Prof. Dr. Ivanir Costa. Unidade III QUALIDADE DE SOFTWARE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prof. Dr. Ivanir Costa. Unidade III QUALIDADE DE SOFTWARE"

Transcrição

1 Prof. Dr. Ivanir Costa Unidade III QUALIDADE DE SOFTWARE

2 Normas de qualidade de software - introdução Encontra-se no site da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) as seguintes definições: Normalização Atividade que estabelece, em relação a problemas existentes ou potenciais, prescrições destinadas à utilização comum e repetitiva com vistas à obtenção do grau ótimo de ordem em um dado contexto.

3 Normas de qualidade de software - introdução Objetivos da normalização - ABNT: Economia Proporcionar a redução da crescente variedade de produtos e procedimentos. Comunicação Proporcionar meios mais eficientes na troca de informação entre o fabricante e o cliente, melhorando a confiabilidade das relações comerciais e de serviços.

4 Normas de qualidade de software - introdução Objetivos da normalização - ABNT: Segurança Proteger a vida humana e a saúde. Proteção do consumidor Prover a sociedade de meios eficazes para aferir a qualidade dos produtos. Eliminação de barreiras técnicas e comerciais Evitar a existência de regulamentos conflitantes sobre produtos e serviços em diferentes países, facilitando, assim, o intercâmbio comercial.

5 Normas de qualidade de software - introdução Objetivos da normalização - ABNT: Na prática, a normalização está presente na fabricação dos produtos, na transferência de tecnologia, na melhoria da qualidade da vida através de normas relativas à saúde, à segurança e à preservação do meio ambiente.

6 Normas de qualidade de software - introdução A competitividade e a normalização Numa economia onde a competitividade é acirrada e onde as exigências são cada vez mais crescentes, as empresas dependem de sua capacidade de incorporação de novas tecnologias de produtos, processos e serviços.

7 Normas de qualidade de software - introdução A competitividade e as normas A competição internacional entre as empresas eliminou as tradicionais vantagens baseadas no uso de fatores abundantes e de baixo custo. A normalização (uso de normas) é utilizada cada vez mais como um meio para se alcançar a redução de custo da produção e do produto final, mantendo ou melhorando sua qualidade.

8 Normas de qualidade de software - introdução As normas e o processo de software O processo de desenvolvimento de software é composto de diversas fases em seu ciclo de vida, e Suas atividades produzem uma sequência de produtos que sao intrisicamente relacionados.

9 Normas de qualidade de software - introdução As normas e o processo de software Diversos produtos intermediários são gerados e o produto final deve atender aos requisitos do sistema (necessidades dos clientes ou usuários) do produto de software.

10 Normas de qualidade de software - introdução As normas e o processo de software As atividades do processo e os artefatos que devem ser criados em um projeto de software são definidos pelas normas ou padrões adotados pela organização. Todos os envolvidos no projeto devem seguir esses padrões (metodologia ou processo de software).

11 Normas de qualidade de software - introdução Modelo de Qualidade de Card (1990) Processo de Software

12 Normas de qualidade de software - introdução Para Card (1990): Cada atividade do processo deve observar características, tais como, produtividade e rastreabilidade. Produtividade é a facilidade de se estabelecer um processo de produção eficiente e eficaz. Rastreabilidade possibilita que sejam verificados os objetivos funcionais e de desempenho do sistema de software.

13 Normas de qualidade de software normas de software Existem diversas normas desenvolvidas para a área de software no mundo e no Brasil. Esta unidade aborda as principais e mais importantes normas para processos e produtos de software. Dentro da importância serão apresentadas as normas e padrões: ISO/IEC 12207, série ISO 9000 e NBR ISO/IEC

14 Normas de qualidade de software normas de software Glossário: ISO International for Standarlization IEC Instituto Americano de Normas Técnicas ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas que cria ou ambienta normas internacionais à cultura brasileira. NBR Norma Técnica Brasileira

15 Interatividade Com relação aos objetivos da normalização (Normas ABNT), Responda qual a afirmação esta correta a) Com relação a economia eles não proporcionam a redução da crescente variedade de produtos e procedimentos. b) Com relação a segurança eles protegem a vida humana e a saúde. c) Com relação a proteção do consumidor eles provêm a sociedade de meios para aferir a qualidade dos produtos. d) Com relação a comunicação evitam a troca de informação entre o fabricante e o cliente. e) Nenhuma delas está correta

16 Norma ISO/IEC Engenharia de software ISO/IEC Norma internacional que estabelece um framework comum para o processo de ciclo de vida de software, Define uma terminologia comum, que pode ser referenciada pela indústria de software.

17 Norma ISO/IEC Engenharia de software ISO/IEC Ela pode ser aplicada para aquisição de sistemas, produtos e serviços, Para o suporte, desenvolvimento, operação e manutenção, Tanto para sistemas desenvolvidos internamente como externamente para uma organização.

18 Norma ISO/IEC Engenharia de software Para isso a norma apresenta um conjunto de termos e definições para padronizar a área de Software, tais como: Adquirente, acordo, retirada de operação, aquisição, atividade, auditoria, avaliação, portfólio de projetos, ciclo de vida, cliente, desenvolvedor, fornecedor, garantia da qualidade, itens de configuração de software, etc.

19 Norma ISO/IEC Engenharia de software Dentre essas definições destacam-se: Processo de Software Um conjunto de atividades interrelacionadas, que transforma entradas em saídas. O termo atividades engloba a utilização de recursos.

20 Norma ISO/IEC Engenharia de software Dentre essas definições destacam-se: Produto de software Conjunto de programas de computador, procedimentos, dados e documentação associados. Projeto de Software Esforço definido para iniciar e terminar, nas datas acordadas, para criar um produto ou serviço, de acordo com recursos e requisitos específicos.

21 Norma ISO/IEC Engenharia de software Dentre essas definições destacam-se: Serviço Realização de atividades, tarefas ou direitos associados com o produto. Sistema Combinação de elementos em interação organizada para atingir um ou mais propósitos. Um sistema pode ser considerado como um produto ou como os serviços que presta.

22 Norma ISO/IEC Engenharia de software Dentre essas definições destacam-se: Usuário Indivíduo ou grupo de indivíduos que se beneficiam de um sistema durante sua utilização. Termo genérico utilizado na área de TI Stakeholder.

23 Norma ISO/IEC Engenharia de software Dentre essas definições destacam-se: Validação Confirmação, através da prestação de provas objetivas, que os requisitos para uma determinada utilização ou aplicação foram cumpridos. Nota: num contexto de ciclo de vida, validação é o conjunto de atividades destinadas a assegurar e garantir a confiança de que um sistema é capaz de cumprir sua finalidade, metas e objetivos.

24 Norma ISO/IEC Engenharia de software Dentre essas definições destacam-se: Verificação Confirmação, através da prestação de provas objetivas, que os requisitos especificados foram cumpridos. Nota: num contexto de ciclo de vida, é um conjunto de atividades que compara um produto do ciclo de vida contra as características exigidas para esse produto. Passo a Passo no processo.

25 Norma ISO/IEC Engenharia de software Dentre essas definições destacam-se: Versão Instância identificada de um item ou de um sistema completo. Nota: modificações em uma versão de um produto de software, resultando em uma nova versão, exige uma ação de gestão de configuração.

26 Norma ISO/IEC Engenharia de software A norma define categorias de processos do ciclo de vida Ela agrupa as atividades do ciclo de vida de software em sete grupos de processos. Cada um é descrito em termos da sua finalidade, dos resultados desejados, das atividades e tarefas que precisam ser executadas

27 Norma ISO/IEC Engenharia de software Os sete grupos de processos incluem: Processos de contrato (aquisição e fornecimento), organizacionais (gerenciamento, infra-estrutura, gerenciamento do portfólio de projetos, gerenciamento de Recursos Humanos, gerenciamento da qualidade. Processos de projetos, técnicos, implementação, suporte, reuso, etc.

28 Norma ISO/IEC Engenharia de software Com relação aos processos da qualidade de software, a norma tem como objetivo: Assegurar que os produtos, serviços e implementações de processos de ciclo de vida de software, Cumpram os objetivos de qualidade organizacional e que levem à satisfação aos clientes.

29 Norma ISO/IEC Engenharia de software A norma espera que quando implantada: As políticas de organização de gestão da qualidade e procedimentos sejam definidos; Os objetivos de qualidade da organização estejam definidos; A responsabilidade e a autoridade de gestão da qualidade sejam definidos; O estado de satisfação do cliente é monitorado; Sejam tomadas medidas adequadas aos objetivos da qualidade, quando estes não forem alcançados.

30 Interatividade A afirmação: A norma ISO/IEC é uma norma internacional que estabelece um framework comum para o processo de ciclo de vida de software. Quais afirmações estão corretas? a) Ela estabelece um framework para o ciclo de vida para o processo de software, com uma terminologia bem definida b) Ela pode ser aplicada para aquisição de sistemas, produtos e serviços c) Ela provê um processo de melhoria do ciclo de vida de software. d) Ela não se aplica a software e) As afirmações a,b e c estão corretas

31 Normas da série NBR ISO 9000 Introdução As normas da série ISO 9000 descrevem os elementos da garantia da qualidade em termos genéricos, que podem ser aplicados a qualquer negócio independentemente dos produtos e serviços oferecidos. O sistema e operações de qualidade da empresa são escrutinados por auditores externos para verificação do atendimento das normas e da efetividade da operação.

32 Normas da série NBR ISO 9000 Introdução Após o registro bem-sucedido e uma avaliação, a empresa recebe um certificado aprovado e representado pelos auditores. Auditorias de vigilância semestrais garantem a continuidade de conformidade com as normas.

33 Normas da série NBR ISO 9000 As normas da série 9000 no início foram direcionadas para as áreas de manufatura ou industrial, mas que foram em seguida estendidas a todas as áreas de atividade econômica A série ISO 9000 é composta das normas: a) NBR ISO 9000 normas de gestão da qualidade e garantia da qualidade. Apóia as empresas na seleção da norma mais apropriada para seu negócio e na sua utilização.

34 Normas da série NBR ISO 9000 A série ISO 9000 é composta das normas: b) NBR ISO 9001 sistemas da qualidade. Modelo de garantia da qualidade em projeto, desenvolvimento, produção, instalação e assistência técnica. É a norma mais geral da série e pode ser aplicável a qualquer empresa ou atividade.

35 Normas da série NBR ISO 9000 A série ISO 9000 é composta das normas: c) NBR ISO 9002 sistemas da qualidade. Modelo para a garantia da qualidade em produção e instalação. Para empresas que têm atividades de desenvolvimento.

36 Normas da série NBR ISO 9000 A série ISO 9000 é composta das normas: d) NBR ISO 9003 sistemas da qualidade. Modelo para garantia da qualidade em inspeção e ensaios em geral. Norma restrita à área de inspeção e testes.

37 Normas da série NBR ISO 9000 A série ISO 9000 é composta das normas: e) NBR ISO 9004 gestão da qualidade e elementos do sistema da qualidade. Documento que traz orientações gerais para a implantação de gestão da qualidade.

38 Normas da série NBR ISO Software Para a área de software, a ISO desenvolveu o guia ISO que cobre o projeto, desenvolvimento, fornecimento, instalação e manutenção de software. De acordo com a ABNT o processo de desenvolvimento e manutenção de software é diferente dos demais tipos de produtos industriais. Ela provê orientações adicionais para a criação de sistemas de qualidade.

39 Normas da série NBR ISO Conceitos A norma conceitua: Software: Criação intelectual de programas, procedimentos, regras e qualquer documentação correlata à operação de um sistema Produto de software: conjunto completo de programas, procedimentos e documentação e os dados designados para entrega a um usuário. Desenvolvimento: todas as atividades a serem realizadas para a criação de um produto de software.

40 Normas da série NBR ISO Razões para a norma Os softwares raramente são submetidos a avaliações formais de qualidade, ficando normalmente a qualidade dependente das habilidades dos profissionais envolvidos no sistema. Como consequência da pouca atenção dispensada à qualidade do software, mais de 50% do tempo e custos empregados no desenvolvimento de um software se concentram em atividades de teste e manutenção (para ser conservador).

41 Normas da série NBR ISO Competitividade A norma adaptada pela ABNT afirma: Os profissionais da área devem se conscientizar de que é necessário uma busca contínua da melhora da qualidade do software, Principalmente devido a abertura do mercado brasileiro e a chegada do software importado, desenvolvido para usuários com níveis de exigências bem superiores aos usuários médios brasileiros.

42 Normas da série NBR ISO Qualidade de processos Diretrizes da ISO : Entendimento comum dos requisitos funcionais pelo contratante e contratada; Uso de metodologia de desenvolvimento de software desde a concepção até a instalação do software; Metodologia de gerenciamento do projeto.

43 Normas da série NBR ISO Qualidade de processos Ela encontra-se dividida em três partes principais: Estrutura do sistema da qualidade; Atividades do ciclo de vida do software; Atividades de suporte.

44 Normas da série NBR ISO Qualidade de processos Estrutura do sistema da qualidade; Descreve as responsabilidade e ações relacionadas à qualidade tanto do fornecedor como do cliente. Atividades do ciclo de vida do software; Descreve as fases, etapas e atividades e como deve atuar o sistema de qualidade Atividades de suporte Descreve as atividades de suporte que permeiam todas as fases do processo de software.

45 Interatividade Na noma ISO temos uma categoria de atividade denominada Planejamento da Qualidade. Indique as afirmações verdadeiras das abaixo. a) O plano da qualidade deve tratar dos objetivos de qualidade do software b) O plano da qualidade deve tratar dos critérios de saída/entrada de cada fase c) O plano de qualidade deve ter um planejamento detalhado de atividades de verificação d) O plano da qualidade deve determinar a Matriz de responsabilidades. e) As afirmações a,b,c, e d acima são todas verdadeiras

46 Norma NBR ISO/IEC Qualidade de produto A norma 9126, considerada uma das mais importantes pelos autores de qualidade na área de software define que: Desenvolver ou selecionar produtos de software de alta qualidade é de primordial importância. A Especificação e a Avaliação da qualidade do produto de software são fatores-chave para garantir a qualidade adequada.

47 Norma NBR ISO/IEC Qualidade de produto A norma 9126 quando bem implantada e bem usada garante: Que a qualidade pode ser alcançada pela definição apropriada das características de qualidade, levando em consideração o uso pretendido do produto de software.

48 Norma NBR ISO/IEC Qualidade de produto A norma 9126 considera: Importante que cada característica relevante de qualidade do produto de software seja especificada e avaliada utilizando, quando possível, métricas validadas ou amplamente aceitas.

49 Norma NBR ISO/IEC Qualidade de produto A norma tem como objetivo: Permitir que a qualidade do produto de software seja especificada e avaliada em diferentes perspectivas pelos envolvidos. Pode ser utilizada por desenvolvedores, adquirentes, pessoal de garantia de qualidade e avaliadores independentes, particularmente os responsáveis por especificar e avaliar qualidade do produto de software.

50 Norma NBR ISO/IEC Qualidade de produto Diretrizes para uso da norma ISO De acordo com Guerra & Colombo (2009), esta norma pode ser aplicada na avaliação da qualidade nos seguintes momentos: Definição dos requisitos de qualidade de um produto de software; Avaliação da especificação de software para verificar se ele irá satisfazer aos requisitos de qualidade durante o desenvolvimento;

51 Norma NBR ISO/IEC Qualidade de produto Diretrizes para uso da norma ISO Descrição de particularidades e atributos do software implementado, por exemplo, em manuais de usuário; Avaliação do software desenvolvido, antes da entrega; e Avaliação do software desenvolvido, antes da aceitação.

52 Norma NBR ISO/IEC Características da qualidade A norma apresenta 6 características fundamentais que um software precisa ter para ser considerado de qualidade: 1. Funcionalidade Conjunto de funções que o software executa para atender aos requisitos do cliente/usuário. Sub-características da funcionalidade Adequação, conformidade, acurácia, segurança de acesso e interoperabilidade.

53 Norma NBR ISO/IEC Características da qualidade Características fundamentais: 2. Confiabilidade Medida da capacidade do software de manter seu nível de desempenho dentro de condições estabelecidades: Sub-características: Maturidade, tolerância a falhas e recuperabilidade.

54 Norma NBR ISO/IEC Características da qualidade 3. Usabilidade Medida do esforço necessário para o uso do software por um usuário de perfíl determinado de forma explícita ou implicitamente (ergonomia). Subcaracterísticas da usabilidade: Inteligilidade, apreensibilidade e operacionalidade.

55 Norma NBR ISO/IEC Características da qualidade 4. Eficiência Determinação da quantidade de recursos utilizada pelo software com relação ao seu desempenho, sob condições de uso preestabelecidas. Subcaracterísticas da Eficiência: Comportamento com relação ao tempo e comportamento com relação ao uso de recursos.

56 Norma NBR ISO/IEC Características da qualidade 5. Manutenibilidade Medida do esforço necessário (homens/hora) para fazer alterações no software. Subcaracterística da manutenibilidade: Analisibilidade, modificabilidade, estabilidade e testabilidade.

57 Norma NBR ISO/IEC Características da qualidade 6. Portabilidade Medida da facilidade de transferir o produto de software de um ambiente operacional para outro diferente. Subcaracterísticas da Portabilidade: Adaptabilidade, facilidade de instalação, capacidade de coexistir, facilidade para substituir.

58 Norma NBR ISO/IEC Visões da qualidade A norma apresenta três visões da qualidade de software: Na visão do usuário, ela discute o interesse do mesmo com relação ao funcionamento do produto de software, no seu desempenho e nos efeitos do seu uso. Se preocupa com as medidas externas da qualidade: Nas funções disponíveis, na confiabilidade, na facilidade de uso e na portabilidade

59 Norma NBR ISO/IEC Visões da qualidade A norma apresenta três visões da qualidade de software: Na visão do desenvolvedor, a norma se preocupa com a qualidade dos requisitos e na aceitação do produto pelo cliente/usuário. Se preocupa se o desenvolvedor aplica as técnicas da qualidade (verificação, validação e testes).

60 Norma NBR ISO/IEC Visões da qualidade A norma apresenta três visões da qualidade de software: Na visão do gerente ela propõe que ele se preocupe em uma medida de qualidade geral para obter uma visão mais próxima dos objetivos do projeto e do produto de software em consonância com os objetivos do negócio da empresa. O gerente deve balancear as melhorias da qualidade do produto com a garantia da execução dos cronogramas, previsões de custo e uso adequado dos recursos necessários.

61 Norma NBR ISO/IEC Conclusão A norma propõe o uso de métricas para se medir as 6 características da qualidade de produto de software, Define um processo de avaliação da qualidade.

62 Interatividade Qual e a melhor afirmativa para as três visões da qualidade de software: usuário, desenvolvedor e gerente, da a) Na do usuário discute o funcionamento do produto de software. b) Na do desenvolvedor se preocupa com a garantia dos requisitos na entrega c) Na do gerente propõe que o mesmo se preocupe com os objetivos do projeto e do produto de software. d) Na do gerente se preocupa com a consonância com os objetivos do negócio da empresa. e) Todas as afirmações estão corretas

63 ATÉ A PRÓXIMA!

Unidade III QUALIDADE DE SOFTWARE. Encontra-se no site da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) 1 as seguintes definições: Normalização

Unidade III QUALIDADE DE SOFTWARE. Encontra-se no site da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) 1 as seguintes definições: Normalização Unidade III 3 INTRODUÇÃO Encontra-se no site da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) 1 as seguintes definições: Normalização Atividade que estabelece, em relação a problemas existentes ou potenciais,

Leia mais

Auditoria e Qualidade de Software ISO/IEC 9126 Engenharia de Software Qualidade de Produto

Auditoria e Qualidade de Software ISO/IEC 9126 Engenharia de Software Qualidade de Produto Auditoria e Qualidade de Software ISO/IEC 9126 Engenharia de Software Qualidade de Produto Prof. Elias Batista Ferreira Material cedido por: Prof. Edison A M Morais Objetivo Descrever os processos da norma

Leia mais

Qualidade de. Software. Definições. Qualidade do Produto ISO 9126. Processo de. Software. Modelo de Processo de. Software CMM SPICE ISO 12207

Qualidade de. Software. Definições. Qualidade do Produto ISO 9126. Processo de. Software. Modelo de Processo de. Software CMM SPICE ISO 12207 Qualidade de : Visão Geral ISO 12207: Estrutura s Fundamentais Aquisição Fornecimento s de Apoio Documentação Garantia de Qualidade Operação Desenvolvimento Manutenção Verificação Validação Revisão Conjunta

Leia mais

Qualidade de Processo de Software Normas ISO 12207 e 15504

Qualidade de Processo de Software Normas ISO 12207 e 15504 Especialização em Gerência de Projetos de Software Qualidade de Processo de Software Normas ISO 12207 e 15504 Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br Qualidade de Software 2009 Instituto

Leia mais

ISO - 9126. Aécio Costa

ISO - 9126. Aécio Costa ISO - 9126 Aécio Costa A evolução da Qualidade do Produto Qualidade = funcionalidade Confiabilidade Realização de funções críticas Produto de qualidade = sem bugs Controle de qualidade Teste do produto

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE

QUALIDADE DE SOFTWARE QUALIDADE DE SOFTWARE Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 1 A ISO 9000-3 é um guia para a aplicação da ISO 9001 para o desenvolvimento, fornecimento e manutenção de software. As

Leia mais

Modelos de Qualidade de Produto de Software

Modelos de Qualidade de Produto de Software CBCC Bacharelado em Ciência da Computação CBSI Bacharelado em Sistemas de Informação Modelos de Qualidade de Produto de Software Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo

Leia mais

IC-UNICAMP IC-UNICAMP

IC-UNICAMP IC-UNICAMP Capítulo 3: Qualidade de Produto e a ISO 9126 Capítulo 1: Introdução Capítulo 2: Conceitos Básicos Capítulo 3: Qualidade de Produto (ISO9126) Capítulo 4: ISO9001 e ISO9000-3 Capítulo 5: CMM Capítulo 6:

Leia mais

Normas e Padrões de Qualidade em Software - I

Normas e Padrões de Qualidade em Software - I Tema da Aula Normas e Padrões de Qualidade em - I Prof. Cristiano R R Portella portella@widesoft.com.br Certificação da Qualidade Certificações emitidas por entidades públicas conceituadas: 9 ABIC Selo

Leia mais

21. Qualidade de Produto ou Qualidade de Processo de Software?

21. Qualidade de Produto ou Qualidade de Processo de Software? 21. Qualidade de Produto ou Qualidade de Processo de Software? Qualidade de software é uma preocupação real e esforços têm sido realizados na busca pela qualidade dos processos envolvidos em seu desenvolvimento

Leia mais

Qualidade de Software. Profa. Cátia dos Reis Machado catia@ifc-camboriu.edu.br

Qualidade de Software. Profa. Cátia dos Reis Machado catia@ifc-camboriu.edu.br Qualidade de Software Profa. Cátia dos Reis Machado catia@ifc-camboriu.edu.br Qualidade Garantia de Qualidade Qualidade do processo Qualidade do produto Testes Estáticos Testes Dinâmicos Qualidade do produto

Leia mais

Qualidade de Produto de Software

Qualidade de Produto de Software Qualidade de Produto de Software Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer-CTI Rodovia Dom Pedro I km 143,6 Campinas SP Brasil Divisão de Qualificação em Software - DQS Ana Cervigni Guerra ana.guerra@cti.gov.br

Leia mais

Qualidade de Software. Prof.: Ivon Rodrigues Canedo. PUC Goiás

Qualidade de Software. Prof.: Ivon Rodrigues Canedo. PUC Goiás Prof.: Ivon Rodrigues Canedo PUC Goiás Qualidade Subjetiva Não sei o que é mas reconheço quando a vejo Qualidade Baseada no Produto O produto possui algo que produtos similares não têm Qualidade Baseada

Leia mais

Universidade Paulista

Universidade Paulista Universidade Paulista Ciência da Computação Sistemas de Informação Gestão da Qualidade Principais pontos da NBR ISO/IEC 12207 - Tecnologia da Informação Processos de ciclo de vida de software Sergio Petersen

Leia mais

Qualidade de Software: Visão Geral

Qualidade de Software: Visão Geral Qualidade de Software: Visão Geral Engenharia de Software 1 Aula 05 Qualidade de Software Existem muitas definições de qualidade de software propostas na literatura, sob diferentes pontos de vista Qualidade

Leia mais

Qualidade de Software

Qualidade de Software Qualidade de Software Introdução Qualidade é um dos principais objetivos da Engenharia de Software. Muitos métodos, técnicas e ferramentas são desenvolvidas para apoiar a produção com qualidade. Tem-se

Leia mais

NORMAS ISO E SUA IMPORTÂNCIA NA PRODUÇÃO DE SOFTWARE

NORMAS ISO E SUA IMPORTÂNCIA NA PRODUÇÃO DE SOFTWARE NORMAS ISO E SUA IMPORTÂNCIA NA PRODUÇÃO DE SOFTWARE Marina Benedetti Preto¹ RESUMO Muito se fala sobre a qualidade de software, mas sem sempre se tem uma verdadeira noção deste conceito. A qualidade possui

Leia mais

Atividade da gerência da qualidade

Atividade da gerência da qualidade O que é qualidade de software? Qualidade, de forma simplista, significa que o produto deve esta de acordo com a especificação. Problemas: Tensão entre requisitos do cliente: Eficiência, confiança, etc.

Leia mais

FACULDADE BARÃO DE RIO BRANCO UNINORTE CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO DISCIPLINA - TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO 1 (AULA

FACULDADE BARÃO DE RIO BRANCO UNINORTE CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO DISCIPLINA - TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO 1 (AULA FACULDADE BARÃO DE RIO BRANCO UNINORTE CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO DISCIPLINA - TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO 1 (AULA 04) O que é uma Norma Aquilo que se estabelece como base ou medida para a realização

Leia mais

Qualidade de software

Qualidade de software Faculdade de Ciências Sociais e Aplicadas de Petrolina - FACAPE Curso: Ciência da Computação Disciplina:Projeto de Sistemas Qualidade de software cynaracarvalho@yahoo.com.br Qualidade de software Qualidade

Leia mais

Código de prática para a gestão da segurança da informação

Código de prática para a gestão da segurança da informação Código de prática para a gestão da segurança da informação Edição e Produção: Fabiano Rabaneda Advogado, professor da Universidade Federal do Mato Grosso. Especializando em Direito Eletrônico e Tecnologia

Leia mais

Qualidade de Software. MC626 Adaptado de notas de aula da Prof. Eliane Martins (http://www/ic.unicamp.br/~eliane/cursos)

Qualidade de Software. MC626 Adaptado de notas de aula da Prof. Eliane Martins (http://www/ic.unicamp.br/~eliane/cursos) Qualidade de Software MC626 Adaptado de notas de aula da Prof. Eliane Martins (http://www/ic.unicamp.br/~eliane/cursos) Qualidade de Software MC626 Adaptado de notas de aula da Prof. Eliane Martins (http://www/ic.unicamp.br/~eliane/cursos)

Leia mais

ESTRUTURA ISO 9.001:2008

ESTRUTURA ISO 9.001:2008 Sistema de Gestão Qualidade (SGQ) ESTRUTURA ISO 9.001:2008 Objetivos: Melhoria da norma existente; Melhoria do entendimento e facilidade de uso; Compatibilidade com a ISO 14001:2004; Foco Melhorar o entendimento

Leia mais

Qualidade de Software

Qualidade de Software Qualidade de Software Prof. Sam da Silva Devincenzi sam.devincenzi@gmail.com ISO International Organization for Standardization Organização não governamental que elabora normas internacionais, que visam

Leia mais

Políticas de Qualidade em TI

Políticas de Qualidade em TI Políticas de Qualidade em TI Prof. www.edilms.eti.br edilms@yahoo.com Aula 04 ISOs / IEC 12207 15504 9001 9126 25000 Agenda Descrição sumária da ISOs afetas ao nosso curso de qualidade ISO/IEC 12207 ISO/IEC

Leia mais

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar.

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar. C O B I T Evolução Estratégica A) Provedor de Tecnologia Gerenciamento de Infra-estrutura de TI (ITIM) B) Provedor de Serviços Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM) C) Parceiro Estratégico Governança

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Gerenciamento da Qualidade Cap. 27 Sommerville 8 ed. Introdução: - Preocupação com a qualidade do software; - Uso de técnicas e tecnologias novas; - Manufatura de software Qualidade de Software: Qualidade

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO NBR ISO 13485:2004 RDC 59:2000 PORTARIA 686:1998 ITENS DE VERIFICAÇÃO PARA AUDITORIA

ESTUDO COMPARATIVO NBR ISO 13485:2004 RDC 59:2000 PORTARIA 686:1998 ITENS DE VERIFICAÇÃO PARA AUDITORIA ESTUDOCOMPARATIVO NBRISO13485:2004 RDC59:2000 PORTARIA686:1998 ITENSDEVERIFICAÇÃOPARAAUDITORIA 1. OBJETIVO 1.2. 1. Há algum requisito da Clausula 7 da NBR ISO 13485:2004 que foi excluída do escopo de aplicação

Leia mais

QUALIDADE DO SOFTWARE (PRODUTO)

QUALIDADE DO SOFTWARE (PRODUTO) QUALIDADE DO SOFTWARE (PRODUTO) Baseado no material do prof. Mario Lúcio Cortes http://www.ic.unicamp.br/~cortes/mc726/ 1 1. Introdução No início qualidade = funcionalidade capacidade de substituir o hardware

Leia mais

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Adilson Sérgio Nicoletti Blumenau, SC - setembro de 2001 Conteúdo Apresentação

Leia mais

JUN 2003. A NBR ISO/IEC 9126, sob o título geral "Engenharia de software - Qualidade do produto", consiste nas seguintes partes:

JUN 2003. A NBR ISO/IEC 9126, sob o título geral Engenharia de software - Qualidade do produto, consiste nas seguintes partes: Cópia não autorizada JUN 2003 NBR ISO/IEC 9126-1 ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas Engenharia de software - Qualidade de produto Parte 1: Modelo de qualidade Sede: Rio de Janeiro Av. Treze

Leia mais

CHECK - LIST - ISO 9001:2000

CHECK - LIST - ISO 9001:2000 REQUISITOS ISO 9001: 2000 SIM NÃO 1.2 APLICAÇÃO A organização identificou as exclusões de itens da norma no seu manual da qualidade? As exclusões são relacionadas somente aos requisitos da sessão 7 da

Leia mais

Matrizes de Correlaça o ISO 9001:2008 e ISO 9001:2015

Matrizes de Correlaça o ISO 9001:2008 e ISO 9001:2015 2015 Matrizes de Correlaça o ISO 9001:2008 e ISO 9001:2015 Texto traduzido e adaptado por Fernando Fibe De Cicco, Coordenador de Novos Projetos do QSP. Outubro de 2015. Matrizes de correlação entre a ISO

Leia mais

MUDANÇAS NA ISO 9001: A VERSÃO 2015

MUDANÇAS NA ISO 9001: A VERSÃO 2015 MUDANÇAS NA ISO 9001: A VERSÃO 2015 Está em andamento o processo de revisão da Norma ISO 9001: 2015, que ao ser concluído resultará na mudança mais significativa já efetuada. A chamada família ISO 9000

Leia mais

Introdução Fatores de Qualidade Garantia de Qualidade Rivisões de Software Conclusão. Qualidade. Plácido A. S. Neto 1

Introdução Fatores de Qualidade Garantia de Qualidade Rivisões de Software Conclusão. Qualidade. Plácido A. S. Neto 1 Qualidade Plácido A. S. Neto 1 1 Gerência Educacional de Tecnologia da Informação Centro Federal de Educação Tecnologia do Rio Grande do Norte 2006.1 - Planejamento e Gerência de Projetos Agenda Introdução

Leia mais

NORMA ISO/IEC 14598. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com

NORMA ISO/IEC 14598. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com NORMA ISO/IEC 14598 Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com Contexto Normas e Modelos de Qualidade Engenharia de Software Qualidade de Software ISO/IEC 14598 - Avaliação da Qualidade de Produto

Leia mais

ABNT NBR ISO/IEC 27002:2005

ABNT NBR ISO/IEC 27002:2005 ABNT NBR ISO/IEC 27002:2005 Código de prática para a gestão da segurança da informação A partir de 2007, a nova edição da ISO/IEC 17799 será incorporada ao novo esquema de numeração como ISO/IEC 27002.

Leia mais

Políticas de Qualidade em TI

Políticas de Qualidade em TI Políticas de Qualidade em TI Prof. www.edilms.eti.br edilms@yahoo.com Aula 03 CMMI Capability Maturity Model Integration Parte II Agenda sumária dos Processos em suas categorias e níveis de maturidade

Leia mais

Lista de Verificação / Checklist

Lista de Verificação / Checklist Lista de Verificação / Checklist Avaliação NC / PC / C Departamentos Padrões de Referência /// Referências do MQ //// Referências Subjetivas A B C D E Cláusula Padrão Conforme/ Não C. 4 Sistema de Gestão

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA A REALIZAÇÃO DE AUDITORIA INTERNA E ANÁLISE CRÍTICA EM LABORATÓRIOS DE CALIBRAÇÃO E DE ENSAIO. Documento de caráter orientativo

ORIENTAÇÃO PARA A REALIZAÇÃO DE AUDITORIA INTERNA E ANÁLISE CRÍTICA EM LABORATÓRIOS DE CALIBRAÇÃO E DE ENSAIO. Documento de caráter orientativo Coordenação Geral de Acreditação ORIENTAÇÃO PARA A REALIZAÇÃO DE AUDITORIA INTERNA E ANÁLISE CRÍTICA EM LABORATÓRIOS DE CALIBRAÇÃO E DE ENSAIO Documento de caráter orientativo DOQ-CGCRE-002 Revisão 03

Leia mais

Unidade V GOVERNANÇA DE TI

Unidade V GOVERNANÇA DE TI GOVERNANÇA DE TI Unidade V CONTROL OBJECTIVES FOR INFORMATION AND RELATED TECHNOLOGY (COBIT) 1 O CobiT é um guia para a gestão de TI recomendado pelo Information Systems Audit and Control Foundation (ISACF)

Leia mais

ISO IEC. Normas Regionais MERCOSUL CEN COPANT. Normas Nacionais ABNT, BSI, AFNOR, DIN, JISE. Normas internas das empresas

ISO IEC. Normas Regionais MERCOSUL CEN COPANT. Normas Nacionais ABNT, BSI, AFNOR, DIN, JISE. Normas internas das empresas Aula 03 : Norma NBR ISO 9001 Ghislaine Miranda Bonduelle NORMALIZAÇÃO DA QUALIDADE ISO IEC Internacional Normas Regionais MERCOSUL CEN COPANT Regional Normas Nacionais ABNT, BSI, AFNOR, DIN, JISE Nacional

Leia mais

Sistemas de Gestão da Qualidade. Introdução. Engenharia de Produção Gestão Estratégica da Qualidade. Tema Sistemas de Gestão da Qualidade

Sistemas de Gestão da Qualidade. Introdução. Engenharia de Produção Gestão Estratégica da Qualidade. Tema Sistemas de Gestão da Qualidade Tema Sistemas de Gestão da Qualidade Projeto Curso Disciplina Tema Professor Pós-graduação Engenharia de Produção Gestão Estratégica da Qualidade Sistemas de Gestão da Qualidade Elton Ivan Schneider Introdução

Leia mais

Qualidade na gestão de projeto de desenvolvimento de software

Qualidade na gestão de projeto de desenvolvimento de software Qualidade na gestão de projeto de desenvolvimento de software [...] O que é a Qualidade? A qualidade é uma característica intrínseca e multifacetada de um produto (BASILI, et al, 1991; TAUSWORTHE, 1995).

Leia mais

Qualidade de Software

Qualidade de Software Produto de Software Qualidade de Software Um produto de software compreende os programas e procedimentos de computador e a documentação e dados associados, que foram projetados para serem liberados para

Leia mais

ISO 9000-3 3 e ISO 9001

ISO 9000-3 3 e ISO 9001 QUALIDADE DO PROCESSO ISO 9000-3 3 e ISO 9001 Baseado no material do prof. Mario Lúcio Cortes http://www.ic.unicamp.br/~cortes/mc726/ 1 Normas da Série ISO 9000 Introdução ISO 9000 (NBR ISO 9000, versão

Leia mais

Conteúdo Programático

Conteúdo Programático Sistemas de Qualidade Professor: Leandro Zvirtes UDESC/CCT 1 Conteúdo Programático Introdução aos sistemas de garantia da qualidade. Normas de qualidade e certificação. Sistemas ISO 9000, ISO 14000, QS

Leia mais

GERÊNCIA DE PROJETOS DE SOFTWARE: MEDIDAS DE QUALIDADE PARA AVALIAÇÃO DE SOFTWARE

GERÊNCIA DE PROJETOS DE SOFTWARE: MEDIDAS DE QUALIDADE PARA AVALIAÇÃO DE SOFTWARE GERÊNCIA DE PROJETOS DE SOFTWARE: MEDIDAS DE QUALIDADE PARA AVALIAÇÃO DE SOFTWARE Kedna Vieira Martins 1 Robson Seleme 2 RESUMO Este trabalho visa apresentar um estudo sobre como medir a qualidade de um

Leia mais

Padrões de Qualidade de Software

Padrões de Qualidade de Software Universidade Federal do Vale do São Francisco Padrões de Qualidade de Software Engenharia de Software I Aula 4 Ricardo Argenton Ramos Agenda da Aula Introdução (Qualidade de Software) Padrões de Qualidade

Leia mais

Qualidade de Software

Qualidade de Software Rafael D. Ribeiro, M.Sc. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br A expressão ISO 9000 (International Organization for Standardization) designa um grupo de normas técnicas que estabelecem

Leia mais

Qualidade e Teste de Software. QTS - Norma ISO 9001-9126(NBR13596) 1

Qualidade e Teste de Software. QTS - Norma ISO 9001-9126(NBR13596) 1 Qualidade e Teste de Software 2010 1 ISO A ISO ( International Organization for Standardization) nasceu de uma conferência em Londres, em Outubro de 1946. O evento contou com a Participação de 65 delegados

Leia mais

Gerenciamento de Qualidade

Gerenciamento de Qualidade UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS, LETRAS E CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DE COMPUTAÇÃO E ESTATÍSTICA Gerenciamento de Qualidade Engenharia de Software 2o. Semestre de

Leia mais

Prof. Dr. Ivanir Costa. Unidade IV QUALIDADE DE SOFTWARE

Prof. Dr. Ivanir Costa. Unidade IV QUALIDADE DE SOFTWARE Prof. Dr. Ivanir Costa Unidade IV QUALIDADE DE SOFTWARE introdução As mudanças que estão ocorrendo nos clientes e nos ambientes de negócios altamente competitivos têm motivado as empresas a modificarem

Leia mais

ECS -ASSESSORIA E CONSULTORIA TÉCNICA. ISO 9001:2015 Tendências da nova revisão

ECS -ASSESSORIA E CONSULTORIA TÉCNICA. ISO 9001:2015 Tendências da nova revisão ISO 9001:2015 Tendências da nova revisão A ISO 9001 em sua nova versão está quase pronta Histórico ECS -ASSESSORIA E CONSULTORIA TÉCNICA As normas da série ISO 9000 foram emitidas pela primeira vez no

Leia mais

SISTEMA ISO 9000. Ghislaine Miranda Bonduelle UFPR/DETF

SISTEMA ISO 9000. Ghislaine Miranda Bonduelle UFPR/DETF SISTEMA ISO 9000 Ghislaine Miranda Bonduelle UFPR/DETF Por que trabalhar com qualidade? Porque para começar a pensar em ser competitivo, é necessário fazer corretamente: na primeira vez, todas as vezes

Leia mais

14 Os principais documentos de um projeto são: o termo de. 15 Elemento integrante do gerenciamento do escopo do projeto,

14 Os principais documentos de um projeto são: o termo de. 15 Elemento integrante do gerenciamento do escopo do projeto, De acordo com o comando a que cada um dos itens de 1 a 70 se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com

Leia mais

No que se refere a conceitos básicos do gerenciamento de projetos, segundo o PMBoK, julgue os itens a seguir.

No que se refere a conceitos básicos do gerenciamento de projetos, segundo o PMBoK, julgue os itens a seguir. De acordo com o comando a que cada um dos itens de 1 a 70 se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com

Leia mais

Preparando a Implantação de um Sistema de Gestão da Qualidade

Preparando a Implantação de um Sistema de Gestão da Qualidade Preparando a Implantação de um Projeto Pró-Inova - InovaGusa Ana Júlia Ramos Pesquisadora em Metrologia e Qualidade e Especialista em Sistemas de Gestão da Qualidade 1. Gestão Gestão Atividades coordenadas

Leia mais

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos INTERPRETAÇÃO ISO 9001:2008 GESTÃO DE QUALIDADE O que é ISO? ISO = palavra grega que significa Igualdade CAPÍTULO: Preâmbulo ISO 9001:2008 0.1 - Generalidades: foi esclarecido que a conformidade com requisitos

Leia mais

Engenharia de Software Qualidade de Software

Engenharia de Software Qualidade de Software Engenharia de Software Qualidade de Software O termo qualidade assumiu diferentes significados, em engenharia de software, tem o significado de está em conformidade com os requisitos explícitos e implícitos

Leia mais

ANÁLISE DOS REQUISITOS NORMATIVOS PARA A GESTÃO DE MEDIÇÃO EM ORGANIZAÇÕES

ANÁLISE DOS REQUISITOS NORMATIVOS PARA A GESTÃO DE MEDIÇÃO EM ORGANIZAÇÕES V CONGRESSO BRASILEIRO DE METROLOGIA Metrologia para a competitividade em áreas estratégicas 9 a 13 de novembro de 2009. Salvador, Bahia Brasil. ANÁLISE DOS REQUISITOS NORMATIVOS PARA A GESTÃO DE MEDIÇÃO

Leia mais

Qualidade de Processo de Desenvolvimento de Software

Qualidade de Processo de Desenvolvimento de Software Qualidade de Processo de Desenvolvimento de Software DAS 5316 Integração de Sistemas Corporativos DAS 5316 Integração de Sistemas Corporativos Prof. Ricardo J. Rabelo Conteúdo Introdução & Problemática

Leia mais

Sistemas de gestão da qualidade Requisitos

Sistemas de gestão da qualidade Requisitos NORMA BRASILEIRA ABNT NBR ISO 9001:2008 ERRATA 1 Publicada em 11.09.2009 Sistemas de gestão da qualidade Requisitos ERRATA 1 Esta Errata 1 da ABNT NBR ISO 9001:2008 foi elaborada no Comitê Brasileiro da

Leia mais

NBR ISO/IEC 17025 CONCEITOS BÁSICOS

NBR ISO/IEC 17025 CONCEITOS BÁSICOS NBR ISO/IEC 17025 CONCEITOS BÁSICOS Alexandre Dias de Carvalho INMETRO/CGCRE/DICLA 1/ 28 NBR ISO/IEC 17025 Estabelece requisitos gerenciais e técnicos para a implementação de sistema de gestão da qualidade

Leia mais

Processo de Software

Processo de Software Processo de Software Uma importante contribuição da área de pesquisa de processo de software tem sido a conscientização de que o desenvolvimento de software é um processo complexo. Pesquisadores e profissionais

Leia mais

Importância da normalização para as Micro e Pequenas Empresas 1. Normas só são importantes para as grandes empresas...

Importância da normalização para as Micro e Pequenas Empresas 1. Normas só são importantes para as grandes empresas... APRESENTAÇÃO O incremento da competitividade é um fator decisivo para a maior inserção das Micro e Pequenas Empresas (MPE), em mercados externos cada vez mais globalizados. Internamente, as MPE estão inseridas

Leia mais

2 NBR ISO 10005:1997. 1 Objetivo. 3 Definições. 2 Referência normativa

2 NBR ISO 10005:1997. 1 Objetivo. 3 Definições. 2 Referência normativa 2 NBR ISO 10005:1997 1 Objetivo 1.1 Esta Norma fornece diretrizes para auxiliar os fornecedores na preparação, análise crítica, aprovação e revisão de planos da qualidade. Ela pode ser utilizada em duas

Leia mais

1 2009 CBG Centro Brasileiro de Gestão

1 2009 CBG Centro Brasileiro de Gestão 1 2009 CBG Centro Brasileiro de Gestão ISO 9001:2015 Histórico da série 2 2009 CBG Centro Brasileiro de Gestão Histórico da série REVISÕES DA SÉRIE ISO 9000 2000 2008 2015 1994 1987 3 2009 CBG Centro Brasileiro

Leia mais

Reutilização no MPS.BR e no projeto Cooperativa MPS.BR SOFTSUL. Porto Alegre, Agosto de 2008. Sumário

Reutilização no MPS.BR e no projeto Cooperativa MPS.BR SOFTSUL. Porto Alegre, Agosto de 2008. Sumário Reutilização no MPS.BR e no projeto Cooperativa MPS.BR SOFTSUL Porto Alegre, Agosto de 2008. Sumário Apresentação Programa MPS.BR Reutilização no MPS.BR Gerência de reutilização Desenvolvimento para reutilização

Leia mais

Módulo 4. Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios

Módulo 4. Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios Módulo 4 Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios Estruturas e Metodologias de controle adotadas na Sarbanes COBIT

Leia mais

ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI)

ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI) ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI) APARECIDA DE GOIÂNIA 2014 LISTA DE TABELAS Tabela 1 Áreas de processo por

Leia mais

Integrando o PSM ao COBIT

Integrando o PSM ao COBIT Integrando o PSM ao COBIT Diana Baklizky, CFPS Qualified PSM Instructor ti MÉTRICAS Ltda www.metricas.com.br 1 Agenda Objetivo Governança de TI COBIT 4.1 Como o PSM pode ajudar Caso Prático Conclusão Referências

Leia mais

Atividades da Engenharia de Software ATIVIDADES DE APOIO. Atividades da Engenharia de Software. Atividades da Engenharia de Software

Atividades da Engenharia de Software ATIVIDADES DE APOIO. Atividades da Engenharia de Software. Atividades da Engenharia de Software Módulo 1 SCE186-ENGENHARIA DE SOFTWARE Profª Rosely Sanches rsanches@icmc.usp.br CONSTRUÇÃO Planejamento do Codificação Teste MANUTENÇÃO Modificação 2003 2 Planejamento do Gerenciamento CONSTRUÇÃO de Codificação

Leia mais

15/09/2015. Gestão e Governança de TI. Modelo de Governança em TI. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor

15/09/2015. Gestão e Governança de TI. Modelo de Governança em TI. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor Gestão e Governança de TI Modelo de Governança em TI Prof. Marcel Santos Silva PMI (2013), a gestão de portfólio é: uma coleção de projetos e/ou programas e outros trabalhos que são agrupados para facilitar

Leia mais

Glossário Apresenta a definição dos termos, siglas e abreviações utilizadas no contexto do projeto Citsmart.

Glossário Apresenta a definição dos termos, siglas e abreviações utilizadas no contexto do projeto Citsmart. Apresenta a definição dos termos, siglas e abreviações utilizadas no contexto do projeto Citsmart. Versão 1.6 15/08/2013 Visão Resumida Data Criação 15/08/2013 Versão Documento 1.6 Projeto Responsáveis

Leia mais

ISO 9000 para produção de SOFTWARE

ISO 9000 para produção de SOFTWARE ISO 9000 para produção de SOFTWARE A expressão ISO 9000 designa um grupo de normas técnicas que estabelecem um modelo de gestão da qualidade para organizações em geral, qualquer que seja o seu tipo ou

Leia mais

Rede Paraense de Pesquisa e Inovação em Tecnologia da Informação e Comunicação. Laboratório de Tecnologia de Software LTS

Rede Paraense de Pesquisa e Inovação em Tecnologia da Informação e Comunicação. Laboratório de Tecnologia de Software LTS Rede Paraense de Pesquisa e Inovação em Tecnologia da Informação e Comunicação Laboratório de Tecnologia de Software LTS Qualidade de Produto Cláudio Martins claudiomartins2000@gmail.com www.ufpa.br/redetic

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo II Ciclo de Vida e Organização do Projeto

Gerenciamento de Projetos Modulo II Ciclo de Vida e Organização do Projeto Gerenciamento de Projetos Modulo II Ciclo de Vida e Organização do Projeto Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com PMBoK Organização do Projeto Os projetos e o gerenciamento

Leia mais

Qualidade de Software

Qualidade de Software Engenharia Nesta seção você encontra artigos voltados para testes, processo, modelos, documentação, entre outros Qualidade de Software Desvendando um requisito essencial no processo de desenvolvimento

Leia mais

Estrutura da ISO DIS 9001/2015 ISO/TC 176/SC 2 Document N1224, July 2014

Estrutura da ISO DIS 9001/2015 ISO/TC 176/SC 2 Document N1224, July 2014 Prefácio Introdução 0.1 Generalidades 0.2 As normas ISO para gestão da qualidade 0.3 Abordagem de processo 0.4 Ciclo PDCA 0.5 Pensamento baseado em risco Estrutura da ISO DIS 9001/2015 0.6 Compatibilidade

Leia mais

Alcançando Qualidade de Software com SW-CMM e ISO9000-3

Alcançando Qualidade de Software com SW-CMM e ISO9000-3 Alcançando Qualidade de Software com SW-CMM e ISO9000-3 ALEXANDRE NOVAES DORNELAS 1 HAMILTON TRINDADE VIVAS 2 EsAEx Escola de Administração do Exército, Rua Território do Amapá, Nº455, Pituba, Salvador

Leia mais

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa Aécio Costa A segurança da informação é obtida a partir da implementação de um conjunto de controles adequados, incluindo políticas, processos, procedimentos, estruturas organizacionais e funções de software

Leia mais

Qualidade de software

Qualidade de software Qualidade de software É cada dia maior o número de empresas que buscam melhorias em seus processos de desenvolvimento de software. Além do aumento da produtividade e da diminuição do retrabalho, elas buscam

Leia mais

ISO NAS PRAÇAS. Oficina ISO 9001-2008 Formulação da Política da Qualidade. Julho/2011

ISO NAS PRAÇAS. Oficina ISO 9001-2008 Formulação da Política da Qualidade. Julho/2011 Oficina ISO 9001-2008 Formulação da Política da Qualidade Julho/2011 GESPÚBLICA Perfil do Facilitador Servidor de carreira que tenha credibilidade Bom relacionamento interpessoal Acesso a alta administração

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE

QUALIDADE DE SOFTWARE QUALIDADE DE SOFTWARE MODULO 3 SISTEMA DE GARANTIA DA QUALIDADE CONTEÚDO 3.1 A ABORDAGEM NBR ISO 9000 3.2 MODELOS DE QUALIDADE DE PRODUTO DE SOFTWARE 3.2.1 NBR ISO/IEC 9126 (SOFTWARE) 3.2.2 NBR ISO/IEC

Leia mais

Políticas de Qualidade em TI

Políticas de Qualidade em TI Políticas de Qualidade em TI Prof. www.edilms.eti.br edilms@yahoo.com Aula 03 CMMI Capability Maturity Model Integration Parte I Agenda Processos CMMI Definição Histórico Objetivos Características Representações

Leia mais

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Auditoria e Segurança da Informação GSI536 Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Políticas de Segurança Tópicos 1. Necessidade de uma Política de Segurança de Informação; 2. Definição de uma Política de

Leia mais

MAAS. Metodologia de Análise de Aderência de Sistemas Versão 2.0. Secretaria da Administração do Estado da Bahia

MAAS. Metodologia de Análise de Aderência de Sistemas Versão 2.0. Secretaria da Administração do Estado da Bahia SAEB CTG Secretaria da Administração do Estado da Bahia Coordenação de Tecnologias Aplicadas à Gestão Pública MAAS Metodologia de Análise de Aderência de Sistemas Versão 2. Março de 29 SAEB Secretaria

Leia mais

Gerência de Projetos

Gerência de Projetos Gerência de Projetos Escopo Custo Qualidade Tempo CONCEITO PROJETOS: são empreendimentos com objetivo específico e ciclo de vida definido Precedem produtos, serviços e processos. São utilizados as funções

Leia mais

GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE

GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE Fonte: http://www.testexpert.com.br/?q=node/669 1 GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE Segundo a NBR ISO 9000:2005, qualidade é o grau no qual um conjunto de características

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Introdução à Melhoria de Processos de Software baseado no MPS.BR Prof. Maxwell Anderson www.maxwellanderson.com.br Agenda Introdução MPS.BR MR-MPS Detalhando o MPS.BR nível G Introdução

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas CMP1141 Processo e qualidade de software I Prof. Me. Elias Ferreira Sala: 210 F Quarta-Feira:

Leia mais

Palestra Informativa Sistema da Qualidade NBR ISO 9001:2000

Palestra Informativa Sistema da Qualidade NBR ISO 9001:2000 Palestra Informativa Sistema da Qualidade NBR ISO 9001:2000 ISO 9001:2000 Esta norma considera de forma inovadora: problemas de compatibilidade com outras normas dificuldades de pequenas organizações tendências

Leia mais

a qualidade em suas mãos www.iso4all.com.br

a qualidade em suas mãos www.iso4all.com.br a qualidade em suas mãos www.iso4all.com.br ISO/DIS 9001:2015 Tradução livre* Sistemas de Gestão da Qualidade - Requisitos Sumário Prefácio... 5 Introdução... 6 0.1 Generalidades... 6 0.2 A Norma ISO para

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE

QUALIDADE DE SOFTWARE QUALIDADE DE SOFTWARE - 02 Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 1 A ISO 9000-3 é um guia para a aplicação da ISO 9001 para o desenvolvimento, fornecimento e manutenção de software.

Leia mais

PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos

PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos As organizações em torno do mundo estão implantando processos e disciplinas formais

Leia mais

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC {aula #2} Parte 1 Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC www.etcnologia.com.br Rildo F Santos rildo.santos@etecnologia.com.br twitter: @rildosan (11) 9123-5358 skype: rildo.f.santos (11)

Leia mais

QUALIDADE DE PRODUTO ISO 9126

QUALIDADE DE PRODUTO ISO 9126 Universidade Católica de Pelotas Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina de Qualidade de Software QUALIDADE DE PRODUTO ISO 9126 Prof. Luthiano Venecian 1 Agenda Conceito ISO/IEC Série

Leia mais

CHECK LIST DE AVALIAÇÃO DE FORNECEDORES Divisão:

CHECK LIST DE AVALIAÇÃO DE FORNECEDORES Divisão: 4.2.2 Manual da Qualidade Está estabelecido um Manual da Qualidade que inclui o escopo do SGQ, justificativas para exclusões, os procedimentos documentados e a descrição da interação entre os processos

Leia mais