CONVERJ Analisar Proposta

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONVERJ Analisar Proposta"

Transcrição

1 1 CONVERJ Analisar Proposta Concedente Versão 1.3 Outubro/2014

2 2 Sumário 1 Como analisar uma Proposta? Analise Técnica Pronunciamento Coordenador Registrar Escolha do Proponente Analise Orçamentária Verificar Orçamento Gerar Declaração Orçamentária Abrir Processo Declaração de Economicidade Gerar Declaração de Economicidade Registrar Declaração de Economicidade Minuta do convênio Gerar Minuta do Convênio Registrar Minuta do Convênio Promoção Jurídica Interna Análise EGP-Rio Promoção Jurídica Casa Civil Autorização Governamental Gerar Autorização Governamental Registrar Autorização Governamental Autorizar Celebração Como validar uma exigência? Como definir o Coordenador/Gerente da Proposta? Como requisitar documentos na proposta? Como informar os dados bancários? Como ajustar a Proposta?... 26

3 3 1 Como analisar uma Proposta? Por determinação legal, a entidade CONCEDENTE precisa realizar uma série de análises da Proposta, quanto aos aspectos técnicos, financeiros e jurídicos, registrando a manifestação conclusiva de seus setoriais, a fim de assegurar que o recurso que será repassado está de acordo com o projeto encaminhado pela Entidade PROPONENTE. Mas não é só isso. A Secretaria de Estado da Casa Civil, por meio do EGP-Rio e da Subsecretaria Jurídica também exercem o seus papeis, quanto a viabilidade da proposta apresentada. Para melhor esclarecimento, abaixo apresentamos o fluxo de análises para o perfeito repasse do recurso. Análise Técnica Pronunciamento Coordenador Registrar Escolha Proponente Análise Orçamentária Promoção Jurídica Interna Minuta Convênio Declaração de Economicidade Abrir Processo Análise EGP-Rio Promoção Jurídica Casa Civil Autorização Governamental Autorizar Celebração Concedente Casa Civil Análise técnica Pronunciamento do Coordenador Escolha da Proponente Análise Orçamentária Abertura de Processo Declaração de Economicidade Minuta Convênio Promoção Jurídica Autorizar celebração Análise EGP-Rio Promoção Subsecretaria Jurídica Autorização Governamental

4 4 Cada atividade mostrada acima significa uma análise a ser feita por um usuário da Entidade CONCEDENTE ou da CASA CIVIL, quanto à Proposta encaminhada pelo PROPONENTE. Para realizarmos as análises, o usuário deverá capturar a Proposta para si. Significa dizer que o usuário analista deverá escolher a Proposta que está na lista de espera. As Propostas ficam na lista de espera com os seguintes indicadores: Proposta capturada por algum analista (colocando o cursor em cima do indicador, conseguimos visualizar qual o usuário efetuou a captura). Proposta aguardando ser capturada. IMPORTANTE: Se o usuário clicar no indicador em branco, este passará a ser o responsável pela análise, impossibilitando assim, a realização da análise por outros usuários. IMPORTANTE: A captura também poderá ser realizada através da caixa de mensagens do sistema (vide item XX deste Manual). Além dos botões de captura da Proposta, existem os botões de ação nas telas de análises. Confirma as informações da análise, encaminhando a proposta para a atividade seguinte. Volta a tela anterior, não salvando as informações da análise. A proposta passa ter status de capturada pelo usuário que primeiro efetuou a ação. Salva as informações da análise, mas não encaminha a proposta para atividade seguinte. A proposta passa ter status de capturada pelo usuário que primeiro efetuou a ação.

5 5 Um item importante constante das análises são as constatações. Estas são perguntas previamente padronizadas no sistema, para que os analistas respondam acerca da Proposta e da Entidade. As constatações podem ser respondidas da seguinte forma: CONSTATAÇÃO CONSEQUÊNCIA SIM Esta opção fará com que a análise prossiga sem gerar exigências ao Concedente e ao Proponente. NÃO Esta opção fará com que a análise prossiga gerando exigências ao Concedente e ao Proponente. NÃO SE APLICA Esta opção poderá ser utilizada quando nenhuma das alternativas é aplicável. Para melhor entendimento, vamos a um exemplo: Constatação: O projeto foi anexado? Resposta: Não Exigência: Anexar projeto As exigências ficarão registradas na aba Exigências/Recomendações da Proposta para que o Proponente possa cumpri-las e posteriormente o Concedente validá-las. Cada Análise possui constatações específicas, de acordo com as particularidades que serão detalhadas nos próximos itens deste capítulo. As telas de análise possuem abas que facilitam a visualização da Proposta em sua totalidade. ABA GERAL: Nesta aba o usuário constatará a Proposta e a respectiva análise.

6 6 ABA PROPOSTA: Nesta aba, o usuário deverá visualizar, verificar e conferir os dados da Proposta e inicializar a análise. IMPORTANTE: O sistema apresenta também: objeto, justificativa, valores da proposta, período de execução, cronograma e local de execução, plano de aplicação, cronograma de desembolso e anexos. ABA TRAMITAÇÕES: Nesta aba o usuário poderá verificar todas as análises já realizadas. Seq.: Sistema informa automaticamente o número de ordem da atividade executada. Atividade: Informa qual foi a atividade executada com o processo. Descrição: Informa qual a descrição fornecida na atividade executada com o processo. Resultado: Informa qual o resultado da atividade executada. Relatório: Permite realizar download (baixar) a análise da atividade executada. Anexo: Permite realizar download (baixar) de arquivo anexo inserido na atividade executada. Usuário: Informa qual usuário realizou a atividade executada. Dt. Tramitação: Informa data e horário em que foi realizada a atividade. ABA PROPONENTE: Nesta aba o usuário poderá visualizar o cadastro da entidade proponente e ainda visualizar a regularidade jurídico-fiscal deste.

7 7 Para visualizar a Declaração de Regularidade clique no botão Sistema abrirá uma nova tela com a Declaração de Regularidade da entidade proponente quanto aos documentos de habilitação jurídico-fiscal e econômicofinanceiro. 1.1 Analise Técnica A Análise Técnica é uma análise preliminar a ser realizada pela Área Técnica da Entidade Concedente. Esta possui Constatações específicas bem como resultados exclusivos para o seu contexto.

8 8 Para escolher a Proposta que será analisada, o usuário com perfil Concedente Técnica ou Concedente Representante do Sistema, deverá acessar o menu PROPOSTA> ANÁLISE TÉCNICA > ANALISAR PROPOSTA. Na tela aparecerão todas as propostas pendentes de análise. Para selecionar a proposta objeto da análise, o usuário deverá clicar no botão. Constatação: Informar uma das opções existentes CONSTATAÇÃO CONSEQUÊNCIA SIM Esta opção fará com que a análise prossiga sem gerar exigências ao Concedente e ao Proponente. NÃO Esta opção fará com que a análise prossiga gerando exigências ao Concedente e ao Proponente. NÃO SE APLICA Esta opção poderá ser utilizada quando nenhuma das alternativas é aplicável. Nota Explicativa: Campo destinado a observações da constatação. Resultado: Informar o resultado da análise. RESULTADO CONSEQUÊNCIA Favorável A análise foi favorável e segue para a próxima atividade. Favorável com A análise foi favorável, porém, alguns itens precisam ser Ressalvas ajustados, ou seja, foram criadas exigências que precisam ser resolvidas seja pela Proponente, ou pela Concedente. Neste caso a Proposta pode seguir para próxima atividade e não é aberta para o Proponente. Desfavorável A análise foi desfavorável e a mesma será cancelada. Necessita Complemento A análise foi realizada, porém, muitos itens precisam de ajustes. Esta opção devolve a Proposta para o Proponente realizar os ajustes. Próxima atividade: De acordo com a ação escolhida, sistema informa a próxima atividade sugerida. Anexo: Inclusão de arquivo (promoção jurídica) com tamanho não superior a 2MB, preferencialmente em formato PDF. Resumo: Campo destinado a inclusão do resumo da análise.

9 9 IMPORTANTE: Não é obrigatório informar o usuário. Caso o mesmo não seja informado, todos os usuários que tiverem perfil de acesso à funcionalidade poderá realizar a atividade designada.

10 Pronunciamento Coordenador O Pronunciamento do Coordenador é a análise feita pelo Coordenador de Convênios da Entidade Concedente. Esta possui Constatações específicas bem como resultados exclusivos para o seu contexto. Para escolher a Proposta que será analisada, o usuário com perfil Concedente Técnica ou Concedente Representante do Sistema, deverá acessar o menu PROPOSTA> ANÁLISE TÉCNICA > PRONUNCIAMENTO COORDENADOR. Na tela aparecerão todas as propostas pendentes de análise. Para selecionar a proposta objeto da análise, o usuário deverá clicar no botão. Constatação: Informar uma das opções existentes CONSTATAÇÃO CONSEQUÊNCIA SIM Esta opção fará com que a análise prossiga sem gerar exigências ao Concedente e ao Proponente. NÃO Esta opção fará com que a análise prossiga gerando exigências ao Concedente e ao Proponente. NÃO SE APLICA Esta opção poderá ser utilizada quando nenhuma das alternativas é aplicável. Nota Explicativa: Campo destinado a observações da constatação. Resultado: Informar o resultado da análise. RESULTADO Favorável Favorável Ressalvas Desfavorável Necessita Complemento com CONSEQUÊNCIA A análise foi favorável e segue para a próxima atividade. A análise foi favorável, porém, alguns itens precisam ser ajustados, ou seja, foram criadas exigências que precisam ser resolvidas seja pela Proponente, ou pela Concedente. Neste caso a Proposta pode seguir para próxima atividade e não é aberta para o Proponente. A análise foi desfavorável e a mesma será cancelada. A análise foi realizada, porém, muitos itens precisam de ajustes. Esta opção devolve a Proposta para o Proponente realizar os ajustes.

11 Registrar Escolha do Proponente O Registro da Escolha do Proponente tem por objetivo que a autoridade máxima competente da Entidade Concedente, justifique os motivos de fato para a escolha o Proponente na celebração do convênio. Para escolher a Proposta que será analisada, o usuário com perfil Concedente Representante do Sistema, deverá acessar o menu PROPOSTA> ANÁLISE TÉCNICA > REGISTRAR ESCOLHA PROPONENTE. Na tela aparecerão todas as propostas pendentes de análise. Para selecionar a proposta objeto da análise, o usuário deverá clicar no botão.

12 Analise Orçamentária Verificar Orçamento O Verificar Orçamento é a análise feita pelo setor de Orçamento da Entidade Concedente. Esta análise não possui constatação, mas possui campos específicos para verificar se a Entidade Concedente possui orçamento para o repasse do recurso solicitado. A mesma possui resultados específicos como: Possui Dotação Orçamentária: Concedente possui dotação orçamentária para celebração do convênio. O sistema sugere a próxima atividade. Não Possui Dotação Orçamentária: Concedente não possui dotação orçamentária para celebração do convênio. O sistema sugere a próxima atividade Encaminhar para providências. Aguardando Suplementação Orçamentária: Concedente irá solicitar uma suplementação orçamentária e a Proposta é encaminhada para providências. Para realizar esta análise é necessário que o usuário possua o perfil Concedente Orçamento, Concedente Fin/Orç/Contab, ou Concedente Representante do Sistema. Para realizar a Verificação do Orçamento, o usuário deverá acessar o menu PROPOSTA> ANÁLISE ORÇAMENTÁRIA> VERIFICAR ORÇAMENTO. Após o mesmo deverá escolher na lista a Proposta a ser analisada, e informar os dados necessários, conforme mostra a figura abaixo:

13 13 Os campos são preenchidos automaticamente com as informações constantes no Programa de Trabalho e na Proposta, podendo ser editados pelo usuário analista. Ano: Ano dos repasses. UO: Unidade Orçamentária. UG: Unidade Gestora. Programa Trab.: Programa de Trabalho. Fonte: Fonte de recurso. Mod. Despesa: Modalidade de Despesa. Valor: Valor a ser repassado. Total despesa: Total do valor da Proposta. Impacto Orçamento Ano: Valor a ser repassado no ano em exercício. Impacto Orçamento Exerc. Seguinte: Valor a ser repassado nos exercícios seguintes. Período Total a Contratar (meses): Período total da Proposta. Período Previsto para o Ano (meses): Período do ano em exercício da Proposta. Valor a empenhar: Valor a ser empenhado. Parcela Atendidas: Número das parcelas a serem atendidas.

14 14 Resultado: Informar o resultado da Análise. Anexo: Inclusão de arquivo(s), se for o caso, preferencialmente em formato pdf, com tamanho não superior a 2 MB. Resumo: Espaço destinado ao usuário escrever as suas considerações totais acerca da verificação do orçamento. Próxima Atividade: Informar a próxima atividade a ser realizada Gerar Declaração Orçamentária O CONVERJ gera automaticamente a Declaração de Previsão Orçamentária-Financeira, desde que o resultado Análise Verificar Orçamento seja Possui Dotação Orçamentária. Para realizar esta análise é necessário que o usuário possua o perfil Concedente Orçamento, Concedente Fin/Orç/Contab, ou Concedente Representante do Sistema. 1.5 Abrir Processo Esta funcionalidade refere-se à abertura do Processo Administrativo. O mesmo deverá ser aberto no Protocolo da Entidade Concedente, e o número deverá ser informado no Converj através desta funcionalidade. IMPORTANTE: O Processo Administrativo deverá permanecer no Órgão Concedente que gerou sua abertura. Para realizar esta função é necessário que o usuário possua o perfil Concedente Técnica ou Concedente Representante do Sistema. Para realizar a Abertura do Processo, o usuário deverá acessar o menu PROPOSTA> ABERTURA DO PROCESSO. Após o mesmo deverá escolher na lista a Proposta a ser analisada, e informar os dados necessários, conforme mostra a figura abaixo:

15 15 Nro Processo: Informar o número do Processo Administrativo aberto. Exemplo: E-SS/PPP.XXXXXX/AAAA Resultado: Neste caso, o resultado será Encaminhamento. Anexo: Inclusão de arquivo(s), se for o caso, preferencialmente em formato pdf, com tamanho não superior a 2 MB. Resumo: Espaço destinado ao usuário escrever as suas considerações totais acerca da abertura do processo. Próxima Atividade: Informar a próxima atividade a ser realizada. 1.6 Declaração de Economicidade Gerar Declaração de Economicidade A Declaração de Economicidade é gerada pelo sistema, ou seja, o Converj gera um arquivo em Word (.doc) com as informações sobre o Proponente já preenchidos. O usuário poderá editar o arquivo caso seja necessário e imprimir para que seja recolhida a assinatura da Autoridade Máxima da Pasta. Para realizar esta função é necessário que o usuário possua o perfil Concedente Técnica ou Concedente Representante do Sistema. Para gerar a Declaração de Economicidade, o usuário deverá acessar o menu PROPOSTA> DECLARAÇÃO ECONOMICIDADE> GERAR DECLARAÇÃO ECONOMICIDADE. Após, o mesmo deverá escolher na lista a Proposta e automaticamente será feito o download do arquivo em Word Registrar Declaração de Economicidade Após recolhida a assinatura da Declaração de Economicidade a mesma deverá ser incluída no sistema. Para realizar esta função é necessário que o usuário possua o perfil Concedente Técnica ou Concedente Representante do Sistema. Para registar a Declaração de Economicidade, o usuário deverá acessar o menu PROPOSTA>DECLARAÇÃO ECONOMICIDADE> REGISTRAR DECLARAÇÃO ECONOMICIDADE e escolher na lista a Proposta a ser registrada a declaração de economicidade.

16 16 Resultado: Informar se a Declaração de Economicidade foi Autorizada ou Não Autorizada. Anexo: Inclusão de arquivo(s), se for o caso, preferencialmente em formato pdf, com tamanho não superior a 2 MB. Resumo: Espaço destinado ao usuário escrever as suas considerações acerca da Declaração de Economicidade. Próxima Atividade: Informar a próxima atividade a ser realizada. 1.7 Minuta do convênio Gerar Minuta do Convênio A Minuta do convênio é gerada pelo sistema, ou seja, o Converj gera um arquivo em Word (.doc) com as informações já preenchidas. O usuário poderá editar o arquivo caso seja necessário. Para realizar esta função é necessário que o usuário possua o perfil Concedente Técnica ou Concedente Representante do Sistema. Para gerar a minuta do convênio, o usuário deverá acessar o menu PROPOSTA> GERAR/ALTERAR MINUTA. Após, o mesmo deverá escolher na lista a Proposta e automaticamente será feito o download do arquivo em Word Registrar Minuta do Convênio Após realizada a edição do arquivo, a minuta precisa ser registrada para que a Assessoria Jurídica possa validar a mesma. Para realizar esta função é necessário que o usuário possua o perfil Concedente Técnica ou Concedente Representante do Sistema. Para registar a Minuta, o usuário deverá acessar o menu PROPOSTA> MINUTA CONVÊNIO> REGISTRAR MINUTA CONVÊNIO e escolher na lista a Proposta a ser registrada a Minuta.

17 17 Resultado: Informar que Prossegue. Anexo: Inclusão de arquivo(s), se for o caso, preferencialmente em formato pdf, com tamanho não superior a 2 MB. Resumo: Espaço destinado ao usuário escrever as suas considerações acerca da Minuta. Próxima Atividade: Informar a próxima atividade a ser realizada. 1.8 Promoção Jurídica Interna A Promoção Jurídica Interna é análise feita pela área Jurídica da Entidade Concedente. Esta análise possui apenas uma constatação, e o usuário deverá anexar o arquivo com a promoção jurídica realizada. Para realizar esta análise é necessário que o usuário possua o perfil Concedente Jurídica ou Concedente Representante do Sistema. Para realizar a Promoção Jurídica Interna, o usuário deverá acessar o menu PROPOSTA> ANÁLISE JURÍDICA> PROMOÇÃO JURÍDICA INTERNA. Após, o mesmo deverá escolher na lista a Proposta a ser analisada, e informar os dados necessários, conforme mostra a figura abaixo:

18 18 Resultado: Informar o resultado da Promoção Jurídica. Anexo: Inclusão de arquivo(s), se for o caso, preferencialmente em formato pdf, com tamanho não superior a 2 MB. Resumo: Espaço destinado ao usuário escrever as suas considerações acerca da análise. Próxima Atividade: Informar a próxima atividade a ser realizada. 1.9 Análise EGP-Rio A Análise EGP-Rio refere-se ao encaminhamento da Proposta para a Subsecretaria Adjunta de Gerenciamento de Projetos - EGP-Rio, para que a mesma possa realizar a análise técnica conforme descrito nos normativos próprios que regulamenta os convênios estaduais. Esta análise possui constatações específicas bem como resultados exclusivos para o seu contexto. Conclusivo >566: Proposta com valor superior a R$ ,00 e o sistema sugere a próxima atividade Promoção Casa Civil. Conclusivo <566: Proposta com valor inferior a R$ ,00 e o sistema não sugere a próxima atividade. Não Conclusivo: Sistema sugere a próxima atividade Encaminhar para Providências. Para realizar esta análise é necessário que o usuário possua o perfil Analista EGP-Rio. Para realizar a Análise EGP-Rio, o usuário deverá acessar o menu PROPOSTA>ANÁLISE TÉCNICA> ANÁLISE EGP. Após, o mesmo deverá escolher na lista a Proposta a ser analisada, e informar os dados necessários, conforme mostra a figura abaixo:

19 19

20 20 Resultado: Informar o resultado da Análise EGP. Anexo: Inclusão de arquivo(s), se for o caso, preferencialmente em formato pdf, com tamanho não superior a 2 MB. Resumo: Espaço destinado ao usuário escrever as suas considerações acerca da análise. Próxima Atividade: Informar a próxima atividade a ser realizada Promoção Jurídica Casa Civil A Promoção Jurídica Casa Civil refere-se ao encaminhamento da Proposta para à Subsecretaria Jurídica da Casa Civil para que a mesma possa realizar a análise jurídica conforme descrito nos normativos próprios que regulamenta os convênios estaduais. Esta análise possui apenas uma constatação, e o usuário deverá anexar o arquivo com a promoção jurídica realizada. A mesma possui resultados específicos: Conclusivo >566: Proposta com valor superior a R$ ,00 e o sistema sugere a próxima atividade Registrar Autorização Governamental. Conclusivo <566: Proposta com valor inferior a R$ ,00 e o sistema não sugere a próxima atividade. Não Conclusivo: Sistema sugere a próxima atividade Encaminhar para Providências. Para realizar esta análise é necessário que o usuário possua o perfil Jurídica Casa Civil. Para realizar a Promoção Jurídica Casa Civil, o usuário deverá acessar o menu PROPOSTA> ANÁLISE JURÍDICA> PROMOÇÃO JURÍDICA CASA CIVIL. Após, o mesmo deverá escolher na lista a Proposta a ser analisada, e informar os dados necessários, conforme mostra a figura abaixo:

21 21 Resultado: Informar o resultado da Promoção Jurídica. Anexo: Inclusão de arquivo(s), se for o caso, preferencialmente em formato pdf, com tamanho não superior a 2 MB. Resumo: Espaço destinado ao usuário escrever as suas considerações acerca da análise. Próxima Atividade: Informar a próxima atividade a ser realizada Autorização Governamental A funcionalidade Autorização Governamental refere-se ao encaminhamento da Proposta para à Autorização Governamental que deverá ser realizado conforme descrito nos normativos próprios que regulamenta os convênios estaduais Gerar Autorização Governamental A Autorização Governamental é gerada pelo sistema, ou seja, o Converj gera um arquivo em Word (.doc) com as informações já preenchidas. O usuário poderá editar o arquivo caso seja necessário e imprimir para que seja recolhida a assinatura do Secretário da Casa Civil. Para realizar esta função é necessário que o usuário possua o perfil Jurídica Casa Civil ou Gabinete Casa Civil. Para gerar a Autorização Governamental, o usuário deverá acessar o menu PROPOSTA> AUTORIZAÇÃO GOVERNAMENTAL> GERAR AUTORIZAÇÃO GOVERNAMENTAL. Após, o mesmo deverá escolher na lista a Proposta e automaticamente será feito o download do arquivo em Word Registrar Autorização Governamental Após recolhida a assinatura da Autorização Governamental a mesma deverá ser incluída no sistema. Para realizar esta função é necessário que o usuário possua o perfil Gabinete Casa Civil. Para registar a Declaração de Economicidade, o usuário deverá acessar o menu PROPOSTA> AUTORIZAÇÃO GOVERNAMENTAL> REGISTRAR AUTORIZAÇÃO GOVERNAMENTAL. Após, o mesmo deverá escolher na lista a Proposta e informar os dados conforme mostra a tela abaixo:

22 22 Resultado: Informar o resultado da Autorização Governamental. Anexo: Inclusão de arquivo(s), se for o caso, preferencialmente em formato pdf, com tamanho não superior a 2 MB. Resumo: Espaço destinado ao usuário escrever as suas considerações acerca da autorização. Próxima Atividade: Informar a próxima atividade a ser realizada Autorizar Celebração A função Autorizar Celebração é a última análise antes do efetivo ato de celebrar. Esta análise consiste em apenas checar se a Proposta está correta e se todas as pendências foram resolvidas, ou seja, se a Proposta pode ser celebrada. IMPORTANTE: Esta funcionalidade marca a troca de fluxo da Proposta, ou seja, quando o resultado é favorável a Proposta automaticamente entra no fluxo de Celebração. Para realizar esta função é necessário que o usuário possua o perfil Concedente Representante do Sistema. Para Autorizar Celebração, o usuário deverá acessar o menu PROPOSTA> AUTORIZAR CELEBRAÇÃO. Após, o mesmo deverá escolher na lista a Proposta e informar os dados conforme mostra a tela abaixo:

23 23 Resultado: Informar o resultado. Anexo: Inclusão de arquivo(s), se for o caso, preferencialmente em formato pdf, com tamanho não superior a 2 MB. Resumo: Espaço destinado ao usuário escrever as suas considerações acerca do envio para celebração. Próxima Atividade: Informar a próxima atividade a ser realizada Como validar uma exigência? As exigências são fruto das constatações negativas das análises realizadas, ou seja, o analista ao responder a constatação com um Não cria automaticamente uma exigência para o Proponente cumprir. Cabe então ao Concedente, validar o cumprimento da exigência. Para fazer esta validação o usuário deverá acessar o menu PROPOSTA> VALIDAR CUMPRIMENTO DA PROPOSTA e escolher a Proposta. O sistema listará as exigências conforme mostra a figura e o usuário deverá preencher os campos com as informações solicitadas. Descrição: Descrição da Exigência. Obs entidade: Observações feitas pela Proponente. Obs Concedente: Observações feitas pela Concedente. Obrigatório: Obrigatoriedade da exigência. Status: Status relativo ao cumprimento da exigência. Dt Validade: Caso necessite informar a data de validade. Dt Criação: Data de criação da Exigência.

24 Como definir o Coordenador/Gerente da Proposta? Esta funcionalidade tem o objetivo de definir qual usuário é o Coordenador de Convênios e o Gerente Executivo para a proposta selecionada. IMPORTANTE: Caso não seja definido o sistema utiliza o Coordenador e o Gerente já cadastrado pela função Nomear Coordenador e Gerente Executivo. Para realizar esta função é necessário que o usuário possua o perfil Concedente Representante do Sistema ou Concedente - Técnica. Para Definir Coordenador ou Gerente, o usuário deverá acessar o menu PROPOSTA> DEFINIR COORDENADOR/GERENTE. Após, o mesmo deverá escolher na lista a Proposta e informar os dados conforme mostra a tela abaixo: Coordenador: Informar o usuário a ser considerado como Coordenador de Convênios da Proposta. Dt. Publicação D.O. Coordenador: Informar data da publicação do Coordenador de Convênios no DOERJ. Nro. Pub D.O. Coordenador: Informar número da publicação do Coordenador de Convênios no DOERJ. Anexo D.O. Coordenador: Anexar cópia digitalizada da publicação do Coordenador de Convênios no DOERJ, preferencialmente em formato pdf, com tamanho não superior a 2 MB.

25 25 Gerente Executivo: Informar o usuário a ser considerado como Gerente Executivo da Proposta. Dt Publicação D.O. Gerente: Informar data da publicação do Gerente Executivo no DOERJ. Nro Pub D.O. Gerente: Informar número da publicação do Gerente Executivo no DOERJ. Anexo D.O. Gerente: Anexar cópia digitalizada da publicação do Gerente Executivo no DOERJ, preferencialmente em formato pdf, com tamanho não superior a 2 MB Como requisitar documentos na proposta? A função Requisitar Documentos proposta tem o objetivo de permitir a Entidade Concedente solicitar documentos que por ventura não estejam compreendidos nos anexos das propostas em fase de análise. Para realizar esta função é necessário que o usuário possua o perfil Concedente Representante do Sistema ou Concedente - Técnica. Para Requisitar um documento, o usuário deverá acessar o menu PROPOSTA> GERENCIAR PROPOSTA> REQUISITAR DOC PROPOSTA. Após, o mesmo deverá escolher na lista a Proposta e a seguinte tela irá aparecer: Descrição Pendência: Informar a descrição da solicitação/requisição. Status: Sistema informa se a pendencia foi ou não cumprida. Obs: Informar alguma observação sobre a solicitação. Obrigatório: Informar se a solicitação é ou não obrigatória para a celebração Como informar os dados bancários? A funcionalidade Informar Dados Bancários tem a finalidade de permitir que a Entidade Concedente inclua os dados bancários da proposta, caso a Entidade Proponente não tenha informado no momento da tramitação, já que abertura da

26 26 conta do convênio não é obrigatório para a análise da proposta, é condição apenas para a celebração do convênio. Para realizar esta função é necessário que o usuário possua o perfil Concedente Representante do Sistema ou Concedente - Técnica. Para Informar os Dados Bancários, o usuário deverá acessar o menu PROPOSTA> GERENCIAR PROPOSTA> INFORMAR DADOS BANCÁRIOS. Após, o mesmo deverá escolher na lista a Proposta e a seguinte tela irá aparecer: Cod. Banco: Informar o banco (Bradesco é o banco oficial do Estado). Agência: Informar o número da agência. DV Agência: Informar o dígito da agência. Conta Corrente: Informar o número da conta corrente. DV Cta Corrente: Informar o digito da conta corrente Anexo: Incluir extrato da conta zerado Como ajustar a Proposta? A função Ajustar Proposta Coordenador tem o objetivo de permitir que o Coordenador de Convênios ajuste alguma informação na proposta durante o período que a mesma encontrar-se em análise. Para realizar esta função é necessário que o usuário tenha sido nomeado Coordenador de Convênios da Proposta em Análise. Para Ajustar a Proposta, o usuário deverá acessar o menu PROPOSTA> GERENCIAR PROPOSTA> AJUSTAR PROPOSTA COORDENADOR. Após, o mesmo deverá escolher na lista a Proposta e toda os campos da Proposta ficará disponível para alteração.

27 27 IMPORTANTE: Somente o Coordenador nomeado terá acesso a essa função.

CONVERJ Administração

CONVERJ Administração 1 CONVERJ Administração Concedente Versão 1.0 Outubro/2013 2 Sumário 1 Módulo Administração... 3 1.1 Como incluir um novo usuário?... 3 1.1.1 Perfis... 4 1.2 Como excluir um usuário?... 6 1.3 Como Nomear

Leia mais

Eventos Anulação e Retificação

Eventos Anulação e Retificação MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Eventos Anulação e Retificação

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV. Ajuste do Plano de Trabalho, Termo Aditivo e Prorroga de Ofício Perfis de Convenente e Concedente.

Portal dos Convênios SICONV. Ajuste do Plano de Trabalho, Termo Aditivo e Prorroga de Ofício Perfis de Convenente e Concedente. MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios SICONV Ajuste do Plano de Trabalho, Termo

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV. Ajuste do Plano de Trabalho, Termo Aditivo e Prorroga de Ofício Perfis de Convenente e Concedente.

Portal dos Convênios SICONV. Ajuste do Plano de Trabalho, Termo Aditivo e Prorroga de Ofício Perfis de Convenente e Concedente. MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios SICONV Ajuste do Plano de Trabalho, Termo

Leia mais

Incluir Usuário/Definir Perfil, Elaborar e Enviar Proposta/Plano de Trabalho para análise do Concedente

Incluir Usuário/Definir Perfil, Elaborar e Enviar Proposta/Plano de Trabalho para análise do Concedente MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO DEPARTAMENTO DE SUPORTE À GESTÃO DO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO Portal dos Convênios SICONV Incluir Usuário/Definir Perfil, Elaborar e Enviar

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Inclusão e Envio de Proposta Manual

Leia mais

15. Prestação de Contas operados por OBTV

15. Prestação de Contas operados por OBTV 15. Prestação de Contas operados por OBTV A inclusão da Prestação de Contas deverá ser feito no sistema SICONV pelo usuário que tem o perfil de Cadastrador de Prestação de Contas, e o envio para análise

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV. Orientações/Passo a Passo. Concedente

Portal dos Convênios SICONV. Orientações/Passo a Passo. Concedente Portal dos Convênios SICONV Orientações/Passo a Passo Concedente Programa, Analise de Proposta/Plano de Trabalho, Convênio, UGTV, Empenho, Conta Bancária, Celebração, TV - SIAFI, Documento Hábil, OB e

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Prestação de Contas - Convenente. Manual do Usuário. Versão 2-26/11/2010

Portal dos Convênios - SICONV. Prestação de Contas - Convenente. Manual do Usuário. Versão 2-26/11/2010 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Prestação de Contas - Convenente

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA CADASTRO DE AÇÃO DE EXTENSÃO DO LOGIN AO FORMULÁRIO DE CADASTRO... 3

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA CADASTRO DE AÇÃO DE EXTENSÃO DO LOGIN AO FORMULÁRIO DE CADASTRO... 3 TUTORIAL SIEX ORIENTAÇÕES GERAIS PARA CADASTRO DE AÇÃO DE EXTENSÃO DO LOGIN AO FORMULÁRIO DE CADASTRO... 3 1. Como acessar ao formulário de inscrição de proposta... 3 2. Quais os passos de preenchimento

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Prestação de Contas - Convenente. Manual do Usuário. Versão 1-12/07/2010

Portal dos Convênios - SICONV. Prestação de Contas - Convenente. Manual do Usuário. Versão 1-12/07/2010 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Prestação de Contas - Convenente

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE SUPORTE À GESTÃO DO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO Portal dos Convênios

Leia mais

Inclusão e Envio de Propostas

Inclusão e Envio de Propostas MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios - SICONV Abertura Automática de contas

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Acompanhamento e Fiscalização Concedente, Instituição Mandatária e Convenente. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Acompanhamento e Fiscalização Concedente, Instituição Mandatária e Convenente. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios - SICONV Acompanhamento e Fiscalização

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Perfil Convenente

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Perfil Convenente MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

TREINAMENTO PRÁTICO SICONV CELEBRAÇÃO

TREINAMENTO PRÁTICO SICONV CELEBRAÇÃO TREINAMENTO PRÁTICO SICONV CELEBRAÇÃO CONCEDENTE Disponibilização de Programa (CONCEDENTE) Cópia de Programa (CONCEDENTE) Cadastro de Proposta/Plano de Trabalho (PROPONENTE) Análise de Proposta/Plano de

Leia mais

Rendimento de Aplicação

Rendimento de Aplicação MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO DEPARTAMENTO DE SUPORTE À GESTÃO DO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO Portal dos Convênios SICONV Rendimento de Aplicação Perfil Convenente /

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

Conhecimento de Transporte

Conhecimento de Transporte Página1 Conhecimento de Transporte No menu de navegação, este item é a opção para emissão e administração dos Conhecimentos de Transporte do sistema. Para acessar, posicione o mouse no local correspondente

Leia mais

ÍNDICE. SPO Módulo de Descentralização de Créditos no SIMEC 2

ÍNDICE. SPO Módulo de Descentralização de Créditos no SIMEC 2 ÍNDICE 1. Visão Geral - Funcionamento do sistema... 3 2. Descrição dos perfis do sistema... 4 3. Operação Novo termo de execução descentralizada... 5 a. Cadastramento do termo no sistema pela Unidade Técnica...

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED Esta parte do sistema como descrito anteriormente neste manual permite que seus agentes tenham acesso á uma área exclusiva para acessar informações pessoais como: Meu Extrato

Leia mais

MANUAL SOLICITAÇÃO DE COMPRAS IMPLANTAÇÃO COMPRAS

MANUAL SOLICITAÇÃO DE COMPRAS IMPLANTAÇÃO COMPRAS MANUAL SOLICITAÇÃO DE COMPRAS IMPLANTAÇÃO COMPRAS Manual de Solicitação de Compras 1 SUMÁRIO Acesso ao SIE:... 2 1. Acesso à tela de Solicitação de Compras... 3 2. Abrir nova Solicitação de Compras...

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: PROPOSTAS VERSÃO 1.1 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 10/11/2011 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 07/01/2013 1.1 Atualização do

Leia mais

Sistema de Prestação de Contas Siprec

Sistema de Prestação de Contas Siprec Sistema de Prestação de Contas Siprec Manual de Utilização Perfil Beneficiário Versão 1.3.4 Agosto de 2013 1 SUMÁRIO Manual do Usuário... 3 1. Objetivo do manual... 3 2. Sobre o sistema... 3 3. Quem deve

Leia mais

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Página 1 de 9 Este é um dos principais módulos do SIGLA Digital. Utilizado para dar entrada de produtos no estoque, essa ferramenta segue a seguinte

Leia mais

Manual Projudi Perfil Promotor Juizados Especiais

Manual Projudi Perfil Promotor Juizados Especiais Acesso: Manual Projudi Perfil Promotor PERFIL PROMOTOR Informar nome do Usuário e Senha de acesso ao sistema. 1 O promotor deve clicar na promotoria em que estiver habilitado 2 Área do Promotor: Nesta

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA SIGPLAN - ELABORAÇÃO DA FASE QUALITATIVA DO PPA 2008-2011

MANUAL DO SISTEMA SIGPLAN - ELABORAÇÃO DA FASE QUALITATIVA DO PPA 2008-2011 MANUAL DO SISTEMA SIGPLAN - ELABORAÇÃO DA FASE QUALITATIVA DO PPA 2008-2011 O trabalho faz a diferença. Manaus, maio de 2007. Manual de Operação do Sistema de Informações Gerenciais e de Planejamento -

Leia mais

Manual de utilização do Relatório de Viagens

Manual de utilização do Relatório de Viagens Manual de utilização do Relatório de Viagens Os Módulos do Sistema de Relatório de Viagens foram criados tendo com base a Regulamentação de Viagem da MGS - Minas Gerais Administração e Serviços S/A (RG/AD/02/10ª).

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 Atendente... 3 1. Abrindo uma nova Solicitação... 3 1. Consultando Solicitações... 5 2. Fazendo uma Consulta Avançada... 6 3. Alterando dados da

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO RM Agilis Manual do Usuário Ouvidoria, Correspondência Interna, Controle de Processos, Protocolo Eletrônico, Solicitação de Manutenção Interna, Solicitação de Obras em Lojas,

Leia mais

Orientações Básicas para Análise e Tramitação de Projetos de Pesquisa pela Plataforma Brasil pelos Comitês de Ética em Pesquisa

Orientações Básicas para Análise e Tramitação de Projetos de Pesquisa pela Plataforma Brasil pelos Comitês de Ética em Pesquisa Orientações Básicas para Análise e Tramitação de Projetos de Pesquisa pela Plataforma Brasil pelos Comitês de Ética em Pesquisa Versão 1.2 Histórico de revisão Versão Autor Data Descrição Equipe suporte

Leia mais

Plataforma Brasil Versão 3.0

Plataforma Brasil Versão 3.0 Plataforma Brasil Versão 3.0 Histórico de Revisão do Manual Versão do Sistema 3.0 Autor Data Descrição Assessoria Plataforma Brasil 29/06/2015 Criação do Documento OBS: Para sugestões, a fim de aprimorar

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Inclusão e Envio de Proposta Manual

Leia mais

Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA

Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA Manual de Utilização Perfil Beneficiário 1. 2. Objetivo do Manual... 2 Siglas e Abreviações... 2 3. Perfil do Usuário... 2 4. Descrição Geral do Sistema...

Leia mais

Plataforma Brasil Versão 3.0

Plataforma Brasil Versão 3.0 Plataforma Brasil Versão 3.0 Histórico de Revisão do Manual Versão do Sistema 3.0 3.0 Autor Data Descrição Assessoria Plataforma Brasil 06/05/2015 Assessoria Plataforma Brasil 17/09/2015 Criação do Documento

Leia mais

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL. CERBERUS Manual do sistema Versão 1.0

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL. CERBERUS Manual do sistema Versão 1.0 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL CERBERUS Manual do sistema HISTÓRICO DA REVISÃO Data Versão Descrição Autor 07/08/2014 1.0 Criação do documento Antonio Rogério da Costa Silva LISTA DE FIGURAS

Leia mais

Manual de Cadastro de Proposta e Plano de Trabalho

Manual de Cadastro de Proposta e Plano de Trabalho MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS Portal dos Convênios SICONV Manual de Cadastro de Proposta e

Leia mais

Tutorial SIGAMAZÔNIA - Área Pesquisador

Tutorial SIGAMAZÔNIA - Área Pesquisador Tutorial SIGAMAZÔNIA - Área Pesquisador 2015 TUTORIAL SIGAMAZÔNIA Desenvolvido por: FAPESPA LABES-UFPA Sumário Sumário... 3 CADASTRO NO SISTEMA... 5 FAZENDO LOGIN NO SIGAMAZÔNIA... 5 MENU INICIAL... 6

Leia mais

Manual do Almoxarifado SIGA-ADM

Manual do Almoxarifado SIGA-ADM Manual do Almoxarifado SIGA-ADM DIRETORIA DE GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO(DGTI) MARÇO/2012 Requisição de Almoxarifado Requisições O sistema retornará a tela do menu de Administração. Nela selecione

Leia mais

1. Objetivos do curso 2. 2 Comunicação Interna (CI) 13 3 Ofício 18 4 DEFINIÇÕES GERAIS 23 5 CONCLUSÃO 27

1. Objetivos do curso 2. 2 Comunicação Interna (CI) 13 3 Ofício 18 4 DEFINIÇÕES GERAIS 23 5 CONCLUSÃO 27 1. Objetivos do curso 2 Introdução 2 Funções do Sistema: 2 Da Comunicação Interna: 3 o Enviadas: 3 o Recebidas: 3 o Com Cópia Pessoal: 3 Ofícios 4 o Enviados: 4 o Recebidas com Cópia: 5 Contatos Externos:

Leia mais

MATERIAL PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO FIPLAN

MATERIAL PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO FIPLAN Guia de Capacitação Concessão de Cotas Financeiras Versão 1.0 outubro 2012 MATERIAL PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO FIPLAN MÓDULO: PROGRAMAÇÃO FINANCEIRA INSTRUTOR: CARLOS ALBERTO PEREIRA LIMA COLABORADORES

Leia mais

SAC Sistema de Acompanhamento de Concessões Manual do Usuário

SAC Sistema de Acompanhamento de Concessões Manual do Usuário 70040-020 Brasília - DF SAC Manual do Usuário Sumário Assunto PÁGINA 1. Objetivos do Manual 3 2. Perfil do Usuário 3 2.1 Coordenador Institucional 3 3. Acesso ao Sistema SAC 3 3.1 Endereço de acesso 3

Leia mais

TREINAMENTO PRÁTICO SICONV

TREINAMENTO PRÁTICO SICONV TREINAMENTO PRÁTICO SICONV Instrutores: Fernando Henrique / Rodrigo Lopes Brasília/DF, 21 e 22 de agosto de 2012. 1 Introdução 1. Portal dos Convênios 2. Credenciamento 3. Cadastramento e atualização do

Leia mais

Certidão Online Manual do Usuário

Certidão Online Manual do Usuário JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Certidão Online Manual do Usuário Versão 3.1 Lista de Tópicos - Navegação Rápida CADASTRANDO O USUÁRIO... 3 ACESSANDO O SISTEMA... 5 CERTIDAO SIMPLIFICADA NADA

Leia mais

Como funciona? SUMÁRIO

Como funciona? SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Benefícios e Vantagens... 2 3. Como utilizar?... 2 3.1. Criar Chave / Senha de Usuário... 2 3.2. Recursos da Barra Superior... 2 3.2.1. Opções... 3 3.2.1.1. Mover Para...

Leia mais

Passo a Passo Créditos Adicionais Digite o endereço no seu navegador de internet: www.spmd.maceio.al.gov.br/sisplagem/asp

Passo a Passo Créditos Adicionais Digite o endereço no seu navegador de internet: www.spmd.maceio.al.gov.br/sisplagem/asp 1 2 Passo a Passo Créditos Adicionais Digite o endereço no seu navegador de internet: www.spmd.maceio.al.gov.br/sisplagem/asp Para acessar ao sistema DIGITE CPF E SENHA. Clique em ENVIAR para entrar. Depois

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DE REFERÊNCIA DE CUSTOS Orientações para cadastro de fornecedores

MANUAL DO SISTEMA DE REFERÊNCIA DE CUSTOS Orientações para cadastro de fornecedores SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA MANUAL DO SISTEMA DE REFERÊNCIA DE CUSTOS Orientações para cadastro de fornecedores Secretaria de Gestão, Controles e Normas Departamento de

Leia mais

CADASTRO DO PCMSO INTERNO 1. OBJETIVO. Padronizar o processo de confecção do PCMSO Interno. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO

CADASTRO DO PCMSO INTERNO 1. OBJETIVO. Padronizar o processo de confecção do PCMSO Interno. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO 1/8 1. OBJETIVO Padronizar o processo de confecção do PCMSO Interno. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO PCMSO Programa de Controle Médico da Saúde Ocupacional; PPRA Programa de Prevenção de Riscos Ambientais; PCMAT

Leia mais

TUTORIAL MRV CORRETOR

TUTORIAL MRV CORRETOR TUTORIAL MRV CORRETOR O MRV Corretor é o sistema de vendas da MRV. Nele é possível realizar cadastro de clientes, efetuar reservas, solicitar análise de crédito e consultar tabelas de vendas. OUTUBRO/2012

Leia mais

1 Acesso (www.intra.goias.gov.br)

1 Acesso (www.intra.goias.gov.br) 1 1 Acesso (www.intra.goias.gov.br) 2 2 Tela inicial 3 Cadastro do Programa 3 3.1 Cadastro do Programa (menu Programas de Governo) Tela de Pesquisa Pesquisar: Consulta os programas já cadastrados permitindo

Leia mais

Guia Rápido para Acesso, Preenchimento e Envio Formulário de Cadastro da Empresa e Formulário de Projeto

Guia Rápido para Acesso, Preenchimento e Envio Formulário de Cadastro da Empresa e Formulário de Projeto EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA MCTI/AEB/FINEP/FNDCT Subvenção Econômica à Inovação Transferência de Tecnologia do SGDC 01/2015 Transferência de Tecnologia Espacial no Âmbito do Decreto nº 7.769 de 28/06/2012

Leia mais

SISTEMA PATRIMÔNIO WEB

SISTEMA PATRIMÔNIO WEB UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Subcomissão de Patrimônio - GEFIM REITORIA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO COMPATRIM/GEFIM SISTEMA PATRIMÔNIO WEB Manual do usuário v.1.1 Sumário Introdução... 4 Fluxo das Principais

Leia mais

Objetivos. Página - 2

Objetivos. Página - 2 Índice Índice... 1 Objetivos... 2 Configurações... 3 Cadastro de Bancos... 3 Plano de Contas... 3 Conta Corrente... 4 Instruções Bancárias... 6 Portadores Bancários... 7 Cadastro de Clientes... 8 Boletos...

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria Operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Passo a Passo - Convenente

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria Operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Passo a Passo - Convenente Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria Operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Passo a Passo - Convenente Sumário 01 O que é OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias)...2

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 1 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA Documento de Arrecadação Estadual DAE Manual do Usuário Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 66.053-000 Av. Visconde de Souza Franco, 110 Reduto Belém PA Tel.:(091)

Leia mais

Manual Sistema Proac Editais. Dúvidas Frequentes

Manual Sistema Proac Editais. Dúvidas Frequentes Manual Sistema Proac Editais Dúvidas Frequentes Conteúdo 1. Acesso ao sistema... 3 1.1. Como efetuar Login... 3 1.2. Como recuperar a Senha... 3 1.3. Como fazer um Novo Cadastro de Proponente... 4 1.4.

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO MODULO ALMOXARIFADO SUAP

MANUAL DO USUÁRIO MODULO ALMOXARIFADO SUAP MANUAL DO USUÁRIO MODULO ALMOXARIFADO SUAP Pouso Alegre MG 2013 SUMÁRIO 1. Introdução.... 6 2. Efetuar Entrada de Material.... 8 2.1. Entrada de Material por Compra.... 8 2.1.1. Cadastro de Empenho...

Leia mais

Projeto SIGA-EPT. Manual do usuário Módulo Requisição de Almoxarifado SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA

Projeto SIGA-EPT. Manual do usuário Módulo Requisição de Almoxarifado SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA Projeto SIGA-EPT Manual do usuário Módulo Requisição de Almoxarifado SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA Versão setembro/2010 Requisição de Almoxarifado Introdução Requisição é uma solicitação feita

Leia mais

Executor. Perfil Convenente/Concedente/Executor

Executor. Perfil Convenente/Concedente/Executor MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Executor Perfil Convenente/Concedente/Executor

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: PRORROGAÇÃO DO PERÍODO DE CAPTAÇÃO VERSÃO 1.0 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 26/03/2013 1.0 Criação do documento Aline Oliveira - MINC 3 ÍNDICE

Leia mais

Análise e Tramitação de Projetos nos Comitês de Ética em Pesquisa

Análise e Tramitação de Projetos nos Comitês de Ética em Pesquisa Análise e Tramitação de Projetos nos Comitês de Ética em Pesquisa Versão 3.0 1 Histórico de Revisão Versão Autor Data Descrição Equipe suporte Criação do 1.0 Plataforma Brasil 01/11/2011 Documento 1.1

Leia mais

DECLARAÇÕES DE PRODUTO

DECLARAÇÕES DE PRODUTO CERTIFICADO DE ORIGEM ON LINE FIERGS MANUAL DE OPERAÇÕES DECLARAÇÕES DE PRODUTO Inovação tecnológica através do uso de Ferramenta de WEB para maximização da qualidade e eficiência no atendimento, com redução

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.12

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.12 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.12 Pagueban...2 Bancos...2 Configurando Contas...5 Aba Conta Banco...5 Fornecedores Referências Bancárias...7 Duplicatas a Pagar...9 Aba Geral...10 Aba PagueBan...11 Rastreamento

Leia mais

Análise e Tramitação de Projetos nos Comitês de Ética em Pesquisa

Análise e Tramitação de Projetos nos Comitês de Ética em Pesquisa Análise e Tramitação de Projetos nos Comitês de Ética em Pesquisa Versão 4.0 1 Histórico de Revisão do Manual Versão Autor Data Descrição Equipe suporte Criação do 1.0 Plataforma Brasil 01/11/2011 Documento

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV. Execução Cotação Eletrônica de Preços. Entidades Privadas sem Fins Lucrativos. Manual do Usuário

Portal dos Convênios SICONV. Execução Cotação Eletrônica de Preços. Entidades Privadas sem Fins Lucrativos. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios SICONV Execução Cotação Eletrônica de Preços

Leia mais

Manual Portabilidade 1

Manual Portabilidade 1 Manual Portabilidade 1 Sumário CARACTERÍSTICAS... 3 PREMISSAS... 3 FLUXO... 3 PORTABILIDADE INSS... 4 CADASTRO DE INTENÇÃO DE PORTABILIDADE... 4 Passo 1 Dados de Validação... 4 Código de Segurança CAPTCHA...

Leia mais

Manual de liberação de Guias on-line para o Prestador Credenciado

Manual de liberação de Guias on-line para o Prestador Credenciado Manual de liberação de Guias on-line para o Prestador Credenciado 1 SUMÁRIO 1. Objetivo... 3 2. Acesso ao Sistema... 3 3. Descrição das Funcionalidades Menu Guias Liberação On-line.... 4 3.1 Liberação

Leia mais

e- SIC Manual do SIC

e- SIC Manual do SIC e- SIC Manual do SIC Sumário Introdução.. 3 O e-sic.. 4 Primeiro acesso.. 5 Perfis de usuário.. 6 Cadastro de usuário no e-sic.. 7 Alteração de dados de usuários.. 9 Atualização de dados do SIC.. 11 Registro

Leia mais

Manual do Usuário Sistema APR Web. Aprovação de Projeto Elétrico e Análise de Carga na Rede via Web

Manual do Usuário Sistema APR Web. Aprovação de Projeto Elétrico e Análise de Carga na Rede via Web Manual do Usuário Sistema APR Web Aprovação de Projeto Elétrico e Análise de Carga na Rede via Web Belo Horizonte Março de 2015 SUMÁRIO APR Web 1 Introdução... 5 2 Objetivo... 5 3 Acessar o sistema APR

Leia mais

SIGA. MANUAL DO SIGA 2013 versão 01/13. Sistema de Gerenciamento do Programa Integração AABB Comunidade

SIGA. MANUAL DO SIGA 2013 versão 01/13. Sistema de Gerenciamento do Programa Integração AABB Comunidade SIGA MANUAL DO SIGA 2013 versão 01/13 Sistema de Gerenciamento do Programa Integração AABB Comunidade Esse manual traz orientações sobre a operacionalização do SIGA por todos os intervenientes. SUMÁRIO

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE IX Envio das Informações e documentos para o TCE VERSÃO 2015 Novembro

Leia mais

Manual de Requisitante do Almoxarifado - SIGA

Manual de Requisitante do Almoxarifado - SIGA Manual de Requisitante do Almoxarifado - SIGA COORDENADORIA DE ALMOXARIFADO E PATRIMÔNIO OUTUBRO/2013 Requisição de Almoxarifado Requisições O sistema exibirá a tela do menu Administração. Nela selecione

Leia mais

SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço. Passo a Passo Gestor de Compras

SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço. Passo a Passo Gestor de Compras SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço Passo a Passo Gestor de Compras Como acessar Como Acessar O acesso ao Sistema se faz através da página da SEPLAG Clicando no Link destacado Como Acessar

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB 0 Sumário Introdução... 2 Funcionalidades... 2 Requisitos Necessários... 2 Faturamento Web... 3 Faturamento Simplificado... 4 Faturamento Detalhado... 9 Faturamento

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv. Disponibilização de Programas. Manual do Usuário Versão 2

Portal dos Convênios - Siconv. Disponibilização de Programas. Manual do Usuário Versão 2 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Disponibilização de Programas

Leia mais

Procedimento Documentado. Sistema de Homologação de Cobrança. Versão 1.0. Departamento de Produtos e Serviços Página 1

Procedimento Documentado. Sistema de Homologação de Cobrança. Versão 1.0. Departamento de Produtos e Serviços Página 1 Procedimento Documentado Sistema de Homologação de Cobrança Versão 1.0 Departamento de Produtos e Serviços Página 1 Histórico Data Versão Descrição Responsável 14/03/2014 1.0 Criação do Procedimento Documentado

Leia mais

Manual do Módulo Almoxarifado Portal do Sistema de Informações para o Ensino da Universidade Federal de Alagoas

Manual do Módulo Almoxarifado Portal do Sistema de Informações para o Ensino da Universidade Federal de Alagoas Manual do Módulo Almoxarifado Portal do Sistema de Informações para o Ensino da Universidade Federal de Alagoas 1 Módulo Almoxarifado Módulo que busca a redução de custos e controla os bens de consumo.

Leia mais

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual Aplicativo da Manifestação do Destinatário Manual Novembro de 2012 1 Sumário 1 Aplicativo de Manifestação do Destinatário...4 2 Iniciando o aplicativo...4 3 Menus...5 3.1 Manifestação Destinatário...5

Leia mais

Antes de começar, o Solicitante e outros envolvidos dentro do projeto (Orientador, Coordenador ou outro Responsável Técnico) devem verificar:

Antes de começar, o Solicitante e outros envolvidos dentro do projeto (Orientador, Coordenador ou outro Responsável Técnico) devem verificar: SOLICITAÇÃO DE FOMENTO on-line MANUAL DO USUÁRIO 1 CONTATOS... 2 2 ANTES DE COMEÇAR... 2 3 ENTRAR NO SISTEMA INFAPERJ... 3 3.1 ACESSO AO SISTEMA...3 3.2 LOGIN...4 4 APRESENTAÇÃO GERAL DA INTERFACE... 5

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: ADMINISTRATIVO VERSÃO 1.0 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 08/01/2013 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 3 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO...

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv. Execução - Licitação, Contrato, Documento de Liquidação, Pagamento, Ingresso de Recursos e Relatórios

Portal dos Convênios - Siconv. Execução - Licitação, Contrato, Documento de Liquidação, Pagamento, Ingresso de Recursos e Relatórios MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Execução - Licitação, Contrato,

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Departamento de Administração Gabinete do Vice-Reitor

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Departamento de Administração Gabinete do Vice-Reitor UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Departamento de Administração Gabinete do Vice-Reitor Tendo em vista a necessidade de modernização dos sistemas corporativos e as dificuldades de implementar manutenções preventivas,

Leia mais

Manual Sistema Curumim. Índice

Manual Sistema Curumim. Índice Versão 1.0 Índice 1. Instalação do Sistema... 3 2. Botões e Legenda... 4 3. Login do Sistema... 5 4. Tela Principal... 6 5. Dados Cadastrais da Empresa... 7 6. Aluno Cadastro... 8 7. Aluno - Cadastro de

Leia mais

M A N U A L D O SISTE M A D E PR O PO STA E L E TR Ô N ICA - SPE

M A N U A L D O SISTE M A D E PR O PO STA E L E TR Ô N ICA - SPE M A N U A L D O SISTE M A D E PR O PO STA E L E TR Ô N ICA - SPE N&A Informática Solução em gestão pública Av. Três Barras, nº 720 Vilas Boas 700051-290 Campo Grande MS Fone / Fax: (67)3348-2400 http://

Leia mais

NFePackSaaS GUIA DO USUÁRIO

NFePackSaaS GUIA DO USUÁRIO NFePackSaaS GUIA DO USUÁRIO Guia NFePackSaaS_v1.docx Página 1 de 11 Sumário 1 - Apresentação... 3 2 Configuração Inicial... 4 2.1 Menu Configurações... 5 Configurações... 5 Filiais... 6 2.2 Menu Serviço...

Leia mais

Web Empresas. Agemed Saúde S/A. Versão 03

Web Empresas. Agemed Saúde S/A. Versão 03 2011 Versão 03 Web Empresas Agemed Saúde S/A. Esse documento tem como objetivo orientar as empresas contratantes do plano de saúde Agemed a utilizarem o ambiente Web para realização de movimentações cadastrais

Leia mais

Sistema de Solicitação de Pagamento de Fornecedores

Sistema de Solicitação de Pagamento de Fornecedores 2014 Sistema de Solicitação Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 04/11/2014 Sumário 1- SPF Solicitação.... 3 1.1 Acesso ao sistema:... 3 1.2 Ferramentas do sistema:... 5 2- Abertura

Leia mais

PEDIDO DE VIABILIDADE. Pedido de Viabilidade. Página 1 / 42

PEDIDO DE VIABILIDADE. Pedido de Viabilidade. Página 1 / 42 Pedido de Viabilidade Página 1 / 42 ÍNDICE Apresentação... 3 Pedido de Viabilidade para Inscrição de Primeiro Estabelecimento... 4 Solicitante e Pessoa Jurídica... 4 Quadro Societário... 8 Nome Empresarial,

Leia mais

Unidade 5. Aba Anexos. Objetivos de Aprendizagem. Ao final desta Unidade, você deverá ser capaz de:

Unidade 5. Aba Anexos. Objetivos de Aprendizagem. Ao final desta Unidade, você deverá ser capaz de: Unidade 5 Aba Anexos Objetivos de Aprendizagem Ao final desta Unidade, você deverá ser capaz de: Anexar os documentos necessários para reconhecimento federal; Enviar o processo para homologação; e Enviar

Leia mais

Coordenação de Estágio Integrado. Instruções para o cadastro da contratação de estágio pelo Aluno

Coordenação de Estágio Integrado. Instruções para o cadastro da contratação de estágio pelo Aluno Coordenação de Estágio Integrado Instruções para o cadastro da contratação de estágio pelo Aluno 7 de Novembro de 04 Acesso ao SGE Ao efetuar o login no Sistema de Gestão Acadêmico (SGA), acesse a aba

Leia mais

Cadastramento de Proponente

Cadastramento de Proponente MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Cadastramento de Proponente

Leia mais

Wordpress - Designtec. Manual básico de gerenciamento Práticas de Geografia

Wordpress - Designtec. Manual básico de gerenciamento Práticas de Geografia Wordpress - Designtec Manual básico de gerenciamento Práticas de Geografia 1 Índice Acessando o painel administrativo... 3 Gerenciamento de edições... 3 Gerenciamento de artigos... 3 Publicando mídias...

Leia mais

MANUAL SISTEMA DE GERENCIAMENTO WWW.REDERENALI.COM.BR

MANUAL SISTEMA DE GERENCIAMENTO WWW.REDERENALI.COM.BR MANUAL SISTEMA DE GERENCIAMENTO WWW.REDERENALI.COM.BR MANUAL SISTEMA GERENCIAMENTO RENALI- Versão 3 Maio 2012 WWW.REDERENALI.COM.BR INTRODUÇÃO ACESSO VISÃO GERAL VISÃO DO PROJETO FORMULÁRIOS CADASTRO DE

Leia mais

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado de Roraima. AGIS Gerenciamento Eletrônico de Documentos

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado de Roraima. AGIS Gerenciamento Eletrônico de Documentos AGIS Gerenciamento Eletrônico de Documentos 1 SUMÁRIO 1. Definições 3 1.1 Apresentação 3 1.2 Disposição do Sistema 3 2. Acessando o Sistema 4 2.1 Procedimento para regularizar o primeiro acesso 4 2.2 Procedimento

Leia mais

Para envio de Termos de Contrato, Editais de Licitação e Atos de Pessoal TCM-GO SUPERINTENDÊNCIA DE INFORMÁTICA

Para envio de Termos de Contrato, Editais de Licitação e Atos de Pessoal TCM-GO SUPERINTENDÊNCIA DE INFORMÁTICA Para envio de Termos de Contrato, Editais de Licitação e Atos de Pessoal TCM-GO SUPERINTENDÊNCIA DE INFORMÁTICA :: Acesso Inicial ( p/ acessar o módulo de Envio e Cadastro) Clique no link Portal dos Jurisdicionados,

Leia mais

FUNCIONALIDADES DA ABA CEP NA PLATBR

FUNCIONALIDADES DA ABA CEP NA PLATBR FUNCIONALIDADES DA ABA CEP NA PLATBR Versão 4.0 Histórico de Revisão do Manual Versão Autor Data Descrição Equipe suporte Criação do 1.0 Plataforma Brasil 14/09/2012 Documento 1.1 2.0 3.0 4.0 Equipe suporte

Leia mais

Manual do usuário SIACC CAIXA Programado 1

Manual do usuário SIACC CAIXA Programado 1 Manual do usuário SIACC CAIXA Programado 1 Índice ACESSO AO SISTEMA CAIXA PROGRAMADO PELA PRIMEIRA VEZ... 6 CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS PARA ACESSAR O SISTEMA... 6 TELA DE ACESSO AO SISTEMA CAIXA PROGRAMADO...

Leia mais

Cadastro de Usuário e/ou Troca de Lotação no SGP-e

Cadastro de Usuário e/ou Troca de Lotação no SGP-e SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO - SEA Sistema de Gestão de Protocolo Eletrônico Cadastro de Usuário e/ou Troca de Lotação no SGP-e Apresentação Este documento tem como objetivo auxiliar os usuários

Leia mais

PASSO A PASSO PARA INSCRIÇÃO NA CHAMADA PÚBLICA BRDE/FSA PRODAV 04/2013 - LABORATÓRIOS

PASSO A PASSO PARA INSCRIÇÃO NA CHAMADA PÚBLICA BRDE/FSA PRODAV 04/2013 - LABORATÓRIOS PASSO A PASSO PARA INSCRIÇÃO NA CHAMADA PÚBLICA BRDE/FSA PRODAV 04/2013 - LABORATÓRIOS Para se inscrever na CHAMADA PÚBLICA BRDE/FSA PRODAV 04/2013, clique em http://ancine.brde.com.br/ancine/login.asp

Leia mais