FICHA PARA CATÁLOGO: PRODUÇÃO DIDÁTICA PEDAGÓGICA. Artrópodes e Jogos Pedagógicos para auxiliar na aprendizagem

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FICHA PARA CATÁLOGO: PRODUÇÃO DIDÁTICA PEDAGÓGICA. Artrópodes e Jogos Pedagógicos para auxiliar na aprendizagem"

Transcrição

1

2 FICHA PARA CATÁLOGO: PRODUÇÃO DIDÁTICA PEDAGÓGICA Título Artrópodes e Jogos Pedagógicos para auxiliar na aprendizagem Autor Disciplina/Área (ingresso no PDE) Escola de Implementação do Projeto e sua localização Município da escola Núcleo Regional de Educação Professor Orientador Instituição de Ensino Superior Resumo Rita Zanini Debiazi Biologia Colégio Estadual Alberto Santos Dumont - EFM Cafelândia - PR Cascavel Gabriel Simões de Andrade Universidade do Oeste do Paraná/UNIOESTE - Campus de Cascavel Através desta unidade perceberemos que é possível utilizar o lúdico como aliado da escola, para desenvolver o gosto pelo estudo científico, buscando desenvolver nos alunos o respeito aos animais e o reconhecimento da importância dos animais artrópodes no meio ambiente. O objetivo é proporcionar vivências culturais alternativas por meio de atividades experimentais que auxiliem a fazer relações com os conhecimentos escolares em Biologia. Espera-se contribuir para a melhora das relações pessoais entre os envolvidos, estimulando a participação e o interesse em Biologia, e utilizando como estratégia jogos pedagógicos no estudo dos Artrópodes. É necessário incutir em sala de aula o hábito de utilizar recursos diversos, para que os alunos consigam assimilar melhor o conteúdo e aprimorar o nível intelectual, possibilitando análise e participação. Formando seres pensantes e ativos na sociedade. Assim, os jogos pedagógicos podem aproximar o saber científico com o conhecimento almejado pelos educadores. Palavras-chave (3 a 5 palavras) Artrópodes; Animais invertebrados; jogos pedagógicos. Formato do Material Didático Unidade Didática

3 UNIDADE DIDÁTICA 1. IDENTIFICAÇÃO Professora PDE: Rita Zanini Debiazi. Área: Biologia. NRE: Cascavel. Professor Orientador: Gabriel Simões de Andrade. IES Vinculada: Universidade Estadual do Oeste do Paraná UNIOESTE. Colégio de Implementação: Colégio Estadual Alberto Santos Dumont. Publico Objeto da Intervenção: 2 ano do Ensino Médio. Tema de estudo: Artrópodes e Jogos Pedagógicos para auxiliar na aprendizagem. Título: Jogos Pedagógicos no Ensino de Artrópodes. 2. INTRODUÇÃO O conhecimento científico não é algo pronto e acabado, mas algo que foi adquirido pela humanidade no decorrer de sua existência e, a todo o momento pode ser questionado, complementado ou refutado, desde que tenha sido experimentado e comprovado. No decorrer dos tempos, este conhecimento tem sido passado através das gerações e em muito tem colaborado na formação pessoal e profissional do ser humano. Segundo as Diretrizes Curriculares do Estado do Paraná:

4 Compreender o fenômeno da VIDA e sua complexidade de relações, na disciplina de Biologia, significa analisar uma ciência em transformação, cujo caráter provisório permite a reavaliação dos seus resultados e possibilita repensar, mudar conceitos e teorias elaborados em cada momento histórico, social, político, econômico e cultural (PARANÁ, p.61). Carvalho (2008) acrescenta que, todo conhecimento científico tem uma história que foi construída através de analises que nem sempre o aluno e até mesmo professores conseguem imaginar como esse conteúdo chegou até o material didático usado em sala de aula. Porém é necessário ter em mente que esse conhecimento só está ao nosso alcance por ter sido comprovado com bases científicas, passado por vários estudiosos para então, chegar a ser publicado e servir de apoio aos nossos estudos. Mesmo os conteúdos que podem muitas vezes parecer inúteis aos olhos de alguns, tem um significado importante na vida acadêmica ou profissional de outros. Em especial, os conteúdos de Biologia que estão relacionados à vida de maneira geral se tornam parte de cada indivíduo e também da própria manutenção do planeta. Pensar na biologia nem sempre é recordar de algo que foi fácil de ser assimilado, por isso, muitos indivíduos apresentam dificuldades de compreensão e fixação dos conteúdos. Assim, atividades lúdicas melhorariam o resultado da aprendizagem dos estudantes no ensino médio? Os jogos pedagógicos poderiam aproximar o saber científico com o conhecimento almejado pelos educadores? Para responder tais questões, muitos educadores têm buscado alternativas para facilitar o acesso ao conhecimento científico, onde os jogos pedagógicos tem encontrado respaldo. Como o conteúdo dos Seres Vivos, os Artrópodes são encontrados no meio ambiente e possuem uma variedade muito grande e bela, mas que acabam tornando seu estudo um tanto quanto difícil. Mesmo sendo algo concreto, os alunos encontram dificuldades na aquisição do mesmo, devido à falta de acesso a esses animais. Sendo assim, procurar-se-á através dos jogos, reconhecer a importância dos animais artrópodes no meio ambiente, e as principais diferenças. E assim, tornar o assunto mais próximo da realidade dos alunos, facilitando com exemplos em figuras coloridas e explicações que serão assimiladas conforme o jogo vai transcorrendo e a leitura do material vai acontecendo. Para aprimorar nos alunos o respeito aos animais e o gosto pelo estudo

5 científico melhorando o aprendizado, esta unidade apresenta os jogos pedagógicos como instrumento facilitador da aprendizagem, propondo responder a questão: atividades lúdicas melhorariam o resultado de aprendizagem dos estudantes no ensino médio? O objetivo deste trabalho é buscar desenvolver nos alunos o respeito aos animais e o gosto pelo estudo científico melhorando o aprendizado. Reconhecer a importância dos animais artrópodes no meio ambiente, e as principais diferenças. Contribuir para a melhora da relação pessoal entre os alunos envolvidos, estimulando a participação e o interesse em buscar novas soluções, com a finalidade de realizar um determinado objetivo, como estratégias para ganhar um jogo. Com vivências culturais criativas por meio de atividades experimentais que ajudem os alunos a fazer relações com os conhecimentos escolares em Biologia, será utilizado o jogo para que possa mediar o ensino e a aprendizagem, atingindo os objetivos esperados, é necessário um estudo antes de sua aplicação. Esse estudo permitirá que o professor questione-se sobre qual a finalidade de utilizar determinado jogo, como utilizá-lo e quais as situações que poderão ser trabalhadas para que haja uma aprendizagem efetiva. 3. OS JOGOS NO ENSINO DA BIOLOGIA É através do lúdico que o aluno vai aprimorando os conceitos que adquire e podemos aproveitar este fato na escola, não apenas para trabalhar com os pequenos, mas também com adolescentes, jovens e adultos, para tornar o aprendizado mais significativo e prazeroso. O jogo pode oportunizar o trabalho de conteúdos não só conceituais, mas também procedimentais e atitudinais. O professor, em sua prática pedagógica, deve ter consciência de que os conteúdos conceituais, procedimentais e atitudinais são objetos de aprendizagem que estão presentes em todas as atividades e contribuem para o desenvolvimento da capacidade dos alunos para uma participação ativa e transformadora, por isso, são necessários que sejam considerados elementos que devem ser abordados no ensino. Uma das possibilidades de abordagem desses

6 conteúdos é mediante o uso de jogos didáticos. (FERRAZ, et al. 2011, p.127). Para um trabalho pedagógico com jogos é necessário que os mesmos sejam escolhidos e trabalhados com o intuito de fazer o aluno ultrapassar a fase da mera diversão, ou de jogar pela tentativa e erro apenas. Por isso, é essencial a escolha de uma metodologia de trabalho que permita a exploração do potencial dos jogos na aprendizagem. No trabalho com os alunos, é interessante propor, sempre que possível, e adequado à idade, diferentes possibilidades de análise, apresentando novos obstáculos a serem superados. Quando o professor utiliza jogos no ensino da Biologia o faz com a intenção de propiciar a aprendizagem. Por meio do estudo, o professor encontrará diversos tipos de jogos. Existem os jogos de estratégia, de treinamento, de fixação, como também quebra-cabeças, caça-palavras e outros. A proposta neste trabalho está centrada nos jogos de estratégia, mas utiliza também os de treinamento e fixação, pois no momento em que o aluno cria estratégias para jogar ele precisa treinar e fixar as peças e as informações das mesmas, assim ampliando seu conhecimento científico. 4. METODOLOGIA O presente trabalho advém da necessidade de encontrar recursos que facilitem a aprendizagem, buscando melhorar os resultados acadêmicos dos alunos. A abordagem metodológica construtivista que será empregada nesta atividade está embasada numa abordagem cognitivista e integracionista, tendo ênfase na capacidade do aluno melhorar seu conhecimento científico, com troca de conhecimentos. A metodologia a ser utilizada é a dos três momentos pedagógicos, com um enfoque na investigação. Primeiro será empregado a Problematização, a Organização do Conhecimento e a Aplicação do Conhecimento, logo após será investigado o conhecimento que o aluno tem sobre o conteúdo, em seguida, será revisto o conteúdo aplicado os jogos e, por fim,

7 analisado se houve melhora no aprendizado. 5. PROBLEMATIZAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO CONHECIMENTO - ESTUDANDO OS ARTRÓPODES Você sabe o que é um Artrópode? Os alunos responderão a esta pergunta usando seu conhecimento prévio e intuitivo. As respostas serão escritas no quadro para que sejam analisadas pela turma. Pesquisem no dicionário o que significa o termo artrópode e registrem no caderno. A seguir compare com as respostas dadas anteriormente. Elas são correlatas ou parecidas? Os artrópodes constituem o mais numeroso grupo animal existente na Terra, onde a cada quatro animais existentes, três são artrópodes. Pertencem ao filo Arthropoda: borboletas, aranhas, centopeias, libélulas, gafanhotos, ácaros, besouros, escorpiões e outros. Os artrópodes são triblásticos, celomados, simetria bilateral, corpo segmentado. A segmentação só é bem visível nas formas larvais. No decorrer do desenvolvimento os segmentos se fundem e formam regiões distintas, onde cada região é denominada tagma. No caso dos insetos, possuem corpo dividido em três tagmas: cabeça, tórax e abdome. No camarão e na aranha, a cabeça está soldada ao tórax, formando um cefalotórax, no embuá e na lacraia, há apenas uma cabeça e um tronco. Possuem exoesqueleto revestido por quitina e associado a proteínas, que aumenta sua rigidez, como os crustáceos (siris e caranguejos), que é impregnado de fosfato e carbonato de cálcio. Nos artrópodes terrestres existe ainda uma cobertura de cera que impermeabiliza, impedindo a desidratação e favorecendo a adaptação ao ambiente. Em certos pontos, o esqueleto é fino e dobrável (articulações), onde os músculos estriados se fixam e ajudam na movimentação (marcha, natação ou voo). Os apêndices podem desempenhar funções como

8 pegar a comida, mastigação, sucção e outros. As antenas favorecem os sentidos (olfato e tato). O exoesqueleto envolve quase totalmente o corpo do animal e periodicamente estes animais trocam este envoltório, regulado pelo hormônio da muda ou ecdisona, ocorre o crescimento, porque o novo exoesqueleto é flexível e permite o desenvolvimento do animal, depois ele se torna rígido e o crescimento cessa. Em cada muda ou ecdise o exoesqueleto separa-se da epiderme e rompese em determinados locais, então o animal abandona o exoesqueleto, inicia-se um crescimento rápido e a epiderme secreta o novo esqueleto. Os artrópodes possuem várias características, dentre elas algumas permitiram sua evolução com sucesso para perpetuação da espécie. Que características são estas? Como ocorre crescimento apenas quando o exoesqueleto é flexível, a curva de crescimento desses animais é diferente dos outros animais. Que tal você desenhar em seu caderno, o gráfico que representa o crescimento desses animais, explicando o que ocorre e por que isso ocorre? Veja que interessante: um elefante consegue carregar nas costas um objeto equivalente a 25% de seu peso, ou seja, cerca de 1,5 toneladas, (LINHARES, 2011.p.250). Mas não é o animal mais forte. Leia mais sobre isto no Livro Biologia Hoje de LINHARES, e fique sabendo. Os artrópodes possuem várias características, dentre elas algumas permitiram o sucesso da sua evolução e a perpetuação da espécie. Que características são estas? 6. PROBLEMATIZAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO CONHECIMENTO - ESTUDANDO OS PRINCIPAIS GRUPOS DE ARTRÓPODES A classificação dos artrópodes varia de acordo com as varias hipóteses filogenéticas, o adotado interpreta os artrópodes como um filo monofilético, no qual se podem detectar quatro grandes linhas evolutivas, que constituem quatro subfilos. (LOPES, 2005, p.326)

9 Sônia Lopes (2005) expõe o cladograma abaixo que resume a proposta de classificação monofilética: TRILOBITA não possuem representantes atualmente, mas em épocas passadas viviam em mares. CHELICERATA artrópodes com quelíceras e entre os representantes temos aranhas e escorpiões, Merostomatas encontramos os do Gênero Limulus animais que vivem na areia e são conhecidos como caranguejoferradura. CRUSTACEA subfilo cujos representantes mais comuns são os siris, as lagostas e os camarões. UNIRAMIA subfilo representado pelos artrópodes com apêndices não ramificados, antenas e pernas e são encontrados neste grupo os Insetos, quilópodes e diplópodes. Para facilitar nossos estudos iremos analisar o subfilo dos crustáceos e as classes dos insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes. Em duplas, escrevam de dois a cinco nomes de cada classe citada anteriormente. Se sentirem dificuldades podem pesquisar no livro didático ou

10 nestes sites sugeridos: < Acesso em 04/12/12. < Acesso em 04/12/ OS INSETOS São animais que conseguiram se adaptar a muitos ambientes e por este motivo dominam o planeta Terra. A enorme diversidade dos hexápodes foi resultado, principalmente, de sua extraordinária adaptação à vida no ambiente terrestre, ao vôo e à coevolução com as plantas que produzem flores. Mesmo sendo animais essencialmente terrestres e tendo ocupado virtualmente todos os nichos ecológicos possíveis no ambiente terrestres, os hexápodes também invadiram habitats de água doce e só não estão presentes em águas oceânicas subtidais. (RUPPERT, 2005, p.844) O corpo dos insetos é formado por cabeça, tórax e abdome. Apresentam um par de antenas, um par de olhos compostos, três olhos simples, apêndices bucais, destacando-se as mandíbulas. Os apêndices bucais podem apresentar diversas modificações dependendo da variedade ou dos hábitos alimentares do grupo de insetos. Alguns animais possuem aparelho mastigador e sugador maxilar. Pesquise sobre os aparelhos mastigadores e sugador dos insetos. Como são formados? Em que animais são encontrados? Qual a função deles? Sugestões de endereços para pesquisa: < > e < > Os insetos apresentam ainda três pares de pernas que partem do tórax, nos alados que voam e, é dali que surgem as asas. O sistema digestório é formado de boca com glândulas salivares, papo que armazena o alimento, cecos gástricos (aumentando a superfície de absorção), estômago, intestino e ânus. Os

11 órgãos excretores são os túbulos de Malpighi, onde ocorre a filtração do sangue, reabsorção de água e concentração de excretas nitrogenadas (ácido úrico sendo a excreta menos tóxica e é insolúvel em água). A respiração é realizada por traquéias que se comunicam com o exterior por meio dos espiráculos, que entra por ali e vai diretamente para as células sem entrar em contato com o sangue. As formigas vivem em sociedade. Em cada colônia de formigas há muitas rainhas, responsáveis pela reprodução e que podem viver até 18 anos. Antes de colocar os ovos, as rainhas perdem suas asas. Para aprimorar seu conhecimento busque em: Agrupem-se em trios e ilustrem em forma de gibi (texto com figuras) contando como é a vida das formigas. Os insetos apresentam sexos separados com fecundação interna e o desenvolvimento pode variar, como nas traças de livros que são ametábolos com desenvolvimento direto; a barata que é hemimetábolo (desenvolvimento indireto e metamorfose incompleta); borboleta que apresenta metamorfose completa. Veja ilustração da metamorfose completa disponível em: < > Organizem-se em equipes de no máximo três alunos e inventem um jogo de memória com alguns animais que compõem o grupo dos insetos e suas características OS ARACNÍDEOS Os aracnídeos são organismos pertencentes à classe Arachnida do filo dos Artrópodes e incluem as aranhas, carrapatos, escorpiões, etc. O corpo é geralmente dividido em cefalotórax e abdome, na cabeça ao redor da boca se encontram as quelíceras estruturas que manipulam o alimento e um par de

12 pedipalpos que pode funcionar como órgão sensorial ou de cópula no macho e olhos simples. Apresentam quatro pares de pernas no cefalotórax e as produtoras de fios de seda possuem glândulas fiandeiras que se localizam na região posterior e ventral do abdome. Existe estudo com a teia de aranha para fabricar coletes a prova de balas por serem muito resistentes. Saiba mais sobre a teia da aranha disponível em: < tecnologias-baseadas-em-teia-de-aranha.htm> A respiração nos aracnídeos é feita por filotraqueias (pulmões foliáceos) que se comunicam com o exterior por orifício denominado estigma e as trocas gasosas ocorrem no sangue, nas aranhas apresentam ainda as traquéias. A excreção ocorre por túbulos de Malpighi e também por glândulas coxais. Os aracnídeos apresentam sexos separados, fecundação interna e desenvolvimento direto. Nos escorpiões, a parte posterior da cauda é mais estreita e no final dela existe o aguilhão uma estrutura que abriga o veneno e serve para inocular o veneno. A maioria dos aracnídeos são predadores, mas existem os parasitas como o ácaro causador da sarna e também o cravo da pele humana, muitos são terrestres, embora exista um grupo de ácaros adaptados ao ambiente aquático. Cotidiano: para ficar informado em Como cuidar das espinhas? Consulte o seguinte endereço e aprenda a se prevenir.< >. As aranhas viúvas-negras do gênero Latrodectus, recebem esse nome pela razão do hábito que a fêmea tem de devorar o macho, após o acasalamento. De tamanho pequeno (cerca de um centímetro), causam muitos acidentes. Pesquise no livro Biologia Hoje Seres Vivos (LINHARES) e escreva um texto sobre os acidentes com aracnídeos. Montar um jogo tipo dominó em grupos de quatro componentes.

13 6.3. OS CRUSTÁCEOS Neste grupo, a maioria das espécies vivem em ambientes aquáticos, como camarões, lagostas, siris, caranguejos. Você conhece algum destes animais? Pergunte ao seu colega. Escreva o nome desses animais. Existem espécies sésseis como os camarões, as cracas (filtradores), os de vida livre como caranguejos que são detritívoros e alguns podem ser herbívoros. Alguns crustáceos como camarões, lagostas, siris e caranguejos são utilizados na alimentação, porém há necessidade de se observar casos de pessoas que tem alergia a camarões e não podem alimentar-se com esses seres. Esses seres apresentam o corpo subdividido em cabeça, tórax e abdome, ou em outros, cefalotórax e abdome. Na cabeça se encontra dois olhos compostos geralmente pedunculados e dois pares de antenas. Ao redor da boca estão um par de mandíbulas e outros apêndices utilizados na obtenção de alimentos. As pernas partem do cefalotórax (siris e caranguejos) ou do cefalotórax e abdome (camarões). A respiração ocorre por brânquias, e a excreção é feita por glândulas maxilares e pelas glândulas verdes ou antenares. A maioria dos crustáceos possuem sexos separados, embora existam espécies hermafroditas (cracas), mas na fecundação ocorre cópula, com fecundação cruzada e na maioria o desenvolvimento é indireto com presença de larvas. Em grupos de até três alunos, escrevam as características dos crustáceos e monte um jogo de caça palavras. Depois troquem os jogos entre os grupos e encontrem as características no caça palavra. As palavras devem aparecer na diagonal de cima para baixo e vice-versa, na horizontal de trás para frente e na forma normal.

14 6.4. OS QUILÓPODES Você sabe que animais são estes? Nos quilópodes o corpo é subdividido em cabeça e tronco. Apresentam um par de patas por segmento, onde o primeiro par é transformado em forcípula e na extremidade desta se encontra uma glândula produtora de veneno. São animais carnívoros e usam o veneno para paralisar suas vítimas, possuem um par de antenas longas, olhos simples e um par de mandíbulas. Quais são as características dos quilópodes? Como é formado o sistema digestório, circulatório, respiratório e excretor destes seres? Esses seres são animais dióicos, com desenvolvimento direto ou indireto. O que estes termos significam. Pesquise no seu livro didático e registre em seu caderno OS DIPLÓPODES Nos diplópodes o corpo é subdividido em cabeça e tronco. Apresentam dois pares de patas por segmento, um par de antenas curtas, olhos simples e um par de mandíbulas. São animais herbívoros ou detritívoros e mais conhecidos como piolho-de-cobra. Apresentam sistema digestório com boca e ânus, sistema excretor formado por túbulos de Malpighi. O sistema respiratório é formado por traquéias e o sistema circulatório é aberto. São animais dióicos, com desenvolvimento direto ou indireto. As diferenças entre os quilópodes e diplópodes são pequenas. Compare-os e faça uma tabela com suas semelhanças e diferenças.

15 COTIDIANO: ALGUMAS CURIOSIDADES A abelha rainha é alimentada com geleia real, alimento rico em hormônios, proteínas e vitaminas, tornando-a mais robusta e resistente desde a sua fase larval afinal de contas, uma única rainha tem capacidade de botar até mil ovos por dia! O própolis é utilizado para vedar frestas da colmeia, também evitando entrada de microorganismos. Além das abelhas sociais, existem também aquelas que vivem solitárias e as que se comportam como parasitas de outras abelhas. Abelhas da subfamília Meliponinae não possuem ferrão. Já as da Apinae, como a Apis mellifera, são dotadas dessa estrutura. A apicultura, criação de abelhas para fins de subsistência ou comercial, era considerada pelos egípcios há pelo menos 2600 anos A.C. Na atualidade existem mais de 35 mil espécies de aranhas em todo o mundo e cerca de 15 mil em nosso país. Elas são predadoras e, por esse motivo, são muito importantes no controle de diversas populações. A formiga-de-fogo, Solenopsis invicta, nativa da América do Sul, se tornou uma espécie exótica invasora em diversas partes do mundo, provocando prejuízos financeiros e ameaçando a fauna local. Sua picada é bem dolorosa. O estudo dos Chilopoda, assim como dos Diplopoda, em nosso país, ainda deixa a desejar. As maiores coleções científicas desses animais são do instituto Butantan e do Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo. Libélulas possuem dois pares de asas, de envergadura que varia entre dois e vinte centímetros, podem funcionar separadamente, de

16 acordo com a forma e velocidade de voo que pode durar até cinco horas diárias e atingir cerca de 90 km/h. 7. PARA FIXAÇÃO E ENRIQUECIMENTO DO CONTEÚDO ABORDADO Organizem-se em grupos de cinco componentes para confeccionar os seguintes jogos: baralho dos artrópodes e caminho dos artrópodes. Depois joguem estes jogos de forma alternada, sendo que todas as equipes deverão jogar os dois jogos. Após façam mais algumas atividades lúdicas para fixar o conteúdo BARALHO DOS ARTRÓPODES Este jogo tem a finalidade de facilitar o estudo dos diversos grupos de artrópodes de uma maneira descontraída, que garanta aos alunos: o reconhecimento dos grupos animais em um contexto de aprendizagem significativo; o relacionamento entre a descrição da morfologia e as imagens dos animais. DESAFIO DO JOGO O desafio colocado ao jogador é o de conseguir reunir, antes dos demais participantes, o conjunto de cinco cartas relacionadas a um determinado grupo de artrópodes através da escolha do próprio jogador e está no fato dos jogadores não terem conhecimento da escolha do grupo animal feita pelo adversário. O BARALHO O baralho dos artrópodes possui 25 cartas, divididas em cinco conjuntos de cinco cartas, sendo cada conjunto representado por um grupo dos artrópodes: Insetos Crustáceos

17 Aracnídeos Quilópodes Diplópodes Em cada conjunto as cartas estão numeradas de 1 a 5 e possuem imagens de um dos grupos animais e as outras três contém características específicas dos respectivos grupos. Número de jogadores: O baralho deve ser aplicado para grupos de cinco alunos e um aluno para observar o jogo e ver se os colegas estão lendo as cartas em voz alta ao formarem o grupo com as cinco cartas. MODO DE JOGAR: 1. Embaralhar as cartas. 2. Distribuir para cada jogador cinco cartas. Cada jogador deve manter as cartas na sua mão de forma a ocultá las dos adversários. 3. Em cada rodada, cada jogador deverá passar uma de suas cartas para o jogador à sua esquerda. Todos os jogadores deverão passar suas cartas simultaneamente. Dessa forma, a carta recebida só pode ser passada na rodada seguinte. O VENCEDOR Ganha o jogo quem conseguir reunir primeiro as cinco cartas referentes ao seu grupo dos artrópodes.

18 Figura 01: Um modelo de cartas do baralho dos artrópodes CAMINHO DOS ARTRÓPODES O jogo caminho dos artrópodes será baseado em um cladograma que representa a evolução dos anelídeos, com o surgimento das classes: crustáceos, insetos, aracnídeos e miriápodes. Neste caminho serão colocadas características dos grupos, alguns benefícios e prejuízos que os mesmos causam ao ser humano, buscando demonstrar que todos os grupos derivam de um ancestral comum e que sofreram mutações evoluindo cada um a sua maneira. A duração do jogo varia de 20 a 45 minutos dependendo da pontuação dos dados. OBJETIVOS Reconhecer os benefícios e prejuízos causados pelos artrópodes ao ser humano. Perceber as diferenças morfofisiológicas existentes nos grupos de artrópodes. Despertar o interesse pelo conhecimento científico através do lúdico. Respeitar a si mesmo, aos colegas e os animais como seres vivos.

19 MATERIAL NECESSÁRIO: Papel cartão ou cartolina onde será desenhado um cladograma, mostrando a evolução dos artrópodes, bem como características, benefícios e prejuízos que os mesmos podem causar, formando um caminho demarcado por onde estarão colocados os itens a serem seguidos. Um dado. Cinco peões que poderão ser clips ou tampas de canetas de cores variadas para representar cada jogador. Seis alunos, onde cinco jogarão e o sexto observará o jogo e será o juiz para que os passos sejam seguidos. COMO JOGAR? Cada aluno deverá jogar o dado uma vez. Inicia o jogo o aluno que obtiver o maior número de pontos, se houver empate, poderá usar par ou impar para desempate, em seguida será o jogador que estiver a sua direita. Os peões deverão ser colocados na parte externa antes de iniciar o cladograma e aluno que irá iniciar o jogo deverá novamente jogar o dado para ver quantas casas irá avançar, assim como os demais. Estes lerão em voz alta o enunciado que se encontra na casa em que parou. Ganha o jogo o aluno que chegar primeiro ao fim da trilha. Figura 02: Sugestão do jogo caminho dos artrópodes

20 7.3. MOMENTO DE DESCONTRAÇÃO Sem esquecer o conteúdo, que tal assistirmos ao vídeo de Leo Porto Lindo, com a Paródia dos Artrópodes? Assistam ao vídeo: Música artrópodes Leo Porto Lindo (referência completa nas Referências Bibliográficas). Agora é com vocês! Formem grupos e cada grupo irá fazer uma paródia sobre os animais designados a seguir: grupo 1 insetos; grupo 2 crustáceos; grupo 3 aracnídeos; grupo 4 quilópodes; grupo 5 diplópodes. Alguns alunos ficarão de fora dos grupos com o objetivo de analisar as paródias. Observarão a participação do grupo (quem está participando e quem não) e se ao menos cinco características dos artrópodes estão presentes na letra. 8. CONSIDERAÇÕES FINAIS Acreditamos que a aprendizagem em Biologia torna-se mais significativa ao aluno e o trabalho, mais prazeroso ao professor, quando trabalhamos com jogos. Destacamos, entretanto, que não apresentamos um tratamento sistemático e completo sobre os jogos e as atividades abordadas, apenas algumas indicações e sugestões que obviamente não esgotam o assunto e poderão ser ampliadas pelo leitor interessado. Buscar alternativas que proporcionam maior entendimento do assunto é um objetivo que devemos alcançar, seja com jogos ou outros meios, como a

21 informática por exemplo. 9. REFERÊNCIAS AZEVEDO, Maria Cristina P. Stella. Ensino por investigação: Problematizando as atividades em sala de aula. Disponível em: < Acesso em 15/10/2012. CARVALHO, Rosangela Wahl. Caderno Pedagógico Material Genético. Disponível em: < pde/2007.> Acesso em 15/10/2012. FERRAZ, Daniela Frigo.; et al. Interfaces da Formação de Professores e o Ensino de Biologia. Cascavel, Edunioeste, 2011, p.127. LINHARES, Sérgio; Gewandsznajder, Fernando. Biologia Hoje Os Seres Vivos. São Paulo: Ática, 2011, p LINDO, Léo Porto. Paródia dos artrópodes. Disponível em: < %E2%80%93+Leo+Porto+Lindo.&oq=Musica+artr%C3%B3podes+ %E2%80%93+Leo+Porto+Lindo.&gs_l=youtube ac.1.NhqTN6iGtQk.> LOPES, Sônia. Biologia, Filo arthropoda. São Paulo: Saraiva, P LOUREDO, Paula. Formiga. Disponível em < Acesso em 22/11/2012. KARASINSKI, Lucas. 5 tecnologias baseadas em teia de aranha. Disponível em: < Acesso em 30/05/2012. PARANÁ, Secretaria de Estado da Educação. Diretrizes Curriculares de Matemática para as séries finais do ensino fundamental e para o ensino médio. Disponível em: < Acesso em 08/10/2012. RUPPERT, Edward E.; Fox, Richard S.; Barnes, Robert D. Zoologia dos Invertebrados: uma abordagem funcional-evolutiva. São Paulo: Rocca p.844.

Corpo segmentado e dividido em cabeça, tórax e abdome, podendo alguns apresentar cefalotórax (= cabeça + tórax) e abdome.

Corpo segmentado e dividido em cabeça, tórax e abdome, podendo alguns apresentar cefalotórax (= cabeça + tórax) e abdome. OS ARTRÓPODES Prof. André Maia Apresentam pernas articuladas com juntas móveis. São triblásticos, celomados e dotados de simetria bilateral. Corpo segmentado e dividido em cabeça, tórax e abdome, podendo

Leia mais

Compreensão das diferenças entre os artrópodes, crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes, reconhecendo suas características

Compreensão das diferenças entre os artrópodes, crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes, reconhecendo suas características Compreensão das diferenças entre os artrópodes, crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes, reconhecendo suas características O que são artrópodes? Para que servem? Onde podem ser encontrados?

Leia mais

Móds. 15 e 16. Setor 1403. Prof. Rafa

Móds. 15 e 16. Setor 1403. Prof. Rafa Móds. 15 e 16 Setor 1403 Prof. Rafa Representantes: crustáceos, Representantes: crustáceos, insetos, Representantes: crustáceos, insetos, aracnídeos, Representantes: crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes

Leia mais

ARTRÓPODES PROF. MARCELO MIRANDA

ARTRÓPODES PROF. MARCELO MIRANDA ARTRÓPODES Filo Arthropoda (Artrópodes) Do grego, arthros = articulado e podos = pés; É o filo mais abundante em quantidade de espécies descritas (~1 milhão); Vivem em praticamente todos os tipos de ambientes;

Leia mais

Artrópodes. Os representantes do Filo Arthropoda (arthro= articulação, podes=pés) são animais com pernas articuladas.

Artrópodes. Os representantes do Filo Arthropoda (arthro= articulação, podes=pés) são animais com pernas articuladas. Artrópodes Os representantes do Filo Arthropoda (arthro= articulação, podes=pés) são animais com pernas articuladas. Todos os artrópodes possuem um exoesqueleto (esqueleto externo), uma carapaça formada

Leia mais

Aspectos Gerais - Nome: articulação nos pés. - Maior filo de animais + de 900.000 sp. (3/4 dos animais conhecidos). - Exoesqueleto quitinoso -

Aspectos Gerais - Nome: articulação nos pés. - Maior filo de animais + de 900.000 sp. (3/4 dos animais conhecidos). - Exoesqueleto quitinoso - ARTRÓPODES FILO ARTHROPODA - Sistema digestório completo e sistema circulatório aberto; - Sistema respiratório variável: branquial, traqueal ou filotraqueal; - Sistema excretor por túbulos de Malpighi,

Leia mais

Curso Wellington:Biologia - Reino Animal - Artrópodes - Aracnídeos - Prof Hilton Franco

Curso Wellington:Biologia - Reino Animal - Artrópodes - Aracnídeos - Prof Hilton Franco 1. Durante uma aula de campo no litoral do Paraná, um aluno fez vários comentários ao encontrar e observar uma série de organismos. Com base em seus conhecimentos sobre os seres vivos, identifique as afirmativas

Leia mais

Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com

Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com Filo Arthropoda exoesqueleto e patas articuladas. simetria bilateral triblásticos protostômios celomados metamerizados;

Leia mais

Grupo mais bem sucedido em nº de espécies Exploram mais diferentes ambientes Crustáceos, Aracnídeos, Insetos, Diplópodes e Quilópodes Importância:

Grupo mais bem sucedido em nº de espécies Exploram mais diferentes ambientes Crustáceos, Aracnídeos, Insetos, Diplópodes e Quilópodes Importância: Grupo mais bem sucedido em nº de espécies Exploram mais diferentes ambientes Crustáceos, Aracnídeos, Insetos, Diplópodes e Quilópodes Importância: Alimentação camarão, siris, lagostas,mel Médica uso de

Leia mais

Curso Wellington: Biologia-Artrópode-Miriápodes- Características Gerais e Classificação Prof Hilton Franco

Curso Wellington: Biologia-Artrópode-Miriápodes- Características Gerais e Classificação Prof Hilton Franco 1. A cigarra e a formiga Era uma vez uma cigarra que vivia cantando, sem se preocupar com o futuro. Encontrando uma formiga que carregava uma folha pesada, falou: - Para que todo esse trabalho? O verão

Leia mais

Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com

Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com INVERTEBRADOS II ARTRÓPODES Características gerais Corpo segmentado Apêndices articulados coxa trocânter fêmur tíbia garras

Leia mais

Artrópodes. - A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em todos os habitats.

Artrópodes. - A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em todos os habitats. Artrópodes - O filo Arthropoda (Artrópodes) possui um número muito grande de animais, o maior grupo com espécies diferentes; - A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com Capítulo 17 - ARTRÓPODES p.250 Você sabe qual é o animal mais forte

Leia mais

Artrópodes. Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS

Artrópodes. Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS Artrópodes Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS Artrópodes Triblásticos Celomados Protostômios Simetria Bilateral Artrópodes Sistema nervosos ganglionar ventral hiponeuro. Sistema digestório completo Sistema

Leia mais

CARACTERÍSTICAS: O corpo dos insetos e formado por três regiões: cabeça, tórax e abdome. Na cabeça das insetos, podemos notar antenas, olhos e peças

CARACTERÍSTICAS: O corpo dos insetos e formado por três regiões: cabeça, tórax e abdome. Na cabeça das insetos, podemos notar antenas, olhos e peças ARTRÓPODES INTRODUÇÃO: Derntro do estudo dos invertebrados, o filo artrópodes merece atenção especial. Ele agrupa mais de 800 mil espécies, contia que supera todos os demais filos reunidos. Além disso,

Leia mais

Artrópodes. Filo Arthropoda (arthron = articulações e podos = pés)

Artrópodes. Filo Arthropoda (arthron = articulações e podos = pés) Artrópodes Filo Arthropoda (arthron = articulações e podos = pés) Características gerais Mais numeroso do planeta (1.000.000 espécies) Exemplos: insetos, aranhas, caranguejos Vivem em diversos ambientes

Leia mais

Prof Thiago Scaquetti de Souza

Prof Thiago Scaquetti de Souza Prof Thiago Scaquetti de Souza Moluscos Animais de corpo mole Os moluscos são os animais de corpo mole, habitam ambientes terrestres e aquáticos. Representantes: ostra, lula, polvo, sépia, lesma e caracol.

Leia mais

Curso Wellington Biologia Reino Animal - Equinodermos Prof Hilton Franco

Curso Wellington Biologia Reino Animal - Equinodermos Prof Hilton Franco 1. Esta é a turma do Bob Esponja: Lula Molusco é supostamente uma lula; Patric, uma estrela-do-mar; o Sr. Siriguejo, um caranguejo; e Bob é supostamente uma esponja-do-mar. Cada um, portanto, pertence

Leia mais

Móds. 15 ao 18. Setor Prof. Rafa

Móds. 15 ao 18. Setor Prof. Rafa Móds. 15 ao 18 Setor 1423 Prof. Rafa Representantes: crustáceos, Representantes: crustáceos, insetos, Representantes: crustáceos, insetos, aracnídeos, Representantes: crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes

Leia mais

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE 07 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP 0 A alma da gente durante a vida, produz uma quantidade imensa

Leia mais

Artrópodes. Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS

Artrópodes. Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS Artrópodes Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS Artrópodes Triblásticos Celomados Protostômios Simetria Bilateral Artrópodes Sistema nervosos ganglionar ventral hiponeuro. Sistema digestório completo Sistema

Leia mais

Artrópodes. Características gerais: Celomados Protostômios Triblásticos. Corpo segmentado com apêndices articulados

Artrópodes. Características gerais: Celomados Protostômios Triblásticos. Corpo segmentado com apêndices articulados Artrópodes Características gerais: Celomados Protostômios Triblásticos Artrópodes Corpo segmentado com apêndices articulados Exoesqueleto de quitina (polissacarídeo) impermeável e resistente Conseqüência:

Leia mais

NOME: N CADERNO DE REC. PARALELA DE BIOLOGIA 2º ANO EM TURMA 222 PROFª FERNANDA 2º BIMESTRE

NOME: N CADERNO DE REC. PARALELA DE BIOLOGIA 2º ANO EM TURMA 222 PROFª FERNANDA 2º BIMESTRE DATA: / / 1925 *** COLÉGIO MALLET SOARES *** 2014 89 ANOS DE TRADIÇÃO, RENOVAÇÃO E QUALIDADE DEPARTAMENTO DE ENSINO NOTA: NOME: N CADERNO DE REC. PARALELA DE BIOLOGIA 2º ANO EM TURMA 222 PROFª FERNANDA

Leia mais

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS REINO ANIMAL - INVERTEBRADOS

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS REINO ANIMAL - INVERTEBRADOS UFRGS REINO ANIMAL - INVERTEBRADOS 1. (Ufrgs 2015) Com base nas características dos moluscos, assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as afirmações abaixo. ( ) Os moluscos apresentam simetria radial.

Leia mais

Os Platelmintos. Caracteristicas exclusivas

Os Platelmintos. Caracteristicas exclusivas Os Platelmintos Caracteristicas exclusivas 1) Apresentam o corpo achatado. 2) Apresentam uma cabeça com um par de ocelos, que são órgãos sensíveis a luz. A função do ocelo é detectar quando o ambiente

Leia mais

Broca da madeira. Atividade de Aprendizagem 19. Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente

Broca da madeira. Atividade de Aprendizagem 19. Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente Atividade de Aprendizagem 19 Broca da madeira Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente Tema Interações entre os seres vivos / características e diversidade dos seres vivos / manutenção da vida e integração

Leia mais

Cap. 18 Artrópodes: Características e clasificação

Cap. 18 Artrópodes: Características e clasificação Cap. 18 Artrópodes: Características e clasificação Apresentam metameria, com presença de fusão de segmentos (tagmas). Maior parte apresenta a subdivisão que formam a cabeça, o tórax e o abdome; Presença

Leia mais

TÉCNICO EM AGROECOLOGIA U.C. SANIDADE VEGETAL ARTRÓPODES

TÉCNICO EM AGROECOLOGIA U.C. SANIDADE VEGETAL ARTRÓPODES TÉCNICO EM AGROECOLOGIA U.C. SANIDADE VEGETAL ARTRÓPODES CARACTERÍSTICAS BÁSICAS ARTHROPODA Exoesqueleto quitinoso Bilatérios Filo mais numeroso Características que definem o Grupo Apêndices articulados

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 7 CIÊNCIAS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao terceiro bimestre escolar ou às Unidades 3 e 4 do livro do Aluno. Avaliação Ciências NOME: TURMA: escola: PROfessOR:

Leia mais

MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO: TRABALHANDO E DISCUTINDO OS JOGOS BOOLE.

MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO: TRABALHANDO E DISCUTINDO OS JOGOS BOOLE. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO: TRABALHANDO E DISCUTINDO OS JOGOS BOOLE. Marivete Girelli Universidade Estadual do Oeste do Paraná UNIOESTE Campus de Foz do Iguaçu mariveteg@hotmail.com Renata Camacho

Leia mais

Proposta de inserção da Cronobiologia na educação infantil

Proposta de inserção da Cronobiologia na educação infantil Proposta de inserção da Cronobiologia na educação infantil 1. Apresentação 2.Inserção da Cronobiologia na pré-escola 3.Inserção da Cronobiologia no fundamental ciclo I 4.Referências. 1. Apresentação Este

Leia mais

Curiosidades A Vida das Abelhas.

Curiosidades A Vida das Abelhas. Curiosidades A Vida das Abelhas. Se as abelhas desaparecessem da face da terra, a espécie humana teria somente mais 4 anos de vida. Sem abelhas não há polinização, ou seja, sem plantas, sem animais, sem

Leia mais

FILO ARTRÓPODE PROFESSOR :ÉDER

FILO ARTRÓPODE PROFESSOR :ÉDER FILO ARTRÓPODE PROFESSOR :ÉDER CARACTERÍSTICAS GERAIS Do grego, arthros = articulado e podos = pés; Constitui o filo mais abundante em quantidade de espécies descritas ; Vivem em praticamente todos os

Leia mais

Picadas de escorpião

Picadas de escorpião Semana de 19 a 23 de maio de 2014. COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION Troca do livro LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 3 ano Leia o texto para fazer as lições de Português da semana. 3º ano A, B e C Sexta-feira

Leia mais

Possuem sistema circulatório. O sangue desloca-se por um sistema fechado de vasos e contém pigmentos respiratórios dissolvidos no plasma.

Possuem sistema circulatório. O sangue desloca-se por um sistema fechado de vasos e contém pigmentos respiratórios dissolvidos no plasma. Possuem sistema circulatório. O sangue desloca-se por um sistema fechado de vasos e contém pigmentos respiratórios dissolvidos no plasma. Na minhoca, o pigmento respiratório é a hemoglobina, responsável

Leia mais

Nome: Nº: Ano/Série: 7 Ano

Nome: Nº: Ano/Série: 7 Ano Nome: Nº: Ano/Série: 7 Ano Disciplina: Língua Portuguesa Professor: Aliny Horvath Barbosa Orientação de Trabalho Bimestre: 3º Data: O trabalho mensal deste bimestre em língua portuguesa será a confecção

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO LÚDICO NA APRENDIZAGEM DOS ALUNOS NOS ANOS INICIAIS RESUMO

A IMPORTÂNCIA DO LÚDICO NA APRENDIZAGEM DOS ALUNOS NOS ANOS INICIAIS RESUMO A IMPORTÂNCIA DO LÚDICO NA APRENDIZAGEM DOS ALUNOS NOS ANOS INICIAIS RESUMO Marcelo Moura 1 Líbia Serpa Aquino 2 Este artigo tem por objetivo abordar a importância das atividades lúdicas como verdadeiras

Leia mais

Software. GUIA DO PROFESSOR Conquista do meio terrestre e adaptações

Software. GUIA DO PROFESSOR Conquista do meio terrestre e adaptações Conquista do meio terrestre e adaptações Conteúdos: Tempo: Objetivos: Conquista do meio terrestre e adaptações 1 hora-aula de 50 minutos Mostrar como os processos evolutivos podem transformar os seres

Leia mais

Apresentam metameria, com presença de fusão de segmentos (tagmas) que formam a cabeça,otóraxeoabdome;

Apresentam metameria, com presença de fusão de segmentos (tagmas) que formam a cabeça,otóraxeoabdome; Cap. 21 Artrópodes: Características e clasificação Apresentam metameria, com presença de fusão de segmentos (tagmas) que formam a cabeça,otóraxeoabdome; Presença de exoesqueleto(quitina) articulado; Cabeça

Leia mais

Filo Arthropoda. Capítulo 11 aulas 40 a 44. Page 1

Filo Arthropoda. Capítulo 11 aulas 40 a 44. Page 1 Filo Arthropoda Capítulo 11 aulas 40 a 44 Page 1 Você já teve acne??? O que será que isso tem a ver com a nossa aula??? Page 2 Características gerais É o grupo mais numeroso de seres vivos; Aproximadamente

Leia mais

2. Laboratório: uso do avental, organização e relatório 3. Tarefas. 1. Avaliação da Semana de Geociências e Meio Ambiente 2.

2. Laboratório: uso do avental, organização e relatório 3. Tarefas. 1. Avaliação da Semana de Geociências e Meio Ambiente 2. PIC VERSÃO PARA O PROFESSOR Produção Integrada ao Conteúdo 6. o ano Ensino Fundamental Componentes da PIC 2. o bimestre Arte Ciências A nota da PIC é a média entre a nota de tarefa (avaliação do conjunto

Leia mais

SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR

SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR ARTRÓPODOS INSETOS Insetos Grupo mais numeroso (750 mil espécies) - maioria terrestre. Únicos invertebrados que conseguem voar. Asas

Leia mais

Características distintivas do subfilo. Extremidades pares diversamente modificadas

Características distintivas do subfilo. Extremidades pares diversamente modificadas Nenhum grupo de plantas ou de animais no planeta apresenta a amplitude de diversidade morfológica observada entre os Crustacea Atuais (Martin and Davis, 2001) Crustacea GENERALIDADES Cutícula dura crusta

Leia mais

MODELAGEM MATEMÁTICA

MODELAGEM MATEMÁTICA 600 MODELAGEM MATEMÁTICA *Carla da Silva Santos **Marlene Menegazzi RESUMO Este artigo retrata através de seus dados históricos, métodos e exemplo prático uma metodologia alternativa de ensino nos levando

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADADE LITORAL NORTE/OSÓRIO GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADADE LITORAL NORTE/OSÓRIO GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADADE LITORAL NORTE/OSÓRIO GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA CLAINES KREMER GENISELE OLIVEIRA EDUCAÇÃO AMBIENTAL: POR UMA PERSPECTIVA DE RELAÇÕES ENTRE

Leia mais

truta - sapos - rãs - tartaruga - serpente - garça - andorinha - morcego - macaco

truta - sapos - rãs - tartaruga - serpente - garça - andorinha - morcego - macaco PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS 3º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== 01- Marque com um (X) a(s) alternativa(s)

Leia mais

Fazem troca do exoesqueleto Simetria Bilateral O nome deriva-se do fato de terem patas articuladas

Fazem troca do exoesqueleto Simetria Bilateral O nome deriva-se do fato de terem patas articuladas Filo Artrópode Filo Artrópode Acredita-se que tenham evoluído dos anelídeos São animais invertebrados de corpo segmentado (metamerizado) Corpo revestido de exoesqueleto feito de quitina Grupo diverso

Leia mais

Domingo é dia de macarronada

Domingo é dia de macarronada Domingo é dia de macarronada Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente / ser humano e saúde Tema Interações entre os seres vivos / o caminho cíclico dos materiais no ambiente / interação entre os seres vivos

Leia mais

MOLUSCOS E ARTRÓPODES

MOLUSCOS E ARTRÓPODES MOLUSCOS E ARTRÓPODES MÓDULO 5 ZOOLOGIA MOLUSCOS E ARTRÓPODES O filo Mollusca é o filo dos caracóis, caramujos e lesmas. Estes animais possuem sistema nervoso ganglionar, sistema circulatório aberto, sistema

Leia mais

GOIÂNIA, / / PROFESSOR: FreD. ALUNO(a): Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

GOIÂNIA, / / PROFESSOR: FreD. ALUNO(a): Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: FreD DISCIPLINA: Biologia SÉRIE: 9º ALUNO(a): Lista de exercícios. No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

Leia mais

Fonte: http://revistaescola.abril.com.br/gestao-escolar/coordenador-pedagogico/projeto-formacao-professoresmatematica-623627.shtml

Fonte: http://revistaescola.abril.com.br/gestao-escolar/coordenador-pedagogico/projeto-formacao-professoresmatematica-623627.shtml Fonte: http://revistaescola.abril.com.br/gestao-escolar/coordenador-pedagogico/projeto-formacao-professoresmatematica-623627.shtml Projeto de formação de professores em Matemática Um projeto exclusivo

Leia mais

Roteiro de Estudos de Ciências 7 ANO. 3º trimestre

Roteiro de Estudos de Ciências 7 ANO. 3º trimestre Ciências/15 7º ano Turma: 3º trimestre Nome: Data: / / 7ºcie303r Roteiro de Estudos de Ciências 7 ANO 3º trimestre O que estudamos no terceiro trimestre? No terceiro trimestre finalizamos nosso estudo

Leia mais

Filo Porífera. Esponjas

Filo Porífera. Esponjas Filo Porífera Esponjas Filo Porifera Osculo Átrio Pinacócitos Amebócito poros Porocito Espícula Flagelo Esponja Mesogléia Coanócito Gonócito Pinacócito Espícula Átrio Póro Porócito Arqueócito Meio Externo

Leia mais

CICLO DE VIDA E REPRODUÇÃO. Professora Stella Maris

CICLO DE VIDA E REPRODUÇÃO. Professora Stella Maris CICLO DE VIDA E REPRODUÇÃO Professora Stella Maris CIGARRAS CANTAM ATÉ ESTOURAR? Fonte: https://cienciasnoseculoxxi.wordpress.com/tag/inseto-hemimetabolo/ CICLO DE VIDA DA CIGARRA Ciclo de vida das cigarras

Leia mais

O uso da informática na escola: Webquest como estratégia de aprendizagem construtivista

O uso da informática na escola: Webquest como estratégia de aprendizagem construtivista O uso da informática na escola: Webquest como estratégia de aprendizagem construtivista Maira Teresinha Lopes Penteado 1 Gisele Dorneles Fernandes 2 RESUMO: O presente artigo tem por finalidade esclarecer

Leia mais

01. Quando comparamos o caramujo e o caranguejo representados nas tiras abaixo, podemos afirmar corretamente que:

01. Quando comparamos o caramujo e o caranguejo representados nas tiras abaixo, podemos afirmar corretamente que: Aula n ọ 02 01. Quando comparamos o caramujo e o caranguejo representados nas tiras abaixo, podemos afirmar corretamente que: a) utilizam-se do ar atmosférico para respirar através de pulmão. b) o caramujo

Leia mais

Ciências 2016 Professor: Danilo Lessa Materiais: Livro e PPT

Ciências 2016 Professor: Danilo Lessa Materiais: Livro e PPT Ciências 2016 Professor: Danilo Lessa Materiais: Livro e PPT Níquel Náusea Autor: Fernando Gonsales Distribuição dos Invertebrados: 12,3% 87,7% Como são os artrópodes: O esqueleto destes animais é externo,

Leia mais

JOGO DIDÁTICO COMO INSTRUMENTO FACILITADOR NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DA TABELA PERIÓDICA

JOGO DIDÁTICO COMO INSTRUMENTO FACILITADOR NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DA TABELA PERIÓDICA JOGO DIDÁTICO COMO INSTRUMENTO FACILITADOR NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DA TABELA PERIÓDICA Vera Lucia Rocha da Silva (Universidade Federal do Piauí - UFPI/ CMRV) Email: veraelimaocommel@hotmail.com

Leia mais

Biologia. Questão 1. Questão 2. Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor:

Biologia. Questão 1. Questão 2. Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor: Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor: Biologia Questão 1 (Fuvest 2010) Um determinado animal adulto é desprovido de crânio e apêndices articulares. Apresenta corpo alongado e cilíndrico. Esse

Leia mais

Unidade III Ser humano e Saúde Aula 16.2 Conteúdo: Artrópodes II

Unidade III Ser humano e Saúde Aula 16.2 Conteúdo: Artrópodes II A A Unidade III Ser humano e Saúde Aula 16.2 Conteúdo: Artrópodes II A A Habilidade: Identificar a diversidade e abundância dos artrópodes. A A Crustáceos Coberto de crosta - exoesqueleto Dois pares de

Leia mais

A ABORDAGEM DA GEOMETRIA COM CRIANÇAS NA PRÉ-ESCOLA: NÍVEL II

A ABORDAGEM DA GEOMETRIA COM CRIANÇAS NA PRÉ-ESCOLA: NÍVEL II 1 A ABORDAGEM DA GEOMETRIA COM CRIANÇAS NA PRÉ-ESCOLA: NÍVEL II Donizeth Henrique Aleluia Vieira 1 Paula Rodrigues de Souza 2 Suely Miranda Cavalcante Bastos 3 Resumo: Juntamente com o campo dos Números

Leia mais

SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio.

SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio. SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio. RESUMO Nós, jovens brasileiros, é uma continuidade do conhecido Este jovem brasileiro, sucesso do portal por 6 edições consecutivas.

Leia mais

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2012-2 GABARITO DA PROVA DE BIOLOGIA

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2012-2 GABARITO DA PROVA DE BIOLOGIA Questão 1 Sobre as mitocôndrias, responda: a) Através da análise de DNA, demonstrou-se que muitos genes da bactéria Rickettsia prowazekii, que causa um tipo de febre, são parecidos com os genes das mitocôndrias.

Leia mais

2º ANO PLANO DE DISCIPLINA (PLADIS) PELO ADT BOL INTR / DEP, DE

2º ANO PLANO DE DISCIPLINA (PLADIS) PELO ADT BOL INTR / DEP, DE Fl-1 SISTEMA COLÉGIO MILITAR DO BRASIL COLÉGIO MILITAR DE CURITIBA ENSINO MÉDIO ELABORADO EM 2007 BIOLOGIA 2º ANO CARGA HORÁRIA: 90 HORAS Nr SESSÕES: 120 HORAS-AULA PLANO DE DISCIPLINA (PLADIS) PELO ADT

Leia mais

Insígnia Mundial do Meio Ambiente IMMA

Insígnia Mundial do Meio Ambiente IMMA Ficha técnica no. 2.1 Atividade Principal 2.1 SENTINDO A NATUREZA Objetivo da 2 Os escoteiros estão trabalhando por um mundo onde o habitat natural seja suficiente para suportar as espécies nativas. Objetivos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para a Educação Básica Coordenação Geral de Materiais Didáticos PARA NÃO ESQUECER:

Leia mais

O USO DO SOFTWARE MATHEMATICA PARA O ENSINO DE CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL

O USO DO SOFTWARE MATHEMATICA PARA O ENSINO DE CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL O USO DO SOFTWARE MATHEMATICA PARA O ENSINO DE CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL Edward Luis de Araújo edward@pontal.ufu.br Evaneide Alves Carneiro eva@pontal.ufu.br Germano Abud de Rezende germano@pontal.ufu.br

Leia mais

ATIVIDADES DE CIÊNCIAS 4º BIMESTRE INVERTEBRADOS II MOLUSCOS, ARACNÍDEOS, ANELÍDEOS E CRUSTÁCEOS

ATIVIDADES DE CIÊNCIAS 4º BIMESTRE INVERTEBRADOS II MOLUSCOS, ARACNÍDEOS, ANELÍDEOS E CRUSTÁCEOS ATIVIDADES DE CIÊNCIAS 4º BIMESTRE INVERTEBRADOS II MOLUSCOS, ARACNÍDEOS, ANELÍDEOS E CRUSTÁCEOS 1. Adivinhe quem sou eu: a) Meu corpo é mole e sem segmento, além de ser dividido em cabeça, pé e massa

Leia mais

- Compreender a formação do universo em se tratando da evolução do homem como um todo. - análise de texto - Leitura; - Texto descritivo.

- Compreender a formação do universo em se tratando da evolução do homem como um todo. - análise de texto - Leitura; - Texto descritivo. Plano de ação- 2015 - trimestral Colégio Estadual Mahatma Gandhi Ensino Fundamental Ciências 8º A, 8ºB, 8C Professora: Josiane Maria Guerra Conteúdo específico Objetivos Encaminhamentos metodológicos e

Leia mais

BIOLOGIA Professor: Doo

BIOLOGIA Professor: Doo BIOLOGIA Professor: Doo Aluno(a): 29/09/2014 Caracterísitcas gerais FILO ARTRÓPODES Exoesqueleto quitinoso Sofrem ecdses Apêndices articulados São segmentados Triblásticos Celomados Esquizocelomados Protostomados

Leia mais

Fazendo a digestão. A voz do professor. A voz do professor. De onde provém a energia necessária para o movimento dos automóveis?...

Fazendo a digestão. A voz do professor. A voz do professor. De onde provém a energia necessária para o movimento dos automóveis?... A U A UL LA Fazendo a digestão Atenção De onde provém a energia necessária para o movimento dos automóveis? Nosso corpo é semelhante a um carro. Como você acha que conseguimos energia para viver? Um corpo

Leia mais

UMA PROPOSTA DE DRAMATIZAÇÃO PARA ABORDAGEM DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NO ENSINO MÉDIO

UMA PROPOSTA DE DRAMATIZAÇÃO PARA ABORDAGEM DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NO ENSINO MÉDIO UMA PROPOSTA DE DRAMATIZAÇÃO PARA ABORDAGEM DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NO ENSINO MÉDIO SOUZA, Caio Henrique Bueno de 1 RODRIGUES, Davi 2 SANTOS, Edna Silva 3 PIRES, Fábio José 4 OLIVEIRA, Jully Gabriela

Leia mais

Aula 15.1 Conteúdos: Artrópodes: Insetos, crustáceos, aracnídeos e miriápodes DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES

Aula 15.1 Conteúdos: Artrópodes: Insetos, crustáceos, aracnídeos e miriápodes DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Aula 15.1 Conteúdos: Artrópodes: Insetos, crustáceos, aracnídeos e miriápodes 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO

Leia mais

Os animais. Eliseu Tonegawa mora com a família - a. www.interaulaclube.com.br. nova

Os animais. Eliseu Tonegawa mora com a família - a. www.interaulaclube.com.br. nova A U A UL LA Os animais Atenção Eliseu Tonegawa mora com a família - a esposa, Marina, e três filhos - num pequeno sítio no interior de São Paulo. Para sobreviver, ele mantém algumas lavouras, principalmente

Leia mais

Grupo de maior sucesso evolutivo: encontrados em praticamente todos os ambientes. Apêndices articulados Correr, nadar, saltar, escavar, copular...

Grupo de maior sucesso evolutivo: encontrados em praticamente todos os ambientes. Apêndices articulados Correr, nadar, saltar, escavar, copular... Grupo de maior sucesso evolutivo: encontrados em praticamente todos os ambientes Apêndices articulados Correr, nadar, saltar, escavar, copular... Exoesqueleto quitinoso Proteção contra agressões e desidratação

Leia mais

Diversidade animal II. Echinodermata

Diversidade animal II. Echinodermata Diversidade animal II Filos: Arthropoda Echinodermata Filo Arthropoda Arthros = articulação; podos = pé Presença de pernas, antenas e peças bucais articuladas. É o grupo animal com o maior numero de espécies;

Leia mais

LUDICIDADE E EDUCAÇÃO: O ENCANTAMENTO DE APRENDER BRINCANDO

LUDICIDADE E EDUCAÇÃO: O ENCANTAMENTO DE APRENDER BRINCANDO LUDICIDADE E EDUCAÇÃO: O ENCANTAMENTO DE APRENDER BRINCANDO Tatiane Testa Ferrari e-mail: tatitferrari@ig.com.br Ticiane Testa Ferrari e-mail: ticiferrari@ig.com.br Araceli Simão Gimenes Russo e-mail:

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES CIÊNCIAS

CADERNO DE ATIVIDADES CIÊNCIAS COLÉGIO ARNALDO 2015 CADERNO DE ATIVIDADES CIÊNCIAS Aluno (a): 4º ano: Turma: Professor (a): Valor: 20 pontos Este trabalho deverá ser entregue IMPRETERIVELMENTE no dia da prova. Conteúdo de Recuperação

Leia mais

Ciências/15 7º ano Turma: 2º trimestre Nome: Data: / / Roteiro de Estudos de Ciências 7 ANO 2º trimestre

Ciências/15 7º ano Turma: 2º trimestre Nome: Data: / / Roteiro de Estudos de Ciências 7 ANO 2º trimestre O que estudamos no segundo trimestre? Roteiro de Estudos de Ciências 7 ANO 2º trimestre Ciências/15 7º ano Turma: 2º trimestre Nome: Data: / / 7ºcie302r No segundo trimestre estudamos o Reino das Plantas.

Leia mais

Filo Artrópode e Equinoderma. Prof. Rafael Rosolen T. Zafred

Filo Artrópode e Equinoderma. Prof. Rafael Rosolen T. Zafred e Equinoderma Prof. Rafael Rosolen T. Zafred Filo Arthropoda (Artrópode) Maior grupo da Reino Animalia; Representantes Terrestres e Aquáticos; Arthro/poda: Arthros: Articulação; Podos: Pé; Características

Leia mais

Características gerais

Características gerais Artrópodes Quem são? Muitas vezes, não percebemos a presença daqueles animais com corpos de formas estranhas e cores variadas, que vivem ao nosso redor, voam sobre nossas cabeças ou aqueles que se locomovem

Leia mais

NOÇÕES DE VELOCIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Palavras Chave: Conhecimentos físicos. Noções iniciais de velocidade. Matemática na Educação Infantil.

NOÇÕES DE VELOCIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Palavras Chave: Conhecimentos físicos. Noções iniciais de velocidade. Matemática na Educação Infantil. NOÇÕES DE VELOCIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL Jéssica da Costa Ricordi 1 Janaína Felício Stratmam 2 Vanessa Grebogi 3 Neila Tonin Agranionih 4 Resumo: O trabalho tem como objetivo relatar uma sequência didática

Leia mais

O MUNDO DAS FORMIGAS LAMANA, Isabel C. A. C. MESSIAS, Leidi Renata SPRESSOLA, Nilmara H.

O MUNDO DAS FORMIGAS LAMANA, Isabel C. A. C. MESSIAS, Leidi Renata SPRESSOLA, Nilmara H. O MUNDO DAS FORMIGAS LAMANA, Isabel C. A. C. MESSIAS, Leidi Renata SPRESSOLA, Nilmara H. Resumo O tema das formigas foi escolhido de maneira espontânea devido ao grande número das mesmas em nossa escola,

Leia mais

O USO DO TANGRAM COMO QUEBRA-CABEÇA PARA UMA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA SOBRE MULTIPLICAÇÃO DE POLINÔMIOS

O USO DO TANGRAM COMO QUEBRA-CABEÇA PARA UMA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA SOBRE MULTIPLICAÇÃO DE POLINÔMIOS ISSN 2177-9139 O USO DO TANGRAM COMO QUEBRA-CABEÇA PARA UMA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA SOBRE MULTIPLICAÇÃO DE POLINÔMIOS Morgana Fernandes da Silva 1 morganaf60@gmail.com Faculdades Integradas de Taquara,

Leia mais

PRÊMIO AMAVI DE EDUCAÇÃO 2011: QUALIDADE EM GESTÃO E QUALIDADE NA PRÁTICA DA DOCÊNCIA. PROFESSORA: GILMARA NUSS

PRÊMIO AMAVI DE EDUCAÇÃO 2011: QUALIDADE EM GESTÃO E QUALIDADE NA PRÁTICA DA DOCÊNCIA. PROFESSORA: GILMARA NUSS PRÊMIO AMAVI DE EDUCAÇÃO 2011: QUALIDADE EM GESTÃO E QUALIDADE NA PRÁTICA DA DOCÊNCIA. PROFESSORA: GILMARA NUSS PROJETO ANIMAIS Projeto elaborado para o 3º ano I e II JOSÉ BOITEUX AGOSTO/2011 ÍNDICE JUSTIFICATIVA...

Leia mais

ARTRÓPODES INSETOS, CRUSTÁCEOS, ARACNÍDEOS, QUILÓPODES E DIPLÓPODES. Profa. Monyke Lucena

ARTRÓPODES INSETOS, CRUSTÁCEOS, ARACNÍDEOS, QUILÓPODES E DIPLÓPODES. Profa. Monyke Lucena ARTRÓPODES INSETOS, CRUSTÁCEOS, ARACNÍDEOS, QUILÓPODES E DIPLÓPODES Profa. Monyke Lucena CARACTERÍSTICAS GERAIS Os artrópodes, o grupo mais numeroso de animais, reúnem mais de 1 milhão de espécies catalogados.

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM 2º CICLO Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Currículo Nacional do Ensino Básico- Competências Essenciais Ciências Físicas

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: Relações Ecológicas Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: Relações Ecológicas Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: Relações Ecológicas Prof. Enrico Blota Biologia Ecologia Relações ecológicas Representam as interações entre os seres vivos em um determinado ecossistema. Podem ser divididas

Leia mais

A ABORDAGEM DAS HISTÓRIAS EM QUADRINHO NOS LIVROS DIDÁTICOS DE QUÍMICA. Palavras-chave: Ensino de química; histórias em quadrinhos; livro didático.

A ABORDAGEM DAS HISTÓRIAS EM QUADRINHO NOS LIVROS DIDÁTICOS DE QUÍMICA. Palavras-chave: Ensino de química; histórias em quadrinhos; livro didático. A ABORDAGEM DAS HISTÓRIAS EM QUADRINHO NOS LIVROS DIDÁTICOS DE QUÍMICA Fabricio Santos Almeida 1 Márcia Cristiane Eloi Silva Ataide 2 1 Licenciando em Química, Universidade Federal do Piauí - UFPI. 2 Professora

Leia mais

A Turma da Tabuada 3

A Turma da Tabuada 3 A Turma da Tabuada 3 Resumo Aprender brincando e brincando para aprender melhor. É dessa forma que a turma da tabuada nos levará a mais uma grande aventura pelo mundo do espaço e das formas. Na primeira

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 6ª Série Teoria da Computação Ciência da Computação A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensinoaprendizagem desenvolvido por meio de um conjunto

Leia mais

O USO DE PROJETOS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS

O USO DE PROJETOS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS O USO DE PROJETOS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS Andreza Olivieri Lopes Carmignolli1 UNESP Eva Poliana Carlindo2 UNESP Grupo de Trabalho Didática: Teorias, Metodologias e Práticas Agência Financiadora: não

Leia mais

Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática

Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática Rene Baltazar Introdução Serão abordados, neste trabalho, significados e características de Professor Pesquisador e as conseqüências,

Leia mais

RELATÓRIO GERAL DO CENTRO DE CIÊNCIAS DE SEABRA

RELATÓRIO GERAL DO CENTRO DE CIÊNCIAS DE SEABRA Universidade Federal da Bahia Instituto de Biologia Departamento de Zoologia Campus Universitário de Ondina, Salvador - Bahia, Brasil 40.170-210 # (071) 3263-6564, FAX (071) 3263-6511 e-mail: 1 RELATÓRIO

Leia mais

Colégio La Salle São João. Professora Kelen Costa Educação Infantil. Educação Infantil- Brincar também é Educar

Colégio La Salle São João. Professora Kelen Costa Educação Infantil. Educação Infantil- Brincar também é Educar Colégio La Salle São João Professora Kelen Costa Educação Infantil Educação Infantil- Brincar também é Educar A importância do lúdico na formação docente e nas práticas de sala de aula. A educação lúdica

Leia mais

Jardim Helena São Miguel Paulista PROJETO DE REGÊNCIA EM TURMAS DO ENSINO MÉDIO RECUPERAÇÃO PARALELA.

Jardim Helena São Miguel Paulista PROJETO DE REGÊNCIA EM TURMAS DO ENSINO MÉDIO RECUPERAÇÃO PARALELA. De acordo com às determinações constantes do Plano de Estágio Supervisionado, submeto à apreciação de V.Sª o plano de aula que foram desenvolvidas no Estágio de Licenciatura em Matemática no período de

Leia mais

PROGRAMA ESCOLA DA INTELIGÊNCIA - Grupo III ao 5º Ano

PROGRAMA ESCOLA DA INTELIGÊNCIA - Grupo III ao 5º Ano ... CEFF - CENTRO EDUCACIONAL FAZENDINHA FELIZ Rua Professor Jones, 1513 - Centro - Linhares / ES - CEP. 29.900-131 - Telefone: (27) 3371-2265 www.escolafazendinhafeliz.com.br... Ao colocar seu filho na

Leia mais

193 - TRABALHOS COM HORTAS ESCOLARES NO MUNICÍPIO DE DIONÍSIO CERQUEIRA, SC

193 - TRABALHOS COM HORTAS ESCOLARES NO MUNICÍPIO DE DIONÍSIO CERQUEIRA, SC Sociedade e Natureza Monferrer RESUMO 193 - TRABALHOS COM HORTAS ESCOLARES NO MUNICÍPIO DE DIONÍSIO CERQUEIRA, SC Fabia Tonini 1 ; Andréia Tecchio 2 O espaço Horta Escolar pode ser utilizado como meio

Leia mais

Resgate histórico do processo de construção da Educação Profissional integrada ao Ensino Médio na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (PROEJA)

Resgate histórico do processo de construção da Educação Profissional integrada ao Ensino Médio na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (PROEJA) Resgate histórico do processo de construção da Educação Profissional integrada ao Ensino Médio na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (PROEJA) Mário Lopes Amorim 1 Roberto Antonio Deitos 2 O presente

Leia mais

Bingo Químico em Braille.

Bingo Químico em Braille. Bingo Químico em Braille. Carine Fernanda Drescher * (IC), Julieta Saldanha Oliveira (PQ) e Liana da Silva Fernandes (PQ). E-mail: carinedrescher@gmail.com Rua Riachuelo, CEP- 97050011, 115, apto 305.

Leia mais