Avaliação das alterações posturais em pacientes submetidas à mastectomia radical. modificada 1. Resumo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Avaliação das alterações posturais em pacientes submetidas à mastectomia radical. modificada 1. Resumo"

Transcrição

1 Avaliação das alterações posturais em pacientes submetidas à mastectomia radical modificada 1 Fernanda Bulgarelli 2 Karina Brongholi 3 Melissa Medeiros Braz Resumo No contexto atual da sociedade em que vivemos a mulher se destaca como um ícone de vaidade e beleza. Assim, qualquer alteração na sua imagem acarretará modificações no seu cotidiano. O câncer hoje é a terceira principal causa de óbitos no mundo. A mastectomia (retirada da mama) é o tratamento mais usado atualmente para a maioria dos casos de câncer de mama. A postura corporal da mulher que submete-se à cirurgia de câncer de mama sofre com freqüência muitas alterações, que são geradas pela dor, fraqueza muscular, postura de auto-proteção e modificação na imagem corporal. Esta pesquisa caracteriza-se como sendo do tipo descritiva, e teve como objetivo geral investigar as alterações posturais encontradas em pacientes submetidas à mastectomia radical modificada. Foram avaliadas oito pacientes, onde foi utilizado um simetrógrafo em frente às mesmas, e realizada a avaliação postural. Na avaliação foi identificado significativas alterações posturais. Podemos citar: na cabeça inclinação homolateral à cirurgia e anteriorização, no ombro, elevação do mesmo lado cirurgiado e protusão. Observou-se que a maioria das pacientes apresentaram rotação interna homolateral de membro superior e também rotação de tronco, tanto homolateral, quanto contralateral. Uma significativa quantidade de pacientes apresentou hipercifose torácica e escoliose, assim como, apresentaram assimetrias na pelve, principalmente elevação e anteversão. Destaca-se considerável diminuição da amplitude de movimento ativa das pacientes. Para tratar essas pacientes é que a fisioterapia tem sua importância fundamentada, atuando no alívio da dor decorrente da postura, na prevenção de futuras alterações e auxiliando no aspecto psicológico, que geralmente encontra-se abalado. Palavras-chave: Câncer de mama, mastectomia radical modificada, imagem corporal, alterações posturais. 1 INTRODUÇÃO Dentro do contexto atual da sociedade em que vivemos a mulher se destaca como um ícone de vaidade e beleza. Sendo assim, qualquer alteração na sua imagem acarretará 1 Trabalho de conclusão de curso apresentado à Universidade do Sul de Santa Catarina. 2 Acadêmica do curso de fisioterapia da Universidade do Sul de Santa Catarina. 3 Professora Especialista da Universidade do Sul de Santa Catarina. Professora Mestre da Universidade do Sul de Santa Catarina.

2 modificações no seu cotidiano. A mama representa símbolo da feminilidade e, por tamanho significado, é que as mulheres temem seu acometimento. O câncer de mama é uma doença complexa, que representa hoje, não só um problema de saúde de inegável importância, mas também por ser uma das principais causas de óbitos no mundo. A mastectomia radical modificada é o procedimento cirúrgico mais utilizado para o tratamento do câncer de mama, onde ocorre a extirpação da mama, sendo que, a postura corporal da mulher que submete-se a esse tipo de cirurgia sofre com freqüência muitas alterações. As pacientes na tentativa de esconder ou disfarçar a ausência da mama e no sentimento de mutilação e modificação da imagem corporal, tendem a apresentar essas alterações, devido à dor e fraqueza muscular, que se não tratadas podem acarretar deformidades irreversíveis. De acordo com o exposto esta pesquisa teve como objetivo investigar quais as alterações posturais mais freqüentes encontradas em pacientes submetidas à mastectomia radical modificada. No sentido de investigar essas alterações, colaborando por uma melhor condição de vida para essas pacientes, e ainda, contribuir para o trabalho dos profissionais da saúde que atuam com essas pacientes, é que esta pesquisa encontrou sua justificativa. De forma específica, seu objetivo foi: elaborar um protocolo de avaliação postural para pacientes mastectomizadas, avaliar o padrão postural de pacientes submetidas à mastectomia radical modificada ( MRM), verificar as principais alterações posturais, abordar as causas das alterações posturais, observar aspectos físicos e psicológicos gerais relacionados à pacientes com câncer de mama, como por exemplo, hereditariedade, prevenção, atividade de vida diária.

3 2 DELINEAMENTO DA PESQUISA Esta pesquisa caracteriza-se como sendo do tipo descritiva, pois visou analisar as alterações posturais encontradas em pacientes submetidas à mastectomia radical modificada. A população alvo da presente pesquisa compreende pacientes submetidas à mastectomia radical modificada, sem reconstrução mamária. A amostragem foi formada por pacientes mastectomizadas, participantes do Projeto Ginecologia e Obstetrícia, atendidas na Clínica-escola de Fisioterapia da Universidade do Sul de Santa Catarina, localizada na cidade de Tubarão, no período de junho à agosto de Com o intuito de realizar uma avaliação mais completa e minuciosa, foram utilizados simetrógrafo, máquina fotográfica, ficha de avaliação de pacientes mastectomizadas, ficha de avaliação postural, goniômetro. Primeiramente, as pacientes foram contactadas e informadas sobre os objetivos da pesquisa e seu anonimato As pacientes foram agendadas para a realização das avaliações na Clínica-escola de Fisioterapia da Universidade do Sul de Santa Catarina, atendidas no período de junho à agosto de Durante as avaliações, as pacientes foram instruídas a usar trajes de banho, facilitando assim a visualização das possíveis alterações. Foram posicionadas em pé, atrás do simetrógrafo, em vista anterior, lateral e posterior, e usaram uma venda nos olhos para preservar sua identidade nas fotografias. Realizada a avaliação, em seguida as pacientes foram fotografadas nas posições citadas anteriormente, sendo que a máquina encontrou-se à uma distância de 2,3 metros da paciente, a uma altura de 1,80 cm do chão, sobre uma superfície plana para garantir sua horizontalidade.

4 3 RESULTADOS, ANÁLISE E DISCUSSÃO DOS DADOS 3.1 Caracterização dos sujeitos de pesquisa Foram avaliadas 08 (oito) pacientes com cirurgia tipo radical modificada, que apresentavam idade entre 36 a 53 anos, com idade média de 5,6 anos. Que conforme Giuliano (1998, p. 909), menos de 1% de todos os cânceres de mama ocorre em mulheres com menos de 25 anos de idade. Entretanto, após os 30 anos de idade há um nítido aumento da incidência de câncer de mama; apresentando um curto platô entre 5 e 50 anos, aumentando continuadamente com a idade. Dentre as pacientes avaliadas, 07 (sete) são brancas e 01 (uma) é da raça negra, sendo que nenhuma apresentava linfedema. Das 08 (oito) pacientes analisadas, 07 (sete) são casadas (87,5%), 01 (uma) é solteira (12,5%). Os mesmo valores são verificados para presença de vida sexualmente ativa, 07 (sete) possuem vida sexualmente ativa (87,5%), e 01 (uma) não possui (12,5%). Estes dados nos permitem observar que a cirurgia pela qual as pacientes foram submetidas não modificou a atual situação civil que elas encontravam-se, não interferindo então, em seus relacionamentos, embora Cyrillo (2000, p. 163), afirme que o câncer de mama é uma das patologias que mais alterações provoca na vida das pessoas, especialmente na sexualidade. Dentre as alterações mais comuns pode-se citar o surgimento do medo, a diminuição da sensualidade e sexualidade, a baixa-estima na estética, diminuição dos cuidados maternais e pessoais (manicuri, depilação), perda do interesse ao lazer, etc. Das 08 (oito) pacientes observadas, 03 (três) realizaram mastectomia radical modificada esquerda (37,5%), 05 (cinco) mastectomia radical modificada direita (62,5%), e nenhuma realizou mastectomia radical modificada bilateral.

5 Quanto ao tempo de realização da mastectomia, 0 (quatro) realizaram a cirurgia há 0-6 meses antes da realização da avaliação postural (50%), 03 (três) realizaram há 6-12 meses (37,5%), e 01 (uma) realizou a cirurgia há 18-2 meses antes da avaliação (12,5%). Durante o mesmo período que foi realizada a avaliação, 06 (seis) pacientes (75%) estavam realizando quimioterapia, 01 (uma) paciente (12,5%) realizava acompanhamento com hormonioterapia, nenhuma paciente realizava somente radioterapia, e 01 (uma) teria como tratamento adjuvante a quimioterapia juntamente com a radioterapia (12,5%). Entre as pacientes, 0 (quatro) realizavam consultas ginecológicas 1 vez por ano (50%), 01 (uma) realizava a cada 3 meses (12,5%) e 01 (uma) realizava de 6 em 6 meses (12,5%). Duas (02) pacientes (25%), começaram a realizar consultas apenas após a descoberta do câncer e 02 (duas) não realizam consultas ginecológicas (25%). Assim como, 06 (seis) pacientes (75%) realizam o auto-exame mamário somente após a descoberta do câncer, 02 (duas), realizavam o auto-exame regularmente antes da cirurgia de mastectomia radical modificada (25%). Isso explica a importância da prevenção nos casos de suspeita e na descoberta de nódulos mamários, podendo o auto-exame e a regularidade nas consultas ginecológicas, diminuir a necessidade de realizar uma mastectomia, e modificar assim, sua imagem corporal. Dentre as pacientes observadas, 05 (cinco) não apresentaram nenhuma alteração quanto a cicatriz cirúrgica (62,5%), 01 (uma) apresentou aderência cicatricial (12,5%), 01 (uma) apresentou sinais inflamatórios (12,5%), e por fim, 01 (uma) apresentou aderência juntamente com sinais inflamatórios (12,5%). Conforme Kisner e Colby (1996, p. 629), podem desenvolver-se cicatrizes restritivas no tecido subjacente à mama na parede torácica, como resultado de cirurgia, fibrose por radiação ou infecção da ferida. Ainda também, a pele suturada sobre a área mamária pode parecer tensa ao longo da incisão; o movimento do braço traciona a incisão e é desconfortável para a paciente.

6 3.2 Alterações na amplitude de movimento Na goniometria de ombro das pacientes, tanto no movimento passivo e principalmente no movimento ativo, houve uma significativa diminuição na amplitude de movimento, de flexão e abdução de ombro. No movimento de flexão ativa de ombro, toda a amostra teve diminuição da amplitude de movimento, onde observamos uma média de 123,1º, sendo que o ângulo normal é de 180º, valores esses, conforme Marques (1997, p. 05). No movimento de abdução ativa de ombro, foi identificado que 100% das pacientes tiveram diminuição da amplitude de movimento, onde observamos uma média de 116,8º, sendo que o ângulo normal é de 180º. (MARQUES, 1997, p. 05). Kisner e Colby (1996, p. 629) afirmam que existem fatores que podem contribuir potencialmente para a restrição na amplitude do ombro: dor na incisão, adesões na parede torácica, hipersensibilidade e proteção muscular reflexa da musculatura da cintura escapular e cervical posterior, fraqueza temporária ou permanente dos músculos da cintura escapular, ombros curvos, todos esses fatores, juntamente com o medo de movimentar o membro. 3.3 Alterações posturais Segundo Camargo e Marx (2000, p. 37), nas mastectomias, a postura corporal sofrerá ainda mais, principalmente se a paciente tiver uma mama grande e pesada, onde a ausência de peso da mama, tenderá a elevar e girar internamente o ombro, abduzindo a escápula e provocando uma contratura muscular da região cervical e conseqüente dor.

7 3.3.1 Vista anterior Alinhamento da cabeça Nas pacientes mastectomizadas, o alinhamento da cabeça sofreu diversas alterações, principalmente devido ao peso da mama contralateral e posteriores encurtamentos musculares Inclinação homolateral Inclinação contralateral R otação contralateral Gráfico 1- Alterações quanto ao alinhamento da cabeça vista anterior. Fonte: Pesquisa elaborada pela autora, O Gráfico 1 nos permite identificar que durante a avaliação postural, das 08 (oito) pacientes na vista anterior, 100% apresentaram inclinação da cabeça, sendo que, 62,5% da amostra apresentou inclinação homolateral à cirurgia. Nesta mesma vista, somente 02 (duas) pacientes (25%) apresentaram rotação contralateral ao lado cirurgiado, e nenhuma exibiu rotação homolateral.

8 Alinhamento do ombro È comum aparecer assimetrias nos ombros e alinhamento anormal das escápulas como resultado de uma mudança súbita no peso lateral, particularmente em mulheres com mamas volumosas, estando relacionadas a alterações dos fatores psicológicos e comportamentais nestas pacientes que tiveram a mama extirpada, como também por fraqueza e encurtamentos musculares Elevado homolateral Elevado contralateral Gráfico 2- Alterações quanto alinhamento do ombro na vista anterior. Fonte: Pesquisa elaborada pela autora, Dentre as 08 pacientes avaliadas, todas apresentaram alteração na vista anterior, sendo que, 06 (seis) apresentaram elevação dos ombros homolateral à cirurgia (75%), 02 (duas) elevação contralateral (25%), de acordo com o exposto no Gráfico 2. Novamente é preciso considerar a relação do desnivelamento identificado nas pacientes com o lado da mama retirada. Considera-se também, a possibilidade do envolvimento físico da cintura escapular. De acordo com Camargo e Marx (2000, p. 37), a

9 mastectomia interfere diretamente na biomecânica do ombro, restringindo o uso ativo de membro superior homolateral devido a alteração das articulações da cintura escapular e sua musculatura adjacente Nível das cristas ilíacas A simetria da pelve torna-se de fundamental importância ser avaliada, pois esta, pode demonstrar alterações tanto nos membros inferiores, quanto na coluna vertebral Crista ilíaca elevada homolateral Crita ilíaca elevada contralateral Cristas ilíacas simétricas Gráfico 3- Alterações nas cristas ilíacas. Fonte: Pesquisa elaborada pela autora, Conforme o Gráfico 3, podemos observar as seguintes alterações ao nível de cristas ilíacas das pacientes avaliadas: 06 (seis) pacientes apresentaram elevação homolateral (75%), em 01 (uma) paciente observou-se elevação contralateral (12,5%), e 01 (uma) paciente não apresentou modificação nas cristas ilíacas na vista anterior.

10 3.3.2 Vista lateral Alinhamento da cabeça Foi identificado na vista lateral, 07 (sete) pacientes (87,5%) com anteriorização da cabeça, nenhuma com cabeça posteriorizada e 01 (uma) apresentou cabeça alinhada na vista lateral (12,5%), conforme podemos identificar no Gráfico Anteriorizada Vista lateral alinhada Gráfico : Alterações quanto ao alinhamento da cabeça na vista lateral. Fonte: Pesquisa elaborada pela autora, Alterações no ombro Segundo Kisner e Colby (1996, p. 629), a paciente pode sentar-se ou ficar em pé com ombros curvos e cifose devido à dor, retração na pele ou reação psicológica. Isso contribui para uma má biomecânica de ombro e eventualmente restringe o uso ativo do membro superior envolvido.

11 Nesta vista, foi identificado protusão de ombro em 05 (cinco) pacientes (62,5%), retração não observou-se, e 03 (três) pacientes mantinham o ombro alinhado nesta vista, como podemos observar no Gráfico Protusão de ombro Vista lateral alinhada Gráfico 5: Alterações quanto ao alinhamento do ombro na vista lateral. Fonte: Pesquisa elaborada pela autora, Alterações da coluna vertebral Em especial se tratando da hipercifose, alteração comumente encontrada em pacientes mastectomizadas, Kisner e Colby (1996, p. 525) afirmam que, esta é caracterizada por uma curvatura torácica aumentada, protração escapular (ombros curvos) e, geralmente uma protração de cabeça acompanhando. Dentre as 08 (oito) pacientes observadas, em 06 (seis) foi possível identificar hipercifose torácica (75%), valor este bastante significativo em comparação às outras alterações presentes na coluna vertebral, de acordo com o Gráfico 6.

12 3.3.3 Vista posterior Alterações da coluna vertebral A coluna vertebral sofre importantes alterações, principalmente quando se trata de pacientes mastectomizadas, onde a imagem corporal foi de maneira inesperada alterada, assim como, devido a fraquezas e encurtamentos da musculatura da cintura escapular, onde com a retirada do músculo peitoral menor, por exemplo, vai invariavelmente promover alterações. Por isso, a necessidade de correções direcionadas por fisioterapeutas, para evitar síndromes dolorosas posturais e suas disfunções Hiperlordose cervical Hipercifose torácica Hiperlordose lombar Gráfico 6- Principais alterações da coluna vertebral. Fonte: Pesquisa elaborada pela autora, Conforme podemos visualizar no Gráfico acima, na vista posterior, apenas 02 (duas) pacientes apresentaram hiperlordose cervical (25%), embora Bienfait (1995, p. 67) afirme que 80 a 85% das mulheres mastectomizadas apresentam hiperlordose cervical; e 03 (três) pacientes exibiram hiperlordose lombar (37,5%).

13 Triângulo de Tales A presença do triangulo de Tales pressupõe à alterações na coluna vertebral e tronco, podendo ser visualizada também na vista anterior. É de extrema importância a avaliação da mesma, pois geralmente em pacientes que se observa alterações no ombro homolateral à cirurgia vão apresentar o triangulo de tales alterado Acentuado homolateral Acentuado contralateral Gráfico 7- Alterações no Triângulo de Tales. Fonte: Pesquisa elaborada pela autora, Dentre as 08 (oito) pacientes avaliadas, 02 (duas) apresentaram um triângulo de Tales acentuado homolateral à cirurgia (25%), e em 06 (seis) pacientes observa-se o triângulo de Tales acentuado contralateral (75%), de acordo com o Gráfico Gibosidade e escoliose Gibosidade corresponde a uma rotação vertebral. O corpo da vértebra desloca-se para um dos lados, o lado da rotação. A gibosidade pode prever a convexidade de uma escoliose (SANTOS, 2001, p. 26).

14 A escoliose geralmente envolve as regiões torácica e lombar, podendo haver assimetria nos quadris, pelve e membros inferiores, esta provêm sempre de um desequilíbrio segmentar, que a fisiologia estática deve compensar (BIENFAIT, 1995, p. 69) Presença de gibosidade Ausência de gibosidade Ausência de escoliose Escoliose convexidade homolateral Escoliose convexidade controlateral Gráfico 8- Presença de gibosidade e escoliose. Fonte: Pesquisa elaborada pela autora, Conforme o Gráfico 8, a presença de gibosidade dentre as 08 (oito) pacientes avaliadas, mostrou-se bastante elevada. Observa-se que 07 (sete) pacientes apresentaram gibosidade (87,5%), e 01(uma) não exibiu (12,5%). Foi identificado que 03 (três) pacientes possuíam escoliose com convexidade homolateral ao lado cirurgiado (37,5%), 0 (quatro) apresentavam escoliose com convexidade contralateral (50%), e em 01 (uma) não foi observada a alteração. CONSIDERAÇÕES FINAIS No caso das mulheres portadoras de câncer de mama deve-se considerar importante este sensível sentido de imagem corporal (identidade), que se vê repentinamente

15 alterada, em especial, após mastectomia. A identidade feminina está fortemente associada à relação que a mulher tem com seu próprio corpo e deste, em relação com outros, como também o significado da mama, no que diz respeito à maternidade (amamentação) e caráter sexual e sensual. Pacientes que sofreram mastectomia podem apresentar alterações na cabeça, assimetrias nos ombros, membros superiores e tronco, assimetrias na pelve, membros inferiores, como também alterações na coluna vertebral. Estas modificações podem ocorrer devido à comprometimentos anátomo-fisiológicos (encurtamentos, retrações, fraqueza muscular, etc), contribuindo para uma má biomecânica da cintura escapular e da movimentação da mesma, conforme exposto no trabalho, como também não podemos desconsiderar o quadro da auto-imagem modificada (tentativa de esconder a ausência da mama, medo, vazio). Na presente pesquisa, foi identificado significativas alterações posturais nas oito pacientes que foram submetidas à mastectomia radical modificada. Dentre elas, podemos citar: na cabeça inclinação homolateral à cirurgia e anteriorização, no ombro, elevação do mesmo lado cirurgiado e principalmente protusão. Observou-se que a maioria das pacientes apresentaram rotação interna homolateral de membro superior e também rotação de tronco, tanto homolateral, quanto contralateral. Uma significativa quantidade de pacientes apresentou hipercifose torácica e escoliose, assim como, apresentaram assimetrias na pelve, principalmente elevação ao lado cirurgiado e anteversão. Destaca-se considerável diminuição da amplitude de movimento ativa das pacientes. As alterações relativas a alinhamento da cabeça, alterações da cintura escapular, parecem estar ligadas à condições físicas decorrentes de fraqueza muscular causada pela remoção de músculos, imobilização prolongada, entre outros. Já a protusão de ombro e

16 conseqüente hipercifose torácica pode ser advinda de alterações psicológicas e comportamentais decorrentes da ausência da mama. A fisioterapia está intimamente relacionada com pacientes que foram submetidas à cirurgia de mastectomia. Seu objetivo principal é restabelecer o mais rapidamente possível a função do membro superior cirurgiado, bem como, fator preventivo na formação de cicatrizes hipertróficas e aderentes, e no tratamento, juntamente com a prevenção das alterações posturais. Sugere-se que sejam feitas mais pesquisas na área de oncologia e ginecologia, com mulheres que experimentaram a difícil situação do câncer de mama, principalmente relacionando aspectos psicológicos e de personalidade que encontram-se com freqüência alterados nessas pacientes, para que assim, essas possam sentir-se mais confortáveis e confiantes a respeito do seu diagnóstico e tratamento. Referências Bibliográficas BIENFAIT, M; Os desequilíbrios estáticos: Fisiologia, patologia e tratamento fisioterápico. 3ª ed. São Paulo: Summus, CAMARGO, Márcia. C; MARX, Ângela G. Reabilitação física no câncer de mama. São Paulo: Roca, CYRILLO, P, I. Aspectos psicológicos. In: Reabilitação física no câncer de mama. São Paulo: Roca, cap 11. GIULIANO, E, A. Câncer de mama. In Tratado de ginecologia. 12ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, cap. 36. KISNER, C; COLBY, L, A. Exercícios terapêuticos: fundamentos e técnicas. 3. ed. São Paulo: Manole, MARQUES, A. P. Manual de goniometrica. São Paulo: Manole, SANTOS, A. Diagnóstico clínico postural: um guia prático. São Paulo: Summus, 2001.

AVALIAÇÃO POSTURAL. Figura 1 - Alterações Posturais com a idade. 1. Desenvolvimento Postural

AVALIAÇÃO POSTURAL. Figura 1 - Alterações Posturais com a idade. 1. Desenvolvimento Postural AVALIAÇÃO POSTURAL 1. Desenvolvimento Postural Vantagens e desvantagens da postura ereta; Curvas primárias da coluna vertebral; Curvas Secundárias da coluna vertebral; Alterações posturais com a idade.

Leia mais

CARACTERÍSTICAS POSTURAIS DE IDOSOS

CARACTERÍSTICAS POSTURAIS DE IDOSOS CARACTERÍSTICAS POSTURAIS DE IDOSOS 1INTRODUÇÃO A partir dos 40 anos, a estatura começa a se reduzir em torno de um centímetro por década¹.a capacidade de manter o equilíbrio corporal é um prérequisito

Leia mais

RESUMO. Palavras- chave: Fisioterapia. Câncer de Mama. Câncer de Mama Avaliação. INTRODUÇÃO

RESUMO. Palavras- chave: Fisioterapia. Câncer de Mama. Câncer de Mama Avaliação. INTRODUÇÃO AVALIAÇÃO DE MEMBRO SUPERIOR EM MULHERES MASTECTOMIZADAS Mara Vania Guidastre - m_risaguist@hotmail.com Marcela Da Silva Mussio - marcela_mussio@hotmail.com Ana Cláudia De Souza Costa - anaclaudia@unisalesiano.edu.br

Leia mais

Cuidados Posturais. Prof Paulo Fernando Mesquita Junior

Cuidados Posturais. Prof Paulo Fernando Mesquita Junior Cuidados Posturais Prof Paulo Fernando Mesquita Junior Vídeo: Cuidados_posturais_Dr.MiguelMastropaulo A postura correta Considera-se uma boa postura aquela condição em que o alinhamento corporal proporciona

Leia mais

Relato de Experiência. Projeto Reabilta-ação Fisioterapia Oncológica. PICIN, Celis i e COPETTI, Solange M. B. ii Faculdade de Pato Branco FADEP

Relato de Experiência. Projeto Reabilta-ação Fisioterapia Oncológica. PICIN, Celis i e COPETTI, Solange M. B. ii Faculdade de Pato Branco FADEP Relato de Experiência Projeto Reabilta-ação Fisioterapia Oncológica PICIN, Celis i e COPETTI, Solange M. B. ii Faculdade de Pato Branco FADEP RESUMO A intenção em produzir um material informativo a respeito

Leia mais

DEFORMIDADES DA COLUNA VERTEBRAL: avaliação postural em adolescentes da faixa etária entre 11 a 16 anos

DEFORMIDADES DA COLUNA VERTEBRAL: avaliação postural em adolescentes da faixa etária entre 11 a 16 anos DEFORMIDADES DA COLUNA VERTEBRAL: avaliação postural em adolescentes da faixa etária entre 11 a 16 anos CAROLINE GONSALEZ FLAVIO PILOTO CIRILLO JULIANA THIEMI IMANO KAMILLA FERNANDES LINS SP 2009 DEFORMIDADES

Leia mais

INVOLUÇÃO X CONCLUSÃO

INVOLUÇÃO X CONCLUSÃO POSTURA INVOLUÇÃO X CONCLUSÃO *Antigamente : quadrúpede. *Atualmente: bípede *Principal marco da evolução das posturas em 350.000 anos. *Vantagens: cobrir grandes distâncias com o olhar, alargando seu

Leia mais

DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA!

DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA! DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA! SUA MOCHILA NÃO PODE PESAR MAIS QUE 10% DO SEU PESO CORPORAL. A influência de carregar a mochila com o material escolar nas costas, associado

Leia mais

www.josegoe s.com.br Prof. Ms. José Góes Página 1

www.josegoe s.com.br Prof. Ms. José Góes Página 1 Página 1 01. Definição A escoliose é uma disfunção da coluna vertebral que provoca uma angulação lateral desta. A coluna é torcida, de modo que cada vértebra gira em torno de seu próprio eixo, causando

Leia mais

Componente Curricular: Fisioterapia nas Disfunções Posturais PLANO DE CURSO

Componente Curricular: Fisioterapia nas Disfunções Posturais PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisioterapia nas Disfunções Posturais Código: Fisio 218 Pré-requisito: --------

Leia mais

Reabilitação Pós câncer de mama Assistência às mulheres mastectomizadas

Reabilitação Pós câncer de mama Assistência às mulheres mastectomizadas Reabilitação Pós câncer de mama Assistência às mulheres mastectomizadas Profª Drª Fabiana Flores Sperandio O que é câncer de mama? É uma doença que surge quando células da mama sofrem uma mutação e se

Leia mais

Avaliação Postural e Flexibilidade. Priscila Zanon Candido

Avaliação Postural e Flexibilidade. Priscila Zanon Candido Avaliação Postural e Flexibilidade Priscila Zanon Candido POSTURA A posição otimizada, mantida com característica automática e espontânea, de um organismo em perfeita harmonia com a força gravitacional

Leia mais

Clínica de Lesões nos Esportes e Atividade Física Prevenção e Reabilitação. Alexandre Carlos Rosa alexandre@portalnef.com.br 2015

Clínica de Lesões nos Esportes e Atividade Física Prevenção e Reabilitação. Alexandre Carlos Rosa alexandre@portalnef.com.br 2015 Clínica de Lesões nos Esportes e Atividade Física Prevenção e Reabilitação Alexandre Carlos Rosa alexandre@portalnef.com.br 2015 O que iremos discutir.. Definições sobre o atleta e suas lesões Análise

Leia mais

INFLUÊNCIA DO ALONGAMENTO MUSCULAR NA POSTURA SENTADA DE ACADÊMICOS DE FISIOTERAPIA 1

INFLUÊNCIA DO ALONGAMENTO MUSCULAR NA POSTURA SENTADA DE ACADÊMICOS DE FISIOTERAPIA 1 INFLUÊNCIA DO ALONGAMENTO MUSCULAR NA POSTURA SENTADA DE ACADÊMICOS DE FISIOTERAPIA 1 Luciana de Oliveira Forte 2 Inês Alessandra Xavier Lima 3 Resumo Este estudo teve como objetivo analisar a influência

Leia mais

Cuidando da Coluna e da Postura. Texto elaborado por Luciene Maria Bueno. Coluna e Postura

Cuidando da Coluna e da Postura. Texto elaborado por Luciene Maria Bueno. Coluna e Postura Cuidando da Coluna e da Postura Texto elaborado por Luciene Maria Bueno Coluna e Postura A coluna vertebral possui algumas curvaturas que são normais, o aumento, acentuação ou diminuição destas curvaturas

Leia mais

A influência da prática da capoeira na postura dos capoeiristas: aspectos biomecânicos e fisiológicos.

A influência da prática da capoeira na postura dos capoeiristas: aspectos biomecânicos e fisiológicos. A influência da prática da capoeira na postura dos capoeiristas: aspectos biomecânicos e fisiológicos. Autores: Ft Mariana Machado Signoreti Profa. Msc. Evelyn Cristina Parolina A capoeira é uma manifestação

Leia mais

ESCOLIOSE Lombar: Sintomas e dores nas costas

ESCOLIOSE Lombar: Sintomas e dores nas costas ESCOLIOSE Lombar: Sintomas e dores nas costas O que é escoliose? É um desvio látero-lateral que acomete acoluna vertebral. Esta, quando olhada de frente, possui aparência reta em pessoas saudáveis. Ao

Leia mais

Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia

Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia Dr. Leandro Gomes Pistori Fisioterapeuta CREFITO-3 / 47741-F Fone: (16) 3371-4121 Dr. Paulo Fernando C. Rossi Fisioterapeuta CREFITO-3 / 65294 F Fone: (16) 3307-6555

Leia mais

Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Cervical Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional

Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Cervical Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Cervical Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada A coluna cervical consiste em diversas

Leia mais

Avaliação da Fisioterapia em Pré e Pós Cirurgia Plástica

Avaliação da Fisioterapia em Pré e Pós Cirurgia Plástica Avaliação da Fisioterapia em Pré e Pós Cirurgia Plástica Ms. Giovana B. Milani Mestre em Ciências pela FMUSP Pós- Graduada em Fisioterapia Dermatofuncional Pós- Graduada em Aparelho locomotor no esporte

Leia mais

Desvios da Coluna Vertebral e Algumas Alterações. Ósseas

Desvios da Coluna Vertebral e Algumas Alterações. Ósseas Desvios da Coluna Vertebral e Algumas Alterações Ósseas DESVIOS POSTURAIS 1. LORDOSE CERVICAL = Acentuação da concavidade da coluna cervical. CAUSA: - Hipertrofia da musculatura posterior do pescoço CORREÇÃO:

Leia mais

A EFICÁCIA DA FISIOTERAPIA NO TRATAMENTO DAS COMPLICAÇÕES FÍSICO-FUNCIONAIS DE MEMBRO SUPERIOR NA MASTECTOMIA UNILATERAL TOTAL: ESTUDO DE CASO

A EFICÁCIA DA FISIOTERAPIA NO TRATAMENTO DAS COMPLICAÇÕES FÍSICO-FUNCIONAIS DE MEMBRO SUPERIOR NA MASTECTOMIA UNILATERAL TOTAL: ESTUDO DE CASO A EFICÁCIA DA FISIOTERAPIA NO TRATAMENTO DAS COMPLICAÇÕES FÍSICO-FUNCIONAIS DE MEMBRO SUPERIOR NA MASTECTOMIA UNILATERAL TOTAL: ESTUDO DE CASO GUIZELINI, L.H.; PEREIRA, N.T.C. RESUMO A mastectomia pode

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA RELAÇÃO DE RESUMOS DE MONOGRAFIAS E ARTIGOS DE PÓS- GRADUAÇÃO Lato sensu - Daniela Cristina dos Santos Alves O Uso do Spray de Fluorometano no Tratamento Prof. D. Sc.

Leia mais

AVALIAÇÃO DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO Articulação Sinovial Forma de sela Três graus de liberdade Posição de Repouso Posição de aproximação

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ SUYANNE NUNES DE CASTRO PERFIL DAS ALTERAÇÕES POSTURAIS EM IDOSOS ATENDIDOS NO SERVIÇO DE REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ SUYANNE NUNES DE CASTRO PERFIL DAS ALTERAÇÕES POSTURAIS EM IDOSOS ATENDIDOS NO SERVIÇO DE REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ SUYANNE NUNES DE CASTRO PERFIL DAS ALTERAÇÕES POSTURAIS EM IDOSOS ATENDIDOS NO SERVIÇO DE REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL FORTALEZA CEARÁ 2009 SUYANNE NUNES DE CASTRO PERFIL DAS

Leia mais

Considerada como elemento essencial para a funcionalidade

Considerada como elemento essencial para a funcionalidade 13 Epidemiologia e Flexibilidade: Aptidão Física Relacionada à Promoção da Saúde Gláucia Regina Falsarella Graduada em Educação Física na Unicamp Considerada como elemento essencial para a funcionalidade

Leia mais

ORIENTAÇÃO E REABILITAÇÃO CARTILHA DE EXERCÍCIOS FISIOTERAPÊUTICOS PARA PACIENTES EM PÓS-OPERATORIO DE CÂNCER DE MAMA

ORIENTAÇÃO E REABILITAÇÃO CARTILHA DE EXERCÍCIOS FISIOTERAPÊUTICOS PARA PACIENTES EM PÓS-OPERATORIO DE CÂNCER DE MAMA ORIENTAÇÃO E REABILITAÇÃO CARTILHA DE EXERCÍCIOS FISIOTERAPÊUTICOS PARA PACIENTES EM PÓS-OPERATORIO DE CÂNCER DE MAMA Seguindo todas essas dicas, você terá uma vida melhor. Vai previnir o linfedema e complicações,

Leia mais

Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Lombar

Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Lombar Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Lombar Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João Disciplina: MFT-0377 Métodos de Avaliação Clínica e Funcional Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional

Leia mais

ESCOLIOSE. Prof. Ms. Marcelo Lima

ESCOLIOSE. Prof. Ms. Marcelo Lima ESCOLIOSE Prof. Ms. Marcelo Lima DEFINIÇÃO A escoliose é um desvio da coluna vertebral para a esquerda ou direita, resultando em um formato de "S" ou "C". É um desvio da coluna no plano frontal acompanhado

Leia mais

O IMPACTO DO PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NO AUMENTO DA FLEXIBILIDADE

O IMPACTO DO PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NO AUMENTO DA FLEXIBILIDADE O IMPACTO DO PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NO AUMENTO DA FLEXIBILIDADE UM ESTUDO QUANTO À APLICABILLIDADE DO PROGRAMA PARA COLETORES DE LIXO DO MUNICÍPIO DE NITERÓI ALESSANDRA ABREU LOUBACK, RAFAEL GRIFFO

Leia mais

Avaliação Goniométrica no contexto do Exame Fisioterapêutico

Avaliação Goniométrica no contexto do Exame Fisioterapêutico Avaliação Goniométrica no contexto do Exame Fisioterapêutico Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Visão Global de uma Avaliação Musculoesquelética

Leia mais

Semiologia Ortopédica Pericial

Semiologia Ortopédica Pericial Semiologia Ortopédica Pericial Prof. Dr. José Heitor Machado Fernandes 2ª V E R S Ã O DO H I P E R T E X T O Para acessar os módulos do hipertexto Para acessar cada módulo do hipertexto clique no link

Leia mais

PREVALÊNCIA DE LOMBALGIA EM ALUNOS DE FISIOTERAPIA E SUA RELAÇÃO COM A POSTURA SENTADA

PREVALÊNCIA DE LOMBALGIA EM ALUNOS DE FISIOTERAPIA E SUA RELAÇÃO COM A POSTURA SENTADA ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 PREVALÊNCIA DE LOMBALGIA EM ALUNOS DE FISIOTERAPIA E SUA RELAÇÃO COM A POSTURA SENTADA Juliana Camilla

Leia mais

PELA SAÚDE DOS VOSSOS OMBROS

PELA SAÚDE DOS VOSSOS OMBROS PELA SAÚDE DOS VOSSOS OMBROS por Hoje em dia as circunstâncias da vida quotidiana forçam-nos a passar muito tempo sentados em posturas que não são as mais adequadas. Neste preciso momento enquanto estão

Leia mais

Alterações da Estrutura Corporal

Alterações da Estrutura Corporal Alterações da Estrutura Corporal Exercícios e Postura milenadutra@bol.com.br Os Exercícios Realmente Mudam a Postura? Vício postural pode ser corrigido voluntariamente com reeducação psicomotora Desvio

Leia mais

CARTILHA DE AUTOCUIDADO DE COLUNA

CARTILHA DE AUTOCUIDADO DE COLUNA CARTILHA DE AUTOCUIDADO DE COLUNA APRENDA A CUIDAR DA SUA COLUNA Elaboração: Júlia Catarina Sebba Rios Pesquisa: Efeitos de um programa educacional de autocuidado de coluna em idosos ati vos e sedentários

Leia mais

Título: Modelo Bioergonomia na Unidade de Correção Postural (Total Care - AMIL)

Título: Modelo Bioergonomia na Unidade de Correção Postural (Total Care - AMIL) Projeto: Unidade de Correção Postural AMIL Título: Modelo Bioergonomia na Unidade de Correção Postural (Total Care - AMIL) Autores: LACOMBE,Patricia, FURLAN, Valter, SONSIN, Katia. Instituição: Instituto

Leia mais

CANCER DE MAMA FERNANDO CAMILO MAGIONI ENFERMEIRO DO TRABALHO

CANCER DE MAMA FERNANDO CAMILO MAGIONI ENFERMEIRO DO TRABALHO CANCER DE MAMA FERNANDO CAMILO MAGIONI ENFERMEIRO DO TRABALHO OS TIPOS DE CANCER DE MAMA O câncer de mama ocorre quando as células deste órgão passam a se dividir e se reproduzir muito rápido e de forma

Leia mais

Por esse motivo é tão comum problemas na coluna na sua grande maioria posturais.

Por esse motivo é tão comum problemas na coluna na sua grande maioria posturais. R.P.G. E A MECÂNICA DA NOSSA COLUNA VERTEBRAL * Dr. Gilberto Agostinho A coluna vertebral, do ponto de vista mecânico é um verdadeiro milagre. São 33 vértebras (7 cervicais + 12 torácicas + 5 lombares

Leia mais

LER/DORT. www.cpsol.com.br

LER/DORT. www.cpsol.com.br LER/DORT Prevenção através s da ergonomia DEFINIÇÃO LER: Lesões por Esforços Repetitivos; DORT: Doenças Osteomusculares Relacionadas ao Trabalho; São doenças provocadas pelo uso inadequado e excessivo

Leia mais

04/11/2012. rígida: usar durante a noite (para dormir) e no início da marcha digitígrada, para manter a ADM do tornozelo.

04/11/2012. rígida: usar durante a noite (para dormir) e no início da marcha digitígrada, para manter a ADM do tornozelo. 04/11/2012 Prolongar o tempo de deambulação independente. Manter a postura correta. Garantir o bom funcionamento das funções cardiorrespiratória e digestiva. Manter a amplitude do movimento. Garantir o

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO ISO-STRETCHING

CURSO DE FORMAÇÃO ISO-STRETCHING CURSO DE FORMAÇÃO ISO-STRETCHING O Curso de Formação em Iso Stretching é ministrado pelo fundador da técnica, o osteopata e fisioterapeuta francês Bernard Redondo. O método Iso Stretching foi desenvolvido

Leia mais

TÍTULO: REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL COMO ESTRATEGIA DE TRATAMENTO PRA PACIENTES COM DPOC INSERIDOS EM UM PROGRAMA DE REABILITAÇÃO PULMONAR

TÍTULO: REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL COMO ESTRATEGIA DE TRATAMENTO PRA PACIENTES COM DPOC INSERIDOS EM UM PROGRAMA DE REABILITAÇÃO PULMONAR TÍTULO: REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL COMO ESTRATEGIA DE TRATAMENTO PRA PACIENTES COM DPOC INSERIDOS EM UM PROGRAMA DE REABILITAÇÃO PULMONAR CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA:

Leia mais

O que é ERGONOMIA? TERMOS GREGOS: ERGO = TRABALHO NOMIA (NOMOS)= REGRAS, LEIS NATURAIS

O que é ERGONOMIA? TERMOS GREGOS: ERGO = TRABALHO NOMIA (NOMOS)= REGRAS, LEIS NATURAIS O que é ERGONOMIA? TERMOS GREGOS: ERGO = TRABALHO NOMIA (NOMOS)= REGRAS, LEIS NATURAIS...é um conjunto de conhecimentos relativos ao homem e necessários à concepção de instrumentos, máquinas e dispositivos

Leia mais

CINESIOLOGIA DA COLUNA VERTEBRAL. Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior

CINESIOLOGIA DA COLUNA VERTEBRAL. Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior CINESIOLOGIA DA COLUNA VERTEBRAL Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior COLUNA VERTEBRAL 7 vértebras cervicais 12 vértebras torácicas 5 vértebras lombares 5 vértebras sacrais 4 vértebras coccígeas anterior

Leia mais

Avaliação Fisioterapêutica do Ombro Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional-FMUSP

Avaliação Fisioterapêutica do Ombro Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional-FMUSP Avaliação Fisioterapêutica do Ombro Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional-FMUSP Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada Articulação esternoclavicular: É uma

Leia mais

TÉCNICAS EM AVALIAÇÃO E REEDUCAÇÃO POSTURAL

TÉCNICAS EM AVALIAÇÃO E REEDUCAÇÃO POSTURAL 13. CONEX Pôster Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE (X ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA TÉCNICAS

Leia mais

[251] 114. AVALIAÇÃO SISTEMÁTICA DE RADIOGRAFIAS DO TÓRAX

[251] 114. AVALIAÇÃO SISTEMÁTICA DE RADIOGRAFIAS DO TÓRAX [251] 114. AVALIAÇÃO SISTEMÁTICA DE RADIOGRAFIAS DO TÓRAX a. CONSIDERAÇÕES TÉCNICAS Exposição A aquisição adequada da radiografia de tórax é mais difícil que a de outras partes do corpo devido ao contraste

Leia mais

Serviço de Medicina Física e Reabilitação INSTITUTO PORTUGUÊS DE ONCOLOGIA DE FRANCISCO GENTIL GUIA DA MULHER SUBMETIDA A CIRURGIA DA MAMA

Serviço de Medicina Física e Reabilitação INSTITUTO PORTUGUÊS DE ONCOLOGIA DE FRANCISCO GENTIL GUIA DA MULHER SUBMETIDA A CIRURGIA DA MAMA Serviço de Medicina Física e Reabilitação INSTITUTO PORTUGUÊS DE ONCOLOGIA DE FRANCISCO GENTIL GUIA DA MULHER SUBMETIDA A CIRURGIA DA MAMA AUTORES: FT. GONÇALO SOARES FT. STELA FRAZÃO LISBOA, NOVEMBRO

Leia mais

DISTÚRBIOS DA COLUNA VERTEBRAL *

DISTÚRBIOS DA COLUNA VERTEBRAL * A. POSTURA DISTÚRBIOS DA COLUNA VERTEBRAL * 1 POSTURA LORDÓTICA Trabalho realizado por: Karina Mothé Bianor Orientador: Prof. Blair José Rosa Filho Caracterizada por um aumento no ângulo lombossacro (o

Leia mais

INCIDÊNCIAS COMPLEMENTARES EM MAMOGRAGIA PROFESSORA KAROLINE RIZZON

INCIDÊNCIAS COMPLEMENTARES EM MAMOGRAGIA PROFESSORA KAROLINE RIZZON INCIDÊNCIAS COMPLEMENTARES EM MAMOGRAGIA PROFESSORA KAROLINE RIZZON INCIDÊNCIAS COMPLEMENTARES As incidência complementares são realizadas para esclarecer situações suspeitas detectadas nas incidências

Leia mais

Introdução. O conforto e a Segurança abrangem aspectos físicos, psicossociais e espirituais e. humano.

Introdução. O conforto e a Segurança abrangem aspectos físicos, psicossociais e espirituais e. humano. Introdução O conforto e a Segurança abrangem aspectos físicos, psicossociais e espirituais e constituem necessidades básicas do ser humano. Movimentação do paciente Para que o paciente se sinta confortável

Leia mais

Índice Remissivo. Sobre o livro. Direitos Autorais. Sobre a Autora. Capítulo 1Conhece-te a ti mesmo... Capítulo 2Como é o seu retrato?

Índice Remissivo. Sobre o livro. Direitos Autorais. Sobre a Autora. Capítulo 1Conhece-te a ti mesmo... Capítulo 2Como é o seu retrato? Índice Remissivo Sobre o livro Direitos Autorais Sobre a Autora Capítulo 1Conhece-te a ti mesmo... Capítulo 2Como é o seu retrato? Capítulo 3Copiou? Capítulo 4Segredos do Consultório Epílogo 3 4 5 6 8

Leia mais

Banco de imagens Aparelho locomotor Semiologia Médica II. Espondilite Anquilosante

Banco de imagens Aparelho locomotor Semiologia Médica II. Espondilite Anquilosante Banco de imagens Aparelho locomotor Semiologia Médica II Espondilite Anquilosante Espondilite Anquilosante É uma doença de caráter inflamatório, crônico e progressivo que afeta primariamente as articulações

Leia mais

Curso Anatomia e Preparação para o Parto Módulos 1 e 2

Curso Anatomia e Preparação para o Parto Módulos 1 e 2 Curso Anatomia e Preparação para o Parto Módulos 1 e 2 Segundo o programa Anatomía, Integración y Movimiento por Núria Vives Ciclo especial para enfemeiras especialistas em saúde materna e obstétrica,

Leia mais

ALTERAÇÕES RESPIRATÓRIAS RELACIONADAS À POSTURA

ALTERAÇÕES RESPIRATÓRIAS RELACIONADAS À POSTURA ALTERAÇÕES RESPIRATÓRIAS RELACIONADAS À POSTURA Karina de Sousa Assad * Layana de Souza Guimarães ** RESUMO A proposta desse artigo é demonstrar que algumas alterações posturais podem levar a distúrbios

Leia mais

Fundação Cardeal Cerejeira. Acção de Formação

Fundação Cardeal Cerejeira. Acção de Formação Fundação Cardeal Cerejeira Acção de Formação Formadoras: Fisioterapeuta Andreia Longo, Fisioterapeuta Sara Jara e Fisioterapeuta Tina Narciso 4º Ano de Fisioterapia da ESSCVP Em fases que o utente necessite

Leia mais

Ergonomia é o estudo do. relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e. particularmente a aplicação dos

Ergonomia é o estudo do. relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e. particularmente a aplicação dos ERGONOMIA ERGONOMIA relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e conhecimentos de anatomia, fisiologia e psicologia na solução dos problemas surgidos deste relacionamento. Em

Leia mais

Apesar de ser um tumor maligno, é uma doença curável se descoberta a tempo, o que nem sempre é possível, pois o medo do diagnóstico é muito grande,

Apesar de ser um tumor maligno, é uma doença curável se descoberta a tempo, o que nem sempre é possível, pois o medo do diagnóstico é muito grande, Cancêr de Mama: É a causa mais frequente de morte por câncer na mulher, embora existam meios de detecção precoce que apresentam boa eficiência (exame clínico e auto-exame, mamografia e ultrassonografia).

Leia mais

EFEITO DA CINESIOTERAPIA NA FORÇA MUSCULAR DE MULHERES MASTECTOMIZADAS

EFEITO DA CINESIOTERAPIA NA FORÇA MUSCULAR DE MULHERES MASTECTOMIZADAS 163 EFEITO DA CINESIOTERAPIA NA FORÇA MUSCULAR DE MULHERES MASTECTOMIZADAS Andressa Carvalho Viscone 1, Mariana Romanholi Palma 1, Mariane Fátima da Silva Araújo 1, Ana Paula Rodrigues Rocha 1, Lara Nery

Leia mais

1) PANTURRILHAS. b) Músculos envolvidos Gastrocnêmios medial e lateral, sóleo, tibial posterior, fibular longo e curto, plantar (débil),

1) PANTURRILHAS. b) Músculos envolvidos Gastrocnêmios medial e lateral, sóleo, tibial posterior, fibular longo e curto, plantar (débil), 1 1) PANTURRILHAS 1.1 GERAL De pé, tronco ereto, abdômen contraído, de frente para o espaldar, a uma distância de um passo. Pés na largura dos quadris, levar uma das pernas à frente inclinando o tronco

Leia mais

RESUMO. Palavras chave: análise postural, software Alcimagem, desvios laterais.

RESUMO. Palavras chave: análise postural, software Alcimagem, desvios laterais. ANALISE COMPARATIVA DA POSTURA DOS ACADÊMICOS DOS CURSOS DE DIREITO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS, FISIOTERAPIA E EDUCAÇÃO FÍSICA DAS FACULDADES SUDAMÉRICA DE CATAGUASES-MG Fernanda Martins Cazeta Lacerda Graduada

Leia mais

Global Training. The finest automotive learning

Global Training. The finest automotive learning Global Training. The finest automotive learning Cuidar da saúde com PREFÁCIO O Manual de Ergonomia para o Motorista que você tem em agora em mãos, é parte de um programa da Mercedes-Benz do Brasil para

Leia mais

Sexualidade e Câncer de Mama

Sexualidade e Câncer de Mama Sexualidade e Câncer de Mama LÚCIO FLAVO DALRI GINECOLOGIA MASTOLOGIA CIRURGIA PÉLVICA MÉDICO EM RIO DO SUL - SC PRESIDENTE DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE MASTOLOGIA REGIONAL DE SC CHEFE DO SERVIÇO DE MASTOLOGIA

Leia mais

Educação em Saúde como Princípio Básico para Prevenção de Alterações da Coluna Vertebral em Escolares

Educação em Saúde como Princípio Básico para Prevenção de Alterações da Coluna Vertebral em Escolares Anais do 2º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária Belo Horizonte 12 a 15 de setembro de 2004 Educação em Saúde como Princípio Básico para Prevenção de Alterações da Coluna Vertebral em Escolares

Leia mais

CUIDADOS COM A COLUNA

CUIDADOS COM A COLUNA SENADO FEDERAL CUIDADOS COM A COLUNA SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Cuidados com a coluna 3 apresentação As dores na coluna vertebral são um grande transtorno na vida de muita gente, prejudicando os movimentos

Leia mais

Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Lombar Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional

Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Lombar Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Lombar Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada Existem 2 tipos de artic. encontradas

Leia mais

Núcleo de Ensino em saúde www.sogab.com.br Escola de Massoterapia APOSTILA DE POMPAGEM. Pompagem

Núcleo de Ensino em saúde www.sogab.com.br Escola de Massoterapia APOSTILA DE POMPAGEM. Pompagem Pompagem Dentre as várias técnicas da terapia manual, a Pompagem é uma das mais simples de ser aplicada e traz benefícios aos pacientes quase de imediato. Foi desenvolvida por um osteopata Norte-Americano

Leia mais

A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos

A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos Fisioterapeuta: Adriana Lopes de Oliveira CREFITO 3281-LTT-F GO Ergonomia ERGONOMIA - palavra de origem grega, onde: ERGO = trabalho e NOMOS

Leia mais

Centro de Reeducação Respiratória e Postural S/C Ltda Josleide Baldim Hlatchuk Fisioterapeuta CREFITTO 12.408F

Centro de Reeducação Respiratória e Postural S/C Ltda Josleide Baldim Hlatchuk Fisioterapeuta CREFITTO 12.408F RPG 1. DEFINIÇÃO A Reeducação Postural Global é um método fisioterápico de correção e tratamento da dor, que trabalha sobre as cadeias de tensão muscular utilizando posturas de alongamento excêntrico ativo

Leia mais

FUTURO DO GOLFE = NÃO SE BASEIA SOMENTE NA CÓPIA DO SWING PERFEITO - MECÂNICA APROPRIADA - EFICIÊNCIA DE MOVIMENTO

FUTURO DO GOLFE = NÃO SE BASEIA SOMENTE NA CÓPIA DO SWING PERFEITO - MECÂNICA APROPRIADA - EFICIÊNCIA DE MOVIMENTO FUTURO DO GOLFE = NÃO SE BASEIA SOMENTE NA CÓPIA DO SWING PERFEITO - MECÂNICA APROPRIADA - EFICIÊNCIA DE MOVIMENTO CARACTERÍSTICAS INDIVIDUAIS - Flexibilidade - Estabilidade - Equilíbrio - Propiocepção

Leia mais

Biomecânica. A alavanca inter-resistente ou de 2º grau adequada para a realização de esforço físico, praticamente não existe no corpo humano.

Biomecânica. A alavanca inter-resistente ou de 2º grau adequada para a realização de esforço físico, praticamente não existe no corpo humano. Biomecânica Parte do conhecimento da Ergonomia aplicada ao trabalho origina-se no estudo da máquina humana. Os ossos, os músculos, ligamentos e tendões são os elementos dessa máquina que possibilitam realizar

Leia mais

Estudo comparativo entre duas täcnicas de avaliaåço da amplitude de movimento

Estudo comparativo entre duas täcnicas de avaliaåço da amplitude de movimento 1 Estudo comparativo entre duas täcnicas de avaliaåço da amplitude de movimento Joyce Ribeiro Caetano 1 Orientador: Ademir Schmidt ** Resumo Trata-se de uma revisåo de literatura feita por um grupo de

Leia mais

ERGONOMIA CENTRO DE EDUCAÇÃO MÚLTIPLA PROFESSOR: RODRIGO ARAÚJO 3 MÓDULO NOITE

ERGONOMIA CENTRO DE EDUCAÇÃO MÚLTIPLA PROFESSOR: RODRIGO ARAÚJO 3 MÓDULO NOITE ERGONOMIA CENTRO DE EDUCAÇÃO MÚLTIPLA PROFESSOR: RODRIGO ARAÚJO 3 MÓDULO NOITE A ERGONOMIA ESTUDA A SITUAÇÃO DE TRABALHO: Atividade Ambiente (iluminação, ruído e calor) Posto de trabalho Dimensões, formas

Leia mais

EXAME DO QUADRIL E DA PELVE

EXAME DO QUADRIL E DA PELVE EXAME DO QUADRIL E DA PELVE Jefferson Soares Leal O quadril é composto pela articulação coxofemural e a pelve pelas articulações sacroilíacas e pela sínfise púbica. O exame do quadril e da pelve devem

Leia mais

Posturologia e Método Rocabado (ATM)

Posturologia e Método Rocabado (ATM) Posturologia e Método Rocabado (ATM) Josiane de Oliveira Delgado Fisioterapeuta Crefito5/19762F Av. Pres. Franklin Roosevelt, 1461. São Geraldo. POA/RS. Fone: 3222.4005 Artigo: Postura normal e posturas

Leia mais

Uma Definição: "Estudo entre o homem e o seu trabalho, equipamentos e meio ambiente".

Uma Definição: Estudo entre o homem e o seu trabalho, equipamentos e meio ambiente. ERGONOMIA: palavra de origem grega. ERGO = que significa trabalho NOMOS = que significa regras Uma Definição: "Estudo entre o homem e o seu trabalho, equipamentos e meio ambiente". Tríade básica da Ergonomia:

Leia mais

ABORDAGEM DAS DISFUNÇÕES POSTURAIS. André Barezani Fisioterapeuta esportivo/ Ortopédico e Acupunturista Belo Horizonte 15 julho 2012

ABORDAGEM DAS DISFUNÇÕES POSTURAIS. André Barezani Fisioterapeuta esportivo/ Ortopédico e Acupunturista Belo Horizonte 15 julho 2012 AVALIAÇÃO POSTURAL ABORDAGEM DAS DISFUNÇÕES POSTURAIS André Barezani Fisioterapeuta esportivo/ Ortopédico e Acupunturista Belo Horizonte 15 julho 2012 POSTURA CONCEITOS: Postura é uma composição de todas

Leia mais

3.4 Deformações da coluna vertebral

3.4 Deformações da coluna vertebral 87 3.4 Deformações da coluna vertebral A coluna é um dos pontos mais fracos do organismo. Sendo uma peça muito delicada, está sujeita a diversas deformações. Estas podem ser congênitas (desde o nascimento

Leia mais

FATORES RELACIONADOS AO ENCURTAMENTO DOS ISQUIOTIBIAIS: UM ESTUDO BIBLIOGRÁFICO

FATORES RELACIONADOS AO ENCURTAMENTO DOS ISQUIOTIBIAIS: UM ESTUDO BIBLIOGRÁFICO FATORES RELACIONADOS AO ENCURTAMENTO DOS ISQUIOTIBIAIS: UM ESTUDO BIBLIOGRÁFICO PETTER, Gustavo; DALLA NORA, Daniel; SANTOS, Tarciso Silva dos; BRAZ, Melissa Medeiros; LEMOS, Jadir Camargo Trabalho de

Leia mais

Câncer de Mama COMO SÃO AS MAMAS:

Câncer de Mama COMO SÃO AS MAMAS: Câncer de Mama COMO SÃO AS MAMAS: As mamas (ou seios) são glândulas e sua função principal é a produção de leite. Elas são compostas de lobos que se dividem em porções menores, os lóbulos, e ductos, que

Leia mais

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO MOTOR DE UMA PACIENTE SUBMETIDA À MASTECTOMIA RADICAL

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO MOTOR DE UMA PACIENTE SUBMETIDA À MASTECTOMIA RADICAL ANÁLISE DO COMPORTAMENTO MOTOR DE UMA PACIENTE SUBMETIDA À MASTECTOMIA RADICAL Analysis of the motor behavior of a patient submitted to radical mastectomy Relato de Caso RESUMO Objetivo: Analisar o comportamento

Leia mais

Avaliação Integrada. Profº Silvio Pecoraro. Specialist Cooper Fitness Center Dallas Texas/USA Cref. 033196 G/SP

Avaliação Integrada. Profº Silvio Pecoraro. Specialist Cooper Fitness Center Dallas Texas/USA Cref. 033196 G/SP Avaliação Integrada Profº Silvio Pecoraro Specialist Cooper Fitness Center Dallas Texas/USA Cref. 033196 G/SP Definições Chaves Corrente cinética: sistema muscular + sistema articular + sistema neural.

Leia mais

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO ARTICULAR DO OMBRO HOMOLATERAL EM PACIENTES SUBMETIDAS A MASTECTOMIA RADICAL MODIFICADA

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO ARTICULAR DO OMBRO HOMOLATERAL EM PACIENTES SUBMETIDAS A MASTECTOMIA RADICAL MODIFICADA ANÁLISE DO COMPORTAMENTO ARTICULAR DO OMBRO HOMOLATERAL EM PACIENTES SUBMETIDAS A MASTECTOMIA RADICAL MODIFICADA Acadêmicos de Fisioterapia da UCB: Janaína de Abreu e Silva Rodrigo Silva Rodrigues RESUMO

Leia mais

Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional. Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João

Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional. Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João Avaliação Fisioterapêutica do Quadril Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada Articulação do Quadril: É uma articulação

Leia mais

ABRCOLUNA Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna

ABRCOLUNA Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna ABRCOLUNA Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna Guia de Exercícios preventivos para a Coluna Vertebral Dr. Coluna 01 Helder Montenegro Fisioterapeuta Guia de Exercícios Dr Coluna 2012.indd 1

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS COLABORADORES ATRAVÉS DA BIOMECÂNICA OCUPACIONAL

AVALIAÇÃO DOS COLABORADORES ATRAVÉS DA BIOMECÂNICA OCUPACIONAL AVALIAÇÃO DOS COLABORADORES ATRAVÉS DA BIOMECÂNICA OCUPACIONAL Daniela da Maia José Marques de Carvalho Júnior Antonio Vinicius Soares 2010 INTRODUÇÃO É um laboratório especializado em análise biomecânica

Leia mais

Dados Pessoais: História social e familiar. Body Chart

Dados Pessoais: História social e familiar. Body Chart Dados Pessoais: História Clínica: Nome: P.R. Idade: 54 Morada: Contacto: Médico: Fisioterapeuta: Profissão: Fisioterapeuta Diagnóstico Médico: Fratura comitiva da rótula Utente de raça caucasiana, Fisioterapeuta,

Leia mais

OS MÉTODOS PILATES E RPG NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA NA GRAVIDEZ: UMA REVISÃO DE LITERATURA

OS MÉTODOS PILATES E RPG NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA NA GRAVIDEZ: UMA REVISÃO DE LITERATURA 22 OS MÉTODOS PILATES E RPG NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA NA GRAVIDEZ: UMA REVISÃO DE LITERATURA Clarice Amarante Scipiao 1 Joelma Gomes da Silva 2 RESUMO O período gestacional, é marcado por profundas modificações

Leia mais

UNIVERSIDAD ARGENTINA JOHN F. KENNEDY. Mestranda em Psicanálise Joana S. Oliveira Psicóloga CRP 06/114168

UNIVERSIDAD ARGENTINA JOHN F. KENNEDY. Mestranda em Psicanálise Joana S. Oliveira Psicóloga CRP 06/114168 UNIVERSIDAD ARGENTINA JOHN F. KENNEDY Mestranda em Psicanálise Joana S. Oliveira Psicóloga CRP 06/114168 Considerações psicanalíticas sobre a imagem corporal, algumas conseqüências após intervenções sobre

Leia mais

3.2 A coluna vertebral

3.2 A coluna vertebral 73 3.2 A coluna vertebral De acordo com COUTO (1995), o corpo é dividido em cabeça, tronco e membros; unindo porção superior e a porção inferior do corpo temos o tronco, e no tronco, a única estrutura

Leia mais

Treino de Alongamento

Treino de Alongamento Treino de Alongamento Ft. Priscila Zanon Candido Avaliação Antes de iniciar qualquer tipo de exercício, considera-se importante que o indivíduo seja submetido a uma avaliação física e médica (Matsudo &

Leia mais

3/26/2009 EX E E X R E C R ÍCI C OS S E E PO P ST S U T RA R OS EX ER EX CÍ C CI C OS REAL EA MEN M T EN E MO M DIFI F CAM A M A A PO P STUR U A?

3/26/2009 EX E E X R E C R ÍCI C OS S E E PO P ST S U T RA R OS EX ER EX CÍ C CI C OS REAL EA MEN M T EN E MO M DIFI F CAM A M A A PO P STUR U A? EXERCÍCIOS E POSTURA OS EXERCÍCIOS REALMENTE MODIFICAM A POSTURA? 1 Um vício postural pode ser corrigido voluntariamente com reeducação psicomotora, um desvio postural pode ser corrigido com exercícios

Leia mais

PREFÁCIO ÀS CINCO PRIMEIRAS EDIÇÕES 9 PREFÁCIO À EDIÇÃO REVISADA E ATUALIZADA 11 INTRODUÇÃO 13

PREFÁCIO ÀS CINCO PRIMEIRAS EDIÇÕES 9 PREFÁCIO À EDIÇÃO REVISADA E ATUALIZADA 11 INTRODUÇÃO 13 PREFÁCIO ÀS CINCO PRIMEIRAS EDIÇÕES 9 PREFÁCIO À EDIÇÃO REVISADA E ATUALIZADA 11 INTRODUÇÃO 13 Exame postural 13 A estrutura do exame proposto neste livro 14 Desvio postural e deformidade postural 15 Hipótese

Leia mais

A Estética da Mama CLÍNICA FERNANDO BASTO

A Estética da Mama CLÍNICA FERNANDO BASTO A Estética da Mama A estética da mama responde a costumes étnicos, sociais e culturais. Há não muitos anos, no Brasil as mulheres solicitavam a diminuição do volume do seio, quando a aspiração do inconsciente

Leia mais

Postura corporal hábitos causas e consequências

Postura corporal hábitos causas e consequências Postura corporal hábitos causas e consequências AFINAL O QUE É POSTURA? Postura Definir Postura ideal é praticamente impossível. Porém, para Momesso (1997) postura, é a atitude que o corpo adota, mediante

Leia mais

Distrofias Musculares de Duchenne e de Becker

Distrofias Musculares de Duchenne e de Becker Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Distrofias Musculares de Duchenne e de Becker As distrofias musculares de Duchenne e de Becker as

Leia mais

OS PRINCIPAIS FATORES DE RISCO REFERENTES AO CÂNCER DE MAMA ENTRE AS PACIENTES SUBMETIDAS À CIRURGIA, NO PERÍODO DE 01 DE

OS PRINCIPAIS FATORES DE RISCO REFERENTES AO CÂNCER DE MAMA ENTRE AS PACIENTES SUBMETIDAS À CIRURGIA, NO PERÍODO DE 01 DE OS PRINCIPAIS FATORES DE RISCO REFERENTES AO CÂNCER DE MAMA ENTRE AS PACIENTES SUBMETIDAS À CIRURGIA, NO PERÍODO DE 01 DE AGOSTO DE 2002 A 01 DE AGOSTO DE 2003, NO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO DE

Leia mais

FIBROMIALGIA EXERCÍCIO FÍSICO: ESSENCIAL AO TRATAMENTO. Maj. Carlos Eugenio Parolini médico do NAIS do 37 BPM

FIBROMIALGIA EXERCÍCIO FÍSICO: ESSENCIAL AO TRATAMENTO. Maj. Carlos Eugenio Parolini médico do NAIS do 37 BPM FIBROMIALGIA EXERCÍCIO FÍSICO: ESSENCIAL AO TRATAMENTO Maj. Carlos Eugenio Parolini médico do NAIS do 37 BPM A FIBROMIALGIA consiste numa síndrome - conjunto de sinais e sintomas - com manifestações de

Leia mais