GSUS Sistema de Gestão Hospitalar e Ambulatorial do SUS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GSUS Sistema de Gestão Hospitalar e Ambulatorial do SUS"

Transcrição

1 GSUS Sistema de Gestão Hospitalar e Ambulatorial do SUS O sistema GSUS é uma aplicação WEB para gestão operacional da assistência de saúde executada a nível hospitalar ou ambulatorial, tendo como foco os hospitais, ambulatórios, laboratórios, farmácias e demais unidades de saúde que operam segundo as regras do SUS, servindo como instrumento de trabalho aos profissionais de saúde. O GSUS tem como objetivo principal a informatização dos processos relacionados diretamente com a assistência ao paciente dentro dos estabelecimentos, organizado nos seguintes módulos: Infraestrutura de Saúde, Serviço de Arquivo Médico Estatístico, Serviço Ambulatorial, Antedimento do Corpo Clínico, Pronto Atendimento, Serviço de Farmácia, Unidade de Internação, Serviço de Laboratório de Análise Clínica, Serviço de Apoio ao Diagnóstico e Terapia, Faturamento do SUS, Serviço de Enfermagem, Controle Gerencial, Serviço de Nutrição e Lactário, Interfaceamento Laboratorial. 1

2 GSUS

3 Infrasaude

4 SAME Serviço de Arquivo Médico e Estatístico Este módulo prove o controle de abertura, identificação, guarda e fluxo do prontuário do paciente durante a assistência, como também possibilita a extração de informações estatísticas sobre os registros do arquivo médico do paciente. Principais Vantagens Registro de Prontuários completos ou provisórios; Identificação por RG, CPF, Certidões ou características físicas; Integrado com a base do IIPR (RG) e base dos correios (CEP); Integrado com o Cartão Nacional de Saúde (CNS) / MS; Emissão de Prontuário, CNS, Etiquetas de Identificação, etc; Controle de Trâmite de Prontuário Físico e Eletrônico; Extração de informações estatísticas sobre a assistência ao paciente;

5 SAME

6 AMBULATÓRIO Atendimento de Consultas, Exames e Procedimentos Este módulo suporta as atividades de atendimento em consultas, exames e procedimentos executados no serviço ambulatorial, auxiliando a gestão de agenda dos profissionais, acolhimento dos pacientes e registro do atendimento médico. Principais Vantagens Agendamento, Cancelamento e Transferência de Agendas; Registro de Atendimento pelo Médico e Profissionais de Saúde; Controle de Bloqueio, Desbloqueio e Impedimentos de Agendas; Emissão de Agendas, Documentos e Protocolos de Agendamento; Configuração de regras e restrições sobre a disponibilidade de agendas; Controle de Disponibilidade de Agenda por Profissional, Especialidade e Procedimento;

7 Ambulatório

8 ATENDIMENTO Atendimento Médico e Corpo Clínico - Prescrição Este módulo permite ao Corpo Clínico o registro da assistência ao paciente, suportando a prescrição eletrônica de medicamentos, exames, procedimentos e encaminhamentos, assim como registro de diagnóstico e avaliação/evolução do paciente. Principais Vantagens Consulta ao Prontuário Eletrônico do Paciente; Acompanhamento do Histórico Pregresso do Paciente; Registro da Avaliação Ambulatorial e de Pronto Atendimento; Registro de Evolução Hospitalar do Paciente; Prescrição de Medicamento, Exames, Procedimento e Encaminhamento; Emissão de Laudo de Procedimento Ambulatorial (APAC) e de Internação (AIH); Emissão de Ficha de Atendimento, Atestado, Declarações e Outros Documentos;

9 Atendimento

10 PRONTO ATENDIMENTO Atendimento em Pronto Socorro e Emergência Este módulo provê a admissão de paciente em pronto atendimento para realização de procedimentos de urgência e emergência, possibilitando o registro do atendimento médico e do corpo clínico do hospital. Principais Vantagens Identificação do Procedimento a ser Executado; Identificação do Profissional de Saúde para Atendimento; Possibilita Organizar Fila de Atendimento; Pesquisa de Prontuários oriundos da Internação, Pronto Atendimento ou Ambulatório; Possibilita do Registro de Atendimento e Evolução do Paciente; Pré-consulta para Classificação de Risco do Paciente; Escala de Plantão do Corpo Clínico (em desenvolvimento);

11 Pronto Atendimento

12 FARMÁCIA Unidade de Assistência Farmacêutica Este módulo suporta o controle de fluxo de estoque e dispensação de medicamentos de forma integrada com a prescrição médica, possibilitando administrar mais de uma farmácia satélite. Principais Vantagens Movimentação, Entrada e Saída de Estoque; Registro de Dispensação de Medicamento; Relatórios e Consultas de Posição de Estoque; Processamento do Livro de Registro de Medicamentos; Cadastro de Fabricante, Fornecedor e Medicamentos; Importação e Exportação de Guia de Remessa de Medicamentos; Integração com a Prescrição Médica e o Serviço de Enfermagem;

13 Farmácia

14 INTERNAÇÃO Unidade de Internação Hospitalar Este módulo provê o registro das atividades relacionadas com a internação do paciente, suportando o controle de ocupação dos leitos, registro de internações e alta, emissão de documentos e relatórios estatísticos de censo hospitalar. Principais Vantagens Registro de Internação Aplicando os Protocolos do SUS; Controle de Disponibilidade e Ocupação de Leitos; Transferência e Permuta de Leito; Registro de Alta e Prorrogação de Alta; Emissão de Etiquetas de Identificação de Internação; Emissão de Termo de responsabilidade, Atestados, Declarações e Outros Documentos; Relatórios Estatísticos de Censo Hospitalar;

15 Internação

16 LABORATÓRIO Laboratório de Análises Clínica Este módulo suporta os processos internos de laboratório de análises clínicas, provendo o controle de entrada de requisições de exames, coleta, triagem de materiais, mapa de trabalho, registro de resultados e liberação de laudos. Principais Vantagens Registro de Requisição de Exame Interno e Externo; Consulta e Processamento da Fila de Requisições; Etiquetas com Código de Barras para Identificação de Amostras; Emissão de Mapa de Trabalho para Execução dos Exames; Registro de Resultados de Exames, Avaliação e Liberação de Laudos; Parametrização de Laudos e Interfaceamento com Equipamentos (em desenvolvimento); Relatórios Estatísticos de Produção Laboratorial;

17 Laboratório

18 SADT Diagnóstico por Imagem Este módulo suporta a solicitação e agendamento de exames de diagnóstico por imagem e acolhimento do paciente para execução do exame. Está em fase de desenvolvimento o registro de laudos de exames e a integração com PACS. Principais Vantagens Agendamento de Requisição de Exame de Imagem; Acolhimento do Paciente para Exame de Imagem; Consulta de Procedimentos Realizados pelo Centro de Imagem; Registro de Resultados e Liberação de Laudos (em desenvolvimento); Integração com o sistema de imagens médicas PACS (em desenvolvimento);

19 SADT

20 ENFERMAGEM Serviço de Enfermagem Este módulo suporta as atividades do serviço de enfermagem, provendo o registro de triagem de pacientes, classificação de risco, atribuição de responsáveis e controle de atendimentos de enfermagem. Principais Vantagens Triagem e Classificação de Risco; Atribuição de Profissional Responsável por Paciente; Controle de Dados Antropométricos, Sinais Vitais, Balanço Hídrico; Registro de Avaliação, Evolução e Anotação de Enfermagem; Monitoramento de Pacientes;

21 ENFERMAGEM

22 NUTRIÇÃO Serviço de Nutrição Este módulo suporta as atividades de prescrição de dietas, configuração das dietas, cadastros básicos de produtos e fornecedores, registro de evolução nutricional, emissão de documentos e relatórios. Principais Vantagens Parametrização de Dietas, Produtos e Fornecedores; Prescrição de Dietas: Mamadeira, Complemento, Seio Materno; Prescrição de Dietas: Oral, Refeição, Enteral, Parenteral, Jejum; Registro de Evolução Nutricional; Emissão de Mapas de Dietas; Emissão de Relatórios de Produção da Cozinha e Lactário;

23 NUTRIÇÃO

24 GERENCIAL Serviço de Apoio a Tomada de Decisão Este módulo contempla a extração de informações estatísticas, quantitativas e qualitativas dos módulos operacionais do sistema, servindo como apoio na tomada de decisão pelos gestores dos estabelecimentos. Principais Vantagens Interface Web para Manipulação de Consultas e Relatórios; Controle de Acesso a Dados diferenciado por Estabelecimento; Permissões de Acesso para cada Perfil de Usuário; Consultas e Relatórios Pré-configurados Prontos para Uso; Criação de Consultas e Relatórios Dinâmicos (Gráficos, Histogramas, Tabelas de Dados); Edição, Parametrização e Gravação de Consultas e Relatórios;

25 GERENCIAL

26 GSUS - Arquitetura Modular do Sistema Complexo Regulador Estadual Urgência (SAMU/SIATE) Ambulatorial (Consultas/Exames) Internação (Leitos) PADRÃO DE INTEROPERABILIDADE SERVIÇO SAÚDE GSUS SISTEMA DE GESTÃO HOSPITALAR E AMBULATORIAL DO SUS Internação Ambulatorial Laboratorial Farmácia... Cadastro Estadual de Saúde Cadastros: - Estabelecimentos - Profissionais - Serviços - Equipamentos CNES Estadual Domínios (Terminologia): - CID - Procedimentos SUS / AMB - Regionalização - Padrão TISS, BRASÍNDICE - Outros (CBO, SNOMED, LOINC, ATC, DCB) DOM Usuário SUS: - Padrão Identificação - Integração IIPR CNS INTEROPERABILIDADE SISTEMAS DE BASE NACIONAL PADRÃO DE INFRAESTRUTURA DE SOFTWARE DOS SISTEMAS DE SAÚDE Sistemas de Base Nacional Saúde Complexo Regulador Municipal SIH SIA CNES CNS...

27 Concluído Em Desenvolvimento Situação Atual do Projeto - Módulos Pendente Ambulatório Consultas e Exames Atendimento Corpo Clínico Prescrição Pronto Atendimento Serviço de Farmácia Unidade de Internação Serviço de Arquivo Médico Estatístico Laboratório Análise Clínica Infrasaude Terminologia SADT Diagnostico por Imagem Usuário SUS (Paciente) Faturamento SUS Hotelaria e Higienização Serviço de Enfermagem Controle de Infecção Hospitalar Gerencial BI/DW Unidade de Terapia Intensiva Unidade de Transfusional Interfaceamento Laboratório Centro Cirúrgico Central Material Esterilizável Serviço de Nutrição

28 29

GSUS Sistema de Gestão da Assistência de Saúde do SUS

GSUS Sistema de Gestão da Assistência de Saúde do SUS GSUS Sistema de Gestão da Assistência de Saúde do SUS Sigla do Sistema: GSUS Nome do Sistema: Sistema de Gestão da Assistência de Saúde do SUS Responsável pelo Projeto: Antonio Francisco Peixoto Baptista

Leia mais

Projetos desenvolvidos para o Hospital e Maternidade Municipal de Uberlândia e a o Hospital Escola de Uberlândia - UFU

Projetos desenvolvidos para o Hospital e Maternidade Municipal de Uberlândia e a o Hospital Escola de Uberlândia - UFU Projetos desenvolvidos para o Hospital e Maternidade Municipal de Uberlândia e a o Hospital Escola de Uberlândia - UFU AMBULATÓRIO Cadastro de paciente ( caso o paciente já tenha consultado no hospital

Leia mais

Nutrição e dietética:

Nutrição e dietética: O sistema permite o cadastro de vários almoxarifados, e controla os estoques separadamente de cada um, bem como o cadastro de grupos de estocagem, visando o agrupamento dos insumos estocáveis, classificados

Leia mais

Objetivo Principal. Objetivos Secundários

Objetivo Principal. Objetivos Secundários Objetivo Principal O Personal Med Hospitalar foi resultado de um longo esforço de O&M em hospitais de vários portes e regiões do Brasil. O sistema foi concebido a partir do detalhamento de 176 processos

Leia mais

RESOLUÇÃO CONJUNTA SAD/FUNSAU n. 1, DE 19 DE SETEMBRO DE 2014.

RESOLUÇÃO CONJUNTA SAD/FUNSAU n. 1, DE 19 DE SETEMBRO DE 2014. RESOLUÇÃO CONJUNTA SAD/FUNSAU n. 1, DE 19 DE SETEMBRO DE 2014. APROVA O PLANO DE CLASSIFICAÇÃO DE DOCUMENTOS E A TABELA DE TEMPORALIDADE DE DOCUMENTOS DAS ATIVIDADES-FIM DA FUNDAÇÃO SERVIÇOS DE SAÚDE DE

Leia mais

Hospitalares(HIS) com o. e Arquivamento de Imagens Médicas(PACS) Serviço de Informática - SINFO

Hospitalares(HIS) com o. e Arquivamento de Imagens Médicas(PACS) Serviço de Informática - SINFO Integração do Sistema de Informações Hospitalares(HIS) com o Sistema de Transmissão, Distribuição e Arquivamento de Imagens Médicas(PACS) Serviço de Informática - SINFO Instituto tuto do Coração de São

Leia mais

Conheça o Software de Gestão Hospitalar que se adapta às suas necessidades! www.sishosp.com.br (19) 3241.3535

Conheça o Software de Gestão Hospitalar que se adapta às suas necessidades! www.sishosp.com.br (19) 3241.3535 Conheça o Software de Gestão Hospitalar que se adapta às suas necessidades! www.sishosp.com.br (19) 3241.3535 www.sishosp.com.br (19) 3241.3535 Controle a saúde da sua instituição com o sistema de Gestão

Leia mais

www.sishosp.com.br (19) 3241.3535 Conheça o software de gestão ideal para a sua instituição

www.sishosp.com.br (19) 3241.3535 Conheça o software de gestão ideal para a sua instituição www.sishosp.com.br (19) 3241.3535 Conheça o software de gestão ideal para a sua instituição Transforme sua instituição em uma empresa altamente eficaz. Só mesmo quem administra uma instituição sabe como

Leia mais

Sistema Gerenciador de Unidades de Saúde. Descritivo

Sistema Gerenciador de Unidades de Saúde. Descritivo Sistema Gerenciador de Unidades de Saúde Descritivo SIGUS Sistema Gerenciador de Unidades de Saúde Visando atender as demandas de informatização dos estabelecimentos das redes públicas de saúde, a Attiva

Leia mais

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL Das Atribuições dos Profissionais dos Recursos Humanos Atribuições comuns a todos os profissionais que integram a equipe: Conhecer a realidade das famílias pelas

Leia mais

Tenha total controle da sua instituição com o Software de Gestão do SisHOSP. www.sishosp.com.br (19) 3241.3535

Tenha total controle da sua instituição com o Software de Gestão do SisHOSP. www.sishosp.com.br (19) 3241.3535 Tenha total controle da sua instituição com o Software de Gestão do SisHOSP www.sishosp.com.br (19) 3241.3535 Fazer a Gestão de sua Casa de Repouso ficou ainda mais fácil com o SisHOSP Saber gerir uma

Leia mais

RELATÓRIO DE SUPERVISÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE

RELATÓRIO DE SUPERVISÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE RELATÓRIO DE SUPERVISÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE AMBULATÓRIO DE ESPECIALIDADES MUNICÍPIO: DATA: / / IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE: Nome: CGC: Endereço: Bairro: Telefone: Responsável pela unidade (formação): TURNO

Leia mais

CMD - Conjunto Mínimo de Dados da Atenção à Saúde

CMD - Conjunto Mínimo de Dados da Atenção à Saúde CMD - Conjunto Mínimo de Dados da Atenção à Saúde MDH - Minimum Dataset Healthcare SISRCA - Sistema de Regulação Controle e Avaliação Projeto para modernização das bases de dados essenciais e dos sistemas

Leia mais

Treinamento Data Horário Carga Horária Valor

Treinamento Data Horário Carga Horária Valor Treinamento Data Horário Carga Horária Valor SUS AIH Macro fluxo do processo Principais Cadastros Preços Função SUS AIH ο Laudo ο Procedimentos Realizados ο Contas ο Protocolos Inconsistências Relatórios

Leia mais

Tecnologia e-sus Sistema de Gestão e-sus Hospitalar

Tecnologia e-sus Sistema de Gestão e-sus Hospitalar e-sus Hospitalar Tecnologia e-sus Sistema de Gestão e-sus Hospitalar Tecnologia web desenvolvido em linguagem.net Banco de dados Oracle / SQL Server Workflow designer Gerador de relatórios Reporting Services

Leia mais

Sistema Integrado de Saúde

Sistema Integrado de Saúde Sistema Integrado de Saúde Além de gerar automaticamente todas as informações obrigatórias para o SUS, o sistema permite a identificação de cada pessoa dentro da sua família, com seu histórico de saúde,

Leia mais

O PEP como Instrumento de Otimização Clinica Marcos Sobral

O PEP como Instrumento de Otimização Clinica Marcos Sobral O PEP como Instrumento de Otimização Clinica Marcos Sobral São Paulo, 19 de setembro de 2005 Agenda Introdução Desafios MVPEP Formas de acessos Funcionalidades Formulários eletrônicos Índices clínicos

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA Quando da apresentação de protocolos, manual de normas e rotinas, procedimento operacional padrão (POP) e/ou outros documentos,

Leia mais

ANEXO II QUADRO DE ATRIBUIÇÕES, REQUISITOS E REMUNERAÇÃO

ANEXO II QUADRO DE ATRIBUIÇÕES, REQUISITOS E REMUNERAÇÃO ANEXO II QUADRO DE ATRIBUIÇÕES, REQUISITOS E REMUNERAÇÃO FUNÇÃO / REMUNERAÇÃO Médico Infectologista REQUISITO Medicina e Título de Especialista concedido pela Respectiva Sociedade de Classe ou Residência

Leia mais

O Prontuário rio Eletrônico do Paciente no Cunha 7 anos de sucesso

O Prontuário rio Eletrônico do Paciente no Cunha 7 anos de sucesso O Prontuário rio Eletrônico do Paciente no Hospital Márcio M Cunha 7 anos de sucesso INFORMAÇÕES GERAIS Hospital Geral com 480 leitos 02 unidades de internação 38 especialidades médicas 70% do atendimento

Leia mais

Sistemas de Informação em Saúde. Informatização da Atenção Básica Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SMS-SP)

Sistemas de Informação em Saúde. Informatização da Atenção Básica Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SMS-SP) Sistemas de Informação em Saúde Informatização da Atenção Básica Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SMS-SP) Contato Cláudio Giulliano Alves da Costa, MD, MSc. Secretaria Municipal de Saúde de

Leia mais

Carta de Versão. TOTVS Saúde Hospitalar. Informações relacionadas a versão 1.0.112.0

Carta de Versão. TOTVS Saúde Hospitalar. Informações relacionadas a versão 1.0.112.0 Carta de Versão TOTVS Saúde Hospitalar Informações relacionadas a versão 1.0.112.0 Caminho: GENSHOSPPR-13 SADT SADT > ATENDIMENTO > RESULTADO DE EXAMES Nova integração permite que resultados de exames

Leia mais

SISTEMAS INTERFACEADOS COM O SISREG

SISTEMAS INTERFACEADOS COM O SISREG SISTEMAS INTERFACEADOS COM O SISREG CADSUS WEB CNES SIGTAP SIA - BPA Médico Regulador Unidade Solicitante Central de Regulação Unidade Executante Secretarias Municipais de Saúde ou similares Estabelecimentos

Leia mais

Prontuário Eletrônico do Paciente

Prontuário Eletrônico do Paciente Prontuário Eletrônico do Paciente Estrutura Componentes Implementação Agenda O HU-USP em números A informática no HU-USP A estratégia HU-USP para o PEP O PEP HU-USP: Estrutura Componentes Implementação

Leia mais

Registro Eletrônico de Saúde Unimed. Números do Sistema

Registro Eletrônico de Saúde Unimed. Números do Sistema Números do Sistema Números do Sistema 36 Prestadoras 300 Operadoras (30% das operadoras de saúde) 15 Federações Institucionais 351 Cooperativas 1 Confederação Nacional 1 Confederação Regional 1 Central

Leia mais

Como a Tecnologia pode democratizar o acesso à saúde

Como a Tecnologia pode democratizar o acesso à saúde Como a Tecnologia pode democratizar o acesso à saúde Smartcity Business América 2015 Curitiba PR Brazil Maio de 2015 Sociedades Inteligentes e Governaça Airton Coelho, MsC, PMP Secretário de Ciência e

Leia mais

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde)

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Demonstrativo de retorno: modelo formal de representação e descrição documental do padrão TISS sobre o pagamento dos eventos assistenciais realizados

Leia mais

Gestão em Informática e Processos Hospitalares

Gestão em Informática e Processos Hospitalares Macroprocesso: Pré Atendimento Processo: Agendamento de Cirurgia Empenho das salas Agenda dos médicos / equipes Agenda de equipamentos especiais Fluxo de Materiais Fluxo de Instrumental Preparo Disponibilidade

Leia mais

Atendimento de Urgência

Atendimento de Urgência Sumário Atendimento de Pacientes Urgência/Emergências... 2 Portaria... 2 Triagem... 8 Consultório... 13 1 Atendimento de Pacientes Urgência/Emergências O menu de atendimento de urgência destina-se as unidades

Leia mais

Márcia Mascarenhas Alemão Gerência Observatório de Custos/ Diretoria de Desenvolvimento Estratégico Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais

Márcia Mascarenhas Alemão Gerência Observatório de Custos/ Diretoria de Desenvolvimento Estratégico Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais O Modelo de Gestão FHEMIG e a Prestação de Contas ao Paciente: a implantação do sistema de custos hospitalares e o uso da informação de custos como ferramenta gerencial da transparência do gasto público

Leia mais

Márcia Mascarenhas Alemão Gerência Observatório de Custos/ Diretoria de Desenvolvimento Estratégico Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais

Márcia Mascarenhas Alemão Gerência Observatório de Custos/ Diretoria de Desenvolvimento Estratégico Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais O Modelo de Gestão FHEMIG e a Prestação de Contas ao Paciente: a implantação do sistema de custos hospitalares e o uso da informação de custos como ferramenta gerencial da transparência do gasto público

Leia mais

ATTI - ASSESSORIA TÉCNICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

ATTI - ASSESSORIA TÉCNICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ATTI - ASSESSORIA TÉCNICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO A Secretaria Municipal da Saúde, visando a modernização da gestão, investiu na implantação de um Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde,

Leia mais

Modelo GFACH - Anexo 1 Indicadores mais Utilizados na Gestão Hospitalar no Brasil

Modelo GFACH - Anexo 1 Indicadores mais Utilizados na Gestão Hospitalar no Brasil Gestão do Relacionamento Externo Posicionamento no Sistema de Saúde Coeficiente de Mortalidade Nº de Óbitos / Nº de Indivíduos da Amostra * 1.000 Geral (toda a amostra), por idade (ex: infantil), por sexo

Leia mais

Manual Ilustrado Menu Pronto Atendimento

Manual Ilustrado Menu Pronto Atendimento Junho - 2014 Índice Título do documento 1. Objetivos... 3 2. Introdução... 3 3. Painel de Classificação de Risco... 4 3.1. Configurando a Unidade... 5 3.2. Cadastrando Agenda para Médicos Plantonistas...

Leia mais

Nova Plataforma Tecnológica. Barramento/Cartão SUS. XXVII CONGRESSO DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE DO ESTADO DE SÃO PAULO 05 a 08 de Março de 2013

Nova Plataforma Tecnológica. Barramento/Cartão SUS. XXVII CONGRESSO DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE DO ESTADO DE SÃO PAULO 05 a 08 de Março de 2013 Nova Plataforma Tecnológica A construção atual feita pelo DATASUS: Barramento/Cartão SUS XXVII CONGRESSO DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE DO ESTADO DE SÃO PAULO 05 a 08 de Março de 2013 Principais ações

Leia mais

SISTEMAS CORPORATIVOS

SISTEMAS CORPORATIVOS SISTEMAS CORPORATIVOS ERPEnterprise Resource Planning Saúde Hospitais Clínicas Consultórios Medicina Diagnóstica Laboratorial Medicina Diagnóstica Imagem Projetado com módulos que se comunicam entre si,

Leia mais

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Cadastros Uso Geral e Outros Cadastros. 11.8x. março de 2015. Versão: 2.0

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Cadastros Uso Geral e Outros Cadastros. 11.8x. março de 2015. Versão: 2.0 TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Cadastros Uso Geral e Outros Cadastros 11.8x março de 2015 Versão: 2.0 1 Sumário 1 Objetivos... 4 2 Introdução... 4 3 Cadastros de Uso Geral... 5 3.1 Cadastrando

Leia mais

CEP 1 100 99010-640 0 (XX) 54 3316 4500 0 (XX)

CEP 1 100 99010-640 0 (XX) 54 3316 4500 0 (XX) ANEXO 1 DESCRIÇÃO E CARACTERÍSTICAS NECESSÁRIAS PARA O PROGRAMA DE GESTÃO DE ESTOQUE E DISPENSAÇÃO EM FARMÁCIA HOSPITALAR E PRESCRIÇÃO MÉDICA Possibilitar que o cadastro do medicamento seja feito conforme

Leia mais

Apresentação Saúde Simples OM30

Apresentação Saúde Simples OM30 Apresentação Saúde Simples OM30 Saúde Simples Sobre o Saúde Simples O Sistema Saúde Simples integra todas as Unidades de Saúde do Município, permitindo o controle de diversos setores destas Unidades e

Leia mais

LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO DOS MEDICAMENTOS. Curitiba, julho de 2014

LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO DOS MEDICAMENTOS. Curitiba, julho de 2014 LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO DOS MEDICAMENTOS Curitiba, julho de 2014 ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA Conjunto de ações voltadas à promoção, proteção e recuperação da saúde, tanto individual como coletiva, tendo

Leia mais

NORMAS DE ATENDIMENTO A CONVÊNIOS E PARTICULARES

NORMAS DE ATENDIMENTO A CONVÊNIOS E PARTICULARES NORMAS DE ATENDIMENTO A CONVÊNIOS E PARTICULARES Conceitos CONSULTAS Atendimentos sem urgência por ordem de chegada. Não existe dentro do Pronto-Socorro e em nenhum local do hospital prévia marcação de

Leia mais

Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN

Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN DIMENSIONAMENTO DE SERVIÇOS ASSISTENCIAIS E DA GERÊNCIA DE ENSINO E PESQUISA BRASÍLIA-DF, 27 DE MARÇO DE 2013. Página 1 de 20 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 3 1.1.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. Projeto: OEI/BRA/09/004 - Aprimoramento da sistemática de gestão do Ministério da Educação (MEC) em seus processos de formulação, implantação e

Leia mais

Versão: 2.2.1014 Índice Área: APOIO Área: ASSISTENCIAL Área: ATENDIMENTO Área: CONTROLADORIA Área: FATURAMENTO Área: FINANCEIRO Área: HOTELARIA

Versão: 2.2.1014 Índice Área: APOIO Área: ASSISTENCIAL Área: ATENDIMENTO Área: CONTROLADORIA Área: FATURAMENTO Área: FINANCEIRO Área: HOTELARIA 1 Versão: 2.2.1014 Índice Área: APOIO 2 Área: ASSISTENCIAL 4 Área: ATENDIMENTO 6 Área: CONTROLADORIA 8 Área: FATURAMENTO 8 Área: FINANCEIRO 11 Área: HOTELARIA 11 Área: PLANO DE SAÚDE 12 Área: SADT 12 Área:

Leia mais

CARTÃO NACIONAL DE SAÚDE & RES 2012

CARTÃO NACIONAL DE SAÚDE & RES 2012 CARTÃO NACIONAL DE SAÚDE & RES 2012 CARTÃO - DADOS GERAIS DO CARTÃO NACIONAL DE SAÚDE Todos os 5.564 municípios brasileiros e mais o Distrito Federal já realizaram cadastramentos e emitiram o Cartão Nacional

Leia mais

SOFTWARE DE GERENCIAMENTO DA SECRETARIA DA SAUDE PROJETO DE TRABALHO

SOFTWARE DE GERENCIAMENTO DA SECRETARIA DA SAUDE PROJETO DE TRABALHO SOFTWARE DE GERENCIAMENTO DA SECRETARIA DA SAUDE PROJETO DE TRABALHO INTRODUÇÃO O avanço da tecnologia trouxe inúmeros benefícios à população. Quando usada de maneira saudável e inteligente, auxilia na

Leia mais

Informação SUS, Não SUS e Filantropia

Informação SUS, Não SUS e Filantropia Informação SUS, Não SUS e Filantropia O que esses temas têm em comum e quais as implicações para prestadores e gestores. João Alfredo Carvalho Rodrigues Gonçalves Águas de Lindóia 12/09/2012 Agenda da

Leia mais

30/03/2010 a 30/03/2011

30/03/2010 a 30/03/2011 POP ACCR 01 Abertura da Ficha do Usuário ASSUNTO: Padronizar o procedimento para abertura da ficha do usuário. Nº 01 Resultados esperados: Cadastros atualizados dos Usuários Este POP aplica-se na recepção

Leia mais

Movimentações de Estoque Versão de Sistema: 11.8.0.0 Setembro 2014 Versão do documento: 4.0

Movimentações de Estoque Versão de Sistema: 11.8.0.0 Setembro 2014 Versão do documento: 4.0 Movimentações de Estoque Versão de Sistema: 11.8.0.0 Setembro 2014 Versão do documento: 4.0 Índice Título do documento 1. Introdução... 3 2. Objetivos... 3 3. Movimentações de Estoque... 3 4. Parâmetros...

Leia mais

Projeto de Informatização. Como implantar um Sistema de Informação para a Saúde Pública em SP?

Projeto de Informatização. Como implantar um Sistema de Informação para a Saúde Pública em SP? Projeto de Informatização Como implantar um Sistema de Informação para a Saúde Pública em SP? Contato Cláudio Giulliano Alves da Costa, MD, MSc. Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo Assessoria Técnica

Leia mais

TIC Saúde 2013 Pesquisa sobre o uso das TIC em estabelecimentos de saúde no Brasil

TIC Saúde 2013 Pesquisa sobre o uso das TIC em estabelecimentos de saúde no Brasil TIC Saúde 2013 Pesquisa sobre o uso das TIC em estabelecimentos de saúde no Brasil Latam Healthcare IT Summit São Paulo, 04 de abril de 2013 CGI.br Comitê Gestor da Internet no Brasil NIC.br Núcleo de

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO AIH AUTORIZAÇÃO DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR - SUS

MANUAL DE ORIENTAÇÃO AIH AUTORIZAÇÃO DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR - SUS MANUAL DE ORIENTAÇÃO AIH AUTORIZAÇÃO DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR - SUS MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS AUTORIZAÇÕES DE INTERNAÇÕES HOSPITALARES - AIH'S Este manual tem por objetivo capacitar os servidores das Unidades

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE CANOAS SUPERINTENDÊNCIA DE PROJETOS E SISTEMAS

TERMO DE REFERÊNCIA FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE CANOAS SUPERINTENDÊNCIA DE PROJETOS E SISTEMAS FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE CANOAS SUPERINTENDÊNCIA DE PROJETOS E SISTEMAS CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PARA FORNECIMENTO DE LICENÇA

Leia mais

ANEXO I Descrição dos Cargos

ANEXO I Descrição dos Cargos ANEXO I Descrição dos Cargos DESCRIÇÃO: 1. - Auxiliar de Enfermagem: Prestar cuidados diretos de enfermagem ao paciente, por delegação e sob a supervisão do enfermeiro e do médico. Administrar medicação

Leia mais

SISAM Sistema Integrado de Saúde e Administração de Materiais

SISAM Sistema Integrado de Saúde e Administração de Materiais SISAM Sistema Integrado de Saúde e Administração de Materiais PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTOS DEMGI - Departamento de Modernização Administrativa e Gestão da Tecnologia da Informação 126 tipos de especialidades

Leia mais

Projeto Saúde On-line

Projeto Saúde On-line Projeto Saúde On-line Sistemas de computadorizados de registro médico e tecnologia de informação em saúde. INTRODUÇÃO: Visando organizar o acesso aos serviços, agilizar processo, impactar na qualidade

Leia mais

VISÃO GERAL POR QUE ADQUIRIR A SOLUÇÃO SCOLA? CATÁLOGO D ESCRITIVO

VISÃO GERAL POR QUE ADQUIRIR A SOLUÇÃO SCOLA? CATÁLOGO D ESCRITIVO CATÁLOGO D ESCRITIVO VISÃO GERAL A solução SCOLA (Sistema de Controle Laboratorial) é um sistema de gestão de alto nível voltado para Laboratórios de Análises Clinicas, que controla desde o atendimento

Leia mais

AstraLX Impressão de Faturas e TISS Guia básico para o processo de impressão de Faturas e geração de arquivos TISS/XML no Programa AstraLX

AstraLX Impressão de Faturas e TISS Guia básico para o processo de impressão de Faturas e geração de arquivos TISS/XML no Programa AstraLX AstraLX Impressão de Faturas e TISS Guia básico para o processo de impressão de Faturas e geração de arquivos TISS/XML no Programa AstraLX 2011 Equipe Documentação Astra AstraLab 31/08/2011 1 Sumário Emissão

Leia mais

Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte SISTEMA SAÚDE EM REDE - SISREDE

Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte SISTEMA SAÚDE EM REDE - SISREDE Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte SISTEMA SAÚDE EM REDE - SISREDE Belo Horizonte Pop. estimada: 2.375.151 hab. (estimativas IBGE 2010) Informatização da Rede

Leia mais

1. CADASTRO 2. AGENDAMENTOS:

1. CADASTRO 2. AGENDAMENTOS: 1. CADASTRO Para atuar no Hospital São Luiz, todo médico tem de estar regularmente cadastrado. No momento da efetivação, o médico deve ser apresentado por um membro do corpo clínico, munido da seguinte

Leia mais

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br Soluções em Software para Medicina Diagnóstica www.digitalmed.com.br NOTA DE AGRADECIMENTO Primeiramente, agradecemos pela sua receptividade em conhecer as nossas soluções, afinal, é sempre uma imensa

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA. Secretaria Municipal da Saúde Centro de Assistência à Saúde

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA. Secretaria Municipal da Saúde Centro de Assistência à Saúde PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA Secretaria Municipal da Saúde Centro de Assistência à Saúde PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA Secretaria Municipal da Saúde Centro de Assistência a Saúde CONTRIBUIÇÃO DA

Leia mais

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4 Manual do Prestador Saúde o ANS - n 40.722-4 SEPACO Prezado prestador, Este manual tem como objetivo formalizar a implantação das rotinas administrativas do Sepaco Saúde, informando as características

Leia mais

Faça a gestão de sua clínica de maneira eficaz, com os softwares do SisHOSP. www.sishosp.com.br (19) 3241.3535

Faça a gestão de sua clínica de maneira eficaz, com os softwares do SisHOSP. www.sishosp.com.br (19) 3241.3535 Faça a gestão de sua clínica de maneira eficaz, com os softwares do SisHOSP www.sishosp.com.br (19) 3241.3535 Escolha o software de Gestão que se preocupa com sua produtividade. Clínicas Médicas necessitam

Leia mais

CONCEITO OBJETIVO 24/9/2014. Indicadores de Saúde. Tipos de indicadores. Definição

CONCEITO OBJETIVO 24/9/2014. Indicadores de Saúde. Tipos de indicadores. Definição Indicadores de Saúde Definição PROFª FLÁVIA NUNES É a quantificação da realidade, que permite avaliar/comparar níveis de saúde entre diferentes populações ao longo do tempo. Tipos de indicadores IMPORTÂNCIA

Leia mais

Configurações Básicas para o e-sus Hospitalar

Configurações Básicas para o e-sus Hospitalar Configurações Básicas para o e-sus Hospitalar Guia do Usuário - 15/12/2014 Sumário 1 Introdução... 2 2 Objetivo... 3 3 Configuração e Execução dos Controles ActiveX... 4 3.1 ActiveX... 4 3.2 Install.bat...

Leia mais

Rede Bem Estar. Prontuário Eletrônico do Paciente. Paulo César Barbosa Fernandes Analista de TI - SEMFA/GDS paulo.cesar@vitoria.es.gov.

Rede Bem Estar. Prontuário Eletrônico do Paciente. Paulo César Barbosa Fernandes Analista de TI - SEMFA/GDS paulo.cesar@vitoria.es.gov. Prontuário Eletrônico do Paciente Rede Bem Estar 23 de setembro de 2015 Paulo César Barbosa Fernandes Analista de TI - SEMFA/GDS paulo.cesar@vitoria.es.gov.br Programa O projeto Rede Bem Estar; Antes x

Leia mais

ÍNDICE TISS versão 3.0 Implantação 31/05/2014

ÍNDICE TISS versão 3.0 Implantação 31/05/2014 1 ÍNDICE 1. Visão Geral 3 2. O que é a TISS 3 3. Histórico da evolução do modelo 3 4. O que faz parte da TISS 4 5. Guias e demonstrativos 4 6. Plano de contingência 4 7. Guia de consulta 5 8. Guia de SP/SADT

Leia mais

Pacientes Permite o cadastro de pacientes seguindo o modelo do Cartão SUS, compartilhando esse registro com o cadastro geral de pessoas.

Pacientes Permite o cadastro de pacientes seguindo o modelo do Cartão SUS, compartilhando esse registro com o cadastro geral de pessoas. Sistema de gestão em saúde para o acompanhamento do atendimento do paciente, pelas unidades básicas, pronto atendimento, estratégia saúde da família e ações ambulatoriais de saúde. Com o isaúde é possível

Leia mais

Tecnologia gerando valor para a sua clínica.

Tecnologia gerando valor para a sua clínica. Aumente a eficiência de seu negócio O sclínica é a ferramenta ideal para a gestão de clínicas de diagnóstico. Desenvolvido a partir das necessidades específicas deste mercado, oferece uma interface inteligente,

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2 MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2 1 Brasília/DF - 2007 1. Introdução A meta deste trabalho é estruturar e auxiliar no correto preenchimento das Guias

Leia mais

Apresentação E&L ERP. Agendamento. Interbase. Domingos Martins ES. v. 1.0

Apresentação E&L ERP. Agendamento. Interbase. Domingos Martins ES. v. 1.0 Apresentação 1 E&L ERP Gestão da Saúde P Agendamento Interbase Domingos Martins ES v. 1.0 2 Introdução: Com o crescente número de pessoas que utilizam os serviços de saúde, cresceu também a necessidade

Leia mais

Objetivos Parceria Motorola

Objetivos Parceria Motorola Aliança Estratégica Objetivos Parceria Motorola Diversificar e ampliar o consumo dos produtos e serviços da Motorola/Next/Edumed através de soluções customizadas e integradas para o Setor de Saúde Publica,

Leia mais

TOTVS Série 1 Saúde. CASE Hospital do Círculo. Diego Tatsch TOTVS Saúde / Maio- 2011

TOTVS Série 1 Saúde. CASE Hospital do Círculo. Diego Tatsch TOTVS Saúde / Maio- 2011 1 TOTVS Série 1 Saúde CASE Hospital do Círculo Diego Tatsch TOTVS Saúde / Maio- 2011 2 TOTVS Série 1 Saúde Apresentação I) Produto Série 1 Saúde II) Especialidades específicas III) TISS IV) Segurança I)

Leia mais

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS MAIO/2007 Blumenau-SC, 18 de maio de 2007. À Rede Credenciada Prezados Credenciados: Como é de conhecimento de todos, dia 31 de maio de 2007 é o prazo que a Agência

Leia mais

Wilson Modesto Pollara Secretário Adjunto da Saúde Do Estado de São Paulo. wpollara@saude.sp.gov.br

Wilson Modesto Pollara Secretário Adjunto da Saúde Do Estado de São Paulo. wpollara@saude.sp.gov.br Wilson Modesto Pollara Secretário Adjunto da Saúde Do Estado de São Paulo wpollara@saude.sp.gov.br ACESSO QUALIDADE CUSTO ATENDER ÀS NECESSIDADES ASSISTENCIAIS A S S I S T Ê N C I A R E G U L A Ç Ã O R

Leia mais

Sistemas de Informação Hospitalar: Presente e Futuro

Sistemas de Informação Hospitalar: Presente e Futuro Sistemas de Informação Hospitalar: Presente e Futuro Halley Johanston Unysis Corporation, EUA Revista Informédica, 1 (2): 5-9, 1993. A utilização da Informática na gestão hospitalar evoluiu, nos últimos

Leia mais

C.F.A. Controle de Fluxo Assistencial

C.F.A. Controle de Fluxo Assistencial C.F.A. Controle de Fluxo Assistencial Manual Operacional Axial Méd - Rua Comendador Araújo 323 conj 102 Curitiba/Pr Fone 0xx41-3233-0349 EMail: rafe@rafe.com.br juarezr@matrix.com.br Fone 0xx41-9961-5827

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR WEB

MANUAL DO PRESTADOR WEB MANUAL DO PRESTADOR WEB Sumário 1. Guia de Consulta... 3 2. Guia de Procedimentos Ambulatoriais... 6 3. Guia de Solicitação de Internação... 8 4. Prorrogação de internação... 8 5. Confirmação de pedido

Leia mais

PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA. Formulários do Plano de Contingência

PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA. Formulários do Plano de Contingência PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA Formulários do Plano de Contingência Padrão TISS - Componente de Conteúdo e Estrutura - Novembro 2013 311 Logo da Empresa GUIA DE CONSULTA 2- Nº Guia no Prestador

Leia mais

Internação Hospitalar

Internação Hospitalar Internação Hospitalar José Carlos Prado Jr Subsecretario Geral 09 de dezembro de 2014 Plataforma de Liberação de Internação Hospitalar Portaria S/SUBGE n o 002 de 01/dez/2014 Serve para liberação de numeração

Leia mais

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃOADÃO

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃOADÃO CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃOADÃO Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr. Rua Visconde de Paranaguá, nº 24 Campus Saúde CEP: 96.200-190 Bairro Centro Rio Grande Rio Grande do Sul/RS Brasil Acesso

Leia mais

TISS. Manual de Instruções. Manual de Instruções. Troca de Informação em Saúde Suplementar 1/40 ANS 36.825-3

TISS. Manual de Instruções. Manual de Instruções. Troca de Informação em Saúde Suplementar 1/40 ANS 36.825-3 TISS Manual de Instruções Manual de Instruções Troca de Informação em Saúde Suplementar 1/40 1. INTRODUÇÃO 2. ORIENTAÇÕES GERAIS 2.1 Entrega de guias SUMÁRIO......... 2.2 Numeração de guias Pacotes...

Leia mais

Armazém e Farmácia. Gestão Hospitalar. Concursos. Compras. Inventário. Reports. Gestão Stocks. Armazéns Avançados

Armazém e Farmácia. Gestão Hospitalar. Concursos. Compras. Inventário. Reports. Gestão Stocks. Armazéns Avançados Compras Gestão Stocks Armazéns Avançados Inventário Reports Concursos A ST+I tem como missão Ser uma referência Internacional de elevado valor, nos domínios da, garantindo a sustentabilidade das empresas

Leia mais

Especialização em Engenharia de Software com Ênfase em Software Livre ESL2/2008. Projeto Agenda Saúde Requisitos e Modelagem UML

Especialização em Engenharia de Software com Ênfase em Software Livre ESL2/2008. Projeto Agenda Saúde Requisitos e Modelagem UML Projeto Agenda Saúde Requisitos e Modelagem UML Histórico de Revisão Versão 0.1 Data 01/06/09 Revisor Descrição Versão inicial Sumário 1. Introdução...4 1.1 Visão geral deste documento...4 1.2 Módulos

Leia mais

Manual do Processo de Faturamento

Manual do Processo de Faturamento Manual do Processo de Faturamento Apresentação MV Sumário Processo de Faturamento 6 Leia-me primeiro... 6 Faturamento de... Convênios e Particular 8 Faturamento de Convênios... 8 Protocolar Documentação...

Leia mais

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Formulários Padrão TISS 2. Preenchimento das Guias Padrão TISS Guia de Consulta Guia de Serviço Profissional/Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia SP/SADT Guia de Solicitação de Internação

Leia mais

Gestão Estratégica da Cadeia de Suprimentos: Modelos e Tendências SANTA CASA DE SÃO PAULO. Dr. Antonio Carlos Forte

Gestão Estratégica da Cadeia de Suprimentos: Modelos e Tendências SANTA CASA DE SÃO PAULO. Dr. Antonio Carlos Forte Gestão Estratégica da Cadeia de Suprimentos: Modelos e Tendências SANTA CASA DE SÃO PAULO Dr. Antonio Carlos Forte SANTA CASA DE SÃO PAULO Complexo hospitalar formado por dez unidades de assistência a

Leia mais

Registro Eletrônico de Saúde para a Odontologia 9º SINPLO. Painel Tecnológico 09 de maio de 2014

Registro Eletrônico de Saúde para a Odontologia 9º SINPLO. Painel Tecnológico 09 de maio de 2014 Registro Eletrônico de Saúde para a Odontologia 9º SINPLO Painel Tecnológico 09 de maio de 2014 Registro Eletrônico de Saúde 9º SINPLO SP 09/05/2014. 1 Marizélia Leão Moreira Graduada em Ciências Sociais

Leia mais

Secretaria de Gestão do STF-Med INSTRUÇÕES SOBRE TAXAS E DIÁRIAS DA TABELA PRÓPRIA PARA CONVÊNIOS E CREDENCIAMENTOS DO STF-MED

Secretaria de Gestão do STF-Med INSTRUÇÕES SOBRE TAXAS E DIÁRIAS DA TABELA PRÓPRIA PARA CONVÊNIOS E CREDENCIAMENTOS DO STF-MED Secretaria de Gestão do STF-Med INSTRUÇÕES SOBRE TAXAS E DIÁRIAS DA TABELA PRÓPRIA PARA CONVÊNIOS E CREDENCIAMENTOS DO STF-MED I. DO ATENDIMENTO O atendimento é o ato de acolhimento do paciente, seguido

Leia mais

AUDITORIA EM ENFERMAGEM. UNIPAC UBERLÂNDIA CURSO GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DISCIPLINA: Administração ll Profa : Amanda Cristina de Oliveira Mendes

AUDITORIA EM ENFERMAGEM. UNIPAC UBERLÂNDIA CURSO GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DISCIPLINA: Administração ll Profa : Amanda Cristina de Oliveira Mendes AUDITORIA EM ENFERMAGEM UNIPAC UBERLÂNDIA CURSO GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DISCIPLINA: Administração ll Profa : Amanda Cristina de Oliveira Mendes Conceito AUDITORIA é uma avaliação sistemática e formal de

Leia mais

Sistema de Registro Eletrônico de Saúde : a Experiência do Hospital Moinhos de Vento. Hospital Moinhos de Vento

Sistema de Registro Eletrônico de Saúde : a Experiência do Hospital Moinhos de Vento. Hospital Moinhos de Vento Sistema de Registro Eletrônico de Saúde : a Experiência do Hospital Moinhos de Vento Dra. Sandra Abrantes Krug Seabra Coordenadora da Comissão de Prontuários Hospital Moinhos de Vento Porto Alegre RS Setembro

Leia mais

Saúde para São Paulo

Saúde para São Paulo istock/getty Images Objetivos Ferramenta Integrada de Gestão e Governança Registro Eletrônico de Saúde RES Sistema para registro, recuperação e manipulação das informações de um Registro Eletrônico em

Leia mais

Guia de SP/SADT Instrução de Preenchimento Manual

Guia de SP/SADT Instrução de Preenchimento Manual A Guia de Serviço Profissional/Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia SP/SADT deverá ser preenchida pelo profissional ou entidade de saúde que mantém compromisso de credenciamento especial firmado com

Leia mais

Manual do Prestador. Versão 1.0 Maio/2014. Manaus - Amazonas ANS Nº 38809-2 1

Manual do Prestador. Versão 1.0 Maio/2014. Manaus - Amazonas ANS Nº 38809-2 1 Manual do Prestador Versão 1.0 Maio/2014 Manaus - Amazonas 1 SUMÁRIO Apresentação... 3 1. Identificação do beneficiário...3 2. Atendimento ao beneficiário... 4 2.1. Requisitos para o atendimento... 4 2.2.

Leia mais

TRANSFERÊNCIA DE PACIENTE INTERNA E EXTERNA

TRANSFERÊNCIA DE PACIENTE INTERNA E EXTERNA 1 de 8 Histórico de Revisão / Versões Data Versão/Revisões Descrição Autor 25/11/2012 1.00 Proposta inicial LCR, DSR,MGO 1 Objetivo Agilizar o processo de transferência seguro do paciente/cliente, para

Leia mais

Monitoramento Laboratório Regional de Prótese Dentária

Monitoramento Laboratório Regional de Prótese Dentária MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL Monitoramento Laboratório Regional de Prótese Dentária Passo a Passo: Monitoramento Laboratório

Leia mais

A regulação médico-hospitalar nos sistemas de saúde público e privado

A regulação médico-hospitalar nos sistemas de saúde público e privado HUMANIZAÇÃO E ACESSO DE QUALIDADE A regulação médico-hospitalar nos sistemas de saúde público e privado Alexandre Mont Alverne 25/11/2015 Regulação Significado: Michaelis: Regular+ção: ato ou efeito de

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE DE PERNAMBUCO SECRETARIA EXECUTIVA DE ATENÇÃO À SAÚDE UPA ENGENHO VELHO

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE DE PERNAMBUCO SECRETARIA EXECUTIVA DE ATENÇÃO À SAÚDE UPA ENGENHO VELHO GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO UPA ENGENHO VELHO RELATÓRIO DE EXECUÇÃO 2º TRIMESTRE DO 2º ANO DO CONTRATO DE GESTÃO Período de Dezembro de 2012 à Fevereiro de 2013 2 INTRODUÇÃO O presente relatório apresenta

Leia mais