jul 12 café revista chef 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "jul 12 café revista chef 1"

Transcrição

1 jul 12 café revista chef 1

2 foto: frâncio de holanda 2 revista chef revista chef 3

3 anúncio (luiz) 4 revista chef revista chef 5

4 editorial foto: telmo ximenes MAIS DO QUE um cafezinho Guilherme Lobão de Queiroz e Luiz Eduardo Camargo Diretores da Revistachef Café é bebida típica do brasileiro. Por mais que a história reserve os louros da descoberta do fruto à Etiópia, sua escalada industrial às Arábias e o aperfeiçoamento da extração aos italianos, no Brasil foi onde, a partir de 1820, o café mais criou intimidade com a cultura do povo (apesar de ter se desenvolvido nessas terras desde 1727). O café está presente em quase 100% das mesas brasileiras: desde aquele primeiro cafezinho do dia, no café-da-manhã, com um pão com manteiga, até no corto do fechamento da conta do jantar. É isso que esta edição de Revistachef deseja apresentar a você. Por maior que fosse a tradição do café no Brasil, a experiência de degustar a bebida e extrair o melhor do grão é algo recente em nossa história. Nunca, culturalmente, fomos lá muito exigentes com o café, desde que fosse fresco e quentinho. Mas esta tradição tem sido desafiada recentemente (há pouco mais de uma década, o que é pouco em um universo de quase três séculos da plantação do fruto no país). Passou-se a cunhar a expressão café especial ou café gourmet, para designar um processo mais criterioso desde cultivo, passando pela seleção e chegando à torra e à moagem. A Revistachef acompanhou todas essas etapas. Visitamos a vasta produção do Sul de Minas Gerais, na cidade de Guaxupé, onde conhecemos a produção do Arte Café, na fazenda São Gabriel. Fomos acolhidos pelo casal Isaac Gabriel e sua esposa, Marília. Isaac teve o cuidado em nos receber e mostrar todo o processo produtivo. Uma curiosidade é que a fazenda também tem uma grande produção de nozes macadâmias, onde são vendidas descascadas para o comércio e as pequenas indústrias locais - as castas do pseudofruto são, então, utilizadas para alimentar o fogo da caldeira utilizada no processo da produção do café. Depois, visitamos três cafeterias de Brasília e uma de Goiânia que investem na busca pela excelência trazendo todo o processo de torra e moagem para dentro do estabelecimento, de modo a garantir cafés de alta qualidade ao consumidor. Depois de observados esses procedimentos, chegamos ao toque final: à arte do barista, exultada pelo maestro do café, Antonello Monardo. Como não poderíamos deixar de fazer, incluímos também a relação do café com o chef de cozinha, aqui representado pela criatividade e paixão da chef Mara Alcamim, do Universal Diner. 6 revista chef revista 7 chef

5 sumário internacional cinema prateleira responsabilidade social empório soeta entrevista mediterrâneo café chef nu 8 revista chef revista 9 chef

6 expediente grupo pesto Diretor geral - Luiz Eduardo Camargo Diretor executivo - Guilherme Lobão de Queiroz revista chef foto: gui teixeira Diretor comercial - Luiz Eduardo Camargo Diretor Editorial - Guilherme Lobão de Queiroz EdiÇÃO - Taís Rocha e Guilherme Lobão Dir. de Arte e Proj. Gráfico - Jailson Belfort ProduÇÃO - Alessandra Campanha e Guilherme Lobão coordenador de mídia - Fernando Augusto Colaboradores (reportagem) - Alessandra Amorim, Anna Beatriz Lisbôa, Bernardo Bittar, Juliana Morgado, Guto Zabone, Luiz Alberto Osório (crítica), Mariana Vieira e Michel Toronaga Colaboradores (fotografia) - Fábio Carvalho, Gui Teixeira, Renato Costa e Telmo Ximenes FOTO DA CAPA - Telmo Ximenes Colunistas - Alexandra Forbes (Viagens Gastronômicas), Andressa Lanzelloti (A Gourmecinda), Carlos Alberto Dória (Ensaio), Marcos Lélis (Sala de aula), Rodrigo Leitão (Tin-tin!) e William Chen Yen (Fala, chef) Revisão - Camilo D Olive Cartas para a redação - Gerente de impressão - Josafat Souza Revista Chef (ISSN X) - É uma publicação mensal da Editora Pesto Comunicação LTDA., braço editorial do Grupo Pesto Gastronomia e Negócios: Setor de Autarquias Sul, Quadra 4, Ed. Victoria Office Tower, 938, Brasília, DF, CEP Tel: (61) / online - Site: Facebook: facebook.com/revistachef Foodspotting: footspotting.com/revistachef Impressão - Ipsis Gráfica e Editora Jornalista responsável - Guilherme Lobão - DRT-DF/1362/07 10 revista chef revista chef 11

7 internacional Texto: Michel Toronaga fotos: divulgação Bíblia do pão Livro do especialista Michael Kalanty desvenda todos os segredos do alimento mais antigo do mundo O especialista norte-americano Michael Kalanty fez o que seguramente pode ser definido como a bíblia de um dos mais antigos e tradicionais alimentos. O livro Como Assar Pães As Cinco Famílias de Pães, lançado no Brasil pela Editora Senac São Paulo, ensina desde como usar a balança, até instruções para operar fornos com vapor injetado. Detalhes mais técnicos também são revelados, como a importância da ergonomia, isso é, a relação entre a altura do padeiro e a altura da mesa, já que a quantidade de força necessária para trabalhar a massa pode afetar o resultado final. O pão, muitas vezes, pode ser desafiador, porque sua elaboração é carregada de informações científicas, e o quanto mais você conhece essa 12 revista chef revista chef 13

8 ciência, mais equipado e apto estará para assar um pão de qualidade, explica o chef. Mas, quando você inicia essa jornada, a ciência é menos importante do que o processo físico de trabalhar a massa, acredita ele. Ele é um produto que leva um ingrediente vivo, a levedura, que cresce e se move sob sua própria vontade. Nenhuma outra comida é assim, nem mesmo a carne, o chocolate ou a mandioca, compara. Ao ensinar uma infinidade de receitas de pretzels, pães de aveia crocante, massa para pizza (inclusive com técnicas de arremesso) e panetone, a publicação do padeiro artesanal ganhou o prêmio Gourmand World Cookbook Awards, de 2010, na categoria Melhor Livro Sobre Pães. E ele acredita que qualquer pessoa pode fazer o alimento. Aprender a manejar a massa do pão é como lidar com uma criança. Você tem que ser gentil, mas ao mesmo tempo firme. Precisa deixar a massa se desenvolver sozinha com sua própria personalidade mas, você também precisa direcioná-la e dar-lhe limites, diz Kalanty, que é membro do Terra Madre e trabalha com a Slow Food International, com o objetivo de mostrar a tradição de assar pães ao redor do mundo. Mas, para o chef, como se atinge a perfeição? O pão perfeito depende do que você está comendo com ele, ou seja, do que você vai servir junto com ele. Por exemplo, se você vai comer queijo e salame, como prosciutto (presunto curado a seco, envelhecido e temperado) com salsichas secas, um pão de sabor leve, de interior mais macio e areado e crosta crocante é uma escolha perfeita, como a baguete francesa, explica o autor. Ele também exemplifica o uso de pão com sabor leve de trigo e crosta macia, que vai bem em sanduiches com frango empanado e maionese de alho. Para acompanhar pratos mais sofisticados como foie gras, um pão de manteiga, como o brioche, é mais adequado, recomenda ele. Como Assar Pães inclui diversas fotos de técnicas, todas feitas na padaria do autor em São Francisco (Califórnia - Estados Unidos). 14 revista chef revista chef 15

9 No Brasil O autor morou no Brasil de 1998 a 2000, quando foi contratado para desenvolver as aulas de gastronomia na Universidade Anhembi-Morumbi, em São Paulo. Uma das melhores experiências, na época, foi criar um programa de treinamento para alguns dos melhores chefs de cozinha do Brasil. É muito gratificante e diferente ensinar jovens chefs e iniciantes. Foi muito inspirador, relembra o especialista. Michael Kalanty recorda que aproveitou a estadia para conhecer restaurantes e padarias nacionais. Meu amigo Alex Atala tinha acabado de abrir o Na Mesa. Visitei o Cantaloupe, que tinha uma cozinha festiva, que respeita as tradições culinárias, sobretudo, a francesa e a americana. Muitos amigos meus daquele tempo, hoje abriram suas próprias padarias, revela. Ele conta que ainda mantém contato com os chefs Camilo Gazzinelli e Luciana Martins, do Cum Panio (de Belo Horizonte). Eles fabricam excelentes pães, elogia. O padeiro acredita que a arte de se fazer pão é passada de geração para geração e o desenvolvimento de novas receitas e massas surgem quando se compartilha as técnicas. Eu ficaria muito orgulhoso em voltar para São Paulo e trabalhar em algumas padarias brasileiras. Seria muito emocionante dividir meus conhecimentos e habilidades, além de aprender com os profissionais brasileiros, diz ele. Máquinas Para um especialista que preza pelo trabalho manual, as máquinas de fazer pão podem soar como uma forma inferior de cozinhar. Mas isso não é verdade na visão de Kalanty. Ele foi convidado pela Food Shopping Network, nos Estados Unidos, para desenvolver um livro sobre pães que incluiria 300 receitas que pudessem ser feitas em uma máquina de pão. De pronto, ele não aceitou o convite, mas recebeu em casa seis modelos diferentes de aparelhos, que podem ser comprados no mercado. Fiquei surpreso pela sofisticação das máquinas. Elas têm, hoje, inúmeras regulagens, tempos, velocidades e temperaturas ajustáveis. No entanto, os pães feitos à máquina só podem ser assados com o mesmo tamanho, o tamanho do cilindro da máquina, lamenta. Mesmo assim, ele aproveita os eletrodomésticos para fazer a massa. Já na hora de assar, não abre mão do forno caseiro. Ele recomenda: Eu aconselho adicionar todos os ingredientes e deixar que a máquina faça todo o trabalho. Depois divida a massa em quantos pedaços e tamanhos quiser, prove-a e leve ao seu forno convencional. 16 revista chef revista chef 17

10 Viver a vida com mais sabor. Este é o lugar. Venha se deliciar no espaço gourmet mais charmoso da cidade. Onde o bom gosto é o principal ingrediente. Bnononon dnononon nonon Lnnono nono nono nono non onono nono nono non onon onon onon onon onon onon o0n0n0 n0 n0n0 n0n0 grgviverum, conos, consultuius, nostrur, tant. Verivenam es pra ia? Ximent, mo aurem pos acteres teremus; nesendi caedit grae conum ipim conscibus firit. Fulos sentebatuit, vid inc mendi, quiuropti, Catuscestem nonfirmis rehem et vius, nente, quam, fue quem pro, coreste maiocri tam P. Re mus, tiu igil hos re fordien atribemunum am audessa condactum publi, cont. Dam con aliamqu oditriure con vivilic avoctum omnemqu idienentiu quo prei ius, Casdam. Verunt. brasil a mesa RESTAURANTES: Utilize nossos serviços de valet park. Oximantelus ceme mente pliissa tratam publibus mus hae publius cupplinverus etilicaut ad culisquem, cles converfesil crissidiora sescioculem inatiactuus bonsulosse tiensulis. Satum di stessupio, qua quonsupio tem horsupp linatinit aut patiam ia invehem ta non tum in sulistr acepoti, sit, nimus hiconsi maiocatque acchui ignonsidem te conum pri fui silicae, mantem publibu legeris. Urnihil icionsci propubl interrares culicamei ipicae mistus perfecerrior quam facris nost det atum convena, cae restiamque prae, quastintint atum, novem et L. Efacibus sestrat ilisser ehentestam menteat etiamen aterore es mis in sedo, nocto host poponsu libemortil hus condum noximac erfiris telius hebatiamquem auci urnit? ad rei ingulatus me in te qui cus vis, signatum nulisse pra supicae factum dere nos mil visquis 18 revista chef revista chef 19

11 prateleira Pitadas de feitiço Vencedora do Prêmio Literário da Gastronomia Antonin Carême, Brigitte Bulard Cordeau fez uma espécie de diário mágico. Já ouviu aquela história de ser fisgado pelo estômago? O livro de receitas propõe justamente isso. Usar as delícias para conquistar alguém. São ensinadas refeições completas de aperitivos e entradas até sobremesas. Há também espaço para bebidas, compotas e geleias. O que diferencia este de outros títulos é a forma como tudo é tratado: com magia. A diagramação é repleta de notinhas sobre origens de ingredientes e conselhos na hora do preparo. Com recortes de fotos e ilustrações antigas, parece que é um raro exemplar que saiu da estante de alguma bruxa da Idade Média. Cada passo a passo é recomendado para uma pergunta ou situação específica. Por exemplo: Como aquecer um coração? (Assado de cordeiro com sálvia) ou Como conquistá-lo com ou sem artifícios? (Peru assado com geleia de batata) As Receitas Amorosas de Uma Feiticeira. Brigitte Bulard-Cordeau. 232 páginas. Editora Boccato/Editora Senac São Paulo. Preço médio: R$ 35,90. Tradição nipônica O jornalista e escritor João Gabriel de Lima escreveu sobre Tsuyoshi Murakami, chef que comanda um dos restaurantes japoneses mais prestigiados de São Paulo, o Kinoshita. Genro do fundador Toshio Kinoshita, o sushiman Murakami foi entrevistado pelo autor e contou a história e trajetória desde que a cozinha ficava localizada no tradicional bairro da Liberdade até a mudança para Moema. Os dois viajaram juntos para o Japão, onde detalhes sobre a tradição da gastronomia nipônica foram retratados por meio de relatos e fotografias. Além de receitas de pratos que fazem parte do cardápio do Kinoshita, a obra acompanha um DVD com cenas da terra do sol nascente. As imagens foram registradas pelo cineasta Marco Aslan. Kinoshita e o Jazz de Murakami. João Gabriel de Lima e Tsuyoshi Murakami. 252 páginas. Editora Bei. Preço médio: R$ 160. Manual básico José Eduardo Rotella é, há dez anos, embaixador do whisky Chivas no Brasil. Sua experiência fez com que ele fosse convidado a escrever uma publicação sobre o assunto. Analisando os livros de mercado existentes na época (dois anos atrás), verificamos a ausência de um livro simples, em português e de fácil manuseio, como um guia prático, justifica o autor. Assim surgiu a publicação, que é o resultado de pesquisas e visitas às destilarias mais relevantes da Escócia, como Strathisla, Glenburgie, Glengrant, Aberlour e The Glenlivet. Com todas as páginas coloridas e com fotografias, a obra explica as origens e processos de fabricação da bebida, além de ensinar quais os copos ideais para consumo, dicas de degustação, armazenamento, leitura de rótulos etc. As curiosidades também chamam a atenção e o especialista cita uma delas: O whisky escocês só envelhece dentro de barris de carvalho e, após 21 anos de armazenamento, 40% do barril já evaporou! Whisky Book Manual Básico do Scotch Whisky. José Eduardo Rotella. 121 páginas. Editora BR Pictures. Preço médio: R$ 5. Texto: Michel Toronaga Foto: GUI TEIXEIRA 20 revista chef revista 21 chef

12 Foto: TELMO XIMENES Empório tábua para queijo madeira fromage - 40cm - R$ 154,90 abridor de garrafa citrus saw - 12cm - R$ 44,90 galão para água seletti - 23cm - porcelana branca - R$ 313,90 faca de cozinha 16cm - inox - R$ 324,90 pegador de salada salack jack 28cm - R$ 109,90 moedores de pimenta chess rei/rainha - 23cm - R$ 279,90 raladores coloridos conjunto com 4 - R$ 106,90 Produtos promovidos pelo Espaço Santa Helena 22 revista chef revista chef 23

13 viagens gastronômicas por Alexandra Forbes ALEXANDRA FORBES é jornalista e blogueira, escreve sobre viagens e gastronomia para publicações nacionais e internacionais. Paulistana, hoje vive em Montreal e viaja pelo mundo comendo, bebendo e testando hotéis A vez da gastronomia peruana O famoso chef Gastón Acurio acaba de lançar um documentário sobre a gastronomia de seu país, o Peru, feito em parceria com o celeb-chef catalão Ferran Adrià. Houve em junho uma première em Lima, prestigiada pelo presidente da república, e outra na sede das Nações Unidas em Nova York. Foi a demonstração mais clara já vista do poder e da importância acordados à gastronomia peruana. Iniciativas como essa por parte do carismático Acurio têm, ao longos dos anos, inspirado o povo, em todas as camadas socioeconômicas, a conhecer suas comidas e prestigiar seus chefs. Resultado: a cena gastronômica de Lima onde há inúmeras mesas de primeira - não deve nada à de São Paulo, cidade tão maior e mais rica. Para cada Bel Coelho ou Helena Rizzo há um limenho igualmente criativo que vem crescendo em reputação e subindo nos rankings. Exemplo? Pedro Miguel Schiaffino, que fez seu nome ao levar para a alta cozinha ingredientes amazônicos desconhecidos. Formou-se pelo Culinary Institute of America mas aprendeu o mais importante vivendo em Iquitos, no meio da selva. Ao abrir restaurante próprio o excelente Malabar - incorporou ao menu muito do que descobrira pelas margens do Amazonas. Virgilio Martinez, nova estrela em ascensão, tem o restaurante Central, em um espaço moderno, com horta na cobertura e sala de pesquisas. Ambicioso, com importantes estágios no CV, não há quem o alcance em criatividade bem-executada. Exemplo? Um sensacional caracol do mar inteiro e em tartare, emulsão de suas ovas e sal de jamón. Nesses e outros bons restaurantes limenhos, dá-se ênfase aos ingredientes e preparos nativos. Os menus contêm muitos ceviches, tiraditos e pratos com batata (de diversas cores e formatos), milho roxo e ajís (pimentas). O Maras, restaurante do chef Rafael Piqueras no hotel Westin, não foge à regra, do tiradito de atum com camote (fruta típica) ao ceviche. No Mayta, de Jaime Pesaque, encontra-se uma das cartas de pisco (a bebida nacional) mais completas. Já o poderoso chefão comanda vários restaurantes na capital, mas foi no Astrid y Gastón, a matriz, que começou o longo caminho rumo às raízes alimentares daquele país. Hoje Acurio tornou-se embaixador não só das tradições peruanas antes menosprezadas como do próprio Peru. Pelas ruas tratam-no como semi-deus, multidões espremendo-se na briga por um autógrafo. Aí está a força que move Lima: toda a gente, desde o diretor do banco ao motorista de táxi - orgulha-se de seus cozinheiros. 24 revista chef revista chef 25

14 entrevista - antonello monardo Signore Monardo é todo café. É italiano legítimo, de Calábria, sul da Itália, triscando a Sicília. Para nós, italianos, o café é nosso. Cada um tem seu jeito próprio de preparar e de apreciar. Na Itália, porém, não existe plantação do fruto. Não tenho essa recordação que muitos brasileiros têm, de uma infância na fazenda de café, acompanhando a colheita, a torra, diz. Fui ver uma planta de café quando já era adulto. Como empresário e delegado da Câmara Ítalo- -Brasileira e Comércio e Indústria, Monardo conhece os números e estatísticas do café. Depois da água, o café é a bebida mais consumida do mundo, sustenta. Ao receber a reportagem da Revistachef, no espaço Monardo Gastronomia e Cultura que coordena na 201 Sul, em Brasília, ele veste uma camisa de impecável corte italiano, marrom, cor de café, numa torra média. Ele domina e explica todos os processos: plantio, colheita, torra, moagem e, principalmente, a arte do barista. Barista é o nome que se dá aquele que cuida do bar italiano que é mais próximo de uma cafeteria, pois o café é o protagonista, diferencia. Café com qualidade e sem frescura Em rápida passagem pelo Brasil, chefe de cave da Veuve Clicquot lança safra de 2004 e justifica porque o champanhe Yellow Label permanece irretocável Texto: Mariana Vieira Fotos: Telmo Ximenes 26 revista chef revista 27 chef

15 Como o café passou a fazer parte da sua vida profissional? Sempre mexi com comércio, e, no Brasil, comecei representando o equipamento de fazer café e terminei com a marca própria. Só depois de me mudar para Brasília, em 1996, descobri a história do meu avô, Domenico Monardo. Tendo em vista o trabalho numa fazenda de café em Ribeirão Preto (SP), Domenico partiu da Itália em Morreu algum tempo depois de desembarcar no Porto de Santos. Refiz os passos do meu avô sem saber e vim para o Brasil com a mesma idade que ele tinha quando veio, 36 anos. O que te move atualmente? Apesar da minha idade - 52 anos - não paro. Ministro cursos de barista ( o próximo será a 50ª edição! ) e aulas de italiano. Organizo e acompanha viagens enogastronômicas à terra natal, levando grupos de até 40 pessoas para comer e beber bem. Além disso, atendo os clientes que entram na cafeteria durante toda a tarde. É o excesso de cafeína que te deixa tão agitado? O café só tem essa fama de ter tanto cafeína por conta do nome. Um bom café é equilibrado até na quantidade de cafeína. Prova disso é o ristretto, ou café curto. O corto é simplesmente o mesmo tanto de pó em média 7g para um tanto menos de água coisa como 50ml ou menos. No café curto, passam os óleos do grão para a água, resultando em uma bebida menos amarga e com menos cafeína. Alguma outra dica? O café carioca também é uma opção mais interessante que o café longo. Você adicionar água quente ao corto é melhor que usar o restante, conserva o sabor melhor. Qual o melhor acompanhamento para o café? É um agrado, pode ser biscoito, um pedacinho de chocolate belga, um bolo. Às vezes nem precisa de mais nada, só café mesmo. 28 revista chef revista chef 29

16 30 revista chef revista chef 31

17 E o açúcar? Deve-se tomar sem ele? Café deve ser tomado como se gosta. Eu mesmo coloco açúcar mascavo de vez em quando. O espresso é o melhor dos cafés? O espresso é o melhor dos cafés? Não necessariamente. Um café de qualidade fica bom em qualquer modo que você prepara. Eu mesmo, não tenho máquina de espresso em casa, uso a moka (cafeteira italiana). Os cuidados, nesse caso, são dois: o pó não pode estar tão fino, nem a chama do fogo tão alta. É verdade que no Brasil cultiva-se o melhor café do planeta? Até uma década atrás, o café era menosprezado. Era produto de sobra, não era valorizado. Tanto é que em muitos restaurantes era oferecido de graça aos clientes. Quando cheguei em Brasília, ninguém cobrava por um café, oferecia de graça um produto ruim. Ora, eu dizia para os donos, melhor cobrar e oferecer uma bebida prazeirosa... O que define o preço do produto para o consumidor? Os gastos fixos (aluguel, pagamento dos funcionários, fornecedores) são os mesmos para servir um café bom e um ruim. O café Monardo, trazido do sul de Minas, custa em média R$ 40/kg, que resulta num custo de R$ 0,28 por xícara. Na Monardo Gastronomia e Cultura, uma xícara de espresso sai por R$ 2,90. Há diversas vantagens de se usar um produto gourmet, certificado pelo Brazil Speciality Coffee Association (BSCA). O controle de qualidade assegura um café mais equilibrado, livre de impurezas, o que resulta num sabor mais agradável, uma acidez menor. Faz muita diferença. 32 revista chef revista chef 33

18 Texto: Ronia Alves Produção: guilherme lobão Fotos: gui teixeira e telmo ximenes 34 revista chef revista chef 35

19 capa Louca paixão Agora que o Universal Diner incorporou o Quitinete e abre logo cedo, Mara Alcamim tem mais tempo para se dedicar às suas xícaras de café Texto: guilherme lobão Fotos: Gui Teixeira e telmo ximenes 36 revista chef revista chef 37

20 Café é talvez o maior vício da chef Mara Alcamim, a amalucada cozinheira e empresária que dirige há 15 anos o Universal Diner, na quadra 210 Sul de Brasília. Em entrevista à Revistachef para falar sobre sua paixão pelo espresso, o cafezinho coado e o capuccino tirado pelo seu barista Márcio Dias ( o melhor do mundo, defende), Mara estava elétrica como de costume. Estou falando pra caceta porque já tomei oito cafés hoje, disse à reportagem por volta das 11h. Tem o primeiro, que é pra acordar. O segundo é pra ter força para o terceiro. Aí chego aqui e o Márcio faz um capuccino grande pra mim. A chef tem preguiça de fazer café, mesmo com a enorme máquina de torrefação que tem no meio do salão do Universal. Sempre gostei de caté. Tenho oito cafeteiras e onde vou compro uma. Mas tenho também três Nespressos porque odeio fazer café. Quero só apertar o botão e sai lá, admite. Se ela quiser um café de qualidade, fresquinho, torrado na hora, aí é com o Márcio. No Brasil, a gente não tinha café bom há dez anos. Porque para se ter um bom café tem que gostar e precisa ter os quatro Ms : moinho, máquina, miscela (blend) e a mão do barista. No meu caso são cinco Ms, porque tem a mão do Márcio, brinca. Os blends exclusivos de Mara eram comercializados do outro lado da rua, onde funcionava seu café-empório-restaurante Quitinete, fechado há dois meses, após também ter se desfeito do restaurante Zuu a.z d.z e de sua fábrica de pães e quitutes para tirar um peso das costas e poder voltar para a cozinha. E não porque sua esposa estaria passando-lhe a perna, como diz o boato que circula por aí. Havia dois anos que não cozinhava, porque estava administrando. Só quero cozinhar, é o que sei fazer. Quero voltar pro fogão: eu, minha panela e o seu pedido. Agora, vou colocar toda minha energia no Universal e me preparar para a Copa. É só isso que vou fazer, argumenta. Agora, o Universal Diner incorporou parte do Quitinete e abre logo cedo, servindo café desde aquela primeira xícara para começar o dia até aquele pra fechar a conta do jantar depois da meia-noite. 38 revista chef revista chef 39

21 Fettuccine de café com filé ao molho de pimenta verde Por Mara Alcamim (Universal Diner) Ingredientes: 200g de farinha de trigo 2 ovos 50ml de azeite extra virgem 10g café solúvel sal a gosto 400g de filé mignom 50ml de óleo de girassol sal com pimenta do reino moída 200ml de creme de leite fresco 50ml shoyo Preparo do Fettuccine: Bata os ovos, o azeite e o café solúvel no liquidificador. Coloque essa mistura em uma bacia e vá acrescentando a farinha aos poucos. Amasse com as mãos até ficar no ponto de cortar com cilindro de massa. Preparo do Filé e molho: Corte o filé em duas postas, tempere com sal e reserve. Em uma frigideira pré-aquecida com óleo, passe os filés dos dois lados e reserve. Na mesma frigideira, coloque o creme de leite, o shoyo e deixe reduzir por alguns minutos. Quando estiver consistente, prove o sal e está pronto. Use a criatividade e monte a seu gosto. Serve duas pessoas. 40 revista chef revista chef 41

22 Petit gâteau de café Por Mara Alcamim (Universal Diner) Ingredientes: 5 ovos inteiros 5 gemas 150g de farinha de trigo 150g de chocolate em pó 30g de café solúvel 100g de açúcar refinado 200g de gordura vegetal Preparo: Bata os ovos e o açúcar na batedeira até virar neve. Na velocidade mínima, acrescente o café, a gordura, o chocolate e misture devagar. Unte as formas pequenas com manteiga, farinha e asse no forno a 170ºC por mais ou menos 5 minutos. Preparo do Filé e molho: Corte o filé em duas postas, tempere com sal e reserve. Em uma frigideira pré-aquecida com óleo, passe os filés dos dois lados e reserve. Na mesma frigideira, coloque o creme de leite, o shoyo e deixe reduzir por alguns minutos. Quando estiver consistente, prove o sal e está pronto. Use a criatividade e monte a seu gosto. 42 revista chef revista chef 43

23 Café made in brazil Quando do advento dos chamados cafés especiais no Brasil, havia muita confusão sobre a definição do que, de fato, faz deste ou daquele café especial. As pessoas ainda têm uma visão deturpada do café especial. Acham que é um café cheio de ingredientes, chantily, cobertura, sei lá, relata a barista e proprietária do Erneso Café, em Brasília, Juliana Pedro. O especial se aplica ao grão, define. Mas é tudo uma questão de cultura. A barista e dona do Grenat Cafés Especiais, também em Brasília, Luciana Sturba, precisou ser persistente para conseguir provar que o café especial não se trata apenas de um expresso mais caro. Os clientes foram assimilando aos poucos. Antes, ficavam espantados com o preço, mas depois foram descobrindo o diferencial do sabor. A minha intenção era de ensinar o brasileiro o que era um café de verdade, defende. Texto: guilherme lobão Fotos: telmo ximenes 44 revista chef revista chef 45

24 Pelos últimos dados da Associação Brasileira da Indústria do Café (Abic), o número de lares que tomam café é próximo a 100%. Para o empresário Marco Suplicy, do Café Suplicy, o brasileiro tem um hábito arraigado em tomar café, mas uma pergunta deve ser feita: Ele toma café bom?. Segundo Suplicy, um dos sinais para verificar se toma-se ou não um bom café é a quantidade de açúcar que a pessoa põe na xícara. Estamos falando de uma bebida com dez vezes mais nuanças identificadas pelo olfato e paladar do que o vinho. Quando você vai provar o vinho, você põe um pacotinho de adoçante dentro? É risível, mas é verdade, provoca. E continua: Brasil é o maior produtor e exportador de café do mundo e o segundo consumidor. Mas mesmo hoje, se você for ver, vai ter mais gente entendida de vinhos do que de café. E isso no país do café. O Café Suplicy soma nove anos desde a abertura da primeira loja em São Paulo - e outros 40 de envolvimento com a produção e comercialização de café. Foi um dos primeiros a trabalhar com o que Marco chama de café de qualidade no Brasil. Hoje expande o negócio com franquias país a fora. A mais nova casa abriu em Goiânia em junho, no Shopping Bougainville. E o franqueado já está de olho na segunda loja. Estamos bem empolgados. A ideia é chegar a três Cafés Suplicy (na capital goiana), diz. Gilberto Manso, empresário e um dos pioneiros no uso do café especial para atender o varejo em sua Bellini Pães & Gastronomia, na capital federal, faz uma retrospectiva do café especial. No final dos anos 90 e início dos 2000, quando inaugurei a Bellini, ainda estava começando o boom do café especial no Brasil. Não tinha no mercado cafés torrados na qualidade que eu pretendia ter. E fazer a torra no próprio estabelecimento foi uma solução para garantir uma qualidade de produto final de nível top, com matéria prima confiável. Assim, parti para a torrefação, com o processo educativo do consumidor, que já começava a saber o que é um bom café. Foi quando descobri o prazer de fazer a coisa bem feita, diz. 46 revista chef revista chef 47

25 Para Juliana Pedro, o estreitamento da linha de produção entre o barista e o cafeicultor é a chave para garantir um café de qualidade. Existe cada vez mais a tendência de que o dono e o público se aproximem dos processos de produção e quebrem os elos que separavam a xícara da sementinha, diz a barista que comemora o primeiro aniversário do Ernesto Café, na quadra 115 Sul, onde se tornou rapidamente um dos endereços mais requisitados do café especial em Brasília. Só no boca a boca, arremata. Apaixonada pelo processo de tirar um bom espresso (ou de fazer um bom café coado, seu preferido), Juliana não cansa de visitar fazendas de café e aprimorar sua técnica. Quando se dedica à torra, em seu próprio estabelecimento, requer concentração total e atenção redobrada para não deixar os grãos torrarem demais - e nem de menos. Conhecer as fazendas vale por muitas aulas. Para o meu momento de formação isso foi o que mais contou, compartilha a barista, há três anos dedicada a conhecer melhor este grão tão versátil. Mas seu interesse é valorizar a tradição brasileira, sem abrir mão da qualidade. A gente está acertando muito na simplicidade. Servimos nosso café com bolo, pão na chapa, pão de queijo trabalhando com qualidade, produtos bons, frescos e sempre com cafés brasileiros. Até porque a gente perde em qualidade e em sabor com os cafés importados, porque só podem entrar no Brasil já torrados, justifica Juliana. Esse perfeccionismo e cumplicidade com o produto local é comportamento intrínseco a quem mexe com café especial, também chamado gourmet. O foco sempre foi divulgar o bom café brasileiro. E a diferença é a rastreabilidade: saber de que fazenda, de que região vieram os grãos; como foram colhidos, até chegar na torrefadora, detalha Luciana Sutrba, do Grenat, que abriu há quase dois meses uma nova loja no Iguatemi Brasília. Depois que abrimos na 201 Sul, em 2008, fiz curso de torra. Me apaixonei por isso. É um processo que você pode ver o que pode fazer com esse grão, diz Luciana, sem medir palavras para expressar sua paixão, logo interrompida pela filha e sócia, Gabriela Sturba. Ela cuida melhor do café do que de mim, brinca. Mas Luciana não brinca em serviço. Torro o meu café seguindo uma planilha em Excel, olhando o gráfico e tudo. Se não obedecer, não tenho padrão. Afinal, 1 grau de diferença pode mudar o café completamente, reitera. 48 revista chef revista chef 49

26 Escondidinho de pato com licor de café e raspas de laranja Ingredientes: 2 coxas de pato 500ml de vinho tinto 50ml de café coado ramos de tomilho 2 bagas de zimbro 10 ml de licor de café Cremono raspas de laranja sal 300g de mandioca tomilho Preparo: Na panela de pressão sele as coxas do pato em sua própria gordura, acrescente o vinho tinto, café, tomilho, zimbro e sal. Tampe a panela e cozinhe em fogo baixo por 50 minutos. Desfie as coxas, umideça com o caldo de cocção. Finalize com o licor e as raspas de laranja. Reserve. Cozinhe a mandioca na panela de pressão com agua, sal e tomilho por 40min. Passe a mandioca pelo passa purê de depois por uma peneira. Corrija o sal e reserve. Tuille de queijo coalho. Montagem: Faça uma base fina de purê de mandioca no fundo da xicara, cubra com o pato desfiado e finalize com o purê de mandioca. 50 revista chef revista chef 51

27 Prazer na xícara Texto: Anna Beatriz Lisbôa Fotos: Frâncio de Holanda Os aromas são importantes em cada fase de produção do café. O perfume de jasmim que toma conta da lavoura após as primeiras chuvas de outubro indica o início da florada. Depois da colheita, a fazenda fica impregnada com o aroma adocicado dos frutos espalhados no terreiro para secagem ao sol. Quando saboreamos uma boa xícara de espresso, o processo pelo qual passou o grão, desde a colheita até ser torrado, moído e preparado pelo barista é aludido nos aromas e no sabor da bebida. No Brasil, o café não é só um importante produto de exportação, é um hábito cultural. Na última década, além do café de bule doméstico, o café gourmet vem ganhando espaço no mercado nacional. O café é uma bebida social, de anfitrião. Transformou-se em sinônimo de receber bem. Nosso chá da tarde tem café, ressalta o coffee sommelier da Nespresso Vitor Gabira. O Brasil vem crescendo na qualidade de consumo, comemora. A produção de café de qualidade envolve cuidados que se iniciam desde o plantio. Produtora tradicional de cafés especiais, a Fazenda Recreio conta com uma superestrutura em seus quase 600 hectares (6 milhões de metros quadrados). A propriedade, com mais de 600 mil pés de café, fica localizada na região do Vale da Grama, em São Sebastião da Grama (SP), na fronteira com o sul de Minas Gerais. A primeira colheita da fazenda data de A produção foi tão pequenininha que a minha tataravó guardou dentro de casa, brinca Diogo Dias, que representa a quarta geração de cafeicultores da família. Hoje a fazenda produz uma média de 6 mil sacos de café por safra. Fornecedora da Nespresso desde 2009, a Fazenda Recreio teve de passar por adaptações para atender aos critérios da empresa. Os terreiros de secagem, construídos entre 1914 e 1918, eram originalmente de terra, mas foram recobertos de piche pelo avô de Diogo. Atualmente são revestidos por concreto. É uma questão de segurança alimentar, para que o alcatrão que existe no piche não passe para o café, explica Diogo. Além disso, o concreto absorve a umidade dos grãos, acelerando a secagem, enquanto o piche é impermeável. A colheita é mecanizada, assim como o processo de separação do fruto maduro e do verde. Da Fazenda Recreio, a Nespresso compra o café Bourbon, utilizado na cápsula de Dulsão do Brasil. O fruto passa por um processo especial, denominado cereja descascada, em que a polpa é removida do grão maduro antes da secagem, o que resulta em uma bebida suave, mais adocicada e com uma acidez agradável na xícara. 52 revista chef revista chef 53

28 Da fazenda, o produto segue para os compradores que fazem a classificação dos lotes. No processo, contam-se as impurezas das mostras de café: cascas, pergaminhos (película que envolve a semente e deve ser removida antes da torra) e quantidade de grãos verdes, que deixam o café com gosto adstringente. O café especial passa por um rigoroso processo de seleção, enquanto o café que contém maior número de impurezas pode ser aproveitado para o consumo tradicional interno. Depois de torrado e moído, o café é classificado segundo seu aroma e sabor. Mário César Simão Filho, responsável pela classificação na Bourbon Specialty Coffees, prova até 900 xícaras por dia durante a safra. Ele não chega a ingerir a bebida, é claro, apenas experimenta a infusão do pó na água quente. Para Simão, que degusta a bebida há 25 anos, o café especial deve ser saboreado sem a adição de açúcar para que se destaquem as nuances de sabor. O fruto do café é doce, portanto a bebida já é adoçada por natureza, afirma. Ao experimentar a bebida, considera-se, além do sabor, a sensação tátil do café, ou seja, a densidade, que determina seu corpo. Chama-se encorpado o café que tem torra elevada e grãos intensos, cujo sabor fica mais tempo no paladar. É diferente do café forte, que está relacionado à concentração de água e pó na bebida, compara Gabira. Na hora da harmonização, deve-se considerar as características de sabor diferenciadas de cada tipo de café. Harmonizar é unir dois elementos distintos com o objetivo de trazer maior prazer na hora de degustar, explica Gabira. Como saber se a harmonização deu certo? Quando ficar mais gostoso. A harmonização pode ser feita por similaridade ou contraposição. No primeiro caso, juntam- -se dois componentes com características em comum. Dessa maneira, há uma explosão de notas, nuances e sabores, afirma Gabira. Na harmonização por contraposição, unem-se dois elementos com características de sabor próprias que se equilibram. A seguir, confira algumas dicas de harmonização para os cafés da Nespresso. A repórter viajou a convite da Nespresso Degustação Pronto para o consumo, o café especial oferece uma variedade de aromas e sabores que podem ser apreciados durante a degustação. Segundo o coffee sommelier Vitor Gabira, a bebida pode desenvolver até 900 aromas voláteis em potencial. Influenciam na bebida o tipo de café, as condições de clima e solo, secagem, beneficiamento, transporte e torra, enumera. Na xícara, os aromas do crema (parte cremosa na superfície do café) revelam a intensidade da torra. A melhor maneira de senti-los é na palma da mão. Coloque-a sobre a xícara por alguns segundos e em seguida sinta os aromas que se desprenderam. O crema protege os aromas voláteis do líquido. Rompa-o com a colher e aspire o vapor que se solta da bebida. Arpeggio + trufa de chocolate: A cremosidade e a doçura da trufa destacam as notas de cacau do Arpeggio, criando um equilíbrio entre o doce e o amargo. Perfeito para o final de uma refeição. Dulsão do Brasil + queijo de minas: Trata-se de uma harmonização regional, como explica Vitor Gabira: Existe há muito tempo. Antes da teoria, já se sabia que dava certo na prática. Com notas adocicadas de mel e garapa, o Dulsão do Brasil se contrapõe ao queijo levemente salgado. Rosabaya + cheesecake de frutas vermelhas: Esse blend de Arábicas colombianos destaca-se pelas características frutadas e acidez elevada, que se equilibra com a doçura do cheesecake. Livanto + doce de leite: Equilibrado, o Livanto tem notas carameladas ressaltadas por sobremesas lácteas, como o doce de leite ou o pudim de leite. Finezzo Lungo + bolo de laranja: O blend de Arábicas da África Oriental possui notas florais de jasmim e laranjeira, com pouco amargor. Um bolo de laranja simples ajuda a destacar as características refrescantes desse café. DICAS DE HARMONIZAÇÃO PARA CAFÉS NESPRESSO 54 revista chef revista chef 55

29 espaço produtor Na terra do café Na cidade mineira de Poços de Caldas Luiz Zanetti mostra os desafios de cultivar o produto de maneira tradicional O café é a paixão e umas das mais importantes atividades econômicas da região sul de Minas Gerais. Na cidade de Poços de Caldas, fronteiriça ao estado de São Paulo, o agricultor Luiz Zanetti, 65 anos, ocupa-se com a colheita, que iniciou oficialmente no Brasil no dia 24 de maio, não por acaso, Dia Nacional do Café e Dia do Barista. Tenho batalhado com o café a vida toda, afirma o mineiro que comanda a Fazenda Serra e Leite, pequena propriedade de 20 hectares (200 mil metros quadrados). Texto: Anna Beatriz Lisbôa Fotos: Frâncio de Holanda Na companhia da esposa Vera, Seu Luiz toca sua fazenda de maneira tradicional, como a maior parte dos cerca de 200 mil produtores de café no Brasil. Não conta com a tecnologia de ponta dos grandes exportadores e, além dos 20 mil pés de café, o fazendeiro cultiva berinjela, tomate, mandioca e milho para consumo próprio. Também cria porcos e galinhas. Não tenho estrutura boa, nem o maquinário, mas está bom, declara Seu Luiz, que já ganhou concursos de qualidade regionais com o seu café. Passeando pela lavoura, o fazendeiro mostra orgulhoso os frutos vermelhos e amarelos (estado maduro do café) que despontam entre as folhas no cafezal. Na época da colheita, ele contrata entre 10 e 15 pessoas que trabalham por até três meses, a depender do clima. O mais duro na lavoura é a colheita, afirma o agricultor. A mão de obra é cara e não tem muita estrutura. Uma pessoa consegue colher, em média, cinco sacos de 60 quilos por dia. Mas teve gente que chegou a colher 20 medidas. Estende-se um pano em volta de dois ou três pés de café e inicia-se a derriça, prática de colheita manual do café. Frutos maduros, verdes e secos são recolhidos de uma vez só. Nada é desperdiçado, há mercado até mesmo para os frutos que caem no chão antes ou durante a colheita, chamado café de varrição. Em seguida, o café é abanado na peneira para que se separem os frutos das folhas. As cascas e as folhas que caem na terra transformam-se em nutrientes para a lavoura. A palha do café é rica em potássio, explica Seu Luiz. Na Fazenda Serra e Leite, seca-se o café de maneira natural, no terreiro. No processo, o fazendeiro toma precauções para que os frutos não fermentem, o que comprometeria a qualidade da bebida. A gente mexe o café com bastante frequência, não deixa embolorar, não deixa ficar ardido, detalha Seu Luiz. O mau tempo que tem afligido a reunião preocupa o agricultor. Ele explica que chuva na época de colheita pode comprometer o café. Entra muita doença e o grão não amadurece no tempo certo, justifica. Tempo frio e chuva fora de hora podem causar ferrugem, fungo que deteriora as folhas. Outro problema que pode prejudicar a plantação é o bicho mineiro. Seu Luiz explica que o nome não tem nada a ver com quem nasceu em Minas Gerais, mas refere-se à praga que penetra na folha e alimenta-se dela, destruindo-a de dentro para fora. Além das pragas, a lavoura sofreu com a chuva de granizo que caiu em dezembro. A chuva de pedra judiou demais das plantas, nunca vi igual. Estragou a lavoura, derrubou folhas. Ainda assim, Seu Luiz espera colher 500 sacos de café, o que equivale a 30 mil quilos. Mas a produção vem baixando por causa do clima frio, lamenta o fazendeiro que, em 2011, não chegou a colher 300 sacos. O café, é claro, não pode faltar nas refeições diárias da fazenda. Na cozinha de casa, o café de Seu Luiz pode ser degustado ao final da tarde com o bolo de coco preparado pela esposa Vera e um queijinho da região. 56 revista chef revista chef 57

30 em breve SHOPPING PIER 21 - BRASÍLIA 58 revista chef revista chef 59

31 fala, chef por William Chen WILLIAM CHEN é chef, já comandou a cozinha dos restaurantes Taiwan e Babel e viajou o mundo atrás de novas experiências gastronômicas. Ele assina o blog Apresentar, armas! Certa vez estava fazendo um jantar a quatro mãos com um chef-convidado em meu restaurante. Quase no final da noite recebi um telefonema de Claude Troisgros dizendo Tô indo praí. O francês veio, jantou, batemos papo, demos boas risadas. Tudo correu bem. No dia seguinte postei o comentário numa rede social de que, ao saber da visita iminente,...fez-se AQUELE silêncio na cozinha, sentindo um calafrio misto de medo e responsabilidade. Meu chef-convidado daquela noite respondeu: VOCÊ pode ter ficado nervoso. EU estava tranqüilo. Cozinheiros que recebem os amigos para jantar em casa quase sempre são parabenizados com efusivos elogios, independente de seu real desempenho ao fogão. Reza a educação que seja assim. Quando o ambiente é um restaurante, com chefs de cozinha e restauranteurs recebendo a visita de colegas de profissão, a coisa muda de figura. Regredimos à condição de crianças em fase de alfabetização que, ao receber um amiguinho em casa, perfilam todos seus brinquedos, alinham suas coleções de carrinhos e bonecos tal qual uma parada militar, mostrando todo o poderio de seu arsenal. Tentamos comandar o menu escolhendo os melhores pratos e ingredientes. Nesse ponto ressalto que a questão não é o valor, o ingrediente mais caro, e sim aquilo que nos dá mais orgulho, alguma criação que consideramos a mais especial. Quando a visita é um colega menos rankeado, a intenção é afirmar: Viu? Entendeu agora?! É por isso que cheguei onde estou!. Por outro lado, quando a visita é um profissional mais bem reputado, o recado é: Olha só o que consigo fazer com os recursos que tenho disponíveis. Você pode ser bom no seu mundo, e eu sou bom no meu. No restaurante em que trabalhei na França, era rotulada de VIP toda e qualquer mesa que tivesse um cozinheiro, chef de cozinha, ou dono de restaurante, independente de seus prêmios e número de estrelas. A cada etapa marchada, a comanda era cantada relembrando o status VIP dos comensais. A cobrança era maior, os cortes tinham de ser perfeitos, a montagem mais esmerada, e o tempero irretocável. Anos atrás estive com um grupo de quase 20 cozinheiros visitando um famoso restaurante de São Paulo. A comida demorou muito a chegar. Tempos depois, a chef confessou: Entrei na cozinha e os pratos não estavam no padrão. Não sou louca de servir aquilo para colegas. Mandei jogar tudo fora e recomeçamos do zero, por isso demorou!. Então, meu amigo, se você é cozinheiro e não fica nervoso, não toma um cuidado especial ao receber a visita de colegas, é porque não tem paixão pelo que faz... ou os menospreza a todos. 60 revista chef revista chef 61

32 na rede Texto: Juliana Morgado ilustração: jailson belfort Foursquare (gratuito). Para smartphones e navegadores. É uma rede social de lugares em geral, mas pode te ajudar quando estiver em um restaurante e quiser uma dica do que comer ou o que não comer. Por meio das tips, o usuário pode saber qual o melhor prato, que garçom é o mais simpático e até se o banheiro é bom. Generated by CamScanner from intsig.com Foodspotting (gratuito). Para smartphones. Food Brasil (gratuito). Para smartphones e navegadores. Você não dá nota apenas para o lugar, mas também para o prato. O bom desse aplicativo é poder ver as fotos dos pedidos, e não aquela foto estrategicamente produzida e fotografada. Aqui, os usuários também podem montar guias gastronômicos para você seguir. A ferramenta tem diversas casas registradas em todas as cidades do país. Com a nova versão, você faz o login pelo Facebook e tem acesso a todo o conteúdo. Ele é ótimo para quando você quer um restaurante diferente, mas não quer arriscar e acabar em uma furada. Lá, os usuários deixam comentários sobre os locais e os classificam de 1 a 5. Os melhores ficam no ranking, que pode ser filtrado por especialidades e localizações Lugares Guia Quatro Rodas (gratuito) para smartphones. O famoso guia na palma da sua mão te dá restaurantes e botecos legais em qualquer lugar do Brasil, sem contar os pontos turísticos. Além disso, ele fornece endereço, horários de funcionamento, telefone para contato e o custo médio por pessoa de cada lugar. Quer ser um foodie? Veja as mídias sociais que faltam para você virar um autêntico viciado em gastronomia As mídias sociais já foram além do Facebook e Twitter. Ainda mais para malucos por gastronomia: são as redes para foodies. O foodie é a pessoa que, assim como eu e você, ama comer um bom prato, falar sobre culinária e até estudar culturas gastronômicas. Os foodies acharam nas redes sociais um novo lugar para interagir, com mais recursos do que nunca. Veja a lista e descubra um novo mundo da gastronomia. Bake Space Para navegadores. The Eatery (gratuito) Para smartphones. Receitáculo Para navegadores. Se a sua praia (ou cozinha) é mais do que comer, mas também cozinhar, o Bake Space existe para você. No site, é possível buscar e compartilhar receitas, pedir dicas da comunidade e até escrever um livro e vendê-lo online. Infelizmente, ele só funciona em inglês. O aplicativo que te ajuda a comer melhor e com mais saúde. O The Eatery pede que você tire fotos de suas refeições e envie para a rede social. Outros usuários podem então avaliar seu prato e comentar sobre a sua dieta. Nada melhor para te incentivar a se alimentar melhor do que a opinião dos outros! A proposta é parecida com o Bake Space, mas ainda pequeno. O site promete ser a rede de culinária social no Brasil e já tem quase 6 mil usuários. Bem interativo, você compartilha e busca receitas. Também é possível procurar por ingredientes e separar os resultados em vegetariano, diet ou light. 62 revista chef revista chef 63

33 chefe nu Gosto pela liberdade Além de comandar a cozinha do Places, Rodrigo Viana comanda os motores de sua outra paixão, uma XT 600 Texto: Bernardo Bittar Produção: ALESSANDRA CAMPANHA 64 Fotos: telmo ximenes revista chef revista chef 65

34 Viver na maciota, levantar os ponteiros de sua XT 600 sem pressa; sem hora pra voltar. É disso que Rodrigo Viana gosta. Nascido em Barbacena (MG), o chef, que comanda a cozinha do restaurante Places em Brasília, não dispensa adrenalina, mas prefere enfrentar uma trilha no meio do mato do que esticar na estrada fazendo cortes no asfalto. Circuitos de motocross, nem pensar. Bom mesmo é passear com a filha Júlia, única de três que se interessa pelo hobby do papai. Com mais de 10 anos de experiência e cerca de 20 motos no currículo, o mineirim dispensa acessórios, motos esportivas e troféus de corredor. Já passei da fase consumista que os iniciantes têm. Essa história de gastar R$ 1,7 mil em um par de botas não é comigo. Acho que toda pessoa tem um estilo, e ele deve ser condizente com a sua vida. Não sou esportista, sou estradeiro, comenta. Fabricada em 1997, a moto do Rodrigo o acompanha há quase meia década, mas ele não pensa em se desfazer do veículo. Tenho muito carinho por ela, mas sinto verdadeira paixão por seu barulho. Essas motos silenciosas não têm graça. Gosto de barulheira e velocidade. Testosterona!\, brinca ele, que completa: a motoca ronca tão alto que, quando eu chego tarde em casa, imagino a reação da vizinhança, que certamente se assusta com o escapamento. Dois minutos de silêncio e, então, um breve devaneio evidencia que os quatro quebra-molas construídos há pouco no condomínio onde mora refletem a opinião dos vizinhos sobre sua brincadeira noturna. Credo. Eu acho que construíram umas lombadas lá no prédio só pra eu diminuir a velocidade. Acredita nisso?, dispara entre risadas. 66 revista chef revista chef 67

PRIMEIRA EDIÇÃO MARINA MENEZES MINI GUIA DE RECEITAS SAUDÁVEIS PARA O NATAL

PRIMEIRA EDIÇÃO MARINA MENEZES MINI GUIA DE RECEITAS SAUDÁVEIS PARA O NATAL PRIMEIRA EDIÇÃO MARINA MENEZES MINI GUIA DE RECEITAS SAUDÁVEIS PARA O NATAL PRIMEIRA EDIÇÃO MARINA MENEZES MINI GUIA DE RECEITAS SAUDÁVEIS PARA O NATAL Introdução A busca para uma alimentação mais saudável

Leia mais

Receitas Deliciosas de Aproveitamentos APRESENTAÇÃO EVITANDO O DESPERDÍCIO. Receitas deliciosas com talos, folhas e sementes

Receitas Deliciosas de Aproveitamentos APRESENTAÇÃO EVITANDO O DESPERDÍCIO. Receitas deliciosas com talos, folhas e sementes APRESENTAÇÃO A alimentação e tão necessária ao nosso corpo quanto o ar que precisamos para a nossa sobrevivência, devem ter qualidade para garantir a nossa saúde. Quando falamos em alimentação com qualidade

Leia mais

NÚMERO. Alimentação: Sustentável. Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. CHICO SARDELLI DEPUTADO ESTADUAL PV

NÚMERO. Alimentação: Sustentável. Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. CHICO SARDELLI DEPUTADO ESTADUAL PV Alimentação: Sustentável NÚMERO 3 Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. Risoto de casca de Abóbora Cascas de 2kg de abóbora (ralada ) 3 xicaras de arroz cozido 1 cebola grande (picada)

Leia mais

RECEITAS SEM GLÚTEN ALERGIAS ALIMENTARES RECEITAS

RECEITAS SEM GLÚTEN ALERGIAS ALIMENTARES RECEITAS RECEITAS Souflê de brócolis (4 - Porção(ões) - 120 - Caloria(s)) Ingredientes: 100 g de queijo minas ou tofu 1 xícara de leite ou extrato de soja 2 ovos 1 colher de sopa de amido de milho (maisena) 1 pitada

Leia mais

Bolinho de amor. Com carinho, Equipe do Integral

Bolinho de amor. Com carinho, Equipe do Integral Bolinho de amor 1 pitada de carinho 2 colheres de mel 3 colheres de doçura 4 Colheres de paixão 5 Colheres de amor a gosto 6 Colheres de dedicação Modo de Preparo: Faça a mistura de carinho, mel, doçura.

Leia mais

TERMOS E CONDIÇO ES. Sempre que houver dúvidas procure um profissional de saúde e leve o material para avaliar. Página 1

TERMOS E CONDIÇO ES. Sempre que houver dúvidas procure um profissional de saúde e leve o material para avaliar. Página 1 TERMOS E CONDIÇO ES Todas as Receitas incluídas nesse e-book foram retiradas de fontes seguras que são referências no assunto, não nos responsabilizamos pelo uso dessas receitas caso o seu estado de Diabetes

Leia mais

Sustentável. Alimentação: Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. Dicas orientadas pela nutricionista Miriam Abdel Latif - CRN 3152

Sustentável. Alimentação: Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. Dicas orientadas pela nutricionista Miriam Abdel Latif - CRN 3152 Alimentação: Sustentável Dicas orientadas pela nutricionista Miriam Abdel Latif - CRN 3152 Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. NÚMERO 4 Bolo de Maçã com casca 3 ovos 1 xícara (chá)

Leia mais

Receitas da Chef Michelle Welcker

Receitas da Chef Michelle Welcker Receitas da Chef Michelle Welcker Ceviche nordestino e molho de manga, maracujá e gengibre. Ceviche: 500g de filé de salmão limpo 250g de queijo coalho de cabra 80g de pimentão amarelo em cubinhos 80g

Leia mais

jul 12 café revista chef 1

jul 12 café revista chef 1 jul 12 café revista chef 1 foto: frâncio de holanda 2 revista chef revista chef 3 ESPAÇO ABERTO PARA VOCÊ SE REINVENTAR E SE DELICIAR COM UM SHOW DE SABORES Reconhecido como um dos melhores pontos de gastronomia

Leia mais

A sopa é um dos alimentos mais reconfortantes de se preparar e tomar, possui muitas variações e é facilmente adaptável. Pode ser quente ou fria,

A sopa é um dos alimentos mais reconfortantes de se preparar e tomar, possui muitas variações e é facilmente adaptável. Pode ser quente ou fria, Introdução Quando escrevi Rose Elliot s Complete Vegetarian Cookbook, em 1985, as culinárias vegetariana e vegan não eram tão populares e não estavam em posição de destaque como atualmente. Hoje em dia,

Leia mais

LIVRO DE RECEITAS. 3ª Edição

LIVRO DE RECEITAS. 3ª Edição LIVRO DE RECEITAS 3ª Edição Os produtos Purinha vêm mais uma vez presentear você com um novo livro de receitas. Esta é a terceira edição de uma coleção com sabores incríveis conseguidos a partir das combinações

Leia mais

Receitas para as Festas de Fim de Ano

Receitas para as Festas de Fim de Ano Salada Agridoce 1 molho de alface americano 2 xícaras de chá de repolho roxo cortado bem fino 1 maçã vermelha, picada em quadradinhos pequenos 1 colher de sopa de uvas passas sem sementes 3 talos de aipo

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

1 lata de abóbora em calda, 2 xícaras de açúcar, 4 ovos, 4 colheres de açúcar, 2 colheres de maisena, 1 litro de leite, 1 copo de leite

1 lata de abóbora em calda, 2 xícaras de açúcar, 4 ovos, 4 colheres de açúcar, 2 colheres de maisena, 1 litro de leite, 1 copo de leite ABÓBORA COM CREME 1 lata de abóbora em calda, 2 xícaras de açúcar, 4 ovos, 4 colheres de açúcar, 2 colheres de maisena, 1 litro de leite, 1 copo de leite 1 Leve as 2 xícaras de açúcar em uma panela ampla

Leia mais

Almôndegas de Arroz. Ingredientes. Modo de preparo

Almôndegas de Arroz. Ingredientes. Modo de preparo Almôndegas de Arroz 2 xícaras (chá) de arroz cozido 200g de carne moída 1 dente de alho picado 1 cebola picada 2 colheres (sopa) de farinha de rosca 4 xícaras (chá) de molho de tomate Sal e pimenta a gosto

Leia mais

Tabule Rendimento 4 porções

Tabule Rendimento 4 porções Tabule Rendimento 4 porções - 4 tomates picados - 1 xícara (chá) de trigo para quibe - 1 cebola picada - 1 pepino com casca picado em cubos - 1/2 xícara (chá) de salsinha picada - 1/4 xícara (chá) de cebolinha

Leia mais

de Cacau COOKIE FIT Modo de Preparo Ingredientes

de Cacau COOKIE FIT Modo de Preparo Ingredientes RECEITAS Fitness COOKIE FIT de Cacau 1 xícara (chá) de farinha de amêndoas* 2 colheres de sopa de manteiga ghee ou óleo de coco 1 ovo 1/4 de xícara de chá de cacau em pó 1 colher de sopa de essência ou

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

RECEITAS FUNCIONAIS PARA O VERÃO. Coordenação técnica: Andréa Santa Rosa. Revisão técnica: Luana Vilas Bôas

RECEITAS FUNCIONAIS PARA O VERÃO. Coordenação técnica: Andréa Santa Rosa. Revisão técnica: Luana Vilas Bôas RECEITAS FUNCIONAIS PARA O VERÃO Por Andréa Santa Rosa & Márcio Garcia Coordenação técnica: Andréa Santa Rosa Revisão técnica: Luana Vilas Bôas Revisão editorial: Clara Koziner Laís Barbosa www.vidafuncional.com.br

Leia mais

Cachorro Quente de Forno

Cachorro Quente de Forno Cachorro Quente de Forno 2 xícaras (chá) de farinha de trigo 2 xícaras (chá) de leite 2 ovos 3 colher de sopa de fermentem pó 100 g de queijo parmesão ralado Recheio: 8 salsichas cozidas e picadas 1 cebola

Leia mais

Clique aqui http://emagrecaki.com.br/medotof

Clique aqui http://emagrecaki.com.br/medotof Clique aqui http://emagrecaki.com.br/medotof Clique aqui http://emagrecaki.com.br/emagrecimentom Clique aqui http://emagrecaki.com.br/medotof ÍNDICE Pasta & Feijões 3 Perú 4 O Roti Saudável 5 Massa De

Leia mais

Almoços Saudáveis Para Uma Semana De Moura

Almoços Saudáveis Para Uma Semana De Moura Índice Índice Massa & Feijões Perú O Roti Saudável Almoço Mexicano Pizza Saudável Vegetais Grelhados Almoços Saudáveis Para Uma Semana De Moura Massa & Feijões Este prato saudável combina feijão que enchem

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

Receita. Fundo (caldo) 2L de água Pedaços de cebola, cenoura, salsão e outros legumes que aprecie. Risoto

Receita. Fundo (caldo) 2L de água Pedaços de cebola, cenoura, salsão e outros legumes que aprecie. Risoto s Feira Fika Risoto de calabresa com limão siciliano Fundo (caldo) 2L de água Pedaços de cebola, cenoura, salsão e outros legumes que aprecie Risoto 4 dentes de alho 1 cálice pequeno de vinho branco Azeite

Leia mais

20 Receitas Econômicas e Nutritivas

20 Receitas Econômicas e Nutritivas 20 Receitas Econômicas e Nutritivas 1. ALMEIRÃO COM SOBRAS DE ARROZ 1 maço de almeirão 1 cebola picada 1 dente de alho 2 xícaras (chá) de arroz cozido 1 e 1/2 colher (sopa) de óleo Escolha e lave bem o

Leia mais

BISCOITINHO DE QUEIJO

BISCOITINHO DE QUEIJO ÍNDICE DE RECEITAS Salgados Biscoitinho de queijo, 3 Cheesecake de salmão defumado, 4 Mousse de azeitona, 5 Nhoque de ricota, 6 Pão de queijo, 7 Samboussek, 8 Torta de queijo, 9 Doces Bolo de côco ralado,

Leia mais

ALIMENTOS EXTENSAMENTE AQUECIDOS

ALIMENTOS EXTENSAMENTE AQUECIDOS ALIMENTOS EXTENSAMENTE AQUECIDOS RECEITAS SALGADAS WAFFLE/PANQUECA SALGADO Ingredientes 1 xícara chá de Farinha de Trigo 1 xícara chá de leite de vaca integral 1 ovo de galinha inteiro 1 colher chá de

Leia mais

Não deixe de aproveitar os pratos com a economia do TodoDia!

Não deixe de aproveitar os pratos com a economia do TodoDia! Esta revista foi pensada para deixar você com água na boca do início ao fim. Nela, vou mostrar duas de minhas especialidades na cozinha: receitas de massas e tortas. Nada mais versátil para agradar à família

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

RISOTOS. As melhores receitas

RISOTOS. As melhores receitas RISOTOS As melhores receitas INTRODUÇÃO Sempre tivemos vontade de postar receitas de risoto no nosso blog, já que é um prato muito apreciado pelos nossos clientes e leitores. Como o risoto tem seus segredinhos,

Leia mais

Da Caatinga ao Cerrado SABORES DA AGRICULTURA FAMILIAR Na sua Ceia de Natal. Feliz Natal. 2011 com muita solidariedade! Execução: Parceria: Apoio:

Da Caatinga ao Cerrado SABORES DA AGRICULTURA FAMILIAR Na sua Ceia de Natal. Feliz Natal. 2011 com muita solidariedade! Execução: Parceria: Apoio: Feliz Natal Da Caatinga ao Cerrado SABORES DA AGRICULTURA FAMILIAR Na sua Ceia de Natal e 2011 com muita solidariedade! Baru do Cerrado Umbu da Caatinga Execução: Parceria: Apoio na Oficina: Escola Waldorf

Leia mais

10 Receitas de Sobremesas Lights. www.empazcomabalanca.com.br

10 Receitas de Sobremesas Lights. www.empazcomabalanca.com.br 10 Receitas de Sobremesas Lights GELATINA COM MOUSSE DE LEITE CONDENSADO Tempo de preparo: 30 minutos; Dificuldade: Simples Mão na massa Ingredientes 3 iogurtes desnatados; 1 copo de leite desnatado; 8

Leia mais

Artigo 16 Como montar uma Cafeteira

Artigo 16 Como montar uma Cafeteira Artigo 16 Como montar uma Cafeteira O consumo de café é um hábito entre os brasileiros, seja em casa, no trabalho ou na rua. Esse hábito vem crescendo e se modificando também. O interesse pelos cafés finos

Leia mais

Segredo do Emagrecimento Rápido http://www.coisasqueemagrecem.com.br/segredoemagrecimentorapido

Segredo do Emagrecimento Rápido http://www.coisasqueemagrecem.com.br/segredoemagrecimentorapido ÍNDICE Pasta & Feijões 3 Perú 4 O Roti Saudável 5 Massa De Gergelin Com Frango 7 Almoço Mexicano 8 Pizza Saudável 9 Vegetais Grelhados 10 Imformações importantes! Este Ebook não pode ser modificado / editado,

Leia mais

CHESTER SALTEADO DE AMEIXA E PÊSSEGO

CHESTER SALTEADO DE AMEIXA E PÊSSEGO OUTRAS RECEITAS CHESTER SALTEADO DE AMEIXA E PÊSSEGO 2 colheres (sopa) de suco de pêssego pronto para beber 2 colheres (sopa) de azeite de oliva 2 colheres (sopa) de alecrim picado 2 colheres (sopa) de

Leia mais

Proprietários de uma fazenda

Proprietários de uma fazenda enviaram uma amostra para o concurso. Além do prêmio de 50 mil dólares, que Mônica usou para comprar um carro novo, a cafeicultora ajudou a divulgar a cidade de Araponga, MG, e contribuiu para a consolidação

Leia mais

RECHEIOS E COBERTURAS PARA BOLO NO POTE

RECHEIOS E COBERTURAS PARA BOLO NO POTE [APOSTILA] RECHEIOS E COBERTURAS PARA BOLO NO POTE 32 receitas rápidas e simples de fazer para você começar hoje mesmo! WWW.CLUBEDASDOCEIRAS.COM 1 ÍNDICE Conteúdo Página 1. RECHEIO DE CREME DE COCO 2 2.

Leia mais

Nossa proposta. Juntando a fome com a vontade de te ver!

Nossa proposta. Juntando a fome com a vontade de te ver! 1 Nossa proposta Sob a atmosfera de, literalmente sentir-se em casa, Pizza para Amigos resgata as refeições e encontros de família e de amigos, valorizando o prazer de compartilhar deliciosos momentos

Leia mais

18 RECEITAS FÁCEIS E SAUDÁVEIS PARA O SEU DIA A DIA. Fabiana Nanô

18 RECEITAS FÁCEIS E SAUDÁVEIS PARA O SEU DIA A DIA. Fabiana Nanô 18 RECEITAS FÁCEIS E SAUDÁVEIS PARA O SEU DIA A DIA Fabiana Nanô O que você encontrará neste ebook? Este ebook contém 18 receitas deliciosas para você fazer no dia a dia. São receitas fáceis de se preparar

Leia mais

Lípidios (g) (g) MODO DE PREPARO. Vitamina C (mg) Açúcar g 7 27,09 6,97 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 R$ 0,01

Lípidios (g) (g) MODO DE PREPARO. Vitamina C (mg) Açúcar g 7 27,09 6,97 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 R$ 0,01 Cardápio nº 2455 - BISCOITO CASEIRO DE NATA E SUCO DE POLPA DE FRUTA os C Ca Mg Fe Zn Custo Açúcar g 8 30,96 7,97 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 R$ 0,01 Açúcar (suco) g 10 38,70 9,96 0,00

Leia mais

Existem apenas 3 partes importantes para alcançar o seu objetivo.

Existem apenas 3 partes importantes para alcançar o seu objetivo. Por Carlos J. Cara amiga, se você chegou até aqui é porque realmente se interessa em alcançar o corpo que você almeja. Portanto, eu te dou meus parabéns! Se você seguir as instruções que vou te ensinar,

Leia mais

Sobremesas Saudáveis Para Uma Semana - De Moura

Sobremesas Saudáveis Para Uma Semana - De Moura ÍNDICE Frutos Perfeitos 2 Pudim Moka 2 Banana Mexicana 2 Manga Gregalha 2 Quadrados de Sésamo 2 Bolo De Chocolate Fácil 2 Supresa! 2 FRUTOS PERFEITOS Esta refeição usa iogurte sem gordura para a sua textura

Leia mais

O CHUCHU NA ESCOLA DO SABOR

O CHUCHU NA ESCOLA DO SABOR ESCOLA DO SABOR O CHUCHU NA ESCOLA DO SABOR O alimento é a nossa fonte de energia, a nossa garantia de sobrevivência. Comemos para matar a fome e porque é gostoso. A alimentação é a principal fonte de

Leia mais

Argolinhas. Capuccino da Vovó

Argolinhas. Capuccino da Vovó Capuccino da Vovó Argolinhas 1 lata de achocolatado pequena 1 lata de leite em pó instantâneo 150g de café em pó solúvel 1 colher de sopa de bicarbonato 1 pacote de chantily em pó canela em pó 6 colheres

Leia mais

Clique aqui http://emagrecaki.com.br/dieta-balanceada-como-fazer-agora/

Clique aqui http://emagrecaki.com.br/dieta-balanceada-como-fazer-agora/ Clique aqui http://emagrecaki.com.br/dieta-balanceada-como-fazer-agora/ Clique aqui http://emagrecaki.com.br/dieta-balanceada-como-fazer-agora/ Clique aqui http://emagrecaki.com.br/dieta-balanceada-como-fazer-agora/

Leia mais

Receitas de sobremesas do programa SESI Cozinha Brasil fazem sucesso no verão

Receitas de sobremesas do programa SESI Cozinha Brasil fazem sucesso no verão http://portaldaindustria.com.br/agenciacni/ 03 FEV 2014 Receitas de sobremesas do programa SESI Cozinha Brasil fazem sucesso no verão Já pensou em tomar sorvete de mandioca? E doce de casca de maracujá?

Leia mais

Receitas incríveis de MAGGI

Receitas incríveis de MAGGI Receitas incríveis de MAGGI Assisting the amazing since 1886 Ingredientes que poupam tempo e adicionam sabor. Assisting the amazing Inspirar a criatividade dos chefs é a nossa motivação diária. Por isso,

Leia mais

Óleo Ducoco 100% virgem é a nova opção no preparo de receitas saudáveis e deliciosas

Óleo Ducoco 100% virgem é a nova opção no preparo de receitas saudáveis e deliciosas Óleo Ducoco 100% virgem é a nova opção no preparo de receitas saudáveis e deliciosas Benéfico para a saúde, o produto substitui com vantagens outros óleos vegetais na cozinha, no preparo de saladas, bolos,

Leia mais

ENTRADA Salada Requintada

ENTRADA Salada Requintada ENTRADA Salada Requintada Rendimento: 6 porções (1 pires = 75 g) 1 pé de alface americana pequeno lavado 1 maço pequeno de rúcula lavado 100 g de peito de peru defumado em tiras 100 g de queijo minas em

Leia mais

EPISÓDIO 3 - CALDOS. Como preparar as diferentes bases para todos os molhos.

EPISÓDIO 3 - CALDOS. Como preparar as diferentes bases para todos os molhos. EPISÓDIO 3 - CALDOS Como preparar as diferentes bases para todos os molhos. INTRODUÇÃO Além de agregarem bastante sabor aos preparos, os caldos preparados em casa são muito mais saudáveis do que os industrializados.

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Como reduzir o desperdício alimentar Alexandra Bento Iara Pimenta, Helena Real

FICHA TÉCNICA. Como reduzir o desperdício alimentar Alexandra Bento Iara Pimenta, Helena Real FICHA TÉCNICA Título: Direcção Editorial: Concepção: Corpo Redactorial: Produção Gráfica: Propriedade: Redacção: Como reduzir o desperdício alimentar Alexandra Bento Iara Pimenta, Helena Real Iara Pimenta,

Leia mais

Benedicto Silva. Foto 1. Minha mãe e eu, fotografados pelo meu pai (setembro de 1956).

Benedicto Silva. Foto 1. Minha mãe e eu, fotografados pelo meu pai (setembro de 1956). 1. INTRODUÇÃO 1.1. MINHA RELAÇÃO COM A FOTOGRAFIA Meu pai tinha uma câmara fotográfica. Ele não era fotógrafo profissional, apenas gostava de fotografar a família e os amigos (vide Foto 1). Nunca estudou

Leia mais

Docinho de abacaxi...4 Cheesecake de goiabada...5 Pavê de doce de leite com amendoim...6 Torta de chocolate...7 Bolo de fubá...8 Pão de coco...

Docinho de abacaxi...4 Cheesecake de goiabada...5 Pavê de doce de leite com amendoim...6 Torta de chocolate...7 Bolo de fubá...8 Pão de coco... www.liquigas.com.br Docinho de abacaxi...4 Cheesecake de goiabada...5 Pavê de doce de leite com amendoim...6 Torta de chocolate...7 Bolo de fubá...8 Pão de coco...9 Cocada de forno...10 Petit gateau...11

Leia mais

COLÉGIO CASSIANO RICARDO

COLÉGIO CASSIANO RICARDO CURSO DE CULINÁRIA COLÉGIO CASSIANO RICARDO 2º semestre - 2011 Receitas 1 Strogonoff de Carne 2 Risoto de Alho Poró 3 Cheesecake de Amora 4 Filé mignon ao alho do Edu Guedes 5 Lanche natural de metro 6

Leia mais

Receitas sem Leite e sem Trigo

Receitas sem Leite e sem Trigo Receitas sem Leite e sem Trigo Panqueca: 1 colh. de sopa cheia de maisena 1 colh. de sopa rasa de fécula de batata 1 colh de sopa rasa de farelo de arroz 1 ovo Sal Água Misture todos os ingredientes secos.

Leia mais

DIÁRIO DO CHOCOLATE: Receitas

DIÁRIO DO CHOCOLATE: Receitas Chocolate &... As notas a seguir são relativas a com chocolate puro e não com sobremesas de chocolate. A busca pelo encontro perfeito com uma sobremesa de chocolate irá requerer a análise de todos os contidos,

Leia mais

Agroindústria. Menu Introdução Pão integral Pão de mandioca Pão de torresmo com creme de alho Pão de Forma Pãezinhos de Batata. 1.

Agroindústria. Menu Introdução Pão integral Pão de mandioca Pão de torresmo com creme de alho Pão de Forma Pãezinhos de Batata. 1. 1 de 6 10/16/aaaa 10:42 Agroindústria Processamento artesanal de farinhas e farináceos Fabricação de pão caseiro Pão integral, pão de torresmo, pão de forma e pãezinhos de batata Processamento artesanal

Leia mais

Segredo do Emagrecimento Rápido http://www.coisasqueemagrecem.com.br/segredoemagrecimentorapido

Segredo do Emagrecimento Rápido http://www.coisasqueemagrecem.com.br/segredoemagrecimentorapido 1 INDICE Sanduiches Ao Acordar 2 Maça 3 Melância 4 Panquecas 5 Barra De Energia Matinal 7 Omelete 9 Muesli 11 Imformações importantes! Este Ebook não pode ser modificado / editado, vendido, mas pode ser

Leia mais

Frigideira de raviólis

Frigideira de raviólis Frigideira de raviólis (8 pessoas) 100g de bacon picado 500g de carne bovina cortada em cubos 500g de massa tipo ravióli farinha de trigo (cerca de 3 colheres) 1 cebola picada 2 dentes de alho esmagados

Leia mais

CAFÉ COQUETÉIS. destruídos, restando apenas a cafeína, que não é destruída com a excessiva

CAFÉ COQUETÉIS. destruídos, restando apenas a cafeína, que não é destruída com a excessiva Café Coquetéis CAFÉ COQUETÉIS O café é uma bebida estimulante, agradável, reanimadora, que apresenta aroma e sabor característicos e é capaz de agradar aos mais variados paladares. Versátil, compõe receitas

Leia mais

RECEITAS PARA CRIANÇAS

RECEITAS PARA CRIANÇAS RECEITAS PARA CRIANÇAS Organização: Maria Márcia Costa Oliveira RECEITAS PARA CRIANÇAS SUMÁRIO BEBIDAS Mix de frutas Suco de laranja, beterraba e cenoura Vitamina de banana SALGADOS Pizza de pão de forma

Leia mais

Primeiro dia. Café da manhã. Pro lanche entre o café e o almoço. Para o almoço. Pro lanche entre o almoço e o jantar. Pro jantar. Segundo dia.

Primeiro dia. Café da manhã. Pro lanche entre o café e o almoço. Para o almoço. Pro lanche entre o almoço e o jantar. Pro jantar. Segundo dia. Dieta alimentar saudável com esta dieta você conseguira emagrecer ate 5 quilos em um mês sem prejudicar a saúde. Primeiro dia. 200 ml de leite desnatado, 1 colher de chá com azeite de oliva extra virgem,

Leia mais

www.academiaesaude.com

www.academiaesaude.com INDICE Lanche Ao Acordar 2 Maça 2 Melância 2 Panquecas 2 Barra De Energia Matinal 8 Omelete 10 Muesli 2 SANDUICHE AO ACORDAR Você vai querer acordar para este sanduíche na manhã café da manhã. Ingredientes

Leia mais

Agroindústria. Processamento artesanal de farinhas e farináceos Fabricação de pão caseiro

Agroindústria. Processamento artesanal de farinhas e farináceos Fabricação de pão caseiro 1 de 5 10/16/aaaa 10:35 Agroindústria Processamento artesanal de farinhas e farináceos Fabricação de pão caseiro Processamento artesanal de farinhas e Nome farináceos : fabricação de pão caseiro Produto

Leia mais

25 Dicas Para Viver Com Menos Açúcar

25 Dicas Para Viver Com Menos Açúcar 25 Dicas Para Viver Com Menos Açúcar O açúcar pode ser ótimo para o nosso humor, mas é péssimo para a nossa saúde. O excesso dele conduz à obesidade, diabetes, ao câncer, entre outros. Às vezes, muitos

Leia mais

Caderno de Receitas da Dona Onça. por Janaina Rueda

Caderno de Receitas da Dona Onça. por Janaina Rueda Caderno de Receitas da Dona Onça por Janaina Rueda Para Joaquim, João Pedro, Jeffinho e Seu Júlio os homens da minha vida. Índice Estrogonofe de carne ensinado por minha mãe 03 Puchero que faço para minha

Leia mais

Sobremesas Saudáveis Para Uma Semana http://www.dietaeboasaude.com.br

Sobremesas Saudáveis Para Uma Semana http://www.dietaeboasaude.com.br ÍNDICE Frutos Perfeitos 2 Pudim Moka 2 Banana Mexicana 2 Manga Gregalha 2 Quadrados de Sésamo 2 Bolo De Chocolate Fácil 2 Supresa! 2 FRUTOS PERFEITOS Esta refeição usa iogurte sem gordura para a sua textura

Leia mais

WELLNESS CHEF LIV GITAHY

WELLNESS CHEF LIV GITAHY WELLNESS CHEF LIV GITAHY Petit Tarte Ganache au Chocolat Noir MASSA: 4 colheres de sopa de farinha de linhaça dourada 4 cs de farinha de amaranto 4 cs de farinha de chia 4 cs de farinha de arroz 4 cs de

Leia mais

www.receitasganharmassamuscular.com

www.receitasganharmassamuscular.com Esse e-book é oferecido como bônus na compra do e- book Receitas Anabólicas no site: www.receitasganharmassamuscular.com INTRODUÇÃO Nesse e-book você vai aprender a montar uma dieta para musculação personalizada,

Leia mais

livro de RECEITAS festa do milho

livro de RECEITAS festa do milho livro de RECEITAS festa do milho JACI - SÃO PAULO Índice Pg. 03 Pg. 04 Pg. 05 Pg. 06 Pg. 07 Pg. 08 Pg. 09 Pg. 10 Pg. 11 Pg. 12 Pg. 13 Pg. 14 Pg. 15 Pg. 16 Pg. 17 Pg. 18 Pg. 19 Pg. 20 Pg. 21 Curau Tradicional

Leia mais

ATENÇÃO. www.poscolheita.com.br. juarez@ufv.br ESTA PALESTRA E OUTROS MATERIAIS IMPORTANTES PARA A PÓS-COLHEITA DO CAFÉ ESTÃO DISPONÍVEIS NO ENDEREÇO:

ATENÇÃO. www.poscolheita.com.br. juarez@ufv.br ESTA PALESTRA E OUTROS MATERIAIS IMPORTANTES PARA A PÓS-COLHEITA DO CAFÉ ESTÃO DISPONÍVEIS NO ENDEREÇO: ATENÇÃO ESTA PALESTRA E OUTROS MATERIAIS IMPORTANTES PARA A PÓS-COLHEITA DO CAFÉ ESTÃO DISPONÍVEIS NO ENDEREÇO: www.poscolheita.com.br juarez@ufv.br CAFEICULTURA DE MONTANHA & CAFÉ COM QUALIDADE Tecnologias

Leia mais

LOMBO DE PORCO CAIPIRA COM CANJIQUINHA PRIMAVERA. Lombo de porco caipira, com molho de cachaça e canjiquinha com alho-poró, alecrim e louro

LOMBO DE PORCO CAIPIRA COM CANJIQUINHA PRIMAVERA. Lombo de porco caipira, com molho de cachaça e canjiquinha com alho-poró, alecrim e louro RIO DA MONTANHA LOMBO DE PORCO CAIPIRA COM CANJIQUINHA PRIMAVERA Lombo de porco caipira, com molho de cachaça e canjiquinha com alho-poró, alecrim e louro 1 Lombo médio 10 dentes de alho inteiro Molho

Leia mais

Discurso Feminino. Cozinha Sob Medida. Receitas para Você Adoçar seu Coração

Discurso Feminino. Cozinha Sob Medida. Receitas para Você Adoçar seu Coração Discurso Feminino Cozinha Sob Medida Receitas para Você Adoçar seu Coração 1 Página 4 Bolo de Chocolate Índice Página 6 CupCake Página 8 Página 10 Bolo de Iogurte Torta de Limão 2 O Discurso Feminino é

Leia mais

Receitas do livro BOLO SALGADO DE FARINHA DE MANDIOCA

Receitas do livro BOLO SALGADO DE FARINHA DE MANDIOCA Receitas do livro BOLO SALGADO DE FARINHA DE MANDIOCA Nome da 4 xícaras de chá de farinha de farinha (500g) 4 ovos 2 Litros de leite morno 1 colher (sopa) de fermento em pó (10g) 2 gemas para pincelar

Leia mais

DETOX. 5 RECEITAS DETOX PODEROSAS E FÁCEIS DE FAZER por Rosi Feliciano

DETOX. 5 RECEITAS DETOX PODEROSAS E FÁCEIS DE FAZER por Rosi Feliciano DETOX 5 RECEITAS DETOX PODEROSAS E FÁCEIS DE FAZER por Rosi Feliciano Índice Introdução... Como Fazer... Suco Detox de Melancia com Linhaça... Suco Detox de Chá Verde e Uva... Sopa Detox Energizante...

Leia mais

Com açúcar, com afeto, fiz seu waffle predileto...

Com açúcar, com afeto, fiz seu waffle predileto... Com açúcar, com afeto, fiz seu waffle predileto... Waffles * medida da xícara é de 250ml 1 1/2 xícara de farinha de trigo 2 colheres (chá) de fermento em pó 1/2 colher (chá) de sal 2 colheres (chá) de

Leia mais

BRIGADERIA VEGANA APRESENTAÇÃO

BRIGADERIA VEGANA APRESENTAÇÃO BRIGADERIA VEGANA APRESENTAÇÃO UM SONHO Nascido de um Sonho de promover, para o público vegano, o doce mais brasileiro do mundo: o Brigadeiro Gourmet! Com ingredientes nobres e selecionados, proporcionamos

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO

SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO 05\13 986-09-05 782481 REV.1 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO MANUAL DE INSTRUÇÕES INTRODUÇÃO Parabéns pela escolha de mais um produto de nossa linha. Para garantir o melhor desempenho de seu produto, ler atentamente

Leia mais

Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR

Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR INTRODUÇÃO Você está cansado de falsas promessas uma atrás da outra, dizendo

Leia mais

Plano de Aula: Horta de ingredientes para fazer balas caseiras

Plano de Aula: Horta de ingredientes para fazer balas caseiras Objetivos: Preparar na escola uma horta com ingredientes para dar mais sabor às receitas de balas. Conteúdos: Meio Ambiente: Cultivo de alimentos para consumo próprio. Língua Portuguesa: escrita de texto

Leia mais

Treinamento: Aproveitamento Integral de Alimentos Cód. 821

Treinamento: Aproveitamento Integral de Alimentos Cód. 821 APROVEITAMENTO INTEGRAL DE ALIMENTOS Para higienização de hortifrutis: - 1 litro de água potável - 1 colher de sopa (10 ml) de água sanitária, sem perfume - Deixar de molho por 15 minutos CALDO NUTRITIVO

Leia mais

1. Bolo de iogurte, açúcar mascavo e canela Ingredientes para o bolo:

1. Bolo de iogurte, açúcar mascavo e canela Ingredientes para o bolo: 1. Bolo de iogurte, açúcar mascavo e canela Ingredientes para o bolo: (200g) 1 ovo ¼ de xícara de manteiga mole, quase derretida 1 colher (sopa) de essência de baunilha 1 xícara de açúcar mascavo 1 colher

Leia mais

5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO

5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO 5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO Este e book foi criado após ter percebido uma série de dúvidas de iniciantes em Facebook Ads. O seu conteúdo é baseado na utilização da plataforma

Leia mais

MELHOR DA COZINHA VEGETARIANA

MELHOR DA COZINHA VEGETARIANA O MELHOR DA COZINHA VEGETARIANA Mahalia Goskowski CHOP SUEY DE LEGUMES - 1/4 de nabo branco comprido; - 4 cenouras; - 1 pimentão vermelho; - 1 pimentão verde; - 1/4 de acelga; - broto de feijão; - brócolis;

Leia mais

Já está na mesa o novo cardápio da alimentação escolar.

Já está na mesa o novo cardápio da alimentação escolar. Já está na mesa o novo cardápio da alimentação escolar. Prove as receitas, veja como está gostoso e, o mais importante, nutritivo! A Prefeitura de Ipatinga elaborou para você este livro com receitas que

Leia mais

Kartoffelsalat (Salada de batatas)

Kartoffelsalat (Salada de batatas) Kartoffelsalat (Salada de batatas) Rendimento: 4 porções - 1 e 1/2 kg de batata inglesa - 1 cebola roxa - 150g de presunto picado - 3 colheres (sopa) de vinagre de vinho - 2 colheres (sopa) de mostarda

Leia mais

Postado em 31/10/2012 por Arnaldo Lorençato Homenagem a Giancarlo Marcheggiani no Italy

Postado em 31/10/2012 por Arnaldo Lorençato Homenagem a Giancarlo Marcheggiani no Italy Postado em 31/10/2012 por Arnaldo Lorençato Homenagem a Giancarlo Marcheggiani no Italy Marcheggiani: legado da cozinha toscana autêntica (Foto: Rafael Cusato) Não faltava autenticidade à culinária de

Leia mais

Atendendo a pedidos. Sobremesas. geladas. Serviço Nestlé ao Consumidor

Atendendo a pedidos. Sobremesas. geladas. Serviço Nestlé ao Consumidor Sobremesas Atendendo a pedidos geladas Serviço Nestlé ao Consumidor Bem estar... é viver diferentes sensações e sabores O prazer de viver num país tropical é poder desfrutar, o ano inteiro, de um cardápio

Leia mais

Delícias saudáveis. Inspire-se na cozinha. Abuse da criatividade. Delicie-se sem culpa.

Delícias saudáveis. Inspire-se na cozinha. Abuse da criatividade. Delicie-se sem culpa. Delícias saudáveis Inspire-se na cozinha. Abuse da criatividade. Delicie-se sem culpa. Pratos que não extrapolam em carboidratos e carnes, não transbordam de queijo e, mesmo assim, dão água na boca. Sobremesas

Leia mais

Uma trufa e... 1000 lojas depois!

Uma trufa e... 1000 lojas depois! Uma trufa e... 1000 lojas depois! Autor: Alexandre Tadeu da Costa. Aluna: Lays Roberta Caçandro. Turma: 1º Ciências Contábeis. Venda Nova do Imigrante, Maio de 2012. Qual o principal assunto do livro.

Leia mais

www.liquigas.com.br liquigas_receitas_salgadas_v2.indd Página espelhada 1 de 8 Páginas(16, 1)

www.liquigas.com.br liquigas_receitas_salgadas_v2.indd Página espelhada 1 de 8 Páginas(16, 1) www.liquigas.com.br liquigas_receitas_salgadas_v2.indd Página espelhada 1 de 8 Páginas(16, 1) 11/1/2011 13:55:30 liquigas_receitas_salgadas_v2.indd Página espelhada 2 de 8 Páginas(2, 15) 11/1/2011 13:55:32

Leia mais

Páscoa. Combinações de dar. água na boca

Páscoa. Combinações de dar. água na boca RECHEIOs CHOCOLATE FRUTAS cítricas Páscoa Combinações de dar água na boca Uma Páscoa com mais sabor Que tal iniciar o ano se preparando para celebrar esta data com sobremesas de dar água na boca? Pensando

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

Índice. - Introdução... 3. - Economize em Gastos... 7 com Supérfluos. - Controle Seus Sentimentos... 11

Índice. - Introdução... 3. - Economize em Gastos... 7 com Supérfluos. - Controle Seus Sentimentos... 11 1 Índice - Introdução... 3 - Economize em Gastos... 7 com Supérfluos - Controle Seus Sentimentos... 11 - Quite suas Dívidas, mesmo... 14 que Seja Necessário Fazer um Empréstimo - Não Siga a Massa, Existem...

Leia mais

R$ 12,58 R$ 56,00. Rendimento: 5 ovos (700g cada) 1 hora. Fácil INGREDIENTES

R$ 12,58 R$ 56,00. Rendimento: 5 ovos (700g cada) 1 hora. Fácil INGREDIENTES Rendimento: 5 ovos (700g cada) Degradê 1 hora 1kg de NESTLÉ Chocolate Meio Amargo 1,5kg de NESTLÉ Chocolate ao Leite 1kg de NESTLÉ Ganache Meio Amargo Derreta e tempere o Chocolate Meio Amargo NESTLÉ conforme

Leia mais

Cafè da Manhã Saudável Para 5 dias da Semana www.vidabemestar.com

Cafè da Manhã Saudável Para 5 dias da Semana www.vidabemestar.com Cafè da Manhã Saudável Para 5 dias da Semana www.vidabemestar.com INDÍCE Maçã 3 Melância 4 Panquêca 5 Barra De Energia Matinal 6 Omelete 8 Acesse o Site Para ficar por dentro das novidades www.vidabemestar.com/

Leia mais

Etapas do Plano de Negócios

Etapas do Plano de Negócios Etapas do Plano de Negócios Etapa 3. O negócio 4. Produtos e serviços Detalhes Identificação Definição Equipe Motivação e oportunidades Tecnologia e processos Benefícios e vantagens competitivas Preço

Leia mais

Impresso fechado. Pode ser aberto pela ECT.

Impresso fechado. Pode ser aberto pela ECT. Impresso fechado. Pode ser aberto pela ECT. 1 Anotações Meu Brasil brasileiro mulato inzoneiro de raízes, flores e frutos. Dos mais doces aos mais cítricos. Todos traços típicos de uma cultura que sabe

Leia mais

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais!

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Por Rafael Piva Guia 33 Prático Passos para criar Ideias de Negócio Vencedores! Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Que bom que você já deu um dos

Leia mais