Software. GUIA DO PROFESSOR Conquista do meio terrestre e adaptações

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Software. GUIA DO PROFESSOR Conquista do meio terrestre e adaptações"

Transcrição

1 Conquista do meio terrestre e adaptações Conteúdos: Tempo: Objetivos: Conquista do meio terrestre e adaptações 1 hora-aula de 50 minutos Mostrar como os processos evolutivos podem transformar os seres vivos, permitindo o surgimento de novos grupos de organismos e a ocupação de novos ambientes Descrição: Produções Relacionadas: Aqui é descrito o vídeo. É a sinopse. M Fonte: Adaptado do Guia do Professor. Organizando a diversidade dos seres vivos. Universidade Estadual de Campinas Unicamp. Versão: junho 10, :33 PM, p. 16

2 Guia Pedagógico 1. Introdução O software, Conquista do meio terrestre por vertebrados e adaptações, apresenta textos e imagens, combinados com uma atividade interativa, cujo objetivo é fazer os alunos compreenderem um dos grandes eventos da evolução da vida na Terra: a origem dos amniotas. Os vertebrados conhecidos como amniotas surgiram há aproximadamente 350 milhões de anos, a partir dos primeiros tetrápodes. O grande sucesso dos amniotas na conquista do ambiente terrestre é conseqüência das adaptações desses animais, adquiridas ao longo do processo evolutivo, como o tegumento impermeável, a excreção de compostos menos solúveis em água, a especialização de músculos e ossos para a sustentação do corpo e para a locomoção, a fecundação interna e, sobretudo, o ovo amniótico. O entendimento do processo evolutivo que culminou com a origem dos amniotas é muito importante para a compreensão da biodiversidade atual e da própria evolução humana, já que todos os mamíferos, juntamente com os répteis e as aves, descendem do mesmo ancestral amniota. Após essa atividade introdutória, você pode deixar os alunos explorarem o software sozinhos, ou em pequenos grupos. O programa é linear e conduzirá os usuários no desenvolvimento de todas as atividades propostas. No entanto, é fundamental que você chame a atenção dos alunos para pontos importantes da matéria. Uma abordagem mais prática também é muito útil. Por exemplo, você pode perguntar aos alunos se eles já nadaram em piscinas, lagos, rios, mar, etc. Deixe que contem sobre suas experiências pessoais, enquanto você levanta questões como: você conseguia enxergar direito dentro d água? ; você conseguia respirar debaixo d água? ; é mais fácil andar dentro da piscina ou fora dela?. Além disso, você pode perguntar aos alunos se eles já viram, ao vivo ou pela televisão, peixes, sapos, lagartos, pássaros, etc. De acordo com as impressões que tiveram, você pode fazer analogias

3 entre esses animais, destacando semelhanças e diferenças. Com o desenvolvimento de atividades como essas, os alunos poderão compreender melhor as relações entre animais, ambiente e adaptação. O conceito de evolução também pode ser trabalhado antes do uso do software, para que os alunos tenham uma ideia mais clara das relações de parentesco entre todos os seres vivos, de bactérias ao ser humano. 2. Objetivos Mostrar como os processos evolutivos podem transformar os seres vivos, permitindo o surgimento de novos grupos de organismos e a ocupação de novos ambientes 3. Sugestões de atividades O uso do software oferece várias vantagens no estudo da evolução dos amniotas. Entretanto, antes da aplicação do mesmo, você, professor, pode optar por fazer uma introdução, com o objetivo de situar o assunto e explorar conhecimentos prévios dos alunos. Assim, você pode começar a aula destacando as diferenças e semelhanças entre os animais vertebrados, instigando os alunos a buscarem respostas quanto à origem da diversidade dentro do grupo e quanto ao porquê de tantas características compartilhadas entre espécies de classes diferentes. Além disso, você pode começar um curto debate para descobrir o que os alunos já sabem sobre o tema e esclarecer pequenas dúvidas. Assim, você pode optar por mostrar aos alunos fotos ou figuras de vertebrados de diferentes classes, como peixes, anfíbios, répteis, etc. Conforme as imagens são mostradas, deve-se chamar a atenção deles para as semelhanças e diferenças entre os animais, enfocando os ambientes em que vivem e os problemas que enfrentam. Uma abordagem mais prática também é muito útil. Investigando a evolução dos amniotas Na aula seguinte, os alunos irão trabalhar com o software. Eles podem fazer isso sozinhos, ou em pequenos grupos, dependendo da disponibilidade de computadores no laboratório de informática, ou da maneira que você achar melhor para conduzir a aula e debater o assunto. Você pode escrever na lousa as questões sugeridas a seguir, que

4 deverão ser copiadas e respondidas, individualmente, ou em grupo, ao longo do trabalho com o software: 1)A partir de qual grupo de seres vivos apareceram os primeiros tetrápodes? 2)A partir de qual grupo de seres vivos apareceram os primeiros amniotas? 3)Qual a importância do meio ambiente na determinação das características dos seres vivos? 4)Quais são as adaptações dos vertebrados amniotas para a conquista do ambiente terrestre apresentadas no software? 5)Quais são as partes constituintes do ovo amniótico? Quais seres vivos atuais botam esse tipo de ovo? Qual a sua importância para a conquista do ambiente terrestre? 6)Qual é o composto nitrogenado predominantemente excretado por mamíferos? Qual outro grupo de vertebrados excreta o mesmo composto? 7)Com base na questão 06, responda: os mamíferos são menos adaptados ao ambiente terrestre do que os répteis? Por quê? 4. Questões para reflexão e discussão Sugerimos que você, professor (a) reflita com os alunos três pontos importantes desse conteúdo. Em primeiro lugar, os tetrápodes primitivos não eram anfíbios, como os conhecemos atualmente, nem os amniotas primitivos eram répteis. É essencial que os alunos entendam que os anfíbios surgiram a partir dos primeiros tetrápodes e que os répteis (além dos mamíferos) surgiram a partir dos primeiros amniotas. Em segundo lugar, como a parte introdutória do softwaremostra e você pode reforçar, quando um grupo de organismos dá origem a um novo grupo, ele nãodesaparece, mas continua existindo e evoluindo, exatamentecomo antes. Por exemplo, quando os peixes dão origem aos tetrápodes, os primeiros não deixamde existir, nem param de evoluir, por causa disso. É por isso mesmo que, na sequência de imagens introdutórias do software, os peixes são representados do primeiro ao último desenho, sempre com grande variedade de espécies. Em segundo lugar, como a parte introdutória do software mostra e você pode reforçar, quando um grupo de organismos dá origem a um novo grupo, ele não desaparece, mas continua existindo e evoluindo, exatamente como antes. Por exemplo, quando os peixes dão origem aos tetrápodes, os primeiros não deixam de existir, nem param de evoluir, por causa disso. É por isso mesmo que, na sequência de imagens introdutórias do software, os peixes são representados do primeiro ao último desenho, sempre com grande variedade de espécies.

5 Em terceiro lugar, nem todas as características que trouxeram vantagens aos tetrápodes e amniotas na ocupação do ambiente terrestre são adaptações para a vida em terra firme. Por exemplo, o surgimento das patas dianteiras nos primeiros tetrápodes não ocorreu quando esses animais já estavam habitando ambientes secos, mas quando eles ainda viviam na água. Portanto, as patas surgiram como adaptações para a vida aquática e se desenvolveram devido a pressões seletivas do próprio ambiente onde os primeiros tetrápodes habitavam (ver explicação no software). Portanto, você, professor, precisa trabalhar o conceito de adaptação com cuidado, objetivando ensinar que nem toda característica útil em determinado ambiente necessariamente surgiu como uma adaptação para esse ambiente. Isso significa que nem todas as características são adaptativas 5. Fontes complementares / Referências Guia ilustrado com fotografias das espécies presentes em áreas preservadas do bioma da Mata Atlântica. ENDRIGO, E. Aves da Mata Atlântica. São Paulo: Avis Brasilis Livro bastante abrangente e interessante que faz um grande apanhado da vida na Terra. Excelente fonte de consulta. MARGULIS, Lynn e SCHWARTZ, Karlene V. Cinco reinos: um guia ilustrado dos filos da vida na Terra. Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan S.A., 2001 Neste endereço é possível encontrar sugestões de atividades que ensinam a construir e interpretar cladogramas: Bio. Editora Saraiva. Atividades. Disponível em: site/apoioaoprofessor/atividades.cfm acesso em: maio/2010. Em todas as atividades propostas, recomendamos o trabalho com o livro didático por você adotado. 6. Avaliação Uma forma de se avaliar os alunos, após a utilização do software, é através de uma discussão em grupo, independentemente da forma como o programa foi trabalhado durante a aula. Os alunos podem ser divididos em nove grupos, sendo que cada grupo ficará encarregado de uma das nove adaptações. Cada um deles terá que explicar, para os demais alunos, sobre a importância de determinada característica para a conquista do ambiente terrestre pelos vertebrados. Enquanto um grupo irá discorrer sobre visão, outro irá falar sobre o tegumento, outro sobre fecundação e assim por diante.

6 Após cada um dos grupos expor suas ideias, você poderá instigar um debate entre os alunos. Um bom exemplo é sobre a questão da excreção: enquanto répteis e aves excretam ácido úrico, os mamíferos excretam ureia, embora todos eles sejam amniotas. Desse modo, você pode levantar questões envolvendo a adaptabilidade ao ambiente terrestre, já que o ácido úrico é insolúvel e atóxico, porém mais caro de ser produzido, enquanto a ureia é mais solúvel e mais tóxica, porém menos custosa. Qual tipo de composto nitrogenado seria mais adequado ao ambiente terrestre? Aquele que economizasse mais água, ou aquele que economizasse mais energia? Você pode explicar aos alunos, usando esse exemplo, que não existe um único jeito para um organismo se adaptar a um determinado ambiente, mas muitos. Além disso, uma característica que parece, em princípio, pouco adaptativa, pode ter suas compensações. Atividades Complementares 1.Elaboração de um exercício em grupo: comparação entre amniotas e artrópodes, destacando-se semelhanças e diferenças. Pode-se fazer um paralelo entre a conquista do ambiente terrestre por vertebrados e por invertebrados; 2.Elaboração de um exercício em grupo: comparação entre amniotas e plantas terrestres, destacando-se semelhanças e diferenças. Pode-se fazer um paralelo entre a conquista do ambiente terrestre por vertebrados e por plantas; 3.Levantamento bibliográfico de reportagens ou artigos científicos que mostrem a descoberta de fósseis de tetrápodes e amniotas primitivos. Esse material pode ser usado em discussões sobre a importância da paleontologia, sobre as evidências da transição água/terra e até sobre a polêmica evolucionismo versus criacionismo. 4.Comparação entre o ovo amniótico de répteis, aves e monotremados e a placenta de mamíferos placentários. 7. Tempo previsto para a atividade 1 hora-aula de 50 minutos para cada atividade.

7 8. Requerimentos técnicos Link para baixar o plug-in:

Os animais. Eliseu Tonegawa mora com a família - a. www.interaulaclube.com.br. nova

Os animais. Eliseu Tonegawa mora com a família - a. www.interaulaclube.com.br. nova A U A UL LA Os animais Atenção Eliseu Tonegawa mora com a família - a esposa, Marina, e três filhos - num pequeno sítio no interior de São Paulo. Para sobreviver, ele mantém algumas lavouras, principalmente

Leia mais

Répteis. Classe Reptilia

Répteis. Classe Reptilia Répteis Classe Reptilia Posição no Reino Animal Os répteis atuais compreendem duas das três linhagens de vertebrados amníotas, que se originaram de tetrápodes semelhantes a anfibios existentes no final

Leia mais

Roteiro de Estudos de Ciências 7 ANO. 3º trimestre

Roteiro de Estudos de Ciências 7 ANO. 3º trimestre Ciências/15 7º ano Turma: 3º trimestre Nome: Data: / / 7ºcie303r Roteiro de Estudos de Ciências 7 ANO 3º trimestre O que estudamos no terceiro trimestre? No terceiro trimestre finalizamos nosso estudo

Leia mais

Software. GUIA DO PROFESSOR Fluxo de energia. Duração da Animação/simulação: 1 hora-aula

Software. GUIA DO PROFESSOR Fluxo de energia. Duração da Animação/simulação: 1 hora-aula Fluxo de energia Conteúdos: Tempo: Objetivos: Descrição: Ecologia: fluxo de energia Duração da Animação/simulação: 1 hora-aula Apresentar o conceito de fluxo de energia e biomassa nos ecossistemas e simular

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL 2013 BIOLOGIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL 2013 BIOLOGIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL 2013 BIOLOGIA Série: 2ª EM Disciplina: Biologia Professor (a): Bernardo Grieco Aluno (a): Caro (a) aluno (a), O roteiro de recuperação abrange todo conteúdo trabalhado ao longo

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE BIOLOGIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE BIOLOGIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE BIOLOGIA Nome: Nº Série: 2ª Data: / 10 / 2015 Professores: Gisele / Marcelo / Thierry (valor: 1,0 ponto) 3º Bimestre A. Apresentação: Caro aluno, A estrutura da recuperação bimestral

Leia mais

Ano: 7 Turma: 71 e 72

Ano: 7 Turma: 71 e 72 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 2ª Etapa 2013 Disciplina: Ciências Professor (a): Felipe Cesar Ano: 7 Turma: 71 e 72 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS 6 ano 1 volume CONTEÚDOS OBJETIVOS 1.Astronomia: estudando o céu Estrelas e constelações Sistema Solar e exploração do Universo - Movimentos da - Terra e da Lua Reconhecer

Leia mais

Áudio GUIA DO PROFESSOR. Idéias evolucionistas e evolução biológica

Áudio GUIA DO PROFESSOR. Idéias evolucionistas e evolução biológica Teoria sintética da evolução Parte II Conteúdos: Tempo: Objetivos: Idéias evolucionistas e evolução biológica Duração do áudio 5 minutos O objetivo deste programa é tratar das idéias neodarwinistas e mostrar

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE CIÊNCIAS NATURAIS 5.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE CIÊNCIAS NATURAIS 5.º ANO DE CIÊNCIAS NATURAIS 5.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO No domínio da Água, o ar, as rochas e o solo - materiais terrestres, o aluno deve ser capaz de: Compreender a Terra como um planeta especial

Leia mais

RÉPTEIS PROF. MARCELO MIRANDA

RÉPTEIS PROF. MARCELO MIRANDA RÉPTEIS Padrões evolutivos Surgimento dos amniotas Âmnio: membrana que envolve completamente o embrião e delimita uma cavidade cheia de líquido que protege contra choques mecânicos e evita o ressecamento

Leia mais

Exercícios de Evidências da Evolução

Exercícios de Evidências da Evolução Exercícios de Evidências da Evolução Material de apoio do Extensivo 1. (Unesp) No filme Avatar, de James Cameron (20th Century Fox, 2009), os nativos de Pandora, chamados Na Vi, são indivíduos com 3 metros

Leia mais

DIVERSIDADE GUIA DO PROFESSOR. (Áudios): Biografias: Lineu, o pai da taxonomia moderna Radionovela: Ah, se eu fosse uma bactéria...

DIVERSIDADE GUIA DO PROFESSOR. (Áudios): Biografias: Lineu, o pai da taxonomia moderna Radionovela: Ah, se eu fosse uma bactéria... DIVERSIDADE da VIDA ORganizando a DIVERSIDADE dos seres vivos GUIA DO PROFESSOR (Áudios): Biografias: Lineu, o pai da taxonomia moderna Radionovela: Ah, se eu fosse uma bactéria... (Experimentos): Chave

Leia mais

Áudio. GUIA DO PROFESSOR Mendel, o pai da genética - Parte I. Os fundamentos da hereditariedade: Biografia de Gregor Mendel

Áudio. GUIA DO PROFESSOR Mendel, o pai da genética - Parte I. Os fundamentos da hereditariedade: Biografia de Gregor Mendel Mendel, o pai da genética - Parte I Conteúdos: Tempo: Objetivos: Descrição: Produções Relacionadas: Os fundamentos da hereditariedade: Biografia de Gregor Mendel 5 minutos para cada áudio. Avaliar se o

Leia mais

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA 2º Trimestre. 3 ano DISCIPLINA: BIOLOGIA B

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA 2º Trimestre. 3 ano DISCIPLINA: BIOLOGIA B ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA 2º Trimestre 3 ano DISCIPLINA: BIOLOGIA B Observações: 1- Antes de responder às atividades, releia o material entregue sobre Sugestão de Como Estudar. 2 - Os exercícios

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento Biologia - Embriologia

Exercícios de Aprofundamento Biologia - Embriologia 1. (Fgv 2015) A figura ilustra os vasos sanguíneos maternos e fetais na região da placenta, responsável pela troca dos gases respiratórios oxigênio e dióxido de carbono. Como a circulação e a ventilação

Leia mais

ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS

ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre 6ª Aula 1ª Parte Vida no ambiente terrestre (Ministrante: Profa. Dra. Virginia S. Uieda) Professores Responsáveis: Virgínia Sanches

Leia mais

Esse raciocínio é correto e não serve apenas para a espécie humana. Todas as espécies de seres vivos realizam a reprodução para a continuação da vida.

Esse raciocínio é correto e não serve apenas para a espécie humana. Todas as espécies de seres vivos realizam a reprodução para a continuação da vida. Você sabe qual é a importância da reprodução humana? Se alguém lhe perguntasse isso você responderia rapidamente: Para a manutenção ou perpetuação da espécie. Esse raciocínio é correto e não serve apenas

Leia mais

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES PROFESSOR DISCIPLINA TURMA DEISE MENEZES CIÊNCIAS 201 ALUNO SIMULADO COLÉGIO MARQUES RODRIGUES Estrada da Água Branca, 2551 Realengo RJ Tel: (21) 3462-7520 www.colegiomr.com.br Questão 1 Numere: ( 1 )

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL DE CIÊNCIAS

PLANEJAMENTO ANUAL DE CIÊNCIAS COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE CIÊNCIAS 7º ANO PROFESSORA: LUCIANA PERES

Leia mais

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES Introdução ao tema A importância da mitologia grega para a civilização ocidental é tão grande que, mesmo depois de séculos, ela continua presente no nosso imaginário. Muitas

Leia mais

truta - sapos - rãs - tartaruga - serpente - garça - andorinha - morcego - macaco

truta - sapos - rãs - tartaruga - serpente - garça - andorinha - morcego - macaco PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS 3º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== 01- Marque com um (X) a(s) alternativa(s)

Leia mais

Ciências da Natureza. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo

Ciências da Natureza. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo Ciências da Natureza baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo 1 PROPOSTA CURRICULAR DA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS DA NATUREZA Elementary School 2 K5 Meu corpo Meu corpo. Higiene do corpo. Órgãos

Leia mais

Histórico da Classificação Biológica

Histórico da Classificação Biológica Texto Base: Aula 9 Histórico da Classificação Biológica Autoras: Suzana Ursi e Sônia Lopes Iniciamos nosso texto propondo que você observe por um instante os organismos representados nas figuras ao lado.

Leia mais

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS UNIDADE 1 Conteúdos. UNIDADE 2 Conteúdos

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS UNIDADE 1 Conteúdos. UNIDADE 2 Conteúdos Ser humano: semelhanças e diferenças (características físicas e comportamentais, gostos pessoais) Partes do corpo humano Sentidos humanos: audição, visão, paladar, tato e olfato Cuidados com os órgãos

Leia mais

Unidade IV Os seres vivos e o meio ambiente.

Unidade IV Os seres vivos e o meio ambiente. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Unidade IV Os seres vivos e o meio ambiente. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL

Leia mais

Rota de Aprendizagem 2015/16 5.º Ano

Rota de Aprendizagem 2015/16 5.º Ano Projeto 1 Onde existe Vida? Tempo Previsto: 4 quinzenas (do 1ºPeríodo) Ciências Naturais A ÁGUA, O AR, AS ROCHAS E O SOLO MATERIAIS TERRESTRES 1.ª Fase: Terra um planeta com vida 2.ª Fase: A importância

Leia mais

2º ANO PLANO DE DISCIPLINA (PLADIS) PELO ADT BOL INTR / DEP, DE

2º ANO PLANO DE DISCIPLINA (PLADIS) PELO ADT BOL INTR / DEP, DE Fl-1 SISTEMA COLÉGIO MILITAR DO BRASIL COLÉGIO MILITAR DE CURITIBA ENSINO MÉDIO ELABORADO EM 2007 BIOLOGIA 2º ANO CARGA HORÁRIA: 90 HORAS Nr SESSÕES: 120 HORAS-AULA PLANO DE DISCIPLINA (PLADIS) PELO ADT

Leia mais

Vivendo na Terra. Como era a Terra e quais os grupos animais viventes no momento evolutivo em que se deu a transição para o ambiente terrestre?

Vivendo na Terra. Como era a Terra e quais os grupos animais viventes no momento evolutivo em que se deu a transição para o ambiente terrestre? Vivendo na Terra Como era a Terra e quais os grupos animais viventes no momento evolutivo em que se deu a transição para o ambiente terrestre? Transição para o ambiente terrestre Peixes com características

Leia mais

Meio Ambiente PROJETOS CULTURAIS. 4 0 a O - fu dame tal. Cuidar da vida também é coisa de criança. Justificativa

Meio Ambiente PROJETOS CULTURAIS. 4 0 a O - fu dame tal. Cuidar da vida também é coisa de criança. Justificativa Meio Ambiente 4 0 a O - fu dame tal Cuidar da vida também é coisa de criança Justificativa PROJETOS CULTURAIS Na idade escolar, as crianças estão conhecendo o mundo (Freire, 1992), sentindo, observando,

Leia mais

Planificação Anual. Professora: Pedro Miguel Bezerra Disciplina: Ciências Naturais Ano: 5.º Turma: B Ano letivo: 2014-2015

Planificação Anual. Professora: Pedro Miguel Bezerra Disciplina: Ciências Naturais Ano: 5.º Turma: B Ano letivo: 2014-2015 Planificação Anual Professora: Pedro Miguel Bezerra Disciplina: Ciências Naturais Ano: 5.º Turma: B Ano letivo: 2014-2015 Domínio/Objetivos Descritores de Desempenho Atividades/Estratégias Avaliação Matéria

Leia mais

TECNOLOGIAS NO COTIDIANO: DESAFIOS À INCLUSÃO DIGITAL

TECNOLOGIAS NO COTIDIANO: DESAFIOS À INCLUSÃO DIGITAL TECNOLOGIAS NO COTIDIANO: DESAFIOS À INCLUSÃO DIGITAL O que é Tecnologia? O que é Tecnologia Educacional? Tecnologia e Tecnologia Educacional Histórico da Evolução da Tecnologia O homem foi utilizando

Leia mais

Seminário de Genética BG - 380 Principal Resumo Professores Componentes Bibliografia Links

Seminário de Genética BG - 380 Principal Resumo Professores Componentes Bibliografia Links Seminário de Genética BG - 380 Principal Resumo Professores Componentes Bibliografia Links Darwin Voltar Filogenia anatômica e fisiológica Filogênia Molecular A teoria da evolução de Darwin gerou o conceito

Leia mais

EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE

EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE 1- Leia o texto e responda as questões Todos os animais, independentemente do seu estilo de vida, servem como fonte de alimento para outros seres vivos. Eles estão

Leia mais

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Ciências

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Ciências COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Ciências Nome: Ano: 2º Ano 2ª Etapa 2014 Colégio Nossa Senhora da Piedade Área do Conhecimento: Ciências Naturais Disciplina:

Leia mais

Guia do Professor. Esta atividade poderá ser realizada, satisfatoriamente, em uma aula de 50 minutos.

Guia do Professor. Esta atividade poderá ser realizada, satisfatoriamente, em uma aula de 50 minutos. Caro Professor, O principal objetivo do projeto RIVED é oferecer aos professores do Ensino Médio novos recursos didáticos, em forma de módulos, para a melhoria da aprendizagem dos alunos em sala de aula.

Leia mais

Sistema de Recuperação

Sistema de Recuperação Colégio Visconde de Porto Seguro Unidade I - 2º ano 2011 Sistema de Recuperação ATIVIDADES EXTRAS DE RECUPERAÇÃO PARALELA E CONTÍNUA FAÇA UMA CAPA PERSONALIZADA PARA SUA APOSTILA DE ESTUDOS Nome: Classe:

Leia mais

FILO CHORDATA. Anfioxo. Ascídia

FILO CHORDATA. Anfioxo. Ascídia FILOS ANIMAIS FILO CHORDATA O filo apresenta cerca de 50.000 espécies distribuídas entre protocordados e vertebrados. Protocordados cordados mais simples, pequenos e exclusivamente marinhos não são muito

Leia mais

REALIDADE AUMENTADA APLICADA NA EDUCAÇÃO: ESTUDOS DOS SEUS BENEFÍCIOS

REALIDADE AUMENTADA APLICADA NA EDUCAÇÃO: ESTUDOS DOS SEUS BENEFÍCIOS REALIDADE AUMENTADA APLICADA NA EDUCAÇÃO: ESTUDOS DOS SEUS BENEFÍCIOS Kelly Cristina de Oliveira 1, Júlio César Pereira 1. 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí PR Brasil kristhinasi@gmail.com,

Leia mais

Projeto CONDIGITAL Mergulhando na Função Guia do Professor

Projeto CONDIGITAL Mergulhando na Função Guia do Professor Projeto CONDIGITAL Mergulhando na Função Guia do Professor Página 1 de 5 Caro(a) professor(a) Guia do Professor A utilização de jogos digitais como objetos de aprendizagem tem sido difundida atualmente

Leia mais

Guia do Professor Distribuição de água no planeta

Guia do Professor Distribuição de água no planeta Guia do Professor Distribuição de água no planeta Introdução Sempre se ouviu falar que o nosso planeta deveria se chamar Planeta Água e não Planeta Terra. Esta idéia deriva da visualização da Terra do

Leia mais

Aula 09 - assíncrona Conteúdo:

Aula 09 - assíncrona Conteúdo: Aula 09 - assíncrona Conteúdo: A vida nas Eras Geológicas 2 Habilidades: Conhecer as características cronológicas das Eras Geológicas Conhecer a evolução dos seres vivos nas Eras Geológicas 3 REVISÃO Mamíferos:

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 7 CIÊNCIAS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao terceiro bimestre escolar ou às Unidades 3 e 4 do livro do Aluno. Avaliação Ciências NOME: TURMA: escola: PROfessOR:

Leia mais

Sumário ÁGUA, SOLO E SER HUMANO...52 AMBIENTE E SERES VIVOS... 10

Sumário ÁGUA, SOLO E SER HUMANO...52 AMBIENTE E SERES VIVOS... 10 Sumário 1 AMBIENTE E SERES VIVOS... 10 Módulo 1 Explorar o Pantanal...10 O que já sei......11 Atividade prática...11 Uma visão panorâmica do ambiente...12 Hora da leitura Águas comandam a vida no Pantanal...15

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 7º ANO

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 7º ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 7º ANO 2010 Questão 1 O reino Animalia, ou reino dos

Leia mais

BIOLOGIA. (cada questão vale até cinco pontos) Questão 01

BIOLOGIA. (cada questão vale até cinco pontos) Questão 01 BIOLOGIA (cada questão vale até cinco pontos) Questão 01 O Chester é uma variedade de frango obtida por melhoramento genético, que se caracteriza por possuir maior massa muscular no peito e nas coxas.

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para a Educação Básica Coordenação Geral de Materiais Didáticos PARA NÃO ESQUECER:

Leia mais

a) intestino. b) cloaca. c) moela. d) esôfago. e) bico.

a) intestino. b) cloaca. c) moela. d) esôfago. e) bico. BIOLOGIA Um agricultor verificou que havia muita perda em sua lavoura de trigo, pois o vento derrubava várias plantas. Um vizinho o aconselhou a produzir sementes que dessem origem a plantas com entrenós

Leia mais

DOS GRANDES GRUPOS DE SERES VIVOS. Prof. Rabelo

DOS GRANDES GRUPOS DE SERES VIVOS. Prof. Rabelo ORIGEM DAS ESPÉCIES E DOS GRANDES GRUPOS DE SERES VIVOS Prof. Rabelo ORIGEM DAS ESPÉCIES E DOS GRANDES GRUPOS DE SERES VIVOS Esqueleto fossilizado de um pequeno animal que se acredita ser um ancestral

Leia mais

1 Um guia para este livro

1 Um guia para este livro PARTE 1 A estrutura A Parte I constitui-se de uma estrutura para o procedimento da pesquisa qualitativa e para a compreensão dos capítulos posteriores. O Capítulo 1 serve como um guia para o livro, apresentando

Leia mais

Planejamento de PIE- Guilherme de Almeida. 2º EM Biologia Frente B. Prof. Jairo José Matozinho Cubas

Planejamento de PIE- Guilherme de Almeida. 2º EM Biologia Frente B. Prof. Jairo José Matozinho Cubas Planejamento de PIE- Guilherme de Almeida 2º EM Biologia Frente B Prof. Jairo José Matozinho Cubas 3º Trimestre: Fisiologia animal e humana: a)fisiologia e relações entre sistemas respiratório e circulatório

Leia mais

Software. GUIA DO PROFESSOR Qual é a palavra? Genética humana e saúde

Software. GUIA DO PROFESSOR Qual é a palavra? Genética humana e saúde Qual é a palavra? Genética humana e saúde Conteúdos: Tempo: Objetivos: Descrição: Genética humana 1 hora-aula de 50 minutos Este software tem como objetivo a fixação de alguns nomes, termos e conceitos

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 3.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 3.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 3.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

PRÊMIO AMAVI DE EDUCAÇÃO 2011: QUALIDADE EM GESTÃO E QUALIDADE NA PRÁTICA DA DOCÊNCIA. PROFESSORA: GILMARA NUSS

PRÊMIO AMAVI DE EDUCAÇÃO 2011: QUALIDADE EM GESTÃO E QUALIDADE NA PRÁTICA DA DOCÊNCIA. PROFESSORA: GILMARA NUSS PRÊMIO AMAVI DE EDUCAÇÃO 2011: QUALIDADE EM GESTÃO E QUALIDADE NA PRÁTICA DA DOCÊNCIA. PROFESSORA: GILMARA NUSS PROJETO ANIMAIS Projeto elaborado para o 3º ano I e II JOSÉ BOITEUX AGOSTO/2011 ÍNDICE JUSTIFICATIVA...

Leia mais

PORTAL EDUCACIONAL CLICKIDEIA. Ensino Fundamental (séries finais)

PORTAL EDUCACIONAL CLICKIDEIA. Ensino Fundamental (séries finais) PORTAL EDUCACIONAL CLICKIDEIA Ensino Fundamental (séries finais) O Clickideia é um portal educacional (www.clickideia.com.br), desenvolvido com o apoio do CNPq e da UNICAMP, que apresenta conteúdos didáticos

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 1G

CADERNO DE EXERCÍCIOS 1G CADERNO DE EXERCÍCIOS 1G Ensino Fundamental Ciências da Natureza Questão Conteúdo Habilidade da Matriz da EJA/FB 1 Movimentos dos continentes H7 2 Origem dos seres vivos na Terra H17 3 Relações ecológicas

Leia mais

Tutorial Moodle Visão do Aluno

Tutorial Moodle Visão do Aluno Tutorial Moodle Visão do Aluno A P R E S E N T A Ç Ã O A sigla MOODLE significa (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment), em inglês MOODLE é um verbo que descreve a ação ao realizar com gosto

Leia mais

Guia do professor. Introdução

Guia do professor. Introdução Guia do professor Introdução Essa atividade oferece aos professores do Ensino Fundamental II, de Língua Espanhola e de Língua Portuguesa, novos recursos didáticos em forma de módulos, pois eles podem vir

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

Qualidade ambiental. Atividade de Aprendizagem 18. Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente

Qualidade ambiental. Atividade de Aprendizagem 18. Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente Qualidade ambiental Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente Tema Uso dos recursos naturais / ocupação do espaço e suas consequências / desequilíbrio ambiental e desenvolvimento sustentável Conteúdos Lixo /

Leia mais

Na Escola Municipal Dr. Humberto da Costa Soares, localizada no Engenho Pau Santo, no Cabo de Santo Agostinho-PE.

Na Escola Municipal Dr. Humberto da Costa Soares, localizada no Engenho Pau Santo, no Cabo de Santo Agostinho-PE. Nome do projeto A Cor da Mata. Um despertar para a sustentabilidade. Local onde o projeto será instalado/executado Na Escola Municipal Dr. Humberto da Costa Soares, localizada no Engenho Pau Santo, no

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Médio Etec Etec: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Área de conhecimento: CIENCIAS DA NATUREZA, MATEMATICA E SUAS TECNOLOGIAS Componente Curricular:

Leia mais

pasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwe rtyuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbn Ciências

pasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwe rtyuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbn Ciências Qwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzx cvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfg hjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuio Planejamento Anual 2014 pasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwe

Leia mais

Aula 4.4 - Os conquistadores do ambiente terrestre

Aula 4.4 - Os conquistadores do ambiente terrestre Aula 4.4 - Os conquistadores do ambiente terrestre Além do vegetais outros organismos habitavam o ambiente terrestre Organismos de corpo mole como moluscos e anelídeos Organismos com cutícula redução da

Leia mais

Origem, Evolução e Diversidade da Fauna do Bioma Caatinga

Origem, Evolução e Diversidade da Fauna do Bioma Caatinga Origem, Evolução e Diversidade da Fauna do Bioma Caatinga Adrian Antonio Garda Departamento de Zoologia Laboratório de Anfíbios e Répteis Universidade Federal do Rio Grande do Norte Estrutura da apresentação

Leia mais

Resumo. Palavras-chave: Matemática; Geometria; Aulas Investigativas. Introdução

Resumo. Palavras-chave: Matemática; Geometria; Aulas Investigativas. Introdução III Seminário sobre Educação Matemática A desigualdade triangular em diferentes mídias Paulo César da Penha pcpenha@terra.com.br GRUCOGEO/USF/ Secretaria da Educação de Itatiba-SP Resumo O relato de experiência

Leia mais

Projeto CONDIGITAL Altos e Baixos da Função Guia do Professor

Projeto CONDIGITAL Altos e Baixos da Função Guia do Professor Projeto CONDIGITAL Altos e Baixos da Função Guia do Professor Página 1 de 7 Guia do Professor Caro(a) professor(a) A utilização de simulações digitais como objetos de aprendizagem tem sido difundida atualmente

Leia mais

Zona Antiga. - Guia de Exploração

Zona Antiga. - Guia de Exploração Serviço Educativo e de Divulgação Zona Antiga - Guia de Exploração Planta do Castelo de Albufeira 1607-1617, in: IANTT - TTOnline Zona Antiga de Albufeira Guia de Exploração - Apresentação Este pequeno

Leia mais

Apêndice F-16 Relatório Mensal de Atividades de Campo

Apêndice F-16 Relatório Mensal de Atividades de Campo Apêndice F-16 Relatório Mensal de Atividades de Campo Nome: Janet Strauss, Consultora do World Fisheries Trust Relatório Relativo ao Mês de: Março de 2006 Resumo Executivo Entre 6 e 26 de março de 2006,

Leia mais

Princípios de pesquisa na área de educação: análise de dados.

Princípios de pesquisa na área de educação: análise de dados. www..botanicaonline.com.br Site organizado pela Profa. Dra. Suzana Ursi Depto. de Botânica, Instituto de Biociências, USP Princípios de pesquisa na área de educação: análise de dados. Autor: João Rodrigo

Leia mais

Por que os peixes não se afogam?

Por que os peixes não se afogam? Por que os peixes não se afogam? A UU L AL A Dia de pescaria! Juntar os amigos para pescar num rio limpinho é bom demais! Você já reparou quanto tempo a gente demora para fisgar um peixe? Como eles conseguem

Leia mais

Capitão Tormenta e Paco em Estações do Ano

Capitão Tormenta e Paco em Estações do Ano Guia do Professor Capitão Tormenta e Paco em Estações do Ano Introdução As estações do ano constituem-se em um fenômeno que o aluno constrói o conhecimento desde criança. No ensino médio ele deve ser trabalhado

Leia mais

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO RESUMOS, FICHAMENTOS E RESENHA

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO RESUMOS, FICHAMENTOS E RESENHA METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO RESUMOS, FICHAMENTOS E RESENHA RESUMOS Definição: é a apresentação concisa e freqüentemente seletiva do texto, destacando-se os elementos de maior interesse e importância,

Leia mais

Na medida em que se cria um produto, o sistema de software, que será usado e mantido, nos aproximamos da engenharia.

Na medida em que se cria um produto, o sistema de software, que será usado e mantido, nos aproximamos da engenharia. 1 Introdução aos Sistemas de Informação 2002 Aula 4 - Desenvolvimento de software e seus paradigmas Paradigmas de Desenvolvimento de Software Pode-se considerar 3 tipos de paradigmas que norteiam a atividade

Leia mais

ESCOLA BÁSICA D. DOMINGOS JARDO

ESCOLA BÁSICA D. DOMINGOS JARDO Unidade Didática: Terra Ambiente de Vida METODOLOGIAS/ SITUAÇÕES DE.Antes de começar.como trabalhar em Ciências Terra Ambiente de Vida.Onde existe vida.primeira abordagem ao conceito de biosfera.salientar

Leia mais

Retratos: Guia para @s professor@s

Retratos: Guia para @s professor@s Retratos: Guia para @s professor@s Nivel: 10 a 12 anos Fauna Duraçao: de 5 a 7 sessões Áreas: Estudo do meio, Língua portuguesa (1º ciclo). Ciências, Língua portuguesa (2º ciclo). Descriçao: O grupo selecciona

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 Caro (a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

O PROJETO DE PESQUISA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

O PROJETO DE PESQUISA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza O PROJETO DE PESQUISA Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Escolher um tema de pesquisa Por onde começar? Ler para aprender Estrutura do Projeto de Pesquisa A Definição

Leia mais

O ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS NO FAZER PEDAGÓGICO

O ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS NO FAZER PEDAGÓGICO ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LAMBARI D OESTE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA MATOS, Alaíde Arjona de 1 OLIVEIRA, Sônia Fernandes de 2 Professora da rede municipal de ensino

Leia mais

Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática

Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática Rene Baltazar Introdução Serão abordados, neste trabalho, significados e características de Professor Pesquisador e as conseqüências,

Leia mais

História do pensamento evolutivo

História do pensamento evolutivo Biologia Evolutiva História do pensamento evolutivo Victor Martin Quintana Flores Evolução significa mudança a em seres vivos por descendência com modificação Evolução significa mudança, mudança na forma

Leia mais

O homem e o meio ambiente

O homem e o meio ambiente A U A UL LA O homem e o meio ambiente Nesta aula, que inicia nosso aprendizado sobre o meio ambiente, vamos prestar atenção às condições ambientais dos lugares que você conhece. Veremos que em alguns bairros

Leia mais

TEMA: O LÚDICO NA APRENDIZAGEM DA LEITURA E DA ESCRITA

TEMA: O LÚDICO NA APRENDIZAGEM DA LEITURA E DA ESCRITA TEMA: O LÚDICO NA APRENDIZAGEM DA LEITURA E DA ESCRITA RESUMO Os educadores têm se utilizado de uma metodologia Linear, que traz uma característica conteudista; É possível notar que o Lúdico não se limita

Leia mais

Ajuda ao SciEn-Produção 1. 1. O Artigo Científico da Pesquisa Experimental

Ajuda ao SciEn-Produção 1. 1. O Artigo Científico da Pesquisa Experimental Ajuda ao SciEn-Produção 1 Este texto de ajuda contém três partes: a parte 1 indica em linhas gerais o que deve ser esclarecido em cada uma das seções da estrutura de um artigo cientifico relatando uma

Leia mais

PROCESSO SELETIVO BIOLOGIA ÁREA: CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS

PROCESSO SELETIVO BIOLOGIA ÁREA: CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS PROCESSO SELETIVO BIOLOGIA ÁREA: CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS Perceber e utilizar os códigos intrínsecos da Biologia. Relacionar o conhecimento das diversas disciplinas para o entendimento

Leia mais

Introdução à Filogenética para Professores de Biologia

Introdução à Filogenética para Professores de Biologia Introdução à Filogenética para Professores de Biologia A filogenética ajuda a organizar a grande biodiversidade de forma a evidenciar a Evolução. Vamos entender como isso funciona? www.botanicaonline.com.br

Leia mais

EXCREÇÃO COMPARADA. Profº Moisés Myra Araújo, por www.bioloja.com

EXCREÇÃO COMPARADA. Profº Moisés Myra Araújo, por www.bioloja.com EXCREÇÃO COMPARADA Profº Moisés Myra Araújo, por www.bioloja.com EXCREÇÃO Através da excreção são eliminadas substâncias tóxicas do organismo (como resíduos nitrogenados provenientes do metabolismo de

Leia mais

Baleia. Aranha. Iuri. Malcom

Baleia. Aranha. Iuri. Malcom Aranha Baleia A aranha é um aracnídeo. O habitat das aranhas é nas florestas ou em casas. Mas ela mora em uma teia que ela mesma faz. Depressa ela se pendura na teia e enrola insetos nessa teia para se

Leia mais

PROJETO: VACA BOTA OVOS? Resumo. Introdução

PROJETO: VACA BOTA OVOS? Resumo. Introdução PROJETO: VACA BOTA OVOS? Resumo Elaine Cristina Florêncio Sala Gislayne de Santi Granato Alessandra Cristina Porcatti Paiva alessacp1@gmail.com O projeto foi desenvolvido na escola de Educação Infantil

Leia mais

PROJETO ARARIBÁ. Um projeto que trabalha a compreensão leitora, apresenta uma organização clara dos conteúdos e um programa de atividades específico.

PROJETO ARARIBÁ. Um projeto que trabalha a compreensão leitora, apresenta uma organização clara dos conteúdos e um programa de atividades específico. PROJETO ARARIBÁ Um projeto que trabalha a compreensão leitora, apresenta uma organização clara dos conteúdos e um programa de atividades específico. ARARIBÁ HISTÓRIA O livro tem oito unidades, divididas

Leia mais

Projeto CONDIGITAL Portas da Matemática Guia do Professor

Projeto CONDIGITAL Portas da Matemática Guia do Professor Projeto CONDIGITAL Portas da Matemática Guia do Professor Página 1 de 7 Caro(a) professor(a) Guia do Professor A utilização de simulações digitais como objetos de aprendizagem tem sido difundida atualmente

Leia mais

ELABORAÇÃO DE PROJETOS

ELABORAÇÃO DE PROJETOS Unidade II ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA Profa. Eliane Gomes Rocha Pesquisa em Serviço Social As metodologias qualitativas de pesquisa são utilizadas nas Ciências Sociais e também no Serviço Social,

Leia mais

APÊNDICE 1. Plano de Aula: Luz e Cor

APÊNDICE 1. Plano de Aula: Luz e Cor APÊNDICE 1 Plano de Aula: Luz e Cor Tempo previsto: de 6 a 8 aulas. Conteúdos: interação física entre a luz e a matéria; processo de percepção das cores pelo olho humano; processamento das cores pelo olho

Leia mais

Lista de Exercícios (BIO-LEO)

Lista de Exercícios (BIO-LEO) Lista de Exercícios (BIO-LEO) 1. (Fgv 2015) As estruturas ilustram os ossos das mãos ou patas anteriores de seis espécies de mamíferos, não pertencentes obrigatoriamente ao mesmo ecossistema. V. A recombinação

Leia mais

HUMANOS: QUEM SOMOS NÓS?

HUMANOS: QUEM SOMOS NÓS? HUMANOS: QUEM SOMOS NÓS? Nível de Ensino/Faixa Etária: Série indicada para o Ensino Fundamental Final Áreas Conexas: Biologia, Linguística, Sociologia, Geografia, História, Artes, Gramática, Filosofia.

Leia mais

Engenharia e Meio Ambiente

Engenharia e Meio Ambiente Engenharia e Meio Ambiente 1. ECOLOGIA 2. MEIO AMBIENTE 3. HABITAT E NICHO ECOLÓGICO 4. POTENCIAL BIÓTICO 5. RESISTÊNCIA AMBIENTAL 6. PEGADA ECOLÓGICA O QUE É ECOLOGIA? 1. Ciência que estuda as relações

Leia mais

Perspectivas da Evolução das Espécies

Perspectivas da Evolução das Espécies X SEMINÁRIO FILOSOFIA DAS ORIGENS 2 a 4 de junho de 2011 Perspectivas da Evolução das Espécies Marcia Oliveira de Paula Centro Universitário Adventista de São Paulo Diretrizes Curriculares para o Curso

Leia mais

O SOFTWARE EUCLIDEAN REALITY AUXILIANDO NA CONSTRUÇÃO DO TEOREMA DE PITÁGORAS

O SOFTWARE EUCLIDEAN REALITY AUXILIANDO NA CONSTRUÇÃO DO TEOREMA DE PITÁGORAS O SOFTWARE EUCLIDEAN REALITY AUXILIANDO NA CONSTRUÇÃO DO TEOREMA DE PITÁGORAS Vânia de Moura Barbosa Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco vanibosa@terra.com.br Introdução Um dos primeiros questionamentos

Leia mais

Um espaço colaborativo de formação continuada de professores de Matemática: Reflexões acerca de atividades com o GeoGebra

Um espaço colaborativo de formação continuada de professores de Matemática: Reflexões acerca de atividades com o GeoGebra Um espaço colaborativo de formação continuada de professores de Matemática: Reflexões acerca de atividades com o GeoGebra Anne Caroline Paim Baldoni Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho,

Leia mais

CRIACIONISMO E EVOLUCIONISMO

CRIACIONISMO E EVOLUCIONISMO CRIACIONISMO E EVOLUCIONISMO INTRODUÇÃO Síntese sobre a Teoria da Evolução Química. Criacionismo (fundamentado na fé e na religião). É a primeira explicação para perguntas sobre a origem do Universo, da

Leia mais