INDEXAÇÃO Representação; Licitação; INSS; Edital; Regulamento de Licitação; Prazo; Impugnação;

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INDEXAÇÃO Representação; Licitação; INSS; Edital; Regulamento de Licitação; Prazo; Impugnação;"

Transcrição

1 Tribunal de Contas da União Número do documento: DC /01-P Identidade do documento: Decisão 35/ Plenário Ementa: Representação formulada por licitante. Possíveis irregularidades praticadas pelo INSS. Descumprimento de prazo para recebimento das propostas e para julgamento e impugnação ao edital. Conhecimento. Procedência parcial. Determinação. Juntada às contas. Grupo/Classe/Colegiado: Grupo I - CLASSE VII - Plenário Processo: / Natureza: Representação Entidade: Instituto Nacional do Seguro Social Interessados: Interessada: MVG Engenharia e Construção Ltda. Dados materiais: ATA 04/2001 DOU de 23/02/2001 INDEXAÇÃO Representação; Licitação; INSS; Edital; Regulamento de Licitação; Prazo; Impugnação; Outra Unidade Técnica: 4ª SECEX Sumário: Representação com notícia de irregularidades na aplicação de preceitos da Lei de Licitações. Realização de inspeção. Ausência de mecanismos formais de controle da data de disponibilização dos editais. Exigências de qualificação técnica compatíveis com o objeto licitado. Descumprimento de prazos legalmente fixados. Conhecimento com parcial procedência. Determinações. Juntada às contas. Ciência.

2 Relatório: Em exame, Representação da empresa MVG Engenharia e Construção Ltda., formulada com base no art. 113, 1º, da Lei n.º 8.666/93, contra alegadas irregularidades na aplicação da Lei de Licitações por parte da Gerência Executiva de São Paulo do Instituto Nacional de Seguro Social, no que diz respeito às Tomadas de Preços n.º 43/99, 103/99 e 105/99, que objetivavam a contratação de empresas de engenharia para executar obras de reforma e melhoria, nas Agências da Previdência Social localizadas, respectivamente, nos municípios de Guarulhos, Taubaté e Jundiaí, todos neste estado. A 4ª SECEX propôs a realização de inspeção pela SECEX/SP junto à Gerência Executiva do INSS em São Paulo, já que nessa localidade é que estão localizados os documentos pertinentes às licitações, tendo em vista que, conquanto os elementos juntados aos autos permitiam inferir a inobservância dos prazos mínimos fixados pela legislação para apresentação das propostas, não se faziam presentes os elementos necessários à análise dos fatos, tendo em vista que não haviam sido encaminhados os projetos básicos das Tomadas de Preços impugnadas. Autorizada a inspeção, no âmbito da SECEX/SP foi elaborado o relatório de Inspeção de fls. 25/37, cujo teor, no essencial, é como se segue: "4.O Ministro da Previdência e Assistência Social, mediante a Portaria MPAS n.º 4.508, de (DOU ), instituiu o Programa de Melhoria do Atendimento na Previdência Social - PMAPS, com a finalidade de rever o sistema de atendimento do Instituto Nacional do Seguro Social, visando agilizar a prestação dos serviços prestados pela autarquia. 5.O Decreto n.º 3.081, de , ao aprovar nova Estrutura Regimental e Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão e Funções Gratificadas do INSS, descentraliza as competências das antigas Superintendências Regionais, ora somente denominadas Superintendências, para as Gerências Executivas, subordinando estas diretamente à Diretoria Colegiada, ente centralizado que exerce a administração do INSS As Superintendências somente poderão ser localizadas em, Unidades da Federação, cujas capitais sejam contempladas com mais de duas Gerências Executivas, situação em que se encontra o Estado de São Paulo, em cuja capital localizam-se cinco Gerências Executivas (Centro, Lapa, Pinheiros, Santo Amaro e Tatuapé).

3 5.2.No Estado de São Paulo se encontram localizadas, além das cinco Gerências Executivas na Capital, mais dezenove Gerências Executivas: Araçatuba, Araraquara, Bauru, Campinas, Guarulhos, Jundiaí, Marília, Osasco, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santo André, Santos, São Bernardo do Campo, São João da Boa Vista, São José do Rio Preto, São José dos Campos, Sorocaba e Taubaté. A cada Gerência Executiva se encontram subordinadas Agências da Previdência Social e Unidades Avançadas de Atendimento da Previdência Social. 5.3.O Decreto estabeleceu o prazo de cento e oitenta dias, a contar de , mantendo transitoriamente a antiga estrutura para total implementação da nova. 6.A Portaria/INSS/DA n.º 06, de , do Diretor do INSS, constitui Grupos de Trabalhos, sob a Coordenação do Coordenador Geral de Logística e a supervisão do Chefe da Divisão de Gerenciamento do Patrimônio Imobiliário para promover a orientação e execução dos levantamentos dos serviços, projetos básicos, planilhas de quantitativos e custos unitários, especificações técnicas e "lay-out", bem como a supervisão das licitações para obras de reformas e melhorias das instalações das 120 (cento e vinte) Agências da Previdência Social do Programa de Melhoria do Atendimento na Previdência Social. 6.1.Constituídos oito grupos de trabalhos, coube ao Grupo VI, designado para o Pólo São Paulo, a execução dos projetos e supervisão das obras de reformas das Agências Metrô Luz, Metrô República, Metrô Tatuapé, Brás, Nina Rodrigues, Lapa II, Mooca I, Tatuapé e Vila Mariana I, todas na Capital e das Agências Itapetininga, Jundiaí, Marília, Ourinhos, Santo André, Santos, Taubaté, Votuporanga, Franca, Guarulhos I, Ipiranga, Osasco, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Sorocaba. III - DOS PROCEDIMENTOS LICITATÓRIOS 7.A Divisão do Patrimônio Imobiliário do INSS, localizada em Brasília, instaurou vinte e uma tomada de preços em dezembro/1.999, visando a contratação de empresas de engenharia para execução das obras de reforma e melhoria para implantação do programa de Melhoria no Atendimento da Previdência Social nas Agências da Previdência Social. 7.1.Deve-se observar que o projeto-modelo aprovado sofreu alterações substanciais durante os estudos dos Grupos de Trabalho, bem como exigiu uma série de adaptações ante as peculiariedades de cada local onde seria modernizada a Agência. 7.2.A Divisão do Patrimônio Imobiliário instruiu o processo com todos

4 elementos técnicos elaborados pelo Grupo de Trabalho instituído pela PT/INSS/DA n.º 06, de , o edital, minuta de contrato, portaria de designação da Comissão de Licitação local, as plantas de "lay-out" e sinalização, bem como providenciou a publicação dos avisos no Diário Oficial da União e jornal de grande circulação. 7.3.O Edital de Licitação, padronizado para todo país (ex: fls. 102/119), foi previamente preenchidos com os dados peculiares de cada licitação (valores, datas, distribuição, etc.) antes da remessa dos processos às unidades regionais. 8.Os processos foram remetidos à comissão designada para dar andamento às licitações de São Paulo, em , mesmo dia em que foram publicados os diversos Editais. 8.1.A comissão somente coube juntar cópia das publicações, distribuir os editais, processar a habilitação e julgar as propostas, sendo que os recursos apresentados foram apreciados por ela e submetidos à equipe da sede. 9.Embora coubesse a cada Gerência Executiva promover o processo licitatório correspondente à Agência da Previdência Social sob sua responsabilidade, a nova estrutura ainda não havia sido totalmente implementada, razão pela qual as fases de habilitação e julgamento de propostas foram apreciadas centralizadamente na extinta Superintendência Regional de São Paulo e sua homologação formalizada em Brasília, restando aos recentes Gerentes Executivos a formalização dos contratos com as respectivas empresas vencedoras. IV - DOS TRABALHOS DE INSPEÇÃO 10.Em atendimento à informação de fls. 19/22, foram verificados 'in loco', as Tomadas de Preços n.º 43/99, 103/99 e 105/99, objeto da presente representação, respectivamente relativas às obras de reformas e melhorias nas Agências da Previdência Social em Guarulhos, Taubaté e Jundiaí, dando-se especial atenção às questões levantadas pela Representante em sua petição de fls. 1 e em seus recursos interpostos junto ao INSS/SP (fls. 06/08, 10/12 e 16/18) : a) disponibilidade do edital de licitação das mencionadas Tomadas de Preços somente em , 4 dias após a publicação dos respectivos extratos, , sem que a data estabelecida, , para apresentação dos envelopes contendo documentos e propostas, nos mencionados procedimentos licitatórios, fosse proporcionalmente alterada, descumprindo-se o prazo mínimo de 15 dias entre a data de

5 efetiva disponibilidade do edital e a da realização do evento, previsto nos parágrafos primeiro a terceiro do art. 21 da Lei 8.666/93. b) condições restritivas para participação no certame ao exigir, no subitem 2.12 " dois atestados de capacidade técnica que comprovem a empresa licitante, através de seus profissionais de nível superior, estar habilitada em Engenharia Civil e Elétrica e que executou para pessoas jurídicas de direito público ou privado a obra ou serviço", no que tange à habilitação técnica das concorrentes, vedando as disposições contidas no art. 30, inciso IV, parágrafo primeiro da Lei n.º 8.666/93. c)descumprimento do prazo de até 3 (três) dias úteis estabelecido no art. 41, parágrafo 1.º da Lei de Licitações para julgamento e respostas à impugnação formulada, pela representante, antes da data fixada para abertura dos envelopes de habilitação e propostas, protocolada em , cujo atendimento somente se verificou em , quanto a um item, e em , quanto ao outro, cinco/seis dias úteis após o dia do protocolo da impugnação. 11.A questão relatada na letra "c" supra já foi devidamente apreciada na informação de fls. 19/22, oportunidade em que o analista informante assim se manifestou " a resposta oferecida a MVG pela Comissão Especial de Licitação (documento de fl. 09), em relação a impugnação dos prazos de entrega das propostas, constituiu, de fato, afronta ao parágrafo 1.º do art. 41 da Lei n.º 8.666/93, tendo em vista que se processou fora do prazo ali fixado" Deve-se observar que a Comissão de Licitação não providenciou a devida juntada ao processo, fosse em numeração seqüencial, ou em volume apartado, da impugnação apresentada pelo representante. 12.A análise da questão levantada pela Representante relatada na letra "a" supra, relativamente a não prorrogação de prazo para apresentação dos documentos de habilitação e das propostas, ficou bastante prejudicada, durante os trabalhos de inspeção, ante as falhas de controle do INSS quanto a efetiva distribuição dos editais Em nenhum dos três processos analisados constava relação das empresas que retiraram os editais, bem como as datas em que estes se encontravam disponíveis para distribuição Também não foi possível verificar-se as datas em que os processos realmente foram recebidos pela Comissão de Licitação para dar início ao procedimento, embora possa-se confirmar que até o dia todos

6 os processos ainda se encontravam em Brasília O membro da comissão, Sr. Fernando Tadeu das Chagas, informou que um funcionário da sede trouxe pessoalmente, por avião, os processos para São Paulo, mas essa informação não pode ser comprovada com protocolo de entrega ou de recebimento. 13.O Representante, em sua alegação, apresenta como prova o registro de seus funcionários no controle de entrada e saída de visitantes existente no andar térreo do edifício ocupado pela Gerência Executiva Centro, em São Paulo, o que necessariamente não comprova que os editais não se encontravam disponíveis. 14.Por outro lado, deve ser considerado a seu favor, as respostas recebidas do órgão quanto a impugnação, que se não admitem expressamente atraso na distribuição dos editais, deixam antever a sua ocorrência: Carta CEL n.º 001/99, de (fls. 09): Item 1: prazo de entrega das propostas Resposta: Os motivos alegados por vós para adiamento da entrega das propostas, foram repassados ao Sr. Coordenador Geral de Logística em Brasília, o qual tem poderes para o adiamento dos certames licitatórios, não havendo sua manifestação até a presente data Carta CEL n.º 005/99, de (fls. 13): Item 1: Fica mantido o prazo de entrega das documentações conforme estabelecido nos editais, sendo que recebemos inclusive vossas cauções dentro do prazo para as licitações do dia 27/12/99, o que comprova que houve tempo suficiente para a sua preparação". 15.No tocante ao item 10, alínea 'b', a MVG Engenharia e Construções Ltda. (em correspondência de 15/12/99) contesta o item 2.12.a. do edital, que exige comprovação pela empresa licitante, de dispor de profissionais de nível superior habilitados em engenharia civil e elétrica, requisito que, a seu ver, contraria o contido no artigo 30, inciso IV, 1º, da lei de licitações. De acordo com a empresa, a lei somente estabelece que "o Atestado Técnico do Profissional seja de PROFISSIONAL DE NÍVEL SUPERIOR" Parece-nos, então, que a MVG entende ilegal especificar/restringir os profissionais de nível superior que possam comprovar ou não a

7 habilitação técnica das empresas Tomamos, assim, por oportuno transcrever trecho do edital questionado: 'a) 02 atestados de capacidade técnica que comprovem que a empresa licitante, através de seu(s) profissional(is) de nível superior referido no item 2.12, estar habilitado em Engenharia Civil e Elétrica, e que executou para pessoas jurídicas de direito público ou privado obra ou serviços similares aos do objeto da presente licitação, a contento, especialmente no que se refere ao maior percentual da planilha correspondente aos serviços de obras civis, sistema de ar condicionado, instalações elétricas, de telefonia e lógica, inclusive que tais obras foram executadas em estabelecimento em funcionamento, incluindo remanejamento de equipamentos e exigindo instalações provisórias de lógica e elétrica, devidamente certificados pelo CREA e as respectivas certidões de acervo técnico (CAT); b) Os atestados previstos na letra "a" deverão conter: data de início e término das obras ou serviços, local de execução, nome do contratante e da pessoa jurídica contratada, nome do responsável (is) técnico(s), seus títulos profissional (is) e número de registro no CREA, descrição dos serviços e demais dados técnicos com informações sobre os quantitativos executados' O INSS (Carta Cel n.º 001/99 22 de dezembro de 1999), em resposta à correspondência da MVG 15/12/99, informa que os responsáveis técnicos podem ser: - um engenheiro civil e outro engenheiro eletricista; - um engenheiro civil e eletricista; ou - um engenheiro civil com capacitação em eletricidade, desde que comprovada pelo CREA Consoante Resolução CONFEA n.º 218 pode-se apresentar um arquiteto no lugar de engenheiro civil Ciente do esclarecimento acima, a MVG, em correpondência endereçada a Comissão Especial de Licitação (autoridade superior) 23/12/99, transcreve o contido no artigo 30 da Lei n.º 8.666, reiterando a solicitação de que seja retirado do edital as palavras "estar habilitado em engenharia civil e elétrica" do item 2.12 do

8 edital, pois considera que a lei de licitações não permite tal exigência. Entende, ainda, que a resposta dada pela Comissão ampliou as especificações do engenheiro civil e elétrico, nada tendo a ver com a impugnação dela Por seu turno, o INSS (Carta Cel nº 005/99-23/12/99) respondendo a carta supra, esclarece que: 'Os serviços a serem executados, conforme pode ser verificado nas planilhas, são de atribuições exclusivas de Engenharia Civil/Arquitetura e Engenharia Elétrica e portanto pode ser exigido dos licitantes a sua comprovação conforme o artigo 30 da Lei n.º de 21/06/93'. 16. A respeito, vale transcrever o trecho da legislação questionado pelo autor: "Art.30. A documentação relativa à qualificação técnica limitar-se-á a:... 1º A comprovação de aptidão referida no inciso II deste artigo, no caso de licitações pertinentes a obras e serviços, será feita por atestados fornecidos por pessoas jurídicas de direito público ou privado, devidamente certificados pela entidade profissional competente, limitadas as exigências a: a) quanto à capacitação técnico-profissional: comprovação do licitante de possuir em seu quadro permanente, na data da licitação, profissional de nível superior detentor de atestado de responsabilidade técnica por execução de obra ou serviço de características semelhantes, limitadas estas exclusivamente às parcelas de maior relevância e valor significativo do objeto da licitação, vedadas as exigências de quantidades mínimas ou prazos máximos;..." (grifo nosso) Da leitura do comando supra, ao contrário da afirmação sustentada pela empresa, não basta a empresa possuir em seu quadro permanente profissional de nível superior para se qualificar técnicamente, é necessário, ainda, que o mesmo seja detentor de atestado de responsabilidade técnica para execução de obra ou serviço de características semelhantes E quais seriam esses profissionais de nível superior detentores

9 dos citados atestados? "As atribuições definem que tipo de atividades uma determinada categoria profissional pode desenvolver. Toda atribuição é dada a partir da formação técnico-científica. As atribuições estão previstas de forma genérica nas leis e, de forma específica, nas resoluções do Conselho Federal. O CONFEA, ao propor resoluções, toma por base os currículos e programas fornecidos pelas instituições de ensino de engenharia, arquitetura, agronomia e demais profissões da área tecnológica, sendo que as disciplinas de características profissionalizantes é que determinam as atribuições profissionais." (página sobre informações site do Confea) 16.3 Recorrendo às legislações pertinentes, temos: LEI N.º 5.194, DE 24 DEZ 1966 Regula o exercício das profissões de Engenheiro, Arquiteto e Engenheiro-Agrônomo, e dá outras providências. "... Art. 2º - O exercício, no País, da profissão de engenheiro, arquiteto ou engenheiro-agrônomo, observadas as condições de capacidade e demais exigências legais, é assegurado: a) aos que possuam, devidamente registrado, diploma de faculdade ou escola superior de Engenharia, Arquitetura ou Agronomia, oficiais ou reconhecidas, existentes no País; b) aos que possuam, devidamente revalidado e registrado no País, diploma de faculdade ou escola estrangeira de ensino superior de Engenharia, Arquitetura ou Agronomia, bem como os que tenham esse exercício amparado por convênios internacionais de intercâmbio; c) aos estrangeiros contratados que, a critério dos Conselhos Federal e Regionais de Engenharia, Arquitetura e Agronomia, considerados a escassez de profissionais de determinada especialidade e o interesse nacional, tenham seus títulos registrados temporariamente. Parágrafo único - O exercício das atividades de engenheiro, arquiteto e engenheiro- agrônomo é garantido, obedecidos os limites das respectivas licenças e excluídas as expedidas, a título precário, até a publicação desta Lei, aos que, nesta data, estejam registrados nos Conselhos

10 Regionais" RESOLUÇÃO CONFEA N.º 218, DE 29 JUN 1973 "Art. 1º - Para efeito de fiscalização do exercício profissional correspondente às diferentes modalidades da Engenharia, Arquitetura e Agronomia em nível superior e em nível médio, ficam designadas as seguintes atividades: Atividade 01 - Supervisão, coordenação e orientação técnica; Atividade 02 - Estudo, planejamento, projeto e especificação; Atividade 03 - Estudo de viabilidade técnico-econômica; Atividade 04 - Assistência, assessoria e consultoria; Atividade 05 - Direção de obra e serviço técnico; Atividade 06 - Vistoria, perícia, avaliação, arbitramento, laudo e parecer técnico; Atividade 07 - Desempenho de cargo e função técnica; Atividade 08 - Ensino, pesquisa, análise, experimentação, ensaio e divulgação técnica; extensão; Atividade 09 - Elaboração de orçamento; Atividade 10 - Padronização, mensuração e controle de qualidade; Atividade 11 - Execução de obra e serviço técnico; Atividade 12 - Fiscalização de obra e serviço técnico; Atividade 13 - Produção técnica e especializada; Atividade 14 - Condução de trabalho técnico; Atividade 15 - Condução de equipe de instalação, montagem, operação, reparo ou manutenção;

11 Atividade 16 - Execução de instalação, montagem e reparo; Atividade 17 - Operação e manutenção de equipamento e instalação; Atividade 18 - Execução de desenho técnico.... Art. 7º - Compete ao ENGENHEIRO CIVIL ou ao ENGENHEIRO DE FORTIFICAÇÃO e CONSTRUÇÃO: I - o desempenho das atividades 01 a 18 do artigo 1º desta Resolução, referentes a edificações, estradas, pistas de rolamentos e aeroportos; sistema de transportes, de abastecimento de água e de saneamento; portos, rios, canais, barragens e diques; drenagem e irrigação; pontes e grandes estruturas; seus serviços afins e correlatos.... Art. 8º - Compete ao ENGENHEIRO ELETRICISTA ou ao ENGENHEIRO ELETRICISTA, MODALIDADE ELETROTÉCNICA: I - o desempenho das atividades 01 a 18 do artigo 1º desta Resolução, referentes à geração, transmissão, distribuição e utilização da energia elétrica; equipamentos, materiais e máquinas elétricas; sistemas de medição e controle elétricos; seus serviços afins e correlatos'. 17.No caso das licitações questionadas, podemos, por exemplo, descrever sucintamente os serviços necessários para a reforma do Posto do INSS sito na Avenida Marechal Henrique Castelo Branco, 1100 Guarulhos/SP (fls 68/101) Tomada de preços n.º 43/99: a) - elaboração do projeto executivo das obras; - demolições e retiradas; - construções de paredes e divisórias; - esquadrias de de madeiras e metálicas; - instalação de forros de fibra mineral/fibra de vidro;

12 - revestimento; - colocação de pisos; - instalação de vidros; - instalações hidro sanitárias; b) - elaboração do projeto elétrico (instalações elétricas de alta/baixa tensão, revisão do sistema de pára-raios, levantamento de todas as cargas, localização de quadros e tomadas de luz e força, dispositivos de proteção, trajeto da rede e sistema de iluminação). - execução do projeto; - instalação de rede de ar-condicionado (alimentação elétrica) sistema self contained capacidade do sistema estimada em 80 TR; - instalação da central PABX 4300 M da Alcatel, com todo circuito elétrico/cabeamento telefônico; - elaboração de projeto para automação: levantamento de cargas, localização de tomadas e de quadros estabilizadores e seus dispositivos de proteção, trajeto das redes desde os quadros gerais até os pontos de consumo (142 pontos), localização de caixas de saídas para cabos lógicos A área (interna) aproximada da reforma é de m², e os quantitativos e os detalhes encontram-se as fls. 94/101: Percebe-se claramente que as atividades constantes nas alíneas "a" e "b" supracitadas correlacionam-se respectivamente com as atribuições elencadas nos artigos 7º e 8º da Resolução CONFEA n.º 218, ou seja, não cabia à administração outra opção, senão exigir das licitantes interessadas a apresentação de profissionais habilitados em engenharia civil e elétrica. 18. Após a análise das proposta, a MVG foi inabilitada por não atender aos itens II.2.12.a e II.2.12.b do edital (DOU de 04/02/2000) Por oportuno, destaca a MVG que, em recurso datado de 10/02/2000, o INSS não respondeu, em 3 dias úteis (art.41, 1º da Lei de Licitações), ao recurso apresentado em 15/12/99, que versava sobre os

13 itens 'a' e 'b' do edital. Assim, entende que a comissão não poderia inabilitá-la com base nestes itens, pois os mesmos foram impugnados. 19. A nosso ver, não há nenhum comando legal que, pelo fato de a administração não ter respondido/esclarecido recurso acerca de determinado item do edital no prazo estabelecido, prescreva a anulação/não aplicação de regra contida no edital Resta-nos tão somente comprovar se a empresa apresentou ou não os documentos comprobatórios necessários à habilitação técnica Da análise da documentação de fls. 39/67 apresentada pela empresa, verificamos não cumprida a exigência de apresentação de atestados de capacidade técnica que comprovem que a empresa licitante, através de seu(s) profissional(is) de nível superior referido no item 2.12, estar habilitado em Engenharia Elétrica, e que executou para pessoas jurídicas de direito público ou privado obra ou serviços similares aos do objeto da presente licitação, a contento, especialmente no que se refere ao maior percentual da planilha correspondente aos serviços de sistema de ar condicionado, instalações elétricas, de telefonia e lógica, inclusive que tais obras foram executadas em estabelecimento em funcionamento, incluindo remanejamento de equipamentos e exigindo instalações provisórias de lógica e elétrica, devidamente certificados pelo CREA e as respectivas certidões de acervo técnico (CAT.) Logo, somos pelo não acolhimento do recurso apresentado pela empresa, especificamente no que tange a sua inabilitação. CONCLUSÃO Diante do exposto, considerando somente procedente a alegação do Representante, quanto ao descumprimento do prazo de até 3 (três) dias úteis estabelecido no art. 41, parágrafo 1.º da Lei de Licitações para julgamento e resposta à impugnação ao Edital, protocolada, pela mesmo, em , cujo atendimento somente se verificou em Propomos seja o presente processo encaminhada ao Relator, Excelentíssimo Ministro Adylson Motta, para que seja a presente Representação, formulada nos termos do art. 113, parágrafo primeiro da Lei 8.666/93, conhecida, por preencher os requisitos de admissibilidade previstos no art. 213 do Regimento Interno deste Tribunal, e considerada, quanto ao mérito, parcialmente provida, sem prejuízo de que:

14 a) seja determinado ao Senhor Diretor de Administração do Instituto Nacional do Seguro Social observância aos prazos consignados pela Lei 8.666/93, principalmente aos estabelecidos nos art. 41, parágrafo primeiro, desta lei, quanto ao julgamento e resposta de impugnações a Editais de Licitação em até 3 (três) dias úteis após o protocolo destas. b) seja o presente processo juntado às contas de 1999 do Instituto Nacional do Seguro Social para análise em conjunto e confronto. c) seja dado ao interessado conhecimento da decisão que vier a ser proferida por este E. Tribunal". Devolvidos os autos à 4ª SECEX, a Unidade Técnica posicionou-se favorável à proposta da SECEX/SP (fl. 122). É o Relatório. Voto: Conheço da presente Representação, porquanto atendidos os requisitos estabelecidos no art. 113, 1º, da Lei nº 8.666/93 e nos arts. 68 e 69, 1º, da Resolução TCU nº 136/2000 c/c art. 213 do Regimento Interno. No mérito, acolho como razão de decidir os pertinentes argumentos formulados no Relatório de Inspeção da SECEX/SP, aos quais igualmente aderiu a 4ª SECEX. No que se refere ao descumprimento do prazo de 15 (quinze) dias entre a data da última publicação do edital ou a data da efetiva disponibilidade do edital e a data para o recebimento das propostas, como previsto no art. 21, 2º e 3º, da Lei de Licitações, a SECEX/SP concluiu que a aferição da sua ocorrência "ficou bastante prejudicada, durante os trabalhos de inspeção, ante as falhas de controle do INSS quanto a efetiva distribuição dos editais". Como argumentou a Unidade Técnica, se, de um lado, o registro da presença de funcionários da empresa representante nas dependências da Gerência Executiva do INSS em São Paulo "necessariamente não comprova que os editais não se encontravam disponíveis", por outro lado, "deve ser considerado a seu favor, as respostas recebidas do órgão quanto a impugnação, que se não admitem expressamente atraso na distribuição dos editais, deixam antever a sua ocorrência". Com vistas a coibir a reincidência de situações semelhantes, julgo

15 oportuno agregar à recomendação sugerida pela SECEX/SP e pela 4ª SECEX uma outra no sentido de que o INSS oriente as suas unidades quanto à necessidade de, ao procederem à publicação de avisos atinentes a licitações, já estarem em condições de disponibilizar aos eventuais interessados o correspondente edital, de sorte a viabilizar a certificação da data da ocorrência desse evento. No que tange à alegada restritividade dos certames, pela exigência de que os licitantes comprovassem habilitação para a execução de serviços de engenharia civil e elétrica, não restou comprovado qualquer excesso nas exigências do edital. Ao contrário, como bem concluiu a SECEX/SP, após a exaustiva análise das normas jurídicas aplicáveis ao caso, diante dos serviços contemplados na licitação, "não cabia à administração outra opção, senão exigir das licitantes interessadas a apresentação de profissionais habilitados em engenharia civil e elétrica". Da mesma forma, assiste inteira razão à Unidade Técnica ao considerar que o fato de o INSS não ter cumprido o prazo de 3 (três) dias para o julgamento e resposta à impugnação formulada contra essa exigência de qualificação técnica, previsto no art. 41, 1º, da Lei de Licitações, não implica que a entidade pública estivesse proibida de proceder à inabilitação do licitante que não atendeu ao requisito editalício. A conseqüência jurídica de um tal comportamento, como se verificará no parágrafo seguinte, necessariamente deverá ser outra que não a reclamada pela empresa autora da Representação. Finalmente, como discutido no precedente Relatório, configurou-se procedente a Representação no tocante ao não cumprimento pelo INSS do mencionado prazo fixado no art. 41, 1º, da Lei nº 8.666, e isso não apenas com respeito à impugnação contra as exigências de qualificação técnica mas também com respeito à impugnação alusiva ao antes discutido prazo para a apresentação das propostas. Dessa forma, impõe-se que se determine aquela entidade a observância do referido preceito legal, bem assim que se proceda à juntada do presente feito às suas contas do exercício de 1999, para a ponderação e exame dos reflexos dos fatos ora apreciados no conjunto dos atos de gestão praticados naquele exercício. Com essas considerações, Voto no sentido de que o Tribunal adote a Decisão que ora submeto à apreciação deste Colegiado. T.C.U., Sala das Sessões, em 07 de fevereiro de 2001.

16 ADYLSON MOTTA Ministro-Relator Assunto: VII - Representação Relator: ADYLSON MOTTA Unidade técnica: SECEX-SP Quórum: Ministros presentes: Valmir Campelo (na Presidência), Iram Saraiva, Adylson Motta (Relator), Walton Alencar Rodrigues, Guilherme Palmeira e os Ministros-Substitutos José Antonio Barreto de Macedo e Lincoln Magalhães da Rocha. Sessão: T.C.U., Sala de Sessões, em 7 de fevereiro de 2001 Decisão: O Tribunal Pleno, com fundamento no art. 113, 1º, da Lei nº 8.666/93 e nos arts. 68 e 69, 1º, da Resolução TCU nº 136/2000 c/c art. 213 do Regimento Interno, diante das razões expostas pelo Relator, DECIDE: 8.1. conhecer da presente Representação, para, no mérito, considerá-la parcialmente procedente; 8.2. determinar ao Senhor Diretor de Administração do Instituto Nacional do Seguro Social que adote providências com vistas a: orientar as unidades do INSS quanto à necessidade de, ao procederem à publicação de avisos de licitação, já estarem em condições de disponibilizar aos eventuais interessados o correspondente edital; e observância dos prazos prescritos na Lei nº 8.666/93, principalmente no que diz respeito ao julgamento e resposta de impugnações a editais de licitação em até 3 (três) dias úteis, consoante estabelecido no art. 41, 1º, do mencionado diploma legal; 8.3 fixar o prazo de 60 (sessenta) dias para que sejam informadas a este Tribunal as medidas adotadas em cumprimento ao disposto no subitem

17 anterior; 8.4. determinar a juntada do presente processo às contas do Instituto Nacional do Seguro Social referentes ao exercício de 1999, para análise dos fatos ora apreciados em conjunto com os demais atos de gestão praticados naquele exercício; e 8.5 enviar cópia da presente Decisão, bem assim do Relatório e Voto que a fundamentam, à interessada e à direção do Instituto Nacional do Seguro Social.

A empresa Expernet Telemática Ltda., solicita os seguintes esclarecimentos: O subitem 2.3 Documentos Relativos à Qualificação Técnica alínea b) exige:

A empresa Expernet Telemática Ltda., solicita os seguintes esclarecimentos: O subitem 2.3 Documentos Relativos à Qualificação Técnica alínea b) exige: COP-148/2009 Processo nº 000578-14.89/09-2 Assunto: Esclarecimento A empresa Expernet Telemática Ltda., solicita os seguintes esclarecimentos: Questionamento 1. O subitem 2.3 Documentos Relativos à Qualificação

Leia mais

Interessados: INTERESSADA: ELESERVICE do Brasil - Componentes Eletrônicos Ltda.

Interessados: INTERESSADA: ELESERVICE do Brasil - Componentes Eletrônicos Ltda. Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0255-19/99-P Identidade do documento: Decisão 255/1999 - Plenário Ementa: Representação formulada por licitante. Possíveis irregularidades praticadas

Leia mais

Interessados: Interessado: Ministério das Comunicações, Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Interessados: Interessado: Ministério das Comunicações, Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0483-30/01-P Identidade do documento: Decisão 483/2001 - Plenário Ementa: Acompanhamento. ANATEL. Licitação. Outorga de direito de concessão para a exploração

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Número do documento: DC-0054-04/00-P. Identidade do documento: Decisão 54/2000 - Plenário

Tribunal de Contas da União. Número do documento: DC-0054-04/00-P. Identidade do documento: Decisão 54/2000 - Plenário Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0054-04/00-P Identidade do documento: Decisão 54/2000 - Plenário Ementa: Representação formulada por licitante. Possíveis irregularidades praticadas

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Assunto: Solicitação do Congresso Nacional. Colegiado: Plenário. Classe: Classe II

Tribunal de Contas da União. Assunto: Solicitação do Congresso Nacional. Colegiado: Plenário. Classe: Classe II Tribunal de Contas da União Assunto: Solicitação do Congresso Nacional. Colegiado: Plenário Classe: Classe II Sumário: Solicitação de Auditoria na Prefeitura Municipal de Cajuri - MG, para esclarecer questões

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Assunto: Representação. Colegiado: Plenário. Classe: Classe VII

Tribunal de Contas da União. Assunto: Representação. Colegiado: Plenário. Classe: Classe VII Tribunal de Contas da União Assunto: Representação Colegiado: Plenário Classe: Classe VII Sumário: Representação formulada pelo Tribunal de Contas do Espado de Pernambuco versando sobre possíveis irregularidades

Leia mais

Assunto: Representação acerca de irregularidades na aplicação da Lei n. 8.666/93.

Assunto: Representação acerca de irregularidades na aplicação da Lei n. 8.666/93. Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 20/98 - Plenário - Ata 04/98 Processo TC n. 700.226/97-4. Interessada: Compuadd Computadores Ltda. Entidade: Conselho Regional de Medicina do Estado

Leia mais

Entidade: Órgão de Origem: Secretaria do Estado da Justiça e Cidadania de Santa Catarina

Entidade: Órgão de Origem: Secretaria do Estado da Justiça e Cidadania de Santa Catarina Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0776-48/99-P Identidade do documento: Decisão 776/1999 - Plenário Ementa: Inspeção. Secretaria de Justiça de Santa Catarina. Pedido de reexame de decisão

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Número do documento: DC-0122-08/00-P. Identidade do documento: Decisão 122/2000 - Plenário

Tribunal de Contas da União. Número do documento: DC-0122-08/00-P. Identidade do documento: Decisão 122/2000 - Plenário Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0122-08/00-P Identidade do documento: Decisão 122/2000 - Plenário Ementa: Auditoria. CBTU. Obra de implantação do metrô de Belo Horizonte, trecho Calafate-Barreiro.

Leia mais

Tribunal de Contas da União

Tribunal de Contas da União Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 885/97 - Plenário - Ata 53/97 Processo nº TC 017.843/93-6 Interessado: Adyr da Silva, Presidente. Entidade: Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária

Leia mais

LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL ENGENHARIA ELÉTRICA

LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL ENGENHARIA ELÉTRICA LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL ENGENHARIA ELÉTRICA TÓPICOS INSTRUMENTOS LEGAIS APLICÁVEIS LEGISLAÇÃO: CONSTITUIÇÃO FEDERAL, LEIS, DECRETOS e RESOLUÇÕES FORMAÇÃO E ATRIBUIÇÃO PROFISSIONAL DELIBERAÇÕES NORMATIVAS

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO ACÓRDÃO Nº 1.358/2004-TCU-Plenário

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO ACÓRDÃO Nº 1.358/2004-TCU-Plenário TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO ACÓRDÃO Nº 1.358/2004-TCU-Plenário 1. Processo TC 003.181/2004-0 2. Grupo: I - Classe de Assunto: V - Relatório de Levantamento de Auditoria (Fiscobras 2004). 3. Partes: 3.1.

Leia mais

Representante do Ministério Público: UBALDO ALVES CALDAS;

Representante do Ministério Público: UBALDO ALVES CALDAS; Tribunal de Contas da União Representante do Ministério Público: UBALDO ALVES CALDAS; Dados Materiais: c/ 01 volume Assunto: Recurso de Reconsideração Acórdão: VISTOS, relatados e discutidos estes autos

Leia mais

INDEXAÇÃO Representação; Licitação; INPI; Concorrência; Edital; Capacidade Técnica; Atestado; Prestação de Serviços; Assistência Médica;

INDEXAÇÃO Representação; Licitação; INPI; Concorrência; Edital; Capacidade Técnica; Atestado; Prestação de Serviços; Assistência Médica; Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-1027-47/00-P Identidade do documento: Decisão 1027/2000 - Plenário Ementa: Representação formulada por licitante. Possíveis irregularidades praticadas

Leia mais

RESOLUÇÃO Confea 313 - Atribuições

RESOLUÇÃO Confea 313 - Atribuições RESOLUÇÃO Confea 313 - Atribuições Dispõe sobre o exercício profissional dos Tecnólogos das áreas submetidas à regulamentação e fiscalização instituídas pela Lei nº 5.194, de 24 DEZ 1966, e dá outras providências.

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Assunto: Representação. Colegiado: Plenário. Classe: Classe VII

Tribunal de Contas da União. Assunto: Representação. Colegiado: Plenário. Classe: Classe VII Tribunal de Contas da União Assunto: Representação Colegiado: Plenário Classe: Classe VII Sumário: Representação formulada com base no art. 113 da Lei nº 8.666/93 contra possíveis irregularidades em tomada

Leia mais

Interessados: Interessado: Ministério das Comunicações, Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Interessados: Interessado: Ministério das Comunicações, Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0182-12/01-P Identidade do documento: Decisão 182/2001 - Plenário Ementa: Acompanhamento. Licitação para outorga de Direito de Exploração de Serviço

Leia mais

Entidade: Unidade: Coordenação de Serviços Gerais da Secretaria de Administração-Geral do Ministério da Educação e do Desporto

Entidade: Unidade: Coordenação de Serviços Gerais da Secretaria de Administração-Geral do Ministério da Educação e do Desporto Tribunal de Contas da União Número do documento: AC-0237-21/99-1 Identidade do documento: Acórdão 237/1999 - Primeira Câmara Ementa: Tomada de Contas. Coordenação de Serviços Gerais da Secretaria de Administração-Geral

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Assunto: Representação. Colegiado: Plenário. Classe: Classe VII

Tribunal de Contas da União. Assunto: Representação. Colegiado: Plenário. Classe: Classe VII Tribunal de Contas da União Assunto: Representação Colegiado: Plenário Classe: Classe VII Sumário: Representação contra dispensa de licitação fundamentada no inciso XIII do art. 24 da Lei nº 8.666/93.

Leia mais

Interessados: Interessada: CompuAdd do Brasil Importadora e Distribuidora Ltda.

Interessados: Interessada: CompuAdd do Brasil Importadora e Distribuidora Ltda. Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0152-09/00-P Identidade do documento: Decisão 152/2000 - Plenário Ementa: Representação formulada por licitante. Possíveis irregularidades praticadas

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 218, DE 29 DE JUNHO DE 1973

RESOLUÇÃO Nº 218, DE 29 DE JUNHO DE 1973 RESOLUÇÃO Nº 218, DE 29 DE JUNHO DE 1973 Discrimina atividades das diferentes modalidades profissionais da Engenharia, Arquitetura e Agronomia. O CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA,

Leia mais

RELATÓRIO DE INSTRUÇÃO DE RECURSO ADMINISTRATIVO

RELATÓRIO DE INSTRUÇÃO DE RECURSO ADMINISTRATIVO RELATÓRIO DE INSTRUÇÃO DE RECURSO ADMINISTRATIVO Da: Ao: Assunto: Ref.: Objeto: Comissão de Licitação Superintendente de Empreendimentos Norte, Nordeste e Centro Oeste (Obras) Recurso Administrativo -

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Número do documento: DC-0180-15/99-P. Identidade do documento: Decisão 180/1999 - Plenário

Tribunal de Contas da União. Número do documento: DC-0180-15/99-P. Identidade do documento: Decisão 180/1999 - Plenário Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0180-15/99-P Identidade do documento: Decisão 180/1999 - Plenário Ementa: Representação formulada por parlamentar. Possíveis irregularidades na FUNAI.

Leia mais

Tribunal de Contas da União

Tribunal de Contas da União Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Acórdão 236/97 - Plenário - Ata 42/97 Processo nº TC 299.048/93-4. Interessados: Byron Costa Queiroz, Presidente, e Osmundo Evangelista Rebouças, Presidente

Leia mais

Assunto: Representação com fundamento no art. 113, 1º, da Lei nº 8.666/93.

Assunto: Representação com fundamento no art. 113, 1º, da Lei nº 8.666/93. Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 408/95 - Plenário - Ata 37/95 Processo nº TC 500.085/95-1 Interessada: CONTHÁBIL Auditoria, Consultoria e Planejamento Ltda. Entidade: Departamento

Leia mais

Entidade: Superintendência Regional da Receita Federal da 10ª Região Fiscal

Entidade: Superintendência Regional da Receita Federal da 10ª Região Fiscal Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0285-19/01-P Identidade do documento: Decisão 285/2001 - Plenário Ementa: Acompanhamento. Outorga de permissão da Estação Aduaneira em Novo Hamburgo

Leia mais

3. Após análise das razões apresentadas pela impugnante, consignamos o seguinte:

3. Após análise das razões apresentadas pela impugnante, consignamos o seguinte: Decisão de Pregoeiro n /2009-SLC/ANEEL Em 03 de julho de 2009. Processo nº: 48500.007998/2008-24 Licitação: Pregão Eletrônico nº 08/2009 Assunto: Análise da IMPUGNAÇÃO AO EDITAL apresentada pela empresa

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Número do documento: AC-0337-31/99-1. Identidade do documento: Acórdão 337/1999 - Primeira Câmara

Tribunal de Contas da União. Número do documento: AC-0337-31/99-1. Identidade do documento: Acórdão 337/1999 - Primeira Câmara Tribunal de Contas da União Número do documento: AC-0337-31/99-1 Identidade do documento: Acórdão 337/1999 - Primeira Câmara Ementa: Tomada de Contas Especial. Convênio. FAE. Prefeitura Municipal de Magé

Leia mais

Ilustríssima Comissão Permanente de Licitação do INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE NOVO HAMBURGO IPASEM-NH

Ilustríssima Comissão Permanente de Licitação do INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE NOVO HAMBURGO IPASEM-NH Ilustríssima Comissão Permanente de Licitação do INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE NOVO HAMBURGO IPASEM-NH Referente ao PREGÃO ELETRÔNICO Nº 01/2013 COMERCIAL DE ELETRODOMÉSTICOS

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO (A) SENHOR (A) PRESIDENTE DA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES - CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE.

EXCELENTÍSSIMO (A) SENHOR (A) PRESIDENTE DA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES - CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. EXCELENTÍSSIMO (A) SENHOR (A) PRESIDENTE DA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES - CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. AO CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE CPL - Comissão Permanente de Licitação SAS Quadra

Leia mais

Ilustríssima Comissão Permanente de Licitação

Ilustríssima Comissão Permanente de Licitação AO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM SANTA CATARINA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO Ilustríssima Comissão Permanente de Licitação Referente ao PREGÃO ELETRÔNICO Nº 11/2013-PR/SC.

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PETRÓPOLIS CENTRO DE ENGENHARIA E COMPUTAÇÃO ENGENHARIA CIVIL RESUMO DA LEI NÚMERO 5.194 DE 24 DE DEZEMBRO DE 1966

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PETRÓPOLIS CENTRO DE ENGENHARIA E COMPUTAÇÃO ENGENHARIA CIVIL RESUMO DA LEI NÚMERO 5.194 DE 24 DE DEZEMBRO DE 1966 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PETRÓPOLIS CENTRO DE ENGENHARIA E COMPUTAÇÃO ENGENHARIA CIVIL RESUMO DA LEI NÚMERO 5.194 DE 24 DE DEZEMBRO DE 1966 Petrópolis 2013 1 INTRODUÇÃO O presente trabalho é um resumo

Leia mais

ACÓRDÃO Nº 1.081/2004 - TCU - Plenário

ACÓRDÃO Nº 1.081/2004 - TCU - Plenário ACÓRDÃO Nº 1.081/004 - TCU - Plenário 1. Processo TC-006.936/004-.. Grupo I - Classe V: Levantamento. 3. Entidade: Companhia Energética do Amazonas CEAM. 4. Interessado: Congresso Nacional. 5. Relator:

Leia mais

Representante do Ministério Público: UBALDO ALVES CALDAS;

Representante do Ministério Público: UBALDO ALVES CALDAS; Tribunal de Contas da União Representante do Ministério Público: UBALDO ALVES CALDAS; Dados Materiais: c/ 01 volume Assunto: Recurso de Reconsideração Acórdão: VISTOS, relatados e discutidos estes autos

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Número do documento: AC-0407-23/01-1. Identidade do documento: Acórdão 407/2001 - Primeira Câmara

Tribunal de Contas da União. Número do documento: AC-0407-23/01-1. Identidade do documento: Acórdão 407/2001 - Primeira Câmara Tribunal de Contas da União Número do documento: AC-0407-23/01-1 Identidade do documento: Acórdão 407/2001 - Primeira Câmara Ementa: Tomada de Contas Especial. Termo de Cooperação. Ministério da Saúde.

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 36/2012

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 36/2012 ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 36/2012 Aos 4 dias do mês de outubro de 2012, reuniram-se o Pregoeiro e os integrantes da Equipe de Apoio para análise e julgamento

Leia mais

Assunto: Representação relativa a irregularidades na execução de obras públicas

Assunto: Representação relativa a irregularidades na execução de obras públicas Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 246/95 - Plenário - Ata 23/95 Processo nº TC 400.080-94-0 Responsável: Juvêncio César da Fonseca Entidade: Prefeitura Municipal de Campo Grande - MS

Leia mais

Interessados: Interessado: Identidade preservada (art. 55, 1º, da Lei n.º 8.443/92, c/c o art. 66 da Resolução n.º 136/2000 TCU)

Interessados: Interessado: Identidade preservada (art. 55, 1º, da Lei n.º 8.443/92, c/c o art. 66 da Resolução n.º 136/2000 TCU) Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0011-01/01-P Identidade do documento: Decisão 11/2001 - Plenário Ementa: Denúncia. Possíveis irregularidades praticadas pela ECT PE. Contratação ilegal

Leia mais

2 - Autuado como Representação em conformidade com o Despacho de fl. 114 vieram os autos à esta Unidade Técnica para exame.

2 - Autuado como Representação em conformidade com o Despacho de fl. 114 vieram os autos à esta Unidade Técnica para exame. Tribunal de Contas da União Assunto: Representação Colegiado: Plenário Classe: Classe VII Sumário: Representação com fulcro no art. 113, 1º, da Lei nº 8.666/93. Irregularidade em procedimento licitatório

Leia mais

Entidade: Órgão de Origem: Tribunal Regional do Trabalho da 13ª Região/PB

Entidade: Órgão de Origem: Tribunal Regional do Trabalho da 13ª Região/PB Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0414-27/01-P Identidade do documento: Decisão 414/2001 - Plenário Ementa: Representação formulada pela Procuradoria Regional do Trabalho 13ª Região PB.

Leia mais

Ata de julgamento de Impugnação ao Pregão Eletrônico AA 37/2007

Ata de julgamento de Impugnação ao Pregão Eletrônico AA 37/2007 Ata de julgamento de Impugnação ao Pregão Eletrônico AA 37/2007 COMBRAS ENGENHARIA LTDA. apresentou Impugnação ao Edital do Pregão Eletrônico AA nº 37/2007, que tem por objeto a contratação de empresa

Leia mais

SISTEMAS PROFISSIONAIS

SISTEMAS PROFISSIONAIS SISTEMAS PROFISSIONAIS Prof. Dr. Eng. Mec. Amarildo Tabone Paschoalini Docente Departamento de Engenharia Mecânica UNESP Ilha Solteira Coordenador da Câmara Especializada de Eng. Mecânica e Metalúrgica

Leia mais

Responsável (CPF): Nelson Monteiro da Rocha (549.133.147-34)

Responsável (CPF): Nelson Monteiro da Rocha (549.133.147-34) Tribunal de Contas da União Data DOU: 19/07/2004 Colegiado: Segunda Câmara Número da Ata: 25/2004 Texto do Documento: RELAÇÃO Nº 58/2004 - Segunda Câmara - TCU Gabinete do Ministro Benjamin Zymler Relação

Leia mais

Assunto: Representação acerca de procedimento licitatório - inexigibilidade.

Assunto: Representação acerca de procedimento licitatório - inexigibilidade. Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 323/94 - Segunda Câmara - Ata 44/94 Processo nº TC 625.141/94-6 Responsável: Dra. Marga Inge Barth Tessler, Juiza Federal Diretora do Foro. Órgão: Justiça

Leia mais

Outros Representantes do Ministério Público: Dra. Maria Alzira Ferreira e Dr. Paulo Soares Bugarin.

Outros Representantes do Ministério Público: Dra. Maria Alzira Ferreira e Dr. Paulo Soares Bugarin. Tribunal de Contas da União Número do documento: AC-0569-42/00-1 Identidade do documento: Acórdão 569/2000 - Primeira Câmara Ementa: Tomada de Contas Especial. Convênio. FNDE. Prefeitura Municipal de Bom

Leia mais

Interessados: INTERESSADO: Neilton Araújo de Oliveira Secretário Municipal de Saúde

Interessados: INTERESSADO: Neilton Araújo de Oliveira Secretário Municipal de Saúde Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0175-10/00-P Identidade do documento: Decisão 175/2000 - Plenário Ementa: Consulta formulada pelo Secretário Municipal de Saúde de Palmas TO. Solicitação

Leia mais

Tribunal de Contas da União

Tribunal de Contas da União Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 563/97 - Plenário - Ata 35/97 Processo nº TC 003.561/94-1 Interessado: Murílio de Avellar Hingel, Ministro de Estado da Educação e do Desporto Órgão:

Leia mais

SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO Referência: Processo n.º 0.00.002.001198/2014-32 Edital do Pregão Eletrônico nº 43/2014 Contratação de serviços técnicos continuados de operação do sistema de automação, remanejamento e instalação de equipamentos

Leia mais

João Fernando Custodio da Silva Engenheiro Cartógrafo, Conselheiro CREA-SP 2007-2009 Professor Titular do Departamento de Cartografia, FCT/UNESP

João Fernando Custodio da Silva Engenheiro Cartógrafo, Conselheiro CREA-SP 2007-2009 Professor Titular do Departamento de Cartografia, FCT/UNESP Regulamentação da atribuição de títulos profissionais, atividades, competências e caracterização do âmbito de atuação dos profissionais inseridos no Sistema CONFEA-CREA João Fernando Custodio da Silva

Leia mais

Entidade: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq

Entidade: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq Tribunal de Contas da União Número do documento: AC-0348-20/01-2 Identidade do documento: Acórdão 348/2001 - Segunda Câmara Ementa: Tomada de Contas Especial. Pessoa física. CNPq. Concessão de bolsa de

Leia mais

MARIA LÚCIA DE FÁTIMA LEAL MELÃO Presidente da CPL

MARIA LÚCIA DE FÁTIMA LEAL MELÃO Presidente da CPL Ofício nº 75/2006/CPL/SAA/SE/MEC Brasília, 14 de julho de 2006. Às Empresas interessadas, Referência: TOMADA DE PREÇOS Nº 02/2006. Assunto: CONTRA-RAZÕES Prezados Senhores, Pelo presente encaminhamos as

Leia mais

Assunto: Acompanhamento da publicação de extratos de contratos e dispensas de licitação no D.O.U.

Assunto: Acompanhamento da publicação de extratos de contratos e dispensas de licitação no D.O.U. Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 503/96 - Plenário - Ata 32/96 Processo nº TC 625.062/96-5 Responsável: Ricardo Leônidas Ribas Entidade: Banco Meridional S/A Relator: Ministro Humberto

Leia mais

Decisão de Pregoeiro n /2009-SLC/ANEEL. Em 03 de julho de 2009.

Decisão de Pregoeiro n /2009-SLC/ANEEL. Em 03 de julho de 2009. Decisão de Pregoeiro n /2009-SLC/ANEEL Em 03 de julho de 2009. Processo nº: 48500.007998/2008-24 Licitação: Pregão Eletrônico nº 08/2009 Assunto: Análise da IMPUGNAÇÃO AO EDITAL apresentada pela empresa

Leia mais

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL PREGÃO PRESENCIAL 008/2015 ASSUNTO:

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL PREGÃO PRESENCIAL 008/2015 ASSUNTO: SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL PREGÃO PRESENCIAL 008/2015 ASSUNTO: Impugnação ao Edital oferecida pela empresa QATIVE TECNOLOGIA E EVENTOS LTDA. DECISÃO DA COMISSÃO PERMANENTE

Leia mais

NORMA DE FISCALIZAÇÃO DA CÂMARA ESPECIALIZADA DE ENGENHARIA ELÉTRICA Nº 002, DE 26 DE AGOSTO DE 2011.

NORMA DE FISCALIZAÇÃO DA CÂMARA ESPECIALIZADA DE ENGENHARIA ELÉTRICA Nº 002, DE 26 DE AGOSTO DE 2011. Fl. 1 de 5 CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA ARQUITETURA E AGRONOMIA DO RIO GRANDE DO SUL NORMA DE FISCALIZAÇÃO DA CÂMARA ESPECIALIZADA DE ENGENHARIA ELÉTRICA Nº 002, DE 26 DE AGOSTO DE 2011. Dispõe sobre

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Número do documento: AC-0208-34/00-P. Identidade do documento: Acórdão 208/2000 - Plenário

Tribunal de Contas da União. Número do documento: AC-0208-34/00-P. Identidade do documento: Acórdão 208/2000 - Plenário Tribunal de Contas da União Número do documento: AC-0208-34/00-P Identidade do documento: Acórdão 208/2000 - Plenário Ementa: Representação formulada por Equipe de Auditoria do TCU. Possíveis irregularidades

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Assunto: Levantamento de Auditoria. Colegiado: Plenário. Classe: Classe V

Tribunal de Contas da União. Assunto: Levantamento de Auditoria. Colegiado: Plenário. Classe: Classe V Tribunal de Contas da União Assunto: Levantamento de Auditoria Colegiado: Plenário Classe: Classe V Sumário: Fiscobras 2001. Obras de construção de contornos rodoviários no corredor Leste/BR- 259/ES. Irregularidades.

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Número do documento: DC-0230-12/00-P. Identidade do documento: Decisão 230/2000 - Plenário

Tribunal de Contas da União. Número do documento: DC-0230-12/00-P. Identidade do documento: Decisão 230/2000 - Plenário Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0230-12/00-P Identidade do documento: Decisão 230/2000 - Plenário Ementa: Acompanhamento. Programa Nacional de Desestatização. Outorga de concessões

Leia mais

Tribunal de Contas da União

Tribunal de Contas da União Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Acórdão 18/98 - Plenário - Ata 07/98 Processo nº TC 014.945/95-9 Interessados: Vânia Regina Soares Marques, Francisco Eduardo Pereira, Sérgio Eduardo Langkjer

Leia mais

Responsabilidade Técnica na Pesquisa com Agrotóxicos. Eng. Agr. Gilberto Guarido Coordenador da Câmara Especializada de Agronomia

Responsabilidade Técnica na Pesquisa com Agrotóxicos. Eng. Agr. Gilberto Guarido Coordenador da Câmara Especializada de Agronomia Responsabilidade Técnica na Pesquisa com Agrotóxicos Eng. Agr. Gilberto Guarido Coordenador da Câmara Especializada de Agronomia CONFEA CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA CREA CONSELHO REGIONAL

Leia mais

A Empresa SPRINK SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO LTDA. interpõe tempestivamente impugnação ao Edital de Pregão supra referenciado pelos motivos a seguir:

A Empresa SPRINK SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO LTDA. interpõe tempestivamente impugnação ao Edital de Pregão supra referenciado pelos motivos a seguir: PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO Referência: Pregão nº 17/2009 Processo: 1.00.000.000102/2009-16, Fase: Impugnação de Edital A Empresa SPRINK SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO LTDA.

Leia mais

Julgamento de Recurso Administrativo

Julgamento de Recurso Administrativo Julgamento de Recurso Administrativo Tomada de Preço nº.: 001/2014 Recorrente: G.M. ENGENHARIA CONSTRUÇÕES E COMÉRCIO LTDA 1. Trata-se, em síntese, de recurso administrativo interposto pela sociedade empresária

Leia mais

FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE SÃO PAULO

FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE SÃO PAULO PROCESSO FAPESP Nº. A 07/199 PREGÃO PRESENCIAL Nº. 21/2007 OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DE ENGENHARIA PARA EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E ASSISTÊNCIA PREVENTIVA E CORRETIVA NOS APARELHOS DE AR

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO. Recorrente: SELL COMÉRCIO SERVIÇOS E CONSTRUÇÕES LTDA.

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO. Recorrente: SELL COMÉRCIO SERVIÇOS E CONSTRUÇÕES LTDA. Processo: CONVITE N.º 007/2008 Assunto: JULGAMENTO RECURSO ADMINISTRATIVO Recorrente: SELL COMÉRCIO SERVIÇOS E CONSTRUÇÕES LTDA. A Comissão Permanente de Licitação - CPL da Centrais Elétricas de Rondônia

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A CERON

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A CERON Processo: CONCORRÊNCIA N.º 006/2006 Assunto: JULGAMENTO RECURSO ADMINISTRATIVO - HABILITAÇÃO Recorrente: ATLAS CONSTRUÇÕES ELÉTRICOS LTDA - EPP. A Comissão Permanente de Licitação - CPL da Centrais Elétricas

Leia mais

INDEXAÇÃO Representação; MRE; Contrato; Pagamento Antecipado; Auditoria; Diárias; Passagem Aérea;

INDEXAÇÃO Representação; MRE; Contrato; Pagamento Antecipado; Auditoria; Diárias; Passagem Aérea; Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0245-12/00-P Identidade do documento: Decisão 245/2000 - Plenário Ementa: Representação formulada por Equipe de Auditoria do TCU. Possíveis irregularidades

Leia mais

Representante do Ministério Público: MARINUS EDUARDO DE VRIES MARSICO

Representante do Ministério Público: MARINUS EDUARDO DE VRIES MARSICO Tribunal de Contas da União Representante do Ministério Público: MARINUS EDUARDO DE VRIES MARSICO Assunto: Tomada de Contas Especial Acórdão: Vistos, relatados e discutidos estes autos de Tomada de Contas

Leia mais

Assunto: Consulta sobre pagamento de despesas não empenhadas nem contratadas e sem crédito orçamentário.

Assunto: Consulta sobre pagamento de despesas não empenhadas nem contratadas e sem crédito orçamentário. Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 321/95 - Plenário - Ata 30/95 Processo nº TC 325.129/95-9. Interessada (consulente): Maria José Santos de Santana, Assessora de Auditoria e Controle

Leia mais

Entidade: Órgão de Origem: Estado Maior das Forças Armadas - EMFA (extinto)

Entidade: Órgão de Origem: Estado Maior das Forças Armadas - EMFA (extinto) Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0450-28/01-P Identidade do documento: Decisão 450/2001 - Plenário Ementa: Representação formulada por licitante. Possíveis irregularidades praticadas

Leia mais

A Profissão do Engenheiro Eletricista no Brasil e Seus Regulamentos

A Profissão do Engenheiro Eletricista no Brasil e Seus Regulamentos DEPEN DEPARTAMENTO DE ENSINO A Profissão do Engenheiro Eletricista no Brasil e Seus Regulamentos Acimarney Correia Silva Freitas¹, Ivan da Silva Bié 2, Marcus Vinicius Silva Ferraz 3, Mariana Cardoso Mendes

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Assunto: Representação. Colegiado: Plenário. Classe: Classe VII

Tribunal de Contas da União. Assunto: Representação. Colegiado: Plenário. Classe: Classe VII Tribunal de Contas da União Assunto: Representação Colegiado: Plenário Classe: Classe VII Sumário: Representação formulada com base no art. 113 da Lei nº 8.666/93 contra possíveis irregularidades em convite.

Leia mais

Identificação Acórdão 2.471/2008- Plenário

Identificação Acórdão 2.471/2008- Plenário Identificação Acórdão 2.471/2008- Plenário Acórdão Vistos, relatados e discutidos estes autos que tratam de fiscalizações de orientação centralizada, realizadas no âmbito do Tema de Maior Significância

Leia mais

Tribunal de Contas da União

Tribunal de Contas da União Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 528/96 - Plenário - Ata 33/96 Processo nº TC 575.337/93-1 c/ 13 Volumes anexos Apensos: TC 016.272/92-7 (Representação da Procuradoria da República

Leia mais

INDEXAÇÃO Tomada de Contas Especial; Convênio; FNDE; Prefeitura Municipal; Paço do Lumiar MA; Inexecução de Convênio; Material; Multa;

INDEXAÇÃO Tomada de Contas Especial; Convênio; FNDE; Prefeitura Municipal; Paço do Lumiar MA; Inexecução de Convênio; Material; Multa; Tribunal de Contas da União Número do documento: AC-0613-45/00-1 Identidade do documento: Acórdão 613/2000 - Primeira Câmara Ementa: Tomada de Contas Especial. Convênio. FNDE. Prefeitura Municipal de Paço

Leia mais

Entidade: Órgão de Origem: Tribunal Regional do Trabalho da 13ª Região

Entidade: Órgão de Origem: Tribunal Regional do Trabalho da 13ª Região Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0211-25/00-1 Identidade do documento: Decisão 211/2000 - Primeira Câmara Ementa: Tomada de Contas Especial. TRT 13ª Região. Aquisição indevida de material.

Leia mais

COMISSÃO DE LICITAÇÃO DE OBRAS DO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE ALAGOAS

COMISSÃO DE LICITAÇÃO DE OBRAS DO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE ALAGOAS COMISSÃO DE LICITAÇÃO DE OBRAS DO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE ALAGOAS Processo nº 005098-9.2015.001 Objeto: Contratação de empresa de engenharia para realizar a construção do Juizado Especial Cível e

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Assunto: Representação. Colegiado: Plenário. Classe: Classe VII

Tribunal de Contas da União. Assunto: Representação. Colegiado: Plenário. Classe: Classe VII Tribunal de Contas da União Assunto: Representação. Colegiado: Plenário Classe: Classe VII Sumário: Representação de equipe de auditoria. Convênio firmado entre o governo do estado do Rio Grande do Norte

Leia mais

INDEXAÇÃO Tomada de Contas Especial; CEF; Responsável em Débito; Ato Ilícito; Crime; Fraude;

INDEXAÇÃO Tomada de Contas Especial; CEF; Responsável em Débito; Ato Ilícito; Crime; Fraude; Tribunal de Contas da União Número do documento: AC-0664-44/00-2 Identidade do documento: Acórdão 664/2000 - Segunda Câmara Ementa: Tomada de Contas Especial. CEF. Prática de ilícitos em operações bancárias

Leia mais

Resposta: 2 - Favor observar o item 24.6.4.7 do Projeto Básico (Grupo I e II - Desempenho Profissional e Desempenho das Atividades)

Resposta: 2 - Favor observar o item 24.6.4.7 do Projeto Básico (Grupo I e II - Desempenho Profissional e Desempenho das Atividades) : Solicitamos da comissão de licitação da ICMBio, os seguintes esclarecimentos: 1 De acordo com edital capitulo da proposta de preços item 36/38, estabelece que nos preços estejam inclusos despesas como

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Número do documento: AC-0397-24/01-2. Identidade do documento: Acórdão 397/2001 - Segunda Câmara

Tribunal de Contas da União. Número do documento: AC-0397-24/01-2. Identidade do documento: Acórdão 397/2001 - Segunda Câmara Tribunal de Contas da União Número do documento: AC-0397-24/01-2 Identidade do documento: Acórdão 397/2001 - Segunda Câmara Ementa: Tomada de Contas Especial. CEF. Ilícito praticado por ex-servidor. Responsável

Leia mais

Tribunal de Contas da União

Tribunal de Contas da União Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 668/96 - Plenário - Ata 42/96 Processo nº TC 015.702/95-2 Responsável: Eufrásio Mathias Sousa Neto, Diretor-Geral. Órgão: Superior Tribunal Militar

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO. Formulário de Telecom

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO. Formulário de Telecom 1. IDENTIFICAÇÃO TC n : Órgão concedente: Objeto da outorga: Local: 2. LEGISLAÇÃO APLICÁVEL a Constituição Federal, art. 21, XI; b - Lei n.º 9.472/97; c - Resolução ANATEL n.º 65/98 e 73/98; d - Lei n.º

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM SERGIPE ASSESSORIA JURÍDICA

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM SERGIPE ASSESSORIA JURÍDICA Parecer Jurídico n.º 010/2015 Impugnação ao Edital n 01/2015 MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM SERGIPE ASSESSORIA JURÍDICA IMPUGNAÇÃO AO EDITAL. LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS

Leia mais

IMPUGNAÇÃO AO INSTRUMENTO CONVOCATÓRIO

IMPUGNAÇÃO AO INSTRUMENTO CONVOCATÓRIO ILUSTRÍSSIMO SENHOR ABDIAS DA SILVA OLIVEIRA DESIGNADO PREGOEIRO PARA O PREGÃO ELETRÔNICO Nº 4/2015 DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR PREGÃO ELETRÔNICO: 4/2015 COQUEIRO &

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 844/2009-TCE-Pleno

RESOLUÇÃO Nº 844/2009-TCE-Pleno RESOLUÇÃO Nº 844/2009-TCE-Pleno 1. Processo nº: 02856/2009 2. Classe de Assunto: Consulta 3. Entidade: Câmara Municipal de Dianópolis-To 4. Responsável: Reginaldo Rodrigues de Melo - Presidente 5. Relator:

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Dados Materiais: Apenso: TC-009.212/1999-0. Assunto: Representação. Colegiado: Plenário. Classe: Classe VII

Tribunal de Contas da União. Dados Materiais: Apenso: TC-009.212/1999-0. Assunto: Representação. Colegiado: Plenário. Classe: Classe VII Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Apenso: TC-009.212/1999-0 Assunto: Representação. Colegiado: Plenário Classe: Classe VII Sumário: Representação formulada pelo Ministério Público Federal. Inquérito

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 392 DE 19 DE DEZEMBRO DE 2002 (*) CONSIDERANDO a Instrução Normativa do Tribunal de Contas da União nº 42 de 03 de julho de 2002,

RESOLUÇÃO Nº 392 DE 19 DE DEZEMBRO DE 2002 (*) CONSIDERANDO a Instrução Normativa do Tribunal de Contas da União nº 42 de 03 de julho de 2002, RESOLUÇÃO Nº 392 DE 19 DE DEZEMBRO DE 2002 (*) 1014 Ementa: Estabelece manual de normas e procedimentos orçamentários, contábeis e financeiros, e dá outras providências. O Plenário do Conselho Federal

Leia mais

Qualificação técnica. A documentação relativa à qualificação técnica limita-se a:

Qualificação técnica. A documentação relativa à qualificação técnica limita-se a: Observe, quando da contratação de empresas para realização de obras e/ou prestação de serviços, o disposto na Lei 8.212/91, que determina a exigência da Certidão Negativa de Débito da empresa na contratação

Leia mais

Informação nº 095/2014 Porto Alegre, 28 de julho de 2014.

Informação nº 095/2014 Porto Alegre, 28 de julho de 2014. Informação nº 095/2014 Porto Alegre, 28 de julho de 2014. Ref.: Pregão Eletrônico 36/2014 Processo nº 1632-0900/14-9 - Julgamento do Recurso Administrativo interposto por Intellisistemas Sistemas de Automação

Leia mais

Tribunal de Contas da União

Tribunal de Contas da União Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 217/94 - Plenário - Ata 12/94 Processo nº TC 014.056/93-3 Interessado: Dante Martins de Oliveira - Prefeito Entidade: Prefeitura Municipal de Cuiabá/MT

Leia mais

O Perito Judicial e a Justiça Gratuita

O Perito Judicial e a Justiça Gratuita 4º SEMINÁRIO PAULISTA DE PERÍCIA JUDICIAL 26 de agosto de 2011 O Perito Judicial e a Justiça Gratuita Ao CREA-SP, instituído pelo Decreto Federal nº 23.569, de 11 de dezembro de 1933, e mantido pela Lei

Leia mais

Informações e Despachos

Informações e Despachos Senhor Chefe do Demap, Brasília, 31 de março de 2014. TOMADA DE PREÇOS DEMAP Nº 156/2013. PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA E ELABORAÇÃO DE PROJETOS BÁSICOS CONTEMPLANDO OS SISTEMAS DE SEGURANÇA DOS

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ANÁLISE DO PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ANÁLISE DO PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ANÁLISE DO PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO Brasília DF, 03 de agosto de 2010. Ref.: Pregão Eletrônico nº 06/2010

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO

TRIBUNAL DE CONTAS DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO TRIBUNAL DE CONTAS DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO LEGENDA Texto em preto Redação original (sem modificado) Texto em azul Redação dos dispositivos alterados Texto em verde Redação dos dispositivos revogados

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS SETOR DE AQUISIÇÕES

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS SETOR DE AQUISIÇÕES PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS SETOR DE AQUISIÇÕES Processo n. º 01158-5.2006.001 Interessado: PORTO SEGURO CIA. DE SEGUROS GERAIS Referência: Recurso Administrativo. Modalidade

Leia mais

ILUSTRÍSSIMA SRA. CÁTIA FRANCISCA FERREIRA MD PREGOEIRA OFICIAL DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES-GO

ILUSTRÍSSIMA SRA. CÁTIA FRANCISCA FERREIRA MD PREGOEIRA OFICIAL DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES-GO ILUSTRÍSSIMA SRA. CÁTIA FRANCISCA FERREIRA MD PREGOEIRA OFICIAL DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES-GO POLO AR CONDICIONADO SERVIÇOS DE REFRIGERAÇÃO LTDA., CNPJ nº 06.021.988/0001-51,

Leia mais

MARCO ANTÔNIO TEOBALDI, ex-prefeito MUNICIPAL DE JOINVILLE ASSUNTO

MARCO ANTÔNIO TEOBALDI, ex-prefeito MUNICIPAL DE JOINVILLE ASSUNTO Fls. 353 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE CONTROLE DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES INSPETORA 2 DIVISÃO 6 PROCESSO Nº REP 09/00054654 UNIDADE GESTORA PREFEITURA MUNICIPAL DE JOINVILLE

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A CERON

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A CERON Processo: CONCORRÊNCIA N.º 005/2006 Assunto: JULGAMENTO RECURSO ADMINISTRATIVO - HABILITAÇÃO Recorrente: TAMA ENGENHARIA LTDA A Comissão Permanente de Licitação - CPL da Centrais Elétricas de Rondônia

Leia mais

Tribunal de Contas da União

Tribunal de Contas da União Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Acórdão 212/98 - Segunda Câmara - Ata 19/98 Processo TC nº 375.248/97-8. Responsáveis: Léa Lúcia Cecílio Braga, Vânia Ferreira dos Santos, Aparecida dos Santos,

Leia mais

EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA S/A IPLANRIO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO ESCLARECIMENTO PROCESSO 01.300.180/2012 PE 0266/2012

EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA S/A IPLANRIO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO ESCLARECIMENTO PROCESSO 01.300.180/2012 PE 0266/2012 EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA S/A IPLANRIO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO ESCLARECIMENTO PROCESSO 01.300.180/2012 PE 0266/2012 Trata-se de impugnações interpostas pelas licitantes abaixo relacionadas,

Leia mais