs Ordinári, Embargs de Declaraçã e Agrav de Petiçã; c) Embargs de Declaraçã, Agrav de Instrument e Embargs de divergência; d) Recurs Ordinári, Recurs de Revista e Recurs Especial. 23. Cm respeit às nrmas que regem dissídi individual, é incrret afirmar: a) A reclamaçã pderá ser escrita u verbal; b) Se verbal, a reclamaçã será reduzida a term, em 2 (duas) vias, datadas e assinadas pel escrivã u secretári; c) A reclamaçã trabalhista pde ser prpsta apenas pel empregad, pessalmente, u alguém pr ele indicad; d) Na audiência de julgament deverã estar presentes reclamante e reclamad, independentemente d cmpareciment de seus representantes. 24. Sã pressupsts prcessuais de admissibilidade d recurs rdinári, excet: a) Interesse jurídic, tempestividade e prepar; b) Regularidade de representaçã e tempestividade; c) Regularidade de representaçã e prepar; d) Nenhuma das anterires. 25. Cm respeit as direits e deveres individuais e cletivs, descrits pel art. 5º da CF/88, é incrret afirmar: a) É livre a manifestaçã d pensament, send vedad annimat; b) Ninguém será privad de direits pr mtiv de crença religisa; c) A casa é asil invilável d indivídu, pdend nela adentrar Oficial de Justiça, a qualquer hra, prtand expressa autrizaçã judicial; d) É plena a liberdade de assciaçã para fins lícits, vedada a de caráter paramilitar. 26. Ainda cm respeit às dispsitivs cnstantes d artig 5º da CF/88, assinale a alternativa incrreta: a) Nã haverá pena de mrte, excet em cas de guerra declarada, u reiteraçã de crime hedind;

7 7 b) Nã haverá prisã perpétua; c) Nã haverá pena de baniment; d) Nã haverá pena de impsiçã de trabalhs frçads. 27. Cm respeit as direits sciais, assegurads pela Cnstituiçã Federal, assinale a alternativa crreta. Sã assegurads a td trabalhadr urban e rural: a) Irredutibilidade absluta de salári; b) Décim Terceir Salári acrescid de 1/3; c) Participaçã ns lucrs da empresa, cnfrme a dedicaçã empregada; d) Licença à gestante, sem prejuíz d empreg e d salári, cm a duraçã de cent e vinte dias. 28. De acrd cm caput d artig 37 da Cnstituiçã Federal, a administraçã pública direta e indireta de qualquer ds Pderes da Uniã, Estads, Municípis e Distrit Federal, bedecerá as seguintes princípis, salv: a) Impessalidade, Mralidade, Publicidade e Eficiência; b) Mralidade, Publicidade, Menr Onersidade e legalidade; c) Legalidade, Impessalidade, Mralidade e Publicidade; d) Legalidade, Eficiência, Impessalidade e Mralidade. 29. Cm respeit às nrmas que tratam d servidr públic, na Cnstituiçã Federal de 1988, assinale a alternativa crreta: a) É vedad direit de greve; b) É pssível a cntrataçã de servidres pr temp determinad para atender necessidade temprári de excepcinal interesse públic; c) As funções de cnfiança sã dirigidas as servidres de carreira e se destinam às atribuições direçã e chefia; d) É vedada a acumulaçã de dis cargs públics de prfessr, ainda que em jrnadas cmpatíveis. 30. Assinale a alternativa incrreta: a) O membr de Pder, detentr de mandat eletiv, s Ministrs de Estad e s Secretáris Estaduais e Municipais serã remunerads exclusivamente pr subsídi fixad em parcela única, vedad acréscim de qualquer gratificaçã, adicinal, abn, prêmi, verba de representaçã u utra espécie remuneratória, bedecid, em qualquer cas, dispst n art. 37, X e XI; b) As servidres titulares de cargs efetivs da Uniã, ds Estads, d Distrit Federal e ds Municípis, incluídas suas autarquias e fundações, é assegurad regime de previdência de caráter cntributiv e slidári, mediante cntribuiçã d respectiv ente públic, ds servidres ativs e inativs e ds pensinistas, bservads critéris que preservem equilíbri financeir e atuarial e dispst

8 neste artig; c) Os prvents de apsentadria e as pensões, pr casiã de sua cncessã, nã pderã exceder a remuneraçã d respectiv servidr, n carg efetiv em que se deu a apsentadria u que serviu de referência para a cncessã da pensã; d) Sã estáveis após dis ans de efetiv exercíci s servidres nmeads para carg de prviment efetiv em virtude de cncurs públic. 8

CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM DIREITO I N S T R U Ç Õ E S

CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM DIREITO I N S T R U Ç Õ E S 1 PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO CONCURSO PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS MINEIROS CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM DIREITO I N S T R U Ç Õ E S Verifique se

Leia mais

CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM INFORMÁTICA I N S T R U Ç Õ E S

CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM INFORMÁTICA I N S T R U Ç Õ E S 1 PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO CONCURSO PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS LUZIÂNIA CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM INFORMÁTICA I N S T R U Ç Õ E S Verifique

Leia mais

CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM INFORMÁTICA I N S T R U Ç Õ E S

CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM INFORMÁTICA I N S T R U Ç Õ E S 1 PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO CONCURSO PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS GOIÂNIA CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM INFORMÁTICA I N S T R U Ç Õ E S Verifique

Leia mais

CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM ENGENHARIA ELÉTRICA I N S T R U Ç Õ E S

CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM ENGENHARIA ELÉTRICA I N S T R U Ç Õ E S 1 PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO CONCURSO PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS GOIÂNIA CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM ENGENHARIA ELÉTRICA I N S T R U Ç Õ E S Verifique

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO Term de Referência Anex I - Especificaçã técnica Cntrataçã de Empresa para prestaçã de Serviçs de Treinament na suíte Libreffice TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO

Leia mais

COMO CONFIGURAR SUA(S) CONTA(S) NO MICROSOFT OFFICE OUTLOOK

COMO CONFIGURAR SUA(S) CONTA(S) NO MICROSOFT OFFICE OUTLOOK COMO CONFIGURAR SUA(S) CONTA(S) NO MICROSOFT OFFICE OUTLOOK Use as instruções de acrd cm a versã d seu Outlk (2010, 2007 u 2003) Para saber a versã de seu Outlk, clique n menu Ajuda > Sbre Micrsft Office

Leia mais

CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM INFORMÁTICA I N S T R U Ç Õ E S

CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM INFORMÁTICA I N S T R U Ç Õ E S 1 PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO CONCURSO PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS PORANGATU CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM INFORMÁTICA I N S T R U Ç Õ E S Verifique

Leia mais

Art. 2º. Trata-se de uma promoção de caráter exclusivamente de estimulo cultural, profissional e acadêmico sem vínculo com sorteios.

Art. 2º. Trata-se de uma promoção de caráter exclusivamente de estimulo cultural, profissional e acadêmico sem vínculo com sorteios. Prêmi Data Pint de Criatividade e Invaçã - 2011 N an em que cmpleta 15 ans de atuaçã n mercad de treinament em infrmática, a Data Pint ferece à cmunidade a prtunidade de participar d Prêmi Data Pint de

Leia mais

- COMO PROCURAR EMPREGO -

- COMO PROCURAR EMPREGO - GUIA PRÁTICO - COMO PROCURAR EMPREGO - e 1 de 7 Técnicas de Prcura de Empreg...3 1. Aut Avaliaçã...3 2. Meis de Divulgaçã de Ofertas de Empreg...3 3. Carta de Apresentaçã...4 4. Curriculum Vitae...4 4.1.1.

Leia mais

LEMBRETES de Direito Processual do Trabalho

LEMBRETES de Direito Processual do Trabalho LEMBRETES de Direit Prcessual d Trabalh O que vcê nã pde esquecer para a OAB Prf. Brun Klippel Advgad, Mestre em Direit pela FDV/ES, Dutrand em Direit d Trabalh pela PUC/SP, autr de diversas bras e artigs

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO www.passencncurs.cm.br Infrmações sbre Cncurs Inscrições: 03/10/2014 a 03/11/2014 Carg: Técnic Legislativ Taxa de Inscriçã: R$ 70,00 Salári/Remuneraçã: R$ 1.600,00 Nº Vagas: 17 Data da Prva: 14/12/2014

Leia mais

Prova Escrita e Prova Oral de Inglês

Prova Escrita e Prova Oral de Inglês AGRUPAMENTO DE ESCOLAS AURÉLIA DE SOUSA PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Prva Escrita e Prva Oral de Inglês 11.º An de esclaridade DECRETO-LEI n.º 139/2012, de 5 de julh Prva (n.º367) 1.ªe 2.ª Fase 6

Leia mais

Regulamento do programa de bolsas de estudos

Regulamento do programa de bolsas de estudos Regulament d prgrama de blsas de estuds Unidades Ri de Janeir e Sã Paul Data de publicaçã: 13/05/2015 Regulament válid até 30/08/2015 1 1. Sbre prgrama Através de um prcess seletiv, prgrama de blsas de

Leia mais

EIKON DOCUMENTS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

EIKON DOCUMENTS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA EIKON DOCUMENTS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA VERSÃO Eikn Dcuments 2007 Service Pack 5 (2.9.5) Fevereir de 2010 DATA DE REFERÊNCIA DESCRIÇÃO Sftware para implantaçã de sistemas em GED / ECM (Gerenciament Eletrônic

Leia mais

O QUE É? Assinatura mensal Andante especialmente vocacionada para indivíduos e agregados familiares com menores recursos económicos.

O QUE É? Assinatura mensal Andante especialmente vocacionada para indivíduos e agregados familiares com menores recursos económicos. SOCIAL + O QUE É? Assinatura mensal Andante especialmente vcacinada para indivídus e agregads familiares cm menres recurss ecnómics. QUANTO CUSTA? Oferece um descnt de 25% face a preç da assinatura nrmal.

Leia mais

Software Utilizado pela Contabilidade: Datasul EMS 505. itens a serem inventariados com o seu correspondente registro contábil;

Software Utilizado pela Contabilidade: Datasul EMS 505. itens a serem inventariados com o seu correspondente registro contábil; TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS ESPECIALIZADOS DE ANÁLISE DA REDUÇÃO AO VALOR RECUPERÁVEL DE ATIVO PARA CÁLCULOS DO VALOR DO IMPAIRMENT E VIDA ÚTIL RESIDUAL, EM CONFORMIDADE COM O DISPOSTO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA Manual de Us (Para Detentres de Bens) Infrmações adicinais n Prtal da Crdenaçã de Patrimôni: www.cpa.unir.br 2013 Cnteúd O que papel Detentr de Bem pde fazer?... 2 Objetiv...

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE ESTÁGIO

ORIENTAÇÕES SOBRE ESTÁGIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS Missã d Institut Federal de Educaçã, Ciência e Tecnlgia

Leia mais

Versões Todos os módulos devem ser atualizados para as versões a partir de 03 de outubro de 2013.

Versões Todos os módulos devem ser atualizados para as versões a partir de 03 de outubro de 2013. Serviç de Acess as Móduls d Sistema HK (SAR e SCF) Desenvlvems uma nva ferramenta cm bjetiv de direcinar acess ds usuáris apenas as Móduls que devem ser de direit, levand em cnsideraçã departament de cada

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO www.passencncurs.cm.br Carg: Técnic d Segur Scial Vagas: 2 mil vagas slicitadas Nível de esclaridade: médi Remuneraçã inicial: R$ 4.027,87 PREPARE-SE Prepare-se para Cncurs INSS - Institut Nacinal d Segur

Leia mais

CARTILHA PARA ORIENTAÇÃO ACERCA DAS OBRIGAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS PARA O PERÍODO ELEITORAL

CARTILHA PARA ORIENTAÇÃO ACERCA DAS OBRIGAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS PARA O PERÍODO ELEITORAL MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL SECRETARIA DA RECEITA PREVIDENCIÁRIA - SRP DEPARTAMENTO DE FISCALIZAÇÃO - DEFIS CARTILHA PARA ORIENTAÇÃO ACERCA DAS OBRIGAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS PARA O PERÍODO ELEITORAL

Leia mais

CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM JORNALISMO I N S T R U Ç Õ E S

CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM JORNALISMO I N S T R U Ç Õ E S 1 PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO CONCURSO PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS GOIÂNIA CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM JORNALISMO I N S T R U Ç Õ E S Verifique

Leia mais

FIES - Documentação comprobatória

FIES - Documentação comprobatória FIES - Dcumentaçã cmprbatória OBS: Devem ser apresentads riginais e cópias ds dcuments relacinads. COMPROVANTES DE RESIDÊNCIA DO ESTUDANTE: O estudante deverá cmparecer à CPSA e psterirmente a agente financeir

Leia mais

CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM DESIGN GRÁFICO I N S T R U Ç Õ E S

CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM DESIGN GRÁFICO I N S T R U Ç Õ E S 1 PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO CONCURSO PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS GOIÂNIA CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM DESIGN GRÁFICO I N S T R U Ç Õ E S Verifique

Leia mais

MANUAL dos LABORATÓRIOS De INFORMÁTICA

MANUAL dos LABORATÓRIOS De INFORMÁTICA MANUAL ds LABORATÓRIOS De INFORMÁTICA Objetiv 1. Oferecer as aluns a infra-estrutura e suprte necessári à execuçã de tarefas práticas, slicitadas pels prfessres, bservand s prazs estabelecids. 2. Oferecer

Leia mais

Informações Importantes 2015

Informações Importantes 2015 Infrmações Imprtantes 2015 CURSOS EXTRACURRICULARES N intuit de prprcinar uma frmaçã cmpleta para alun, Clégi Vértice ferece curss extracurriculares, que acntecem lg após as aulas regulares, tant n períd

Leia mais

1 Criando uma conta no EndNote

1 Criando uma conta no EndNote O EndNte Basic (anterirmente cnhecid pr EndNte Web), é um sftware gerenciadr de referências desenvlvid pela Editra Thmsn Reuters. Permite rganizar referências bibligráficas para citaçã em artigs, mngrafias,

Leia mais

PORTARIA N. 8.605 de 05 de novembro de 2013.

PORTARIA N. 8.605 de 05 de novembro de 2013. PORTARIA N. 8.605 de 05 de nvembr de 2013. Altera a Plítica de Segurança da Infrmaçã n âmbit d Tribunal Reginal d Trabalh da 4ª Regiã. A PRESIDENTE DO, n us de suas atribuições legais e regimentais, CONSIDERANDO

Leia mais

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso Universidade Federal d Ceará Campus de Sbral Curs de Engenharia da Cmputaçã Regulament para realizaçã d Trabalh de Cnclusã de Curs Intrduçã Este dcument estabelece as regras básicas para funcinament das

Leia mais

Agenda. A interface de Agendamento é encontrada no Modulo Salão de Vendas Agendamento Controle de Agendamento, e será apresentada conforme figura 01.

Agenda. A interface de Agendamento é encontrada no Modulo Salão de Vendas Agendamento Controle de Agendamento, e será apresentada conforme figura 01. Agenda Intrduçã Diariamente cada um ds trabalhadres de uma empresa executam diversas atividades, muitas vezes estas atividades tem praz para serem executadas e devem ser planejadas juntamente cm utras

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO ANTECEDENTES CRIMINAIS

MANUAL DO USUÁRIO ANTECEDENTES CRIMINAIS SISTEMA DE INFORMAÇÃO E GESTÃO INTEGRADA POLICIAL Elabrad: Equipe SAG Revisad: Aprvad: Data: 11/09/2008 Data: 10/10/2008 Data: A autenticaçã d dcument cnsta n arquiv primári da Qualidade Referencia: Help_Online_Antecedentes_Criminais.dc

Leia mais

Perguntas frequentes sobre o Programa Banda Larga nas Escolas

Perguntas frequentes sobre o Programa Banda Larga nas Escolas Perguntas frequentes sbre Prgrama Banda Larga nas Esclas 1. Qual bjetiv d Prgrama Banda Larga nas Esclas? O Prgrama Banda Larga nas Esclas tem cm bjetiv cnectar tdas as esclas públicas à internet, rede

Leia mais

EDITAL Nº 034/2014 ESCOLA JUDICIAL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE PERNAMBUCO PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO DE SERVIDORES

EDITAL Nº 034/2014 ESCOLA JUDICIAL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE PERNAMBUCO PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO DE SERVIDORES EDITAL Nº 034/2014 ESCOLA JUDICIAL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE PERNAMBUCO PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO DE SERVIDORES Trna pública a abertura de inscrições para Curs PJE VARAS CÍVEIS Módul Servidres, destinad

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS

GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS CONTEÚDO 1. Intrduçã... 3 2. Requisits de Sftware e Hardware:... 3 3. Usuári e Grups:... 3 3.1. Cnfigurand cm Micrsft AD:... 3 3.2. Cnfigurand s Grups e Usuáris:...

Leia mais

Aula 11 Bibliotecas de função

Aula 11 Bibliotecas de função Universidade Federal d Espírit Sant Centr Tecnlógic Departament de Infrmática Prgramaçã Básica de Cmputadres Prf. Vítr E. Silva Suza Aula 11 Biblitecas de funçã 1. Intrduçã À medida que um prgrama cresce

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO www.passencncurs.cm.br Infrmações sbre Cncurs Inscrições: 18/10/2014 a 30/11/2014 Carg: Agente de Api Técnic Taxa de Inscriçã: R$ 55,00 Salári/Remuneraçã: R$ 958,76 Nº Vagas: 12 Data da Prva: 01/02/2015

Leia mais

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde Anex V Sftware de Registr Eletrônic em Saúde Implantaçã em 2 (duas) Unidades de Saúde Índice 1 INTRODUÇÃO... 3 2 ESTRATÉGIAS E PROCEDIMENTOS DE IMPLANTAÇÃO... 3 4 INFRAESTRUTURA NAS UNIDADES DE SAÚDE -

Leia mais

Anexo 03 Recomendação nº 3: estatuto padrão, estatuto fundamental e contrato social

Anexo 03 Recomendação nº 3: estatuto padrão, estatuto fundamental e contrato social Anex 03 Recmendaçã nº 3: estatut padrã, estatut fundamental e cntrat scial 1. Resum 01 Atualmente, Estatut da Crpraçã da Internet para a atribuiçã de nmes e númers (ICANN) tem um mecanism únic para alterações.

Leia mais

CRC-MG Central de Registro Civil de Minas Gerais Certidão Online - Serventia. Manual do usuário

CRC-MG Central de Registro Civil de Minas Gerais Certidão Online - Serventia. Manual do usuário CRC-MG Central de Registr Civil de Minas Gerais Certidã Online - Serventia Manual d usuári Prefáci Data: 30/01/2015 Versã dcument: 1.0 1. COMO ACESSAR O MÓDULO DA CERTIDÃO ONLINE... 04 2. OPÇÕES DE PEDIDOS

Leia mais

Plano de aulas 2010 1ª série 1ª aula 2ª etapa

Plano de aulas 2010 1ª série 1ª aula 2ª etapa Plan de aulas 2010 1ª série 1ª aula 2ª etapa Escla Clégi Eng Juarez Wanderley Prfessr Fernand Nishimura de Aragã Disciplina Infrmática Objetivs Cnstruçã de um website pessal para publicaçã de atividades

Leia mais

RECURSO ORDINÁRIO - TRT - RO N 03082-2004-262-01-00-3

RECURSO ORDINÁRIO - TRT - RO N 03082-2004-262-01-00-3 .v. PODER JUDICIÁRIO FEDERAL TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1» REGIÃO 6^ TURMA "CARGO DE CONFIANÇA. HORAS EXTRAS E REFLEXOS. SOBREAVISO. Nã prvad que a Autra tinha pderes de gestã, devid é pagament das

Leia mais

COORDENADORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Suporte técnico

COORDENADORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Suporte técnico COORDENADORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Suprte técnic O serviç de suprte técnic tem pr bjetiv frnecer atendiment as usuáris de prduts e serviçs de infrmática da Defensria Pública. Este serviç é prvid

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL Cntratante: O CONSELHO REGIONAL DE SERVIÇO SOCIAL - 12º REGIÃO, pessa jurídica de direit públic cnstituída sb a frma de autarquia fiscalizadra,

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Gabinete do Deputado FERNANDO JORDÃO - PMDB/RJ Brasília, 21 de março de 2011.

CÂMARA DOS DEPUTADOS Gabinete do Deputado FERNANDO JORDÃO - PMDB/RJ Brasília, 21 de março de 2011. Gabinete d Deputad FERNANDO JORDÃO - PMDB/RJ Brasília, 21 de març de 2011. Quand ingressei cm Requeriment slicitand a presença de Vssas Senhrias na Cmissã, estava assustad, cm, aliás, tda a ppulaçã, cm

Leia mais

Guia Prático do Estágio. Seu Estágio em 5 Passos

Guia Prático do Estágio. Seu Estágio em 5 Passos Guia Prátic d Estági Seu Estági em 5 Passs O que é Estági? A atividade de estági é um fatr significativ na frmaçã d prfissinal, pr prprcinar a interaçã d alun cm a realidade da prfissã e a cmplementaçã

Leia mais

DÚVIDAS SOBRE OS BENEFÍCIOS ATRIBUÍDOS AOS ANTIGOS COMBATENTES?

DÚVIDAS SOBRE OS BENEFÍCIOS ATRIBUÍDOS AOS ANTIGOS COMBATENTES? DÚVIDAS SOBRE OS BENEFÍCIOS ATRIBUÍDOS AOS ANTIGOS COMBATENTES? ÂMBITO PESSOAL O regime jurídic d serviç militar prestad em cndições especiais de dificuldade u perig, aprvad pela Lei n.º 9/2002, de 11

Leia mais

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO UC_REQ-MK_ACF-001 27/01/2015 00 1 / 12 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 Objetiv... 2 Públic Alv... 2 Escp... 2 Referências... 2 DESCRIÇÃO GERAL DO PRODUTO... 2 Características d Usuári... 2 Limites, Supsições e

Leia mais

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000 ISO 9001:2008 alterações à versã de 2000 Já passaram quase it ans desde que a versã da ISO 9001 d an 2000 fi publicada, que cnduziu à necessidade de uma grande mudança para muitas rganizações, incluind

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO E DO GRUPO FAMILIAR (fotocópia).

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO E DO GRUPO FAMILIAR (fotocópia). DOCUMENTAÇÃO PARA O PROUNI Cmprvaçã de dcuments Ensin Médi; Ficha de Inscriçã, Identificaçã d Candidat e d Grup Familiar; Cmprvaçã de Endereç d Candidat e d Grup Familiar; Cmprvaçã de renda d Candidat

Leia mais

CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM ENGENHARIA CIVIL I N S T R U Ç Õ E S

CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM ENGENHARIA CIVIL I N S T R U Ç Õ E S 1 PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO CONCURSO PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS GOIÂNIA CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM ENGENHARIA CIVIL I N S T R U Ç Õ E S Verifique

Leia mais

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário MTur Sistema Artistas d Turism Manual d Usuári Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 3. ACESSAR O SISTEMA... 4 4. UTILIZANDO O SISTEMA... 9 4.1. CADASTRAR REPRESENTANTE... 9 4.2. CADASTRAR

Leia mais

Esta Cartilha vai ajudar você a entender melhor o Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada e o Plano de Benefícios JMalucelli.

Esta Cartilha vai ajudar você a entender melhor o Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada e o Plano de Benefícios JMalucelli. ÍNDICE CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO JMALUCELLI... 8 PARTICIPANTES... 8 Participante Ativ... 8 Participante Assistid...

Leia mais

PRÊMIO AUTOMAÇÃO - CATEGORIA DE JORNALISMO

PRÊMIO AUTOMAÇÃO - CATEGORIA DE JORNALISMO PRÊMIO AUTOMAÇÃO - CATEGORIA DE JORNALISMO REGULAMENTO 1. DOS OBJETIVOS DO PRÊMIO O PRÊMIO NA CATEGORIA DE JORNALISMO tem cm bjetiv premiar matérias veiculadas na imprensa nacinal relativas a temas ligads

Leia mais

SDK (Software Development Kit) do Microsoft Kinect para Windows

SDK (Software Development Kit) do Microsoft Kinect para Windows SDK (Sftware Develpment Kit) d Micrsft Kinect para Windws Os presentes terms de licença cnstituem um acrd entre a Micrsft Crpratin (u, dependend d lcal n qual vcê esteja dmiciliad, uma de suas afiliadas)

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO MINISTRADOS NO IPP NO ENSINO SUPERIOR NOS CURSOS

REGULAMENTO CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO MINISTRADOS NO IPP NO ENSINO SUPERIOR NOS CURSOS REGULAMENTO CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR NOS CURSOS MINISTRADOS NO IPP JULHO 2010 ÍNDICE CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS Object... 3 Âmbit bjectiv... 3 Âmbit subjectiv...

Leia mais

Processo TCar Balanço Móbile

Processo TCar Balanço Móbile Prcess TCar Balanç Móbile Tecinc Infrmática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Centr Cascavel PR 1 Sumári Intrduçã... 3 Funcinalidade... 3 1 Exprtaçã Arquiv Cletr de Dads (Sistema TCar)... 4 1.1 Funcinalidade...

Leia mais

ALTERAÇÕES NO SISTEMA ORION

ALTERAÇÕES NO SISTEMA ORION ALTERAÇÕES NO SISTEMA ORION Orin Versã 7.74 TABELAS Clientes Na tela de Cadastr de Clientes, fi inserid btã e um camp que apresenta códig que cliente recebeu após cálcul da Curva ABC. Esse btã executa

Leia mais

PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP 2014

PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP 2014 QUALIDADE RS PGQP PROGRAMA GAÚCHO DA QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP 2014 GUIA PARA CANDIDATURA SUMÁRIO 1. O PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP... 3 1.1 Benefícis... 3 2. PREMIAÇÃO... 3 2.1 Diretrizes

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO www.passencncurs.cm.br Infrmações sbre Cncurs Inscrições: 03/10/2014 a 20/11/2014 Carg: Assistente Administrativ Taxa de Inscriçã: R$ 75,00 Salári/Remuneraçã: R$ 2.123,73 Nº Vagas: Cadastr de Reserva Data

Leia mais

MANUAL DO PRODUTO GERGERAISISTÊNCI SEGURO APP INVEST

MANUAL DO PRODUTO GERGERAISISTÊNCI SEGURO APP INVEST MANUAL DO PRODUTO GERGERAISISTÊNCI SEGURO APP INVEST A MANUAL DO PRODUTO SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE PASSAGEIROS E/OU TRIPULANTE (APP) INVEST O presente Manual d Prdut cntém: SEGURO APP INVEST 1. VANTAGENS

Leia mais

Gabinete de Serviço Social

Gabinete de Serviço Social Gabinete de Serviç Scial Plan de Actividades 2009/10 Frmar hmens e mulheres para s utrs Despertar interesse pel vluntariad Experimentar a slidariedade Educaçã acessível a tds Precupaçã particular pels

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO www.passencncurs.cm.br Infrmações sbre Cncurs Inscrições: 20/10/2014 a 20/11/2014 Carg: Auxiliar Administrativ Taxa de Inscriçã: R$ 45,00 Salári/Remuneraçã: R$ 1.100,00 Nº Vagas: 50 Data da Prva: 07/12/2014

Leia mais

Lista de Documentos o Abertura de Empresas Abertura de empresas na área de alimentos Documentos para estabelecimentos comerciais (pessoa física)

Lista de Documentos o Abertura de Empresas Abertura de empresas na área de alimentos Documentos para estabelecimentos comerciais (pessoa física) Lista de Dcuments Abertura de Empresas Abertura de empresas na área de aliments Dcuments para estabeleciments cmerciais (pessa física) 1) Ficha de Inscriçã Cadastral, preenchida na própria VISA; 2) Cópia

Leia mais

Definições Relacionadas à Política de Segurança da Informação

Definições Relacionadas à Política de Segurança da Informação Definições Relacinadas à Plítica de Segurança da Infrmaçã Área respnsável Versã Data de emissã Data de revisã Data de vigência Infrmática Crprativa - Segurança 1.2 20/08/2009 30/10/2013 01/02/2014 Objetiv

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO EDITAL

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO EDITAL EDITAL CANDIDATURA AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS (CTeSP) 2015 CONDIÇÕES DE ACESSO 1. Pdem candidatar-se a acess de um Curs Técnic Superir Prfissinal (CTeSP) da ESTGL tds s que estiverem

Leia mais

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES (GR3P30)

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES (GR3P30) UNIP Brasília - Crdenaçã CG/CW/GR/AD Senhres Aluns, Seguem infrmações imprtantes sbre PIM: 1. O QUE É? - Os PIM (Prjet Integrad Multidisciplinar) sã prjets brigatóris realizads els aluns ds curss de graduaçã

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO www.passencncurs.cm.br Infrmações sbre Cncurs Inscrições: 10/11/2014 a 07/12/2014 Carg: Auxiliar de Secretaria Taxa de Inscriçã: R$ 50,00 Salári/Remuneraçã: R$ 800,85 Nº Vagas: 29 + 40 Cadastr de Reserva

Leia mais

Legenda da Mensagem de Resposta à Verificação de Elegibilidade (respostaelegibilidade)

Legenda da Mensagem de Resposta à Verificação de Elegibilidade (respostaelegibilidade) Legenda da Mensagem de Respsta à Verificaçã de Elegibilidade (respstaelegibilidade) Mensagem : Respta à verificaçã de elegibilidade (respstaelegibilidade) - Flux : Operadra para Prestadr Códig da mensagem

Leia mais

HARDWARE e SOFTWARE. O Computador é composto por duas partes: uma parte física (hardware) e outra parte lógica (software).

HARDWARE e SOFTWARE. O Computador é composto por duas partes: uma parte física (hardware) e outra parte lógica (software). HARDWARE e SOFTWARE O Cmputadr é cmpst pr duas partes: uma parte física (hardware) e utra parte lógica (sftware). Vcê sabe qual é a diferença entre "Hardware" e "Sftware"? Hardware: é nme dad a cnjunt

Leia mais

OBJECTIVO. Ligação segura às redes públicas de telecomunicações, sob o ponto de vista dos clientes e dos operadores;

OBJECTIVO. Ligação segura às redes públicas de telecomunicações, sob o ponto de vista dos clientes e dos operadores; Prcediments de Avaliaçã das ITED ANACOM, 1ª ediçã Julh 2004 OBJECTIVO De acrd cm dispst n nº 1, d artº 22º, d Decret Lei nº 59/2000, de 19 de Abril (adiante designad cm DL59), a cnfrmidade da instalaçã

Leia mais

FKcorreiosg2_cp1 - Complemento Transportadoras

FKcorreiosg2_cp1 - Complemento Transportadoras FKcrreisg2_cp1 - Cmplement Transprtadras Instalaçã d módul Faça dwnlad d arquiv FKcrreisg2_cp1.zip, salvand- em uma pasta em seu cmputadr. Entre na área administrativa de sua lja: Entre n menu Móduls/Móduls.

Leia mais

CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM RELAÇÕES PÚBLICAS I N S T R U Ç Õ E S

CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM RELAÇÕES PÚBLICAS I N S T R U Ç Õ E S 1 PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO CONCURSO PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS GOIÂNIA CADERNO DE PROVA NÍVEL SUPERIOR EM RELAÇÕES PÚBLICAS I N S T R U Ç Õ E S Verifique

Leia mais

^i * aesíqn e=> ~omunícc3ç:c30

^i * aesíqn e=> ~omunícc3ç:c30 ^i * aesíqn e=> ~munícc3ç:c30 CONTRATO DE LICENÇA DE USO DO SISTEMA - SUBMIT CMS Web Site da Prefeitura de Frei Martinh - Paraíba 1. IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTE Prefeitura Municipal de Frei Martinh

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração

Manual de Instalação e Configuração Manual de Instalaçã e Cnfiguraçã Prdut:n-ReleaserEmbedded fr Lexmark Versã 1.2.1 Versã d Dc.:1.0 Autr: Lucas Machad Santini Data: 14/04/2011 Dcument destinad a: Clientes e Revendas Alterad pr: Release

Leia mais

Os valores solicitados para transporte e seguro saúde deverão ser comprovados por um orçamento integral fornecido por uma agência de viagem.

Os valores solicitados para transporte e seguro saúde deverão ser comprovados por um orçamento integral fornecido por uma agência de viagem. Aluns de Pós-Graduaçã de Instituições Estrangeiras Visa apiar visitas de n máxim 30 dias, de dutrands de instituições estrangeiras, qualificads, e prcedentes de Centrs de Excelência para estudarem, pesquisarem

Leia mais

Procedimentos para aceitação de materiais e equipamentos fornecidos à EDP Distribuição

Procedimentos para aceitação de materiais e equipamentos fornecidos à EDP Distribuição Julh 2010 Prcediments para aceitaçã de materiais e equipaments frnecids à EDP Distribuiçã DGF/Departament Gestã de Materiais e Equipaments Prcediments para aceitaçã de materiais e equipaments frnecids

Leia mais

INFORMAÇÃO GAI. Apoios às empresas pela contratação de trabalhadores

INFORMAÇÃO GAI. Apoios às empresas pela contratação de trabalhadores INFORMAÇÃO GAI Apis às empresas pela cntrataçã de trabalhadres N âmbit das plíticas de empreg, Gvern tem vind a criar algumas medidas de api às empresas pela cntrataçã de trabalhadres, n entant tem-se

Leia mais

CTH - ALERT REFERRAL NOVAS FUNCIONALIDADES/Perfil Administrativo Centro de Saúde

CTH - ALERT REFERRAL NOVAS FUNCIONALIDADES/Perfil Administrativo Centro de Saúde Cnsulta a Temp e Hras CTH - ALERT REFERRAL NOVAS FUNCIONALIDADES/Perfil Administrativ Centr de Saúde 2013 ALERT Life Sciences Cmputing, S.A.. Tds s direits reservads. A ALERT Life Sciences Cmputing, S.A.

Leia mais

PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO CURSOS: Eletrônica, Informática, Mecânica, Mecatrônica, Química e Petróleo e Gás

PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO CURSOS: Eletrônica, Informática, Mecânica, Mecatrônica, Química e Petróleo e Gás PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO CURSOS: Eletrônica, Infrmática, Mecânica, Mecatrônica, Química e Petróle e Gás Objetiv: Elabrar e desenvlver um prjet na área prfissinal,

Leia mais

RELATOR: Senador EUNÍCIO OLIVEIRA

RELATOR: Senador EUNÍCIO OLIVEIRA De Plenári, err1 substituiçã à COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, sbre Prjet de Lei da Câmara 209, de 2015, de autria d Deputad Aeltn Freitas, que altera a Lei n 8.906, de 4 de julh de 1994

Leia mais

Manual de Configuração

Manual de Configuração Manual de Cnfiguraçã Pnt de Venda (PDV) Versã: 1.1 Índice 1 EASYASSIST PONTO DE VENDA (PDV)... 3 1.1 INSTALANDO O TERMINAL EASYASSIST PONTO DE VENDA (PDV)... 3 1.2 CAPTURANDO O NÚMERO DE SÉRIE E O GT DO

Leia mais

LEI Nº 8.069, DE 13 DE JULHO DE 1990.

LEI Nº 8.069, DE 13 DE JULHO DE 1990. LEI Nº 8.069, DE 13 DE JULHO DE 1990. O IASAe a Escla Municipal de SantAndré realizaram uma série de ações vltadas para a disseminaçã e efetivaçã ds Direits das Crianças e Adlescentes estabelecids pel

Leia mais

Channel. Colaboradores. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9

Channel. Colaboradores. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9 Channel Clabradres Tutrial Atualizad cm a versã 3.9 Cpyright 2009 pr JExperts Tecnlgia Ltda. tds direits reservads. É pribida a reprduçã deste manual sem autrizaçã prévia e pr escrit da JExperts Tecnlgia

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS INDICE Descriçã básica...3 A. Quem pde acessar módul?... 3 Relações Ministeriais, Prcess...4 B. Etapas e Agentes... 4 C. Duraçã d prcess... 4 Atividades Permitidas as Usuáris d

Leia mais

Florianópolis, 25 de janeiro de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017

Florianópolis, 25 de janeiro de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017 Flrianóplis, 25 de janeir de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017 1) Cnsiderações Gerais: A Federaçã Nacinal ds Estudantes de Engenharia Civil

Leia mais

Este documento tem como objetivo definir as políticas referentes à relação entre a Sioux e seus funcionários.

Este documento tem como objetivo definir as políticas referentes à relação entre a Sioux e seus funcionários. OBJETIVO Este dcument tem cm bjetiv definir as plíticas referentes à relaçã entre a Siux e seus funcináris. A Siux se reserva direit de alterar suas plíticas em funçã ds nvs cenáris da empresa sem avis

Leia mais

VISTOS, relatados e discutidos os autos do Pedido de Providências 0.970,

VISTOS, relatados e discutidos os autos do Pedido de Providências 0.970, 1 Pedid de Prvidências n" 970 Requerente: Escla Nacinal da Magistratura e Assciaçã ds Magistrads d Brasil. Assunt:Resluçã n 11/2006 CNJ - Atividade jurídica - Curss de Pósgraduaçã - Ediçã de nrma de transiçã.

Leia mais

SIG Sistema Integrado de Gestão

SIG Sistema Integrado de Gestão SIG Sistema Integrad de Gestã SIGRH -Sistema Integrad de Gestã de Recurss Humans Gustav Bertld Quatrin Deivid Firin Agenda Cntextualizaçã Visã Geral ds seguintes sistemas: SIPAC, SGPP, SIGAA, SIGADMIN,

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO www.passencncurs.cm.br Infrmações sbre Cncurs Inscrições: 23/11/2014 a 18/12/2014 Carg: Técnic de Nível Superir: Ciências Cntábeis Taxa de Inscriçã: R$ 60,00 Salári/Remuneraçã: R$ 4.232,00 Nº Vagas: 01

Leia mais

Administração de Redes Servidores de Aplicação

Administração de Redes Servidores de Aplicação 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA Administraçã de Redes Servidres de Aplicaçã

Leia mais

5. PLANEJAMENTO E ORGANIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO:

5. PLANEJAMENTO E ORGANIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO: 5. PLANEJAMENTO E ORGANIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO: 5.1 INTRODUÇÃO A rganizaçã da manutençã era cnceituada, até há puc temp, cm planejament e administraçã ds recurss para a adequaçã à carga de trabalh esperada.

Leia mais

Pessoal, vislumbro recursos na prova de conhecimentos específicos de Gestão Social para as seguintes questões:

Pessoal, vislumbro recursos na prova de conhecimentos específicos de Gestão Social para as seguintes questões: Pessal, vislumbr recurss na prva de cnheciments específics de Gestã Scial para as seguintes questões: Questã 01 Questã 11 Questã 45 Questã 51 Questã 56 Vejams as questões e arguments: LEGISLAÇÃO - GESTÃO

Leia mais

Glossário das Metas Prioritárias 2010 Versão 1.2.14 Agosto/2010

Glossário das Metas Prioritárias 2010 Versão 1.2.14 Agosto/2010 Meta Priritária 5 Implantar métd de gerenciament de rtinas (gestã de prcesss de trabalh) em pel mens 50% das unidades judiciárias de 1º grau. Esclareciment da Meta Nã estã sujeits a esta meta s tribunais

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS OESTECIM A MINHA EMPRESA

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS OESTECIM A MINHA EMPRESA 1. Intrduçã e Objetivs a) O Cncurs de Ideias OESTECIM a minha empresa pretende ptenciar apareciment de prjets invadres na regiã d Oeste sempre numa perspetiva de desenvlviment ecnómic e scial. b) O Cncurs

Leia mais

CURSO PREPARATÓRIO PARA CERTIFICAÇÃO

CURSO PREPARATÓRIO PARA CERTIFICAÇÃO Cnteúd prgramátic CURSO PREPARATÓRIO PARA CERTIFICAÇÃO Este é cnteúd prgramátic d curs preparatóri n nv prgrama CDO-0001 para a certificaçã CmpTIA CDIA+. CONCEITUAL ECM Apresentaçã ds cnceits envlvids

Leia mais

Direitos e Obrigações no âmbito dos Acidentes Profissionais e Doenças Profissionais

Direitos e Obrigações no âmbito dos Acidentes Profissionais e Doenças Profissionais Cmunicaçã Direits e Obrigações n âmbit ds Acidentes Prfissinais e Denças Prfissinais Direits e Obrigações n âmbit ds Acidentes Prfissinais e Denças Prfissinais (Lei nº 98/2009 de 4 de Setembr) 1- QUEM

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalaçã Prdut: n-hst Versã d prdut: 4.1 Autr: Aline Della Justina Versã d dcument: 1 Versã d template: Data: 30/07/01 Dcument destinad a: Parceirs NDDigital, técnics de suprte, analistas de

Leia mais