CRC-MG Central de Registro Civil de Minas Gerais Certidão Online - Serventia. Manual do usuário

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CRC-MG Central de Registro Civil de Minas Gerais Certidão Online - Serventia. Manual do usuário"

Transcrição

1 CRC-MG Central de Registr Civil de Minas Gerais Certidã Online - Serventia Manual d usuári

2 Prefáci Data: 30/01/2015 Versã dcument: COMO ACESSAR O MÓDULO DA CERTIDÃO ONLINE OPÇÕES DE PEDIDOS E RECEBIMENTO COMO VERIFICAR PEDIDOS DE CERTIDÃO RECEBIDOS ENTENDENDO A TELA DO MODULO CERTIDÃO ONLINE RECEBENDO UM PEDIDO DE CERTIDÃO (REQUISITADO) REALIZANDO UM PEDIDO DE CERTIDÃO (REQUISITANTE) SELAGEM E PAGAMENTO GERAÇÃO DO ARQUIVO DA CERTIDÃO ELETRÔNICA PELO CARTOSOFT GERANDO A CERTIDÃO ELETRÔNICA PARA ENVIO IMPORTANDO E IMPRIMINDO UMA CERTIDÃO ELETRÔNICA ASSINATURA DIGITAL

3 1. Cm acessar módul da certidã nline O acess a sistema smente pderá ser feit cm us d certificad digital. Para lgar n sistema WebRecivil ficial u funcinári deverá acessar link: webrecivil.recivil.cm.br cm seu certificad digital já cnectad n cmputadr. Tela de entrada d sistema Tela de seleçã d certificad Digital Após iss vcê deverá selecinar seu certificad e digitar sua senha (senha PIN) d certificad. Obs: O certificad digital deve ser válid e d tip A3, nã pde estar revgad. A entrar n prtal de serviçs d registradr civil WebRecivil, ficial u funcinári visualizará váris móduls cm s serviçs já dispníveis n prtal. O módul da CRC é da cr verde (cm mstra a figura abaix). Para acessá-l basta smente clicar sbre a imagem. 2. Opções de pedids e recebiment Os pedids pdem ser feits pr utra serventia u pel cidadã. 1 Pedid realizad pel cidadã, através d site 3

4 a) Certidã eletrônica PDF/A Certidã eletrônica, em frmat PDF, assinada digitalmente cm certificad digital. Imprtante: Esta pçã está blqueada, e smente será liberada cm a expansã d sel de fiscalizaçã eletrônic que é indispensável para esta pçã. b) Certidã física Entregue pel crrei A certidã é expedida fisicamente e enviada para requisitante através d crrei para endereç cadastrad n site. c) Certidã física Busca diretamente na serventia A certidã é expedida fisicamente e entregue na serventia nde se encntra registr, para cidadã. Imprtante: Este módul está send aperfeiçad e na próxima versã d sistema será pssível cidadã realizar pedid pela internet e esclher em qual serventia irá retirar a certidã impressa. 2 Pedid realizad pr utra serventia, através d site webrecivil.recivil.cm.br a) Certidã eletrônica P7s Certidã eletrônica em frmat XML assinada digitalmente cm certificad digital. Nesta pçã, ficial requisitante receberá arquiv da certidã eletrônica assinad cm certificad digital e deverá imprtar este arquiv em seu sistema de cartóri para materializaçã da certidã (irems explicar mais a frente cm realizar esta imprtaçã, para quem tem sistema cartsft). 3. Cm verificar pedids de certidã recebids Na parte superir da tela de entrada d sistema WebRecivil, fi criad um quadr de ntificações nde é pssível acmpanhar se existe alguma ntificaçã de algum módul d sistema para a serventia. 4

5 O quadr de ntificaçã mstra númer de ntificações ainda nã lidas pela serventia e sbre qual módul ela se refere. 4. Entendend a tela d Módul Certidã Online O serviç de Certidã Online é integrad cm mdul CRC, nde é pssível fazer pedids de certidã tant de serventia para serventia, cm de cidadã para serventia. A mdul CRC fram adicinadas duas nvas funcinalidades: Pedids de certidã requisitads a minha serventia (acess requisitad) e Pedids de certidã realizads em minha serventia (acess requisitante). Cada um destes serviçs será explicad detalhadamente ns próxims tópics deste manual. Abaix cnheça a tela: 5 Recebend um pedid de certidã (requisitad) Nesta pçã, ficial u funcinári da serventia acmpanhará s pedids de certidã feits para a sua serventia. 5

6 1. Legenda Tip de fat. O sistema está trabalhand, a princípi, smente cm Nasciment, Casament e Óbit. 2. Cluna Id - Refere a Id d pedid recebid. Esta infrmaçã é imprtante, pis deverá ser usada para a geraçã d arquiv da certidã eletrônica. 3. Cluna etapa Nesta cluna é pssível acmpanhar status d pedid recebid até termin de td prcess. Para verificar pedid, basta clicar sbre status. Abaix seguem tds s status existentes para requisitad: Realizar análise de averbaçã Este status é de análise de averbaçã, nde a serventia deverá infrmar se aquela certidã pssui u nã averbaçã e cnfirmar pedid u rejeitá-l. Realizar análise de averbaçã e frete Neste status a serventia deverá infrmar se a certidã pssui u nã averbaçã e valr d frete d crrei para endereç de entrega. O sistema pssui um atalh d site ds crreis, nde é pssível calcular valr d frete através ds dads d destinatári exibids na tela d pedid. Após calculad valr d frete, deve se inserir mesm n camp valr d frete na tela d pedid. 6

7 Pedid Rejeitad Quand pedid fr rejeitad pela serventia. Ex: registr nã encntrad, err n registr u algum utr mtiv. Pagament rejeitad aguarde nv pagament Cas valr d pedid esteja incrret u nã fi prcessad n praz adequad. Aguardand pagament Aguardand pagament pr parte d requisitante. Analisand pagament Verifica se pagament fi pag crretamente. Prnt para envi da 2º via O pagament já fi efetuad e a certidã pde ser enviada para requisitante de acrd cm tip de recebiment esclhid. Dispnibilizar segunda via para busca Quand tip de recebiment fr buscar na serventia a serventia requisitada deverá liberar a busca da certidã lcalmente para requisitante. Pedid Realizad Pedid finalizad, tdas as etapas fram realizadas e a certidã dispnibilizada para requisitante. Pedid Arquivad Autmaticamente depis de um praz determinad pel sistema, s pedids realizads serã arquivads. 4. Cluna data Data e hra em que fi feita a slicitaçã. 5. Cluna Nme da pessa Nme d registrad u niv e niva (n cas de casament) 6. Cluna Tip de fat Tip da certidã slicitada, nasciment, casament u óbit. 7. Cluna Requisitante Tip de requisitante que slicitu a certidã (serventia u cidadã). 8. Cluna Valr Valr ttal da slicitaçã. 9. Cluna Averbaçã Se a certidã slicitada pssui u nã averbaçã. 6. Realizand um pedid de certidã (requisitante) O pedid de certidã pr parte d ficial é feit pel site webrecivil.recivil.cm.br n mdul CRC na pçã Cnsulta pessa física. 7

8 Para realizar a cnsulta, ficial u funcinári designad deverá selecinar s filtrs cnfrme mstra a tela acima. Os filtrs sã: Municipi: Municípi nde fi realizad registr. Cas nã saiba municípi de rigem da pessa física, pde-se selecinar pçã Tds Municípis, na lista ds Municípis. Tip de busca: Tip de certidã pesquisada, Nasciment, Casament u Óbit. Tip de an: Se an buscad será an d registr (an em que fi realizad registr na serventia) u an d fat (pr exempl, an d nasciment, casament u óbit) (camp brigatóri). An: O an d registr u fat de acrd cm a pçã d filtr acima. Nme: Nme d registrad u d niv e niva, n cas de casament. A clicar n btã exibir s registrs encntrads, serã exibids em frma de lista trazend s dads determinads n Prviment 256/2013 da CGJ-MG. Dads que serã exibids na cnsulta: a) Dads cnsultads da própria serventia Nme da serventia; Tip d at infrmad (nasciment, casament, casament religis, óbit, natimrt, interdiçã, ausência, emancipaçã e demais ats d livr E ); Data d fat; Númer d livr, da flha e d term nde fi lavrad; Data em que fi lavrad; Nme da pessa á qual se refere; Nme d cônjuge da pessa, ns cass de casament e casament religis, u nme da genitra ns demais cass; Se pssui u nã alguma antaçã u averbaçã á margem d assent; Registrs cancelads u cm ter sigils; b) Dads cnsultads de utra serventia Nme da serventia; Tip d at infrmad (nasciment, casament, casament religis, óbit, natimrt, interdiçã, ausência, emancipaçã e demais ats d livr E ); Data d fat; Nme da pessa á qual se refere; Nme d cônjuge da pessa, ns cass de casament e casament religis, u nme da genitra ns demais cass; Após resultad da busca é pssível fazer pedid de duas frmas. 8

9 Cas a cnsulta retrne cm s dads da certidã desejada, basta clicar n btã Slicitar certidã. Cas nã encntre s dads que estã send cnsultads é pssível realizar pedid através d preenchiment d frmulári eletrônic. Tela de resultad da cnsulta de pessa física Tela de pedid de certidã via frmulári eletrônic Quand eu faç pedid da certidã, eu pss acmpanhar e verificar prcess deste pedid até receber arquiv para a materializaçã n módul CRC na pçã Pedids de certidã realizads em minha serventia (acess requisitante) Nesta pçã ficial u funcinári da serventia cnseguirá acmpanhar s pedids de certidã feits em sua serventia. 9

10 1. Legenda - Tip de fat. O sistema esta trabalhand a principi smente cm Nasciment, Casament e Óbit. 2. Cluna Id - Refere a Id d pedid realizad. Esta infrmaçã é imprtante, pis deverá ser usada para a geraçã d arquiv da certidã eletrônica pel sistema própri da serventia. 3. Cluna etapa Nesta cluna é pssível acmpanhar status d pedid realizad até termin de td prcess. Para verificar cm pedid, basta clicar sbre status. Abaix seguem tds s status existentes para requisitante: Aguarde a analise de averbaçã Verifica se existe averbaçã para a certidã slicitada. Aguardand pagament A serventia deverá efetuar pagament cnfrme a frma selecinada. Analisand pagament Aguardand a cnfirmaçã d pagament pr parte da serventia requisitada. Pedid realizad, segunda via liberada para dwnlad O arquiv da certidã eletrônica assinad digitalmente (XML) liberad. 7. Selagem e pagament a) Pedid de certidã Serventia para serventia N cas d pedid de uma serventia para utra, a selagem da certidã deve ser feita pelas duas serventias que participam d prcess, tant a serventia que emite arquiv da certidã eletrônica quant a serventia requisitante que imprimirá a certidã física. A serventia que gera a certidã eletrônica deve usar sel de fiscalizaçã físic n relatóri periódic de transmissã eletrônica de dads e clar sel crrespndente referente à certidã que fi enviada, cnfrme item 14 da tabela 07 de emluments e Prtaria n 07/2011/CGJMG. Já a serventia requisitante que imprimirá a certidã deverá clar sel na certidã que será entregue a parte. Abaix mdel d relatóri periódic de transmissã eletrônica de dads: 10

11 Os valres de uma certidã requisitada de uma serventia para utra sã: R$ 30,01 referente a certidã, item 8 da tabela 07 R$ 30,01 referente a transmissã, item 14 da tabela 07 R$ 5,48 referente a averbaçã (cas pssua), item 9 da tabela 07 R$ 6,00 encargs administrativs, cnfrme Art.11 4º d Prviment n 38/2014 d CNJ Existem duas frmas de pagament n sistema. A primeira é blet bancári e a segunda é a transferência bancária. Tant blet cm a transferência sã feits através d banc BRADESCO. Nã é pssível fazer a transferência pr utr banc. O Recivil está trabalhand para que, em breve, sistema tenha a mdalidade de pagament cm cartã de crédit. Após pagament, sistema infrmará a cartóri emissr da certidã eletrônica que ele já pde enviar arquiv para a serventia requisitante. O Recivil irá transferir dinheir semanalmente para as serventias que pssuem cnta n banc Bradesc e mensalmente junt cm pagament ds ats gratuits realizads pel Recmpe-MG a tdas as serventias. b) Pedid de certidã Cidadã para serventia N cas de um pedid realizad pel cidadã para uma serventia, a certidã deverá ser selada antes da entrega para a parte, seja pel crrei u fisicamente na própria serventia. N cas da certidã eletrônica, PDF/A assinad digitalmente, a certidã será selada cm sel eletrônic que será implantad n estad pela CGJ-MG até an de Os valres de uma certidã requisitada pel cidadã a uma serventia serã: R$ 30,01 referente a certidã, item 8 da tabela 07 R$ 5,48 referente a averbaçã (cas pssua), item 9 da tabela 07 R$ 6,00 encargs administrativs, cnfrme Art.11 4º d Prviment n 38/2014 d CNJ Imprtante: Cas a pçã d cidadã tenha sid em receber a certidã pel crrei, a serventia deverá incluir valr d frete n sistema assim cm códig de rastrei para que cidadã pssa acmpanhar a entrega. 11

12 8. Geraçã d arquiv da certidã eletrônica pel Cartsft Neste tópic descreverems detalhadamente s prcesss para emitir e imprimir uma certidã da Central d Registr Civil (CRC) n sistema Cartsft. O sistema Cartsft fi adaptad para gerar a certidã eletrônica cm também imprtar arquiv da certidã gerad pr utra serventia. O sistema também está preparad para a geraçã d relatóri de transmissã eletrônica e cntrle ds sels utilizads. Imprtante: Quem pssui utr sistema de autmaçã da serventia, deverá prcurar seu desenvlvedr para fazer as adaptações necessárias para a geraçã e impressã da certidã eletrônica. Cas desenvlvedr precise de algum auxili d departament de TI d Recivil, estams à dispsiçã para auxiliá-ls. Os layuts ds arquivs da certidã eletrônica estã dispníveis n blg d departament de TI 8.1 Gerand a certidã eletrônica para envi Para gerar a certidã eletrônica a ser enviada a cartóri requisitante, basta seguir s passs abaix: Entrar na tela de Registr Antig (2 via simplificada) Digitar s dads da certidã Cnfirmar s dads (gravar) Clicar n btã Certidã Online Após clicar n btã Certidã Online uma nva janela irá aparecer. Siga s passs abaix para finalizar prcess de geraçã da certidã eletrônica. 12

13 Preencher códig nacinal da serventia Destin (CNS) este códig pde ser cnferid a clicar n link a lad d camp Nã sabe CNS? clique aqui Digitar nme da Serventia destin Digitar a Cidade / Distrit da serventia Destin Estad da Serventia Códig d pedid da Certidã Este códig vcê recebe junt da requisiçã Respnsável pela assinatura digital pessa que assinará arquiv da certidã eletrônica cm certificad digital Depis basta clicar n btã Gerar Arquiv O arquiv será salv na pasta c:\cartsft\virtual\exprta Estas infrmações sã usadas n relatóri periódic de transmissã eletrônica de dads. O cartóri que envia a certidã eletrônica para utra serventia deve imprimir um relatóri (relatóri de transmissã eletrônica de dads) nde será usad sel referente àquela certidã que fi enviada, cnfrme item 14 da tabela de emluments e Prtaria n 07/2011/CGJMG. Para emitir este relatóri n Cartsft siga s passs abaix: A clicar na pçã marcada acima, sistema irá abrir relatóri periódic cnfrme imagem abaix: 13

14 14

15 8.2 Imprtand e imprimind uma certidã eletrônica Assim que receber arquiv da certidã eletrônica e fizer dwnlad, a serventia deverá cnferir a integridade da assinatura digital d arquiv através d sistema Arisp antes de imprtá-l para seu sistema própri (ex: Cartsft) para pder imprimir a certidã. Siga s passs abaix para fazer a imprtaçã d arquiv: Selecine mdul Parâmetrs Glbais depis vá a pçã rtinas especiais e clique em Certidã Online Ler arquiv certidã, cnfrme mstra a imagem acima. Nesta tela é necessári selecinar arquiv da certidã eletrônica clicand n btã de seleçã cnfrme mstrad na imagem acima. Após selecinar arquiv que está salv na pasta c:\cartsft\virtual\exprta, basta clicar n btã Imprimir Certidã para visualizar a certidã n editr de impressã. N editr de impressã basta clicar n btã de impressã para imprimir a certidã 15

16 A certidã impressa a partir da CRC cnterá infrmações sbre a serventia de rigem (nde se encntra registr) e também da pessa que assinu eletrnicamente. 16

17 Imprtante: A certidã só pderá ser impressa uma única vez. Para uma utra certidã, será necessári um nv pedid através d sistema da certidã nline pela CRC. 9. Assinatura Digital Depis de fazer dwnlad da certidã eletrônica a serventia requisitante deverá abrir arquiv assinad cm certificaçã digital pel ficial u funcinári respnsável (substitut) n sistema Assinadr Arisp (sistema de assinatura digital) para verificar a integridade da assinatura e também salvar arquiv n frmat para leitura d seu sistema própri (Cartsft u utr). Abaix pass a pass d prcess e as telas ds sistemas: Assinadr Arisp (prgrama de assinatura digital) Para assinar u verificar a integridade da assinatura de um arquiv através d sftware Assinadr Arisp basta seguir s passs abaix: Assinar um arquiv Primeir é necessári selecinar lcal d arquiv. 2. Depis de selecinar lcal d arquiv (pasta) é precis selecinar arquiv desejad, para iss basta clicar cm muse sbre ele duas vezes. 17

18 3. O arquiv irá aparecer na parte de baix d sistema já cm um ícne diferente, um ícne referente à assinatura digital. 4. Agra basta selecinar arquiv (clicand sbre ele cm muse uma vez) e depis clicar n btã Assinar Digitalmente. Uma nva tela aparecerá (veja abaix) Nesta tela, basta clicar n btã Iniciar Assinatura. Uma nva tela aparecerá (veja abaix) Nesta tela vcê deverá digitar a senha PIN (senha para assinatura digital) d certificad digital Na tela d sistema Assinadr Arisp irá aparecer um nv arquiv cm mesm nme d arquiv riginal assinad, prém cm a extensã (final d arquiv) P7S. Iss quer dizer que arquiv fi assinad crretamente. 18

19 Imprtante: O ficial deverá enviar arquiv da certidã assinad digitalmente para a serventia requisitante. Verificar um arquiv assinad 1 1. Para verificar se arquiv fi assinad crretamente e se ele está íntegr, tem que lcalizar arquiv e clicar sbre ele duas vezes cm btã esquerd d muse Infrmaçã sbre a assinatura digital. 3. Infrmaçã sbre a integridade d arquiv. Para saber se arquiv está íntegr u nã, basta clicar na aba prpriedades n cant superir direit da tela. Veja a tela abaix: 19

20 Tela nde se verifica a integridade d arquiv assinad digitalmente Parte inferir da Tela nde se verifica quem assinu arquiv digitalmente Salvar arquiv para extensã riginal (para imprtaçã n cliente WebRecivil) Para salvar arquiv na sua extensã riginal, basta clicar n símbl d disquete na parte superir da tela, cm mstra a imagem acima e esclher lcal nde deseja salvar arquiv. Imprtante: para imprtar arquiv da certidã eletrônica n sistema própri da serventia (Cartsft u utr sistema) este pass é fundamental, pis sistema nã abrirá arquiv n frmat da assinatura digital. Qualquer dúvida, entrar em cntat cm departament de TI d Recivil. Telefne: (31) pçã 3 (três). 20

Novo Sistema Almoxarifado

Novo Sistema Almoxarifado Nv Sistema Almxarifad Instruções Iniciais 1. Ícnes padrões Existem ícnes espalhads pr td sistema, cada um ferece uma açã. Dentre eles sã dis s mais imprtantes: Realiza uma pesquisa para preencher s camps

Leia mais

CRC-Nacional Central de Registro Civil de Minas Gerais Certidão Online - Serventia

CRC-Nacional Central de Registro Civil de Minas Gerais Certidão Online - Serventia CRC-Nacinal Central de Registr Civil de Minas Gerais Certidã Online - Serventia Manual d usuári Data: 16/07/2016 Versã dcument: 1.0 Prefáci 1. COMO ACESSAR O MÓDULO DA CERTIDÃO ONLINE... 03 2. HABILITANDO

Leia mais

Sistema de Comercialização de Radiofármacos - Manual do Cliente

Sistema de Comercialização de Radiofármacos - Manual do Cliente Sistema de Cmercializaçã de Radifármacs - Manual d Cliente O IEN está dispnibilizand para s seus clientes um nv sistema para a slicitaçã ds radifármacs. Este nv sistema permitirá a cliente nã só fazer

Leia mais

Manual do Novo Pátio. Revenda. Versão 2.0

Manual do Novo Pátio. Revenda. Versão 2.0 Manual d Nv Páti Revenda Versã 2.0 1 Cnteúd INTRODUÇÃO... 3 1.LOGIN... 4 2.ANUNCIANTE... 4 2.1 Listar Usuáris... 4 2.2 Criar Usuári... 5 2.2.1 Permissões:... 6 3.SERVIÇOS... 7 3.1 Serviçs... 7 3.2 Feirã...

Leia mais

Processo TCar Balanço Móbile

Processo TCar Balanço Móbile Prcess TCar Balanç Móbile Tecinc Infrmática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Centr Cascavel PR 1 Sumári Intrduçã... 3 Funcinalidade... 3 1 Exprtaçã Arquiv Cletr de Dads (Sistema TCar)... 4 1.1 Funcinalidade...

Leia mais

Manual. Autorizador da UNIMED

Manual. Autorizador da UNIMED Manual Prtal Autrizadr da UNIMED Pass a Pass para um jeit simples de trabalhar cm Nv Prtal Unimed 1. Períd de Atualizaçã Prezads Cperads e Rede Credenciada, A Unimed Sul Capixaba irá atualizar seu sistema

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA Manual de Us (Para Detentres de Bens) Infrmações adicinais n Prtal da Crdenaçã de Patrimôni: www.cpa.unir.br 2013 Cnteúd O que papel Detentr de Bem pde fazer?... 2 Objetiv...

Leia mais

Acesso ao menu da presença de Carga Exportação WEB

Acesso ao menu da presença de Carga Exportação WEB Manual de Utilizaçã Presença de Carga Exprtaçã WEB Acess a menu da presença de Carga Exprtaçã WEB Acessar site d TECON RG (HTTP://www.tecn.cm.br); Clicar em Tecn Online; Infrmar usuári e senha de acess

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO FINANCEIRO

MANUAL DO USUÁRIO FINANCEIRO SIGIO Sistema Integrad de Gestã de Imprensa Oficial MANUAL DO USUÁRIO FINANCEIRO S I G I O M A N U A L D O U S U Á R I O P á g i n a 2 Cnteúd 1 Intrduçã... 3 2 Acess restrit a sistema... 4 2.1 Tips de

Leia mais

WEBSITE LOJAS JOMÓVEIS

WEBSITE LOJAS JOMÓVEIS WEBSITE LOJAS JOMÓVEIS Manual d Usuári Elabrad pela W3 Autmaçã e Sistemas Infrmaçã de Prpriedade d Grup Jmóveis Este dcument, cm tdas as infrmações nele cntidas, é cnfidencial e de prpriedade d Grup Jmóveis,

Leia mais

Manual de Operação WEB SisAmil - Gestão

Manual de Operação WEB SisAmil - Gestão Manual de Operaçã WEB SisAmil - Gestã Credenciads Médics 1 Índice 1. Acess Gestã SisAmil...01 2. Autrizaçã a. Inclusã de Pedid...01 b. Alteraçã de Pedid...10 c. Cancelament de Pedid...11 d. Anexs d Pedid...12

Leia mais

MANUAL DOS GESTORES DAA

MANUAL DOS GESTORES DAA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UFPI NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - NTI MANUAL DOS GESTORES DAA MÓDULOS: M atrícula e P rgramas e C DP [Digite resum d dcument aqui. Em geral, um resum é um apanhad

Leia mais

1 Criando uma conta no EndNote

1 Criando uma conta no EndNote O EndNte Basic (anterirmente cnhecid pr EndNte Web), é um sftware gerenciadr de referências desenvlvid pela Editra Thmsn Reuters. Permite rganizar referências bibligráficas para citaçã em artigs, mngrafias,

Leia mais

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário MTur Sistema Artistas d Turism Manual d Usuári Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 3. ACESSAR O SISTEMA... 4 4. UTILIZANDO O SISTEMA... 9 4.1. CADASTRAR REPRESENTANTE... 9 4.2. CADASTRAR

Leia mais

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO UC_REQ-MK_ACF-001 27/01/2015 00 1 / 12 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 Objetiv... 2 Públic Alv... 2 Escp... 2 Referências... 2 DESCRIÇÃO GERAL DO PRODUTO... 2 Características d Usuári... 2 Limites, Supsições e

Leia mais

Processo de envio de e-mail de marketing

Processo de envio de e-mail de marketing Prcess de envi de e-mail de marketing Intrduçã Visand um melhr gerenciament ns prcesss de marketing das empresas, fi desenvlvid uma nva funcinalidade para sistema TCar, que tem pr finalidade realizar envis

Leia mais

Agenda. A interface de Agendamento é encontrada no Modulo Salão de Vendas Agendamento Controle de Agendamento, e será apresentada conforme figura 01.

Agenda. A interface de Agendamento é encontrada no Modulo Salão de Vendas Agendamento Controle de Agendamento, e será apresentada conforme figura 01. Agenda Intrduçã Diariamente cada um ds trabalhadres de uma empresa executam diversas atividades, muitas vezes estas atividades tem praz para serem executadas e devem ser planejadas juntamente cm utras

Leia mais

Guia Sphinx: Instalação, Reposição e Renovação

Guia Sphinx: Instalação, Reposição e Renovação Guia Sphinx: Instalaçã, Repsiçã e Renvaçã V 5.1.0.8 Instalaçã Antes de instalar Sphinx Se vcê pssuir uma versã anterir d Sphinx (versões 1.x, 2.x, 3.x, 4.x, 5.0, 5.1.0.X) u entã a versã de Demnstraçã d

Leia mais

SMART CONTROLE DO ESTOQUE DE GONDOLA

SMART CONTROLE DO ESTOQUE DE GONDOLA SMART CONTROLE DO ESTOQUE DE GONDOLA O prcess de cntrle de estque de gôndla fi desenvlvid cm uma prcess de auxili a cliente que deseja cntrlar a quantidade de cada item deve estar dispnível para venda

Leia mais

Controle de Atendimento de Cobrança

Controle de Atendimento de Cobrança Cntrle de Atendiment de Cbrança Intrduçã Visand criar um gerenciament n prcess d cntrle de atendiment de cbrança d sistema TCar, fi aprimrad pela Tecinc Infrmática prcess de atendiment, incluind s títuls

Leia mais

COMO CONFIGURAR SUA(S) CONTA(S) NO MICROSOFT OFFICE OUTLOOK

COMO CONFIGURAR SUA(S) CONTA(S) NO MICROSOFT OFFICE OUTLOOK COMO CONFIGURAR SUA(S) CONTA(S) NO MICROSOFT OFFICE OUTLOOK Use as instruções de acrd cm a versã d seu Outlk (2010, 2007 u 2003) Para saber a versã de seu Outlk, clique n menu Ajuda > Sbre Micrsft Office

Leia mais

Operação Metalose orientações básicas à população

Operação Metalose orientações básicas à população Operaçã Metalse rientações básicas à ppulaçã 1. Quem é respnsável pel reclhiment de prduts adulterads? As empresas fabricantes e distribuidras. O Sistema Nacinal de Vigilância Sanitária (Anvisa e Vigilâncias

Leia mais

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento Inscriçã d Candidat a Prcess de Credenciament O link de inscriçã permitirá que candidat registre suas infrmações para participar d Prcess de Credenciament, cnfrme Edital. Após tmar ciência de td cnteúd

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS Etapa 3 Cadastr d Prcess Seletiv O Presidente da CRM cadastra s dads d prcess n sistema. O prcess seletiv é a espinha drsal d sistema, vist que pr mei dele regem-se tdas as demais

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO ÍNDICE QUE VALORES [MASTERSAF DFE] TRAZEM PARA VOCÊ? 1. VISÃO GERAL E REQUISITOS PARA INSTALAÇÃO... 2 1.1. AMBIENTE... 2 1.2. BANCO DE DADOS... 4 2. BAIXANDO OS INSTALADORES DO DFE MASTERSAF... 5 3. INICIANDO

Leia mais

ALTERAÇÕES NO SISTEMA ORION

ALTERAÇÕES NO SISTEMA ORION ALTERAÇÕES NO SISTEMA ORION Orin Versã 7.74 TABELAS Clientes Na tela de Cadastr de Clientes, fi inserid btã e um camp que apresenta códig que cliente recebeu após cálcul da Curva ABC. Esse btã executa

Leia mais

Versões Todos os módulos devem ser atualizados para as versões a partir de 03 de outubro de 2013.

Versões Todos os módulos devem ser atualizados para as versões a partir de 03 de outubro de 2013. Serviç de Acess as Móduls d Sistema HK (SAR e SCF) Desenvlvems uma nva ferramenta cm bjetiv de direcinar acess ds usuáris apenas as Móduls que devem ser de direit, levand em cnsideraçã departament de cada

Leia mais

Sistema OnixNet / TrucksNet Contagem de Estoque pelas oficinas

Sistema OnixNet / TrucksNet Contagem de Estoque pelas oficinas Versã: 3.0.0.48 Empresa: TrucksCntrl Slicitante: Diretria Respnsável: Fernand Marques Frma de Slicitaçã: e-mail/reuniã Analista de Negóci: Fábi Matesc Desenvlvedr: Fabian Suza Data: 24/09/2012 Sistema

Leia mais

MTUR Sistema FISCON. Manual do Usuário

MTUR Sistema FISCON. Manual do Usuário MTUR Sistema FISCON Manual d Usuári Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 3. ACESSAR O SISTEMA... 4 4. UTILIZANDO O SISTEMA... 5 4.1. CADASTRAR CONVENENTE... 5 4.2. INSERIR FOTOGRAFIAS/IMAGENS

Leia mais

Manual de Configuração

Manual de Configuração Manual de Cnfiguraçã Pnt de Venda (PDV) Versã: 1.1 Índice 1 EASYASSIST PONTO DE VENDA (PDV)... 3 1.1 INSTALANDO O TERMINAL EASYASSIST PONTO DE VENDA (PDV)... 3 1.2 CAPTURANDO O NÚMERO DE SÉRIE E O GT DO

Leia mais

MTUR Sistema FISCON. Manual do Usuário

MTUR Sistema FISCON. Manual do Usuário MTUR Sistema FISCON Manual d Usuári Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 3. ACESSAR O SISTEMA... 4 4. UTILIZANDO O SISTEMA... 5 4.1. CADASTRAR CONVENENTE... 5 4.2. INSERIR FOTOS DOS CONVÊNIOS...

Leia mais

BANKSYNC ALGORITMO PARA GERAÇÃO DO CÓDIGO DE BARRAS (DLL)

BANKSYNC ALGORITMO PARA GERAÇÃO DO CÓDIGO DE BARRAS (DLL) OBJETIVO O algritm para geraçã d códig de barras (dll) utilizad n SAP Business One (SBO) deve ser instalad e cnfigurad adequadamente para pssibilitar a visualizaçã e impressã de blets lcalmente, assim

Leia mais

Boletim Técnico. CAGED Portaria 1129/2014 MTE. Procedimento para Implementação. Procedimento para Utilização

Boletim Técnico. CAGED Portaria 1129/2014 MTE. Procedimento para Implementação. Procedimento para Utilização Bletim Técnic CAGED Prtaria 1129/2014 MTE Prdut : TOTVS 11 Flha de Pagament (MFP) Chamad : TPRQRW Data da criaçã : 26/08/2014 Data da revisã : 12/11/2014 País : Brasil Bancs de Dads : Prgress, Oracle e

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO ANTECEDENTES CRIMINAIS

MANUAL DO USUÁRIO ANTECEDENTES CRIMINAIS SISTEMA DE INFORMAÇÃO E GESTÃO INTEGRADA POLICIAL Elabrad: Equipe SAG Revisad: Aprvad: Data: 11/09/2008 Data: 10/10/2008 Data: A autenticaçã d dcument cnsta n arquiv primári da Qualidade Referencia: Help_Online_Antecedentes_Criminais.dc

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE. Técnicos de Instalação e Manutenção de Edifícios e Sistemas. (TIMs)

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE. Técnicos de Instalação e Manutenção de Edifícios e Sistemas. (TIMs) MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE Técnics de Instalaçã e Manutençã de Edifícis e Sistemas (TIMs) NO SISTEMA INFORMÁTICO DO SISTEMA NACIONAL DE CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA NOS EDIFÍCIOS (SCE) 17/07/2014

Leia mais

Manual Pedido de Certidão Online

Manual Pedido de Certidão Online 17 de utubr de 2016 Manual Pedid de Certidã Online Rua Bela Cintra, 746-11º andar - CEP 01415-000 - Sã Paul - SP Telefne: (11) 3122-6277 17 de utubr de 2016 Cntrle de Versã de Dcument Versã Data Autres

Leia mais

Orientações para a Escrituração Contábil Digital (Sped Contábil) Versão 14.01 Soluções SPDATA

Orientações para a Escrituração Contábil Digital (Sped Contábil) Versão 14.01 Soluções SPDATA 2015 Orientações para a Escrituraçã Cntábil Digital (Sped Cntábil) Versã 14.01 Sluções SPDATA Equipe SAT Análise Desenvlviment e Qualidade de Sftware 07/04/2015 Sumári Objetiv... 3 Cnsiderações gerais...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO - DIVULGAÇÃO DE PESSOAS E OBJETOS

MANUAL DO USUÁRIO - DIVULGAÇÃO DE PESSOAS E OBJETOS SISTEMA DE INFORMAÇÃO E GESTÃO INTEGRADA POLICIAL Elabrad: Equipe SAG Revisad: Aprvad: Referencia: Help_Online_Divulgaçã_Pessas_Objets.d c Versã: 01.00 Data: 27/08/2008 Data: 10/10/2008 Data: A autenticaçã

Leia mais

Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte

Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA Crdenadria da Administraçã Tributária Diretria Executiva da Administraçã Tributária Manual d DEC Dmicíli Eletrônic d Cntribuinte Manual DEC (dezembr

Leia mais

CRC-MG Central de Registro Civil de Minas Gerais

CRC-MG Central de Registro Civil de Minas Gerais CRC-MG Central de Registro Civil de Minas Gerais Manual do usuário Data: 30/09/2013 Versão documento: 1.0 Prefácio 1. COMO LOGAR NO SISTEMA WEBRECIVIL... 04 2. COMO ACESSAR O MÓDULO CRC... 08 3. ENTENDENDO

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÕES ON-LINE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÕES ON-LINE MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÕES ON-LINE N prcess de renvaçã de matrículas para an lectiv 2008/2009, e na sequência d plan de melhria cntínua ds serviçs a dispnibilizar as aluns, IPVC ferece, pela

Leia mais

Dissídio Retroativo. Cálculos INSS, FGTS e geração da SEFIP

Dissídio Retroativo. Cálculos INSS, FGTS e geração da SEFIP Dissídi Retrativ Cálculs INSS, FGTS e geraçã da SEFIP A rtina de Cálcul de Dissídi Retrativ fi reestruturada para atender a legislaçã da Previdência Scial. A rtina de Aument Salarial (GPER200) deve ser

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalaçã Prdut: n-hst Versã d prdut: 4.1 Autr: Aline Della Justina Versã d dcument: 1 Versã d template: Data: 30/07/01 Dcument destinad a: Parceirs NDDigital, técnics de suprte, analistas de

Leia mais

Sistema: Jera Store & Service Versão : 2.5 Release: 2.5.1.928 Banco de Dados: Firebird - Versão: 2.5.3 Data: 05/04/2015

Sistema: Jera Store & Service Versão : 2.5 Release: 2.5.1.928 Banco de Dados: Firebird - Versão: 2.5.3 Data: 05/04/2015 Sistema: Jera Stre & Service Versã : 2.5 Release: 2.5.1.928 Banc de Dads: Firebird - Versã: 2.5.3 Data: 05/04/2015 O sistema cntempla s móduls abaix. Os móduls adicinais (cmercializads a parte) estã destacads:

Leia mais

Segue abaixo projeto para desenvolvimento de novo website para loja Virtual

Segue abaixo projeto para desenvolvimento de novo website para loja Virtual Lja Virtual Desenvlviment FrmigaNegócis Orçament: /2012 Cliente: Respnsável: Prjet: Lja virtual Telefne: Frmiga (MG), de de 2012 Intrduçã Segue abaix prjet para desenvlviment de nv website para lja Virtual

Leia mais

Documentação de Versão Projeto Saúde e Segurança do Trabalho

Documentação de Versão Projeto Saúde e Segurança do Trabalho Prjet Saúde e Segurança d Trabalh DATA: tt/3/yy Pág 1 de 8 ÍNDICE ALTERAÇÕES IMPLEMENTADAS NA VERSÃO 2.2 DO SST... 2 ITENS DE MENU CRIADOS PARA A VERSÃO 2.2... 2 SEGURANÇA... 2 SAÚDE... 2 SAÚDE/AUDIOMETRIA...

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO DA VERSÃO

DOCUMENTAÇÃO DA VERSÃO DOCUMENTAÇÃO DA VERSÃO V2.04 S4 Página 1 de 14 INDICE ALTERAÇÕES IMPLEMENTADAS NA VERSÃO 2.04 DO SST...3 ITENS DE MENU CRIADOS PARA A VERSÃO 2.04...3 PRESTADOR...3 Relatóri de Metas...3 CLIENTE...4 Tela

Leia mais

Guia Prático do Estágio. Seu Estágio em 5 Passos

Guia Prático do Estágio. Seu Estágio em 5 Passos Guia Prátic d Estági Seu Estági em 5 Passs O que é Estági? A atividade de estági é um fatr significativ na frmaçã d prfissinal, pr prprcinar a interaçã d alun cm a realidade da prfissã e a cmplementaçã

Leia mais

Tutorial de criação de um blog no Blogger

Tutorial de criação de um blog no Blogger Tutrial de criaçã de um blg n Blgger Bem-vind a Blgger! Este guia pde ajudar vcê a se familiarizar cm s recurss principais d Blgger e cmeçar a escrever seu própri blg. Para cmeçar a usar Blgger acesse

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÕES ON-LINE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÕES ON-LINE MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÕES ON-LINE N prcess de renvaçã de matrículas para an lectiv 2010/2011, e na sequência d plan de melhria cntínua ds serviçs a dispnibilizar as aluns, IPVC ferece, pela

Leia mais

Requisitos técnicos de alto nível da URS para registros e registradores

Requisitos técnicos de alto nível da URS para registros e registradores Requisits técnics de alt nível da URS para registrs e registradres 17 de utubr de 2013 Os seguintes requisits técnics devem ser seguids pels peradres de registr e registradres para manter a cnfrmidade

Leia mais

SGCT - Sistema de Gerenciamento de Conferências Tecnológicas

SGCT - Sistema de Gerenciamento de Conferências Tecnológicas SGCT - Sistema de Gerenciament de Cnferências Tecnlógicas Versã 1.0 09 de Setembr de 2009 Institut de Cmputaçã - UNICAMP Grup 02 Andre Petris Esteve - 070168 Henrique Baggi - 071139 Rafael Ghussn Can -

Leia mais

Tutorial Sistema Porto Sem Papel

Tutorial Sistema Porto Sem Papel Tutrial Sistema Prt Sem Papel 8 ESTADIA CONVENCIONAL: A estadia cnvencinal é aquela em que a embarcaçã deseja executar uma peraçã de carga, descarga, carga/descarga, embarque/desembarque de passageirs

Leia mais

Número de cédula profissional (se médico); Nome completo; 20/06/2014 1/7

Número de cédula profissional (se médico); Nome completo; 20/06/2014 1/7 Mdel de Cmunicaçã Sistema Nacinal de Vigilância Epidemilógica Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e clientes d Sistema Nacinal de Vigilância Epidemilógica.

Leia mais

CTH - ALERT REFERRAL NOVAS FUNCIONALIDADES/Perfil Administrativo Centro de Saúde

CTH - ALERT REFERRAL NOVAS FUNCIONALIDADES/Perfil Administrativo Centro de Saúde Cnsulta a Temp e Hras CTH - ALERT REFERRAL NOVAS FUNCIONALIDADES/Perfil Administrativ Centr de Saúde 2013 ALERT Life Sciences Cmputing, S.A.. Tds s direits reservads. A ALERT Life Sciences Cmputing, S.A.

Leia mais

Todos os direitos reservados Versão 1.2

Todos os direitos reservados Versão 1.2 Guia de Relatóris Tds s direits reservads Versã 1.2 1 Guia de Relatóris Índice 1 Pedids... 3 1.1 Mnitr de Pedids... 3 1.2 Pedids... 4 1.3 Estatísticas de Pedids... 5 1.4 Acess e Cnsum... 7 1.5 Pedids pr

Leia mais

Secretaria Municipal de Finanças Secretaria Municipal Adjunta de Arrecadações Gerência de Tributos Mobiliários Prefeitura de Belo Horizonte

Secretaria Municipal de Finanças Secretaria Municipal Adjunta de Arrecadações Gerência de Tributos Mobiliários Prefeitura de Belo Horizonte Versã 1.01 Página 2 de 68 BHISS Digital - Manual de prcediments... 4 1 Cadastrament de usuári... 4 1.1 Cadastrament presencial... 4 1.2 Cadastrament pela web... 5 2 Credenciament... 6 2.1 Ccredenciament

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO CRIMINALÍSTICA EXAME PERICIAL

MANUAL DO USUÁRIO CRIMINALÍSTICA EXAME PERICIAL SISTEMA DE INFORMAÇÃO E GESTÃO INTEGRADA POLICIAL Elabrad: Equipe SAG Revisad: Aprvad: Referencia: Help_Onlinel_criminalística_exame_pericial.dc Versã: 01.00 Data: 14/03/2008 Data: 10/02/2009 Data: A autenticaçã

Leia mais

FKcorreiosg2_cp1 - Complemento Transportadoras

FKcorreiosg2_cp1 - Complemento Transportadoras FKcrreisg2_cp1 - Cmplement Transprtadras Instalaçã d módul Faça dwnlad d arquiv FKcrreisg2_cp1.zip, salvand- em uma pasta em seu cmputadr. Entre na área administrativa de sua lja: Entre n menu Móduls/Móduls.

Leia mais

Perguntas frequentes sobre o Programa Banda Larga nas Escolas

Perguntas frequentes sobre o Programa Banda Larga nas Escolas Perguntas frequentes sbre Prgrama Banda Larga nas Esclas 1. Qual bjetiv d Prgrama Banda Larga nas Esclas? O Prgrama Banda Larga nas Esclas tem cm bjetiv cnectar tdas as esclas públicas à internet, rede

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO EVENTOS

MANUAL DO USUÁRIO EVENTOS SISTEMA DE INFORMAÇÃO E GESTÃO INTEGRADA POLICIAL Elabrad: Equipe SAG Revisad: Data: 17-09-2008 Data: Aprvad: Data: A autenticaçã d dcument cnsta n arquiv primári da Qualidade Referencia: Help_Online_Events.dc

Leia mais

Sistema Hospitalar - Módulo Diagnóstico

Sistema Hospitalar - Módulo Diagnóstico Sistema Hspitalar - Módul Diagnóstic Manual d usuári Versã 2.3 [Este template faz parte integrante d Prcess de Desenvlviment de Sistemas da DTI (PDS-DTI) e deve ser usad em cnjunt cm as recmendações d

Leia mais

EDITAL Nº 034/2014 ESCOLA JUDICIAL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE PERNAMBUCO PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO DE SERVIDORES

EDITAL Nº 034/2014 ESCOLA JUDICIAL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE PERNAMBUCO PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO DE SERVIDORES EDITAL Nº 034/2014 ESCOLA JUDICIAL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE PERNAMBUCO PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO DE SERVIDORES Trna pública a abertura de inscrições para Curs PJE VARAS CÍVEIS Módul Servidres, destinad

Leia mais

Manual do Licitante Pregão Eletrônico - SIAG ÍNDICE DE REVISÃO

Manual do Licitante Pregão Eletrônico - SIAG ÍNDICE DE REVISÃO ÍNDICE DE REVISÃO Data Versã Descriçã Páginas 2/75 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 5 2. ÁREA DO LICITANTE 5 3. ACESSANDO O SISTEMA 5 2.1 Pregões 6 2.1.1 Em Andament 6 Assistind Pregã 7 2.1.2 Futurs 10 2.1.3 Lançar

Leia mais

NFS-e. Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual Operacional do Prestador de Serviços

NFS-e. Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual Operacional do Prestador de Serviços te 2012 NFS-e Nta Fiscal de Serviçs Eletrônica Manual Operacinal d Prestadr de Serviçs Este manual tem cm bjetiv rientar s usuáris, sbre s prcediments relativs a crret manusei de td sistema, detalhand

Leia mais

Documentação de Versão Projeto Saúde e Segurança do Trabalho

Documentação de Versão Projeto Saúde e Segurança do Trabalho Dcumentaçã de Versã Prjet Saúde e Segurança d Trabalh DATA: tt/3/yy Pág 1 de 6 ÍNDICE ALTERAÇÕES IMPLEMENTADAS NA VERSÃO 2.1 DO SST... 2 ITENS DE MENU CRIADOS PARA A VERSÃO 2.1... 2 PRESTADOR... 2 CLIENTE...

Leia mais

Informações Importantes 2015

Informações Importantes 2015 Infrmações Imprtantes 2015 CURSOS EXTRACURRICULARES N intuit de prprcinar uma frmaçã cmpleta para alun, Clégi Vértice ferece curss extracurriculares, que acntecem lg após as aulas regulares, tant n períd

Leia mais

Como ajustar o projeto para integrá-lo com o Moodle

Como ajustar o projeto para integrá-lo com o Moodle Cm ajustar prjet para integrá-l cm Mdle Prjet Cm cadastrar um prjet de curs presencial u à distância O prcediment para cadastrar um prjet de curs é igual a prcediment de cadastr tradicinal de prjets, cm

Leia mais

2º Passo Criar a conexão via ODBC (Object DataBase Conection)

2º Passo Criar a conexão via ODBC (Object DataBase Conection) Prjet de Sexta-feira: Prfessra Lucélia 1º Pass Criar banc de dads u selecinar banc de dads. Ntas: Camps nas tabelas nã pdem cnter caracteres acentuads, especiais e exclusivs de línguas latinas. Nã há necessidade

Leia mais

Copyright 1999-2006 GrupoPIE Portugal, S.A. Manual Utilizador

Copyright 1999-2006 GrupoPIE Portugal, S.A. Manual Utilizador Reprts Relatóris à sua Medida Reprts Cpyright 1999-2006 GrupPIE Prtugal, S.A. Reprts 1. WinREST Reprts...5 1.1. Licença...6 1.2. Linguagem...7 1.3. Lgin...7 1.4. Página Web...8 2. Empresas...9 2.1. Cm

Leia mais

Código: MAN-VCIV-002 Versão: 00 Data de Aprovação: 18/01/2011 Elaborado por: Magistrados e servidores das 8ª e 14ª varas cíveis

Código: MAN-VCIV-002 Versão: 00 Data de Aprovação: 18/01/2011 Elaborado por: Magistrados e servidores das 8ª e 14ª varas cíveis Códig: MAN-VCIV-002 Versã: 00 Data de Aprvaçã: 18/01/2011 Elabrad pr: Magistrads e servidres das 8ª e 14ª varas cíveis Aprvad pr: Presidente d TJPB 1 Objetiv Estabelecer critéris e prcediments para recebiment

Leia mais

Event Viewer - Criando um Custom View

Event Viewer - Criando um Custom View Event Viewer - Criand um Custm View Qui, 06 de Nvembr de 2008 18:21 Escrit pr Daniel Dnda Cnhecend Event Viewer Muit imprtante na manutençã e mnitrament de servidres Event Viewer é uma ferramenta que gera

Leia mais

Channel. Colaboradores. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9

Channel. Colaboradores. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9 Channel Clabradres Tutrial Atualizad cm a versã 3.9 Cpyright 2009 pr JExperts Tecnlgia Ltda. tds direits reservads. É pribida a reprduçã deste manual sem autrizaçã prévia e pr escrit da JExperts Tecnlgia

Leia mais

SOGILUB.NET MANUAL DO UTILIZADOR

SOGILUB.NET MANUAL DO UTILIZADOR SOGILUB.NET MANUAL DO UTILIZADOR Índice Intrduçã... 3 Aspect Gráfic... 4 Regist na aplicaçã... 5 Recuperaçã de Códigs de Acess... 6 Área Reservada... 8 Entrar na Área Reservada... 8 Editar Perfil... 9

Leia mais

Aula 11 Bibliotecas de função

Aula 11 Bibliotecas de função Universidade Federal d Espírit Sant Centr Tecnlógic Departament de Infrmática Prgramaçã Básica de Cmputadres Prf. Vítr E. Silva Suza Aula 11 Biblitecas de funçã 1. Intrduçã À medida que um prgrama cresce

Leia mais

Integração Ayty CRM e Altitude

Integração Ayty CRM e Altitude Dcumentaçã Elabrada pr: Ayty CRM Data / Lcal: 30/10/2011 Prjet: Ayty CRM cm Discadr Altitude Versã: 1.0 Dcument: Integraçã AytyCRM e Discadr Altitude Integraçã Ayty CRM e Altitude Sumári: Principais Fluxs:...

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO E DO GRUPO FAMILIAR (fotocópia).

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO E DO GRUPO FAMILIAR (fotocópia). DOCUMENTAÇÃO PARA O PROUNI Cmprvaçã de dcuments Ensin Médi; Ficha de Inscriçã, Identificaçã d Candidat e d Grup Familiar; Cmprvaçã de Endereç d Candidat e d Grup Familiar; Cmprvaçã de renda d Candidat

Leia mais

SERVIDOR INSTALAR BANCO DE DADOS NESTE COMPUTADOR

SERVIDOR INSTALAR BANCO DE DADOS NESTE COMPUTADOR Instaland sistema Em primeir lugar, baixe sistema pel nss site www.tagsft.cm.br u diret pel link Tagcmerci, terminad prcess de dwnlad d aplicativ, execute-. Faça prcess de avançar, até a parte de Selecinar

Leia mais

Orientação Módulo: Consulta e Resposta à Notificação

Orientação Módulo: Consulta e Resposta à Notificação Ministéri d Trabalh e Previdência Scial Secretaria de Plíticas de Previdência Scial Departament ds Regimes de Previdência n Serviç Públic Crdenaçã-Geral de Atuária Cntabilidade e Investiments Orientaçã

Leia mais

Legenda da Guia de Tratamento Odontológico

Legenda da Guia de Tratamento Odontológico Legenda da Guia de Tratament Odntlógic Term Registr NS Nº da n prestadr Num. d Camp na Númer da principal 3 Data da autrizaçã Senha senha 1 2 4 5 6 Nme d camp na Registr NS Númer da n prestadr Númer da

Leia mais

Manual do Usuário. Interface do cliente. Copyright 2012 BroadNeeds Rev. 20120828 Página 1 de 22

Manual do Usuário. Interface do cliente. Copyright 2012 BroadNeeds Rev. 20120828 Página 1 de 22 Manual d Usuári Interface d cliente Cpyright 2012 BradNeeds Rev. 20120828 Página 1 de 22 INDICE INDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3 REQUISITOS MÍNIMOS... 3 BENEFÍCIOS... 3 APLICAÇÕES... 4 INICIANDO O APLICATIVO...

Leia mais

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde Anex V Sftware de Registr Eletrônic em Saúde Implantaçã em 2 (duas) Unidades de Saúde Índice 1 INTRODUÇÃO... 3 2 ESTRATÉGIAS E PROCEDIMENTOS DE IMPLANTAÇÃO... 3 4 INFRAESTRUTURA NAS UNIDADES DE SAÚDE -

Leia mais

BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO

BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO O QUE É O BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO? É um auxíli financeir que tem cm bjetiv cntribuir para, u pssibilitar, a cntrataçã de um cuidadr para auxiliar beneficiáris

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS INDICE Descriçã básica...3 A. Quem pde acessar módul?... 3 Relações Ministeriais, Prcess...4 B. Etapas e Agentes... 4 C. Duraçã d prcess... 4 Atividades Permitidas as Usuáris d

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração

Manual de Instalação e Configuração Manual de Instalaçã e Cnfiguraçã Prdut:n-ReleaserEmbedded fr Lexmark Versã 1.2.1 Versã d Dc.:1.0 Autr: Lucas Machad Santini Data: 14/04/2011 Dcument destinad a: Clientes e Revendas Alterad pr: Release

Leia mais

SCPI 8.0 - Módulo Compras

SCPI 8.0 - Módulo Compras SCPI 8.0 - Módul Cmpras Guia d usuári Junh / 2014 Versã: 8.21.14.1396 script: 7116 Firilli Sc. Civil Ltda. Sftware Assistência e Cnsultria Municipal. Av. Marginal, 65 Distrit Industrial CEP 15.140-000

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS

GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS CONTEÚDO 1. Intrduçã... 3 2. Requisits de Sftware e Hardware:... 3 3. Usuári e Grups:... 3 3.1. Cnfigurand cm Micrsft AD:... 3 3.2. Cnfigurand s Grups e Usuáris:...

Leia mais

Legenda da Mensagem de Resposta à Verificação de Elegibilidade (respostaelegibilidade)

Legenda da Mensagem de Resposta à Verificação de Elegibilidade (respostaelegibilidade) Legenda da Mensagem de Respsta à Verificaçã de Elegibilidade (respstaelegibilidade) Mensagem : Respta à verificaçã de elegibilidade (respstaelegibilidade) - Flux : Operadra para Prestadr Códig da mensagem

Leia mais

Vensis Manutenção. Rua Américo Vespúcio, 71 Porto Alegre / RS (51) 3012-4444 comercial@vensis.com.br www.vensis.com.br

Vensis Manutenção. Rua Américo Vespúcio, 71 Porto Alegre / RS (51) 3012-4444 comercial@vensis.com.br www.vensis.com.br Vensis Manutençã Vensis Manutençã É módul que permite gerenciament da manutençã de máquinas e equipaments. Prgramaçã de manutenções preventivas u registr de manutenções crretivas pdem ser feits de frma

Leia mais

Selo Digital - manual do usuário Sistema Cartosoft

Selo Digital - manual do usuário Sistema Cartosoft Selo Digital - manual do usuário Sistema Cartosoft Manual do usuário Data: 28/04/2015 Versão documento: 1.0 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 03 2. A SOLUÇÃO DO SELO DIGITAL PARA MINAS GERAIS... 03 3. A SERVENTIA

Leia mais

Plano de aulas 2010 1ª série 1ª aula 2ª etapa

Plano de aulas 2010 1ª série 1ª aula 2ª etapa Plan de aulas 2010 1ª série 1ª aula 2ª etapa Escla Clégi Eng Juarez Wanderley Prfessr Fernand Nishimura de Aragã Disciplina Infrmática Objetivs Cnstruçã de um website pessal para publicaçã de atividades

Leia mais

Microsoft Live Meeting 2007 Como Gravar uma Reunião

Microsoft Live Meeting 2007 Como Gravar uma Reunião M A N U A L D O A D M I N I S T R A D O R Micrsft Live Meeting 2007 Cm Gravar uma Reuniã O Micrsft Office Live Meeting ferece um recurs de gravaçã que lhe permite capturar td pressinament de teclas, slides

Leia mais

Tarefa Excel Nº 8. Objectivos: Trabalhar com listas de dados: Criação de listas Ordenação de listas Filtros Tabelas e gráficos dinâmicos

Tarefa Excel Nº 8. Objectivos: Trabalhar com listas de dados: Criação de listas Ordenação de listas Filtros Tabelas e gráficos dinâmicos Escla Secundária Infanta D. Maria Objectivs: Trabalhar cm listas de dads: Criaçã de listas Ordenaçã de listas Filtrs Tabelas e gráfics dinâmics Tarefa Excel Nº 8 Flha de cálcul Uma lista de dads é um cnjunt

Leia mais

Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais Diretoria de Tecnologia da Informação

Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais Diretoria de Tecnologia da Informação 1.1.1.1 Cas de us Descmpactar e Cnverter arquivs d módul de Instruments de Planejament 1.1.1.1.1 Precndições 1. O cas de us de envi deve ter sid cncluíd cm sucess 1.1.1.1.2 Flux principal 1. O SICOM descmpacta

Leia mais

H. Problemas/outras situações na ligação com a Segurança Social;

H. Problemas/outras situações na ligação com a Segurança Social; Mdel de Cmunicaçã Certificads de Incapacidade Temprária Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e clientes n âmbit ds CIT Certificads de Incapacidade Temprária.

Leia mais

Estácio. Manual Visualizador

Estácio. Manual Visualizador Estáci Manual Visualizadr Versã Data da Mdificaçã Mdificad Pr Cmentáris 1.0 29/09/2015 Lrena Rangel Versã Inicial Visualizadr 2 Cnteúd... 1 1. Cnsultar Requisiçã... 5 2. Cnsultar Pedid... 7 3. Cnsultar

Leia mais

1. Objetivo: Lançar novo produto para bloqueio do veículo via celular GSM e rastreador GSM com localização por GPS.

1. Objetivo: Lançar novo produto para bloqueio do veículo via celular GSM e rastreador GSM com localização por GPS. Históric de Revisões Revisã Data Descriçã da Revisã Mtiv da Revisã 11 20/08/09 Ajustes de hardware dispar Sirene PST 12 14/11/09 AJUSTES SOFTWARE 13 25/11/09 Ajustes de hardware, falha n mdul GSM na trca

Leia mais

GUIA do FILIAWEB. Versão 1.0

GUIA do FILIAWEB. Versão 1.0 GUIA d FILIAWEB Versã 1.0 Setembr de 2011 ÍNDICE 1. Intrduçã...4 1.1 Antaçã de filiaçã partidária pel partid plític...5 1.2 Registrs de filiaçã partidária junt à Justiça Eleitral...6 1.3 Desfiliaçã Partidária...8

Leia mais

Manual de configuração de equipamento Huawei G73. Huawei G73. Pagina 1

Manual de configuração de equipamento Huawei G73. Huawei G73. Pagina 1 Manual de cnfiguraçã de equipament Huawei G73 Huawei G73 Pagina 1 Índice 1. Breve intrduçã... 3 2. Guia rápid de utilizaçã...errr! Bkmark nt defined. 3. Serviçs e Funcinalidades suprtads...errr! Bkmark

Leia mais

Guia de Instalação SIAM. Módulo GPRS/GSM Instalação e Manual do Usuário

Guia de Instalação SIAM. Módulo GPRS/GSM Instalação e Manual do Usuário Guia de Instalaçã SIAM Módul GPRS/GSM Instalaçã e Manual d Usuári Dcument Gerad pr: Amir Bavar Criad em: 02/06/2006 Última mdificaçã: 28/09/2008 SIAM Módul GPRS/GSM Intrduçã: O módul GPRS/GSM é uma pçã

Leia mais